Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quinta-feira, 02 de agosto de 2001 - Nº 346 Arquivo
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Free Wallpaper
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Principais Manchetes:

DAC investiga irregularidades em vôo de helicóptero do Pão de Açúcar
Torre em Santos não recomendava vôos
Pilotos avaliam imprudência
Operação de busca dura o triplo do comum
Polícia abre inquérito para investigação
Festa do Senhor Bom Jesus acontece em agosto
Operadores de turismo do Estado visitam Caraguatatuba
Números de julho refletem com fidelidade o recesso
Agosto começa com Sessão Extraordinária na 6ª
Igreja quer ajuda de Vereador no combate às drogas


DAC investiga irregularidades em vôo de helicóptero do Pão de Açúcar
Departamento de Aviação Civil investiga suposta falta de autorização de vôo de helicóptero acidentado em Maresias

São Sebastião - O Comando da Aeronáutica está investigando a informação de que o helicóptero Augusta 109E, do Grupo Pão de Açúcar, que caiu na sexta-feira à noite em Maresias, não estava autorizado a seguir pelo litoral.
Segundo o DAC (Departamento de Aviação Civil) o piloto havia informado que o plano de vôo seguiria do Aeroporto do Campo de Marte para o Heliponto do Pão de Açúcar, na Avenida Paulista, em São Paulo.
O DAC informou que o prosseguimento da viagem até o litoral não seria irregular desde que a alteração no plano inicial de vôo fosse comunicada à torre de controle do Campo de Marte. Os contatos entre o helicóptero e os controladores de vôo farão parte da investigação do acidente.
Outra possível falha, levantada por pilotos ouvidos pelo ValeParaibano, é que o helicóptero estivesse voando abaixo do limite de altura recomendado pelo DAC, que é de 300 metros. O depoimento do piloto co-piloto Luís Roberto de Araújo foi mantido em sigilo pelo DAC.
NOTA OFICIAL - Ontem à tarde, o DAC emitiu nota oficial com as primeiras informações sobre a investigação do acidente.
Segundo o Departamento de Aviação, a presença ou não de coletes salva-vidas no interior da aeronave só poderá ser averiguada após a inspeção dos destroços do helicóptero, que ainda não foram encontrados.
O departamento informou ainda que tanto a tripulação quanto a aeronave eram habilitados para vôos por instrumentos (noturno ou em condições meteorológicas difíceis).
Segundo o DAC, a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) foi renovada desde o dia seis de julho e tinha validade de um ano.
O departamento informou que o objetivo da investigação é a prevenção de futuros acidentes aeronáuticos.
Segundo as primeiras informações, a aeronave decolou do heliponto da empresa Pão de Açúcar por volta das 17h30 com destino à Maresias e caiu no mar aproximadamente às 18h30, no Litoral Norte.
Estavam a bordo, além do piloto Ronaldo Jorge Ribeiro e do co-piloto Luiz Roberto de Araújo Cintra, os passageiros João Paulo Diniz e Fernanda Vogel, ainda desaparecida. (Fonte: ValeParaibano)

Torre em Santos não recomendava vôos
Controle de aeronaves de S. José dos Campos também avisava na sexta-feira que condições eram adversas

São Sebastião - O tempo e as condições de visibilidade não eram adequados para vôos visuais no litoral de São Paulo no momento da queda do helicóptero do grupo Pão de Açúcar, na última sexta-feira. A região do acidente também não oferece infra-estrutura para a operação da aeronave por instrumentos.
A constatação é baseada em dados meteorológicos das torres de controle do tráfego aéreo em Santos e São José dos Campos, que são as referências mais próximas para os pilotos que querem sobrevoar Maresias. Naqueles dois municípios, no final da tarde de sexta-feira, a situação não era recomendada para vôos visuais.
Testemunhas ouvidas no local do acidente também apontam para essa tendência, já que falam de tempo chuvoso, escuro e com muito vento. O DAC (Departamento de Aviação Civil) ainda não confirma oficialmente esse fator com um dos motivos que teriam contribuído para a queda do helicóptero. Afirma apenas que, em Maresias, é impossível sobrevoar por instrumentos. Nesse tipo de vôo, os aparelhos instalados nas proximidades de algum heliponto orientam os deslocamentos da aeronave.
Após a queda no mar, dos quatro tripulantes, dois conseguiram nadar até a praia -o co-piloto Luís Roberto de Araújo Cintra, 35, e o empresário João Paulo Diniz, 37. O corpo do piloto Ronaldo Ribeiro, 47, foi encontrado anteontem nas proximidades de Maresias. A namorada de João Paulo, a modelo Fernanda Vogel, 20, continua desaparecida.
O DAC também investiga a possibilidade de Ribeiro, que comandava a aeronave Agusta PPMPA 109, não ter comunicado as torres de controle sobre os planos de vôo. Esse é um procedimento obrigatório, por meio do qual ele também poderia solicitar informações da condições de visibilidade em uma região.
O órgão identificou apenas um plano de vôo feito no Campo de Marte, em São Paulo, em que o piloto informava um deslocamento até a avenida Brigadeiro Luís Antonio, onde fica um prédio do grupo Pão de Açúcar.
De lá ele poderia fazer um novo plano de vôo para Maresias, ou então, comunicar via rádio sobre essa intenção, mesmo após a decolagem. "Ainda não sabemos se ele avisou. Estamos checando todas as possibilidades de ele ter feito isso, mas ainda não temos a confirmação", disse Marco Aurélio Sendin, coronel responsável pelas investigações do DAC.
Orlando Rodrigues Rafael, piloto de helicóptero e diretor do Sindicato dos Aeronautas que atua na área de segurança de vôo, diz que, se fosse para Maresias, seria um procedimento consultar as condições meteorológicas de Santos. "É arriscado seguir de São Paulo direto para Maresias, sendo que as condições de Santos, que é referência, são apenas por instrumentos", afirmou.
Segundo ele, uma das alternativas do piloto seria sair de São Paulo e parar em Santos ou São José dos Campos, onde ele poderia esperar algum tempo por melhores condições de vôo visual, ou então, retornar para a capital paulista.
Segundo Sendin, a responsabilidade por uma decisão como essa é do piloto. "É ele quem analisa e decide se há condições. Ninguém pode obrigar ele a ir ou voltar."
Missa - Cerca de cem pessoas, entre familiares, amigos e pilotos acompanharam ontem de manhã missa em memória do piloto Ribeiro.
O corpo chegou ao cemitério de Vila Alpina, zona leste de São Paulo, à 1h de ontem e será cremado apenas hoje, passadas 24 horas da cerimônia religiosa organizada pela família no salão ecumênico do crematório.
Em casos de cremação, não há velório e a família não pode participar do ato. Somente depois de cinco dias, os familiares poderão retirar as cinzas. (Fonte: Folha Vale)

Pilotos avaliam imprudência

São Sebastião - Pilotos confirmaram a hipótese de que o piloto tenha descido abaixo do limite de altitude recomendado. Segundo o piloto de linha área de São José dos Campos, Luiz Carlos Miguez Urbano, para pousar em uma praia seria necessária uma condição meteorológica visual, além do controle por instrumento.
Segundo ele, o piloto pode ter começado a baixar para conseguir a condição visual e ter ficado abaixo do limite de altitude de 300 metros. "Ele pode ter chegado a 30 ou 40 metros de altura buscando uma iluminação na costa, quando deixou de voar a instrumentos e passou a olhar as luzes. Se a condição climática não era propícia, ele pode ter descido levemente, não conseguiu perceber e entrou voando dentro da água", disse.
Urbano afirmou que a transição de instrumento para visual requer um tempo de adaptação e que esta manobra é chamada de vôo controlado contra o terreno.
Para o piloto, neste caso o comandante deveria desistir da descida e regressar para um aeroporto com procedimento de instrumento, como em Santos ou São Paulo.
Para o piloto e engenheiro eletrônico, Wilson Silva, que já viveu uma situação parecida, o piloto do helicóptero não deveria ter voado ou então poderia ter retornado quando percebeu as condições adversas.
SEGURANÇA - O empresário Celso Amaral, proprietário do Heliporto Maresias, disse que o estabelecimento tem condições de receber até oito helicópteros simultâneos e está homologado para operar com aparelhos através do contato visual.
Ele disse ainda que a família Diniz sempre usou o local para pousar quando chegava na cidade. O heliporto funciona desde 1997. (Fonte: ValeParaibano)

Operação de busca dura o triplo do comum
Em três ocorrências envolvendo pessoas desaparecidas no mar, esquemas de busca não superaram cinco dias

São Sebastião - A operação de resgate da modelo Fernanda Vogel, 20, na região de Maresias, costa sul de São Sebastião, deverá se estender por mais dez dias, pelo menos, segundo anúncio feito ontem pelo Corpo de Bombeiros.
Com isso, o período da operação será três vezes a duração da maior operação de resgate feita no litoral norte em um ano.
Nos últimos 12 meses, ocorreram na região três acidentes com pessoas desaparecidas no mar, mas, em nenhum deles, a busca pelas vítimas demorou mais que cinco dias.
No início das buscas, os responsáveis pela operação de resgate dos desaparecidos do acidente com o helicóptero do grupo Pão de Açúcar haviam dito que a procura por vítimas no mar não costuma ultrapassar cinco dias.
Ontem, quando o prazo foi esgotado, oficiais do Corpo de Bombeiros ouvidos pela Folha refizeram as previsões e disseram que as buscas duram, normalmente, de sete a 15 dias.
A Folha apurou que a decisão de manter a operação por mais dez dias foi anunciada após orientação do comando do Corpo de Bombeiros do Estado.
Acidentes - Nos 12 meses anteriores, não ocorreu nenhum acidente no litoral norte envolvendo aeronaves, mas foram registrados três casos de pessoas desaparecidas no mar, em Ubatuba e Ilhabela.
Em dezembro do ano passado, um barco pesqueiro com 11 turistas afundou na praia de Castelhanos, em Ilhabela. As buscas para encontrar o passageiro Yutaca Ikeda duraram três dias e mobilizaram 20 homens.
Neste ano, os bombeiros foram acionados para procurar dois tripulantes de um barco naufragado e um mergulhador desaparecido. As buscas duraram de quatro a cinco dias e somente um dos corpos foi encontrado -as outras pessoas continuavam desaparecidas quando os trabalhos foram encerrados. O comando do resgate no litoral norte negou dar tratamento especial à operação atual. (Fonte: Folha Vale)

Polícia abre inquérito para investigação

São Sebastião - Pelo menos 30 pessoas devem ser ouvidas no inquérito policial aberto ontem pela Polícia Civil de São Sebastião para apurar as responsabilidades no acidente com o helicóptero do Pão de Açúcar, que caiu na praia de Maresias na ltima sexta-feira.
Duas pessoas já foram ouvidas - o irmão do piloto, Reinaldo Jorge Ribeiro, 53, e o servidor público Alexandre Siqueira Mota, 32, um dos homens que avistaram o corpo do piloto Ronaldo Jorge Ribeiro boiando ontem na praia de Santiago.
Serão chamados representantes da Defesa Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, além de moradores, sobreviventes e familiares das vítimas.
"Estamos trabalhando com todas as hipóteses. Vamos investigar se houve culpa, negligência ou imperícia, fatos que poderão caracterizar a incidência de crime doloso ou culposo'', disse o delegado Odair Bruzos.
BUSCAS - O Corpo de Bombeiros vai intensificar a partir de hoje as buscas nas praias de São Sebastião e cidades vizinhas com o objetivo de encontrar a modelo Fernanda Vogel, 20 anos, que está desaparecida desde a última sexta-feira.
O anúncio foi feito ontem pelo comandante do Corpo e Bombeiros no Estado, coronel Wagner Ferrari, que disse que mais seis botes e 10 mergulhadores vão integrar às equipes de busca. Até ontem 30 homens, quatro botes, uma lancha e um navio estavam sendo usados na operação.
Ontem, 11 agentes da Defesa Civil de São Sebastião iniciaram as buscas em locais de difícil acesso, inclsuive, na área costeira próxima da mata. (Fonte: ValeParaibano)

Festa do Senhor Bom Jesus acontece em agosto

Ubatuba - As comemorações da III Festa do Senhor Bom Jesus da Ilha Anchieta começaram ontem, quarta-feira, 1º de agosto, com a entrega da imagem do Senhor Bom Jesus, na Igreja Matriz. Já nos dias 2, 3 e 4 de agosto as celebrações acontecerão a partir das 19h30.
No domingo, 5 de agosto, será realizado o cortejo, procissão e missa campal. Às 9 horas será a saída do cortejo da Igreja Matriz até o Saco da Ribeira. Às 9h30 acontece a saída da procissão marítima do Saco da Ribeira em direção a Ilha Anchieta. A missa campal será realizada no pátio interno do antigo presídio, a partir das 10h30, e logo após a benção na Capela Senhor Bom Jesus da Ilha Anchieta. Às 12 horas será realizado o cortejo até o alto do Morro Santa Cruz, para o toque de silêncio. O retorno acontece às 15h30 com procissão marítima até o Píer do Saco daRibeira. A Capela Senhor Bom Jesus da Ilha Anchieta foi reinaugurada em 6 de agosto de 1999, pela comissão “Pró-resgate histórico da Ilha Anchieta”, em conjunto com o Parque Estadual da Ilha Anchieta e Prefeitura de Ubatuba, quando foram colocadas na capela as imagens do Senhor Bom Jesus, Santo Expedito e São Francisco de Assis, todas confeccionadas em madeira pelo artesão José Vicente D’ Motta Macedo.
O evento é uma realização da Prefeitura de Ubatuba, Fundart, Comtur, Paróquia Exaltação a Santa Cruz, Secretaria Estadual do Meio Ambiente, Associação de Oficiais da Reserva da Polícia Militar Regional de Taubaté, Associação Comercial de Ubatuba, Unitau, com o apoio da Marina Golden Port. (Fonte: ACS-PMU)

Operadores de turismo do Estado visitam Caraguatatuba

Caraguatatuba - A cidade vai sediar neste fim de semana, dias 3, 4 e 5 de agosto, um “Famtur” realizado pela operadora de turismo Pomptur Pompéia, de São Paulo. O evento terá o apoio da Setur-Secretaria de Turismo e será realizado no Hotel Tabatinga, que hospedará os 50 participantes convidados. São representantes de agências de Turismo do Estado de São Paulo, que trabalham como promotores de excursões e, virão à Caraguatatuba para conhecer melhor a cidade e seus atrativos turísticos.
O objetivo do Famtur é facilitar a venda de pacotes turísticos com destino à Caraguá. A Pomptur convidou as agenciadoras com maior conhecimento e experiência em turismo para grupos de terceira idade idade, bem como para casais e estudantes. A Pomptur tem grande fluxo com operadoras de Caldas Novas e Pousada do Rio Quente. Além disso trabalha no Brasil com pacotes e fretamentos. Outro ponto forte da agência são os hotéis fazendas.
No sábado, dia 4, os promotores farão um “city tour”, percorrendo os principais pontos turísticos da cidade. Após o passeio, haverá um jantar e, em seguida o secretário de Turismo, Salim Burihan, irá apresentar um vídeo com imagens do município. Segundo o secretário Salim Burihan, nosso município tornou-se um destino interessante e porisso vêm atraindo turistas das mais diversas regiões do País.
A Pomptour escolheu Caraguá em São Paulo, e Paraty no Rio de Janeiro, para concentrar suas operações turísticas. (Fonte: PMC)

Números de julho refletem com fidelidade o recesso

Caraguatatuba - Os números de julho na Câmara Municipal de Caraguatatuba refletem fielmente as atividades durante o recesso de meio de ano. As estatísticas mostram uma redução de mais de 60% comparado aos meses anteriores, igualando aos números de janeiro e fevereiro, quando também há o recesso.
O mês de julho na Câmara Municipal de Caraguatatuba já é tradicional, pois nesse período acontece o recesso de meio de ano, quando apenas os Vereadores fazem um descanso durante esse mês, permanecendo em funcionamento o setor administrativo do Legislativo do município.
Neste mês de recesso, extraordinariamente, o Parlamento Municipal de Caraguatatuba reduziu em 1 hora o expediente do administrativo, além de suspender as atividades durante 5 dias, de 16 à 20 de julho. Essas medidas visaram a redução de energia, colaborando com o Governo Federal.
Mesmo não havendo Sessões Ordinárias, Extraordinárias ou Solenes e devido a isso, não há registro de comparecimentos, foram anotadas 350 presenças de munícipes durante o mês de julho na Câmara, perfazendo uma média de 22 pessoas/dia durante os 16 dias de funcionamento durante o recesso.
Quanto aos projetos, foram protocolados 7 Requerimentos, 13 Indicações, 2 Projetos de Decreto Legislativo, 1 Projeto de Lei, 1 Moção e 1 Ofício diverso, num total de 25 proposituras apresentadas e protocoladas.
O sistema de atendimento fez o menor número do ano até o momento, registrando 20 chamadas durante o mês. O telefone da Câmara, 0800-772-1233 atende de segunda à sexta, das 12 às 17 horas, para reivindicações, sugestões, elogios e críticas. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Agosto começa com Sessão Extraordinária na 6ª

Caraguatatuba - A Câmara Municipal de Caraguatatuba volta do recesso e já realiza Sessão Extraordinária nesta sexta-feira, às 17 horas. Na ocasião a Mesa Diretora colocará em discussão Requerimentos pendentes de junho, além de uma Moção de Congratulações e um pedido de licença do prefeito municipal.
Esta será a sexta Sessão Extraordinária do ano no Legislativo de Caraguatatuba.
Na pauta da sessão vários Requerimentos pendentes da última Sessão Ordinária, realizada no final de junho. Além disso, serão votados o pedido de licença do prefeito municipal, Antonio Carlos da Silva, que deverá se ausentar do município de 9 à 20 de agosto, por motivos particulares. Segundo a Lei Orgânica Municipal (LOM), é necessário pedir o afastamento, autorizado pela Câmara, toda vez que o chefe do Executivo se ausentar por mais de 8 dias da cidade.
O último item da pauta diz respeito a uma Moção de Congratulações, aos Advogados, pelo seu dia. A Câmara de Caraguatatuba realiza Sessão Solene, em homenagem aos Advogados no dia 10 de agosto, sexta-feira, às 19 horas. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Igreja quer ajuda de Vereador no combate às drogas

Caraguatatuba - A Diocese de Caraguatatuba, através da equipe da Campanha da Fraternidade 2001, quer o apoio do Vereador Aurimar Mansano (PTB) e de todo o Legislativo, no combate às drogas em Caraguatatuba. Um Casal Diocesano esteve na tarde de terça-feira com o Vereador pedindo a continuidade da campanha. Aurimar Mansano é o autor da lei que cria o Conselho Municipal de Entorpecentes de Caraguatatuba (Comenc).
O Casal Diocesano, vinculado ao Encontro de Casais com Cristo, de São Sebastião, Professor Falcão e sua esposa, Eva, estiveram reunidos na tarde de terça-feira, na Câmara de Caraguatatuba com o Vereador Aurimar Mansano. No encontro foi pedido que Mansano dê continuidade ao projeto de lei, formando o Comenc.
O Vereador aproveitou para citar que foi o primeiro Delegado da Dise (Delegacia de Investigação sobre Entorpecentes), no Litoral Norte e que na época a droga mais encontrada e apreendida era a maconha. "Hoje tudo mudou, a droga mais encontrada é o crack, que além da dependência física, causa dependência psíquica", disse. Mansano defende a criação da Guarda Municipal, como força-tarefa para impedir a entrada de drogas nas escolas da cidade, principal reduto de ação dos traficantes.
A continuidade do projeto de lei, que resultará na criação do Comenc, está baseada, segundo o casal Falcão, na Campanha da Fraternidade deste ano, intitulada "Vida Sim - Drogas Não", realizada pela igreja Católica. Durante o encontro o Casal Diocesano pediu ajuda e orientação para a formação do Comenc. Para o casal Falcão o Comenc fará um trabalho de orientação nas comunidades de base, nos bairros carentes e nas escolas do município, sejam elas estaduais, municipais ou particulares.
O Vereador Aurimar Mansano prometeu falar sobre o assunto com o prefeito de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva. No Litoral Norte só existem Conselhos Municipais de Entorpecentes em Ubatuba e São Sebastião, sendo que o de Ilhabela ainda será formado.
O Comenc foi aprovado em 99 e tem, segundo o projeto de lei, 18 membros, oriundos do Poder Executivo, do Ministério Público, Polícias Civil e Militar, OAB, Acic, Clubes de Serviço, Faculdades Integradas Módulo, Delegacia Regional de Ensino, Sociedade Civil e de entidades ligadas a área. O presidente será escolhido entre os membros e terá o seu nome homologado pelo prefeito municipal. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)



Free Wallpaper Orquídeas - Coleção e Cultivo


Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor