Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 16 de abril de 2001 - Nº 270 Arquivo
Maré Hotel de Ubatuba
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Principais Manchetes:

Índios querem regularização de aldeia
Região tem 3 aldeias indígenas
Festa reúne nove etnias no litoral
Degradação compromete água do litoral
Órgão vai mapear danos ambientais
Comitê diz ter recursos insuficientes
Cebimar busca novos remédios
Paixão de Cristo na TV
Campanha de hipertensão e diabetes mostra resultados
Fundart define cursos e oficinas
Comtur realiza Assembléia
Vereador cobra DER quanto as obras de Caraguá
Câmara aprova Repúdio contra Santa Casa de Caraguá
Câmara recebe em média 5 ligações/dia com o 0800
Menina morre afogada em praia da Ubatuba
Vítimas de naufrágio continuam desaparecidas


Índios querem regularização de aldeia
Grupo de Ubatuba aguarda definição judicial sobre área onde vivem na miséria mais de 40 guaranis

Ubatuba - A menos de uma semana do Dia do Índio, um grupo guarani de Ubatuba não encontra motivos para festejar a data. Vivendo em completa miséria, mais de 40 índios que se apossaram da aldeia cenográfica onde foi rodado o filme "Hans Staden", no Corcovado, aguardam a regularização do local como área indígena .
Por estar em uma propriedade particular fora de área tutelada pela Funai (Fundação Nacional do Índio), o grupo não é assistido por programas oficiais e as famílias dependem da venda de artesanato para sobreviver.
Há três anos o processo corre na Justiça Federal de São José dos Campos. Enquanto o processo tramita na Justiça, as famílias ficam proibidas de extrair palmito e caçar nas dependências do Parque Estadual da Serra do Mar, atividades reservadas apenas aos índios da Aldeia Boa Vista, que fica no Prumirim.
As famílias instaladas na aldeia cenográfica, batizada de Renascer, estão divididas em três ocas grandes, não têm água limpa, sanitários ou medicamentos.
"A situação hoje é de penúria. Crianças em idade escolar não estão matriculadas porque a maioria é mestiça e corre o risco de perder a identidade cultural se aprender só a cultura do homem branco", disse o cacique Antônio da Silva Auá, 48 anos.
Para agravar mais a situação, 12 índios da tribo tupi-guarani, que estavam na aldeia de Paraty-Mirim (RJ) mudaram para aldeia Renascer. Os índios estão amontoados em uma área onde existiam os banheiros.
O vice-cacique Aberlado Cairi da Costa, 37 anos, disse que as condições são precárias. Para os chefes tribais, se houvesse o reconhecimento da área onde estão, seria possível amenizar os problemas.
Mesmo com a pendência judiciária, os índios estão levantando novas "casas" e já pensam na criação de peixes. "O problema é que precisamos de ajuda, mas toda vez que tentamos desenvolver alguma atividade na cidade encontramos obstáculos", disse o cacique Auá.
FISCALIZAÇÃO - Para o comandante da Polícia Florestal de Ubatuba, tenente Davi de Sousa Silva, sem uma definição da Funai, a polícia não pode liberar a entrada dos índios na área de proteção ambiental para caça e extração do palmito.
A maior dificuldade desses índios, de acordo com o administrador substituto da Funai, em Bauru, Gilberto Abreu Amaral, é que eles estão sem aldeia, misturados com brancos e não querem sair de onde estão.
Além da Aldeia Boa Vista, o Litoral Norte tem outro grupo indígena que vive na Aldeia do Rio Silveira, em Boracéia, São Sebastião. Os dois grupos afirmam que, apesar das conquistas, ainda não há muito que se comemorar no Dia do Índio. (Fonte: ValeParaibano)

Região tem 3 aldeias indígenas

São Sebastião - Dos índios da etnia Tupi, que originalmente habitavam o Vale do Paraíba e Serra da Mantiqueira no início da colonização, existe apenas parte do vocabulário utilizado pela população.
Mas no Litoral Norte, duas aldeias Guarani resistem ao tempo e tentam preservar suas tradições. A Kunhã Arandu Mirim (Rio Silveira), em São Sebastião, e Tekoa Nãndeva'e (Boa Vista), em Ubatuba, são reservas formadas na década de 70, quando milhares de índios invadiram o território brasileiro para fugir da fome que assolava o Paraguai.
A Rio Silveira, na divisa dos municípios de São Sebastião e Bertioga, está instalada numa área de 940 hectares, onde vivem 300 índios. Na aldeia Boa Vista, em Ubatuba, os 920 hectares são partilhados por 120 índios. A língua Guarani é falada entre eles e ensinada nas escolas junto com o português.
Em Jacareí, um grupo de 21 índios Xavantes foi trazido da reserva Marechal Rondon (MT) para viver em uma área de 11 hectares no Hotel Fazenda Aldeia do Vale. Eles organizam apresentações para escolas, que podem ser agendadas com antecedência. (Fonte: ValeParaibano)

Festa reúne nove etnias no litoral

Ubatuba - Para comemorar o Dia do Índio, os índios guaranis da Aldeia do Rio Silveiras, em São Sebastião, participam da 1º Festa Nacional do Índio, que acontece na praia da Enseada, em Bertioga, entre 19 e 22 de abril.
Durante quatro dias, representantes de noves etnias diferentes --guaranis, bakairis, xavantes, bororos, terenas-terenoês, kuikuru, waurá, kalapalo e xinguanos-- vão apresentar para um público de aproximadamente 10 mil pessoas, suas danças, músicas e competições esportivas.
Entre as atividades, estão a corrida de tora onde cada índio tem que carregar nas costas um tronco de madeira pesando aproximadamente 100 quilos. Também haverá demonstração de arco e flecha, lutas femininas e arremesso de lanças.
O diretor de Eventos Culturais e Esportivos da Funai, Carlos Terena, disse que a festa foi bem aceita entre as 180 tribos do Brasil. "Depois de 500 anos, esta é a primeira vez que somos convidados para mostrar nossa cultura no litoral." (Fonte: ValeParaibano)

Degradação compromete água do litoral
Rio Grande, principal fonte de abastecimento de água de Ubatuba, que está comprometido

Ubatuba - Um estudo feito para o Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte constatou que a qualidade da água consumida no região está sendo comprometida pela falta de tratamento do esgoto, degradação de florestas e crescimento populacional desordenado.
O levantamento foi realizado pelo IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), a pedido do comitê, para nortear o Plano de Gerenciamento de Recursos Hídricos, que estipula metas para até 2020 para garantir a qualidade da água.
A reduzida cobertura da rede de coleta tratamento de esgoto foi considerada um dos fatores que afetam a qualidade da água.
Segundo a pesquisa, o tratamento chega a 19% da população do litoral norte, o que representa 22 mil domicílios. Moram no litoral norte 223.914 pessoas.
O quadro mais crítico é o de Ilhabela, onde apenas 200 casas têm o esgoto coletado. As restantes recorrem a fossas ou lançam esgoto nos rios.
Segundo a Sabesp (Saneamento Básico do Estado de São Paulo), a cobertura em Ilhabela é limitada devido à resistência dos usuários em se conectar à rede.
O crescimento da população, de 3,8% ao ano, também afeta a qualidade da água, por promover o inchaço das áreas urbanizadas e levar migrantes a invadir áreas de mananciais.
É o caso do rio Grande, em Ubatuba, responsável pelo abastecimento de 80% da população.
Segundo a pesquisa, as áreas ribeirinhas foram ocupadas irregularmente por 90 famílias. Sem acesso à coleta, as famílias depositam lixo e despejam esgoto nos mananciais.
O caso é semelhante ao do rio da Fazenda, localizado na sede do Parque Estadual da Serra do Mar. (Fonte: Folha Vale)

Órgão vai mapear danos ambientais

Ubatuba - O prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL), presidente do Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte, irá definir uma agenda de visitas aos municípios do litoral norte -Caraguatatuba, São Sebastião, Ubatuba e Ilhabela- para avaliar as demandas do órgão.
A partir dessas visitas, devem ser definidas as prioridades de investimento para os próximos anos.
O comitê também fará estudos para checar como está o ambiente no litoral norte.
Para isso, será feito um mapa, que servirá para orientar a tabulação dos dados.
Os fatores que estão interferindo na qualidade da água no litoral norte, por exemplo, poderão ser identificados pelo mapeamento da região.
Esse serviço será desenvolvido pelo FBDS (Fundação Brasileira de Desenvolvimento Sustentável), em parceria com as prefeituras do litoral norte.
O órgão vai captar imagens via satélite e identificar diferentes problemas de zoneamento em todas as cidades.
Serão monitorados dados para avaliar a situação geral das regiões de mananciais.
O objetivo é avaliar quais áreas estão degradadas por desmatamento e as ocupadas irregularmente, entre outras 11 onze cartas geográficas.
As primeiras imagens começam a ser geradas em três meses. O projeto completo será concluído em dois anos, de acordo com as previsões do comitê.
PLANO - Além da iniciativa do comitê, outros estudos foram realizados para orientar a ocupação.
Os estudos foram reunidos no projeto do PGC (Plano de Gerenciamento Costeiro).
O plano, elaborado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente, consiste em normas que definem que tipo de atividade pode ser permitida em cada ponto do litoral norte.
O Plano Diretor das cidades do litoral norte também contempla os dados reunidos no PGC.
Para elaborar o PGC, foram realizadas audiências públicas com entidades e autoridades das cidades envolvidas. (Fonte: Folha Vale)

Comitê diz ter recursos insuficientes

Ubatuba - A falta de recursos tem sido um dos principais problemas na atuação do Comitê de Bacias Hidrográficas, para a maioria dos membros do órgão consultados pela Folha na semana passada.
Em três anos de atividade, o órgão recebeu R$ 1,8 milhão de verbas.
O dinheiro foi distribuído entre os quatro municípios do litoral norte: São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba e Ubatuba.
A previsão para este ano é que sejam repassados pelo governo cerca de R$ 500 mil ao comitê.
O dinheiro é destinado à manutenção de 13 projetos que priorizam o tratamento de esgoto e de resíduos sólidos, o que deve evitar maiores riscos aos mananciais.
PROJETOS - "Estamos estabelecendo critérios muito rígidos para selecionar projetos", disse a secretária-executiva do comitê, Rosa Maria Mancini.
O diretor da Parque Estadual da Serra do Mar, Luiz Roberto Numa de Oliveira, defende a cobrança pelo uso da água como uma alternativa para captar recursos.
A cobrança pelo uso da água deve começar a partir de 2002 no Vale do Paraíba.
Segundo o comitê que administra os recursos hídricos do Vale do Paraíba, devem ser captados cerca de R$ 12 milhões por ano com a cobrança da água.
Esse dinheiro deve ser aplicado no tratamento de esgoto de cidades como Jacareí e São José dos Campos.
Oliveira cita o exemplo de Piracicaba, onde a empresa responsável pelo abastecimento paga R$ 0,01 metro cúbico de água recolhida dos mananciais.
O dinheiro captado com o emprego a água retorna para os consórcios das bacias hidrográficas, que deliberam sobre o uso dos recursos.
"A cobrança obrigaria as empresas a reduzir o lançamento de efluentes e diminuir o desperdício, já que estariam pagando para explorar o uso da água", disse o diretor do parque estadual. (Fonte: Folha Vale)

Cebimar busca novos remédios

São Sebastião - Uma pesquisa realizada por cientistas da USP (Universidade de São Paulo) no Cebimar (Centro de Biologia Marinha), em São Sebastião, busca identificar substâncias que podem se transformar em novas drogas na luta contra o câncer e outras doenças.
O trabalho é baseado em animais marinhos encontrados no canal local. Entre as descobertas dos cientistas está uma molécula produzida pela anêmona, que apresenta ação sobre intestino preguiçoso.
Segundo o coordenador da pesquisa e diretor do Cebimar, José Carlos de Freitas, quando aplicada em animal de laboratório a substância apresentou o efeito de liberar os gases intestinais. O próximo passo é sintetizar a substância para ser usada pelo homem.
Aliás, esse tem sido o principal objetivo da pesquisa do biólogo que recentemente recebeu o apoio de especialistas de diversos institutos para a identificação das substâncias das espécies marinhas.
Freitas ressalta ainda que o mar é rico em animais que possuem moléculas antiinflamatórias, uma das principais características das esponjas marinhas que possuem uma molécula identificada como citotoxina que possui um potencial antitumoral. (Fonte: ValeParaibano)

Paixão de Cristo na TV

Ubatuba - Na última quarta-feira, dia 11, a TV Globo - Vanguarda Paulista esteve em Ubatuba, gravando o programa Espaço Litoral de sábado dia 14. Foram gravadas três cenas da encenação da Paixão de Cristo de Ubatuba.
Bado Todão e parte da equipe de atores da encenação foram entrevistas e encenaram nas areias da Praia da Maranduba as mesmas cenas apresentadas no teatro da Paixão na sexta feira santa.
O programa Espaço Litoral de sábado tratou exclusivamente deste assunto, evidenciando a importância do evento realizado pela Prefeitura Municipal de Ubatuba através da FUNDART - Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba.
Além da TV Vanguarda, o jornal ValeParaibano, Jornal Agora e Folha Vale, além da imprensa local eoutras empresas de comunicação regional tem destinado grande espaço para a divulgação deste importante evento. (Fonte: Fundart)

Campanha de hipertensão e diabetes mostra resultados

Ubatuba - A secretaria de Saúde da Prefeitura de Ubatuba totalizou nesta semana os dados preliminares da Campanha de Diabetes e hipertensão arterial, realizada em Ubatuba de 6 de março a 6 de abril. 11.222 pessoas fizeram os exames, sendo 6.447 mulheres e 4.775 homens. A secretaria detectou 4.902 pessoas com pressão arterial acima dos limites normais e 1.129 com alteração de taxa de açúcar no sangue. Os diabéticos atingem hoje 8% da população e os hipertensos de 15 a 20%.
Para a secretária de Saúde, Dra. Maria da Graça Gil Matos, com estes dados poderá haver uma programação mais realista para o atendimento dos diabéticos e hipertensos. “Para as pessoas que foram constatadas estas alterações solicitamos que sejam evitados o cigarro, bebidas alcoólicas, excesso de peso, sal e alimentos gordurosos, além de incluir em suas rotinas a prática de qualquer atividade física”, explica Dra. Graça. Os novos casos detectados foram encaminhados para os exames necessários e devidos atendimentos. (Fonte: ACS-PMU)

Fundart define cursos e oficinas

Ubatuba - Além da definição de local e horário para funcionamento de 12 cursos, a Fundart está montando o roteiro para a realização de 10 oficinas na maioria dos bairros do município. As inscrições estão abertas na sede da Fundação que aguarda o contato dos interessados. No Sobradão do Porto, sede da Fundart estão sendo dada as aulas de balé clássico, coral e teatro, estas duas últimas em caráter provisório, pois logo irão para um imóvel locado. Neste imóvel, localizado à rua Cel. Domiciano, 583, serão realizados os ensaios da Lira Padre Anchieta e do coral, além dos cursos de cerâmica, crochê, instrumento de sopro e pintura.
A Escola Anchieta está reservada para os cursos de ginástica olímpica e dança de rua. No Terminal Turístico do Perequê-Açu as aulas serão de capoeira e entalhe em madeira com o mestre Bigode uma vez por semana.
A Fundart, vem agilizando, em conjunto com a Regional Sul, a instalação de um Núcleo Cultural Comunitário do Araribá para diferentes oficinas. O local, uma residência particular, também atenderá ao projeto de alfabetização de adultos. A Fundart vem mantendo contatos com entidades como MEC, UNITAU, SENAI e SENAC com o objetivo de garantir ao aluno um certificado de conclusão do curso ,atestando participação e abrindo portas para futuros empregos. (Fonte: Fundart)

Comtur realiza Assembléia

Ubatuba - A Comtur (Companhia Municipal de Turismo) realizou no último dia 6, uma Assembléia Geral Ordinária e Extraordinária. Teve as participações do vice-prefeito, Moralino Valim, representando o prefeito Paulo Ramos e de 25 acionistas. A Prefeitura detém 51% das cotas da Companhia.
Na reunião foram apresentadas as contas do exercício de 2000, que foram aprovadas em Assembléia. Aprovou-se também o aumento de capital em função do resultado do balanço. Foi eleito o Conselho de Administração e o Conselho Fiscal. Definiu-se também que o diretor presidente terá salário a ser definido pelo conselho administrativo, equivalente a referência de secretário municipal.
O presidente, Luis Bischof, apresentou o relatório das atividades realizadas no período de 22 de janeiro até hoje, com 70 itens realizados. “A cada dia que passa encontramos uma novidade a ser resolvida, deixada pela administração anterior”, ressalta Bischof.
A ata da reunião, com os relatórios de atividades, será encaminhada para a Câmara, ao acionista majoritário e a promotoria. Será enviado também o balancete dos três últimos meses, atendendo as exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal. (Fonte: ACS-PMU)

Vereador cobra DER quanto as obras de Caraguá

Caraguatatuba - O Vereador Juarez Pereira Pardim, líder do PSDB na Câmara de Caraguatatuba está cobrando o Governo do Estado, através do DER (Departamento Estadual de Estradas e Rodagens), das obras prometidas no acordo de indenização da Serra do Mar. O vereador encaminhou requerimento que foi prontamente respondido pelo orgão estadual.
A Prefeitura Municipal de Caraguatatuba, na época do acordo para a indenização do Parque Estadual da Serra do Mar, com o Governo do Estado, cedeu ao DER (Departamento Estadual de Estradas e Rodagens), o valor de R$ 4 milhões, para uso em obras do sistema viário no município. Esse montante e mais o valor de R$ 25 milhões à Sabesp (Saneamento Básico do Estado de São Paulo), sendo R$ 5 milhões cedidos e outros R$ 20 milhões na forma de empréstimo, foram imprescindíveis para que a Prefeitura pudesse fechar a indenização e ainda receber mais R$ 45 milhões.
O vereador Juarez Pereira Pardim, que tem suas bases eleitorais na zona sul da cidade enviou requerimento ao Governo do Estado, cobrando do Executivo Estadual as obras prometidas no acordo, através da verba estabelecida. Na relação de obras do vereador, constam melhoramentos nas vicinais do Porto Novo, Pegorelli e Jaraguá; melhorias nas SP-55 e 99, passarela e ciclovia na ponte do rio Juqueriquerê.
Segundo o DER, o total das vicinais é de 4.850 metros de extensão e já foi contratada a empresa Souza Galasso, para um contrato de mais de R$ 467 mil. Quanto a melhoria nas SP-55 e SP-99, numa extensão de 5.500 metros, a estatal aguarda a assinatura do contrato no valor de mais de R$ 2.6 milhões. As estradas vicinais aguardam projeto executivo da empresa Vetec Engenharia S/C Ltda, para uma extensão de 15. 6 quilometros.
Já sobre a ciclovia e passarela na ponte do rio Juqueriquerê, o DER informa que a mesma esteve com o seu tráfego impedido por um certo período, devido a queda da adutora da Sabesp, que ocupa a parte inferior da ponte e que agora, com o restabelecimento da adutora no seu local original, o espaço está liberado novamente para ciclistas e pedestres.
Para o vereador Pardim só a união dos poderes, no caso o Legislativo e o Executivo é que poderá gerenciar o progresso da região. "Assim como a nossa função é a de pedir, também é a de reivindicar quando necessário, cobrando sempre os poderes, quanto as suas obrigações, visto que somos cobrados insistentemente pelos moradores, que nos elegeram ao cargo que estamos", disse. (Fonte: Câmara Municial de Caraguá)

Câmara aprova Repúdio contra Santa Casa de Caraguá

Caraguatatuba - A Vereadora Leonor Diniz aprovou Moção de Repúdio na Câmara Municipal de Caraguatatuba contra a Casa de Saúde Stella Maris, criticando o mau atendimento daquele estabelecimento médico. A Vereadora fala que os profissionais de Saúde são tratados de maneira desrespeitosa.
A Moção foi aprovada recentemente e faz críticas ao sistema de atendimento ministrado pelas religiosas do Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, que administram a Casa de Saúde Stella Maris, o único hospital existente na cidade.
Segundo a vereadora, no dia 29 de março ela foi até a Casa de Saúde Stella Maris para visitar um amigo de família, que encontrava-se hospitalizado com grave enfermidade. Ao chegar, após às 16h30, pois antes encontrava-se trabalhando na UBS (Unidade Básica de Saúde), no bairro do Morro do Algodão, pois a vereadora é contratada da rede pública municipal de Saúde, teve a sua entrada barrada, com a alegação de que uma autorização só poderia ser dada por uma religiosa de nome Patrícia.
A vereadora conta que mesmo com a desenvoltura da atendente da portaria, a sua entrada foi barrada, com a alegação de que sua visita fora de hora poderia causar mal estar, tanto para o doente solicitado como para os restantes lá hospitalizados. O que mais indignou a vereadora foi o fato de que a religiosa responsável pela portaria, a de nome Patrícia, não foi até a entrada do hospital falar e explicar sua decisão à vereadora.
A vereadora Leonor Diniz entende que como profissional da área médica tem direito de visitar amigos ou doentes, mesmo fora do horário, pois como profissional da saúde, tem suas obrigações e os horários as vezes não coincidem com os das visitas no hospital. Leonor Diniz ressalta ainda que como médica, sabe se portar num recinto hospitalar e de forma alguma, iria causar malefícios aos doentes lá internados.
Essa Moção de Repúdio teve cópias encaminhadas ao prefeito municipal, Antonio Carlos da Silva, ao Secretário da Saúde, Marcos da Silveira Franco, bem como ao Diretor Clínico da Casa de Saúde Stella Maris, para as devidas providências, se necessárias forem. (Fonte: Câmara Municial de Caraguá)

Câmara recebe em média 5 ligações/dia com o 0800

Caraguatatuba - A Câmara Municipal de Caraguatatuba tem recebido em média, desde o início de seu funcionamento, cinco ligações diárias para o seu telefone 0800. As ligações tem atendido ao objetivo do telefone, que servirá de canal com a população. O 0800-7721233 foi inaugurado na última terça-feira, dia 10 de abril.
O telefone 0800 da Câmara começou a funcionar no último dia 10 de abril, através de uma ligação simbólica do radialista e jornalista Oscar Oliveira, da Rádio Oceânica de Caraguatatuba, durante o programa "A Cidade se Comunica", que representou no evento toda a imprensa da região.
O novo sistema tem recebido em média, desde o início de seu funcionamento, 5 (cinco) ligações diárias. No primeiro dia de funcionamento os contribuintes fizeram apenas reclamações, sobre falta de iluminação pública na rua, para limpeza de rua e valas, pedindo cascalhamento na rua e sobre esgoto parado que exala mau cheiro. As ligações foram feitas por moradores dos bairros Morro do Algodão, Massaguaçu, Poiares e Tinga.
Essa linha direta da população com o vereador funcionará diariamente, de segunda a sexta-feira, das 12 às 17 horas e foi criada para que o morador possa orientar, sugerir, opinar e reclamar. Todas as ligações recebidas serão cadastradas num "Termo de Comunicação", onde conterão o nome, endereço, cidade, telefone, CEP, idade, RG, natureza da queixa e local do contribuinte, bem como a qual Vereador se dirige.
O novo sistema proibe que o morador faça pedidos de interesse próprio, como marcação de consultas médicas, reivindicação de remédios ou audiência com vereadores. Toda reclamação recebida será dado o retorno necessário ao contribuinte que a fez.
Este telefone não será usado por mais ninguém além do operador, que poderá cortar a ligação se o morador se mostrar evasivo, repetitivo ou grosseiro quanto a denúncia.
Em se tratando de denúncia, a mesma poderá ser dada pela população através do 0800-7721233, mas com a obrigação do denunciante de vir até as dependências do Legislativo, trazendo documentos que a comprovem.
Para o presidente da Câmara de Caraguatatuba, Valmir Gonçalves, o número ainda é baixo, mas devido a ser o início do sistema. "O povo sempre tem uma desconfiança quanto a novos serviços e por causa disso temos um número baixo de ligações. Tenho certeza que depois de uns dias, quando todos conhecerem o número e tiverem confiança no serviço, teremos um número ainda maior", disse, não podendo apontar qual seria o número ideal de chamadas diárias. (Fonte: Câmara Municial de Caraguá)

Menina morre afogada em praia da Ubatuba

Ubatuba - O corpo da estudante Caroline de Almeida da Silva, 9 anos, foi encontrado ontem, às 18h, na praia Brava, região norte de Ubatuba. A menina desapareceu da praia de Camburi, às 9h. O Corpo de Bombeiro e a polícia de Ubatuba precisaram abrir picadas na mata para conseguir chegar à praia Brava. O pescador Cláudio dos Santos, 42 anos, e seu filho, Jeferson Nunes dos Santos, 7 anos, continuam desaparecidos. Eles sumiram anteontem após o naufrágio do barco em que estavam, na praia de Picinguaba, em Ubatuba. Outros quatros passageiros da embarcação conseguiram nadar até a praia. (Fonte: ValeParaibano)

Vítimas de naufrágio continuam desaparecidas

Ubatuba - O pescador Cláudio dos Santos, 42 anos, e seu filho Jeferson Nunes dos Santos, 7 anos, não haviam sido localizados até o final da tarde de ontem pelo Corpo de Bombeiros. Eles foram vítimas do naufrágio de um barco na quinta-feira, no trajeto entre as praias de Picinguaba e Ilha Comprida, em Ubatuba. O Corpo de Bombeiros está realizando buscas na região e espera definir a situação até amanhã.
O barco levava mais quatro turistas, que conseguiram se salvar. A provável causa para o acidente, ocorrido por volta das 20h, seria a agitação do mar. Na praia Brava, também em Ubatuba, a estudante Caroline de Almeida da Silva, 9 anos, foi encontrada morta, na sexta-feira, depois de afogamento na praia de Camburi. (Fonte: ValeParaibano)


Litoral Virtual

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias
Navegando
Navegando
 Pedro Monte-Mór

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2000 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor