Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 25 de setembro de 2000 - Nº 136 Arquivo
Giorgio Restaurante American Bar
Truckmodelismo Brasil
  
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.
Previsão do Tempo:
chuva
Máxima: 16ºC Mínima: 11ºC
Fonte: CNN Brasil Clique Aqui para ver a previsão para 4 dias

Principais Manchetes:

Grupo revela amor a animais no litoral
Pescadores resgatam lobo-marinho
Regional Centro terá “disque-reclamação”
Ilhabela prepara área para instalação de Viveiro Municipal
Centro de Valorização da Vida fará curso em São Sebastião


Grupo revela amor a animais no litoral
Ecologistas do Litoral Norte enfrentam tudo para manter vivos espécies silvestres afastadas de seu ambiente natural

Caraguatatuba - Um grupo de pessoas do Litoral Norte enfrenta todo o tipo de dificuldade com único objetivo: manter vivo animais silvestres resgatados de cativeiros ou encontrados perdidos de seus bandos. Apesar da riqueza da Mata Atlântica na área do Parque Estadual da Serra do Mar, sustentar esta "paixão" está cada vez mais difícil.
Na região, há apenas duas áreas onde podem ser vistos animais como o macaco-prego, macaco-sagui, furão, quatis, tartarugas, cágado, além de aves raras como araras, tucanos, papagaios, macucos, irerê e até mesmo pinguins.
Para conseguir mantê-los, os ecologistas buscam parceiros que possam investir na instalação e manutenção dos viveiros autorizados pelo Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis).
"Só com a ração fornecida aos bichos o gasto mensal é de cerca de R$ 700", diz o aposentado Bernard Leduc, responsável pelo Ceepam (Centro Educacional e Ecológico de Proteção Ambiental - Sítio do Jacu), localizado no bairro da Tabatinga, costa norte de Caraguatatuba.
Para evitar o estresse dos animais, o Ibama não permite que ele libere o sítio para a visitação de grupos grandes. Dessa forma, não há como obter dinheiro para manter a área.
Situação semelhante ocorre na sede da Fundação Animalia, que fica no bairro São Francisco, costa norte de São Sebastião. O biólogo André Rossi também tem autorização do Ibama para 'guardar' animais que, de alguma forma, estão longe de seu habitat natural.
Para ele, as despesas mensais somam mais de R$ 1.500. "Mas é preciso o dobro dessa quantia para melhorar a estrutura e aumentar o número de viveiros."
Hoje, ele conta com a ajuda de uma peixaria e uma quitanda que fornecem sobras de peixes e verduras para os animais. "Há pessoas que fazem doações, mas a quantia não é suficiente."
Esses ecologistas relatam que quando optaram por esse trabalho, tinham conhecimento das dificuldades. "Fiz isso porque gosto de proteger a natureza", resume Leduc.
Amor que ele passou para seu neto Jean Bernard Leduc, 14 anos, que conhece todos os animais existentes no sítio e se transformou no monitor para pequenos grupos escolares que vão ao local ter aula de ecologia.
Para o comandante da Polícia Florestal no Litoral Norte, capitão Eugênio de Campos Júnior, "esse tipo de ajuda é a forma mais adequada para garantir a segurança dos bichos que são resgatados de cativeiros. (Fonte: ValeParaibano)

Pescadores resgatam lobo-marinho

Caraguatatuba - O pescador Casemiro Quintino dos Santos, 45 anos, não tem área para cuidar dos animais ameaçados de extinção, mas aprendeu a cuidar daqueles que cruzam seu caminho.
Na manhã de 7 de setembro passado ele localizou um lobo-marinho perdido próximo à praia do Camaroeiro, em Caraguá. Ele e um amigo resgataram o animal. " Sabia que ele veio de lugar frio e que poderia morrer aqui." O lobo-marinho foi entregue ao veterinário Wálter Tavares da Silva, que sempre cuida dos bichos entregues pela Polícia Florestal. O animal foi soltou na praia da Tabatinga para que pudesse seguir viagem. (Fonte: ValeParaibano)

Regional Centro terá “disque-reclamação”

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião, por intermédio da Regional Centro, terá a partir de hoje, 25, o “disque-reclamação”. Trata-se do número de telefone 451-2088, destinado à solicitação de serviços nos bairros da região central.
O diretor regional Aldecir Fernandes disse que o sistema funcionará das 7h às 18h. O atendimento da Regional Centro abrange desde a praia das Cigarras até Guaecá.
Segundo ele, a idéia é solucionar pequenos problemas em um curto período de tempo. “Após recebermos a ligação do morador, estaremos indo ao local”, salientou o diretor.
Entre os problemas mais comuns citados pelo diretor Aldecir Fernandes estão: falhas em sistemas de iluminação; quedas de árvores; quebras de tampas de bueiros por veículos pesados; limpeza de córregos; e outras.
O telefone 451-2088, que agora passa a ser do “disque-reclamação”, era o antigo número da Secretaria de Serviços Urbanos, que recebeu a linha 451-2006. Fernandes ressaltou que a idéia do pronto-atendimento via ligação telefônica pôde ser instalada por causa da mudança de parte da estrutura da Secretaria de Serviços Urbanos para o prédio do Departamento Municipal de Obras Públicas. “Com isso, ficamos com salas para a regional e também com este ramal”, enfatizou o diretor.
Aldecir Fernandes, que é conhecido como Pitomba, declarou que o “disque-reclamação” foi aprovado pelo prefeito João Siqueira. “Este será um teste que poderá ser instalado nas demais regionais”, finalizou. (Fonte: Imprensa Livre)

Ilhabela prepara área para instalação de Viveiro Municipal

Ilhabela - A cidade estará contando com o Viveiro Municipal. O projeto está em fase de instalação na antiga área da Cesp, no bairro Água Branca, desapropriada pela prefeitura. O terreno, com aproximadamente 80 mil metros quadrados, está sob tratamento para o plantio de várias mudas nativas, como pau-brasil, manacá da serra, jatobá, entre outras.
O secretário municipal de Meio Ambiente, José Guilherme de Souza Galvão, afirma que o projeto, no valor de R$ 110 mil, foi contemplado pelo Feidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos). Galvão explica que a desapropriação foi feita com o objetivo de recuperar a área degradada e preservar o principal manancial de água na cidade.
As mudas que serão plantadas já estão disponíveis na área. O local já está aberto à visitação de estudantes. Para tanto, as escolas devem agendar a visita junto à Secretaria Municipal de Meio Ambiente. A secretaria irá verificar a possibilidade de parceria com a Prefeitura de São Sebastião, que mantém o Viveiro Municipal, na Reserva Du Molin, região central. Trata-se do projeto “Jovem Viveirista”, que capacita adolescentes, inclusive sob liberdade judicial assistida. Alguns dos jovens já estão atuando profissionalmente, cuidando de jardins. “Visamos troca de experiências”, disse Galvão.
Pelo projeto voltado ao Viveiro Municipal de Ilhabela, também poderão ser contratados técnicos - mão-de-obra local -, e praticado programa de capacitação de adolescentes estudantes e também de professores, estes para que sejam “multiplicadores” sobre o ideal ambiental. Galvão explica que a prefeitura também avaliará parceria com a empresa Electro, que indicou uma firma de consultoria para o plantio de árvores na cidade, a título de urbanização, sem prejudicar a rede elétrica. (Fonte: Imprensa Livre)

Centro de Valorização da Vida fará curso em São Sebastião

São Sebastião - O CVV (Centro de Valorização da Vida), entidade que tem como objetivo dar apoio a pessoas com problemas emocionais em todo o país, realizará um curso para voluntários em São Sebastião. No total, serão cinco dias de aulas, a partir do dia 3 de outubro, às 19h, no Departamento de Cultura, na Rua da Praia, no Centro.
De acordo com a organização do curso, o Centro de Valorização da Vida trabalha, principalmente, na prevenção de suicídios de pessoas com crises emocionais. A idéia é montar um grupo de voluntários na cidade, os quais tentarão passar mensagens de apoio via telefone, carta, internet e por atendimento pessoal.
Assim, para abrir um posto em São Sebastião, o CVV necessitará de pessoas que possam disponibilizar quatro horas por semana para a realização do trabalho voluntário.
Ainda segundo a organização, quando o CVV foi iniciado no Brasil, há 30 anos, de cada 100 mil pessoas, cerca de 19 pessoas se suicidavam por problemas emocionais. Hoje, este número caiu para 6 por 100 mil. (Fonte: Imprensa Livre)

Envie estas notícias para um amigo:
e-mail:



Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Reflexões para uma vida melhor
por: Margareth Bravo
Navegando
Navegando
Os bastidores da política do Litoral
por: Pedro Monte-Mór

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2000 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor