Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quinta-feira, 29 de março de 2001 - Nº 259 Arquivo
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Free Wallpaper
Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Principais Manchetes:

Polícia desconhece paradeiro de suspeitos de chacina
Litoral faz prevenção à dengue
PM precisa de 200 para tirar invasor
Ubatuba pede duplicação de trecho da via Oswaldo Cruz
Tebar é multado por falta de segurança
Desobediência gerou acidente
Terminal recorre de autuações
Prefeitura realiza recadastramento de funcionários
XV vence a primeira na Série B


Polícia desconhece paradeiro de suspeitos de chacina

Caraguatatuba - As três vítimas mortas na chacina ocorrida em Caraguatatuba na última segunda-feira foram enterradas ontem. A Polícia de Caraguá ainda não tem pistas dos assassinos que mataram três pessoas e feriram outras três.
A principal hipótese para o crime é acerto de de contas.
O delegado Fábio de Carvalho Joaquim não quis revelar mais detalhes sobre as apurações. "Não queremos nos precipitar para não atrapalhar as investigações."
Entre as hipóteses levantadas estaria um acerto de contas com o comerciante Diogo Cabelo Dias Neto, conhecido por Alemão, 41 anos, que foi atingido no pescoço e permanece internado na Santa Casa. Outra suspeita é de vingança contra as outras duas vítimas fatais.
Alexandre Coren e Antônio Rodrigues da Silva, ambos com 21 anos, estavam há pouco tempo em Caraguá, vindos de São Paulo. Os dois mais o cozinheiro Elias Cláudio dos Santos, 37 anos, foram mortos na casa de Alemão, no Porto Novo, quando participavam de um churrasco.
Também ficaram feridos Eduardo Teles da Silva Figueira, 24 anos, e Leidi Souza da Silva, 18 anos, mulher de Alexandre.
Os corpos das duas vítimas de São Paulo foram enterrados ontem em Mauá. O cozinheiro Elias foi enterrado no cemitério municipal de Caraguá. (Fonte: ValeParaibano)

Litoral faz prevenção à dengue

Litoral Norte - As cidades do Litoral Norte intensificaram a campanha de combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue.
A Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) confirmou dois casos de pessoas com a doença em São Sebastião e seis do Vale do Paraíba. Um dos doentes mora no bairro de Barequeçaba, costa sul da cidade, e disse que contraiu a dengue no município.
O diretor da Sucen em Taubaté, Briner Castelli Azevedo, disse que foram ampliadas as armadilhas contra o mosquito no bairro, para tentar identificar novos focos.
Em Caraguatatuba, a Saúde Coletiva do município está atuando com 100 armadilhas em 80 pontos estratégicos da cidade para eliminar os focos com larvas do inseto.
A coordenadora da Saúde, Lucile Bishof, se reuniu com representantes das sociedades de bairros, professores e diretores de escolas para informar sobre a situação da dengue na região. (Fonte: ValeParaibano)

PM precisa de 200 para tirar invasor

Caraguatatuba - A Polícia Militar de Caraguatatuba aguarda reforço para retirar as 85 famílias de sem-teto que invadiram as casas populares no bairro Jardim Casa Branca, periferia da cidade. A expectativa é que sejam necessários até 200 homens para fazer a reintegração de posse.
As casas seriam entregues no dia 20 de abril pela prefeitura para famílias que moram em áreas de risco e estão cadastradas na Secretaria de Promoção Social.
O comandante da PM, André Luiz Cavalcante, disse que está fazendo um estudo sobre o número de pessoas que estão nas casas, volume de mulheres e crianças e se o grupo está armado. O objetivo é saber o número real de policiais que será necessário para a retirada dos sem-teto.
"Não posso entrar com o nosso efetivo sem saber qual tipo de situação que os policiais estarão expostos", disse o comandante.
Segundo ele, caso haja necessidade, será solicitado reforço para o Batalhão de São José dos Campos.
O procurador judicial do município, Cassiano Ricardo de Oliveira, disse que nenhuma das famílias invasoras está cadastrada no programa da prefeitura para receber as casas. Ele disse que aguarda que a oficial de Justiça possa ir ao local para fazer a reintegração de posse.
A estimativa é que mais de 300 pessoas estejam morando nas casas. Os sem-teto que invadiram as moradias na semana passado alegando que as mesmas estavam abandonadas e que estaria havendo furto de pias e tanques.
No local, os moradores estão vivendo momentos de tensão. A maioria justifica que não tem para onde ir porque não tem dinheiro para pagar aluguel.
Esse é o caso da faxineira Maria Sandra Barbosa. Ela morava no Morro do Querosene, bairro vizinho à área invadida, e pagava R$ 150 de aluguel."Não tenho outro local para ir com meus quatro filhos."
O conjunto habitacional ainda não está pronto. Com três cômodos --sala, cozinha e banheiro-- os imóveis ainda não receberam ligações de água e energia elétrica. Também não há ligação de esgoto e as ruas não estão pavimentadas. (Fonte: ValeParaibano)

Ubatuba pede duplicação de trecho da via Oswaldo Cruz

Ubatuba - A rodovia Oswaldo Cruz (SP-125) que liga Ubatuba a Taubaté poderá ser duplicada em uma parte do trecho no litoral. Ontem, o prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL) e o secretário de Arquitetura e Urbanismo, Sidney Giraud, foram levar o pedido ao DER (Departamento de Estradas de Rodagem), na regional de Taubaté.
De acordo com Ramos, a mão dupla deve ser instalada na área ao lado do Horto Florestal, onde estão previstas as construções do Centro de Eventos e do Centro Poliesportivo.
Também foram solicitadas as sinalizações vertical e horizontal e a recuperação do acostamento e da pista no trecho que a rodovia passa pelos bairros que se desenvolveram na região. A estimativa da prefeitura é que cerca de 30% da população mora essa área.
"A maior parte utiliza a bicicleta para ir ao centro e o acostamento está intransitável", disse o prefeito.
Os pedidos foram entregues ao superintendente Luiz Fernando Sampaio. Segundo ele, a Oswaldo Cruz vai receber recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) para a sua recuperação. (Fonte: ValeParaibano)

Tebar é multado por falta de segurança
Ministério do Trabalho aplica multa de R$ 16 mil após fiscalização; Petrobras diz que está solucionando problema

São Sebastião - O Ministério do Trabalho autuou o Tebar (Terminal Marítimo Almirante Barroso), em São Sebastião, e mais seis empresas terceirizadas que atuam no terminal por infrações trabalhistas e falta de segurança. As multas totalizam cerca de R$ 16 mil.
Ao todo, foram aplicadas sete autuações --uma contra a direção da Tebar e outras seis para cada empresa contratada. Os fiscais do ministério constataram que vários funcionários não tinham registro em carteira e o Programa de Prevenção de Risco Ambiental não era cumprido.
A aplicação das multas aconteceu no último dia 9 e foi divulgada ontem ao ValeParaibano. As multas são resultado de uma ação fiscal do Ministério do Trabalho no Tebar, entre janeiro e início de março, solicitado pela Polícia Civil.
A fiscalização foi realizada para levantar informações para compor um inquérito instaurado pela polícia, que apura a responsabilidade de um acidente de trabalho, ocorrido em 28 de dezembro do ano passado no Tebar (leia texto nesta página).
O auditor fiscal do ministério, em São Sebastião, Cláudio Augusto Tarifa, afirmou ontem que esse acidente originou a fiscalização. As irregularidades foram comunicadas à polícia.
Ele disse que essa apuração é o "carro-chefe" do relatório do ministério apontando irregularidades no serviço de empresas terceirizadas, que comprometem a segurança no terminal.
O relatório aponta que a contratação de empresas terceirizadas contribui "indiretamente" com o risco de acidentes, pois as normas de segurança não são cumpridas com as constantes trocas de firmas.
"Trata-se de um acompanhamento de 11 meses de perícia no Tebar com o resultado da ação fiscal, feita a pedido da polícia. Também encaminhamos o relatório para a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), para orientar as investigações do Ministério Público", disse Tarifa.
A direção do Tebar informou que já tomou as providências necessárias para solucionar o problema (leia texto nesta página).
RELATÓRIO - O presidente da OAB de São Sebastião, Luiz Tadeu de Oliveira Neto, afirmou ontem que encaminhou o relatório sobre as irregularidades para o Ministério Público, que investiga as condições de segurança no Tebar.
Segundo ele, esse laudo comprova todas as denúncias feitas anteriormente pelo Sindipetro (Sindicato dos Petroleiros) de São Sebastião. A OAB também repassou essas denúncias para o Ministério Público.
A promotora que cuida do caso, Elaine Taborda de Avila, disse que ainda não recebeu o relatório enviado pela OAB. "Vamos primeiro analisar para verificar quais as providências podem ser tomadas."
Para a diretora do Sindipetro, Lúcia Pereira da Silva, o laudo é a confirmação das denúncias que a entidade vinha fazendo. "O acidente do final do ano passado é apenas uma consequência da falta de segurança no terminal."
Segundo o Sindipetro, o Tebar tem hoje 600 trabalhadores terceirizados e 152 contratados pela Petrobras. Há 10 anos, o Tebar tinha 500 empregados da própria empresa. O terminal é responsável por 60% de todo o petróleo consumido no país. (Fonte: ValeParaibano)

Desobediência gerou acidente

São Sebastião - Um laudo do Instituto de Criminalística apontou que a falta de obediência às normas de segurança no Tebar (Terminal Marítimo Almirante Barroso), em São Sebastião, motivou o acidente de trabalho ocorrido em 28 de dezembro do ano passado.
O laudo foi concluído no mês passado e divulgado ontem. Ele faz parte de um inquérito policial, instaurado no 1º Distrito Policial de São Sebastião para apurar a responsabilidade pelo acidente, em que dois funcionários ficaram feridos.
O acidente ocorreu devido ao tombamento de um guindaste, que ocasionou o rompimento dos fios de alta tensão em um dos dutos do terminal.
O engenheiro Luiz Antônio Gabor sofreu queimaduras de 2º e 3º grau por ser atingido pelos cabos de energia e o soldador Manoel Otávio Neto fraturou uma das vértebras da coluna ao ser prensado no duto.
Apesar da gravidade dos ferimentos, as duas vítimas se recuperaram após o incidente.
O delegado titular do 1º DP, Odair Bruzos, afirmou ontem que o laudo apontou que houve falta de previsão de resistência do terreno onde o guindaste foi colocado naquela data. Isso proporcionou o tombamento do equipamento.
"Agora é a fase de descobrir qual foi a empresa culpada por esse incidente. Estamos ouvindo todas as pessoas envolvidas. O que ficou comprovado até agora é que a operação não usou os princípios de segurança necessários", disse.
O delegado afirmou que o responsável pela empresa apontada na conclusão do inquérito será indiciado por lesão corporal culposa --quando não há intenção--, de acordo com o Código Penal. A pena varia de dois meses a um ano de detenção. (Fonte: ValeParaibano)

Terminal recorre de autuações

São Sebastião - A gerência do Tebar (Terminal Marítimo Almirante Barroso) informou ontem que todas as providências já foram tomadas para contestar a autuação recebida do Ministério do Trabalho, que apontou irregularidades no terminal.
Porém, o conteúdo dessas informações prestadas para justificar as irregularidades e os argumentos contra a autuação não foram revelados pela gerência do Tebar.
A assessoria de imprensa do Tebar voltou a informar ontem que todas as notificações enviadas pelo Ministério do Trabalho sobre as infrações já foram respondidas pela empresa.
A assessoria de imprensa também negou as denúncias feitas pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e pelo Sindipetro (Sindicato dos Petroleiros), em São Sebastião, de que a terceirização dos serviços compromete a segurança dos seus funcionários.
A empresa informou que os terceirizados ficam responsáveis pela manutenção do sistema e a parte operacional é deixada por conta dos petroleiros contratados pela própria Petrobras. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeitura realiza recadastramento de funcionários

Ubatuba - A secretaria de Administração realizará de 2 de abril até 9 de maio o recadastramento para todos os funcionários da Prefeitura. Estão convocados pensionistas, aposentados do Fundo, celetistas e estatutários (efetivos e comissionados). O funcionário que não participar do recadastramento será advertido e caso ainda não responda a advertência será automaticamente excluído da folha de pagamento.
Segundo o chefe de Recursos Humanos, Jefferson Gigli, esse recadastramento visa a atualização do cadastro real dos funcionários. “Com esse trabalho poderemos fazer uma colocação automática dos direitos, como quinquênio, férias e outros benefícios”, explica.
Para o recadastramento os funcionários deverão comparecer, pessoalmente, na sala de reuniões da secretaria de Educação, na rua Gastão Madeira, 101, das 8h30 às 12 horas e das 14 às 17h30, munidos de carteira de trabalho (celetistas), termo de posse (efetivos e comissionados) e comprovante de residência.
Confira o cronograma:
Dia 02/04: Funcionários do CPD, Seplan, secretarias de Abastecimento, Finanças, Assuntos Jurídicos, Receita Municipal e Arquitetura e Urbanismo.
Dias 03 e 04/04: Funcionários pensionistas e da secretaria de Esportes e Lazer.
Dias 05 e 06/04: Funcionários do Fundo Municipal de Previdência e da secretaria de Serviço Social.
De 09 a 11/04: Funcionários do Gabinete e da Guarda Municipal
De 16 a 19/04: Funcionários da secretaria de Administração
De 23 a 26/04: Funcionários da secretaria de Obras
De 02 a 09/05: Funcionários da secretaria de Saúde
De 10 a 18/05: Funcionários da secretaria de Educação. (Fonte: ACS-PMU)

XV vence a primeira na Série B

Caraguatatuba - O XV de Caraguatatuba comemorou ontem a sua primeira vitória no Campeonato Paulista da Série B-1, recebendo o Fernandópolis pela sexta rodada, fazendo 2 a 1. O time visitante abriu o placar no início do segundo tempo e Neno e Berg marcaram os gols da virada.
O XV, do técnico Pires, atuou com: Carlos; Ferreira, João Carlos, Rubens e Washington; Robson, Macalé (Joel), Feijão (Paulinho) e Itaparica (Berg); Neno e Juninho.
REABERTURA - Mais moderno e confortável, o estádio Dario Rodrigues Leite será reaberto ao hoje à tarde com um jogo-treino do Guaratinguetá contra o União São João de Araras.
Na terça-feira, visitando a Portuguesa Santista, o time guaratinguetaense começou mal, levou três gols em 20 minutos e perdeu por 5 a 0.
O Guaratinguetá, do técnico Ronaldo Moraes, deverá começar com: Fred; Baiano, Rocha, Márcio Martins e Ramon; Marcinho, Jéferson, Fernandinho e Marcelo Prado; Edgard e Rodrigo. (Fonte: ValeParaibano)


Litoral Virtual

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias
Navegando
Navegando
 Pedro Monte-Mór

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2000 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor