Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Terça-feira, 27 de março de 2001 - Nº 257 Arquivo
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Free Wallpaper
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Principais Manchetes:

Sem-teto invadem 85 casas em Caraguá
Prefeitura ganha ação de reintegração
Pedreiro busca casa própria desde 1967
Funcionário ameaça parar balsa na Páscoa
Governo do Estado vai liberar verba para as Estâncias
Ubatuba dá início a obra de shopping
Ubatuba cria plano formar mão-de-obra
Estudantes pressionam Câmara por transporte
Defesa Civil sai às ruas para comemorar o seu dia
Mutirão recolhe lixo do Rio Grande em Ubatuba
Motorista atropela família e mata 1
Carro cai em precipício e mata 1
XV lamenta derrota no final em SP


Sem-teto invadem 85 casas em Caraguá
Famílias ocupam moradias construídas pela prefeitura no Jardim Casa Branca; Justiça concede reitegração de posse

Caraguatatuba - Mais de 80 famílias de sem-teto invadiram as casas construídas pela Prefeitura de Caraguatatuba no Jardim Casa Branca, na periferia da cidade. A administração municipal obteve na Justiça a reintegração de posse da área, mas ainda não conseguiu retirar os moradores.
As casas estavam destinadas às famílias cadastradas na Secretaria de Promoção Social, que moram em áreas de riscos condenadas pela Defesa Civil. Elas seriam entregues no mês que vem. As moradias estão prontas desde o ano passado, mas falta infra-estrutura.
As invasões começaram na semana passada. Algumas famílias disseram que foram autorizadas para se transferir para o local. A prefeitura nega que tenha liberado a ocupação das casas.
Para a maior parte dos invadores, o novo teto significa ficar livre do aluguel. Esse é o caso da faxineira Ednalva Santos Santana, 36 anos.
Ela afirmou que morava no bairro da Olaria e pagava R$ 150 de aluguel. Mãe de quatro filhos com idade entre 5 e 17 anos, ela afirmou que não tem mais para onde ir. "Vim para cá ciente que estava invadindo, agora estou nas mãos de Jesus."
Essa também é a situação da cozinheira Áurea Ferreira do Carmo, 35 anos, que invadiu uma das casas. Ela morava com o marido Raimundo Pereira de Araújo, 41 anos, e quatro filhos em um barraco de madeira no morro do Querosene, uma das áreas de risco. Ana afirmou que invadiu uma das casas do Jardim Casa Branca porque ouviu falar que elas estavam liberadas.
"A gente sabe que está errado, mas ninguém que está aqui tem lugar para ir. A gente só queria que o prefeito (Antônio Carlos da Silva) viesse até aqui para dar uma solução para esse problema."
ABRIGO - O servente de pedreiro Antônio Francisco dos Santos, 19 anos, afirmou que não está inscrito no programa da prefeitura, mas invadiu uma das casas, juntamente com as seis pessoas de sua família, porque não tinha dinheiro para pagar o aluguel.
O sem-teto Maurílio Rodrigues Silva, 16 anos, disse que sua família invadiu a casa porque não tinha lugar para morar. Ele afirmou que pias e encanamentos estavam sendo roubados das casas pela falta de segurança. "Já que não havia ninguém aqui, todo mundo resolveu entrar."
Uma moradora, que preferiu não se identificar, já trocou a porta de lugar e fez uma varanda. Ela disse que recebeu a garantia de que não iria sair do local.
Os moradores estão com medo de uma possível retirada do local pela Polícia Militar. Ontem, o dia foi tenso no local.
O Jardim Casa Branca possui 85 casas construídas. O local precisa de todas as obras de infra-estrutura. As casas não têm água, energia elétrica, ligação de esgoto e pavimentação.
Cada unidade habitacional possui três cômodos --sala que pode se transformar em quarto, cozinha e um banheiro. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeitura ganha ação de reintegração

Caraguatatuba - A Prefeitura de Caraguatatuba conseguiu na Justiça um mandado de reintegração de posse das 85 casas do Jardim Casa Branca. A previsão era que a medida judicial fosse cumprida ontem, mas o oficial de justiça não compareceu no local.
O procurador-geral do município, Sidnei Oliveira Andrade, disse ontem que as casas foram construídas para serem entregues a moradores de áreas de risco --a maioria em morros que correm riscos de deslizamentos de encostas-- que questão devidamente cadastrados em programas sociais do município.
Em outubro do ano passado, o prefeito Antônio Carlos da Silva (PSDB) assinou o decreto nº 178 permitindo o uso das unidades habitacionais para essas famílias. As casas seriam entregues no dia 20 de abril, aniversário de emancipação político-administrativo de Caraguá.
Segundo o procurador, a reintegração ainda não foi feita porque os invasores estão ameaçando reagir armados caso sejam retirados do local. A prefeitura também investiga a responsabilidade pelas invasões. (Fonte: ValeParaibano)

Pedreiro busca casa própria desde 1967

Caraguatatuba - O pedreiro José Francisco da Silva, 63 anos, convive com o problema de falta de moradia desde 1967 quando morava no bairro do Tinga, periferia de Caraguatatuba, e perdeu sua casa com a catástrofe ocorrida em 18 de março.
Ele foi um dos desabrigados após uma tromba d'água ter atingido a cidade durante três dias. Milhares de moradores perderam tudo. Desde então, Silva passou a morar nos locais onde trabalhava como pedreiro. Hoje, sem condições de trabalhar, ele afirmou que foi obrigado a invadir para as casas do Jardim Casa Branca.
A sua filha, Simone da Silva Barbosa e seus três filhos, também ocupou a casa. Todos moram nos três cômodos da casa e convivem com o medo de serem expulsos.
Para garantir que não vai perder a casa, a doméstica Eliana de Oliveira Batista, 22 anos, disse que não vai sair de casa nem para arrumar emprego. Ele teme sair da casa e outra família ocupar o local. "Não tenho dinheiro para pagar aluguel e também não posso trabalhar enquanto não resolver essa situação." (Fonte: ValeParaibano)

Funcionário ameaça parar balsa na Páscoa

São Sebastião - Os funcionários que trabalham na travessia da balsa entre São Sebastião e Ilhabela podem parar as atividades no feriado de Páscoa. Uma assembléia marcada para a próxima semana deve definir sobre a paralisação.
Ontem, sindicalistas estiveram reunidos com representantes do Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S.A), órgão responsável pela balsa, para apresentar as reivindicações da categoria. O serviço tem cerca de 80 funcionários.
O presidente do Conselho Fiscal do Sindicato dos Marítimos, Eloy Antônio da Mota, disse que os funcionários estão preocupados com a entrada de duas outras empresas que ficaram responsáveis pelos setores de arrecadação, operação e manutenção.
"A categoria levou mais de um ano para conseguir fechar o acordo coletivo com a atual empresa e ainda não temos a garantia que isso será mantido", disse Mota.
Ontem, ele se reuniu com o presidente do Dersa, Sérgio Pereira, o diretor de Operações Gerais, Ricardo Teixeira, e o gerente da Divisão de Logística de Operações, Ricardo Goulart.
Segundo o gerente, o órgão vai fazer um esforço para aproximar trabalhadores e as novas empresas contratadas. "Basta que o sindicato procure as empresas para abrir as negociações."
Ele disse ainda que, caso a posição de greve não seja revista, o Dersa vai fazer a intervenção necessária para garantia a travessia no feriado da Páscoa, quando mais de 20 mil veículos devem usar o transporte. (Fonte: ValeParaibano)

Governo do Estado vai liberar verba para as Estâncias

Caraguatatuba - O governador Geraldo Alkmin, em reunião com o presidente da Aprecesp-Associação dos Prefeitos das Estâncias do Estado de São Paulo, Antonio Carlos da Silva, prefeito de Caraguatatuba, na última quinta-feira, dia 21 de março, comunicou o seu interesse em fortalecer o turismo no Estado, através do apoio as estâncias turísticas, climáticas, hidrominerais e balneárias.
Segundo Alckmin, o objetivo é desenvolver ainda mais a economia do Estado e gerar empregos. De imediato, o governador, decidiu publicar este mês, no Diário oficial, as verbas destinadas às estâncias referentes aos anos de 99, no valor de R$ 18.723.926,00; de 2000, na importância de R$ 63.032.962,00; e, de 2001, de R$ 69.154.365, totalizando R$ 150.911.253,00 (cento e cinquenta milhões e novecentos e onze mil e duzentos e cinquenta e três centavos).
Segundo o presidente da Aprecesp, Antonio Carlos da Silva, os recursos serão de fundamental importância para que as estâncias possam melhorar a infra-estrutura e investir em equipamentos turísticos. “Agradecemos a iniciativa e o interesse do governador Geraldo Alckmin. O turismo é a principal fonte de arrecadação das estâncias”, destacou o prefeito de Caraguatatuba. Segundo ele, sua cidade deverá receber cerca de R$ 3 milhões da verba destinada pelo Estado às estâncias.
A Aprecesp reúne 61 município do estado de São Paulo, entre eles, Santos, Guarujá, São Vicente, Bertioga, Ilha Comprida, Cananéia, Mongaguá, Itanhaém, Praia Grande, Campos do Jordão, Serra Negra, Águas de Lindóia, Ilhabela, Ubatuba e São Sebastião. (Fonte: PMC)

Ubatuba dá início a obra de shopping

Ubatuba - Ubatuba vai ganhar o seu primeiro shopping center. O investimento é de R$ 1,2 milhão. O empreendimento será implantado no bairro do Itaguá e deverá ficar pronto até o final de outubro deste ano.
O Porto Shopping Itaguá está sendo elaborado com um conceito diferenciado dos shoppings tradicionais, segundo o superintendente Guilherme Ferreira de Assis. "Para se integrar ao local, ele terá sua construção voltada para o mar e será aberto no piso inferior."
Segundo ele, o prédio terá dois pavimentos e poderá abrigar de 30 a 40 lojas tradicionais, área de alimentação, supermercado e provavelmente sala de cinema.
Assis afirmou que o shopping será construído em uma área de 3.000 metros quadrados e as lojas não serão comercializadas e sim locadas. A previsão é que cada metro quadrado deverá custar entre R$ 22 e R$ 25.
Para Assis, a construção do shopping na cidade era uma necessidade para o desenvolvimento do município. Segundo ele, o shopping servirá para atender a demanda de turistas na temporada.
A estimativa do superintendente é que até julho a parte estrutural do shopping, que vai ser construído na avenida Leovigildo Dias Vieira, fique pronta e a entrega de todo o prédio aconteça até o final de outubro. (Fonte: ValeParaibano)

Ubatuba cria plano formar mão-de-obra

Ubatuba - Para amenizar o problema do desemprego na cidade, a Prefeitura de Ubatuba vai implantar um programa para a formação de mão-de-obra qualificada e colocação dos profissionais no mercado de trabalho. As cooperativas de serviços são as principais metas do programa.
O coordenador do programa, Enrico Bonomo, começou ontem uma pesquisa junto às empresas locais para avaliar a necessidade de mão-de-obra e a capacidade de absorção desses profissionais.
O resultado deve ficar pronto em dez dias. Essa pesquisa está sendo feita em conjunto com a Aciu (Associação Comercial e Industrial de Ubatuba).
Como base nesses dados serão montados os cursos de capacitação em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Esportes, Assessoria de Assuntos Comunitários, Fundart (Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba) e comércio local.
Segundo Bonomo, pelo menos 25% da população de Ubatuba, cerca de 18 mil pessoas, está desempregada ou não têm qualificação. "Depois dos cursos, os participantes poderão montar cooperativas de trabalho e fornecer a mão-de-obra para as empresas."
O presidente eleito da Aciu, Mamed Ali, disse ontem que esse programa é atualmente a melhor solução para a geração de empregos o ano inteiro. (Fonte: ValeParaibano)

Estudantes pressionam Câmara por transporte

Ubatuba - A AEUU (Associação dos Estudantes Universitários de Ubatuba) vai realizar hoje à noite um protesto em frente à Câmara para pressionar os vereadores a viabilizarem o repasse da verba para o transporte escolar. Segundo a vice-presidente da entidade, Cláudia Camargo dos Santos, a prefeitura não estaria repassando os 50% da verba para o pagamento da taxa. Os custos estão sendo rateados pelos universitários. Hoje, 360 pessoas que estudam em Caraguatatuba e Taubaté se beneficiam com a lei do passe escolar. A prefeitura defende que seja assinado convênio da AEUU diretamente com as empresas de ônibus. (Fonte: ValeParaibano)

Defesa Civil sai às ruas para comemorar o seu dia

São Sebastião - Agentes e voluntários da Defesa Civil de São Sebastião vão realizar hoje um mutirão em todo o município para comemorar o Dia Municipal da Defesa Civil. Cerca de 35 pessoas vão visitar as áreas de riscos, conversar com os moradores, fazer novos cadastros e entregar panfletos aos moradores falando sobre as atividades desenvolvidas pela Defesa Civil. O assessor de Segurança e Defesa Civil, Rui Nogueira de Lima, disse que a idéia é criar uma identidade com a comunidade. "Tem muita gente que ainda não sabe que pode ligar para o 199 quando há algum problema que coloque a comunidade em risco." (Fonte: ValeParaibano)

Mutirão recolhe lixo do Rio Grande em Ubatuba

Ubatuba - Mais de cem pessoas participaram anteontem de um mutirão para a limpeza do rio Grande, em Ubatuba. A atividade foi organizada pela Sapes (Sociedade Amigos do Pé da Serra). Segundo o secretário da entidade, Hamílton Bacit Búfalo, a quantidade retirada, menos de um caminhão, foi menor do que o esperado. "Isso mostra que não é a comunidade que está poluindo o rio." Ele suspeita da ação de turistas. Segundo Búfalo, a maior parte do lixo foi recolhida ao longo da rodovia Oswaldo Cruz. O rio Grande responde por cerca de 88% do abastecimento de água na cidade. (Fonte: ValeParaibano)

Motorista atropela família e mata 1
Vítimas estavam voltando da igreja pelo acostamento; motorista fugiu sem prestar socorro

São Sebastião - Uma pessoa morreu e outras três da mesma família ficaram feridas com gravidade em um acidente ocorrido anteontem à noite no quilômetro 184 da Rio-Santos, em Barra do Una, costa sul de São Sebastião. Elas foram atropeladas quando tentavam atravessar a rodovia. O motorista fugiu sem prestar socorro.
A adolescente Maria de Jesus Moreira, 16 anos, voltava da igreja e foi atropelada por um veículo, que estaria em alta velocidade.
Segundo testemunhas, com o impacto, o corpo da adolescente foi jogado do outro lado da pista. As irmãs da vítima, Simone de Jesus Moreira, 15 anos, e Érica de Jesus Santos, 10 anos, e a mãe Cleonice Maria de Jesus, 35 anos, também foram atingidas.
Simone foi levada para o Pronto-Socorro de Boiçucanga com traumatismo craniano e transferida para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital de Clínicas, onde permanece internada. Érica fraturou a perna direita e já voltou para casa. Cleonice teve ferimentos leves.
A Polícia Civil vai instaurar inquérito para apurar as responsabilidades do acidente, apesar de não haver pistas do culpado.
REVOLTA - Os moradores de Barra do Una estão revoltados com a falta de obstáculos no local. Na noite do acidente, eles tentaram quebrar a pista para que fossem colocadas lombadas.
Segundo o pai das adolescentes acidentadas, Luiz José dos Santos, 41 anos, os moradores só não conseguiram quebrar a rodovia porque estava escuro e os motoristas que passavam jogavam os carros contra os pedestres.
A dona-de-casa Adenilce Nascimento dos Santos disse que a área é muito perigosa. "Tem uma escola aqui no bairro e todas as crianças estão sujeitas a ser atropeladas. Não há nada para impedir que os motoristas excedam a velocidade permitida na rodovia."
O pai das meninas disse que pretende acionar o DER (Departamento de Estradas de Rodagens), órgão responsável pela administração e manutenção da rodovia. Segundo ele, os moradores já cansaram de pedir uma passarela de pedestres na região.
A presidente da Associação S0S Barra do Una, Ivonete Otaviane Gomes de Oliveira, disse que há mais de quatro anos reivindica a construção de uma passarela ou de um trevo no local. "Não se respeita mais os limites de velocidade e os acidentes acontecem com frequência neste trecho."
RECUPERAÇÃO - Segundo a assessoria do DER, está sendo elaborado o projeto executivo para a recuperação de pavimentação e acostamento da Rio-Santos, mas não há programação para instalar lombadas ou passarela no trecho. (Fonte: ValeParaibano)

Carro cai em precipício e mata 1

São Sebastião - O estudante Anderson Rodrigo Damasceno, 21 anos, morreu na madrugada de domingo após o carro em que estava cair em uma ribanceira. Outras três pessoas ficaram feridas. O acidente aconteceu às 3h30 no quilômetro 187,4 da rodovia Rio-Santos, em Barra do Una, costa sul de São Sebastião.
A vítima estava em um veículo Gol, com placas de Guarulhos, conduzido por Rodrigo de Jesus Pedro, 21 anos.
Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, o veículo seguia sentido São Sebastião-Bertioga, quando o motorista teria perdido o controle e caído na ribanceira. O estudante morreu no local.
Os outros dois ocupantes do carro, Christian Gonçalves de Oliveira, 21 anos, e Orlando Modesto Perdichizzi, também ficaram feridos. Oliveira e Pedro foram levados em estado grave para o Pronto-Socorro de Boiçucanga.
A presidente da Associação SÓS Barra do Una, Ivonete de Oliveira, disse que há um abuso por parte dos motoristas que trafegam pela rodovia. "É difícil quem passa pela rodovia a menos de 100 quilômetros por hora quando o limite é 80." (Fonte: ValeParaibano)

XV lamenta derrota no final em SP

Caraguatatuba - O XV de Caraguatatuba encarou o líder Palmeiras B no sábado à tarde no Parque Antarctica, mas levou um gol aos 40 minutos do segundo tempo, perdeu por 1 a 0 e caiu para a 15ª e última posição no Campeonato Paulista da Série B-1, depois de cinco rodadas realizadas.
"Fizemos uma grande partida, mas com derrota nada adianta", disse o presidente quinzista, Francisco Mastromônico, cobrando reabilitação contra o Fernandópolis, amanhã à tarde, no Litoral Norte.
O meia Feijão, voltando ao XV reestreou durante o jogo e pode ser mantido entre os titulares pelo técnico Pires, que sábado dirigiu a equipe pela primeira vez. (Fonte: ValeParaibano)


Litoral Virtual

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias
Navegando
Navegando
 Pedro Monte-Mór

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2000 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor