Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Sexta-feira, 23 de março de 2001 - Nº 255 Arquivo
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Free Wallpaper
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Principais Manchetes:

MP vai investigar as condições de segurança no Tebar
Tebar pára por 24 horas em protesto
Criada a Associação dos Empretecos do Litoral Norte
Secretaria de Esportes compra pranchas de surf
Prefeitura apóia filmagens de Desmundo
Passeio Ciclístico comemora outono
Mãe acusa PS do litoral de negligência
Tiroteio em bar de Caraguá causa morte


MP vai investigar as condições de segurança no Tebar
Promotora do Meio Ambiente designou um grupo de peritos judiciais para investigar terminal em São Sebastião

São Sebastião - O Ministério Público decidiu investigar as condições de segurança do Tebar (Terminal Marítimo Almirante Barroso), da Petrobras, em São Sebastião, por onde passam 60% do petróleo que entra no país.
O Tebar será vistoriado por peritos judiciais a pedido da promotora regional do Meio Ambiente no Litoral Norte, Elaine Taborda de Ávila. A promotora recebeu denúncias do Sindipetro (Sindicato dos Petroleiros) de São Sebastião que a terceirização afeta a segurança do terminal.
A data da perícia ainda não foi definida. As denúncias foram enviadas para a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Segundo o presidente da OAB na cidade, Luiz Tadeu de Oliveira Prado, todos os pedidos foram denunciados pelo Sindipetro (Sindicato dos Petroleiros). "A entidade reforçou o que já vinha sendo solicitado."
Entre os pedidos de investigação estão a terceirização da mão-de-obra, a falta de segurança nas instalações do Tebar (Terminal Marítimo Almirante Barroso) e o sucateamento do material usado para o transporte e armazenamento do petróleo e seus derivados --gasolina, óleo diesel, nafta, querosene de avião e outros produtos como metanol e lastro.
O diretor sindical Walterli José Castrisana disse que a terceirização é hoje um dos maiores problemas da empresa. "Há casos da Petrobras contratar uma empresa para fazer um serviço e dessa primeira aparecem outras empresas até chegar ao funcionário que não é especializado para realizar um determinado tipo de atividade."
Levantamento feito pelo Sindipetro aponta que no início da década de 90 a Petrobras tinha cerca de 400 funcionários efetivos e hoje tem 150. "Ela está contrariando as próprias regras de segurança."
O sindicalista afirmou que não existe a checagem dupla em válvulas em qualquer alinhamento de entrada, saída ou transferência de combustível feito na empresa. "Teria que ser feito por duas pessoas distintas com equipamentos diferenciados (computador e manual), mas hoje não há essa checagem", disse Castrisana.
Outro ponto criticado pelo Sindipetro é a falta de uma brigada de incêndio melhor preparada e definição de um plano de evacuação mais condizente com a realidade. Segundo ele, não adianta a empresa falar que o Corpo de Bombeiros está em suas instalações porque ele é para servir a comunidade. E se ocorrerem dois acidentes ao mesmo momento?", questiona.
Segundo a assessoria de imprensa do Tebar, os gerentes estavam viajando ontem e o Tebar não poderia se manifestar sobre as denúncias porque até o momento não haviam recebido nenhuma notificação do MP. (Fonte: ValeParaibano)

Tebar pára por 24 horas em protesto

São Sebastião - Os funcionários do Tebar (Terminal Almirante Barroso), em São Sebastião, paralisaram as atividades ontem por 24 horas em protesto contra uma suposta falta de segurança nas refinarias da Petrobras. Em São José dos Campos, os funcionários da Revap (Refinaria Henrique Lage) pararam por uma hora na troca de turnos.
O movimento foi nacional e organizado após o acidente com a plataforma P-36, que explodiu na semana passada, matando 11 petroleiros.
A paralisação no Tebar teve início a 0h de ontem e deverá se estender por 24 horas. A operação no terminal, que recebe, armazena e distribui petróleo para as refinarias, não foi interrompida. Na Revap, a produção não foi afetada. As informações são dos sindicatos dos Petroleiros de São Sebastião e São José dos Campos.
O Sindipetro de São José informou que mais da metade dos funcionários da Revap do Tebar são terceirizados, o que seria uma ameaça às condições de segurança no trabalho.
As unidades possuem 1.742 empregados. Desse total, aproximadamente 1.000 estão contratados como prestadores de serviços. Segundo o sindicato, essa situação pode comprometer a segurança devido a uma possível falta de capacitação dos terceirizados.
O sindicalista Airton Laurentino afirmou que existe sobrecarga de serviço no setor de operação da refinaria. "A média é de sete funcionários por turno. O ideal seriam dez. Isso pode acarretar cansaço e acidentes."
O gerente de Recursos Humanos da Revap, Lairton Corrêa de Souza, disse que os terceirizados não ameaçam a segurança por estarem devidamente capacitados para o serviço.
"Para melhorar a situação, a gente vai ministrar capacitação para os terceirizados. Isso não significa que o serviço deles é ruim."
A gerência da Tebar não foi localizada ontem para comentar o assunto ao ValeParaibano. (Fonte: ValeParaibano)

Criada a Associação dos Empretecos do Litoral Norte

Litoral Norte - Em reunião realizada ontem, 22 de março, na agência do SEBRAE em Caraguatatuba, foi criada a AEELIN - Associação dos Empreendedores Empretecos do Litoral Norte. A associação visa criar uma união entre os empretecos do Litoral Norte proporcionando assim maior representatividade da região nas ações a nível nacional.
A diretoria foi composta pelos seguintes membros:
Diretor Presidente: Walter Tavares da Silva (Walter Dog)
Diretor Vice-Presidente: Ricardo Gaspar (Oficina de Turismo)
Tesoureira: Priscila Helena Takahashi (Sanets Detetizadora)
Secretária: Patrícia Aparecida Rosem dos Reis (Beijo na Boca)
Suplente: Adriano Fábio de Assis (arquiteto)
Foram votadas a duração do mandato (2 anos c/ direito a 1 reeleição) e o valor da mensalidade (R$ 20,00). A próxima reunião para tratar de assuntos ligados a AEELIN foi marcada para o próximo dia 29 de março, no SEBRAE em Caraguatatuba.

Secretaria de Esportes compra pranchas de surf

Ubatuba - Através de licitação, a secretaria de Esportes e Lazer está adquirindo 30 pranchas para a escolinha municipal de surf. Cinco empresas foram convidadas a estarem participando da licitação, mas apenas duas apresentam propostas. A empresa vencedora foi Zecão Surf Board, do surfista Zecão. As pranchas serão entregues no mês de maio. Antes do convite para partiicpar da concorrência, o surfista Zecão procurou o secretário de Esportes e Lazer, Richard dos Santos, para solicitar 10 pranchas para o trabalho que desenvolve com crianças carentes em sua escolinha, na região norte do município. Das 30 pranchas que serão confeccionadas, 10 serão destinadas à escolinha de surf do Zecão.
As únicas 15 pranchas que a escolinha dispõe hoje foram adquiridas na primeira gestão do prefeito Paulo Ramos (PFL), que fundou a escolinha em 95.
O responsável pelo setor de surf da secretaria de Esportes e Lazer, Fábio Carlos Fragoso de Lima, acredita que esse número de pranchas atenderá a demanda de 220 alunos hoje matriculados. “Como estamos trabalhando com os alunos em duas turmas para cada período, essas 30 pranchas atenderão aos nossos objetivos.”, explica Fragoso.
Visando melhorias nas escolinhas, Fábio solicitou a construção de uma “pracinha para o surf”, na praia Grande, que contará com deck, duchas, barras e bicicletário para os alunos.
Hoje a equipe da escolinha é formada por Alberto José Jacob, responsável técnico e Ricardo Toledo, Renato e Carlinhos como instrutores.
Nomes consagrados
A escolinha de surf da Prefeitura já tem apresentado ótimos resultados. Talentos despontam e o nome de Ubatuba é divulgado cada vez mais. Mateus Toledo (petit), Pierre Roman (estreante), Hizunomê Bettero (iniciante), Edgley Santos (mirim) e Saulo Jr (junior), são nomes que tem colocado ultimamente Ubatuba nos pódium durante os campeonatos. (Fonte: ACS-PMU)

Prefeitura apóia filmagens de Desmundo

Ubatuba - A Prefeitura de Ubatuba encaminhou para Câmara Municipal no último dia 15, Projeto de Lei que prevê uma co-parceria entre Prefeitura e a produtora de filmes AF Cinema e Vídeo, responsável pelas filmagens do longa metragem “Desmundo”, em Ubatuba.
No Projeto, a Prefeitura propõe prestar auxílio em parte das filmagens, onde complementará os recursos com material, mão-de-obra, equipamentos necessários e apoio logístico para a realização das filmagens do longa. O convênio não acarretará ônus para o Executivo, que promoverá contatos com os comerciantes locais, visando parceria com a empresa para ajuda na realização das filmagens.
O prefeito Paulo Ramos adianta que o município deve ter esse compromisso de apoiar iniciativas que levem o nome de Ubatuba. “ A cultura, a arte e todas as manifestações populares terão o meu total apoio. Se não for financeiro, será ao menos institucional para a sua viabilização”, afirma Ramos. (Fonte: ACS-PMU)

Passeio Ciclístico comemora outono

Ubatuba - O passeio ciclístico “Outono no Paraíso” estará percorrendo as principais ruas da cidade neste domingo, dia 25. O evento tem início previsto para às 9 horas, com saída da rua Guarani, em frente ao aeroporto.
Durante todo o percurso, que deve durar aproximadamente uma hora e meia, a Guarda Municipal estará acompanhando e orientando os ciclistas, juntamente com funcionários da secretaria de Esportes e Lazer, que estarão dando todo o apoio logístico.
As camisetas oficiais do passeio estão sendo vendidas ao custo de R$ 5,00, na Associação dos Estudantes Universitários de Ubatuba (AEUU), na rua Hans Staden nº 474 centro. A compra da camiseta dá direito a concorrer ao sorteio de duas bicicletas no final do evento. Os organizadores estimam a participação de 300 pessoas.
O passeio ciclístico “Outono no Paraíso”, é uma realização da Associação dos Estudantes Universitários de Ubatuba, e conta com o apoio da Prefeitura de Ubatuba, Comtur, Fundart e Guarda Municipal e secretaria municipal de Esportes. (Fonte: ACS-PMU)

Mãe acusa PS do litoral de negligência

São Sebastião - A dona-de-casa Viviane Paiva Santos, 25 anos, encaminhou processo à Justiça contra a Prefeitura e o Pronto-Socorro de São Sebastião por negligência médica. Ela alega que seu filho Victor Miguel Paiva, 3 anos e 4 meses, ficou surdo por falta de atendimento adequado.
Segundo ela, no dia 5 de fevereiro de 1999, o garoto, então com 1 ano e 3 meses, foi levado ao PS com coriza, febre alta, vômito e tosse. O médico plantonista que o atendeu teria diagnosticado os sintomas como reação ao nascimento de dentes.
No dia seguinte, um outro médico identificou o caso como infecção das vias superiores e receitou um novo medicamento. O estado do menino teria piorado e um novo diagnóstico teria indicado que a criança estaria com gastroenterite (infecção intestinal).
Como não houve alteração do quadro, ela levou o garoto para o Pronto-Socorro Infantil de São José dos Campos, onde foi constatado que ele estava com infecção generalizada e teve que ficar 15 dias internado.
Ela disse que em seguida foi constatado que o menino estava com surdez irreversível.
Na semana passada, a criança teve que fazer implante auditivo em Bauru, cuja manutenção será de US$ 20 por mês. Viviane disse que também será necessário o tratamento com fonoaudióloga.
O ex-diretor do PS, Lourival Costa, disse que nunca foi informado sobre esse caso. (Fonte: ValeParaibano)

Tiroteio em bar de Caraguá causa morte

Caraguatatuba - Um homem foi morto e outros dois ficaram feridos em um tiroteio ocorrido na madrugada de ontem em Caraguatatuba. O crime aconteceu por volta da meia-noite na rua Oziel Egídio de Faria, no Jaraguazinho. As vítimas estavam nas imediações e dentro do "Bar do Dimi".
O proprietário do estabelecimento, Dimetrius Paolicchi, 24 anos, morreu com um tiro no peito. C.E.S. está internado em estado grave na Santa Casa da cidade após também ter sido atingido por um disparo na altura do tórax.
A outra vítima, o servente de pedreiro M.C.F., 23 anos, levou um tiro de raspão no braço.
De acordo com testemunhas, o crime teria sido cometido por duas pessoas de moto que chegaram no local e dispararam contra o comerciante. Eles vestiam jaquetas de couro marrom e preta e estavam de capacete. A polícia ainda não tem pistas dos assassinos.
Segundo testemunhas, Dimetrius abriu o estabelecimento há pouco mais de dois meses.
De acordo com a polícia, o comerciante cumpriu pena até setembro do ano passado em Tremembé por roubo e em 97 respondeu por porte de entorpecente em Caraguá. (Fonte: ValeParaibano)


Litoral Virtual

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias
Navegando
Navegando
 Pedro Monte-Mór

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2000 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor