Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quarta-feira, 03 de janeiro de 2001 - Nº 200 Arquivo
Anuncie Aqui Studio Maranduba
Giorgio Restaurante American Bar
Truckmodelismo Brasil
  
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Principais Manchetes:

Estradas da região reduzem acidentes
Colisões aumentam na Rio-Santos
Volta do Litoral Norte dura 2 horas
Movimento na balsa supera previsão
Turista espera 4 horas por passagem
Feriado termina mas praias continuam cheias de turistas
Receita faz blitz no Litoral Norte
Nova pedra ameaça casas em Ilhabela
Estado desiste de festival de música no Litoral Norte
Mutirão em Ubatuba retira mais de 211 toneladas de lixo em um dia
Antonio Carlos toma posse com câmara lotada
Paulo Julião assume prefeitura
Prefeitura distribui carnê do IPTU
Domingo tem Capital Inicial no MúsicaMar 2001


Estradas da região reduzem acidentes
Rodovias estaduais apresentam queda de 19% em ocorrências no Ano Novo; polícia vê "diluição" do tráfego

Litoral Norte - O número de acidentes nas rodovias estaduais da região durante o feriado prolongado de Réveillon teve uma queda de 19% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados ontem pela Polícia Rodoviária Estadual.
Nos quatro dias de feriado prolongado, foram registrados 162 acidentes contra 199 do ano passado. No entanto, o número de mortos aumentou de um para dois.
Os acidentes com vítimas fatais foram registrados na Tamoios, que liga São José dos Campos a Caraguatatuba, e na rodovia Manoel Hipólito do Rego (Ubatuba-Caraguatatuba).
O número de feridos também teve queda --79 contra 91 do ano passado.
Como parte dos motoristas adiou o retorno do feriadão para ontem, principalmente quem estava no Litoral Norte, o trânsito ficou lento nas estradas estaduais e federais da região até o início da noite (leia texto abaixo).
FEDERAIS - Ao contrário das demais estradas da região, a rodovia Rio-Santos --uma das principais opções de acesso dos turistas ao Litoral Norte --apresentou aumento no número de acidentes em relação ao ano passado (leia texto abaixo).
Na via Dutra, foram registrados 50 acidentes no trecho do Vale do Paraíba, que deixaram um saldo de 15 feridos. Uma pessoa morreu após ser atropelada.
Segundo a NovaDutra, concessionária que administra a via Dutra, o número de acidentes em toda a extensão da rodovia diminuiu de 198 em 99 para 120 neste ano.
A empresa informou ainda que as obras na via Dutra, suspensas devido ao feriado, foram retomadas ontem de manhã, apesar do fluxo de veículos só ter sido normalizado no início da tarde.
MOVIMENTO - Segundo o chefe da 6ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (Taubaté), inspetor Lima Rocha, o movimento nas estradas neste ano foi menor que o de 99.
"A queda no número de acidentes é uma prova de que o fluxo de veículos foi menos intenso do que o esperado. Acredito que a chuva dos últimos dias foi a responsável pela diminuição de turistas nas estradas, principalmente com destino ao Litoral Norte", disse Rocha.
Segundo ele, o feriadão de fim de ano não provocou grandes congestionamentos como no ano passado. "O tráfego foi dividido ao longo da semana. O movimento começou na sexta-feira e não ficou concentrado apenas no domingo". (Fonte: ValeParaibano)

Colisões aumentam na Rio-Santos

Litoral Norte - Ao contrário das estradas estaduais e federais da região, a rodovia Rio-Santos, uma das mais utilizadas por turistas no Litoral Norte, registrou aumento no número de acidentes --14 este ano contra 12 do ano passado.
O número de carros envolvidos em ocorrências também foi maior, passando de 25 para 30. No entanto, os acidentes deixaram saldo de apenas um ferido, contra dois registrados no mesmo período de 99.
Apesar de o volume de acidentes ter aumentado, o chefe da 10º Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (Ubatuba), inspetor Felício Ramos, disse que o fluxo de carros na Rio-Santos foi menor do que no feriado do Réveillon do ano passado.
"A chuva afastou muitos turistas das estradas. O tempo ruim nos últimos dias também fez com que algumas pessoas que vieram para o Litoral Norte voltassem para casa mais cedo, nem esperando a festa da virada do ano nas praias", afirmou Ramos. (Fonte: ValeParaibano)

Volta do Litoral Norte dura 2 horas

Litoral Norte - A volta do feriadão de Réveillon foi lenta durante toda a manhã e tarde de ontem nas principais rodovias que ligam o Litoral Norte ao Vale do Paraíba --Tamoios e Oswaldo Cruz.
Na rodovia dos Tamoios, que liga Caraguá a São José dos Campos, os motoristas levaram até duas horas para fazer o percurso --que normalmente é realizado em uma hora e meia.
Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, a rodovia recebeu uma média de 30 veículos por minuto, quando o normal são 10. O tráfego só voltou ao normal no fim da tarde.
Na Oswaldo Cruz, que liga Ubatuba a Taubaté, o fluxo de veículos também foi intenso até o início da noite. O pico foi registrado por volta das 11h, quando os motoristas levaram duas horas para chegar a Taubaté --a viagem normalmente é feita em uma hora e meia.
O maior tráfego nas duas rodovias durante a volta do feriado foi registrado por volta das 16h de anteontem, quando os turistas chegaram a demorar quatro horas para voltar do Litoral Norte.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a Rio-Santos e a via Dutra também apresentaram movimento intenso até o início da tarde de ontem, mas sem pontos de congestionamento. (Fonte: ValeParaibano)

Movimento na balsa supera previsão

Ilhabela - O movimento na travessia da balsa que faz a ligação entre São Sebastião e Ilhabela superou a previsão feita pela Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A). O volume de veículos transportados superou em 20% a marca do Réveillon de 99.
Segundo o diretor de operações da balsa, Válter Bárbara, a estimativa da empresa era que entre 15 mil e 18 mil veículos fizessem a travessia de 26 a 31 de dezembro, mas foram computados 20.847 veículos neste intervalo.
No mesmo período de 99 a Dersa registrou a passagem de 17.315 veículos.
O movimento mais intenso foi registrado no dia 29, quando foram vendidas 5.083 passagens e foram formadas filas com de cerca de um quilômetro, que deixaram turistas na fila por uma hora.
Ainda de acordo com a Dersa, até o dia 1º de janeiro, cerca de 17 mil veículos já haviam retornado ao continente.
O retorno foi considerado "normal" pela empresa que, entre ontem e hoje, registrou balsas paradas do lado de Ilhabela à espera de passageiros.
A presidente da ACII (Associação Comercial e Industrial de Ilhabela), Heloíza Lacerda Franco, estima que mais de 100 mil pessoas passaram as festas do Réveillon na cidade. A previsão era de que a cidade recebesse cerca de 80 mil visitantes.
Todos os hotéis da cidade ficaram lotados neste período e tiveram que recusar mais hóspedes. O recepcionista do Hotel Petit Village, Adriano Ribeiro, disse que ontem estava trabalhando com 60% da sua capacidade. (Fonte: ValeParaibano)

Turista espera 4 horas por passagem
Retorno do feriado superlota rodoviária de Caraguá; empresas colocam carros extras

Caraguatatuba - O turista que deixou para comprar a passagem de retorno após o feriadão de Réveillon em cima da hora teve que esperar mais de quatro horas para conseguir lugar nos ônibus que fazem a linha Caraguatatuba/São José dos Campos ontem.
O terminal rodoviário da cidade está superlotado desde segunda-feira e cerca de 6.700 passageiros estão embarcando diariamente com destino ao Vale do Paraíba.
A empresa Litorânea, que faz os trajetos mais procurados, colocou mais de 130 horários extras para atender a demanda.
O inspetor da agência, José Magalhães Souza, disse que se houvesse necessidade, outros horários seriam abertos.
Magalhães disse que o movimento na rodoviária de Caraguá superou todas as expectativas. "Em 41 anos de empresa, nunca vi volume semelhante de passageiros. Ele comparou o movimento proporcionalmente ao registrado no Terminal do Tietê, em São Paulo, o maior da América Latina.
Para a psicóloga Samantha Mendes Fonseca, 24 anos, o retorno do feriado foi desgastante. Ela, a irmã Suellen, 16 anos, e a amiga Gisele da Silva Cardoso, 20 anos, chegaram às 12h na rodoviária para comprar passagem para São José, mas só encontraram horário às 16h.
O comerciário Tiago Rogério Fernandes, 20 anos, de Jacareí, foi comprar passagem durante o dia, mas como não encontrou uma com horário compatível para trabalhar ainda ontem, adquiriu tíquete para as 6h de hoje.
O mecânico Anderson Torres Monteiro, 23 anos, disse que teve sorte em comprar passagem para o ônibus que saia para Salesópolis. "Acabaram de abrir um carro extra." Ele ainda teria que pegar outro ônibus para Biritiba Mirim, onde mora.
Precavida, a técnica contábil Janete Jacinto, 33 anos, disse que na sexta-feira comprou a passagem de retorno para São José. "Tenho que voltar para Curitiba (PR) e espero que o ônibus chegue a tempo porque estou com a passagem comprada."
Segundo o inspetor da agência houve um atraso nos ônibus das 16h15 e 17h30 porque eles levaram mais de três horas para percorrer o trajeto Caraguá-São José e retornar ao litoral.
A empresa precisou aumentar em 10% o número de carros extras na programação para o final de ano. A previsão era de saída de carros a cada 15 minutos. O intervalo normal é de uma hora.
"No começo da tarde começamos a soltar carro a cada cinco minutos para atender a demanda", afirmou o inspetor. (Fonte: ValeParaibano)

Feriado termina mas praias continuam cheias de turistas

Litoral Norte - Mesmo depois do fim do feriado de Ano Novo, as praias do Litoral Norte permaneceram lotadas ontem durante todo o dia. A estimativa de comerciantes e hoteleiros é que cerca de 60% dos turistas já tenham deixado a região.
Nas praias Grande, Maranduba e Tenório, em Ubatuba, o movimento foi intenso ontem.
A professora Sueli Fonseca, 38 anos, moradora de Pirassununga (SP), disse que deve ficar em Ubatuba até o final da semana. Ela está na casa de amigos.
O comerciário Rodrigo Otoniel Neves, de Marília (SP), disse que está em férias e planeja viajar pela região.
A ambulante Maria dos Anjos Silva disse que as vendas foram boas durante o feriado. "Espero que a praia permaneça lotada até o Carnaval." (Fonte: ValeParaibano)

Receita faz blitz no Litoral Norte

Litoral Norte - A Receita Federal do Litoral Norte vai intensificar as fiscalizações na região para verificar o pagamento dos tributos federais. Essa operação será realizada durante a temporada de verão devido ao movimento intenso registrado nas cidades.
O inspetor da Receita Federal, Carlos Nacif, disse que a previsão de arrecadação é 30% maior ao registrado na temporada 99/2000, baseado na previsão do número de turista, cerca de 1,2 milhão, esperado para este período.
Ele afirmou que o contribuinte que não apresentar um aumento na arrecadação em relação ao ano passado será chamado pela Receita Federal para explicar os motivos.
O diretor do Sindicato de Hotéis, Bares e Similares de Ubatuba, José Carlos de Souza, disse que os comerciantes estão se adequando com a instalação da máquina que emite o cupom fiscal. "Há muitos que não têm tempo para tirar a nota e ao mesmo tempo atender o cliente." VALE

Nova pedra ameaça casas em Ilhabela

Ilhabela - A Defesa Civil de Ilhabela manteve a interdição das 18 casas localizadas no bairro Santa Tereza, área onde uma pedra de 500 toneladas caiu sobre uma casa no último domingo. As residências só devem ser liberadas após uma outra rocha com mais de 1.000 toneladas, também ameaçada de rolar, ser avaliada por um especialista.
O agente da Defesa Civil, Ronaldo Alves de Souza, disse ontem que nada pode ser feito até uma avaliação mais específica, que deve ser realizada hoje por um técnico do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas).
Os moradores do bairro permanecem em casas de amigos e hotéis.
Ontem, os agentes da defesa retornaram ao local onde a pedra caiu e destruiu a residência de 81 metros quadrados do engenheiro Elói Fornazaro. Eles foram retirar documentos pessoais e o veículo da vítima, uma Parati, que teve a frente danificada pelo bloco rochoso.
O acidente aconteceu por volta das 18h30 de domingo quando chovia forte na cidade. Após uma primeira avaliação dos técnicos do IPT foi identificado que a pedra escorregou na montanha, provavelmente por infiltração de água, e bateu em uma outra pedra antes de cair sobre a casa de Fornazaro. (Fonte: ValeParaibano)

Estado desiste de festival de música no Litoral Norte
Falta de recursos atrapalha planos de realizar evento musical; governo não conseguiu patrocínio

Litoral Norte - O secretário estadual da Cultura, Marcos Mendonça, descartou a possibilidade de realização do Festival Internacional de MPB (Música Popular Brasileira) no Litoral Norte. A decisão foi anunciada na segunda-feira.
A falta de definição de possíveis patrocinadores foi o principal motivo para o cancelamento do evento, que deveria ocorre a partir de 25 de janeiro em São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba e Ubatuba.
O evento seria uma extensão do Festival de Inverno que tradicionalmente acontece em Campos do Jordão. Novas alternativas estão sendo estudadas para as cidades.
Mendonça disse que a realização desse tipo de evento depende de recursos --ele não quis divulgar o valor-- e que não houve acordo. No ano passado, o festival foi realizado em Ilhabela com o patrocínio do Banco do Brasil e, para este ano, o recurso estava sendo buscado junto à Petrobras.
Músicos brasileiros como Gilberto Gil, Milton Nascimento, Ivan Lins, Gal Costa, Toquinho e convidados internacionais reuniram uma média de 700 pessoas por show no ano passado.
O secretário já fala na apresentação de eventos menores em todas as cidades, mas sem a estrutura de um festival internacional e com a colaboração dos municípios.
Mendonça não confirmou como será o evento que será levado à região. O secretário de Cultura acredita que até o dia 10 de janeiro já tenha uma definição sobre o assunto.
O prefeito Paulo Julião (PSDB), de São Sebastião, disse que está disposto a oferecer essa estrutura para que o verão na cidade possa ter eventos do mesmo nível.
Segundo ele, à prefeitura caberia a parte de palco, luz, som e hospedagem do artista enquanto o Estado entraria com a contratação. "Caso seja possível, faremos parceria com hotéis para trazer as atrações."
O prefeito de Caraguá, Antônio Carlos da Silva (PSDB), também é favorável a realização de eventos na cidade. "Não vai faltar opções para o turista que estiver no município."
O prefeito de Ilhabela, Manoel Marcos (PTB), lamenta o cancelamento porque criou-se uma expectativa em torno do festival. Entretanto, ele acredita que se puder realizar o evento no outono, será mais vantajoso para as cidades, uma vez que o número de turistas é menor nesta época. (Fonte: ValeParaibano)

Mutirão em Ubatuba retira mais de 211 toneladas de lixo em um dia
Cidade está sem coleta há seis dias; moradores reclamam da sujeira nas ruas

Ubatuba - Mais de 211 toneladas de lixo foram retiradas ontem das ruas de Ubatuba em um mutirão realizado pela prefeitura com a ajuda de empresas particulares. Foram usados 14 veículos na operação de limpeza.
O lixo toma conta da cidade desde sexta-feira e a situação piorou com as festas de final de ano. Em alguns bairros, como Maranduba, na costa sul, passageiros de ônibus reclamam da sujeira.
A aposentada Alice Tavares Oliveira, 75 anos, estava esperando ônibus com destino ao Rio de Janeiro e reclamou do cheiro e da quantidade de sacos com lixo. "Há anos que passo o Réveillon na cidade, mas nunca tinha visto uma sujeira tão grande."
O caseiro Antônio Bonete, que mora na região, disse que além do lixo que está na porta de sua casa, há vários sacos no quintal que não podem ser colocados na rua por falta de espaço.
Ontem, o mutirão teve início no centro da cidade. Por volta das 14 horas, o motorista de uma das empresas, Edson Aparecido Moraes, havia feito três viagens ao aterro sanitário do bairro Ipiranguinha levando uma média de 12 toneladas por vez.
Até o final do dia de ontem, o mutirão tinha passado pelo centro, parte da Maranduba, Tenório, Sumaré, Félix, Lázaro e Domingas Dias.
O prefeito Paulo Ramos (PFL), que assumiu na segunda-feira, estima que a situação só deve ser normalizada em duas semanas.
Ele disse que deve fazer um contrato de emergência para garantir a coleta de lixo na cidade pelo menos até o Carnaval.
CANCELADO - O arrastão que deveria ter sido realizado anteontem em Maresias, costa sul de São Sebastião, foi cancelado por falta de voluntários.
O diretor da Somar (Sociedade Amigos de Maresias), Lineu Alvim Coelho Júnior, disse que a chuva atrapalhou a concentração dos voluntários, mas que a coleta foi garantida por funcionários mantidos pela entidade. Um novo arrastão deverá ser marcado para as próximas semanas. (Fonte: ValeParaibano)

Antonio Carlos toma posse com câmara lotada

Caraguatatuba - O prefeito Antonio Carlos da Silva (PSDB) tomou posse no dia 1º em solenidade que superlotou as dependências da Câmara Municipal. Estiveram presentes à posse de Antonio Carlos, o secretário Estadual da Cultura, Marcos Mendonça, representando o governador Mário Covas; Marco Antonio de Salles, representando o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Vanderlei Macris; o prefeito de Tremembé, o ex-prefeito de Salesópolis, além de autoridades civis e militares.
Em seus discurso, o secretário Marcos Mendonça, destacou a importância da administração do prefeito Antonio Carlos da Silva, segundo ele, uma das melhores do estado. Ao assumir o cargo Antonio Carlos fez questão de agradecer a todos pela nova oportunidade de administrar o município, comprometendo-se a priorizar a área social e a saúde nos próximos quatro anos. “Agradeço a minha família, a toda a equipe de governo, aos servidores municipais e a toda a comunidade pelo apoio que tivemos nos quatros anos. Espero que possamos contar novamente com a colaboração de todos em nosso novo governo”, finalizou o prefeito.
Logo após a posse na câmara, aconteceu um culto ecumênico na prefeitura, também acompanhado por centenas de pessoas. O culto foi feito pelos representantes da Seicho-no-ie, Edvaldo Del Valer; da Igreja do Evangelho Quadrangular, pastora Maria Aparecida Faria; Igreja Evangélica Cristo é Poder, pastor José Olímpio Leal; e, Igreja Católica, com o padre Ricardo. Na solenidade, o padre Ricardo entregou ao prefeito Antonio Carlos uma benção apostólica enviada pelo papa João Paulo II, especialmente para a sua posse.
Após assinar o termo de posse ao cargo, o prefeito Antonio Carlos apresentou seus secretários municipais, Roberto Leite de Melo, da secretaria de Governo, Planejamento e Gestão; Jair Antonio de Souza, da Secretaria de Administração; Emília Midori Kawata de As, da Secretaria da Fazenda, Marcos da Silveira Franco, da Secretaria de Saúde; Roseli Morilla Baptista dos Santos, da Secretaria de Educação; Maria do Carmo Cunha Ferreira, da Secretaria de Assistência Social; Antonio Carlos Roberti Costa, da Secretaria de Serviços Municipais, Gilson Mendes de Souza, da Secretaria de Obras Públicas; Salim Jorge Burihan, da Secretaria de Turismo e Fomento, Eduardo Thadeu Higgins Bevilaqua, da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente; Francisco Carlos Marcelino, da Secretaria de Esportes e Recreação; Auracy Mansano Filho, da Secretaria de Habitação e, a presidente da Fundacc, Eloísa Aparecida A. A. de Oliveira. (Fonte: PMC)

Paulo Julião assume prefeitura

São Sebastião - O prefeito de São Sebastião, Paulo Julião ( PSDB) tomou posse ontem, dia 1º. Hoje pela manhã, dia 2, o prefeito esteve reunido com sua equipe de trabalho.
Vice-prefeito e Secretaria de Saúde - Cláudia Batocchio Pinto Flausino
Secretaria de Educação - Vera Hilst
Secretaria da Fazenda - Maurício Roberto de Oliveira
Secretaria de Assuntos Jurídicos - Paulo Roberto Machado Guimarães
Secretaria de Administração - José Inácio Homem Bittencourt de Melo, Juca
Secretaria de Cidadania e Desenvolvimento Social - Vera Alonso
Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento e Gestão - João Aguiar Soares machado, João Caçapava
Secretaria de Esporte, Turismo e Cultura - Rose Marie Tournillon
Secretaria de Obras, Infra-estrutura e Meio Ambiente - Wander Augusto
Assessor especial para Assuntos legislativos - Sebastião Gonçalves de Sant'ana, Macalé
Sub-prefeitura de Boiçucanga - Benedito Ribeiro Prado Filho, Ditinho (Fonte: PMSS)

Prefeitura distribui carnê do IPTU

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião já começou a distribuição dos carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU/2001). Foram emitidos 32 mil carnês. O contribuinte que não receber o carnê nos próximos 15 dias deverá entrar em contato com a Administração Municipal.
O tributo pode ser pago em cota única até 10 de janeiro com desconto de 10%. Ou ainda até 10 de fevereiro, mas com desconto de 5%. O imposto também pode ser parcelado. O vencimento das parcelas é todo dia, a partir de 10/01. (Fonte: PMSS)

Domingo tem Capital Inicial no MúsicaMar 2001

Caraguatatuba - O Capital Inicial se apresenta em Caraguatatuba, no MúsicaMar 2001, no domingo, 7 de janeiro, às 23 horas. Os ingressos antecipados custam R$ 10,00 e na hora do show, podem chegar aos R$ 20,00. Os portões serão abertos às 21 horas.
O Capital Inicial surgiu em 1982, formado por Fê (bateria) e Flávio Lemos (baixo), ambos irmãos e Loro Jones (guitarra). O vocalista Dinho Ouro Preto entrou para a banda em 1983.
A série de shows começou com a estréia em Brasília, seguido de São Paulo (SESC Pompéia) e no Circo Voador (Rio de Janeiro).
Os Brasilienses notam um grande ritmo de shows e turnês, além da necessidade de estarem mais próximos do seu principal mercado, as regiões Sul e Sudeste do Brasil. Em consequência disso, assinam o seu primeiro contrato, com a CBS (atual Sony Music) e mudam-se para São Paulo, no início de 1985.
O primeiro disco é na verdade um compacto duplo, em vinil, “Descendo o Rio Nilo/Leve Desespero”. Nesse mesmo ano de 85 integram a trilha sonora do primeiro “filme-rock” nacional, “Areias Escaldantes”, de Francisco Paula, juntamente com Ultraje a Rigor, Titãs, Lobão e os Ronaldos, Ira!, Metrô, Lulu Santos e May East.
Em 86 lançam o primeiro LP, em vinil, “Capital Inicial”, só que pela Polygram, que foi muito bem recebido pela crítica especializada. A partir daí foi uma sucessão de discos e sucessos, sempre com ótima recepção da crítica.
Mas o sucesso durou pouco e as divergências prevaleceram. Em 92 Bozzo Barretti deixa o grupo e o vocalista Dinho segue carreira solo. Ao mesmo tempo o Capital Inicial continua sua caminhada, agora com Murilo Lima, um santista, no vocal.
Depois de ter feitos vários discos por gravadoras pequenas e independentes, o Capital Inicial desapareceu da mídia por 5 anos. Em 98, mais amadurecidos e com o respaldo da Polygram, lançam o CD “O melhor do Capital Inicial”, além da volta dos quatro integrantes originais. Dinho Ouro Preto, Loro Jones, Fê e Flávio voltam com um novo show, comemorando 15 anos da banda e 20 anos do surgimento do rock candango.
Em 99 decidem fazer um disco ao vivo, juntando novos e velhos sucessos, pois descobriram que tinham um novo tipo de público; os jovens, que não conheciam suas músicas. Este CD é feito de maneira acústica e em parceria com a MTV/Brasil (Music Television/Brasil). O lançamento foi em 26 de maio e a primeira tiragem se esgota.

Envie estas notícias para um amigo:
e-mail:



Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias
Navegando
Navegando
 Pedro Monte-Mór

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2000 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor