Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quinta-feira, 19 de setembro de 2002 - Nº 620 Edições Anteriores

Naturali Garden Center

Litoral Norte:
   Projeto de aeroporto é avaliado
   Programa de Recuperação das Rodovias Tamoios SP-99 e Rio Santos SP-55
   Técnicos apresentaram em detalhes cada obra
   Dia Mundial de Limpeza das Praias

Caraguatatuba:
   Bolas de concreto praia do Centro para evitar carros
   Projeto que regulariza Pousadas é adiado por 1 sessão

Ilhabela:
   Ilhabela recebe a primeira parcela para a construção de hidrovia
   Curso de Manobras de Pronto Socorrismo

São Sebastião:
   Órgãos participam de curso de prevenção de incêndio nas matas
   São Sebastião rumo ao 66º Jogos Abertos de Franca
   Caminhões estão proibidos de entrar no Porto
   Escola volta às aulas após violência do dia anterior
   Tráfico usa tiros para avisar sobre 'visitantes' no litoral
   Bairros terão quatro câmeras nos acessos
   PM nega domínio de traficante

Ubatuba:
   Prefeitura intensifica ação contra ambulantes irregulares
   Ação Ambiental de Limpeza do Rio Grande
   Caseiro é preso após roubo em Ubatuba

   Carta do Leitor



Projeto de aeroporto é avaliado

Litoral Norte - O Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias Turísticas do Estado) recebeu ontem dos prefeitos do Litoral Norte o projeto de implantação de um aeroporto regional e prometeu avaliar a sua viabilidade.
A proposta foi entregue a representantes do Dade, na reunião realizada em Caraguatatuba, que contou com a presença dos prefeitos de Ubatuba, São Sebastião, Ilhabela e Caraguá e outras autoridades.
O assunto, no entanto, perdeu destaque para o "pacote" de obras apresentado pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem), que prevê melhorias para as rodovias dos Tamoios e Rio-Santos.
Segundo o secretário de Turismo de Caraguatatuba, Salim Burihan, o projeto foi levado para análise em São Paulo. Com base nessa avaliação, será agendada uma nova reunião para discutir a implantação.
VIABILIDADE - "A viabilidade do projeto já foi aprovado pelo DAC (Departamento de Aviação Civil) e Instituto de Pesquisas Aeronáuticas). Basta agora garantir os recursos para a construção."
O projeto do aeroporto prevê uma pista com 1.600 metros de extensão e seria construído em parte da área da Fazenda Serramar, na região sul de Caraguatatuba. O valor do empreendimento não foi revelado.
A implantação faz parte de um programa de estímulo ao turismo no Litoral Norte, que vem sendo elaborado pelas prefeituras e também prevê medidas para melhorar o acesso e a infra-estrutura dos municípios.
A Prefeitura de Caraguatatuba está aguardando uma definição para poder desapropriar o terreno a ser usado na construção. (Fonte: ValeParaibano)

Programa de Recuperação das Rodovias Tamoios SP-99 e Rio Santos SP-55

Litoral Norte - Caraguá sediou nesta quarta-feira, 18, uma audiência pública com a superintendência do DER, Pedro Ricardo Blassioli, que representou o Secretário de Estado de Transportes; o diretor de Engenharia do DER, engenheiro Eduardo Roberto da Silva, e equipe técnica de engenharia, que fez uma exposição técnica sobre o projeto do BID. Na ocasião foram apresentados detalhes do Programa de Recuperação de Rodovias do Estado de São Paulo, que será executado pelo DER, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID; e, em especial, sobre as obras a serem realizadas nas rodovias dos Tamoios (SP- 99) e Rio-Santos (SP- 55). O projeto foi aprovado no ano de 2000, quando o Governo de Estado foi autorizado a fazer o empréstimo do BID.
Estiveram presentes os prefeitos do Litoral, o diretor do Departamento de Apoio e Desenvolvimento das Estâncias (DADE) Ronaldo Assumpção; os prefeitos de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva; de Ilhabela Manoel Marcos de Jesus Ferreira; de São Sebastião, Paulo Julião e o vice-prefeito de Caraguá, José Pereira de Aguilar.
Também participaram da reunião o diretor Regional do Ibama, José Roberto Sanguino; o secretário de Turismo de São Sebastião, José Cardim de Souza e de Caraguá, Salim Burihan; o delegado de Turismo, Paulo de Tarso; o Ten. Cel. PM Lourival Kroll; o Capitão Eugênio Campos Junior; o presidente da Associação Comercial de Ilhabela, Marcelo Antonio Freitas Carlos; presidente da Associação dos Engenheiros, Raul Pesci Junior; diretor do Instituto de Arquitetos do Brasil, Paulo André Cunha; presidente da Associação de Hotéis e Pousadas, Wilson Roberto de Oliveira; o presidente da Associação Aerodesportiva, Wagner Zau de Alvarenga; secretários municipais, vereadores; entidades representativas, associações de amigos de bairro.
Devido ao grande interesse do público pela apresentação das obras do DER, e o esgotamento do tempo previsto, foi adiada a discussão de outros assuntos como a construção de um aeroporto regional, pauta desta reunião, entre outros, para um próximo encontro.
Para o prefeito de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva, investimentos como esses são importantes para que a região possa crescer. Em Caraguá os recursos do Governo de Estado, através do DADE, possibilitou a concretização de obras importantes como a duplicação da Avenida Arthur Costa Filho, no Indaiá e a reurbanização da praia da Cocanha, a serem inauguradas em breve, são importantes para que as estâncias turísticas possam crescer, gerar emprego, e oferecer maior qualidade de vida a moradores e visitantes. “O Litoral Paulista será uma nova região após a concretização das obras das Rodovias Tamoios e Rio-Santos. A região terá outro perfil e muito mais qualidade de vida”. O prefeito explicou ainda que o município estará complementando as obras do Governo, através do ISS gerado pelas obras, com outras obras importantes no trecho urbano da cidade, como rotatórias nos bairros Barranco Alto e Cidade Jardim. (Fonte: PMC)

Técnicos apresentaram em detalhes cada obra

Litoral Norte - Segundo o Diretor de Engenharia do DER, Eduardo Silva, o projeto das obras a serem executadas tem característica de recuperação das rodovias e não apenas de duplicação. O investimento total do programa é de R$ 240.000.000,00 e as obras terão início em outubro. Os responsáveis disseram ao público que as estradas não poderão ser pedagiadas. Segundo a superintendência do DER, durante a temporada de verão, não serão realizadas obras de remoção de terra, devido as chuvas e às férias. Embora atuando sobre a faixa de domínio, o projeto das obras do DER tiveram que passar pelo Relatório Ambiental (RAP), além de dependerem da autorização de organismos como Departamento de Água e Esgoto, Ibama, secretaria de Estado de Meio Ambiente, entre outros. Segundo ele há grande preocupação do BID, do Governo e do DER, em preservar o meio ambiente e social das áreas a serem reformadas. “A prioridade é conservar a paisagem”.
As obras foram apresentadas através de palestras pelos engenheiros responsáveis por cada lote de obras. O Engº Roni José da Costa do programa de restauração das rodovias do estado de São Paulo, apresentou as obras da Rodovia dos Tamoios - SP 99.
De acordo com o que ele explicou, o programa deste trecho contempla os trechos do Km 64 no alto da serra até a rotatória com a SP 55, com 4 km de trecho de planalto, 12,4 km de trecho da Serra do Mar, 2,5 km de trecho da baixada (extensão toda é de 19 km). As obras aqui incluem restauração do pavimento, implantação da 3ª faixa no sentido ascendente numa extensão de 15 km, ampliação dos acostamentos nos locais com plataforma disponível, alongamento da plataforma no km 71, através de construção de um muro de contenção para permitir a continuidade da 3ª faixa. Acompanhando o conjunto de melhorias estão a recuperação do sistema de drenagem, duplicação do trecho do Rio do Ouro km 81 até o km 83 e ciclovia, além de construção de canteiro central para facilitar a travessia de pedestres, melhoria e pavimentação dos locais de parada de ônibus, recuperação de taludes e encostas em 23 pontos de descida da serra, implantação de nova sinalização horizontal e vertical ao longo do trecho, interseção no Rio do Ouro e Jaraguazinho, com duplicação no trecho, Rotatória permitindo a saída e entrada de ônibus, não interferindo no trânsito. O Trecho Caraguá - São Sebastião será duplicado e terá uma quantidade enorme de ciclovia projetada.
O diretor do DER Eduardo Silva, disse que para dar início ao programa de recuperação das Rodovias Tamoios SP 99 e Rio santos SP 55, foram observados todos os pontos críticos da estrada para que pudessem montar um projeto com soluções e propostas.
Foram identificados todos os episódios da reforma que envolvem o meio ambiente. Segundo ele, o programa tem a preocupação e tomou todos os cuidados com o Meio Ambiente, especialmente com relação a erosões, escorregamentos, desmatamentos, deslizamentos, tudo será corrigido. “Este é o grande orgulho do projeto. Estas obras irão trazer melhores condições ambientais nas áreas próximas à estradas. Em nenhuma outra estrada houve tanta preocupação com o meio ambiente. A preocupação de todos os responsáveis pela obra foi com relação ao uso adequado das estradas, a preservação da vida de quem usa a estrada e de quem mora próximo a estrada”, enfatizou.
Segundo ele o Banco Interamericano de Desenvolvimento BID, que financiou o programa de obras, exige que as questões social e meio ambiente sejam priorizadas para o financiamento ser liberado.
O coordenador Valdeci Osirio, falou da SP 55 - Manoel Hypolito do Rego. Nesta área serão recuperados o trecho do Km 53,6 ao 99,63 (46 km de trecho duplicado/restaurado) e o trecho do km 103 ao 120 (17,8km de trecho duplicado/restaurado). Um total de 63,83 km, sendo que em Ubatuba serão 63,83 km, em Caraguá, 27,89 km, em São Sebastião, 7,34 km, a receberam as obras. O Engº responsável pela obras, Luis Carlos Gusso disse que nesta área o enfoque principal é a segurança, a pavimentação e preservação do meio ambiente. “Na 1º etapa foi feito coleta de dados, na ­2º etapa, começou a desencadear todo o processo que é onde estamos, parte de pavimentação, recuperação de taludes, reabilitação ambiental, segurança do tráfego, sinalização. Na 3º Etapa, Drenagem, terraplanagem, recuperação dos taludes e relatório final”.
De Ubatuba a Caraguá, haverá 16km de duplicação, uma passarela, treze locais de roteiros operacional, 27km de ciclovias, seis locais de faixas adicionais, sete locais de recuperação e taludes.
Também foram apresentadas as Obras de Artes Especiais como 10 pontes, 12 passarelas para ciclovias, 22 pontes em recuperação e alargamentos, 59km de restauração de pista, 46km de recuperação de pista, que constam em todo o programa de recuperação. O Engº Fernando Borges Pinto da Engeagro Laurenza responsável pela recuperação da SP 55, falou sobre os 120,6 km de obras pavimentação, drenagem, sinalização horizontal e vertical e dispositivo de segurança. Foi divulgada também uma obra do Rio Juqueriquerê, em Caraguatatuba que receberá uma ponte e passarela para pedestre. (Fonte: PMC)

Dia Mundial de Limpeza das Praias
Evento acontece no próximo sábado, dia 21

Litoral Norte - Há 16 anos a The Ocean Conservancy, uma ong norte-americana, vem promovendo em todo o planeta o Dia Mundial de Limpeza de Praias (Internacional Coastal Cleanup). Durante este evento, que ocorre no terceiro sábado de setembro, este ano será no dia 21, a partir das 9 h, voluntários em todas as partes do mundo vão às praias coletar o lixo depositado pelos usuários locais ou por descargas no mar originadas de navios ou rios.
O Dia Mundial de Limpeza de Praias vem tendo uma participação crescente de voluntários, haja visto que no ano 2000 cerca de 55 países e mais de 800 mil voluntários contribuíram com seu trabalho neste esforço mundial, limpando 37 mil Km de praias e coletando aproximadamente 6 mil toneladas de lixo. Em 2001, apesar da tragédia de 11 de setembro ter reduzido o evento nos Estados Unidos, estes números cresceram: 77 países mobilizaram cerca de 750 mil voluntários que coletaram 5,7 toneladas de lixo.
A Fundação Mar (Fundamar), em São Sebastião, Litoral Norte de São Paulo, tem coordenado a campanha de limpeza das praias em todo Estado. Para o Dia Mundial de Limpeza de Praias - 2002, 14 municípios litorâneos estarão participando com pelo menos 3.250 voluntários: Ubatuba, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião, Bertioga, Guarujá, Santos, São Vicente, Praia Grande Itanhaém, Peruíbe, Iguape, Ilha Comprida e Cananéia. O evento está sendo patrocinado pela Petrobrás e pela Sabesp em todo o Estado. Outras empresas estão patrocinando o evento a nível local, como: Panamco (Baixada Santista), ENOB (São Sebastião) e DANA (Ubatuba).

Bolas de concreto praia do Centro para evitar carros

Caraguatatuba - Com o intuito de não permitir a entrada de carros nas áreas de lazer da Praia do Centro de Caraguatatuba, a prefeitura está colocando bolas de concreto entre as pontes do rio santo Antônio e o camaroeiro.
Segundo o secretário municipal de Obras, Leandro Borella Barbosa, já foram colocadas 130 bolas, mas a prefeitura quer a instalação de mais 100 unidades. “As entradas que separam a areia da praia e a calçada foram feitas para facilitar o acesso de deficientes físicos em cadeiras de roda e mães com os carrinhos de bebê e não para a entrada de carros”.
De acordo com Barbosa, a decisão da colocação das bolas tinha sido adiada desde a outra administração para não causar polêmica, mas “estávamos tendo problemas com os carros que desrespeitavam as leis de trânsito, subindo a ciclovia e passando pela calçada, até chegar a praia. Os carros sujavam as calçadas e traziam areia para a rua. Por isso decidimos implantar as bolas de concreto que já estavam compradas e iremos colocar o restante para a praia ficar totalmente segura”.
O espaço entre uma bola de concreto e outra, não dificultará o acesso das cadeiras de roda. A primeiras remessa de bolas estará instalada até o final dessa semana e o restante está sendo comprado. A prefeitura está gastando uma média de R$ 15 para cada bola.
A mudança no visual da praia está dividindo as opiniões. “Não gostei da mudança, pois tenho que carregar nos braços os apetrechos que levo para a praia, como as cadeiras, isopor, guarda-sol, além de ter que segurar os filhos nessa área que tem bastante tráfego de carros, motos e bicicletas. Estava acostumado com a comodidade de entrar com o carro na praia”, afirma a vendedora Maria de Lourdes Buono.
Já a dona de casa Bernadete Oliveira é a favor da obra. “Lugar de carro não é na praia, mas no estacionamento ao lado da praia. Além do que, a sujeira que esses carros fazem é prejudicial a todos”. (Fonte: Imprensa Livre)

Projeto que regulariza Pousadas é adiado por 1 sessão

Caraguatatuba - O Projeto de Lei do Executivo, que regulariza construções clandestinas que tenham a atividade de hotel, pensão e pousada, foi adiado por 1 sessão, a pedido do líder do prefeito na Câmara. Houve pressão por parte dos engenheiros e arquitetos, que foi aceito pelo Parlamentar.
Dos 7 (sete) projetos da Ordem do Dia da 28ª Sessão Ordinária semanal, apenas 5 (cinco) foram discutidos e somente 3 (três) foram votados e aprovados. Nas galerias do Parlamento Municipal, alunos da Escola Ismael Iglesias, do bairro do Barranco Alto, aqui estiveram para receber homenagens.
O projeto do Executivo que institui o "Mês de Santo Antonio" , incluindo as festividades no calendário oficial do município, foi adiado por 1 sessão. O projeto tem emendas que segundo alguns Vereadores, fogem ao real sentido da propositura e por causa disso, foi requisitado o adiamento, para um melhor estudo e análise.
Outro projeto que foi adiado também tem a autoria do Executivo e autoriza o prefeito a regularizar construções clandestinas que tenham atividades como hotéis, pensões ou pousadas. A propositura também recebeu emendas, que incluíam as residências e os pontos comerciais. Houve uma certa pressão, feita por engenheiros e arquitetos, comandados pela Vereadora Madalena Fachini (PSB). Os profissionais daquela categoria ficaram irritados com a propositura e as emendas, alegando que beneficiaria o mau construtor. "Se tudo vai ser regularizado então não precisamos de lei e nem de Câmara", disse um dos engenheiros.
O líder do prefeito na Câmara, João Rodrigues de Godoy Filho - o Baduca (PL), requereu o adiamento deste projeto, bem como o que institui o "Mês de Santo Antonio". "Esta é a Casa do Povo e aqui predomina a Democracia. Não iremos desfalcar o Executivo, mas também não poderemos prejudicar os contribuintes e nem criar situações constrangedoras para o Legislativo", disse Baduca.
Ao final os 3 projetos restantes foram aprovados. O do Executivo, que altera a Lei 888/2000, sobre a Previdência Municipal foi aprovado, bem como os Projetos de Resolução, de autoria do Vereador Omar Kazon, que suprime artigo 2º da Resolução 06/92, sobre o Título de Cidadão Caiçara e o que acresce parágrafo ao artigo 147 da Resolução 04 - Regimento Interno da Câmara. Na Resolução 06, o ocupante de cargo eletivo poderá receber o Título de Gratidão e na Resolução 04, todos os Vereadores, a partir do terceiro ano de mandato, receberão Título de Gratidão quando forem nativos do município e Cidadão Caraguatatubense quando não tiverem nascido na cidade.
Deixaram de ser votados, devido ao adiantado do horário, os projetos dos Vereadores tucanos Agostinho Lobo de Oliveira e Vera Lúcia Moreira Peixoto, que denominam, respectivamente, rua João Martins no Morro do Algodão e rua José Neder no Jaraguazinho. Foram lidas e serão encaminhadas, 19 Indicações, bem como foi aprovada uma Moção e 3 Requerimentos. (Fonte: Câmara Municipal de Caraguatatuba)

Ilhabela recebe a primeira parcela para a construção de hidrovia

Ilhabela - A Prefeitura de Ilhabela deve receber nos próximos dias a primeira parcela de R$ 60 mil do DADE (Departamento de Apoio e Desenvolvimento das Estâncias), do Governo Estadual, para a implantação de uma hidrovia no município. O total da verba do Dade é de R$ 841 mil que serão utilizados para a construção de seis píeres ao redor da ilha.
Os píeres começarão a ser construídos no início do ano que vem. O término da obra está previsto para a temporada de verão 2003/2004.
Eles serão construídos no Curral, Praia Grande, Portinho, Barra Velha, Saco da Capela e Armação e vão integrados outros dois já em funcionamento no perequê e na Vila.
Ilhabela é primeira cidade turística a instalar uma hidrovia como via de acesso. Segundo o prefeito Manoel Marcos, a idéia do projeto é diminuir o tráfego de automóveis nas ruas e avenidas. “Para isso, será oferecido o transporte tipo ‘over craft’ pela empresa que vencer a concorrência.
Com a hidrovia, os moradores os turistas terão outra opção para transitarem por Ilhabela”, conclui.
O projeto foi idealizado pelo secretário de Obras, João Marques e contou com a participação de Manoel Marcos que é engenheiro civil. A obra deve gerar novas frentes de trabalho, através dos processos licitação que serão ser abertos para a construção. (Fonte: Imprensa Livre)

Curso de Manobras de Pronto Socorrismo

Ilhabela - Encerrou no dia 15 de setembro do corrente o III Módulo do Curso de Manobras de Pronto Socorrismo, realizado pela Secretaria de Saúde de Ilhabela.
O curso, que contou com doze alunos, todos profissionais que trabalham na área de urgência do município, pautou pelo aspecto prático dos atendimentos de emergência. Foram realizadas diversas simulações de acidentes em que se tentou ao máximo reproduzir situações reais. Destacou-se nessas simulações: a retirada de uma “vítima” de uma ribanceira de mais de dez metros de altura, próximo a uma cachoeira; o atendimento em via pública de uma “vítima” que sofrera queda de bicicleta, estando em choque e com fratura exposta; e a simulação de um incêndio em um posto de gasolina em que existiam diversas “vítimas”, com vários tipos de ferimentos.
As aulas foram ministradas pelo Dr. Wilson Carletti e pela Enfermeira Elair Melão, ambos especialistas em APH (atendimento-pré-hospitalar).
Nas palavras do Secretário de Saúde, Dr Antonio Colucci, quando do encerramento, esse tipo de curso é de vital importância para que se aprimore o potencial dos funcionários da saúde na prevenção e na atuação em socorros de urgência, garantindo a vida do acidentado até que se chegue ao hospital.
Conforme Márcio Tenório, Diretor Administrativo da Secretaria da Saúde, graças ao empenho do Prefeito Manoel Marques e do Secretário de Saúde Antonio Colucci, atualmente as ambulâncias, que são acionadas pelo telefone 192, foram acrescidas de um profissional de enfermagem, além do motorista já existente. Os veículos também foram remodelados e dotados de equipamentos modernos de atendimento, tais como: KED, colares cervicais, pranchas, apoios laterais de cabeça etc. Para Márcio o curso serviu também para reforçar o espírito de equipe, essencial para a perfeita atuação do grupo.
Para o Dr Wilson Carletti, todos os integrantes do grupo mostraram-se portadores de grande resistência e tenacidade ao superarem obstáculos físicos e mentais de grande monta, já que todo o curso foi realizado em clima de “stress” e tensão que normalmente estão presentes em um atendimento de emergência.
Com a proximidade da temporada de verão, a Secretaria de Saúde, juntamente com a Defesa Civil, Polícia Militar e Divisão de Trânsito, pretende realizar simulações de atendimento de emergência em acidentes de trânsito em vias públicas. Nessas simulações as diversas entidades irão corrigir possíveis falhas , antecipar problemas e propor soluções, bem como testar o esquema de emergência do serviço de saúde municipal nesse tipo de ocorrência.
Alunos do curso:
1)motoristas: Zenon, Roni, Marcos
2) enfermagem: Pedro Paulo, Cecília, Rosana, Celeste, Edna, Sonia, Denise, Helena e Eloide” (Fonte: PMI)

Órgãos participam de curso de prevenção de incêndio nas matas

São Sebastião - Pelo terceiro dia consecutivo os agentes, da Defesa Civil, fiscais do Meio Ambiente, Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros, guarda-parques, representantes de áreas de proteção permanente e Ongs estiveram reunidos na videoteca de São Sebastião participando do curso do Prevfogo, ministrado pelo Ibama – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis.
“Em São Sebastião não existe uma equipe específica de controle de incêndios em florestas. O Ibama resolveu trazer este curso para que os órgãos ambientais envolvidos recebam informações que possibilitem a formação de um plano de ação mútua, inclusive com o apoio da sociedade, para que no futuro sejam implantados núcleos de voluntários no município”, disse Giusepe Gabriel Santomo, do Ibama.
Segundo ele, o curso ensina como formar brigadas de incêndio. Entre as orientações repassadas aos alunos, a importância de monitorar a área florestal através de um mapeamento foi uma delas. “A coleta de subsídios pode levar anos, mas é fundamental. O zoneamento irá apresentar aspectos do local que poderão auxiliar no combate ao fogo. A participação dos alunos está sendo excelente”, explica Santomo.
Além de vidas humanas, o Ibama demonstrou aos participantes quais as prioridades que devem ser analisadas em caso de incêndio, como bens patrimoniais, atividades econômicas e o meio ambiente e, com esse objetivo, alertou para a existência de combustíveis próximos a essas áreas, a dificuldade topográfica e as condições meteorológicas que podem desencadear ou dificultar uma ação.
“Mesmo que os ensinamentos nunca sejam colocados em prática é válido pela educação ambiental”, disse o sargento da Polícia Ambiental, Adalberto Urubatã Pires, que participa do curso.
Já o sargento do Corpo de Bombeiros, Paulo Rodrigues, acredita que o importante é a interação entre os órgãos ambientais. “Na costa sul estão ocorrendo muitos incêndios e somente o contingente dos bombeiros não consegue resolver esse problema. É que preciso que haja a união de vários segmentos da sociedade”, disse.
O secretário de Meio Ambiente, Obras e Infra-estrutura, Wander Augusto, explica que o treinamento visa em primeiro lugar conscientizar as pessoas com relação às queimadas, além de ensinar como atuar na prevenção de incêndios. “As pessoas que trabalham com meio ambiente precisam estar bem conscientes e treinadas para atuarem em casos de emergência”.
O assessor para assuntos de Defesa Civil e Proteção ao Cidadão, Rui Nogueira de Lima, disse que achou o curso muito importante porque irá capacitar os agente para serem multiplicadores de informação. “Após o curso, pretendo formar uma equipe para trabalhar com fogo na mata”.
Além disso, segundo Lima, o Ibama e a Defesa Civil já estão analisando a possibilidade de formar um grupo para atuarem em conjunto nas operações no mar, como em casos de vazamento de óleo e visita técnica a ilha de Alcatrazes. (Fonte: PMSS)

São Sebastião rumo ao 66º Jogos Abertos de Franca

São Sebastião - A delegação de São Sebastião, no Litoral Norte de São Paulo, viaja amanhã de madrugada para Franca, onde participará do 66º Jogos Abertos do Interior, onde ficarão alojados na escola Evaristo Fabrício, no bairro Jardim Aeroporto. O número de cidades participantes aumentou este ano de 168 para 170.
No total serão cerca de cem pessoas que participarão do campeonato, entre atletas e comissão técnica. A cidade de São Sebastião estará indo representada em nove modalidades esportivas, sendo: dama, xadrez, basquete masculino, voleibol feminino, malha, ciclismo feminino, tênis sub-21 masculino e feminino, tênis de mesa livre masculino e feminino e atletismo nas provas de 100m e 200m rasos e revezamento 4 x 100.
A abertura dos Jogos acontecerá na sexta-feira, às 19 horas, no Ginásio Poliesportivo “Pedrocão”. No sábado, o tênis de mesa feminino livre de São Sebastião enfrenta Sorocaba, às 15h15, o basquete masculino joga contra Novo Horizonte, às 18h30, a malha joga com Itatiba, às 10 horas e o voleibol feminino livre entre em quadra contra Araçatuba, às 15 horas.
Ainda no sábado, acontecerá o congresso técnico que definirá as chaves das modalidades dama e xadrez. No domingo, dia 22, ocorrerá a votação para escolha da cidade sede dos Jogos Abertos do Interior em 2004. Estão disputando os municípios de Barretos, Presidente Prudente, Campinas e Marília. O voto de São Sebastião será feito pelo chefe da delegação, Luiz Carlos Cardim de Melo. (Fonte: PMSS)

Caminhões estão proibidos de entrar no Porto

São Sebastião - Pescadores que abastecem suas embarcações no Porto de São Sebastião correm o risco de ficar sem combustível porque os caminhões da empresa que fornece o óleo diesel está proibida de entrar na área. O motivo seria a falta de licença ambiental municipal e possíveis riscos de acidentes. O fornecimento começou no início deste mês.
O administrador geral do Porto, Vilson Costa, disse que a medida foi imposta pela Receita Federal, após denúncia anônima à Secretaria Municipal de Meio Ambiente.
Segundo ele, os pescadores faziam o abastecimento sem barreiras de contenção para vazamento de óleo, píer especial de atracação e barreiras de sucção, itens necessários para evitar acidentes. “Já existe uma área especial que fornece derivados de petróleo e gelo às embarcações”.
Costa disse que o caminhão-tanque entrou no cais apenas uma vez. “Estava em viagem e autorizei a entrada”. Ele disse ainda que vai tomar providências para amenizar a situação dos pescadores.
Os usuários optavam pelo abastecimento do caminhão-tanque porque pagavam R$ 0,95 centavos pelo litro do produto. No Centro Náutico o combustível é vendido por R$ 1,22.
Segundo os pescadores a questão está mal resolvida porque teriam dificuldades para abastecer. Para eles, os locais mais próximos são os Centros Náuticos de São Sebastião e Ilhabela –ambos do mesmo proprietário.
O pescador de São Sebastião Hélio de Souza, 45 anos, é contra a medida. “Além do alto valor ser cobrado, a imposição deixou ainda mais claro o desrespeito com nossa classe”.
Renato dos Santos Oliveira, 48 anos, que também é pescador, discordou das declarações do administrador do Porto com relação à falta de segurança durante o abastecimento.
Ele conta que cada pescador tem o seu “barraco”, uma espécie de depósito onde guarda os itens necessários para segurança. “Tenho 30 metros desta barreira, serragem e extintores de incêndio”, disse.
O pescador conta que a partir de agora terá que buscar o combustível mais barato em outros locais. “O preço do óleo aqui está mais caro”. Ele disse que chegou a comprar combustível do caminhão por três vezes.
Pedro Mariano, 53 anos, atua na pesca há mais de 20 anos e acha que a proibição irá favorecer apenas o dono do monopólio que detém o controle dos postos náuticos em São Sebastião e Ilhabela.
Na sessão de segunda-feira, os vereadores Erwin Mota e Dalton da Silva, apresentaram requerimentos pedindo esclarecimento ao porto sobre essa proibição.
Mota questiona o motivo da proibição que teria afetado muitos pescadores.
“O Centro Náutico deve ter se sentido prejudicado com tal situação e denunciou ao Meio Ambiente para que fosse tomada alguma atitude, mas isso é infundado, pois pesquisei e esses caminhões são seguros para realizar o trabalho”. O vereador afirma que essa medida é impossível de ser mantida, a menos que, o preço do diesel sofra redução de preço.
A reportagem fez contato com o Centro Náutico de São Sebastião por três vezes e não obteve retorno para falar sobre o assunto.
Risel e Meio Ambiente - A assessoria de imprensa da empresa Risel Campineira, responsável pelo fornecimento do caminhão-tanque, disse que não atua em situação irregular e que é regularizada para fazer este tipo de operação.
De acordo com a empresa, o caminhão que faz o abastecimento é regularizado, tem aprovação da ANP (Agência Nacional do Petróleo) e segue padrão de segurança rígido pois o mesmo serviço que faz em São Sebastião também é realizado em outros portos do Estado.
A empresa informou ainda que está disposta a obter licença ambiental exigida pela lei municipal 848/92 e regularizar sua situação junto à prefeitura.
O diretor de Meio Ambiente de São Sebastião, Nivaldo Simões, confirmou ontem a denúncia e a notificação ao Porto para regularizar a situação dos caminhões na área de abastecimento.
De acordo com Simões, a prefeitura está preocupada com o nível de segurança do lugar. Ele ressalta que para o comércio de combustível a varejo é necessário que o representante tenha licença ambiental.
“Não sei de onde é a empresa, mas para obter a licença é necessário preencher os quesitos exigidos”. Um dos itens exigidos, segundo o diretor, é a licença da Cetesb (Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental).
Conhecimento - O delegado da Receita Federal de São Sebastião, Carlos Nacif, disse ontem desconhecer o serviço de abastecimento que era feito no Porto. Ele ressaltou ainda que, a partir da denúncia a Receita irá apurar o caso para saber se a empresa é regularizada. (Fonte: Imprensa Livre)

Escola volta às aulas após violência do dia anterior

São Sebastião - A Escola Estadual Josepha Santana Neves, no bairro Topolândia, voltou às aulas ontem, após sofrer invasão de uma pessoa armada no dia anterior e ser fechada. A unidade não registrou nenhum incidente ontem.
Na terça-feira, um desconhecido pulou o muro da escola, a procura de um aluno, que teria faltado à aula. O fato causou pânico nos alunos e professores. A direção do estabelecimento decidiu suspender as aulas naquele dia.
A escola, com cerca de mil alunos no ensino fundamental e médio, se encontra em um dos bairros mais violentos da cidade. (Fonte: Imprensa Livre)

Tráfico usa tiros para avisar sobre 'visitantes' no litoral
Desconhecidos nos morros de São Sebastião são recebidos à bala; prefeitura quer câmeras para coibir crime

São Sebastião - Três tiros para o alto marcam a entrada de "visitantes" no morro do bairro Topolândia, em São Sebastião. O sinal é uma advertência e serve para alertar os traficantes, que passam a monitorar os desconhecidos.
Os moradores do Topolândia vivem em meio a uma "guerra" pela disputa do tráfico de drogas com quadrilhas de bairros vizinhos, como Olaria e Itatinga.
A disputa entre os traficantes resultou em uma morte esta semana e alterou a rotina de moradores.
Portas e janelas ficam fechadas e os moradores deixaram de lado hábitos do cotidiano como ir à padaria. A falta de segurança impede que as pessoas saiam de casa após as 20h.
O toque de recolher foi adotado depois que o filho do líder do tráfico no Topolândia foi morto, dentro da cadeia pública, por traficantes do Itatinga, no sábado. Uma escola chegou a ser invadida anteontem pelo irmão da vítima, que procurava integrantes da gangue rival. Houve pânico, a diretora passou mal e as aulas foram suspensas.
Cleidson Cury de Araújo Santana da Silva, 20 anos, o "Quequé", filho do traficante "Gaguinho", que controla o tráfico no Topolândia, foi preso e levado para a cadeia, onde foi estrangulado.
O ValeParaibano esteve ontem à tarde nos bairros Topolândia, Itatinga e Olaria. No primeiro, os jornalistas foram recebidos pelos tiros de advertência. Uma moradora disse que a equipe estaria sendo vigiada enquanto permanecesse no local.
MEDO - Há 32 anos no Topolândia, a dona-de-casa A.F., 53 anos, teve que se separar de seu filho há dois anos. Envolvido com tráfico, o rapaz teria sido ameaçado e, para evitar ser morto, fugiu da cidade.
"Meu filho está assistindo à aula e já fui três vezes até a escola para ver se ele está seguro", disse uma moradora, que não quis se identificar. O filho dele estuda na escola fechada pelo tráfico anteontem.
VÍTIMA - No Itatinga, o temor entre os moradores não é menor. A dona-de-casa M.M., 42 anos, teve o cunhado morto há dois meses. A família acredita que a causa tenha sido desentendimento com traficante. "Temos medo de represálias."
No Olaria, os comerciantes têm que fechar as portas durante os tiroteios. O dono de um bar disse que é comum antes dos "acertos de contas", um rapaz aparecer nos estabelecimentos para avisar.
Seriam de três a quatro tiroteios por semana. Ontem de manhã, antes do ValeParaibano chegar ao local, os moradores disseram que ouviram tiros.
Apesar da Polícia Militar e da prefeitura negarem o domínio do tráfico, o prefeito Paulo Julião pediu a transferência do batalhão da PM para o local e planeja instalar câmeras de vigilância no bairro. (Fonte: ValeParaibano)

Bairros terão quatro câmeras nos acessos

São Sebastião - O prefeito de São Sebastião, Paulo Julião (PSDB), disse ontem que pretende instalar dentro de 30 dias quatro câmeras de vigilância nos bairros Topolândia, Itatinga e Olaria.
"As câmeras serão fixadas na entrada e saída dos bairros. O monitoramento vai ser realizado 24 horas por dia e a polícia poderá ter controle de todo o movimento", disse. A cidade tem 72 câmeras espalhadas em outras regiões.
Ele afirmou que a transferência do 20º Batalhão da PM para o Topo Varadouro, bairro ao lado da Topolândia, já está sendo negociada. Segundo ele, a 1ª Companhia de São Sebastião, que já funciona no Topolândia, deve ser instalada até o final do ano no acesso aos bairros. Hoje, o prédio está instalado no centro do bairro.
Segundo o prefeito, a instalação de um complexo esportivo e de uma nova escola, programada para o próximo ano, ajudará a melhorar o perfil do bairro. "Podemos afirmar que 99% dos homicídios são de origem do tráfico de droga, envolvendo apenas os criminosos", disse. (Fonte: ValeParaibano)

PM nega domínio de traficante

São Sebastião - O tenente da 1ª Companhia da Polícia Militar de São Sebastião, César Eduardo, disse ontem que a polícia está controlando o tráfico de drogas na região.
"Nas operações, estamos detendo suspeitos envolvidos com o tráfico de drogas e com o porte ilegal de armas."
O tenente afirmou que não tem conhecimento sobre o envolvimento dos traficantes de drogas da região em facções de criminosas. Segundo ele, o bairro não é controlado pelos traficantes.
O tenente disse ainda que a invasão da escola foi um caso isolado e negou que estejam ocorrendo tiroteios na região.
"A polícia realiza diariamente a ronda escolar nos horários das 15h às 23h. Temos ainda uma viatura que é utilizada apenas para fazer a segurança da região."
O delegado do Setor de Investigações do 1º Distrito Policial, José Luiz Tibiriçá, não quis comentar o assunto ontem. Anteontem, o delegado negou que os traficantes tenham ordenado o toque de recolher nos bairros. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeitura intensifica ação contra ambulantes irregulares

Ubatuba - A preocupação com o comércio ambulante faz Ubatuba recadastrar trabalhadores e propor aumento no número de fiscais para a temporada.
Terminado o prazo para a renovação de licenças em agosto, a Seção de Tributos Mobiliários efetua o cadastramento para novos ambulantes até o próximo dia 30. Apesar do número estabelecido por lei ser de 720 autorizações, o setor já recebeu até agora 938 solicitações, entre renovações e novos pedidos.
Quanto ao número de fiscais que atuará na temporada, a Chefe da Seção, Lucilene Maria Pereira Tavares, afirma que o setor conta com apenas quatro, mas assim como ocorreu no ano passado, uma parceria com a Comtur (Companhia Municipal de Turismo) e a Associação de Ambulantes está sendo firmada para que mais 10 pessoas sejam contratadas para dar apoio à fiscalização. “Se fecharmos as parcerias, os contratados irão nos ajudar. Eles não poderão apreender mercadorias, nem confiscar materiais, mas auxiliarão, fiscalizando e avisando sobre a ação de clandestinos”, disse.
Sobre as renovações que tratam de comércio de alimentos, Lucilene explica que o processo está em fase de análise da Vigilância Sanitária, que ministra cursos de manipulação e vistoria na residência dos ambulantes para saber as condições onde os alimentos estão sendo preparados.
Nos casos em que o setor de Saúde Coletiva dá o aval, o de tributos já emite as guias para o pagamentos das taxas relativas à renovação, que variam de R$ 45,75, para as vendas em bandejas e isopores, a R$ 182,80 para os carrinhos de lanche e barracas removíveis.
“Há ainda situações em que pessoas perderam o prazo para a renovação por problemas de saúde e isso está sendo avaliado pelo departamento jurídico da prefeitura. Por esse motivo, a definição sobre números oficiais só deverá ocorrer no início de novembro”, disse.
Sobre a atuação de clandestinos durante a temporada, ela afirmou que o setor trabalha com pelo menos 250 vendedores que atuarão irregularmente e que sofrerão fiscalização intensa do setor competente, mesmo que o número de funcionários não seja o ideal.
“A intenção é evitar o comércio clandestino e nós iremos atuar de forma intensa”, garantiu o Chefe da Fiscalização, Francisco de Assis Cardoso, 42 anos.
As praias Grande, Tenório e Vermelha do Centro, são as que deverão receber atenção especial. Na região Sul, a praia de Maranduba, assim como aconteceu na temporada anterior, também sofrerá uma ação direta da fiscalização.
A situação dos redeiros ainda não foi definida. Cardoso espera que a Câmara Municipal se posicione a respeito, como aconteceu na última temporada. “No ano passado foi estipulado pela Câmara um número especial de licenças para os vendedores de redes, e isso ajudou um pouco. Esperamos que este ano também aconteça algo semelhante, pois facilitará o nosso trabalho, disse. (Fonte: Imprensa Livre)

Ação Ambiental de Limpeza do Rio Grande

Ubatuba - No próximo dia 28 de setembro às 8 horas, a APPRU – Amigos na Preservação, Proteção e Respeito à Ubatuba, estará promovendo a limpeza do Rio Grande, no trecho compreendido entre o Bairro da Ressaca, onde será o local de concentração, até a Ilha dos Pescadores no centro.
A Ação Ambiental tem o intuito de além da limpeza, conscientizar os moradores inseridos nesta área, bem como despertar na cidade o papel de fiscalizador e defensor dos recursos hídricos que cabe a todos os munícipes.
Foi programado para a Ação Ambiental, além da limpeza do Rio e suas margens (berçário dos Oceanos), haverá também a instalação de placas que visam a conscientização ou mobilização ambiental e pintura de bueiros que deságuam no Rio Grande, e serão entregues folhetos direcionados exclusivamente a moradores de ruas que dão às margens do Rio. O período da manhã e dedicado a adolescentes e adultos, já que as atividades exigem mais esforço.
Após a limpeza, a organização do evento estará promovendo a passeata da conscientização ambiental, por algumas ruas para todas as idades, no centro da cidade, tendo sua concentração na Praça BIP, a partir das 14h30 horas, que terminará exatamente na Ilha dos Pescadores. Para finalizar a Ação Ambiental, haverá a apresentação do Grupo de Teatro da Cooperativa Educacional de Ubatuba do Aquário de Ubatuba, com a peça “O lixo nos Oceanos” e a execução do Hino Nacional e de Ubatuba com a Banda Municipal Lira Padre Anchieta, Coral Bem Legal, mirim, onde ambos são mantidos pela Fundart – Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba.
Para execução dos hinos, o participante dará as mãos, abraçando o Rio Grande, numa manifestação de amor ao rio, que é de grande cultura do povo caiçara.
A Ação Ambiental contará com a participação de vários setores da sociedade: Guarda-Mirim, Escoteiros de Iperoig, Associações de Bairros da Ressaca, Perequê-Açú, Taquaral, Parque dos Ministérios, Barra Seca, apoio das escolas Cooperativas Educacional, Deolindo, Olga Gil, Anchieta, Tancredo, Dominique, Taba-Mirim e Dr. Esteves. Com a divulgação normal do evento, esperamos molibilizar cerca de 400 pessoas.
“Essa ação é a primeira de muitas outras que esperamos estar organizado, e eu e este grupo de pessoas preocupada com a questão ambiental e conseqüentemente com nossa qualidade de vida, resolvemos tirar as mãos de bolsos e agir em prol do meio ambiente e esperamos que você também se sensibilize e nos ajude”, declarou Antonio Augusto de Oliveira Neto, o organizador.
Mais informações sobre o evento, entre em contato com a APPRU. Tel.: (12) 3832-1374 ou acesse o site www.ubatubasite.com.br/appru

Caseiro é preso após roubo em Ubatuba

Ubatuba - O caseiro A.H.M., 24 anos, foi preso na manhã de ontem após ser acusado de roubar o motorista F.A.S., 54 anos, no caminhão que transporta leite, no bairro Ipiranguinha, em Ubatuba.
A vítima estava parada na rodovia Osvaldo Cruz, quando foi abordada por dois homens, sendo um deles armado. Eles pegaram cerca de R$ 400 do motorista, fugindo em seguida.
A Polícia Militar foi avisada e em patrulhamento, junto com a Guarda Municipal, encontrou um dos suspeitos, que foi reconhecido pelo motorista.
O caseiro ainda apresentou documentos pessoais alterados. Ele foi conduzido à Delegacia de Ubatuba e recolhido na cadeia pública de São Sebastião. (Fonte: Imprensa Livre)

Carta do Leitor

O Tamanho da Coisa - Em agosto, Ilhabela realizou a Semana da Vela, regata internacionalmente conhecida, o maior evento náutico da américa latina. Nesta edição participaram 178 barcos, sendo 55 estrangeiros.
Evento organizado por profissionais, a empresa D&S, contou com o patrocínio da Mitsubishi Motors, HSBC, Premier e Semp Toshiba. Gastou-se R$ 700.000, arrecadou-se R$ 6 milhões, para alegria do comercio de Ilhabela.
Quase que simultaneamente Caraguatatuba está vivendo o Megacycle com 50.000 motocicletas e 300.000 pessoas no maior evento do gênero na américa latina.
Caraguatatuba embolsou R$ 7 milhões. Já existe até uma comissão trabalhando no Megacycle do ano que vem.
Nos dias 13/14/15 de setembro, ainda em Caraguatatuba, com o patrocínio da Petrobras, Federação Brasileira do Automóvel Antigo, Secretaria de Turismo e a empresa de segurança capital faz acontecer o encontro dos automóveis antigos. Já existe comissão formada para o encontro de 2003, pois o prefeito pretende transformar Caraguá na sede do antigomovel.
No 04 de setembro, a população de Ubatuba é pega de surpresa com a chegada do Enduro da Independência. Suas 621 motos, 500'jeeps', equipes de apoio, amigos, namoradas e benfeitores.
O Enduro da Independência é o maior no gênero nas américa e dele participam a elite do esporte.
Segundo o jornal da cidade, e com muito alarde, o presidente da COMTUR afirma ter investido no evento R$ 1.000,00 + 100 diárias em hotéis e 4 w.c. químicos com o patrocínio da COMTUR, evidentemente, secretaria de turismo e secretaria de esportes.
Todos esses eventos tem a mesma magnitude, o tratamento dado a eles é que difere. Os resultados econômicos obtidos são diretamente proporcionais ao montante investido na sua realização.
Sera que no Yacht Club de Ilhabela nao tem WC?
Sera que os organizadores do Megacycle dormiram em tendas?
Sera que convém a manutenção da incompetência em detrimento da competência?
Sera que não conseguiremos mais resgatar nossa dignidade?
Ou teremos a exemplo de Caraguatatuba e Ilhabela montarmos uma comissão para que o Enduro de 2003 seja segredinho?

Ezio Pastore Junior
Ubatuba, SP


Alcatrazes - Meu nome é Wagner Vargas Legnini, sou presidente da FPPS, e pescador submarino a mais de 30 anos. Já mergulhei em Alcatrazes inúmeras vezes e acho que a resposta do Alvaro esta bem apropriada, não há nenhuma interferencia do pescador submarino no eco sistema de Alcatrazes, e acho também que não há nenhuma espécie de peixe que só exista no arquipélago como os responsáveis pelo projeto dizem.
É só cabide de empregos.

Wagner Vargas Legnini
Presidente da FPPS



 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:

Clique Aqui.


Pont Motos Lineu Pousada Pé na Areia

As notícias e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo.


GRÁTIS!!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:
Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:


Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor