Volta para página inicial
Últimas Notícias

Giorgio Restaurante American Bar
Truckmodelismo Brasil
  
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.
Litoral Norte - Domingo, 06 de agosto de 2000 - Nº 96 Arquivo

Justiça impugna candidatura de capitão da PM de Ubatuba
Candidatos de Caraguá elegem obras e turismo como bandeira
Proposta é continuidade da administração tucana
Pedetista aposta na geração de empregos
Cadela ataca e fere criança em Ubatuba
Cai venda de gengibre para exportação

Previsão do Tempo - Fonte: CNN Brasil
Parcialmente Nublado Máxima: 26 C Mínima: 19 C
Clique Aqui para ver a previsão para 4 dias

Justiça impugna candidatura de capitão da PM de Ubatuba

Ubatuba - A Justiça Eleitoral de Ubatuba impugnou ontem a candidatura do capitão Antônio José Macário de Faria (PFL) à Câmara. De acordo com a sentença, o candidato deveria ter se descompatibilizado do cargo com seis meses de antecedência do pleito eleitoral por ser autoridade policial. O candidato se afastou do cargo no dia 1º de julho. Faria afirmou estar surpreso sobre a decisão da Justiça e pretende recorrer da sentença.
"A PM descompatibilizou 485 policiais no mesmo dia que eu. A meu ver, o juiz não analisou o processo e as leis e documentos juntados a ele. Se tivesse feito isso, veria que estou correto. O prazo de descompatibilização de policiais é de três meses de antecedência e o juiz utilizou a constituição do Rio Grande do Sul para se basear", disse.
O candidato a vereador Andrade Henrique dos Santos (PX) recorreu ontem da impugnação de sua candidatura, divulgada anteontem. Ele exerceu o cargo de prefeito interino de Ubatuba até o dia 5 de maio. "Eu vou recorrer. Assumi a prefeitura porque não poderia deixar a cidade na mão."
O candidato a vereador José Maria da Cruz (PPB), o Ladainha, que pediu a impugnação de Faria, também protocolou ontem o pedido da cassação de registro dos candidatos a prefeito Paulo Ramos (PFL) e a vereador Edson Peres (PAN), por terem participado do patrocínio e entrega de prêmios da corrida de canoas ocorrida no dia 29 de julho último. (Fonte: ValeParaibano)

Candidatos de Caraguá elegem obras e turismo como bandeira
Propostas dos dois candidatos a prefeito da cidade priorizam saneamento e fomento turístico

Caraguatatuba - A disputa política em Caraguatatuba se resume a dois candidatos que elegeram o saneamento básico e o turismo como principais propostas de governo. O atual prefeito Antônio Carlos da Silva (PSDB) recebeu apoio da maioria dos partidos e pretende dar continuidade às obras já iniciadas.
O advogado e ex-vereador Alvaro Alencar Trindade (PDT) forma a frente de oposição e pretende trabalhar, principalmente na periferia da cidade, área que considera 'abandonada' pela atual administração.
Caraguatatuba é o maior município do Litoral Norte e, até o momento, a única prefeitura que está com dinheiro em caixa. Considerado um político habilidoso, Antônio Carlos conseguiu com o pagamento da indenização pela desapropriação da Serra do Mar sua maior vitória.
Pelo acordo firmado com o governo do Estado, o município vai receber os R$ 59 milhões sendo que uma parte está sendo paga à Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado) para a realização de obras de saneamento básica e outra para o DER (Departamento de Estradas e Rodagens) para obras ao longo da rodovia Rio-Santos (SP-55).
Antônio Carlos quer ser reeleito para poder dar prosseguimento a essas obras e garantir sua popularidade. Ele garante que tem 80% de aprovação na cidade. "Vou ganhar onde dizem que não trabalhei, nos bairros da periferia", prevê.
Já Alvaro Trindade observa que "qualquer administrador que recebesse essa fortuna das mãos do Estado teria condições de fazer alguma coisa pelo município. Só que o atual prefeito esqueceu de investir na recuperação de problemas mais sérios."
Para ele, deveriam ter sido realizadas obras de drenagem nos bairros Perequê-Mirim e Morro do Algodão, periferia da cidade, regiões que mais sofrem com o alagamento no período das chuvas porque o rio que corta os bairros está assoreado e não há vazão para a água.
O candidato pedetista criticou também as obras realizadas na região central da cidade, em especial a avenida da praia e o que está sendo feito, segundo ele, para uso exclusivo de turistas. "Arrumaram uma forma de desviar o trânsito para que todos tenham que passar por essa avenida que era uma obrigação de qualquer um fazer."
Ele afirmou que sua campanha estaria sendo prejudicada pelo uso da máquina administrativa. Essa semana uma perua com cabos eleitorais foi abordada por marronzinhos -- os agentes da Divisão de Trânsito -- e o caso acabou na delegacia. "O veículo estava todo adesivado", disse o candidato. Já Antônio Carlos diz que a oposição quer desestruturar sua campanha dizendo que está usando a reeleição para sair candidato a deputado estadual em 2002. (Fonte: ValeParaibano)

Proposta é continuidade da administração tucana

ValeParaibano - Por que o senhor resolveu concorrer à reeleição?
Antônio Carlos da Silva - Primeiro porque não tinha motivo para não fazer isso se a lei nos permite. Depois, pela administração que fizemos e para garantir que todas as obras em andamento não serão interrompidas.

VP - O que considera como ponto positivo em sua administração?
Antônio Carlos - O que não foi feito em 140 anos estamos fazendo em quatro como o dobro da pavimentação, o triplo do número de salas de aula, 40% a mais de ruas iluminadas e vamos entregar a cidade com até seis vezes mais de saneamento básico. Esses índices nos faz ter uma certa segurança do caminho adotado.

VP - O senhor está sendo apontado como o prefeito que mudou o centro da cidade, mas esqueceu a periferia.
Antônio Carlos - Os adversários dizem isso, mas vamos ganhar a eleição na periferia. Levamos para essa região escolas, merenda escolar, laboratório de informática, pavimentação e iluminação. E estamos bem cotados nas pesquisas realizadas nos bairros.

VP - Como está fazendo para enfrentar a oposição?
Antônio Carlos - Todas as denúncias apresentadas estão sendo rebatidas na Justiça. Como não têm como atrair voto fazem esse tipo de coisa.

VP - Como está o caixa da prefeitura?
Antônio Carlos - A infra-estrutura criada com o dinheiro da indenização da Serra do Mar contribuiu significativamente para a melhora na qualidade de vida da cidade. Termino essa administração sem dívidas e ainda com crédito que espero possamos usar na próxima gestão.

VP - Quais são as prioridades do município?
Antônio Carlos - Por ser uma cidade turística vamos investir mais na cultura com término da construção do teatro, museu, centro cultural e do livro que vai contar a história do município.

VP - E os planos para o setor turístico?
Antônio Carlos - Estamos trazendo o turista para a cidade fora da temporada como é o caso do Megacycle. Vamos trabalhar também no potencial da região que é o turismo ecológico, náutico e de negócio.

VP - O senhor pretende sair deputado em 2002?
Antônio Carlos - Estou preocupado com a reeleição e tenho intenção de continuar na prefeitura para assegurar o término das obras. Mas a região tem o compromisso de ter um representante na Assembléia Legislativa, mas pode ser qualquer um.

Pedetista aposta na geração de empregos

ValeParaibano - Por que o senhor resolveu sair candidato?
Alvaro Trindade - Porque Caraguá está vivendo uma grande mentira. O atual prefeito mascarou uma situação, gastou milhões em publicidade pessoal e transformou o mandato dele, que deveria ser voltado para os interesses da cidade e da população, em alavanca para a campanha particular dele para deputado estadual. O povo não vive só de asfalto e pedras jogadas na rua.

VP - E quais são as prioridades para o município?
Alvaro - Recuperar o emprego na cidade, fazendo investimentos sérios na área de turismo. Pretendemos implantar um centro de convenções, com parte do dinheiro que sobrar pela indenização da Serra do Mar.

VP - O que o senhor está fazendo para conseguir atrair votos?
Alvaro - A atual administração está sendo meu cabo eleitoral devido ao descaso que tratou a Caraguatatuba pobre sem resolver os problemas sociais existentes.

VP - Como o senhor vê a atuação da Câmara?
Alvaro - Estamos estimulando o eleitorado a votar em novos vereadores porque os que aí estão pactuaram com esse descalabro administrativo que temos hoje. Uma verdadeira orgia se praticou com o dinheiro público.

VP - Quais propostas o senhor tem para o desenvolvimento da cidade?
Alvaro - O primeiro passo para amenizar o problema do desemprego é transformar Caraguá em um paraíso fiscal com a isenção do ISS para a construção civil. Também pretendemos reduzir o valor do IPTU e estimular a recuperação das pequenas propriedades rurais para gerar empregos capazes de absorver a mão-de-obra não-qualificada.

VP - Quais propostas o senhor tem para o setor turístico?
Alvaro - Faremos uma ampla publicidade do poderio turístico da cidade porque pontos famosos como as pedras da Freira e do Jacaré, não são mais conhecidas. Também pretendemos reativar o turismo de um dia para que o pobre tenha o direito de vir à praia. Também vamos retomar o trabalho para que Caraguá seja destinatária da política de governo de Estado para a implantação de indústrias não-poluentes.

VP - Como fica a área da segurança?
Alvaro - Vamos criar um pro-labore para tentar fixar o policial na cidade, uma vez que o custo de vida é muito caro. Também pretendo colocar em prática a guarda municipal que já foi criada, mas não saiu do papel.

Cadela ataca e fere criança em Ubatuba

Ubatuba - O menino Lucas Rodrigues, 3 anos, teve o rosto parcialmente desfigurado após ser atacado por uma cadela em Ubatuba. Ele fez cirurgia para reconstituição do nariz, que foi arrancado pelo animal, e na pálpebra. A vítima está internada na Santa Casa da cidade e deve ter alta hoje.
O incidente ocorreu na terça-feira última, no bairro Piranguinha. Segundo a avó do menino, Leonice Rodrigues, o garoto foi brincar com um vizinho da mesma idade por volta das 8h30, quando foi atacado pela cadela, que deu cria há pouco tempo.
"O amiguinho tinha acabado de abrir o portão para que ele entrasse para brincar quando o cachorro da casa avançou. Ele brincava com o vizinho todos os dias e nunca havia acontecido nada", disse Leonice. Ela não soube informar a raça do cachorro.
Os ferimentos não foram maiores porque a dona da casa conseguiu retirar a vítima logo após o ataque. Lucas tem outros dois irmãos mais velhos, mas no momento do acidente estava sozinho.
Na avaliação da veterinária de São José dos Campos, Suely Teixeira, a cadela agiu no instinto de defender os filhotes de uma pessoa estranha. "Quando a cadela tem cria, ela fica muito mais agressiva. Isso pode ocorrer até mesmo com os animais mansos", afirmou. (Fonte: ValeParaibano)

Cai venda de gengibre para exportação

Caraguatatuba - A entrada da China como país exportador de gengibre está derrubando a venda do produto do Litoral Norte, maior região exportadora para os Estados Unidos, Europa e Canadá. A colheita começou há um mês e apenas 20% da produção foi negociada. No ano passado, os 22 produtores de Caraguatatuba e Ubatuba exportaram cerca de 1.000 toneladas de gengibre. O gengibre é usado no exterior como condimento.
O presidente da Associação dos Produtores Rurais do Litoral Norte, Silvio Saito, disse que até o final do ano é possível colocar a mercadoria em outros países, mas o preço negociado dificulta o trabalho do produtor.
A cotação média do gengibre é de US$ 0,70 por produto na embalagem para exportação. A média negociada pela China é de U$ 10 dólares a caixa de 13,6 quilos.
Outro fator que está prejudicando os produtores é o aparecimento de doenças de solo que podem comprometer a qualidade do gengibre colhido. "O tratamento é demorado e o produtor está perdendo muita mercadoria", afirmou Saito. Isso ocorre porque existe um tamanho padrão para a exportação do gengibre que deve pesar até quatro quilos. (Fonte: ValeParaibano)


Leia também as colunas:
Para Refletir - Margareth Bravo
Para Refletir
Reflexões para uma vida melhor
por: Margareth Bravo
Navegando - Pedro Monte-Mór
Navegando
Os bastidores da política do Litoral
por: Pedro Monte-Mór


 Apoio:
Ilha do Pontal Studio Maranduba

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba
Conheça as cidades do Litoral Norte:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba
Home Litoral Virtual - Home Page
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet

info@litoralvirtual.com.br
©1995/2010 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor

Sites do grupo: Litoral Virtual - Jornal Maranduba - PanoTour - Caraguá - Maranduba - Maré Legal - Truckmodelismo Brasil - ECampi