Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 03 de setembro de 2001 - Nº 368 Arquivo
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Free Wallpaper

Busca por palavras no Litoral Virtual:

Principais Manchetes:

Caraguatatuba vira 'meca' de motociclistas
'Santuário trash'
Motos de todos os tipos invadiram Caraguatatuba
Polícia prende quadrilha que furtava motos no Megacycle
Caraguá quer mudanças na Lei de Zoneamento
Caraguatatuba adere a plano da ONU
Prefeitura conclui curso de capacitação a agentes de saúde
Tarde da cidadania no Rio do Ouro
Caraguá sedia o 2º Encontro das Comissões Étnicas do Estado


Caraguatatuba vira 'meca' de motociclistas
Por cinco dias, cidade reuniu acrobáticos, exóticos e mal-encarados sobre duas rodas. Apesar da competição, convivência foi pacífica, e atraiu moradores da cidade.

Caraguatatuba - De um lado da rua, motos enfeitadas com chifres e peles de jacaré são pilotadas por senhores que parecem saídos de um show de rock pesado. Do outro, garotos cantam pneus e suam para fazer manobras com as suas "máquinas". Da calçada, "bad boys" admiram a cena em cima de motos caras e de grande porte - sempre com uma cerveja na mão - enquanto amantes do motocross, alheios a tudo, treinam em uma pista a poucos metros dali e não dão bola para ninguém.
A cena, um sonho para qualquer amante do motociclismo, se tornou comum em Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo, onde acontece desde quarta-feira o 9.º Megacycle, o maior festival nacional do gênero. Com encerramento marcado para hoje, o evento contou com a participação de pelo menos 800 grupos de motociclistas, vindos dos mais variados cantos do País, e mudou o ritmo de Caraguá durante cinco dias.
Quem estava acostumado com a calmaria dos dias de inverno, se surpreendeu com a bagunça que se tornou a Avenida Arthur Costa Filho, próxima à praia.
Apesar de a organização ter construído um pavilhão de 3 mil m2 para abrigar o evento, a beira-mar foi o democrático ponto de encontro escolhido pelas "tribos" de motoqueiros para se confraternizar durante todo o dia - e toda a noite. Por ali, não importava o tamanho da moto, o visual ou a classe social. Quem era amante de barulho de motor e cheiro de borracha queimada estava no lugar certo.
"Isso é a glória dos motoqueiros", explica o eletricista Marcelo Oliva, de 24 anos. Morador de Pederneiras, interior do Estado, Oliva é fã de carteirinha do evento. Quando a festa termina, ele já se prepara para participar da próxima edição. Nem o fato de a sua moto XLX ser uma das mais simples da festa é capaz de abalá-lo. "Gosto só de ficar olhando e curtindo o barulho", diz. (Fonte: JT)

'Santuário trash'
Entre gregos e troianos, dois grupos se destacam na multidão

Caraguatatuba - Os grandes astros da festa são os amantes das motos exóticas. Para eles, quanto mais atenção conseguirem atrair, melhor. E vale de tudo para atingir o objetivo. Desde adaptar um caixão ou uma banheira à moto até transformá-la em uma discoteca ambulante.
Apostando no visual agressivo, o empresário paulistano que se denomina apenas de Garrote transformou a moto em um "santuário trash". O triciclo, que vem sendo montado há 14 anos, tem um enorme crucifíxo colocado em frente ao painel. Atrás, um caixão com imagens de caveira completa o visual. "Não estamos sepultando ninguém. É a nossa cama", diz o motoqueiro, acompanhado da namorada.
A poucos metros, o triciclo do empresário Marcos Antônio Tafner, de 44 anos, é o perfeito oposto da moto de Garrote. Em uma carreta, Tafner mandou instalar uma espécie de jukebox que esbanja tecnologia. Ela inclui um DVD digital com tela de 15 polegadas e muitas caixas de som. O custo: R$ 60 mil.
"As pessoas gostam de ver, vale a pena", diz. As músicas, a cargo do filho Júnior, de 16 anos, também contrastam com o rock dos motociclistas. Ali só entram as divas, de Madonna a Mariah Carey.
Os únicos que conseguem competir com os "exóticos" são os adeptos das manobras radicais. Com visual mais contido, mas atitude igualmente agressiva, eles formam pequenos grupos, fecham a rua e começam o show. Não é difícil encontrá-los: onde há barulho e muita fumaça, lá estão eles.
Ao contrário dos demais motociclistas, os amantes das manobras não estão interessados em lotar os bares da beira-mar, que pretendiam vender um milhão de latas de cerveja durante o evento. "Não faz bem beber e dirigir", diz o pintor de carros Douglas Silva Macarine, de 22 anos. O negócio deles é disciplina e muito treino.
Líder de um grupo de cinco fãs de manobras, Macarine conta que já quebrou a clavícula e uma perna quando se apresentava. "Tentei empinar a moto sem as mãos, mas ela caiu. Fiquei com o pé enroscado e fui arrastado", diz. O pintor se orgulha de conseguir fazer o desenho de um "8" no asfalto, com a moto empinada, uma das sete manobras que executa com perfeição. Ele só lamenta não poder treinar mais tempo. "Moro em Birigüi, onde não tem pistas.
Tenho de viajar 20km todo domingo para ir a Araçatuba e poder praticar", diz. (Fonte: JT)

Motos de todos os tipos invadiram Caraguatatuba

Caraguatatuba - A idade dos adeptos das manobras chega a surpreender. É o caso dos garotos Gabriel, de 5 anos, e Rafael, de 12. Os dois fazem parte do grupo Compromisso Zero, comandado pelos pais, Suely e Francisco da Silva.
Sem demostrar nenhum nervosismo, os garotos pulam sobre as motos em movimento e se abraçam aos pneus, enquanto os pais fazem um giro sobre a roda dianteira. Qualquer erro, nesse caso, pode causar acidentes sérios.
"Eles fazem porque gostam, ninguém obriga", diz Silva. Perguntado sobre o perigo das manobras, ele desconversa. "A gente coloca na mão de Deus. É assim nos esportes radicais".
A brincadeira, porém, não agrada a todos. De cima das calçadas, os motocicistas que preferem as motos velozes reclamam da confusão. "Essas manobras a gente vê em todo lugar. É sempre igual, não tem graça", diz o comerciante Amarildo Supesche, de 38 anos, dono de uma potente Suzuki. "O legal é encontrar os amigos, curtir a natureza".
Mais tarde, é a vez dos adeptos das manobras se irritarem com o bando dos exóticos. Sempre prontos para um show, os integrantes do grupo Abutre's resolveram promover um desfile erótico na beira-mar. Com as motos cheias de mulheres de topless, eles passaram no meio da pista de manobras e estragaram a festa dos esportistas. "Isso deixa a imagem dos motociclistas queimada", diz Douglas Macarine.
Quando a noite cai, as difenças são esquecidas. Para muitos, é hora de deixar as motos no estacionamento e curtir os bares de Caraguá. E a festa ganha mais convidados: os moradores da cidade, que levam a família para ver o movimento. Agora são senhoras e crianças que se misturam à multidão de motociclistas.
Curiosidade - Assim como muitos casais, Sérgio e Regina Roveran fizeram questão de mostrar a festa à filha Fernanda, de 11 anos. Sem medo de enfrentar a fumaça e o barulho, eles brigam por um espaço entre os participantes para assistir às manobras. O objetivo: aproveitar o raro agito na cidade. "É o único evento que lota. A gente tem que prestigiar". (Fonte: JT)

Polícia prende quadrilha que furtava motos no Megacycle

Caraguatatuba - A polícia de Caraguatatuba, litoral de São Paulo, prendeu ontem seis pessoas suspeitas de pertencer a uma quadrilha que furtava motos- dois deles após uma perseguição policial da cidade até Ubatuba- e que estaria atuando durante o Megacycle, evento que reúne motociclistas e turistas.
Cerca de 20 pessoas de São Vicente e Praia Grande, no litoral sul do Estado, e de Santa Bárbara d'Oeste, no interior de São Paulo, foram levadas à delegacia pela polícia por suspeita de pertencer ao grupo. Dessas, somente seis tiveram a participação comprovada nos furtos.
A identificação da quadrilha aconteceu na madrugada de quinta-feira, quando a polícia encontrou dois integrantes do grupo furtando duas motos em um condomínio residencial.
Os assaltantes fugiram nas motos em direção a Ubatuba ao se depararem com os policiais e conseguiram passar por dois bloqueios montados na rodovia Rio-Santos (SP-55).
Em Ubatuba, os suspeitos se envolveram em um acidente e foram presos pela polícia.
Na delegacia, a dupla indicou o endereço onde estavam hospedados na cidade e apontaram a participação de outros integrantes do grupo. Na casa, a polícia encontrou mais objetos que pertenciam a motos que foram furtadas, além de drogas.
Uma ligação anônima à polícia indicou o local onde estavam outros integrantes da quadrilha, que estariam realizando furtos de motos e de pedestres no centro da cidade.
Os primeiros suspeitos presos foram reconhecidos pelos proprietários das motos.
O delegado de Caraguá, Fábio de Carvalho Joaquim, disse que, desde o início do evento, sete motos foram levadas.
Acidentes - O motociclista Marcos César Tahan, 36, de Batatais, interior de São Paulo, morreu anteontem no quilômetro 69 da rodovia dos Tamoios (SP-99), que liga São José dos Campos ao litoral norte, em um trecho de serra, após ter perdido o controle de sua moto e colidido com um caminhão.
Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, Tahan estava indo para Caraguatatuba. A vítima morreu na hora.
Outro acidente envolvendo uma motocicleta ocorreu às 19h50 de anteontem no quilômetro 103 da rodovia Rio-Santos, entre Caraguatatuba a São Sebastião. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, não houve vítimas. (Fonte: Folha Vale)

Caraguá quer mudanças na Lei de Zoneamento
Audiência Pública discute instalação de comércio em áreas residenciais; solução seria novo Plano Diretor

Caraguatatuba - Construção de prédios públicos em áreas não regulamentadas pela Lei de Zoneamento e pressão para a instalação de pontos comerciais em bairros residenciais. Esses são alguns desafios para Caraguatatuba, que só poderá resolvê-los, segundo técnicos, com a elaboração de um novo Plano Diretor.
A discussão sobre a necessidade de mudanças na Lei de Zoneamento foi o principal assunto da cidade na semana passada, quando a Câmara realizou audiências públicas para discutir seis emendas à Lei.
Uma das propostas, apresentada pelo vereador João Rodrigues de Goiás Filho, o Baduca (PL), permite a instalação de escolas em bairros onde o uso do solo só é permitido para fins residenciais.
Segundo ele, a prefeitura construiu duas escolas municipais no bairro Rio do Ouro, onde existe um gerenciamento especial que considera o local área de risco. "Esse gerenciamento foi elaborado quando em 67, está defasado."
O outro projeto tenta quebrar a restrição ao Indaiá, que é apenas residencial. Nesse local estão em construção um teatro, o Centro Profissionalizante do Litoral Norte, a sede da Secretaria de Educação e o novo prédio da Fundacc (Fundação Educacional de Cultural de Caraguá).
Melhorias para a implantação do sistema de esgoto no Indaiá, Porto Novo e Massaguaçu também foram incluídas em projeto.
O vereador Agostinho Lobo de Oliveira (PSDB) propõe a instalação de mecânicas no bairro do Poiares, enquanto o presidente da Câmara, Valmir Gonçalves (PSDB) tenta levar uma fábrica de blocos ao Morro do Algodão.
Mesmo com a pouca participação da comunidade nas audiências públicas, os projetos foram criticados. "Temos que evitar o sistema paternalista e pensar na comunidade", disse Vera Welzl, 73 anos, presidente do Conselho dos Aposentados.
O presidente da Sociedade Amigos do Residencial Mar Verde, na região norte, Hélcio de Loyola, 70 anos, disse que a comunidade tem que brigar para evitar interferências negativas no bairro.
Este ano ele conseguiu mais de 1.400 assinaturas em um abaixo-assinado para impedir a instalação de uma mercearia no residencial. O projeto do vereador Omar Kazon (PL) foi retirado da pauta.
O presidente da Câmara disse que o Executivo tem poder de fazer as emendas enquanto não é definida uma nova lei de uso de ocupação de solo.
O ex-presidente da Associação de Engenheiros e Arquitetos de Caraguá, Paulo André Ribeiro, disse que a Lei está desatualizada e as diversas emendas fizeram com que ela perdesse suas características.
O secretário municipal de Planejamento, Roberto Leite, disse que o novo Plano Diretor deverá ser iniciado até o final do ano. (Fonte: ValeParaibano)

Caraguatatuba adere a plano da ONU

Caraguatatuba - Caraguatatuba, no litoral paulista, aderiu ao PGU (Programa de Gestão Urbana), da ONU, um grupo de trabalho que envolve 14 cidades na América Latina e Caribe para recuperar rios urbanos.
A cidade participa do Programa de Participação dos Rios Urbanos, que começa a ser implantado com reuniões com a população ribeirinha.
O programa é uma iniciativa da ONU (Organização das Nações Unidas). (Fonte: Folha Vale)

Prefeitura conclui curso de capacitação a agentes de saúde

Caraguatatuba - A prefeitura Municipal de Caragutatuba, através da Secretaria de Saúde, estará concluindo na próxima quarta-feira, dia 5, às 10h, na Fundacc, o Curso de Capacitação de Agentes Comunitários de Saúde. No total 90 agentes comunitários de Saúde, integrantes das doze equipes de PSF - Programa de Saúde da Família, receberão os certificados, emitidos pelo prefeito Antonio Carlos da Silva.
O curso teve a duração de um mês e carga horária de setenta e duas horas. O objetivo do curso foi capacitar os agentes comunitários de saúde para atuação junto à comunidade. Entre outros foram abordados temas como saneamento, lixo doméstico, planejamento familiar, câncer de mama e de útero, amamentação, doenças transmissíveis, hipertensão, diabetes, saúde na terceira idade, usos indevidos de drogas, alcoolismo, AIDS, saúde mental e educação em saúde. Cada equipe da Saúde da Família é composta por um médico, um enfermeiro, dois auxiliares de enfermagem e entre seis e oito agentes comunitários de saúde. Atualmente, o programa que foi implantado em 1998 e reestruturado pela Secretária de Saúde Myrlene Veneziani da Silva, atende aos bairros do Perequê Mirim, Porto Novo, Barranco Alto, Poço das Antas, Morro do Algodão, Casa Branca, Olaria, Massaguaçu e Tabatinga, num total de 63 % do município. Para o próximo ano, a Prefeitura Municipal pretende implantar mais oito equipes de saúde da família. (Fonte: PMC)

Tarde da cidadania no Rio do Ouro

Caraguatatuba - O CEI - Centro de Educação Infantil “profª Honorina Pacheco Corrêa, uma parceria da Prefeitura Municipal de Caraguatatuba com a Fundação Orsa, localizado no Rio do Ouro, estará realizando no dia 26 de setembro a “Tarde da cidadania”. O objetivo do projeto é envolver a comunidade proporcionando benefício aos moradores do bairro como cortes de cabelo, elaboração de currículos, entre outros. Outros projetos já foram realizados pela creche, trazendo a comunidade para dentro da escola, e este é mais um deles, que envolverá parceiros como o Colégio Tableau, Bombeiros, Polícia Militar, e Amigos da Escola.
No dia 26, a partir das 14h, a escola estará aberta à população oferecendo cortes de cabelo, averiguação da pressão arterial, elaboração de currículos para as pessoas que não têm micro computador. Fora isso, os bombeiros e a polícia militar estará levando um carro de resgate e viatura para que as crianças conheçam os equipamentos, haverá oficina de ímã de geladeira e receitas do projeto de Alimentação Alternativa.
Durante a realização da Tarde da Cidadania, estará acontecendo uma apresentação de teatro com o Bumba meu boi, da Fundacc - Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba, com a participação das crianças da creche do Rio do Ouro. (Fonte: PMC)

Caraguá sedia o 2º Encontro das Comissões Étnicas do Estado

Caraguatatuba - Caraguá vai sediar nos dias 4 e 5 de setembro, o 2º Encontro das Comissões Étnicas do Estado de São Paulo, no Clube Ilha Morena à partir das 9 horas. O encontro é uma realização do Governo do Estado em parceria com a Secretaria de Estado da Educação e a Diretoria de Ensino de Caraguá. O encontro irá discutir projetos e experiências sobre a educação indígena no Estado de São Paulo. Também serão apresentados trabalhos voltados à educação e o resgate da cultura e da valorização desta cultura. Durante o evento será apresentado o livro “O remédio do mato nos pertence”, que acompanha um suplemento pedagógico para uso em sala de aula. O livro faz parte dos projetos desenvolvidos pela Comissão do Litoral Norte.
Segundo a coordenadora da Comissão do LN, Maria de Fátima, a única escola indígena do Litoral Norte fica na Aldeia Boa Vista no bairro Pró-Mirim, em Ubatuba, que tem hoje 35 crianças entre pré-escola e 4ª série do Ensino Fundamental. É uma das únicas escolas da atualidade que ensinam nas línguas portuguêsa e guarani. “O trabalho da Comissão é valioso, por que visa fortalecer a educação indígena no país. Além do mais, o registro da cultura indígena é importante para resgatar histórias que poderiam ser perdidas e esquecidas com o tempo”, comentou a coordenadora. Outro projeto desenvolvido pela comissão foi o livro didático “O pagé que virou onça” que conta uma história da cultura indígena e teve a participação de crianças da aldeia Guarani. Todos da aldeia receberam o livro. Também está sendo desenvolvido um livro inédito baseado na construção de um parque de diversão conjugado com ensino da matemática em Ubatuba. A reforma do parque foi feita com a ajuda dos próprios índios.
A Comissão do Litoral Norte foi criada em julho de 2000 e é formada por 16 pessoas, das quais oito são índígenas. Participam da comissão, representantes de Ong’s, a supervisora da DE-Delegacia de Ensino de Caraguá, Maria de Fátima Souza B. Santos; a Diretora de Ensino de Caraguá, Daisy Mara M. de Oliveira; uma representante da Unitau, Olívia de Carle Gottheiner; a secretária de Educação de Ubatuba, Rosália Maria de Oliveira; o representante da FUNAI, Marcos Siqueira de Almeida; além de representantes indígenas, como o cacique Altino dos Santos, o monitor bilingüe, José Roberto Silva, o tesoureiro da Associação Tembigüai, Maurício dos Santos; o guardião indígena Eusébio da Silva e um professor de música Francisco Borges. (Fonte: PMC)



Gianni Parziale Hansamarc Midia


Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor