Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 19 de fevereiro de 2001 - Nº 233 Arquivo
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Free Wallpaper
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Principais Manchetes:

Polícia monta Operação Carnaval no litoral
Oposição questiona acordo para coleta de lixo em São Sebastião
Litoral Norte tenta conter migração
Ocupação ilegal cresce 10% em São Sebastião
Migrante chega em ônibus clandestino
Comitê de Bacias Hidrográficas amplia prazo para cadastramento
Bebê sequestrada é achada em Caraguá


Polícia monta Operação Carnaval no Litoral
Meta é reforçar policiamento a pé em todos os pontos de desfile, bailes e bairros movimentados

Ubatuba - A Polícia Militar no Litoral Norte vai montar um esquema especial de segurança durante desfiles e bailes de Carnaval em Caraguatatuba, Ubatuba, São Sebastião e Ilhabela. A meta é manter os policiais a pé circulando em todos os pontos de concentração de pessoas.
Segundo o comandante da 2º Companhia, em Caraguatatuba, capitão André Luiz Cavalcante, serão remanejados policiais para a avenida da praia, onde acontecem os desfiles das escolas de samba, para a praça Cândido Mota, no centro, e bairros Porto Novo e Massaguaçu onde serão realizados os bailes populares. Os quadriciclos e as bicicletas serão utilizados para reforçar a segurança.
A mesma estratégia deve ser adotado pelo tenente Fernando Marcos Pedroso de Carvalho, comandante da 1º Companhia que abrange a área central e costa sul de São Sebastião e Ilhabela, onde haverá policiamento também na região da Vila.
Segundo Carvalho, haveria ainda uma equipe de policiais de motocicleta nos locais de maior concentração e nas imediações para coibir os furtos de veículos.
Em Ubatuba o início do reforço policial foi ontem por conta da antecipação do Carnaval. Também haverá esquema especial no período da tarde nos locais que terão trios elétricos.
A expectativa é que 1,6 milhão de pessoas passem o Carnaval no Litoral Norte, que continua com o policiamento reforçado pela Operação Verão até 5 de março --400 homens a mais distribuídos nas quatro cidades. De acordo com o capitão Carvalho, as 20 Bases Comunitárias Móveis também ajudam a inibir a ação dos bandidos.
A polícia registrou uma queda de 5% no número de furtos na região, sendo 768 em janeiro de 2000 contra 729 este ano. (Fonte: ValeParaibano)

Oposição questiona acordo para coleta de lixo em São Sebastião

São Sebastião - Os partidos de oposição ao prefeito Paulo Julião (PSDB), de São Sebastião, vão questionar no Ministério Público e no Tribunal de Contas do Estado o contrato de emergência feito com a empresa Enob para a coleta de lixo na cidade.
O principal questionamento dos representantes dos partidos PDT, PPS, PT e PSB é com relação ao valor que o município deverá repassar a empresa, R$ 4 milhões por um período de seis meses --o equivalente a R$ 666 mil por dia.
"Não entendo o motivo de um contrato tão extenso se a temporada praticamente terminou no início de fevereiro e o problema envolvendo a coleta de lixo já não existe mais", afirma o presidente do PDT, Antero Ventura.
Ele diz ainda que o contrato firmado com a empresa seria muito mais caro quando comparado com o que está sendo praticado em outras cidade do Litoral Norte.
O ex-prefeito João Siqueira (PSB) disse que os 12 caminhões novos comprados no final de 97 estariam adequados para fazer a coleta de lixo na cidade.
Para ele, o aluguel de pequenos caminhões para fazer o transbordo do lixo de um ponto na região central para o aterro sanitário localizado na praia da Baleia, costa sul da cidade, também seria uma alternativa mais econômica. O prefeito Paulo Julião disse que só irá se manifestar quando receber a representação. (Fonte: ValeParaibano)

Litoral Norte tenta conter migração
Cidades apontam crescimento da construção civil como motivo para aumento de "estrangeiros" na região

Caraguatatuba - O crescimento das cidades do Litoral Norte e o consequente aumento das atividades de construção civil têm contribuído para a migração desordenada na região. A situação vem provocando reação de autoridades municipais e entidades classistas, que estão adotando medidas restritivas.
Um exemplo é a ação desencadeada em Ilhabela. A prefeitura, em conjunto com a ACII (Associação Comercial e Industrial), Conseg (Conselho de Segurança), Sociedades Amigos de Bairros, entre outros, iniciaram esta semana a campanha "Em Defesa da Paz e Segurança em Ilhabela".
Os moradores estão preocupados com o avanço migratório na cidade, provocado pela expansão imobiliária, e a necessidade de mão-de-obra sem qualificação para a construção civil.
"Há uma preocupação porque os migrantes chegam para trabalhar alguns meses e encontram na região um paraíso que não esperavam", disse o presidente do Conseg, Luiz Nicodemo Chemin.
Situação semelhante ocorre em São Sebastião, que tenta conter a expansão em áreas de risco. (leia texto nesta página)
O presidente do Conseg de Maresias, Lineu Alvim Coelho Júnior, disse que há a intenção de criar no município o Programa de Qualificação e Identificação de Mão-de-Obra.
"O objetivo é cadastrar todos os trabalhadores não-qualificados e conscientizá-los que se continuarem trazendo parentes e amigos para a cidade, o emprego ficará cada vez mais escasso."
Segundo Coelho Júnior, a proposta foi feita há dois anos e não obteve sucesso. A expectativa é que seja encampada pelo prefeito Paulo Julião (PSDB) ou pela Câmara.
Em Caraguatatuba, a prefeitura aponta o crescimento no número de obras municipais e a qualidade de vida como fatores para que o município tenha tido um crescimento médio de 5% ao ano.
Esse é o caso do lavrador Sebastião Alves ferreira, 25 anos, que na última quarta-feira desembarcou em Caraguá para encontrar a família que mora no Morro do Chocolate. Sem emprego, ele disse que veio tentar a vida na cidade.
Uma das formas usadas para conter o crescimento desordenado é por meio de acordo com as construtoras para que reservem até 80% das vagas não-qualificadas para trabalhadores da cidade.
O diretor do Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil, Antônio Carlos da Silveira, disse que está preocupado com as medidas restritivas. "Não podemos aceitar a discriminação contra a categoria." (Fonte: ValeParaibano)

Ocupação ilegal cresce 10% em São Sebastião

São Sebastião - Levantamento feito pela Defesa Civil de São Sebastião apontou crescimento de 10% no volume de ocupações em áreas de risco entre 1998 e 1999. A maior parte dos moradores veio de cidades menores.
Alguns dos pontos críticos estão localizados na costa sul como Vila Tropicanga, em Boiçucanga, que tinha 182 casas em 1998 e 200 em 1999, sendo que o número de pessoas cadastradas passou de 559 para 605.
Há ainda outros pontos de ocupação irregular na região central, como áreas do Itatinga. O local registrou aumento de 94 para 103 moradias em um ano.
Segundo a Prefeitura de São Sebastião, o trabalho de controle desses bairros será mantido e há a possibilidade de se fazer um novo cadastramento dos moradores.
Em Ubatuba, o prefeito Paulo Ramos (PFL) disse que aposta na verticalização como uma das formas de conter o crescimento e remanejar moradores das áreas de risco. (Fonte: ValeParaibano)

Migrante chega em ônibus clandestino

Caraguatatuba - A circulação de ônibus clandestinos que estão fazendo as linhas entre o Litoral Norte e cidades do norte de Minas Gerais e sul da Bahia está preocupando empresas de transporte e autoridades da região.
As empresas de ônibus que fazem a linha regular para essas regiões afirmam que a dificuldade está sendo identificar esses veículos. Segundo as empresas, a maioria trafega durante a madrugada, quando é quase impossível fazer uma fiscalização.
Segundo o agenciador Sales de Passos, da Viação Itapemirim, que faz a linha Teófilo Otoni (MG)/São Paulo, passando pela litoral, embora a procura por passagens seja grande, há passageiros que desistem da viagem para embarcar nos clandestinos.
O DNER (Departamento Nacional de Estradas e Rodagens), órgão responsável pela fiscalização, pede que as pessoas denunciem esse tipo de atividade para que providências possam ser adotadas. (Fonte: ValeParaibano)

Comitê de Bacias Hidrográficas amplia prazo para cadastramento

Litoral Norte - O Comitê das Bacias Hidrográficas do Litoral Norte - CBH-LN, ampliou o prazo para o cadastramento da sociedade civil para processo de eleição dos novos membros. O prazo vai agora até 23 de fevereiro. Os locais para entrega dos documentos necessários para o cadastramento são os seguintes:
Caraguá - Prefeitura (Rua Luis Passos Jr. , 50, com Nádia do gabinete).
Ilhabela - Secretaria de Meio Ambiente, na Prefeitura (Rua Prof. Mariano Procópio de Araújo Carvalho, 86, com Sérgio ou Edward).
São Sebastião - Secretaria executiva do Comitê (Rua Cunhambebe, 521, Centro.
O telefone para qualquer esclarescimento é o 432-3816. Em qualquer um dos locais, o munícipe poderá retirar um impresso com as informações e documentos necessários. A sociedade civil tem direito de participar em 8 categorias.
O CBH-LN é composto por membros de órgãos estaduais, pelas prefeituras municipais e por entidades da sociedade civil. Cada um destes segmentos conta com 12 representantes com direito a voto nas reuniões plenárias. Os segmentos da sociedade civil foram dividido em categorias como entidades associativas de bairro, agricultores e artesãos, entidades ambientalistas, de setores do comércio, ensino superior e de pescadores. Após o cadastramento, a secretaria executiva irá convocar a todos aqueles que tiverem seus documentos aprovados e já divididos nestas categorias para que se definam os doze representantes que passarão a compor o Comitê a partir de março. A reunião para a eleição está prevista para o dia 7 de março. (Fonte: PMC)

Bebê sequestrada é achada em Caraguá

Caraguatatuba - O bebê Ana Carolina Alves, 11 meses, foi encontrada ontem pela Polícia Civil de Caraguatatuba. A criança havia sido sequestrada na última quinta-feira, no bairro Rio do Ouro, periferia da cidade.
Ana Carolina estava em poder do desempregado Otávio da Silva, 39 anos, no bairro do Tinga. O bebê foi levado pela menor F.A.O., 16 anos, que era a principal suspeita do sequestro.
Segundo a mãe da criança, Tania Aparecida Alves, no dia do desaparecimento, Ana Carolina estava com sua irmã, que cuida de seus outros dois filhos. O sumiço ocorreu depois que F. ficou sozinha com o bebê.
Silva e F., que frequentavam a casa de Tania, serão indiciados por cárcere privado. Não houve pedido de resgate. Segundo a polícia, Ana Carolina não sofreu agressões durante as 96 horas que ficou mantida na casa do desempregado.
O delegado do 1º Distrito Policial de Caraguatatuba, João Carlos dos Santos, disse que Silva também será indiciado por tráfico de drogas. Na residência do desempregado foram emcontrados 4 gramas de maconha.
"Vamos averiguar também o que o rapaz iria fazer com a criança. Porque, segundo a adolescente, ele teria dito que estava precisando de uma criança."
Santos disse que F. será levada para a Cadeia Pública de Ubatuba e Silva ficará detido na delegacia de Caraguá. "A adolescente poderá ir para a Febem e o rapaz poderá cumprir pena de até 3 anos." (Fonte: ValeParaibano)


Cit-Férias

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias
Navegando
Navegando
 Pedro Monte-Mór

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2000 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor