Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Sexta-feira, 22 de fevereiro de 2002 - Nº 477 Edições Anteriores
BIL - Bolsa de Imóveis do Litoral Modulo

Busca por palavras no Litoral Virtual:

Principais Manchetes:

Despejo ameaça 45 famílias em Ubatuba
Projeto prevê transferência de famílias
TCE paralisa licitação em Ubatuba
São Sebastião faz "fumacê" em bairros
Café ajuda no combate dengue
Simpósio na ACIU esclarece sobre o uso eficiente de computadores
Prefeitura leva atividades esportivas para bairros
Matrículas abertas nas escolinhas esportivas da Prefeitura
Guarda Municipal atenta ao movimento de volta às aulas
Paralisação de funcionários da saúde compromete atendimento
Caraguá tem projeto de Viveiro Municipal
Abertas inscrições para Oficinas Culturais da Fundacc
Fundacc presta homenagem às mulheres com espetáculos
Água Viva Coral abre inscrições para novos cantores
Projeto Guri: A transformação através da música
História da Dança é tema de workshop na Fundacc
Carta do Leitor



Despejo ameaça 45 famílias em Ubatuba
Prefeitura discute uma forma de resolver o problema, já que decisão da Justiça é irreversível

Ubatuba - A Justiça está notificando 45 famílias do bairro Pé da Serra, no Parque Estadual da Serra do Mar, em Ubatuba, para que deixem o local. Esta é segunda vez que moradores perdem o direito de permanecer na área.
Parte dos moradores alega que não têm para onde ir caso não consiga reverter a situação. Esse é o caso da família de Maria Cecília dos Santos, 39 anos, que mora em um barraco no local com o marido e quatro filhos.
"Já tivemos que sair de um barraco há cinco anos que ficava mais dentro da mata e conseguimos esse pedaço de terra. Agora, não temos mais para onde ir. Santos disse que sua família sobrevive com bicos que ela e o marido Irasmino Pinto dos Santos, 51 anos, fazem. A renda média da família é R$ 60 por mês.
Para o servente de pedreiro David Stefano de Alencar, 27 anos, a situação também é preocupante. Sua mulher, Izilda de Souza Santos, 17 anos, está grávida de 7 meses.
"Não tenho para onde ir, não posso trabalhar e muito menos plantar, que era de onde saia o sustento da família."
Para a monitora de datilografia, Maria Alves dos Santos, a saída da área é irreversível. Ela foi notificada em setembro do ano passado, entrou com recurso, perdeu duas vezes e tem que pagar uma multa de R$ 1.144 por crime ambiental.
Ela alega que, quando comprou o sítio, em 96, não recebeu nenhuma informação sobre impedimento na área. "Eu não tenho como pagar essa multa e gostaria de saber se será feito o remanejamento dos moradores, como foi proposto em reunião com a prefeitura e a direção do parque."
ROTATIVIDADE - A coordenadora do Grupo de Trabalho do Rio Grande, Viviane Buchianeri, confirmou ontem que 40% da área estão embargadas e que um estudo feito na região apontou que entre 1988 e 1998 houve uma grande rotatividade de moradores. "Apenas 10% das pessoas cadastradas na época permanecem no local", disse.
Ela ressaltou ainda que das 90 áreas registradas, apenas 33% são formadas por moradores carentes. Segundo Viviane, o restante é considerado segunda residência.
Para essas famílias, que não têm para onde ir, a prefeitura está estudando um plano de remanejamento.
ÁGUA - Um dos maiores problemas identificados pelo grupo de trabalho na região, é que, além da invasão de área de parque, a ocupação compromete o abastecimento de água na cidade. Isso porque a região é cercada de mananciais que desaguam no rio Grande, responsável pelo abastecimento de 88% do município. (Fonte: ValeParaibano)

Projeto prevê transferência de famílias

Ubatuba - O prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL), disse ontem que está sendo elaborado um projeto de remanejamento de famílias carentes que moram em áreas de invasão. Segundo ele, o projeto tem como objetivo a retirada desses moradores para um local que será desapropriado.
Ramos afirmou que existe uma área em estudo localizada no bairro Taquaral, periferia da cidade, com capacidade para 400 lotes.
O projeto está sendo elaborado pela Secretaria de Arquitetura e Urbanismo, mas não há previsão de conclusão. "Também dependemos de avaliação de órgãos públicos para saber se não há impedimento nessa área."
O pedreiro Irasmino Pinto dos Santos, 51 anos, que mora no bairro Pé da Serra, disse temer eventuais invasões, caso sua família seja obrigada a deixar a casa. "Eu saí de uma casa que foi embargada pela Justiça e logo depois ela foi invadida."
A coordenadora do Grupo de Trabalho do Rio Grande, Viviane Buchianeri, disse que estuda uma proposta de colocar placas na área comunicando o embargo. (Fonte: ValeParaibano)

TCE paralisa licitação em Ubatuba

Ubatuba - O TCE (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) determinou a suspensão da concorrência que vai escolher a nova empresa que vai operar o sistema de transporte coletivo em Ubatuba.
O relator do TCE, conselheiro Eduardo Bittencourt Carvalho, aceitou questionamentos impetrados pela empresa Costamar, que atualmente opera o transporte na cidade.
A prefeitura marcou para segunda-feira a entrega dos envelopes das empresas interessadas em participar da concorrência. O resultado está previsto para terça-feira.
O prefeito, Paulo Ramos (PFL), disse que tomou conhecimento da decisão do TCE ontem, mas encaminhou o caso ao departamento jurídico. (Fonte: ValeParaibano)

São Sebastião faz "fumacê" em bairros

São Sebastião - A Vigilância Epidemiológica de São Sebastião está intensificando o combate ao Aedes aegypti com a aplicação do inseticida Cynof nas ruas e casas.
O "fumacê" será aplicado por quatro semanas com o objetivo de erradicar o mosquito em sua fase adulta. O município tem 17 casos positivos.
Ontem, o trabalho começou na região da Topolândia onde há a maior incidência de casos positivos.
O diretor da Vigilância Epidemiológica, Eduardo Eiras, disse que a equipe está tendo dificuldade na aplicação do produto, principalmente com as crianças que correm atrás do caminhão, sem se preocupar com o risco do veneno.
A cozinheira Izabel dos Santos, 41 anos, que mora no Itatinga, disse que a ação da prefeitura é importante, mas diz que não sai de casa, conforme orientação.
A Saúde calcula que vai gastar uma média de 80 litros de Cynof diluídos em 3.000 litros de óleo mineral para cobrir a cidade durante as quatro semanas. Hoje, a aplicação acontece no centro na parte da tarde e de Toque Toque Pequeno a Santiago à noite. (Fonte: ValeParaibano)

Café ajuda no combate dengue

Uma arma simples e barata no combate a proliferacao da dengue. Trata-se da borra do cafe. Segundo a biologa Alessandra Laranja, do Instituto de Biociencias da Universidade Estadual Paulista (Unesp), a borra produz um efeito bloqueador ao desenvolvimento dos ovos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.
A cientista detectou, em sua pesquisa de mestrado, que a da borra do cafe, além de ser um adubo ecologicamente correto, pode ser eficiente no controle desta epidemia, ja que altera enzimas responsáveis pela proliferação das larvas em seus quatro estagios, alem de reduzir o tempo de vida dos mosquitos adultos. Outro ponto importante da descoberta e que o material é de facil acesso a maioria das familias brasileiras e a custo zero.
De acordo com a biologa, a borra deve ser aplicada sob vasos com plantas, jardins, hortas e bromelias ou em quaisquer locais com agua parada que facilitem a proliferação do mosquito. (Fonte: Ecopress)

Simpósio na ACIU esclarece sobre o uso eficiente de computadores
Evento visa esclarecer empresários, funcionários e usuários domésticos de que a maior parte dos problemas podem ser solucionados pelo próprio usuário, desde que tenham treinamento apropriado

Ubatuba - Na próxima terça-feira, dia 26 de fevereiro, às 19h30, na Associação Comercial e Industrial de Ubatuba haverá o Simpósio “Como usar a Informática de modo eficiente”, onde serão apresentados os principais problemas no uso dos computadores, suas causas mais comuns e soluções práticas para a maioria deles.
Com a invasão dos computadores em nossas vidas particulares e profissionais, diversos problemas que tínhamos foram solucionados. Controles de receitas, despesas, custos e estoques tornaram infinitamente mais fáceis. A comunicação entre fornecedores e clientes foi dinamizada e tornou-se muito mais econômica através do uso de e-mails. Um computador doméstico pode servir como um aparelho multi-tarefa, reunindo diversas atividades antes realizadas por diversos aparelhos separados. Tudo isso fez com que o computador tornasse indispensável.
Mas essa dependência irrestrita destas máquinas provocou também o surgimento de problemas que não tínhamos antes. Como imaginar um escritório de Contabilidade hoje, sem computador. Será que existem profissionais que estejam dispostos a dispensar a tranqüilidade e a facilidade do uso de computadores e voltar a 10, 12 anos atrás e continuar fazendo cálculos e escrituras manualmente? De maneira alguma. Bancos e postos de gasolina também não têm mais como atender seus clientes sem computador. Não conseguimos mais desvincular nossas vidas da tecnologia. Isso é um fato consumado.
O que esperamos é que surjam computadores que, além de todos seus recursos, ofereçam também estabilidade suficiente para não nos preocuparmos com o seu funcionamento. Mas isto ainda é uma grande utopia. Muitos perguntam: “Por que uma geladeira pode funcionar anos e anos sem parar e um computador dá pau todo dia?”
Primeiramente, o computador é uma máquina muitíssimo mais complexa que uma geladeira, mas o principal fator causador dos problemas do dia-a-dia nos computadores é a falta de conhecimento e insegurança do usuário. É claro que os computadores dão problemas, sim. Mas a maior parte deles podem ser resolvidos pelo próprio usuário ou por um funcionário bem treinado para este tipo de trabalho. Mesmo que o problema não seja solucionado no local, o diagnóstico e o encaminhamento para um técnico se tornam muito mais fáceis e, desta forma, pode-se ter maior certeza da solução apontada pelo técnico.
Além disso, uma máquina que pode oferecer inúmeras vantagens, é vendida com o preço equivalente à sua utilidade. Quando esses recursos não são utilizados efetivamente, estamos perdendo dinheiro diretamente no investimento. Imagine uma indústria que investiu numa máquina para produzir um milhão de pares de sapato por dia. Mas, por pura falta de instrução, os operários só conseguem tirar dela apenas 100 mil pares - perda de 90% do investimento!
Não perca esta chance de aprender Informática de verdade! A entrada é franca.

Prefeitura leva atividades esportivas para bairros
Atividades oferecerão benefícios para a saúde física e mental, integrando crianças e adultos

Ubatuba - Uma parceria entre as secretarias de Esportes e Saúde da Prefeitura de Ubatuba deverá levar a vários bairros atividades esportivas de forma divertida e saudável. O projeto “Atividade Física, Uma Questão de Saúde”, elaborado pela professora de educação física Mônica Alix da Silva, técnica desportiva da secretaria de Esportes, pretende realizar um trabalho que possa estender a todos a vivência de atividades físicas com objetivos de melhorar a saúde física e mental da população através de atividades que associem o social com o esportivo. Para o secretário de Esportes, Richard dos Santos, a proposta deste trabalho vem de encontro com as promessas de campanha do prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos (PFL). “A idéia da administração é suprir a carência de atividades físicas em vários bairros de Ubatuba”, disse Richard
A secretaria de Saúde estará envolvida no projeto através das equipes do PSF (Programa Saúde da Família), onde os médicos acompanharão o desenvolvimento de atividades com crianças e idosos de cada bairro, que serão desenvolvidas por estagiários de educação física cadastrados na secretaria de Esportes. O secretário de Saúde, Jurandiau Lovizaro acredita que a prática de esportes é uma das principais formas de prevenção de doenças. “Crianças e idosos que praticam atividades físicas com certeza estarão menos sujeitos ao desenvolvimento de várias doenças”, explicou Lovizaro.
Os trabalhos serão iniciados pelos bairros do Itamambuca, Taquaral, Perequê-Açu, Ipiranguinha e Sertão da Quina na primeira quinzena de março. Para as crianças na faixa etária de 10 a 13 anos serão desenvolvidas atividades de atletismo, voleibol e futebol, inicialmente. Já para a terceira idade, caminhadas e alongamento. “Queremos ocupar o tempo das crianças com atividades, onde canalizaremos a energia de forma saudável. Além disso, essas atividades são mais uma opção para as crianças de bairros. Dar qualidade de vida é fundamental para o bem estar social”, explica Mônica Alix, coordenadora do projeto.
Outras experiências - A secretaria de Esportes já desenvolve atividades em algumas entidades na cidade. Nas praias do Cruzeiro e Perequê-Açu há caminhadas para idosos. Na Associação dos Aposentados de Ubatuba, alongamento. Na APAE são praticadas aulas de educação física voltadas para deficientes. No bairro do Jardim Carolina os moradores participam de caminhada e alongamento. (Fonte: ACS-PMU)

Matrículas abertas nas escolinhas esportivas da Prefeitura

Ubatuba - A secretaria de Esportes da Prefeitura de Ubatuba está com inscrições abertas para as escolinhas esportivas nas modalidades de futebol, basquete e voleibol. As crianças de 7, 8 e 9 anos de idade (categoria fraldinha) e 10, 11 e 12 anos (categoria dentinho) interessadas na prática de futebol podem se inscrever até o dia 8 de março na escolinha de futebol Rubens Salles. O basquetebol feminino e maculino, para crianças de 10, 11 e 12 anos, está com inscrições abertas até o dia 15 de março. Os pais devem levar uma foto 3x4 e o xerox da certidão de nascimento do seu filho.
Diante do grande número de interessados, a escolinha de voleibol feminino terá uma avaliação realizada no dia 4 de março para selecionar as jovens de 10, 11 e 12 anos que pretendem treinar a modalidade durante o ano. A “peneira” ocorrerá no Tubão, às 9h e às 13h. No voleibol masculino, as inscrições estão abertas até 15 de março, com a mesma documentação exigida no basquete. Em todas as modalidades, as crianças que estiverem renovando sua matrícula não precisam levar fotos ou documentos, apenas necessitam preencher uma ficha de renovação. O atendimento para as inscrições está sendo feito das 8h às 12h e das 13h às 17h na sede da secretaria de Esportes, na rua Minas Gerais, s/nº, atrás do ginásio de esportes Tubão. (Fonte: ACS-PMU)

Guarda Municipal atenta ao movimento de volta às aulas

Ubatuba - Com o encerramento do período de férias escolares, a escala operacional de trânsito da Guarda Municipal foi estudada e modificada para atender à demanda de pais e alunos nos principais estabelecimentos educacionais da cidade. A determinação foi feita pelo comandante da corporação, coronel Gilberto do Carvalho. “Com a volta às aulas, nossos guardas estão realizando rondas nas escolas e se preocupando com a travessia dos alunos, nos horários e locais de maior movimento como, por exemplo, a esquina entre as avenidas Rio Grande do Sul e Thomaz Galhardo”, salientou o comandante da corporação.
A Guarda realizou cerca de 300 atendimentos ao público no período compreendido entre 15 e 21 de fevereiro, além de 19 ocorrências solucionadas. Segundo o coronel Gilberto de Carvalho, os principais pontos de circulação de veículos e pedestres continuam sendo monitorados diariamente por agentes municipais. Durante o dia, o corredor da rua Dona Maria Alves, a avenida Professor Thomaz Galhardo e os acessos às praias da área central recebem maior atenção nas rondas das viaturas. À noite, a principal atenção ao trânsito é voltada para a avenida Iperoig. O patrulhamento do patrimônio é realizado por viaturas em todos os prédios da municipalidade. (Fonte: ACS-PMU)

Paralisação de funcionários da saúde compromete atendimento
Sindicato e profissionais de enfermagem querem redução de jornada de trabalho sem a redução de salário

Ubatuba - Teve início na quarta-feira, 20, a paralisação dos funcionários do setor de enfermagem da secretaria de Saúde de Ubatuba. Cerca de 40 funcionários aderiram a paralisação reivindicando a manutenção da jornada de trabalho de 6 horas/dia, sem a redução de salário. O atendimento à população foi comprometido. Muitos pacientes tiveram suas consultas canceladas, que foram agendadas há cerca de 2 meses. O secretário de Saúde, Jurandiau Lovizaro, buscou uma solução para manter o atendimento, com o remanejamento de membros do PSF (Programa Saúde da Família) para os postos de Saúde de diversos bairros e principalmente para o central. A secretaria de Saúde tem 402 funcionários em seu quadro.
Os funcionários da saúde ingressaram no serviço público através de concurso para cumprir uma jornada de trabalho de 8 horas/dia. Há cerca de 10 anos, adotou-se a jornada irregular de 6 horas com vencimentos de 8 horas, inclusive com o recebimento de gratificação, entre outras irregularidades apontadas pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado). Alguns servidores admitidos no concurso de 1999, com carga horária de 8 horas/dia ou 40 horas semanais, acabaram também adotando a jornada irregular de 6 horas/dia. Em dezembro, a Prefeitura determinou aos funcionários da saúde o cumprimento da jornada de 8 horas/dia, para atender a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) e ao TCE. Abriu-se um canal de negociação entre Administração, servidores e Sindicato. Esta paralisação interrompeu a negociação que estava em andamento.
Durante as negociações, a Prefeitura propôs a regularização da carga horária de 6 horas/dia, através de Projeto de Lei. Sindicato e servidores insistiram na redução da carga horária com a manutenção do salário referente às 8 horas/dia e a gratificação. A secretaria de administração manifestou-se contrária à manutenção do salário, o que continuaria na ilegalidade. Dentro das reivindicações, o secretário Lovizaro estava preocupado em atender os servidores, que querem melhores condições de trabalho. Lovizaro entende que estes funcionários recebem uma carga emocional muito grande e merecem ambientes mais saudáveis para o atendimento à população.
A Administração Municipal anunciou que os funcionários que aderiram à paralisação, que dura há dois dias, estarão sujeitos a diversas penalidades. Terão a perda dos dias não trabalhados, inclusive da gratificação. Os funcionários do Estado, na insistência da paralisação, serão colocados à disposição do núcleo Regional de Saúde de Caraguatatuba. O secretário de Saúde considera algumas das reivindicações justas, tais como melhores condições de trabalho, estoque de medicamento e equipamentos que dêem condições para que os servidores possam exercer suas atividades sem pressão. Segundo Lovizaro, o prefeito Paulo Ramos (PFL) não tem medido esforços para não deixar faltar nada à saúde da população. O secretário de Administração, Luiz Marino Jacob, afirmou que esta situação cria uma quebra de isonomia salarial entre esses servidores e o restante do quadro da Prefeitura.
A Santa Casa de Ubatuba acusou um aumento de cerca de 30% no atendimento de consulta médica. A diretoria da Santa Casa atribui este aumento de demanda à paralisação dos servidores municipais da secretaria de Saúde.
Muitos investimentos - Desde o começo da administração Paulo Ramos, o sistema de saúde de Ubatuba vem recebendo investimentos nunca vistos em toda a história do município. Em abril de 2001, o prefeito liberou a verba de R$ 140 mil para dar início as obras de ampliações da Santa Casa. Praticamente, todos os postos de Saúde dos bairros foram reformados em suas estruturas. Foi inaugurado o gabinete odontológico no posto do bairro do Ipiranguinha. Também investiu na compra de duas vans/micro-ônibus Mercedez Benz com 16 lugares cada, para o transporte de pacientes de hemodiálise e outros tratamentos, e diversas ambulâncias Paraty. Tiveram início as obras para a conclusão do anexo I, no Centro de Saúde. Foi alugado um imóvel no bairro do Sertão da Quina para o atendimento médico daquela comunidade. Está sendo criado o projeto de construção de um Hospital-Dia, para a UNIR (Unidade de Saúde Mental), que vem realizando um excelente trabalho à comunidade, com reconhecimento da Regional de Saúde de São José dos Campos, com elogios e recebimento de prêmios por destaque como a melhor Unidade do Vale do Paraíba e Litoral Norte. Recentemente, a Prefeitura anunciou à Santa Casa o aumento do convênio, com repasse de R$ 3 milhões/ano, o maior de toda a história de Ubatuba. Os servidores da UNIR e do Serviço de Saúde Mental que tiveram o término de seus contratos com a Prefeitura por determinação do TCE, foram imediatamente recontratados através de convênio da Administração com a Santa Casa, para que a população não fosse penalizada com a falta de atendimento. Atualmente, a secretaria de Saúde está contratando novos profissionais médicos. Já está em funcionamento o novo Centro Odontológico que aumentará o atendimento de 6% para cerca de 36%, diminuindo a demanda que hoje demora quase um ano. Este novo centro conta com quatro gabinetes odontológicos e dois de especialidades. (Fonte: ACS-PMU)

Caraguá tem projeto de Viveiro Municipal
A implantação do viveiro visa a recomposição da mata ciliar, encostas e outras áreas degradadas, além de arborizar a cidade.

Caraguatatuba - A prefeitura de Caraguá vai fazer um Viveiro Municipal em Caraguá. A secretaria de Meio Ambiente já está viabilizando a implantação do viveiro, que segundo a secretaria de meio ambiente, será implantado em março deste ano e terá a participação de técnicos como geólogos e engenheiros agrônomos para decidir sobre os locais e o tipo de vegetação a ser usada em cada situação.
A implantação do viveiro municipal visa a recomposição da mata ciliar, encostas e outras áreas degradadas, além de arborização em área urbana no município. A intenção até agora, segundo o secretário Auracy Mansano, é implantar o viveiro Municipal no local do antigo viveiro, hoje desativado, no bairro Tinga, que compreende 5 mil m2.
Todo o trabalho desenvolvido no viveiro será realizado em parceria com a secretaria de Educação. A secretaria poderá utilizar o viveiro para educação ambiental. A idéia de implantar um viveiro na cidade partir do prefeito Antonio Carlos que está em busca de apoio ou parceria com o Governo do Estado para a sua concretização. (Fonte: PMC)

Abertas inscrições para Oficinas Culturais da Fundacc

Caraguatatuba - Até o dia 28 de fevereiro, a Fundacc estará com inscrições abertas para as oficinas culturais, em todas as áreas. O início das atividades está previsto para o início de março.
São cursos de violão, jazz, ballet, teclado, bateria, percussão, desenho, teatro juvenil e adulto, dança de rua, dança de salão e lambaeróbica. Essas oficinas acontecem no centro. As inscrições podem ser realizadas na sede da Fundacc, com Juliana, Rose e Mônica, das 9 às 17 horas. Já no Centro Comunitário do Poiares, estarão acontecendo as oficinas de violão(a partir de 10 anos), capoeira, jazz e ballet infantil e juvenil, teatro (de 7 a 14 anos), dança de salão e teclado. No Poiares, as inscrições podem ser feitas com Ivone, também no horário das 9 às 17 horas. O Centro Comunitário fica na Rua Marechal Floriano Peixoto, 567, no Bairro do Poiares, em Caraguatatuba. Os Centros Comunitários do Porto Novo e Perequê-Mirim também estão realizando inscrições. Mais informações na Fundacc - Rua Santa Cruz, 396 centro - telefones - (12) 4225231 e 38839770. (Fonte: Fundacc)

Fundacc presta homenagem às mulheres com espetáculos

Caraguatatuba - A Fundacc - Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba promove em homenagem às mulheres pelo seu dia em 8 de março, duas apresentações artísticas que pertencem ao universo feminino - o grupo de musical "Choronas" e o espetáculo teatral Maria Peregrina, da Cia Teatro da Cidade.
No dia 8, às 21 horas, o Coreto da Praça Dr. Cândido Motta recebe as "Choronas", de São Paulo um grupo formado por quatro musicistas, tocando ritmos da música brasileira: choro, baião, maxixe e samba. Atuando desde 1994, o grupo tem se apresentado em diversos espaços culturais da capital, interior e outras cidades brasileiras. Em 1999 lançam seu primeiro cd - "Atraente", lançado no Centro Cultural São Paulo; em agosto de 2001, participaram da montagem da ópera de Noel Rosa "A Noiva do Condutor", compondo a orquestra feminina de Câmara. Realizaram shows em Lima, no Peru, a convite da Embaixada do Brasil em setembro de 2001 e preparam o novo cd, previsto para setembro, e estão iniciando a tournée com a ópera "A Noiva do Condutor" pelo Brasil, com apresentação em abril no Teatro da Paz em Belém- Pará.
Já no dia 9 de março, às 20h30, no Auditório do Centro Cultural Maristela de Oliveira, sede da Fundacc, acontece o espetáculo teatral "Maria Peregrina", de Luís Alberto de Abreu, direção de Claudio Mendel, da Cia Teatro da Cidade. A entrada é franca e os convites devem ser retirados na Fundacc antecipadamente, no período de 4 a 8 de março, das 9 às 17 horas.
"Maria Peregrina" é um daqueles raros espetáculos que falam direto ao coração, a peça vai além de um tempo passado e de uma personagem cultuada por gente simples; mostra a dimensão humana e seu entrelaçamento com o amor, a amizade, a religiosidade, a família, a ingenuidade e a maldade de alguns, o que coloca o espectador em contato consigo mesmo e com o fato da vida. "Maria Peregrina" utiliza a estrutura do teatro clássico japonês(Nô) para contar a história da santa popular do Vale do Paraíba.
Conhecida como nega do Saco ou Maria do Saco, Maria Peregrina viveu 20 anos nas ruas de Santana, um dos bairros mais antigos de São José dos Campos. Após sua morte em 1964, passou a ser considerada santa popular, e atualmente, faz parte do universo folclórico da região do Vale do Paraíba. Os artistas narram e vivenciam as histórias ao mesmo tempo, no passado e presente. As músicas são compostas por músicas das festas populares e religiosas da região, e os cenários e figurinos inspirados nas obras das figureiras famosas da região. A Cia foi criada em 1990, como grupo estável da Fundação Cassiano Ricardo de São José dos Campos; em 1993 tornou-se independente. Já produziu 14 espetáculos, recebeu prêmios em festivais e mostras, totalizando 400 apresentações com público estimado de 200 mil espectadores.
"Maria Peregrina" viajou pelo interior de São Paulo desde maio de 2000, participou da Mostra Fringe no 10º Festival de Teatro de Curitiba, Realizou mais de 70 apresentações e estreou em São Paulo em setembro de 2001, no TUSP, onde ficou em cartaz por dois meses, recebendo ótimas críticas da imprensa.
A Fundacc fica na Rua Santa Cruz, 396, no centro. Mais informações pelos telefones (12) 4225231/38839770. (Fonte: Fundacc)

Água Viva Coral abre inscrições para novos cantores

Caraguatatuba - O Água Viva Coral está com inscrições para novos cantores que queiram fazer parte desse grupo que vem há anos levando a música a todos os lugares como forma de expressão, e emocionando a todos que o assistem. Para inscrever-se é preciso ter acima de 12 anos, e gostar de cantar. Os interessados devem entrar em contato com a regente Eliana Banheza na Fundacc, que fica na Rua Santa Cruz, 396, centro ou pelo telefone 38839770. (Fonte: Fundacc)

Projeto Guri: A transformação através da música

Caraguatatuba - Através da parceria da Fundacc - Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba e Prefeitura Municipal, o Projeto GURI, iniciativa da Secretaria de Estado da Cultura foi implantado em Caraguatatuba em setembro de 2001. Em dezembro fizeram sua estréia, com 80 integrantes na orquestra e coral, encantando a todos os presentes, na praça Cândido Motta. O Centro Comunitário do Poiares abriga as atividades do projeto GURI em Caraguatatuba. As aulas acontecem às terças e quartas-feiras, das 15h30 às 20 horas. Os alunos poderão aprender a tocar instrumentos de cordas, sopro, bateria e percussão e participar do coral. Os interessados devem inscrever-se com Ariadne de Oliveira Melo no Centro Comunitário, que fica na Rua Marechal Floriano Peixoto, 567, no Bairro do Poiares, em Caraguatatuba.
Mais informações na Fundacc - Rua Santa Cruz, 396, no centro- Caraguatatuba - SP - telefones - (12) 4225231 e 38839770.
O que é o projeto Guri? - O GURI é um dos projetos mais bem sucedidos da área social em todo o país. É um empreendimento sócio-cultural onde a criança e o adolescente são integrados ao mundo da música, visando a formação de orquestras, corais e grupos musicais.
Tudo começou em 1995, na Oficina Cultural Amácio Mazzaropi, no bairro paulistano do Brás, com a participação de 180 jovens. Atualmente são 7.200 crianças e adolescentes, na faixa de 8 a 18 anos, em mais de 30 pólos, aprendendo música. No início, a idéia era simplesmente preencher o tempo das crianças que moravam próximas as oficinas, logo transformou-se em esperança para milhares de jovens, muitos deles internados em unidades da Febem. Hoje, ostentando o Prêmio Multicultural Estadão 2000, na categoria fomento à cultura, o GURI multiplica-se em pólos instalados em favelas, cortiços, clubes, nas mais diversas cidade e bairros.
Na capital, há pólos no Brás, Morumbi, Campos Elísios, Parque D.Pedro, Vila Maria, Centro, Bela Vista, Tatuapé e Campo Limpo. No interior, em Álvares Machado, Américo de Campos, Campos do Jordão, Cubatão, Emilianópolis, Guaratinguetá, Indaiatuba, Jaci, Limeira, MST-Pontal do Paranapanema, Neves Paulista, Osasco, Osvaldo Cruz, Ouro Verde, Pindamonhangaba, Potirendaba, Presidente Bernardes, Presidente Venceslau, Santos, São Roque, São Vicente, Taubaté e Tupi Paulista. A meta é que em cada pólo sejam atendidos 300 alunos. O objetivo é o de afastar estes jovens das ruas, fortalecendo a construção da cidadania integrando-os no processo social, usando a música como meio de transformação, fortalecendo a auto-estima, criando uma nova perspectiva de vida. Em 1999, o projeto GURI gravou seu primeiro CD com os Hinos Nacional, da Indepência e da Proclamação da República. (Fonte: PMC)

História da Dança é tema de workshop na Fundacc

Caraguatatuba - Acontece na Fundacc nos dias 1, 2 e 3 de março de 2002, das 18 às 22 horas, um Workshop de Dança abordando os temas "História da Dança e Ballet de Repertório", ministrado pela bailarina e coreógrafa Mathilde de Souza Mathias. O workshop é interessante para professoras de dança, professores de educação física e bailarinos em geral, e o preço é R$30,00. Os interessados devem entrar em contato com a Fundacc pelo telefone 38839770 para mais informações. A Fundacc fica na Rua Santa Cruz, 396, no centro. (Fonte: Fundacc)

Carta do Leitor

Dengue Não! - A dengue é de fato tragédia anunciada, como proclama a capa da Revista Época desta semana. Combater este mal depende de mudança de comportamento com total responsabilidade do povo e dos governos. Quanto maior o número de doentes, mais difícil é o controle contra a epidemia. Os pacientes podem ficar muito abatidos, com dores de cabeça e nas articulações, febre alta, vômito, manchas vermelhas pelo corpo e sangramento pelo nariz e pela gengiva. A dengue hemorragica pode matar. A fêmea do mosquito Aedes aegypti põe ovos em caixas d´água, latas, pneus, cacos de vidro, etc, com água mais ou menos limpa.
Para se prevenir contra a dengue é necessário também uma atenção especial com o lixo espalhado pelo quintal da casa e nas ruas.
Os veículos de comunicação não cansam de orientar e você já sabe como proceder.
Portanto colabore. Este é um assunto muito sério. Não permita que a tragédia se instale.
Não espere que aconteça com você para entender.

SOMAR
somar@iconet.com.br



Desabafo - Novamente estou aqui para desabafar. Como morador a mais de 15 anos aqui em Caraguatatuba, já vi de tudo o que foi de absurdos aconterem, desleixos e até auto-promoção. A prefeitura adora fazer buracos em plena véspera de temporada para pseudo arrumar a cidade, visto a galeria fluvial que está sendo feita em frente ao Supermercado Shibata (alguém por acaso se lembra quanto tempo faz ?) e pelo que parece está longe de acabar, ou faz aquelas rotatórias absurdas e ridículas, mais parecendo para pura diversão (novamente, antes do Carnaval), mas aquele declive em frente ao lojão do Dé, que sempre que chove, alaga e algum acidente acontece (eu mesmo já sofri um).
Ninguém até agora se preocupou em arrumar. Essas faixas tão lindamente pintadas nas largas e espaçosas ruas de mão dupla de Nossa Caraguá, parecem mais brincadeira. Se você tentar seguir o que foi pintado, das duas uma: ou você leva a porta de algum carro se esta abrir, ou você acaba com o amortecedor do seu carro naquelas micro-lombadas no meio da rua, isso fora os ciclistas.
E o desfile de motos do Ditran então, que gracinha! Pegar bandido e traficante que é bom não dá, é mais difícil, precisa ser especialista ou é obrigação do Governo Federal, então o negócio é multar. Mas agora o pior de tudo é a dengue. Eu moro no Massaguaçú, e atrás dos loteamentos que vem desde o Capricórnio até o Massaguaçu, passa um córrego. Pelo menos era, porque agora mais parece um matagal e o cheiro ultimamente é de esgoto.
Por favor, parem de ficar de brincadeirinha pela cidade e vamos fazer alguma coisa de útil e mais preocupante ainda. Não adianta fazer a Avenida da Praia bonita e esquecer os nossos córregos sujos. Beleza é bom, enche os olhos Sr. Prefeito, mas para nós moradores o Sr. precisa fazer algo, mas não só a faixada. Até breve.

Alexandre Antonakis
Caraguatatuba - SP
mykonos@iconet.com.br


Gianni Parziale CaraSol

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão:
Clique Aqui.

 

Receba as Últimas Notícias do Litoral via e-mail!
e-mail:
Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Leia também as colunas:
Para Refletir
Para Refletir
Margareth Bravo

Opinião

Ronaldo Dias

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor