Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Terça-feira, 14 de novembro de 2000 - Nº 167 Arquivo
Giorgio Restaurante American Bar
Truckmodelismo Brasil
  
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Principais Manchetes:

Motim acaba com 3 presos feridos em Caraguá
Preso destrói as oito celas do presídio
Policiais são acusados de extorsão em São Sebastião
Turismo do litoral enfrenta 1º teste após vazamento de óleo
Caraguá veta estacionamento de peruas na Martin de Sá
Garota é estuprada e morta no litoral
Acusado é rendido por testemunha
Morador ameaça linchar acusado
Comdec realiza curso sobre PPDC dias 20 e 21
XV volta a vencer e Taubaté sofre derrota


Motim acaba com 3 presos feridos em Caraguá
Presos de rebelam durante seis horas contra superlotação na cadeia de Caraguá

Caraguatatuba - Três presos foram feridos ontem durante uma rebelião na Cadeia Pública de Caraguatatuba, que começou na madrugada após uma fuga frustrada. O motim só foi controlado depois de seis horas de negociação com os detentos, que protestavam contra a superlotação do presídio e reivindicavam transferência de presos condenados.
Essa é a terceira rebelião devido à superlotação das cadeias em um menos de um mês na região. A cadeia de Caraguá tem capacidade para 48 detentos e está com 134 -- 86 presos acima de sua capacidade.
Ontem, o motim começou quando os presos do xadrez 3 terminavam de abrir um buraco no teto da cela. Eles conseguiram furar uma chapa de ferro e concreto com cerca de 10 centímetros de espessura.
A tentativa de fuga foi percebida pelo policial militar Jader Rodrigues Lopez, que fazia a guarda externa e ouviu o barulho da broca perfurando o teto.
Revoltados, os presos que planejavam a fuga arrebentaram as grades das oito celas da cadeia e atearam fogo nos colchões e roupas. Em seguida, partiram para a cela do seguro --onde ficam os presos-faxinas e os ameaçados de morte-- e agrediram Vanderlei dos Santos Leonel, 30 anos.
Leonel foi esfaqueado nas costas e levado em estado grave para a Santa Casa Stella Maris, onde permanece internado.
As polícias Civil e Militar deram tiros com balas de borracha para tentar controlar os rebelados.
Os presos Renato Alves de Brito, 19 anos, Leandro David Alves Mendonça, 19 anos, ficaram feridos com estilhaços e também foram encaminhados para o hospital recebendo alta logo depois.
SUPERLOTAÇÃO - Além da transferência dos condenados para penitenciárias, os rebelados exigiram a presença do juiz-corregedor, Otávio Augusto de Oliveira Franco, alegando que 28 detentos tinham pena vencida ou direito ao regime semi-aberto. O juiz informou que nenhum preso da lista teria direito aos benefícios.
A negociação foi feita pelo delegado seccional João Barbosa Filho, e pelo titular da cidade, Fábio de Carvalho Joaquim, que se comprometeram em entrar em contato com a Coespe (Coordenadoria dos Estabelecimentos Penitenciários de São Paulo), para liberação de vagas.
De acordo com Joaquim, 80 presos podem ser transferidos para penitenciárias. "Estamos aguardando, queremos pelo menos 10 vagas."
Essa foi a segunda rebelião registrada em um ano devido à superlotação. Em outubro do ano passado, dois presos foram mortos.
Nos últimos dois meses, mais duas rebeliões foram registradas em cadeias da região. No dia 17 de outubro, os 168 presos da cadeia de Guaratinguetá renderam o carcereiro Marcos Robertos e ficaram amotinados por sete horas.
Na semana passada, a rebelião aconteceu na cadeia de Lorena, quando os 91 presos fizeram o carcereiro Celso Luiz de Lima de refém e ficaram rebelados por 21 horas amotinados no pátio do presídio. (Fonte: ValeParaibano)

Preso destrói as oito celas do presídio

Caraguatatuba - Mesmo com as oito celas danificadas durante a rebelião de ontem, o delegado titular da cadeia de Caraguatatuba, Fábio de Carvalho Joaquim, disse os 134 detentos não serão transferidos para outras cadeias durante as obras de reforma.
As grades de todas as celas foram arrancadas, colchões queimados e pedaços de blocos podiam ser vistos no pátio. Ontem, os presos tiveram que dormir do lado de fora.
Somente hoje a polícia deverá avaliar os estragos provocados pelos rebelados.
Os presos deram início à rebelião após terem sido flagrados fazendo um buraco no teto da cela X-3 com brocas pré-fabricadas. No dia 9 de outubro, a PM frustrou uma outra tentativa de fuga, recapturando seis presos que pularam por um buraco também feito no teto da cela.
Segundo o delegado, a laje da cadeia tem cerca de 10 centímetros de concreto e uma chapa de ferro, mas isso não tem impedido as tentativas.
Há outros três buracos tapados pelos próprios presos no teto da cadeia. O de ontem já foi fechado e a cela está interditada. (Fonte: ValeParaibano)

Policiais são acusados de extorsão em São Sebastião

São Sebastião - Delegados de São Sebastião prenderam em flagrante três policiais civis da Baixada Santista acusados de concussão (crime de extorsão cometido por funcionários públicos), na última sexta-feira. Eles estariam ameaçando dois moradores de Ilhabela e exigindo o pagamento de R$ 10 mil para que um deles não fosse preso.
A prisão ocorreu no momento em que os três policiais pararam um veículo Gol próximo ao atracadouro da balsa, em São Sebastião, para supostamente receber o dinheiro. O flagrante foi realizado pelos delegados Odair Bruzos, José Luiz Tibiriçá, Eduardo Iasco e Leon Nascimento Ribeiro, que fizeram campana no local.
A polícia agiu após receber a denúncia do Ministério Público, em que o empresário da construção civil, identificado apenas como V., e seu filho A., estariam sendo vítimas de tentativa de extorsão pelos três policiais.
Segundo relato aos promotores, A. teria sido abordado no dia 4 passado em Boiçucanga pelos investigadores I., 30 anos, J., 51 anos, e pelo agente C., 30 anos, lotados na delegacias de Santos, Guarujá e Cubatão, respectivamente.
Segundo Tibiriçá, a vítima disse que foi agredida e levada para sua casa, em Ilhabela, onde, na presença do pai, os policiais disseram que A. havia sido preso em flagrante por tráfico de droga, e que para não levá-lo à cadeia ou matá-lo, a família teria que pagar R$ 10 mil.
A entrega ficou acertada para sexta-feira quando os três policiais foram flagrados. Segundo Tibiriçá, no carro conduzido pelo agente foram encontrados quatro papelotes de cocaína e uma pedra de crack.
Os três foram levados para o presídio da Polícia Civil, em São Paulo.
O delegado-assistente da Delegacia Seccional da Baixada Santista, Roni da Silva Oliveira, não comentou a prisão. "O caso será conduzido pelos delegados que participaram da prisão." O delegado não soube informar o nome dos advogados dos suspeitos. (Fonte: ValeParaibano)

Turismo do litoral enfrenta 1º teste após vazamento de óleo
Comércio teme que "prejuízo institucional" prejudique movimento no feriado

São Sebastião - Comerciantes de São Sebastião e Ilhabela encaram o feriado de amanhã - data comemorativa da Proclamação da República - como o primeiro teste para o turismo da cidade após o desastre ambiental do último dia 4, que espalhou 86 mil litros de óleo no mar.
Donos de hotéis ainda tentam convencer aos prováveis visitantes de que não há poluição nas 21 praias da região afetadas pelo vazamento do navio cipriota Vergina 2.
O fato de o feriado cair em uma quarta-feira aumenta a apreensão dos comerciantes e autoridades ligadas ao turismo.
"Diariamente a gente recebe ligações de pessoas querendo saber se as praias ainda estão sujas de óleo", disse o secretário de Turismo de Ilhabela, Carlos Alberto Naufal.
Ele disse que todas as praias da cidade estão próprias para banho, mas acredita que os turistas ainda estejam receosos de frequentar a região, por causa do "prejuízo institucional" à imagem do Litoral Norte.
O trabalho de limpeza das praias, feito pela Petrobras --que controla o Tebar (Terminal Marítimo Almirante Barroso)-- foi encerrado na última quinta-feira.
O recepcionista do Hotel Colonial, em Ilhabela, Marcelo Araújo dos Santos, afirmou que somente dois dos 28 apartamentos do estabelecimento haviam sido reservados para o feriado. "Torcemos para que melhore o movimento no final de semana."
Outro fator que pode reduzir o fluxo de turistas para o Litoral Norte é a previsão do tempo. A estimativa do CPTEC (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos) é de que ocorram chuvas em pontos isolados amanhã.
OUTRAS CIDADES - Em Ubatuba e Caraguá, cidades que não tiveram praias atingidas pela mancha de óleo na semana passada, o prognóstico para o feriado também não é animador.
O presidente do Sindicato dos Hotéis de Ubatuba, José Carlos de Souza, estima um crescimento médio de 40% na procura por vagas. "É o que ocorre em um final de semana normal."
O presidente da Associação Comercial e Industrial de Caraguatatuba, Mase Ribeiro, acredita que se o tempo estiver ensolarado, o movimento pode até surpreender. "Os dias estão quentes, o que não está ocorrendo na região do Vale do Paraíba e os turistas podem se animar."
ESTRADAS - A Polícia Rodoviária Federal realiza de hoje a quinta-feira a Operação Proclamação da República na via Dutra, que deve receber 180 mil veículos.
A Polícia Rodoviária Estadual não definiu se haverá operação especial para amanhã nas estradas que dão acesso ao Litoral Norte. (Fonte: ValeParaibano)

Caraguá veta estacionamento de peruas na Martin de Sá

Caraguatatuba - As vans, microônibus e peruas que fazem transporte de passageiros em excursões para Caraguatatuba não poderão mais estacionar nas imediações das praias. Os motoristas e empresas de viagens terão que fazer reservas no Terminal Turístico da praia das Flexeiras e receber um adesivo de identificação.
A medida entra em vigor a partir do próximo dia 25. Para estacionar na cidade será necessário recolher uma taxa de R$ 150, metade do que é cobrado para os ônibus de turismo que atualmente ficam no terminal .
Um dos principais objetivos da medida, aprovada em 97 e que será colocada em prática somente este ano, é retirar de circulação os cerca da 60 veículos (vans, microônibus e peruas) que estacionam na praia Martin de Sá durante o final de semana. A praia é uma das mais movimentadas da cidade e o trânsito tende a ficar congestionado em feriados prolongados.
Até o dia 24 será permitido o estacionamento entre as praias Indaiá e Porto Novo, em uma extensão de cerca de 10 quilômetros, sem a cobrança da taxa de entrada.
A partir da data estipulada pela prefeitura, os fiscais vão multar e apreender os veículos que estiverem parado fora do terminal. (Fonte: ValeParaibano)

Garota é estuprada e morta no litoral
Borracheiro confessa que matou e arrancou víceras de balconista de 18 anos em Caraguá

Caraguatatuba - A balconista Laura Cristina Pontes, 18 anos, foi estuprada e morta no Morro do Algodão, em Caraguatatuba, a cerca de 100 metros de sua casa. O borracheiro Sidnei de Jesus, 23 anos, confessou o crime na tarde de ontem, após ser rendido por moradores do bairro.
A reconstituição do assassinato, que seria realizada ontem, foi suspensa devido a ameaças de linchamento do acusado feitas por moradores do bairro, revoltados com o crime.
O corpo da balconista foi visto por vizinhos ontem de manhã dentro de um córrego na travessa Maria Borges de Almeida. Quando a Polícia Militar chegou ao local, a vítima estava submersa e só foi localizada porque uma das pernas ainda não estava coberta pela lama.
Ainda na parte da manhã, a polícia foi informada sobre o suspeito, que teria sido visto por volta da meia-noite com a roupa suja de lama. No início da tarde, o borracheiro retornou ao local do crime e foi reconhecido por uma das testemunhas, que o segurou até a chegada da polícia.
Na delegacia, o borracheiro, que tinha passagem por porte de droga, confessou o crime. Ele relatou que estava bebendo em um bar nas proximidades da casa da vítima e que a seguiu tentando "puxar" conversa.
Inconformado por ela não ter lhe dado atenção, ele disse que a atacou, estuprou e a jogou no córrego, onde os dois ainda teriam lutado.
Ele ainda disse à polícia que a teria ferido com a própria mão, arrancando suas vísceras, que foram encontradas na água.
O acusado foi levado para uma cela de seguranca na cadeia da cidade e hoje deverá depor no Fórum. Ele vai responder pelos crimes de estupro e homicídio e pode pegar a pena máxima de 30 anos.
A VÍTIMA - A balconista Laura Cristina Pontes era considerada uma garota tranquila e amável pelos moradores do Morro do Algodão.
"Ela não tinha vícios e dificilmente chegava depois das 23h em casa", disse a prima da vítima Patrícia de Souza.
Ela afirmou que a mãe de Laura chegou a recolher as roupas da filha, que foram encontradas perto do córrego, mas não imaginava que a encontraria morta. "Ela teve que ser dopada para não ver a filha no córrego." (Fonte: ValeParaibano)

Acusado é rendido por testemunha

Caraguatatuba - O acusado Sidnei de Jesus foi preso no início da tarde de ontem logo após ser rendido por moradores do Morro do Algodão, que o reconheceram e ameaçavam matá-lo.
O borracheiro foi rendido por uma testemunha que afirma que o viu saindo de bicicleta com as roupas sujas de lama e uma bolsa feminina, por volta da meia-noite de ontem, do local onde a balconista Laura Cristina Pontes foi estuprada e morta.
Ele retornou ao bairro ontem para entregar à bicicleta, que havia emprestado de um amigo, sem imaginar que pudessem relacioná-lo ao crime. Com a ajuda de outros moradores, a testemunha segurou o acusado. Quando os PMs chegaram ao local, ele teria confessado o crime.
Os PMs tiveram que sair apressados da região porque muitos moradores ameaçavam agredir o acusado.
Após a confissão, Sidnei de Jesus foi levado para a cadeia da cidade e colocado uma cela do seguro - para evitar ser agredido por outros presos. Ele deve ser ouvido ainda hoje no Fórum. (Fonte: ValeParaibano)

Morador ameaça linchar acusado

Caraguatatuba - A Polícia Civil de Caraguá suspendeu ontem à tarde a reconstituição do crime como estava previsto, devido às ameaças de linchamento feitas pelos moradores do bairro da balconista Laura Cristina Pontes.
Vizinhos e amigos, abalados com o assassinato, fecharam a entrada do bairro e ameaçavam matar o acusado Sidnei de Jesus, caso ele fosse ao local.
Uma dona-de-casa, que se identificou apenas como Sônia, disse que conhecia a balconista desde criança. Ela era uma das mais nervosas e revoltadas e pegou uma cadeira de ferro para jogar em Sidnei. "Se ele aparecer aqui, vai morrer", gritava.
"Que quero vê-lo na minha frente para cortá-lo em pedacinhos e fazê-lo passar o que ele fez com a garota", disse um outro morador.
Revoltados, um grupo de moradores disse que hoje, depois do enterro, iria àdelegacia pedir providências. "Não podem deixar esse sujeito sair livre depois da barbaridade que cometeu", disse um vizinho da vítima que se identificou como Juarez. (Fonte: ValeParaibano)

Comdec realiza curso sobre PPDC dias 20 e 21

São Sebastião - A Comdec (Comissão Municipal de Defesa Civil) de São Sebastião estará realizando o 11º curso de PPDC - Plano Preventivo de Defesa Civil, específico para escorregamento na serra do mar, nos próximos dias 20 e 21, na sede da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de São Sebastião. O PPDC será realizado no período de 1º de dezembro a 31/03/2001, podendo ser prorrogado conforme a situação do município.
O curso visa preparar as pessoas que irão participar do PPDC e é dirigido aos membros da Comdec, voluntários e também aberto à comunidade. O curso terá duas etapas: dia 20 será feita a apresentação do PPDC à comunidade, com informações sobre como irá funcionar o Plano e a formação de uma equipe técnica com cerca de 20 voluntários para trabalhar no PPDC.
A segunda etapa, dia 21, será mais específica voltada para o grupo que irá participar do PPDC no período de 1º de dezembro a 31/03/2001. Haverá um curso pela manhã sobre o monitoramento das rochas e à tarde uma visita nas áreas de risco do município. São Sebastião possui atualmente 33 pontos de ocupações em áreas de risco.
O curso contará com as presenças do presidente da Comdec, Eduardo Hipólito do Rêgo, do secretário executivo da Comdec, Ivan Moreira Silva, e de técnicos da Cedec - Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas e IG - Instituto Geológico. (Fonte: PMSS)

XV volta a vencer e Taubaté sofre derrota

Caraguatatuba - O XV de Caraguatatuba, com um gol da atacante Alessandra Santana, voltou a vencer no Campeonato Paulista de Futebol Feminino (Paulistana), fazendo 1 a 0 no Jabaquara, domingo, em Santos. Foi a segunda vitória quinzista em seis rodadas, animando as jogadoras para a partida de amanhã, em casa, contra o Guarujá. O Taubaté, que amanhã receberá o Jabaquara, anteontem visitou o Juventus, perdeu por 2 a 0, mas não voltou abatido. O time paulistano vinha goleado seus adversários, com exceção do Palestra de São Bernardo do Campo, que representado pela seleção brasileira, voltou a massacrar o Guarujá pelo placar 27 a 0, agora no Litoral. (Fonte: ValeParaibano)

Envie estas notícias para um amigo:
e-mail:



Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias
Navegando
Navegando
 Pedro Monte-Mór

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2000 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor