Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Sexta-feira, 08 de fevereiro de 2002 - Nº 472 Edições Anteriores
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Modulo

Busca por palavras no Litoral Virtual:

Principais Manchetes:

Globo confirma "reality show" dentro de barco
Antigos bailes tomam praça em Caraguatatuba
Hotéis do litoral já estão lotados
Danceterias no litoral de SP atraem todas as tribos no Carnaval
"Uma Empregada Quase Perfeita"
Tudo certo para o Carnaval “Paz e Folia 2002”
Opções de desvios em Caraguatatuba
Caraguá pede que turistas e veranistas também combatam a dengue
Hotéis oferecem descontos especiais
Prefeitura salva Santa Casa do colapso financeiro
Promotoria exige o fim da música em quiosques
Prefeitura monta infra-estrutura para o Carnaval
Carnaval de Ubatuba tem campanha educativa
Guarda Municipal coloca efetivo nas ruas para o Carnaval
Prefeitura e ONG buscam turismo ecológico para Aldeia Boa Vista
Informação Procon de Ubatuba
A Igreja Católica também se prepara para o Carnaval
Prefeito se diz constrangido com a Prestação de Contas
Baduca é o novo líder do prefeito na Câmara de Caraguá
Janeiro e os números da Câmara de Caraguatatuba
Carta do Leitor



Globo confirma "reality show" dentro de barco

Ubatuba - Animada com o sucesso de "Big Brother Brasil", a cúpula da TV Globo bateu o martelo: em março, estréia no "Caldeirão do Huck" o "reality show" "Amor a Bordo", adaptação do europeu "Love Boat", da produtora Endemol.
O programa vai reunir pelo menos dez concorrentes confinados em um barco de 150 pés que navegará entre Angra dos Reis (RJ) e Ubatuba, no litoral de São Paulo. A "idéia central" da atração é montar e desmontar casais. A cada semana, deverá ser eliminado um homem e uma mulher.
Apresentado por Luciano Huck e dirigido por Jorge Espírito Santo, "Amor a Bordo" será um programa independente dentro do "Caldeirão do Huck", nas tardes de sábado. É a nova arma da Globo para combater Raul Gil (Record) e seus calouros, mas poderá também entrar em flashes em toda a programação da TV.
O programa ficará no ar dez semanas, mas ainda não está decidido se o elenco da atração permanecerá confinado no barco durante todo esse tempo. Os participantes de "Amor a Bordo" vêm sendo escolhido por "olheiros" da Globo desde novembro do ano passado. A emissora vai anunciar detalhes da produção em entrevista coletiva no próximo dia 19.
Licenciado pela produtora holandesa Endemol, "Love Boat" fez relativo sucesso em sete países da Europa. É parecido com "Love Cruise", da rede norte-americana Fox, exibido no Brasil na TV paga. (Fonte: Folha Ilustrada)

Antigos bailes tomam praça em Caraguatatuba

Caraguatatuba - A folia estará também nas ruas do centro de Caraguá. Animada pela New Band, a Fundação Cultural do município promove a terceira edição do "Carnaval de Antigamente", na praça Cândido Mota.
Segundo Ângelo André dos Santos, integrante da banda, o baile popular está se perdendo. "A proposta é resgatar os antigos carnavais que aconteciam nos clubes".
Uma das boas maneiras encontradas para resgatar a tradição, de acordo com Santos, é por meio do repertório musical. Nos quatro dias de Carnaval, os foliões vão dançar as famosas marchinhas dos antigos carnavais de salão.
As canções "Mamãe Eu Quero" e "Máscara Negra" vão ser lembradas em todas as noites.
A praça vai ser decorada com máscaras e bonecões. Além disso, haverá concurso de fantasias e do grupo de foliões mais animado.
O "Carnaval de Antigamente" acontece de sábado a terça, às 21h, na praça Cândido Mota, centro, Caraguatatuba. (Fonte: Folha Cotidiano)

"Carnamar"é grande atração no Carnaval de São Sebastião

São Sebastião - O "Carnamar", tradicional desfile de barcos que sai da praia do Arrastão, é uma das principais atrações do Carnaval de São Sebastião.
O desfile sai da região central do município e vai até a Ilhabela, atravessando todo o canal. Neste ano, devem participar cerca de 200 embarcações e 30 jet-skis.
A festa acontece no domingo, a partir das 10h, com a concentração dos barcos na praia do Arrastão. O público que ficar na praia será animado por um trio elétrico.
Quem quiser participar, algumas escunas e embarcações estarão levando passageiros e devem cobrar entre R$ 15 a R$ 20 por pessoa.
Outra opção é o aluguel de barcos, indicado para grupos fechados. Uma lancha com capacidade para dez pessoas custa entre R$ 700 e R$ 1000. (Fonte: Folha Cotidiano)

Danceterias no litoral de SP atraem todas as tribos no Carnaval

Litoral Norte - O Carnaval em ritmo eletrônico das casas noturnas de São Sebastião e Ubatuba atrai diferentes tribos da região e da capital. As danceterias vão oferecer desde DJs internacionais, que prometem o melhor e mais moderno em música eletrônica, até a bateria da escola de samba paulistana Vai Vai.
O clube Sirena, em Maresias, começa a folia com o set progressive do DJ residente Carlo Dall'Anese, que estará presente nas cinco noites. No domingo, a danceteria recebe o DJ Mau Mau, um dos pioneiros da música eletrônica no Brasil, que deve produzir um mix de house e tecno, com uma batida forte e muito swing.
Além disso, o DJ Dall'Anese vai fazer uma parceria com 20 ritmistas da bateria da escola de samba Vai Vai, numa apresentação que vai interagir diretamente com o som eletrônico.
A Bavaria Vibe, também em Maresias, ataca de black music, tribal house, tecno house e progressive house. Cada noite será animada com um ritmo diferente. Os DJs Gabo & Denise, Andy, Erik Caramelo e Márcio Zanzi são algumas das atrações da casa.
Já o grito de Carnaval e as quatro noites da danceteria 180º, em Ubatuba, serão animados com show de lambaeróbica, com os DJs Sam e Robson. O axé vai predominar na casa todas as noites até as 3h.
A Daft, em Ubatuba, promete um Carnaval com tecno, trance e psicodélico.
No sábado, o DJ P.Mac, do Boow Festival de Portugal, é a principal atração da casa. Para atrair todas as tribos, a danceteria vai fazer uma promoção de bebidas nas quatro noites de folia.
Carnared - A Red Beach, de Ubatuba, promove o "Carnared" em dois ambientes da boate. No quiosque, música ao vivo com forró e samba, e na pista os ritmos do pop, surf music e pop nacional. O Carnaval da casa vai ser comandado pelo DJ Felipe.
Ainda em Ubatuba, mais uma opção para o Carnaval: a programação da boate Kauai. Com dois ambientes, a casa oferece o som eletrônico comandado pelos DJs Alexandre Cury e Thiago, e o axé music com o DJ Eduardo Prado.
A Kauai, com capacidade para 2.000 pessoas, vai promover as noites do Bad Boy, do Azul e Vermelho, da Bavaria e a a Rave Carnaval. A folia começa às 23h e não tem hora para acabar. (Fonte: Folha Cotidiano)

"Uma Empregada Quase Perfeita"
Peça será reapresentada no Teatro de São Sebastião

São Sebastião - O Teatro de São Sebastião apresenta na próxima segunda-feira, dia 11, às 21 horas, a peça "Uma Empregada Quase Perfeita", de Ronaldo Ciambroni e direção de Miriam Lins.
Os ingressos custarão R$ 10 e poderão ser adquiridos na bilheteria no Teatro Municipal, no dia do espetáculo, das 14h às 18h.
O elenco da peça "Uma Empregada Quase Perfeita" é formado por Hilton Have, a Zazá da peça "A Gaiola das Loucas" e o mordomo da peça "Sua Excelência o Candidato"; Carlos Denoni, de "Um espírito Baixou em Mim"e "Tá Boa Santa? e Rosana Moreira.
A peça, uma divertida comédia, conta a história de um jovem casal recém-casado, Salvador (Carlos Denoni) e Pamella (Rosana Moreira), que contratam uma empregada na esperança de solucionar as mais duras tarefas do lar.
Ao contrário do que se espera, com a chegada de Magali (Hilton Have), a empregada, a vida do casal se transforma num divertido e complicado triângulo amoroso.
Aos poucos a identidade de Magaly, que na verdade é um travesti e afirma ser um antigo namorado de Salvador, é revelada e a situação fica ainda mais engraçada.
Local: Teatro Municipal de São Sebastião – Av. Altino Arantes, 02
Horário: 21 horas
Ingressos: R$ 10,00
Informações: (12) 452- 4489
Telefone para Entrevista: Carlos Denoni – (11) 9518- 3652 (Fonte: PMSS)

Tudo certo para o Carnaval “Paz e Folia 2002”
Saiba o que funciona e o que não funciona em Caraguá no feriado

Caraguatatuba - As repartições públicas municipais de Caraguatatuba não irão funcionar nos dia 11 e 12, com exceção dos serviços de limpeza pública, coleta de lixo, cemitério, Terminal Rodoviário e serviços essenciais de saúde, de acordo com o decreto 021/02 de 4 de fevereiro. No dia 13, Quarta-feira de cinzas, o expediente se iniciará às12 horas.
O comércio funcionará normalmente com plantão de alguns segmentos como supermercados, farmácias, postos de gasolina entre outros. Os bancos não abrirão no feriado.
O Setor de Limpeza Pública e Coleta de Lixo está preparado para o operação durante e após o Carnaval e quer atingir os melhores resultados trabalhando durante a madrugada na limpeza das praias e de toda a orla marítima, Calçadão Santa Cruz, Ciclovias (da Praia do Indaiá à Martim de Sá, percorrendo um total de 10 km. O Setor contará com 150 homens e 15 caminhões para a coleta de lixo. Este serviço será realizado em dois turnos. Neste mês foram instaladas 100 (cem) lixeiras em pontos estratégicos da cidade
A Secretaria de Turismo estima a vinda de 400 mil pessoas para o município. Moradores e visitantes contarão com os serviços da Polícia Militar, Bombeiros, Salva-Mar, Pronto Socorro e Comércio em geral.
A Polícia Militar montou um esquema especial de Segurança durante o Carnaval com reforço de 8 viaturas e cerca de 180 homens que estarão auxiliando o trabalho da corporação da cidade.
Segundo o Capitão da PM, André Luiz Cavalcanti, o visitante poderá contar ainda com a ajuda de mais 8 policiais que estarão atuando com bicicletas e ainda há a possibilidade da fiscalização policial com um quadriciclo. A PM fará blitz diárias nas divisas da cidade (no bairro da Tabatinga), e na Rodovia dos Tamoios, além de fiscalizações diárias nos bairros de Caraguá.
Quanto ao trânsito, a Avenida da Praia será interditada parcialmente no sábado, as 16 às 22 horas, para o desfile do tradicional Bloco das Piranhas. O impedimento do trânsito será feito entre a avenida Prestes Maia até a rua Caçapava e será liberado conforme as condições.
A operação descida começa nesta sexta-feira às 12 horas e vai até o domingo às 20 horas. Já a Operação Subida será feita de terça, às 12 horas até quinta-feira às 20 horas. Durante toda a operação estará liberado o acostamento pela Polícia Rodoviária. (Fonte: PMC)

Opções de desvios em Caraguatatuba

Caraguatatuba - O motorista que viaja sentido São Sebastião, pode evitar o congestionamento do trevo da cidade virando à direita, na rua do Terminal Rodoviário - Av. Brasília, e seguir até o final, onde entrará à esquerda na rua Rio Grande do Norte, e chegará à Av. Rio Branco (Rio-Santos sentido São Sebastião).
Para o motorista que segue viagem para Ubatuba, a melhor opção é a Avenida Goiás, 2ª entrada após a chegada no trevo da cidade. Seguindo esta rua o motorista atingirá a Avenida Artur Costa Filho, quando deverá entrar à esquerda e seguir até o camaroeiro; ali pegará a rotatória, entrando na Avenida Jundiaí que levará até a rodovia SP 55.
Outra alternativa é seguir pelo Trevo em direção ao centro de Caraguá pela avenida principal, e entrar à direita após a ponte Rio Santo Antonio - Rua Maranhão seguindo até a Avenida Anchieta, que dá acesso à Avenida Castelo Branco - SP 55 - Rio Santos; ou, seguir pelo bairro do Rio do Ouro, trevo anterior ao posto da Polícia Rodoviária. Entrando à esquerda, pega-se uma rua sinalizada e chega-se até a Rua Irmã São Francisco, seguindo depois à esquerda pela Avenida Prisciliana de Castilho e Avenida Frei Pacífico Wagner até o fim, chegando depois à Avenida Castelo Branco, altura do Fórum de Caraguatatuba. (Fonte: PMC)

Caraguá pede que turistas e veranistas também combatam a dengue

Caraguatatuba - Caraguá não tem nenhum caso de dengue, para que a campanha continue obtendo os melhores resultados, é imprescindível a colaboração de todos. A Prefeitura Municipal de Caraguatatuba, através da Secretaria de Saúde, vem trabalhando incansavelemente para evitar os casos de Dengue no município. Fez várias campanhas, entre elas um plano emergencial contra a Dengue em razão da cidade possuir focos positivos do mosquito Aedes Aegypti. Em janeiro, o foco da campanha esteve voltado para os turistas e veranistas.
A prefeitura pede que turistas e veranistas, ao deixar o município, verifique se não há água parada, empoçamentos, recipientes de vasos de plantas com água, bromélias, caixas d’água destampadas e até mesmo a tampa do vaso sanitário que deve ser mantida fechada, para que o mosquito não transforme estes pontos em criadouro do Aedes Egypti.
Apesar de a cidade não possuir nenhum caso de Dengue, mas por possuir focos da doença está trabalhando para conscientizar o turista que passa férias aqui. (Fonte: PMC)

Hotéis oferecem descontos especiais

Caraguatatuba - Durante o Carnaval é possível encontrar pacotes super econômicos, com pensão completa e várias opções de lazer, isto em toda a rede dos hotéis associados.
Em Caraguá, nosso grupo tem buscado outras alternativas para continuar oferecendo pacotes a partir de R$ 30,00 com pensão completa", diz a vice presidente da AHPS Marly Fabrette. Ela acrescenta ainda que alguns hotéis associados oferecem descontos especiais para aniversariantes e seus familiares. Também nas estadias durante a semana existem pacotes especiais para grupos acima de 50 pessoas com descontos excepcionais. Vale a pena conferir.
Outra novidade são os descontos especias. Na data de aniversário de outras cidades do Estado de São Paulo, (comprovadamente) seus moradores recebem um desconto todo especial. A melhor Idade também é prestigiada, hotéis da Associação oferecem as melhores opções em pacotes e passeios.
O telefone da Associação de Hotéis, Pousadas e Similares de Caraguatatuba é (12) 3883.9052. (Fonte: PMC)

Prefeitura salva Santa Casa do colapso financeiro
Provedoria anuncia que não conseguiria chegar até o segundo semestre com os recursos disponíveis. Prefeitura faz o maior repasse da história de Ubatuba para a Santa Casa

Ubatuba - Na segunda-feira, 4, o prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL), esteve reunido com a Provedoria da Santa Casa de Ubatuba e anunciou o aumento do repasse de R$ 153 mil para R$ 250 mil/mês, totalizando R$ 3 milhões/ano, o que representa 5% do orçamento anual da Prefeitura, o maior subsídio de todos os tempos. A medida foi adotada para manter a Santa Casa em funcionamento e tirá-la do vermelho financeiro, o que vinha comprometendo a qualidade dos serviços. A Prefeitura alocará recursos suplementares e o repasse começa em março.
A decisão de aumentar o repasse surgiu após diagnóstico realizado na Santa Casa pelo consultor de área hospitalar contratado pela Prefeitura, Francisco José Soares Meireles. As informações contábeis levantadas identificaram a necessidade do aumento do repasse para resolver o problema administrativo. A determinação foi do prefeito Paulo Ramos para cobrir o défict orçamentário causado pela emenda do Legislativo e para eliminar o constrangimento mensal da diretoria da Santa Casa em busca de recursos para cobrir os custos.
Meireles está prestando assessoria na secretaria de Saúde desde quando o atual secretário Jurandiau Lovizaro assumiu a pasta. Por determinação do prefeito Paulo Ramos, Lovizaro encaminhou Meireles para diagnosticar e identificar as necessidades de repasse para a Santa Casa. Ao término do levantamento chegou-se ao valor de R$ 250 mil/ano, para a manutenção de todas as despesas. Meireles disse que o prazo para o equilíbrio é de 6 meses e que a Santa Casa estará promovendo uma remodelação administrativa.
A receita mensal da Santa Casa gira em torno de R$ 500 mil, incluindo os convênios com planos de saúde. Dentro do orçamento da Santa Casa está o repasse da Prefeitura de R$ 40 mil para administração da UNIR (Unidade Integrada de Reabilitação) e R$ 153 mil do convênio, cerca de R$ 180 mil do SUS (Sistema Único de Saúde), R$ 65 mil do PSF (Programa Saúde da Família) e R$ 30 mil do Programa Qualis do Governo Estadual. A folha de pagamento de cerca de 230 funcionários, absorve quase 50% da receita. O déficit mensal é de cerca de R$ 70 mil.
Na reunião, Paulo Ramos lembrou que desde o início de sua administração vem implantando uma política de mais investimentos nas áreas sociais, com o único objetivo de proporcionar um melhor atendimento aos munícipes. “Quando assumimos a Prefeitura o repasse à Santa Casa era de R$ 120 mil. De imediato aumentamos para R$ 153 mil. No orçamento 2002 tivemos uma grande preocupação e destinamos R$ 4 milhões/ano, o que foi dificultado pelo Legislativo. O nosso principal objetivo é ser parceiro e proporcionar qualidade”, afirmou Ramos.
Estiveram na reunião o vice-prefeito Moralino Valim (PMDB), e os secretários de Saúde, Jurandiau Lovizaro, de Finanças, Luiz Nunes, de Administração, Luiz Marino Jacob, a Provedora Silvia Ley e toda a Diretoria da Santa Casa. Jurandiau Lovizaro considerou uma data histórica. Luiz Nunes enfatizou a busca de soluções definitivas. Luiz Marino encara este apoio como uma gestão responsável e com o fim do paternalismo. O vice-provedor Paulo Pena afirmou que a Santa Casa não teria condições de sobreviver até o fim deste primeiro semestre.
Ao final da reunião, a Provedoria comprometeu-se em corrigir erros, alterar atendimentos incorretos, estabelecer novas regras, buscar a regularização tributária através da renegociação das dívidas e com isso mudar a cara da saúde de Ubatuba. O convênio da Prefeitura com a Santa Casa é fiscalizado pelo Conselho Municipal de Saúde e autorizado pelo Legislativo. Paulo Ramos solicitou aos diretores da Santa Casa que realizem prestações de contas periódicas para dar maior transparência no trato do dinheiro público.
Obras de ampliação - Em abril de 2001, o prefeito Paulo Ramos fez a doação de R$ 140 mil para o início das obras de ampliação da Santa Casa de Ubatuba. Ao final, serão mil metros quadrados de área construída. A estrutura tem capacidade para levantar cinco andares, mas o projeto prevê três andares. A obra teve início há seis meses e até o final deste ano estará com quase 100% concluído o primeiro piso. Estará oferecendo um novo centro cirúrgico, mais apartamentos e salas de recuperação.
Com o apoio da Prefeitura a Santa Casa buscará recursos da ordem de R$ 500 mil junto ao Governo do Estado para a conclusão da primeira etapa das obras de ampliação do hospital, que hoje possui 80 leitos e não conta com UTI. A conclusão estará resolvendo o problema do atendimento de saúde no município e aumentando a receita com mais quartos para o atendimento dos convênio dos planos de saúde. Estará preparada para o atendimento na alta temporada que quintuplica. (Fonte: ACS-PMU)

Promotoria exige o fim da música em quiosques
A determinação é cumprida pela Prefeitura nas praias do Itaguá e Grande

Ubatuba - Os 37 quiosques estabelecidos nas praias do Itaguá e Grande estão sendo alvos da determinação judicial da Promotoria Pública de Ubatuba, que determina o encerramento da atividade musical ao vivo ou mecânica. O entendimento é das promotoras Elaine Taborda de Ávila e Karina Mori, que argumentam sobre a ilegalidade da atividade que não está prevista no alvará de funcionamento dos concessionários. A Promotoria determinou a Prefeitura de Ubatuba a ação imediata da fiscalização. Este procedimento teve início em 1999. É preparatório para inquérito civil que apura os danos ao meio ambiente ocasionados pela poluição sonora.
Na noite de terça-feira, 5, teve início o trabalho da fiscalização que notificou todos os quiosques. Na quarta-feira atuou junto aos quiosques notificados, que no descumprimento da decisão estariam sendo multados em R$ 300,00. Para os reincidentes mais de uma vez, a multa dobra e têm o equipamento de som apreendido, podendo haver a cassação do alvará de funcionamento. No segundo dia de atuação foi verificado que todos os quiosques notificados acataram a decisão da Promotoria Pública de Ubatuba. A fiscalização da Prefeitura está atuando neste caso com um efetivo de nove fiscais.
Na quarta-feira, às 15h, a Promotora Regional do Meio Ambiente, Elaine Taborda, reuniu-se com o assessor de Expediente e Gabinete, Eunápio Ramos, e o secretário de Assuntos Jurídicos, Décio Moreira, e diversos membros da Administração Pública para discutir uma solução. A Promotora Taborda relacionou uma série de problemas criados pelos quiosques, tais como a ocupação das vias públicas e área de marinha, excesso de mesas espalhadas pela calçada e a poluição sonora. Taborda afirmou que a somatória de todos os problemas transforma numa completa balbúrdia. No início da reunião, Taborda anunciou que não aceitaria argumentos de que estamos em uma cidade turística.
Representantes da Administração Pública argumentaram sobre a possibilidade do adiamento desta decisão até o fim da temporada, que encerra após o carnaval. O setor Jurídico da Prefeitura falou do conhecimento da ilegalidade da atividade. A Promotora deixou bem claro que não negocia com a Lei, que a decisão é uma opção política da Administração. “Se o Judiciário considerar a ação da Prefeitura omissa, a Promotora de Justiça dos Direitos da Cidadania, Karina Mori, pode propor uma ação de improbidade administrativa”, afirmou Taborda. Com isso, ficou bem claro que o não cumprimento pode ocasionar um processo de cassação do prefeito.
Após a reunião interna, foram convocados os proprietários de quiosques que compareceram em massa, acompanhados de funcionários e músicos. Marcelo de Oliveira, proprietário do quiosque Pier há 10 anos e que gera 13 empregos, solicitou à Promotora um prazo maior para definir esta questão e assim poder encerrar a temporada e cumprir a programação com os músicos contratados. Taborda disse que já discute esta questão há anos. Oliveira citou que em 98 foi feito um acordo entre Promotoria, Legislativo, Executivo e Concessionários que permitiu a atividade musical até às 1h30 da manhã, o que poderia ser reeditado. Não obteve sucesso.
A Promotora Taborda afirmou que a poluição sonora é grande, mas não tem como comprovar, segundo a Cetesb. Falou ainda, que basta passar nestes locais e constatar, além das inúmeras reclamações de perturbação recebidas pela Promotoria. Ao final, Taborda informou que vai requerer da Prefeitura todas as cópias das notificações e relatório das ações inibidoras do exercício ilegal da atividade musical. Para os concessionários foi colocado que o único caminho é buscar recurso na Lei, já que o alvará de funcionamento é apenas para a venda de bebidas e alimentos.
Nesta quinta-feira, a Prefeitura continuará com a fiscalização nas áreas determinadas pela Promotoria. A ação será estendida em todo o município que tem 80 quiosques distribuídos pela orla. No começo de janeiro houve fiscalização nos três quiosques da praia da Sununga que trabalhavam com música ao vivo e mecânica e que acataram a notificação da Prefeitura. O encarregado da Fiscalização, Francisco de Assis Cardoso, afirma que os concessionários notificados estão acatando a decisão, não havendo a reincidência. (Fonte: ACS-PMU)

Prefeitura monta infra-estrutura para o Carnaval

Ubatuba - A Prefeitura de Ubatuba adotará esquema especial em vários setores para o feriado do Carnaval 2002, garantido assim a qualidade de serviços e a segurança dos foliões. Estão envolvidas as áreas de trânsito, Guarda Municipal, coleta de lixo, secretaria de Saúde e fiscalização, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Fundart, Comtur e Associação Comercial e Industrial. A avenida Iperoig será interditada dos dias 8 a 12. A interrupção na pista da praia ocorrerá a partir das 15 horas, permanecendo a pista interna aberta até às 18 horas, quando ambas serão interditadas até às 4 horas. O motorista terá como opções alternativas as ruas Salvador Corrêa, Dr. Esteves da Silva, Jordão Homem da Costa e Baltazar Fortes. Todas as ruas de acesso a Iperoig também serão fechadas para o desfile dos blocos. Para as mudanças serão afixadas faixas elucidativas.
A Guarda Municipal estará com todo o seu efetivo nas ruas. 70 homens estarão distribuídos em ações de apoio a fiscalização e segurança e orientação no trânsito. Na Região Norte do município, dois guardas municipais, conjuntamente com guardas ambientais, patrulharão o campismo irregular nas praias do Camburi e Picinguaba.
Na Região Sul, a Unidade Mista de Saúde terá plantão 24 horas durante o feriado. Os postos de saúde e o Centro de Saúde não funcionarão e retomam suas atividades na quarta-feira, 13, a partir das 13 horas. Funcionários da secretaria de Saúde estarão distribuindo 50 mil preservativos e folders educativos pelas ruas e em postos fixos montados pela cidade.
A coleta de lixo funcionará normalmente. Para atender o aumento da demanda na produção de lixo em Ubatuba, a Prefeitura intensificou os serviços criando a coleta 24 horas. O turno do dia tem início às 6 horas e encerra às 17 horas. Já o turno da noite opera das 18 horas até às 6 horas da manhã. São 16 caminhões, 48 funcionários e 70 contaneirs distribuídos pelas praias e bairros.
O atendimento administrativo da Prefeitura estará suspenso na segunda e terça-feira de Carnaval, retornando normalmente suas atividades na quarta-feira, 12, a partir das 13 horas. (Fonte: ACS-PMU)

Carnaval de Ubatuba tem campanha educativa

Ubatuba - A secretaria de Saúde da Prefeitura de Ubatuba preparou para o Carnaval 2002 a campanha “quem quer brincar, tem que se prevenir!, voltada para a prevenção da AIDS e DSTs (doenças sexualmente transmissíveis). Serão distribuídos 50 mil preservativos (sendo 30 mil do Governo Federal) e 15 mil folders educativos em vários postos instalados na cidade, de 8 a 12 de fevereiro. Além dos postos, funcionários da secretaria estarão abordando as pessoas para a distribuição dos materiais. Para a compra de preservativos e a produção de folders a secretaria investiu cerca de R$ 10 mil.
Os postos serão montados no Centro de Informações Turísticas (avenida Iperoig), no bairro do Itaguá, no quiosque Point do Gordo (praia Grande) e no quiosque Millenium (praia da Maranduba. Cada posto terá uma média de quatro funcionários da secretaria e funcionarão das 23 às 2 horas. Nos postos poderão ser retirados preservativos e material educativo que trará informações sobre as principais DSTs, AIDS, formas de prevenção e contágio.
A coordenadora da equipe de prevenção e atenção a Aids, Maria Joana Monte Claro, disse que a campanha é uma solicitação do Ministério da Saúde. “No ano passado distribuímos preservativos nos blocos, já que o tempo foi curto para prepararmos algum material. Neste ano decidimos desenvolver a campanha”, explicou. Em parceria com a Prefeitura, a casa noturna Red Beach Park, na praia Vermelha do Norte, estará distribuindo de 7 a 12 de fevereiro, mil preservativos e folders por dia. (Fonte: ACS-PMU)

Guarda Municipal coloca efetivo nas ruas para o Carnaval

Ubatuba - A Guarda Municipal de Ubatuba realizou 400 atendimentos ao público no período compreendido entre 1 e 6 de fevereiro, além de 10 ocorrências resolvidas. Entre as atividades desenvolvidas, destaque para a retirada de moradores que estavam em locais de risco no dias de chuva intensa, quando a corporação ficou em plantão permanente da Defesa Civil.
De acordo com o coronel Gilberto de Carvalho, comandante da corporação, a escala de Carnaval foi estudada para atender aos principais pontos da folia em Ubatuba. A avenida Iperoig deve receber a maior parte do efetivo e será interditada no desfile dos blocos carnavalescos. Regiões de grande fluxo de trânsito também contarão com o trabalho operacional dos guardas municipais. “Vamos novamente suspender as folgas e colocar todo o nosso pessoal nas ruas, inclusive administrativo. Faremos o possível para que, dentro das nossas competências, a população usufrua o Carnaval mais tranqüilo possível”, disse o comandante.
O apoio à equipe de fiscalização é outra prioridade da corporação. A questão do som nos quiosques, que deverá ser monitorada pelos fiscais da Prefeitura, receberá apoio total das rondas de viaturas municipais. Agentes municipais também vêm mantendo rondas permanentes nas praias da região norte e sul Na praia da Maranduba, num trabalho em conjunto com os fiscais que visa o combate ao comércio irregular, principalmente de alimentos, que causou problemas de intoxicação nesta temporada. Várias apreensões vêm sendo realizadas diariamente. Na praia do Camburi e região, o maior intuito das rondas é evitar o acampamento de pessoas nas praias, em cumprimento à legislação municipal que trata sobre o assunto. (Fonte: ACS-PMU)

Prefeitura e ONG buscam turismo ecológico para Aldeia Boa Vista
Preservação da cultura e características indígenas podem ser utilizadas como alternativa para captação de recursos para a comunidade, através do ecoturismo

Ubatuba - O assessor de Assuntos Externos da Prefeitura de Ubatuba, Pedro Paulo Teixeira Pinto, no período de seu plantão como prefeito, esteve reunido na manhã de quarta-feira, 6, com os membros da aldeia indígena guarani Boa Vista, localizada no sertão do Promirim. O encontro foi articulado pela Organização Não Governamental (ONG) Martim de Lima, liderada pelo coordenador alemão Uwe Weibrecht, 31, que pretende introduzir um trabalho de turismo ecológico envolvendo a comunidade indígena, voltada ao mercado internacional. Além do representante da Prefeitura, a ONG levou à reunião o agente de turismo do Rio de Janeiro, Cristiano Azeredo, 25, e o paraguaio Daniel Rojas, 43, estudioso da cultura indígena.
Com cerca de 130 índios, a aldeia é liderada pelo cacique Altino dos Santos, 55, que permanece em Ubatuba desde 1970. Ele recepcionou os convidados e passou ao representante da Prefeitura várias reivindicações da população, como a melhoria da estrada que dá acesso à comunidade, transporte escolar para crianças que estudam, passe livre no transporte público para os índios, reforma da escola indígena, implantação de energia elétrica, espaço para exposição de artesanato e a construção de um escritório para a aldeia. De acordo com as informações, a comercialização de artesanato representa hoje cerca de 60% da renda obtida pelos índios guaranis.
O alemão Uwe Weibrecht entende que um trabalho de preservação da cultura e das características indígenas poderia proporcionar a implantação de um projeto de turismo ecológico, com retorno financeiro para a própria comunidade. A ONG Martim de Lima já realiza trabalhos semelhantes com outras comunidades indígenas em São Paulo e no Mato Grosso. “A aldeia de Ubatuba ainda tem suas características e cultura preservadas. Precisamos demonstrar para os índios que essa preservação é importante e que eles não precisam se moldar à cultura dos brancos para conseguir recursos financeiros. A preservação de seus valores é o melhor caminho e um diferencial que pode ser utilizado no turismo de qualidade, principalmente voltado ao turista estrangeiro, que procura dar ênfase cultural ao seu entretenimento”, avaliou o alemão. Segundo ele, atualmente o turismo na região vem sendo explorado por agenciadores e hoteleiros, que organizam trilhas pela região, cobram dos turistas, mas não repassam verbas à comunidade. “Com a parceria da Prefeitura e de entidades idôneas, o índio poderia, por exemplo, receber treinamento para realizar o trabalho de guias turísticos, organizar as trilhas e receber diretamente do turista por isso. Seria mais uma renda para a comunidade, sem agressão à sua cultura”, exemplificou Uwe.
Pedro Paulo salientou que todas as reivindicações e as idéias surgidas na reunião foram levadas ao conhecimento do prefeito Paulo Ramos (PFL). “Estamos conhecendo as idéias iniciais que buscam estruturar a comunidade Guarani e materializar um futuro projeto. De imediato, estamos entrando em contato com o SEBRAE (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo) e com a UNITAU (Universidade de Taubaté) para o início de um diálogo que acredito que poderá ser muito importante na discussão do assunto. Hoje no Brasil estamos abrindo os olhos para um turismo de maior qualidade, fundamentado na história, cultura e ecologia. É o que se pratica nos países mais desenvolvidos na atividade turística como alternativa às tradicionais modalidades que envolvem a atividade náutica e gastronômica, por exemplo”, avaliou o assessor.
O sistema de plantão de prefeito foi instituído por decreto municipal no início do ano e deverá ser encerrado no próximo dia 20, no qual cada secretário ou assessor é responsável por um plantão de três dias contínuos. Nesse período eles têm poder para execução de tarefas necessárias à solução dos problemas. Essa medida foi adotada para atender a demanda da temporada de verão.

Viveiros - Alguns trabalhos já vêm sendo desenvolvidos com a aldeia. A zootecnista Gleice Pavanelli, 22, e Edu Vanderlei Marafon, 38, desenvolvem um projeto com a comunidade envolvendo a manipulação de viveiros de plantas nativas da região. O projeto visa a preservação da Mata Atlântica e a criação de um desenvolvimento auto-sustentável para a aldeia Boa Vista.
Gleice, que estuda na Universidade do Estado de São Paulo (UNESP) em Botucatu (SP), trabalha com as crianças e mulheres da aldeia desde outubro. Ela aponta alguns benefícios imediatos para a população, como o reflorestamento de vários locais da região com árvores frutíferas, principalmente nos quintais das famílias que residem no local. “Notamos que a conscientização da população vem se desenvolvendo. As crianças e mulheres vêm mostrando interesse no trabalho, o que é fundamental. Hoje trabalhamos em nossos viveiros com mudas de palmito juçara, bacupari, grumixama, ipê roxo, ipê branco, copaíba, uvaia, cuietê, angico, pitanga e jatobá, entre outras”, contou a zootecnista.

Energia elétrica - A aldeia Boa Vista estará sendo beneficiada com a instalação da rede elétrica. A rede terá 1444 metros de extensão primária, implantação de 35 postes e a colocação de um transformador monofásico de 15 KW. A obra terá a duração de 45 dias úteis e será realizada pela Elektro com o total apoio financeiro de Furnas Centrais Elétricas, que disponibilizou cerca de R$ 29 mil. A reivindicação foi da Prefeitura de Ubatuba em apoio a FUNAI (Fundação Nacional do Índio) e FUNASA (Fundação Nacional de Saúde).
A eletricidade estará contribuindo para ampliar a assistência nas áreas de educação, saúde e saneamento. Atualmente, está sendo construída uma enfermaria que contará com gabinete odontológico, estufa para esterilização, inalador, geladeira para conservação de medicamentos e, na área de saneamento, estão sendo construídos sanitários. A escola indígena atende 30 alunos e está com projeto aprovado para ampliação que terá a implantação de sala de vídeo, televisão, computador e a instalação de um freezer e de uma geladeira.
A decisão favorável de Furnas se deu pela natureza social da reivindicação e reforçada pelo fato da cidade de Ubatuba integrar o “Projeto 80 Municípios Eficientes”, que teve início em março de 2001. Para o prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL), é de fundamental importância o atendimento às necessidades básicas desta aldeia. Ramos lembra que em sua primeira administração (93/96) a Aldeia Boa Vista obteve o total apoio com emissão de documentos, implantação do atendimento médico, a reintegração do índio à sociedade com o combate ao alcoolismo, convênio que repassava verba para a manutenção da escola de alfabetização e preservação do idioma tupi-guarani, entre outros. (Fonte: ACS-PMU)
Mais informações:
Furnas: Isaac Guimarães (11) 5185-4111
Elektro: engenheiro Vilen (12) 432-2633

Informação Procon de Ubatuba
Tudo que você precisa saber sobre os serviços bancários

Ubatuba - O Cheque é uma ordem de pagamento a vista. As empresas e lojas não são obrigadas a receber pagamentos em cheques. Apenas as cédulas e as moedas do Real têm curso forçado. Pagamentos em cheque estabelecem uma relação de confiança entre você e quem recebe.
Do ponto de vista legal, não existe diferença entre cheque comum e especial. O chamado cheque especial é um produto que decorre de uma relação contratual onde é fornecido a você uma linha de crédito para cobrir cheques que ultrapassem o dinheiro que tiver depositado. O banco cobra juros por esse empréstimo.
O banco somente é obrigado a comunicar a devolução de cheques sem fundos nos motivos: 12, 13 e 14, que implicam inclusão do seu nome no CECF (Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos).
Os bancos não podem impedir ou limitar o direito de sustar o pagamento de um cheque. Porém as instituições bancárias podem cobrar tarifa pela sustação, desde que prevista na ficha de proposta.
O banco poderá ceder as informações que permitam identificar o cliente que susta um chefe somente quando o cheque for devolvido por um dos seguintes motivos: 11 a 14, 21 22 e 31 e o portador estiver devidamente qualificado. Nos demais casos, o banco fica impedido de fornecer qualquer informação.
Quando a sustação é dada por roubo ou furto (motivo 28), haverá o pagamento de taxa e tarifa.
Um cheque devolvido pelo motivo 11 (insuficiência de fundos na primeira apresentação) pode ser sustado antes da segunda apresentação
Dependendo do motivo de devolução do cheque, seu nome será incluído no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos e nos Cadastros de devedores mantidos pelas instituições financeiras e entidades comerciais. Além disso, o beneficiário do seu cheque poderá protestá-lo e executá-lo. Finalmente, a emissão deliberada de cheques sem provisão de fundos é considerada crime de estelionato.
Preenchimento de cheque - O procedimento do banco quando o cheque apresentar o valor numérico diferente do valor por extenso, é considerar apenas o valor escrito por extenso.
O cheque pode ser preenchido com tinta de qualquer cor. Porém, os cheques preenchidos com outra tinta que não azul ou preta podem, no processo de microfilmagem, ficar ilegíveis.
Quando o cheque for cruzado, o favorecido não pode ser sacado diretamente no Caixa. Tem que ser depositado em conta bancária.
O banco é obrigado a fornecer, a critério do cliente, talão de cheque ou cartão magnético para movimentação da conta. Se sua opção for talão de cheques, o banco deverá fornecer a você um talão (talonário) de cheques por mês, gratuitamente, desde que você não tenha o nome incluído no CCF e atenda às condições estipuladas na ficha proposta de abertura da conta.
O banco não pode exigir saldo médio mínimo para fornecer o primeiro talão de cheques em cada mês.
A partir de 16 anos de idade , desde que autorizado pelo responsável que o assistir, pode ser portador de talão de cheques. (Fonte: ACS-PMU)
Atendimento PROCON Ubatuba
Av. Dona Maria Alves n.º 865 centro
TEL: 4341010 ou 434.1050 PMU

A Igreja Católica também se prepara para o Carnaval

Litoral Norte - Em muitas comunidades católicas, estes são dias dedicados à oração, palestras, mas também de muita alegria, com o chamado Carnaval com Cristo, onde a animação fica por conta das músicas contagiantes da Renovação Carismática Católica.
Na Diocese de Caraguatatuba estará acontecendo alguns momentos como este.
Na Paróquia Exaltação da Santa Cruz, em Ubatuba, a RCC (Renovação Carismática Católica) prepara o 8º Rebanhão de Carnaval que acontece de 10 a 12 de fevereiro, no salão paroquial da Igreja São Francisco, no centro.
As atividades serão iniciadas às 16h seguindo uma programação que dispõe de pregações, Missas e muita música e louvor até às 23 horas. Todos os dias estarão presentes orientadores espirituais, entre eles o pároco da Igreja Matriz Frei Gastone Pozzobon e o Pe. Alessandro Henrique Coelho, pároco da Paróquia Cristo Rei, da Maranduba. O tema deste ano será: “Buscai ao Senhor, já que Ele se deixa encontrar”.
Já em Caraguatatuba o Carnaval com Cristo está marcado para acontecer na Capela Nossa Senhora Aparecida - Paróquia São João Batista, no bairro do Tinga, durante os quatro dias de carnaval, das 18 às 22 horas.
Também a Paróquia Nossa Senhora da Glória, na região sul da cidade, estará realizando este momento de louvor e alegria na Escola Municipal do bairro Pereque Mirim. Serão 4 dias de “Retiro de Carnaval” acompanhado pelo Pe. Ranilson Santos e contando com a animação da Comunidade IDES, de São Jose dos Campos.
A expectativa para estes dias é de que muitas pessoas participem destes momentos que prometem uma alegria diferente, longe da violência que infelizmente se abate neste período de festas.

Prefeito se diz constrangido com a Prestação de Contas

Caraguatatuba - prefeito de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva (PSDB) sentiu-se constrangido ao final da Sessão Ordinária de Prestação de Contas, ocorrida na última terça-feira, na Câmara Municipal. A sessão durou cerca de 4 horas e a reclamação do Chefe do Executivo foi feita com base nas acusações de Vereadores oposicionistas.
Esta é 24ª vez que o Chefe do Executivo local vai a Câmara para prestar contas de sua administração, desde a instalação da Lei Orgânica Municipal (LOM), em abril de 90. Para o prefeito Antonio Carlos da Silva esta é a 11ª visita ao Legislativo.
A Prestação de Contas do prefeito se realiza 2 vezes por ano; no início do ano Legislativo e após o recesso Parlamentar de julho, estando baseada na LOM no Capítulo 2 - Seção 2, artigo 49, inciso 7º.
Após a abertura da Sessão e da entrada do prefeito, Antonio Carlos fez uma explanação de 30 minutos, para posteriormente responder as perguntas dos Vereadores. Cada Parlamentar tinha 5 minutos para formular a pergunta, com tempo igual para o prefeito responder, restando ao Vereador 2 minutos para a réplica. Ao final da sessão o prefeito falou por mais 15 minutos.
Antonio Carlos reclamou ao final da sessão da maneira que foi tratado por alguns Vereadores. "Entendo que a lei me obriga a vir ao Legislativo, mas não admito ser acusado e não ter como me defender", disse. Para o prefeito a atitude foi constrangedora. "Sinto-me constrangido com isso e vou ver com calma a fita para analisar, dependendo vou buscar auxílio judicial para me defender", frisou.
Com apenas 16 Vereadores no plenário, a única falta anotada foi a do Vereador Omar Kazon (PL), a Prestação de Contas seria de total tranqüilidade, se não houvessem críticas de alguns Parlamentares, como Madalena Fachini (PSB), Laércio Aparecido de Andrade - o Bolha (PPS) e Leonor Diniz Santos Ferreira - a Doutora Leonor (PDT).
O Vereador Bolha criticou a situação da Escola Municipal do Tinga, que apresenta problemas no piso. A Vereadora Leonor Diniz desabafou perante o prefeito, devido ao não cumprimento de uma lei municipal onde a Prefeitura pode limpar os terrenos baldios, para depois cobrar de seus proprietários. Já a Vereadora Madalena Fachini foi mais contundente, criticando obras e a Saúde e citando termos como "mal aplicação e desperdício de dinheiro público". (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Baduca é o novo líder do prefeito na Câmara de Caraguá

Caraguatatuba - O Vereador João Rodrigues de Godoy Filho - o Baduca (PL), é o mais novo líder do prefeito Antonio Carlos da Silva (PSDB), na Câmara Municipal de Caraguatatuba. O antigo líder, Wilson Agnaldo Gobetti (PPS), deixou o cargo por motivos de saúde. A nova liderança é oficial desde hoje, 6 de fevereiro, quarta-feira.
O novo líder do prefeito na Câmara de Caraguá não é tão novo assim; Baduca assume pela 4ª vez o cargo de líder do Executivo no Legislativo. Vereador pelo quarto mandato, Baduca já assumiu como líder na gestão de Bourabeby, por 18 meses, na gestão seguinte, de Sidney Trombini, por um ano e por conseguinte, na primeira gestão de Antonio Carlos da Silva, por 3 anos e 6 meses.
Com o pedido de renúncia da função, Baduca disse que o prefeito comentou sobre o seu nome com o presidente da Câmara, Valmir Gonçalves (PSDB), optando por indicar o tarimbado Vereador devido a sua experiência na função.
Para Baduca, ser líder de Antonio Carlos é fácil. "Devido a imagem da cidade, do prefeito, da atual situação e da política reinante, é fácil ser líder do prefeito no Legislativo", disse. O novo líder disse que não terá interferências de uma suposta oposição. "Estou conversando com os mais arredios e acho que entraremos num acordo", frisou.
O Parlamentar deixou o cargo no final do primeiro mandato do prefeito, por ordem do partido, o PL, que na época não se alinhava com o prefeito politicamente. "Hoje a história é outra, o PL faz parte da bancada da situação do prefeito", falou.
Wilson Agnaldo Gobetti foi líder por um ano e informa que sua saída se deve a problemas de saúde. "O médico mandou me afastar por 30 dias e por isso, pedi a renúncia da função", disse. Gobetti ainda não se decidiu se irá se afastar como Vereador pelo período proposto pelo médico.
O ex-líder se diz satisfeito com a função que assumiu. "Posso dizer que tivemos 100% de aproveitamento, pois todos os projetos do Executivo colocados em votação foram aprovados e alguns com votação unânime. A função é difícil e infelizmente não se pode agradar a todos", finaliza. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Janeiro e os números da Câmara de Caraguatatuba

Caraguatatuba - A Câmara Municipal de Caraguatatuba divulgou os números de sua produção mensal no mês de janeiro deste ano. Os números são simplórios e retratam com fidelidade o período, que corresponde ao Recesso dos Vereadores.
Como não ocorrência de Sessões Ordinárias e Extraordinárias em janeiro, mês de Recesso Parlamentar, não houve registro no livro de presença. Quanto as visitas diárias, foram computadas 387, num mês de 16 dias úteis, com média diária de 38.4 pessoas/dia.
Quanto a produção de proposituras, apenas foram registradas 58 Indicações, 13 Requerimentos, 1 Moção e 1 Projeto de Lei. O sistema 0800 registrou apenas 25 ligações no período. O Recesso de fim de ano terminou em 4 de fevereiro. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Carta do Leitor

Poluição Sonora - Caro Editor, gostaria de prestar a minha indignação quanto aos orgãos legais da prefeitura de Ubatuba que demoraram tantos anos para proibirem o abuso realizado pelos quiosques que por anos destroem um patrimônio histórico, turístico, paisagístico e ambiental dos paulistas que é a mais bela cidade do litoral norte.
A poluição sonora a competição entre quiosques há muito desagrada aos turistas e isto em nome de que? A cidade não ganha absolutamente nada com a degradação ambiental causada por estes elementos que na quase totalidade dos casos não são munícipes nem tem o menor amor pela cidade. Vem barbarizar o turismo hipnotizando meia dúzia de alcoólatras juvenis, com som que nada tem a ver com a cultura caiçara ou as vezes sequer
com o Brasil, roubando-lhes os trocados. Enquanto isso a grande maioria se sente acuada e expulsa de prezar a beleza litorânea ímpar no mundo: onde as Verdes Costas da Serra encontram o Mar. É como se um trio elétrico baiano simplesmente estacione de madrugada nas portas das casas dos cidadãos e ficasse lá parado a noite inteira obrigando os pacíficos turistas a ficarem acordados e quem sabem consumirem uma latinha de 1 real fornecida aos engradados pelas distribuidoras barateiras da capital.
Sem falar na sujeira fecal, inexistência de higiene, uso da eletricidade pública em proveito particular e tantos outros assunto pelos quais ainda há muito o que ser feito pelas autoridades para impedir o avanço galopante da degradação que a nossa, outrora linda, Ubatuba vem sofrendo com a conivência de prefeitos até fiscais que agora ameaçados por uma força maior que é a lei deverão se enquadrar ou poderão ser cassados por impobridade administrativa ou até presos se for provada a deslavada negligência no trato do interesse público.
E este jornal como instrumento de informação de alcance social tem a obrigação de difundir a boa prática do turismo democrático, saudável, ecológico, harmônico, sustentável e rentável (porque não?)

Luiz Romeu
luiz.romeu@primeng.com.br



Rodoviária de Ubatuba - Senhor Editor, gostaria de saber como os moradores de bairros distantes da área central da cidade de Ubatuba, mais exatamente os que não possuem veículo próprio, fazem quando têm necessidade de se locomover até a Rodoviária da Empresa de ônibus Litorânea, com as respectivas bagagens. E a volta para casa, como fica, uma vez que os coletivos passam longe da Estação? Pergunto isso porque algumas vezes senti na pele o problema; como costumo ficar no Lázaro a dificuldade é imensa e se quizer evitá-la só mesmo chamando um táxi (que vem do Centro da cidade), e pagar mais ou menos trinta reais até a Rodoviária; depois percorro todo esse caminho de volta o que atrasa a viagem de vinte a trinta minutos. Nem sempre dá para comprar a passagem antecipadamente e, por incrível que pareça, o guichê de vendas tem horários restritos para isso; a única linha urbana que vai até lá é a que parte de Caraguá, cujos horários também são restritos. Ficam aqui os meus protestos - acho que está mais do que na hora de se pensar num novo planejamento de itinerários dos ônibus, ou que se coloquem empresas alternativas e concorrentes interessadas em beneficiar e servir melhor ao cidadão ubatubense e aos turistas que residem ou se hospedam fora da zona central.

Sonia Elisabeth Alves Cruz
soniaeli@barao.iac.br


Centro Náutico Uba Uba Orquídeas Chalés Maranduba

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:
Clique Aqui.

 

Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor