Apresentação da Obra

Objetivos

Palavras que me
fortaleceram nas horas
de angústia durante
a realização deste trabalho

Publicação

Os Sete Capítulos

Capa da Obra

Releases

Noticias

Livro sobre pesca artesanal é lançado em Caraguá

Livro-reportagem sobre pesca artesanal, premiado nacionalmente, será lançado em Caraguatatuba, durante a Abertura Oficial do 7° Festival do Camarão, em junho

 

Durante a Abertura Oficial do 7° Festival do Camarão, em Caraguá, que acontecerá no feriado de Corpus Christ, a jornalista Gisele Leite fará o lançamento de seu livro-reportagem intitulado “O mestre navegante – O passado, o presente e o futuro do pescador artesanal”. O evento, que contará com uma tarde de autógrafos, acontecerá no dia 10 de junho, quinta-feira, às 12h, na Praia do Camaroeiro. O 7° Festival do Camarão continua até domingo, dia 13.

O livro-reportagem, que recebeu, em 2002, o Prêmio Nacional de Menção Especial da 9a. Expocom/Intercom (Salvador/BA), na categoria Jornalismo e modalidade Livro-reportagem, foi escrito em 2001, após um ano e meio de pesquisas e trabalhos fotográficos, e sua publicação foi viabilizada por meio de parcerias com a prefeitura de Caraguatatuba, através da Fundacc (Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba), e empreendedores da região. Foram apoiadores, o bireau de comunicação Spiral, de São José dos Campos, e o site Litoral Virtual, de Ubatuba. De Caraguá, a obra recebeu apoio da construtora TopCon Engenharia & Construções, do Auto Posto Asa Delta, da Clínica de Cirurgia Plástica Mário Pires e da fábrica LBL – Lourival Blocos e Lajes.

“Foram quatro anos lutando pela produção e publicação desse livro-reportagem que, para mim, é a realização de um sonho. E, como diz o prefeito Antonio Carlos da Silva, ‘sonho que se sonha junto se torna realidade’, eu convenci as pessoas a sonharem comigo, e por isso, hoje posso comemorar essa vitória, que é de todos, principalmente, dos pescadores artesanais”, afirmou.

Ela completou, dizendo que se sente multiplicada e eternizada em publicar o livro. “Irei me conservar viva através da obra, e quando alguém estiver lendo ‘O mestre navegante’, eu estarei ali, me multiplicando. A sensação de saber que as próximas gerações poderão conhecer esse trabalho é indescritível. Se dizem que para sermos eternos, devemos plantar uma árvore, escrever um livro e ter um filho, agora, só me falta o filho”, brincou a autora.

Segundo a jornalista, a gráfica e editora Paper Crom, de São José dos Campos, está produzindo os 200 exemplares desta primeira edição. Ela informou que todos os recursos provenientes da venda dos livros da primeira edição serão investidos na produção de outras edições da obra. “Meu maior objetivo é conscientizar as pessoas sobre o problema da escassez de pescado, que atinge as cidades litorâneas, usando o exemplo de Caraguatatuba. A obra conta o passado e o presente da pesca artesanal, na cidade, e permite uma reflexão do leitor sobre o futuro da atividade”, afirmou.

Desde novembro do ano passado, a obra já vem sendo divulgada pela internet, em uma versão adaptada para web. No site, os internautas encontrarão uma síntese da obra, uma amostra das fotos do livro, além do histórico profissional da autora. Para conferir, acesse www.litoralvirtual.com.br/giseleleite.

 

A obra

A obra, uma mistura de jornalismo e literatura, é uma grande reportagem sobre os problemas enfrentados pelos pescadores artesanais marítimos. Problemas esses, relacionados à escassez de peixes e frutos do mar nas águas de Caraguatatuba, provocada pela pesca de arrasto realizada por grandes embarcações, pela pesca predatória feita na época de reprodução e pela poluição. Atualmente, a falta de pescado tem provocado dificuldades de sobrevivência na profissão de pescador e até a procura por outras formas de trabalho. Uma das soluções para a questão da falta de pescado, seria a instalação de arrecifes artificiais.

No texto, Gisele Leite fala também das manifestações culturais, apresenta algumas histórias pitorescas contadas por pescadores, aborda a relação dos homens do mar com a natureza e com a comunidade e trata os problemas ambientais, através de opiniões de profissionais. Toda a história se desenrola a partir do personagem principal, o pescador Dito Costa, hoje, com 82 anos.

O livro é ilustrado com fotografias em preto e branco, feitas pela própria autora, também fotógrafa, e por desenhos de David Nell. “Escolhi o preto e branco por ter uma carga dramática maior, por retratar a história com mais verdade, com mais vida”, contou. “O David é um grande desenhista que conheci através de um professor. Ele é uma pessoa muito prestativa. Mesmo sem me conhecer, não hesitou em atender ao meu pedido”, completou a autora.

A autora

Cursando pós-graduação em “Comunicação, Novas Tecnologias e Educação”, na Universidade de Taubaté, e formada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela mesma instituição no ano de 2001, Gisele Leite, com seus 24 anos de idade, é uma profissional que acumula experiência em mídia impressa e eletrônica, tendo especial afinidade com o jornalismo literário.

Recebeu, em 2002, o Prêmio Nacional de Menção Especial da 9a. Expocom/Intercom (Salvador/BA), na categoria Jornalismo e modalidade Livro-reportagem, com a obra intitulada “O mestre navegante - O passado, o presente e o futuro do pescador artesanal”.

Em fevereiro de 2000, implantou um programa radiofônico educativo em São Luiz do Quitunde/AL, através de sua participação no Programa Federal "Universidade Solidária".

Atuou como repórter, fotógrafa, editora e revisora de textos em revistas e jornais regionais, e também como apresentadora, repórter, produtora e editora de programas jornalísticos televisivos e radiofônicos. Na imprensa escrita, estagiou no jornal ValeParaibano, em São José dos Campos e em Taubaté, atuando simultaneamente como assessora de imprensa do Núcleo de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural da Universidade de Taubaté. Foi editora e fotógrafa da Revista Expressão Caiçara, de Caraguatatuba.

Desde dezembro de 2002, trabalha como assessora de imprensa da Prefeitura Municipal de Caraguatatuba, tendo trabalhos divulgados em vários veículos regionais.

Em rádio, trabalhou nas funções de produtora, repórter e locutora das rádios Cacique AM/Taubaté e Oceânica AM/Caraguatatuba. Em televisão, atuou por 7 meses como apresentadora, repórter e editora do Programa Momento Unitau, transmitido pela TV BandVale, de Taubaté, no ano de 2000.

Idealista, Gisele Leite acredita que o jornalismo ético e responsável tem o poder de transformar uma sociedade, de torná-la mais cidadã. Dedicada ao trabalho, ama sinceramente o que faz. É perfeccionista, prática, prestativa e disposta a aprender e ensinar. Tem personalidade forte, luta pelo que acredita e enfrenta desafios sem hesitar.

 


Patrocínio:
Prefeitura de Caraguatatuba        FUNDACC

Apoio Cultural:

 Litoral Virtual Lourival Blocos e Lages

Histórico
Gisele Leite, a autora
gisele.reporter@bol.com.br