Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 06 de janeiro de 2003 - Nº 694 Edições Anteriores

Moacyr Colli Junior e Advogados Pousada das Cachoeiras Naturali Garden Center

Litoral Norte:
   Cidades ganham boates itinerantes
   Praias poluídas ficam lotadas no litoral
   Praias Impróprias no Litoral Norte
   Comerciantes transformam rodovias em "feira livre"
   Turistas apóiam venda dos produtos
   DISE realiza operação especial para reprimir o uso de drogas

Caraguatatuba:
   Comerciantes reclamam de esgoto na Martin de Sá
   Moradores da Martin de Sá reclamam do volume excessivo de carros
   Fiscalização na Martin apreende 2.310 produtos de ambulantes
   Temporada faz dobrar preço de porções e bebida vendidos na praia
   Polícia está sem pistas de veículo
   Fundacc recebe projetos culturais para 2003
   Comunidade Santa Terezinha é a vencedora do I Concurso de Presépios
   Fundacc promove Happy Hour na Praça do Caiçara
   Coreto em Sol e leva musica aos quatro cantos da cidade

Ilhabela:
   Caiçara de 99 anos morre em Ilhabela
   Navios levam 5.000 turistas a Ilhabela

São Sebastião:
   Prefeitura de São Sebastião realiza Encontro de Folia de Reis
   São Sebastião conta com 0800 no combate ao comércio irregular
   Ônibus tem reajuste em São Sebastião
   Sabesp leva 2ª multa por esgoto em praia

Ubatuba
   Vereadores de Ubatuba derrubam a cobrança da Zona Azul
   Presidente da COMTUR ameaça parar fiscalização

   Carta do Leitor



Cidades ganham boates itinerantes

Litoral Norte - Os turistas que forem curtir a temporada de verão no Litoral Norte terão mais duas opções de entretenimento --as boates itinerantes Camaleão, instalada em São Sebastião, e Dakota, no Centro de Caraguatatuba.
As duas casas noturnas ficarão instaladas no litoral até o dia 1º de fevereiro. Elas funcionam apenas nos finais de semana. São Sebastião já possui duas boates fixas e Caraguá, uma.
SHOW - Hoje, a Camaleão promove show com o grupo Ultraje a Rigor a partir das 23h30. A boate fica no Centro, tem capacidade para até 1.500 pessoas e conta com três ambientes --pista de dança, bar ao ar-livre e área vip.
"Estamos estudando a possibilidade de ficarmos até o Carnaval. O movimento está dentro das expectativas", disse Júlio César Clarismino, sócio da Camaleão, que funciona de quinta-feira a domingo.
RITMOS - A Dakota irá abrir de sexta-feira a domingo a partir das 23h30 também até o dia 1º de fevereiro. Ela foi instalada na avenida da Praia, no Centro. "São dois ambientes e tocamos todos os ritmos. A partir da próxima semana vamos trazer bandas", afirmou o promoter da Dakota Antônio Carlos Júnior. (Fonte: ValeParaibano)

Praias poluídas ficam lotadas no litoral
Turistas ignoram aviso da Cetesb e tomam banho em praias poluídas do Litoral Norte; dez locais estão impróprios

Litoral Norte - Os turistas lotaram as praias consideradas impróprias para banho no Litoral Norte. O laudo de balneabilidade da Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) constatou poluição por esgoto em dez praias da região (veja quadro abaixo).
Segundo a Cetesb, o motivo da poluição é o excesso de coliformes fecais nas praias. Na temporada aumenta o despejo de esgoto domiciliar sem tratamento na água por causa do intenso movimento de turistas.
A funcionária pública Mirian Legri, de São Paulo, disse que entrou no mar mesmo sabendo que a praia estava imprópria para banho. "Não resisti a tentação e acabei entrando na água por causa do calor. Depois fui procurar uma ducha para tomar banho", disse Mirian.
O comerciante de São Paulo Marcos Brito, que também entrou no mar, afirmou ter ficado preocupado com as condições da praia. "Entrei no mar e depois verifiquei que havia uma placa. Vou procurar outro local para tomar banho de mar com mais segurança", disse.
O cirurgião-dentista Nedécio de Lazari, de São Paulo, disse que a divulgação das praias poluídas não é feita de maneira adequada. "Em toda a extensão da Martin de Sá existe apenas uma bandeira. Muitas pessoas estão na água pois não sabem que está contaminada por esgoto", disse.
RESPEITO - A professora Valdinére Aparecida Maceto, 35 anos, moradora de Mauá (SP), disse que resolveu tomar apenas sol depois que descobriu que a praia estava imprópria para banho.
"Cheguei na praia por volta do meio dia e logo percebi que o técnico da Cetesb estava colocando a bandeira de imprópria. Para não perder o dia, fiquei somente na areia", disse.
O vendedor de sorvetes José Maria Medeiros, 42 anos, disse que a poluição da praia pode atrapalhar as vendas durante a temporada.
"Se a praia permanecer poluída os visitantes vão procurar outro local para o banho de mar. Os comerciantes podem ser prejudicados pois dependem do movimento de turistas para garantir o faturamento", disse Medeiros.
O uso das praias impróprias pode causar várias doenças como micose de pele, cólera e hepatite A. Segundo a Cetesb, as bandeiras que indicam a qualidade das praias são instaladas nos pontos onde é feito a coleta da água para análise de balneabilidade. A maioria das vezes a coleta é realizada somente em um local.
REFORÇO - A Cetesb informou que a partir de amanhã o serviço de análise da água será intensificado. O teste de balneabilidade será realizado três vezes por semana, domingo, quarta-feira e sábado.
Atualmente, a água das praias são recolhidas somente aos domingos e o resultado divulgado na quinta-feira. Na próxima semana, o boletim estará disponível aos domingos, terças e quintas-feira.
A Cetesb informou que está sendo estudada a possibilidade de entregar panfletos orientando as condições das praias ainda neste verão. (Fonte: ValeParaibano)

Praias Impróprias no Litoral Norte

Caraguatatuba
- Indaiá, Centro, Palmeiras, Pan Brasil, Porto Novo e Martin de Sá

Ubatuba
- Iperoig e Itaguá nas regiões centro e bairro

São Sebastião
- Porto Grande e Pontal da Cruz

Ilhabela
- Não há praias impróprias
Fonte: Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental)  (Fonte: ValeParaibano)

Comerciantes transformam rodovias em "feira livre"
Turistas podem adquirir frutas à beira das estradas que cortam o litoral; vendedores garantem que preço é menor

Litoral Norte - As rodovias que dão acesso ao Litoral Norte estão se transformando em "feiras livres" por causa do aumento do número de comerciantes vendendo frutas. Banana, coco verde, cacau, abacaxi, caju, jaca e melancia são alguns dos produtos oferecidos.
O Departamento de Fiscalização do Comércio da Prefeitura de Caraguatatuba informou que a prática é ilegal pois os vendedores clandestinos atuam nas rodovias somente no período da temporada de verão.
Os turistas apóiam o comércio à margem da estrada por causa dos baixos preços dos produtos (leia texto nesta página).
A comerciante Maria Aparecida de Freitas, 62 anos, afirmou ser a primeira vendedora de bananas do bairro Rio do Ouro, às margens da rodovia dos Tamoios, que atualmente já conta com 16 comerciantes. Maria disse que a venda do produto ajuda nas despesas da família.
"Trabalho há mais de 20 anos oferecendo as bananas. Na temporada tenho um lucro satisfatório, que chega a duplicar em relação aos outros meses do ano."
MOVIMENTO - Maria disse que em dias de grande movimento na rodovia chega a vender pelo menos 20 cachos de banana. O valor do produto é de cerca de R$ 5 o cacho.
A vendedora de jaca e mangas Judite Sampaio, 59 anos, trabalha na beira da rodovia Manoel Hipólito do Rego (Caraguá-São Sebastião) há dois anos. A vendedora lucra cerca de R$ 70 em dias de intenso movimento. A dúzia de manga é vendida por R$ 2 e a unidade de jaca a R$ 4.
O vendedor Adriano Rafael de Oliveira, 28 anos, disse que conseguiu driblar a crise do desemprego vendendo produtos na beira de estrada. Ele vende coco verde, cacau, abacaxi, melancia e caju nas rodovias.
"Em média recebo cerca de R$ 200 por dia com o comércio informal." Segundo ele, o preço repassado aos clientes é inferior ao oferecido no comércio.
O chefe do Departamento de Fiscalização do Comércio de Caraguatatuba, Eduardo Machado Castro, disse que a venda de bananas é permitida no trecho de serra da rodovia dos Tamoios somente com autorização municipal.
A prefeitura permite também a venda de caldo de cana na beira de estrada. Machado afirmou que a venda ilegal de outros produtos está sendo monitorada diariamente nas estradas. "Vamos apreender as mercadorias que são clandestinas e cobrar uma multa de R$ 36 para a retirada de cada produto", disse. (Fonte: ValeParaibano)

Turistas apóiam venda dos produtos

Litoral Norte - A educadora Madalena Oliveira, de São Paulo, disse que apóia o comércio informal de alimentos na beira da estrada. "Costumo comprar as bananas que ficam expostas nas rodovias."
Madalena afirmou que os produtos têm um preço inferior comparado aos vendidos sem supermercados.
A copera Vera de Souza, moradora de São Paulo, disse que os produtos abrem o apetite para a compra. Nas viagens, ela costuma comprar frutas.
"São produtos bonitos que despertam o desejo do turista que está passando pelas estradas", disse.
Ela afirmou que apóia as vendas, mas é necessário cautela dos vendedores para não atrapalhar o trânsito. "A venda deve ser feita em uma área distante do acostamento e da pista para não colocar em risco a vida dos motoristas e dos próprios comerciantes", disse. (Fonte: ValeParaibano)

DISE realiza operação especial para reprimir o uso de drogas

Litoral Norte - Policiais da DISE (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), do Litoral Norte, realizaram uma operação especial para prender usuários de drogas, depois de receber diversas denúncias de que os mesmo estavam fazendo uso em qualquer lugar. Eles flagraram e prenderam quatro pessoas portando e usando entorpecentes na última quinta-feira, em São Sebastião.
V.A.S., 19 anos, estudante e residente no Guarujá, foi detida às 16h30 fumando um cigarro de maconha na praia do Deodato, região central de São Sebastião.
Na praia do Guaecá, I.C.G., 21 anos, estudante de São Paulo, também foi pego portando um cigarro da mesma droga.
Às 23h50, no aterro da Rua da Praia, C.V.S., 23 anos, estudante e residente em São Sebastião, foi flagrado pelos policiais usando maconha.
No mesmo horário, na rua Benedito Hipólito Freitas, no Porto Grande, A.G.C.S., 20 anos, auxiliar de escritório e morador de São Sebastião também fumava um cigarro de maconha e foi preso na operação.
Segundo o delegado da DISE, Odair Bruzzos, essa operação foi feita por policiais à paisana visando reprimir o uso de drogas em lugares públicos. “Gostaria de deixar claro que o principal foco da DISE não é esse, mas sim o de reprimir o tráfico, mas não podíamos deixar de atender às reclamações”.
As quatro pessoas autuadas foram presas e liberadas após o pagamento de fiança. (Fonte: Imprensa Livre)

Comerciantes reclamam de esgoto na Martin de Sá

Caraguatatuba - Comerciantes da avenida Marginal, no bairro Martin de Sá, estão reclamando do esgoto doméstico nos banheiros de seus estabelecimentos. Segundo o comerciante Ângelo Ramiro, o esgoto estaria retornando de uma pousada localizada em cima do seu ponto comercial. Ramiro afirmou que o esgoto está transbordando para as ruas laterais do bairro. Wagner Marques, que também tem comércio no local, disse que mandou fechar a saída de esgoto do banheiro para evitar novos vazamentos. A responsável pela pousada não quis comentar o assunto ontem. (Fonte: ValeParaibano)

Moradores da Martin de Sá reclamam do volume excessivo de carros

Caraguatatuba - Moradores do Edifício São Diego e do Condomínio Beira Mar, ambos localizados na orla da praia Martin de Sá, em Caraguatatuba, acionaram a polícia por volta das 13h20 do dia 31, para reclamar da altura do som de alguns carros que estavam estacionados na praia. A Ditran (Direção de Trânsito de Caraguatatuba) em parceria com a Polícia Militar apreendeu seis veículos neste dia.
Segundo populares, o fato que mais marcou esta ocorrência não foi à apreensão dos veículos, mas o fato de cerca de 30 turistas protestarem contra a moradora e também vereadora Leonor Diniz, abaixando as calças para ela.
“Eles estavam arrancando A roupa antes da polícia chegar. Mas o bom é que a PM está autuando e prendendo estas pessoas que abusam do volume do som de seus carros”, diz Leonor Diniz.
Entre os dias 28 de dezembro e 1º de janeiro foram apreendidos dez veículos, número superior ao ano passado, que na mesma época apreendeu somente dois veículos. A maioria dos carros aprendidos era de turistas, sendo que somente um carro tinha placa de São Sebastião e outros de São Paulo e São José dos Campos.
A altura permitida é de 45 decibéis, e a maioria estava acima dos 100 dB, chegando o mais abusado a 126 dB. A lei municipal que regulariza o volume do som é a de nº 1.144 de 1980 e torna legal a multa de R$ 300 e apreensão do veículo.
A fiscalização do som nos carros é uma prática que vem sendo desenvolvida pela Ditran nas últimas temporadas, sendo que esta última operação começou em novembro de 2002. “Este ano a fiscalização está mais intensa porque contando com o apoio da PM. Estamos agindo conforme a lei”, esclarece o diretor da Ditran Celso Rapaci. (Fonte: Imprensa Livre)

Fiscalização na Martin apreende 2.310 produtos de ambulantes

Caraguatatuba - A fiscalização na praia mais badalada de Caraguatatuba, a Martin de Sá começou no dia 20 de mês passado, mas no dia 26 começaram as apreensões de objetos praianos, totalizando 2.310 apreensões até o último dia 2. Número este, menor do que nos anos anteriores, neste mesmo período de temporada.
O chefe da fiscalização do comércio, Eduardo Machado de Castro, explica que no último dia 24 conversou com todos os ambulantes avisando que haveria a apreensão e que todos deveriam vender apenas o material para o qual tinham licença.
Foram apreendidos entre os últimos dias 26 de dezembro e 2 de janeiro, 1.200 cocos, uma prancha de isopor, sete bolas, duas pistolas d’água, 162 óculos, 42 chapéus, 206 pulseiras néon, 4 faixas para cabelo, 19 carteirinhas de artistas e times de futebol, 21 mantas, 32 redes, 45 bóias, 4 arranjos de rosas, 52 baldes, 85 cangas, 4 carteiras, 5 copos de isopor, 197 raízes de sândalos, 3 estátuas de gesso, 64 refrigerantes, 118 cervejas e 29 pães.
Os objetos que estiverem dentro do prazo de validade são doados a entidades carentes da cidade. “Este ano a febre são os óculos, que por terem origem duvidosa e sem precedentes, podem prejudicar a visão de usuários, por isso sua venda não é permitida, assim como o espetinho de camarão”, explica Eduardo Castro.
A presidente da Associação dos Ambulantes, Norma Alves Lima, diz que o maior problema enfrentado por eles, é a concorrência com ambulantes ‘temporários’. “Estamos mais espertos, cada ambulante vigia seu espaço na praia e denuncia, mas como todo dia tem ‘temporários’, a prefeitura autua, não chegando a apreender tudo”.
Três equipes com cerca de 10 profissionais fiscalizam as praias na temporada, sendo fiscais do comércio, da Secretaria de Urbanismo e da Vigilância Sanitária.
A maioria dos ambulantes que trabalha na Martin de Sá vende cachorro-quente, milho verde, coco, canga, sorvete, raspadinhas, entre outros. “Todos que querem vender na praia, têm que ter licença, assim como os redeiros, caminhões de frutas e plantas.”, esclarece Castro.
Artesanato - Há três locais de feiras artesanais em Caraguá - na praça do centro, na praça central da Martin de Sá e na praça do coreto da Massaguaçu. “A única feira legalizada é a do centro da cidade. Temos um cadastro dos artesões da feira da Martin e a feira da Massaguaçu é a única legalizada para os artesãos que chegam na cidade na temporada”, explica Eduardo.
As outras praias de Caraguá começam a ser fiscalizadas neste fim de semana, através de uma parceria entre a Polícia Militar que ajuda a apreender os objetos sem licença. No total, são liberadas 300 licenças de ambulantes, mas estão trabalhando cerca de 240 este ano. (Fonte: Imprensa Livre)

Temporada faz dobrar preço de porções e bebida vendidos na praia
Turistas reclamam de valores cobrados no Litoral Norte; Procon recomenda fazer pesquisa

Caraguatatuba - Os preços dos produtos vendidos nas praias do Litoral Norte chegaram a dobrar desde o início da temporada de verão. Produtos como cerveja, refrigerante e água, além das porções de peixe foram os mais atingidos pela alta.
Para fugir dos preços altos, os turistas estão levando de casa as bebidas e alimentos que serão consumidos nas praias.
O auditor Edson Cunha, 42 anos, de Minas Gerais, disse que o valor da cerveja vendida na praia está muito alto. "Estou levando a bebida de casa e compro apenas os aperitivos, como camarão e peixe, que também estão com os preços elevados", disse.
A secretária de Jacareí Idelma Fernandes disse que gasta pelo menos R$ 8 por pessoa em um dia na praia. Ela estava na companhia de dez familiares.
O gerente Fernando Rocha, 39 anos, de São Paulo, disse que evita consumir os produtos na praia devido aos altos preços.
A coordenadora do Procon de Caraguatatuba, Luci Ferreira, disse que não há fiscalização para controlar os valores das mercadorias vendidas nas praias por causa da livre concorrência dos preços.
Luci afirmou que o turista deve pesquisar antes de consumir o produto. Ele disse que os preços têm que ser fixados em um local de fácil visualização do cliente.
O valor da cerveja vendida na praia varia entre R$ 1,80 a R$ 2,20; refrigerante sai por R$ 1,50; água custa R$ 1 (copo) e R$ 1,50 (garrafa) e o sorvete varia de R$ 1 a R$ 3,50.
O comerciante Josinaldo Gomes disse que teve que reajustar em até 10% o valor das bebidas. O motivo seria o aumento dos produtos nas revendedoras.
Para o comerciante Paulo Souza, 22 anos, não pode ocorrer a redução do valor dos produtos por causa da concorrência. (Fonte: ValeParaibano)

Polícia está sem pistas de veículo

Caraguatatuba - O carro da mulher do diretor do Deinter-1 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior), Antônio Carlos Gonçalves da Silva, furtado no Réveillon, na praia Martin de Sá, em Caraguatatuba, continua sem ser encontrado pela Polícia Civil.
O chefe da Polícia Civil do Vale do Paraíba e Litoral Norte disse que não quer se seu caso seja privilegiado. "Na polícia, não temos privilégio ou proteção", disse Silva.
A mulher do delegado, a perita criminal Geni Lantaler, estacionou o carro e ficou 40 minutos em uma fila na padaria. Ao retornar, o veículo (modelo Gol) não estava mais no local. Segundo ela, o furto ocorreu em frente a uma Base Móvel da Polícia Militar.
O delegado seccional João Barbosa Filho disse que oito carros foram furtados no local e seis foram localizados. (Fonte: ValeParaibano)

Fundacc recebe projetos culturais para 2003

Caraguatatuba - A Fundacc - Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba está recebendo “Projetos Culturais” para o ano 2003. Os projetos devem ser entregues no período de 2 de janeiro a 30 de janeiro de 2003, na sede da entidade, em horário comercial, e ser elaborados em conformidade ao modelo próprio a ser retirado previamente na sede da entidade. Os projetos devem atender as áreas de Artes Cênicas (Oficinas de Teatro - Interpretação nas categorias infantil, juvenil, adulto e Teatro de Bonecos); Artes Plásticas (Oficinas de Desenho; Oficinas de Óleo sobre Tela; Oficinas de Lápis de Cor; Oficinas de Aquarela; Oficinas de Ilustração em Estórias em Quadrinhos); Área de Artesanato (Oficinas de Cerâmica; Oficinas de Entalhe em Madeira; Oficinas de Cestaria; Oficinas de Fibras Naturais e Oficinas de Materiais Reciclados - Construção de Brinquedos e Instrumentos Musicais); Área de Dança (Oficinas de Balé Clássico; Oficina de Jazz; Oficinas de Dança de Salão; Oficina de Dança de Rua; Oficina de Dança Recreativa e Folclórica); Área de Esporte-arte (Oficinas de Futebol Categoria Infanto-juvenil; Oficinas de Canoagem Categoria Infanto-juvenil; Oficina de Vôlei de Praia Categoria Infanto-juvenil; Oficinas de Nado Sincronizado); Área de Folclore (Oficina de Capoeira Angola, Oficinas de Danças e Folguedos); Área de Música (Oficinas de Violão Popular; Oficinas de Teclado; Oficinas de Percussão Popular; Oficinas de Teoria Musical; Oficinas de Canto e Técnica Vocal; Oficinas de Cavaquinho; Oficinas de Bateria); Área de Literatura (Oficinas de Criação e Textos); Área de Cinema/Fotografia e Vídeo (Oficina de Cinema, Oficina de Fotografia, Oficina de Vídeo). Os projetos selecionados serão encaminhados para apreciação do Conselho Deliberativo da Fundacc, que devem analisar e aprovar aqueles que atenderem os propósitos institucionais e financeiros da entidade.O período de contratação dos cursos e oficinas ocorrerá entre 20 de fevereiro de 2003 a 20 de dezembro de 2003.As Oficinas e Cursos serão desenvolvidos nos locais indicados e definidos posteriormente pela Fundacc. A Fundacc fica na Rua Santa Cruz, 396, no centro - tel : 12 3883 7555/3883 3990/3883 3727. (Fonte: Fundacc)

Comunidade Santa Terezinha é a vencedora do I Concurso de Presépios

Caraguatatuba - O I Concurso de Presépios do Caraguá Praia Shopping que teve por finalidade premiar com R$ 5 mil reais entidades assistenciais já tem os vencedores: em primeiro lugar Comunidade Santa Terezinha, em segundo, Centro Espírita Amor e Caridade e em terceiro, Instituto Pró+Vida “São Sebastião”. Eles receberam respectivamente R$ 2.500,00; R$1.500,00 e R$1000,00 em equipamentos. Os presépios ficaram em exposição desde o dia 9 de dezembro no piso superior do Caraguá Praia Shopping, e através do voto popular, foram sorteados 3 pessoas que ganharam vale compras no valor de R$ 200,00 a serem retirados durante o m6es de janeiro de 2003: Edson Ribeiro Pacheco, de São Vicente, Edite Fapi, de São Paulo e Rosa Gonçalves, de Caraguatatuba. (Fonte: Fundacc)

Fundacc promove Happy Hour na Praça do Caiçara

Caraguatatuba - Os turistas que estiverem passeando pelo centro da cidade em Caraguatatuba e os moradores após o trabalho já tem destino certo: Happy Hour na Praça do Caiçara, no centro da cidade.
A Fundacc - Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba promove de 8 de janeiro a 27 de fevereiro, sempre às quartas e quintas-feiras, durante a temporada de verão, Happy Hour na Praça do Caiçara, no Pólo Cultural Profª Adaly Coelho Passos, sempre a partir das 18 horas.
São grupos e músicos solistas com estilos e repertórios variados: MPB, Jazz, Rock, Pop, Reggae, entre outros. Confira os grupos que estarão se apresentando no projeto: Ivan Mendes e Giselle; Banda Revival; Almir Clemente; Marília e Teclados; José Maria e Giselle ( Tributo a Vinícius de Moraes); Fabian Del Rio; Quarteto de Trombones do Litoral; Grupo Arsis, entre outros. (Fonte: Fundacc)

Coreto em Sol e leva musica aos quatro cantos da cidade

Caraguatatuba - A Praça Dr. Cândido Motta, já conhecida dos turistas e moradores de Caraguatatuba, como ponto de encontro para se apreciar música popular brasileira, jazz, e chorinho da melhor qualidade em todo o Litoral Norte já tem programação para esta temporada e estende-se para outros bairros da cidade. A Fundacc - Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba promove a partir do dia 10 de janeiro, o Projeto Coreto em Sol, que acontece às sextas, sábados e domingos, a partir das 21 horas, com os melhores grupos musicais regionais apresentando-se no Coreto da Praça no Centro e também nos coretos do Massaguaçu, Porto Novo e Perequê- Mirim.
No coreto do Centro, a programação é de que às sextas-feiras, o repertório seja mpb, jazz, rock, reggae, forró; aos sábados, o chorinho rola solto, com grupos de São Paulo e Vale do Paraíba. Aos domingos, a Banda Municipal Carlos Gomes, anima as noites com seu repertório variado, transformando a praça num grande salão de baile. Nos coretos dos bairros, os shows acontecem aos sábados, com grupos de estilos variados proporcionando também às comunidades mais distantes e aos turistas, diversão e entretenimento de qualidade. (Fonte: Fundacc)

Caiçara de 99 anos morre em Ilhabela

Ilhabela - A comerciante Christina Mendes Pinto, 99 anos --considerada uma das mais antigas caiçaras do Litoral Norte--, morreu anteontem à tarde, em sua casa em Ilhabela, vítima de câncer no útero e no pâncreas. Ela foi enterrada ontem pela manhã no Cemitério Municipal.
Christina ficou conhecida em Ilhabela por ter instalado a primeira padaria no centro da cidade, atualmente gerenciada por um de seus netos.
"Ela gostava muito da profissão e de atender os clientes atrás do balcão. Ela sentia falta disso desde que parou de trabalhar", afirmou o filho de Christina, Delcides Mendes Cardeal, 72 anos.
A filha da comerciante, Deize Cardeal De Tullio, 74 anos, disse que a mãe também era conhecida pelo trabalho filantrópico que fazia com os carentes.
Segundo Deize, Christina completaria 100 anos no próximo dia 19. "Infelizmente isso acabou não acontecendo. Mas, vamos nos lembrar dela através de uma missa em sua memória, que será celebrada no dia do seu aniversário." (Fonte: ValeParaibano)

Navios levam 5.000 turistas a Ilhabela

Ilhabela - Três navios cruzeiros aportaram em Ilhabela na manhã de ontem. As embarcações estão atracadas no canal de São Sebastião junto ao píer da Vila, na região central do município.
Os navios Island Escape, Costa Tropicalle e Costa Clássica, que têm um público nacional e internacional vão ficar na cidade até hoje com horários de saída às 2h, 13h e 15h, respectivamente.
O número de visitantes é de cerca de 5.000 pessoas. A previsão da Secretaria do Turismo é que um público em torno de 3.500 passageiros passearam pela cidade.
Durante a temporada de verão, está programado a visita de um total de dez navios cruzeiros até o dia 3 de abril.
A prefeitura mudou o sistema viário da região central da cidade durante a permanência dos turistas. A rua Padroeira estará interditada no sentido norte do município.
O motorista terá que utilizar ruas de acesso como Washington Luiz e Sete de Setembro. A rua Padroeira estará liberada no sentido sul, onde o motorista terá ainda como alternativa a rua Dr. Carvalho. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeitura de São Sebastião realiza Encontro de Folia de Reis

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião realiza nesta segunda-feira, dia 6, às 21 horas, no pátio da secretaria de Turismo, Esportes e Cultura, situado na Rua da Praia, o Encontro de Folia de Reis. Estarão participando as folias Benedito Furtado Leite, do Pontal da Cruz e do Morro do Abrigo.
A realização do evento está inserida num projeto maior da Prefeitura, que tem como objetivo o resgate e a preservação das tradições caiçaras. “O Folclore é a essência de um povo. Devemos incentivar o cultivo de nossas raízes, pois quem as conhece e preserva pode até perder valores materiais, mas jamais permitirá o desaparecimento de sua identidade”, explica o secretário de Turismo, Esportes e Cultura, José Cardim de Souza.
A folia de reis representa uma forte influência do costume europeu- português na cultura caiçara. Em São Sebastião, cada grupo social tem seu folclore, o que lhe confere uma identidade coletiva e um sentido de vida.
A Folia de Reis do Morro do Abrigo, que surgiu na década de 70, por exemplo, é formada por pessoas vindas de Minas Gerais, Parati e Boa Esperança, que após o natal, costumam sair em peregrinação pelas casas com máscaras de palhaço.
Já Folia de Reis de Benedito Furtado Leite perpetua a tradição dos colonizadores portugueses. O grupo, formado por cinco pessoas, possui violas, cavaquinho, violino, e pandeiro e percorre a cidade cantando na porta da casa de conhecidos.
Música na Rua - No sábado, a Prefeitura realiza Música na Rua, com a banda Forró Saracote, às 21 horas, na Rua da Praia, centro. (Fonte: PMSS)

São Sebastião conta com 0800 no combate ao comércio irregular

São Sebastião - São Sebastião, litoral norte de São Paulo, conta com o telefone 08007725307 disponível para denúncias de comércio irregular, que serão centralizadas na Defesa Civil.
O 0800 faz parte uma ação integrada de fiscalização e combate ao comércio ilegal, iniciada no mês passado, que envolve diversas áreas da administração pública, polícias militar, civil e florestal e organizações como associações de bairros.
Desde o dia 21 de dezembro, seis barracas estão montadas nas praias de Juquehy, Camburi, Boiçucanga, Maresias, Guaecá e Cigarras, onde mais de 60 fiscais trabalham em períodos de revezamento, diariamente, das 10horas, seguindo até às 3horas da manhã, em bairros onde apresentam problemas no período noturno, como Maresias, Juquehy Camburi e Boiçucanga. A ação também conta com a participação dos ambulantes regulares e dos próprios moradores.
Além do 0800, a estrutura também dispõem de rádios de comunicação, telefones celulares nas barracas (que recebem as informações da central 0800) e veículos que também são utilizados pela fiscalização volante.
“Nós ainda estamos ajustando alguns pontos falhos na ação e estamos investindo no sistema de comunicação, para que possamos abranger a comunidade como um todo e, com o 0800, a pessoa poderá denunciar irregularidades (seja de comércio clandestino ou irregulares, na área de obras, meio ambiente ou sanitária, por exemplo) de qualquer parte do município”, disse o Secretário Municipal da Fazenda, Luiz Leite Santana.
Mesmo estando em fase experimental, entre os dias 21 de dezembro até às 18 horas de ontem, foram realizadas 61 apreensões, desde alimentos perecíveis, redes, bebidas, entre outros. “Na verdade, o válido nesta ação não é o número de apreensões, pois a gente considera que quanto menos produtos forem apreendidos, melhor está sendo a eficácia da operação”, explicou Santana.
Os alimentos perecíveis recolhidos pela fiscalização são doados para entidades filantrópicas do município.
Esta medida será rotina de trabalho da fiscalização nos feriados prolongados e alta temporada.
Ambulantes cadastrados - Atualmente, há em São Sebastião cerca de 500 ambulantes cadastrados, mas este número chega a triplicar na alta temporada.
A ambulante Rosângela Aparecida Alves, disse que “os caixeiros”, como são chamados os ambulantes sem licença, invadem as praias e causam grande prejuízo aos ambulantes legalizados.
“Hoje, em Maresias, há 54 comerciantes cadastrados como ambulantes, mas na temporada nós dividimos o espaço da praia com mais de 100 caixeiros”, disse, exemplificando que, já nesta temporada, enquanto ela não vendeu nenhuma garrafa de água em um dia, o caixeiro havia vendido oito caixas. Rosângela ainda disse que ante do Natal chegou a passar três finais de semana trabalhando com a mesma caixa de refrigerante de 24 unidades. “Por isso, nós iremos apoiar esta ação e esperamos que a fiscalização seja mais atuante”, concluiu. (Fonte: PMSS)

Ônibus tem reajuste em São Sebastião

São Sebastião - A tarifa dos ônibus urbanos de São Sebastião passou a custar a partir de domingo R$ 1,70. O reajuste médio de 21% foi autorizado ontem pela prefeitura. O preço da passagem, que era de R$ 1,40, estrou em vigor na meia noite de domingo.
As linhas que fazem a ligação do centro para as praias da Costa Sul também sofrerão reajuste. A tarifa do itinerário centro - Boracéia passa de R$ 3,20 para 3,60.
No sentido centro-Boiçucanga, o passageiro passa a pagar 2,60, sendo que o valor cobrado hoje é de R$ 2,30. A passagem do centro até Maresias vai de R$ 2 para R$ 2,30. De Boiçucanga a Boracéia, o preço subirá de R$ 2 para 2,30.
Segundo o gerente de planejamento da empresa de ônibus Autoviass, Fernando Resende, o índice do reajuste foi justo.
"Este novo valor será o ideal para a empresa cobrir as despesas. O aumento era necessário devido ao aumento dos combustíveis.", disse Resende.
A Autoviass tem uma frota de 66 ônibus que transporta 507 mil passageiros por mês.
UBATUBA - A prefeitura de Ubatuba informou ontem que está terminando o estudo da planilha de aumento encaminhado pela empresa Costamar. O índice de reajuste nas passagens será definido na próxima semana. (Fonte: ValeParaibano)

Sabesp leva 2ª multa por esgoto em praia

São Sebastião - A Defesa Civil de São Sebastião interditou ontem um trecho de 350 metros do rio Juqueí, costa sul, contaminado por um vazamento de esgoto da tubulação da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), ocorrido durante a madrugada de sábado.
A empresa foi autuada em R$ 4.000 pela prefeitura --a segunda multa do mesmo valor aplicada em dois dias contra a Sabesp.
A interdição do rio Juqueí, que deságua na praia batizada com o mesmo nome, ocorreu sábado por volta das 9h.
Sexta-feira, a Defesa Civil também interditou uma área de 80 metros quadrados da praia de Barequeçaba, costa sul do município, devido a um vazamento no "ponto de visita" (rede de esgoto) da Sabesp.
Na manhã de sábado, moradores do bairro Barequeçaba proprietários de casas de veraneio fizeram um protesto contra a Sabesp. Eles colheram assinaturas para um abaixo-assinado.
Na segunda-feira, a Secretaria do Meio Ambiente de São Sebastião vai notificar a Sabesp para explicar as causas do vazamento em uma semana. "Eles terão que apresentar um plano de contigência. Do contrário, vamos denunciar o caso ao Ministério Público", disse o secretário do Meio Ambiente, Nivaldo Simões.
Nenhum representante da Sabesp de São Sebastião foi localizado na tarde de ontem pelo ValeParaibano para comentar as duas multas aplicadas pela prefeitura. (Fonte: ValeParaibano)

Vereadores de Ubatuba derrubam a cobrança da Zona Azul

Ubatuba - Os vereadores de Ubatuba, derrubaram na sexta-feira, em sessão extraordinária, a lei que permitia a cobrança pelo estacionamento em várias praias da cidade. A lei foi derrubada por 7 votos a 2. A cobrança da Zona Azul era o principal ítem de reclamação de turistas e moradores.
Votaram contra a cobrança os vereadores Eduardo César, autor do projeto, Domingos dos Santos, Charles Medeiros, Maurício dos Santos, Marcos Francisco, Ricardo Cortes e Osmar Souza.
Foram favoráveis os vereadores João Mazieiro e Ricardo Barbosa. Não compareceram à sessão, Andrade Henrique e Gerson de Oliveira. O vereador Samuel dos Santos sai na hora da votação e o presidente da Câmara, Rogério Frediani, não votou.
A lei que permite a cobrança de estacionamento nas praias está em vigor desde 1997 e prevê que parte do dinheiro arrecadado pela Comtur (Companhia Municipal de Turismo), que administra os serviços, seja investido na melhoria dos locais onde é efetuada a cobrança, assim como na contratação de uma empresa de seguros que dê garantias aos proprietários dos veículos estacionados de ressarcimento, em caso de furtos ou danos aos veículos.
Foi justamente na falta de cumprimento dessas determinações legais que o vereador Eduardo César, se baseou para apresentar o projeto que revoga a autorização de cobrança, que atualmente é de R$ 3.
Para César, a arrecadação é imoral e a apresentação do projeto atendeu aos pedidos que ele recebeu de moradores indignados com a cobrança, que até o último dia 23 de dezembro não acontecia aos proprietários de carros com placas de Ubatuba.
A alegação da Comtur para estender a cobrança aos moradores do município ia contra a própria lei que regulamenta o serviço, que não faz distinção dentre os que devem pagar pelo estacionamento.
O vereador Charles Medeiros, favorável ao fim da cobrança, justifica sua posição dizendo que o turista, ou morador, paga pelo estacionamento há anos e, apesar da espera, não vê melhorias nos locais onde se estaciona. “As pessoas não reclamam de pagar; eles questionam a falta de investimentos na melhoria dos locais, como a Praia Grande, que vive esburacada”, afirmou.
Na opinião do vereador Domingos dos Santos, falta transparência nas contas apresentadas pela Comtur, o que seria, segundo ele, mais um motivo para o fim da cobrança.
Já o vereador Ricardo Barbosa, se disse contrário ao projeto de extinção pelo menos até o fim da temporada. “Acabar com a taxa é promover o desemprego de mais de 200 pessoas que estão trabalhando nas praias.
Se for para discutir isso depois da temporada serei a favor da paralisação, mas não agora. Sei que falta investimento por parte da Comtur, mas também não podemos deixar tantas pessoas sem emprego” declarou.
Queda de braço - Durante o dia toda, na sexta-feira, uma verdadeira batalha de bastidores foi travada entre o vereador Eduardo César, que faz parte do grupo de oposição ao prefeito Paulo Ramos, e a direção da Comtur. Enquanto César articulava junto aos demais legisladores para convencê-los a votar favorável ao projeto, o presidente da Companhia Municipal, Luis Antônio Bischof, juntamente com outros diretores, enviaram um comunicado ao presidente da Câmara, Rogério Frediani e acionistas da empresa, que é de economia mista, onde 51% das ações pertencem à prefeitura e 49% a empresários locais.
No documento, o presidente apresentou uma série de problemas que o fim da cobrança pode provocar, como a demissão de funcionários, o fim do controle de vans e ônibus de turismo que chegam à cidade e, por fim, o fechamento da companhia, já que mais de 70% da receita da empresa é proveniente da cobrança.  (Fonte: Imprensa Livre)

Presidente da COMTUR ameaça parar fiscalização

Ubatuba - A Câmara de Ubatuba aprovou na última sexta-feira o projeto que cancela a cobrança de Zona Azul nas quatro praias do município: Tenório, Maranduba, Lagoinha e Praia Grande.
A cobrança de Zona Azul é feita pela Comtur (Companhia Municipal de Turismo). Cada veículo paga R$ 3 para estacionar por até 12 horas. A proposta, de autoria do vereador Eduardo César (sem partido), depende de sanção do Executivo para entrar em vigor.
"Na segunda-feira, mando parar a fiscalização de Vans, ônibus e ambulantes, cancelo o contrato com os 10 salva-vidas e fecho o Centro de Informações Turísticas de Iperoig. A Comtur vai ficar sem receita", disse Luiz Bischof, presidente da Comtur. (Fonte: ValeParaibano)

Carta do Leitor

Estacionamento em Caraguá - Na qualidade de morador do LITORAL NORTE, mas propriamente em Ubatuba, Maranduba, tenho por obrigação profissional que freqüentar praticamente todos os dias a cidade de Caraguatatuba, para os afazeres como bancos, compras e outras coisas, cidade essa da qual também gosto muito.
Gostaria de deixar registrado através desta carta e deste conceituado informativo, um protesto contra o mal uso dos espaços de estacionamento nas vias públicas.
Trata-se do uso desordenado pelas motos, bicicletas e automóveis. Exemplo: em frente ao Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal é impossível andar até a pé, de tantas bicicletas jogadas pelo chão. Entendo que é possível os engenheiros da DITRAN estudarem alguma forma de organizar os estacionamentos da cidade, demarcando os espaços para automóveis, motos e bicicletas. O importante é ter lugar para estacionar, e a cidade tem muito, mas as motos e bicicletas tiram o lugar de dois ou três automóveis para ficar mais perto de onde o condutor vai. Logo, aquele que desrespeitar a sinalização estabelecida, seria multado.
Dou aqui uma sugestão: inicio e fim de rua, ou esquina, começaria com lugares para 4 (quatro) motos e 6 (seis) bicicletas, em seguida lugares para carros. Assim em uma rua curta, teriam no mínimo estacionamento para 16 motos e 24 bicicletas o restante ficaria para os automóveis, caso a rua seja mais longa no seu comprimento seria criado outros espaços para motos e bicicletas, e não custa nada o condutor seja lá do que for, andar um pouquinho, o que lhe faria muito bem pra saúde.
Com relação ao trafego das bicicletas na contra mão de direção, aproveito para dizer que valeu a intenção de proibir os ciclistas deste ato perigoso e de desrespeito ao motorista de automóveis, mas infelizmente só ficou na intenção, recomendo atitudes mais enérgicas para o caso, antes que seja tarde.

Wilson Roberto Cheachirini
Maranduba, Ubatuba


Futuro Promissor - Em sessão extraordinária da Câmara Municipal de Ubatuba, do último dia 03, foi apreciado o projeto de Lei de autoria do vereador Eduardo César que dispõe sobre a revogação da Lei que institui a cobrança de estacionamento nas praias do município.
Na véspera, dia 02, a Comtur envia e-mail ao Sindicato de Hotéis Restaurantes Bares e Similares, e também para 73 hotéis e pousadas convocando os empresários a comparecerem na sessão da Câmara para cobrar dos vereadores a rejeição ao projeto de Lei do vereador Eduardo César. Esse e-mail leva a assinatura de Antonio Luis Bischof e Claudino Velloso Borges Neto. Convocados também jovens que trabalham na Zona Azul na tentativa de causarem impacto com sua presença numerosa.
Antonio, presidente da Comtur, afirma que a aprovação do projeto decretaria a extinção da Comtur, e isso implicaria entre outras coisas: " paralisação da fiscalização de ambulantes, retorno dos flanelinhas, fechamento do centro de informações turísticas, fim da parceria com a Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Policia Militar, Fundart, Associação Comercial, Sindicato de Hotéis, Associação de Pousadas, retirada dos sanitários da Praia Grande..."
Os ambulantes estão ai vendendo tudo, de bugigangas a comida; os flanelinhas não retornarão porque nunca foram embora e continuam em atividade crescente ameaçando e intimidando em numero cada vez maior; o Centro de Informações esta em local inacessível; a parceria alardeada não existe pois os "parceiros" não compareceram ao plenário para manifestar sua solidariedade; que saiam os sanitarios de gosto duvidoso e cafona da Praia Grande dando lugar a outros, de estetica e beleza a altura daquela praia.
No plenario abarrotado não havia nem mesmo um dos 73 empresários convocados para dar apoio a Comtur e ao Sindicato de Hotéis Restaurantes Bares e Similares. Os funcionários da Zona Azul, trajando seus coletes amarelos, após ouvirem as explanações dos vereadores Eduardo César e Charles Medeiros renderam-se a realidade dos fatos e se calaram.
Os autores da convocação ficaram sozinhos e o projeto de Lei foi aprovado para satisfação de todos os presentes.
Declaração de Antonio, presidente da Comtur, logo após o término da sessão a um jornal: "na segunda feira mando parar a fiscalização de vans, ônibus e ambulantes, cancelo o contrato com os 10 salva-vidas e fecho o Centro de Informações turisticas..."
Para vigorar o projeto de lei tem que ser sancionado pelo Executivo, que atento aos acontecimentos e preocupado em fomentar o turismo no município certamente, dará seu parecer favorável.

Ezio Pastore Junior
Ubatuba, SP


Parece que Ubatuba ainda tem jeito - Há muito tempo deixei de acreditar em política, e principalmente nos políticos, mas ao assistir a sessão extraordinária da Câmara Municipal de Ubatuba na última sexta-feira, que aprovou a suspensão da cobrança de estacionamento pela COMTUR, minha opinião mudou.
Em Ubatuba sempre ocorreram coisas estranhas como decisões absurdas, perseguições políticas, arbitrariedades inexplicáveis, e não tínhamos a quem recorrer, a quem reclamar. O "poder" imperava absoluto, mandava e desmandava a torto e a direito, e ninguém podia fazer nada.
Até os políticos, que foram eleitos para defender o povo, se rendiam a pressão do "poder".
Mas nesta última sessão da Câmara, as coisas parecem ter mudado. O que se ouvia nos bastidores era que a COMTUR sairia vitoriosa, continuaria sua cobrança nas praias, e quem não estivesse satisfeito poderia reclamar com o Bispo (se é que adiantaria alguma coisa).
Mas não foi isso que aconteceu.
O que aconteceu foi que os vereadores, principalmente os que votaram contra a cobrança, deram um show de civismo, cidadania, defendendo o interesse do município como nunca visto. Conseguiram se fazer entender até para os "amarelinhos" (funcionários da COMTUR) que foram convocados as pressas para fazer pressão em favor da COMTUR.
Eduardo Cezar, Charles Medeiros e Domingos dos Santos se destacaram, mostrando a realidade nua e crua da COMTUR, e conseguiram convencer os "amarelinhos" que a empresa mista COMTUR, se bem administrada e bem dirigida, poderia gerar empregos fixos, e não apenas por dois meses por ano.
Destacou-se também a maturidade e ponderação do presidente da casa, Rogério Frediani, ao aprovar a votação naquele dia, contrariando pedidos de adiamento da votação.
O clima após a votação foi de justiça feita!
A Lei existe para ser cumprida, e ninguém, por mais poderoso ou beneficiado que seja, pode passar por cima da Lei.
O meu sentimento com relação aos políticos mudou. Sinceramente, senti orgulho dos vereadores que votaram contra a cobrança de estacionamento da COMTUR. Senti que há esperança de uma Ubatuba melhor.
Vamos acreditar. Parece que Ubatuba ainda tem jeito!

Lourival da Silva
Ubatuba, SP

 


 Foto do Dia:
Escuna no Itaguá
Ubatuba
Escuna no Itaguá
© Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Clique Aqui para acessar o arquivo de Fotos Publicadas

 
Gaivota FM
Participe você também com seu cometário, crítica ou sugestão no programa
Estação Ubatuba c/ Tony Luiz
De segunda a sexta das 12 as 14 hs na Gaivota FM 104.9
Sempre com entrevistados diários e variados, falando sobre todos os temas
Ligue 3833.5550


 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui.


Museu Caiçara Cooperativa Educacional Ubatuba Ubatuba

As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  idenficação do autor.


GRÁTIS!!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:
Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:
Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:


Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor