Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Sexta-feira, 15 de setembro de 2000 - Nº 129 Arquivo
Giorgio Restaurante American Bar
Truckmodelismo Brasil
  
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.
Previsão do Tempo:
pancadas de huva
Máxima: 27ºC Mínima: 20ºC
Fonte: CNN Brasil Clique Aqui para ver a previsão para 4 dias

Principais Manchetes:

Justiça manda prefeitura retirar datas da Logomarca oficial
Aposentado incendeia casa da namorada
Pais de bebê morto perderam guarda de 4 filhos
Dona-de-casa teria crises espirituais
Homem é executado a tiros em Caraguá
Dentista onde o povo precisa
Vem aí o II Festival do Mexilhão!


Justiça manda prefeitura retirar datas da Logomarca oficial

Caraguatatuba - O juiz da 3ª Vara de Caraguatatuba, Otávio Augusto de Oliveira Franco, deferiu Liminar a favor da Ação Popular representada por Ângelo Fonseca Nogueira Júnior contra a logomarca da Prefeitura de Caraguatatuba. Segundo a sentença da Liminar, a prefeitura deverá retirar todas as datas que identifiquem a gestão do prefeito Antonio Carlos da Silva.
Em junho deste ano, o professor Ângelo Fonseca Nogueira Júnior deu entrada com uma Ação Popular no Fórum local questionando a logomarca utilizada pela atual administração. Segundo a ação, a logomarca não tem caráter informativo, de orientação social ou educativo.
Nas argumentações do autor, a atual logomarca da prefeitura é originária da logomarca de campanha utilizada pelo candidato da época, Antonio Carlos da Silva, e que ficou três anos sendo usada sem ser oficializada, pois uma lei municipal oficializando o fato só ocorreu em maio deste ano, por meio da Lei 844/2000.
O autor argumenta que esse ato representa propaganda pessoal, que incorre no artigo 37 da Constituição Federal, além do slogan “Nossa Caraguá”, ser um flagrante desrespeito a ordem constitucional e moralidade histórica do município. O autor ressalta que o município possui brasão de armas e hino próprios e que os mesmos são os reais símbolos da cidade.
O juiz da 3ª Vara do Fórum local, Otávio Augusto de Oliveira Franco, determinou o deferimento parcial da Liminar na última segunda-feira, alegando que o fato da logomarca constar das datas de início e final do mandato, no caso 1997 – 2000, constitui propaganda pessoal do atual prefeito e candidato a reeleição, Antonio Carlos da Silva, o que fere a Constituição Federal.
O juiz determina que toda e qualquer propaganda seja cessada instantaneamente e que a prefeitura tem prazo de 30 dias para a alteração das placas e da logomarca em obras públicas, prédios e logradouros públicos, com a retirada das datas que simbolizam o início e o final do mandato do atual prefeito, podendo cobrar multa diária de R$ 10 mil no caso do não cumprimento da determinação.
Segundo o Procurador Geral do Município, Sidney de Oliveira Andrade, a Lei 844/2000 foi feita com base no desuso da antiga logomarca, utilizada na gestão de Jair Nunes de Souza entre 83 e 88. O Procurador afirma que a inclusão das datas está inserida no artigo 2º da referida lei. Oliveira Andrade disse também que as alterações serão feitas dentro do prazo, pois “ordem judicial se cumpre e não se discute”, afirmou. O Procurador relatou também que não haverá prejuízo aos cofres públicos com as alterações, que “são poucas”.  (Fonte: Imprensa Livre)

Aposentado incendeia casa da namorada
Homem tenta matar professora após discussão e fica com queimaduras em 35% do corpo em Ubatuba

Ubatuba - A professora Cinéia Vieira de Novaes, 53 anos, teve sua casa destruída por um incêndio provocado por seu namorado, o aposentado Paulo Emílio Costa e Silva, 64 anos. Ele foi internado com queimaduras graves e teve 35% do seu corpo atingido pelo fogo. O incêndio foi registrado por volta das 22h30 de anteontem, no bairro Ipiranguinha, em Ubatuba. A professora conseguiu fugir da casa, pouco antes de Silva atear o fogo.
Ainda assustada com o crime, Cinéia disse ontem que não esperava que o namorado chegasse a esse ponto. Juntos havia pouco mais de um ano, ela contou que Silva vinha se mostrando agressivo nos últimos dias e que na semana passada a agrediu quando disse que não pretendia acabar com o relacionamento.
"Ele não queria aceitar minha decisão e quando voltou para casa ontem (anteontem) apresentava sinais de embriaguez." Ela disse que ele tinha tomado cerveja em um bar e levado uma garrafa de uísque para beber em sua casa. "A família dele dizia que ele não podia beber, mas eu não tinha como impedi-lo."
Pouco antes do incêndio, segundo Cinéia, o casal estava na cozinha. "A gente começou a discutir e ele me ameaçou. A situação estava insustentável eu não sabia mais o que fazer."
A professora disse que entrou em pânico quando Silva abriu uma gaveta da cozinha e pegou uma faca. "Fiquei desesperada e sai correndo pela casa, consegui entrar no meu quarto e tranquei a porta. Como ele continuava me ameaçando, pulei a janela e pedi ajuda na casa vizinha." Já em companhia da vizinha, ela percebeu que o fogo em sua casa. Mais de 90% do imóvel foi destruído. "Só fiquei com a roupa do corpo."
DEMORA - O filho da professora, Paulo Eduardo Vieira Novaes, reclamou da demora da chegada da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.
Ubatuba não tem brigada de incêndio e o resgate tem que ser enviado de Caraguatatuba. Quando os policiais chegaram a casa estava tomada pelo fogo e eles tiveram que arrombar a janela do cômodo onde ouviram os gritos do aposentado.
Segundo o sargento Antonio Rolim, que atendeu a ocorrência, Silva teve que ser retirado do fogo e estava com queimaduras pelo pescoço, tórax, braços e pernas.
Ele foi levado para a Santa Casa de Ubatuba e foi constatado que teve 35% do seu corpo atingido por queimaduras de segundo e terceiro graus. Seu estado é considerado grave.
A família do aposentado não foi localizada ontem pelo ValeParaibano para falar sobre o caso. A Polícia Civil vai abrir inquérito para apurar as causas do incêndio, ameaça e tentativa de homicídio. (Fonte: ValeParaibano)

Pais de bebê morto perderam guarda de 4 filhos
Justiça de Ubatuba retirou os filhos do casal há 9 meses; mãe está foragida

Ubatuba - Os pais do bebê Jonathan Rosa da Cruz, que foi morto supostamente a pauladas anteontem em Ubatuba, tinham perdido a guarda de seus outros quatro filhos há nove meses. As crianças vivem em um abrigo na cidade por determinação judicial.
O bebê, que tinha 16 dias, foi encontrado morto anteontem dentro do barraco onde os pais moravam localizado no sítio Boa Esperança, no Parque Vivamar. A mãe do bebê, I.P.R, 39 anos, é a principal suspeita do crime. Ela teria desaparecido após o crime e até o final da tarde de ontem não havia sido localizada pela polícia.
O pai da criança, Sinval Ramalho da Cruz, 41 anos, disse ontem ao ValeParaibano que há nove meses a Justiça retirou a guarda de seus filhos --um casal de gêmeos de 5 anos, uma menina de 3 anos e um garoto de 2 anos-- alegando que o casal não tinha condições de manter as crianças. Ele disse que não tem contato com as crianças, mas pretende retirá-las do abrigo e levá-las para a casa de sua mãe em São Paulo. "Com a morte do bebê, tenho medo medo de não conseguir mais tirar meus filhos do abrigo", disse.
Cruz, que faz bico de servente para sobreviver, disse que na manhã da morte de Jonathan saiu cedo para trabalhar, deixando a mulher e filho no barraco. Quando retornou, por volta das 10h, teria encontrado o bebê imóvel e sozinho. "Não sabia o que estava acontecendo e falei para meu sogro e um vizinho, que disse que eu tinha que avisar a polícia."
Cruz teria saído para ir à delegacia e trancado seu barraco, quando a Polícia Militar foi acionada por uma tia da criança.
O corpo de Jonathan foi encontrado com sangue pelos policiais. A polícia suspeita que o bebê tenha levado uma paulada na cabeça. Cruz disse que não acredita que a mulher tenha matado Jonathan. De acordo com vizinhos, o casal seria conhecido no bairro por estar sempre embriagado. A polícia abriu inquérito para apurar o caso. (Fonte: ValeParaibano)

Dona-de-casa teria crises espirituais

Ubatuba - O servente Sinval Ramalho da Cruz, pai do bebê morto em Ubatuba, disse ontem que não pode acusar sua mulher, a dona-de-casa I.P.R., pelo crime. Ele disse acreditar que a criança pode ter caído e batido com a cabeça no chão. "Na noite anterior minha mulher estava com muito sono quando estava dando leite para o bebê."
Segundo o servente, sua esposa seria muito nervosa e teria crises 'espirituais' e possessões demoníacas. "Ela também bebia muito e chegou a ser internada em hospital psiquiátrico", afirmou. Até as 20h de ontem, a Polícia Civil não havia localizado I.P.R. Cruz disse não saber o motivo do desaparecimento da mulher e onde ela poderia ser encontrada. (Fonte: ValeParaibano)

Homem é executado a tiros em Caraguá

Caraguatatuba - Um homem foi encontrado morto com tiros na cabeça por volta das 17h30 de ontem no bairro Porto Novo, em Caraguatatuba. Segundo a Polícia Militar, a vítima foi executada com vários tiros na cabeça e o corpo foi abandonado na estrada do Rio Claro, próximo ao Poço das Antas. O homem, que não havia sido identificado até as 21h de ontem, estava com camisas de mangas xadrez e bermudas marrom. Ele possuía várias tatuagens no corpo. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Caraguá. A polícia não tem pistas dos assassinos e vai abrir um inquérito para investigar o homicídio. (Fonte: ValeParaibano)

Dentista onde o povo precisa

Ubatuba - Muitos não vão a dentistas, e as causas pode ser as mais diversas. Desde de desinformação até falta de recusrsos para simplesmente pegar um ônibus. E foi exatamente pensando nesta pessoas que a Prefeitura de Ubatuba, através de sua Secretaria de Saúde, implantou o APAOB, ou Atendimento Programado de Assistência Odontológica em Bairro, também conhecido como mutirão odontológico. No APAOB, dentistas e assistentes atendem à população do bairro onde estão durante um dia (ou mais, dependendo da necessidade de cada bairro), realizando pequenos tratamentos (como extração ou obturações) ou encaminhando casa mais graves a Postos de Saúde qualificados.
O próximo mutirão odontológico no bairro do Sesmaria, das 8h às 15h, na escola do bairro da Sesmaria, onde oito dentistas e seus assistentes estarão disponíveis para a comunidade.
Em Ubatuba, o APAOB já atendeu a mais de 300 pessoas, em diferentes bairros, e a previsão para o Sesmaria é de 120 pessoas atendidas em 7 horas de trabalho contínuo. (Fonte: PMU)

Vem aí o II Festival do Mexilhão!

Ubatuba - No próximo dia 17 de setembro, a Prefeitura de Ubatuba e a Associação dos Produtores de Mexilhão do Estado de São Paulo - AMESP, estarão promovendo o II Festival do Mexilhão, no Camping Itaguá, trazendo a produção das cidades maricultoras do Litoral Norte: Ubatuba, Caraguá, São Sebastião e Ilha Bela. Serão oferecidos pratos diversos, onde todos têm como ingrediente básico o apetitoso crustáceo. (Fonte: PMU)

Envie estas notícias para um amigo:
e-mail:



Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Reflexões para uma vida melhor
por: Margareth Bravo
Navegando
Navegando
Os bastidores da política do Litoral
por: Pedro Monte-Mór

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2000 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor