Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Terça-feira, 07 de janeiro de 2003 - Nº 695 Edições Anteriores

Moacyr Colli Junior e Advogados Pousada das Cachoeiras Naturali Garden Center

Litoral Norte:
   Secretário pode mudar comando da polícia se mortes na região não caírem
   Sobe número de praias impróprias no Litoral Norte
   Cetesb fiscaliza hoje estações da Sabesp para detectar origem de esgoto em praias
   Sabesp diz que problema será sanado
   Câmara revê gastos no Litoral Norte

Caraguatatuba:
   Quadrilha rouba residência e acaba presa em Caraguá
   Policiais Militares de Caraguá sofrem intoxicação alimentar
   Rouge fez bonito em Caraguá no dia último dia 4

Ilhabela:
   Iniciada obras de cobertura para quadras de Escolas em Ilhabela

São Sebastião:
   Falta d’água continua e agora atinge a Costa Norte
   Barequeçaba permanece interditada
   São Sebastião põe 16 radares fotográficos
   Prefeitura pode proibir realização de festas ‘Raves’

Ubatuba
   Ubatuba intensifica fiscalização de alimentos para proteger turista
   "Ubatuba vai virar um caos sem a COMTUR", afirma Bischof
   Igreja do Ipiranguinha terá calçadão
   Alternativa de acesso ao Ipiranguinha
   Bela Vista ganha asfalto em 3 ruas
   Limpeza geral de vias públicas

   Carta do Leitor




Secretário pode mudar comando da polícia se mortes na região não caírem

Litoral Norte - A Secretaria de Segurança Pública do Estado divulgou ontem que o Litoral Norte teve um aumento de 67,40% no número de homicídios dolosos no ano de 2002, comparado a 2001. Caraguatatuba é a cidade que registrou maior crescimento, 113,33%. Foram 15 assassinatos em 2001 e 32 em 2002. As estatísticas se referem aos meses de janeiro a setembro.
Ilhabela teve aumento de 100%, mas o número de casos é o mais baixo da região. Uma pessoa foi morta em 2001 e duas em 2002. Em São Sebastião foram registrados 19 casos em 2001 e 26 em 2002, representando 42,11%. Em Ubatuba, foram 11 casos de homicídio em 2001 e 16 em 2002, uma variação de 45,45%.
A Secretaria de Segurança Pública avalia os resultados por região. O Litoral Norte faz parte da chamada Deinter (Delegacia do Interior) ou CPI 1, que abrange 39 municípios, incluídos os do Vale do Paraíba.
Considerando toda esta CPI 1, o índice de assassinatos caiu 1,5%, em relação a 2001, mas a meta do Estado era 10% de redução. São José dos Campos registrou 29,53% de queda nos casos. Em 2001 foram 193 homicídios e 136 em 2002.
Com base nesse dado, o secretário da Segurança Pública, Saulo de Castro Abreu Filho, disse que irá exigir dos comandos das polícias Civil e Militar maior empenho para baixar as estatísticas de homicídios.
“Se a meta de 10% não for cumprida durante este novo ano, poderá ser mudado o comando das polícias”, disse ontem por meio de sua assessoria de imprensa.
Neste ano, Saulo de Abreu dará prioridade a treinamento de policiais e investimento em tecnologia.
Em março, o Estado encaminhará à Assembléia Legislativa três projetos voltados a planos de carreira para extinção de categorias e criação de outras, incluindo aumento de salários. Ele também quer prioridade no setor de inteligência da polícia.
O secretário garantiu que a polícia estará recebendo o que há de mais moderno em tecnologia ainda no começo deste ano. Serão comprados equipamentos israelenses, americanos e franceses.
Em dois anos o secretário espera esvaziar todas as carceragens de delegacias. Segundo ele, os prefeitos têm de colaborar indicando terrenos para construção dos CDPs (Centro de Detenção Provisórias). A intenção é instalá-los em lugares afastados dos centros populacionais. IMP

Sobe número de praias impróprias no Litoral Norte

Litoral Norte - O número de praias impróprias no Litoral Norte aumentou para 12, segundo boletim divulgado ontem pela Cetesb (Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental). Na última análise, 11 praias foram reprovadas para o banho.
A Cetesb analisa amostras de água de 75 praias no Litoral Norte. O teste de balneabilidade é feito semanalmente.
Em Caraguá, foram reprovadas as praias Centro, Indaiá, Pan Brasil, Palmeiras e Porto Novo. A novidade foi a saída da Martin de Sá da lista.
Em Ubatuba, o quadro não foi alterado --permanecem impróprias Iperoig e Itaguá.
Já em São Sebastião, o número de praias reprovadas dobrou. Até a semana passada, estavam inadequadas Porto Grande e Pontal da Cruz. Na análise mais recente, foram desaprovadas também São Francisco e Arrastão.
Ilhabela permanece sem praias impróprias.
A Cetesb orienta que os turistas respeitem a sinalização com bandeira vermelha que indicam poluição da praia. (Fonte: ValeParaibano)

Cetesb fiscaliza estações da Sabesp para detectar origem de esgoto em praias
Sabesp tem que apresentar plano contra acidentes; Barequeçaba e o rio Juqueí, em São Sebastião, permanecem interditados

Litoral Norte - A Cetesb (Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental) vai vistoriar a partir de hoje 19 estações de tratamento da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) instaladas no Litoral Norte. O objetivo é identificar a origem dos vazamentos de esgoto ocorridos na região e evitar novos casos.
A vistoria foi decidida depois de um vazamento de esgoto no final de semana que atingiu a praia de Barequeçaba e o rio Juqueí, na costa sul de São Sebastião. As áreas foram interditadas pela Defesa Civil e também serão vistoriadas hoje (leia texto nesta página).
Além de determinar a fiscalização, a Cetesb solicitou ainda da Sabesp um Plano de Contingência para acidentes referentes a esgoto.
Segundo a assessoria de imprensa da Cetesb, nos últimos dias, foram registradas várias reclamações de problemas relacionados a vazamentos de esgoto nas cidades litorâneas. Só no domingo, foram registradas 12 reclamações.
A Cetesb vai verificar a hipótese das estações não estarem comportando o aumento no volume de esgoto devido à temporada.
Em São Sebastião, o trabalho será realizado principalmente nas estações próximas às praias de Boiçucanga, Barequeçaba, Cigarras e Juqueí. Em Ubatuba, os alvos da vistoria serão às unidades próximas das praias de Iperoig e Itaguá e, em Caraguá, a Martin de Sá.
A companhia ainda não definiu os locais de fiscalização em Ilhabela.
A Cetesb informou que poderá notificar a Sabesp caso sejam encontradas irregularidades nos sistemas de esgotos. O trabalho ainda não tem prazo para ser concluído e será feito com o reforço de três técnicos ambientais de Taubaté.
O secretário de Meio Ambiente de Caraguatatuba, Auracy Mansano, disse que a vistoria é necessária pois o risco de vazamento de esgoto aumenta durante a temporada. O motivo seria o maior número de turistas.
O laudo de balneabilidade divulgado pela Cetesb ontem apresentou aumento do número de praias impróprias. A Martin de Sá, considerada a mais movimentada de Caraguatatuba, foi liberada para o banho. Até a semana passada, a praia estava com a bandeira vermelha (leia texto nesta página).
ESGOTO - A presidente da Associação de Moradores do bairro do Juqueí, Regina Paiva, disse que a entidade pretende encaminhar um ação judicial contra a Sabesp por causa do vazamento de esgoto.
Ela afirmou que o rio Juqueí deságua direto na praia, colocando em risco a saúde dos banhistas.
"Esse problema causa vários transtornos aos moradores. Temos que conviver com o mau cheiro de esgoto todas as vezes que ocorre vazamento", disse.
O prefeito Paulo Julião (PSDB) não foi localizado ontem para comentar o assunto. (Fonte: ValeParaibano)

Sabesp diz que problema será sanado

Litoral Norte - A superintendência da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) do Litoral Norte informou que todos os problemas referentes a vazamentos são solucionados de imediato, "evitando transtornos para a comunidade".
Nos bairros de Barequeçaba e Juquehy, em São Sebastião, uma queda de energia interrompeu o funcionamento do poço, causando o vazamento, segundo a companhia.
A assessoria da empresa informou que, no período de grande movimento de turistas, pode ocorrer problemas de vazamento devido a instalações irregulares.
Segundo a companhia, as redes de esgoto domiciliar clandestinas oferecem mais risco de problemas. (Fonte: ValeParaibano)

Câmara revê gastos no Litoral Norte

Litoral Norte - As novas mesas diretoras das Câmaras de Caraguatatuba e São Sebastião vão adotar medidas de contenção de despesas visando a construção de novas sedes para o Legislativo das duas cidades.
Além de diminuir o número de funcionários, os novos presidentes querem economizar nas contas de água, luz e energia elétrica.
Em Caraguatatuba a meta é garantir no fim deste ano um saldo de R$ 380 mil, que representa 10% do orçamento anual da Casa, de R$ 3,8 milhões.
O novo presidente, Wilson Gobetti (PPS), disse que pretende modificar o sistema de gratificação concedida aos 40 funcionários. Ele afirmou que a forma como a bonificação será oferecida ainda não foi definida.
"A idéia é oferecer um serviço mais ágil. Os funcionários que colaborarem com esta proposta serão valorizados", disse.
Já a Câmara de São Sebastião espera economizar R$ 3,6 milhões durante os próximos dois anos. O novo presidente, Marcos Leopoldino (PSDB), exonerou 13 pessoas quando assumiu, em 1 de janeiro.
"Vamos contratar aos poucos, estabelendo extremo rigor na aplicação de recursos com o objetivo de economizar", afirmou Leopoldino. Ele disse que o orçamento anual da Câmara é de R$ 6 milhões. (Fonte: ValeParaibano)

Quadrilha rouba residência e acaba presa em Caraguá

Caraguatatuba - Uma quadrilha foi presa na manhã de ontem em Caraguatatuba acusada de ter roubado objetos de uma casa de veraneio na noite de domingo. As duas vítimas teriam sido ameaçadas com revólveres e obrigadas a entregar todos os objetos pessoais.
Um dos cinco integrantes da quadrilha foi descoberto depois de ter sido identificado na rua e mais tarde reconhecido na delegacia depois da prisão. Uma das vítimas chamou a Polícia Militar, que seguiu o suspeito até o encontro com o restante do grupo, em uma casa alugada na cidade.
Segundo a Polícia Civil, as vítimas, os irmãos J.F. e A.F., foram rendidos anteontem às 23h, dentro de casa, no bairro Martin de Sá. Sob ameaça, as vítimas entregaram todos os objetos pessoais e de casa.
A PM prendeu Júnior César Faria, 19 anos, Fábio de Souza Santos, 18 anos, Adriano Batista da Silva, 20 anos, T.P. e J.H.B.S., ambos de 17 anos. Todos são moradores de São José dos Campos.
Os objetos roubados foram deixados em um terreno baldio e recuperados pela polícia. O grupo não tinha antecendente criminal e a polícia ainda não sabe se os suspeitos teriam roubado outras casas. Foram apreendidos dois revólveres calibre 38.
Segundo o delegado Fábio de Carvalho Joaquim, os adolescentes estão à disposição da Vara da Infância e da Juventude e os três adultos estão presos na Cadeia Pública da cidade. (Fonte: ValeParaibano)

Policiais Militares de Caraguá sofrem intoxicação alimentar

Caraguatatuba - Dezessete policiais militares que fazem parte do reforço de verão, em Caraguatatuba, foram levados à Santa Casa no último domingo, depois de apresentarem sintomas de intoxicação alimentar, provavelmente devido ao jantar servido pela prefeitura, no sábado.
Os policiais apresentavam náuseas, dores abdominais e mal-estar, foram medicados, mas não ficaram internados.
Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Caraguatatatuba, a refeição que tinha no cardápio, arroz, feijão, almôndegas com molho de tomate ou carne moída e purê de batatas foi servida para mais de 200 pessoas, entre Policiais Militares, Rodoviários e do Corpo de Bombeiros.
A assessoria disse ainda que os motivos do incidente já estão sendo apurados, e que a causa pode ser uma alimentação fora da servida no quartel, já que somente alguns dos 200 que receberam a refeição tiveram problemas.
O capitão da Polícia Militar de Caraguatatuba, Valter Padulla, também diz não poder afirmar que o jantar tenha causado o mal-estar dos policiais. “Vários outros policiais comeram e não sentiram nada” conta o capitão. Ele diz ainda que “foi algo passageiro. Inclusive esses policiais já estão trabalhando”.
A alimentação é preparada por merendeiras da Prefeitura de Caraguatatuba, transportada em “hot box”, que são caixas térmicas, e servida a esses policiais na Escola dos Pescadores, próxima ao Corpo de Bombeiros, das 19h até a meia-noite.
Uma PM feminina que não quis se identificar contou que vários policiais já estavam reclamando da comida desde a semana passada.
A tenente médica, Isabel Gareta, diz que o problema pode ter sido causado no trato com a alimentação. “Essa comida fica lá durante cinco horas e temos que ver como ela é tratada durante esse período, pois a má conservação pode trazer problemas”.
Em reunião ontem pela manhã, com o prefeito de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva, o capitão Valter Padulla decidiram que daqui a três dias os policiais vão receber vale refeição no valor de R$ 4,50 para comerem onde quiserem.
Enquanto isso, os PMs estão almoçando em um restaurante pago pela prefeitura, desde domingo. (Fonte: Imprensa Livre)

Rouge fez bonito em Caraguá no dia último dia 4

Caraguatatuba - No último dia 4 de janeiro, as meninas da banda Rouge, cantaram e encantaram um público de mais de 6 mil pessoas. O show aconteceu na Praça de Eventos na Avenida da Praia (Rua Dr. Artur da Costa Filho), no centro de Caraguatatuba. A estrutura montada em plena região central de Caraguá, teve lotação máxima e supriu as expectativas de todos. Os fãs presentes variaram entre crianças, adultos, homens, adolescentes e senhoras. O show começou às 21h e além de terem cantado os famosos hits de seu CD, como "Raggatanga" , as cantoras Aline, Fantine, Karin, Luciana e Patrícia executaram clássicos da música internacional. As meninas interpretaram a música Roxxane (The Police), e o clássico dance da década de 70, "To be Real". Durante o show, a Rouge enbanjou simpatia e agradeceu o público várias vezes durante o show. Uma das últimas músicas que apresentaram também foi "Anastácia", do grupo O Rappa. Para tristeza dos fãs, o grupo vocal encerrou sua estadia em Caraguá, precisamente às 22h30.
Quem esteve presente no show, não deu a mínima para a incômoda chuvinha,que não deu trégua. Apesar disto, a performance das meninas foi extraordinária e o mau tempo não prejudicou em nenhum instante às muitas pessoas que conseguiram até improvisar capas e guarda-chuvas. Valeu tudo para ver o grande sucesso nacional, as meninas "Pop Stars". (Fonte: Caraguá Music 2003)

Iniciada obras de cobertura para quadras de Escolas em Ilhabela

Ilhabela - Nesta segunda, 06, o Prefeito Manoel Marcos, o Secretário da Educação Antonio Cornélio e as diretoras das escolas Maria Gema (Barra Velha), Eva Esperança (Água Branca) e Waldemar Belizário (Itaguassu) estiveram na Escola Maria Gema dando início às obras para cobertura das quadras das três escolas, que deverá ser entregue em 60 dias.
A verba para a as obras foram obtidas através de intervenção do Prefeito Manoel Marcos junto ao FDE (Fundo para Desenvolvimento da Educação) que liberou o valor de R$ 40 mil para a APM de cada escola.
“Para os alunos e também a comunidade a quadra é o único espaço disponível para a prática das atividades esportivas curriculares, além de local de realização de eventos. Com a cobertura, as atividades poderão ser realizadas tanto em dias de chuva ou de muito sol”, afirma Professor Cornélio.
Em um pequeno discurso, o Prefeito Manoel Marcos reafirmou a importância do investimento na educação e foi elogiado pelas diretoras presentes pela atenção que ele tem dado as escolas estaduais. “Fiquei surpresa ao ver o ótimo relacionamento da prefeitura com as escolas. Esta parceria não acontece em qualquer lugar”, afirmou a Diretora da Escola Waldemar Belizário, Maria Teresa Fernandes, que se mudou há alguns meses para a cidade.
A Diretora da Escola Eva Esperança Silva, Maria de Lourdes Polato Gonçalves, também agradeceu ao Prefeito Manoel Marcos e a equipe da Secretaria Municipal da Educação, que constantemente tem atendido seus pedidos.
O Prefeito Manoel Marcos aproveitou a visita à escola Maria Gema, para conferir a nova pintura das salas de aula, feitas com verba repassada pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal da Educação.
“As salas já estão preparadas para receber os alunos neste ano letivo. Além disso, os banheiros masculino e feminino dos alunos estão sendo reformados com verba arrecadada na Festa da Primavera, organizada pela escola”, afirma a Diretora Edina Paula Rosa Teixeira que também agradeceu ao Prefeito e ao Secretário da Educação e fez elogios, entre eles, referentes à merenda escolar. (Fonte: PMI)

Falta d’água continua e agora atinge a Costa Norte

São Sebastião - A falta d’água continua atormentando os moradores de algumas regiões do Litoral Norte. Desta vez a reclamação vem do bairro da Enseada, ainda em São Sebastião.
Recentemente moradores de outros bairros da cidade tinham reclamado a respeito do assunto e diziam que o fato vinha ocorrendo corriqueiramente desde o início da temporada, pouco antes do Natal.
Na Enseada, o problema é o mesmo. Segundo um morador que não quis se identificar, essa falta d’água tem causado grandes transtornos, já que eles só tem água em um determinado período do dia. “Nunca sabemos quando vamos ter água, geralmente não temos no período das 23h até às 6h, mas hoje, (ontem) por exemplo, são 11h30 e não temos uma gota” e completa: “Quando atrasamos o pagamento da conta, que já é alta, eles cobram juros, mas quando falta água, eles dizem que não há nada errado e que não podem fazer nada”.
O comerciante Valdir Milanez, da rua Manoel de Moraes, no mesmo bairro, diz que falta água todos os dias à noite, mas depois ela volta com muita força. “A água retorna com tal força que já tive até prejuízos com o meu encanamento”.
Segundo a moradora da rua Benedito Firmino Costa, Maria dos Navegantes Rodrigues Duarte, todos os dias eles enfrentam esse problema. “Às 4h, quando meu marido levanta para ir trabalhar, já não tem água e só volto a ter um pouco depois das 16h, até por volta das 18h, quando aproveito para tomar banho e guardar um pouco de água”.
Maria diz ainda que o valor da conta no fim do mês a revolta. “Este mês a minha conta foi de R$ 76,57 e acho impossível gastar tanto somente em duas horas por dia”.
A turista de São Paulo, Bete, veio para passar o Réveillon na Enseada, mas ficou somente dois dias. “Ficava sem água o dia inteiro, não agüentei e fui passar o meu Ano Novo em outro lugar”.
O mesmo problema era enfrentado em Caraguatatuba, na praia Martin de Sá e na região sul da cidade, do Barranco Alto até Perequê Mirim, mas segundo o vereador Anderson Bertocinni, após reclamar junto à Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado), o abastecimento foi normalizado no dia seguinte, 1º de janeiro.
“Os moradores vinham me falar que estavam sem água principalmente após o dia 28. Quando reclamei, no outro dia já estava tudo normal. Parece até que eles fechavam os reservatórios de propósito, pois como arrumaram tudo tão rápido?”, questiona o vereador.
A Sabesp se defende e segundo sua assessoria de imprensa, esses problemas são isolados, já que não teriam sido registradas anormalidades nessas regiões. “Não tenho reclamações dessas áreas e deve-se verificar se isso ocorre em todo bairro ou em alguns lugares restritos, já que os reservatórios estão todos cheios”.
A assessoria da empresa diz ainda que o grande número de pessoas nessa época pode provocar essa falta d’água e que as pessoas devem ligar para a Sabesp e fazer as reclamações. “Pedimos aos usuários que liguem, reclamem e se identifiquem, pois assim a Sabesp pode mandar pessoal especializado até a casa e verificar o problema”, completa a assessoria.
Os usuários podem fazer suas reclamações junto a Sabesp pelo telefone 195, ou no Fale Conosco do site www.sabesp.com.br. (Fonte: Imprensa Livre)

Barequeçaba permanece interditada

São Sebastião - A Defesa Civil de São Sebastião decidiu ontem manter interditada uma área de 80 metros quadrados da praia de Barequeçaba devido ao vazamento de esgoto ocorrido no último final de semana. O problema teria acontecido ma madrugada de sábado no "posto de visita" (rede de esgoto) da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo).
Segundo o presidente da Defesa Civil, Luiz Figueiredo, a área deve continuar interditada por tempo indeterminado, pois ainda há resíduos do vazamento na praia.
"Constatamos que existe risco de contaminação das pessoas mesmo não havendo mais vazamento no local", disse.
Figueiredo afirmou que fará hoje uma avaliação no trecho de 350 metros do rio Juquehy, que também foi interditado por causa do mesmo problema. O rio deságua na praia do Juquehy.
A Sabesp foi multada pela Prefeitura de São Sebastião em R$ 4.000 devido aos vazamentos. (Fonte: ValeParaibano)

São Sebastião põe 16 radares fotográficos

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião vai instalar na próxima sexta-feira 16 radares fotográficos e duas lombadas eletrônicas na cidade. O objetivo é inibir a ação dos motoristas alcoolizados na cidade.
Uma lombada eletrônica será instalada na avenida do Arrastão e outra na avenida Guarda Mor Logu Viana, que dão acesso às principais praias da cidade. As lombadas servirão para controlar a velocidade do motorista.
A assessoria de comunicação da prefeitura informou que os radares e as lombadas estarão funcionando em caráter experimental até o Carnaval.
No início de março, se elas forem aprovadas, os equipamentos poderão funcionar em definitivo na cidade.
A cidade já teve radares no centro em anos anteriores durante a temporada, que foram retirados no final do verão.
Os radares serão instalados em oito lugares diferentes, sendo que apenas seis foram divulgados pela prefeitura. Os radares serão colocados nos bairros São Francisco, Portal da Olaria, Pontal da Cruz, Porto Grande e na avenida Corrêa da Silva.
O limite máximo que o motorista pode andar, no centro da cidade é de 40 quilômetros por hora e nos bairros 50 quilômetros por hora. A assessoria de comunicação não informou o valor dos gastos com a instalação. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeitura pode proibir realização de festas ‘Raves’

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião está estudando a possibilidade de proibir a realização de festas raves na cidade. A medida pode ser tomada para que festas como a que aconteceu em Maresias na passagem de ano não se repitam.
A festa Rave Party on the Cliff incomodou moradores de Maresias, na Costa Sul de São Sebastião, com a aglomeração de pessoas e o som alto que durou mais de 24 horas.
De acordo com o prefeito Paulo Julião, os organizadores já foram multados, porque a festa não possuía autorização e o caso será encaminhado para o Ministério Público.
No último final de semana, uma festa rave que seria realizada no sertão de Barra do Una, também na Costa, foi proibida pela prefeitura.
O prefeito ainda disse que o motivo para proibir tais realizações, não é quanto às festas, e sim, à falta de estrutura dos organizadores.
Segundo ele, não existe a possibilidade de aprovação de um evento desse porte num local aberto, sem acústica adequada.
“A partir do momento que uma festa passa a interferir e atrapalhar a comunidade, não deve mais acontecer”. Para que uma festa seja autorizada, ela precisa acontecer em um local fechado, onde a acústica não ultrapasse o local da realização.
Ele conta que a rave de Maresias só foi realizada porque os fiscais não conseguiram o apoio policial para a operação.
Paulo Julião acredita que, devido à movimentação no dia do Revéillon, a polícia não estaria presente e deste modo os fiscais estariam expostos a riscos.
O prefeito ainda comentou que a fiscalização já sabe quem são os idealizadores dessas festas e portanto está intensificando o trabalho dos fiscais.
A administração da cidade deve discutir com o Conselho Municipal de Turismo a possibilidade da proibição dessas festas na cidade. “Se percebermos que o fim dessas festas é o melhor para a comunidade, iremos proibi-las. Assim, ninguém vai precisar solicitar a permissão da prefeitura, porque não poderão mais ser realizadas.
Paulo Julião disse que esse tipo de festa não é compatível com o turismo da cidade. Segundo ele, a cidade precisa oferecer lazer e entretenimento, mas isso desde que não incomode e atrapalhe o lazer de outras pessoas.
O prefeito comenta que a administração não está de olho somente nessas festas aleatórias. Ele diz que algumas casas noturnas da Costa Sul podem ser interditadas se continuarem com alguns procedimentos irregulares.
Um deles é a abertura do local em determinado momento da madrugada para que um número de pessoas maior do que o permitido freqüentem o local. A maioria também deveria encerrar as atividades por volta das 5h e continuam abertas até as 8h.
O secretário da Fazenda, Luis Leite Santana, disse que não vai liberar o alvará para essas festas porque os locais onde costumam ser realizadas oferecem perigo aos próprios participantes. Ele comenta que na festa de Maresias houve um início de incêndio que, caso aumentasse, comprometeria cerca de 4 mil pessoas, principalmente porque era de difícil acesso.
“A prefeitura é responsável pelo bem comum, portanto não pode liberar a realização de festas que não possuam autorização de todos os órgãos da prefeitura e bombeiros. Sou favorável às festas desde que estejam de acordo com a legalidade”, finalizou. (Fonte: Imprensa Livre)

Ubatuba intensifica fiscalização de alimentos para proteger turista

Ubatuba - Para contribuir com a segurança do turista, a Vigilância Sanitária e a Prefeitura Municipal de Ubatuba intensificaram a fiscalização nos 90 quiosques, 250 restaurantes e 400 vendedores ambulantes de alimentos. Ao todo, são 20 agentes que fazem a vistoria.
Antes de comercializar os produtos, os vendedores ambulantes precisam possuir a licença da prefeitura que só é concedida depois que eles passam por um treinamento da vigilância. De acordo com a nutricionista da Vigilância Sanitária de Ubatuba, Cláudia Rafaelli Nascimento, os ambulantes aprendem os conceitos básicos de higiene com o treinamento.
Durante a fiscalização, os agentes verificam as condições de higiene dos alimentos e conferem a licença que precisa ser renovada todos os anos. Esse mês eles receberão um selo de garantia que atesta a qualidade. São 20 itens fiscalizados. Entre eles estão:
- A temperatura dos molhos e da água que mantêm os alimentos cozidos;
- A condição do óleo utilizado nas frituras, que é medida por uma fita que verifica o nível de saturação da gordura;
- O manuseio dos alimentos.
- A venda de ostras não cultivadas e amendoins está proibida devido ao alto risco de intoxicação. A vigilância alerta também para alguns alimentos que são perigosos para serem consumidos na praia, como: espetinho de camarão, hot-dog, sanduíche natural e pastel.
Mais informações você acompanha no Band Cidade, o telejornal regional da TV Band Vale. O Band Cidade é exibido em duas edições: às 12h30 e às 19h. (Fonte: Band Vale)

"Ubatuba vai virar um caos sem a COMTUR", afirma Bischof

Ubatuba - Extinção da Comtur (Companhia Municipal de Turismo) e instalação de caos em Ubatuba. Segundo o presidente da empresa, Luis Antonio Bischof, essas são as principais conseqüências da aprovação do projeto que determina o fim da cobrança de taxa de estacionamento nas praias, ocorrida na última sexta-feira, em sessão extraordinária. Com o fechamento da companhia, serviços como controle de entrada de vans e ônibus de turismo e promoção de eventos deixarão de ser realizados. "Ubatuba vai virar um caos. Os flanelões voltarão, não haverá controle e o município deixará de prestar serviços de orientação aos turistas que nos visitam", afirmou.
Sobre a aprovação do projeto por sete votos a dois, Bischof, mais uma vez, ressaltou se tratar de uma perseguição pessoal do vereador Eduardo César (sem partido),contra ele e que o município é quem pagará por isso. "É picuinha, e a cidade é quem vai sofrer. Teremos mais de 180 pessoas desempregadas e deixaremos de dar andamento a projetos importantes, como a vinda de navios de turismo e linha regular de avião, que significam o aquecimento do turismo na baixa estação", declarou.
O prefeito Paulo Ramos de Oliveira disse por meio de sua assessoria que não iria se pronunciar sobre o projeto aprovado. No entanto, o presidente da Comtur informou que já se reuniu com Oliveira que garantiu o veto ao projeto, o que deverá ocorrer em no máximo 15 dias.
Como após o veto, a lei deverá voltar para apreciação do legislativo para que o ele seja mantido ou derrubado, a expectativa é que a situação esteja definida em, no máximo, 30 dias. Até lá, Bischof espera arrecadar nas praias o suficiente para o pagamento das dívidas já firmadas pela companhia. "Caso a Comtur venha a fechar e não consigamos pagar tudo o que devemos, o que restar será rateado entre os acionistas, que arcarão com os gastos, que serão proporcionais aos percentuais de cada um. No caso da prefeitura, ela custeará com o referente aos 51% das ações que possui", declarou.
Ele não soube dizer se o prefeito irá interceder junto aos vereadores para que mantenham o possível veto. Mas, deixou claro que irá pessoalmente tentar fazer com que os legisladores entendam que a lei trará prejuízos ao município.
Sobre a possibilidade dos serviços realizados pela Comtur serem assumidos pela Secretaria de Turismo, o presidente da Companhia disse que não acredita que seja viável. "A secretaria só tem duas pessoas: o secretário, Sérgio Carvalho, e um assessor. Eles estão há oito meses na pasta e não apresentaram nada. Não teriam condições de assumir tudo isso", afirmou.
Sobre a declaração dada por Bischof, Carvalho disse que o presidente foi infeliz em sua fala. "Se fosse para questionar sobre número de pessoas, poderíamos dizer que apesar de ter mais gente, a Comtur não apresentou tudo o que se esperava dela. Mas não quero ficar trocando farpas pela imprensa. Não quero confusão", ressaltou. Carvalho falou, ainda, que os projetos já estão em andamento. "Ele se esqueceu que as câmeras na avenida Iperoig já estão instaladas e foi um projeto nosso. Além disso, o surf noturno já está em fase bastante adiantada e em breve Ubatuba ganhará uma mídia importante como o primeiro município do país com surf noturno", destacou.
Quanto a assumir os serviços da Comtur e uma possível cobrança de zona azul nas praias, caso seja apresentado um novo projeto que restitua a cobrança, o secretário disse que aceitaria, desde que houvesse condições de bem gerenciar os recursos arrecadados. "Não poderia dizer que não aceitaria. Pelo contrário, a receita gerada pelo estacionamento é importante, como é importante a boa aplicação desses recursos, pois a lei deve ser respeitada. Sabemos que as pessoas não ligam em pagar, mas querem ver o investimentos desse dinheiro em melhorias, o que não ocorre hoje", disse.
Uma demonstração de que existem pessoas que não se importam de pagar pelo estacionamento. É o caso da engenheira Silvia Oliveira Bretcher, de Jundiaí, que disse frequentar há muito Ubatuba. "Não é problema pagar, o problema é que não temos garantias. Se tivermos o carro roubado ou furtado não há ressarcimento", declarou.
A opinião é compartilhada pelo comerciante Augusto Fonseca, de Guarulhos, que disse que ficaria mais tranqüilo se tivesse a certeza que não teria problemas com o carro. "Temos de pagar, é justo. Não é justo a falta de garantias. Além disso, já estava na hora de a Praia Grande ser asfaltada", afirmou. (Fonte: EP/Imprensa Livre)

Igreja do Ipiranguinha terá calçadão

Ubatuba - A Igreja Nossa Senhora de Fátima, no Ipiranguinha, terá ao seu lado uma área de lazer com a mudança de um trecho da rua Madre Sofia em calçadão. A urbanização da área vem sendo realizada pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Obras com projeto da Secretaria de Arquitetura e Urbanismo e inclui parque infantil, bancos , jardins e iluminação. A decisão sobre a destinação do espaço foi adotada durante reunião de representantes da Paróquia, da Sociedade Amigos do Bairro do Ipiranguinha - SABI com o prefeito Paulo Ramos. “ A igreja ganha um local para receber melhor os fiéis e um ponto para reunir as crianças do bairro” afirma o padre Dislau Nurczayk, nascido na Polônia que está em Ubatuba há 8 meses.
Marcelino Lopes, vice presidente e Antonio Messias, diretor da SABI, acompanham os trabalhos da Prefeitura e dizem que esta é uma conquista da população somente viabilizada graças a sensibilidade do prefeito que tem se mostrado empenhado em criar áreas de uso público principalmente em bairros populosos desprovidos desse equipamento urbano. No Vale do Sol, bairro ao lado, a Prefeitura vem aterrando uma área para campo de futebol. (Fonte: ACS-PMU)

Alternativa de acesso ao Ipiranguinha

Ubatuba - A pavimentação da rua Minas Gerais e trecho da rua das Promessas vai permitir que o bairro tenha um novo acesso à rodovia Oswaldo Cruz. Foram asfaltados 3.450 m2 de pista com 575 m de extensão. Com essa obra, será desviado parte do tráfego que congestiona a rua da Cascata onde foi feita a duplicação e aumento da capacidade da linha de tubos para evitar alagamentos. Dentro da programação da Secretaria de Obras está previsto o asfaltamento da Rua Babaçu, com 298 m, no Bosque dos Coqueirais , de acesso à creche do bairro. No Parque dos Ministérios o asfalto vai beneficiar a rua defronte a Escola Madre Glória e no bairro da Marafunda estão programadas as ruas Salomão José de Oliveira, José Pedro e Manoel da Rocha Filho. (Fonte: ACS-PMU)

Bela Vista ganha asfalto em 3 ruas

Ubatuba - Depois da rua Francisco Levino Alves que foi pavimentada na mesma oportunidade da entrega da ampliação da Escola “Prof. Joaquim Luiz Barbosa”, a Prefeitura conclui no última final de semana idêntico serviço em outras duas ruas paralelas. O material utilizado é asfalto pré-misturado a frio com base de pedra 2 com acabamento de capa asfáltica. Já estão em fase adiantada os entendimentos para uma parceria dos moradores com a Prefeitura para construção de calçadas. A rua Ari Vieira, na Estufa II foi recuperada e iníciada a terraplanagem na rua Bangu onde futuramente, também em parceria. serão construídas as sarjetas para receber o asfalto. (Fonte: ACS-PMU)

Limpeza geral de vias públicas

Ubatuba - A Secretaria de Obras vem promovendo, desde segunda-feira, dia 6, a limpeza geral das vias públicas compreendidas no trecho que vai desde o Trevo do Indaiá até a Praia Grande. É um dos mais importantes corredores de tráfego da cidade formado pelas avenidas Abreu Sodré, Av. Iperoig, Leovegildo Dias Vieira e Capitão Felipe. De acordo com o Secretário de Obras, Jeriel Rocha, os serviços compreendem retirada de entulho, limpeza, capinação e pintura de guia. A próxima etapa vai atender o sentido Praia Grande em direção ao centro tanto nas ruas internas como na rodovia Rio -Santos. “ É o esforço da Prefeitura para apresentar uma cidade limpa para o morador e para o turista”, afirma o secretário. (Fonte: ACS-PMU)

Carta do Leitor

Falta d´água - Apesar do esforço da SAPA-Sociedade Amigos de Paúba junto a SABESP, na busca de uma solução para o abastecimento de água em Paúba, esse bairro está sem água e as gestões que estão sendo realizadas tem sido insuficientes e ineficazes.
O sistema que abastece o bairro de Paúba atualmente é precário, mal gerido e de qualidade questionável.
Há dois anos, às margens da Rio-Santos, entre Maresias e Paúba, está construído o reservatório de água que supostamente, abastecerá os bairros de Paúba e Maresias. Ao lado desse reservatório, grandes placas do governo do Estado.
Infelizmente, isso nos faz concluir que esse tipo de intervenção do governo visa outros fins, em detrimento ao serviço à população.
A SABESP não conseguiu abastecer o bairro de Paúba no momento que é mais necessário; na alta temporada, onde os hotéis e pousadas estão cheios e quando os usuários que pagam pelo serviço o ano inteiro mais precisam de água.
É inconcebível que uma população de cerca de 4.500 pessoas, situada no eixo de maior importância econômica do país, no ano de 2003, não tenha abastecimento de água. Os que mais sofrem são os moradores que não tem condições de terem caixa d´água e bomba de sucção para captar a singela oferta de água que a SABESP nos disponibiliza.
Infelizmente, os que conseguiram dar um “jeitinho”, ou seja, instalar uma grande cisterna, ou puxar um cano direto do rio, ou uma bomba para a caixa d´água, foram privilegiados. Os que apostaram em uma solução coletiva estão sem água.
A SAPA - Sociedade Amigos de Paúba sempre foi parceira do poder público no que se refere às questões de saneamento básico. Atualmente estamos empenhados em ajudar a Prefeitura de São Sebastião a viabilizar um Plano Comunitário de Melhoria (PCM). Entretanto, ficamos sem argumentos quando orientamos os proprietários do bairro a aderirem ao contrato no valor de R$2.000,00, se esses não recebem nem mesmo o serviço mais básico: a água.
É extremamente frustrante para a SAPA, que sempre foi parceira da SABESP e que admira muito seus funcionários, enviar uma carta com esse teor, mas infelizmente parte da população do bairro de Paúba não tem como dar descarga no vaso há três dias.
Atendendo às solicitações de seus associados, a SAPA deverá nos próximos dias realizar manifestações públicas e junto aos meios de comunicação, denunciando o descaso com que a SABESP e o Governo do Estado vêm tratando a comunidade no que se refere ao abastecimento de água e lamentando publicamente mais um aniversário da obra e da placa.

Teo Balieiro - Presidente da SAPA
Sociedade Amigos de Paúba
São Sebastião - SP


Nunca me senti tão ridicularizado - Sinceramente, ao ler a declaração do presidente da Comtur: "Na segunda-feira, mando parar a fiscalização de Vans, ônibus e ambulantes, cancelo o contrato com os 10 salva-vidas e fecho o Centro de Informações Turísticas de Iperoig. A Comtur vai ficar sem receita", publicada no Litoral Virtual, para mim particularmente, o melhor veículo de informações de nossa região, senti-me humilhado ao constatar a enorme mesquinhês, incompetência, ignorância e não sei mais o que acrescentar, as declarações de um elemento que desfrutando de um cargo de extrema importância como PRESIDENTE DE UMA COMTUR, que tem por obrigação zelar pelo desenvolvimento turístico da cidade, pelo bem estar, pela segurança, pelo conforto e entretenimento dos turistas e da própria população, declarar que irá mandar na segunda feira paralisar a fiscalização de vans, , ônibus, camelôs, salva vidas e fechar o centro de informações turísticas, pelo simples fato de ter sido rejeitado pelos nobres vereadores que defenderam na Câmara a vontade de toda uma população, demonstrando total imaturidade e desinteresse pelas conseqüências advindas deste ato aos mais interessados que são, os turistas, e a própria população de Ubatuba.
PARABÉNS SENHORES VEREADORES QUE TIRARAM A PELE DE CORDEIRO QUE ENCOBRIA O LOBO QUE SE ESCONDIA POR BAIXO DELA.
Já que começaram, e diga-se de passagem, MUITO BEM, com o apoio de toda a população, não devem parar, pois tem muitos outros lobos da matilha que também devem ser revelados.
O mais interessante disto é que ao escrever esta carta, observava meus netos brigando entre si no jardim e um deles dizia: "já que você tirou meu pirulito, não deixo mais você brincar com meu caminhãozinho e nem com o meu trenzinho". SERÁ QUE CABE A ANALOGIA?

Davi Cavalheiro
Ubatuba, SP


IPTU contribui com Inflação - Em excelente artigo, recente, Francisco Marcos Figueiredo e Thaís Porto Ferreira apontam a pressão dos preços administrados (incluindo, IPVA, IPTU e taxa de água e esgoto, telefonia, energia elétrica, planos de saúde, pedágio, derivados de petróleo) sobre o índices de inflação, particularmente o IPCA. Para termos uma idéia, em 1999, os Preços Administrados contribuíam com 17% do IPCA. Em setembro de 2002, este peso saltou para 31,3%. O Gráfico abaixo, mostra a Evolução Relativa entre Preços Administrados e Demais Preços Livres monitorados pelo IPCA.

Enfim, somos levados a refletir sobre as regras do mercado. Onde vale a livre concorrência e a Regra da Oferta-Demanda, os reajustes de preços têm se mantido contidos, pois está claro o seu condicionamento ao poder aquisitivo do consumidor. Já na tarifação pública, paradoxalmente, os reajustes têm se manifestado em dissonância com as regras de poder de compra dos consumidores-contribuintes. Assim, é justo deduzir que parte crescente de nossos salários será gasta com tarifas públicas, restando-nos menos recursos para o consumo - desestimulando a atividade produtiva e pressionando (pelo lado das tarifas públicas) os índices de inflação. Creio que esta lógica ficou evidente nos últimos meses de 2002.
Vale ainda notar, a discrepância na escolha dos Indicadores de Inflação que justificam os reajustes das taxas e impostos. É certo que o IGPM/FGV superou os 22% (pois sofre forte influência da taxa de câmbio), como é público e notório que o IPC(FIPE) limitou-se a 8%; o INPC/IBGE não chegou a 12% e o ICV/Dieese limitou-se a pouco mais de 10%. Entendo a boa intenção do Executivo em procurar o incremento de Receitas nos Orçamentos Públicos, porém, é preciso responsabilidade para avaliar os impactos de suas políticas locais no desenvolvimento global da economia - “é preciso pensar globalmente e agir localmente”. Do jeito que vamos, talvez tenhamos que escolher entre uma intervenção federal na definição dos reajustes estaduais e municipais ou pela boa prática dos governos discutirem com a sociedade os índices de reajustes que lhe impõe - propondo uma correspondência direta entre a qualidade dos serviços públicos prestados e o montante da arrecadação.

Ricardo Molina
Ubatuba, SP


Foto do Dia:
aurora em Maranduba
Ubatuba
Escuna no Itaguá
© Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Clique Aqui para acessar o arquivo de Fotos Publicadas

 
Gaivota FM
Participe você também com seu cometário, crítica ou sugestão no programa
Estação Ubatuba c/ Tony Luiz
De segunda a sexta das 12 as 14 hs na Gaivota FM 104.9
Sempre com entrevistados diários e variados, falando sobre todos os temas
Ligue 3833.5550


 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui.


Museu Caiçara Cooperativa Educacional Ubatuba Ubatuba

As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  idenficação do autor.


GRÁTIS!!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:
Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:
Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:


Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor