Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 04 de setembro de 2000 - Nº 119 Arquivo
Giorgio Restaurante American Bar
Truckmodelismo Brasil
  
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.
Previsão do Tempo:
Chuva
Máxima: 17ºC Mínima: 13ºC
Fonte: CNN Brasil Clique Aqui para ver a previsão para 4 dias

Principais Manchetes:

Ilhabela faz festa para comemorar seus 195 anos
Homem pode ter habitado Ilhabela há 2 mil anos
Prefeitura prevê turismo arqueológico
Magia do futebol de botão ainda resiste ao tempo
Das mesas para a escola em Caraguá

Ilhabela faz festa para comemorar seus 195 anos

Ilhabela - Ilhabela comemorou ontem 195 anos de emancipação político-administrativa. As festividades culturais, religiosas e esportivas acontecem até o próximo dia 10. Ontem, às 8h, foi feito o hasteamento das bandeiras, na Praça das Bandeiras, região central. A seguir, aconteceu o desfile militar, cívico e estudantil no centro de eventos, onde também teve início a 4ª Feira das Nações.
Com 342 quilômetros quadrados e cerca de 12 mil habitantes, segundo a última estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), o arquipélago de Ilhabela, formado pelas ilhas de São Sebastião, Búzios, Vitória, Serraria e Ilha das Cabras, é o menor município do Litoral Norte.
O presidente da Defesa Civil, Nivaldo Simões, que está escrevendo um livro sobre a história local, diz que há dois erros relacionados à cidade que precisam ser corrigidos. O primeiro está ligado ao nome, que muitos insistem em escrever separado. "Não existe uma ilha chamada Bela, mas sim um arquipélago denominado Ilhabela."
Outro erro foi identificado no brasão e na bandeira do município. Segundo Simões, o modelo original do brasão sumiu e hoje existem vários exemplares. Na bandeira, está faltando a coroa que existia no modelo original. A coroa teria pertencido à princesa Maria Thereza, filha de dom João 4º, que inicialmente deu nome ao arquipélago de Villa Bella da Princesa.
A Ilha de São Sebastião, que tem 36 praias, é um dos destinos mais procurados no Litoral Norte durante a temporada de verão e feriados prolongados. (Fonte: ValeParaibano)

Homem pode ter habitado Ilhabela há 2 mil anos
Pesquisadores encontram 36 sítios arqueológicos que indicam presença do homem pré-histórico e índios itararés

Ilhabela - Um levantamento arqueológico em Ilhabela indica que povos pré-históricos podem ter habitado a ilha há 2.000 anos. O grupo de pesquisa coordenado pela ONG Cedepac (Centro de Estudos e Defesa do Patrimônio Cultural), de São José dos Campos, identificou 36 sítios pré-históricos e históricos na região.
O material coletado será catalogado e datado até o final do ano, mas o arqueólogo e coordenador do projeto, Plácido Cali, disse que a hipótese é que a ilha tenha sido habitada entre 1.000 e 2.000 anos atrás.
Segundo Cali, a quantidade de sítios arqueológicos no local surpreendeu a equipe. Com esse número, Ilhabela se torna a terceira cidade do litoral paulista com o maior número de sítios arqueológicos identificados, depois de Iguape e Cananéia.
As escavações apontaram duas descobertas. A primeira é que a ilha foi habitada por índios Itararés. "Nunca havíamos encontrado o registro desses povos no Litoral Norte. Só sabíamos da presença tupi-guarani na região", disse Cali.
A presença Itararé foi detectada por vestígios de cerâmica indígena em dez sítios arqueológicos.
A pesquisa também revelou que a ilha foi habitada pelos "homens de sambaquis". Segundo Cali, os últimos registros desses povos são de 1.000 anos atrás. Sambaquis, em tupi-guarani significa monte de conchas. A palavra denomina montanhas resultantes de sucessivas ocupações ao longo dos anos. "São montanhas caracterizadas pela presença de conchas e ossos", explicou. Mas no caso de Ilhabela foram encontrados acampamentos conchíferos. "Eram acampamentos temporários dos povos sambaquis, por isso são praticamente planos", disse.
Esses homens ocuparam o litoral brasileiro do Rio Grande do Sul ao Espírito Santo e foram subindo a costa até desaparecerem.
OCUPAÇÃO RECENTE- Da era histórica, foram encontradas ruínas de engenhos de açúcar e alambiques. O principal deles, localizado na Fazenda Siriuba, na região sul, foi recuperado pelos proprietários. Um outro, identificado na praia da Feiticeira, corre o risco de virar pó. "Com o cadastramento junto ao Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) queremos tombar esses sítios para que eles façam parte da história de Ilhabela", disse Cali. As pesquisas no município começaram este ano após uma parceria com a Prefeitura Municipal. Até o momento foram investidos R$ 18 mil no projeto. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeitura prevê turismo arqueológico

Ilhabela - A secretária municipal de Cultura, Yole Pierro, disse que o próximo passo do projeto é a criação de um museu onde serão expostas as peças encontradas nos sítios de Ilhabela.
O objetivo é transformar a cidade em um pólo de visitação turística monitorada até os sítios arqueológicos. Nesses locais, haverá painéis explicativos sobre a área e seus antigos habitantes.
Yole ressalta que os estudos de hoje também deverão ser levados às escolas para que os moradores conheçam um pouco mais da história do município onde residem. "Até hoje não existe qualquer referência para pesquisa escolar sobre a história do município."
Segundo o arqueólogo Plácido Cali, Ilhabela é a única cidade do litoral paulista a desenvolver projeto amplo de identificação de seu patrimônio arqueológico e a terceira cidade do litoral paulista com o maior número de sítios arqueológicos identificados, depois de Iguape e Cananéia.
Em Ubatuba, foi identificado o sítio pré-histórico do Tenório. Há estudos para a datação das ossadas e utensílios encontrados na ilha do Mar Virado, indicando a possível ocupação no ano 75 depois de Cristo. (Fonte: ValeParaibano)

Magia do futebol de botão ainda resiste ao tempo
Futebol de mesa sobrevive à modernidade dos videogames e continua a exercer fascínio em pessoas de todas as idades

O técnico Telê Santana anunciou ontem a lista de convocados para a seleção brasileira com algumas novidades no ataque, com a escalação de Pelé mais à frente e Zico e Tostão nas meias. Nos outros setores, Telê mantém a base das últimas convocações e deve iniciar o confronto contra a Argentina com Gilmar, Carlos Alberto Torres, Mauro, Amaral e Júnior; Falcão, Didi, Zico e Tostão; Pelé e Garrincha...
Quem imagina que um time desses só é possível em sonho, ainda não conhece um dos esportes mais mágicos do mundo. E essa história começou há muito tempo... Na época em que se usava aqueles jalecões enormes, a criançada, já apaixonada pelo futebol, inventou um jogo simples, mas emocionante. Dos jalecos enormes, ficavam só o pano, porque os botões eram transformados em craques e ídolos do futebol.
O jogo, que conseguiu sobreviver à modernidade dos jogos eletrônicos e dos videogames, cresceu em número de praticantes, e se transformou em esporte oficial. "É um esporte mágico, porque tem o poder de transformar a criança em adulto e o adulto em criança", filosofa Eduardo, que hoje tem a companhia do filho Flávio, de 12 anos, nos campeonatos.
ESPORTE - Com o nome mudado para Futebol de Mesa, atualmente a modalidade possui ligas e superligas regionais, além de federações, responsáveis pela elaboração das regras e pelos campeonatos. Hoje, a bola é redonda, os botões são de acrílico e as regras variam em cada Estado. As mais famosas são a paulista (12 toques), a carioca (3 toques) e a baiana (1 toque). (Fonte: ValeParaibano)

Das mesas para a escola em Caraguá

Caraguatatuba - Para aliviar um pouco a concentração necessária para as aulas de Português, Matemática, Geografia ou História, os alunos da rede municipal de ensino de Caraguatatuba estão tendo a oportunidade de aprender o jogo de botão na escola. O futebol de mesa está sendo ensinado aos alunos da 1ª à 4ª série (7 a 10 anos), com o objetivo de difundir o esporte e tirar as crianças das ruas.
A secretária de Educação de Caraguatatuba, Maria do Carmo Cunha Ferreira, está empolgada com o projeto. Segundo ela, a secretaria adquiriu cinco mesas e dez "times de futebol", que serão utilizados nas aulas, que acontecerão aos sábados, em todas as 21 unidades da rede municipal, gratuitamente.
O professor será Antônio Marcos dos Santos, o "Toninho do Botão", que pratica a modalidade há mais de 30 anos e hoje é o 8º colocado no ranking brasileiro.
O projeto, denominado "Jogo de Botão vai à Escola", começou a ser implantado no último fim de semana, na Emef Vereador Benedito Paes Sobrinho, no bairro Perequê-Mirim. (Fonte: ValeParaibano)

Envie estas notícias para um amigo:
e-mail:



Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Reflexões para uma vida melhor
por: Margareth Bravo
Navegando
Navegando
Os bastidores da política do Litoral
por: Pedro Monte-Mór

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2000 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor