Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Sexta-feira, 04 de outubro de 2002 - Nº 631 Edições Anteriores

Naturali Garden Center

Caraguatatuba:
   Bairro Massaguaçu ganha base comunitária da PM
   Terceirizados da Sabesp protestam em Caraguá
   Agenda Cultural de Caraguatatuba

Ilhabela:
   Ilhabela aguarda 21 cruzeiros
   Avenida de norte a sul recebe nova pintura de centro de eixo

São Sebastião:
   São Sebastião planeja minicidade no centro
   Prefeitura planeja praça do surfe em Maresias
   São Sebastião realiza Campanha de Educação no Trânsito
   Prefeitura quer evitar favelização em Cambury
   Fest’Art Seduc - I Festival de Teatral Estudantil

Ubatuba:
   Empresa implanta vôo semanal para Ubatuba
   Ubatuba ganha novo Fórum em 2003
   PM apura ligação de grupo com PCC

   Carta do Leitor

Bairro Massaguaçu ganha base comunitária da PM

Caraguatatuba - Cerca de 7.000 pessoas serão beneficiadas com a instalação da Base Comunitária da Polícia Militar, no bairro Massaguaçu, em Caraguatatuba. A base vai atender ainda a demanda das regiões do Tabatinga e Jetuba e teve um custo de cerca de R$ 8.000 ao município. A inauguração está prevista para a segunda quinzena deste mês. Segundo o comandante da PM, capitão Valter Padula, a nova base vai agilizar a atuação da polícia, além de atender uma antiga reivindicação dos moradores locais. O posto terá um funcionamento 24 horas. (Fonte: ValeParaibano)

Terceirizados da Sabesp protestam em Caraguá

Caraguatatuba - Cerca de 60 funcionários temporários realizaram ontem um protesto em frente da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) de Caraguatatuba, para reivindicar os diretos trabalhistas atrasados. Segundo o diretor do Sindicato da Construção Civil de Caraguá, Antônio Carlos Monteiro, os funcionários foram contratados pela empresa Augusto Veloso, prestadora de serviço da companhia, que não realizou o pagamento dos 40% referentes à multa das demissões, o FGTS e o seguro-desemprego. A Sabesp informou ontem que vai analisar o caso. Nenhum diretor da empresa foi localizado para comentar o assunto. (Fonte: ValeParaibano)

Agenda Cultural de Caraguatatuba

Concerto do Projeto Guri Núcleo Caraguatatuba - O projeto Guri núcleo Caraguatatuba, completa um ano de atividades na cidade e a Fundacc, responsável pelo projeto, realiza concerto de aniversário no dia 4 de outubro no Salão de festas da Catedral do Espírito Santo, sob a regência da maestrina Ana Roseli Paes Santos, responsável pelo Guri em Caraguá. O Concerto acontece às 20h, com entrada franca.

Palestra e Slide Show com o fotógrafo André Cypriano - O autor da Exposição Rocinha, André Cypriano, estará em Caraguá no próximo dia 5 de outubro para um encontro com fotógrafos, imprensa e amantes da fotografia, Cypriano falará de suas experiências na Ilha Grande que deram origem ao livro Caldeirão do Diabo, e na Favela da Rocinha no Rio de Janeiro, entre outros trabalhos. A palestra acontece na Videoteca Lúcio Braun, no Pólo Cultural, às 16 horas, com entrada franca.
A exposição Rocinha, ainda pode ser visitada no Pólo Cultural Profº Adaly Coelho Passos até dia 6, de terça a domingo, das 10 às 18 horas.

Exposição Brinquedos e Brincadeiras de Todos do Tempos - Em comemoração ao mês da criança, a Fundacc promove no Pólo Cultural Profº Adaly Coelho Passos, de 10 de outubro a 10 de novembro, a exposição que vai reunir brinquedos antigos de vários países, brinquedos indígenas, exposição de fotografias de crianças do final do século XVIII até a década de 40, e também exposição de fotos de crianças de vários países, fotografadas por Sebastião Salgado. As crianças vão participar de oficinas de pipas e brincadeiras na Praça do Caiçara, no Pólo Cultural. O Pólo fica na Pça Dr. Cândido Motta, 72, no centro.

Festival Estudantil de Teatro - A Fundacc realiza em parceria com a FETACA - Federação de Teatro Amador de Caraguatatuba o FET - Festival Estudantil de Teatro, de 16 a 25 de outubro, reunindo os dez melhores espetáculos da região no palco do Centro Cultural Maristela de Oliveira. Mais informações pelos telefones (12) 3883 7555 / 3883 3606. PMC

Exposição - Os alunos do atelier “Van Duarte” estarão expondo seus trabalhos de 1 a 15 de outubro, no saguão do Centro Cultural Maristela de Oliveira, sede da Fundacc. São 40 artistas que vão mostrar o que estào aprendendo em artes plásticas. Alguns deles foram condecorados com medalhas de honra ao mérito por participação em trabalhos voluntários que reverteram em benefícios à museu de arte do estado de São Paulo. As obras podem ser visitadas de Segunda a Sexta, das 9 às 22 horas, com entrada franca.
O Centro Cultural fica na Rua Santa Cruz, 396, no centro de Caraguá. (Fonte: PMC)

Ilhabela aguarda 21 cruzeiros

Ilhabela - Ilhabela espera receber para a próxima temporada 21 navios cruzeiros que estarão visitando a cidade entre os meses de novembro deste ano e abril de 2003. O contrato do roteiro de parada das embarcações foi finalizado na última semana entre o município e as operadores de cruzeiros do país. Esse índice é cerca de 20% superior ao mesmo período do ano passado, que contou com a visita de 17 embarcações. A expectativa é de um público de 40 mil pessoas.
Segundo o diretor de Turismo de Ilhabela, Ricardo Fazzini, os navios mais esperados são o Costa Tropicale, Costa Clássica, Island Escape e o Zein, que tem um público de cruzeiro internacional. Somente para o dia 3 de janeiro, está prevista a atracação de três navios.
"A parada na cidade pode ser de até três dias, dependendo da programação turística das agências. Os navios serão atrações importantes, porque aumentam o número de pessoas durante a temporada", disse.
Ele afirmou ainda que a preferência dos visitantes pelo Litoral Norte é por causa do baixo custo de vida da região.
"As opções de lazer do município como a preservação do centro histórico, praias, trilhas e cachoeiras, garante a presença dos turistas de outros Estados", disse. (Fonte: ValeParaibano)

Avenida de norte a sul recebe nova pintura de centro de eixo

Ilhabela - Terminou nesta quinta a nova pintura de faixas de centro de eixo da SP 131. A estrada, que vai da Ponta das Canas, no norte até o Bairro de Borrifos, no sul do município, tem cerca de 40 km e levou 9 dias para ser completamente pintada. Alguns dias de chuva atrasaram o trabalho da equipe do DER.
A nova sinalização de solo vai substituir as antigas faixas simples, por faixas duplas (mão dupla), contínuas (proibido ultrapassar) e seccionadas (permitido ultrapassar).
De acordo com o Diretor da Divisão de Trânsito, Laudelino Carlos de Souza Dias, a prefeitura através dele e dos agentes de trânsitos têm realizado um trabalho de educação no trânsito intenso nas escolas, nas ruas e agora nos bairros, depois de feita a orientação, cabe ao motorista respeitar o código nacional de trânsito.
“A Divisão de Trânsito não pretende fazer uma fábrica de multas, mas se necessário, vamos nos utilizar deste recurso para diminuir os acidentes de trânsito”, afirma.
Segundo o código nacional de trânsito, o motorista que desrespeitar, por exemplo, a sinalização da faixa dupla contínua (proibido ultrapassar) estará cometendo uma infração gravíssima. A multa, neste caso, está em torno de R$190,00 e vale 7 pontos na carteira. (Fonte: ValeParaibano)

São Sebastião planeja minicidade no centro

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião vai construir uma minicidade para a Campanha de Educação no Trânsito que será realizada no período de 7 e 13 de outubro. O evento será voltado para os alunos de 1ª a 8ª série, que vão receber orientações sobre o Código de Trânsito Brasileiro dentro da minicidade, na avenida da Praia. O local vai simular situações do tráfego, com ruas, avenidas, semáforos, faixas de pedestres e cruzamento com sinalização, além de um minicarro para transporte dos alunos em uma pista de cerca de 700 metros. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeitura planeja praça do surfe em Maresias

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião vai construir uma praça do Surfe no centro do bairro de Maresias, na costa sul do município. O investimento da obra é de cerca de R$ 460 mil. A primeira parcela, no valor de R$ 140 mil, já foi liberado pelo Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias), do governo do Estado. A realização das obras está prevista para o início do próximo ano.
Segundo a Divisão de Projetos Arquitetônicos do município, a praça vai ser planejada para simular a prática do surfe. A finalidade é divulgar o esporte aos moradores e turistas. (Fonte: ValeParaibano)

São Sebastião realiza Campanha de Educação no Trânsito

São Sebastião - A partir de segunda-feira, dia 7, às 15 horas, a prefeitura de São Sebastião inicia a campanha de Educação no Trânsito, em uma minicidade construída no aterro da Rua da Praia, região central, onde crianças, que cursam até a 8ª série, terão contato com as leis de trânsito em diversas ocasiões. A entrada é gratuita.
A minicidade, que estará funcionando das 9h às 21h, até o dia 13 de outubro, foi planejada para simular situações de tráfego em ruas, cruzamentos com sinalizações verticais e horizontais, semáforos e faixas de pedestres. As aulas serão interativas: ora as crianças participam como passageiras, em veículos motorizados guiados por instrutores; ora como pedestres.
A estrutura contará com réplicas de bancos, escolas, prefeitura e outros prédios. A pista por onde trafegarão os veículos terá 700 m. Além disso, haverá no local 12 standers de empresas e órgãos que apóiam a iniciativa, como Chocolates Arco, Petrobrás, Dersa, Autoviass, Defesa Civil, Polícia Militar, Ibama e até mesmo do Orçamento Cidadão Mirim.
“Este evento faz parte do projeto pedagógico do município que, além da minicidade, conta com uma série de ações como palestras e trabalho com os alunos em salas de aula. Desde o início do ano, estamos nos organizando para que essa iniciativa ocorresse na semana do Dia das Crianças e, para isso, procuramos várias parcerias”, explica a secretária da Educação, Vera Hilst.
Ao término do percurso, o aluno receberá material educativo e uma carteirinha simbólica de habilitação. As crianças poderão ainda participar de um concurso de frases e desenhos organizado pela Dersa.
Em paralelo, os pais poderão visitar uma feira de produtos e serviços, participar de palestras e exibições de vídeos institucionais a respeito do assunto.
O objetivo do projeto é educar as crianças, que no futuro será um motorista, de forma leve e descontraída, para que sejam mais observadoras no trânsito e alertem os pais que cometerem alguma imprudência, atentando para os cuidados que devem ter, por exemplo, com os pedestres.
Desde segunda-feira, dia 30, os alunos das redes municipal, estadual e particular estão participando de palestras sobre educação no trânsito, ministradas por oito Bem-Te-Vis (guardas de trânsito). As palestras prosseguem até sábado, dia 12.
“Com este programa de educação esperamos que os alunos se conscientizem dos riscos de não obedecer as regras de comportamento no trânsito, inclusive, nos ônibus escolares, quando muitos colocam a cabeça para fora da janela e fazem uma série de imprudências”, afirma Hilst. (Fonte: PMSS)

Prefeitura quer evitar favelização em Cambury

São Sebastião - O diretor de Meio Ambiente da Prefeitura, Nivaldo Simões, se reuniu ontem com com moradores da rua Lobo Guará, área considerada de risco em Cambury e que tem cerca de 80 barracos.
A reunião foi para alertar os moradores sobre os riscos da área se tornar uma favela afetando a segurança, além das possibilidades de enchentes, já que a rua é cortada por três rios.
Simões pediu a colaboração dos moradores para impedir o aumento de barracos na área, que é um loteamento clandestino. Segundo ele a intenção é urbanizar o local, mas os problemas só poderão ser resolvidos se o número de residências não aumentar.
“A prefeitura sozinha não irá resolver o problema e os moradores também não. Temos que ter o apoio dos moradores para não deixar que construam mais barracos”, disse.
Nivaldo Simões destacou os riscos das casas construídas muito próximas ao rio, em área de preservação permanente. Essas casas terão que sair”, explicou.
O diretor alertou ainda dos problemas com segurança pública. “Por enquanto, na Lobo Guará existem apenas trabalhadores. Mas se começar a virar favela vamos ter venda de bebidas e tráfico de drogas”.
O morador Jesser Batista dos Santos, que vive com a esposa e três filhos no local, disse que as enchentes são constantes. “Já estive com água até a cintura”, disse.
Nivaldo explicou que a rua Lobo Guará pode se tornar uma Zona Especial de Interesse Social (ZEIS), com apoio técnico da prefeitura para a elaboração de plantas populares para os moradores. (Fonte: Imprensa Livre)

Fest’Art Seduc - I Festival de Teatral Estudantil

São Sebastião - A prefeitura de São Sebastião realiza, de 11 a 17 de outubro, o I Fest’Art Seduc – Festival de Teatro Estudantil - , com a participação de 52 escolas municipais, estaduais e particulares do município. A entrada é gratuita.
Ao todo serão mais de dois mil alunos, de todas as idades, se apresentando no palco do Teatro Municipal, nos períodos da manhã (9h às 11h40), tarde (14h às 17h) e noite (20h às 22h).
A abertura do evento está marcada para as 20 horas, no Municipal, com a apresentação de um sarau. Em seguida, haverá apresentação de alunos da APAE, com o espetáculo “Capricho da Natureza” e de grupos vencedores do Festival de Teatro Estudantil do interior de São Paulo.
Segundo a secretária da Educação, Vera Hilst, o Fest’Art é resultado de um trabalho desenvolvido durante todo o ano nas escolas, que na etapa preparatória contou com um curso de base em artes cênicas ministrado aos professores e diretores das escolas, pelo organizador do Fest’Art e diretor teatral, Carlos Palmer.
“O Festival contagiou as escolas e hoje quase todas já possuem um grupo de teatro. o número de participantes superou as expectativas”, diz Hilst.
A secretária salienta que o investimento feito neste projeto não foi alto porque tanto o figurino quanto o cenário foi produzido pelos alunos nas escolas, muitas vezes utilizando material reciclável.
Além dos espetáculos, estará sendo realizada no saguão do teatro uma bienal, onde artistas locais poderão expor seus trabalhos. “Queremos dar continuidade a este trabalho no próximo ano”, afirma.
Entre as pessoas que estarão compondo o corpo de jurados estão: o ator, Taumaturgo Ferreira; a diretora de cinema, Ariane Porto; a contadora de causos caiçaras, Neide Palumbo, entre outros.
O Festival será dividido em três categorias: infanto-juvenil, juvenil e adulto. Os espetáculos melhores colocados de em cada categoria receberão um convite para assistirem a uma peça profissional em São Paulo, onde poderão ter contato com atores experientes.
Também serão premiados com medalhas e certificados, o melhor figurino, cenário, ator e atriz e direção. “O quesito que será mais considerado na hora da votação é a criatividade do grupo”, afirma o diretor teatral, Carlos Palmer.
Segundo ele, é importante que as pessoas prestigiem o evento, quando terão a oportunidade de conhecer o mundo mágico do teatro. “A arte, assim como a língua portuguesa, é uma linguagem composta por signos que precisam ser decifrados e, por isso, que todos necessitam de uma alfabetização artística competente”, afirma. (Fonte: PMSS)

Programação:

11/10 - quarta-feira
20h – Abertura do Fest’Art
20h30 – Apresentação da Apae – “Caprichos da Natureza”

12/10 - quinta-feira
9h – “A Cinderela” – Creche Maria Leonarda
10h – “Quebra-nozes” – Emei Alegria das Crianças
14h – Verissimilhança”- Progresso
15h – “Eco- ideologia” – EM Dulce César Tavares
20h – “O Pacto” – EE Maísa Teodoro
21h – “Revolução da América do Sul” – EP Poli – Positivus

13/10 - sexta-feira
9h – “Lixo amontoado, rato assanhado” – EM Verena Dória
10h – “Histórias da tia Anastácia”- EM Juquehy
11h – “O pequeno príncipe” – EM Canto do Mar
14h – “Era uma vez Amazônia”- EM Maria da Conceição
15h – “A princesa encantada”- EM Maria da Conceição
16h – “A bruxinha que era boa”, EM Enseada
20h – “O vírus”, EM Plínio Gonçalves
21h – “A bruxinha que era boa” – EM Henrique Tavares
22h – “A escola e o diabo”- EM Dulce César Tavares

14/10 – sábado
9h – “O vôo da borboleta” – Emei Peixinho Dourado
10h – “Sapo que vira rei, que vira sapo” – EM Valfrido
11h – “O boizinho” – EM Dulce César Tavares
14h – “Última hora dos navios negreiros” – EM Plínio Gonçalves
15h – “O castelo de Mulumi”- EE Nair Ferreira Neves
16h – “A formiga e a neve”- EE Maria Alice Rangel
20h – “O formiguinho”- EE Barra do Uma
21h – “As Nuvens” – EE Barra do Una
22h – “Aquene” – EM Frúgoli

15/10 – domingo
9h – “Reviver” – EM Maria Francisca de Moura Tavolaro
10h – “A moreninha” – Etapa
11h – “Os Saltimbancos” – Creche São Sebastião
14h – “Anjo dos mares” – EM Dulce César Tavares
15h – “Wenned educacion” – EM Henrique Botelho
16h – “Assembléia dos ratos” – Creche Diva Bernardino

16/10 - segunda-feira
9h – “O lobo e os sete cabritinho” – EM Giomar
10h – “A estrela e o mar”- EM Guiomar
11h – “O mundo das letras” – Creche Adriana Vasques
14h – “O gato de botas” – EM Iraydes
15h – “O rio” – Emei Pingo de Gente
16h – “Meu Brasil, brasileiro” – Emei Iraydes
20h – “O alto da barca do inferno”- EE Walkir Vergani

17/10 - terça-feira
9h – “Amanda no país das vitaminas” – EM Barra do Una
10h – “Memórias de Lobato” – EM Machado Rosa
11h – “Pluft, o fantasminha” – EE Josepha de Santana Neves
14h – “Eternamente Beethoven” - EM João Gabriel
15h – “Chiloloca , Fedoroca” – Positivo
16h – “Eu chovo, tu choves, ele chove” – EM Boracéia
Noite: Encerramento com a peça “Chiquinha Gonzaga, direção de Carlos Palmer (Fonte: PMSS)

Empresa implanta vôo semanal para Ubatuba

Ubatuba - A Team Transportes Aéreos, do Rio de Janeiro, planeja implantar vôos semanais para o Aeroporto de Ubatuba, em sua rota aérea que liga Guarulhos a Angra dos Reis (RJ). "Estamos avaliando como faremos essa implantação. Poderemos mudar até rotas já existentes", disse o presidente da companhia, Mário César Moreira. Já a CVC Viagens vai fretar aeronaves da TAM para atender São José, Campinas, São José do Rio Preto e Ribeirão Preto na alta temporada. A TAM deixou de operar na cidade em setembro. (Fonte: ValeParaibano)

Ubatuba ganha novo Fórum em 2003

Ubatuba - A Secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania do Estado autorizou a construção do novo prédio do Fórum de Ubatuba. O convênio com governo para a realização da obra foi firmado em junho de 2000, mas devido a modificações na elaboração do projeto arquitetônico não pôde ser realizado. O novo prédio será instalado no bairro Estufa II, tendo uma construção de 3.000 metros quadrados, em uma área total de 12 mil metros quadrados.
O investimento é de cerca de R$ 1,9 milhões. Cerca de R$ 500 serão cedidos pelo município. A obra ainda não tem data definida, mas deverá ser no primeiro semestre de 2003.
Segundo o secretário de Assuntos Jurídicos Luís Bitetti, a construção do novo Fórum vai beneficiar os munícipes e toda a categoria jurídica. Para o juiz Carlos Gutemberg Cunha, a limitação de espaço do atual prédio não comporta a demanda de público que freqüentam o local.
"Como é uma construção de década de 40, ainda temos alguns problemas estruturais no piso e no telhado do prédio", disse. (Fonte: ValeParaibano)

PM apura ligação de grupo com PCC

Ubatuba - A Polícia Militar de Ubatuba está investigando uma possível ligação de sete pessoas que foram presas anteontem no Litoral Norte, com a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).
Segundo a PM, os suspeitos estavam escondidos em uma casa alugada no bairro Prumirim, em Ubatuba. Após vistoria no local, a polícia encontrou anotações com vários telefones de traficantes do Estado do Rio de Janeiro e bilhetes com as denominações da facção PCC.
Os suspeitos foram detidos em Caraguatatuba e Ubatuba, respectivamente. Marcelo Alves, 31 anos, Roberto Nascimento, 25 anos, Fábio Batista, 23 anos, eram fugitivos do presídio de Mongaguá, no Litoral Sul.
E Ana Paula Estevan, 18 anos, Katine Almeida, Júlio Pereira, 26 anos, e Clóvis Gonçalves Santos, 30 anos, foram detidos com dois revólveres calibre 38, duas pistolas calibre 380 e três identidades falsas. (Fonte: ValeParaibano)

Carta do Leitor

"Mero" é espécie preservada - A FPPS solicita a todos os seus filiados e simpatizantes que analisem esta notícia, repassem a seus amigos caçadores e respeitem esta portaria. Sabemos que a maior parte de nossos pescadores submarinos já não capturam o mero por consciência própria, mas para os que não tem esta consciência bem definida, agora é lei:
Prezados Amigos valeu pelo apoio, conseguimos finalmente transformar o "mero" no primeiro peixe marinho da história a ser preservado em todo Brasil!
Histórico sobre a portaria - A Fundação SOS Mata Atlântica, solicitou em outubro de 2001, junto ao IBAMA/Gerência/SP, a criação de uma Portaria, que interrompesse por um período de cinco anos a pesca, a captura e a comercialização da espécie da ictiofauna, (Epinephelus itajara), família Serranidae, popularmente conhecido como "Mero", em todo o território nacional.
Tal solicitação, estava diretamente relacionada com a latente diminuição dos seus estoques, a captura cada vez maior e indiscriminada de exemplares dos mais variados portes e tamanhos, e os poucos estudos existentes referente ao comportamento e a reprodução da espécie. O "Mero" necessita urgentemente de medidas, que protejam diretamente o seu habitat e a sua população, seja através de iniciativas legais, através da pesquisa científica, ou através de processos de educação ambiental, que possibilite ações efetivas para a conservação da espécie.
Grata Surpresa - Decorridos quase um ano, o IBAMA assinou no último dia 20 de setembro de 2002, a uma portaria que atende integralmente a solicitação da SOS Mata Atlântica, conforme Processo IBAMA/SP n.:02027.009595/01-87, e transforma o mero, no primeiro peixe da biodiversidade marinha brasileira a receber um mecanismo legal de proteção. Vale lembrar que esta iniciativa é pioneira e resgata de certa forma tanto a relação simbiótica que as civilizações humanas sempre tiveram com as espécies marinhas, como o conceito de que os peixes de nossa costa, são e devem ser tratados como fauna.
A espécie - O "Mero" (Epinephelus itajara) é uma das maiores espécie da ictiofauna marinha, pertence a família dos Serranideos, que é composta também pelas garoupas e badejos, pode chegar a pesar até 400 kg, e sua distribuição geográfica se dá nas água tropicais da costa americana do Atlântico e Pacífico. No Brasil ocorrem por quase toda costa, sendo mais raros na região sul.
Fundação SOS Mata Atlântica
Base Urbana de Iguape
Biol. Clodoaldo Armando Gazzetta Biol. Lázara Maria Gomes Gazzetta

Wagner Legnini
Presidente
Federacão Paulista de Pesca Submarina


Antenas de Celulares - Realmente é de causar espanto o dinamismo e a vontade política de nossos representantes; depois de vários anos o nobre edil Aurimar Manzano conseguiu enxergar que nossa cidade foi abençoada como uma das mais belas do litoral brasileiro, e por este motivo a construção destas malfadadas antenas de telefonia celular terão que obedecer a um parâmetro paisagístico, agora norteado em lei (futura); depois de muitas idas e vindas, depois de ele mesmo votar contra seu projeto de lei, descobre o ovo de colombo??????? E a população, como fica???? Como ficam as já construídas ??? E a lei estadual já existente?????? Poderia o nobre vereador esclarecer aos desavisados munícipes, sem a habitual retórica eleitoreira...

Scarlet Neves
Caraguatatuba, SP


Alquimistas em Caraguá - Na idade média os precursores dos estudos da química buscavam descobrir o que chamavam de pedra filosofal. Tal pedra seria dotada de propriedades capazes de transformar metais não preciosos em ouro.
A Lei Federal conhecida por Estatuto da Cidade cria o instrumento da outorga onerosa, cujas propriedades são similares a uma pedra filosofal em relação aos sistemas de uso e ocupação do solo na medida em que, alterações de zoneamento, provocam valorização imobiliária. Contudo, seu nome contém a palavra onerosa significando ônus, custo, preço, cobrança; ou seja, as alterações de zoneamento nos municípios adequados ao Estatuto da Cidade serão gravadas financeiramente e o resultado arrecadado deve, obrigatoriamente reverter, dentre outros, para projetos habitacionais de interesse social ou equipamentos urbanos e comunitários ou espaços públicos de lazer ou criação de unidades de conservação.
Em audiência pública que discutiu mudança de zoneamento em 500.000 metros quadrados no bairro de Massaguaçu, tanto os membros do legislativo quanto do executivo, foram pródigos em exibir nobres razões para justificar a medida à revelia do relatório final da Comissão de Assuntos Relevantes e de abaixo-assinado subscrito por 200 cidadãos: criação de empregos (sem quantificar quantos!) e oferta de lotes a população de baixa renda (em área de fragilidade ambiental!) foram os principais argumentos. Mesmo assim, o projeto foi aprovado.
Segundo declaração atribuída ao Secretário de Urbanismo a alteração visou "dar sustentabilidade a empresários para fazer loteamentos".
Das nobres razões parece terem todos se esquecido. Do pote de ouro dado aos empresários para fazer loteamentos, a comunidade não verá nem a cor, assim como o orçamento do município que, resistindo à implantação de plano diretor nos moldes da lei federal, contará com parcos recursos para projetos de relevância social.
Quanto maior for a demora em implantar-se o Estatuto da Cidade maiores serão as perdas da população em favor de grandes ganhos para poucos.

Silvio Dias Ribeiro
Caraguatatuba, SP


Boato - Os pequenos bairros das cidades litorâneas são propensos ao surgimento e propagação de boatos. O último que agora corre na Tabatinga (um bairro atípico, já que parte dele pertence a Caraguá e outra a Ubatuba) é decorrente do que chamam a revolta das bolas! Dizem uns que a associação de amigos do bairro vai pedir que a prefeitura coloque grandes esferas de concreto em toda a orla da praia para impedir a entrada de carros que colocam em perigo a vida de todas as pessoas que se aventuram a frequentá-la.
Dizem outros que, por isto, os contra bolas vão processar toda a diretoria da associação. Parece-me que vivemos num país democrático e com liberdade de opinião. Também parece-me bem intencionada a tal associação, porque está cuidando do bem e maior dom de Deus: a vida. Que argumentos poderia usar o melhor advogado do país, diante da garantia constitucional de pleitear qualquer coisa que seja aos órgãos públicos?

Elivaldo Macedo Telles
Tabatinga, Ubatuba, SP


O Principal e os Assessórios - Tenho insistido no assunto planejamento. Planejar é o meio e a maneira mais rápida, coerente, correta e certa de chegar-se a um objetivo. Sem planejamento, estamos na rota do caos. Há uns 15 anos fui presenteado com um pequeno livro “criando o paraíso” que mostrava uma síntese da “idealização” da Zona Hoteleira de Cancun- México. Algumas fotos do “antes” mostram claramente que o resultado final do trabalho só foi possível com muito planejamento dos idealizadores, legisladores, arquitetos, ambientalista, urbanistas e paisagistas. Com certeza na direção dos grupos de trabalho não havia lugar para “amadores” mesmo os de boa ou maior vontade.
Definido o público que se pretendia atingir, a definição das ocupações proporcionais dos espaços, progressivamente, de acordo com o crescimento do empreendimento, foi uma realidade. Estudaram-se as necessidades (todas) dos usuários de modo que os serviços disponíveis fossem o suficiente para atende-los satisfatoriamente. Assim, houve um equilíbrio na concorrência dos serviços oferecidos. Ou seja, não haveria dois Mac Donald, onde houvesse “mercado” apenas para um. Idem para as demais atividades, sem perder a variedade nas “ofertas”.
Assim, também não se construiu hotéis enquanto não houvesse uma infraestrutura adequada de serviços para atender os clientes deste meio de hospedagem. Idem para todos as atividades econômicas envolvidas. Equilíbrio. Concorrência sim, mas equilibrada. Esta pequena e simples decisão fomentou o interesse dos investidores que se sentiram seguros quanto à aplicação de seus recursos. Para não me alongar, o resultado para quem conhece, foi surpreendente. Ali foi construído um verdadeiro DESTINO TURÍSTICO. A cidade (Cancun, fora da Zona Hoteleira), uma São José dos Campos, acabou sendo obrigada ao longo dos anos a seguir e entrar no “ritmo” da organização urbana.
O nosso crescimento desordenado. A ocupação dos espaços sem planejamento mostra claramente que estamos a porta do caos urbano. Para o caos também da proteção e preservação ambiental no seu mais amplo sentido. A paisagem urbana e a natural, duramente agredida por ações insensatas e inconseqüentes, tornam uma verdade que qualquer investimento de maior porte virá “somar” ao caos que se instala. Logo, os órgãos oficiais, principalmente os ambientais, são prontos aos “pareceres” negativos. Fogem os investidores para outros DESTINOS. Circulo vicioso.
O crescimento demográfico (o mais alto de qualquer região do Brasil) não se acanha. Parece que quanto pior e mais difícil melhor. Junto com o crescimento demográfico, as necessidades da população. Serviços públicos, emprego, moradia (em um município com 80% de área de preservação) emprego, educação e saúde. Tudo a ser “bancado” pelo tal do IPTU. Nada de “fermento” apenas mais e mais fatias do mesmo “pão”.
A falta de planejamento (salvo mais informações e melhor juízo) colocou agora a estrada ( Rio –Santos) ( a partir de outubro, reformada ou recapada) na frente dos “bois”. Acesso melhor, muito mais carros e muito mais pessoas. Coisinha simples. Tal qual 100.000 litros de água “entrando” em uma caixa de 10. Além do planejamento, deve estar em falta também uma outra particularidade aos que detém poderes de decisão. A particularidade é a falta de percepção para diferenciar acessório de principal. Data Vênia, os acessórios “acompanham” o principal. Pequenas e até boas ações acessórias, sem o principal, podem ser até agradáveis em um primeiro momento. Com certeza serão imperdoáveis para a história. E por falar em História e “principal”, sugiro que o próximo “monumento” (a continuar pela “queda” a acessórios) seja à PAZ de Iperoyg (claro que com o cacique Cunhambebe como figura principal).
Um “monumento” compatível em tamanho e lugar com sua importância. Coisa pouca. Uma parte da História do Brasil. Poderíamos sugerir para este empreendimento, devido a sua incontestável importância histórica (e por que não turística) certo e esperto vereador devido a sua “larga” experiência em importância e localização de “monumentos”. Assim, vão fazendo a nossa história. No início, deixamos (de hoje) estar falando francês. Nos custou, no mínimo, a “maldição” do velho cacique. Quem sabe, se não conseguirmos planejar a ocupação dos espaços (entenda-se plano diretor e outros planos) para fazer o melhor com o que nos deixou, vamos torcer para que ele fique satisfeito com o seu monumento e livre-nos, pelo menos, do castigo que tem sido sua maldição. Quem sabe, poderemos então planejar e traçar novas rotas para um destino melhor. Assim, pelo menos, teremos certeza de onde iremos chegar.

Ronaldo Dias
Ubatuba, SP


Nossa chance de mudar os rumos do Litoral Norte - Prezado internauta, respeitosamente quero chamar-lhe a atenção pois sabemos que você é formador de opinião, que você é esclarecido e não se deixa influenciar por recursos subliminares e mecanismos que tentam esconder as mazelas da classe política brasileira.
Temos poucas horas antes do próximo pleito que definirá os políticos que governarão o nosso sofrido país.
Tenho manifestado minhas preocupações com a falta de representatividade do Litoral Norte, e porque não dizer, do Litoral Paulista como um todo, na Assembléia Legislativa e mesmo no Congresso Nacional.
Porém, é chegada a hora de uma reflexão mais profunda sobre o importante momento em que estamos vivendo, para analisarmos todos os candidatos da região, um a um, e verificarmos quais são suas propostas e compromissos reais com o litoral.
Grandes problemas afligem o Brasil, porém, os problemas do Litoral Paulista não ficam muito atrás.
Os nossos votos deverão privilegiar os candidatos que tenham compromissos éticos com o meio ambiente, com o saneamento básico, com a saúde, com a cultura caiçara, com a manutenção da pesca, com a geração de empregos ( que deve ser conquistada através da exploração, no melhor sentido da palavra, do turismo), com a educação do nosso povo, com a segurança da população e tantos outros temas.
Vamos criar uma corrente positiva com nossos familiares, amigos e companheiros de trabalho, para elegermos candidatos que tenham compromissos com as futuras gerações e que possam nos ajudar a colocar nos trilhos o nosso Litoral Paulista, onde viverão nossos descendentes.
O momento é festa da democracia. O memento é de grande responsabilidade.
Novamente, respeitosamente, convido o internauta para antes de sair de casa para votar, que o pai olhe bem no fundo dos olhos do filho e diga a ele que vai votar em alguém que vai lutar por um Litoral melhor, por um Brasil mais digno. Da mesma forma o filho, olhe para seus pais e avós, e diga que vai votar em alguém que respeita estes cidadãos que já trabalharam e ainda trabalham tanto por essa nação e quase não tem esperança de dias mais dignos.
Portanto, caro internauta, vote com consciência, vote com responsabilidade, vote com esperança de mudar os rumos do nosso amado Litoral Norte.
Vote pela Região!
Vote pelo Brasil!

Joaquim Diniz
Professor de Marketing Estratégico
para Hotelaria e Turismo da UNITAU*
Ubatuba, SP

* Seus artigos não representam a opinião do Jornal ou das Instituições as quais presta serviços

A arte de bem governar os povos - Mais uma vez tentando entender o que, afinal, nossos representantes(?) entendem por política, recorro ao velho Aurélio e concluo, consternado, que a culpa é toda dele. Quem mandou colocar no mesmo verbete explicações que incluem desde “a arte de bem governar os povos” até “a astúcia, o ardil, o artifício, a esperteza” ? Agora, cada um entende como quer e bate no peito dizendo-se um autêntico político.
Na campanha das eleições municipais de 2000 tentei mostrar ao povo que nós somos os verdadeiros responsáveis pelo que ocorre na política. Votamos movidos muito mais por nossos próprios interesses do que pelos da coletividade. Com minhas palavras, angariei alguns simpatizantes e vários inimigos ferrenhos. É o preço de cutucar os poderosos.
Findo o pleito, parabenizei os eleitores mas lembrei-os de que o papel de cidadão não se encerra com o voto, começa com ele.
Parabenizei também os eleitos mas salientei que, como homens públicos, seus interesses deveriam estar acima dos interesses pessoais ou de grupos.
Como defendo que a vontade do povo é soberana, tenho procurado me manter, dentro do possível, calado, até porque não acredito em oposição por mera oposição.
Mas agora voltaremos às urnas. Elegeremos deputados federais e estaduais, senadores, governador e até presidente. E o que temos assistido é o conhecido “joguinho” político de cartas marcadas e jogadores desleais onde a única regra é favorecer agora com o intuito de prevalecer-se depois. Dá pra ficar calado ?
Basta não estar morto para ver que o coronelismo não é defunto, e pau-mandado brota igual tiririca. Se fosse novela, seria hilariante.
É um tal de representante do povo(?) descaradamente virar a casaca para o lado que lhe mandam, numa total falta de respeito com aqueles que o elegeram, baseados nos seus compromissos de campanha. Tem vereador eleito pela oposição trabalhando agora para a situação, desfilando em seu carro com o retratinho do governador, que até há pouco abominava, e ajudando a eleger o filho de Fulano que, se eleito, beneficiará Sicrano, seu não tão antigo inimigo. Tem ex-candidato que lutava contra um partido, trabalhando agora para este mesmo partido, garantindo, assim, o apoio para o próximo pleito municipal.
A culpa, acho, não é nossa e mais uma vez sou compelido a culpar o Aurélio. Entre as tantas explicações que deu para a palavra política, esqueceu-se de dizer que ela é a arte (ou seria melhor a artimanha ?) da metamorfose.
O Litoral Norte tem em torno de 130.000 eleitores. Daria para fazermos, no mínimo, 1 deputado federal e 2 deputados estaduais NOSSOS, ou seja, que tenham residência PERMANENTE aqui, assim não os veríamos apenas em algumas inaugurações, e poderíamos “acompanhar de perto” o que estariam fazendo para o nosso Litoral. Poderíamos apresentar a eles (pessoalmente) as sugestões de NOSSAS cidades, de NOSSOS bairros e - por que não ? - NOSSAS idéias.
Mas, infelizmente, é provável que não elejamos nenhum, porque não têm o apoio necessário dos “nossos” representantes executivos e legislativos e, principalmente, não têm o poder econômico daqueles que só aparecem na época de campanha, ou seja, lembram da nossa existência três ou quatro meses antes das eleições, depois esquecem.
Assim, mais uma vez elegeremos aqueles que só vêm ao nosso Litoral, de 4 em 4 anos, só para pedir o seu, o meu, o nosso voto. E contam com a cumplicidade e “trabalho” daqueles que nós elegemos para nos representar e ao Nosso Litoral Norte. Que Deus nos ajude!

Angelo Nogueira
Ex-Diretor Geral das Faculdades Integradas Módulo
Caraguatatuba / SP e-mail: angelonogueira@modulo.br

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:
Clique Aqui.


Free Wallpaper Hotel Pousada Alto da Serra
As notícias e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo.


GRÁTIS!!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:
Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:


Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor