Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 26 de março de 2001 - Nº 256 Arquivo
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Free Wallpaper
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Principais Manchetes:

Cachoeiras do Litoral Norte secam devido à estiagem
Seca aumenta risco de queimada
Sabesp nega risco de racionamento
Sindicato ameaça parar balsa para Ilhabela durante a Semana Santa
Litoral quer excluir trecho urbano da lei
Estado inicia obras da Rio-Santos em setembro
Grupo faz mutirão hoje para retirar lixo do Rio Grande
AUS realiza mutirão na Praia Grande
Prefeitura cria projetos de combate ao desemprego
Guarda Municipal tem novo comando


Cachoeiras do Litoral Norte secam devido à estiagem
Falta de chuvas preocupa cidades que temem risco de desabastecimento

Litoral Norte - As paisagens mais bonitas do Litoral Norte sofrem os efeitos da longa estiagem registrada desde o começo do ano. Diversas cachoeiras, córregos e lagos estão com a vazão de água reduzida e o risco de queimadas é grande.
Um dos casos mais críticos pode ser visto na cachoeira da Água Branca, em Ilhabela. Acima dela, está localizada a captação de água da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), que abastece cerca de 90% da cidade.
A queda d'água já não existe mais. No local, um paredão de pedra deixa escorrer um fio de água. Um retrato diferente de seis meses atrás quando grande volume de água caía no local, um dos cartões postais da cidade.
O diretor da Secretaria do Meio Ambiente do município, Edward Boerhinger, disse que a situação é crítica. Segundo ele, em lagos menores, os efeitos são sentidos pelos moradores que sofrem ainda com o furto de água.
A assessoria de comunicação da Sabesp informou que o abastecimento de água na região não está comprometido (leia texto nesta página).
Para os moradores do Morro do Canta Galo não é possível dizer a mesma coisa. O técnico em eletrônica José da Paz, 34 anos, disse que o volume de água da fonte que abastece os moradores caiu.
Isso também tem ocorrido com a dona-de-casa Iracema dos Santos Silva de Jesus, 42 anos. Segundo ela, seus familiares que moram no bairro compraram um caixa d'água de 5.000 litros e 600 metros de mangueira para captar água em pontos mais acima do córrego Nossa Senhora D'Ajuda.
Por ironia do destino o córrego passa atrás de sua casa e no local há uma ponte de madeira para atravessá-lo. Como o nível de água está muito baixo a ponte se tornou dispensável.
Em outra parte da cidade, no bairro Costabela, a situação também é crítica. O guarda-parque Winny Luiz Midões da Silva, 37 anos, disse que quando mudou para o local há seis anos tomava banho de cachoeira. Hoje tem que armazenar a água.
Em Ubatuba, a cachoeira da Escada, em Camburi, está rasa e, em São Sebastião, a cachoeira de Toque-Toque Pequeno também está seca (leia texto nesta página).
Os índices pluviométricos na região são os mais baixos desde 98. Em Ilhabela choveu em fevereiro 99,9 milímetros, o equivalente a 99,9 litros por metro quadrado. Em São Sebastião, choveu 102,1 milímetros, em Caraguatatuba, 226, e, em Ubatuba, 172,9. Segundo a Defesa Civil, a média neste período é mais de 310 milímetros. (Fonte: ValeParaibano)

Seca aumenta risco de queimada

Litoral Norte - A falta de chuva traz uma outra preocupação para o Litoral Norte. Alguns municípios já estão registrando focos de queimadas em área de preservação ambiental.
O chefe da Defesa Civil de São Sebastião, Luiz Figueiredo, disse que este mês ocorreram casos nos bairros da Topolândia e Portal da Olaria. Elas foram provocadas pela queima de entulho. "Mas como não está chovendo, qualquer mudança de vento pode provocar uma tragédia", disse.
A previsão para o outono não á das melhores, de acordo com o CPTEC (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos), de Cachoeira Paulista.
De acordo com o órgão, que é ligado ao INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), não há previsão de chuvas constantes para os meses de abril e maio.
A previsão para este domingo é de tempo bom com pancadas de chuva no decorrer do dia. A última chuva que caiu na região foi na tarde de terça-feira.
Apesar de forte, o volume de água foi considerado insuficiente para amenizar o problema da estiagem. A temperatura média no litoral tem sido em torno de 30ºC. (Fonte: ValeParaibano)

Sabesp nega risco de racionamento

Litoral Norte - A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) informou que não está previsto nenhum tipo de racionamento de água no Litoral Norte, como pode ocorrer na capital paulista.
Segundo a assessoria da empresa, mesmo com o baixo volume de chuva na região, os reservatórios de água não estão comprometidos. A empresa é responsável pela abastecimento de cerca de 90% de Ilhabela, Caraguatatuba, São Sebastião e Ubatuba.
Apesar disso, a empresa divulgou comunicado dando dicas para a população reduzir o consumo de água. A principal é para evitar o vazamento.
Segundo a assessoria, a empresa estará investindo este ano na interligação de fontes de captação para aumentar a distribuição de água. A principal delas deve ocorrer em Ilhabela, entre a fonte Água Branca e o Pombo. Em São Sebastião, a interligação deve ocorrer entre os sistemas de Maresias e Paúba.
Hoje, o maior sistema interligado ocorre na Estação Rio Claro, que abastece 100 mil moradores de Caraguá e São Sebastião. (Fonte: ValeParaibano)

Sindicato ameaça parar balsa para Ilhabela durante a Semana Santa

Ilhabela - O Sindicato dos Marítimos, que reúne os condutores das balsas do Estado de São Paulo, realiza nesta semana uma assembléia para avaliar a possibilidade de greve durante o feriado da Semana Santa, o que pode paralisar a balsa que liga São Sebastião a Ilhabela, no litoral norte.
Segundo o sindicato, a categoria reivindica a manutenção dos benefícios e salários atuais, que serão modificados com a troca da empresa que administra os serviços das balsas.
A empresa terceirizadora dos serviços desde 1996 é a Performance Recursos Humanos e Assistência Ltda., de Santos.
Ninguém foi encontrado ontem na Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S.A.) para comentar a ameaça do sindicato.
Segundo o presidente do conselho fiscal do Sindicato dos Marítimos, Eloy Mota, há risco de os trabalhadores terem os salários reduzidos. (Fonte: Folha Vale)

Litoral quer excluir trecho urbano da lei

São Sebastião - O prefeito de São Sebastião, Paulo Julião (PSDB), disse que tem evitado fazer convênios com o DER para não perder investimentos por parte do governo nas estradas estaduais.
"Existe um programa do governo para recapear 48% da malha rodoviária do Estado de São Paulo e os trechos que cortam a cidade não podem ficar de fora", afirmou Julião.
Ele disse que só o fato da prefeitura incluir os trechos das rodovias no perímetro urbano já é suficiente para que o município tenha jurisdição sobre a área.
Um trecho de 10 quilômetros, em São Sebastião, é o da Rio-Santos, que liga o bairro São Francisco ao Balneário do Trabalhador. O trecho é perímetro urbano e Julião disse que pretende definir a ligação até Maresias.
Ele disse que está aguardando a aprovação de um projeto na Assembléia Legislativa que excluiria todos os trechos de perímetro urbano da lei que proíbe a venda de bebida alcoólica.
Segundo Julião, o DER não estaria multando os estabelecimentos comerciais que vendem bebida alcoólica em estradas que possuem trechos urbanos.
O DER informou que as fiscalizações nas rodovias estaduais, mesmo sendo perímetro urbano, estão sendo feitas normalmente. (Fonte: ValeParaibano)

Estado inicia obras da Rio-Santos em setembro

Litoral Norte - O DER (Departamento de Estradas de Rodagem) apresentou ao prefeito de São Sebastião, Paulo Julião (PSDB), na última quinta-feira, um projeto para a recuperação de 280 km da rodovia Rio-Santos (SP-55), que corta os municípios de Caraguatatuba, São Sebastião e Ubatuba.
As obras, estimadas pelo DER em R$ 25 milhões, serão realizadas no trecho urbano da rodovia, entre São Sebastião e Ubatuba, e deverão ser iniciadas em setembro.
As obras devem estar concluídas até março de 2003. A verba será repassada ao Estado por meio de empréstimo junto ao BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).
O diretor do DER Mansueto Lunardi disse que, além de efetuar a limpeza dos bueiros e substituir as tubulações da rodovia, o projeto de recuperação prevê a instalação de lombadas eletrônicas nos trechos urbanos da Rio-Santos e a duplicação de um quilômetro da estrada próximo ao município de Bertioga. (Fonte: ValeParaibano)

Grupo faz mutirão hoje para retirar lixo do Rio Grande
Moradores do bairro Pé da Serra vão retirar entulho depositado no rio em Ubatuba

Ubatuba - Os moradores do bairro Pé da Serra, em Ubatuba, vão realizar neste dpmingo um mutirão para retirada de lixo às margens do Rio Grande. Essa é uma contra-ofensiva da comunidade que durante muito tempo foi apontada com responsável pela poluição do rio.
O secretário da Sapes (Sociedade Amigos do Pé da Serra), Hamílton Bacit Búfalo, disse que o objetivo é unir a comunidade e moradores de outros bairros, como o Figueira, para conscientizar a população e mostrar às autoridades que os moradores da região cuidam da área.
O mutirão está previsto para começar às 9h. Os voluntários deverão percorrer às margens do Rio Grande antes da captação de água da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado) e subir sentido às cachoeiras já no pé da serra.
De acordo com Búfalo, os moradores da Figueira vão fazer o mutirão na parte de baixo e depois haverá o encontro de todos os participantes. Eles vão retirar sacos de lixos, sucatas e entulho encontrados nos trechos e demarcar os limites com o Parque Estadual da Serra do Mar.
Essa é a primeira ação da entidade que foi criada para tentar solucionar os conflitos existentes com as autoridades ambientais. O bairro, que tem cerca de 300 moradores, fica entra a captação da água e a área de proteção ambiental do parque, núcleo Ubatuba.
PRESERVAÇÃO - O Rio Grande é responsável por 88% do abastecimento de água do município. Levantamento feito pelo diretor do Parque, Luiz Roberto Numa de Oliveira, e pela assessora da Coordenadoria dos Parques no Litoral Norte, Viviane Buchianeri, aponta a existência de mais de 70 áreas de ocupação irregular no parque. O depósito de lixo urbano no leito do rio é apontado como um dos problemas mais sérios na área. (Fonte: ValeParaibano)

AUS realiza mutirão na Praia Grande

Ubatuba - Contando com a presença de poucas pessoas, a Associação Ubatuba de Surf (A.U.S.) realizou neste sábado, 24/03, o primeiro mutirão de limpeza de nossas praias. A escolhida foi a Praia Grande, pois está sendo considerada a praia mais imunda de Ubatuba.
Os trabalhos começaram timidamente, com apenas duas ou três pessoas. Logo chegaram mais reforços, como o presidente e vários diretores da A.U.S., além de diversos associados e voluntários que se juntaram ao grupo (com destaque para a presença do ambientalista Reynaldo Ayrosa, que inclusive trouxe sua filha para cooperar).
O novo encarregado do setor de surf da Secretaria de Esportes, Fabinho, trouxe a faixa da Associação e com uma passeata, deu início aos trabalhos do grupo. As cenas que presenciamos foram impressionantes, pois o canto esquerdo da praia, junto às pedras, está lotado de sujeira.
Nas areias (que agora estão mais verdes do que nunca, indicando a presença de esgoto na água), milhares de bitucas de cigarro fazem uma linha que se estende por quase toda a praia, misturada com palitos de sorvete, espetinhos cortantes de madeira, canudos plásticos (aos montes), copos, garrafas e muitas embalagens vazias. Vimos muitos ambulantes trabalhando de modo inadequado, com recipientes funcionando como lixo, mas sem sacos plásticos. Em alguns casos, vimos o lixo sendo jogado direto na areia, ao lado de alguns carrinhos. A conclusão que chegamos é que há muito a ser feito ali mesmo na Praia Grande. Andamos por diversos lugares que estão em situação crítica, necessitando de um trabalho muito intenso.
Mais uma vez conclamamos a todos os que exploram comercialmente a Praia Grande (proprietários de quiosques, ambulantes e outros comércios), para que se unam a esta iniciativa da A.U.S., que formem também uma força-tarefa no sentido de caminharmos juntos para uma solução do enorme problema do lixo nesta praia. Todos devem se conscientizar que o futuro desta praia está mais do que nunca em nossas mãos. Precisamos contar também com o apoio incondicional da Secretaria de Obras, da Vigilância Sanitária, da Cetesb, do setor de fiscalização da Prefeitura, das empresas de lixo que realizam a coleta aqui e finalmente, de toda população.
A educação é um fator extremamente importante e que está sendo esquecido aqui, pois ao que parece, todos jogam o lixo no chão, desrespeitando regras básicas de convivência social. Finalizando, a Associação Ubatuba de Surf gostaria de dirigir seus agradecimentos a todos os que se fizeram presentes para colaborar, em especial à Secretaria de Obras da Prefeitura (pelo envio do caminhão para coleta do lixo). (Fonte: AUS)

Prefeitura cria projetos de combate ao desemprego

Ubatuba - A secretaria de Assistência Social estará implantando, nos próximos meses, os projetos de Núcleo de Formação Profissional de Ubatuba e a Incubadora de Cooperativas. O responsável pela implantação dos projetos é o coordenador Enrico Bonomo. Recém contratado pela Prefeitura para implantar este projeto, Enrico é especialista no sistema cooperativista em vários ramos. Italiano, radicado há 16 anos no Brasil, foi vice-presidente da Cooperativa de Trabalho do Litoral Norte. Hoje ocupa a vice presidência da Central das Cooperativas do Estado de São Paulo e é membro da Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo.
A partir da próxima segunda-feira, 26, a secretaria estará realizando, junto ao empresariado local, uma pesquisa para identificação da necessidade de mão-de-obra do mercado de trabalho interno. Após a pesquisa, estará buscando cursos junto a Federação das Cooperativas do Litoral Norte, numa parceria entre Prefeitura, empresariado e a Federação.
Esse trabalho já faz parte do Núcleo, que será um departamento responsável pela organização de pesquisas de necessidades do mercado de trabalho, através de associações e sindicatos patronais como também pela criação de cursos profissionalizantes e de cooperativismo. Após a conclusão dos cursos, a Prefeitura estará encaminhando o trabalhador para associações e sindicatos patronais para que os mesmos absorvam esta mão-de-obra. Paralelamente o trabalhador também poderá participar de cursos de cooperativismo para que ele próprio constitua uma cooperativa, o que facilitará a contratação de funcionários sem a burocracia que existe para a admissão através da carteira de trabalho.
Para o prefeito Paulo Ramos (PFL) esses projetos surgem da preocupação em combater o desemprego no município. “Temos que buscar alternativas viáveis que atendam essas necessidades sociais. Hoje os níveis de desemprego são altos em Ubatuba, principalmente após a temporada de verão. Não podemos mais medir esforços na busca da solução”, afirma Ramos.
A Incubadora de Cooperativas será a responsável pela implantação do cooperativismo e sua cultura na cidade, auxiliando sobre a formação das mesmas. A secretaria já está encaminhando a todas as associações e entidades de bairros, ofício informando sobre o projeto. Através da incubadora as associações de bairros poderão estar criando cooperativas de artesanato, pintura, costura, crochê, marcenaria, entre outras. (Fonte: ACS-PMU)

Guarda Municipal tem novo comando

Ubatuba - O secretário de Obras, Andrade Henrique dos Santos, assumiu interinamente o comando da Guarda Municipal no último dia 16. Hércules Barbosa Silva, 57, faleceu no último dia 8, vítima de um infarto fulminante.
Natural de Ubatuba, Andrade é militar reformado. Aos 52 anos, é secretário de Obras e empresário no ramo de segurança. De janeiro a maio do ano passado assumiu interinamente o cargo de prefeito. Nesse período deixou grandes contribuições para a cidade, como a desapropriação do terreno onde será construído o futuro Fórum de Ubatuba. Normatizou e reajustou o pagamento dos funcionários . Iluminou vários bairros da cidade. Construiu e reformou diversas escolas.
Para o prefeito Paulo Ramos (PFL) esta foi uma decisão delicada. “Optamos pela experiência e responsabilidade que Andrade possui. Estará acumulando funcões, mas temos a certeza de não interferirá no bom desempenho do secretário e agora Comandante da Guarda. Ficará interinamente até que identifiquemos um profissional definitivo para ocupar o comando”, esclare Ramos.
Tenente Hércules - Como era chamado por todos, tenente Hércules era natural de São José do Rio Preto (SP), tenente reformado da Polícia Militar e presidente da Associação dos Aposentados de Ubatuba. Atuante na política, ocupou a vice-presidência do diretório municipal do PFL.
Hércules Barbosa foi um dos idealizadores e fundadores da Guarda Municipal, criada por lei em 1994. Em 1995, foi nomeado pelo prefeito Paulo Ramos como o primeiro comandante da corporação, permanecendo até o final de seu mandato. Com a reeleição de Paulo Ramos nas últimas eleições, Hércules assumiu pela segunda vez o comando, no início deste ano. Considerado um líder natural por seus comandados, tinha como planos emergenciais a construção de uma nova sede e a implantação de um plano de carreira para a corporação. (Fonte: ACS-PMU)


Litoral Virtual

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias
Navegando
Navegando
 Pedro Monte-Mór

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2000 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor