Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quinta-feira, 02 de maio de 2002 - Nº 523 Edições Anteriores

Free Wallpaper Cezar Consultoria de Imóveis

Busca por palavras no Litoral Virtual:

Principais Manchetes:

Litoral Norte quer R$ 15 mi para tratar lixões
Cidades têm projetos diferentes
Poluição ameaça praia da Baleia
Antena de celular provoca medo na praia Martim de Sá
Órgãos dizem estar dentro da lei
Codivap cria página na Internet
Assaltantes levam R$ 80 mil de joalheria em Caraguatatuba
Educação é tema do informativo nacional da Fundação Orsa
Projeto Saúde traz enfermeira para dentro do CEI
Reunião discute sobre festival de mexilhão em Caraguá
Maratona " 25 Horas Nadando" foi um sucesso
Karatecas de Caraguá disputam prova Internacional
Pró Bandas reúne 90 músicos em Caraguá
Fundacc inicia preparativos para a exposição de Maria Bonomi
"Soltando o Verbo" faz viagem através da literatura
Câmara denomina ruas em Sessão Ordinária
Perequê-Mirim: prédio novo mas com velhos problemas
Vereador Pardim registra candidatura a Deputado Estadual
Carta do Leitor



Litoral Norte quer R$ 15 mi para tratar lixões
Verba seria suficiente apenas para sanar irregularidades nos aterros das 4 cidades, mas não recupera dano ambiental

Litoral Norte - As prefeituras de Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba precisam investir aproximadamente R$ 15 milhões para tentar impedir a degradação ambiental provocada pelos lixões no Litoral Norte.
Mesmo que os municípios consigam aplicar esse montante, segundo a Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental), ele não seria suficiente para eliminar de vez os danos provocados pelos aterros ao meio ambiente ao longo dos anos.
Os R$ 15 milhões --que equivalem a 966 carros populares-- representam 25% do Orçamento de Ubatuba para 2002, por exemplo.
A maior parte dessa quantia deve ser investida pela Prefeitura de Ubatuba, que estima precisar de R$ 8 milhões para a recuperação, ampliação e utilização do aterro nos próximos 17 anos.
O município de São Sebastião deve desembolsar R$ 4,5 milhões em cinco anos no processo de modernização do aterro, com tecnologia alemã.
As prefeituras de Caraguá e Ilhabela esperam gastar cerca de R$ 1 milhão cada uma. Caraguá deve construir um novo aterro em outro local, enquanto Ilhabela pretende comprar equipamentos para drenagem do chorume (líquido produzido pelo lixo) e de gases.
Os quatro municípios do Litoral Norte vêm sendo sistematicamente multados pela Cetesb devido a problemas ao meio ambiente. A poluição ocasionada pelos lixões ocorre principalmente no solo --provocada pelo vazamento de chorume-- e no ar, com a ação de gases poluentes.
João Antonio Fuzaro, diretor-geral da coordenadoria de licenciamento ambiental e proteção dos recursos naturais da Cetesb, afirmou que Ilhabela, Ubatuba e, principalmente São Sebastião, apresentam melhoras recentes no tratamento do lixo. Apesar disso, como ainda há degradação, a Cetesb não pode deixar de autuar as prefeituras.
INQUÉRITOS - Além das multas aplicadas pela Cetesb, as quatro prefeituras do Litoral Norte respondem inquérito civil instaurado pelo Ministério Público para apurar irregularidades nos lixões.
A promotora de Meio Ambiente do Litoral Norte, Elaine Taborda, não comentou os processos, mas afirmou que todos eles são por danos ambientais.
Um dos casos é o do vazamento de chorume do lixão de São Sebastião, que ameaça poluir a região da Praia da Baleia.
De acordo com Fuzaro, nenhum dos municípios pode dizer que possui aterro sanitário. "Para que o local seja chamado de aterro sanitário é preciso que reúna características de obras de engenharia juntamente com critérios e procedimentos de proteção ao meio ambiente. Isso nenhuma das quatro cidades possui", disse.
Para Fuzaro, mesmo com o avanço estrutural e operacional apresentado pelos aterros dos municípios, o meio ambiente ainda corre riscos de poluição.
"Atualmente, todas estas cidades apresentam degradação ambiental provocada pelos lixões. E mesmo com os projetos de recuperação apresentados pelas prefeituras, é muito difícil alterar o passivo acumulado em diversos anos de lixo sem tratamento", disse.
LIXO - As cidades do Litoral Norte produzem cerca de 180 toneladas de lixo por dia. O volume chega a triplicar na temporada de Verão, ultrapassando 500 toneladas por dia. (Fonte: ValeParaibano)

Cidades têm projetos diferentes

Litoral Norte - Caraguatatuba está em pior situação com relação ao lixo. Ele é aterrado, sem nenhum tratamento.
O município pretende instalar um aterro sanitário no bairro do Pegonelli. Para isso, já enviou um Relatório Ambiental Preliminar para análise do Departamento de Avaliação de Impacto Ambiental, de São Paulo.
Ubatuba e Ilhabela têm projetos parecidos para os aterros. Os dois municípios já começaram coleta seletiva de lixo em alguns bairros e pretendem ampliar o serviço nos próximos meses, para reduzir o volume de lixo que vai para o aterro, prolongando sua vida útil.
As prefeituras das duas cidades também disseram que pretendem investir na compra de equipamentos para coleta de chorume e captação de gases poluentes.
São Sebastião é o município que está mais avançado, segundo a Cetesb. Desde abril de 2000, São Sebastião conta com uma nova tecnologia de tratamento mecânico-biológico do lixo, importada da Alemanha.
O lixo é homogeneizado, em um processo que dura nove meses, depois é despejado em uma peneira industrial. Em seguida é colocado em buracos impermeabilizados no solo.
"Esse trabalho reduz consideravelmente a emissão de gases e de chorume e compacta o lixo em 75%.
Segundo João Antonio Fuzaro, da Cetesb, o método é bom, mas precisa de alguns ajustes para ser usado com perfeição. "Esse trabalho dá certo na Alemanha, mas precisa ser ajustado às circunstâncias locais." (Fonte: ValeParaibano)

Poluição ameaça praia da Baleia

São Sebastião - A poluição de córregos e rios próximos à praia da Baleia, na costa sul de São Sebastião, ameaça a balneabilidade do local, considerado um dos principais cartões postais do Litoral Norte.
Análise realizada em janeiro pela Cetesb e divulgada no final do mês passado revela que o índice de poluição em córregos próximos à praia é até 27,5 vezes maior que o tolerável pela legislação ambiental.
A ameaça vem do lixão localizado a apenas dois quilômetros do mar, próximo à rodovia Rio-Santos. O chorume, líquido resultante da decomposição dos dejetos, está infestado de coliformes fecais e vem envenenando rios e córregos.
Segundo a Cetesb, próximo às elevações onde são depositados os dejetos, o índice encontrado é de até 1,7 milhão de coliformes fecais por 100 mililitros de água.
Com base no relatório, o Ministério Público em São Sebastião abriu inquérito civil para apurar o caso e chegou a multar a prefeitura em 6.000 Ufesps (R$ 63.120) em razão da disposição inadequada do lixo. A poluição também ameaça a praia da Barra do Saí.
O governo tucano recorreu da multa e diz estar tomando providências para sanar o problema. O lixão surgiu no final da década de 80.
A Costa Sul de São Sebastião, onde está localizada a praia da Baleia possui 70 quilômetros de extensão. São Sebastião possui 38 praias no total. (Fonte: ValeParaibano)

Antena de celular provoca medo na praia Martim de Sá
Moradores de Caraguá estão preocupados com torres muito próximas das casas

Caraguatatuba - Moradores da praia Martim de Sá, em Caraguatatuba, estão preocupados com a instalação de uma torre de antena de celular muito próxima das casas. A torre, que fica na rua Luiz Liria Martinez, foi encomendada pela empresa de telefonia Tim (Telecom Itália Mobile), com autorização da prefeitura.
Eles dizem que a responsável pela instalação está desrespeitando a distância mínima entre as casas. Os moradores temem que a radiação emitida pela antena possa trazer prejuízos à saúde.
A moradora Débora Fernanda dos Santos Belutti, 23 anos, vizinha do terreno onde está sendo instalada a antena, disse que a distância entre a parede da sua casa e a torre é de apenas 1 metro e meio. "Tenho dois filhos pequenos e temo que alguma coisa ruim possa acontecer com eles depois que antena começar a funcionar", disse.
Os moradores da região entraram com uma representação no Fórum pedindo uma fiscalização e também com uma liminar de solicitando que a obra seja embargada.
Na Martim de Sá já existem seis antenas em funcionamento, umas próximas às outras.
A empregada doméstica Giane de Oliveira Leandro, 31 anos, também mora próxima à nova torre. Segundo Giane, já existe uma outra instalação a menos de 300 metros da sua casa. "Minha preocupação é com as doenças que as antenas podem trazer para mim e para a minha família", disse.
MOBILIZAÇÃO - No início da semana houve uma reunião entre vereadores, secretários e representantes das empresas de telefonia instaladas na cidade para discutir a instalação das antenas, mas nada foi definido.
Ednamar Batista Costa, 31 anos, diarista, acha um absurdo a quantidade de antenas na cidade. "Tem antena perto de escolas e até em frente ao hospital", afirma.
A vereadora Madalena Fachini formulou o projeto de uma emenda baseada na lei estadual 10.995, que aumenta a metragem da distância entre as antenas e as residências mais próximas que, atualmente é de 30 metros.
A lei determina que a concessionária de telefonia móvel responsável não ultrapasse a potência de radiação de 435 microwats por centímetro quadrados em qualquer local passível de ocupação humana. (Fonte: ValeParaibano)

Órgãos dizem estar dentro da lei

Caraguatatuba - A Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente da Prefeitura de Caraguatatuba informou que a instalação das antenas na cidade está de acordo com a lei municipal e com o parecer da justiça. De acordo com a lei municipal, a radiação emitida pela antena não deve ultrapassar 100 microwatts por centímetro quadrado.
Auracy Mansano Filho, secretário de urbanismo, disse que depois de instaladas, as antenas recebem um certificado da Abricem (Associação Brasileira de Compatibilidade Eletromagnética) atestanto sua segurança.
Segundo Roberto Lima, gerente da Tecnosistemi, responsável pela implantação do sistema, a empresa está agindo dentro da lei e com todos os documentos necessários. Para a escolha do terreno, foi feito um estudo no Departamento de Engenharia da Tim, proprietária da antena.
A distância exigida por lei, segundo Lima, é de dois metros. A antena instalada na rua Luiz Liria Martinez, disse Lima, está distante 3 metros da construção mais próxima. (Fonte: ValeParaibano)

Codivap cria página na Internet

São Sebastião - O Codivap (Consórcio de Desenvolvimento Integrado do Vale do Paraíba) vai lançar uma página na internet para divulgar informações das 42 cidades da região que integram o consórcio.
Segundo o presidente do Codivap, prefeito de São Sebastião Paulo Julião (PSDB), a medida foi aprovada pelos prefeitos que compõem o consórcio.
"Já está registrado o site. A idéia foi aceita e as cidades têm que repassar informações. A página vai começar a funcionar assim que a metade das prefeituras aderirem ao programa", disse Julião.
PROJETO - O Codivap encomendou um projeto da FEA (Fundação de Estudos Avançados) da USP (Universidade de São Paulo) para desenvolver um programa econômico para a região, denominado Plano de Desenvolvimento Econômico e Social Participativo e Sustentável.
"O projeto visa levantar informações econômicas sobre a região. Espero que os prefeitos entendam que é um investimento e não despesa." (Fonte: ValeParaibano)

Assaltantes levam R$ 80 mil de joalheria em Caraguatatuba

Caraguatatuba - Três homens armados com pistolas roubaram na segunda-feira à noite cerca de R$ 80 mil em jóias e relógios da joalheria Petreca, no Caraguá Praia Shopping, no centro de Caraguatatuba. O assalto aconteceu por volta das 20h.
De acordo com a Polícia Militar, os assaltantes renderam quatro funcionárias da joalheria e levaram as mercadorias.
Segundo testemunhas, os criminosos fugiram em um veículo Santana. De acordo com a administração do shopping, nada foi notado pelo sistema de câmeras nem pelos seguranças.
"A ação dos assaltantes foi muito bem planejada. Nossa segurança não notou nenhum movimento suspeito", afirmou o administrador do shopping, Roberto Pereira. A direção do shopping vai discutir mudanças na segurança interna. (Fonte: Folha)

Educação é tema do informativo nacional da Fundação Orsa
O informativo Criança e Vida, que circula em todo Brasil há quatro anos falou especialmente de Caraguatatuba na edição de abril, e do investimento da Administração Municipal na educação infantil

Caraguatatuba - Caraguá ganhou mais um presente de aniversário. Foi tema único do informativo Criança e Vida, da Fundação Orsa, que tem circulação nacional. Trazendo na capa uma criança de um dos CEI’s - Centros de Educação Infantil(creches), durante uma brincadeira, o informativo destaca o desenvolvimento da educação infantil em Caraguá.
No editorial, o presidente da Fundação Orsa, José Montagnana falou da parceria com a Prefeitura de Caraguatatuba. “Durante este último ano, juntou-se a nós o município de Caraguatatuba, com o Projeto d Gestão Pedagógica para a Primeira Infância, que concretizou esse pensar da Fundação Orsa, com os princípios de uma educação de qualidade e a iniciativa de uma prefeitura em investir na criança pequena”.
No conteúdo do informativo, uma entrevista com o prefeito Antonio Carlos mostra sua visão no que diz respeito ao investimento de zero a 3 anos, a parceria com a Fundação Orsa, Prêmio Mérito e a iniciativa da Prefeitura em investir em educação.
Outro ponto abordado foi o trbalho voluntário que acontece nas creches de Caraguá e o recebimento do prêmio Mérito Municipal, com o projeto pedagógico aplicado no CEI Rio do Ouro, uma parceria da Prefeitura de Caraguá com a Fundação Orsa que em abril completou 1 ano. O informativo destaca ainda os trabalhos realizados com a criança, a família e a comunidade, o novo projeto Escola de Pais, e outros trabalhos realizados em parceria na cidade. (Fonte: PMC)

Projeto Saúde traz enfermeira para dentro do CEI
O CEI do Sertão dos Tourinhos, uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Caraguatatuba e Fundação Orsa realiza nesta Terça-feira 7, o projeto Saúd no CEI, em parceria com a UBS Massaguaçu

Caraguatatuba - A Prefeitura Municipal de Caraguatatuba em parceria coma Fundação Orsa, na administração das creches municipais está criando e tornando realidade novos projetos que visam melhoria na qualidade de vida das crianças e da própria comunidade. O projeto Saúde no CEI é um desses programas, que terá início no Sertão dos Tourinhos e deve se estender nas demais unidades escolares de zero a 3 anos de Caraguá.
O programa Saúde no CEI acontece nesta Terça-feira 7, a partir das 9h, nas dependências do CEI - Centro de Educação Infantil(creche) “Profª Ester Nunes de Souza”, no Sertão dos Tourinhos.
Durante todo o dia, uma enfermeira da UBS - Unidade Básica de Saúde do Massaguaçu estará na creche, avaliando as crianças e realizando uma triagem quanto às necessidades dos alunos no que diz respeito às consultas médicas. As crianças que tiverem necessidade serão encaminhadas ao pediatra em datas a serem agendadas.
Segundo a direção do CEI, a proposta é de que as visitas aconteçam 1 vez por mês. (Fonte: PMC)

Reunião discute sobre festival de mexilhão em Caraguá
A cidade possui o maior cultivo de mexilhão do Estado. Dos 77 produtores de mitilicultura, 19 estão em Caraguá, o que representa 25% da produção do Estado e equivale a 100 toneladas por mês

Caraguatatuba - O cultivo do mexilhão foi discutido nesta quinta-feira 25, durante uma reunião no gabinete do prefeito de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva, na qual estiveram presentes os secretários municipais de Turismo, Salim Burihan, de Meio Ambiente, Auracy Mansano, a presidente da Fundacc, Eloiza Andrade Antunes de Oliveira, representante do Ministério da Agricultura, Paulo Marcos de França Pereira, da Secretaria de Estado da Agricultura, Ana Maria Paschoal da Cruz e Nilton Luiz Gaiotto, representante da Associação de Pescadores da Cocanha, Tirso da Rocha Neves, Odair dos Santos, da Colônia de Pecadores Z-8, Valéria Cress Gelli, do Instituto de Pesca, Roberto Espíndola, da Rádio Oceânica e o presidente da Acic - Associação Comercial e Industrial de Caraguatatuba, Jorge Washington de Camargo.
Durante a reunião, foi colocada em questão a mitilicultura(produção de mexilhão) em Caraguatatuba, que acontece na Cocanha. Segundo Tirso da Rocha Neves, da Associação de Pescadores, “o Estado de São Paulo tem uma produção de mariscos equivalente a 77%. Caraguatatuba produz 25% desse total, ou seja, cerca de 100 toneladas por mês. E queremos condições para vender a produção na praia, e incentivar o pescador a permanecer no local, dando continuidade ao trabalho com a pesca”.
Caraguá é a maior produtora de mexilhão de todo o Estado e por isso, os pescadores aproveitaram a reunião para pedir ao prefeito um rancho na praia para a comercialização do mexilhão e outra solicitação dos pescadores esteve relacionada a mudança de rota dos Banana Boats na praia da Cocanha. Segundo eles, é muito difícil para o pescador chegar com a canoa perto do cultivo de marisco, com as grandes ondas feitas pelas Banana Boats. Outro problema é a poluição feita pelo equipamento, que solta óleo e outros produtos químicos, já que o marisco é um filtro de água e pode acabar ficando com alguma impureza proveniente desses produtos soltos na água pelos motores das lanchas.
O prefeito Antonio Carlos se posicionou a favor, solicitando ao secretário de Meio Ambiente, Auracy Mansano a colocação do rancho. O prefeito ordenou que fosse feita a alteração na rota dos Banana Boats, para que a partir de agora os mesmos passem longe dos lugares onde há cultivo de mexilhão. Em Caraguá são 19 produtores. De acordo com Valéria Cress Gelli, do Instituto de Pescas, essas solicitações dos pescadores são uma forma de preservar a pesca artesanal. “Não é interessante que venham para Caraguatatuba grandes produtores de mitilicultura de outras regiões e se instalem aqui, superando a produção local. O principal objetivo é fixar o pescador em seu lugar de origem e propiciar condições para que ele continue trabalhando com a pesca artesanal, que está se extinguindo em várias regiões litorâneas, inclusive Caraguá. Queremos manter o pescador no local de origem e ajudá-lo a comercializar seu produto: a pesca”, explicou durante a reunião.
Outro pedido dos pescadores/cultivadores de marisco foi a realização do 1º Festival do Mexilhão de Cultivo em Caraguá. A idéia foi apoiada e os pescadores irão estudar a melhor época para a realização da festa, que contará com o apoio da Setur - Secretaria de Turismo e Fomento, Fundacc - Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba, Associação de Maricultura de Caraguatatuba, Acic, Associação de Hotéis e Pousadas de Caraguatatuba e Rádio Oceânica. (Fonte: PMC)

Maratona " 25 Horas Nadando" foi um sucesso

Caraguatatuba - Nadadores de todas as idades participaram da maratona em Caraguá no último fim de semana. O evento contou com a presença do prefeito de Ilhabela, Manoel Marcos, que nadou 49 piscinas.
Caraguá sediou no fim de semana a 4ª Maratona " 25 Horas Nadando", evento que reuniu nadadores do Litoral e do estado de São Paulo, contando com a participação do prefeito de Ilhabela Manoel Marcos, que surpreendeu a todos nadando 49 piscinas. Disputaram a maratona um total de 4 equipes, compostas por nadadores de todas as idades, além de nadadores especiais. A prova exigiu grande desempenho de todos devido a nudança de temperatura e a chuva que começou às 13h40 no sábado.
No resultado final a equipe da Academia Noctiluca de São José dos Campos foi a primeira colocada, tendo terminado a prova com 94.700 m; o Departamento de Esportes de São Sebastião, que ficou em segundo lugar, com 93.800 m; a Associação de Surf de Caraguatatuba, com 75.425 m; e a Diretoria de Esportes de Ilhabela, com 67.375 m.
Os recordistas foram os nadadores Georges Micheleopoulos, com 2.275 m; equivalente a 91 piscinas; Alexandre Meleiro de Freitas, com 2.175 m; Laudério L. Botigelli Neto, com 2.100 m; Beatriz da Silva, com 1.875 m, Camila Michelleto, com 1.850 m; Mylene Ribeiro, com 1.850 m. A maratona contou com a presença de Carlos Eduardo Fidelis, de 9 anos, o mais novo participante e Mário J. O. Bello, o mais experiente, com 61 anos.
A academia Linha D´Água, organizadora do evento, premiou a todos os participantes oferecendo um troféu a cada nadador. (Fonte: PMC)

Karatecas de Caraguá disputam prova Internacional

Caraguatatuba - Uma equipe de oito atletas de Caraguá estiveram em Caçapava disputando o 10º Campeonato CEMC de Karatê que aconteceu nos dias 27 e 28 de abril. A equipe foi acompanhada pelo professor Marcos Cesar Renosto da Academia Linhga D´Água, técnico e árbitro oficial da competição. O campeonato contou com a participação de 680 karatecas de 40 academias, vindos diversos estados como Rio de Janierro, Espririto Santo, São Paulo, entre outros estados e países como Chile, Japão. Segundo o professor Marcos, a equipe se saiu muito bem diante da dificuldade da prova devido ao grande profissionalismo dos participantes. O karateca Wilden de Matos ficou em 3º lugar no Kata. A equipe foi convidada para participar do 5º Campeonato Estadual Aberto de karatê na cidade de Cachoeira de Itapemirim -Espírito Santo- que acontece em julho.
A equipe é composta pelos karatecas Wilden de Matos, Andre Luis Santana, Luis Rubens de Faria, Renato Ferraz, Sergio dos Santos, Raul Lima Torralbo, Gisele e Leonardo. (Fonte: PMC)

Pró Bandas reúne 90 músicos em Caraguá

Caraguatatuba - Caraguá sediou neste final de semana, 27 e 28 de abril, o Pró- Bandas - Programa de Apoio às Bandas, que aconteceu na E.E. Thomaz Ribeiro de Lima, com oficinas técnicas ministradas por profissionais do Conservatório de Tatuí, professores altamente capacitados. Através da parceria da Fundacc com a Secretaria de Estado da Cultura, maestros e músicos de banda, tiveram cursos gratuitos de regência, flauta, clarineta, saxofone, trompete, fanfarra e banda, trombone, tuba e percussão, num total de 90 alunos, sendo que maioria jovens adolescentes. No final do curso, no Domingo, os alunos se apresentaram divididos por grupos de instrumentos e executaram duas músicas juntos, resultando numa belíssima apresentação.
Segundo Eloiza A.Andrade Antunes, presidente da Fundacc, esse evento é de extrema importância - "O Pró Bandas coloca os músicos da região em contato com os melhores profissionais do estado, dando oportunidade para que tenham acesso aos melhores materiais pedagógicos sobre música. Através desse programa estamos dando condições para que nossos músicos possam reciclar-se e transmitir às próximas gerações, as mais novas técnicas de ensino. Estamos investindo muito na música" - comenta a presidente. (Fonte: PMC)

Fundacc inicia preparativos para a exposição de Maria Bonomi

Caraguatatuba - A artista plástica Maria Bonomi, conhecida internacionalmente, que estará expondo suas obras no MACC- Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba, após sua inauguração, prevista para junho, recebeu na segunda-feira, 29, em seu atelier, em São Paulo, a presidente da Fundacc Eloiza Antunes de Oliveira. Acompanhada dos fotógrafos Gianni D'Angelo e Adriana Coutinho, que foram fotografar as peças que serão expostas no museu, a presidente foi conhecer a artista e tratar dos detalhes da exposição - "Essa será a primeira de muitas exposições individuais de artistas renomados, fazendo com que o MACC entre no circuito dos grandes museus" comenta a presidente, que através da parceria com a Fundação Gilberto Salvador está promovendo essa exposição. (Fonte: Fundacc)

"Soltando o Verbo" faz viagem através da literatura

Caraguatatuba - O Grupo TAU de Ubatuba esteve no Auditório da Fundacc no Sábado, 27, e levou o público a fazer uma viagem pelo teatro, poesia, romance e contos, através de piadas, poemas, sátiras e várias histórias, incentivando a todos a conhecerem a literatura brasileira.
O espetáculo Soltando o Verbo, de Zecarlos de Andrade, com o elenco Emmanuel Arantes, Isabelle Inglese, Juliano Mariano fez o público jovem acordar e descobrir a arte, conscientizando-se de temas sociais, de uma maneira descontraída e leve.
O grupo TAU formou-se em fevereiro de 1998, com os atores se auto dirigindo, e voltando-se para um público jovem. Receberam menção honrosa de estímulo no Mapa Cultural Paulista em 2001. (Fonte: Fundacc)

Câmara denomina ruas em Sessão Ordinária

Caraguatatuba - A Ordem do Dia da 13ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Caraguatatuba terá apenas denominações de rua. São 3 (três) projetos, todos do Legislativo que denominam vias públicas nas zonas sul e oeste da cidade.
As Sessões Ordinárias semanais da Câmara Municipal de Caraguatatuba tem início sempre às 19h30 de terça-feira. Após o expediente e a Tribuna, pelos Vereadores, vem a Ordem do Dia, que tem início sempre após às 22 horas. A entrada é franca.
Na pauta da 13ª Sessão Ordinária semanal, em 30 de abril de 2002, serão apenas denominações de rua, com a autoria dos projetos partindo do Legislativo.
O projeto do Vereador Aurimar Mansano (PTB), acrescenta artigo a lei 864/00, que denominou avenida Benedito Fortunato a antiga avenida B, no Perequê-Mirim. Na época houve erro de digitação e a falta de uma letra impossibilitou a leitura correta da propositura. Este projeto está para ser votado há cerca de 3 (três) semanas.
A Vereadora Vera Peixoto denomina Fernando Hiroshi Nakamura para a antiga rua 8 (oito), localizada no Jardim Jaraguá, no bairro do Jaraguazinho, zona oeste da cidade. Fernando Nakamura foi um antigo comerciante da cidade, falecido há cerca de um ano. A mesma Vereadora denomina também Amadeu Pires Pacheco a antiga rua 2 (dois), no Jardim Parnaso, no bairro do Porto Novo, zona sul da cidade.
Além dos projetos, haverá leitura de proposituras e indicações, além da votação de Moções e Requerimentos. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Perequê-Mirim: prédio novo mas com velhos problemas

Caraguatatuba - A Comissão Temporária de Saúde da Câmara Municipal de Caraguatatuba, fez na manhã de hoje, 30 de abril, a sua terceira visita este ano. Desta vez a visita foi nas novas instalações da USF (Unidade de Saúde da Família), no bairro do Perequê-Mirim, recentemente inaugurada. A Comissão constatou que o prédio é novo, mas que os velhos problemas continuam.
Estiveram presentes o Vereador Aurimar Mansano (PTB), presidente da Comissão; Vereador Omar Kazon (PL), Agostinho Lobo de Oliveira - o Lobinho (PSDB) e Leonor Diniz (PDT), membros, além da equipe técnica da Câmara.
A antiga UBS (Unidade Básica de Saúde) do Perequê-Mirim transformou-se em USF (Unidade de Saúde da Família), com o prédio totalmente ampliado e reformado, atendendo principalmente os moradores da zona sul pelo PSF (Programa de Saúde da Família). Mesmo com as melhorias, as reclamações continuam como antes da reforma e ampliação.
Os usuários continuam reclamando da falta de médicos e remédios, bem como o longo período para a realização de exames. Muitos usuários alegaram ter voltado a USF, pois não foram atendidos na Casa de Saúde Stella Maris, local para onde foram direcionados após a consulta no Perequê-Mirim.
A pequena quantidade de exames por especialidade foi outra reclamação dos usuários. Clínicas como Neurologia, Otorrino e Oftalmo, entre outras, tem uma cota mínima, fazendo com que o usuário leve de 4 (quatro) a 6 (seis) meses para realizar o seu exame. Há também falta de mobiliário e instrumental para as novas dependências.
Um grande número de usuários reclamou da saída do médico de nome Gilberto, que está indo para o PSF de São Sebastião, em decorrência dos baixos salários pagos aos profissionais em Caraguatatuba. Um abaixo-assinado foi feito, mas o profissional já garantiu que a situação é irreversível.
O presidente da Comissão, Vereador Aurimar Mansano disse que manterá o procedimento padrão após cada visita. "Faremos um relatório e encaminharemos ao prefeito e a Secretária Municipal de Saúde, para providências", disse. Quanto a situação da USF, o Parlamentar espera melhorias. "Já constatamos várias melhorias após nossas visitas e acredito que isto acontecerá no Perequê também, visto que é um prédio novo e merece a atenção especial da Secretária", frisou. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Vereador Pardim registra candidatura a Deputado Estadual

Caraguatatuba - O Vereador Juarez Pereira Pardim (PSDB), da Câmara Municipal de Caraguatatuba registrou na última semana a sua pré-candidatura a Deputado Estadual. O registro acirra ainda mais os ânimos do partido, que busca um candidato que represente a região, desfalcada desde a renúncia do ex-Deputado Estadual Paulo Julião (PSDB), para se candidatar a Prefeitura de São Sebastião.
Começa a ficar acirrada a disputa por uma vaga a Deputado Estadual pelo PSDB nas próximas eleições de outubro deste ano. A vice-prefeita Claudia Flausino, deixou a Secretaria Municipal de Saúde em São Sebastião e concorre a uma vaga para Deputado Federal. Já a atual primeira-dama, também de São Sebastião, Elsa Julião entra na briga e quer disputar a vaga, para Estadual e representar a região, composta por 4 cidades e com um eleitorado estimado em mais de 110 mil pessoas.
O último a entrar na briga na verdade é o primeiro. O Vereador Juarez Pereira Pardim, de Caraguatatuba registrou a sua pré-candidatura a Deputado Estadual no último dia 23 de abril, na sede do Diretório Estadual do partido. No início deste ano, antes de vencer o prazo da Justiça Eleitoral para troca de legendas, o Pastor Carlos Apolinário, do PGT, já havia convidado o Vereador a ingressar nas fileiras de sua legenda, garantindo a ele apoio irrestrito e condições favoráveis para sua eleição, visto que o número de corte é bem menor do que o PSDB, que necessitará, em média de 50 mil votos para eleger um Deputado Estadual.
Mesmo registrando sua candidatura, Pardim é sabedor que outros políticos da região e do seu partido, querem a legenda. "Eu sei do interesse de outros companheiros, mas quero ser candidato", disse. A vontade de Pardim, se reflete na necessidade de um representante do Litoral Norte no Palácio Nove de Julho, sede da Assembléia Legislativa. "Ainda não fui informado sobre o dia da Convenção, mas quero representar a nossa região e o Litoral Norte precisa de um representante", frisou. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Carta do Leitor

Antena de Celular I - Direito de Resposta - Em resposta a carta da internauta Arlete Carvalho, de Caraguatatuba, publicada em 29 de abril sobre as antenas celulares em nossa cidade tenho a dizer o seguinte: Não interpreto como ônus, visto que o progresso exige que tais aparelhos sejam instalados.
Quanto a poluição visual, as antenas fazem parte de um conjunto e não somente elas devem ser responsáveis por tal.
Este Vereador elaborou o Projeto de Lei 733/98, que regulamenta e dá parâmetros para a instalação das antenas celulares na cidade. O seu artigo 6º diz que as antenas transmissoras deverão ter o seu limite externo da base de sustentação, com o mínimo, de 25 metros de distância das divisas do lote, sem prejuízo do parágrafo anterior, que limita a 30 metros de distância o ponto de emissão de radiação da antena transmissora da divisa do lote.
Infelizmente, esta lei foi aprovada em 8 de dezembro de 98 e o seu veto, parcial, o artigo 6º já citado, discutido e acatado por 11 Vereadores em 9 de março do ano seguinte. Como se vê a reclamação da internauta não procede, visto que fiz a minha parte, pena que o Executivo e a maioria dos Vereadores na época resolveram pensar ao contrário.
Espero que a internauta em questão estude e seja mais atenciosa, antes de digitar inverdades contra este Vereador, que muito tem se preocupado e trabalho pela Saúde no município, pois se observarmos, uma lei que regulamenta também proíbe, pois estipula parâmetros, medidas, limitações, etc...

Aurimar Mansano - Vereador
Caraguatatuba - SP


Antena de Celular II - Concordo com a preocupação da Débora Fernanda Belluti sobre as instalações de antenas de retransmissão de telefonia celular. Ao questionar um dos empresários sobre possíveis prejuízos à saúde, o mesmo respondeu que era inócuo e que APENAS OS PORTADORES DE MARCA PASSO poderiam ter alguma reação, repito apenas e acrescento que uma das antenas é em frente da Casa de Saúde Stella Maris. Estou questionando o Executivo de Caraguatatuba sobre essas instalações, pois somente com alvarás de construção, expedidas por órgão competente da Prefeitura, as mesmas poderiam ter suas obras iniciadas. Além disso, como citado pela Débora, há uma Lei Estadual disciplinando o assunto e que não está sendo considerada pelo município. Apesar de todos os vereadores de Caraguatatuba se colocarem contra a instalação desenfreada de antenas o Sr. Prefeito Municipal não tomou as providencias legais necessárias. Nós continuaremos cobrando essas ações até termos uma solução definitiva, mesmo que judicial.

Madalena Maria Fachini - Vereadora
Caraguatatuba - SP


Antena de Celular III - Meu nome é Mariana e sou moradora de Ubatuba em Itamambuca. Há seis anos instalaram uma torre de celular que dista da minha cama em 4 mtrs e meio. Na época que o município fez a sua regulamentação apartir da lei federal, pediu-se avaliação de irradiação, nada porém foi divulgado. O ministério publico e prefeitura tem conhecimento da minha causa, mas nada fizeram ou puderam. O nível de radiação não possui um padrão internacional, o Brasil segue o valor dos EUA. A Anatel aprovou a lei de uso para várias companhias, isto quer dizer que poderemos ter uma torre coletiva em meio residencial. O maior ponto de irradiação equivale a altura da torre ao chão, formando um triangulo o raio de maior radiação. Já tenos um caso de leucemia seguido de morte. Antena, pela construção civil, não é vista como edificação, então não é possivel uma ação demolitória. Somente uma ação popular seguida de escandalo. Itamambuca possui 3 torres de celular - 2 Telesp e 1 Tess. Unamonos!

Mariana Penteado Adolpho
Itamambuca - Ubatuba - SP


Descaso - Paúba novamente enfrenta o problema da falta de abastecimento de água. Há anos a SAPA-Sociedade Amigos da Praia de Paúba junto à SABESP busca soluções para minimizar esse grave problema. Em 1999 essa Sociedade de Amigos procurou a SABESP para aumentar a capacidade de produção de água para o bairro. Instalou-se provisoriamente uma bomba e a SAPA arcou com as despesas referentes ao material para instalação.
O sistema de água de Paúba conta com dois reservatórios e uma bomba de reforço, colocada em caráter provisório na parte baixa do Rio Paúba. No início, a bomba só era acionada em períodos de alta ocupação, somente em janeiro. Posteriormente passou a ser ligada nos feriados prolongados, e hoje esse reforço provisório trabalha em período integral, já não conseguindo atender a demanda em dias normais, de baixa ocupação, somente com a presença da população local. Os mais prejudicados são os que não possuem condições de ter caixa d’água e bomba em suas residências.
Chegamos ao limite da paciência e compreensão das desculpas da SABESP. É difícil aceitar que no ano de 2002 uma comunidade do Litoral Norte do Estado de São Paulo, situada no eixo da maior importância econômica da nação possa estar convivendo com práticas higiênicas inadmissíveis aos tempos modernos como a falta d’água.
Desde quinta feira, 25.04.02 estamos sem água, não sabemos mais o que fazer. Os comerciantes, as mães com crianças e toda a comunidade estão realmente indignados e quando se liga para reclamar à SABESP o cidadão é mal atendido.
Pior ainda é passar todos os dias em frente ao reservatório de água construído pela SABESP para abastecer os bairros de Paúba e Maresias e perceber que essa obra está parada a um ano e com belíssimas placas do governo do Estado. O detalhe é que as obras do reservatório foram concluídas e a ETA – Estação de Tratamento de Água e a adutora (que fica embaixo da terra e não aparece) que levará a água até a rede de Paúba, já existente, ainda não foram construídas.
Não temos mais a quem recorrer, só sabemos que a comunidade de Paúba precisa de água potável. Alguns moradores já estão trocando o registro de água pela captação clandestina.
Hoje, não temos água para limpar os restos da festa de comemoração da assinatura do contrato que promete a implantação do sistema público de coleta e tratamento de esgotos para Paúba.

Teo Balieiro - Presidente
Sociedade Amigos da Praia de Paúba
São Sebastião - SP


Paulo Freire - Dia 02 de maio completa 5 anos de morte deste educador pernambucano que revolucionou a maneira de ensinar. A coragem de pôr em prática um autêntico trabalho de educação que identifica a alfabetização como um processo de conscientização, capacitando o oprimido tanto para aquisição dos instrumentos de leitura e escrita quanto para a sua libertação fez dele um dos mais reconhecidos educadores brasileiros no exterior. Afirmava sempre que só se faria um trabalho educativo para a democracia se o processo de alfabetização de adultos não fosse sobre - verticalmente - ou para - assistencialmente - o homem, mas com o homem. Nesta data deixo minha alegria de ser brasileiro e educador. Clamo aos amigos e amigas que entendem a educação como uma prática libertadora e política para que repensemos nossas práticas.
E para finalizar convido os educadores e educadoras para juntos realizarmos um fórum regional sobre Alfabetização de Adultos no Litoral Norte!

Fábio Marcelo Pereira
Alfabetizador de Adultos
fabmarpereira@aol.com.br

 


Chalés Gaivota BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral

As notícias e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando nescessariamente a opinião deste informativo.


 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:

Clique Aqui.


Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

As notícias e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando nescessariamente a opinião deste informativo.


Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor