Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 07 de janeiro de 2002 - Nº 449 Edições Anteriores
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Modulo

Busca por palavras no Litoral Virtual:

Principais Manchetes:

Jet ski, caiaque e banana-boat estão na mira da fiscalização
Litoral Norte atrai aventureiros
Restaurantes e pousadas ficam lotadas
Sabesp tenta identificar falhas na distribuição de água para o litoral
Ubatuba quer hotel lavando menos toalhas
Ubatuba quer proibir fritura na praia
Descaso deixa Rio-Santos cheia de buraco
DNER diz que fará obras emergenciais
Usuários fazem obras na estrada
Jetons "engordam" o ganho dos vereadores em Ubatuba
Projeto prevê criação de secretarias
Ilhabela ganha novos espaços para diversão
Entrega de ambulâncias na Costa Sul de São Sebastião
São Sebastião realiza Beach Games – Verão 2002
Caraguá recebe verba para o Projeto Verão 2002 do Governo do Estado
Fiscalização monta posto de atendimento na Martim de Sá
Fundacc promove Oficinas de Verão 2002
Praias de Caraguá ganham novas lixeiras
Mutirão de Limpeza na Ilha do Tamanduá
Carta do Leitor



Jet ski, caiaque e banana-boat estão na mira da fiscalização

Blitze nas praias do Litoral Norte vão apreender equipamentos em locais irregulares e de ambulantes clandestinos

Litoral Norte - Os ambulantes que trabalham com equipamentos de lazer na praias do Litoral Norte estão na mira da fiscalização das prefeituras e Capitania dos Portos. Alguns municípios, como Ilhabela e São Sebastião, não permitem o aluguel de jet ski.
Quem exercer a atividade sem a devida licença ou em locais não delimitados, terá o equipamento apreendido e fica sujeito ao pagamento de multa.
A medida visa disciplinar o uso das embarcações náuticas como jet ski, banana-boat, pára-sail, caiaque, para proteger os banhistas. As praias autorizadas devem estar demarcadas com bóias e o usuário tem que entrar na raia com o veículo desligado.
Juntas, Caraguatatuba, São Sebastião, Ubatuba e Ilhabela autorizam a colocação de 114 bananas-boat, 13 para-sails, 10 caiaques e 9 jets ski nas praias, normalmente as mais movimentadas.
O publicitário Jhonatan Ferreti, 26 anos, de Belo Horizonte, disse que costuma frequentar a praia a Tabatinga, na região norte de Caraguá, e acha que há espaço para todos desde que tenha respeito entre os usuários dos equipamentos e os banhistas.
"É perigoso não só quem aluga os equipamentos como as pessoas que têm seus jets ski e andam na praia sem os devidos cuidados."
Segundo o chefe da Fiscalização do Comércio, Eduardo Machado de Castro, a multa para quem não tiver a licença é de cerca de R$ 300. Se o ambulante estiver exercendo a atividade em praia não-indicada pode pagar cerca de R$ 542.
ACIDENTE - Desde 2000 está proibida a locação de jet ski nas praias de Ilhabela. O decreto foi assinado pela ex-prefeita Nilce Signorini após duas pessoas ficarem gravemente feridas em um acidente na Praia do Curral.
O Delegado da Capitania dos Portos No Litoral Norte, capitão Waltércio José de Queiroz Seixas, disse que durante toda a temporada a fiscalização será mais intensa no mar, ocorrendo em locais alternados.
Ele afirmou que essa fiscalização se refere ao uso do equipamento independente de ser locado ou do usuário.
Como orientação para quem vai usar algum tipo de equipamento de lazer náutico, o delegado disse que os navegantes devem verificar todos os itens como água, coletes, bóia, extintores e rádios antes de sair.
Também é recomendado que familiares sejam informados sobre o local onde será o passeio, tempo previsto e previsão de retorno. (Fonte: ValeParaibano)

Litoral Norte atrai aventureiros

Litoral Norte - O Litoral Norte é uma das regiões mais procuradas nesta época do ano pelos aventureiros de plantão. Emoção é o que não falta para quem vai a uma das quatro cidades --São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba ou Ubatuba.
Além das praias, o turista tem um leque de opções que vão desde as trilhas pela Mata Atlântica até a descida de rapel por uma das 12 cachoeiras.
Essa é uma aventura que já atrai muitos adeptos. "Ainda estou tremendo, mas é muito bom", disse a estudante Renata de Paula Truyts, 19 anos, que pela primeira vez experimentou o prazer de descer uma cachoeira segura por uma corda.
O "batismo" de Renata foi na cachoeira de Toque-Toque Grande, na costa sul de São Sebastião.
O esporte, conhecido por "cascade" (descida de rapel na água) contagia desde o primeiro momento. Da expectativa para colocar os equipamentos adequados --cadeirinha, mosquetão e oito (freio)-- até o capacete e as luvas o nível de adrenalina já sobe.
A próxima etapa é atingir o ponto de onde será feita a descida. No caso de Toque-Toque, 40 metros acima do poço. "O visual é impressionante", afirmou Renata.
Um dos instrutores do esporte, Hilton Dalla, avisa que para o iniciante, o ideal é descer acompanhado e sempre com um instrutor habilitado.
A cada passo de descida, uma nova emoção chega, como a descoberta do medo, a tensão, o controle dos movimentos, a água caindo no corpo e os últimos metros no poço.
"Isso é maravilhoso, quero subir e descer mais vezes", disse o estudante paulistano Marcelo Cury, 24 anos, que também foi experimentar o cascade.
Quem quiser participar da aventura pode ligar para o telefone (012) 9766-5995 ou 9766-1606. Um dia de aventura custa R$ 40 por pessoa e o limite é um grupo de dez pessoas por dia.
(Fonte: ValeParaibano)

Restaurantes e pousadas ficam lotadas

Litoral Norte - As cidades de Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba comemoram a passagem do primeiro final de semana de 2002 com pousadas e restaurantes lotados de turistas.
Os turistas começaram a descer pelas rodovias dos Tamoios (São José-Caraguatatuba) e Oswaldo Cruz (Taubaté-Ubatuba) na sexta-feira. Ontem pela manhã o movimento na Tamoios era de cerca de 25 veículos por minuto.
Os congestionamentos na Rio-Santos se concentraram nas praias Grande e Maranduba, em Ubatuba, entre Caraguá e São Sebastião, e também na chegada a Caraguá, pela Tamoios.
O restaurante e quiosque Viana, em Ilhabela, costuma ficar lotado desde quando começa a funcionar, às 10h. Segundo o proprietário, Leo Wolf, 49 anos, o tempo bom tem ajudado a atrair os turistas. "O tempo está ótimo e ajuda muito", disse Wolf.
A pousada Itaguá, no bairro do Itaguá, em Ubatuba, está lotada e já com 50% de reserva para o próximo final de semana, segundo o proprietário, Ivan Savarin, 51 anos. "A maioria de nossos hóspedes vem do sul de Minas e do interior de São Paulo", disse Savarin.
O dono da Viamar Pousada, na praia da Tabatinga, em Caraguá, Marcelo Machado, 28 anos, comemora a ocupação de 100%. "O turista faz a reserva em 95% dos casos. Acredito que teremos um crescimento de 10% no movimento em comparação com o ano passado", disse Machado. (Fonte: ValeParaibano)

Sabesp tenta identificar falhas na distribuição de água para o litoral
Moradores reclamam de desabastecimento com a chegada dos turistas para o verão

Litoral Norte - A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) começou a rever o sistema de distribuição de água em alguns bairros do Litoral Norte que estão apresentando problemas de abastecimento durante a temporada.
Desde a semana passada, moradores estão ficando sem água nos horários de pico em parte dos bairros dos quatro municípios do Litoral Norte --Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ilhabela.
Segundo a Sabesp, a revisão do sistema está sendo feita somente nos locais que estão com problema --o bairro Pontal da Cruz, em São Sebastião, e o bairro Itaguá, em Ubatuba.
O ValeParaibano apurou que outros bairros e o centro também estão sofrendo com a falta de água.
A assessoria de imprensa da Sabesp informou que também está sendo realizado um trabalho de "caça aos vazamentos".
CAMPANHA - A empresa também planeja lançar no dia 31 de janeiro uma campanha educativa para conscientizar os visitantes sobre a importância de não desperdiçar água.
A Sabesp in formou que os problemas de abastecimento estariam ocorrendo em cinco casas da rua Ermindio de La Guardia, no Pontal da Cruz, e em 10 casas no bairro Itaguá, que estão sendo abastecidas com caminhão-pipa.
Até a próxima semana, a Sabesp espera concluir a avaliação técnica que mostrará o problema no abastecimento.
Os moradores das quatro cidades do Litoral Norte consomem 86 milhões de litros de água por dia. Na temporada, o consumo chega a 150 milhões diários. A população de 223 mil habitantes passa para 890 mil com os turistas.
RECLAMAÇÕES - A professora Sônia Maria Dias da Rocha, 55 anos, disse que durante a temporada falta água na creche em que trabalha no centro de São Sebastião. "Essa época é bastante ruim."
Ela afirmou que onde mora, no bairro Porto Grande, faltou água no feriado de Ano Novo e o volume continua reduzido nos horários de pico.
"Existe muito abuso dos turistas. Eles lavam os carros e ficam brincando com a mangueira", disse.
A dona-de-casa Carmem de Moraes Giudic, 68 anos, moradora do centro de São Sebastião, disse que há uma semana a água foi reduzida. "Os turistas chegam na cidade e se sentem donos da cidade. Eles não têm consciência sobre o uso da água."
A Comtur (Companhia Municipal de Turismo) de Ubatuba vai pedir aos turistas dos hotéis que usem as toalhas mais de uma vez para economizar água. (Fonte: ValeParaibano)

Ubatuba quer hotel lavando menos toalhas

Ubatuba - O presidente da Comtur (Companhia Municipal de Turismo) de Ubatuba, Luiz Bischof, disse que a partir da próxima semana será lançada uma campanha para reduzir o consumo de água nos hotéis.
Ele afirmou que serão distribuídos folhetos nos hotéis para pedir aos turistas que usem a mesma toalha mais de um dia para economizar água na lavagem do material.
Bischof afirmou que serão confeccionados 5.000 folhetos dando orientação ao hóspede de como ele deve deixar a toalha quando quiser que troque e quando for usá-la novamente sem precisar que seja lavada.
"Em nossas casas usamos a toalha mais de uma vez e por isso podemos fazer o mesmo no hotel", disse Bischof.
A campanha será realizada em parceria com o Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte. Segundo Bischof, Ubatuba oferece cerca de 21 mil leitos aos visitantes. (Fonte: ValeParaibano)

Ubatuba quer proibir fritura na praia
Prefeito elabora projeto de lei para impedir venda de produtos à base de fritura e lanches por meio de ambulantes

Ubatuba - O prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL), vai encaminhar um projeto de lei à Câmara para proibir a venda por meio de ambulantes de produtos à base de fritura e lanche natural nas praias. A medida foi anunciada ontem pelo prefeito depois que 80 turistas foram internados com sintomas de intoxicação alimentar.
O projeto de lei deverá ser encaminhado na próxima semana ao Legislativo. Os quiosques não serão incluídos nessa proibição. Ramos justificou a iniciativa alegando o risco da venda desses produtos para a saúde pública.
"O incidente foi grave e serviu de alerta para o que está ocorrendo no município."
Os turistas se alimentaram nas praias da Itamambuca, Grande, Tenório e Itaguá durante o feriado de Réveillon.
Ramos afirmou que, enquanto o projeto não fica pronto, vai determinar que os fiscais do comércio e saúde trabalhem em conjunto nas praias.
Ele disse que antes de ser concedida a licença para o ambulante, a saúde vistoria a cozinha onde o alimento será preparado. "É preciso levar em conta que o forte calor também pode contribuir para que um alimento estrague."
O prefeito disse que na próxima semana vai elaborar o projeto para encaminhar à Câmara para votação. "Espero que os vereadores aprovem o projeto sem ficar pedindo adiamento porque é uma questão de saúde pública."
A prefeitura concedeu 720 licenças, sendo boa parte para os ambulantes de produtos alimentícios trabalharem em 76 praias. Somente 14 fiscais do Setor de Tributos Mobiliários fazem a fiscalização da documentação dos ambulantes e quatro agentes atuam na área de saúde.
O vereador Domingos dos Santos (PT) disse não ter informações sobre o projeto, mas acha que a prefeitura deveria colocar em prática as normas sanitárias. "Também creio que, se for haver restrição é preciso permitir que o ambulante tenha condições de substituir o produto."
A Prefeitura de São Sebastião já proíbe o preparo de alimentos na praia baseada no decreto estadual 52.388/70.
REAÇÃO - Ambulantes que trabalham nas praias de Ubatuba acham que estão pagando pelo erro de uma pessoa. Teresinha dos Santos trabalha há seis anos da Praia Grande e conta que nunca teve problema com os pastéis que vende. "Não tenho contato manual com a massa e tudo é feito no mesmo dia."
O ambulante Ronaldo dos Santos disse que leva todos os ingredientes de casa em vasilhas separadas e deixa os produtos acondicionados em um isopor com gelo. "Tudo aqui é fresquinho."
O vendedor de ostras Francisco Timóteo Nascimento disse que teme pagar pelo erro de outros. "Sempre vendo as ostras frescas e aquelas que sobram são colocadas na água para não morrer."
Para a estudante Ana Luíza Nascimento Gomes, 20 anos, de Guaratinguetá, para evitar comer qualquer coisa, é preciso escolher o lugar. "Sempre comi na praia, mas evito comprar de quem vende as coisas no isopor e fica andando debaixo do sol." (Fonte: ValeParaibano)

Descaso deixa Rio-Santos cheia de buraco
Rodovia recebe 40 mil carros na temporada de verão; estrada tem "crateras" que cabem um carro

Ubatuba - O DNER (Departamento Nacional de Estradas de Rodagem) ignorou o pedido de manutenção na rodovia Rio-Santos, em Ubatuba, feito pela Polícia Rodoviária Federal. A reivindicação foi encaminhada ao órgão há três meses.
O último recapeamento na rodovia foi realizado em 1990. No ano passado, houve apenas uma operação "tapa-buracos" e corte de mato na estrada, que não solucionaram os problemas de estrutura da estrada.
A situação é mais crítica entre o km 44 (bairro Perequê-Açú) e km 0 (bairro Camburi), na divisa com o Estado do Rio de Janeiro. As "crateras" abertas na pista cabem até um carro de passeio, segundo o relatório elaborado pela Polícia Rodoviária Federal. O trecho possui pelo menos 15 bairros.
Para tentar amenizar o problema, o DNER prometeu enviar na próxima segunda-feira um caminhão com massa quente de asfalto para "maquiar" os trechos mais críticos da rodovia.
MOVIMENTO - A média de veículos na estrada na época de temporada é de 30 mil a 40 mil carros por dia. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, fora da temporada, cerca de 15 mil veículos por mês utilizam a rodovia.
Os buracos têm causado sérios danos aos carros como quebra de rodas e da suspensão. Os prejuízos mais comuns são com pneus furados. Alguns motoristas já chegaram a ter até dois pneus furados no mesmo dia.
A Rio-Santos completa 30 anos este ano. Além dos buracos, a rodovia sofre com falta de sinalização, acostamento intransitável em vários trechos, mato às margens da estrada e cruzamento perigoso em nível nas regiões urbanizadas.
CALAMIDADE - "Está uma calamidade. Um policial trocou pneus de vários usuários e de senhoras. A rodovia não tem serviços de socorro. No bairro do Ubatumirim, o motorista sai para outra pista para desviar do buraco e está arriscado a bater de frente com o veículo que vem na pista contrária", disse o inspetor chefe da 7ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal, em Ubatuba, Felício Ramos.
O motorista de ônibus da empresa Costamar, que faz as linhas para os bairros nos 44 quilômetros da estrada, Antonio Francisco Charleux, 46 anos, disse que é difícil desviar de um buraco com um ônibus. "Não tem condições de desviar de alguns buracos", disse Chaleaux.
Charleaux afirmou que os trechos sem acostamento são perigosos, pois não há lugar para parar o carro. "Se o carro quebrar em alguns trechos sem acostamento não há condição de parar", disse.
A Prefeitura de Ubatuba, mesmo não sendo de sua responsabilidade, precisou deslocar funcionários e equipamentos para tapar alguns buracos mais críticos. Segundo o engenheiro da Secretaria de Obras, José Carlos Vital, 46 anos, a manutenção foi temporária e não há previsão de uma nova ajuda.
BURACOS - Há buracos que ocupam uma faixa inteira da pista, entre o km 16 e km 19, em Ubatumirim. No trecho, todos os dias há veículos com pneus estourados.
No km 17, ainda em Ubatumirim, há um buraco aberto há dois anos. Há depressão no km 29, na praia do Promirim. No km 28, também no Promirim, há um buraco onde cabe um Fusca (veja quadro ao lado).
Um dos buracos que mais tem causado prejuízo aos motoristas fica no km 43,8. Vários motoristas precisaram da ajuda da polícia para trocarem as rodas dos veículos.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o trecho federal da rodovia registrou 16 acidentes no Ano Novo, deixando seis feridos e envolvendo 32 veículos. Em 2001, ocorreram 10 mortes na estrada. (Fonte: ValeParaibano)

DNER diz que fará obras emergenciais

Ubatuba - O engenheiro do DNER (Departamento Nacional de Estradas de Rodagem) responsável pela manutenção da Rio-Santos, em Ubatuba, Said Barhuch, disse que ainda não há previsão de quando os recursos possam ser liberados para o início de obras de manutenção na estrada.
"Na segunda-feira vem um caminhão com massa quente de asfalto. É só como emergência", disse Barhuch.
O próprio DNER fez um levantamento há oito meses e constatou a necessidade de rotatórias e melhor sinalização nos trechos urbanizados da rodovia. O projeto continua apenas no papel.
A licitação para a contratação da empresa que fará a manutenção da rodovia foi aberta há cerca de um ano. Segundo o DNER, as empresas concorrentes excluídas entraram com recurso na Justiça.
Em agosto do ano passado, foi anunciado o nome da empresa vencedora da concorrência --a Delta Engenharia. O custo das obras é de R$ 1,1 milhão para contrato de dois anos.
A empresa aguarda, desde então, a liberação da verba de Brasília. O órgão não tem previsão de quando o recurso poderá ser liberado. (Fonte: ValeParaibano)

Usuários fazem obras na estrada

Ubatuba - Os moradores de Ubatuba que utilizam a rodovia Rio-Santos diariamente, cansados de reclamar e esperar que a solução venha dos órgãos competentes, resolveram agir por conta própria.
O paisagista Claudomiro dos Santos, 26 anos, morador do bairro Promirim, decidiu tapar alguns buracos depois de ter presenciado um acidente o qual o motorista não teve culpa. "O buraco é antigo. Cansei de pedir providência", disse Santos.
Santos pegou sua picape e encheu a carroceria com terra e entulho e despejou no buraco próximo ao seu bairro na rodovia. Ele sabe que o buraco não permanece tapado por muito tempo por causa da chuva.
O pedreiro e pescador Domingos José Quirino também sofre com o descaso dado à rodovia. Ele decidiu dedicar parte de seu tempo para roçar o mato às margens da rodovia, no km 21 do acostamento, no bairro Ubatumirim.
"A gente não enxerga o ônibus que está vindo. Quando damos o sinal ele acaba parando longe porque também não vê a gente", disse Quirino.
O trecho da rodovia que corta a região abrange os municípios de Ubatuba, Caraguatatuba e São Sebastião. (Fonte: ValeParaibano)

Jetons "engordam" o ganho dos vereadores em Ubatuba
Câmara já gastou R$ 13 mil; cada vereador recebe R$ 180 por sessão extra

Ubatuba - A Câmara Municipal de Ubatuba já gastou mais de R$ 13 mil em sessões extraordinárias em 20 dias de recesso parlamentar. De 15 de dezembro até ontem a Câmara se reuniu seis vezes, convocadas pelo Executivo. Cada vereador recebe R$ 180 por sessão.
Segundo o presidente da Câmara, Gerson de Oliveira (PMDB), o quórum foi total. Somente na última sessão foram registradas duas faltas.
Oliveira informou que estão programadas mais duas sessões para a semana que vem. Um dos projetos a serem votados na terça-feira propõe a criação de duas secretarias --de Turismo e Meio Ambiente (leia nesta página).
O vereador afirmou ainda que foram votados seis projetos até agora, além de algumas emendas e vetos. Entre eles, destacam-se o Orçamento para 2002 e a criação do Instituto de Previdência de Ubatuba. Outro projeto destacado pelo presidente da Câmara regulamenta o trabalho dos tatuadores e dos ambulantes caiçaras que vendem artesanato. "O projeto visa incentivar os caiçaras a comercializarem seus produtos de forma legal e com auxílio da Fundart (Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba)", comenta Oliveira. A lei deve ser sancionada a semana que vem.
De acordo com o vereador Andrade Henrique dos Santos (PFL), todos os projetos votados são de grande importância para o município. "Os projetos precisam ser votados antes do término do recesso para que as leis sejam sancionadas o quanto antes".
CRÍTICA -- O vereador Domingos dos Santos (PT) acredita que os projetos não deveriam ser votados durante o recesso por causa de sua importância. "Projetos como o que cria as secretarias e o do Instituto de Previdência do Município mereciam ser melhor debatidos com a sociedade".
Para Fernando de Lima Oliveira, presidente da SAB (Sociedade Amigos de Bairro) da Praia Grande, o grande número de sessões extraordinárias dá uma noção da falta de competência dos vereadores e da prefeitura. "Em vez de eles se organizarem e votarem os projetos durante o ano, esperam pela temporada, quando ninguém tem tempo para acompanhar o trabalho do Legislativo". (Fonte: ValeParaibano)

Projeto prevê criação de secretarias

Ubatuba - Na próxima terça-feira, a Câmara Municipal de Ubatuba deve votar projeto-de-lei criando duas secretarias na cidade -- de Turismo e de Meio Ambiente.
De acordo com a proposta, está prevista a criação de quatro cargos, entre os de secretários e técnicos de cada área. O custo ainda não está definido, mas, segundo o vereador Domingos dos Santos (PT), todos já sabem que o número de cargos não é suficiente para o funcionamento das secretarias. "Com certeza teremos emendas ou outros projetos posteriores para definirmos o funcionamento das secretarias".
Segundo o presidente da Câmara, Gerson de Oliveira (PMDB), os cargos não vão aumentar os gastos do município, uma vez que outros estão sendo extintos. O vereador exemplifica com a demissão de 169 funcionários da prefeitura no último dia de 2001. (Fonte: ValeParaibano)

Ilhabela ganha novos espaços para diversão

Ilhabela - Dono de uma coleção de objetos e móveis do mundo inteiro, antigos ou não, o cabeleireiro Felippo Barbosa Lima, 54, resolveu se desfazer de parte do acervo e abriu o espaço cultural que leva seu nome, em Ilhabela, onde vende essas peças. "A gente vai ficando mais velho e tem que renovar."
O espaço abriga antiquário, loja de decoração, lounge e café. Também funciona como galeria, já que Felippo expõe obras de artistas plásticos locais e dele mesmo, que também pinta quadros.
No lounge, há um bar e móveis de várias procedências e épocas, como poltronas portuguesas e inglesas e uma cama de Bali. "Queria que o local tivesse um ar de casa", diz Felippo, que comprou boa parte da coleção mundo afora.
No café, todos as guloseimas são feitas na fazenda de Felippo, como os bolos de maracujá e laranja e o chutney de morango. O espaço conta também com o aconchegante Jardim das Pedras, com fonte e iluminação especial.
Ainda em Ilhabela, outro local traz novidades: é o bar, restaurante e sushi-bar Captain's Club. A decoração é inspirada nos veleiros do início do século 20. Aliás, vários velejadores costumam aparecer no local, que abriu há oito meses, como os famosos Lars Grael e Pierre Schurmann, diz o gerente Ronan Kammer.
No cardápio, o hit é o camarão quatro queijos com pistache, que acompanha arroz e batata palha e sai por R$ 35. Já no quesito bebibas, o forte são os 48 rótulos de uísque. O Captain's Club ainda conta com um serviço gratuito para pegar as pessoas nos barcos.
Para quem prefere sair da terra, há a recém-inaugurada escuna Luna D'Argento (lua de prata, em italiano), que conta com bar e um salão de 30 metros quadrados.
O bar fica na parte de trás da embarcação, sob um deck suspenso, onde as pessoas podem subir para apreciar a vista. O proprietário, Cássio Lima, 35, quer aproveitar o espaço para shows.
A escuna funciona de manhã e à tarde, para passeios turísticos, e à noite, atracada no píer da Vila, para o agito, com muita MPB no som. Como destaque, há dois mastros de pau-brasil que foram retirados de uma embarcação naufragada em Santos. (Fonte: Folha)

Entrega de ambulâncias na Costa Sul de São Sebastião

São Sebastião - Mais de 400 pessoas participaram na última sexta-feira, dia 4, da inauguração, na Unidade de Pronto Atendimento da Costa Sul, do equipamento de radiografia, de 500 mili amperes – com mesa flutuante e revelador de filme automático, que irá atender toda a região.
Durante a cerimônia também foram entregues de quatro ambulâncias, sendo três adquiridas pela prefeitura municipal e uma repassada pelo Governo do Estado, no último sábado, dia 29, pelo governador Geraldo Alckmin.
Além do prefeito Paulo Julião, compareceu à cerimônia o deputado estadual Edson Aparecido (PSDB) e os vereadores Aldo Conelian, Amâncio, João Barreto, Wagner Teixeira, Erwin Mota, Marcos Leopoldino e Marquinho Souza.
"Essa obra é a sensação de dever cumprido. São Sebastião é a única cidade do Litoral Norte que possui duas unidades de Pronto Atendimento e a entrega do aparelho de raios X é um avanço significativo na área, onde é comum a traumatologia. Com essa iniciativa esperamos, cada vez mais, humanizar a saúde no município", disse o prefeito.
Segundo a secretária da Saúde, Cláudia Batocchio Pinto Flausino, a substituição do equipamento de RX visa melhorar a qualidade do diagnóstico com recurso técnico para traumatologia e o revelador automático irá diminuir a demanda por remoções ao PS Central para exames. "Não é fácil administrar uma cidade como São Sebastião e nem tudo pode ser feito ao mesmo tempo, mas a reforma era prioridade, que deve ser compartilhada com a população".
"Antes nós trabalhávamos com um equipamento portátil de 100 mili amperes, adquirido pelo prefeito Paulo Julião durante a sua gestão anterior, ainda em 1990", enfatizou a secretária.
Os veículos que foram entregues são do tipo Pick-Up, modelo Chevrolet S-10, com direção hidráulica e com motor 2.2. de velocidade. A secretária informou que estas irão reforçar a frota existente que estão locadas nos postos de resgate da cidade.
Destas ambulâncias, duas ficarão em Boiçucanga, sendo uma para resgate e outra para transporte de pacientes ao Pronto Socorro Central, uma ficará em Juquehy e, a outra, em Maresias.
Além disso, para melhorar o atendimento nesta época do ano, quando o município recebe milhares de turistas, foi alugada uma UTI móvel até o carnaval. (Fonte: PMSS)

São Sebastião realiza Beach Games – Verão 2002

São Sebastião - A prefeitura de São Sebastião, por meio da secretaria de Turismo, Esportes e Cultura, realiza a partir deste sábado, dia 5, o Beach Games – Verão 2002, evento esportivo e recreativo em diversas praias da cidade, das 10 horas às 17 horas.
Além das praias, todos os dias haverá uma tarde de lazer, que acontecerá das 17 horas às 21 horas, numa arena disponibilizada pelo governo do Estado, localizada no aterro da Rua da Praia, região central, com jogos de vôlei, futvôlei, futebol de areia, recreação infantil e apresentações de peças teatrais dos alunos das oficinas culturais da cidade.
Neste final de semana, dias 5 e 6 de janeiro, o Beach Games ocorrerá na praia das Cigarras, Costa Norte, com brincadeiras para crianças como cabo de guerra, caça ao tesouro e muita ginástica como aeróbica, axé e Taebo. Além disso, haverá vôlei de dupla, 4 x 4, futvôlei e gol caixote.
A programação continua conforme segue:
12 e 13 de janeiro – Praia Grande - Balneário dos Trabalhadores
19 e 20 de janeiro – Praia do Bairro São Francisco
26 e 27 de janeiro – Praia do Pontal da Cruz
02 e 03 de fevereiro – Praia Grande – Balneário dos Trabalhadores
09,10,11 e 12 de fevereiro – Praia de Barequeçaba
de 05 de janeiro a 12 de fevereiro – Praias de Boiçucanga e Barra do Una  (Fonte: PMSS)

Caraguá recebe verba para o Projeto Verão 2002 do Governo do Estado

Caraguatatuba - O Governador Geraldo Alckmin esteve em Caraguatatuba no dia 29 de dezembro, para a entrega de 10 ambulâncias com UTI para as cidades da região do Litoral Norte e Sul. Na ocasião, o governador assinou o repasse de verbas para o projeto Verão de Caraguá.
De acordo com a Assessoria do Governo do Estado está sendo destinado um repasse de R$ 1,3 milhão para projeto Verão de 19 municípios, incluindo Ubatuba, Cubatão, São Vicente, Itanhaém, Peruíbe, Praia Grande, Mongaguá, Bertioga, Guarujá, São Sebastião, Ilhabela, Caraguá, entre outras.
Alckmin, em discurso, falou sobre o repasse de recursos. “Temos que trabalhar para receber bem o turista durante o verão. O turismo interno é o ‘boom’ do momento e vai gerar emprego e renda para diversas famílias em razão dos ataques terroristas dos EUA. Agora, ao invés de viajar para o Exterior, os brasileiros estarão conhecendo melhor as cidades do Litoral, inclusive nosso Litoral. Estamos fazendo uma campanha para TV, expondo as belezas do Estado e mostrando que o Brasil é rico em regiões belas, e que nosso Litoral tem praias tão belas quanto as do Hawai. Aqui temos o retrato do mundo. Por isso precisamos investir no projeto Verão, com recursos, inclusive para melhorar a segurança”, explicou Alckmin.
Segundo o governador, a operação de segurança destinou 1500 policiais para as cidades do Litoral Norte, Baixada Santista e Litoral Sul, incluindo helicópteros, viaturas, base móvel, corpo de bombeiros e reforço nas estradas.
Na ocasião, o prefeito de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva, recebeu das mãos do governador 193kg de medicamentos, referente à Campanha Dose Certa.
Outro investimento do Estado em Caraguatatuba, em 2001 foi o prolongamento de asfalto para a avenida Beira Mar (continuação da Av. da Praia). Em 2002, a verba do DADE vai para a urbanização e pavimentação das praias Cocanha, Prainha e Martim de Sá, cobertura do palco e da praça de eventos. (Fonte: PMC)

Fiscalização monta posto de atendimento na Martim de Sá

Caraguatatuba - O Setor de Fiscalização do Comércio da Prefeitura de Caraguá está atuando em todas as praias do município desde o dia 25 de dezembro de 2001 para impedir que ambulantes clandestinos continuem trabalhando na cidade. Desde de o início da operação de verão 2001 -2002, a fiscalização apreende diariamente centenas de CDs, bóias, redes, colchas, artigos de bijuterias e acessórios de praia em geral, que são vendidos irregularmente pelos camelôs nas praias do município. A inovação do setor este ano foi um posto instalado na Praça Antonio Fachini, na praia da Martim de Sá, onde ficam um fiscal e um policial. Cerca de 20 fiscais atuam no trabalho de fiscalização em todas as praias da cidade. A prefeitura não quer proibir que os ambulantes trabalhem na praia, desde estes estejam devidamente regularizados conforme as exigências municipais. Os objetos apreendidos serão vendidos em bazar no Centro Comunitário do bairro Ponte Seca e a arrecadação doada à entidades de caridade do município. (Fonte: PMC)

Fundacc promove Oficinas de Verão 2002

Caraguatatuba - As férias chegaram e a Fundacc programou uma série de atividades para a comunidade e turistas que estão na cidade nesta temporada - são as “Oficinas de Verão” que estarão acontecendo em vários pontos da cidade, a partir de 7 de janeiro de 2002 em parceria com a Secretaria Municipal de Esportes.
Para atender meninos e meninas, amantes do futebol arte, o monitor Paulo Messias estará na praia do centro, na quadra principal, de terça a domingo, em dois horários; das 7h30 às 10 horas e das 17 às 20 horas.Os interessados devem ter mais de 16 anos. Para quem curte um vôlei de areia ou futvolei, o monitor Alexandre Gardelin estará ministrando aulas na quadra principal, na praia do centro, de terça a sexta-feira, das 7h30 às 10 horas e das 17 às 20 horas.Quem está a fim de balançar o corpo e aprender dança de rua, o monitor Carlos Magno estará no quiosque 28 “Bongiovanni” às sextas, sábados e domingos, das 8 às 11horas, dando aulas para todas as idades.
Já quem quer mesmo é cair na água nesse verão, a dica é a oficina de surf, sob o comando de Luciano Sant’anna, que acontece às segundas e quartas-feiras na praia do Indaiá, em frente ao quiosque 32 ”dos Amigos” das 9 às 11 horas e das 15 às 17 horas. Às terças e quintas-feiras, as aulas acontecem na Praia das Palmeiras, em frente ao quiosque 42 “dos Amigos”, das 9 às 11horas e das 15 às 17 horas.Outra oficina de verão da Fundacc que pode ser realizado é a Canoagem “Resgate ao Mar” com Tirso da Rocha Neves, que acontece na Praia da Cocanha às segundas, quartas e sextas-feiras, das 9 às 10h30.
As aulas são gratuitas e as inscrições podem ser feitas com os monitores no local. (Fonte: Fundacc)

Praias de Caraguá ganham novas lixeiras

Caraguatatuba - Novas lixeiras foram adquiridas pela Prefeitura Municipal de Caraguá. As cem lixeiras de polietileno serão instaladas nas praias de Caraguá até sábado, dia 5. A SSM-Secretaria de Serviços Municipais esteve decidindo nesta Quinta, 3, qual o melhor método a ser utilizado para a instalação das cem lixeiras. A afixação começa a ser feita nesta sexta-feira com a equipe da SSM. Das cem lixeiras, 50 são amarelas e as outras 50 azuis e comportam 240 litros de lixo cada uma. As praias que deverão receber as lixeiras são Tabatinga, Cocanha, Martim de Sá, Prainha, Centro e Indaiá. A equipe pretende instalar um par de lixeiras a cada quiosque. (Fonte: PMC)

Mutirão de Limpeza na Ilha do Tamanduá

Caraguatatuba - A SSM-Secretaria de Serviços Municipais de Caraguá fará um mutirão de limpeza na Ilha do Tamanduá, na quarta-feira, dia 9 de janeiro. A secretaria de Educação está convocando alguns alunos da rede municipal de ensino para participarem do mutirão. Todo ano a prefeitura faz pelo menos um mutirão na Ilha Tamanduá, retirando toneladas de lixo, principalmente garrafas, copos e sacos plásticos. A Ilha do Tamanduá é um dos pontos turísticos imperdíveis de Caraguá. Fica na região da Praia da Cocanha e é ideal para a prática do mergulho de observação. Chega-se à Ilha de barco e pode-se atravessar de um lado para o outro através de trilhas demarcadas. De água cristalina, a Ilha possui rica fauna marinha e costuma ser visitada também por estudantes. (Fonte: PMC)

Carta do Leitor

Indignação do Leitor - Como bem salientou o editor do nosso precioso boletim diário, falta maior vontade por parte dos canais de comunicação dos municípios vizinhos. E não se pode dizer que isso é difícil, pois em alguns casos, basta um "Clique" e pronto!
Só tenho a agradecer as informações contidas nos boletins do Litoral Virtual e parabenizar o trabalho.
Um grande abraço e um Feliz 2002 para todos.

Alberto Lourenço Junior
mattoslourenco@uol.com.br


Festa do Peão Boiadeiro - Juquehy (mais precisamente o Sertãozinho) será premiado neste mês com uma tal Festa do Peão Boiadeiro. Em um terreno não muito grande e nada adequado para tal: está cercado por casas de moradores e/ou veranistas e de pousadas, que nesta altura do ano estão cheias de hóspedes. É a época em que os empresários do ramo costumam ganhar seu dinheiro, aliás merecido.
Os moradores fizeram abaixo-assinado, que a Sociedade Amigos do Juquehy enviou ao Prefeito Paulo Julião acompanhado de ófício, solicitando que isso não aconteça. O "dono" da tal festa do boiadeiro não providenciou nada na Prefeitura: nem alvará, nem licença da tributária, nem vistoria do Corpo de Bombeiros. Deixou isso a cargo do vereador Amâncio, que foi também quem cedeu o terreno.
O Prefeito Paulo Julião me disse logo após a inauguração do novo equipamento de Raio X e entrega de cinco ambulâncias para a Costa Sul que vai autorizar a festa.
É lamentável, mas ao Prefeito é quem cabe tomar as decisões neste município. Com o desgaste que provoquem ou não. Entre a solicitação de uma sociedade de amigos, que procurou apenas defender o bem estar, o sono e o comércio turístico na região e o pedido de um vereador ele preferiu atender ao vereador.
Como munícipe da Costa Sul e diretora da Sociedade Amigos do Juquehy não posso deixar de lamentar. Lamentar duas vezes: a primeira, pela decisão, a meu ver equivocada. A segunda, por que enquanto o Centro da Cidade vai ouvir, hoje, Daniela Mercuri, a nós, de Juquehy, cabe-nos "ouvir" o som de uma festa de peão boiadeiro. Com bois sarnentos e cheios de moscas, e cuja merda permanecerá após os dez dias de duração da tal festa...
Gostaria de saber quem vai desinfetar o terreno depois que bois, cavalos, moscas e peões forem embora. Espero que não sejam os donos de pousadas...
Parabéns, mais uma vez, pelo Litoral Virtual. Leio sempre. Não perco. E espero que vocês continuem por muitos e muitos anos!

Regina Helena de Paiva Ramos
Presidente da Federação Pró Costa Atlântica
1ª.  Secretária da Sociedade Amigos do Juquehy
reginapaiva@uol.com.br


Churrasco na Praia - Em resposta ao Sr. Milton Golombek/SP - Sou caiçara, nascida na Maranduba e residente no Sertão da Quina. Eu e minha família éramos um dos churrasqueiros da Caçandoca na ultima terça feira, dia 01, isto porque não há lei que impeça que você leve a churrasqueira. O proibido e fazer churrasco no chão, principalmente no pé das arvores.
Sempre que a Maranduba está invadida por turistas, impossível de ser freqüentada com crianças, vamos para a Caçandoca com a churrasqueira, isto por não ter opção de um local para almoçar. Bem que eu gostaria de não ter que carregar nada e ter onde fazer uma refeição caseira, não dá para passar o dia a lanche e os dois únicos comércios locais são precários, sem condições de atender tamanha demanda de turistas. Quem sabe alguém se interessa por abrir um restaurantezinho com comida caseira, não é?
Quanto ao lixo e ao som alto, vai da educação de cada um, eu trago todo o lixo em sacos até a lixeira. Enquanto não houver opção, pretendo continuar tendo esse lazer nos meus dias de folga, espero que não me proíbam.
Seria bom conscientizar com placas e fiscalização, mas não somos todos vândalos. Esta é minha terra, amo este lugar, mas, temos que usufruir de acordo com o que o local nos oferece.

Bel Derghan
Ubatuba - SP
derghan@iconet.com.br


Náutica Free Wallpaper

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:
Clique Aqui.

 

Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor