Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 26 de agosto de 2002 - Nº 602 Edições Anteriores

Naturali Garden Center

Litoral Norte:
   Calor fora de hora lota as praias da região
   Temperatura deve subir ainda mais

Caraguatatuba:
   10º Megacycle tem número reduzido de ocorrências durante o evento
   Equipe de atletismo traz bons resultados de Pinda
   Caraguá se destaca no 3º Campeonato de Supino
   Caraguá sediou 6ª Etapa do Campeonato Valeparaibano de Ciclismo
   Caraguá Bicicross Clube disputou campeonato em Jacareí
   Caraguá na Copa Brasil de Canoagem Oceânica
   6ª Copa Litoral Norte de Natação começa em setembro

Ilhabela:
   Contribuinte de Ilhabela tem sentença favorável contra IPTU progressivo
   Atividade física para diabéticos e hipertensos na USB Água Branca
   Prefeitura de Ilhabela convoca professores de Educação Física

São Sebastião:
   Férias escalonadas são discutidas em congresso da ABAV
   São Sebastião repassa viatura de ronda escolar para PM
   Barequeçaba na década de 60 é tema da exposição do fotógrafo Edivaldo Nascimento
   Guarda-parques são contratados por sociedade civil
   Moradores de São Sebastião definem prioridades para Orçamento 2003

Ubatuba:
   Pajelança é prática comum no litoral
   Índios 'controlam' alopatia
   Pajé 'cura' desde 15 anos
   Diarréia e tosse são mais comuns
   Seminário sobre desenvolvimento sustentável é realizado em Ubatuba
   PM captura fugitivos de cadeia em Ubatuba

   Carta do Leitor


Calor fora de hora lota as praias da região
Turistas aproveitam o Veranico no Litoral Norte; comércio registra aumento de vendas na baixa temporada

Litoral Norte - O calor em pleno inverno está atraindo os turistas para as praias do Litoral Norte na baixa temporada. Nas últimas semanas, o movimento foi intenso, superou o número de turistas dos últimos anos e aumentou as vendas no comércio. Muitas praias estiveram cheias.
Segundo o CPTEC (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticas), de Cachoeira Paulista, o calor deve ficar mais intenso nos próximos dias.
Não há previsão oficial do número de turistas na região. Mas eles estão lá, como a bióloga Maria Idalice Carnino, que saiu de Serra Negra (SP) para aproveitar o calor das praias do litoral.
"Não esperava que o inverno fosse tão curto. Esse calor possibilitou uma nova opção de lazer nas férias de meio de ano", disse.
Com uma vantagem, segundo Maria Idalice: em plena baixa temporada, os produtos vendidos nas praias estão mais baratos.
"As vantagens da praia na baixa temporada é que o preço dos produtos estão cerca de 20% mais baixos. E, mesmo com o sol constante, podemos ficar expostos o dia inteiro sem colocar em risco a saúde", disse.
O turista André Luis de Faria prolongou seus dias de férias na praia por causa do calor. "Sou de Taubaté e sempre fico apenas um fim-de-semana na praia por causa do mau tempo. Esse ano pretendo ficar mais de dez dias para aproveitar o sol e a baixa temporada", disse
VENDAS - Para o presidente da Associação Comercial de Caraguá, Jorge Washington Camargo, os comerciantes devem garantir a clientela e aproveitar a queda nos preços dos produtos para promoções.
"Os atrativos ajudam atrair os clientes. A alta temperatura é o fator principal para garantir lucro nesta época de baixa temporada", disse.
O comerciante Ari Carlos Barbosa, de Caraguá, disse que o aumento da temperatura gerou um lucro de mais de 30% em uma época considerada fraca para as vendas. "Tenho um quiosque na Martin de Sá há sete anos e esse é o primeiro inverno que tenho bom movimento. O preço baixo dos produtos também atraiu os clientes", disse.
Vendedor de sorvetes na Praia Grande de Ubatuba há quatro anos, Natálio Soares disse que suas vendas duplicaram na baixa temporada.
"Nessa época, o normal é vender 50 sorvetes por dias. No verão vendemos mais de 300 sorvetes. Só que, nas últimas semanas, a média de foi 150 sorvetes por dia. Espero que o calor continue."
O gerente do Farol Praia Hotel de Caraguá, Adalberto Ribas de Barros, afirmou que não esperava o intenso movimento e alugou quase a metade dos leitos do hotel.
"Ofereço 30 quartos e nos meses de julho e agosto mais de 12 quartos ficaram ocupados. Esse é um índice positivo para a categoria, que sempre passa necessidades neste período", disse.
Na baixa temporada os hotéis e pousadas oferecem preços promocionais. No fim-de-semana, a média dos quartos é de R$ 50 para casal, com café da manhã incluso. Na alta temporada esse valor ultrapassa R$ 100. (Fonte: ValeParaibano)

Temperatura deve subir ainda mais

Litoral Norte - Segundo o meteorologista Antônio Sérgio Pereira da Silva, do CPTEC (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos), esse período de inverno pode ser considerado um dos mais quentes dos últimos anos.
"O curto período de frio é conseqüência da fraca massa de ar frio da região sul, que não conseguiu atingir o Sudeste. O aquecimento global também favorece o aumento das temperaturas", disse.
Ele afirma ainda que a tendência é de temperatura elevada para os próximos meses e que ainda não há previsão de chuva. Nas cidades litoraneas, a expectativa é de ondas altas e de alguns pontos de "ressaca" principalmente nas regiões de costeira. (Fonte: ValeParaibano)

10º Megacycle tem número reduzido de ocorrências durante o evento
Polícias militar, rodoviária, civil e Ditran estão trabalhando em parceria para o sucesso do encontro

Caraguatatuba - O número reduzido de ocorrências é motivo de comemoração nesta 10ª edição do Megacycle. O trabalho eficiente das polícias militar, rodoviária, civil e parceria da Ditran - Divisão de Trânsito de Caraguatatuba tem colaborado para o sucesso deste, que é o maior encontro motociclístico do Hemisfério Sul, realizado aqui em Caraguatatuba.
De acordo com o comandante da Polícia Militar de Caraguá, Capitão Valter Padulla, Caraguatatuba recebeu 300 mil turistas para o final de semana. Até domingo, a cidade recebeu mais de 50 mil motociclistas. Segundo ele o reforço policial aumentou a segurança dos participantes e atraiu mais público, principalmente famílias que trazem seus filhos para assistir aos shows e manobras de motociclistas. “Nosso efetivo está em vários pontos da Avenida da Praia, garantindo a segurança e verificando o uso de equipamentos de segurança obrigatórios pelos motociclistas. Prova de que a operação está sendo bem sucedida é o número reduzido de acidentes. Dos 15 furtos registrados no DP, 7 foram de automóveis e 8 de motocicletas sendo que uma delas foi encontrada na Martim de Sá”, explicou o capitão.
Além disso, dos furtos registrados, 6 ocorreram fora do perímetro onde está sendo realizado o evento, não sendo o Megacycle o principal responsável pelo registro do total de ocorrências noticiadas na mídia regional.
Neste ano os índices baixos de ocorrências graves tem sido o destaque. O Megacycle encerrou no domingo, 25, com inúmeras atrações em sua programação. O capitão Padulla também informou que não houve nenhuma ocorrência de gravidade. A segurança está sendo feita por 80 policiais militares e 30 agentes de trânsito. Para reforçar o policiamento, foram instaladas 20 câmeras de vídeos na cidade. Até domingo a expectativa de tráfego foi de 30 mil veículos entre carros e motocicletas. Cerca de 130 policiais rodoviários e agentes do DER monitoraram o trânsito.
Em caso de furto de motocicletas e outras ocorrências, o capitão Padulla sugere que a vítima procure ajuda dos policiais militares espalhados pela Avenida da Praia, para o pronto atendimento, “estão acontecendo muitos casos em que as pessoas comparecem direto a delegacia, o que acaba por atrasar o trabalho de busca de motos furtadas, que podem ser encontradas rapidamente quando a vítima avisa o policial que está no perímetro do evento”, explicou, completando que “o procedimento correto e eficaz é procurar o policial mais próximo ou discar 190”, finalizou.
Última hora - A Polícia Militar de Caraguatatuba tem realizado um trabalho de captação de ocorrências diariamente para transmissão à imprensa. Com o recomeço do Megacycle nesta quinta-feira, foram registradas as seguintes ocorrências envolvendo motociclistas: 2 recolhimentos de moto, 1 furto de moto e 4 acidentes motociclísticos, dos quais apenas 1 ocorreu no perímetro do Megacycle, na avenida Engenheiro João Fonseca. (Fonte: PMC)

Equipe de atletismo traz bons resultados de Pinda

Caraguatatuba - A equipe de atletismo sub-16, da Secretaria de Esporte participou da Fase Regional do Pró-Atletismo no dia 10 de agosto no município de Pindamonhangaba com dez atletas, conseguindo ótimos resultados. Na categoria Arremesso de peso Fernando Antunes ficou em 3º lugar; Mariana Flora em 4º lugar e Murilo Bruno em 5º lugar. Na categoria 100 metros rasos nossos atletas também se destacaram com o 4º lugar conquistado por Everton Vera e por Felipe Tomas. Nos 1.500 metros rasos, Wellington Neves ficou em 5º lugar e no salto à distância Everton Vera ficou em 6º lugar. Parabéns a toda a equipe e aos professores responsáveis Nilson Santiago e Cícero Alberto. (Fonte: PMC)

Caraguá se destaca no 3º Campeonato de Supino

Caraguatatuba - A equipe Vigor Center de Caraguá esteve participando do 3º Campeonato de Supino Aberto realizado no dia 11 de agosto na cidade de Porto Ferreira interior de São Paulo, com o apoio da Secretaria Municipal de Esportes e Recreação de Caraguatuba. Quem comandou a participação da equipe foi o professor Murinho. Os resultados foram os melhores, com 6 medalhas de ouro, 2 de prata, 1 de bronze.
Na categoria 56 Kg - Junior, Josivaldo ficou em 1º lugar; e Amarildo em primeiro na categoria Adulto. Na modalidade até 75 kg, o atleta Carlos Eduardo também conquistou o 1º lugar na categoria Junior, além de conquistar o 2º lugar no adulto.
Na categoria até 75 kg-adulto, B. ª ficou em primeiro lugar; na categoria 82,5 Kg - Junior, Cristiano conquistou o 1º lugar, e no adulto, o 2º lugar. Na categoria até 82,5 kg -adulto, Maichi Taison. A academia Vigor Center foi a campeã por equipe com 88 pontos. (Fonte: PMC)

Caraguá sediou 6ª Etapa do Campeonato Valeparaibano de Ciclismo

Caraguatatuba - Caraguá sediou no domingo, 11 de agosto, a 6ª Etapa do Campeonato Valeparaibano de Ciclismo, que contou com a presença de mais de 250 atletas de todo o Estado e claro, a equipe Nossa Caraguá.
A prova foi realizada na avenida da Praia, do trecho da rotatória da Prestes Maia a entrada da rua Caçapava, totalizando 2 km. O evento contou com o apoio da SER e da Ditran, através do Professor Beto e Cel Celso Rapacci.
A primeira categoria, a Pró Eliute em 2h40min, os atletas percorreram 100 km e João Carlos foi o 12º colocado. Na categoria Máster o atleta de Caraguá Francisco Alves ficou em 5º numa chegada muito disputada.
Na categoria Expert 90 kmk foram percorridos em 2h15min por diversos atletas, entre eles o biker Sérgio Minato, Gustavo Rodolfo e Juracinei Rodrigues não terminaram a prova, devido a um acidente com um pedestre entro na frente do pelotão ainda com cerca de 40 atletas que estavam a mas de 45 km/h, causando um grave acidente que levou ao chão vários atletas inclusive o único Caraguatatubense na prova que ainda teve forças para terminar em 12º lugar.
Na categoria Sênior A, Alexandre Magno, que terminou em 15º após 2h10min. Na categoria Estreantes tivemos Paulo José em 6ª em uma disputada chegada após uma hora de prova. Na categoria Montain Bike Feminino, Elisângela Teodoro em 1º, Fäbia em 2º, Rosana em 3º e Márcia em 4º. Na Montain Bike masculino Sport, Jéferson ficou em 5º e na Montain Bike Elite, Francisco Pinto ficou em 5º. (Fonte: PMC)

Caraguá Bicicross Clube disputou campeonato em Jacareí

Caraguatatuba - A equipe do Caraguá Bicicross Clube participou do 17º Campeonato Jacareinense de Bicicross com sua delegação chefiada pelo presidente do Caraguá Bicicross Club, Wlamir Araújo e o apoio da Prefeitura Municipal de Caraguá.
Esta foi a terceira etapa do campeonato e nossos atletas conquistaram excelentes resultados. A piloto Sandrini Kodama venceu na categoria Feminino de 11/12 anos; Maurício Molinaro ficou em 2º na categoria Cruiser 13/14 anos; e Rafael Martins em 3º lugar na mesma categoria. Já na Cruiser 15/18 anos, Fernando Maximiliano garantiu a 5ª posição. Na categoria Masculino 11/12 anos, Danilo José Oliveira venceu a prova, Francisco Sávio ficou em 3º e Wallace G. Araújo, em 5º.
Na categoria Masculino 13/14 anos, Cainã conquistou o 2º lugar, Mateus Silva, o 4º lugar Mauricio Molinaro, o 5º lugar e Alexandre Ajime, o 6º lugar. Na categoria 15/16 anos, Wlamir Junior conquistou a 4ª posição. Na categoria Elite, Márcio Barbosa, ficou em 3º e Paulo Jose, em 6º. (Fonte: PMC)

Caraguá na Copa Brasil de Canoagem Oceânica

Caraguatatuba - A equipe Licaf de Canoagem de Caraguatatuba foi a vice campeã por equipe na 3ª Etapa da Copa Brasil de Canoagem Oceânica e 23ª Regata do Colégio Naval de Angra dos Reis no último dia 10. A equipe conquistou excelentes resultados: Tafarel e Pedro em 1º na categoria Duplo Junior Masculino; Fernando de Lima em 1º na categoria Junior Masculino; Humberto Nepomuceno Santana em 1º na categoria Sênior Masculino e Elen Fernandes em 1º na categoria Feminino.
Outros canoístas de Caraguá obtiveram ótimas posições, como Edvaldo Fernandes, em 2º lugar na categoria Máster Masculino; Wagner e Eusébio eu ficaram em 2º lugar na categoria Duplo Sênior Masculino; Thiers da Silva, também em segundo lugar na categoria Sênior Masculino; e Ary Antonio, segundo lugar na categoria Super Máster Masculino.
Bruno Mazzurato conquistou o 3º lugar na categoria Individual Junior Masculino; Anderson Soares o terceiro na categoria Junior Masculino e Evelin Fernandes, também em 3º na categoria Junior Feminino. (Fonte: PMC)

6ª Copa Litoral Norte de Natação começa em setembro

Caraguatatuba - Os nadadores de Caraguá irão competir a 6ª Copa Litoral de Natação em São Sebastião no próximo dia 22 de setembro. A segunda etapa será realizada em Caraguá no dia 27 de outubro. A terceira etapa em Ubatuba no dia 24 de novembro. A etapa final será realizada em Caraguá no dia 15 de dezembro. A competição é aberta a academias, escolas e entidades. (Fonte: PMC)

Contribuinte de Ilhabela tem sentença favorável contra IPTU progressivo

Ilhabela - A Justiça de Ilhabela concedeu, nesta semana, a sentença definitiva em favor do contribuinte Abert Boutros El Khoury, impedindo a cobrança da alíquota progressiva do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) instituída pela Lei Municipal 76/2001.
No mês de julho, o contribuinte recebeu da Justiça uma liminar que impedia a cobrança da alíquota progressiva de 2% do IPTU sobre o valor venal do imóvel.
Pela lei, o valor tributado no imposto aumentou de 1% para 2%. O imóvel do contribuinte está inserido na taxa de 1,6% (cobrada pelos terrenos que possuem entre 350,1 a 800 m² de área construída). Com a sentença decretada pela Justiça o morador volta a pagar a taxa anterior.
A lei da cobrança progressiva do IPTU foi aprovada no final do ano passado e não havia sido publicada em Diário Oficial até o dia 31 de dezembro de 2001.
Dessa forma, alíquota progressiva só poderia entrar em vigor em 2003. Em março deste ano o vereador Rogério Ribeiro de Sá pediu para os moradores entrarem na Justiça alegando que o aumento do imposto era inconstitucional por não ter sido publicado antes.
O advogado do contribuinte, José Fernando de Araújo Lorena, entrou com uma ação de inconstitucionalidade contra a referida lei fundamentada na Emenda Constitucional 29/2000 que permite a progressão fiscal e extrafiscal do imposto . “O IPTU é um imposto de natureza real que não pode considerar a capacidade econômica do contribuinte.
A progressividade só seria admissível para o fim extrafiscal de assegurar o cumprimento da função social da propriedade. Ou seja, a alíquota progressiva só valeria para terrenos que não estão sendo utilizados.”
Na avaliação do advogado, o direito de igualdade assegurado pela Constituição não está sendo cumprido. “Essa emenda nasceu morta porque não será objeto de deliberação a proposta que tende a abolir os direitos e garantias individuais estabelecidos na Constituição. Os contribuintes na mesma situação estão sendo tratados de maneira diferente.”

A sentença - O juiz da Vara Distrital de Ilhabela, Josué Vilela Pimentel, decidiu que a Lei Municipal 76/2001 editada com fundamento na Emenda Constitucional 29/2000, fere o princípio da igualdade e da capacidade de contribuição. “Instituir a progressividade tão somente em razão do valor venal ou do tipo de construção é ferir de morte o princípio da isonomia (igualdade).
Tampouco se pode afirmar que dois proprietários de imóveis diferentes em valor de venda ou área construída podem ser tributados de maneiras distintas pelo simples fato de serem donos do imóvel.”
O juiz também levou em consideração a receita do município. “O fato da receita do município sofrer considerável abalo porque o orçamento já contava com a receita proveniente da aplicação da progressividade não cria motivo suficiente para obrigar o contribuinte a arcar com a carga tributária indevida.
Se houve expectativa de arrecadação fundada em norma inconstitucional, não é o contribuinte que será penalizado por isso”.
Sendo assim, o juiz determinou que o IPTU do contribuinte no exercício de 2002 e seguintes seja cobrado com a alíquota de 1% sobre o valor venal do imóvel não podendo incidir a progressividade instituída pela lei municipal.
O procurador jurídico da Prefeitura de Ilhabela, Odair Barbosa dos Santos, não foi localizado ontem. A prefeitura poderá recorrer da decisão no 1º Tribunal de Alçada Cível de São Paulo e ao Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília. (Fonte: Imprensa Livre)

Atividade física para diabéticos e hipertensos na USB Água Branca

Ilhabela - Há alguns meses a Unidade Básica de Saúde do Bairro da Água Branca vem realizando junto ao Grupo de Diabéticos e Hipertensos que são atendidos pelo posto, o controle de Glicemia Capilar e Pressão Arterial.
No encontro, que acontece às toda semana, são feitos os exames de destro (dosagem da glicose no sangue) e a verificação da pressão arterial e em seguida é servido o café da manhã. A novidade é que agora eles também fazem exercícios com o Professor Nuno, da academia Petit Village, que acontecem no gramado externo da Unidade.
Segundo uma das coordenadoras da equipe da Água Branca, Enfermeira Elair Melão, a nova atividade fez crescer a procura pelo posto, que recebe cerca de 40 pessoas por semana. “A realização da atividade física começou este mês e o número de usuários já aumentou. O trabalho voluntário de Nuno foi de grande importância para o sucesso deste programa”, completa.
Segundo Dra Yara M. G. C. Lima, que também é coordenadora, disse que não existe limite de idade para participar, o importante é estar sempre fazendo o controle. Pessoas que não podem caminhar tem o transporte da unidade a disposição para buscar e levar em casa.
O controle da Glicemia Capilar e Pressão Arterial acontece toda sexta-feira, a partir da 8h da manhã, na UBS Água Branca. É importante lembrar que para fazer os exames devem-se feitos em jejum. Os exercícios começam depois do café da manhã das 8h30 as 9h30. (Fonte: PMI)

Prefeitura de Ilhabela convoca professores de Educação Física

Ilhabela - Pela primeira vez a rede pública de ensino (Educação Infantil e Ensino Fundamental) de Ilhabela terá professores de Educação Física. O Prefeito Manoel Marcos autorizou nesta sexta a convocação de quatro professores de Educação Física aprovados no Concurso Público Municipal feito ano passado.
Esta iniciativa foi do atual Secretário da Educação Antônio Cornélio, que é formado nesta área. Cornélio vê a necessidade das escolas municipais terem a prática da Educação Física como contribuição fundamental para o desenvolvimento do intelecto e da formação corporal das crianças. O Prefeito Manoel Marcos deu total apoio a inclusão da disciplina no currículo escolar, mesmo porque é um grande incentivador da pratica esportiva. (Fonte: PMI)

Férias escalonadas são discutidas em congresso da ABAV

São Sebastião - Os representantes dos candidatos presidenciais, Edson Ortega, coordenador do plano de governo do candidato José Serra e Eduardo Sanovicz, responsável pelo plano de turismo da candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva, participaram dia 24, da plenária realizada no 30º Congresso da ABAV – Associação de Agências de Viagens, no Centro de Convenções de Pernambuco.
Cada representante apresentou os planos de governo, voltados a área do turismo nacional, aos representantes de agências, congressistas e jornalistas, como aumento na geração de empregos, ampliação do turismo brasileiro incentivando o turismo interno, política dos cruzeiros,
dentre outros.
Ortega e Sanovicz também abordaram a questão das férias escolares escalonadas, que deve ser novamente tratada em nível de governo federal. Este assunto foi abordado pelo prefeito de São Sebastião e presidente da Aprecesp – Associação das Prefeituras de Cidades Estâncias do
Estado de São Paulo, Paulo Julião, durante sua participação no Congresso, na última quarta-feira 21.
Para Ortega, a questão necessita ter o apoio dos governos estaduais e municipais. Segundo ele, com a mudança das férias no Estado de São Paulo, metade do consumo do mercado brasileiro também mudaria.
O subsecretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Turismo do Estado, Virgilio de Carvalho, disse que a secretaria já está atuando neste sentido e que a proposta inicial seria a mudança das férias de julho para agosto, além da criação de novos períodos de
folgas durante o ano.
A alteração no calendário escolar já foi implantada em outros países como França e Inglaterra, onde as escolas chegam a ter até oito períodos diferentes de folgas.
Dentre as propostas de governo de José Serra, as férias brasileiras seriam mais curtas, mas haveriam novos períodos distribuídos numa agenda durante o ano. “Essas alterações melhorariam a praticidade nos locais que concentram um grande número de turistas nas férias e, com esta redistribuição, haveria uma menor demanda, mas em várias épocas do ano”, disse Edson Ortega.
Os estados e municípios ainda receberiam investimento em infra-estrutura e, de contra partida, estes investimentos seriam utilizados na propagação do turismo. “Seria como um contrato de gestão visando a formação de uma agência de fomento ao turismo, mas também à indústria e ao comércio como divulgadores desta área”, explicou o coordenador peessedebista.
Durante o congresso realizado ontem, 23, o presidente da ABAV Nacional, Tasso Gardizani, disse que a associação já tratou desta questão há dois anos e, segundo ele, só não surtiu resultados por falta de interesse político. Ele ainda disse que a ABAV é defensora da idéia e está
disposta a retomar a questão.
No entanto, Eduardo Sanovicz, do plano de turismo da candidatura de Lula, disse que a questão não chegou a atingir o grau de consenso necessário no congresso. “Eu, pessoalmente, fui favorável ao compartilhamento das férias, mas como o assunto não passou pelo congresso, este tema segue aberto na agenda do turismo nacional, já que as regiões norte e sul de São Paulo atendem uma grande demanda nos períodos de férias escolares”, disse.
Turismo à melhor idade - Outro setor turístico abordado por Edson Ortega como proposta do governo de José Serra é o incentivo ao turismo à melhor idade, com a indústria desta área oferecendo atrações voltadas às pessoas com mais de 50 anos.
Segundo ele, no Brasil os idosos não têm o hábito de viajar como em outros países do exterior. “Este é um segmento que deve ser explorado no país, por isso, as cidades turísticas e as redes hoteleiras precisam abrir este mercado, adequando os estabelecimentos comerciais com preços e roteiros destinados a estes novos clientes”, propôs Ortega.
Os dados da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Turismo, apontam que em todo o Estado há 350 clubes organizados da melhor idade com mais de 150 mil associados. (Fonte: PMSS)

São Sebastião repassa viatura de ronda escolar para PM

São Sebastião - O prefeito de São Sebastião, Paulo Julião, entregou dia 23, às 13 horas, em nome do governo de Estado, uma viatura, do tipo Corsa, para a Polícia Militar, que será utilizada na realização da ronda escolar, das 9h às 23h, na região central.
O tenente Fernando Marcos Pedroso, comandante do policiamento de São Sebastião e Ilhabela, disse que o patrulhamento da viatura será feito pelos soldados Cícero e Célia, que já estão habituados com esse tipo de serviço. “A ronda já é feita, mas agora será intensificada”, disse.
Durante a cerimônia, a secretaria da Educação, Vera Hilst, agradeceu a rapidez com que o Estado, em parceria com o município, enviou a viatura.
O prefeito Paulo Julião afirmou que a Educação é uma questão prioritária no município, bem como em todo país, principalmente, devido ao tráfico de drogas. “Sabemos que apenas uma viatura não é suficiente para realizar ronda escolar em uma cidade que possui 108 km de costa, com 56 escolas. É preciso que a comunidade também participe, mas já é um começo”.
Julião também frisou a participação da Câmara Municipal nas ações, que visam conter a violência nas unidades escolas, como o projeto que prevê a proibição de ambulantes em área próxima aos colégios. (Fonte: PMSS)

Barequeçaba na década de 60 é tema da exposição de Edivaldo Nascimento

São Sebastião - O fotógrafo Edivaldo Nascimento inicia hoje, a partir das 20h, na Setec (Secretaria de Turismo, Esporte e Cultura), uma exposição sobre a Barequeçaba na década de 60. São 30 fotos que mostram reuniões entre amigos no bairro, principalmente em encontros esportivos, desde partidas de futebol à corrida de saco.
Segundo o organizador do evento, um diferencial desta exposição é a procedência do material reproduzido: as fotos foram encontradas por um morador de São Sebastião no lixo.
Sabendo que Edvaldo Nascimento possuía uma coleção de fotos antigas, o morador ofereceu as fotografias encontradas.
A partir disso, o fotógrafo passou a organizar e pesquisar o material encontrado. Ele acabou reconhecendo pessoas que ainda vivem no município compondo as imagens.
Uma exemplo dessas pessoas é Luís Leite Santana, atual secretário de Finanças do município. O caiçara Nereu, Silvio Santos (já falecido), entre outras personalidades da cidade estão nos retratos.
A exposição prossegue durante a semana em horário comercial. (Fonte: Imprensa Livre)

Guarda-parques são contratados por sociedade civil

São Sebastião - As Sociedades Amigos da Baleia e Camburyzinho, ambas na costa sul de São Sebastião, contrataram guarda- parques para a realização de fiscalização preventiva nos bairros e em área que abrange o Parque Estadual da Serra do Mar.
Há cerca de 2 anos, a carência de pessoal para fiscalização ambiental e a falta de uma política de prevenção, fez com que surgisse a necessidade de se buscar curso de capacitação para guarda- parques, no qual se formaram 28 pessoas.
O curso terminou há um ano, quando teve início a divulgação em vários segmentos da sociedade, prefeitura e Ongs - Organizações Não Governamentais - para que os guarda-parques pudessem ser contratados como prestadores de serviço, já que não havia perspectiva de que isso pudesse ocorrer por parte do Estado.
“Os guardas vão realizar a ronda no bairro, conversar com a população e observar se está acontecendo algum dano ambiental. Caso não consigam reverter a situação, entrarão em contato com a sociedade amigos que, por sua vez, acionará a fiscalização ambiental”, explica Edson Lobato, diretor do Parque Estadual da Serra do Mar do Núcleo de São Sebastião.
Segundo ele, a estratégia agora é difundir a experiência das contratações dos guarda-parques pela sociedade civil organizada. “Com essa proposta, estamos transformando a questão ambiental em econômica. O meio ambiente está gerando empregos”, explica Lobato.
Para o presidente da Sociedade Amigos de Bairro da Baleia (Sabaleia), Octávio Floriano de Godoy, que contratou um guarda-parque há cerca de dois meses, o resultado desta iniciativa não poderia ser melhor.
“Os guardas auxiliam os moradores na questão do esgoto, orientando sobre fossa séptica, e a não jogar lixo nos rios, verificam construções irregulares e, além disso, possuem uma ligação bastante estreita com a prefeitura, o que possibilita maior eficiência nos trabalhos”, disse.
Conforme o diretor do Parque Estadual da Serra do Mar, Edson Lobato, esse projeto inovador deve ser ampliado, com a colaboração do Ibama e Defesa Civil. “Ainda não está certo, mas pretendemos, que a cada 15 dias, os guarda- parques efetuem uma ronda na área que abrange a Serra do Mar”.
Para o diretor de Meio Ambiente da Prefeitura de São Sebastião, Nivaldo Simões, a comunidade é sempre o melhor fiscal, mas a falta de infra-estrutura na fiscalização da área de Parque Estadual, que corresponde a 75% do território do município, continua preocupante.
“Os guarda- parques são uma mão-de-obra preparada para atuar na fiscalização e acho que a contratação feita pela sociedade civil é louvável, mas continuo preocupado com a questão do parque estadual, que conta apenas com um funcionário e um estagiário para realizarem a fiscalização ambiental”, disse Simões. (Fonte: PMSS)

Moradores de São Sebastião definem prioridades para Orçamento 2003

São Sebastião - Os moradores de São Sebastião, há cerca de um mês, estão participando de reuniões de planejamento estratégico para definir as prioridades para o Orçamento 2003.
Para abranger o maior número possível de bairros, num curto espaço de tempo, os organizadores dividiram a cidade em micro- regiões. Hoje, dia 23, a reunião ocorreu no Ceprom III – Centro profissionalizante, às 8h30, com representantes de sociedades amigos dos bairros da região central até São Francisco.
Esta é a quinta reunião que acontece neste período. As anteriores ocorreram nos bairros de Barequeçaba, abrangendo também o centro; Barra do Una, que reuniu moradores dos bairros de Boracéia a Juquehy; Boiçucanga, atingindo representantes de bairros do trecho até a Praia Preta, e Maresias reunindo a sociedade organizada até Barequeçaba. Estão previstas para ocorrer reuniões nos bairros da Topolândia, região central, nas costas norte e sul.
Durante o encontro, está sendo entregue para os moradores um questionário, com perguntas relativas ao desenvolvimento da população, como a cidade serve o cidadão, a relação da prefeitura com a sociedade e sobre a relação da sociedade com o espaço urbano.
Quando o assunto, por exemplo, é sócio- econômico, de acordo com os questionários respondidos até o momento, percebe-se um avanço na área da saúde, que no ano anterior foi apontada como crítica. Além disso, tanto o nível de emprego quanto à droga e alcoolismo foram considerados graves problemas da sociedade, já a coleta de lixo e limpeza de praia têm sido consideradas boas. (Fonte: PMSS)

Pajelança é prática comum no litoral
Nas aldeias de Ubatuba e São Sebastião tratamento alopático para índios só é permitido após consultoria do pajé

Ubatuba - Antes de tomar o soro caseiro para combater a diarréia, o curumim tem de ser atendido pelo pajé (ou curandeiro) e tomar o remédio natural -- na maioria das vezes, um chá feito com ervas extraídas da mata atlântica. Caso o problema persista, o índio é encaminhado ao posto de saúde da aldeia para ser tratado pela "medicina do branco".
A regra é para todos que adoecerem nas duas principais aldeias guarani do Litoral Norte de São Paulo: Boa Vista, em Ubatuba, e Rio Silveiras, em São Sebastião.
As duas tribos são atendidas por agentes da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), que tentam mesclar a medicina tradicional indígena com a alopatia no combate das principais doenças que acomentem os índios na atualidade, como verminoses e doenças respiratórias.
A médica que trabalha há 13 anos na Aldeia Rio Silveira, em São Sebastião, Sandra Mamy Umehara de Souza, explica que a medicina do branco é utilizada para complementar a indígena. "Os índios não têm a mesma imunidade dos brancos para alguns tipos de infecções".
O cacique da Aldeia Boa Vista, de Ubatuba, Altino dos Santos, 56 anos, afirma que todos os problemas de saúde dos índios são encaminhados ao pajé, que tenta o tratamento durante dois dias.
Segundo o pajé, Marcelino da Silva, 55 anos, o chá é preparado a partir da composição de ervas da mata atlântica, que são amassadas e preparadas para o doente tomar ou passar em alguma parte do corpo.
"Para cada doença, é um tipo de erva usada, mas isso ninguém sabe -- é só o pajé com orientação de Iahianderu (Deus, em tupi-guarani)".
Segundo Silva, tem composição que demora para ser preparada pela distância que se encontra a erva da aldeia.
A pajelança, isto é, o atendimento do pajé, é seguido de um ritual, que geralmente acontece à noite e inclui reza. "O doente é benzido e medicado. Depois disso, esperamos até dois dias para a cura", explica.
INCENTIVO -- O Ministério da Saúde baixou uma portaria no início de agosto reajustando os valores das verbas repassadas para a Santa Casa de Ubatuba e Hospital de Clínicas de São Sebastião para a saúde indígena.
De R$ 1.000 mensais, a partir de setembro o incentivo será de R$ 1.500. Os hospitais recebem a verba desde 2000.
Desde agosto de 1999, a Funasa assumiu a responsabilidade de estruturar o Subsistema de Atenção à Saúde Indígena, articulado com o SUS (Sistema Único de Saúde). Atualmente, as duas aldeias localizadas no Litoral Norte possuem UBS (Unidade Básica de Saúde), mantida em parceria com os governos federal, estadual e municipais. (Fonte: ValeParaibano)

Índios 'controlam' alopatia

Ubatuba - O indigenista e agente da Funai (Fundação Nacional do Índio) da Aldeia Rio Silveira, de São Sebastião, Márcio Alwim, conta que a utilização da medicina alopática para complementar a saúde indígena é realizada de uma forma 'controlada' entre os índios. "Além de ter a orientação do pajé, os índios, que já estão aculturados, decidem, entre eles, a utilização da medicina do branco".
Quanto às mudanças culturais mais bruscas, como a construção de banheiros nas aldeias, o indigenista afirma que nada é imposto para a tribo e as atitudes são tomadas juntamente com o cacique, diante das necessidades.
FOME -- Pesquisa do Grupo de Educação Indígena da USP (Universidade de São Paulo) sobre a situação de saúde dos povos indígenas da capital e litoral sul paulista revela que pelo menos 65% dos 3.000 índios do Estado passam fome.
Segundo a antropóloga da USP, Mariana Leal Ferreira, somente os índios do Litoral Norte de São Paulo não passam fome. "As prefeituras, com importância turística, apóiam iniciativas dos índios". (Fonte: ValeParaibano)

Pajé 'cura' desde 15 anos

Ubatuba - O misticismo da cura espiritual dos índios é complementado pela "medicina do branco". O pajé Marcelino da Silva, 55 anos, da Aldeia Boa Vista, que realiza as consultas médicas na tribo antes de encaminhar os índios para o posto de saúde, ficou internado mais de 10 meses, há três anos, na Santa Casa de Ubatuba com cirrose hepática.
"A doença não era só espiritual. Era de branco", explicou. Silva sofria de alcoolismo e chegou a se internado com sérios problemas no fígado. Ele afirma que já passou outras vezes pelo PS de Ubatuba, mas só depois de tentar a cura pelos remédios naturais -- chás de ervas extraídas da mata atlântica -- e reza.
O pajé Marcelino veio do Paraná e mora na Aldeia Boa Vista há mais de 30 anos. Considerado pajé desde os 15 anos, ele conta que aprendeu a cura com o avô. "A gente já nasce pajé com a instrução de 'Iahianderu'(Deus, na língua tupi-guarani) e desenvolve a cura a partir do contato com os índios mais velhos", disse.
Segundo Marcelino, todos os índios que adoecem na tribo vão até o seu "consultório", uma casinha de pau-a-pique construída especialmente para o atendimento médico do pajé, e procuram a cura espiritual.
SAÚDE -- A índia Valentina Francisca, 75 anos, disse que nunca havia precisado passar pelo pajé até o mês passado.
Antes de ir ao oftalmologista do posto de saúde, Valentina foi pedir orientação de Marcelino, que encaminhou para a agente de saúde da aldeia. (Fonte: ValeParaibano)

Diarréia e tosse são mais comuns

Ubatuba - Diarréia, gripe, tosse e tuberculose são as doenças mais comuns que acometem os índios do Litoral Norte atualmente. Problemas ligados à desnutrição, alta taxa de mortalidade infantil e baixo índice de natalidade entre os índios são considerados do passado, segundo a auxiliar de enfermagem Íris Silva Araújo, que trabalha há 9 anos na Aldeia Boa Vista, em Ubatuba.
Segundo a auxiliar de enfermangem, a tuberculose ainda acomete os índios, mas em grau menor. "Todos os índios que já sofreram com a doença, recebem orientação periódica dos agentes do PSF (Programa Saúde da Família), que visitam a aldeia toda segunda-feira", explica.
Para a médica Sandra Mamy Umehara de Souza, que trabalha há 13 anos na Aldeia Rio Silveiras, em São Sebastião, conta que quando chegou na tribo, havia alto índice de óbitos em crianças e níveis altíssimos de desnutrição. "Hoje, com os projetos de habitação e saneamento básico na aldeia, os índios começam a demonstrar maior controle populacional e de saúde".
O alcoolismo é outro problema que os agentes de saúde indígena tentam combater. Na Aldeia Boa Vista, a mulher do pajé morreu no início do ano com problemas de cirrose, mas outros óbitos já foram registrados nos últimos anos nas tribos localizadas no Litoral Norte. (Fonte: ValeParaibano)

Seminário sobre desenvolvimento sustentável é realizado em Ubatuba

Ubatuba - Aconteceu na sexta-feira 23, no Hotel Wembley - Inn, um ciclo de seminários, com a proposta de se discutir o desenvolvimento sustentável para o município de Ubatuba, o encontro reuniu cerca de 60 prefeitos do Estado de São Paulo e foi promovido pela APM (Associação Paulista dos Municípios), com apoio do Sebrae, CDHU, e da Prefeitura Municipal de Ubatuba.
De acordo com o prefeito municipal de Ubatuba e presidente do Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte, Paulo Ramos, trata-se de uma oportunidade rara, para os prefeitos e presidentes de Câmaras participarem de um seminário que aborda um tema tão importante nos dias de hoje, sem perder de vista a gestão de recursos naturais e a redução de recursos naturais. “Ubatuba sente-se privilegiada em sediar este encontro que vai integrar a Agenda 21 no Rio de Janeiro ainda este ano", concluiu o prefeito.
Conforme o prefeito de Tapiraí e presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Ribeira do Iguape e Litoral Sul, Dr João Batista Machado, a oportunidade deste tema que a APM está trazendo e o desafio de buscá-lo no sentido da novidade que encerra, abordando um dos sistemas mais normatizados com maior número de resoluções e portarias, que sem sombra de dúvida é a questão saúde, e tratar de um tema tão específico não poderia ser de outra maneira senão com a participação dos orgãos públicos, entidades e sociedade civil. completou Machado
Segundo a técnica da unidade de políticas públicas do CEPAM, Dra Elisabete Darci Ferreira, as gerações futuras estão preocupadas com a degradação do meio ambiente, demonstrando um alto grau de consciência do coletivo. “O grande aprendizado neste momento de crise, é a questão da responsabilidade social que se tem com o coletivo, ou seja, as grandes lideranças são formadas porque elas tem a consciência do coletivo, falando muito mais do que o eu”. declarou Ferreira
Para a vice prefeita do município de São Sebastião, Dra Cláudia Batochio, baseado em dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), os municípios do Litoral Norte não podem mais receber os repasses de recursos na área da saúde, de acordo com o número de habitantes residentes, já que as cidades são turísticas e, nos finais de semana e feriados prolongados o número de pessoas quadriplica.
Ainda segundo Batochio, não é demérito nenhum o município de São Sebastião não ter neuro cirurgião, pois não há demanda para quatro serviços na cidade deste tipo, tem demanda para um. “Então se aqui temos condições para atender a demanda, o que precisamos fazer como região, vamos juntos brigar para qualificar o serviço local, para que este serviço comece a receber de fato como neuro cirurgião e se torne uma referência no Litoral”. concluiu Dra Cláudia.

PM captura fugitivos de cadeia em Ubatuba

Ubatuba - Os fugitivos Regildo Nascimento da Silva, de Hortolândia, e Marco Antonio da Costa, do Pemano de Tremembé, foram presos na última sexta-feira. Eles foram abordados por uma viatura da PM. Os policiais desconfiaram da dupla e descobriram que o carro em que estavam era roubado em Jacareí. Os policiais encontraram na casa de um dos suspeitos dois revólveres com numeração raspada e quatro espingardas de calibres 28 e 36. Também foi presa na casa Margarete Marcondes Pereira. Ela estava respondendo em liberdade por porte ilegal de armas. (Fonte: ValeParaibano)

Carta do Leitor

Fala do Prefeito de Caraguatatuba na Câmara Municipal - Na reunião de prestação de contas do Prefeito de Caraguatatuba, Sr.Antonio Carlos da Silva, o mesmo ao ser indagado, pela Vereadora Madalena, sobre as irregularidades de pagamento de horas extras a servidores comissionados, solicitou ao Secretario Municipal, Sr. Sena, a legalidade desses pagamentos, que foi confirmada pelo Secretario. Após a confirmação da legitimidade do pagamento o Prefeito declarou que se houvesse pagamentos irregulares obrigaria a devolução dos mesmos (está em fita gravada pela própria Camâra Municipal, e tenho cópia). Acredito que o Secretario Sena desconhece a Lei Municipal 616/97- Estrutura Administrativa, promulgada pelo próprio Prefeito Antonio Carlos da Silva,que em seu em o Artigo 22 diz: " Os ocupantes de cargo de provimento em comissão cumprirão uma jornada de 40 horas semanais, SEM DIREITO A HORAS EXTRAS". É importante que o Sr. Prefeito ao tomar conhecimento de sua própria Lei, determine o cancelamento de novos pagamentos, a restituição dos pagamentos indevidos já efetuados e a responsabilidade de quem autorizou esses pagamentos. É apenas um ato de probidade administrativa, e com transparência.

Rodoaldo Graciano Fachini
Caraguatatuba - SP


Praia do Centro de Caraguatatuba - Gostaria de aproveitar o espaço de cidadania que o Litoralvirtual nos oferece para solicitar que a comunidade de Caraguatatuba responda o que quer da nossa Praia do Centro. É inegavel que Ubatuba, São Sebastião e Ilhabela têm as melhores e mais bonitas praias do Litoral Norte, não desmerecendo nossas praias, porém nenhuma dessas cidades têm, naquilo que chamamos de praia da cidade as caracteristicas da nossa Praia do Centro, por sua dimensão e situação geográfica privilegiada no Litoral Norte.
Mas o que está acontecendo com ela eu classifico como abominável. Quiosques que inicialmente eram padronizados em 36 m2 agora ocupam espaços de mais de 200. Há um parque que até agora não padronizou seus equipamentos, outro ponto declarado de espaço cultural pela própria Câmara que não se justifica (na realidade é mais um espaço comercial), a Prefeitura está autorizando construções de novos "quiosques" que são verdadeiros restaurantes, uso indiscriminado do espaço publico, considerado como tombado por legislações federais, estaduais e mesmo municipais. Tiraram os campos de futebol, quase que único espaço de lazer de nossa comunidade, e, em seus lugares campos de pouso, pistas de carros e motos, obras clandestinas. É uma utilização predatória pelo poder executivo municipal, SABESP e particulares.
Todos apoiados na chamada Lei da Vantagem, sem pensar em conseqüências futuras. A belíssima imagem da Praia Central de Caraguatatuba está na realidade sendo mascarada e escondida. Assim peço aos moradores, e especial das entidades ambientalistas, de Caraguatatuba que ofereceçam críticas e sugestões de como nós vereadores devemos agir, em seus nomes, pela preservação de nossa cidade, usando o site da Camâra Municipal: camaracaragua@uol.com.br . O que realmente queremos para nossa Praia do Centro é isso que está acontecendo?

Madalena Maria Fachini
Vereadora de Caraguatatuba


Também sou caiçara de coração - E não aguento mais ler o Litoral Virtual e as criticas ou comentarios de uma senhora Rose - ubatubana de coração, que está travar querelas com a adminstração municipal de ubatuba, inclusive já que não é pessoa especializada acredito eu em administração ou gerencia publicas questionar sobre temas como centro de zoonoses e quetais, como fosse essa a solução, o problema de vigilancia epidemiologica não se resolve um midia de internet e coisa como se diz de pessoa de conhecimentos cientificos e acima de tudo intrincado para uma ubatubana de coração conhecer ou saber. Vá asenhora conversar com quem entende e não fique a ocupar espaço, em um orgão tão importante. Defesa sanitaria animal não é para qualquer um é para quem entende. E chega de prosa.

Edison Lusko
Caraguatatubense de coração


Controle de Zoonoses - Uma Canção Italiana fala assim:
PAROLE.....PAROLE......PAROLE .....!!!!!!!!! ou seja: ha 12 anos morando em Boiçucanga só ouço palavras....palavras.....palavras ......e teorias.
Cadê a SAUDOSA CARROCINHAAAAAAAAAAA!!!
Em Ilhabela a população canina supera a humana, em Boiçucanga nem se fala.... vê-se cachorro na praça e na praia em bandos de 30 ou mais !!!!!!
O próximo aniversário do Município de São Sebastião vai ser comemorado assim:
UAU..UAU...UAU....UAU
UAU...UAU...UAU...

Giuseppe D'Ippolito
Economista
Boiçucanga


Poluição Visual - Parece que poucos se dão conta da poluição visual que promovemos em nosso município. Para notá-la é preciso treinar os olhos. Ela é perceptível quando vemos muitas letra, mas não conseguimos le-las, por estarem de tal forma justapostas, as palavras e frases diversas, em “banners”, placas, faixas, inscrições em vitrines etc, ou quando inserimos em uma bela paisagem, aquela enorme placa ou faixa, contendo, geralmente, propagandas de gosto duvidoso.
Em alguns trechos da Tomáz Galhardo a poluição visual é assustadora. Na Capitão Felipe ídem. Alguns muros de Ubatuba contém tanta pretensa “propaganda” escrita, que torna difícil a leitura e causa um impacto visual extremamente negativo, sobretudo se pretendemos conseguir, um dia, transformar Ubatuba em uma cidade visualmente agradável aos nossos olhos e aos olhos dos turistas.
Lastimavelmente ainda existem empresários que julgam vantajoso afixar placas promocionais em árvores, “banners” e faixas nas fachadas de seus estabelecimentos, por sobre ruas, sem perceber que assim, na verdade, acabam por espantar muitos clientes. Estes comerciantes, aparentemente, desconhecem que estão fazendo “marketing” ao contrário, pois existe um considerável contingente de cidadãos, que simplesmente não freqüenta e não gasta em estabelecimentos comerciais, que ousam fazer propaganda utilizando-se de árvores públicas e/ou poluindo visualmente as belas paisagens do Litoral Norte, suas ruas e fachadas.
Não bastasse tudo isso, certos candidatos a cargos eletivos deram por pendurar “banners” em postes. Com um pouco de esforço dá para entender. Afinal as eleições estão próximas. Mas faze-lo nas avenidas da orla marítima é demais para nossa compreenção. Já perceberam com ficou a Av. Iperoig? A Leovigildo Dias Vieira? Como é que vamos receber turistas pelos próximos dois meses, com toda essa horrorosa poluição visual estampada pelos muros e pendurada por aí?
E como ficamos perante os 60 prefeitos que estão em Ubatuba para o Simpósio PROPOSTAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO MUNICÍPIO? Acreditamos que o mínimo que o Poder Público Municipal ainda poderá fazer, e rapidinho, é compor-se com os Presidentes dos diversos partidos políticos do Município, sob a mediação, talvez, do Juiz Eleitoral da Comarca, para firmar um “acordo de cavalheiros” entre as partes, para que a orla da cidade seja poupada da poluição visual patrocinada por candidatos inconseqüentes.
Que seja tomada essa iniciativa, em respeito a nossa combalida industria turística, tendo em vista ser ela a nossa maior fonte de renda, e se pretendemos, de fato, atingir o “status” de Estância Balneária, temos que nos esforçar e agir como tal, tornando nossa cidade linda, limpa e segura. E aos eleitores recomendamos excluir os candidatos poluidores, não votando neles.

Thomas De Carle
Movimento em Defesa de Ubatuba-MDU
Associação Socioambientalista Somos Ubatuba-ASSU
Associação Cunhambebe da Ilha Anchieta

 


 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:

Clique Aqui.


Vivenda do Flamboyant alv.com.br Lineu Materiais para Construção

As notícias e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo.


Receba as notícias via e-mail:

Quero receber o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:
Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:


Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor