Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 13 de maio de 2002 - Nº 530 Edições Anteriores

Cezar Consultoria de Imóveis Restaurante Mirante da Orla Pont Motos

Busca por palavras no Litoral Virtual:

Principais Manchetes:

Água do Litoral Norte está em perigo
Uso da água do rio será cobrada
Ubatuba abastece 56,36% das casas
Comitê avalia resíduos sólidos no Litoral Norte
Quilombos do Século 21: "Filhos" de escravos lutam por dignidade
Culinária ainda lembra o passado
Quilombos conseguem sobreviver à grilagem
Instituto dá curso sobre mexilhões
São Sebastião pede mais policiais ao governo
Prefeituras apóiam projeto de lei que altera destino do ISS
Voleibol masculino continua invicto de sets
São Gonçalo está de volta
Festa do Divino no Itaguá
Parceria é regulamentada no Itamambuca
Exposição arqueológica
Guarda Municipal prepara solenidade de aniversário
Empresário do ramo hoteleiro assume a secretaria de Turismo
Artesãos de Caraguá participam de feira internacional em Curitiba
Ditran lança campanha educativa com passeio ciclístico em Caraguá
Fundacc lança concurso de Dramaturgia
Carta do Leitor



Água do Litoral Norte está em perigo
Estudo aponta a urgência de investimento na ordem de R$ 51,5 mi para garantir água potável na região

Litoral Norte - O IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) entregou esta semana ao Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte o resultado de um diagnóstico da atual situação da água que abastece a região. O estudo aponta que será necessário um investimento a curto prazo na ordem de R$ 51,5 milhões para garantir que os recursos hídricos não sejam comprometidos pela falta de saneamento básico e rede coletora de esgoto.
Esta é a primeira vez em que é delineado um Plano de Bacias Hidrográficas para o Litoral Norte, com o objetivo de orientar as ações dos órgãos estaduais e municipais e a distribuição dos recursos do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos), que são aplicados em projetos que visam a preservação dos mananciais.
O levantamento dessas informações é fundamental, pois de toda a reserva de água existente no globo, 97% correspondem aos oceanos, e apenas 3% estão disponíveis para o consumo humano. No entanto, os rios, lagos, banhados, reservatórios subterrâneos vem sendo degradados por esgotos de variadas fontes, pelo desmatamento em áreas de nascente e de matas ciliares.
Os principais cursos de água do Litoral Norte são os rios Juqueriquerê, Puruba, Pau d'Alho e Grande de Ubatuba que, em grande parte, são abastecidos pela chuva, cujo volume médio é de dois mil mm por ano, e está associada diretamente a presença da mata que cobre as encostas da Serra do Mar.
OCUPAÇÕES IRREGULARES - Com cerca de 200 mil habitantes e a maior taxa de crescimento populacional do Estado de São Paulo, a região é uma das principais rotas de migrantes. Atraídos para trabalhar na construção civil, eles se fixam em áreas de proteção ambiental como Parque Estadual, beiras de rios ou encostas de morros.
"As irregularidades como ocupação desordenada, falta de saneamento esgoto e lixo -, erosão e o assoreamento provocado por manejo inadequado do solo são problemas recorrentes nos quatro municípios", explica Rosa Maria Mancini, secretária executiva do Comitê.
Um bom exemplo é a cabeceira do Rio Grande de Ubatuba, manancial responsável por 88% do abastecimento urbano realizado pela Sabesp. Na sua nascente foram cadastradas 90 ocupações, desde moradias de baixa renda até residências de classes média e alta, voltadas para o veraneio.
As invasões em áreas de proteção permanente resulta na má qualidade da água, uma vez que as residências não possuem rede coletora de esgoto ou sistema de captação e tratamento dos recursos hídricos, como é o caso do rio Juqueriquerê, em Caraguatatuba, Córrego Mãe Izabel, em São Sebastião, e rio Tavares, em Ubatuba. VALE

Uso da água do rio será cobrada

Litoral Norte - Até o final de 2002 deverá entrar em vigor o esquema de cobrança de taxa pelo uso da água do rio Paraíba do Sul, que abastece os estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. O custo será maior para as empresas poluidoras.
Estima-se que 69% da água doce do planeta sejam utilizadas na agricultura, 23% na indústria mundial, que movimenta potentes turbinas geradoras de eletricidade, e apenas 8% são aproveitados para uso doméstico.
O acordo entre a Agência Nacional de Águas e os Estados prevê o pagamento de R$ 0,02 por metro cúbico de água captada para as empresas que utilizam a água do rio e a devolvem suja, ou R$ 0,08 por metro cúbico de água tratada.
Já existe no Brasil tecnologia capaz de transformar a água suja em água limpa. Mas segundo a secretária do Comitê de Bacias Hidrográficas, Rosa Maria Mancini, o investimento pode não compensar dependendo do grau de pureza desejado. VALe

Ubatuba abastece 56,36% das casas

Litoral Norte - Conforme o Comitê de Bacias Hidrográficas, dados fornecidos pela Sabesp afirmam que 99% das residências de Caraguatatuba, 72% de Ilhabela, 77% de São Sebastião e 87% de Ubatuba são abastecidas com água potável. Mas, de acordo com informações obtidas junto ao PSF (Programa de Saúde da Família) essa situação é muito mais séria.
Em Ubatuba, por exemplo, onde o PSF cobre 60% do território, 56,36% das casas são abastecidas pela rede pública, 24,21% por água do poço ou nascente (fonte localizada dentro do próprio terreno) e 19,44% por outras fontes, podendo ser cachoeira ou rio.
Nos dois últimos casos a água não passa por nenhum tratamento, sendo captada por mangueirões, ficando armazenadas em caixas de água ou escorrendo sem qualquer controle, sendo a principal causa dos desperdícios.
Segundo o Plano de Bacias Hidrográficas, caso o número de ligações clandestinas continue aumentando em ritmo acelerado e perdure a seca do ano anterior, a situação de falta de água no Litoral Norte poderá ficar crítica, principalmente na cidade de Ilhabela.
A situação da rede coletora de esgoto no Litoral Norte também é grave. ESGOTO - Conforme dados da Sabesp fornecidos ao Comitê de Bacias Hidrográficas apenas 13% dos resíduos sólidos recebem tratamento adequado em Caraguatatuba, 29% em São Sebastião, 17% em Ubatuba e, 0,4% em Ilhabela.
O Programa de Saúde da Família de Ubatuba aponta que para o universo de 41.400 famílias cadastradas, apenas 7,76% são atendidas por sistema de esgoto público, 88,85% dispõem o esgoto em fossas e 3,39% lançam a céu aberto.
Tamanha é a velocidade que o homem degrada os recursos hídricos que, segundo previsões da ONU (Organização das Nações Unidas), se as coisas continuarem nesse ritmo, metade da população mundial não terá acesso à água limpa, a partir de 2025. Hoje, este problema já afeta 17% da população do planeta, ou seja, cerca de 1 bilhão de indivíduos.
Além disso, estima- se que, a falta de abastecimento de água potável contribui para 80% das doenças e das mortes no chamado "mundo em desenvolvimento".
No Brasil, dados do Ministério da Saúde demonstram que de 80% a 90% das internações hospitalares são decorrentes de doenças transmitidas através da água contaminada, como febre tifóide, hepatite A, verminoses e cólera.
Isso significa que cada R$ 1 aplicado em saneamento básico representa de R$ 4 a R$ 5 economizados em saúde. VALE

Comitê avalia resíduos sólidos no Litoral Norte

Litoral Norte - A Câmara Técnica de Saneamento do CBH-LN (Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte) realizará no próximo dia 27 um seminário para a discussão dos problemas do lixo na região. Com o tema "Redução, Reciclagem e Reutilização dos Resíduos Sólidos", o evento traz representantes dos municípios para falar sobre suas experiências e especialistas no assunto para discutir o tema sob o ponto de vista econômico e empresarial. Além disso, as palestras também trarão exemplos de experiências bem sucedidadas na área de preservação ambiental. O seminário acontece a partir das 8h30, no Teatro Municipal de São Sebastião. Informações pelo telefone (12) 432-3816. VALE

Quilombos do Século 21: "Filhos" de escravos lutam por dignidade
Comunidades negras no Litoral Norte aguardam autorização para plantar e construírem casas em área já reconhecida

Ubatuba - A abolição da escravatura completa 114 anos amanhã. Mas a situação de exclusão vivida pelos escravos no Brasil ainda é uma realidade para as comunidades negras da região que lutam por dignidade e reconhecimento em pleno século 21.
As comunidades de remanescentes de quilombos do Camburi e Caçandoca, em Ubatuba, tiveram suas origens reconhecidas pelos órgãos federais e estaduais, mas ainda não têm permissão para plantarem, construírem suas casas e cuidarem da manutenção da área, constantemente invadida por caçadores de animais pertencentes aos antigos grileiros --aqueles que se apossam de terras alheias mediante falsas escrituras de propriedades.
Moradores da comunidade, que hoje abriga muitos brancos que se casaram com negros, estão em apenas algumas das casas de pau-a-pique já construídas. A população é impedida, pelas leis ambientais vigentes, de ampliar a área.
No Camburi, onde moram cerca de 100 pessoas, os moradores construíram há cerca de um ano e meio quatro colunas de sustentação para a colocação de uma pequena ponte feita com cabos de aço e madeira.
ESPERA - "A prefeitura ficou de mandar o cabo de aço e até hoje não enviou. Não podemos tirar a madeira da floresta (para fazer a ponte) senão a gente vai preso", disse o líder da Associação dos Remanescentes do Quilombo do Camburi, Genésio dos Santos, 75 anos.
Em dias de fortes chuvas, o nível do rio do Cedro sobe e os moradores ficam praticamente ilhados. As águas invadem as trilhas e as crianças ficam sem ir à escola. A travessia normal é feita por dentro do rio, se equilibrando nas pedras.
"Tem luz elétrica em apenas quatro casas. O gerador chegou há um mês. Antes, a gente se virava com vela e lampião", disse a dona-de-casa Jonéia Fernandes Basílio, 30 anos, moradora do Camburi. Jonéia cuida dos registros dos quilombolas.
Alguns moradores sofrem com problemas de visão e algumas crianças com problemas de atrofia, adquirida pós-parto. O médico chega às comunidades apenas uma vez por semana.
Duas escolas no Quilombo da Caçandoca estão fechadas por falta de professores. "A prefeitura diz que não abre a escola porque não tem crianças. A gente não deixa as crianças aqui porque senão não tem como elas estudarem", disse Antônio Antunes de Sá, 47 anos, bisneto de escravos e um dos coordenadores do Quilombo da Caçandoca.
RETORNO - Os remanescentes que moram na cidade sonham em retornar e explorar o turismo local, cultivar mexilhão e marisco e fundar oficinas de arte. "Quero ensinar artesanato às crianças e montar uma escolinha", disse o artesão Oldeir de Souza Barreto, 48 anos.
Um outro problema enfrentado pelos remanescentes é o gado abandonado pelos grileiros na praia da Caçandoca. "O gado é doente e a gente não pode nem sequer cuidar deles. Os bichos comem o que a gente planta e acabam com a roça. A água do rio é contaminada pelo gado", disse Oliveira dos Santos, 63 anos, bisneto de escravos.
A esposa de Genésio, Maria Virgínia dos Santos, 50 anos, disse que um morador chegou a ser preso por pegar lenha na mata.
Alguns são aposentados e sobrevivem com renda de R$ 200 por mês. Parentes que conseguiram emprego na cidade ajudam como podem.
RESISTÊNCIA - Os moradores do Quilombo da Caçandoca comemoram hoje com missa e festa um ano de ocupação e resistência. O início das festividades está marcado para às 11h.
Haverá missa e em seguida a apresentação de danças, capoeira e manifestações culturais de origens africanas. VALE

Culinária ainda lembra o passado

Ubatuba - Os costumes, as danças, as rezas e a própria cultura de pescar e plantar foi se perdendo nos últimos 150 anos e apenas a culinária é quase a mesma do passado. O café da manhã e a refeição principal têm tanta "sustância", como dizem os quilombolas, que não é para qualquer um.
O café da manhã era passado com caldo de cana cozido. A cana-de-açúcar era moída em um engenho feito de madeira.
O caldo era cozido em um caldeirão por horas. O líquido quente era derramado dentro do coador de pano com o pó de café e estava pronto para ser servido. Atualmente, o caldo de cana foi substituído pelo açúcar refinado.
O pirão de peixe ainda é feito pelos remanescentes, mas utilizando-se de peixes pequenos e não nobres como no passado, devido à escassez.
Coloque bananas nanicas verdes e descascadas para cozinhar junto com o peixe partido em pedaços. Refogue separadamente os condimentos --favaca, coentro e cebola-- e depois junte com o peixe.
Coloque o sal, mexa e separe o peixe. Adicione a farinha de mandioca ao caldo fazendo o pirão. O peixe está pronto para ser servido.
"Quem comer não vai fazer mal, mas pode deitar na rede e dormir a tarde inteira", disse o velho Genésio dos Santos, 75 anos, bisneto de escravos, que mesmo em meio a tanta dificuldade não esconde a alegria de receber visitas em sua casa e de falar sobre a sua gente. VALE

Quilombos conseguem sobreviver à grilagem

Ubatuba - O isolamento de Ubatuba até a década de 50 contribuiu para que as comunidades remanescentes dos quilombos não desaparecessem definitivamente.
Com a chegada das rodovias Rio-Santos, Tamoios e Oswaldo Cruz, a grilagem pôs em ameaça os descendentes dos escravos estabelecidos na região desde o século 18.
O Camburi foi ocupado por uma fazenda canavieira. Os quilombolas estão há 200 anos no local. No século 19, quando a cana-de-açúcar entrou em crise os escravos passaram a viver da agricultura e da pesca. Nos anos 60 e 70, a praia começou a ser ocupada por pessoas de fora.
A Caçandoca foi ocupada em 1850 e deixada aos escravos pelos fazendeiros quando o café do Oeste Paulista tornou-se mais barato e sua exploração mais vantajosa. VALE

Instituto dá curso sobre mexilhões

Ubatuba - O Instituto de Pesca de Ubatuba, vinculado à Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo, está capacitando cerca de 30 moradores da Comunidade Remanescente de Quilombos de Caçandoca para o cultivo de mexilhões.
O projeto é uma parceria do Instituto com a Fundação Itesp (Instituto de Terras do Estado de São Paulo).
A idéia é formar novos produtores de marisco para incentivar a fixação dos caiçaras no local a partir da geração de renda da comunidade.
O Instituto de Pesca pretende implantar as fazendas de marisco na praia da Caçandoca, delimitar as áreas de cada produtor e prestar assistência técnica.
A oceanógrafa Valéria Gelli, que coordena os projetos de mexilhão, disse que a atividade é uma alternativa de renda para a comunidade. "O mais importante é que os caiçaras vão aprender algumas tecnologias capazes de criar o mexilhão sem nenhum dano ao meio ambiente." VALE

São Sebastião pede mais policiais ao governo

São Sebastião - O prefeito de São Sebastião, Paulo Julião (PSDB), e uma comissão de integrantes de SABs (Sociedades Amigos de Bairro) e Federação Pró-Costa Atlântica irão se reunir na próxima terça-feira com o secretário da Segurança Pública de São Paulo, Saulo de Castro Abreu Filho, para pedir o aumento de efetivo policial na cidade. A cidade registrou no primeiro trimestre deste ano um aumento de crimes devido à falta de policiais. A Federação Pró-Costa Atlântica marcou um protesto na Rio-Santos no dia 31 de maio. VALE

Prefeituras apóiam projeto de lei que altera destino do ISS

São Sebastião - Representantes das prefeituras de São Sebastião, no Litoral Norte de São Paulo e de Tramandaí, no Rio Grande do Sul, estiveram reunidos ontem, 8, na Câmara dos Deputados, em Brasília, discutindo o projeto de lei complementar, número 272, de 2001, que altera o artigo 12 do decreto da Lei 406 de 1968, que trata sobre mudanças no código tributário da cobrança de ISS – Imposto Sobre Serviços.
De autoria do deputado federal do PMDB, Osmar Gasparini Terra, o projeto visa modificar e disciplinar a cobrança de ISS das empresas que prestam serviços fora de seus municípios.
Segundo o secretário da Fazenda de São Sebastião, Luiz Leite Santana – que foi a Brasília representando o prefeito Paulo Julião – atualmente empresas realizam o serviço em vários municípios, mas recolhem o ISS junto à prefeitura da cidade onde está sua sede.
“A lei vem reavaliar um critério que gera muitos conflitos entre os prestadores de serviços e as cidades onde são efetuados os trabalhos. Todos os municípios entendem que é injusto não recolher o imposto para os que estão contratando a prestação dos serviços”, disse ele, ressaltando que a cobrança do ISS é de competência dos municípios e, que a nova lei não trata de aumento dos valores do imposto, mas sim sobre o destino do seu recolhimento, que passaria a ser no local onde o serviço é efetuado.
A reunião em Brasília teve o objetivo de fazer contatos com os deputados, num trabalho que será realizado em conjunto com os prefeitos que fazem parte de associações como Codivap – Conselho de Desenvolvimento do Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte, Aprecesp – Associação das Prefeituras e Cidades Estâncias do Litoral Norte e Abramt – Associação Brasileira dos Municípios Sede de Terminais Marítimos e Fluviais de Embarque e Desembarque de Petróleo e Gás Natural, todas presididas pelo prefeito Paulo Julião.
Na ocasião os representantes também se reuniram com o deputado Germano Rigotto, presidente da Comissão da Reforma Tributária e visitaram os gabinetes de outros deputados, dentre eles do peemedebista José Índio.
Santana informou que o projeto está sendo estudado pela Comissão de Análises da Câmara dos Deputados e, que o trabalho dos prefeitos envolvidos e, de Paulo Julião, será de buscar agilidade aos resultados da Comissão.
Atualmente São Sebastião não tem dados de quanto poderia estar arrecadando em ISS das empresas prestadores de serviços que não são do município. Neste caso, se a nova lei for aprovada, haverá de ser feito um levantamento de todas essas empresas que deverão estar sendo cadastradas constantemente.
“Buscamos trabalhar de uma forma mais justa, já que as empresas vêm em nosso município recebe o dinheiro e investe na sua cidade sede. Com isso todos perdem”, exemplificou o secretário.
Também participaram da reunião o prefeito e o secretário da Fazenda de Tramandaí, Edgar Rapaki e Flaito Cônsul, respectivamente; o consultor da prefeitura de São Sebastião, José Toloy, junto com o secretário da Fazenda, Luiz Leite Santana e o fiscal tributário, Ricardo Pereira. PMSS

Voleibol masculino continua invicto de sets

São Sebastião - No último dia 08 de maio, a equipe sebastianense de voleibol masculino, na categira infanto enfrentou a equipe da cidade de Pindamonhangaba na casa do adversário vencendo por 3 sets a 0 em jogo válido pela Liga do Vale do Paraíba e Litoral Norte
As parciais foram: 25 a 12 no 1º quarto, 25 a 12 no 2º quarto e 25 a 20 no 3º quarto em 60 minutos de jogo.
Os destaques do jogo foram para GUTO, melhor bloqueio; kleber, melhor passe; RAFAEL, melhor levantador e FERNANDO, melhor atacante.
Esta é a 4ª partida da categoria infanto mascullino onde está invicto até o presente momento. A equipe não perdeu nenhum sets.
O treinamento continua intensivo e o objetivo tanto dos atletas do infanto como do infantil, ambos masculino é conseguir o melhor resultado na LIVOVALI, mas segundo o técnico Waldemar Pontes Talarico, a maior importância no momento é o Campeonato Paulista da Federação que deverá ter início no dia 19 de maio com o Torneio Início do Campeonato que deverá marcar oficialmente o início do Campeonato, na cidade de Sorocaba.
Além de São Sebastião, o Campeonato Paulista terá a participação das equipes do Banespa, Pinheiros, A Hebraica, Objetivo/Sorocaba, São Caetano, Rigesa/Valinhos, Jonshon, Rio Branco/Americana, Centro Olímpico, Guarulhos e Fonte/Campinas.
Para a equipe sebastianense este é um campeonato importantíssimo, principalemnte em nível de amadurecimento.
O próximo jogo da categoria infanto, pela LIVOVALI será no dia 15 de maio e a equipe enfrenta Ubatuba na casa do adversário.
Já na categoria infantil, a equipe de voleibol de São Sebastião fará jogo hoje - dia 11 de maio, no Gringão às 17:00 horas.
A equipe enfrenta Ubatuba em casa e promete uma belíssima partida, convidando a comunidade para assistir o jogo. “Para nós é importante a presença de torcedores no Ginásio. Os atletas precisam de incentivo e a torcida é sempre o melhor de todos os incentivos.” Afirma o técnico Waldemar Talarico. PMSS

São Gonçalo está de volta

Ubatuba - Uma das mais tradicionais manifestações do fandango caiçara, a Dança de São Gonçalo está sendo reativada pela Fundart que programou para o próximo dia 24, a partir das 19 horas, uma apresentação do grupo do Promirim no Sobradão do Porto. A mostra faz parte do projeto da Fundação que vem contatando os diversos grupos folclóricos do município trazendo de volta nossas tradições. “ A Fundart cumpre seu papel de valorizar a cultura local revivendo e mostrando ao público nosso rico folclore”, diz a presidente Silvia Issa.
A dança de São Gonçalo foi introduzida no Brasil por volta de 1718 na Bahia, depois se estendendo por todo País. O santo, um monge tocador de viola, nascido em Amarantes do Douro, em Portugal, é conhecido como protetor dos violeiros. Uma curiosidade dessa dança está no fato da apresentação somente se realizar como pagamento de promessa. O grupo do Promirim conta com 12 pares. FUNDART

Festa do Divino no Itaguá

Ubatuba - Nos próximos dias 16, l7,l8 e 19, a grande atração será, sem dúvida, a Festa do Divino Espírito Santo, na Capela Nossa Senhora das Dores do Itaguá. Promovida pela Paróquia Exaltação á Santa Cruz, com apoio da Prefeitura e Fundart, a festa terá durante todos os dias, com exceção de Domingo, a tradicional procissão na praia iluminada com fifó ( lampião a querosene) e alvorada com folia e celebração da palavra. No dia 18, às 21 horas, acontece a abertura da Casa do Imperador, além de leitura de pasquins ( sátira popular) finalizando com a “Caiçarada” ( orquestra de violas) e Dança do Chapéu. Domingo, último dia da festa, haverá procissão das Esmolas, visita ao Presídio Feminino; encontro comunitário regado à pirão de peixe; Encontro das Bandeiras; procissão do fogo; missa campal com escolha do Imperador 2003 e entrega da coroa com encerramento com queima de fogos. A Fundart apoia a festa participando da organização, montagem da Casa do Imperador, confecção de faixas e cartazes e divulgação. Os organizadores informam que todas as noites, o piso da Capela será coberto com folhas de canela, que significa pureza. FUNDART

Parceria é regulamentada no Itamambuca

Ubatuba - A garantia de oficinas culturais e cursos gratuitos para crianças e adolescentes de famílias carentes foi oficializada após a assinatura do termo de parceria firmado entre a Fundart e o Centro Esportivo, Recreativo e Educativo “ Jesus é Vida”-CERES, do bairro do Itamambuca. Os cursos, todos em andamento, abrangem as modalidades de crochê, capoeira, desenho, teclado, teatro, violão e pintura em tecido. “ O projeto Cidadãos do Amanhã começa no Itamambuca e será ampliado para atender os jovens de outros bairros “, diz Silvia Issa , presidente da Fundart. Ronaldo Lopes, presidente do CERES disse que o objetivo da parceria é trabalhar para colocar as crianças do bairro do Itamambuca e seus vizinhos nos cursos, tirando-as das ruas. “ Despertar o interesse e as vocações é uma forma de educar o jovem para a vida”, afirma Ronaldo. FUNDART

Exposição arqueológica

Ubatuba - O projeto “Sítio Arqueológico do Mar Virado”, desenvolvido pela Prefeitura em convênio com a USP, com participação da Fundart, atinge sua décima etapa de pesquisa científico sistemática. Os trabalhos da pesquisa deverão estar expostos durante o mês de julho, no Sobradão do Porto, com fotos e documentação além de material arqueológico. O projeto é coordenado pela arqueóloga Dorath Pinto Uchôa, que desenvolveu no passado pesquisas nos bairros do Tenório e Itaguá. A pesquisadora informa que na Ilha do Mar Virado já foram levantados 87 restos de indivíduos, com mais de 2 mil anos AC, além de peças de uso doméstico. A ilha teria sido habitada por um povo que desconhecia qualquer forma de escrita e vivia da pesca de peixes e moluscos e da caça de pequenos animais como lagartos, além de raízes. A equipe do Museu de Arqueologia e Etonologia, que representa a USP, é constituída de 11 alunos em pós-graduação e doutorado em arqueologia.
O convênio, que não autoriza repasse orçamentário das partes, prevê, além dos trabalhos de campo, exposições temporárias com base na documentação e material coletado e palestras sobre o patrimônio arqueológico e ambiental, especialmente para os cursos básico, fundamental e médio. FUNDART

Guarda Municipal prepara solenidade de aniversário

Ubatuba - A Guarda Municipal de Ubatuba realizou cerca de 300 atendimentos e atendeu a 15 ocorrências durante a semana. Entre as principais ocorrências, se destaca a condução de acusados de praticarem estelionato na região do Calçadão para a delegacia de polícia na quinta-feira, 9.
A corporação se prepara para a solenidade de comemoração ao 8 º aniversário de criação da Guarda Municipal, criada por lei municipal em 31 de maio de 1994. Um desfile cívico deve marcar o evento, previsto para o dia 6 de junho. PMU

Empresário do ramo hoteleiro assume a secretaria de Turismo

Ubatuba - O empresário do ramo hoteleiro Sérgio Carvalho foi nomeado pelo prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL), para secretário da pasta de Turismo do município, na última quarta-feira, 8. A secretaria de Turismo (Setur) foi criada por Lei em 7 de março deste ano. A Setur está funcionando nas instalações da sede da Comtur (Companhia Municipal de Turismo), a convite do presidente do órgão, Luiz Bischof.
Sérgio Carvalho, 39, fixou residência em Ubatuba há três anos, quando também iniciou sua vida profissional no ramo hoteleiro. Natural de Cruzeiro, é casado, pai de um filho, engenheiro e advogado. Carvalho também é membro da Associação de Pousadas e Hotéis de Ubatuba (APHU) e, há cerca de um mês assumiu a diretoria de Turismo da Comtur. A nomeação teve o apoio da Associação de Pousadas e da Comtur.
O novo secretário assume enfatizando a necessidade da união da sua pasta com a Comtur, para desenvolver uma política unificada para o turismo. Entre as suas propostas de trabalho estão a construção do Centro de Convenções para atrair o turismo de negócios e o incremento ao turismo náutico, com as construções de piers e marinas. Carvalho vislumbra, também, o atracamento de navios de cruzeiros internacionais em Ubatuba.
O prefeito Paulo Ramos acredita que Ubatuba dará um salto de qualidade com a Setur em funcionamento. Ramos afirmou que Sérgio Carvalho foi o nome de consenso dos setores produtivos e terá todo o apoio necessário da Administração para o seu desenvolvimento. “Cumprimos a nossa parte criando uma das pastas mais importantes para o desenvolvimento econômico e consequentemente a geração de empregos em Ubatuba”, concluiu Ramos. PMU

Artesãos de Caraguá participam de feira internacional em Curitiba

Caraguatatuba - Cerca de 40 artesãos de Caraguá participarão da X Feiarte - Feira Internacional de Artesanato que acontece entre os dias 10 e 19 de maio em Curitiba, PR. A feira reunirá mais de mil artesãos, vindos de quase todos estados brasileiros e 25 países, que além de estarem comercializando seus produtos, estarão mostrando sua cultura, o folclore, comidas típicas e músicas, incentivando o turismo em suas regiões.
Países como a Índia, Perú, México, Estados Unidos, Indonésia, Thailândia, Egito, Rússia, Marrocos e Irã entre outros, estarão em Curitiba, unidos pela arte, mostrando o que há de melhor em seus países. O Brasil será representado por 27 estados, entre eles Ceará, Maranhão, Acre, Minas Gerais, Rondônia, São Paulo, Sergipe, Mato Grosso do Sul, entre outros.
Os artistas, membros da Comissão Setorial Municipal de Artesanato da Fundacc e associados da ASSAC - Associação de Artesãos de Caraguatatuba estarão expondo diversas técnicas como escultura em cobre, bambú, brinquedos pedagógicos, batik, modelagens em vários materiais, entre outras.
Segundo Carla Terra, coordenadora da Comissão Setorial Municipal de Artesanato da Fundacc, cerca de 40 artesãos terão seus trabalhos expostos na feira - "Nossa intenção é que a Feiarte passe a fazer parte do calendário da Fundacc, como oportunidade do artesão escoar sua produção. Demos prioridade para artesãos que não tem ponto fixo na praça, mas fazem parte da Comissão de Artesanato. A nossa intenção é mostrar o que produzimos aqui e trocar informações e técnicas". Os artesãos Juliano Junqueira, Paulo Messias e Ana Logatto serão os responsáveis pelo stand de Caraguatatuba.
A Fundacc - Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba adquiriu o stand e estará transportando as obras dos artesãos e a presidente Eloiza A. A.Antunes de Oliveira estará presente na abertura da feira, dia 10 de maio, sábado. Segundo a presidente, ela não mediu esforços para oferecer aos artesãos da cidade a oportunidade de participar da feira. "É muito importante a participação dos artesãos, divulgando nosso artesanato e também uma grande oportunidade de divulgar a cidade, num evento de porte internacional. A intenção da Fundacc é estar sempre proporcionando aos artistas formas de mostrarem seus trabalhos" comenta a presidente. PMC

Ditran lança campanha educativa com passeio ciclístico em Caraguá

Caraguatatuba - A Campanha “Ciclista seja Vivo” da Ditran - Divisão de Trânsito de Caraguatatuba que começa a ser realizada este mês com intuito de educar o ciclista para o trânsito, será lançada no dia 26 de maio com um passeio ciclístico.
O passeio será realizado pelas ciclovias da cidade, com participação aberta a todos. Haverá, no final do passeio, sorteio de brindes (somente aos inscritos nos seguintes postos: Di Ciclo, J Bike 1, J Bike 2, Ciclo Gê, Big Bike, Ditran).
O percurso do passeio ciclístico será da Praça de Eventos até a Praça da Prainha (término da ciclovia). O sorteio dos brindes será público e a entrega logo após a apuração. Os participantes deverão portar o número de inscrição de forma visível. A concentração vai acontecer à partir das 9 horas no local de saída. Até 10 horas inscrições e distribuição de camisetas aos participantes.
No final do passeio será sorteada uma bicicleta e montagem dos equipamentos obrigatórios. O sorteio será feito pelo símbolo da campanha, o ciclista Daniel Richard, que foi vítima de uma grave acidente, em dezembro do ano passado. A Ditran que realizou outras campanhas, sempre abordando direitos e deveres do ciclista, chegando a atingir mais de 20 mil alunos da rede municipal, quer desta vez enfocar o ciclista e seu comportamento na via pública, tanto em relação aos veículos como em relação aos pedestres. Para a Ditran o objetivo dessa nova campanha é atingir algumas metas em relação à educação no trânsito, inclusive com relação ao uso de equipamentos obrigatório.
O elevado número de bicicletas circulando nas vias e nas estradas - frota estimada de 20 mil bicicletas, tem gerado acidentes de trânsito com vítimas. Num balanço geral, nos últimos 3 anos aconteceram 315 acidentes com 291 vítimas acidentadas e 7 mortes e de acordo com a Ditran, somente os números já justificam a necessidade de uma campanha de trânsito.
Os acidentes ocorrem principalmente nas seguintes vias: Av. Miguel Varlez, Av. José da Costa Pinheiro Jr., Av. Castelo Branco, Av. Dr. Artur da costa Filho e Av. Paulo Ferrraz da Silva Porto. Segundo a Ditran, a necessidade evidencia-se quando se constata que as duas últimas são providas de ciclovia e na Av. José da costa Pinheiro Jr. foi implantada uma ciclofaixa em 2001. PMC
A campanha acontecerá em três fases
No início da campanha, o projeto vai abranger trechos da área central da cidade, como do trevo até o final da avenida Dr. Altino Arantes e também em toda a extensão da Avenida da Praia. A segunda etapa da campanha irá atingir também os bairros de Caraguá. Quem fará o trabalho de fiscalização e conscientização são os Marronzinhos, “Trata-se de uma experiência que poderá ser alterada de acordo com os resultados obtidos. O objetivo é fazer com que o ciclista se acostume a utilizar a ciclovia e respeite as leis de trânsito”, comentou o diretor da Ditran, Cel. Celso Rapacci.
Fase 1 - Educativa e de orientação, com duração de 2 semanas, consiste na abordagem do ciclista. Por ser o primeiro contato do Agente de Trânsito, será transmitido noções de segurança viária e regras de circulação, e ainda de segurança pessoal. Como material de apoio será distribuído folheto educativo.
Fase 2 - Educativa e de reciclagem, quando o ciclista será orientado e receberá um auto de infração educativo que será entregue junto com o folheto. Os dados do condutor e da bicicleta serão inseridos num banco de dados. Numa reincidência da infração mediante consulta no banco de dados, o agente de trânsito apreenderá a bicicleta e convocará o infrator para que compareça na Ditran e se inscreva no curso de segurança viária. O curso terá duração de 4 horas e será ministrado por agentes de trânsito. O ciclista durante o curso terá de elaborar uma redação sobre um tema ligado a segurança viária.
Fase 3 - consiste na notificação e apreensão de bicicletas ao condutor que já tiver sido advertido anteriormente. PMC

Fundacc lança concurso de Dramaturgia

Caraguatatuba - Com o objetivo de incentivar a criação dramatúrgica na região e abrir espaços para novos talentos, a Fundacc lançou o I Concurso Fundacc de Dramaturgia, que está aberto a alunos do ensino Fundamental, Médio, Profissionalizante e Superior, bem como representantes da comunidade. As inscrições podem ser realizadas até o dia 2 de junho de 2002 de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas.
Segundo Júnior Magresco, coordenador da área de teatro da Fundacc essa é uma iniciativa que tem por objetivo valorizar e divulgar os trabalhos dos escritores - "Estaremos dentro do período de três anos, podendo utilizar os textos para as oficinas culturais. Qualquer autor quer ver sua obra ser representada".
A cerimônia de premiação acontece dia 29 de junho de 2002, onde a comissão julgadora composta por membros da Comissão Municipal Setorial de Artes Cênicas indicará os trabalhos que receberão prêmios em dinheiro e menções honrosas. Mais informações na Fundacc - Rua Santa Cruz, 396, no centro ou pelos telefones (12) 38839770 ou 4237555. PMC

Carta do Leitor

Reunião sobre Segurança - A reunião a respeito de segurança na Costa Sul de 6a feira passada correu muito bem. Um pouco tensa, mas com bons resultados.
O Prefeito Paulo Julião enviou para representa-lo a vice-prefeita dra. Claudia Batocchio Flausino que nos disse o seguinte: o Prefeito, embora viajando, estava acompanhando todo o problema e mandava dizer que se somava a nós nas reivindicações por maior segurança. Para tanto, já tinha marcado audiência com o secretário da Segurança, dr. Saulo, para 3a feira, às 15 horas. E gostaria que os presidentes de sabs o acompanhassem.
Como havíamos votado na reunião passada que não subiríamos mais a São Paulo para falar com secretários de segurança, uma vez que isso tinha se mostrado ineficaz no decorrer dos últimos anos, foi feita nova votação e se decidiu que a Presidente da Federação e os presidentes de sabs que assim o desejassem deveriam acompanhar o Prefeito.
Vários oradores, no entanto, propuzeram que apesar da decisão da ida a São Paulo marcássemos o nosso protesto. Foi lida uma lista de reivindicações a serem feitas ao secretário, com prazo de atendimento. O prazo de atendimento, segundo outros manifestantes, servirá para que se impeça que "outras pessoas morram ou sejam sequestradas por aqui".
Foi marcada então a nossa manifestação para o dia 31 deste mês. Apenas a comissão organizadora saberá a hora e o local da Rio/Santos onde será feito o protesto. Os demais manifestantes serão avisados na véspera.

Regina Helena de Paiva Ramos
presidente da Federação Pró Atlantica
São Sebastião - SP


Carta Aberta aos Associados da Associação das Pousadas e Hotéis de Ubatuba - Srs. Associados, ao longo destes quase quatro anos à frente da Associação das Pousadas e Hotéis de Ubatuba / SP, período em que assumimos a responsabilidade e o compromisso de presidir a associação, tendo sido eleito por três vezes consecutivas como presidente, acredito termos alcançado nossos objetivos.
Inicialmente formávamos um pequeno grupo com apenas 09 (nove) pousadas e chegamos próximo a 50 (cinquenta) associados, incluindo alguns dos maiores hotéis de Ubatuba; entre as inúmeras atividades desenvolvidas, representamos oficialmente o município em feiras de turismo, tanto nacionais quanto internacionais, organizamos eventos e “press-tur”, produzimos, com o apoio de patrocinadores, “folders” coletivos, distribuídos através de painéis ao longo das rodovias, desenvolvemos estudo para a implantação de Centro de Eventos e Exposições no Horto Florestal, em área de mais de 80.000m2, a ser cedida pelo Governo do Estado, colocamos placas oficiais de sinalização ao longo da Rodovia Rio-Santos, com o nome de praias, estabelecimentos comerciais e marcos de quilometragem, conseguimos em diversos momentos ingerir em decisões relacionadas ao turismo, tanto na administração passada como na atual e nos tornamos, com certeza, uma das mais representativas e atuantes instituições da sociedade civil do município.
Dando continuidade aos trabalhos, perseveramos em nossos objetivos e conseguimos alcançar algumas das metas propostas, como a criação de uma cadeira para a associação no “Conselho Municipal de Turismo”, infelizmente ainda não instalado, assim como a criação da própria “Secretaria de Turismo do Município”, através de contato pessoal e direto realizado junto aos nossos vereadores, que acabaram acatando as argumentações apresentadas e aprovando a criação da secretaria por unanimidade.
Neste momento, considero as minhas atividades junto à associação encerradas e fico gratificado com o reconhecimento do trabalho desenvolvido, tendo sido convidado, em assembléia realizada em 04 de maio último, a assumir cargo de diretor do “Conselho Pró-Turismo do Cone Leste Paulista”; será, com certeza, um novo desafio, uma nova proposta de trabalho.
Assim, através de “Carta Aberta”, peço o meu afastamento como presidente da Associação das Pousadas e Hotéis de Ubatuba / SP, com o sentimento de ter correspondido à confiança em mim depositada e a expectativa de que a associação continue trilhando o caminho para a qual foi criada, apoiando e incentivando de forma ética e profissional as iniciativas que possam gerar o desenvolvimento de nosso município que tem no turismo a sua maior vocação.
Atenciosamente,

Celso Bradaschia
Presidente
Ubatuba - SP

 


Hospede-se em Caraguá Free Wallpaper

As notícias e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando nescessariamente a opinião deste informativo.


 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:

Clique Aqui.

Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

As notícias e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando nescessariamente a opinião deste informativo.


Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor