Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Terça-feira, 29 de outubro de 2002 - Nº 649 Edições Anteriores

Moacyr Colli Junior e Advogados Nipakh Honda Naturali Garden Center

Litoral Norte:
   Alnorte coleta dados para encontro sobre Desenvolvimento Sustentável
   Litoral registra 20% de abstenção

Caraguatatuba:
   Caraguatatuba entra em alerta contra o turismo de um dia
   Caso Toninho: 5 policiais sem acusação
   Comerciante é assassinado e filho é baleado em Caraguatatuba

Ilhabela:
   Homem é assassinado com tiro na nuca em Ilhabela

São Sebastião:
   Ladrões levam cabos instalados para apuração dos votos
   Movimento “caça” eleitores para implantar transporte alternativo
   Atletas que nunca competiram juntos vencem “prova rápida”
   Motociclistas agitam fim de semana no Balneário dos Trabalhadores

Ubatuba:
   Beleza para apreciar e desfrutar em Ubatuba
   Revitalização do aeroporto inclui centro de eventos
   Anchieta terá trilha subaquática
   História começa em 1563
   Orçamento sobe em R$ 10 milhões
   Praias para todas as tribos
   Cidade vira capital do surfe
   Profissionais das ondas se destacam até no exterior
   Surf noturno
   Tamar é obrigatório no roteiro

   Carta do Leitor


Alnorte coleta dados para encontro sobre Desenvolvimento Sustentável

Litoral Norte - A Alnorte - Ambiental Litoral Norte, ONG que tem entre seus objetivos a busca pelo desenvolvimento sustentável do Litoral Norte de São Paulo, assinou um convênio com o MMA (Ministério do Meio Ambiente) para compatibilizar as boas iniciativas da sociedade civil organizada, com os planos governamentais das cidades de São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba e Ubatuba.
Para tanto, será realizado nos dias 4,5 e 6 de novembro, no hotel Ilha Morena em Caraguatatuba, um grande encontro, que contará com a participação dos governos federal, estadual e municipal, que juntamente com as entidades civis, discutirão o desenvolvimento sustentável do Litoral Norte de São Paulo.
A Secretaria de Estado do Meio Ambiente vai elaborar um diagnóstico completo da região, que depois será colocado a disposição das instituições governamentais e não governamentais que atuam no Litoral Norte.
O trabalho preliminar foi feito pela Alnorte e a ASSU - Associação Socioambientalista Somos Ubatuba. Foram realizadas entrevistas com mais de sessenta entidades, que apontaram boas iniciativas e problemas críticos nos quatro municípios, nas áreas de resíduos sólidos, recursos hídricos, desenvolvimento urbano, áreas protegidas, turismo sustentável e saúde.
Essas informações foram tabuladas e deram origem a um vídeo que será apresentado no evento.
Segundo o presidente da Alnorte, Marcos Barros, essa iniciativa mostra o amadurecimento da sociedade civil organizada e do próprio poder público. “As entidades estão não só apontando os problemas, como também ajudando a encontrar as soluções para eles”, disse Barros. “E o poder público está adotando métodos mais participativos para a definição das políticas públicas. Essa interação é muito importante para o futuro do Litoral Norte”. (Fonte: Meaning Assessoria de Imprensa)

Litoral registra 20% de abstenção

Litoral Norte - A apuração dos votos em São Sebastião terminou por volta das 20h, com um índice de abstenção maior do que na eleição passada. Desta vez, estima-se que cerca de 20% dos eleitores do município deixaram de votar. Esse foi o mesmo percentual em Ilhabela, Caraguatatuba e Ubatuba.
Segundo o juiz eleitoral, Fernando Diegues Diniz, o dia foi bastante tranqüilo na cidade, sendo que houve filas apenas no início da votação, com duração de no máximo 40 minutos. Ele comenta que mesmo não tendo o resultado definitivo sobre o índice de abstenção dos votos, é possível garantir que aumentou o número de pessoas que não votaram no segundo turno.
As pessoas que justificaram o voto também não encontraram dificuldades durante a eleição.
Apenas uma urna eletrônica teve problemas, que precisou ser substituída, mas o incidente aconteceu antes do início da votação.
Em mais de 90% do município o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva obteve mais votos do que José Serra. Já o governador reeleito, Geraldo Alckmin, venceu em todas as seções do município. Já em Ilhabela, os candidatos do PSDB ganharam com diferença altas dos candidatos do PT.
Dos 13.294 eleitores da Ilha, Serra recebeu 6.157 votos (60,6%) e Lula 4.010 (39,4%). Já Alckmin teve 7.431 (72,8%) contra 2.770 (27,2%) de José Genoíno. Foram registrados 125 votos brancos e 229 nulos.
Em Caraguatatuba, Lula venceu por um percentual pequeno. Dos 52.568 eleitores, foram 20.364 (51,8%) dos votos contra 18.962 (48,2%), de um total de 39.326 votos válidos.
O governador reeleito venceu na cidade recebendo 25.043 votos (63,2%) contra 14.556 (36,8%) de um total de 41.609 votos apurados. Foram contados 690 brancos e 1320 nulos.
Em Ubatuba, a vitória também foi de José Serra, com 18.306 votos (55,5%) contra 14.661 (44,5%) dos votos válidos. A cidade também registrou 752 votos brancos e 1.050 nulos de um total de 43.445 eleitores.
Para governador, Alckmin venceu com 21.996 (66,5%) e Genoíno recebeu 11.103 (33,5%). Foram 649 brancos e 1.021 nulos. (Fonte: Imprensa Livre)

Caraguatatuba entra em alerta contra o turismo de um dia

Caraguatatuba - Com a temporada de verão se aproximando, a Associação de Hotéis, Pousadas e Similares de Caraguatatuba (AHPSC) alerta seus associados e outros hoteleiros quanto ao problema da ocupação desorganizada e predatória das praias da cidade com os veículos de transporte de turismo de um dia.
O presidente da AHPSC, Wilson de Oliveira, explicou que “é sensível nestas últimas semanas o aumento de consulta aos hotéis na tentativa de abrigar os ônibus que trazem essa excursões de um dia, principalmente para as praias Martin de Sá e Prainha”.
Oliveira orienta que os hotéis só poderão receber excursões com duas ou mais diárias, sendo que neste caso, não haverá cobrança da taxa de licença dos veículos, exigida pela prefeitura, mas a mesma terá que ser providenciada normalmente junto ao órgão público, e o hotel fica responsável pelo estacionamento do veículo em suas próprias instalações ou em estacionamento providenciado.
Segundo ele, não existe regulamentação que proíba o estabelecimento de vender uma diária. “ O que está proibido é o estacionamento de ônibus nas praias e estradas. Os ônibus podem levar os turistas até a praia e retornar ao hotel”.
A taxa para os ônibus que não têm licença de circulação por estarem com turista em hotéis e similares, gira em torno de R$ 300.
O secretário de Urbanismo e Meio Ambiente de Caraguatatuba, Auracy Mansano informou que a multa para os ônibus que forem encontrados estacionados em praias é de R$ 2.659,58, e para vans o valor é de R$ 604,45. Se os ônibus não se retirarem do local, poderão ser guinchados.
Nos finais de semana, cerca de 4 a 5 fiscais rondam as praias e averiguam denúncias de ônibus estacionados irregularmente. Na temporada a fiscalização é intensificada, sendo a abordagem logo na descida da rodovia dos Tamoios.
Em Caraguatatuba o local apropriado para receber e estacionar os veículos que praticam turismo de um dia é o Terminal Turístico Municipal que fica localizado na praia das Flexeiras e possui instalações construídas há 10 anos pelo governo do Estado, como o posto de salva-vidas, vestiários, sanitários e lanchonete.
A diária para ficar no Terminal Turístico é de R$ 300 e na temporada o local chega a receber até 40 ônibus. Mas há oito anos esse número era bem maior.
O secretário de Turismo, Salim Burihan, explica que os ônibus que trazem turistas de um dia, devem estacionar no Terminal, mas o turista pode se locomover na cidade usando os ônibus urbanos. “Tentamos disciplinar o transporte na cidade com essas providências”.
As cidades turísticas têm várias ações para disciplinar o turismo de um dia, como Ubatuba que mantém um posto de fiscalização antes da entrada no município, instalado no posto rodoviário de Tabatinga, fazendo a cobrança das taxas de licenças devidas e impedindo que ônibus clandestinos de turismo entre na cidade. O terminal fica na praia do Perequê-Açu.
Em São Sebastião, a prefeitura autoriza o estacionamento do Praia Grande, no Balneário dos Trabalhadores, onde os turistas de um dia ficam normalmente no domingo. Já em Ilhabela, não é permitida a entrada desse tipo de veículo. A justificativa da prefeitura é que a cidade não tem estrutura e espaço físico para uma quantidade grande de veículos de grande porte. (Fonte: Imprensa Livre)

Caso Toninho: 5 policiais sem acusação
Corregedoria decide não indiciar grupo acusado de matar cúmplices de 'Andinho'

Caraguatatuba - A Corregedoria de Polícia de São Paulo optou por não indiciar os cinco policiais campineiros envolvidos na ação que resultou na morte de quatro seqüestradores em Caraguatatuba, dois deles membros da quadrilha de Wanderson Nilton de Paula Lima, o Andinho, acusados do assassinato do prefeito Antonio da Costa Santos, o Toninho do PT. O relatório da corregedoria foi encaminhado ao Ministério Público pelo delegado corregedor Francisco Gastão Luppi, no fim da semana passada.
Procurados ontem pela reportagem, Luppi e a Secretaria da Segurança Pública informaram, por meio da assessoria de imprensa, que não poderiam se manifestar, pois o caso está nas mãos da Justiça.
De acordo com o ouvidor de Polícia do Estado, Fermino Fecchio Filho, o delegado "se absteve de indiciar os policiais e remeteu a decisão para o juiz". Fecchio Filho comentou que no relatório o corregedor aponta as falhas ocorridas durante o inquérito e esclarece que faltam alguns laudos periciais.
Em 2 de outubro do ano passado, cinco policiais de Campinas fizeram uma diligência à noite em Caraguatatuba, em que foram mortos quatro rapazes.
Anderson José Bastos, o Anso, e Valmir Conte, o Valmirzinho, eram comparsas de Andinho e suspeitos de matar o prefeito. Segundo a Polícia Civil, o tiro que matou Toninho foi disparado por Anso.
Também foram mortos Fábio Soares Menegroni e Alessandro Renato Pereira. Os policiais de Campinas chegaram a dizer que a diligência havia ocorrido em razão das investigações da morte do prefeito e que atiraram para se defender.
Várias contradições foram apontadas pela ouvidoria. As armas apresentadas à polícia de Caraguatatuba não foram as usadas no confronto. O número de policiais na ação também foi questionado. Para o ouvidor Fecchio Filho, há indícios de execução dos rapazes.
"Entendo a atitude do delegado corregedor, mas, pelas evidências, caberia indiciamento dos policiais", garantiu o ouvidor. Ele afirmou que provas foram destruídas pelos policiais em Caraguatatuba. "Só por isso cabe punição", defendeu. Fecchio Filho acredita que o Ministério Público corrija essa falha.
A viúva de Toninho, Roseana Garcia, lamentou o relatório da corregedoria e acusou a polícia paulista de corporativismo. "Todo a polícia sabe o que aconteceu em Caraguatatuba", disse Fecchio, sem entrar em detalhes. Ele explicou que a ouvidoria continuará seguindo o caso. (Fonte: Estadão)

Comerciante é assassinado e filho é baleado em Caraguatatuba

Caraguatatuba - O comerciante Santino Gomes dos Santos, 76 anos, foi assassinado na manhã de sábado em frente a seu bar, na Estrada do Rio Claro, em Caraguatatuba. O filho dele, M.G.S., 14 anos, também recebeu tiros do assassino, que chegou pedindo um pacote de bolachas.
A vítima estava na casa com a esposa. O filho estava no pasto com gado. O assassino chegou, bateu na porta, pedindo para o comerciante vender um pacote de bolacha. O criminoso tinha uma mochila nas costas e carregava uma vara de pescar.
O comerciante saiu e quando abria com a chave o bar, recebeu dois tiros na cabeça e um no pulso. A mulher correu e viu o assassino correndo para o pasto. No local, o criminoso se deparou com o filho do comerciante, que foi atingindo com tiros nos braços. Ele foi socorrido e passa bem.
O assassino fugiu rumo ignorado. A família disse à polícia, que estava recebendo ameaças pelo telefone. A Polícia Militar foi à casa da vítima, encontrando uma pistola e cartucheira, além de munições, que seriam do comerciante.
No local do crime, estava a vara de pescar e o chinelo, que o assassino deixou. Também foram apreendidos cápsulas deflagradas revólver de calibre 38, que teriam sido utilizadas no crime. O homicídio e tentativa estão registrados na Delegacia de Polícia de Caraguatatuba. (Fonte: Imprensa Livre)

Homem é assassinado com tiro na nuca em Ilhabela

Ilhabela - Jorge Bento da Silva, 23 anos, foi assassinado com tiro na nuca na noite de sábado. O crime aconteceu em um bar da rua Jacob Eduardo, bairro Itaquanduba, em Ilhabela.
Conforme a polícia, o dono do bar contou que ouviu um barulho parecido com “bombinha” e quando foi ver, se deparou com a vítima caída no chão. Jorge chegou a ser levado até o pronto-socorro, onde deu entrada morto.
Segundo a polícia, Jorge teria envolvimento em outro crime e o motivo de sua morte estaria relacionada com vingança. O crime foi registrado na Delegacia de Polícia de Ilhabela, que apura a autoria. (Fonte: Imprensa Livre)

Ladrões levam cabos instalados para apuração dos votos

São Sebastião - Ladrões levaram na manhã de sábado parte da fiação elétrica instalada no Ginásio Municipal de Esportes, em São Sebastião. Os cabos haviam sido colocados para apuração dos votos, que aconteceria no final da tarde de ontem. Após a confirmação do furto, funcionários da prefeitura refizeram o serviço elétrico. O fato não atrapalhou a apuração.
O vigia M.V.G., que fazia a segurança sozinho no ginásio, contou que sem ouvir qualquer barulho, o local sofreu queda de energia. Como pensou se tratar apenas de uma falta de luz sem problema, ele não fez uma ronda para ver do que se tratava, permanecendo no mesmo lugar.
Algum tempo depois, desconfiado da demora para voltar a energia, o vigia decidiu verificar, constatando que os fios elétricos haviam sido levados. De acordo com o vigia, foram furtados cerca de 120 metros de fios de 10 milímetros.
O vigia avisou o diretor de esportes da prefeitura Francisco de Oliveira Neto, que registrou o caso no 1° Distrito Policial. Uma equipe da prefeitura também foi acionada, refazendo todo o serviço de instalação elétrica, que já estava pronto para a apuração dos votos da eleição.
O delegado Leon Nascimento Ribeiro disse que o furto não teria sido feito com o objetivo de atrapalhar a eleição, mas apenas para levar os cabos, como fizeram na rua da Praia.
Essa também é a opinião do juiz eleitoral da cidade, Fernando Diegues Diniz, que informou que não houve nenhum contratempo com os equipamentos montados no ginásio para a apuração dos votos.
Rua da Praia - Antes do caso no ginásio, a rua da Praia, no Centro, também teve a energia cortada, após furto da fiação elétrica. O crime aconteceu na madrugada. Em decorrência do furto, todo o aterro e a rua da Praia ficaram sem iluminação.
Foram levados 50 metros de cabos de 240 milímetros. Para a polícia, o transporte deste material necessita de um veículo de porte grande, que teria sido utilizado pelos ladrões.
O funcionário da prefeitura L.C.C.P. explicou que este é o segundo caso em menos de dois meses, somente na rua da Praia. No mês passado, os ladrões foram mais ousados, derrubando o poste para levar os cabos. Na ocasião, foram furtados 280 metros.
Os fios haviam sido colocados para iluminar o aterro, na realização dos shows musicais. O prejuízo neste furto foi de aproximadamente R$ 10 mil. A polícia acredita que há uma quadrilha especializada neste tipo de crime. Os cabos seriam vendidos por quilo para algum receptador.
Mais fios - Segundo o funcionário, duas vielas existentes na praia Deserta, próximo ao local onde ocorreu um estupro este mês, também tiveram fios elétricos da iluminação pública furtados.
Cerca de 20 dias antes do crime, a prefeitura havia feito manutenção na energia, que estava sem problemas. Após o estupro e com a reclamação dos moradores, técnicos retornaram ao local e perceberam que haviam sido levados os fios, colocados anteriormente.
Este mês também se registrou furto de cabos, na serra onde se encontra as torres de receptação de antenas de rádio e TV. A polícia suspeita de que seja a mesma pessoa que esteja cometendo o crime, difícil de ser denunciado em flagrante, pois as pessoas que passam na rua pensam que são técnicos fazendo reparos.
Para mexer nestes fios é necessário entender do assunto, pois são lugares com alta voltagem e o criminoso parece entender da prática.
O delegado Ribeiro disse que irá dar prioridade nas investigações destes casos, que registraram um aumento nas ocorrências. (Fonte: Imprensa Livre)

Movimento “caça” eleitores para implantar transporte alternativo

São Sebastião - Integrantes de sociedades amigos de bairros e militantes do PT, realizaram ontem, na região central, um movimento para a coleta de assinaturas para encaminhar ao Poder Legislativo um projeto de ini-ciativa popular propondo a cria-ção de linhas de transporte alternativo na cidade. O movimento teve fiscalização da Polícia Militar e de integrantes do PSDB, que acreditavam se tratar de aliciamento de eleitores para o Partido dos Trabalhadores.
Segundo participantes do movimento, a idéia de recolher assinaturas no dia da eleição se deu em razão do número de pessoas que vão às escolas votar. “Precisamos de 1.820 assinaturas, o equivalente a 5% do eleitorado da cidade”, explicou Lucelmo Lacerda de Brito, participante do movimento.
A princípio a atividade deveria acontecer nos bairros Enseada, São Francisco, Centro e Topolândia mas alguns poli-ciais os retiraram e queriam prendê-los por boca de urna.
Lucelmo disse ainda que alguns fiscais do PSDB chegaram a fazer acusações de que estava ocorrendo alicia-mento de eleitores em prol da candidatura do petista Luiz Inácio Lula da Silva, eleito ontem presidente da República.
O presidente da Sato (Sociedade Amigos da Topolândia), Marcelo de Mattos, que afirmou que se tratava de aliciamento, não quis comentar o caso.
O presidente do diretório municipal do PSDB, Ubirajara Nascimento, disse que recebeu denúncia anônima de que estaria sendo feita boca de urna nas proximidades de escolas.
“ Nos informamos com a Polícia Militar que disse haver pessoas com camisas do PT fazendo uma espécie de pesquisa”. Segundo ele, sua ida aos locais foi para comprovar se havia aliciamento, “mas isso não foi comprovado, após análise do material averiguado.”
Ainda de acordo com ele, ele solicitou que uma das pesquisadoras retirasse um crachá do PT.
Menor tarifa - Segundo Lucelmo, levar o projeto adiante “é pensar no bem-estar da comunidade que não foi beneficiada com a rejeição ao projeto da redução no preço das tarifas de ônibus”.
Lidiene de Paiva Leo-poldino, que estava em uma das mesas de assinaturas, disse que aceitou participar do movimento pois acha que “são muitas às injustiças com o pobre”.
O abaixo-assinado, na Topolândia, teve cerca de 1720 assinaturas até às 17h de ontem, 100 a menos do que o necessário. “Fechamos hoje, mas como a entrega do projeto está marcada para o dia 25, até lá pretendemos conseguir três mil”, falou Lucelmo.
Quem assinou o documento disse que não poderia ter sido realizado em dia melhor. É o caso da dona de casa, Ivanir Cláudia Santos, 30 anos, que disse ser uma excelente idéia criar o transporte. “Aumenta a concorrência, pode abaixar o preço e ainda cria-se mais uma opção de emprego”.
Maria Soares, 49 anos, moradora na Topolândia, conta que o transporte alternativo pode ser bom aos moradores da cidade. Segundo ela, tendo outra opção a empresa de ônibus (Autoviass) terá de abaixar os preços.
A também moradora no bairro, Maria Helena, 36 anos, acha que esse projeto pode dar certo em São Sebastião. “ Só não dará certo se os políticos atuais não avaliarem de maneira justa”, frisou.
Vereadores - O vereador Erwin Mota, que apresentou um projeto prevendo a readequação do preço em algumas linhas, disse ontem que vai aguardar o prazo solicitado pela Autoviass para concluir um estudo para a redução no valor da tarifa. Caso isso não seja feito, ele adiantou que continuará brigando para abaixar a passagem dos circulares.
Mota disse também que devido a sua experiência como policial militar é contra o transporte alternativo. “É comprovado que esse tipo de atividade só traz morte, caos e clandestinos. Basta ver o exemplo de outras cidades como São Paulo”.
Questionado sobre as diferenças entre o trânsito de São Paulo e do município o vereador manteve-se firme em sua afirmação. “O que acontece lá pode acontecer aqui”.
O projeto do vereador foi rejeitado por oito votos a cinco em uma sessão tumultuada que teve a presença de cerca de 50 pessoas no plenário para acompanhar a votação.
O vereador Marcos Souza, presidente da comissão de Justiça e Redação, esclareceu que seu posicionamento contrário ao projeto ocorreu pois “de acordo com lei orgânica do município, não é de competência do legislativo julgar preços de tarifas devido a um contrato entre empresa e prefeitura”, afirmou.
Segundo o parlamentar, após a entrada do projeto popular na casa, ele tramitará por até 90 dias antes que seja emitido parecer. “Será avaliado dentro do tempo e de maneira justa”.
Na avaliação do vereador Wagner Teixeira a iniciativa popular realizada na Topolândia é válida “pois em uma democracia o cidadão tem o direito de protestar”.
Empresa - O proprietário da empresa Autoviass, Luís Carlos Soares, não foi encontrado ontem para falar sobre o projeto. (Fonte: Imprensa Livre)

Atletas que nunca competiram juntos vencem “prova rápida”

São Sebastião - Dois atletas de São Paulo que se conheceram há uma semana e, portanto, nunca fizeram juntos uma corrida de aventura, venceram no sábado a segunda etapa do Circuito PowerBar Reebok Short Adventure realizado na Praia da Baleia, na Costa Sul.
Felipe Cavalieri, 25 anos, e Carlos Passini, 23 anos, integrantes da Adventure Training, chegaram em primeiro lugar na prova (5h36), que teve número recorde de equipes inscritas no Brasil nesta modalidade (103 duplas).
As parcerias foram divididas em quatro categorias (masculina, feminina, mista e master) e fizeram um percurso de cerca de 53 quilômetros, entre canoagem, mountain bike, trekking e orientação.
A segunda colocada na classificação geral foi a dupla Techno Ocean, de Santos, formada por Natan Barbosa e Nelma Raizer, com cinco minutos a mais que o tempo dos vencedores.
Em terceiro, ficou a Qualifruit (5h53min), de São Paulo, seguida pela Pirambas Adventure, de Brasília, em quarto (5h55min) e pela Triathlon Ecológico Adventure Team, de Bertioga, em
quinto (6 horas).
Felipe e Carlos são treinados pelos triatletas Sérgio Zollino e Cris Carvalho, experientes corredores de aventura, e estavam até surpresos pela vitória.
“Esta modalidade exige muito entrosamento, sorte e preparo físico. O primeiro quesito nós não tínhamos, mas nos outros dois a gente esbanjou”, brincou o atleta, que é irmão do cinegrafista Tomás Cavalieri, que há alguns anos cobre provas de aventura para o programa da ESPN Brasil apresentado pela jornalista Renata Falzoni.
Cavalieri disse ainda que já deve ter feito cerca de 20 corridas em sua curta carreira (menos de dois anos) e que pratica natação desde garoto.
“Não começamos bem esta prova em São Sebastião, mas no trecho de bike rumo ao PC-4, passamos a integrar o grupo dos 10 melhores e logo depois ficamos em primeiro.
Três duplas ainda passaram por nós, entretanto nos recuperamos de novo e voltamos à liderança para nunca mais sair”, explicou ele, que trabalha no setor de Comércio Exterior.
Provas curtas aprimoram navegação para competições mais longas
Carlos Passini, estudante do último ano de Engenharia Civil, destacou que provas como as do Circuito PowerBar Reebok Short Adventure aprimoram a navegação, que em muitas corridas decidem em favor dos mais competentes neste aspecto. “Você tem que pensar rápido e interpretar o mapa corretamente, caso contrário ficará para trás”, ressaltou.
“Além disso, as competições curtas agridem menos o organismo dos atletas e permitem que eles se recuperem mais rápido de problemas que possam surgir durante uma corrida”, observou.
“Estamos muito felizes por este primeiro lugar e sabemos que podemos ir ainda mais longe, quem sabe, em breve, disputar um Eco Challenge”, completa Passini.
Ele e Felipe pretendem participar do Desafio de los Vulcanos, em janeiro na Patagônia, e da EMA 2003, em março na região sudeste.
Para Said Aiach Neto, diretor da Ecomotion Outdoor Sports Marketing, organizadora do Short Adventure, o número recorde de 103 equipes mostra que a criação deste circuito acabou atendendo uma necessidade deste mercado, que é tornar as corridas de aventuras mais fáceis e acessíveis.
“Estamos possibilitando que todas as pessoas, mesmo aquelas que não são atletas, possam disputar uma corrida de aventura, uma das modalidades que mais cresce no mundo, pois une esportes de ação e contato direto com a natureza. Prova do sucesso do Short Adventure é a vitória de dois atletas com menos de dois anos de corrida de aventura e que nunca correram juntos, mas que, com muita técnica, chegaram em primeiro. Estamos no caminho certo na busca da ampliação da base desta modalidade”, explica.
Mais informações sobre a competição e o resultado final da segunda etapa podem ser obtidos no site www.ecomotion.com.br , clicando no ícone Short Adventure. (Fonte: Imprensa Livre)

Motociclistas agitam fim de semana no Balneário dos Trabalhadores

São Sebastião - O 1º Encontro Nacional dos Motociclistas realizado no Balneário dos Trabalhadores, na Praia Grande, teve presença de motociclistas e moradores que aproveitaram o evento para adquirir produtos, tomar cerveja, aproveitar o sol e curtir um som metal, característico dessa tribo.
Para os motociclistas, tudo era festa e curtição pois muitos não vão com frequência à praia e por isso se preparam especialmente para a ocasião. É o caso do cigano A. Bitencourt, presidente do Cyganu’s motoclube, de São Paulo.
Segundo ele, é difícil usar sunga, mas dessa vez seguiu à risca o convite. “Aê, o convite pedia traje de praia só que muitos se esqueceram de trazer”, disse enquanto tomava um copo de uísque em uma mesa na praia.
A expectativa da organização é que cerca de 4 mil pessoas passaram pelo recinto do evento, mas a previsão é que o número foi bem menor. Nenhum representante do encontro foi localizado ontem. Os participantes deveriam contribuir com um quilo de alimento a ser doado à instituições de caridade do município.
Reinaldo Tomé, 38 anos, morador em São Sebastião, mesmo sendo um apreciador do mundo das motocicletas, preferiu não se vestir a caráter para o evento. “Cada um na sua, mas ficar vestido de preto em baixo desse sol é complicado”, disse.
Marcos Cintra, integra o Rebeldes do Asfalto Motoclube, e conta que mesmo não lotando, o evento atingiu seu objetivo de “unir a velha guarda dos motoclubes”.
Lucas Brilhante, 13 anos, da cidade, acha que o evento esteve “irado”. “Tá bem legal, com umas figuras diferentes e com ar misterioso”, disse enquanto comprava um colar de caveiras em uma das tendas.
A pousada da Sesmarias informou que das quatro reservas programadas apenas um casal compareceu. “Eles saíram hoje”, disse o recepcionista Silvio de Oliveira.
Alguns dos principais hotéis da região central também sentiram a ausência dos motociclistas que agitariam o município no fim de semana.
Entre eles, estão o hotel Roma e Pousada Ana Doce que também informaram não ter recebido hóspedes que vieram ao encontro. (Fonte: Imprensa Livre)

Beleza para apreciar e desfrutar em Ubatuba
Prefeitura e Estado investem na revitalização do município, que completa 365 anos neste 28 de outubro

Ubatuba - A cidade completou ontem 365 anos numa fase em que a cidade investe em infra-estrutura tanto para o morador como para o turista. A meta é que, até o verão de 2004, quem visitar o local encontre muito mais do que a beleza de suas 81 praias, ilhas e cachoeiras, mas uma cidade de "cara nova", com avenidas, portais, mirantes, praças, pontes e aeroporto revitalizados.
De acordo com a prefeitura, o investimento em infra-estrutura gira em torno de R$ 8 milhões, sendo R$ 5,5 milhões originários de parcerias com órgãos estaduais. As obras já começaram e algumas etapas já foram entregues. As principais delas são as melhorias na avenida Nove de Julho, a região do Perequê-Açu, a ciclovia ligando o Itaguá ao Perequê-Açu, além do asfaltamento da ligação entre o Rio Escuro e o Monte Valério. A prefeitura também está asfaltando 57 ruas centrais.
A reurbanização da avenida Nove de Julho já está concluída. O projeto, que custou R$ 738,9 mil -- convênio entre prefeitura e Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento as Estâncias), compreende do trecho da praça Capricórnio, em frente ao aeroporto, até a praça Santos Dumont, no Itaguá.
As melhorias incluem uma ciclovia com cerca de 600 metros quadrados e uma pista de skate, já concluídas. Ao lado da pista, que vem sendo utilizada por jovens desportistas da cidade e já sediou um campeonato municipal, também foi construído um palco para shows.
PEREQUÊ-AÇU - A próxima meta da prefeitura é a urbanização da orla da Praia do Perequê-Açu, completando um roteiro que humaniza a área e apresenta-se como atração turística. Segundo a Secretaria de Arquitetura e Urbanismo, são quatro projetos a serem cumpridos em diferentes etapas com recursos da ordem de R$ 1,8 milhão do Dade.
Em fase de licitação, as obras no Perequê incluem a pavimentação em bloquete e construção de ciclovia da avenida Governador Abreu Sodré, a pavimentação da rua Imaculada Conceição e o recapeamento da avenida Padre Manoel da Nóbrega até o trevo do Indaiá.
PRAIA GRANDE - A secretaria apresentou recentemente o projeto de urbanização da praia Grande à Associação de Quiosques da praia. Dividido em duas fases e propõe a parceria entre prefeitura e empresariado, para a viabilização econômica, o projeto prevê 34 mil metros quadrados de urbanização. A primeira fase será na faixa de 1.700 metros de extensão, paralela à rodovia. Propõe-se a construção de ciclovia, calçadão, jardins, entre outros pontos.
NOVO ACESSO - A prefeitura abriu licitação para o asfaltamento de 12 km da ligação entre o Rio Escuro-Monte Valério. A melhoria também possibilita acesso mais rápido para os motoristas, que enfrentam constantes congestionamentos nas rodovias que demandam à cidade, principalmente a Ubatuba-Caraguatatuba.
A comercialização dos produtores rurais da região também será incentivada com a melhoria do acesso. A Prefeitura estará colocou a obra em concorrência a um custo estimado de R$ 1,7 milhão, incluindo três quilômetros de canaletas para escoamento das águas pluviais.
PORTAL - Ubatuba também poderá ganhar até o final do ano, o portal de entrada da cidade, que está sendo instalado no bairro da Maranduba. Estão sendo investidos R$ 337,9 mil na obra. A verba também é uma parceria entre o município e o Dade. No local também será instalado um centro de informações turísticas, que vai funcionar em uma escola municipal do bairro que está desativada.
MIRANTES - Outra novidade em Ubatuba são a reforma dos mirantes das praias da Enseada e Saco da Ribeira estarão, cuja verba foi de R$ 108,5 mil junto ao Dade. As obras foram entregues nesta última semana. Os locais ganharam novo piso, iluminação, urbanização e jardinagem. (Fonte: ValeParaibano)

Revitalização do aeroporto inclui centro de eventos

Ubatuba - O aeroporto Gastão Madeira também vai passar por uma revitalização. O Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo) abriu licitação para escolher a empresa que fará a ampliação e reforma no local, num investimento total de R$ 1 milhão do órgão estadual, segundo informou o superintendente do Daesp, Dario Rais Lopes.
As obras terão início em novembro e a previsão é que estejam concluídas até o final do ano. Através de ofício, os diretores da Comtur solicitaram a concessão de uso de área para a construção do Centro de Convenções e Eventos. Lopes permitiu o empreendimento e garantiu a oficialização em breve, podendo a Comtur avançar nos trâmites para a viabilização da construção.
O projeto prevê um Centro de Convenções e Eventos com 3.000 metros quadrados de área construída no valor de cerca de R$ 1,5 milhão, com financiamento junto à Caixa Econômica Federal. A primeira fase terá a capacidade para 1.600 pessoas e o projeto final para 3.200 pessoas. O projeto também será desenvolvido pela SAU (Secretaria de Arquitetura e Urbanismo) de Ubatuba e deverá estar pronto no próximo ano.
Entre os serviços está a construção de um alojamento para bombeiros, uma seção de incêndio, área de lazer e a construção de uma cerca ao redor do aeroporto.
As obras fazem parte de um projeto de urbanização elaborado pelo grupo voluntário de planejamento urbano, instituído pela prefeitura com a supervisão da SAU em parceria com o Daesp. O objetivo é melhorar as condições do local para os passageiros. Numa segunda etapa estão previstos o recapeamento da pista de 940 metros e melhorias na sinalização.
No projeto, também é proposto a abertura de uma nova via de acesso que ligará a rua Guaicurus, em direção ao bairro do Itaguá. Esta via, com cerca de 200 metros, passa por dentro da área do Daesp, após a entrada do aeroporto num Adesvio de 45 graus. Com isso, a avenida Guarani passará a ter mão única até este trecho.
O aeroporto de Ubatuba tem sido utilizado como base para helicópteros e aviões modelo Bandeirante, da Petrobras, que apoiam as operações de navios ligados à prospecção de petróleo na plataforma submarina localizada no litoral da região. (Fonte: ValeParaibano)

Anchieta terá trilha subaquática
Coordenação do Parque Estadual e USP criam caminho junto ao costão rochoso da ilha

Ubatuba - O Parque Estadual da Ilha Anchieta, um dos principais atrativos de Ubatuba, terá uma novidade para os turistas nos próximos meses de janeiro e fevereiro. Juntamente com a USP (Universidade de São Paulo), os coordenadores do parque estarão realizando uma trilha subaquática de 400 metros pelo costão rochoso na região da ilha.
A pesquisa para a criação desta trilha teve início no ano passado e passou a fazer parte do Projeto Ecossitemas Costeiros, da USP. "Realizando a pesquisa percebemos como a trilha seria um bom instrumento de educação ambiental", diz Maria de Jesus Robim, pesquisadora e responsável pelo uso público do parque.
Na trilha, que primeiramente será programada para ser percorrida com snorkel e somente numa segunda etapa com mergulho e uso de equipamento, os visitantes poderão apreciar algas, corais, estrelas-do-mar, peixes, e parte do ecossistema da região. A visita será completada com palestras.
Segundo Maria, em janeiro e fevereiro a trilha estará aberta aos turistas, que para visitá-la terão que pagar uma taxa. Já entre os meses de março e maio o projeto será estendido às escolas públicas de Ubatuba, de forma gratuita. Toda a atividade na trilha será acompanhada pelos monitores locais e pelos integrantes da USP.
ATRAÇÃO - Neste ano, mais de 62 mil pessoas visitaram a Ilha Anchieta, que independente de algum projeto que esteja sendo desenvolvido no local tem seus encantos próprios que atraem muito os turistas. Criado em 1977, o Parque Estadual da Ilha Anchieta completou em março 25 anos, sendo que em junho também foram completados 50 anos da histórica rebelião que ocorreu no presídio que funcionava no local.
O Parque ocupa a totalidade da Ilha Anchieta e, além de proteger as riquezas naturais, preserva o rico patrimônio histórico-cultural representado pelas ruínas do presídio e suas instalações.
Ao visitar a parte histórica do parque, o visitante contribui com uma pequena taxa de ingresso, destinada à conservação e melhoria da infra-estrutura e visitação.
O parque, tem 823 hectares de Área de Proteção Ambiental, caracterizada por ser totalmente insular, com praias e costões rochosos, profundidade propícia ao mergulho e navegação turística e esportiva. A Ilha Anchieta fica a 4 km do Píer do Saco da Ribeira, principal ponto de saída de embarcações para lá. Várias empresas oferecem o transporte, por escunas, que geralmente demora de 30 a 40 minutos. (Fonte: ValeParaibano)

História começa em 1563

Ubatuba - O ano de 1563 marca o início da história de Ubatuba, quando Padre Anchieta promoveu junto aos índios liderados por Cunhambebe, a chamada Paz de Iperoig, que impediu os silvícolas de destruir as Vilas de São Paulo e São Vicente. Com a paz firmada, o governador geral do Rio de Janeiro, Salvador Corrêa de Sá e Benevides, tomou providências para colonizar a região, enviando os primeiros moradores para garantir a posse da terra para a Coroa Portuguesa.
O povoado conseguiu sua emancipação político-administrativa e foi elevado à categoria de Vila em 28 de Outubro de 1637, com o nome de Vila Nova da Exaltação à Santa Cruz do Salvador de Ubatuba, tendo como fundador Jordão Albernaz Homem da Costa.
Os povoadores se instalaram ao longo da costa, utilizando o mar como meio de transporte. A pobreza enfrentada pelos primeiros povoadores da região permaneceu até o final do século 18, quando a plantação de cana-de-açúcar permitiu pela primeira vez que Ubatuba tivesse uma economia significativa.
Mas, em 1787, o presidente da Província de São Paulo, Bernardo José de Lorena, decretou o desvio das embarcações do litoral para o porto de Santos.
Ubatuba entrou em decadência e esta situação só melhorou a partir de 1808 com a abertura dos portos, quando o comércio ganhou impulso inicialmente com o cultivo do café no próprio município, passando a ser grande porto exportador.
DESTAQUE - Nesta época, Ubatuba ocupava o primeiro lugar na renda municipal do Estado. Novas ruas foram abertas e o urbanismo alcançou o município. É nesse apogeu que Ubatuba foi elevada à categoria de cidade em 1855 e em 1872 a comarca, juntamente com São José dos Campos. Nesse ano, tinha 7.565 habitantes.
No entanto, até 1932, Ubatuba ficou isolada e decadente, sendo que em 1940 Ubatuba se resumia a 3.227 habitantes. Depois de um longo período, após a Revolução Constitucionalista de 1932, o Governo Estadual promoveu melhorias na Rodovia Osvaldo Cruz (Ubatuba-Taubaté), passando a cidade a contar com uma ligação permanente com o Vale do Paraíba e possibitando o desenvolvimento turístico.
No início da década de 50, com a abertura da SP-55 (Ubatuba-Caraguatatuba), itensificou-se o turismo e a especulação imobiliária. Em 1967 Ubatuba foi elevada a categoria de Estância Balneária, culminando com a abertura da rodovia Rio-Santos em 1975, quando o turismo se tornou definitivamente a maior fonte de renda do município. (Fonte: ValeParaibano)

Orçamento sobe em R$ 10 milhões

Ubatuba - O prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL) encaminhou à Câmara a proposta de orçamento para a gestão de 2003. O valor de R$ 70 milhões sugerido pelo Executivo representa um aumento de R$ 10 milhões em relação a este ano.
Segundo a prefeitura, o aumento foi possível devido à arrecadação do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), que este ano foi 5% maior -- sendo os setores com mais benefícios a Saúde e Educação. Cada setor vai receber em torno de R$ 13 milhões e R$ 19 milhões, respectivamente. Neste ano, a verba foi de R$ 12,5 milhões e R$ 17 milhões. Duas novas secretarias também foram incluídas no orçamento -- Meio Ambiente, que deverá receber R$ 737 mil, e Turismo, com R$ 352 mil. As duas pastas já começaram a funcionar. (Fonte: ValeParaibano)

Praias para todas as tribos

Ubatuba - Praias com águas cristalinas, calmas para a família, agitada para os jovens ou que agradam aos surfistas -- enfim, para todos os gostos e tribos. O turista têm muito o que escolher entre os 100 km de costa e mais de 84 praias de Ubatuba. Além disso, há também as ilhas, cachoeiras e trilhas disponíveis na região.
O turista que quiser encontrar com os surfistas em Ubatuba podem escolher as praias preferidas para este esporte, entre as quais a Vermelha do Norte e Sul, Itamambuca, Toninhas, Félix e Praia Grande. Esta última também é uma das mais freqüentadas e a preferida dos jovens, que lotam os quiosques em toda a orla da praia.
Já as famílias geralmente preferem praias como as do Lázaro e Enseada, com suas águas mais calmas e ideais para as crianças.
ALTERNATIVAS - Outra opção é o Núcleo Picinguaba, dentro do Parque Estadual da Serra Mar, passagem obrigatória para os amantes da natureza e dos que buscam conhecer um pouco mais afundo as belezas naturais da região.
Criado em 1977, com cerca de 350 mil hectares que se estendem até a divisa com Parati (RJ), o núcleo tem como objetivo proteger os ecossistemas costeiros.
Dentro dos seus limites estão as praias Brava da Almada, Fazenda, Picinguaba, Brava do Camburi e Camburi, além de três agrupamentos caiçaras com 1.200 moradores. O núcleo ainda oferece monitoramento para trilhas internas com cachoeiras e mirante.
Ubatuba também é rica em praias tranqüilas com paisagens bucólicas, como as Caçandoca e Caçandoquinha, descobertas principalmente por moradores e pescadores.
Outro paraíso conhecido por poucos é a praia Brava da Almada, com acesso por trilha que parte da Praia da Fazenda. Freqüentada quase totalmente por surfistas, o mar é bravo e propício para prática de esportes. Mas não pára por aí. A Barra da Lagoa, localizada no extremo sul de Ubatuba e com acesso por terra é um tanto difícil, recompensa quem vence o cansaço para chegar ao fim do caminho.
A praia do Cedro também encanta pela sua beleza. Para chegar até ela, deve-se pegar a trilha que sai da praia da Fortaleza com duração aproximada de 40 minutos, ou a trilha de uma 1h30 que inicia-se no canto esquerdo da praia da Lagoinha, passando por cinco praias, cada uma com sua beleza particular. TRILHAS - As trilhas que cortam as matas e costeiras de Ubatuba também são boas opções de roteiro. São trilhas para todos os gostos, desde as mais fáceis (com três horas de duração), até as mais difíceis que chegam a durar mais de um dia. Algumas dessas trilhas fazem parte da história, tornando a viagem ainda mais emocionante. Existem várias operadoras de ecoturismo no município que colocam à disposição monitores para acompanhar os turistas nestes roteiros. (Fonte: ValeParaibano)

Cidade vira capital do surfe

Ubatuba - Se Ilhabela é a capital da vela, Ubatuba leva outro título do Litoral Norte, a de capital do surfe. Para incentivar novos talentos e garantir uma geração de bons surfistas, a exemplo do que já existe na cidade, o município inaugurou há sete anos a Escola Municipal de Surfe, que iniciou gratuitamente mais de 1.500 alunos nesta prática esportiva.
Hoje com 350 alunos, a escola possui uma equipe de cerca de 40 deles num nível avançado e que competem em vários eventos de surfe no nível amador. O resultado deste trabalho está vindo em títulos: a equipe da escola é bicampeã no 2º Quiksilver Surf School, campeonato exclusivo para escolinhas de surfe, realizado neste mês em Ubatuba.
"Desta equipe que compete, há cerca de 20 alunos que já têm patrocinador. Outros cinco são patrocinados pela própria escola", diz o fundador e professor da escola de surfe, José Alberto Jacob -- considerado um dos melhores professores do esporte no país. O grupo também tem dois atletas profissionais que também acabam divulgando o trabalho da escola em vários campeonatos.
A escola aceita alunos a partir de 7 anos. Eles se dividem em grupos que treinam duas vezes por semana, com uma hora de aula cada dia, nas praias Grande e Perequê-Açu. De acordo com Jacob, os alunos ficam na escola quanto tempo quiserem aprender. "Há alguns que estão desde a fundação e outros que aprendem até um nível e saem", diz.
Alguns destaques da escola de surfe de Ubatuba são Mateus Toledo (filho do campeão Ricardo Toledo), bicampeão paulista na classe "Petit" e campeão paulista estreante (até 12 anos); Hizunomê Bettero, campeão brasileiro mirim e campeão paulista júnior; Edgleu Santos, campeão brasileiro mirim e 3º colocado no ranking paulista júnior; Pierre Romann, campeão paulista estreante, e Hyggolly Dantas, 4º colocado no nível iniciante no campeonato brasileiro. (Fonte: ValeParaibano)

Profissionais das ondas se destacam até no exterior

Ubatuba - O nome de Ubatuba também é conhecido por todo o país e pelo mundo por meio de seus surfistas profissionais. A cidade tem vários deles que são ou já tiveram destaque nos circuitos nacionais e mundiais do esporte. Um deles é Odirley Coutinho, de 23 anos, que no ano passado foi vice-campeão brasileiro e que ocupa o 47º lugar no circuito mundial. Somente este ano, Coutinho (patrocinado pela Rusty) esteve competindo na Austrália, Indonésia, Maldivas, Califórnia, França e Portugal.
Na opinião de Coutinho, a cidade têm condições de ter um campeão mundial. "Aqui tem muita praia e todo o tipo de onda, o que é vital para o profissional", diz ele. Esta também é a opinião de outro surfista da cidade, Tadeu Pereira, 33 anos, que ocupa o 20º lugar da primeira divisão do campeonato brasileiro e líder da 2ª. "Poucas cidades tem, como Ubatuba, a variedade de praias com ondas de diversos tamanhos". (Fonte: ValeParaibano)

Surf noturno

Ubatuba - Ubatuba poderá ter a segunda praia do mundo com iluminação especial para o surfe noturno -- a primeira fica na Costa Rica. Foi elaborado pela Setur (Secretaria de Turismo) e por alguns surfistas um projeto, para iluminar o lado esquerdo (sentido Tenório) da Praia Grande até 2003. O projeto está em início de processo de licitação.
Segundo o secretário de turismo de Ubatuba, Sérgio de Carvalho, a diferença das outras iluminações é que esta tem como foco o mar, ficando a areia numa certa penumbra. "Outra vantagem é que neste tipo de iluminação o surfista enxerga a onda se formando e não recebe a luz diretamente nos olhos", explica Carvalho. O secretário não soube informar o custo do projeto. (Fonte: ValeParaibano)

Tamar é obrigatório no roteiro

Ubatuba - Outro endereço que não pode ficar de fora do roteiro de quem visita Ubatuba é o Projeto Tamar, que atua nos litorais brasileiros e teve sua primeira base implantada na cidade. A sede do Tamar está instalada no Bairro do Itaguá, onde funcionam a administração, alojamento para estagiários e pesquisadores, lanchonete e o Museu Aberto da Tartaruga Marinha, onde o público é recepcionado por monitores que prestam informações sobre as tartarugas marinhas e o trabalho do projeto.
Em quatro tanques e um aquário estão expostos exemplares de quatro espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil.
Graças ao apoio de aproximadamente 50 pescadores e da comunidade em geral, já foram salvas e marcadas cerca de 4.000 tartarugas.
O Tamar é aberto à visitação pública de domingo à quinta feira, das 10h às 18h, às sextas-feiras, sábados, feriados e férias escolares, das 10h às 20h. O endereço é rua Antonio Athanásio, 273, Bairro Itaguá, telefone (12) 3832-6202 ou 3832-7014. Atualmente, o Tamar não recebe visitantes na Ilha Anchieta, utilizando o local apenas para pesquisas. (Fonte: ValeParaibano)

Carta do Leitor

Casca de banana, Tchibum! - Em aparente atitude reflexiva os parlamentares da Câmara de Caraguatatuba criaram grupo de trabalho para avaliar as razões que levam ao fechamento de inúmeros comércios em período inferior a um ano de sua instalação. Além de estranheza chega-se a entrever incoerência e casuísmo. Cabe-nos muito bem perguntar, que sentido teve o grande retalho em que foi transformada a lei de uso e ocupação do solo do município, invariavelmente aprovada por nossos doutos parlamentares e que transformou inúmeras ruas e bairros em zonas comerciais? Em simplório exercício de retórica justificaram tais modificações pela geração de empregos.
Constatam agora que também conseguiram gerar desemprego e parecem não saber que o mercado seleciona aqueles que exibem competência e eficiência. A conjuntura econômica, por sua vez, também pode atuar favoravelmente ou não. Convém até observar que em regiões turísticas, onde o clima tem grande influência na atração de freqüência, estabelecimentos fecham, programadamente, nos períodos em que o clima deixa de representar elemento de interesse, sendo reabertos no período seguinte.
Considero seria mais produtivo aos pares da Câmara avaliarem quais os malefícios que as mudanças de zoneamento, por eles aprovada, trouxe para a cidade e seus habitantes.

Silvio Dias Ribeiro
Caraguatatuba, SP


Ahh, Ubatuba... - Muitas vezes ofereceu seu colo macio para o meu descanso. Outras vezes ofereceu seu sol para me aquecer... Também me refrescou com suas águas plácidas e frescas de seus rios e cachoeiras. Me abrigou do sol embaixo de suas frondosas árvores. Me despertou várias vezes com o canto dos pássaros sussurrando sua voz. Me fascinou nas noites de trovoadas, onde o céu era riscado por raios, e logo em seguida, pontilhado por milhares de estrelas.
Ahh Ubatuba... Tentei deixá-la, ir embora, esquecê-la, mas tudo em vão. Longe daqui a vida não tinha graça. Faltava a sua beleza, o seu encanto, a sua magia... Faltava a alegria de suas manhãs, a beleza de suas tardes, o carinho das suas noites. Faltava o brilho que resplandece a cada dia no rosto de sua gente.
Ahh Ubatuba... Caso de amor sofrido. Amor as vezes não correspondido. Parece que as vezes me esquece. Não quer nada comigo. Me trai acariciando a outros na minha frente. Vulnerável, faz isso sem perceber o quanto me magoa, mas não é você a ingrata. Eu é que sou ciumento e não percebo que seu amor não é só para mim, mas para todos que a amam.
Ahh Ubatuba... Seu coração é tão grande que abriga milhares de apaixonados. Muitos nasceram de seu ventre, outros, como eu, foram adotados, mas a todos você dedica seu amor, oferecendo esta maravilhosa e abençoada terra para vivermos junto de você..
Parabéns Ubatuba!

Emilio Campi
Ubatuba, SP

 

Foto do Dia:
Praia do Perequê - Ilhabela
Ilhabela
Praia do Perequê
©1998 Emilio Campi



Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".


 F
aça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:
Clique Aqui.


Hotel Solar das Águas Cantantes Vivenda do Flamboyant Hotel Pousada Alto da Serra

As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  idenficação do autor.

GRÁTIS!!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:
Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:
Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:


Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor