Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 23 de setembro de 2002 - Nº 622 Edições Anteriores

Naturali Garden Center

Litoral Norte:
   Litoral Norte tem campanha para atrair turistas na primavera

Caraguatatuba:
   Motorista particular explora a rota Caraguá-São José
   Transporte de passageiro exige licença
   Projeto Guri completa um ano e realiza concerto
   Estão abertas inscrições para presidente da Fundacc
   Com parceria, Vereadora resolve inundação no Cidade Jardim
   Câmara tem série de eventos para fechar setembro

Ilhabela:
   Meio Ambiente vai para Castelhanos no Dia da Árvore
   Aroeira e Casulo recebem escolas de Ilhabela

São Sebastião:
   Tráfico domina morros de São Sebastião
   Falta de recursos prejudica ação da polícia
   Bairro vive clima de terrorismo
   Sem caixa, São Sebastião adia 78 obras para 2003
   São Sebastião implanta sistema de cartografia
   Chuva atrapalha limpeza de praia
   Fundo Social vende brinquedos para comprar enxovais de bebê
   Prefeitura entrega Pronto Socorro reformado e ambulância UTI

Ubatuba:
   Orçamento de Ubatuba aumenta 15%
   Sema confirma presença em Congresso
   Semana do Trânsito em Ubatuba
   Campeonato de skate reuniu mais de 5 mil pessoas
   Convênio com pescadores é prorrogado
   Curso de Informática da Secretaria de assistência Social

   Carta do Leitor


Litoral Norte tem campanha para atrair turistas na primavera

Litoral Norte - A cada estação do ano, o Litoral Norte tem se mostrado mais preocupado mais preocupado em descobrir formas de apresentar com criatividade e profissionalismo a região como um todo, oferecendo aos que nela passeiam, ou vivem, que cada cidade oferece serviços e roteiros peculiares em localizações com características bem diferenciadas. São praias, cachoeiras, matas e espécies nativas, assim como hotéis e restaurantes que oferecem bom atendimento. A cultura preservada, eventos náuticos e radicais esportivos aliados a um centro comercial em plena expansão, tudo isso faz com que o Litoral Norte ofereça um enorme leque de atividades a quem o visita.
Os setores públicos e privados, assim como entidades e associações que atuam no setor turístico e empresarial, têm-se unido e tomado algumas atitudes quanto a apresentação da região como um todo. Prova disso é a nova denominação encontrada para a região, que é “ Litoral Norte - Costa Verde Paulista” , aprovada num encontro para buscar soluções de comunicação para o Litoral Norte, realizado em agosto na Pousada das Garças, em Caraguá.
Visando atenuar cada vez mais os terríveis efeitos econômicos da sazonalidade turística, as cidades precisam de ferramentas para atrair turistas fora das tradicionais temporadas de verão. Em 2001, a Campanha Viva Primavera no Litoral Norte divulgou a região como um todo. Foram veiculados no SBT - Sistema Brasileiro de Televisão 208 comerciais de 14 empresas, associação comercial e prefeitura, anuciando simultaneamente e sequencialmente. A Campanha e os anúncios foram criados e produzidos pela CBCavalcanti. e veiculados na emissora de televisão. Nos 45 dias da Campanha Viva a Primavera no Litoral Norte, através de uma programação de grande audiência de milhões de impactos no Vale do Paraíba, Litoral Norte e nas antenas parabólicas de todo o Brasil, a primavera no Litoral Norte foi o “Melhor Lugar para Passear e Comprar” .
A primavera no Litoral Norte é realmente uma estação que pode ser mais valorizada; o clima é agradável, as praias estão próprias para banhos, e a natureza proporciona grande espetáculo, florindo a Serra do Mar numa profusão de cores e formas.
Em 2002, novamente a campanha Viva a Primavera no Litoral Norte acontece na região de 15 de setembro a 15 de novembro. Apresentada aos prefeitos e dirigentes do setor turístico e comercial num pré-lançamento, foi recebida com entusiasmo e certamente será sucesso, já que traz oportunidade para as pequenas, médias e grandes empresas participarem da promoção a baixo custo, devido a diluição dos valores entre todos.
Segundo a organização, a expectativa para este ano é de 600 comercias convidando e apresentando o Litoral Norte na primavera sejam veiculados.
Novamente, a promoção aponta a natureza como maior riqueza da região, e realiza um concurso para eleger um pássaro da Mata Atlântica, entre os encontrados aqui, para representar o Litoral Norte. Concorrem os pássaros Tangará, Saíra, Tiê Sangue e Beija-Flor. No ano passado, a campanha elegeu a orquídea nativa Catlleya Intermedia com flôr-símbolo do Litoral Norte. Foram mais de 6 mil votos recolhidos nas empresas participantes da promoção. Os consumidores preencheram cédulas, e foram presenteadas com sementes de flores. Em 2002 sementes de flores serão novamente distribuídas. Mais informações sobre a campanha podem ser obtidas na CBCavalcanti pelos telefones (12)3882-3873, ou no SBT (12)3923-2344. (Fonte: PMC)

Motorista particular explora a rota Caraguá-São José
Pelo menos 20 carros fazem viagem clandestina defendida por usuários por ser mais barata

Caraguatatuba - Motoristas de Caraguatatuba estão fazendo transporte intermunicipal de passageiros usando vans e carros particulares.
Diariamente, pelo menos 20 veículos fazem o trajeto entre Caraguá e São José dos Campos. Os pontos de embarque são próximos da rodoviária.
O valor da passagem é menor que o cobrado pela empresa de ônibus reponsável pelo transporte entre as cidades, a Litorânea. A viagem sai por R$ 10 de carro e R$ 10,50 de ônibus.
O serviço é considerado ilegal pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem) em razão de os veículos não terem licença para transporte coletivo alternativo.
A regularização é emitida pela Artesp (Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo), responsável pela administração do transporte coletivo rodoviário.
Os motoristas alegam que optaram pelo serviço por estarem desempregados e sem opção de renda. Tanto os motoristas quanto a empresa de ônibus não quiseram comentar o assunto.
Segundo a Artesp, 20% dos 300 veículos clandestinos que atuam no Estado são do Vale do Paraíba e Litoral Norte. A demanda de veículos irregulares registrados chega a 1.500 no Estado, sendo uma média de 10% somente na região. A agência não soube informar o número de autuações este ano.
O diretor da Ditran (Divisão de Trânsito), coronel Celso Rapasi, disse que o número de autuações na cidade passou de duas no ano passado para 22 somente no primeiro semestre deste ano.
As apreensões de veículo também aumentaram --foram sete nos últimos meses. Em 2001 não foi registrada apreensão de veículos de transporte alternativo.
"Por ser transporte alternativo intermunicipal a legalização poderá ser realizada somente pelo Estado. A autuação e o recolhimento dos veículos baseada na lei municipal 671 de 03 de abril de 1998, é realizada diariamente pelos agentes de trânsito", disse.
Ele afirmou que as autuações são feitas somente com flagrante do transporte de passageiros.
"A fiscalização é intensa principalmente nos horários de movimento de passageiros na rodoviária, como no início da manhã e à noite. Mas os motoristas usam artifícios para furar o cerco, mesmo tendo um agente de trânsito fazendo o monitoramento do local", disse.
PASSAGEIROS - O serviço tem a aprovação dos usuários. O promotor de vendas Vicente Araújo, 32 anos, disse que o sistema de transporte alternativo deveria ser regularizado.
"Com vários veículos à disposição, o passageiro tem mais flexibilidade de horários. A viagem é mais rápida, o preço é inferior ao da passagem de ônibus e o transporte é mais confortável", disse.
A dona-de-casa Marialva Guimarães, moradora de Caraguatatuba, afirmou que prefere fazer o trajeto de ônibus em razão da segurança.
"Não me sinto segura de viajar com um motorista que não conheço, principalmente em uma situação irregular. Em caso de acidente não terei para quem reclamar pois estou infrigindo uma lei", disse.
Para Zenaide Conceição, moradora do bairro do Tinga, se o transporte fosse legalizado, os passageiros teriam segurança. "Muitos motoristas sobrevivem do serviço. Se fosse regularizado, além de gerar empregos garantiria a segurança dos usuários", disse.
DIREITO - O ValeParaibano registrou na última quinta-feira um Boletim de Ocorrência de Preservação de Direito para garantir o exercício da profissão de jornalistas que trabalharam na reportagem sobre o transorte clandestino em Caraguá.
A medida foi adotada após os repórteres terem conversado com uma pessoa que se identificou como líder dos motoristas e que pediu, enfaticamente, que a reportagem não fosse publicada, alegando que os jornalistas iriam arcar com possíveis prejuízos que os motoristas possam ter com fiscalização da atividade em Caraguatatuba. (Fonte: ValeParaibano)

Transporte de passageiro exige licença

Caraguatatuba - O transporte coletivo rodoviário não pode ser realizado por veículos de passeio, segundo a Artesp (Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo). É preciso ter licença, concedida após avaliação da agência e do DER.
Para o transporte coletivo rodoviário intermunicipal é necessário equipamentos de segurança nos veículos. Os motoristas devem ter cursos de especializações, como direção defensiva e primeiros-socorros.
A Artesp informou ainda que a fiscalização é realizada junto com a Polícia Rodoviária Federal periodicamente. Os veículos apreendidos pela agência fazendo o transporte de forma irregular, são recolhidos e o motorista poderá ter a carteira de habilitação suspensa.
Para a Polícia Rodoviária, passageiros que se submetem a fazer o trajeto em veículos clandestinos podem estar colocado em risco sua própria vida e a de usuários da rodovia. (Fonte: ValeParaibano)

Projeto Guri completa um ano e realiza concerto

Caraguatatuba - O projeto Guri núcleo Caraguatatuba completa um ano de atividades na cidade, e a Fundacc, responsável pelo projeto, realiza um concerto de aniversário no dia 4 de outubro, na Salão de festas da Catedral do Espírito Santo, no Bairro do Indaiá, às 20 h, com entrada franca.
O Pólo Caraguatatuba foi implantado em setembro de 2001, através de uma parceria bem sucedida entre a Fundacc, a Prefeitura Municipal e a Secretaria de Cultura do Estado, responsável pelo projeto, criado em 1995.
Atualmente o Guri atende no Centro Comunitário do Poiares, aproximadamente 200 alunos, divididos entre a orquestra e o coral. São jovens de 8 a 18 anos, que têm acesso aos conhecimentos técnicos da musica gratuitamente, desenvolvendo suas habilidades e potencialidades artísticas. Agente desta transformação, a música leva estes jovens a recuperação da auto-estima, desenvolve um espírito de cooperação, amizade, disciplina e cria uma nova perspectiva de vida, transformando-os em bons ouvintes de boa música ou bons músicos profissionais - “Os alunos conhecem os instrumentos e escolhem o que mais lhe proporcionar afinidade e prazer. São aulas de violino, viola, violoncelo, flauta transversal, clarinete, trompete, saxofone, percussão e coral, que acontecem duas vezes por semana, com aulas dos instrumentos e prática de orquestra, e o repertório desenvolvido procura integrar a música erudita e a popular” comenta a maestrina Ana Roseli Paes Santos, responsável pelo Guri em Caraguá.
O projeto acontece no Centro Comunitário do Poiares, às terças e quartas-feiras, das 16 às 20h30. O endereço é Rua Marechal Floriano Peixoto, 567, no Bairro do Poiares, em Caraguatatuba, ou pelo telefone 3887 5907. (Fonte: PMC)

Estão abertas inscrições para presidente da Fundacc

Caraguatatuba - Estão abertas as inscrições para o cargo de presidente da Fundacc- Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba para o biênio 2003-2004.
Os candidatos deverão ter um plano de ação cultural, que deverá ser entregue juntamente com currículo vitae, cópia de cadastro de Pessoas Físicas, cópia da cédula de identidade e comprovante de residência até o dia 22 de outubro, às 17 horas, na secretaria da Fundacc. A inscrição deverá ser realizada pelo interessado ou através de procuração.
A escolha do presidente da entidade acontece após a elaboração de uma lista tríplice realizada através de votação dos membros do Conselho Deliberativo, em conformidade ao artigo 8º do regimento interno da Fundacc. Essa escolha está prevista para acontecer em reunião no dia 29 de outubro no Auditório do Centro Cultural Maristela de Oliveira, sede da Fundacc.
Os conselheiros são os coordenadores das comissões municipais setoriais representantes das várias modalidades artísticas. Cada comissão vai escolher entre os candidatos, os seus indicados, que serão votados pelos conselheiros.
Após a elaboração da lista tríplice, esta será enviada ao prefeito municipal, Antonio Carlos, para que ele indique um dos nomes para estar à frente da Fundacc nos próximos dois anos.
A Fundacc fica na Rua Santa Cruz, 396, centro, telefones (12) 3883 7555/ 3883 3606. (Fonte: PMC)

Com parceria, Vereadora resolve inundação no Cidade Jardim

Caraguatatuba - A Vereadora Vera Lúcia Moreira Peixoto - Vera Peixoto (PSDB), através do CCTI (Centro de Convivência da Terceira Idade), em parceria com a Prefeitura, a Polícia Ambiental e a Amocija (Associação dos Moradores de Cidade Jardim), conseguiram resolver o problema de inundação que ocorre todo Verão no bairro Cidade Jardim, na zona norte da cidade. A solução envolverá o apoio da comunidade e o plantio de mudas nativas.
No fundo do bairro Cidade Jardim existe uma nascente d'agua, que comumente alaga uma área existente no pé de uma barreira, onde segundo a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente, existem lotes vendidos para diversos proprietários. Como não há vazão para estas águas, durante o Verão cria-se uma várzea, o que atrai insetos e até mal cheiro.
Para resolver este problema, a Vereadora Vera Peixoto ouviu os reclamos dos associados da Amocija e encaminhou o problema para o Secretário Auracy Mansano, que empreendeu esforços junto ao DPRN (Departamento Nacional de Proteção aos Recursos Naturais), que aprovou projeto, solucionando a questão.
O curso natural da nascente será desviado, com queda e curso para o rio Guaxinduba, terminando com o alagamento e a várzea que comumente ali se cria. O DPRN, no entanto, obrigou que o lago existente em decorrência da nascente, que deságua na área, receba o plantio de muda para a composição da Mata Siliar. No total serão 148 mudas nativas da Mata Atlântica. As obras terão início em outubro e deverão durar cerca de 60 dias. (Fonte: Câmara Municipal de Caraguatatuba)

Câmara tem série de eventos para fechar setembro

Caraguatatuba - A Câmara Municipal de Caraguatatuba tem uma série de eventos programados até o final de setembro. Os eventos acontecem de 15h30 às 19 horas e fazem parte de uma programação legislativa, que visa atender ao Regimento Interno e a Lei Orgânica Municipal (LOM). Em todos os eventos a entrada ao público é gratuita.
A programação tem início nesta segunda-feira e se estende até o dia 30 de setembro, segunda-feira. No dia 23 acontece às 17 horas a 8ª Sessão Extraordinária, com a votação de projetos e principalmente Requerimentos, que encontram-se em grande número no Expediente do Parlamento. No dia seguinte, às 15h30, acontece a reunião da Comissão de Assuntos Relevantes (CAR) que trata do Estatuto do Servidor. É bom lembrar que foram entregues à CAR 153 propostas de alteração.
Na quarta-feira, dia 25, às 18 horas, será realizada uma Audiência Pública, para discussão de projeto que visa alterar a Lei de Zoneamento - a 200/92. Na quinta-feira, às 19 horas acontece outra Audiência Pública, desta vez convocada pela Vereadora Leonor Diniz Santos Ferreira - Dª Leonor (PDT), para discutir o Aterro Sanitário de Caraguatatuba.
No dia 27 de setembro, sexta-feira, realiza-se uma Sessão Solene, convocada pela Vereadora Vera Lúcia Moreira Peixoto - Vera Peixoto (PSDB), para homenagear os Idosos e as agremiações que cuidam da Terceira Idade. A série de programações termina na segunda-feira, dia 30, com a seqüência da Audiência Pública do dia 25, que tratará sobre a Lei do Zoneamento, às 18 horas.
É bom frisar que mesmos com estes eventos extraordinários, as Sessões Ordinárias semanais do Legislativo, às terças-feiras, a partir das 19h30, continuarão acontecendo, com entrada franca ao público. Nos eventos programados, a entrada é franca, sendo que a participação do público se limita apenas as Audiências Públicas, não podendo haver manifestação na Sessão Extraordinária, na reunião da CAR e na Sessão Solene. (Fonte: Câmara Municipal de Caraguatatuba)

Meio Ambiente vai para Castelhanos no Dia da Árvore

Ilhabela - A Prefeitura Municipal de Ilhabela através da Secretaria do Meio Ambiente planejou para o último sábado, quando se comemoram o Dia da Árvore e Dia Mundial da Limpeza das Praias, algumas atividades na comunidade de Castelhanos.
A equipe da Secretaria e do Viveiro de Mudas Aroeira fizeram uma limpeza geral na praia de dois km e também do rio. Dando continuidade ao trabalho de reflorestamento nas comunidades isoldas, a equipe estará plantando de 30 a 50 mudas nos locais de maior necessidade.
A Secretaria do Meio Ambiente Cássia Redó e sua equipe têm fiscalizado tudo que seja agressivo ao meio ambiente. Desde o início do mês a secretaria já retirou de mais de 100 faixas e banners de árvores localizadas em via pública e as que estavam caindo dos postes.
Alguns candidatos têm usado árvores particulares para fixar suas faixas. A secretaria não tem autoridade para retirar estas faixas, mas pode alertar para o mal que estas pessoas estão causando a natureza, utilizando cordas ou até arames para amarrar. Segundo Cássia, as cordas e principalmente os arames descascam e matam as árvores e aproveita o Dia da Árvore para fazer um convite a cada cidadão ilhabelense a salvar uma árvore destas agreções.
Reflorestamento - Esta semana a equipe da Secretaria do Meio Ambiente continua com o plantio de mudas na área do lixão para a formação uma cerca viva. Até agora, já foram plantadas mais de 2 mil mudas, entre frutíferas e nativas. Até novembro mais de 5 mil mudas já devem estar plantadas em volta do lixão. De acordo com a Secretária do Meio Ambiente, Cássia Redó, os resultados do plantio vão começar a aparecer em dois anos.
O reflorestamento continua na área próxima a Capela Santa Cruz localizada entre a Praia do Curral e Veloso, no sul. O local possui um barranco e, como forma de contenção, serão plantadas mais 80 mudas. Aproximadamente 120 já foram plantadas. (Fonte: PMI)

Aroeira e Casulo recebem escolas de Ilhabela

Ilhabela - Durante esta semana o Centro de Educação Ambiental Casulo e o Viveiro Municipal de Mudas Aroeira estarão recebendo as escolas do Municipío para auxiliar na realização de trabalhos escolares referentes ao Dia da Árvore, além de ter acesso a variadas espécies de frutíferas, nativas e floríferas.
Segundo a Coordenadora de Educação Ambiental Vanda E. Barroso, a semana passada inteira o Casulo recebeu escolas e para a próxima semana já está com todos os dias agendados. “Os alunos aprenderam formas de plantio, nomes de plantas e também assistiram a vídeos sobre meio ambiente”, completa.
Agora, um pomar está em fase final de plantio. Algumas árvores frutíferas como figo, ameixa amarela, laranja e amora já estão plantadas, que serão utilizados para a informação dos visitantes e para servir-los como sucos.
A troca de alimentos por mudas continua no Viveiro Municipal de Mudas. De acordo com Vanda o viveiro recebe cerca de 15 pessoas todos os dias para realizarem as trocas. Os laimentos são distribuídos na gincana “Ilhabela tem Cara Limpa”. (Fonte: PMI)

Tráfico domina morros de São Sebastião
Traficantes usam adolescentes armados na disputa pelo controle dos morros; comunidade vira refém do medo

São Sebastião - Adolescentes de até 15 anos transformaram-se em "soldados" na guerra pelo controle do tráfico de drogas nos morros do Olaria, Itatinga e Topolândia, em São Sebastião. O confronto entre gangues rivais fez os moradores reféns do medo durante esta semana.
Inspirados nas facções cariocas, como o Comando Vermelho, os adolescentes decretaram "toque de recolher" e ameaçam invadir delegacia e matar moradores da região.
O estopim da "guerra" entre quadrilhas rivais do Olaria e Itatinga foi o assassinato de Cleidson Cury de Araújo Santana da Silva, 20 anos, o "Quequé", ocorrido dentro da cadeia. Ele foi morto por presos rivais do morro do Itatinga.
"Quequé" é filho do criminoso Carlos José Santana da Silva, o "Gaguinho", que comandou o Olaria de 93 a 96. "Gaguinho" é procurado por homicídios e tinha fama de "justiceiro" na comunidade.
Os morros Itatinga e Olaria, com o bairro do Topolândia entre eles, possuem 15 mil habitantes. É a região mais populosa da cidade, que possui 65 mil habitantes.
Considerada a área mais violenta pela polícia, os morros possuem apenas uma viatura fixa da Polícia Militar e quatro policiais civis para dar conta de dezenas de criminosos armados (leia texto nesta página).
A reportagem do ValeParaibano subiu o morro na última quinta-feira, acompanhada de um ex-traficante, e foi recebida por um grupo de quatro jovens, com idades entre 15 e 19 anos.
Eles disseram que estavam falando em nome de "Gaguinho", que estaria voltando para o morro para vingar o filho assassinado.
Entre o grupo estava um "vapor" (pessoa responsável pela entrega da droga ao consumidor) que disse ter trabalhado para o traficante Sérgio Silva dos Santos, o "Serjão", e deixado a favela Santa Cruz, em São José, para se refugiar no morro.
Eles disseram que encomendaram granadas e metralhadoras do Rio de Janeiro para matar os traficantes do Itatinga.
"Um parceiro nosso morreu e vamos matar esses patifes do Itatinga. Estamos mandando descer granada, temos pistolas e metralhadoras. Vamos matar até morador", disse R., 19 anos, que afirmou ter cometido três homicídios.
O grupo afirmou que decretou "toque de recolher" a partir das 19h nos morros e também o fechamento de escolas.
J., 15 anos, disse que matou duas pessoas e que quer fazer mais vítimas. "Se tiver que morrer, o diabo que me leve. Quem pode mais chora menos", disse. Ele afirmou que veio de São Paulo há dois anos.
RIVAL --Do outro lado da disputa, um traficante do morro do Itatinga ouvido pelo ValeParaibano afirmou que a guerra entre as quadrilhas prejudicou a venda de drogas porque os usuários têm medo de subir o morro.
O traficante, que não quis se identificar, disse que a gangue do Olaria é muito violenta. "Eles não respeitam moradores, estão acostumados e gostam de matar. Têm pacto com o diabo."
Ele disse que "Gaguinho" ensinou menores a usar armas e matar rivais. "Antes vendia sossegado. Aí o Gaguinho veio do recife em 93 com a família e matou muita gente. Abriu as portas para bandidos do Rio e São Paulo", disse.
Segundo ele, o tráfico movimentava por dia R$ 3 mil por dia com a venda de maconha, cocaína e crack. Esta semana, segundo ele, o lucro caiu para R$ 300.
Ele afirmou também que dois traficantes compram a droga de Santos e São José e dois "gerentes" distribuem para cerca de 30 "vapores". (Fonte: ValeParaibano)

Falta de recursos prejudica ação da polícia

São Sebastião - Para combater traficantes dos morros Olaria, Itatinga e Topolândia, a Polícia Militar possui apenas uma viatura com dois policiais, além da ronda escolar, e a Polícia Civil, quatro investigadores.
A falta de efetivo seria a principal causa do aumento no número de crimes no Litoral Norte este ano. O governo encontra dificuldades para fixar policiais nas cidades devido ao alto custo das moradias.
Além da falta de efetivo, a geografia do morro dificulta a chegada da polícia até os esconderijos dos traficantes.
O delegado titular do 1º Distrito, Leon Nascimento Ribeiro, afirmou que a polícia verifica que a idade dos traficantes dos morros vem reduzindo ano a ano.
"Tem um de 15 anos que já foi preso duas vezes com arma e é suspeito de homicídios. Um deles tinha 17 anos, era chefe do tráfico, foi preso e está na Febem", disse.
Ribeiro afirmou que a ocupação irregular dos morros dificulta o trabalho da polícia. Ele confirma que o efetivo policial é pouco, mas afirmou que recebe apoio da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes).
O subcomandante da 1ª Companhia da Topolândia, o tenente César Eduardo Ferreira, afirmou que além da ronda escolar, existe apenas uma viatura para patrulhar os morros. "Contamos com a Força Tática para fazer as operações semanais e trabalhamos junto com o serviço de informações", afirmou. (Fonte: ValeParaibano)

Bairro vive clima de terrorismo

São Sebastião - Moradores do Topolândia realizaram uma reunião de emergência para discutir propostas contra a violência na região. Eles querem criar programas educativos e sociais para tirar adolescentes do convívio com o tráfico de drogas.
O bairro está no fogo-cruzado entre os morros do Olaria e Itatinga. Um dos alvos esta semana foi a escola estadual Josepha Santanna Neves, que possui 1.770 alunos no ensino médio e fundamental.
A reunião foi realizada na última sexta-feira à noite com a participação de cerca de 50 moradores do bairro. Amanhã, a prefeitura inicia os serviços de instalações de câmeras de vigilância na região.
Os moradores afirmam que, devido à guerra das quadrilhas, deixaram de sair à noite e estão com medo.
"Quando tem barulho na rua tudo bem. O problema é quando tudo fica quieto e não tem gente na rua, aí é sinal de que vai acontecer alguma coisa", disse um professor que não quis se identificar.
A comerciante M.J.S., 56 anos, acredita que a falta de emprego leva os menores a serem aliciados pelos traficantes.
"Se tivesse emprego para estes meninos eles não estariam se matando. Conheci traficantes que foram presos e mortos quando ainda eram crianças."
O ajudante geral V.B.S., 32 anos, disse que o irmão foi assassinado por um traficante no ano passado. "Ele não tinha nada a ver com os bandidos. Foi morto perto de casa", disse. (Fonte: ValeParaibano)

Sem caixa, São Sebastião adia 78 obras para 2003

São Sebastião - O prefeito de São Sebastião, Paulo Julião (PSDB), adiou para o próximo ano a realização de 78 obras, que somam R$ 3 milhões, e desacelerou o andamento de pelo menos outras 10. A medida foi tomada mesmo com um superávit na receita de 2002 de R$ 20 milhões. O corte foi determinado após Julião ter sido alertado pela contabilidade da prefeitura que o caixa do município corria o risco de "estourar", caso as obras fossem iniciadas em 2002. A maioria das obras adiadas foi indicada pelos moradores no Orçamento Cidadão. Do valor total de obras adiadas, R$ 2,2 milhões seriam aplicados em serviços urbanos e R$ 504,6 mil nas áreas de esporte, cultura e turismo. (Fonte: ValeParaibano)

São Sebastião implanta sistema de cartografia

São Sebastião - O município de São Sebastião implantou um sistema de cartografia que irá facilitar o planejamento urbano. Os dados monitorados por satélite serão armazenados em computador. O sistema poderá auxiliar a administração a demarcar com precisão as áreas de proteção ambiental contantemente invadidas.
Foi implantada uma rede de 60 marcos geodésicos para dar apoio ao mapeamento e demarcação de áreas. O projeto teve início em maio deste ano e todo o sistema pesquisado e implantado custou cerca de R$ 30 mil à Prefeitura de São Sebastião.
Todas as cidades brasileiras têm pelo menos um marco, geralmente implantado na porta das igrejas, que faz parte do SGB (Sistema Geodésico Brasileiro).
O marco é uma pequena esfera de metal dourado com números chumbada no chão. Os marcos também podem ser pilares triangulares, popularmente conhecidos por marco zero.
Os marcos de São Sebastião possui cerca de 30 centímetros de diâmetro e serão protegidos por uma lei municipal que deverá ser criada ainda este ano. "Cada ponto do terreno tem uma localização (latitude e longintude). Cada município pode ter ou não o seu sistema", disse a engenheira cartógrafa da prefeitura, Adriana Castreghini de Freitas Pereira.
O sistema de cartografia dará apoio ao mapeamento do município -- com precisão de milímetro -- e auxiliará na demarcação de áreas e no planejamento dos projetos de arquitetura e de engenharia. Os pontos estão nos limites do município que tem cerca de 100 quilômetros de costa.
São Sebastião faz divisa com as cidades de Caraguatatuba e Bertioga. Os pontos são marcados com GPS (sistema de posicionamento global) que dá a localização pelos satélites.
Segundo a engenheira Adriana, o sistema municipal implantado facilitará o planejamento urbano e organizará a cidade. "Evita-se problemas de lotes invadirem outras áreas porque agora terão uma referência no sistema geodésico", disse Adriana.
Com o sistema, a prefeitura poderá demarcar com precisão as áreas de proteção ambiental contantemente invadidas. Desde o início de 2001, mais de 250 obras foram demolidas por toda a cidade.
As ações de demolição foram realizadas pelas Polícias Militar e Ambiental, por fiscais ambientais, equipe de trabalhadores braçais e contou ainda com o auxílio de um helicóptero.
IBGE - A manutenção do SGG (Sistema Geodésico Brasileiro) é feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) desde maio de 44 e tem sido utilizado como fonte de informações posicionais para diversos fins, como apoio ao mapeamento, demarcação de unidades politico-administrativas, obras de engenharia, regulamentação fundiária, posicionamento de plataformas de prospecção de petróleo e delimitação de regiões de pesquisas geofísicas.
Em 91, com o estabelecimento do Projeto GPS no Departamento de Geodésia, o IBGE passou a empregar o Sistema GPS, gerando a Rede Nacional GPS, constituindo hoje a estrutura geodésica mais precisa no contexto nacional, abrangendo inclusive as ilhas oceânicas brasileiras, onde foram estabelecidas estações em 1993 com o apoio da Diretoria de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil. (Fonte: ValeParaibano)

Chuva atrapalha limpeza de praia

São Sebastião- O mau-tempo de anteontem --com ventos fortes, chuva e frio-- prejudicou o mutirão de limpeza programado para acontecer nas praias de todo o litoral do Estado. No Litoral Norte foram limpas apenas 50% das 70 praias que seriam beneficiadas em São Sebastião, Caraguatatuba, Ubatuba e Ilhabela.
A intenção ontem era dar continuidade à limpeza hoje, caso a chuva pare.
A iniciativa aconteceu em comemoração ao Dia Mundial de Limpeza de Praias. Em todo o mundo o evento é promovido há 16 anos pela ONG (Organização Não-Governamental) norte-americana The Ocean Conservancy.
No Brasil o mutirão acontece há cinco anos e no Estado de São Paulo há dois anos, promovido pela Fundamar, de São Sebastião.
Segundo a oceanógrafa da Fundamar Shirley Pacheco de Souza, 39 anos, coordenadora do evento, o tempo ruim também afastou os voluntários. Estiverem presentes ao mutirão apenas cerca de 500 dos 2.200 voluntários esperados para o Litoral Norte.
"Hoje continuamos. Pode até fazer frio ou o tempo estar nublado. O importante é não chover. Caso contrário teremos que continuar no próximo final de semana", afirmou.
Entre os voluntários estavam estudantes, membros de Associações de Bairro, pescadores e surfistas.
As equipes de todo o Estado de São Paulo receberam camisetas, bonés, luvas e sacos de lixo patrocinados pela Petrobras e pela Sabesp.
A limpeza foi realizada das 9h às 13h. Em todo o Estado a previsão era limpar 103 praias de 14 municípios, com a ajuda de 3.250 voluntários.
Segundo Shirley, foram encontrados na areia das praias restos de cigarros, embalagens plásticas, pedaços de isopor e de madeira. O material será separado para reciclagem. (Fonte: ValeParaibano)

Fundo Social vende brinquedos para comprar enxovais de bebê

São Sebastião - O Fundo Social de Solidariedade de São Sebastião irá vender, aos servidores públicos municipais sindicalizados, parte de uma doação de brinquedos, da marca Estrela, doados a São Sebastião, pelo Fundo Social do Estado de São Paulo.
Os brinquedos estarão disponíveis para venda no sábado, dia 28, na sede do Sindserv, no período das 8 horas às 16 horas.
Segundo a presidenta do Fundo Social de São Sebastião, Elsa Regina Julião dos Santos, o valor arrecadado com a comercialização dos brinquedos será revertido para a compra de enxovais de bebê, que serão doados às mães assistidas pelos projetos Garoçá, Cidadão Criança e também pelas assistentes sociais da Sedeas - Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Assistência Social. Atualmente cerca de 400 famílias recebem atendimento da Secretaria.
“Nós decidimos vender parte dos brinquedos por não serem didáticos, o que propiciaria a doação. Mas, como a necessidade atual do Fundo Social é arrecadar verba para os enxovais, nós decidimos vende-los”, explicou a presidenta, ressaltando que o Sindserv apoiou a ação destinando o espaço, os funcionários e a facilidade para os servidores, possibilitando o pagamento com desconto em folha.
Elsa Julião ainda disse que os brinquedos educativos, que poderiam ser destinados a entidades, foram doados para os berçários Santana e Amigo da Criança, as creches Associação Sebastianense de Promoção Social e Dona Laurinda, além dos projetos Garoçá, Cidadão Criança e Viração. (Fonte: PMSS)

Prefeitura entrega Pronto Socorro reformado e ambulância UTI

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião entregou hoje, 20, às 17 horas, as obras da reforma e ampliação do Pronto Socorro Central e uma ambulância UTI – Unidade de Terapia Intensiva, no valor de R$ 98 mil (adquirida numa parceria entre município e união).
Após cinco meses de obras, o PS passa a ter o espaço da recepção ampliado e totalmente climatizado, redistribuição específica das salas de atendimento, com sala de espera adequada, visando melhor acomodação e fluxo dos pacientes e acompanhantes, ampliação e construção de novos banheiros (com local específico para pessoas com deficiência) e fraldário, móveis novos, sistema de chamada eletrônico e paisagismo. Além disso, a Governo do Estado doou uma televisão de 29 polegadas e a prefeitura destinou um vídeo para o local, que também contará com câmeras de monitoramento, para maior segurança dos pacientes.
Segundo o prefeito Paulo Julião, os investimentos foram destinados pelo Governo do Estado e pelo município. “O Estado fez um repasse de verba no valor dr R$ 620 mil, que também foi utilizado nas reformas do Hospital da Santa Casa e da Unidade de Pronto Atendimento de Boiçucanga e, o município, destinou mais R$ 100 mil para a conclusão desta obra”, disse.
Para ele, o mais importante na sua administração, é que ela não tenha a marca de grandes obras, mas sim de reformulações e melhorias, visando sempre a excelência no atendimento e atenção à população. “Um exemplo é este Pronto Socorro, procurado pelas pessoas em momentos, muitas vezes, difíceis. Por isso, pensamos em oferecer um local mais adequado, onde elas sintam-se mais acolhidas e com maior funcionalidade”, enfatizou Julião.
O sistema de saúde do município também recebeu novos equipamentos que irão melhorar o atendimento da população, como aparelhos de tomografia, ultrassonografia, mamografia, cardioversores, eletrocardiograma via telefone, aspiradores, equipe de profissionais na área de buco maxilo facial, ressuscitadores, além de kits de atendimento emergencial, para as ambulâncias de resgate que possibilitará a realização dos primeiros atendimentos durante o percurso até o PS.
Pelo Pronto Socorro de São Sebastião passam, mensalmente, mais de sete mil pacientes, mas desta estimativa, segundo o secretário da Saúde, Aldo Pedro Conelian, apenas 3% representam realmente casos emergenciais, ou seja, pessoas vítimas de acidentes ou agravamento na saúde como enfarto e demais complicações. “Para estes casos, nós já tínhamos uma estrutura excelente, mas para os casos do dia-a-dia, que os pacientes necessitam ficar esperando para serem atendidos, havia a necessidade de melhorar a estrutura já existente ”, explicou o secretário.
Durante a cerimônia de abertura, o diretor técnico do PS, Marcelo Ferraz Coelho,destacou a necessidade em se ter respeito pelas pessoas que procuram por melhores condições de saúde. “Pensamos em amenizar um local onde, às vezes, só existe a dor, proporcionando um ambiente mais agradável com imagens, conforto e, consequentemente, melhor atendimento”, disse.
Em 2001, o PS realizou atendimento a mais de 64 mil pessoas e, até agosto deste ano, esse número já passava dos 51 mil. “Com um investimento mensal na ordem dos R$ 2 milhões, disponibilizando também equipes médicas nas áreas de ortopedia, clinica cirúrgica, neurologia e com plantões de quatro médicos, durante as 24 horas”, exemplificou o prefeito.
Julião ainda disse sobre a reformulação que a saúde está passando desde a criação, pelo Governo Federal, do Programa Saúde da Família – com 100% de implantação em São Sebastião e investimento de R$ 3,5 milhões ao ano e sobre outros investimento municipais realizados na área, como os novos ambulatórios para Unidades Básicas de Saúde, a reforma e ampliação dos dois prontos socorros municipais; unidades, bicicletas e carros para o PSF; novas ambulâncias, o centro de atenção psicossocial, dentre outros.
“Nosso objetivo é a padronização do atendimento da saúde no município, com a população recebendo o mesmo tratamento em todas as unidades básicas de saúde, que deverão ter os seus sistemas informatizados, para que tenhamos um controle das passagens dos pacientes por cada posto de atendimento. O que pretendemos é que São Sebastião seja uma cidade que tenha qualidade de vida e que seja boa de se morar”, concluiu. (Fonte: PMSS)

Orçamento de Ubatuba aumenta 15%

Ubatuba - O prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL), deve encaminhar até o dia 30 à Câmara a proposta de orçamento para a gestão de 2003. O valor de R$ 70 milhões sugerido pelo Executivo representa um aumento de R$ 10 milhões em relação a este ano.
O orçamento foi apresentado ontem em audiência pública na escola municipal Mário Covas, no bairro Ipiranguinha.
Segundo o secretário de Finanças, Luiz Carlos Nunes, o aumento foi possível devido à arrecadação do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), que este ano foi 5% maior. "Os setores com mais benefícios serão a Saúde e Educação."
Cada setor vai receber em torno de R$ 13 milhões e R$ 19 milhões, respectivamente. Neste ano, a verba foi de R$ 12,5 milhões e R$ 17 milhões. Duas novas secretarias também foram incluídas no orçamento --Meio Ambiente, que deverá receber R$ 737 mil, e Turismo, com R$ 352 mil. As duas pastas já começaram a funcionar.
O aumento também vai refletir no valor repassado à Câmara, que tem até a última sessão do ano para a votação do orçamento. A proposta prevista para o Legislativo é de R$ 2,984 milhões. Esse ano, foram repassados R$ 2,426 milhões.
O vereador Domingos dos Santos (PT) disse que o orçamento deve ser melhor utilizado para o desenvolvimento da cidade. "Precisamos de uma melhor estrutura nas áreas da saúde, educação de infra-estrutura para os moradores", disse. (Fonte: ValeParaibano)

Sema confirma presença em Congresso

Ubatuba - A Sema (Secretaria do Meio Ambiente) da Prefeitura de Ubatuba confirmou presença da equipe técnica no 3º Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação que acontecerá em Fortaleza (CE), de 22 a 26 de setembro. O evento tem como objetivo apresentar e discutir grandes temas do manejo de unidades de conservação através de conferências, palestras, sessões paralelas e apresentação de trabalhos técnico-científico. No Congresso, haverá apresentação de trabalho do Núcleo Picinguaba.
Serão debatidos temas como implementação e recursos para criação de unidades de conservação, formação básica, capacitação e voluntariado, papéis da iniciativa privada, terceiro setor e Ong’s. Haverão palestras com as experiências do Ministério da Reforma Agrária, Ibama, Ministério Público de São Paulo, Fundação O Boticário, Companhia Vale do Rio Doce, The Nature Conservancy, entre outros. O secretário Virgílio Barrsoso afirma que é de extrema importância a participação de Ubatuba, já que o município possui 83% de área de preservação permanente. (Fonte: ACS-PMU)

Semana do Trânsito em Ubatuba
Campanha desenvolvida pelo Serviço Municipal de Trânsito e pela Guarda Municipal busca conscientização e educação de motoristas, pedestres e ciclistas para a construção de um trânsito mais seguro

Ubatuba - A Prefeitura de Ubatuba estará promovendo a partir do dia 18, até a próxima quarta-feira, 25, a Semana do Trânsito. O evento foi planejado e será desenvolvido pelo Serviço Municipal de Trânsito (SMT) e pela Guarda Municipal de Ubatuba (GMU).
De acordo com o cronograma divulgado pelos dois setores, serão desenvolvidas ações educativas em vários pontos da cidade visando informar aos motoristas e pedestres as principias regras e normas de circulação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).
Preventivamente, durante os dias da campanha, a equipe do SMT e o efetivo da Guarda Municipal também estarão abordando os motoristas e dando orientações específicas relacionadas à segurança no trânsito, inclusive com distribuição de impressos informativos. Os ciclistas receberão atenção especial na campanha de conscientização em razão do elevado número de veículos dessa espécie em nossa cidade.
A campanha será desenvolvida em todo o município, mas alguns pontos receberão maior concentração de atuação. Amanhã a abordagem ocorre na avenida Iperoig, próximo ao Centro de Informações Turísticas da Comtur (Companhia Municipal de Turismo). Na quinta-feira, 19, a campanha vai para o Perequê-Açu, no posto da Guarda Municipal localizado na avenida Padre Manoel da Nóbrega.
Na sexta-feira, sábado e domingo a campanha acontece em diversos locais da cidade, sem prévia definição para ocasionar surpresa nas abordagens. Na segunda-feira, 23, a campanha acontece na entrada da rua da Cascata, no Ipiranguinha. Na terça-feira, 24, na Maranduba, na Praça do Sapé, no salão da Igreja Católica. O encerramento ocorre na quarta-feira, 25, em abordagens em diversos pontos da cidade.
Nas ações, além das intervenções de conscientização para a educação no trânsito pela Guarda Municipal e SMT, a equipe da secretaria de Saúde estará participando com verificação da pressão arterial e medição de nível glicêmico em razão do elevado número de acidentes que acontece por problemas de saúde de condutores de veículos. O horário de atendimento nestes postos será das 8h às 12h e das 14h às 18h. (Fonte: ACS-PMU)

Campeonato de skate reuniu mais de 5 mil pessoas

Ubatuba - O primeiro Campeonato de Skate de Ubatuba, que aconteceu no último final de semana na praça Capricórnio, foi um verdadeiro sucesso de público e organização. Durante os três dias de competições foram mais de 5 mil pessoas que assistiram ao evento. Foram 70 atletas de toda a região, São Paulo e Minas Gerais que garantiram o sucesso com manobras radicais e um verdadeiro show performático nas pistas da praça. Participaram as categorias mirim, iniciante, feminino e amador. A iniciativa foi da Prefeitura de Ubatuba por meio das secretarias de Turismo, Esportes e Lazer, com a organização da Masten Comunicação.
Na sexta-feira, 13, os atletas fizeram o reconhecimento de pistas, aquecimento e treinamento, com um grande público presente. Já no sábado aconteceu a abertura oficial, por volta das 12 horas, com a presença do prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL), com cerca de 1700 pessoas presentes. Neste segundo dia competiram as categorias mirim e feminino, tendo as baterias, classificação e final e também a apresentação dos atletas profissionais. No último dia, no domingo, aconteceram as disputas das categorias iniciante e amador e no intervalo de cada categoria houve a apresentação de atletas profissionais.
O evento atraiu empresas de perfil internacional como a Nestlé, Sky, Extra Power Energético e Águas Lindóia, que acreditaram e endossaram a iniciativa. Todas estas empresas montaram estruturas modernas de merchandising com ampla distribuição de brindes, degustação e diversos tipos de produtos. Estas empresas já comprometeram-se em apoiar futuras iniciativas voltadas para esta modalidade esportiva, o skate, com investimentos financeiros. Ao final, as empresas consideraram satisfatória a participação com um resultado parcial de mais de mil pessoas abordadas, somente no primeiro dia.
Segundo os organizadores, este campeonato fará com que Ubatuba seja inserida no calendário Estadual da Federação Paulista de Skate, para o ano de 2003. O evento contou com os apoios da Guarda Municipal, da Policia Militar e da secretaria de Saúde com uma unidade de pronto atendimento. Houve ampla divulgação na Tv Band Vale, rádios do Litoral Norte e Vale do Paraíba e jornais da município e de toda a região. O secretário de Turismo, Sérgio Carvalho, considerou um verdadeiro sucesso e que esta modalidade chegou para ficar. “Vamos cada vez mais profissionalizar e dar condições para produzirmos nossos campeões”, finalizou Carvalho. (Fonte: ACS-PMU)

Convênio com pescadores é prorrogado

Ubatuba - A Prefeitura prorrogou pelo prazo de 6 meses o convênio com a Colônia de Pescadores Z10 “Ministro Fernando Costa” no valor de R$ 45,4 mil. O vencimento será em 25 de janeiro do próximo ano. Este convênio vigora desde 1993 e vem sendo prorrogado desde sua assinatura. Este é o 9o aditivo firmado entre as partes e autoriza o pagamento de 7 funcionários a trabalharem no Mercado Municipal de Peixe, um setor da Secretaria de Agricultura e Abastecimento da Prefeitura. A partir da janeiro próximo a Prefeitura estará impedida de nova prorrogação uma vez que o prazo máximo permitido por lei, ou seja 10 anos, estará vencido. (Fonte: ACS-PMU)

Curso de Informática da Secretaria de assistência Social

Ubatuba - A secretaria de Assistência Social estará promovendo cursos de informática, com duração de 6 á 8 meses, em convênio com as escolas Positiva e Welb, com preços bem reduzidos de 30 reais mês, para pessoas que não possam pagar os mesmos cursos, que tem custos bem superiores. Para se inscrever os interessado deverão entrar em contato com Enrico do Projeto Cidadão todas as quartas feiras, para uma entrevista, na Secretaria de Assistência Social. (Fonte: ACS-PMU)

Carta do Leitor

Queremos Bola - Inúmeras vezes moradores e proprietários deste bairro usaram este espaço para expor sua indignação com as condições de insegurança a que estão sujeitos os usuários da praia da Tabatinga, transformada em via pública, por onde trafegam carros, tratores, motos e carretas.
Parece-nos que, finalmente, a prefeitura se dispôs a intervir, reconhecendo a inoportunidade do fato e garantindo aos cidadãos o uso da praia em condições que assegurem a integridade física dos banhistas.
Conforme noticiado em 19/09/02 a prefeitura de Caraguatatuba está colocando bolas de concreto na praia do Centro “com o intuito de não permitir a entrada de carros”, declarando o Senhor Secretário de Obras que estava havendo problemas “com os carros que desrespeitavam as leis de trânsito”.
A comunidade da Tabatinga também quer suas bolas, porque tem igual direito de usufruir da praia nas mesmas condições de segurança dadas aos freqüentadores da praia do Centro.
Além da declaração pública que exponho sobre o desiderio desta coletividade e, atendendo às solicitações que tenho recebido, formalizarei ao executivo perdido para instalação de bolas de concreto também em nossa praia impedindo a entrada de veículos.

Gregori Xavier Niculitcheff
Presidente da Sociedade Amigos da Tabatinga
Caraguatatuba, SP


Cachorro na Praia - Parabéns Helena Mantovani, tem todo o meu apoio. Pena que não tem fiscalização nem punição então não tem lei.

Giuseppe D'Ippolito
Economista
Boiçucanga, SP


Hobin Hood Sebastianense - Como freqüentador e admirador de São Sebastião acompanho diariamente as notícias deste jornal através da internet. Esta semana me chamou a atenção, em especial pela polêmica que ela criou. É a redução da tarifa de ônibus.
Pelo que entendi o vereador Mota acha a tarifa cara e quer reduzi-la, até aí, palmas para o vereador. Mas entendi que o projeto é inconstitucional inclusive com parecer emitido pelo advogado da Câmara. No meu entender o que é ilegal não pode ser aprovado.
Pelo apelo do vereador, lembrou-me a história de Hobin Hood tomando de quem tem para dar aos pobres, mesmo que seja de forma ilegal.
Ainda bem que não passou. Se não seria o caminho da baderna, uma casa legislativa em desacordo com a lei maior: a Constituição Federal. Outro absurdo oriundo da Câmara é o projeto de outro vereador tentando criar o dia do beijo. Será que nesta maravilhosa cidade não tem outras prioridades?
Pelo visto, São Sebastião não tem os políticos que merece.

Aluizio Nunes
São Paulo, SP


Fiscalização, A Pedra no Sapato - Não são recentes as dificuldades que o município demonstra para fiscalizar seu território. Vêm de longe e a administração não consegue criar um sistema que tranqüilize, que inspire alguma confiança aos munícipes.
No que diz respeito ao ordenamento espacial, há um consenso de que dependemos de sua eficiência. Desde que São Sebastião foi definitivamente integrada a Baixada Santista e a Grande São Paulo, com seu acesso facilitado por novas estradas, a cidade apresenta taxas de crescimento notáveis. Somos nós, representados em percentuais estatísticos.
Quando começamos a discutir as implicações desse crescimento, o formato que o caracteriza e suas conseqüências, tem início a grande confusão. O que deveria ser brain storm deriva para inquisição, onde os dedos apontam em todas as direções. Dizem que enquanto nosso indicador seleciona um alvo, três de seus companheiros ‘pensam’ de forma diferente. É a sabedoria, ainda mal captada, da natureza humana.
Lendo algumas notícias publicadas recentemente, o que observo é a reedição de velhos conceitos, diagnósticos superados pelo tempo, que já não servem para mais nada. De que adiantou, por exemplo, a reprovação recebida pela Fiscalização Municipal. Consultada, a população remeteu a questão a UTI. E agora?
A lógica nos leva a aguardar algum chamamento para discutirmos esse resultado. Ou não? Basta mudar a chefia, o discurso, e tudo se resolverá? Exemplo: recentemente um fiscal foi ‘flagrado’ no cumprimento do dever. Notificou comerciantes da rua da Praia por impedirem a calçada com mesas e cadeiras. Não deveria ter procedido dessa forma: palavra da chefia. Ignoro que fim levou o fiscal!
Mas fiscalizar não é apenas verificar obras, licenciadas ou não. É mais que isso, precede essa atividade. É, antes de tudo, observar a forma como estão sendo aplicados os recursos públicos, fato que demonstraria claramente quais as prioridades de um governo. Há pessoas que têm demonstrado essa visão. Uma delas está aqui, no continente, e, apontando para a ilha a nossa frente, manifestou o seguinte: “Uma fração do dinheiro gasto em Ilhabela, nos últimos 18 meses, com rojões, foguetes, girandulas, chuvas-de-estrelas e rabos-de-pavão, seria suficiente para dar continuidade às pesquisas arqueológicas iniciadas em 1999.” (Nivaldo Simões, diretor de Meio Ambiente, em São Sebastião, Jornal Imprensa Livre, 30/8/02).
Pois é isso, de pessoas com esse espírito público que contamos para iniciar a sistematização de procedimentos na administração municipal, fazendo-a valer e presente de ponta a ponta.
Atenciosamente

Vitório Manoel Moreira Papini
Boiçucanga, São Sebastião, SP


Carta da Federação Pró Costa Atlantica - O engenheiro Fernando Borges, representante da Federação Pró Costa Atlântica no COMDURB teve outro dia um problema com o Diretor de Meio Ambiente da Prefeitura: Fernando denunciou barracos em construção ( certamente por profissionais de invasões, pois os barracos ficaram prontos em 6 horas, inclusive com ligações clandestinas de água e luz) e não ficou satisfeito com o atendimento que lhe foi dado, não como membro do COMDURB, mas como diretor da Sociedade Amigos do Juquehy e até como simples cidadão que merece ser ouvido e atendido.
Fernando levou essa reclamação ao COMDURB e o resultado foi uma reunião tumultuada, na qual o sr. Nivaldo Simões se demitiu e ameaçou Fernando Borges com um processo judicial.
A Federação Pró Costa Atlântica encerraria o caso - no âmbito do COMDURB - não fosse a ameaça de processo. Causa espécie que um cidadão, por ter se indignado com o fato de mais dois barracos terem sido construídos no município seja ameaçado com processo por funcionário público. Desse jeito ninguém mais pode denunciar nada e muito menos ficar zangado pelo fato de sua denúncia não ter sido bem recebida.
Conhecemos as boas intenções do sr. Nivaldo Simões. E até o seu idealismo. Mas Fernando Borges também é idealista, também tem boas intenções e mais : trabalha de graça para o Município. É um dos mais operosos diretores da SAMJU e da Federação. Quanto às boas intenções do sr. Nilvado Simões elas despencam rio abaixo quando a Prefeitura não tem carros funcionando, quando leva meses para comprar peças para que esses carros possam funcionar, quando os fiscais de obras e/ou ambientais estão fora de suas funções, quando não se pretende pagar horas extras para que a fiscalização funcione nos finais de semana. O que seria necessário é reivindicar melhores condições de trabalho e não se voltar contra um membro da sociedade civil organizada.
Também o Secretário de Obras e Meio Ambiente da Prefeitura, meu caro amigo Wander Augusto extrapolou - pelo menos segundo o jornal Imprensa Livre - dizendo que "se a sociedade quer ajudar, doe carros e funcionários para a Prefeitura". E pagar o salário dos funcionários, eu pergunto, também vamos ter - a sociedade civil organizada - que fazer isso? O que é que nós, cidadãos que pagamos nossos impostos e colaboramos com a Prefeitura ( e temos colaborado muito!) temos a ver com carros parados por falta de recursos e com funcionários que não trabalham por estarem em outros setores? E com a falta de dinheiro para pagar horas extras?
Também reconhecemos - e aplaudimos! - as demolições que têm sido feitas. Temos nos manifestado publicamente afirmando que a lei deve ser cumprida. As demolições, no entanto, são a punição para o êrro. Prevenção é não deixar invadir e nem construir barracos para que não seja preciso demolir mais tarde. É isso que a sociedade civil organizada quer ver acontecer. E isso só se consegue com uma fiscalização muito e muito eficiente: com carros, fiscais bem orientados e horas extras.
Estou levando o assunto ao conhecimento dos amigos diretores da Federação Pró Costa Atlântica e presidentes das sociedades de amigos por que acho que daqui para a frente precisamos cobrar cada vez mais fiscalização municipal atuante e eficiente.
E vamos aguardar o processo contra o Fernando Borges. Estaremos ao lado dele.
Abraço a todos.

Regina Helena de Paiva Ramos
Presidente da Federação Pró Costa Atlantica
São Sebastião, SP


O Futuro a Nós Pertence, Desde Que Consigamos Cuidá-lo - Cara Amiga Regina, quero cumprimenta-la e a toda Diretoria da Federação, pelas posições assumidas diante do continuísmo das falhas da Administração Pública no que concerne à inexistência de uma fiscalização real e eficaz no combate aos atos lesivos praticados contra o Meio Ambiente e ao futuro de nossa São Sebastião e, em especial, da Costa Sul do Município.
A sociedade Civil Organizada, já de algumas gestões para esta, apostou nas promessas dos governantes de que seriam tomadas medidas enérgicas quanto ao que solicitávamos:
Ocupações irregulares e desordenadas com a real degradação do ambiente em que vivemos e o comprometimento do futuro sustentável, várias vezes mencionado como objetivo.
Falta de controle ou programa que viesse a desestimular a migração desenfreada que corrompe qualquer dado estatístico que possa servir de base à uma estruturação programada para a Segurança, Saúde, Ensino e um melhor Planejamento Global que brinde a população com uma melhor qualidade de vida.
Controle sobre os ambulantes irregulares, bares e comércios irregulares, temporários ou não é e sempre foi, de exclusiva competência do Executivo. Quanto às denúncias efetuadas pelo cidadão, Federações, Sociedade de Amigos, Ong´s ou Conseg´s, além de serem formulas para alongarem os olhos da fiscalização, vem antecipando problemas que no futuro, trarão prejuízos imensuráveis à comunidade e ao pretendido futuro turístico de nosso Município.
Os problemas que hoje enfrentamos, não podem ser creditados ao atual Governo, no entanto, não o exime da responsabilidade de tentar fazer reverter a atual e crítica situação de falta de fiscalização, de veículos, de hora extras, de creches, de um programa sério de Educação Ambiental, de um tratamento especial junto às famílias que tenham em seu seio a presença de drogados ou desocupados, de uma Legislação que não contemple mais invasões, comércios , bares ou botecos irregulares que são lacrados e no dia seguinte, sem terem cumprido uma vírgula do que existe na Lei, voltam a funcionar usando de artifícios que saltam aos olhos de qualquer cidadão.
Regina, não é possível crucificar o Nivaldo que espero reconsidere o seu pedido de afastamento, face ao seu conceito e trabalhos reconhecidos e nem ao Fernando que exerce brilhantemente um trabalho pela comunidade. Demolir 250 obras ou barracos, é sem dúvida um bom número. No entanto, enquanto se derruba um, surgiram dezenas e dezenas e, em várias praias(digo morros).
Entendo que além de um problema estrutural da fiscalização, ISTO É UM CASO DE POLÍCIA. Pôr falar nela, ONDE ESTÁ???
Onde estão os 30 Guarda Parques que se formaram e poderiam ajudar e muito na fiscalização.???
O futuro a nós pertence, desde que consigamos cuida-lo?!?!?!?.
Atenciosamente,

Lineu Alvim Coelho Jr.
Maresias, São Sebastião, SP


Legalizaram o Roubo no Brasil - Lamento ter que recorrer e me expor ao ridículo de colocar a “boca no trombone”, mas o que está ocorrendo no Brasil, principalmente na cidade de Ubatuba, é algo do outro mundo.
O fato aconteceu no dia 08 de setembro de 2002, final de semana prolongado, dia esse que escolhi, para aproveitar o curto espaço de folga que consegui em meu trabalho para relaxar em uma cidade litorânea, que pensava eu ter uma administração séria, respeito e incentivo ao turismo, e acabei saindo de Ubatuba mais estressado do que cheguei.
Estava eu saindo da praia do Perequê em direção ao centro, e ao entrar na rua Santa Catarina me deparei com um comando da guarda municipal, comando esse pode ser classificado como uma “tocaia” no meu ponto de vista se for analisar a finalidade da operação, que era simplesmente autuar os condutores que dirigiam sem o cinto de segurança, somente estes eram parados, em uma rua de mão única – quem conhece Ubatuba sabe que da praia do Perequê até o centro não se consegue atingir velocidade superior à 40Km/h de tão ruim que está o asfalto e das lombadas que lá existem – aí fica a pergunta, será que a guarda municipal “pau mandada” da Prefeitura está realmente preocupada com a segurança dos turistas, já que somente estes eram parados na operação? Se estivesse, estaria fazendo uma operação pente fino nos veículos a procura de armas e drogas, o que não estava acontecendo.
No nosso país fica evidente que o sistema de segurança pública tem medo dos mais perigosos e tentam mostrar serviço com o cidadão do bem.
Tenho certeza que quando o prefeito desta cidade estava fazendo sua campanha de eleição prometeu a guarda municipal para a população a fim de coibir a violência na cidade e não para “assaltar” o bolso do cidadão. Por isso que este protesto está sendo enviado para todos os partidos do Brasil, imprensa e agências de turismo, para que o eleitor fique sabendo a finalidade da guarda.
Quando foi concretizada a reforma do Código de Trânsito Brasileiro, fui um dos que aplaudi, já que havia muitas mortes em estradas por desrespeito às leis de trânsito, mas não imaginei que estados e municípios, fossem usar as falhas da lei para construir uma fábrica de multas em todo o Brasil, simplesmente pensando muito na arrecadação e pouco na segurança dos usuários das vias públicas.
Será que a segurança pública de Ubatuba é perfeita a ponto de deixarem os principais problemas de lado e fazerem bloqueio em ruas de mão única para autuarem usuários sem cinto de segurança a menos de 30 km/h? Será que os veículos que lá trafegam estão todos em perfeito estado de conservação? Nenhum destes veículos colocam em risco as vidas das pessoas? É só ir até lá e poderão ver que não estou mentindo. E agora fica a pergunta mais curiosa: Quem autua a prefeitura já que o mesmo código de trânsito que diz ser obrigado dirigir com cinto de segurança seja qual for a velocidade do veículo, diz também que lombadas somente poderão existir em frente de escolas. A cidade inteira tem lombadas espalhadas por quase todas as ruas e pior ainda, fora dos padrões da A.B.N.T.
Vou pagar esta multa porque sou um cidadão honesto, mas vou fazer de tudo para que a prefeitura desta desrespeitada cidade tenha mais prejuízos do que lucro com esta multa, pois vou enviar este protesto por todos os portais possíveis deste país a fim de desestimular o turismo de Ubatuba, já que a prefeitura não tem o menor interesse em tê-lo como contribuinte de impostos, gastando nossos sofridos dinheiros no comércio local.

Wagner Pedroso Manão
São Paulo, SP


Aeroporto de Ubatuba - Acho que tem leitores que não sabem que a verba para a reforma do aeroporto vem do Depto de aviação de SP e não da SABESP, uma coisa não tem nada a ver com a outra,seria melhor dar sugestões que possam ser aproveitadas, ao invés de fazer críticas que atrapalham as boas intenções de quem quer o progresso da cidade.

Jose Silva
Ubatuba, SP



 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:

Clique Aqui.


Chalés Gaivota Lineu Centro Náutico Uba Uba

As notícias e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo.


GRÁTIS!!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:
Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:


Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor