Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quarta-feira, 06 de março de 2002 - Nº 485 Edições Anteriores
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Modulo

Busca por palavras no Litoral Virtual:

Principais Manchetes:

São Sebastião já tem 47 casos de dengue
Obras na praia da Mococa causam revolta em Caraguá
Laudo do IC contraria versão de policiais
Secretaria de Saúde prestará contas
Prefeitura nomeia professores aprovados em concurso
Câmara define Calçada em Audiência Pública
Extraordinária teve mais adiamentos do que discussões
Câmara discute alterações na Lei de Zoneamento
Vereadoras de Caraguá participaram do Encontro da Avesp
Suelen: do pesadelo ao sonho de surfista
Carta do Leitor



São Sebastião já tem 47 casos de dengue
Apesar de mutirão emergencial, registros autóctones da doença quadruplicam em menos de um mês na cidade

São Sebastião - A incidência de casos autóctones de dengue em São Sebastião quadruplicou em menos de um mês.
Levantamento realizado ontem pela Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo aponta a confirmação de 47 casos da doença contraídos no município contra 12 detectados na primeira quinzena de fevereiro.
Outros cinco casos "importados" foram atestados pela Vigilância. As áreas de maior risco são a região central e o bairro Topolândia.
Desde 2001 a cidade vive uma epidemia da doença, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. No ano passado, foram registrados 445 casos autóctones.
Segundo a secretária de Saúde de São Sebastião, Cláudia Batocchio Pinto Flausino, apesar do trabalho das equipes da Vigilância Epidemiológica do município, a expectativa é que os casos continuem aumentando até maio, quando há menos ocorrência de chuvas e o calor diminui.
"Infelizmente, sabemos que o calor e a chuva criam ambientes propícios para a reprodução do mosquito Aedes aegypti."
A secretária afirmou que o aumento do número de casos é consequência do efeito "pós-temporada". "Estamos estudando a origem dos casos importados e analisando a relação deles com os autóctones."
Segundo ela, as larvas "importadas" do mosquito transmissor da dengue podem ter encontrado situação climática propícia para a reprodução, originando alguns casos autóctones.
"Além disso, também estamos estudando a procedência dos casos importados para a prevenção de uma epidemia mais forte, como por exemplo da chamada dengue 3, encontrada no Rio de Janeiro", disse.
Segundo a secretária de Saúde, a região central e o bairro Topolândia, onde estão concentrados os casos autóctones de dengue, são responsáveis pela moradia de 60% da população do município.
"A preocupação da comunidade deve ser transformada em ação. A epidemia só vai acabar se a população colaborar e fazer a sua parte, limpando os possíveis criadouros do mosquito dentro de casa", afirmou Cláudia Batocchio.
Vasos de plantas, calhas, caixas d'águas e recipientes expostos ao tempo são os principais pontos para a proliferação do mosquito.
MUTIRÃO- Atualmente, 150 agentes de saúde e 20 agentes de combate à dengue trabalham com acompanhamento de técnicos da Sucen na delimitação dos focos da doença em São Sebastião.
A prefeitura está planejando mutirões de limpeza nos bairros e retirada de criadouros do mosquito Aedes aegypti para o próximo final de semana.
A cidade decretou o Dia de Combate à Dengue nas Escolas, no próximo 15 de março, sexta-feira.
Todas as unidades de ensino devem receber material didático com explicações sobre a doença. (Fonte: ValeParaibano)

Obras na praia da Mococa causam revolta em Caraguá
Advogada vai à Promotoria do Meio Ambiente contra possível crime ambiental

Caraguatatuba - Freqüentadores e quiosqueiros da praia da Mococa, na região norte de Caraguatatuba, estão revoltados com a construção de condomínios de alto padrão no local.
Eles temem que os prédios de apartamentos acabem com o último reduto virgem do município. Ontem, caminhões começaram a depositar terra numa área que antes servia de estacionamento para os banhistas que costumavam freqüentar a praia.
O arquiteto Delvan Antunes do Nascimento, membro do Partido Verde de Caraguá, disse que a cidade está perdendo sua identidade e que as autoridades responsáveis não estariam fazendo nada para evitar a desfiguração da Mococa.
A comerciante Olga de Oliveira, dona de um quiosque no local, chegou a impedir que um caminhão despejasse terra nas proximidades de seu trailer no dia anterior, mas ontem cedo ela não teve como evitar a continuidade do aterro.
A advogada Maria Cristina Ribeiro disse que vai entrar com uma representação na Promotoria do Meio Ambiente questionando a obra que, na sua opinião, pode configurar crime ambiental.
Ela diz que atualmente já não se vê mais animais como sagui, esquilo e bicho-preguiça, que antes apareciam com freqüência na praia da Mococa. "O que a gente quer saber é a quem interessa liberar esse recanto para a construção de um condomínio que vai até dificultar o acesso à praia", disse a advogada.
EMBARGO -Uma área localizada no canto da praia da Mococa foi embargada pela Promotoria porque o mangue existente no local foi aterrado durante a execução das obras de implantação de outro condomínio de luxo.
Também será encaminhada uma ação de repúdio contra os órgãos que deram autorização para o empreendimento que prevê a construção de casas de alto padrão e tem como arquiteto responsável o secretário municipal de Urbanismo e Meio Ambiente, Eduardo Bevilacqua.
O secretário disse que o empreendimento foi aprovado pelos órgãos competentes e que serão deixadas passagens de servidão ao lado do condomínio para não impedir o acesso à praia. (Fonte: ValeParaibano)

Laudo do IC contraria versão de policiais

São Sebastião - Os quatro homens mortos pela polícia de Campinas em ação em Caraguatatuba, em outubro, não tinham restos de partículas metálicas nas mãos. Isso, segundo a Corregedoria de Polícia, é um forte indício de que eles não tenham atirado.
A constatação, presente em laudo elaborado pelo Instituto de Criminalística de São Sebastião, contraria a versão dos policiais envolvidos na operação, que afirmaram ter havido troca de tiros com os suspeitos.
Entre os mortos estavam dois integrantes da quadrilha do sequestrador Wanderson Nilton de Paula Lima, 23, o Andinho, que teriam sequestrado um garoto de nove anos em Campinas, utilizando a mesma arma da qual partiu o tiro que matou, em setembro passado, o prefeito de Campinas Antonio da Costa Santos (PT).
Entre os policiais que participaram da ação estava Rogério Salum Diniz, do 4º Distrito Policial de Campinas, que está preso acusado de ligação com a quadrilha de Andinho.
O advogado Daniel Leon Bialski, que representa Diniz, disse que o seu cliente foi até Caraguá para dar apoio à ação policial.
"Não é uma prova contundente de que eles [os quatro homens mortos" não atiraram, mas é um indício que, juntado a outros fatos, vira quase uma certeza", afirmou o delegado da 3ª Delegacia de Crimes Funcionais da Corregedoria da Polícia Civil, Francisco Gastão Luppi, 39.
O laudo, assinado pelo perito criminal João Batista Galvão, do IC de São Sebastião, ressalta que "resultados negativos não implicam a afirmativa de negatividade de disparo efetuado com arma de fogo, uma vez que é possível realizar disparos com revólver ou similar sem que os microresíduos de chumbo sejam detectados por esse exame [residuográfico"".
A constatação do laudo agrava a situação dos policiais que participaram da ação, já que a Ouvidoria também questiona outros pontos da operação, como o sumiço dos colchões onde dormiam os suspeitos -eles foram retirados do local após o episódio. (Fonte: Folha Cotidiano)

Secretaria de Saúde prestará contas

Ubatuba - A secretaria de Saúde da Prefeitura de Ubatuba realizará audiência pública no próximo dia 13 de março. Atendendo uma determinação legal, a secretaria prestará contas do exercício de 2001, às 17 horas, na Câmara Municipal.
Dengue - Atendendo um pedido da Câmara Municipal de Ubatuba, o secretário de Saúde da Prefeitura, Jurandiau Lovizaro, ocupará hoje, 5, a Tribuna Livre da Câmara para prestar esclarecimentos das ações de combate à Dengue em Ubatuba. Na última sexta-feira, 1, a Prefeitura de Ubatuba lançou a campanha educativa “Xô Dengue!”. Falará também sobre os trabalhos desenvolvidos nesta gestão no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). (Fonte: ACS-PMU)

Prefeitura nomeia professores aprovados em concurso

Ubatuba - A secretaria municipal de Educação nomeou 45 pessoas aprovadas no concurso público para PEB I (Professor de Ensino Básico de 1ª a 4ª séries) para ocuparem cargos de professores. A solenidade de assinatura do termo de posse e da portaria de nomeação ocorreu na sala de reuniões da secretaria municipal de Educação, na manhã de hoje, 5, e contou com a presença do prefeito Paulo Ramos (PFL), dos secretários de Educação, Cursino Aliste Mezquita, Administração Luiz Marino Jacob, do chefe de recursos humanos Jefferson Gigli e da assessora de planejamento Rosalina Maria Gouvea.
Segundo o secretário, os nomeados serão utilizados na rede pública imediatamente, após terem escolhido as vagas disponíveis em todo o município. Para amanhã, a prefeitura convocou para comparecer às 10h na secretaria de Educação 18 professores aprovados no PEB-1, 7 auxiliares de serviços infantis e 10 auxiliares de serviço geral de escola.
Segundo Mezquita, em razão da municipalização do ensino básico, o número de classes do município teve um aumento de 15%. Escolas como Maria Josefina Giglio Silva, na Estufa II, Mário Covas Júnior, no Ipiranguinha, José Celestino Aranha, no Horto Florestal, e Semíramis Prado de Oliveira, no Saco da Ribeira, foram algumas das responsáveis pelo aumento da rede pública de ensino municipal. (Fonte: ACS-PMU)

Câmara define Calçada em Audiência Pública

Caraguatatuba - A Câmara Municipal de Caraguatatuba realiza nesta quarta e quinta-feira, dias 6 e 7 de março, às 18 horas, Audiência Pública para definir qual será o piso padrão (Calçada), na cidade. Essa discussão tornou-se pública devido a um parecer da Assessoria Jurídica do Legislativo.
O Executivo apresentou projeto de lei que dá plenos poderes ao prefeito de definir qual será o piso padrão das calçadas da cidade, bem como o de definir um piso diferenciado e de baixo custo para os bairros mais carentes e populacionais. Além do piso, o projeto permite grama e ajardinamento nas calçadas do município, desde que se respeite a largura mínima de 1.20 metros para o fluxo e locomoção de pedestres e deficientes físicos. Esta propositura altera o Código de Posturas da cidade, datada de 1980.
O projeto foi a votação, mas continha um parecer da Assessoria Jurídica do Legislativo, que casos como esse, de definição de uso comum do povo, dependiam de Audiência Pública. O parecer foi colocado em votação e aprovado pelos Parlamentares.
As Audiências seriam realizadas nos dias 27 e 28 de fevereiro, mas em virtude de um vazamento ocorrido no plenário do Legislativo, o evento foi transferido para quarta e quinta-feira seguintes, respectivamente dias 6 e 7 de março.
Nas Audiências, técnicos da Prefeitura, juntamente com Vereadores e a Sociedade Civil Organizada irão debater o assunto, que posteriormente irá para discussão e votação dos Vereadores. A entrada é franca. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Extraordinária teve mais adiamentos do que discussões

Caraguatatuba - A Sessão Extraordinária realizada pela Câmara Municipal de Caraguatatuba em 1º de março, teve mais adiamentos do que discussões. A sessão foi realizada pois a Ordinária semanal foi transferida, devido a um vazamento no plenário da Câmara.
Na Ordem do Dia, o único projeto aprovado é de autoria do Executivo e celebra convênio com o DER (Departamento Estadual de Estradas e Rodagens), para o reassentamento das famílias que serão desocupadas com a ampliação da SP-99.
Outros projetos do Executivo, que constavam na Ordem do Dia, foram adiados por 2 sessões; que fala sobre a regularização do Domínio sobre Terras Devolutas Municipais e por uma sessão, que autoriza o Executivo a celebrar convênio e/ou parceria com as Sociedades Amigos de Bairro ou Associações de Moradores de Bairro na cidade. O convênio visa a contratação de braçais para serviços de emergência no combate a Dengue. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Câmara discute alterações na Lei de Zoneamento

Caraguatatuba - A Câmara Municipal de Caraguatatuba discute na Sessão Ordinária desta terça-feira, 5 de março, projetos que alteram a Lei de Zoneamento - a 200/92. Há também um projeto que altera o Regimento Interno da Câmara e uma denominação de praça pública.
O Vereador Aurimar Mansano apresenta para discussão projeto que altera a Lei de Zoneamento, incluindo a categoria de uso S 3.2 na rua Falcão, no bairro Jardim das Gaivotas. A categoria de uso S 3.2 corresponde a marcenarias, carpintarias, serralherias, entre outros.
Outra alteração da lei 200/92 tem a autoria do Vereador João Rodrigues de Godoy Filho - o Baduca (PL), que permite as atividades S1 e S2 no Loteamento Jardim Primavera. As atividades S1 e S2 correspondem, respectivamente a escritórios, clínicas médicas e laboratórios.
O Vereador José Benedito Gonçalves Pinto - o Zézinho Prequeté (PDT), altera o artigo 158 do Regimento Interno, no seu parágrafo 1º, quanto a palavra do Vereador na discussão dos Requerimentos. Atualmente os Vereadores só se manifestam quando o autor fala sobre a sua propositura. Com o projeto de Resolução do Vereador Prequeté, qualquer Vereador poderá se manifestar, independente do autor ou não desejar se pronunciar.
Já o presidente da Câmara, Valmir Gonçalves (PSDB), denomina Pedro Salvador João a uma área localizada junto a ponte do rio Lagoa, na praia Pan Brasil, no bairro praia das Palmeiras. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Vereadoras de Caraguá participaram do Encontro da Avesp

Caraguatatuba - As Vereadoras Leonor Diniz (PDT) e Dalva Santana (PPS), participaram no dia 2 de março do 5º Encontro da Avesp (Associação das Vereadoras do Estado de São Paulo), na cidade de Sorocaba. O presidente da Câmara de Caraguatatuba, Valmir Gonçalves (PSDB), também esteve presente e falou às participantes.
Da comitiva de Caraguatatuba não participaram as Vereadoras Vera Peixoto (PSDB), por motivo de Saúde e Madalena Fachini (PSB), devido a compromissos anteriormente assumidos. Além das Vereadoras, esteve presente o presidente da Câmara de Caraguatatuba, Valmir Gonçalves (PSDB).
O 5º Encontro se deu na Câmara de Sorocaba, no dia 2 de março, às 9 horas, quando 33 Vereadoras mais 3 Vereadores, participaram do evento. A anfitriã do evento foi a Vereadora local, Cíntia Almeida e a presidência da entidade, a cargo da presidente da Câmara de Lorena, Rita Marton.
Foram 2 as palestras do evento; Edna Alegro, gerente do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), de Sorocaba falou sobre a Mulher e a Seguridade Social e a médica ginecologista Albertina Duarte falou sobre a Saúde da Mulher - Políticas Públicas.
Antes das palestras o presidente da Câmara de Caraguatatuba, Valmir Gonçalves, proferiu algumas palavras, relatando suas conquistas nos últimos anos como presidente do Legislativo e sobre a importância do papel do Vereador na política nacional. Gonçalves anunciou também que a Câmara estará sediando no mês de junho o Congresso Estadual de Vereadoras e 1ªs damas.
Para as Vereadoras participantes de Caraguatatuba o encontro foi proveitoso. "É sempre bom se atualizar quanto aos problemas da Mulher", disse Dalva Santana. "O INSS é um assunto que nunca tem fim e seu conhecimento diário é necessário", disse Leonor Diniz.
O próximo encontro acontece na cidade de Registro, no Vale do Ribeira, dia 4 de maio e os temas serão Gestões Políticas das Vereadoras e a Formação Jurídica da Vereadora. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Suelen: do pesadelo ao sonho de surfista
Criança, teve de tirar um rim, para vencer um câncer. Agora, aos 17 anos, começa firme a escalada do profissionalismo do surfe, depois de bons resultados como amadora

Ubatuba - Suelen Naraísa, 17 anos, terminou o ano como sexta melhor surfista do Campeonato Brasileiro, o SuperSurf, e já está se preparando para a edição que começa em abril, em Maresias. Quem a vê na Praia de Itamambuca, em Ubatuba, não imagina a batalha que venceu quando tinha 10 anos e já surfava: descobriu que tinha câncer no rim. "Queria vencer para voltar a cair na água e conquistar títulos."
Nascida em Ubatuba, a atleta conta: "Moramos perto de Itamambuca. Sempre via meu irmão pegando onda. Eu ficava no body board, mas comecei a gostar da brincadeira do meu irmão e resolvi que queria a mesma coisa", conta Suelen, que somou 2.920 pontos em 2001- a campeã, Andréa Lopes, acumulou 3.590, seguida de Juliana Guimarães, com 3.320, e Brigite Mayer, com 2.970.
Quando começou a pensar em campeonatos para iniciantes no surfe, não agüentava de dor na região do rim esquerdo. "Fui a cinco médicos. Todos disseram que tinha vermes. Tomei remédio e a dor não passava de jeito nenhum. Foi quando minha mãe me levou ao ginecologista dela. Ele fez um ultrassom e descobriu que o que eu tinha não era verme, mas câncer."
A doença já tinha começado a se alastrar para pulmão, fígado e baço. "Minha mãe não me contou que doença era aquela. Fiquei 14 dias internada em Taubaté. O médico liberou toda minha família para me ver. Já não acreditava que eu fosse sobreviver. No 15.º dia me mandaram para São Paulo. Eu estava muito mal", disse Suelen, que fez o tratamento quimioterápico no Hospital do Câncer, onde também foi operada da veia cava e retirou o rim esquerdo."Venci. Sou muito feliz por estar aqui em casa agora."
No caminho de volta para a água - Em dois anos, voltou a sonhar em se tornar surfista profissional.
Em 1998, venceu o Campeonato Paulista Amador. Em 1999, foi vice no Brasileiro de Iniciantes. Em 2000 participou do circuito profissional e ficou na 12.ª posição, além de levar o título de bicampeã paulista amadora.
A carreira profissional começou a decolar em 2001, com o terceiro lugar no Super Trials (que dá acesso à elite brasileira que disputa o SuperSurf) e o sexto na maior competição do surfe brasileiro. "Fiz um circuito profissional excelente. O SuperSurf é um ótimo campeonato, bem organizado, com a melhor premiação do Brasil. E com a Tita Tavares e a Jaqueline Silva, que correm o WCT (World Championship Tour, a elite mundial da modalidade)", conta, orgulhosa.
Apesar de estar apenas começando a escalada para subir posições no SuperSurf, a surfista já sabe o que vai fazer quando encerrar a carreira de atleta: está cursando o primeiro ano de Eduação Física. "Gosto da faculdade, mas não é fácil. Só estou fazendo porque sei que vou precisar mesmo daqui um tempo. Estou estudando enquanto não estou no Exterior. No Brasil é tranqüilo levar as duas coisas porque o SuperSurf tem só seis etapas durante o ano. As primeiras aulas da faculdade têm muita teoria. Às vezes é chato porque eu penso que poderia estar lá fora surfando."
Os ídolos de Suelen são Tita Tavares e Peterson Rosa e o norte-americano Kelly Slater. Este ano, planeja pegar algumas dicas com Tita durante a competição brasileira. "No ano passado não conversei muito com ela sobre a maneira de surfar. A Tita é super-humilde e muito experiente", diz Suelen, sem patrocínio há cerca de uma semana. "Estou feliz e confiante de que vou achar um outro rapidinho. As marcas de roupa de surfe estão procurando as mulheres porque o campeonato nacional é forte, de alto nível e tem atletas entre as melhores do mundo. Se Deus me ajudou até aqui, vou conseguir apoio rapidinho, né?", emenda a atleta que quer viajar muito e participar do WCT.
"A melhor viagem que fiz foi para o Havaí, no começo do ano passado. Fui fazer umas fotos para meu antigo patrocinador. Agora, estou me programando para pegar onda no Peru - ganhei uma passagem para lá porque venci o Circuito de Ubatuba", planeja Suelen, que também sonha conhecer as ondas da Indonésia. "Deve ter lugares lindos, com ondas enormes e que dão medo. Mas se ficar pensando no tamanho da onda, melhor nem ir." (Fonte: JT)

Carta do Leitor

SP-55 - Gostaríamos de registrar que "falta de critério" eram os acidentes diários e mortes semanais que estavam ocorrendo na SP-55. A rotatória foi um grande exemplo de de união da comunidade e poder público em torno do objetivo cidadania. Se diminuir a velocidade, balançar o carro nos buracos, facilitar o transito de dois bairros e evitar acidentes e mortes incomoda, paciência... Provavelmente, mais depressa do que se espera a solução definitiva chegará.

José Honório Filho
Caraguatatuba - SP


Placa Pintada - Como morador do bairro da Maranduba, ao ler a matéria das placas indicativas de praias, gostaria de saber porque que as placas indicando a praia do Pulso em Ubatuba foi "pintada" pela segunda vez escondendo o nome da praia. Será que é porque os ricos de lá não querem ser incomodados?

Luciano de Lorenzi Cancellier
Ubatuba - SP


Camping Itamambuca Free Wallpaper

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:
Clique Aqui.

 

Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor