Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Terça-feira, 15 de janeiro de 2002 - Nº 455 Edições Anteriores
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Modulo

Busca por palavras no Litoral Virtual:

Principais Manchetes:

Rapazes do KLB alucinam fãs em Caraguá
Meninos revelam sua “veia roqueira”
João Bosco fará show aberto na Praça de Eventos
Rionegro e Solimões atraíram público de 7 mil pessoas
Sossego atrai turistas às praias nos dias úteis
No verão, 170 mil carros, em média, vão ao litoral no fim de semana
Polícia Rodoviária registra 84 acidentes no fim-de-semana
Ritual celebra construção de ocas em Boracéia
Alckmin vai atender comunidades indígenas do estado
Dupla é suspeita de roubar carros em Ubatuba
Parceria viabiliza sinalização nas margens da SP-55
Ubatuba cadastra usuários para cartão SUS
Vencimento para cota única e primeira parcela é hoje
Projeto Coreto em Sol agita os coretos de Caraguá
Dança e forró pela amizade
Fundacc prepara professores para monitorar visitas ao museu
Núcleo Terramar e Fundacc promovem curso de cerâmica
Carta do Leitor



Rapazes do KLB alucinam fãs em Caraguá

Caraguatatuba - Simpatia e muita atenção com o público. Essa foi a tônica do show no último sábado em Caraguá realizada pelo rapazes do KLB.
Kiko, Leandro e Bruno fizeram literalmente o chão da Praça de Eventos “tremer” após vários hits executados dos seus maiores sucessos.
Tudo era propício. Tempo e temperatura agradáveis e um grande número de meninas apaixonadas pelo trio, além de nenhuma incidência durante quase duas horas e meia de show. Haviam também as mulheres mais maduras e também o público masculino que soube também admirar o talento do grupo vocal. “Eu gostaria de estar lá dentro com eles, pelo menos só um minutinho”, diz Natasha Guedes, 17, de Caraguá. Já Maria Lúcia Ferreira, 35, mãe de Thaís, de 11 anos, diz também gostar do conjunto. “Eles agradam a mim porque cantam sucessos que curti quando adolescente e também minha filha com músicas mais novas”.
Primeiramente, Kiko, Leandro e Bruno cantaram várias músicas de seu segundo CD seguidos de vários covers de artistas que eles disseram ser sua inspiração. No palco, Kiko disse que “esses artistas fizeram de nós o que somos hoje pois toda nossa influência está concentrada nesses cantores”. Após essa declaração, o grupo executou “Imagine” de John Lennon, além de um sucesso Kiko Zambianchi, e duas músicas de seus principais ídolos, os Bee Gees, como “Staying Alive”, tema do filme “Embalos de Sábado à Noite” e “How Deep Is Your Love”, clássico dos anos 60. (Fonte: PMC)

Meninos revelam sua “veia roqueira”

Caraguatatuba - Os rapazes do KLB também mostraram o porque de seu sucesso. Em um determinado momento do show, Kiko que desde o começo teve a companhia de sua guitarra, cantou e tocou “Ana Júlia”, do conjunto Los Hermanos, recentemente regravada também em um versão em inglês do músico Jim Capaldi. Para o delírio das fãs, nesta hora Leandro dominou a “batera” e acompanhou Kiko e Bruno na música.
Outras músicas que o conjunto interpretou também foi “Olhar 43” do grupo RPM de Paulo Ricardo. “Esta música tem grande chance de entrar para o nosso terceiro CD”, revelaram Bruno, Leandro e Kiko. Ao som dos ouvidos do grande público, o grupo encerrou a apresentação com o grande hit “Quero te amar”, sucesso de todas as rádios brasileira no momento. (Fonte: PMC)

João Bosco fará show aberto na Praça de Eventos
O cantor apresentará nesta quinta-feira 17 seu novo disco “Na esquina” mas não faltarão no show os grandes sucessos de sua carreira, como “Papel Maché”, “Quando o amor acontece”, Memória da Pele”, Corsário”, “Enquanto espero”, Desenho de Giz” e “Jade, músicas que o público exige estarem incluídas em suas apresentações

Caraguatatuba - O 3º Festival de Verão do Litoral Norte presenteará turistas e moradores de Caraguatatuba com um show imperdível e gratuito: João Bosco. O Cantor fará uma apresentação na Praça de Eventos, na Avenida da Praia, nesta Quinta-feira 17, a partir das 21h.
O disco “Na esquina, mais recente lançamento de João Bosco, vem sendo acolhido de modo consensual pela critica musical dos principais jornais e revistas do país. Entre outros exemplos, a revista Isto é recomenda aos leitores que ouçam sem parar o disco; o jornal. O Globo comenta a habilidade que João Bosco tem para mexer com gêneros que estão entre as bases da música brasileira; o jornal do Brasil destaca, entre outras, as faixas “Mama Palavra”, “Na esquina” e o “Calango envenenado” e “Ditodos”, a conceituada revista Bravo! Fala que o disco é um “Ponto de Referência”, e mesmo a crítica da Folha de São Paulo, ressalvas à parte , qualifica o disco de “ótimo”.
O show de João Bosco traz do samba ao bolero, do reggae ao jazz, da palavra ao fonema, o lugar múltiplo que João Bosco habita desenha uma verdadeira utopia cultural brasileira: a de que todos possam trafegar por quaisquer caminhos, diminuindo o apartheid cultural que vigora no país. Daí sua preferência por instalar-se nos interstícios dos gêneros: contaminar os gêneros é turvar as fronteiras de alta e baixa cultura, mostrando o quanto o complexo pode ser simples e vice-versa. É essa operação a que João submete o samba, gênero que ele conhece tão bem. Em músicas como “Coisa Feita” e “O ronco da cuíca” (ambas da celebrada parceria com Aldir Blanc), o samba é aberto ao jazz, que nele germina sua riqueza e enriquece as possibilidades do gênero maior de nossa música.
Aqui o resultado não é um samba-jazz - não aquele dos anos sessenta, de Wilson Simonal,. por exemplo - mas um samba aberto: é o jazz que é trazido para jogar no time do samba, ampliar o seu escrete. O mesmo faz João nas novas “Mama Palavra” e “Ditodos”: na primeira, o reggae é exposto a harmonias eruditas que lembram Villa-Lobos; na outra, o calango toma injeção de levada pop com direito a palmas e ruídos da modernidade. O resultado dessa contaminação, como dissemos, é a um só tempo um desafio às classificações apressadas que segregam os gostos, e um convite para todos ouvirem uma música que se quer “ditodos”.
E é claro não faltarão no show grandes sucessos de sua carreira, como “Papel Maché”, “Quando o amor acontece”, Memória da Pele”, Corsário”, “Enquanto espero”, Desenho de giz” e “Jade, músicas que o público exige estarem incluídas em suas apresentações. É esse, portanto, o convite de João Bosco: que todos se encontrem na esquina, lá onde um caminho é também o seu avesso, e onde o avesso é também um caminho. (Fonte: PMC)

Rionegro e Solimões atraíram público de 7 mil pessoas
A dupla sertaneja Rionegro e Solimões fez a “galera” bater a mão e o pé.... catando junto os grandes sucessos que estão rolando na mídia atualmente. Num show bastante descontraído, o público pôde curtir o melhor da música sertaneja sem ter de viajar para o interior

Caraguatatuba - O Caraguá Music trouxe neste Sábado 12, para Caraguatatuba, a dupla sertaneja Rionegro e Solimões, que fez um “grande baile sertanejo”, cantando os atuais sucessos da dupla, que estão nas grandes rádios de todo o Brasil.
Em entrevista coletiva, a dupla falou sobre sua primeira vinda à cidade e sobre a expectativa de público, já que no Litoral Norte a música sertaneja não tem o mesmo espaço que ritmos como axé music, forró, entre outros.
A dupla falou também de seu novo disco de trabalho e sobre músicas já conhecidas que Rionegro e Solimões pretendem gravar no próximo trabalho.
Cerca de 7 mil pessoas compareceram ao show, que teve início pontualmente às 23h. Daí para frente tudo foi festa. O público cativo da dupla sertaneja cantou em coro os grandes sucessos, dançou juntinho, enfim, aproveitou a festa em grande estilo.
O próximo show do Caraguá Music também é sertanejo. A dupla Zezé De Camargo e Luciano vem pela primeira vez para Caraguá e promete atrair público de todo o Litoral Norte, na Sexta-feira 18, a partir das 23h. Os ingressos podem ser comprados com antecedência nas lojas Água do Mar e Ron Jon, em Caraguá e São Sebastião.
No Sábado 19 é a vez da banda de forró Peixe Elétrico agitar a Praça de Eventos. Vale à pena conferir! (Fonte: PMC)

Sossego atrai turistas às praias nos dias úteis
Banhistas descobrem as vantagens de frequentar os "points" mais procurados do Litoral Norte durante a semana

Caraguatatuba - Segunda-feira também é dia de praia. E os turistas que passam as férias no Litoral Norte estão descobrindo as vantagens de aproveitar o descanso à beira-mar nos dias úteis.
Mesmo durante a temporada de verão, de segunda à quinta-feira, as praias mais movimentadas das quatro cidades do Litoral Norte reservam alguns locais de sossego para quem gosta de ouvir o mar ou ainda aproveitar o ambiente natural para uma boa reflexão.
Além disso, longe da confusão dos finais de semana, o passeio é ideal para as famílias, mesmo em pontos tradicionalmente badalados, como a praia Martin de Sá, em Caraguá.
A comerciante Ana Maria Santos, 40 anos, de Botucatu (SP), afirma que prefere ir à praia durante a semana, principalmente por causa das crianças.
Ela tem duas filhas --de 8 e 10 anos-- e conta que fica mais tranqüila quando a praia está vazia e pode tomar conta das meninas quando estão tomando banho de mar. "Quando a praia está mais tranqüila, é tudo mais bonito, a vista é melhor e o local fica menos barulhento", diz.
A dona-de-casa Leile Bolonhês, 40 anos, de Salto (SP), afirma que programa as férias na praia sempre durante a semana.
"Até para comprar pão na padaria, pela manhã, é mais tranqüilo do que aos finais de semana, quando começam as famosas filas para tudo", afirma.
COMÉRCIO- Enquanto alguns turistas festejam o sossego na praia nos dias úteis, comerciantes reclamam da falta de movimento, e principalmente, da pouca venda durante a semana no litoral.
Agripindo Meira Fraga, proprietário de um quiosque da Prainha, em Caraguá, afirma que as vendas caem até 60% de segunda à quinta-feira. "Sexta começa a melhorar, mas o forte mesmo é no sábado e domingo".
A ambulante Elvira Alves Ribeiro, que vende cangas e roupas na Prainha, reclama das vendas nesta temporada. "No ano passado, conseguia vender até 200 peças por dia, mas este ano não cheguei a 100 nos dias de mais movimento". Ela afirma que tem dia de semana que não vende nenhuma peça.
Para o ambulante Anastácio Teixeira Mendes, que vende óculos de sol na Martin de Sá, no mesmo local em que consegue tirar R$ 200 nos fins-de-semana, vai embora para a casa com R$ 10 nos dias de semana mais fracos.
O comerciante Maurílio Moraes Lima, que chega a vender até 50 cocos e 70 espigas de milho-verde nos fins-de-semana na Martin de Sá, conta que tem segunda-feira que vai embora para a casa com apenas cinco vendas realizadas. "Não sei o que está acontecendo, mas o turista não está a fim de gastar nesta temporada", desabafa. (Fonte: ValeParaibano)

No verão, 170 mil carros, em média, vão ao litoral no fim de semana

Litoral Norte - A média de veículos que devem descer a serra em direção ao litoral paulista nos finais de semana deve ficar em torno de 170 mil.
Segundo a Ecovias, depois das festas de Natal e Ano Novo, quando o número de carros que foram ao litoral chegou a 850 mil, os primeiros finais de semana de 2002 têm registrado médias entre 150 e 170 mil.
Mas esse número deve aumentar no final de semana do dia 25 de janeiro devido ao feriado do aniversário de São Paulo.
Além das praias e do sol, os turistas estão aproveitando os finais de semana com os diversos shows apresentado nas praias de todo o litoral.
No último final de semana, o show do grupo de forró Falamansa atraiu 40 mil pessoas na Praia Grande e cerca de 27 mil em Santos. Sábado, 25 mil pessoas assistiram ao cantor Maurício Manieri no palco da Praia Grande.
Próximos shows - Dia 17, na Praia Grande, se apresenta o grupo de axé, Harmonia do Samba e dia 19 (aniversário da cidade) será a vez dos pagodeiros da banda Os Travessos. Em Santos, show dos roqueiros do Titãs acontece no dia 19.
No dia 25, em Caraguatatuba, haverá show de Supla. (Fonte: Folha Cotidiano)

Polícia Rodoviária registra 84 acidentes no fim-de-semana

Litoral Norte - A Polícia Rodoviária registrou 84 acidentes nas estradas da região durante o último final de semana.
O trânsito foi mais complicado no retorno do Litoral Norte pela rodovia dos Tamoios (São José dos Campos-Caraguatatuba). O motorista levou, em média, três horas na viagem de volta. O trajeto, em dias normais, é percorrido em 1h30.
Segundo a polícia, houve lentidão entre os kms 38 e 55. Do total de acidentes, registrado entre sexta-feira e o meio-dia de ontem, 16 deixaram vítimas sendo que sete pessoas ficaram gravemente feridas e outras 21 tiveram ferimentos leves.
A colisão mais grave foi registrada foi na tarde de sexta-feira, em São Luís do Paraitinga, quando uma pessoa morreu e outras cinco ficaram feridas em um acidente na rodovia Oswaldo Cruz (Taubaté-Ubatuba). O acidente envolveu dois carros e uma moto.
A polícia aplicou ainda 902 autuações, que inclui multas por excesso de velocidade, e apreendeu 13 veículos, 78 licenças e oito carteiras de habilitação. (Fonte: ValeParaibano)

Ritual celebra construção de ocas em Boracéia

São Sebastião - Os índios guaranis da Aldeia do Rio Silveiras, em Boracéia, na costa sul de São Sebastião, celebraram ontem com um ritual religioso de agradecimento o início das obras de 59 ocas para abrigar as famílias do local.
O projeto é pioneiro no Estado e vem sendo desenvolvido pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano). O investimento é de cerca de R$ 980 mil. O prazo para término das moradias é de sete meses.
O cacique Adolfo Timóteo, disse estar satisfeito porque todos os pedidos e adaptações da comunidade foram atendidos pela CDHU, pela Funai (Fundação Nacional do Índio) e pela prefeitura.
As casas serão construídas em dois tamanhos --de 49 metros e 60 metros quadrados. Elas não possuem divisões e terão sala, quarto e cozinha. A principal novidade é o banheiro que fica anexo à oca.
O primeiro contemplada com a nova moradia é o índio Ageu Francisco Evaristo, 32 anos. Ele se mudou há oito meses para a aldeia com a mulher e cinco filhos e, como mora mais próximo à entrada, terá a primeira casa.
Para ele, a moradia é a realização de um sonho. Evaristo faz planos para a casa. Ele quer comprar um guarda-roupa. "Depois, quero aproveitar que vai ter energia para comprar uma geladeira."
O secretário estadual da Habitação, Francisco Prado Ribeiro, disse que inicialmente o projeto previa a construção de 50 unidades, mas com o crescimento da aldeia nos últimos três anos, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) autorizou que fossem erguidas mais nove ocas.
CRESCIMENTO - De acordo com o representante da Funai, Márcio do Nascimento, a taxa de crescimento vegetativo na aldeia sido, em média, de 6,5% ao ano.
Ele afirmou que, com as novas moradias, doenças respiratórias e verminoses poderão ser combatidas. "Com saneamento básico e casa impermeabilizada, esses problemas poderão ser sanados."
A aldeia tem cerca 948 hectares e vivem nela 59 famílias e 265 moradores. As atividades agrícolas como a plantação e extração do palmito pupunha são os principais trabalhos desenvolvidos pela comunidade. Os índios querem agora trabalhar na construção da oca com a carteira de trabalho assinada. (Fonte: ValeParaibano)

Alckmin vai atender comunidades indígenas do estado

São Sebastião - O governo do Estado de São Paulo estenderá o atendimento do programa de Moradias Indígenas a todas as comunidades indígenas do Estado. Foi o que garantiu ontem(14/01) o secretário da Habitação do Estado, Francisco Prado Ribeiro, ao encerrar a solenidade de início das obras de 50 ocas que vão atender às 264 pessoas que habitam a reserva indígena guarani do Rio Silveiras , no bairro de Boracéia, costa sul de São Sebastião. O programa é uma iniciativa pioneira resultante de uma parceria entre Estado, Funai e o município de São Sebastião
"O governador Geraldo Alckmin pediu-me que garantisse a vocês que todas as famílias da reserva serão contempladas" disse o secretário, estendendo o programa, que deverá estar pronto em 180 dias, para 59 ocas, de forma a atender ao crescimento populacional verificado na reserva desde o início do planejamento do “conjunto habitacional”. – E ele garantiu que o governo vai levar esse trabalho pioneiro feito aqui em São Sebastião a todas as comunidades indígenas do Estado -, concluiu.
De acordo com o prefeito de São Sebastião, Paulo Julião, que participa do projeto desde o seu início, quando ocupava uma cadeira na Assembléia Legislativa do Estado, a iniciativa de construir, com verbas do setor da habitação, moradias para uma comunidade indígena, "é única no Brasil e, talvez, no mundo".
"A prefeitura de São Sebastião está entrando com recursos em parceria com o Estado e se orgulha de ter participado de um processo em que a cultura indígena foi respeitada, com a comunidade influenciando ativamente todos os detalhes, inclusive arquitetônicos. O projeto teve início na gestão passada, dele participei como deputado, e é uma honra poder contribuir com sua conclusão, agora como prefeito. Nós temos uma comunidade que está tendo sua dignidade resgatada, com indicadores claros: mortalidade infantil zero e o maior crescimento vegetativo entre as comunidades indígenas do Brasil" afirmou Julião.
A cerimônia de início das obras começou com uma apresentação de dança e canto rituais, pelas crianças da reserva guarani. O cacique Adolfo Timóteo agradeceu, em nome da comunidade, às autoridades presentes ( também estavam presentes secretários municipais, vereadores, técnicos da Funai e diretores a CDHU) e disse que as comunidades indígenas do Estado acompanham de perto o desenrolar do projeto em São Sebastião, e desejam receber o mesmo benefício:
"Nós estivemos em reunião com todas as comunidades, na Assembléia Legislativa. Recebemos a promessa das casas do governador Covas, mas como é um trabalho junto com os municípios, só aqui em São Sebastião o projeto andou. Agradecemos o apoio do governador Alckmin e esperamos que nossos parentes das outras aldeias também recebam o projeto", afirmou o cacique.
O prefeito de Bertioga, Lairton Goulart, destacou a necessidade de outros municípios seguirem o exemplo de São Sebastião e Bertioga, investindo na melhoria da qualidade de vida das comunidades indígenas que habitam suas terras.
"Congratulamo-nos com São Sebastião pela coragem em investir no índio. Precisamos acabar com a imagem do índio excluído, marginalizado. Bertioga é uma cidade de origem indígena, e a ação integrada com São Sebastião nos orgulha e alegra" afirmou. (Fonte: PMSS)

MORTALIDADE ZERO - A aldeia do Rio Silveiras, situada a poucos quilômetros das mais badalada praias paulistas, é um caso de sucesso. A mortalidade infantil caiu a zero, com os cuidados do posto de saúde mantido pela prefeitura de São Sebastião. As crianças, que são maioria na aldeia, aprendem em aulas bilíngües, em português e tupi-guarani, na escola mantida pela prefeitura de Bertioga, município vizinho que divide os quase mil hectares de área da reserva indígena. As crianças guaranis, junto com as de outras aldeias (Ubatuba, Angra dos Reis, etc) gravaram um CD de cantos rituais cujas 20 mil cópias estão caminhando para se esgotar. Os índios, agora, aguardam o resultado de um estudo encomendado pela Funai a um antropólogo contratado pela Unesco, para lutar pelo aumento da área de sua reserva, que consideram pequena para a população em crescimento.
De acordo com o chefe do posto da Funai na reserva, Marcio Alvim, mais uma etapa na luta pelos direitos dos indígenas foi vencida na tarde de ontem, com o início da construção das ocas:
- Temos outras etapas a vencer, e chegaremos lá. No início sepultávamos crianças. Muita gente era desnutrida. Hoje essa realidade mudou. E pudemos fazer isso com respeito à cultura. É como disse um chefe indígena: Eu posso ser o que você é, sem deixar de ser quem eu sou – concluiu o indigenista, sob aplausos.
O conjunto habitacional indígena da Reserva do Rio Silveiras terá cinqüenta e nove ocas redondas, com paredes de madeira de eucalipto tratada em autoclave, teto de piaçava e outras características que farão deste o mais peculiar dos conjuntos habitacionais do Estado
Os índios receberão as ocas em um prazo de 180 dias, mas não vão se tornar mutuários do sistema habitacional, o que os obrigaria a pagar prestações, uma situação jurídica e culturalmente difícil: os cerca de R$ 980 mil investidos na obra são a fundo perdido. Há projetos de garantir uma parcela dos recursos do ICMS-Habitação para outras comunidades indígenas paulistas sendo discutidos na Assembléia Legislativa do Estado, onde começou, quando era deputado, o trabalho do prefeito Paulo Julião, na busca de uma solução para a questão das ocas. Foi preciso adaptar as exigências e regulamentos da CDHU - habituada a construir em tijolo e bloco de alvenaria, e que vai erguer casas de madeira -, às necessidades culturais dos índios, que não aceitaram, por exemplo, banheiros dentro das ocas - os sanitários terão entradas externas. (Fonte: PMSS)

Dupla é suspeita de roubar carros em Ubatuba

Ubatuba - Dois homens foram presos na madrugada de ontem, em Ubatuba, após roubarem um carro e tentarem o roubo de outro. O motoboy Fabiano Campelo Rodrigues, 23 anos, e o estudante F. S. M. P, 17 anos, disseram em depoimento à polícia que teriam roubado o carro apenas para dar umas voltas.
Segundo a Polícia Militar, no bairro Maranduba a dupla levou uma Parati com placa de São Paulo, pertencente ao funcionário público Luís Ramos de Almeida Cardoso, 51 anos. Com o carro, Campelo e F. tentaram levar um Gol, também com placa da capital, mas acabaram desistindo da ação.
Ambos estavam desarmados e utilizavam uma chave "mixa" para abrir os carros.
A PM recebeu a denúncia por meio do rádio e iniciou as buscas. A dupla foi capturada na praia Grande com a Parati e tentou fugir do cerco dos policiais.
Ao chegar na delegacia, o proprietário do veículo Gol, de identidade não revelada, estava registrando a queixa de tentativa de roubo e reconheceu os dois suspeitos como sendo os autores.
Campelo está preso na cadeia pública de Ubatuba e o estudante F. foi liberado após o comparecimento dos pais à delegacia. O adolescente vai responder pelo crime perante a Justiça da Infância e da Juventude. (Fonte: ValeParaibano)

Parceria viabiliza sinalização nas margens da SP-55

Ubatuba - Uma parceria entre Prefeitura, Associação de Hotéis e Pousadas de Ubatuba e DER (Departamento de Estradas de Rodagem) viabilizou a colocação de 77 placas indicativas das praias, da rede hoteleira e comercial nas margens da rodovia SP-55. A colocação da sinalização teve início hoje, ao meio dia, na entrada da praia da Caçandoca, região sul do município, e deve prosseguir até o final da semana, cobrindo o trecho de 28 Km da rodovia em Ubatuba.
A parceria vem sendo utilizada também na fase operacional do projeto, com a utilização de mão de obra de todas as entidades envolvidas. Quatro funcionários da Prefeitura e dois da Associação de Hotéis e Pousadas fazem a colocação da sinalização, enquanto dois funcionários do DER supervisionam os trabalhos determinando os melhores locais de instalação.
As mensagens destinadas aos motoristas informam as principais entradas e os nomes das praias, bem como os hotéis, pousadas e serviços de interesse geral que se encontram nas margens da rodovia.
“Estamos recolocando as sinalizações do modo adequado e de acordo com a legislação pertinente”, afirmou o engenheiro do DER Luiz Fernando Sampaio, 43.
A sinalização do trecho estadual da rodovia é tida como de grande importância para o engenheiro Roberto Rezende, 58. “O turista necessita ser bem informado e as placas de sinalização são essenciais. A Prefeitura viabilizou essa parceria com a Associação de Hotéis e Pousadas e com o DER. Conseguimos chegar a um resultado bastante satisfatório”, concluiu o engenheiro, que representou a Prefeitura na articulação do acordo. (Fonte: ACS-PMU)

Ubatuba cadastra usuários para cartão SUS

Ubatuba - A secretaria de Saúde da Prefeitura de Ubatuba dará início nesta semana ao cadastramento de 12 mil pessoas para a implantação do cartão SUS no município. 24 agentes comunitários passaram pelo treinamento e estarão realizando, inicialmente, os trabalhos nos bairros do Ipiranguinha, Marafunda, Bela Vista, Horto Florestal, Figueira, Vale do Sol, Parque dos Ministérios, Sitieto e Pé-da-Serra.
Cada membro de uma família terá o seu cartão. Para o preenchimento dos formulários é necessário apresentar o RG, CPF, título de eleitor, certidão de casamento, nascimento ou divórcio. Os agentes comunitários estarão percorrendo as residências devidamente uniformizados. É fundamental a qualidade da informação na hora da coleta dos dados onde deve haver a maior precisão possível por partes dos entrevistados.
Após a coleta de todos os dados cadastrais eles serão conferidos, encaminhados para o Data SUS e validados para o Ministério da Saúde que enviará os cartões. O cartão SUS tem numeração única podendo o usuário ser atendido em qualquer posto ou hospital integrado ao SUS. (Fonte: ACS-PMU)

Vencimento para cota única e primeira parcela é hoje

Ubatuba - Hoje, 15, vence o IPTU 2002 em Ubatuba. O pagamento pode ser feito em cota única ou parcelado. A Prefeitura, através da secretaria de Finanças, instituiu a progressividade de descontos para os contribuintes que pagarem o IPTU 2002 à vista. A data de vencimento passa a ser o dia 15, tanto para a cota única quanto para o parcelado. O reajuste foi de 5,88%, a metade do índice da inflação anual de 2001. A estimativa de arrecadação é de cerca de 24 milhões. Com a progressividade o contribuinte poderá obter descontos de até 20% pagando seus tributos em cota única, no período de 10 anos. Cada ano acumula 1% que soma-se aos 10% do pagamento à vista.
O contribuinte que optar pelo parcelamento com o pagamento rigorosamente dentro do vencimento não terá mais o desconto de 5%. Já os 9 mil contribuintes que optaram pela cota única em 2001, neste ano acumularam o desconto progressivo de 11% para o pagamento à vista. A progressividade estará beneficiando todos os contribuintes que pagarem em cota única, a partir deste ano.
O secretário de Finanças, Luiz Carlos Nunes de Barros, anunciou que para o próximo ano, as penalidades de juros e multas, para tributos não pagos em seus respectivos vencimentos, serão diminuídas. A multa que hoje é de 25%, será reduzida para 10%. Já os juros que atualmente chegam a 12% ao mês, passarão a partir de janeiro para 0,5% ao mês.
Outra novidade para o IPTU 2002, são as segundas vias de carnês ou guias de pagamentos que podem ser retiradas via internet, a partir de janeiro, acessando o site www.ubatuba.sp.gov.br .
Impostos atrasados - A Prefeitura também está oferecendo condições de pagamentos para impostos atrasados e inscritos na dívida ativa, que acumulam cerca de R$ 100 milhões. Para o pagamento à vista, o contribuinte obterá o desconto total dos juros. Na negociação em 24 parcelas, o contribuinte terá desconto de 50% dos juros e em 40 meses, não haverá desconto. Para obter estes benefícios é necessário estar em dia com o IPTU do ano. O prazo máximo para concessão de tais benefícios vai até 30 de março de 2002. (Fonte: ACS-PMU)

Projeto Coreto em Sol agita os coretos de Caraguá

Caraguatatuba - O Coreto em Sol, projeto musical realizado pela Fundacc durante as temporadas de Verão vem acontecendo nos Coretos das praças, em Caraguatatuba, com o objetivo de proporcionar ao público local e turistas, música de boa qualidade em local agradável nos finais de semana. Sua primeira edição, no final de semana do dia 4 de janeiro, foi um grande sucesso, levando música de norte a sul do município, e destacando os profissionais da região.O projeto acontece até dia12 de fevereiro de 2002, encerrando com o “Carnaval de Antigamente”, animado pela New Band, no Coreto do Centro.
O Coreto em Sol está acontecendo em quatro coretos da cidade: Praça Dr. Cândido Motta, no Centro, Coreto do Massaguaçú, Coreto do Porto Novo, e do Perequê-Mirim. Sempre às 21 horas.

Confira a programação para este fim de semana:

  • Dia 19 - Coreto do Massaguaçú
    Banda Municipal Carlos Gomes - Banda Municiapal Carlos Gomes - Banda Municipal de Caraguá, é regida pelo maestro Álvaro Ferraz, formada em sua maioria por músicos jovens, tem repertório variado, nacional e internacional.
  • Dia 19 - Coreto do Perequê-Mirim
    João Marcos e Juliano - A dupla sertaneja João Marcos e Juliano são de Caraguá, e estão juntos na estrada há cerca de três anos, fazendo shows em todo o litoral norte e Vale do Paraíba.
    Cristiano Fragoso e banda - Também com estilo sertanejo, é de Caraguá, vem trilhando seu caminho pelos bares, festas e restaurantes da região.
  • Dia 19 - Coreto do Porto Novo - Noite do Forró
    Forró Cai e Sara - A banda surgiu em 2000, em Caraguá, e o nome veio da dupla interpretação e trocadilho da palavra caiçara - "Cai e Sara" e assim vem fazendo inúmeras apresentações em todo Litoral Norte Paulista e Vale do Paraíba. Tem por objetivo resgatar os forrós mais tradicionais, em suas várias ramificações, trazendo em seu repertório o puro forró, e também muito forreggae,
  • Saquaritá - A Banda também é de Caraguá; formou-se a partir do desmembramento de outras duas bandas - Quebra Coco e Bicho da Goiaba, e tem um repertório de muito forró e reggae.

Coreto da praça Dr. Cândido Motta

  • Dia 18/01 - Sexteto Nota Jazz - Formado por amigos, o Sexteto Nota Jazz despretenciosamente, em 1999 em São Sebastião, tem o jazz como forma de expressão e interpretação, e traz em sue repertório muita bossa nova, mpb e standarts, improvisando com muita criatividade músicas de compositores como Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Cole Porter, John Coltrane, Herbie Hancock, Azimuth, Duke Elington e outros.
  • Dia 19/01 - Grupo de Choro "Quebrando o Galho" - O grupo é do Conservatório Dramático e Musical "Dr. Carlos de Campos" de Tatuí, da Secretaria de Estado de São Paulo, sob a coordenação de Alexandre Bauab Jr. Formado em 1993, tem por objetivo divulgar e estudar o choro, música instrumental 100 % brasileira. É formado por músicos eruditos, jazzistas e populares. Participa de várias apresentações pelo Estado, destacando o 30º Festival de Campos do Jordão, onde fizeram mais de 40 apresentações.Com arranjos próprios, oferece um repertório com os maiores nomes da música brasileira como Tom Jobim, Paulinho da Viola, Pixinguinha, e outros.
  • Dia 20/01 - Banda Municiapal Carlos Gomes - Banda Municipal de Caraguá, é regida pelo maestro Álvaro Ferraz, formada em sua maioria por músicos jovens, tem repertório variado, nacional e internacional. (Fonte: Fundacc)

Dança e forró pela amizade

Caraguatatuba - Acontece no dia 27 de janeiro de 2002, no Centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves, Festival de Dança Beneficente, uma noite de dança, forró e muita amizade a partir das 20 horas.O ingresso estará sendo vendido a R$ 3,00.
Estarão se apresentando neste encontro, grupos de jazz, ballet e dança de rua entre outros, e como encerramento, um show com a Banda de Forró Sola Gasta, promovendo um rasta pé danado de bom, angariando fundos para tratamento médico de Idalina Dias dos Santos e Célio Roberto.A organização do evento é de Sarão Moisés Benedito e Josimar André dos Santos, e contam com o apoio da Fundacc - Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba e da Gráfica Costa Norte, também de Caraguá. (Fonte: PMC)

Fundacc prepara professores para monitorar visitas ao museu

Caraguatatuba - A Fundacc promove nos dias 15, 16 e 17 de janeiro o Workshop de Ação Educativa e Cultural em Museus e Instituições Afins, ministrado por Angélica Fabri. O evento tem por objetivo formar um grupo de professores da rede municipal para exploração dos objetos culturais em suas vastas possibilidades de leitura e trabalho.
Com a criação do Pólo Cultural Adaly Coelho Passos, as visitas dos alunos da rede pública às exposições deverão ser acompanhados por esses professores que fizeram o workshop, estabelecendo assim, um maior aproveitamento das exposições para a ação educativa.
Angélica Fabri é diretora e responsável pela área de projetos do "Museu Casa de Portinari"em Brodoswski-SP, especializada em arte-educação e museu, com inúmeros projetos e programas de comunicação e atendimento nessa área. (Fonte: Fundacc)

Núcleo Terramar e Fundacc promovem curso de cerâmica

Caraguatatuba - O Núcleo de Cerâmica Artesanal Terramar em parceria com a Fundacc e a Secretaria de Promoção Social estarão abrindo mais uma turma do curso em fevereiro. O artista Ben-Hur Vernizzi realizou em 2001 a primeira edição do projeto, um curso de cerâmica artesanal, cujo objetivo é proporcionar uma atividade artística como fonte de geração de renda aos interessados.
As inscrições estão abertas e as 15 vagas serão preenchidas após análise dos dados dos interessados, já que o projeto visa alcançar pessoas que visem futuramente a geração de renda através do aprendizado.O curso terá a duração de cinco meses e é gratuito.
Através desse projeto, a Fundacc objetiva oferecer um espaço de aprendizado e trabalho para a formação de ceramistas na região, visando a produção de artesanato que poderá ser absorvido pelo turismo e comércio. Alunos dessa primeira fase do projeto, já estão produzindo e vendendo suas peças, que segundo Vernizzi, alcançaram um potencial artístico muito grande.
Vernizzi garante que é grande a procura pelo artesanato local por turistas, decoradores, e pelos moradores - “Há a necessidade de um movimento artístico que tenha continuidade e traga benefícios. É uma opção no turismo cultural, com a participação da comunidade mais simples e seu artesanato” lembra o artista. Devido ao baixo custo da implantação e a matéria prima abundante, o artista vê a real possibilidade de haver continuidade após o curso por ser uma atividade simples e ter a venda garantida.
Mais informações na Fundacc - Rua Santa Cruz, 396, centro -telefones (12) 3883-9770 e 422-5231. (Fonte: Fundacc)

Carta do Leitor

Rodeio e Praia não combinam - Também sou da opinião que festa de rodeio na praia não é adequado; já dá para perceber quando se escuta o som alucinante do caminhão com enormes alto falantes fazendo a propaganda do evento; a praia vizinha da Barra do Sahy teve o desprazer de ser visitada por esse barulho infernal; é um desrespeito aos ouvidos alheios.

Fátima Rodrigues
Barra do Sahy - São Sebastião/SP
fatimaro@uol.com.br


Perturbação da Ordem Pública - Estamos muito indignados com o excesso de barulho produzido pela Avenida Cervejaria, localizado na Avenida da Praia, em frente ao Parque de Diversoes. Somos moradores do Ed. Oceano, ao lado deste estabelecimento e, neste horario em que estou enviando este e-mail (4.15 h do dia 15/01/2002) estamos curtindo um pagode, com som super-alto e gritos insistentes dos poucos clientes. Devemos dizer que teremos que trabalhar as 7.00 horas da manha, com ótima aparencia e disposicao, após mais uma noite sem dormir. Já apelamos para a Prefeitura por inúmeras vezes (que enviou seus fiscais por duas vezes). Nestes dias o barulho foi cessado para alívio de todos nós. Mas, no dia seguinte, esquecidos da autuação da Prefeitura, e, sem respeito a lei, a Prefeitura e aos moradores vizinhos, voltaram a se divertir em altos brados. Perguntamos - a quem devemos recorrer para termos o direito de podermos descansar, ja que a Polícia também ignora os nossos telefonemas e a Prefeitura deixou de agir.

Moradores do Edificio Oceano e vizinhos
brespinoza@uol.com.br



Centro Náutico Uba Uba Free Wallpaper

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:
Clique Aqui.

 

Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor