Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 23 de julho de 2001 - Nº 338 Arquivo
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Free Wallpaper
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Principais Manchetes:

Irmãos Grael vencem a Semana de Vela em Ilhabela
Trator atola e suspende demolição
Florestal conclui operação
Túnel é opção de fuga da Tamoios
Inclinação atinge outro bloco de condomínio em Ubatuba
Lei não beneficia invasores do Litoral Norte
“Comunidade em Ação” vai para o Perequê-Mirim
Caraguá terá brigada de incêndio florestal
Secretaria de Urbanismo fará curso de jardinagem
Almada abre festival na sexta-feira


Irmãos Grael vencem a Semana de Vela em Ilhabela
Veleiro Sorsa/Telemar, de Lars e Torben, ganha a Taça Volvo/Semp Toshiba em Ilhabela

Ilhabela - O veleiro Sorsa/Telemar, de 42 pés, com quatro medalhistas olímpicos, é o campeão da Semana de Vela de Ilhabela na classe IMS, a mais veloz da competição. No sábado, na quinta e última regata, o Sorsa, dos irmãos Lars e Torben Grael, chegou em primeiro, terminando com 6 pontos perdidos, conquistando a taça Volvo/Semp Toshiba.
Além dos Grael, integram a flotilha do Sorsa/Telemar os velejadores Eduardo Penido (ouro na Olimpíada de Moscou, em 1980) e Clínio de Freitas (bronze em Seul/88). Lars conquistou duas medalhas de bronze em Seul e Atlanta/96 e Torben ganhou ouro em Atlanta, bronze em Seul e em Sydney/2000 e ainda prata em Los Angeles/84.
No ano passado, a equipe Telemar ficou em terceiro na Semana de Vela por causa de problemas de ajustes de vela. Segundo Penido, todos os problemas foram corrigidos no estaleiro. Os últimos retoques foram feitos no Iate Clube do Rio.
Na regata de sábado, os tripulantes do Sorsa ainda foram beneficiados por um incidente com o Mitsubishi, de Eduardo Souza Ramos, que encalhou na largada, perdendo três minutos. Mesmo assim, Souza Ramos conseguiu chegar em segundo lugar, com Alucinante em terceiro e o Telefônica, do comandante Marc Essle, em quarto.
Os veleiros chegaram a enfrentar um forte contra-vento sul de 20 a 25 nós durante a competição tipo barla-sota. Para Marc Essle, que venceu com o Telefônica a regata de abertura e manteve-se até sábado na liderança da Semana de Vela, o tricampeonato esteve perto. O Telefônica, com o nome de Curupira, foi campeão da Semana de Vela em 98 e 2000.
Segundo Edgar Rombauer, da D&S Marketing, que organizou a Semana pela primeira vez, o resultado foi excelente. "Tivemos ótimas regatas do ponto de vista técnico e um recorde de 137 barcos participando da competição."
A Rádio Eldorado, que empresta sua marca para a regata de abertura da Semana de Vela, a Eldorado FM/Alcatrazes, abriu as inscrições, em Ilhabela, para a terceira regata de longo percurso Eldorado/Brasilis, em janeiro.
Classificação final/classe IMS: 1º) Sorsa/Telemar, 6 pontos perdidos; 2º) Telefônica, 9 pp; 3º) Mitsubishi, 9 pp; 4º) Caninana, 13 pp. Classe ORC: 1º) Kawabunga; RGS (menores de 30 pés): 1º) Mandinga; RGS (acima de 30 pés): 1º) Albatroz (do Grêmio da Escola Naval). Multicasco: 1º) Regata (barco de Alex Welter, Felipe Furquim e Beto Pandiani). (Fonte: Estadão)

Trator atola e suspende demolição

São Sebastião - A Secretaria do Meio Ambiente de São Sebastião teve que abortar anteontem uma outra ação demolitória na costa sul da cidade porque os dois tratores que seriam usados no processos atolaram em uma área de mangue.
O incidente aconteceu ontem à tarde quando os fiscais foram derrubar uma casa em construção na Vila Baiana, na Barra do Sahy. A irregularidade foi detectada na semana passada quando o prefeito Paulo Julião (PSDB) esteve na região com representados a Sociedade Amigos de Bairro.
De acordo com o Meio Ambiente, a casa edificação está sendo feita em cima de um manguezal e o proprietário já havia sido alertado sobre a irregularidade, mas deu prosseguimento na construção.
De acordo com a prefeitura, a infração é tão gritante que os veículos não conseguiram chegar ao local. A equipe deve retornar à área na próxima semana com equipamentos mais pesados.
A orientação do prefeito Paulo Julião é não permitir o crescimento de construções em áreas irregulares. Na última quarta-feira a prefeitura derrubou cinco casas que estavam sendo construídas na Vila Tropicanga, em Boiçucanga, dentro do Parque Estadual da Serra do Mar.
Segundo o assessor do Meio Ambiente, Luiz Eduardo de Bezerra Araújo, o município tem poder de polícia para promover demolições em áreas irregulares. (Fonte: ValeParaibano)

Florestal conclui operação

Litoral Norte - A megaoperação realizada pela Polícia Florestal no Litoral Norte durante dois dias resultou na elaboração de 120 boletins de ocorrências e na aplicação de mais de R$ 9 mil em multas.
A ação contou com 175 policiais e 35 viaturas que fiscalizaram 142 propriedades rurais e vistoriaram 62 áreas, principalmente trilhas, em Caraguatatuba, São Sebastião, Ilhabela e Ubatuba.
De acordo com o relatório da Florestal, 367 pessoas foram revistadas durante a mega operação além da vistoria em 180 veículos que foram parados nos bloqueios.
O comandante interino da Polícia Florestal no Litoral Norte, tenente Davi Sousa Silva, disse que o objetivo dessa operação era dar uma varredura nos pontos críticos das cidades tentando localizar esconderijos de palmiteiros e caçadores além de vistoriar áreas de desmatamentos.
Em São Sebastião, a Florestal usou helicóptero da prefeitura para sobrevoar as áreas críticas. Segundo o comandante do 2ª Pelotão, tenente Jamir David Júnior, os policiais encontraram uma guarita que estava sendo construída dentro da área do Parque Estadual da Serra do Mar, em Maresias, na costa sul.
Uma pessoa foi levada para a delegacia onde foi feito boletim por crime ambiental. A construção deverá ser demolida por fiscais a prefeitura.
Em Ilhabela A.S.P., 32 anos, foi autuado pela retirada de pedras em um terreno particular, na Cocaia, sem a licença ambiental. Também houve autuação na Sepituba, onde uma área de 250 metros quadrados foi desmatada sem licença. (Fonte: ValeParaibano)

Túnel é opção de fuga da Tamoios

Caraguatatuba - A construção de dois túneis ou uma auto-estrada são as principais alternativas para a instalação do contorno de Caraguatatuba. Essas obras visam retirar da região central da cidade os veículos que seguem em direção à Ubatuba.
Os três projetos alternativos estão sendo analisados por técnicos da Sema (Secretaria Estadual do Meio Ambiente) e não há prazo para a escolha ou possíveis alterações dos mesmos.
Na primeira alternativa proposta pela Vetec Engenharia, uma auto-estrada sairia da rodovia dos Tamoios (SP-99), no bairro Rio do Ouro, e contornaria por trás do Morro Santo Antônio até chegar à rodovia Rio-Santos (SP-55), próximo ao rio Guaxinduba, na Martin de Sá. Nessa alternativa estão previstos quatro pontes e viadutos pequenos.
Pela segunda opção, a estrada começaria no final da Tamoios, onde haveria um viaduto desviando o trânsito para uma estrada. Nela, também está previsto túneis e viadutos, só que maiores que a primeira opção e cortando por dentro do morro.
A terceira alternativa e talvez a mais complexa prevê a construção de um túnel pelo mesmo morro com aproximadamente 2,5 quilômetros de extensão, mas também saindo próximo ao Núcleo do Parque Estadual.
Segundo o secretário municipal de Planejamento, Roberto Leite, a prefeitura não deverá ter influência na escolha da alternativa para o contorno. "Caberá aos técnicos da Sema analisarem qual é a opção mais adequada."
Segundo José Francisco Guerra Silva, assessor ambiental do DER (Departamento de Estradas de Rodagens), as três alternativas estão sendo analisadas para que seja feito o RAP (Relatório Ambiental Preliminar). Esse relatório é que definirá as proporções da agressão ao meio ambiente. (Fonte: ValeParaibano)

Inclinação atinge outro bloco de condomínio em Ubatuba
Defesa Civil reforça interdição do local; engenheiro afirma que edifícios apresentam condições de recuperação

Ubatuba - Dois meses após o desabamento parcial do bloco A do edifício Anêmona, na praia das Toninhas, em Ubatuba, a Defesa Civil reforçou a interdição do bloco B que apresentou fissuras em um dos pilares. Anteontem o prédio perdeu reboco e está apresentando uma inclinação média de 1 milímetro por dia.
Laudo extra-oficial apresentado ontem pela Seguradora da CEF (Caixa Econômica Federal) à superintendência Escritório de Negócios do banco no Vale do Paraíba e a representantes da Construtora RPA aponta que o bloco A desabou por problemas de solo. O laudo oficial deverá ser apresentado até o final da próxima semana em Brasília.
Segundo a presidente da comissão da Defesa Civil de Ubatuba, Elizabeth Ferrari Mota, houve uma movimentação do bloco B na noite de quarta-feira e após vistoria foi comprovado que o prédio estava cedendo. Novamente a área foi interditada e houve a necessidade de fazer o escoramento dos pilares.
"Estamos aguardando o laudo oficial para que a prefeitura possa tomar uma medida com relação aos dois blocos."
Para o engenheiro Hung Poching, da Consultoria Maffei Engenharia, que está fazendo a vistoria dos apartamentos, há condições dos prédios serem recuperados. "Com exceção do primeiro andar do bloco que afundou, os outros apartamentos não apresentam nenhum tipo de problema."
Segundo ele, esse tipo de serviço pode ser executado em até seis meses. O custo para a recuperação não foi levantado.
INDENIZAÇÃO - De acordo com o superintendente da CEF, Miguel Sampaio Júnior, o laudo extra-oficial indica que o prédio não cedeu por problemas estruturais e sim pela movimentação do solo. Com isso, ficaria mais fácil a recuperação dos 24 apartamentos do bloco A.
Esse laudo também permite a indenização dos 17 proprietários dos imóveis que financiaram a compra através da CEF. Cada apartamento estava avaliado em cerca de R$ 70 mil.
O edifício Anêmona se tornou uma espécie de cartão postal de Ubatuba. É comum as pessoas pararem em frente aos blocos para fazer fotos. O arquiteto Rodrigo Matiello, 26 anos, de São Paulo, foi ontem fazer um 'estudo' do conjunto. Ele faz pós graduação no IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) e disse que o prédio será usado na disciplina "Patologia da Construção." (Fonte: ValeParaibano)

Lei não beneficia invasores do Litoral Norte
Artigo 1º do Estatuto da Cidade diz que ocupação do solo deve visar o bem comum e o equilíbrio ambiental

Litoral Norte - Apesar de ter cerca de 5.500 famílias morando em áreas invadidas -que somam 300 mil m2-, as cidades do litoral norte terão dificuldade para regularizar a situação dos invasores, já que o Estatuto da Cidade não prevê a regularização de posse em áreas de preservação permanente, onde está a maioria das ocupações.
O parágrafo único do artigo 1º da lei diz que a ocupação do solo urbano deve visar o bem comum e o equilíbrio ambiental.
Segundo as prefeituras, as invasões em áreas de mata atlântica são feitas por migrantes, principalmente de Estados da região Nordeste e de Minas Gerais, que vêm em busca de emprego.
A Prefeitura de Ilhabela diz estar analisando a criação de programas para desestimular a migração.
Além disso, o município vem cadastrando moradores em programas habitacionais.
A administração municipal vai ainda fazer uma campanha para que a população denuncie invasões de áreas.
Já em São Sebastião, estão sendo colocadas em prática medidas como a demolição de casas de invasores (leia texto nesta página) e a intensificação da fiscalização em todo o município, principalmente na costa sul, onde está a maioria das invasões.
Segundo o prefeito Paulo Julião (PSDB), há cerca de 37 áreas irregulares no município, ocupadas por cerca de 1.500 famílias, ou 4.000 pessoas.
Para o assessor da prefeitura para Assuntos de Defesa Civil e Proteção ao Cidadão, Rui Nogueira Lima, a cada 45 dias, a cidade recebe cerca de 80 novos migrantes.
O município de Caraguatatuba é o que apresenta o maior número de famílias em loteamentos clandestinos -cerca de 3.200, o que representa 15 mil pessoas.
Segundo o advogado Antonio de Carvalho Silveira, que representa parte das famílias moradoras dessas áreas, há quatro loteamentos clandestinos na cidade, nos bairros Olaria, Santa Branca, Porto Novo e Perequê-Mirim.
De acordo com ele, só no Perequê-Mirim há cerca de 400 famílias vivendo há 23 anos em uma área de 116 mil m2, em que 43% é formado por terras públicas.
Segundo o advogado, em 1995, a Justiça concedeu a reintegração de posse aos donos da terra, invadida em 1978, mas ele entrou com recurso, e as famílias permaneceram nos lotes.
Os donos da área, no entanto, obtiveram outra decisão favorável na semana passada, que determina a reintegração de posse.
A prefeitura afirma estar regularizando a situação dos moradores que não têm a documentação dos lotes. (Fonte: ValeParaibano)

“Comunidade em Ação” vai para o Perequê-Mirim

Ubatuba - Na próxima segunda-feira, 23, a Prefeitura de Ubatuba inicia o programa “Comunidade em Ação”, no bairro do Perequê-Mirim. No Ipiranguinha foi concluída a terceira semana de atividades com a participação da secretaria de Saúde que desenvolveu diversas campanhas preventivas. Ainda na próxima semana, nos dias 27 e 28, estarão sendo concluídas as atividades com as secretarias de Assistência Social e de Esportes e Lazer. O encerramento será às 20h com shows musicais de bandas do Ipiranguinha. Representantes da SABI (Sociedade Amigos do Bairro do Ipiranguinha) e do MDI (Movimento em Defesa do Ipiranguinha) avaliam a atuação da Prefeitura positiva, com resultados que toda a comunidade aprovou.
Para a continuidade do programa “Comunidade em Ação”, a Assessoria para Assuntos Comunitários buscou a parceria com a SDPM (Sociedade em Defesa do Perequê-Mirim). O presidente e o diretor cultural da SDPM, Romerson de Oliveira e Fernando César Barreto, tiveram participação na elaboração das ações que estarão solucionando diversos problemas no bairro. Os representantes da comunidade elogiaram o trabalho de aproximação que vem sendo feito pela Prefeitura com as associações de bairros. Arimar Vieira, Assessor para Assuntos Comunitários, disse que o programa tornou-se um sucesso. “A participação da comunidade no programa é o exercício da democracia e da cidadania. Somente com união é que conseguiremos transformar Ubatuba, com atos solidários que beneficiem a coletividade”, afirma Vieira.
Na programação definida para o bairro do Perequê-Mirim, as atividades da primeira semana vão de 23 a 27 de julho, com trabalhos que serão desenvolvidos pelas secretarias de Obras, Arquitetura e Urbanismo e pela Guarda Municipal. Nos dias 30, 31 de julho e 01 de agosto haverá uma série de palestras para a comunidade, ministradas pelo Serviço Municipal de Trânsito, Secretaria de Saúde e APAF (Associação de Apoio ao Farmaco Dependente), na escola Florentina Maria de Jesus. A secretaria de Assistência Social estará atendendo a população na sede da SDPM, no dia 17 de agosto. No dia 18 de agosto, a Secretaria de Esportes e Lazer estará na praia do Perequê-Mirim desenvolvendo atividades esportivas com a participação efetiva da SDPM. O encerramento será com a apresentação de peça de teatro do grupo Malabáres.
Para o prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL), governar é atender a população em suas necessidades básicas. “Confio neste programa e no engajamento da população, o que garantirá o bom desempenho da ação. Desta forma, faremos um governo humano, moderno, democrático e extremamente transparente. Nosso compromisso é com a população e principalmente com a cidade”, concluiu Ramos. (Fonte: ACS-PMU)

Caraguá terá brigada de incêndio florestal

Caraguatatuba - Sabendo dos baixos índices de chuva e consequentemente a tendência de que se repitam os índices elevados de ocorrências de fogo, a Prefeitura Municipal de Caraguatatuba terá uma brigada de incêndios que começa a funcionar neste sábado, dia 21, e vai até setembro. A brigada foi formada numa parceria inédita no Litoral, entre o Corpo de Bombeiros, Polícia Florestal, sociedade civil, Secretaria de Serviços Municipais, corpo de voluntários da Defesa Civil e também do gac-Albatroz. A brigada atuará das 7h30 às 19h em regime de prontidão com a equipe em condições de imediato atendimento, inclusive nos finais de semana, com a missão de atender todas as ocorrências de fogo em mato no município. Nesta Sexta-feira, dia 21, o Corpo de Bombeiros fará um curso básico de formação e de atuação do Grupo de Combate a Incêndio Florestal à partir das 8h30. A brigada será composta por uma viatura do Corpo de Bombeiros, uma viatura da defesa Civil, uma auto bomba (Servejet da Prefeitura), um PM da Polícia Florestal, responsável pelas medidas legais previstas, três braçais e um motorista da Secretaria de Serviços Municipais, dois agentes e dois voluntários da Defesa Civil e dois voluntários do CAG-Albatroz.
Além dos meios humano e viaturas o prefeito Antonio Carlos da Silva autorizou a aquisição de equipamentos de segurança e de combate para que o grupo atue da melhor forma possível, tais como rádio portátil, cantil, bota, óculos, máscara, capacetes, luvas, enxadas, gadanho, facões e outros.
Segundo o Cel Celso Rapacci, na estação de inverno, entre julho e89 setembro, o município tem registrado um elevado número de ocorrências de fogo em mata. Conforme dados abaixo fornecidos pela Defesa Civil, no ano de 1998 foram 16 ocorrências, em 1999 foram 55 ocorrências e em 2000, foram registradas 29 ocorrências. Tais ocorrências tem gerado um desgaste dos órgãos públicos por não possuírem uma estrutura operacional adequada para o devido atendimento, causando prejuízos ao meio ambiente com destruição da vegetação além do risco às residências próximas às ocorrências de fogo. (Fonte: PMC)

Secretaria de Urbanismo fará curso de jardinagem

Caraguatatuba - Após o sucesso do curso para podadores de árvores urbanas, a Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente em parceria com o Instituto Terra vai oferecer um curso básico de jardinagem. O curso é o mesmo realizado no conceituado Viveiro Manequinho, em São Paulo e irá acontecer em agosto. A finalidade do curso é oferecer noções de jardinagem, a evolução e histórico dos estilos de jardins. Logo após o curso, o Instituto Terra e a prefeitura deverão formar uma cooperativa do verde, visando a geração de renda e de emprego.
O curso de treinamento de podadores de árvores urbanas foi realizado nos dias cinco e seis de julho e ministrado pelo professor Dr. Dr. Rudi Seitz da Universidade Federal do Paraná. Participara do curso 37 pessoas, entre funcionários das prefeituras de São Sebastião, Ubatuba, da empresa Start Egenharia e Eletricidade Ltda, bandeirante de Energia, Condomínio Costa Verde Tabatinga e diversos profissionais como arquitetos, jardineiros e outros. As aulas práticas despertaram muito interesse dos participantes, por isso a Secretaria decidiu realizar em parceira com o InstitutoTerra, um curso mais abrangente sobre jardinagem. Segundo Miriam, todos os participantes do curso de poda demonstraram bastante interesse em participar da cooperativa. (Fonte: PMC)

Almada abre festival na sexta-feira

Ubatuba - O VIII Festival do Camarão da Praia do Almada terá início na próxima sexta-feira, dia 27, a partir das 12 horas oferecendo ao público presente o que de melhor existe em termos da culinária caiçara. Camarão na moranga, strogonoff, bobó, risoto, cuscuz, pastel, além de camarão à paulista, espetinho com queijo provolone e bolinho com mandioca caipira estão entre os pratos principais. À noite está programada a apresentação de várias bandas e atrações do folclore local. O atendimento dos promotores do evento, ou seja a Sociedade Amigos do Bairro do Almada - SABA, com apoio da Prefeitura Municipal, Comtur e Fundart, será de sexta até domingo, das 12h às 24h. A idéia do festival surgiu em 1993 motivado pela qualidade do produto e produção farta nesta época do ano. Três barracas principais servirão aos freqüentadores que este ano contarão com o acréscimo de área para estacionamento permitindo vagas para mais 100 veículos. (Fonte: ACS-PMU)



Royal Segurança Hospede-se em Caraguá Décio Imóveis


Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor