Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 04 de fevereiro de 2002 - Nº 468 Edições Anteriores
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Modulo

Busca por palavras no Litoral Virtual:

Principais Manchetes:

Rio-Santos oferece um roteiro de lazer completo
Trechos da estradas são perigosos
Paisagens se destacam na rodovia
Maranduba possui vida própria
Itamambuca é preferida dos adolescentes
Trânsito aumenta na volta às aulas
Adolescentes tomam conta do litoral
Ubatuba sob o sol
Polícia encontra corpo em Caraguá
Blitz acha estiletes em cadeia
PM acha armas e drogas em operação no litoral
Caraguá em alerta contra a dengue “Verão Akuatico”
Castelhanos, o paraíso verde de Ilhabela
Aventura começa na estrada
Paulo Julião é o novo presidente do Codivap
CRECI mostra serviço no Litoral
Palestra sobre credenciamento em Ubatuba
Artesanato em exposição na Fundart
Baterias esquentam Carnaval Caiçara da Fundart
Câmara de Caraguá reinicia trabalhos nesta segunda-feira
Aurimar Mansano é premiado melhor Vereador na Zona Sul
Carta do Leitor



Rio-Santos oferece um roteiro de lazer completo
Atrações que surgem de Ubatuba a São Sebastião fazem da rodovia um ponto de referência para os turistas

Litoral Norte - Temporada no Litoral Norte não é só sinônimo de praias lotadas e dias ensolarados. O turista que estiver disposto a conhecer um pouco mais o que reserva as cidades da região pode aproveitar para fazer um passeio pela rodovia Rio-Santos (BR-101 e SP-55).
São 191 quilômetros de uma das mais belas costas litorâneas do país. A região é considerada a Cote D'Azur brasileira. São dezenas de ilhas ao longo do Oceano Atlântico que encantam pela paisagem e integração com a natureza. Ao longo da rodovia também são encontradas cachoeiras e figuras peculiares que dão charme ao litoral.
De Ubatuba, na divisa com Paraty (RJ) à praia de Boracéia, última da costa sul de São Sebastião, o turista encontra opções para todos os gostos. A viagem começa pelo marco zero da BR-101, divisa entre Rio de Janeiro e São Paulo. Camburi é o primeiro bairro de Ubatuba e é impossível não parar no km 1, onde fica a Cachoeira da Escada para tomar um banho refrescante.
Seguindo pela estrada é possível ver vários trechos que pedem uma parada rápida no acostamento para registrar com a máquina fotográfica. Entre eles há o visual das praias do Ubatumirim e Puruba. Pouco mais à frente, no km 29, fica a Cachoeira do Prumirim. Embora não visível da pista, basta pular o guard-rail do rio que já se chega à cachoeira.
A dona-de-casa Ana Cristina Bustamante, 41 anos, de Sinop (MT) aproveita a cascata para tomar banho sempre que vai para a região norte. "Isso aqui é uma obra divina".
No km 63 fica o Saco do Ribeira. Nesse ponto um novo mirante permite fotografar as embarcações ancoradas e a baía formada por ilhas e praias desertas.
Em Ubatuba ainda se vê uma panorâmica da praia da Maranduba, antes de seguir rumo à Caraguatatuba. A melhor vista pela rodovia é a praia do Massaguaçu, na região norte. Por ter parte do perímetro urbano na rodovia, a Rio-Santos volta a ficar bonita a partir da serrinha das Cigarras, já em São Sebastião.
A próxima parada fica no mirante dos bairros Barequeçaba e Guaecá. Uma faixa de terra permite uma visão geral das duas praias e ainda um vislumbre de Ilhabela.
Juqueí, Barra do Una, Juréia e Boracéia completam o passeio pela mais bela estrada da região. Na última praia antes de Bertioga ainda é possível encontrar índios guaranis da Aldeia do Rio Silveiras vendendo artesanatos ou bromélias e orquídeas na beira da pista. (Fonte: ValeParaibano)

Trechos da estradas são perigosos

Litoral Norte - Mesmo com toda a beleza natural ao longo do percurso, a Rio-Santos é considerada uma rodovia perigosa devido à incidências de serras e descidas além de falta de acostamento.
O tenente Lourival da Silva Júnior, comandante da Polícia Rodoviária Estadual no Litoral Norte, disse que o motorista precisa ter atenção redobrada ao trafegar pela pista. "O traçado é antigo e a incidência de curvas e relevo íngreme pode contribuir para acidentes."
Ele orienta os motoristas a andar com velocidade reduzida e o carro engrenado para cooperar com o sistema de freios.
Outra preocupação é que, por alguns trechos passarem por dentro do perímetro urbano, há um fluxo grande de pedestres e ciclistas circulando pela via. "Todos têm que prestar atenção."
Para melhoras as condições do trecho estadual da Rio-Santos, o DER (Departamento de Estradas de Rodagens) deve iniciar até o final de abril as obras de melhorias do trecho paulista da rodovia. O investimento é de cerca de R$ 50 milhões financiados pelo governo e pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).
Informações da Rio-Santos - Polícia Rodoviária Estadual, Base Litoral Norte, tel. (012) 423.1044- 423.1048. Site: www.polmil.sp.gov.br/unidades/cprv  (Fonte: ValeParaibano)

Paisagens se destacam na rodovia

Litoral Norte - Embora todo o seu traçado seja peculiar, alguns locais da Rio-Santos se destacam pela beleza incomum. Um deles fica no km 174,5 na Praia Preta, costa sul de São Sebastião, de onde se pode observar uma formação rochosa conhecida por "As Ilhas".
Formada por uma ilha com três prainhas paradisíacas, o local é atração turística e ponto de parada obrigatória por quem trafega pela rodovia. Até o restaurante que fica no continente, recebeu o nome do conjunto.
O proprietário do restaurante As Ilhas, Alváro Bojon, disse que uma média de mil pessoas param no local em finais de semana. A maioria usa lanchas e embarcações particulares, mas há que prefira um passeio de escuna. "Tem turista que traz champanhe ou vinho para algum tipo de comemoração e fica observando o lugar."
O representante comercial Émerson Scareti de Oliveira, 29 anos, morador em Boracéia, elegeu "As Ilhas" como a melhor vista do Litoral Norte.
Todo o trecho da Rio-Santos na costa sul de São Sebastião é digno de parada. Basta escolher entre as opções a Cachoeira de Toque-Toque Grande, Calhetas, Toque-Toque Pequeno, Santiago, Paúba, Maresias e seu mirante natural na serra para Boiçucanga, Camburi, Barra do Sahy e a imperdível Praia Preta.
A comerciante Ana Maria Mirzeian, 44 anos, de Ilhabela, aponta o trecho entre Paúba e Santiago, também em São Sebastião, como o mais bonito. "Há uma integração entre praia e montanha que faz a diferença."
UBATUBA - O mirante da praia Domingas Dias, em Ubatuba, é um dos mais representativos da cidade, na opinião do designer Daniel Nascimento, 32 anos, de São Paulo. "É um visual muito bucólico que fica difícil não apreciar cada vez que se chega à cidade." (Fonte: ValeParaibano)

Maranduba possui vida própria

Ubatuba - Com vida própria e um centro comercial completo, a praia da Maranduba está entre os points preferidos de quem passa por Ubatuba.
A 25 quilômetros do centro da cidade, a praia possui uma infra-estrutura completa que conta com postos de combustível, centro comercial, quiosques, hotéis e pousadas, bancas de jornais e uma subprefeitura. Na divisa com Caraguá, sua orla é muito disputada durante o dia. No local há uma plataforma de toboágua, há cerca de 100 metros da praia, que faz a alegria das crianças.
À noite, os bares e quiosques com música ao vivo garantem a badalação dos que preferem a vida noturna.
Extensa praia de tombo, a maranduba fica no fundo da Enseada do Mar Virado e na maré alta, a estreita faixa de areia praticamente desaparece em alguns trechos do lado direito.
A Maranduba ainda é conhecida por servir de ponto de partida para outras praias, como a do Perez, Bonete, Grande do Bonete, Caçandoca, Caçandoquinha e Pulso. Além disso, da praia ainda partem trilhas para várias cachoeiras no Sertão da Quina, como a do Corrêa e Água Branca.
Tendo como vizinha a praia da Lagoinha, formam juntas uma das mais extensas orlas de Ubatuba. (Fonte: ValeParaibano)

Itamambuca é preferida dos adolescentes

Ubatuba - Famosa no circuito de surfe por causa das constantes ondas, a Praia de Itamambuca, a 15 km do centro de Ubatuba, é extensa e de areias claras e está entre as preferidas dos adolescentes.
No canto direito, perto do rio, as ondas são consideradas perfeitas pelos surfistas, que vêm de todas as partes do mundo.
Badalada, a Itamambuca reúne jovens o ano todo. Durante a temporada de verão é comum ver as areias lotadas de mulheres bonitas, que também servem de platéia para os surfistas.
Denise Marinho, 23 anos, é professora de body combat, um tipo de aeróbica que mista golpes de várias modalidades de luta, e sempre passa férias em Ubatuba. "Há dois anos não tirava férias, já estava com saudades desse visual maravilhoso e esse astral das pessoas que freqüentam as praias de Ubatuba", disse enquanto observava o namorado surfar.
A administradora de empresas Jaqueline Ortega, 25, também é uma entre os muitos freqüentadores assíduos da Itamambuca. "Há mais de cinco anos que passo férias aqui em Ubatuba, e quando o assunto é a escolha da praia o destino é sempre o mesmo: Itamambuca", elogiou.
Segundo Jaqueline, o principal atrativo da praia é o conjunto. "Apesar de bastante gente freqüentar a praia, não há muita muvuca como na Praia Grande. As pessoas são jovens, bonitas e inteligentes, além do que, muitos já se conhecem daqui mesmo. Isso tudo faz com que eu me sinta em casa", afirmou Jaqueline.
A praia Vermelha do Norte também é ideal para praticar surfe. As amigas Luciana Gouvêa e Isabel Tolentino elegeram a praia como o point 2002 em Ubatuba e apreciam a tranquilidade do local. (Fonte: ValeParaibano)

Trânsito aumenta na volta às aulas

Litoral Norte - As rodovias estaduais da região e a via Dutra deverão ter um movimento intenso hoje a partir das 12h devido o término das férias escolares. O motorista que não quiser enfrentar transtornos na estrada deve viajar pela manhã.
A previsão da Polícia Rodoviária Estadual é de que pelo menos 41 mil veículos deixem o litoral, neste final de semana, pelas rodovias dos Tamoios (São José dos Campos-Caraguatatuba) e Oswaldo Cruz (Taubaté-Ubatuba).
O acostamento da Tamoios ficará liberado para o tráfego entre às 8h de domingo e às 10h de segunda-feira, para o retorno do litoral. O trecho liberado será sinalizado e fica entre os quilômetros 83 e 55.
Segundo o sargento da polícia Rodoviária, Roberto Batista Mendes, o motorista que decidir viajar à tarde deverá ter paciência. "Devem ocorrer congestionamentos no período da tarde pela rodovia dos Tamoios. O motorista deve permanecer com os faróis acessos, mesmo durante o dia, e fazer uso do cinto de segurança, inclusive no banco traseiro", disse Mendes.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o movimento na Dutra fica maior no domingo devido às romarias à Aparecida e também pelo retorno à capital. Segundo a NovaDutra (Concessionária que administra a rodovia), a previsão é de que 90 mil veículos passem hoje pela rodovia. (Fonte: ValeParaibano)

Adolescentes tomam conta do litoral

Litoral Norte - Durante as férias escolares, o Litoral Norte vira atração principal de adolescentes que procuram quebrar a rotina do ano letivo e dos horários cronometrados para estudar e cumprir a maratona diária de atividades extracurriculares.
Nem crianças, nem adultos, os adolescentes são os responsáveis pela maior parte da preocupação dos pais, que não sabem até que ponto devem dar liberdade para fazer tudo o que desejam. Segundo especialistas, apesar do conflito da idade, o momento das férias é propício para o equilíbrio dos jovens, que tiram o tempo para se divertir -- ou ainda para simplesmente não fazer absolutamente nada.
Na praia, os adolescentes aproveitam para liberar todas as energias acumuladas durante o ano e realizam uma série de atividades físicas, que vão desde simples caminhadas até manobras radicais de skate ou surfe.
O estudante Gabriel Montesuma Marques Santos, 16 anos, de Alto Paraíso (GO), afirma que desde que chegou em Ubatuba, na semana passada, não deixou de comparecer um dia na pista de skate, localizada no centro da cidade. "Vou para a praia de manhã, mas à tarde já estou aqui para praticar um pouquinho."
Os amigos Eduardo Cosenza, 19 anos, e Frederico Maciel, 20, de Lorena, contam que durante as férias gostam de pegar umas ondas. "Não sou surfista profissional, mas gosto de brincar um pouco na água quando venho passar férias aqui", diz Cosenza, freqüentador da praia de Itamambuca, um point de surfistas.
As meninas também curtem se aventurar nas ondas da Itamambuca e afirmam que o esporte é para todos. "Já foi a época do surfe ser somente para homens. Hoje, conhecemos muitas meninas que gostam de pegar onda", diz Helenice Cristina da Rosa, de 19 anos.
Já sua prima, Vânia Cristina Agostinho, 15 anos, conta que a sua melhor diversão na praia é ler, mas também se arrisca em algumas ondas.
Para a preocupação dos pais, os jovens não querem deixar uma noite em branco no litoral. "Saímos todos os dias, pelo menos para dar uma voltinha", afirma Rafael Frizarini, 18 anos, de Indaiatuba.
Sua prima, Mariana Giatti, 15 anos, conta que gosta de freqüentar shoppings e barzinhos durante as noites. (Fonte: ValeParaibano)

Ubatuba sob o sol
Praia Grande, Maranduba, Itamambuca e Vermelha do Norte são algumas das melhores praias que o município oferece

Ubatuba - Ubatuba se destaca pela beleza de suas praias, algumas até serviram de cenários de filmes e seriados de TV. No verão, opções não faltam --praias badaladas, refúgios de sossego, points de esportistas, paisagens para quem só quer curtir a natureza. Os turistas preferem pelo menos uma destas categorias.
Disputando com Maranduba e Perequê-Açu o título de praia mais freqüentada de Ubatuba, a Praia Grande atrai turistas de todos os cantos. Todo ano é sede do Projeto Verão, servindo de palco para várias atrações.
Movimentada, durante a temporada a praia é conhecida pela agitação e grande concentração de jovens. Os quiosques, de ponta a ponta na praia, servem todo o tipo de bebida e comida, e alguns ainda contam com som ao vivo. A praia ainda abriga banheiros públicos e posto do corpo de bombeiros com salva-vidas, que cuidam da segurança dos banhistas.
Agitação foi o que atraiu a estudante Camila Barella, 16 anos, e as amigas para o local. "Viemos de Atibaia e ficamos em um apartamento aqui perto. Mas o que mais gostamos é do movimento, da grande concentração de pessoas jovens. A praia também é o centro de tudo durante o dia, por isso é uma das mais freqüentadas da cidade", disse.
Karine Bernardo de Oliveira, 18, também concorda quando questionada sobre o principal atrativo da praia Grande. "Tenho casa em Ubatuba há algum tempo já e não troco a praia Grande por nenhuma outra. É aqui que está toda a concentração e agito da cidade".
A estudante, de Guará, acredita que a localização e a infra-estrutura são os principais motivos que fizeram do local um point durante o verão. "Mesmo na baixa temporada, a praia Grande ainda é uma das mais procuradas. Aqui tem-se uma ótima infra-estrutura e se está próximo de tudo", disse.
Pablo Guadalupe, 19, veio de Campinas com os amigos para passar a temporada em Ubatuba. Para ele, que também é etudante, a praia é perfeita para quem quer curtir com badalação. "A Praia Grande não fica devendo nada para outras praias. Pelo contrário, aqui é bem estruturado e movimentado. As pessoas são bonitas, agradáveis e muito simpáticas, é perfeito para curtir com amigos ou família", disse enquanto jogava frescobol com a amiga Kátia Gomes Carneiro, 15.
As irmãs Priscila, 21, e Camila Honorati Francisco, 18, costumam curtir os agitos da praia durante todo o verão. "Sempre que dá a gente vêm para Ubatuba e por comodidade e facilidade preferimos a Praia Grande, que também é muito movimentada", disse Priscila.
"Mas à noite, a ferveção é no Red Beach, na praia Vermelha do Norte, ou no 180 Graus", conta Camila. (Fonte: ValeParaibano)

Polícia encontra corpo em Caraguá

Caraguatatuba - Um homem ainda não identificado pela polícia foi morto com 11 tiros em um terreno baldio, em Caraguatatuba, na noite de sexta-feira. Segundo a Polícia Militar, moradores da região disseram terem ouvido tiros por volta das 23h de sexta-feira na rua R, bairro Golfinho. A polícia só foi informada sobre o crime na manhã de sábado e encontrou o corpo da vítima às 8h. O homem, que tem 1,70m de altura, barba, cabelhos crisalhos, idade entre 45 e 49 anos, possui várias tatuagens pelo corpo. Segundo a polícia, a vítima estava com as mãos amarradas. (Fonte: ValeParaibano)

Blitz acha estiletes em cadeia

São Sebastião - Policiais da cadeia pública de São Sebastião encontraram na manhã de sexta-feira um aparelho celular e várias pontas de ferro durante uma revista nas celas. A medida aconteceu após os carcereiros terem encontrado no dia anterior um túnel com aproximadamente 1,50 metro de extensão na cela 2, onde estavam 20 detentos, que iria sair no pátio interno.
De acordo com o delegado seccional assistente, Eduardo Iasco, o aparelho celular foi encontrado na cela do seguro onde também havia 20 presos. A polícia não identificou o dono do aparelho.
Ontem, funcionários da prefeitura de São Sebastião passaram o dia tapando o buraco feito pelos presos. O buraco foi descoberto quando os carcereiros faziam vistoria de rotina semanal.
FACILITAÇÃO - O carcereiro Luciano de Moraes, 28 anos, suspeito de facilitar a fuga de presos da cadeia de São Sebastião, continua preso no presídio especial da Polícia Civil em São Paulo. (Fonte: ValeParaibano)

PM acha armas e drogas em operação no litoral

São Sebastião - A Polícia Militar de São Sebastião apreendeu ontem 33 pedra de crack, oito trouxas de maconha, dois revólveres calibre 38 mais munição para pistolas. Quatro pessoas foram levadas para a delegacia. A apreensão aconteceu durante operação que durou toda a madrugada de ontem no morro do Itatinga, na periferia da cidade. O bairro é considerado um dos mais violentos da cidade. No local já houve o caso de bandidos imporem toque de recolher. De acordo com a PM havia denúncia de tráfico de entorpecentes na região. Na operação foram usados 12 viaturas, duas motos e 65 policiais. (Fonte: ValeParaibano)

Caraguá em alerta contra a dengue

Caraguatatuba - O município de Caraguatatuba está em estado de alerta devido a mais de 120 focos do mosquito Aedes aegypti encontrados no mês de janeiro, naquela cidade. O mosquito é o transmissor da dengue. A informação é da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias).
Em parceria com a Secretaria de Saúde de Caraguá, na próxima semana serão feitos arrastões na região central da cidade, área mais afetada. Por causa dos focos encontrados, o município foi reclassificado a partir deste mês de extrato 4 para 3, o que quer dizer maior risco de aparecimento da doença.
O município de São Sebastião sofreu uma epidemia da doença em 2001, com o registro de 442 casos autóctones e um importado (quando o morador é contaminado em outra cidade). Em Ilhabela foram registrados no ano passado seis casos autóctones e 15 importados.
A secretária municipal de Caraguá, Myrlene Silva, disse que serão contratados mais 15 agentes de saúde para reforçar o mutirão que será feito nas casas e estabelecimentos do na próxima semana. Atualmente são 20 agentes.
Segundo Myrlene, os agentes vão orientar os moradores, destruir os eventuais criadouros, e os técnicos vão aplicar o inseticida.
"Todo mundo precisa se conscientizar da importância de eliminar os criadouros", disse Myrlene. Ela afirmou que foram encontrados muitos focos nas casas de veraneio, que ficam fechadas. O Aedes vive e procria em locais que acumulam água, como baldes, vasilhas, vasos e pneus.
A diretora da Sucen de Taubaté, Celeste Cristina Azevedo, disse que a situação em Caraguá é preocupante por causa da proximidade com São Sebastião e também por causa do Carnaval, quando o Litoral Norte recebe turistas de várias partes do país.
DENGUE HEMORRÁGICA - Celeste disse que existe o risco da dengue hemorrágica no Vale. "Muita gente vai passar o Carnaval no Rio e pode ser contaminada."Ela disse que em São Sebastião e Ilhabela o risco é ainda maior por causa dos casos autóctones, mas que todo Vale está vulnerável com a via Dutra, por onde passam pessoas de todo país.
A pessoa que for picada pelo mosquito de sorotipo 3 pode pegar dengue hemorrágica sem ainda ter contraído a doença. Quem já teve a doença e for contaminado novamente por um sorotipo diferente também pode desenvolver a hemorragia. (Fonte: ValeParaibano)

Castelhanos, o paraíso verde de Ilhabela
Conhecida pela sua exuberância, praia selvagem no Litoral Norte "enche os olhos" dos turistas pela sua beleza

Ilhabela - Apontada como uma das melhores praias brasileiras, a Baía de Castelhanos, no lado leste de Ilhabela é um lugar para conhecer, curtir e se encantar.
Percorrer os 20 quilômetros que separam a cidade até a praia é uma aventura inesquecível. A praia fica de frente para o Oceano Atlântico.
O trajeto pode durar mais de uma hora com um veículo tracionado. Na chegada à baía, uma das mais belas vistas do Litoral Norte.
São 2 quilômetros de praia, ladeada de muito verde e o mar aberto. Duas ilhotas, uma em cada canto da baía completam o belo cenário.
Para quem conhece o local pela primeira vez fica difícil não se encantar com tanta exuberância. "É mais bonito do que tudo que já conheci", disse estudante Kátia Cilene Souza, 22 anos, moradora em Cuiabá (MT). Ela vai passar cinco dias em Castelhanos.
Para o casal carioca Fábio Luís Campos, 30 anos, professor de educação física, e Cíntia Rodrigues, 28 anos, engenheira, a natureza foi generosa com o local.
Apesar de ser uma praia considerada selvagem pelo difícil acesso e por ser necessário passar pelo Parque Estadual de Ilhabela, nos feriados prolongados, finais de semana e temporada de verão, a praia recebe centenas de turistas.
Esses passeios são feitos por monitores e jipeiros autorizados pelo parque. Ele usam veículos 4X4 tracionado para percorrer a trilha de 20 quilômetros em um passeio cheio de emoção.
Outra opção é chegar à praia de lancha ou escuna. Os preços variam de R$ 35 a R$ 65. Também há a alternativa de ir a pé. O percurso leva 4 horas.
O movimento intenso assustou a arquiteta Sílvia Sacilotto, 41 anos, de Santo André, que esteve esta semana com os filhos para mostrar a praia que conheceu há 13 anos.
"Esse desenvolvimento assusta um pouco porque o local corre o risco de sofrer com a especulação imobiliária e perder essa característica que dá todo o seu charme", disse.
CACHOEIRA - Quem vai a Castelhanos não pode deixar de conhecer a cachoeira do Gato. A trilha fica no canto esquerdo da praia e é preciso fazer uma caminhada de 40 minutos dentro de mata fechada para chegar ao local.
Depois do sacrifício, a surpresa em forma de uma cachoeira com queda d'água de 70 metros de altura.
Atualmente 25 famílias, cerca de 80 pessoas, moram na praia de Castelhanos. A pesca é a principal fonte de renda desses moradores que também descobriram no comércio uma forma de melhorar os rendimentos.
Os garotos Tiago Gonçalves de Souza, 4 anos, e Alan de Souza, 7 anos, querem seguir a tradição familiar. Mesmo com a maré baixa eles aproveitam a presença dos turistas para fazer a travessia do rio Castelhanos na canoa. (Fonte: ValeParaibano)

Aventura começa na estrada

Ilhabela - A emoção para se chegar à praia de Castelhanos começa na estrada. Só veículos com tração nas quatro rodas ou motocicletas conseguem chegar ao outro lado de Ilhabela sem o risco de ficar atolado.
A estrada é íngreme, sinuosa e há risco de queda de árvores e barreiras principalmente em dias chuvosos. A habilidade do guia-motorista evita a quebra do veículo ou que o mesmo fique na estrada.
A cerca de 12 quilômetros do ponto de partida, já dentro do Parque Estadual de Ilhabela, fica o ponto mais alto da estrada. São 680 metros de altura acima do nível do mar.
A partir daí tem início a descida em direção à baía. Um mirante natural é encontrado ao longo da trilha. Com um pouco de sorte, se não houver uma densa neblina, é possível ver a praia do alto.
Para quem quer ir à praia por mar, uma das opções é o transporte de lancha feito pela Ocean Tour. A embarcação passa pelas praia do Poço e Saco do Eustáquio e no retorno os turistas voltam pela trilha.
O monitor Moisés Azevedo de Oliveira, 35 anos, da Espaço Ecológico Companhia Aventura, disse que o motorista precisa ter experiência paa encarar a estrada. (Fonte: ValeParaibano)

Paulo Julião é o novo presidente do Codivap

São Sebastião - O prefeito de São Sebastião, Paulo Julião e o prefeito de São Luís de Paraitinga, Danilo José de Toledo, foram eleitos hoje, dia 1, presidente e vice-presidente do Codivap ( Consórcio de Desenvolvimento Integrado do Vale do Paraiba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira).
A eleição teve ínicio às 15 horas, na cidade de Tremembé, onde 34 dos 41 prefeitos que compõe o Codivap compareceram para a reunião.
Numa eleição disputadíssima, Paulo Julião, conseguiu 17 votos contra 16 da chapa adversária que era presidida pelo prefeito de Aparecida, José Luís Rodrigues. Antes do início da votação foi sugerida pelo prefeito de São José dos Campos, Emanuel Fernandes, a paralisação da reunião por 10 minutos, para que os candidatos conversassem e compusessem uma única chapa. O Prefeito de Aparecida, conhecido também como Zé Loquinho, não aceitou a composição das chapas.
De acordo com o prefeito Paulo Julião, sua candidatura era fruto da vontade de trabalhar por toda região.
A idéia, explicou o prefeito, é continuar trazendo em cada reunião do setor, que acontece mensalmente, técnicos e autoridades de destaque, como ocorreu com a presença do ministro da Saúde, José Serra, em São Sebastião.
Segundo Julião, o Codivap não é um órgão executivo, mas uma entidade que congrega prefeitos de várias regiões. Esta diversificação acaba por envolver interesses diferentes, pois as regiões têm áreas de atuação e problemáticas distintas. "Uma é industrial, outra agrícola e a nossa, por exemplo, turística", completa.
Para tentar fomentar maior produtividade e agregar os municípios integrantes do consórcio de acordo com seus interesses gerais e particulares o prefeito, agora presidente do orgão, propôs criar divisões no Codivap, de acordo com micro-regiões tendo uma coordenação geral.
Paulo Julião explicou que os setores, chamados de Câmaras Setoriais, discutiriam questões e problemas regionalizados, contando ainda com a presença da socidade civil, de sociedades amigos de bairros, entre outros segmentos. Além de Câmaras Setoriais, Julião sugeriu também a criação dos cargos de Secretário Geral e Tesoureiro do Codivap, indicando para os cargos os candidatos a presidente e vice da chapa derrotada.
A próxima reunião do Codivap será realizada em Guaratinguetá, no dia 1 de março. O secretário Estadual da Juventude, Esporte e Lazer, Gabriel Chalita, será convidado à participar da reunião. (Fonte: PMSS)

CRECI mostra serviço no Litoral

Ubatuba - O CRECI esteve novamente em Ubatuba, desta vez para atender a um velho pedido dos corretores credenciados. Desde sempre foi hábito de alguns proprietários deixar a locação ou venda de seu imóvel aos cuidados do zelador ou ao síndico do prédio. Hábito que terá de mudar radicalmente, visto que os corretores credenciados tem uma lei a seu lado.
A Lei nº 6.530/78 exige que a intermediação de imóveis (compra, venda, permuta e locação) só pode ser realizada por pessoa inscrita no CRECI - Conselho Regional de Imóveis.
Todos os condomínios que forem notificados e autuados, estarão sujeitos a multa de R$ 1.340,00 , sendo responsabilizados o condomínio e o proprietário do imóvel que estiver sendo comercializado por pessoa ou funcionário não credenciado. O delegado de cada município recebe as denúncias, as encaminha ao fiscal que notifica o condomínio e dependendo do caso aplica a multa cabível.
A Delegacia Regional do CRECI DO Litoral Norte em Caraguá, colocou viatura e fiscal para atuar em Ubatuba. O delegado de Ubatuba, Ney Barbosa, recebe as denúncias ou queixas e as encaminha ao fiscal. O escritório do delegado de Ubatuba fica à Rua Guaicurus, 310 telefone: (12) 432-2727 e-mail: narbosa@pratica.com.br

Palestra sobre credenciamento em Ubatuba

Ubatuba - Para quem quer ser corretor de imóveis pode saber mais da profissão através de palestra. No dia 07 de fevereiro o Sr. Elias Teixeira, ex-conselheiro do CRECI do Estado de São Paulo e presidente da AMIRI - Agência Nacional dos Mediadores, Intermediadores do Remo Imobiliário e mantenedor do Instituto Educacional e empresarial XV de Novembro, escola especializada na formação de corretores de imóveis, estará dando palestra sobre a Lei 6.530 que regulamenta a profissão de corretor de imóveis.
As inscrições podem ser feitas, em Ubatuba pelo telefone (12) 433-1829, ou diretamente em São Paulo pelo telefone (11) 6972-0056, ou ainda à Rua Guaicurus, 310 Itaguá na Ney Barbosa Negócios Imobiliários, ou também pelos e-mails: quinze@quinze.com.br  e nbarbosa@pratica.com.br . Vagas limitadas.

Artesanato em exposição na Fundart

Ubatuba - A Fundart estará abrindo nesta sexta-feira, no Salão Nobre de Exposições do Sobradão do Porto, às 20 horas, a “Exposição de Artesanato de Ubatuba” com a participação dos artesãos cadastrados no Grupo Setorial e que poderão mostrar e comercializar suas obras. ‘É uma maneira prática de mostrar para os visitantes a riqueza do nosso artesanato e colocar o trabalho do artesão em contato direto com o comprador. Além da Lojinha que a Fundart mantém aberta ao público no próprio Sobradão e que vem garantindo uma vitrine permanente para o artesão, estamos oferecendo um espaço nobre para o artista durante um mês da temporada de verão”, diz Silvia Issa, presidente da Fundart. A exposição vai mostrar a grande variedade de material e de estilos dos nossos artesãos. (Fonte: Fundart)

Baterias esquentam Carnaval Caiçara da Fundart

Ubatuba - O som das baterias vem sendo ouvido nos bairros anunciando os blocos que vão desfilar na avenida no Carnaval. Os ensaios movimentam 11 blocos – um recorde de entidades carnavalescas - compreendendo 5 blocos de bois (Garça, do Perequê-Açu; Furioso, do Sumidouro; Conchas, do Ipiranguinha; Dourado, do Centro e Matraca, do Taquaral) 2 de enredo (Estufa e Itaguá) e 4 de embalo ( Recordar é Viver, Cachorrada, Galo da Meia Noite e Trópico das Artes). A idéia de reviver essa folia do passado partiu da Fundart: “ Ubatuba tem uma forte tradição de carnaval e achamos que estava na hora de relembrar o passado com as necessárias adaptações ao presente. A população, principalmente o turista, vai assistir uma atração diferente na avenida sabendo que estamos revivendo o autêntico Carnaval da cidade que poderá contar com a participação do público”, diz Silvia Issa, presidente da Fundart. A organização do Carnaval de Ubatuba está a cargo da Prefeitura Municipal, Fundart , Comtur e Associação Comercial.
O Bloco dos Bois, uma das principais novidades, começou a fazer parte do nosso Carnaval no início do século e era apresentada pelo senhor Carlinhos, filho de Armindo Carros, militar da Força Pública maranhense, que aprendeu com o pai a confeccionar o boizinho e os cavalinhos para o Carnaval. Nosso boi é, portanto, uma variante do Bumba Meu Boi Bumbá, do Maranhão. Muitas histórias envolvendo os blocos de bois de Ubatuba, cheias daquele humor que caracteriza a época de Carnaval, são lembradas até hoje. A música usada para a dança é composta de versos de improviso com a repetição do refrão. Nesse momento, o boizinho corre para cima do povo e tem que ser contido pelos cavalinhos e toureador. Na última noite de Carnaval está prevista uma simulação de combate entre os boizinhos como era no passado. A banda “Ultima Hora”, formada pelos músicos da Fundart estará animando todas as noites o Carnaval Popular, em um palco montado na Av. Iperoig.
A abertura do Carnaval 2002 será na sexta-feira, dia 8, às 20:30h com a apresentação do bloco de embalo “Recordar é viver”, trazendo sambas e marchas que todo mundo canta e dança até hoje. Em seguida, desfilam os blocos do Boi Matraca e do Sumidouro, finalizando com o Galo da Meia Noite. À meia-noite, uma grande queima de fogos, no Morro da Prainha, dá as boas vindas aos nossos turistas. Confira a programação:

Dia 08/02/02 - (Sexta-feira) - Av. Iperoig
20:30 horas - Bloco “RECORDAR É VIVER”
21:30 horas - Bloco “BOI DE MATRACA”
22:30 horas - Bloco “BOI DO SUMIDORO”
00:00 horas - Bloco “GALO DA MEIA NOITE (PEREQUÊ)”
Queima de fogos no Morro da Prainha

Dia 09/02/02 - (Sábado) - Av. Iperoig
21:30 horas - Bloco “BOI DOURADO”
22:30 horas - Bloco “TRÓPICO DAS ARTES”
23:30 horas - Bloco “DA CAXORRADA”
00:30 horas - Baile Popular

Dia 10/02/02 - (Domingo) - Av. Iperoig
16:00 horas - Baile Infantil e da Melhor Idade no Ginásio de Esportes (Tubão)
16:00 horas - Trio Elétrico com música eletrônica
20:30 horas - Bloco “MOCIDADE ALEGRE DO ITAGUÁ”
21:30 horas - Bloco “IMPÉRIO DA ESTUFA”
22:30 horas - Bloco “UNIDOS DO IPIRANGUINHA”
23:30 horas - Bloco “DO GARÇA”
00:30 horas - Baile Popular

Dia 11/02/02 - (Segunda-feira) - Av. Iperoig
16:00 horas - Trio Elétrico com música eletrônica
20:30 horas - Bloco “BOI DOURADO”
21:30 horas - Bloco “TRÓPICO DAS ARTES”
22:30 horas - Bloco “BOI DO SUMIDORO”
23:30 horas - Bloco “RECORDAR É VIVER”
00:30 horas - Bloco “DA CAXORRADA”
01:00 horas - Baile Popular

Dia 12/02/02 - (Terça-feira) – Av. Iperoig
16:00 horas - Baile Infantil e da Melhor Idade no Ginásio de Esportes (Tubão)
20:30 horas - Bloco “BOI DE MATRACA”
21:30 horas - Bloco “DO GARÇA”
22:30 horas - Bloco “UNIDOS DO IPIRANGUINHA”
23:30 horas - Bloco “IMPÉRIO DA ESTUFA”
00:30 horas - Bloco “MOCIDADE ALEGRE DO ITAGUÁ”
Encerramento: Combate Simulado entre os Bois dos Blocos (Fonte: Fundart)

Câmara de Caraguá reinicia trabalhos nesta segunda-feira

Caraguatatuba - A Câmara Municipal de Caraguatatuba reinicia seus trabalhos nesta segunda-feira, dia 4 de fevereiro, depois do Recesso Parlamentar, que é baseado na LOM (Lei Orgânica Municipal). Com o fim do recesso volta a rotina diária de trabalho do Legislativo local.
Nesta segunda-feira, dia 4 de fevereiro, inicia-se a 2ª Sessão Legislativa da 13ª Legislatura - 2001/2004. Os Vereadores entraram em Recesso Parlamentar em 14 de dezembro de 2001. O semestre Legislativo se encerra em 28 de junho deste ano, dando início ao recesso de julho.
Com a volta dos trabalhos, retornam as Sessões Ordinárias, sempre às terças-feiras, a partir das 19h30 e o programa "Com a Palavra o Vereador", pela Rádio Oceânica de Caraguatatuba.
O atendimento continua sendo de segunda à sexta-feira, das 12 às 17h30, dividindo-se entre o prédio principal, que está em reformas e o anexo, localizado na avenida Frei Pacífico Wagner, 908 onde estão alojados 11 Vereadores. O telefone gratuito da Câmara, o 0800-772-1233 estará atendendo também de segunda à sexta, só que das 12 às 17 horas. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Aurimar Mansano é premiado melhor Vereador na Zona Sul

Caraguatatuba - O Vereador Aurimar Mansano (PTB), recebeu nesta quinta-feira, dia 31 de janeiro, o prêmio com o melhor Vereador, indicado pelos comerciantes da Zona Sul de Caraguatatuba. A cerimônia transcorreu na Choperia Chopão, no bairro do Porto Novo. O Vereador recebeu um número de votos que superou os seus colegas Parlamentares da região.
A premiação do Vereador Aurimar veio através do prêmio "Consagração Pública na Zona Sul", organizado pela SAB - Porto Novo (Sociedade Amigos do Bairro Porto Novo) e pela DA Publicidade. A festa contou com cerca de 100 pessoas na Choperia Chopão, na noite da última quinta-feira.
No total foram 40 homenageados, escolhidos através de eleição feita entre 700 pessoas, na forma de questionário, com 100 itens e somente para os comerciantes da região, compreendida entre o Centro Esportivo Ubaldo Gonçalves (Cemug) e o bairro do Perequê-Mirim. Foram premiados os primeiros colocados de cada categoria.
A SAB e a DA Publicidade utilizaram-se de uma equipe de 4 moças, durante uma semana, para entregar e receber o questionário preenchido. A apuração foi feita na presença de 10 comerciantes da região.
Segundo Isaías de Souza - o Béco, presidente da SAB - Porto Novo o objetivo são os pequenos comerciantes. "Queremos premiar e consagrar os pequenos comerciantes, principalmente da Zona Sul, que são esquecidos nos grandes eventos desse porte. Além do que, essa é uma chance da classe se confraternizar na região", disse.
O Vereador Aurimar Mansano foi agraciado com o título de "Melhor Vereador da Zona Sul", obtendo uma expressiva votação. Durante o seu discurso de agradecimento, Mansano lembrou que 70% de seus votos estão concentrados na região sul, citando as várias obras realizadas e as que estão por ser feitas nesta administração.
Mansano está no seu segundo mandato. Atualmente o Vereador, que também é Delegado de Polícia Civil, vem dedicando esforços à Segurança Pública, a Educação e a Saúde.
Na Segurança Pública o Vereador é o responsável pelas criação e instalação do Distrito da Zona Sul e criação na Zona Norte e pelas reivindicações de viaturas e efetivo para esses departamentos. Na Saúde o Parlamentar é presidente da Comissão Temporária da Saúde, que discute e analisa a situação da pasta na cidade, sendo um dos idealizadores da vinda de um Hospital Regional. Já na Educação a maior reivindicação é a da criação da Escola Municipal em horário integral, dentre outros trabalhos. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Carta do Leitor

Arbitrariedade - Prezado Editor. Por segunda vez me utilizo deste espaço de expressão aberto pelo Litoral Virtual, que leio assìduamente, por considerar que se trata de um Fórum de debates válido e de bom nível. A questão que me aflige e que gostaria de trazer a debate diz respeito ao papel que desempenha um Centro de Informações Turísticas em um município como Ubatuba, que como todos concordam, tem um potencial enorme para a atividade turística, no entanto sub-explorado.
Há 5 anos desenvolvo um trabalho de Receptivo Turístico e Ecológico no município, como Agência de Turismo cadastrada na Embratur e alvará de funcionamento renovado a cada ano junto à Prefeitura de Ubatuba. Assisti de perto ao desempenho do Centro de Informações Turísticas nesse período, procurando ser útil a cada vez que recorreram a mim pedindo informações sobre os atrativos ecológicos no município, atendendo a jornalistas e outros enviados pela mídia para divulgá-lo. No atendimento a turistas estrangeiros fui acionada várias vezes e desempenhei com prazer a função, ouvindo dos mesmos visitantes elogios quanto aos atrativos e a sua surpresa de que a divulgação fosse tão precária.
Sabemos o quanto sofremos com a sazonalidade desta atividade, uma vez que nosso público é ainda predominantemente de veranistas ou de visitantes de feriado. Essa questão é extensa e não podemos entrar em detalhes. Todos quantos se dedicam a atividades relacionadas ao Turismo ficam imaginando como poderíamos ter um afluxo de visitantes fora do verão e feriados, como por exemplo estrangeiros, grupos de 3a. Idade, grupos organizados em empresas e clubes, enfim outros nichos de público. Para que isso se torne possível são necessários serviços de atendimento turístico e outros empreendimentos de lazer para bem recebê-los.
Um Calendário de Eventos tem sido a tônica da Companhia Municipal de Turismo nos últimos anos, trazendo shows e acontecimentos sobretudo em período de feriados, já que um ou vários patrocínios de Empresas (bebidas ,tvs por satélite, celulares, etc) garantem recursos para a sua organização e para o caixa da mencionada companhia. Por outro lado, não tivemos em Ubatuba sequer uma reunião do já constituído Conselho Municipal de Turismo, onde as questões referentes à atividade considerada fundamental para o município seria discutida de forma participativa e ampla. Alí tem assento representantes de cada atividade (hospedagem , alimentação, náutica, ecoturismo, artesanato, comunidades tradicionais, entre outros)
Pois bem, aí é que a porca torce o rabo. Sem um órgão no município que se dedique ao Planejamento Turístico, com profissionais da área contratados e com o mencionado Conselho "hibernando", as medidas que definem "o que e como fazer" para atender ao turista partem da vontade e critérios pessoais de quem ocupa circunstancialmente o cargo de "responsável" pela Comtur.
Assim é que iniciamos a temporada de verão em Ubatuba com um novo "comandante em chefe" do Turismo, determinando que o Centro de informações não deveria estampar qualquer divulgação em suas paredes, já que (por falta de critério) as mesmas tinham se tornado um verdadeiro "varal".
Muito louvável o argumento, pois a poluição visual é de fato um mal que devemos evitar, para isso se deve exercer critérios. A alternativa para a divulgação seria então os fatídicos folhetos, que distribuídos também sem critério, fazem a alegria da criançada e o calvário dos varredores de rua.
Outra alternativa foi apontada: um terminal de computador alimentado com as informações turísticas que seriam assessadas pelo visitante. Ótima idéia, se os visitantes tivessem a curiosidade ou habilidade para tanto e (importante) a máquina tivesse de fato recebido as informações para passá-las em tempo hábil. Resultado: a temporada começou e a mesma não pode cumprir a sua função.
Assim é que entrando no Centro de Informações o visitante encontra nenhum apelo visual sobre os atrativos do município (que belos painéis poderiam estar ali!) ou informação direta sobre quem pode proporcioná-los (Agências de Ecoturismo, Embarcações, Casas Noturnas e Bares, Toboágua, Agências de Mergulho, Garagens Náuticas e outros) a não se, e aí é que o mal estar se instala , um ostensivo banner que domina a parede, privilegiando um único atrativo, situado em propriedade particular, que é apresentado como "O" produto ecoturístico de Ubatuba. Consta ainda no banner o número de telefone da Agência conveniada para Reservas, que oferece também outros serviços e produtos.
A pergunta que não pode calar é: Onde fica o critério de eqüidade? Por que este banner (seu produto e sua agência) pode estar exposto no Centro de Informações Turísticas do município e os demais não?
Até quando a ausência de um órgão de Planejamento Turístico vai dar espaço a iniciativas pessoais arbitrárias como essa, na atividade que se quer fundamental para o desenvolvimento sustentável de Ubatuba?

Anamaria Morales
Serra do Mar Turismo Receptivo e Ecológico
www.ubatuba2000.com.br/smt


Perigo na Estrada da Fortaleza, em Ubatuba - Logo após a Praia Dura, existe um trecho de subidas fortes, e com curvas fechadas. No ponto mais alto, numa curva fechada, existe uma defensa de tábuas, que evidentemente não protegeriam nenhum veículo de cair num precipício até o mar. O que é também muito grave, é que neste trecho a erosão causada pelas águas que caem no asfalto, está solapando a base da estrada. É urgente que se façam pequenas barreiras em concreto para direcionar as aguas da enxurrada para pontos logo abaixo, paralizando imediatamente o processo de solapamento. Todo acesso às praias Vermelha do Sul, Praia Brava e praia da Fortaleza, pode ficar comprometido nesta temporada de muita chuva. Há sinais de deformação já visível no asfalto, e a passagem de caminhões pesados poderá precipitar as coisas. É mais barato prevenir do que remediar!

Luis Otto Faber Schmutzler
luisotto@uol.com.br



Centro Náutico Uba Uba Studio Maranduba

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:
Clique Aqui.

 

Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor