Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 05 de novembro de 2001 - Nº 410 Edições Anteriores
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Modulo

Busca por palavras no Litoral Virtual:

Principais Manchetes:

Caso CPEM: Laudo aponta dívida de R$ 17,2 mi
Verificar o tempo é regra, diz Salvamar
Pescaria noturna é atração no litoral
Mau tempo faz turista mudar programação no Litoral Norte
Recuperação de prédio em Ubatuba terá 3 fases
Balsa muda a partir de dezembro
Audiência pública discute zoneamento
Grupo aciona Petrobras por mau-cheiro
Aldeia de Ubatuba terá saneamento
Impasse atrasa obra no litoral
Creches  realizam mostras de trabalhos infantis
Consumidor tem amparo do Procon de Ubatuba
Bolsa Escola e Banco do Povo serão entregues neste mês
Secretaria de Educação adquire equipamentos para escolas
Notícias da Fundart - Ubatuba
Carta do Leitor


Caso CPEM: Laudo aponta dívida de R$ 17,2 mi


São Sebastião - Um laudo judicial dentro do processo que analisa o contrato feito pela Prefeitura de São Sebastião e a CPEM (Consultoria para Empresas e Municípios S/A) revela que a empresa ainda tem a receber do município R$ 17,2 milhões.
A CPEM foi contratada sem licitação em 7 de março de 89, no governo anterior do prefeito Paulo Julião (PSDB), para verificação da correção de dados apresentados pelas empresas que recolhem ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e assessoria na área tributária.
O contrato e o pagamento à empresa foram suspensos em julho de 92 pela Justiça local, que acatou uma ação movida pelo Ministério Público.
Segundo o laudo do perito Valmir de Souza José, entre janeiro de 90 a junho de 92, a CPEM recebeu R$ 8,8 milhões dos cofres municipais.
O laudo foi remetido à Justiça de São Sebastião no início do setembro. O mérito da ação ainda não foi julgado.
Um dos proprietários da CPEM é Roberto Teixeira, acusado em 97 de tráfico de influência para prestar serviço à prefeituras petistas usando o nome de Luiz Inácio Lula da Silva.
O advogado Antonio Carvalho Silveira, que entrou com a representação do Ministério Público para suspensão do contrato, move uma ação popular que questiona o pagamento já feito à empresa.
O prefeito de São Sebastião, Paulo Julião, afirmou que o departamento jurídico da prefeitura já está estudando o assunto e que o município não dispõe de recursos para fazer o pagamento.
Segundo ele, a CPEM teria elevado a arrecadação municipal em 1.200% entre 91 e 92.
Nenhum representante da CPEM foi localizado para comentar o assunto. (Fonte: ValeParaibano)

Verificar o tempo é regra, diz Salvamar

Caraguatatuba - O aumento na quantidade de barcos de turismo no Litoral Norte durante a noite é uma preocupação a mais para os bombeiros do Salvamar Paulista. Isso porque, aumenta a incidência de embarcações que podem ficar à deriva no caso de mudança do tempo, segundo o Salvamar.
O comandante-interino do Salvamar no Litoral Norte, tenente Danilo Godói, disse que uma lancha será usada para verificar a ocorrência de eventuais problemas na região.
Ele recomenda que antes do grupo ir pescar deve ficar atento a detalhes que podem fazer diferença no caso de um incidente.
A primeira recomendação é para contratar um barqueiro de confiança e com experiência, conferir se a embarcação possui coletes salva-vidas para todos os passageiros e tripulantes.
Godói disse que barcos com dois motores são o mais indicados para quem vai passar a noite no mar. "No caso de pane em um dos equipamentos há um sobressalente para levar o grupo de volta à praia."
O detalhe mais importante que deve ser sempre observado é a previsão meteorológica. Segundo o comandante, muitos turistas tendem a manter a viagem mesmo sem o mar estar em boas condições.
Onde conferir a previsão do tempo: Yatch Club Ilhabela (12) 472-2300; Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (site www.cptec.inpe.br); Salvamar (12) 427.3151 (Fonte: ValeParaibano)

Pescaria noturna é atração no litoral
Embarcações organizam saídas de grupos de turistas para passar a noite em alto mar; valor chega a R$ 400

Litoral Norte - A pescaria noturna em ilhas do Litoral Norte está ganhando cada vez mais adeptos. Para os pescadores antigos, a pesca noturna é uma forma de aumentar o rendimento e, para outros, é vista como um lazer.
Proprietários de embarcações no litoral organizam grupos para fazer a pescaria durante a noite e cobram até R$ 400.
O vendedor Valdir Chinelatto, 42 anos, de Jundiaí, disse que a pescaria é uma forma de acabar com o estresse. "Venho mais pelo passeio de barco do que para pescar."
O vendedor Luiz Eduardo Mastropaulo, 38 anos, de São Paulo, estava vivendo a experiência pela primeira vez. "Estou perdido sem saber o que vou encontrar quando colocar os pés no barco."
Já os mais experientes como o encarregado de produção Neivaldo Rigoleto, 39 anos, de Cabreúva, disse que faz a pescaria noturna porque gosta da atividade. É a quarta excursão que ele organiza com grupo de amigos.
Seu grupo saiu na última sexta-feira da Praia da Cigarras, costa norte de São Sebastião, para pescar no Poção, localizado atrás de Ilhabela.
É importante conferir todos os apetrechos --varas, anzóis, iscas, de preferência sardinha ou camarão-- estão em ordem. Lanches, frutas e os remédios contra enjôo também devem fazer parte da bagagem. É importante levar recipientes de isopor para acondicionar os pescados.
"Se o peixe não vem, tudo bem", na opinião de Jadiel Máximo, 35 anos, supervisor de planejamento e controle de produção, de Jundiaí. Segundo ele, vale a experiência.
No retorno do mar, na madrugada de ontem, o resultado das 14 horas que passaram em alto-mar foi três peixes-espada, um cação e uma corvina. Decepção à parte, para o grupo que já pescou 400 quilos de peixe, valeu o passeio.
CUIDADOS - Os pescadores que encontraram nessa atividade uma forma de aumentar seus rendimentos disseram que é importante conhecer o local onde levar os amadores e também conhecer bem o mar. Essa também é a recomendação do Salvamar.
Pescador há 36 anos, Odair Ezequiel dos Santos ensina que atualmente, um barco com equipamentos modernos como satélite e radar, ajuda na descoberta de cardumes.
O pescador Elias Mariano ensina que na pescaria noturna há maior variedade de peixe. "Senão pegar um cardume de espada, as chances de pegar peixes diferentes é muito maior."
Uma noite de pescaria no mar pode custar de R$ 80 a R$ 100 por pessoa. Só o aluguel da embarcação varia de R$ 200 a R$ 400, de acordo com o local. (Fonte: ValeParaibano)

Mau tempo faz turista mudar programação no Litoral Norte

Litoral Norte - O mau tempo registrado no último fim de semana em todo o Litoral Norte obrigou os turistas a mudarem a programação no feriado prolongado. Como a água estava muito gelada, a opção de muitos foi fazer uma caminhada na areia ou buscar abrigo nos quiosques.
A auxiliar Adriana de Souza, 26 anos, de São João da Boa Vista, disse que a praia estava ótima, mesmo com o tempo nublado. "Só o fato de poder relaxar já é motivo para me sentir bem."
Essa também é a opinião do estudante André Luís Gambala, 20 anos, de Ferraz Vasconcelos. Ele e seus amigos passaram parte do dia de ontem tocando violão na praia Martin de Sá, em Caraguatatuba. "O jeito é improvisar para curtir o restante do feriado."
A florista Maria de Lourdes da Silva, 43 anos, de Sumaré, disse, que como a água estava muito gelada, o jeito foi ficar no quioque.
O vendedor Émerson Neves, 23 anos, de Bragança Paulista, aproveitou para caminhar no Calçadão, no centro da cidade, e dispensar a praia. "Quase não dá para fazer isso onde moro."
Para os comerciantes, a chuva do final de semana prolongado atrapalhou o movimento na praia. O dono do quiosque Ponto 6, José Nélson Ribeiro, disse que o movimento foi semelhante a um final de semana comum.
A proprietária do quiosque "Tô que Tô", Helsie Medeiros, disse que o fato do feriado ter ocorrido antes do pagamento da maioria dos trabalhadores, o movimento fraco já era o esperado. (Fonte: ValeParaibano)

Recuperação de prédio em Ubatuba terá 3 fases

Ubatuba - O projeto de recuperação do bloco B, do condomínio Anêmona, na praia das Toninhas, em Ubatuba, elaborado pelo escritório de Engenharia Maffei, de São Paulo, foi dividido em três fases. Uma parte do prédio desabou este ano.
Segundo o engenheiro responsável pelo projeto, Carlos Eduardo Moreira Maffei, a primeira parte determina a execução de fundações novas. A próxima etapa define a instalação de estrutura metálica que vai transferir toda a carga do prédio para a nova fundação.
A última, e talvez a mais importante fase, prevê a colocação de macacos hidráulicos entre essas estruturas para que seja feito o levantamento do bloco desabado.
Ele disse que o macaco feito para suportar o peso desse bloco. O laudo sobre a causa do desabamento do prédio no dia 17 de maio apontou que houve erro na fundação, que não foi ideal para o tipo de solo inconstante existente na região das Toninhas. (Fonte: ValeParaibano)

Balsa muda a partir de dezembro
Dersa tem prazo de um mês para fazer alterações de segurança na travessia

São Sebastião - A Capitania dos Portos de São Sebastião adiou para 5 de dezembro as principais alterações que estão programadas para as balsas que realizam a travessia de veículos e pedestres entre a cidade e Ilhabela. A medida ocorre após pressão da população e da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), empresa responsável para travessia.
Segundo comandante da Capitania, capitão Waltércio José de Queióz Seixas, esse prazo serve para que a Dersa cumpra alguns ítens de segurança previstos na Diretoria de Portos e Costas da Marinha.
O principal deles se refere à saída dos passageiros de dentro dos veículos. De acordo com as normas, as pessoas devem fazer a travessia fora dos carros, mas da forma como o transporte é feito hoje, os carros ficam muito juntos entre si, dificultando a movimentação das pessoas.
Essa é a maior preocupação dos usuários. De acordo com a Capitania dos Portos, empresa terá um prazo superior ao dia 5 de dezembro para disponibilizar locais adequados para os passageiros.
A Marinha determinou que é necessária a separação adequada entre os veículos a bordo das balsas para que haja espaço suficiente para a abertura das portas dos dois lados dos veículos.
O coordenador de Travessias da Dersa, Ricardo Goulart, calcula que com essa norma os ferry-boats vão perder cerca de 25% de sua capacidade. Ele acrescenta ainda que o tempo de espera também vai aumentar em consequência dessa norma, porque serão realizadas mais viagens para transportar menos veículos.
A travessia entre São Sebastião e Ilhabela é realizada com quatro balsas. A FB-20 tem capacidade para 60 veículos, a FB-18, que está em reforma tem espaço para 45, a Valda-2 pode levar 43 e a FB-02 opera com 24 veículos.
Por ser menor e mais lenta, essa última leva mais de 20 minutos para percorrer a distância de cerca de 2,4 quilômetros.
A determinação para o calçamento de todos os veículos foi revogada pela Marinha que considerou válida as medidas adotadas pela Dersa para garantir a segurança dos usuários. (Fonte: ValeParaibano)

Audiência pública discute zoneamento

São Sebastião - Na próxima quarta-feira, 7, no anfiteatro do Sindipetro, em São Sebastião, o secretário estadual de Meio Ambiente, Ricardo Trípoli, estará participando de audiência pública sobre a minuta do decreto que fixa o zoneamento ecológico-econômico do Litoral Norte.
A minuta do decreto já encontra-se afixada em todas as prefeitura do Litoral Norte. Em Ubatuba a minuta está exposta no saguão da Prefeitura de Ubatuba, na avenida Dona Maria Alves, 865, centro. A audiência acontecerá das 15 às 18 horas. O Sindipetro está localizado na rua Auta Pinder, 218, no centro de São Sebastião. (Fonte: ValeParaibano)

Grupo aciona Petrobras por mau-cheiro

São Sebastião - Moradores do bairro Vila Amélia, região central de São Sebastião, estão recolhendo assinaturas para acionar o Ministério Público contra a Petrobras. Eles pedem providências contra o mau-cheiro existente nas imediações da estação de Tratamento de Efluentes.
O morador Carlos Alberto de Santana, disse que já foram coletadas 230 assinaturas de pessoas revoltadas com o problema. "Já cansamos de pedir providências, mas nada foi feito pela empresa para melhorar a situação."
Segundo Santana, na última terça-feira foi cancelada uma reunião no bairro para discutir o PPA (Plano Plurianual) porque ninguém teria suportado permanecer no bairro.
O vereador Marcos Souza (PSDB) confirmou o cancelamento e, junto com mais três vereadores, fez ontem uma visita à estação da Petrobras.
A Petrobras informou, por meio de sua assessoria, que o mau-cheiro não seria provocado pela estação de tratamento, que é fiscalizada pelos órgãos competentes. (Fonte: ValeParaibano)

Aldeia de Ubatuba terá saneamento

Ubatuba - A Funasa (Fundação Nacional de Saúde) prometeu aos índios da aldeia guarani Renascer, de Ubatuba, que o local receberá obras de saneamento básico.
Na última quarta-feira os índios mantiveram seis funcionários do órgão como reféns na aldeia durante cinco horas.
O cacique Antônio da Silva Awá, disse que desde junho deste ano a aldeia foi reconhecida pela Funai (Fundação Nacional do Índio) que enviou ofício aos órgãos competentes relatando a necessidade da perfuração de um poço e da execução de obras de infra-estrutura.
O administrador regional da Funai no Estado, Rômulo Siqueira de Sá, disse que foram enviadas ferramentas e sementes de milho e arroz para os índios plantarem no local. Ele afirmou ainda que questões ligadas à saúde são os maiores problemas dos índios.
Na próxima semana deve ser realizada uma reunião com representantes da Funai e Funasa para definir a implantação de programas de saneamento. A Renascer foi formada há cerca de dois anos na antiga aldeia cenográfica onde foi rodado o filme "Hans Staden". (Fonte: ValeParaibano)

Impasse atrasa obra no litoral

São Sebastião - Um impasse burocrático envolvendo a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico de São Paulo) e a Petrobras ameaça atrasar a entrega da obra de saneamento básico do bairro Juquehy, na costa sul de São Sebastião.
A Sabesp precisa da autorização da Petrobras para passar uma rede de tubos sob os oleodutos.
Segundo a Sabesp, a solicitação teria sido entregue em julho. A presidente da Federação Pró-Costa Atlântica, Regina Paiva Ramos, disse que há 16 anos a comunidade luta pelo saneamento básico e não se conforma com o atraso.
O bairro tem cerca de 1.600 residências em condições de ter o esgoto domiciliar ligado à rede coletora, mas apenas 25% pode ser conectado. A Sabesp informou que a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) estaria em fase de "pré-operação."
Segundo a Petrobras, o processo está sendo analisado em São Caetano do Sul.
PACOTE- A Sabesp anunciou ontem novas obras de saneamento para a costa sul. Serão atendidos os bairros de Maresias, Barra do Una, Engenho, Baleia, Barra do Sahy e Paúba. (Fonte: ValeParaibano)

Creches  realizam mostras de trabalhos infantis

Caraguatatuba - Os CEI’s - Centros de Educação Infantil do Travessão e “Profª Honorina Pacheco Corrêa”, do Rio do Ouro, ambos em parceria da Prefeitura com a Fundação Orsa, estarão promovendo na Sexta-feira 9, uma exposição de trabalhos de artes plásticas feitos pelas crianças das duas creches.
No bairro Travessão a mostra inclui trabalhos de pintura e artes plásticas em geral. A abertura da exposição para a comunidade acontece a partir das 14h, na própria creche.
Já no Rio do Ouro, a comunidade está convidada a apreciar a exposição das crianças e assistir de perto um teatro, com as crianças do Grupo II( 3 anos), que faz parte do projeto de Linguagem “Quem conta um Conto” - trabalho neste ano pela creche. Haverá ainda bazar da pechincha, venda de doces e salgados e videokê para a comunidade, das 16h às 18h. (Fonte: PMC)

Consumidor tem amparo do Procon de Ubatuba

Ubatuba - A partir da próxima semana o Procon de Ubatuba estará realizando audiências de conciliação entre consumidor e fornecedor. Recentemente foram enviados dois funcionários do setor para realizarem curso de atualização e atendimento ao consumidor, no Procon Estadual. Lá, adquiriram a nova metodologia de trabalho que já é aplicada em várias cidades do Estado, há mais de 2 anos.
Há cerca de um mês, o Procon de Ubatuba adaptou-se aos novos procedimentos, inclusive com a inserção do sistema CIP (Correspondência de Informações Preliminares), ou seja, avaliação da reclamação do consumidor e a notificação do fornecedor no prazo de 48 horas. Na audiência o acordo pode ser realizado na hora ou em poucos dias. O objetivo é o consenso entre ambas as partes.
O Procon funciona na Prefeitura de Ubatuba e atende de segunda à sexta-feira, no horário das 8 às 16h. Os telefones para contato são 434-1050 e 434-1010. (Fonte: ACS-PMU)

Bolsa Escola e Banco do Povo serão entregues neste mês

Ubatuba - No próximo dia 24, a Prefeitura de Ubatuba estará entregando os cartões magnéticos do Programa Bolsa Escola para 1260 famílias que foram cadastradas e aprovadas. Simultaneamente, será inaugurada a agência do Banco do Povo na ACIU (Associação Comercial e Industrial de Ubatuba). O prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL), estará confirmando as presenças do Governador do Estado, Geraldo Alckmin e de representantes do Ministério da Educação.
Para a entrega dos cartões do Bolsa Escola, a Prefeitura estima mais de 3000 pessoas. O evento acontecerá a partir das 9 horas, na avenida Dona Maria Alves que será interditada e terá infra-estrutura para receber a população, com tendas, cadeiras, água e palanque para autoridades. As 1260 famílias beneficiadas contam com cerca de 1600 crianças que estudam nas redes municipal e estadual. O cadastramento foi realizado durante os meses de agosto e setembro e os beneficiados receberão o valor acumulado. Cada família pode ter no máximo três crianças e receberá R$15 por cada. Os contemplados serão comunicados previamente pela escola do seu bairro. A CEF (Caixa Econômica Federal) recebeu a remessa de cartões na sexta-feira, 26 de outubro. O benefício pode ser sacado na agência da CEF, caixas eletrônicos ou em casas lotéricas. O investimento mensal do programa é de cerca de R$ 24 mil.
Simultaneamente será inaugurada a agência do Banco do Povo em Ubatuba, com sede na Associação Comercial de Ubatuba. A estrutura contará com computadores, telefones, mesas, cadeiras e dois funcionários que foram treinados em Limeira-SP, pela secretaria estadual de Empregos e Relações do Trabalho, durante 10 dias. O Banco do Povo terá 5 membros que integrarão o comitê de crédito, sendo representantes da CEF, Nossa Caixa, Comissão Municipal de Empregos e Prefeitura. O Banco oferecerá linha de financiamento popular com juros de 1% ao mês e créditos de R$ 200,00 a R$ 5.000,00 para pequenos empreendedores formais ou informais, e até R$ 25.000,00 para cooperativas, podendo ser parcelado em até seis meses para capital de giro e dezoito meses para compra de máquinas e equipamentos.
As negociações para a implantação do Banco do Povo em Ubatuba, foram retomadas pelo vice-prefeito de Ubatuba , Moralino Valim (PMDB), pelo assessor de Assuntos Comunitários, Arimar Vieira, pelo administrador da Regional Sul, Rogério Frediani, e pelos secretários de Assuntos Jurídicos, Décio Moreira e Assistência Social, Edson Alves, por determinação do prefeito Paulo Ramos, que estavam paradas há mais de dois anos por falta de documentação.
Para o prefeito Paulo Ramos a instalação do Banco do Povo estará dinamizando toda a economia local e contribuindo com o programa de geração de empregos, fomentando inclusive novos negócios. Já o Programa Bolsa Escola estará atendendo famílias carentes e oferecendo melhores condições financeiras. “Estaremos estimulando todos os setores produtivos do município. Pesca, agricultura, artesanato, cultura, arte, culinária, o Projeto Cidadão, Ubatuba no Combate ao Desemprego, enfim, terão uma maior atenção para a viabilização de todos os negócios. No próximo ano estarei solicitando a inclusão de novas famílias no Bolsa Escola.”, afirmou Ramos. (Fonte: ACS-PMU)

Secretaria de Educação adquire equipamentos para escolas
Aquisições abrangem desde carteiras até geladeiras, secadoras e materiais pedagógicos. Novas escolas e novas salas de aula também serão equipadas

Ubatuba - Diversos equipamentos adquiridos pela secretaria municipal de Educação para mobiliar as escolas da rede pública municipal de ensino foram entregues no município durante esta semana.
As aquisições vem sendo feitas desde o início do ano, quando começaram a ser levantadas as carências das escolas municipais e abrangem carteiras, cadeiras, geladeiras, freezers, máquinas de lavar, armários, estantes, fogões, secadoras e computadores. Material pedagógico, de limpeza e manutenção também estão sendo comprados.
Segundo o professor Cursino Aliste Mesquita, secretário municipal de educação, há um pedido de diversos equipamentos que serão adquiridos para equipar as novas escolas e as salas de aula, que estão sendo construídas anexas às escolas já existentes. “As aquisições destes materiais, mobiliários e de apoio, estão refletindo bastante na qualidade de ensino, principalmente no atendimento ao aluno, que passa a estudar em carteiras novas, mais confortáveis que as anteriores, assim como na qualidade da merenda escolar, na parte da conservação dos alimentos” - disse o secretário. Segundo ele, em algumas escolas a merenda já está sendo servida em mesas novas, mais confortáveis, proporcionando melhor aproveitamento do alimento.
Alguns dos materiais adquiridos estão armazenados na escola municipal Padre José Anchieta, aguardando distribuição. “Temos 50 mesas e 100 bancos para as escolas que ainda tem alguma deficiência neste serviço” - encerrou Corsino. (Fonte: ACS-PMU)

Notícias da Fundart - Ubatuba

Vandalismo - O rancho de sapé construído pela FUNDART, em frente ao Museu Histórico, na Praça Nóbrega, foi destruído pela ação de vândalos por volta das 23h da última terça-feira. Além do prejuízo material a grande perda foi a agressão à nossa cultura pois alí vinha sendo construída uma canoa pelo seu Agrício e Baeco, dois legítimos caiçaras, que davam aula sobre o entalhe duas vezes por semana. A canoa não foi danificada pois já estava guardada no museu. As aulas deverão recomeçar em outro local pois a proposta da Fundart de resgatar a tradição, com total apoio do prefeito Paulo Ramos, terá continuidade. Este tipo de ação, condenado por todos, teve dois antecedentes : o roubo das bandeiras da XIV Feira das Nações e a agressão a escultura de madeira de São Pedro, que vem sendo feita pelo mestre Bigode, sob um rancho de sapé, em frente ao Sobradão do Porto. A s aulas de Bigode também mudaram para um local mais seguro. Silvia H. Thomas Issa, presidente da fundação diz que este tipo de agressão mostra atraso e não faz parte de nossa cultura. “Precisamos estar atentos e evitar que esta prática continue”, diz a presidente.

A cidade na visão de seus artistas - Foram 16 trabalhos apresentados pelos artistas plásticos no aniversário da cidade e que ficarão expostos no Centro de Informações Turísticas até o próximo dia 4 de novembro. Os participantes do II Festival Artístico, promovido pela FUNDART por meio do Grupo Setorial de Artes Plásticas, fizeram questão de marcar presença com suas obras em vários estilos.
Para Silvia H. Thomas Issa, presidente da fundação “os artistas demonstraram, além de tudo, competência ao concluir um trabalho em poucas horas, isto é, das 9 h até as l6 h do mesmo dia”. Os vencedores do festival foram Franklin Espíndola com “ Filhinho e Ubatuba, uma história de amor”; Francis Guerin com “Ubatuba” e Adriano Oliveira Santos com “ Ubatuba, 8a maravilha do mundo”. O júri foi constituído pelos artistas plásticos locais Benjamim Gonzalez, João Teixeira Leite e Pauli Gil.

Balé brilha na Unitau - O público presente à inauguração do auditório da Unitau no último domingo pode assistir a um verdadeiro show de balé da FUNDART tendo como tema “Cenas Napolitanas”. As dançarinas se apresentaram sob a coreografia e direção da professora Alessandra Penha com músicas de Bach, Massenet e Pedrinho Mattar. A exibição esteve a cargo das alunas do 4o ano Maiara, Naiara, Aline Magalhães, Aline Herman, Iris Andreatta, Carolina Verts, Ana Cláudia, Katia, Daniela Ferreira e Andréia. Do grupo intermediário são Viviane Coelho, Guizei, Lais, Eléia, Karen e Alessandra Penha. “ Ensaiar a dança também é repassar cultura”, diz Alessandra.

Fotos: uma mostra que vale a pena - Até o próximo dia 10 de novembro o público poderá curtir duas centenas de fotos de 29 profissionais, no Sobradão do Porto, que foram selecionados para a Fase Regional do Mapa Cultural Paulista, promovido pela Secretaria de Cultura do Estado com apoio da FUNDART. A exposição integra o programa de aniversário da cidade e vão competir fase estadual, no próximo ano, os trabalhos vencedores de Marcos Camargo, de Pindamonhangaba e Dario Bueno, de Jacareí. Receberam menções os fotógrafos locais Felipe Vernizzi, Norma B. Gomes e Ricardo Viggiani. Para Eliana Machado, delegada Regional da Secretaria, “ Ubatuba tem sua maturidade cultural e não podemos perder a nossa tradição. A meta é estabelecer um calendário da região para divulgação mais eficiente. Silvia H. Thomas Issa, presidente da FUNDART, diz que o Mapa Cultural permite incentivar o intercâmbio, aproximar as diferentes culturas e revelar novos talentos. A inauguração da mostra contou com a presença do prefeito Paulo Ramos, do vice Moralino Coelho e no local também está exposta uma maquete de casas e sobrados antigos pintadas em pedra ( mosaico português) de autoria de Dirce Marangoni.
Os fotógrafos profissionais Dudu Cavalcanti, Fabiana Figueiredo e Marie Hippenmeyer formaram o comitê de seleção das fotos.

Conto passa para fase seguinte - Silmara Torres Retti, escritora de nossa cidade, foi selecionada para a Fase Estadual do Mapa Cultural, realizada em São Sebastião no último dia 27 na modalidade conto, com a obra “O louco da rua encantada”. Silmara competiu com autores de Guaratinguetá, Santa Branca e Caçapava. A obra é uma homenagem ao marido Fábio que, sofrendo de esquizofrenia desde os 19 anos, teve contra sí o preconceito da própria família e a internação que acentuava ainda mais a doença. Silmara contista em franca evolução, coordenadora do Grupo Setorial de Literatura da FUNDART, conviveu com Fábio durante 18 anos com o qual teve dois filhos, Rafael e André.

Fundart na avenida - O pessoal dos cursos da FUNDART marcou presença no desfile de aniversário dando uma idéia dos trabalhos que vem sendo desenvolvidos pela fundação. Os grupos demonstraram muita animação e a turma do teatro mostrou criatividade e desembaraço criando personagens para alegria dos presentes. Os índios da Aldeia Boa Vista também mostraram as músicas de seus antepassados, e que constam de CD, na XIV Feira das Nações. A fundação conta hoje com mais de 400 inscritos em seus cursos e vem ampliando e diversificando sua atuação.

Grupo Tau no Festival - O grupo Tau retorna ao auditório da FUNDART nesta sexta e sábado (2 e 3), às 21h para a apresentação da peça “Soltando o Verbo” de Zé Carlos de Andrade. Trata-se da última apresentação do grupo antes da Fase Regional do Mapa Cultural, em Taubaté no próximo dia 9, quando estará representando nossa cidade no Teatro Metrópole. A peça é levada com 3 atores que buscam, de forma divertida, ensinar tudo que a comunicação literária tem de melhor e de pior. O ingresso no auditório do Sobradão custa R$ 1,00.

A volta da nossa música e dança - O Grupo “Caiçarada” de viola, e as danças da Fita, do Chapéu e Tontinha puderam ser vistas novamente pelo morador de Ubatuba na XIV Feira das Nações na última quarta-feira, 31. Os 10 tocadores de viola sob o comando do professor Beiramar fizeram a estréia reeditando cantigas populares que estavam esquecidas. Os ensaios começaram no início do ano e são realizados na Escola de Samba do Itaguá. Os grupos folclóricos participam com entusiasmo dessa retomada da FUNDART em busca da reativação de nossas músicas e danças centenárias.

Feira é sucesso - Um dos melhores resultados financeiros dos últimos tempos. A opinião é de Cida Origüela, uma das organizadoras da XIV Feira das Nações que elogiou a parceria com outras entidades, principalmente a Prefeitura e FUNDART, que participam diretamente da montagem e shows musicais. As entidades beneficiadas com a renda da Feira são: Santa Casa, Rotary Club, APAE, Paróquia Exaltação à Santa Cruz, Seicho-no-ie, Cooperativa Educacional de Ubatuba, Associação dos Maricultores, Lar Vicentino e Associação Protetora dos Animais de Ubatuba - APAUBA.

Carta do Leitor

Apesar da distância... - Graças ao bom trabalho de vocês eu posso, desde Barcelona (España) saber tudo o que está acontecendo na minha cidade, Caraguá, e no Litoral Paulista. Apesar da distância continuo muito ligada a esta parte do mundo porque aí tenho minha familia e aí vivi 24 anos da minha vida.
Obrigado e até mais!!

Edilena dos Santos Amaral
Barcelona - Espanha
 edilena@teleline.es

Educação - Como professores da rede estadual de ensino de São Paulo, vimos expressar nossa satisfação por trabalhar numa escola que está entre as melhores da rede.
Sabemos que os números do ranking não são aqueles que desejamos e que a excelência da escola pública passa, necessariamente, por um projeto político que priorize de fato a educação, para muito além dos números maquiados que temos hoje.
Sentimos imenso orgulho ao saber que nossos colegas, reunidos num evento para a premiação das escolas - promovido pela Secretaria de Estado da Educação - protestaram. Ficou claro que as escolas que estão nos primeiros lugares do ranking (e, bem entendido, as que conduziram o processo do SARESP com lisura) não estão por acaso entre as melhores. Nessas escolas existe uma união entre o político e o pedagógico. E é por isto que os professores vaiaram a secretária de educação.
Parabéns, professores! Com nosso compromisso pedagógico e visão crítica, podemos realmente fazer a diferença!

Professores da E.E.Thomaz Ribeiro de Lima - Caraguatatuba:
Rose Mary Teles Sousa, Wladimir Bustamante, Helena Cristina Melo Cattelon, Maria Aparecida Lourenço, Gracinda Dionísio Mendes, Izabel Fortes Munhoz, Edilson Geraldo de Almeida, Mariana Cunha Tobias, Vicentina Barbieri, Denyze Pilonetto, Aparecido Donizete de Faria, Roque Gonçalves Filho, Osmar Junqueira da Silva, Ana Cecília Marcondes Pereira, Terezinha dos Santos, Paulo Cesar Salamene, Rodrigo Passini Moreno, Ana Virgínia B. Garcia, Paulo Aparecido Izidoro, Silvia Costa Ferraz, Urda F. Soares Batista e Valter de Almeida.
meireteles@bol.com.br


Costa Verde Alphamarine

 

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:
Clique Aqui.

 

Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor