Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 06 de agosto de 2001 - Nº 348 Arquivo
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Free Wallpaper

Busca por palavras no Litoral Virtual:

Principais Manchetes:

Helicóptero é içado para perícia
Laudo poderá demorar um ano e meio
DAC examina trem de pouso de aeronave
Falta estrutura para resgate no Litoral Norte
Governo diz que está investindo
Criança de Ubatuba recebe aula sobre meio ambiente
Educação promove palestra sobre afetividade
Secretaria de Urbanismo fará curso de jardinagem
120 famílias do Perequê-Mirim receberão casas populares
Vereadores de Caraguá se reúnem com Secretária de Saúde
Encontro aberto de Danças Sagradas no Espaço Baguá
Caravana de veículos antigos passarápor Ubatuba
Caraguatatuba vai sediar a 4ª Etapa da Copa Litoral Norte
Escolinha de Surf da Fundacc está entre as melhores do Estado


Helicóptero é içado para perícia

São Sebastião - Um navio do Corpo de Bombeiros efetuou sábado, por volta das 11h30, o ínicio das operações de retirada do helicóptero modelo Agusta-109, do Grupo Pão de Açúcar, que estava no fundo do mar após a queda da aeronave, ocorrida no último 27 de julho, em Maresias, São Sebastião. A aeronave veio à tona, parcialmente, às 16h35.
Por volta das 18 h começou a ser rebocada por um navio pesqueiro de grande porte para o porto de São Sebastião. A previsão dos técnicos era de que o reboque levaria cerca de 10 horas até o porto. Isto, devido à baixa velocidade empregada pelo navio rebocador para evitar qualquer dano maior ao aparelho.
A aeronave será periciada por técnicos da aeronáutica, em São José dos Campos e os resultados deverão contribuir para esclarecimento das causas do acidente.
A operação foi comandada por técnicos do DAC (Departamento de Aviação Civil) do Comando da Aeronáutica, após um grupo de mergulhadores do departamento terem realizado um mergulho no local da queda e feito uma vistoria no helicóptero.
A aeronave caiu a dois quilômetros da costa a uma profundidade de 17 metros e foi encontrada por uma equipe de mergulhadores particulares.
O helicóptero seria rebocado, por mar, de Maresias até o centro de São Sebastião para depois ser transportado de caminhão para o CTA (Centro Técnico Aeroespacial), em São José dos Campos, onde os destroços passarão por uma perícia.
No acidente aéreo, morreram a modelo Fernanda Vogel e o piloto Ronaldo Ribeiro. Os outros ocupantes do helicóptero, o empresário João Paulo Diniz e o co-piloto Luiz Roberto de Araújo Cintra, sobreviveram ao desastre. (Fonte: ValeParaibano)

Laudo poderá demorar um ano e meio
Após ser resgatado em Maresias, helicóptero foi levado para Osasco, onde será desmontado para análise

São Sebastião - O DAC (Departamento de Aviação Civil) informou ontem, depois de concluir a retirada do helicóptero do Pão de Açúcar do mar em Maresias (São Sebastião), que o laudo sobre as causas do acidente pode demorar até um ano e meio para ser concluído.
A aeronave, que caiu no mar no último dia 27, foi achada na sexta-feira passada. Viajavam no helicóptero o empresário João Paulo Diniz, 37, e sua namorada, a modelo Fernanda Vogel, 20, que morreu no acidente.
Na semana passada, o DAC havia informado que o fato de dois ocupantes da aeronave estarem vivos -além de Diniz, o co-piloto Luís Roberto Araújo Cintra, 35, também conseguiu nadar 3 km até a praia- ajudaria nas investigações. Além disso, a aeronave foi retirada praticamente intacta das águas de Maresias, o que também facilitaria o trabalho dos peritos.
O oficial do DAC, major Wagner Cyrillo, que está coordenando as investigações do acidente, disse que somente se a equipe tiver "sorte" o relatório pode ser concluído em menos de um ano.
"Se tivermos sorte e descobrirmos amanhã [hoje" mesmo a peça com defeito, a investigação acaba em três meses", disse ele.
O major afirmou que não há como definir com precisão o período para o fim das apurações porque o processo da perícia é "delicado e demorado".
O helicóptero foi achado a 1,5 km do possível local do acidente, que ocorreu a cerca de 3 km da costa de Maresias.
A operação de resgate da aeronave começou às 10h30 de anteontem por uma equipe especializada, ligada ao Ministério da Aeronáutica, e só foi concluída por volta das 11h de ontem.
Foram quatro mergulhadores do Pára-Sar -grupamento de salvamento e resgate da aviação civil- e seis mergulhadores do Corpo de Bombeiros, acompanhados pelo Serac (Serviço Regional de Aviação Civil).
O DAC, além de analisar as peças, que começam a ser desmontadas hoje em Osasco (Grande São Paulo) em uma filial da empresa Agusta, fabricante da aeronave, também ouvirá os bombeiros e os mergulhadores que participaram das buscas à aeronave.
Além da modelo, também morreu na queda o piloto João Jorge Ribeiro, 47, cujo corpo foi o primeiro ser localizado, na terça-feira da semana passada.
O delegado disse que também investigará se houve omissão de socorro por parte de João Paulo Diniz, que contou ter perdido Fernanda no mar. "Não posso afirmar nada, mas todas as possibilidades serão investigadas pela polícia", disse Bruzos.
O advogado especializado em direito aeronáutico Sérgio Alonso disse que, se os laudos do DAC confirmarem as informações que foram divulgadas pela imprensa, o Pão de Açúcar terá que indenizar a família da modelo.
Segundo ele, os dados iniciais revelam que houve falha do piloto Ronaldo Jorge Ribeiro, funcionário do grupo, ao decolar sem plano de vôo e voar a alturas baixas, próximo ao nível do mar.
"Essas atitudes configuram violação aos regulamentos do tráfego aéreo e responsabilizam o explorador do serviço", disse. A empresa não comentou ontem. (Fonte: Folha Vale)

DAC examina trem de pouso de aeronave

São Sebastião - A análise do trem de pouso do helicóptero que caiu na semana passada em Maresias pode esclarecer as causas do acidente.
O equipamento mereceu atenção especial dos peritos do DAC, da empresa Agusta, fabricante da aeronave, e de técnicos da Aeronáutica, que se concentraram ontem, durante a retirada do helicóptero, no exame da peça.
O empresário João Paulo Diniz havia dito que minutos antes do acidente o equipamento estaria sendo baixado para o pouso.
Quando o helicóptero foi içado do mar, parte do trem de pouso estava visível.
Os peritos abriram e fecharam o equipamento várias vezes e desmontaram o trem de pouso para a análise, que será feita a partir de hoje em um hangar de São Paulo.
Além do equipamento, os técnicos recolheram duas pastas com documentos do grupo Pão de Açúcar, que estavam na aeronave, e um kit de primeiros-socorros.
Eles também fotografaram as estruturas do helicóptero acidentado. As fotos ajudarão no trabalho dos peritos.
O oficial responsável pelas investigações, major Wagner Cyrillo, disse que a aeronave estava em bom estado e que tinha partes soltas porque foi achada com a hélice para baixo, presa no mar por uma espécie de lodo.
Hélice - Devido ao movimento das ondas no período em que o helicóptero estava submerso, somente uma, das três hélices, ainda estava presa na estrutura da aeronave.
Os técnicos não encontraram nenhum equipamento que pudesse ter registrado os últimos movimentos da aeronave.
Um dos peritos do DAC ouvidos pela reportagem disse que o modelo da aeronave não tem caixa preta ou equipamento de controle de vôo, que poderiam registrar as informações.
O departamento inicia hoje a desmontagem de peças da carcaça do helicóptero para tentar apontar as causas do acidente. (Fonte: Folha Vale)

Falta estrutura para resgate no Litoral Norte

Litoral Norte - O apelo à ajuda de voluntários nas buscas das vítimas do acidente com o helicóptero do Pão de Açúcar, que deixou dois mortos, revelou a falta de estrutura da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros do litoral norte de São Paulo para casos de acidentes no mar.
Durante a operação de resgate da modelo Fernanda Vogel, 20, e do piloto Ronaldo Jorge Ribeiro, 47, mortos no acidente, empresas e moradores foram chamados para ajudar nas buscas.
A equipe de resgate contou com um helicóptero do Pão de Açúcar, um navio da empresa Servmar, uma lancha de um dono de hotel e uma sonda emprestada.
Um grupo de quatro mergulhadores voluntários, levados pela lancha do empresário Adrian Furhausser, localizou anteontem a carcaça da aeronave.
Furhausser disse que recebeu um telefonema na noite do acidente de um tenente dos bombeiros pedindo ajuda. Segundo ele, essa não foi a primeira vez que os bombeiros pediram auxílio em salvamentos marítimos.
"Quando você vê as pessoas desesperadas pedindo ajuda, não há como negar. Você pensa que podia ser alguém da sua família."
Segundo o empresário, o risco cresce devido ao fato de os bombeiros não terem lanchas rápidas para o socorro a náufragos. A lancha da corporação usada na retirada dos corpos de Fernanda e Ribeiro veio de Santos.
O capitão do Iate Clube da Barra do Una, Antônio Rubem D'Agostini, disse que a ajuda nos resgates é como um código informal de quem convive com o mar.
Segundo ele, no Iate Clube, onde há 177 lanchas, os donos das embarcações deixam uma autorização por escrito para que, em caso de acidente, os barcos possam ser usados no salvamento.
"Nenhum sócio nega socorro. Eu já ajudei muita gente e fui ajudado também", disse.
Falta de dinheiro - Desde 91, o governo do Estado discute a implantação de um grupamento aéreo no litoral norte. Mas, segundo o tenente-coronel Otacílio Soares de Lima, comandante do grupamento aéreo da PM no Estado, o projeto não saiu por falta de dinheiro. Quando ocorre um acidente como o do último dia 27, é preciso que a PM acione aeronaves em São Paulo.
Apesar da falta de uma equipe aérea, o Corpo de Bombeiros enfrenta uma situação mais confortável do que a da Defesa Civil.
Segundo a presidente do Comdec (Comitê Municipal de Defesa Civil) de Ubatuba, Elizabeth Ferrari Motta, o órgão existe no município há 24 anos e só agora está sendo estruturado.
Apesar de ter 78 praias e ser uma dos locais mais frequentados por turistas na região -as praias chegam a receber 1 milhão de turistas nos finais de semana da temporada-, o órgão tem apenas quatro agentes.
"Durante muitos anos, o Comdec não recebeu a atenção que deveria da administração municipal", disse Elizabeth, que dirige um órgão sem carro próprio e sem bote de salvamento. Além disso, não há coletes salva-vidas e cordas, equipamentos básicos.
Para contornar a falta de estrutura, a Defesa Civil conta com o apoio da Guarda Civil Municipal, que auxilia nos plantões noturnos, e de funcionários e veículos de outras secretarias, nas situações de emergências.
Em Caraguatatuba, apenas dois homens trabalham como agentes da Defesa Civil. Segundo a diretora do órgão, Cláudia Ruiz, a equipe tem apenas um carro próprio -quando é preciso, são acionados os veículos das secretarias e outros órgãos da prefeitura.
Na cidade, a Defesa Civil também sente a falta de botes, coletes salva-vidas, rádios HTs e materiais de primeiros-socorros.
Em São Sebastião, a Defesa Civil tem dez agentes, dois botes infláveis e três rádios HTs, mas não conta com uma lancha para salvamentos no mar. O problema é ainda mais grave em Ilhabela, que não tem nem mesmo botes. (Fonte: Folha Vale)

Governo diz que está investindo

Litoral Norte - A Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo informou que estão sendo realizados concursos públicos e investimentos em equipamentos para minimizar o déficit de estrutura do Corpo de Bombeiros.
A falta de lanchas, helicópteros e unidades de resgate está sendo suprida, segundo a secretaria, com a distribuição de novas unidades ainda neste ano.
A secretaria informou que a contratação de novos bombeiros tem que ser realizada de forma gradativa, para que não ultrapasse o limite estipulado pela Lei de Responsabilidade Fiscal.
O mesmo procedimento é adotado para a compra de equipamentos. Os recursos estão sendo buscados pelo Estado no governo federal. De 1995 até o ano passado, foram investidos R$ 400 milhões na compra de unidades de resgate, carros e equipamentos, segundo a secretaria.
Voluntários - A Defesa Civil do Estado informou que, além dos agentes do órgão nos municípios, há ainda o trabalho de voluntários, que são cadastrados e podem ser recrutados em casos de emergência.
No litoral norte, há 130 voluntários cadastrados, que são chamados nas operações de busca e salvamento, segundo a Defesa Civil.
Em Ubatuba, onde o órgão tem dois agentes contratados, há 80 voluntários cadastrados. Em Caraguatatuba, existem apenas dois agentes pagos e 40 voluntários. Já em Ilhabela, que tem o maior número de agentes (13), não há voluntários. Em São Sebastião, há dez agentes e 25 voluntários. (Fonte: Folha Vale)

Criança de Ubatuba recebe aula sobre meio ambiente
Projeto "É só Plantar" estimula crianças da comunidade rural para reeducação ambiental

Ubatuba - Cerca de 200 crianças carentes de Ubatuba, estão participando do projeto "É só plantar", que está sendo realizado desde junho nas escolas municipais dos bairros Itamabuca e Casanga.
Segundo a diretora da escola EMEF Honor Figueira, Rose Cabral, o objetivo do projeto é gerar, através dos alunos, a participação da comunidade rural para a reeducação ambiental, preservação, uso racional dos recursos naturais, fixação do homem na terra e valorização das origens.
"Estes alunos aprendem a época propícia para o plantio, assim como avaliar as condições da terra, a profundidade em que a semente deve ser plantada, a umidade ideal, o local adequado e a quantidade certa de se regar a muda", disse a diretora que garantiu ainda estar encantada com o resultado. "Os olhinhos das crianças brilham quando vêem que a sementinha que plantaram está germinando".
As aulas de biologia e ciências, ministradas no viveiro montado com mudas nativas da mata atlântica, têm o objetivo de mostrar ao aluno e sua família que o plantio de mudas é uma forma de subsistência. "Estamos numa região que oferece poucas oportunidades de emprego. Por que não incentivar esse trabalho ao morador da zona rural?", disse a diretora.
O aluno da 2º série, Jean Lucas Carvalho, de 8 anos, disse que o viveiro é muito legal. "Eu cuido da minha plantinha com carinho. Quero que ela fique bem grandona". Já o aluno Michel de Oliveira Santos, de 8 anos, afirmou que todo dia, durante o recreio, vai regar sua muda de cacaueiro. "A gente pega toda sementinha e traz para a escola. Eu vou pedir para o meu pai deixar eu plantar em casa".
O projeto faz parte de um plano piloto que prevê parcerias com empresas privadas. "Para que esse projeto dê certo será necessário o investimento de R$ 250 mensais para cada escola. A pessoa interessada precisa saber que cerca de mil moradores dos bairros serão diretamente beneficiadas", falou Rose. Para quem se interessar em adotar o projeto, o telefone para contato é o 445-1122 com Rose. (Fonte: ValeParaibano)

Educação promove palestra sobre afetividade

Caraguatatuba - A Secretaria Municipal de Educação estará promovendo na próxima Quarta-feira, dia 08 de agosto, à partir das 19h, uma palestra com o tema “Educação - A solução está no afeto”.
O tema será abordado com os participantes pelo palestrante Gabriel Charlita, Doutor em Direito, Comunicação e Semiótica.
O encontro acontecerá no auditório da Fundacc - Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba, que fica na rua Santa Cruz, nº 396, no Centro de Caraguatatuba. Maiores informações podem ser obtidas na Secretaria de Educação, pelos telefones 420-8143 e 422-2695. (Fonte: PMC)

Secretaria de Urbanismo fará curso de jardinagem

Caraguatatuba - A Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente em parceria com o Instituto Terra vai oferecer um curso básico de jardinagem na Segunda quinzena de agosto. O curso é o mesmo realizado no conceituado Viveiro Manequinho, em São Paulo. A finalidade do curso é oferecer noções de jardinagem, a evolução e histórico dos estilos de jardins. Logo após o curso, o Instituto Terra e a prefeitura deverão formar uma cooperativa do verde, visando a geração de renda e de emprego. Os interessados em fazer o curso devem dirigir-se à Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente para inscrever-se. A taxa cobrada é simbólica.
Segundo Miriam Gonçalves, o curso de treinamento de podadores de árvores urbanas, realizado em julho e ministrado pelo professor Dr. Dr. Rudi Seitz da Universidade Federal do Paraná foi um sucesso. Participaram 37 pessoas, entre funcionários das prefeituras de São Sebastião, Ubatuba, da empresa Start Egenharia e Eletricidade Ltda, bandeirante de Energia, Condomínio Costa Verde Tabatinga e diversos profissionais como arquitetos, jardineiros e outros. “As aulas práticas despertaram muito interesse dos participantes, por isso a Secretaria decidiu realizar em parceira com o InstitutoTerra, um curso mais abrangente sobre jardinagem. Todos os participantes também demonstraram interesse em participar da cooperativa”, comentou. (Fonte: PMC)

120 famílias do Perequê-Mirim receberão casas populares

Caraguatatuba - O prefeito Antonio Carlos, que ao longo de seus dois mandatos vem realizando o “sonho da casa própria”. A população carente de Caraguatatuba estará em breve recebendo da Prefeitura, através da Secretaria de Promoção Social, a terceira remessa de casas populares prevista para acontecer até o fim do mês de agosto.
Enquanto isso não acontece, a Promoção Social, junto ao Sebrae, está promovendo palestras envolvendo as famílias beneficiadas, englobando temas como conscientização e geração de renda.
A entrega das casas, que já aconteceu nos bairros Travessão e Casa Branca faz parte do projeto Habitar Brasil, que estará beneficiando agora mais 120 famílias, já definidas de acordo com os critérios da Assistência Social e Caixa Econômica Federal.
De acordo com a secretária de Promoção Social, Maria do Carmo Ferreira, embora a estrutura das casas esteja pronta, falta ainda ligações de água, energia elétrica, entre outros. “Acredito que até o final do mês estejamos concluindo este projeto, mas antes disso estaremos novamente nos encontrando com as famílias beneficiadas com as casas populares do Perequê-Mirim, para uma nova palestra”, explicou a secretária.
O encontro entre a população e palestrantes do Fundo Social de Solidariedade e Sebrae está previsto para acontecer no dia 14 de agosto, na escola do Perequê-Mirim. (Fonte: PMC)

Vereadores de Caraguá se reúnem com Secretária de Saúde

Caraguatatuba - Os Vereadores ligados ao prefeito Antonio Carlos da Silva estiveram reunidos na tarde de quinta-feira, dia 2 de agosto, na sede da Secretaria Municipal de Saúde, com a secretária Myrlene Veneziani. O grupo de parlamentares discutiu a atual situação da pasta e pediu melhorias. Myrlene Veneziani disse estar tomando conhecimento da Secretaria.
Um grupo de Vereadores ligados ao prefeito Antonio Carlos da Silva, composto por Wilson Gobetti - líder do prefeito, Nílson Lopes da Silva - o Nezão e Dalva Santana, ambos do PPS, além de Valmir da Colônia, presidente da Câmara e Vera Peixoto, filiados ao PSDB e mais José Benedito Gonçalves Pinto - o Zézinho Prequeté e Leonor Diniz, do PDT e ainda a assessora de Omar Kazon (PL), esteve na tarde de quinta-feira, 2 de agosto, das 15 às 16h30 reunido com a Secretária Municipal de Saúde, Myrlene Veneziani, que também é a primeira-dama do município e com o Assessor Legislativo da Prefeitura, Lúcio Fernandes. Na pauta reivindicações de melhorias e subsídios para a defesa política da pasta e da Administração.
Os Vereadores pediram melhorias nos diversos setores da pasta à secretária, além de subsídios para a defesa da pasta e do Executivo, devido as constantes críticas que são feitas pela oposição. A reunião foi marcada pelo Presidente da Câmara, Vereador Valmir Gonçalves - o Valmir da Colônia (PSDB). Entre os assuntos mais discutidos constaram a falta de médicos e remédios, além de um melhor serviço de ambulância.
A primeira-dama e Secretária da Saúde respondeu que está no cargo há um pouco mais de 60 dias e ainda está tomando ciência da situação da pasta. Myrlene afirmou que não poderia resolver alguns pedidos de imediato, pois encontra-se "bloqueada" em alguns setores.
A Secretária disse que na próxima segunda-feira estará reunida com o seu staff e nesse encontro irá organizar a secretaria, introduzindo o seu estilo de trabalho, além de sanar alguns dos principais problemas.
Dentre os planos de Myrlene estão o aumento da verba da Saúde, uma grande campanha de combate a dengue e a criação de uma Ouvidoria, que irá checar as reclamações dos usuários em 15 dias.
Os Vereadores saíram satisfeitos do encontro. "O papel do Vereador é de lutar junto com o prefeito pela melhoria da qualidade de vida da população", disse Valmir da Colônia. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Encontro aberto de Danças Sagradas no Espaço Baguá

Ubatuba - Na próxima quarta-feira, dia 8, às 19h30, o Espaço Baguá estará promovendo palestra aberta sobre as Danças Sagradas, de George I. Gurdjieff, mestre espiritual russo. Também haverá apresentação do vídeo Encontro com Homens Notáveis, documentário que mostra sua busca espiritual.
Nos dias 9 e 10 de agosto, quinta e sexta-feira, das 19h30 às 22h30, Sw. Dwaro (Cláudio Rangel), ministrará workshop trabalhando as Danças Sagradas. Esses movimentos foram criados para desenvolver uma unidade entre mente, corpo e emoção, equilibrando o centro intelectual, instintivo e emocional, respectivamente. Esta unidade produz um estado superior de consciência, onde é possível a conexão de estados de disciplina interior, atenção, receptividade, fluidez, relaxamento e silêncio.
As Danças Sagradas são de grande beleza e originalidade além de terem grande poder de despertar a consciência a partir da expansão de nossos movimentos. Daí a percepção de poderes até então latentes nos centros do corpo energético, a sensação de um ritmo interior próprio, que alterna naturalmente os movimentos de pausa e atividade, a fusão profunda em níveis de meditação e transcendência.
Muitos destes movimentos sagrados são bastante simples, embora sua capacidade de envolver a mente seja excepcional. Além disso, não são danças na acepção comum do termo, não exigindo nenhuma experiência prévia, tanto na área de dança como no trabalho de Gurdjieff.
Este curso é um convite à descoberta das Danças Sagradas e exercícios de centramento e desenvolvimento da percepção derivados daqueles que o mestre russo resgatou durante seu aprendizado nas comunidades místicas sufis do Oriente Médio.
O Espaço Baguá promove diversos cursos e workshops como Canto MPB, Música e Meditação, Reiki, Eneagrama, Florais da Mata Atlântica, Feng Shui, sessões de massagem, reiki e terapia corporal. Informações e reservas pelos telefones 435-1275 ou 435-1788 com Jayo.

Caravana de veículos antigos passarápor Ubatuba

Ubatuba - Entre os dias 01 e 07 de Setembro, o “Clube do Fordinho” fará realizar o “Raid São Paulo - Rio de Janeiro, pela Rodovia BR 101 – Trecho Santos/Rio.
Do evento, participarão mais de 50 veículos, marca Ford, Modelos “T” ou “A”, com motor de quatro cilindros, fabricados entre os anos de 1910 à 1932, apelidados no Brasil de “Ford Bigode”, por possuírem na coluna de direção, abaixo do volante, duas hastes contrapostas, que controlam a aceleração e o avanço do motor, lembrando um bigode, como cavalheiros no início do século passado.
Além dos “Fordinhos”, outros veículos clássicos da marca “Ford” deverão participar do Raid.
A caravana dos veículos irá participar do grande encontro de veículos antigos que o Veteran Car do Rio de Janeiro realizará no Forte de Copacabana, nos dias 06 e 07 de Setembro.
No Rio de Janeiro, o Clube do Fordinho, fará uma carreata e visita à estatua do Cristo Redentor, no alto do Morro do Corcovado, em comemoração aos 70 anos da imagem, que é o lay-out do Rio de Janeiro, o mais divulgado internacionalmente.
Em Ubatuba, os “Fordinhos” permanecerão no dia 04 de setembro, com programa organizado pela Prefeitura Municipal e COMTUR – Companhia Municipal de Turismo de Ubatuba, do qual constam, às 11 horas, carreata pelas ruas centrais da Cidade e ao meio dia, concentração dos veículos frente ao Paço Municipal, na Avenida Dona Maria Alves e solene saudação aos participantes do “Raid” pelas autoridades locais. (Fonte: ACS-PMU)

Caraguatatuba vai sediar a 4ª Etapa da Copa Litoral Norte

Caraguatatuba - A 4ª Etapa da Copa Litoral Norte vai acontecer em Caraguatatuba, no Centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves no dia 23 de setembro. A copa estava marcada para ser realizada em agosto, mas foi adiada devido à temperatura da água, que por estar muito fria iria prejudicar o rendimento dos atletas, especialmente das crianças. A Secretaria de Esportes já começou a organizar a competição. O coordenador da prova é o professor Juarez Saloni. Diversos atletas competirão pela Prefeitura Municipal de Caraguatuba.
A Copa Litoral Norte terá a participação de atletas de todo o Litoral Norte. O objetivo desta competição é incentivar a prática da natação e proporcionar a integração dos atletas de todo o Litoral Norte. Os atletas de Caraguatatuba já estão treinando e se preparando para mais importante competição de natação da região. Segundo Pedro Lui, nadador da academia Linha D’Água, uma das academias participantes da copa e, patrocinado pela Água do Mar, a disputa vai ser bastante acirrada, pois todos os atletas esperam pela competição há cerca de um ano, e todos devem estar em treinamento para a prova. “Espero conseguir bons resultados nesta classificação para chegar a final”. (Fonte: PMC)

Escolinha de Surf da Fundacc está entre as melhores do Estado

Caraguatatuba - “Antes no mar do que na rua”. Com esse slogan a Oficina - Escola de Surf da Fundacc, sob a responsabilidade do monitor Luciano Sant’Ana vem desde a sua criação em 1995, realizando um trabalho que merece atenção das autoridades e das empresas ligadas ao esporte.
Com aulas três vezes por semana, no Indaiá, Martin de Sá, Massaguaçú e aos finais de semana levando os alunos para participar de campeonatos, Sant’Ana está formando um grupo de atletas para o futuro - “São crianças e jovens entre 6 e 20 anos, que estão tendo acesso a um esporte que vem ganhando espaço na mídia e investimentos de grandes empresas ligadas ao setor no mundo todo. Vale a pena lembrar que são muitas as meninas que estão participando do projeto. A escolinha vem destacando-se em campeonatos, ficamos com a 5ª colocação no “Quickisilver Surf School”, em Itanhaém, em julho, concorrendo com 16 escolas do estado de São Paulo- comenta Sant’Ana.
A Escolinha concorreu com uma equipe composta por 4 atletas :Ronaldo Bonete na categoria 12 anos- Estreante; Luciano Brulher , categoria até 14 anos; Marcos Vinícius na categoria Mirim -até 15 anos, que foi apontado como destaque de melhor aluno entre as escolinhas; Rosnei Bonete concorrendo na categoria até 18 anos - Júnior e no feminino, Ludmila Brulher.
E a Escolinha não pára, no dia 28 de julho, sábado, estiveram também participando do campeonato “Tom Pool de Surf”, no Sapé, onde novamente conquistaram ótimas colocações. O instrutor vem fazendo um trabalho de conscientização junto aos seus alunos, mostrando que o esporte vem ganhando espaço, e que poucos dos que estão hoje no topo tiveram acesso a uma escolinha como a da Fundacc, e que é necessário que haja dedicação da parte deles - “Mas têm que estudar, ter boas notas na escola é essencial para poder participar da escolinha de surf, lembra Sant’Ana.
A escolinha conta com apoio da Água do Mar Surf Shop, que desde o início vem acompanhando a evolução dos alunos, e outros empresários que apóiam o projeto anonimamente. As crianças agradecem.
Os interessados devem inscrever-se na Fundacc - Rua Santa Cruz, 396, no centro. Mais informações pelos telefones 12 4225231 ou 38839770. (Fonte: PMC)



BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Orquídeas - Coleção e Cultivo


Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor