Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quarta-feira, 20 de fevereiro de 2002 - Nº 475 Edições Anteriores
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Modulo

Busca por palavras no Litoral Virtual:

Principais Manchetes:

Secretaria confirma epidemia de dengue em São Sebastião
Servidor de Ubatuba faz greve hoje
900 estão sem aula em Ubatuba
Prefeito participa de fórum de integração
Serviço de Trânsito planeja mudanças na área central
Prefeitura reforma 25 escolas em São Sebastião
Câmara vota alteração no Código de Posturas
Carta do Leitor



Secretaria confirma epidemia de dengue em São Sebastião
Cidade registrou 12 casos autóctones da doença este ano; Vale fica em alerta

São Sebastião - São Sebastião vive uma nova epidemia da dengue. A cidade já registrou 17 casos positivos da doença desde janeiro, sendo 5 importados e 12 autóctones, isto é, contraídos no local.
No ano passado, a cidade havia registrado 445 casos positivos da doença.
O último levantamento realizado pela Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo aponta que a região que abrange o Vale do Paraíba e Litoral Norte possui 233 casos de dengue notificados e 50 deles foram confirmados.
Em toda a região, somente São Sebastião possui confirmações autóctones. Os locais mais afetados da cidade são a região central e o bairro Topolândia.
Segundo a secretária de Saúde do município, Cláudia Batochio, a opção da prefeitura é enfatizar a conscientização dos moradores.
"Em vez de utilizarmos o código sanitário e penalizar as pessoas, optamos por orientar e chamar a atenção para o problema", afirma.
Com esse objetivo, a fiscalização está sendo intensificada com 121 agentes de saúde, sendo 30 deles somente destinados para o combate à dengue.
Segundo a Vigilância Sanitária, o lixo doméstico representa 70% dos criadouros na cidade.
Outro problema apontado é a falta de conscientização dos moradores em relação aos riscos da doença e às providências que devem ser tomadas na prevenção (veja quadro nesta página). "As pessoas não estão fiscalizando em suas próprias casas se a caixa d'água está tampada corretamente", afirma a secretária.
Além do trabalho dos agentes de saúde, o fumacê também está sendo aplicado em São Sebastião.
O alerta que a Secretaria da Saúde está fazendo à população é que há risco de resistência do mosquito transmissor Aedes Aegypti ao inseticida. A cidade possui atualmente 16 pontos críticos que são monitorados diariamente com o trabalho de arrastão. No ano passado, eram 60 pontos.
CORREDOR- O Vale do Paraíba está em alerta com relação à epidemia de dengue nas capitais dos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Por estar localizada geograficamente entre as duas capitais, a região está tomando providências preventivas para não contrair casos positivos da doença.
Em São José dos Campos, a Vigilância Sanitária intensificou os trabalhos de delimitação de focos suspeitos da dengue desde janeiro. Com 11 casos confirmados este ano, o trabalho de fiscalização e orientação receberá um reforço de 46 profissionais, que deverão fazer visitas nos bairros a partir da semana que vem.
A chefe de divisão da Vigilância Sanitária de São José, Laís de Fátima Krairalla Pinotti, informa que o monitoramento dos postos de gasolina e borracharias localizados na beira da rodovia Presidente Dutra será prioridade no trabalho de campo. (Fonte: ValeParaibano)

Servidor de Ubatuba faz greve hoje

Ubatuba - Os funcionários da Secretaria de Saúde de Ubatuba prometem paralisar hoje o atendimento nos postos e centro de Saúde. Os cerca de 200 servidores do setor reivindicam a revisão da carga horária da categoria. Às 7h, está prevista um manifestação em frente ao posto de saúde central.
A assessora do Sindicato dos Servidores Municipais, Gláucia Gomes da Silva, disse que a prefeitura está exigindo que os funcionários trabalhem oito horas diárias contra as seis horas praticadas anteriormente.
O secretário de Saúde, Jurandiau Lovizaro, disse desconhecer a paralisação programada para hoje e acrescenta que os servidores prestaram concurso para oito horas diárias de trabalho. (Fonte: ValeParaibano)

900 estão sem aula em Ubatuba

Ubatuba - Cerca de 900 alunos do ensino básico de Ubatuba estão sem aula devido à falta de conclusão de obras e de carteiras em duas escolas municipais. As obras no prédio não foram concluídas e a prefeitura já estuda uma forma de repor os dias letivos.
O secretário municipal da Educação, Cursino Alizte Mesquita, disse ontem que a situação mais preocupante é no bairro Ipiranguinha onde a nova escola está em fase de acabamento.
As obras tiveram início no ano passado e deveriam ter sido concluídas ainda em 2001. A previsão é que 500 alunos estudem nessa escola. Segundo o secretário, as aulas estão previstas para começar no dia 4 de março.
No bairro Estufa 2, a escola Maria Josefina Digleo Silva está pronta, mas, faltam as carteiras. Mesquita disse que está aguardando o material para hoje.
Caso as cadeiras sejam entregues esta semana, as aulas para cerca de 400 alunos devem começar na próxima segunda-feira.
A Secretaria da Educação de Ubatuba vai fazer um concurso para preencher cerca de 80 vagas na rede municipal.
O edital para o concurso público deverá ser publicado no sábado e as inscrições serem abertas no dia 5 de março. A prova está prevista para o dia 24 de março. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeito participa de fórum de integração

Ubatuba - O prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL), também presidente do Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte (CBH/LN), abre nesta quinta-feira, 21, o Fórum de Integração do Litoral Norte. No encontro serão apresentados vários estudos e propostas elaborados desde a década de 80, todos com objetivo de ordenar a ocupação intensiva e definir diretrizes para um desenvolvimento sustentável.
Serão exibidos trabalhos realizados sobre o Litoral Norte, como o gerenciamento costeiro ou zoneamento econômico ecológico do Litoral Norte, planos diretores municipais e legislação sobre o uso e ocupação do solo, plano diretor de resíduos sólidos e respectivo estudo ambiental do Litoral Norte, plano de gestão dos parques e plano de bacias hidrográficas.
“Nesta primeira reunião estaremos buscando uma agenda comum de trabalhos já que os grupos procuram estratégias isoladas. Identificaremos os objetivos, metas e prioridades, para um gerenciamento ambiental da nossa região”, explica Ramos.
O Fórum acontecerá no Tamoios Iate Clube, na avenida Leovigildo Dias Vieira, 1430, no bairro do Itaguá, a partir das 17 horas. (Fonte: ACS-PMU)

Serviço de Trânsito planeja mudanças na área central

Ubatuba - O Serviço Municipal de Trânsito (SMT) planeja ouvir a população para implantar mudanças de trânsito na região central da cidade, com o objetivo de otimizar a utilização das vias e espaços públicos destinados aos pedestres, ciclistas, motoristas, motociclistas e demais usuários do complexo viário local. Segundo Douglas Incáo, chefe do SMT, todos os moradores, comerciantes e usuários da região central receberão nos próximos dias uma carta do setor para que saibam da intenção da Prefeitura e para que proponham soluções práticas para os problemas vivenciados.
Inicialmente, a área que comporta a maior parcela das redes bancária e comercial da cidade será o principal alvo do SMT, compreendida no quadrilátero formado pelas ruas Dr Esteves da Silva, Hans Staden, Conceição, Jordão Homem da Costa e novamente Dr Esteves da Silva. Estacionamento e circulação de veículos, locais de parada para carga e descarga, estacionamento de bicicletas e motocicletas, zona azul, locais destinados a implantação de vagas para deficientes físicos e instalação de sinalizações, como faixa de pedestres, devem ser alguns dos pontos abordados na ação.
Bicicletário - O SMT pretende ampliar o novo sistema de bicicletário que foi implantado no Calçadão da rua Dona Maria Alves. O projeto, desenvolvido pelo setor de trânsito da Prefeitura, consiste na instalação de um sistema duplo de barras fixadas nas ilhas de jardinagem das praças e locais públicos, permitindo o estacionamento perpendicular da bicicleta ao lado de canteiros. A obra proporciona uma melhor utilização do espaço viário, harmonizando a convivência entre ciclistas e pedestres.
Segundo Douglas Incáo, 180 suportes foram instalados somente no Calçadão. “O resultado foi muito bom e agora vamos estender o projeto para outras áreas de grande fluxo de pessoas, como Paço Municipal, Mercado Municipal de Peixe, Fórum, Praça Capricórnio e Praça 13 de Maio, por exemplo. O intuito é proporcionar ao ciclista um local seguro para guardar sua bicicleta ao passo que com isso conseguiremos liberar mais espaço para os pedestres e organizar melhor a própria paisagem da cidade”, frisou Incáo. Segundo dados do SMT, a cidade de Ubatuba possui atualmente cerca de 70 mil bicicletas, sem contar as trazidas pela população flutuante durante a temporada e finais de semana.
Outras medidas também serão implantadas, como a destinação de locais para estacionamento exclusivo de motocicletas na área central. “Com a implantação do bicicletário no Calçadão, estaremos regulamentando o estacionamento exclusivo de motocicletas nas áreas onde que antes eram destinadas às bicicletas, nas ruas Coronel Domiciano e Coronel Ernesto de Oliveira. No total, teremos em média 50 novas vagas regulamentadas para este tipo de veículo”, contou Incáo.
Vagas para deficientes - A atenção aos deficientes físicos continua sendo uma das prioridades do SMT. Preocupado com o acesso às praias para essa parcela da população, foram destinadas inicialmente 14 vagas sinalizadas nas praias Grande, Perequê-Açu e Tenório. O contato para implantação foi realizado com o envolvimento dos proprietários de quiosques das praias. “Estaremos ampliando o número de vagas, mas é importante ressaltar que os locais escolhidos nessa primeira etapa levaram em conta o conforto, a infra-estrutura e as condições de acesso disponíveis, como rampas existentes, para que o deficiente tenham facilidades para usufruir o lazer”, frisou Incáo. (Fonte: ACS-PMU)

Prefeitura reforma 25 escolas em São Sebastião

São Sebastião - A Prefeitura Municipal de São Sebastião está reformando, desde o final do ano passado, 25 escolas pertencentes à rede municipal de ensino.
Em algumas escolas, em bairros como Pontal da Cruz e Maresias, as aulas estão previstas para começarem no dia primeiro de março, porque os prédios estavam totalmente danificados e necessitavam passar por reforma geral.
A Escola Municipal de Juqueí recebeu, além da reforma, mais cinco salas de aula. E, a EMEI Branca de Neve, neste mesmo bairro, contará com mais quatro salas de aula e uma sala de reuniões.
Na escola Maria Francisca Tavolaro a reforma foi geral. Segundo a secretária da Educação, Vera Hilst, até o sistema de águas pluviais teve de ser readequado, pois no local havia acumulo de água, com focos do mosquito da dengue. “Além disso, o piso estava se desfazendo e a poeira é nociva à saúde das crianças”, disse a secretária.
No dia primeiro de março a escola estará pronta para receber os alunos, mas a obra está prevista para se concretizar no dia 15.
O prédio da escola Dulce César Tavares, em Maresias, também recebeu várias melhorias. A secretária informou que lá as obras também tiveram de ser gerais.
“O que nos ajuda é que em muitos bairros nós estamos tendo a compreensão dos pais, já que estamos trabalhando para melhorar a qualidade de ensino de nossos alunos” explicou Vera Hilst. (Fonte: PMSS)

Câmara vota alteração no Código de Posturas

Caraguatatuba - A Câmara Municipal de Caraguatatuba, na sua segunda Sessão Ordinária semanal, vota projeto de lei do Executivo que dá nova redação ao Código de Posturas Municipais. Além desse projeto, há uma alteração na Lei de Zoneamento e 2 projetos de Decreto Legislativo.
As sessões Ordinárias da Câmara Municipal de Caraguatatuba acontecem toda terça-feira, a partir das 19h30 e são abertas ao público. Esta sessão será a segunda do ano, visto que na inicial ocorreu a prestação de contas do Prefeito Municipal, Antonio Carlos da Silva.
O Executivo enviou projeto de lei dando nova redação a Lei 1144/80, o Código de Posturas Municipais, com as alterações feitas pelas leis 1422/87 e 757/99. A alteração diz respeito ao artigo 300, que fala sobre os passeios públicos da cidade.
Segundo a nova redação do artigo 300, os passeios públicos em Caraguatatuba deverão obedecer os padrões que forem definidos pelos órgãos técnicos do município e aprovados por decreto do prefeito. No que tange a bairros e localidades populares, o mesmo decreto poderá definir pisos de baixo custo.
As calçadas em Caraguatatuba poderão ter, além do piso padrão, grama ou jardim, desde que mantenham largura mínima de 1.20 metros, possibilitando o acesso e trânsito adequado aos portadores de deficiência e sejam compatíveis com os aspectos urbanísticos do local.
Atualmente em Caraguatatuba os pisos das calçadas obedecem 2 padrões; O do mosaico, as chamadas pedras portuguesas ou o desenho do mapa do Estado de São Paulo. Construções mais antigas ainda mantêm ladrilhos de cimento com desenhos de peixes.
A Assessoria Jurídica da Câmara deu parecer favorável a tramitação do projeto, mas com a ressalva de que essa padronização necessita de Audiência Pública para estar na legalidade. O projeto terá aprovação com a maioria simples dos votos dos Parlamentares.
Ainda na mesma sessão o Vereador Agostinho Lobo de Oliveira - o Lobinho (PSDB) quer alterar a Lei de Zoneamento - a 200/92, permitindo a atividade S-3, apenas para mecânicas, na rua Don João 6º, no bairro do Poiares, na zona sul de Caraguatatuba.
Os projetos de Decreto Legislativo são de autoria dos Vereadores Lobinho e João Rodrigues de Godoy Filho - o Baduca (PL). O primeiro concede o Título de Cidadão Caraguatatubense para o engenheiro Sérgio Augusto Garcia e Baduca ao também engenheiro e atual Secretário de Urbanismo da Prefeitura Municipal, Eduardo Tadeu Higgins Bevilacqua. (Fonte: Câmara Municial de Caraguatatuba)

Carta do Leitor

Salvem o Rio Itamambuca - Será ótimo ter mais um rio poluído por aí. Afinal de contas, os turistas já estão acostumados com rios poluídos escorrendo em suas cidades natais, e assim poderão se sentir em casa.
Sarcasmo a parte, meu filho pequeno quando escuta falar de Ubatuba, pensa tão logo e apenas no Rio Itamambuca, onde ele costumava passar o dia todo dentro d´água, enquanto o pai passava o dia logo em frente, surfando no invejável pico "Cantão de Itamambuca", que a essa altura, já tem cocô boiando.
Deve ter cocô boiando também na cabeça de quem pode fazer algo, e nada faz. Aliás, se os políticos governantes não servirem nem para isso, para que servem então?
Quem aqui digita, apesar de não ser um morador local, é alguém cujo amor pela cidade vem de longe, mais de 10 anos atrás, quando conheceu um reduto de Mata Atlântica junto ao mar, com rios onde se podia tirar o sal do banho de mar, onde conheceu o surf, as tartarugas marinhas e, principalmente, uma gente alegre e orgulhosa de sua terra, de seu mar, com uma juventude que preza valores esquecidos pelo mundo moderno, como honra e respeito, lições que aprendi no mar e no olhar dos mais velhos, e que guardo comigo para sempre.
O progresso nem sempre é bem vindo.

Fábio Spada
grela@ig.com.br


Studio Maranduba Orquídeas

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:
Clique Aqui.

 

Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor