Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quarta-feira, 22 de janeiro de 2003 - Nº 706 Edições Anteriores

Cooperativa Educacional Ubatuba Pousada das Cachoeiras Naturali Garden Center

Litoral Norte:
   Praias do Litoral Norte reservam opções para atividades náuticas
   Sorvete é um dos produtos mais procurados no verão
   Número de praias sujas sobe para 16
   Comida na praia pede cuidado no verão

Caraguatatuba:
   Água invade loja no centro de Caraguá
   Saúde orienta ambulantes autorizados
   Ídolos do vôlei dão aulas para turistas em Caraguá
   Andarilhos recebem assistência da prefeitura
   Caraguá "devolve" seis mendigos para famílias
   Ex-PM é acusado de pedofilia no litoral
   Mãe diz que filha era bem tratada
   Escolas da rede poderão atualizar seus sites diariamente
   “Brincando na areia” é opção para a garotada em Caraguá

Ilhabela:
   Prefeitura de Ilhabela é inundada
   Schurmann visitam Ilhabela

São Sebastião:
   Julião anuncia pacote de R$ 100 mi em obras
   Moradores são removidos de casa em São Sebastião
   Menor armado é preso depois de atirar contra grupo rival
   Prefeitura realiza workshop “O Futuro é Agora”
   São Sebastião apresenta “Vem Dançar”
   São Sebastião apresenta “No Retrovisor”

   Carta do Leitor



Praias do Litoral Norte reservam opções para atividades náuticas

Litoral Norte - O Litoral Norte possui diversas praias que oferecem atividades náuticas para o turista que deseja um pouco de diversão. Mas para poder oferecer esse tipo de serviço, os exploradores dessas atividades devem seguir uma série de normas e requisitos exigidos pela prefeitura de cada cidade e pela Marinha.
As licenças de funcionamento são dadas mediante a apresentação de uma lista de documentos que é praticamente igual em todas as cidades.
Para trabalhar, em primeiro lugar, o explorador deve ter suas embarcações legalizadas pela Marinha, e toda a documentação necessária à operação do equipamento.
Após esses passos, o interessado deve apresentar à prefeitura de sua cidade um registro de firma para atividades náuticas juntamente com a documentação conseguida com a Marinha, além de ter que residir na cidade onde pretende instalar o negócio.
A licença fornecida pela prefeitura é paga anualmente e deve ser feita por embarcação, mas seu valor pode variar muito de cidade para cidade, assim como as atividades oferecidas.
Em Caraguatatuba o valor dessas licenças vão de R$ 800 para caiaques a R$ 2 mil para jet-ski. Em Ubatuba, podem girar em torno de R$ 2 mil para bananas e jet-ski até R$ R$ 89 para caiaques. Já em São Sebastião, depois de apresentar a documentação da Marinha, o interessado em estar desenvolvendo atividades náuticas deve pagar uma taxa de localização que gira em torno de R$ 86.
Em muitos casos, existe uma lista de espera para que se possa começar com o funcionamento dessas atividades nas praias, mas ainda existem mais de 150 vagas em São Sebas-tião. “Temos uma lista, já que existem muitos interessados e nem sempre temos as vagas nas praias desejadas, mas ainda temos vagas em várias praias”, conta Simone Barbosa Lopes, chefe da divisão de tributação do município.
Em Ubatuba vem acontecendo o contrário. A prefeitura aprovou uma resolução para diminuir o número das bananas-boats. “Tínhamos um excesso em todas as praias que não comportavam o número existente.
Em Maranduba, por exemplo, havia sete autorizações, que vão ser reduzidas a três”, explica Lucilene Maria Pereira Tavares, chefe da seção de tributos mobiliários da cidade. “Na Praia Grande não é mais permitido nenhum tipo de embarcação devido ao número de pessoas”, completa.
Outra ponto importante é a diferença no tipo de atividade oferecida nas praias de cada município. Em São Sebastião, por exemplo, é proibida a locação de jet-ski.
“A prefeitura achou melhor não liberar esse tipo de embarcação devido ao risco para os próprios turistas, já que muitas vezes as pessoas não estão habilitadas para esta atividade”, explica Simone.
Já em Ubatuba a única praia que oferece esse serviço é Itaguá. “Essa é uma praia que não oferece muitos riscos ao banhista e ao usuário do jet-ski, já que tem pouca gente na praia”, afirma Lucilene.
Segundo o diretor da Fiscalização de Ilhabela, Ronaldo Alves de Sousa, o município também tem uma determinada quantia de liberações, mas nem todas estão preenchidas. Ronaldo disse ainda que “o funcionamento dessas embarcações só é permitido mediante a apresentação de uma série de documentos”.
Mas não são somente embarcações alugadas que necessitam de autorização da Marinha para estarem funcionando. As particulares também têm que seguir uma série de exigências. “As embarcações, tanto a serem alugadas como as particulares, devem basicamente estar com a documentação regulamentada na Marinha e o condutor deve possuir a habilitação para conduzir a embarcação”, afirma o capitão de fragata e delegado da Capitania dos Portos de São Sebastião, Paulo Rogério de Souza Almeida.
O delegado ressalta ainda que o aluguel de jet-ski não é reconhecido pela Marinha no Litoral Norte. “Apesar de não reconhecermos o aluguel desses equipamentos, temos dificuldade para fiscalizar, pois no caso de pararmos o condutor e os documentos dele e da embarcação estiverem certos, não temos como conferir se é alugado ou não”, explica o comandante.
Os interessados em oferecer esse serviço nas praias devem entrar em contato com as prefeituras de seu município, já que nem todas as autorizações foram preenchidas. (Fonte: Imprensa Livre)

Sorvete é um dos produtos mais procurados no verão

Litoral Norte - No verão, os turistas e moradores do Litoral Norte precisam buscar alternativas para ‘driblar’o calor e uma delas é tomar sorvete. Esse produto acaba sendo um dos mais consumidos nessa época do ano e o preferido entre as crianças.
“Minha filha de dois anos é quem me convida pra tomar sorvete, ela pede sempre, e eu não consigo negar. Mas também não deixo de tomar o meu, de banana”, conta a moradora de São Sebastião, Dinoli Miranda.
O vendedor de sorvetes, José Maria Medeiros da Silva, trabalha na praia Martin de Sá, e diz que se não fosse a criançada a venda seria muito menor. “Vendemos para todas as idades e tipo de público, mas são os ‘pequenos’que atiçam os pais a comprar. Depois de comprar para os filhos, acabam comprando para eles também”, explica.
Dentre as diversas sorveterias existentes no litoral, algumas se sobressaem pela tradição conquistada em suas cidades. Elas dão prosseguimento à fabricação artesanal dos sorvetes, no fundo de suas lojas, e possuem cada uma um sabor especial.
Tradição no litoral - A sorveteria Rocha é o exemplo dessa tradição em São Sebastião. “O verão é o ‘filé mignon’ no nosso ramo. É a época em que mais vendemos”, conta José Aparecido Medeiros, proprietário da Rocha. “Para agradar o turista no verão, fazemos picolés de frutas da época, como Jaca, Melancia, Manga, Banana, Açaí, entre outros”, completa.
“Como uns três ou quatro picolés aqui todo dia”, conta Nícia Cabral, de Curitiba. “Lá é frio, não tem tanta graça, mas na praia é perfeito”, propagandeia.
Na outra filial, recém-inaugurada, foi instalado um café. “O cliente pode fazer uma refeição completa. Come um salgado, toma alguma coisa, e depois completa com o sorvete de sobremesa”, comenta Renata Rodrigues Medeiros, gerente da loja.
Em Caraguatatuba, há mais de 30 anos a sorveteria Sérgio serve a clientela. Como a Rocha, fica aberta até o último cliente ir embora, por volta das 2h da manhã. “O trabalho começa cedo e vai até tarde, mas compensa. A primeira quinzena do verão foi muito boa, esperamos que continue assim”, comemora Sérgia Garrido, proprietária da sorveteria.
“O que garante o movimento são os clientes fixos, antigos, que sempre acabam trazendo os amigos e a família para experimentar o sorvete daqui”, explica.
A Sorveteria do Sérgio também tem sabores do verão, como o Ferrero Rocher e o milho verde. “Fora do verão temos nossos sabores espe-ciais de sempre, brigadeiro e amarena, que são muito procurados”, conta.
Segundo Sérgia, o sol muito forte, ao contrário do que se pensa, não favorece as vendas. “Se está muito sol as pessoas vão para a praia. Preferimos quando está calor, mas um pouco nublado, que o movimento cresce”, explica.
Novidade com experiência - Novidade em Caraguatatuba, mas já muito tradicional em Jacareí, a Sorveteria Crenata instalou uma filial há dois meses na cidade. “Já são mais de 600 filiais espalhadas pelo Vale do Paraíba”, conta a proprietária Cristiane Oliveira de Andrade Bruni.
“Estou bem satisfeita com o movimento, superou as minhas expectativas”, diz. “As pessoas têm procurado muito as nossas novidades do verão, sorvete de mousse de maracujá e Ferrero Rocher”, completa.
“Adoro sorvete, tomo muito. O meu preferido é o de limão”, conta Ana Paula, do Mato Grosso do Sul. “Não dá pra vir à praia e não tomar sorvete”, completa o pai de Ana Paula, Sérgio Irma.
A Crenata tem carrinhos de sorvete em diversas praias de Caraguatatuba. Já a Sergio, não possui carrinhos e alerta que existem alguns ambulantes que utilizam seu nome sem autorização.
Dica de profissional
A nutricionista Érika Tiburcio Faria explica que sorvete é bom, mas em excesso pode fazer mal. “Sorvete geralmente é muito calórico, as pessoas não podem exagerar, principalmente se não praticam alguma atividade física”, avisa.
“Como sobremesa, uma vez por dia, não vejo mal algum, mas o consumidor não pode substituir uma refeição pelo doce, já que sorvete não possui os nutrientes necessários para isso”, aconselha a profissional. (Fonte: Imprensa Livre)

Número de praias sujas sobe para 16

Litoral Norte - O número de praias impróprias no Litoral Norte aumentou de 15 para 16, segundo boletim de balneabilidade divulgado ontem pela Cetesb (Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental).
O quadro de praias impróprias foi alterado apenas em Ilhabela, onde a Feiticeira passou a receber a bandeira vermelha da Cetesb, juntando-se a Perequê, Praia Grande e Itaguaçu.
O monitoramento foi intensificado no início do ano nas principais praias do Litoral Norte devido ao grande fluxo de pessoas ocasionado pela alta temporada.
A Cetesb realiza coletas nas praias semanalmente e divulgará boletins extraordinários até o dia 31.
Ao todo, o órgão monitora em Caraguá, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba 74 praias e divulga boletins de balneabilidade todos os domingos. Os boletins extras, das 25 principais praias da região, são divulgados três vezes por semana: domingos, quartas-feiras e sábados.
A Cetesb orienta que os banhistas evitem os locais impróprios por causa das chances de contrair doenças de pele, cólera, hepatipe A, micoses e alergias. (Fonte: ValeParaibano)

Comida na praia pede cuidado no verão
Litoral Norte fiscaliza vendedores e proíbe frituras na areia; nutricionista aponta risco à saúde

Litoral Norte - A combinação sol mais alimentos gordurosos ou mal acondicionados pode render muita dor-de-cabeça ao turista. Todo cuidado é pouco na hora de escolher o que se vai comer na praia, segundo especialistas.
O risco de ingerir alimentos estragados fez as prefeituras do Litoral Norte intensificarem a fiscalização contra ambulantes clandestinos e capacitar melhor os cadastrados.
No ano passado, cerca de 85 turistas tiveram intoxicação após ingestão de alimentos estragados nas praias de Itamambuca, Itaguá, Tenório e Grande, todas em Ubatuba.
Segundo a nutricionista Marly Guerreiro, a maioria das opções oferecidas pelos quiosques e ambulantes não é adequada para consumir na praia. "O ideal é que o turista traga alimentos mais saudáveis de casa", disse.
Liderando a lista dos alimentos que oferecem risco de intoxicação estão os espetinhos de camarão. Como não são mantidos aquecidos, eles podem desenvolver bactérias e não há garantia que os ambulantes descartam aqueles que não foram vendidos ao final do dia.
Os lanches, sejam eles naturais ou feitos à base de hamburguer ou salsicha, também devem ser evitados pois, dependendo das condições de armazenamento, a carne pode estar estragada. A maionese, que pode ser caseira, oferece risco de contaminação pela bactéria salmonela, que causa infecção intestinal.
RISCO À SAÚDE - Na hora de escolher um quiosque, o turista também deve tomar cuidado. É importante checar as condições de higiene e se o óleo usado para fritar as porções e salgados não está sendo reaproveitado.
"Quando o óleo vai sendo reaproveitado, ele vai ficando saturado e a gordura pode grudar nas paredes do estômago, causando mal-estar", disse a nutricionista.
O funcionário público Sérgio Ferreira do Carmo, 38 anos, costuma comprar porções nos quiosques e acha difícil fiscalizar as condições de higiene e a troca do óleo usado nas frituras.
"Não temos como entrar na cozinha do quiosque para ver o que está sendo feito. Então escolho aqueles que são mais movimentados e observo a aparência do que está sendo servido."
A alimentação das crianças e bebês também requer cuidados especiais. Se a criança ainda mama, a mãe não deve levar a mamadeira pronta de casa, com leite em pó e preparar com água mineral na hora de servir. As papinhas também não devem ser levadas à praia. É melhor oferecer chá, sucos e frutas frescas.
"Somente suco de laranja deve ser evitado porque 10 minutos depois de preparado ele começa a perder suas características", afirma a nutricionista.
A supervisora de operações Renata Martins Kurjata, 31 anos, tem uma filha de 11 meses e afirma que na praia só oferece água e suco. "Na hora da refeição dela, eu vou para casa fazer a sopinha e só retorno mais tarde." (Fonte: ValeParaibano)

Água invade loja no centro de Caraguá
Chuva alaga ruas e trânsito fica caótico; Defesa Civil monitora áreas de risco

Caraguatatuba - A forte chuva de ontem alagou várias ruas do centro de Caraguatatuba e provocou caos no trânsito. Algumas lojas chegaram a ser invadidas pelas águas e os lojistas tiveram que levantar as mercadorias às pressas para evitar prejuízo.
A situação mais crítica foi na avenida Pacífico Vargas, que precisou ser interditada pelos fiscais de trânsito por cerca de uma hora e meia devido aos pontos de alagamento. O temporal durou cerca de uma hora.
O trânsito teve que ser desviado em outros trechos do centro devido ao volume de água que se acumulou. O cruzamento das ruas Anchieta e Guarulhos ficou intransitável e os motoristas foram obrigados a desviar pela rua Major Ayres, causando lentidão no trânsito da avenida da Praia.
Algumas lojas da rua Anchieta foram invadidas pela água. Segundo os comerciantes, o problema acontece todos os anos, no período de chuvas.
A loja de aviamentos do comerciante Darcy Melo foi uma atingidas pela água. "Isto ocorre porque não há galerias de águas pluviais para fazer o escoamento no local", afirmou Melo.
Outra comerciante, que se identificou apenas como Joana, disse que todas as vezes que chove forte é preciso levantar as mercadorias para não ter prejuízo.
DESABRIGADOS - No bairro do Perequê-Mirim, um rio transbordou e invadiu várias casas. Até as 22h de ontem, a Defesa Civil da cidade havia removido quatro famílias, mas ainda não havia o registro do número de desabrigados no local.
O secretário de Obras de Caraguatatuba, Gilson Mendes de Souza, afirmou que o escoamento de águas pluviais na rua Anchieta, no centro, é feito de maneira superficial, assim como em 99% da cidade, e que não há projetos para realizar mudanças no local.
"Eu costumo percorrer a rua Anchieta e desconhecia o problema de alagamento no local. O escoamento das águas deve ter sido dificultado pela maré alta", disse Souza. (Fonte: ValeParaibano)

Saúde orienta ambulantes autorizados

Caraguatatuba - A Vigilância Sanitária de Caraguatatuba informou que foi feito um trabalho para melhorar as condições de higiene e atendimento nos quiosques antes da temporada de verão.
A fiscalização nos estabelecimentos, segundo o órgão, só é feita em caso de denúncia.
Os ambulantes e vendedores autorizados passaram por cursos de qualificação antes do início da temporada.
Blitze realizadas contra o comércio clandestino nas praias desde o início da temporada resultaram na apreensão de 10.449 mercadorias. Desse total, cerca de 70% eram produtos alimentícios vendidos sem autorização das prefeituras.
Entre os alimentos recolhidos pelos fiscais havia queijos, goiabada, pães, sorvetes, frutas, salgados, sucos e alimentos fritos.
Os alimentos eram vendidos por clandestinos e não estavam armazenados adequadamente, segundo as prefeituras.
Os vendedores ambulantes, mesmo os cadastrados pelas prefeituras, estão proibidos de vender frituras nas praias. Salgados e porções somente são permitidos nos quiosques. (Fonte: ValeParaibano)

Ídolos do vôlei dão aulas para turistas em Caraguá

Caraguatatuba - A praia Martin de Sá, em Caraguatatuba, vai ser palco de uma "oficina" de vôlei, com aulas com profissionais da equipe do Banespa. Estão confirmadas as presenças dos jogadores Giovane e Rodrigão, que foram campeões no Mundial de Vôlei do ano passado.
Os jogadores farão aulas gratuitas com os turistas e moradores e vão ensinar técnicas de vôlei como saque, toque, manchete, bloqueio, entre outros.
As aulas serão realizadas somente no dia 8 de fevereiro, na quadra de areia da praia, próximo à sede do Corpo de Bombeiros.
O projeto conhecido por "Clínica de Vôlei" terá ainda atividades voltadas para o público infantil.
A prefeitura deve confirmar até o final do mês a participação do ex- jogador da seleção brasileira José Montanaro Júnior.
No final da demonstração das aulas, haverá um jogo recreativo entre os jogadores e os participantes.
A atividade será realizada a partir das 10h e as aulas são gratuitas, para moradores e turistas. As incrições serão no local, no dia do evento. (Fonte: ValeParaibano)

Andarilhos recebem assistência da prefeitura

Caraguatatuba - Desde o dia 15 de janeiro os andarilhos de rua de Caraguá vêm recebendo atenção especial da Secretaria de Assistência Social, que através do projeto “Atenção à População Adulta de Rua” está realizando hondas diariamente para prestar atendimento. Até agora, a equipe abordou andarilhos que estavam na praça Cândido Mota e imediações, encaminhando os para tratamento médico. Já foram atendidos 15 andarilhos, sendo que a maioria, vinda de outros municípios, já receberam a passagem de retorno ao local de origem.
Todos receberam atenção relativas a higienização, alimentação, cadastramento e atendimento individual. Após o cadastramento, foram levados para a Comunidade Terapêutica Vida Nova - uma casa de recuperação no bairro Jaraguazinho, onde foram sensibilizados para os problemas do alcoolismo e de outras drogas.
Os andarilhos de Caraguatatuba receberão atendimento da Assistência Social que busca mais qualidade de vida e o resgate do convívio social dessas pessoas. Em parceria com a Loja Macônica, a prefeitura já deu início ao projeto de construção de uma casa de recuperação para estas e outras que ainda serão resgatadas das ruas de Caraguá.
De acordo com a secretária Vera Peixoto, as hondas continuam sendo realizadas diariamente e sistematicamente, em horários diferentes, para que o resgate de toda a população de rua possa ser feito. “A recuperação de muitos deles é a parte mais difícil do trabalho pois é necessário um local e um tipo de atendimento específico. Eles costumam dar trabalho, muitos chegam a fugir, a maioria deles precisa ser tratada de algum tipo de dependência química. Por isso há a necessidade de uma casa para atendimento exclusivo dessas pessoas”, explicou a secretária. (Fonte: PMC)

Caraguá "devolve" seis mendigos para famílias

Caraguatatuba - A Secretaria da Assistência Social de Caraguatatuba transportou anteontem seis mendigos para suas cidades de origentes. Eles estavam "morando" em praças públicas e nas praias da cidade. Segundo a secretária da Assistência Social, Vera Peixoto, os andarilhos eram de São José dos Campos, Caçapava e Mogi das Cruzes. "Não temos condições de mantê-los aqui. Então, mandamos de volta para suas famílias", afirmou a secretária. A prefeitura cedeu uma Kombi para transportar os mendigos.
A secretária disse 60 mendigos circulam pelas ruas de Caraguá. (Fonte: ValeParaibano)

Ex-PM é acusado de pedofilia no litoral
Vítimas são meninas de 12 e 15 anos; suspeito estava foragido há 7 anos da Justiça por crime no interior de SP

Caraguatatuba - O ex-policial militar Hercules Vittorazzo, 67 anos, foi preso ontem de manhã, em Caraguatatuba, acusado de atentado violento ao pudor. Ele era procurado pela Justiça por ter cometido o crime em Iguape (SP), em 1995.
O acusado foi detido quando estava na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), prestando depoimento referente a outro crime de abuso sexual, supostamente cometido contra duas irmãs, de 12 anos e 15 anos, de Caraguá.
Ele é morador do bairro Porto Novo e as adolescentes trabalhavam em sua casa.
Na delegacia, a polícia descobriu que Vittorazzo era foragido ao checar a ficha de antecedentes criminais.
Segundo a DDM, em outubro do ano passado, familiares das adolescentes denunciaram o ex-policial, que teria obrigado as duas meninas a praticarem sexo oral.
A adolescente de 12 anos trabalhava como faxineira semanalmente na casa de Vittorazzo, sempre na companhia da irmã de 15 anos, segundo a mãe das vítimas, a faxineira M.J.R.V., 37 anos.
A denúncia contra o ex-policial foi formalizada na época mas, somente ontem, foi marcado o esclarecimento para a polícia.
A mãe disse estar indignada com a atitude do ex-policial, que morava na mesma rua das vítimas. Ela disse que considerava Vittorazzo como membro da família (leia texto nesta página).
MAIS VÍTIMAS - A delegada da DDM, Maria Amélia de Moraes, disse que instaurou inquérito para investigar o caso. Ela afirmou que, ao verificar a ficha de antecedentes criminais de Vittorazzo, constatou que o suspeito era foragido da Justiça.
"Constamos que ele já era um criminoso procurado e estava sendo suspeito de praticar o mesmo tipo de delito. A pena determinada pela Justiça pelo crime em Iguape é de sete anos", disse a delegada.
Maria Amélia afirmou que Vittorazzo foi encaminhado para o presídio da Polícia Militar Romão Gomes, em São Paulo.
A delegada disse que vai investigar a acusação das adolescentes e se há outras vítimas do ex-policial.
A delegada disse que as vítimas de abuso sexual devem denunciar os agressores para que a punição possa ser aplicada.
"A denúncia é fundamental para o esclarecimento do crime pois muitas mulheres são agredidas sexualmente e a polícia não tem conhecimento. A atitude dos familiares das adolescentes impediu a possibilidade do acusado fazer novas vítimas", disse a delegada. (Fonte: ValeParaibano)

Mãe diz que filha era bem tratada

Caraguatatuba - A faxineira M.J.R.V., 37 anos, mãe das vítimas, disse que considerava o ex-policial como o "avô" das adolescentes.
"Deixei minha filha trabalhar na casa dele pois achava que era um homem de caráter. Não achava que isso poderia acontecer."
Maria afirmou que a filha recebia R$ 6 por semana para realizar a faxina. A menina estaria trabalhando na residência há mais de um mês.
"Milha filha de 12 anos sempre estava acompanhada pela mais velha, que escapou da violência. Ela escondeu o abuso sexual da família porque estava assustada." (Fonte: ValeParaibano)

Escolas da rede poderão atualizar seus sites diariamente

Caraguatatuba - As escolas da rede municipal de Caraguatatuba agora passarão a ter suas homepages atualizadas pelos próprios funcionários. Para isso, está sendo ministrado um curso do qual participam até o dia 23 de janeiro, 30 funcionários indicados pelas próprias unidades.
O Curso de Capacitação para Gerenciamento de dados dos sites, das escolas da rede municipal de Caraguatatuba, está acontecendo na sede da SME. Estão participando do projeto funcionários indicados pelas próprias escolas que estarão a partir de agora atualizando as homepages escolares, inserindo dados, eventos, notícias e assuntos de interesse da comunidade.
Segundo o Diretor de Informática da Secretaria Municipal de Educação, Wagner Zau de Alvarenga, os 30 participantes do curso foram escolhidos pelas escolas. "Demos livre-arbítrio paras as unidades escolares enviarem qualquer funcionário, não precisando ser necessariamente da secretaria da escola, e podendo inclusive ser um voluntário - amigo da escola", explicou Wagner, completando que "fazendo esse curso, esse funcionário passa a ser responsável pela atualização das informações do site, inclusão de notícias, eventos, fotos e outros assuntos escolares como projetos e reuniões", disse.
Visite o site em http://www.caraguanet.com.br
A capacitação, ministrada pela coordenadora do portal da SME, Evelise Bustamante, teve início nesta segunda-feira 20, e vai até o dia 23 de janeiro. As escolas passaram a ter sua própria homepage desde o lançamento do portal da Educação, o Caraguanet, que aconteceu no início de outubro de 2002. Através dele, a comunidade local e pessoas de outras cidades, estados e até do exterior têm como conhecer de perto a Educação de Caraguá num simples apertar de teclas. E a partir de agora, além de conhecer nossos projetos, os internautas poderão entrar dentro das escolas sem sair de casa. (Fonte: SME/PMC)

“Brincando na areia” é opção para a garotada em Caraguá

Caraguatatuba - A Secretaria de Turismo de Caraguatatuba vai repetir o sucesso do projeto “Brincando na Areia”, realizado no verão do ano passado, em praias da cidade.
O projeto, que aconteceu no verão do ano passado, com atividades e brinquedos para crianças de todas as idades vai estar acontecendo durante o mês de janeiro com tendas na Martim de Sá e na Cocanha. São tendas com recreacionistas disponíveis para brincar e divertir a garotada. “Papais e mamães poderão ficar tranqüilos enquanto as crianças se divertem e participam de brincadeiras em grupo. O melhor ainda é que as crianças poderão participar de brincadeiras antigas mas muito dinâmicas, exercitando a sociabilidade, a atenção, o reflexo e por aí vai. Além do mais são brincadeiras muito divertidas”, explicou a coordenadora e também recreadora do “Brincando na Areia”, Nayana Ribeiro.
As tendas estarão funcionando das 9 às 12 horas, de segundas às sextas-feiras, na praia Martim de Sá e aos sábados e domingos na praia Cocanha, com muitas tintas, papéis, baldinhos, entre outros, além de brincadeiras em grupo e jogos. (Fonte: PMC)

Prefeitura de Ilhabela é inundada

Ilhabela - O prédio da Prefeitura de Ilhabela foi invadido pela água das chuvas que atingiram o Litoral Norte no final da tarde de ontem.
No interior da sede do Executivo, a água atingiu 10 centímetros. O nível chegou a 20 cm no estacionamento do prédio público.
A Defesa Civil registrou pelo quatro pontos de escorregamento sem vítimas, dois no Morro dos Mineiros e dois no bairro Barra Velha.
Até as 22h de ontem não havia registro de desabrigados na cidade, mas os pontos críticos eram monitorados pela Defesa Civil. (Fonte: ValeParaibano)

Schurmann visitam Ilhabela

Ilhabela - Os velejadores da família Schurmann participam neste final de semana de um roteiro turístico pelas praias de Ilhabela. O início do passeio será na Ilha das Cabras, localizada na costa sul do município. A bordo, estarão 12 tripulantes convidados da família e da empresa Tess, que está organizando o evento.
O passeio será restrito apenas aos convidados e não haverá visitação do público ao veleiro. Os passeios acontecem todos os finais de semana até o dia 22 de fevereiro.
Segundo a empresa, o roteiro dos passeios inclui as praias da costa sul e norte de Ilhabela. Os participantes poderão praticar mergulho mas o roteiro será definido somente no dia do embarque e vai depender das condições do tempo.
Semanalmente, serão convidadas duas personalidades do meio artístico. Para sábado está prevista a presença da apresentadora Sabrina Parlatore e do ator Daniel Del Sarto.
Durante o passeio, a família Schurmann vai contar as histórias de suas viagens pelo mundo e entregar um livro fotográfico dos países visitados.
FAMÍLIA - A família Schurmann é conhecida por dar a volta ao mundo a bordo de um veleiro. Os tripulantes são os pais Vilfredo e Heloísa, ambos com 51 anos, e os filhos Pieree, 31 anos, David, 26 anos, Wilhelm, 23 anos, e a caçula Kat, 8 anos.
A família partiu no dia 23 de novembro de 1997 do Brasil para fazer a trajetória do navegador Fernão de Magalhães, de origem portuguesa, pelos oceanos Atlântico, Pacífico e Índico.
Em suas expedições, os Schurmann visitaram oito territórios e 15 países. No dia 22 de abril, a família chegou em Porto Seguro (BA) mas a expedição terminou somente no dia 6 de maio de 2000. (Fonte: ValeParaibano)

Julião anuncia pacote de R$ 100 mi em obras
São Sebastião divulga hoje 50 medidas para biênio 2003-04

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião vai anunciar hoje, em solenidade programada para o Teatro Municipal da cidade, um pacote com 50 obras previstas para 2003 e 2004.
O prefeito Paulo Julião (PSDB) estima gastar R$ 100 milhões com as medidas. O pacote inclui iniciativas ligadas à saúde, educação, turismo e segurança. O lançamento das obras será às 19h30.
Na saúde, entre as obras incluídas na lista estão as contruções de unidades do PSF (Programa Saúde da Família) e de UBS (Unidades Básicas de Saúde), além de centro de zoonoses.
Para a área da Educação, estão previstas a reforma e ampliação de quadras poliesportivas e a construção de 10 novas creches e Emefs (Escolas Municipais de Ensino Fundamental).
A administração também pretende construir rampas para melhorar a assessibilidade de deficientes físicos e pavimentar ruas, por meio do plano comunitário de melhorias, na costa sul do município.
O diretor de Planejamento da prefeitura, Paulo Collinetti, que organizou a apresentação de hoje, disse que grande parte dos projetos contarão com parcerias dos governos federal e estadual.
PARCERIAS- Ele informou que a prefeitura espera ainda firmar acordo com ONGs (Organizações Não-Governamentais) e fundações para viabilizar algumas propostas.
Segundo Collinetti, R$ 50 milhões deverão ser investidos este ano. O Orçamento para 2003 está estimado em R$ 186,1 milhões.
"Contabilizando todas as parcerias e levando em consideração todos os projetos, investiremos metade do custo previsto este ano", afirmou.
Ele disse que a apresentação do pacote de obras poderá ser alterada.
"Vamos apresentar propostas e ouvir a opinião da população. Será uma forma de abrir a administração para que os moradores possam nos dar sugestões de obras e opinar sobre os planos estabelecidos", disse. (Fonte: ValeParaibano)

Moradores são removidos de casa em São Sebastião

São Sebastião - Em São Sebastião foram registrados vários pontos de alagamento na região central, nas costas norte e sul da cidade. Um deslizamento no morro do Jaraguá atingiu parte de uma casa, mas ninguém se feriu, de acordo com a Defesa Civil do município. Os três moradores foram removidos por motivo de segurança. No bairro Canto do Mar, dois adultos, cinco crianças e um idoso com deficiência foram transferidos de uma área de alagamento. Não há registros de desaparecidos ou vítimas fatais em nenhuma das cidades do Litoral em decorrência das chuvas de ontem. (Fonte: ValeParaibano)

Menor armado é preso depois de atirar contra grupo rival

São Sebastião - Um adolescente de 16 anos foi preso na noite de anteontem no centro de São Sebastião acusado de atirar contra um grupo de cinco rapazes que saía do supermercado Pão de Açúcar. Ele estava armado com um revólver calibre 32.
O autônomo R.S.B., 24 anos, foi ferido com um tiro nas costas às 22h49, na rua Maria Olegária Leite, em frente ao supermercado. Ele foi levado para o pronto-socorro. O autônomo não corre risco de vida.
O menor R.F.S., 16 anos, foi detido pela Polícia Militar com a arma. Ele teria efetuado quatro disparos, sendo que nos dois primeiros tiros a arma falhou.
As vítimas disseram que o adolescente teria provocado o grupo de amigos que deixava o supermercado. Os motivos da briga não foram esclarecidos pela polícia ontem.
Depois de discutirem, o menor teria sacado a arma e atirado. A PM estava nas imediações e prendeu R.F.S. em flagrante.
Segundo a Polícia Civil, o menor não tem antecedentes criminais. Ele está preso sob custódia na Cadeia Pública de São Sebastião e vai ser ouvido na Vara da Infância e da Juventude. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeitura realiza workshop “O Futuro é Agora”

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião realiza na quinta-feira, dia 23, às 19h30 horas, no Teatro Municipal, um workshop, cujo objetivo é o de levar ao conhecimento da população os projetos de obras que serão iniciados a partir deste ano.
O workshop, com o nome “O Futuro é Agora”, está sendo organizado pelo departamento de Planejamento, ligado à secretaria de Governo.
“São Sebastião possui um elevado crescimento habitacional e, por isso, a necessidade de estar investindo em obras de infra-estrutura. Além disso, a vocação turística da cidade faz com que os investimentos em saneamento básico, malha viária, habitação sejam voltados para a proteção do meio ambiente”, conclui o diretor de planejamento, Paulo Collinetti.
Para a apresentação dos projetos haverá apresentação de um vídeo, com duração aproximada de 1h10. As imagens mostrarão entrevistas com o prefeito e secretários municipais contando sobre as dificuldades encontradas nas áreas da saúde, educação, meio ambiente, assistência social, turismo, entre outras.
Em seguida, os arquitetos responsáveis pelos projetos apresentarão as soluções criadas para solucionar os problemas atuais, como construção de escolas, postos de saúde, portais turísticos, ginásio de esportes, muitos outros.
Além do vídeo, será distribuída uma cartilha mostrando o investimento feito em obras no ano de 2002. Entre várias, destacam-se a execução da reforma do Pronto Socorro Central, de calçadas e ciclovia nas avenidas Dário Leite Carrijo e Guilherme de Almeida, no Jaraguá, ocas para os índios da aldeia de Boracéia, praça Pôr do Sol, em Boiçucanga e a Reurbanização da Praia Deserta.
No final do evento, os arquitetos, junto às maquetes de seus projetos, estarão no átrio do teatro recebendo sugestões dos participantes e explicando com mais detalhe suas idéias. Na saída também haverá um questionário, onde o interessado poderá emitir sua opinião a respeito do evento. (Fonte: PMSS)

São Sebastião apresenta “Vem Dançar”

São Sebastião - O espetáculo “Vem Dançar”, da Cisne Negro Cia. de Dança, garante novo ritmo a São Sebastião a partir do dia 24. As apresentações prosseguem até o dia 01 de fevereiro e irão percorrer várias praias do município. O evento possui o patrocínio da Bandeirante Energia e apoio da Prefeitura.
“Vem Dançar” é um dinâmico musical, onde os bailarinos narram, utilizando a expressão corporal, a história da dança através dos tempos, tendo como mestre de cerimônia, o Rei Sol. O recorte escolhido foi o período do século XVI até os dias de hoje, partindo da dança clássica, passando por danças populares (frevo, samba, capoeira, etc) até chegar à atualidade com o funk, rap e hip hop.
Resultado de mais de dois anos de trabalho, o espetáculo surgiu da constatação da necessidade de refletir sobre a trajetória dos ritmos e é considerado uma iniciativa única na carreira da Cia.
“Nosso objetivo é contribuir para que a dança cumpra seu papel artístico, didático e social no desenvolvimento da cultura do país”, explica Hulda Bittencourt, diretora artística da companhia.
Com bem humorado pachwork de histórias, o espetáculo é composto por coreografias inéditas: Balés Históricos e Citações, de Dany Bittencourt; Dança Moderna e Contemporânea, de Vladimir Condereche; e Danças Populares, de Fábio Pinheiro e Henrique Lima.
Além disso, as apresentações citam obras de artistas consagrados como Isadora Duncan, Marta Graham, Maurice Bejárt, Merce Cunningham e outros.
“Vem Dançar” possui duranção de 60 minutos. “O espetáculo é muito moderno pois não é evolutivo, linear. Foi uma maneira muito pessoal de contar a história da dança. Uma possibilidade diante de muitas outras”, diz a pesquisadora, professora de dança e escritora, Cássia Navas.
A música do espetáculo foi concebida por Fábio Cardia, que, em parceria com Sérgio Sá, por um ano trabalhou neste projeto.
Já o figurino, concebido por Fábio Namatame. é baseado em materiais excêntricos como plástico, mangueiras de gás, condutores elétricos, entre outros, sendo um dos grandes destaques do espetáculo. “O figurino representa o imaginário do público jovem de hoje olhando para a História da Dança”, afirma Namatame.
Seguem os locais e as datas das apresentações:
24/01 (19h30) – Maresias – Praça Benedito J. Tavares – Av. Francisco Loup
25/01 (19h30) – Boiçucanga – Praça da Alegria
31/01 (19h30) – São Francisco da Praia – Praça Lourenço Luvisi (Praça do Convento)
01/02 (19h30) – Centro – Praça de Eventos da Rua da Praia - Av. Altino Arantes (Fonte: PMSS)

São Sebastião apresenta “No Retrovisor”

São Sebastião - Um acerto de contas bem-humorado é a proposta da peça "No Retrovisor", de Marcelo Rubens Paiva, sob direção de Mauro Mendonça Filho ("A Megera Domada"), que estréia nesta sexta (24), 21h, no Teatro de São Sebastião, na avenida Altino Arantes, 02, centro. No sábado (25) haverá nova apresentação, às 20h.
O flashback inicia-se a partir do reencontro de dois velhos amigos, Marcos (Otávio Muller) e Ney (Marcelo Serrado), que compartilharam, em plena década de 80, ideais artísticos vanguardistas e trazem na bagagem da memória as referências musicais e do teatro.
Juntos, os dois viram shows da Legião Urbana, assistiram ao primeiro espetáculo do grupo Asdrúbal Trouxe o Trombone, riram da onda gótica e quiseram mudar o mundo.
Quando se reencontram, após duas décadas, um deles, Ney, perdeu a visão após um acidente, e faz sucesso como cantor pop de um romantismo duvidoso, brega. O outro, Marcos, trocou as pretensões artísticas pela necessidade de ganhar dinheiro num emprego comum para manter sua família.
O encontro dos dois, interpretado pelos atores Marcelo Serrado e Otavio Muller, faz com que eles façam uma comparação entre o que desejavam ser e o que são.
Engenhoso, o texto sensibiliza o espectador e diverte com seus diálogos bem humorados e muitas vezes carregados de nostalgia. Ao som de New Order, a peça promete despertar nos “trintões” o saudosismo da década de 80.
O ingresso estará sendo vendido na bilheteria do Teatro a partir de amanhã. O custo antecipado é de R$ 15 e no dia R$ 20. Funcionários da Petrobras pagam R$ 10. Maiores informações pelo telefone: (12) 3892- 4489. (Fonte: PMSS)

Carta do Leitor

Tamoios - Prezado amigo do Litoral Virtual, aquilo que era acostamento hoje é uma faixa adicional, apresenta o mesmo risco de acostamento mas é permitido, isto é vc pode andar por lá que não vai levar multa, e na maioria das vezes vc pode ir até mais rápido, uma vez que as pessoas, em sua maioria, ainda não sabem disso, inclusive nem sabem dirigir... mas isso é outra questão.

Rigoberto Soler
Caraguatatuba, SP


Eventos - Muito oportunas as observações da Sra. Bernadete R. Espinoza. Esta cidade parece que não da nenhum valor aos seus moradores.
Todos somos tratados como se fossemos intrometidos e só servimos para atrapalhar a vida dos turistas que aqui chegam.
Alem do fato ressaltado por ela, temos, por toda a cidade, turistas que não respeitam a lei do silêncio e adentram as madrugadas com seus rádios e suas festas incomodando a vida dos pobres moradores vizinhos de suas casas.
Gostaria de saber se existe lei do silêncio e quem a fiscaliza ou será que os senhores vereadores e o governo da cidade não pensaram nisso? Se existe uma fiscalização para esta lei, ela funciona durante a noite ou só durante o dia? Porque não se divulga esta fiscalização?
No aguardo de respostas às perguntas.

J. L. Angerami
Caraguatatuba, SP


Forum Comtur - Sou a favor da Comtur, desde que: Seja um orgão de representação e não de cunho político. Seja transparente e gere empregos fixos e não sazonais, mesmo sabendo que nossa economia é sazonal a comtur deve criar politica de emprego que possa manter o trabalhador fixo etc...
Com relação ao turismo devemos entender que a Comtur pode articular (com Associações de classes, comerciais, prefeitura etc..) uma politica de turismo na qual o serviço é a arma secreta, melhorar atendimento, qualidade dos produtos, etc...
A cidade deve ganhar com ICMS e não com IPTU apenas, pois isso gera especulação imobiliaria e crescimento desordenado esquecendo-se do meio
ambiente.
A prestação de contas da Comtur deve ser aberta a todos (não quero dizer que não é assim), e a arrecadação com a Zona Azul deve ser revertida para assegurar a tranquilidade de quem paga (o turista, o veranista, usuarios das praias etc..)
Com relação a volta dos flanelões etc.., é uma questão de segurança pública, quem deve garantir a segurança é o Estado e o Municipio, mas isso também estrapola a questão da educação e emprego, boas escolas e distribuição de renda cria ambiente favorável as melhoras qualitativas e quantitativas da cidade, região, estado, e país.
Se continuarmos com a idéia de "vantagem em tudo" esquece, a sociedade somos nós, esperar não tem nada ver com esperança.

Rigoberto Soler
Caraguatatuba, SP

 

Forum Comtur - Participe!
Ajude a transformar Ubatuba em uma cidade com turismo de qualidade.
Clique Aqui para participar com sua sugestão

ou leias as sugestões enviadas


Foto do Dia:
Ilha do Pontal
Ubatuba
Ilha do Pontal - Lagoinha
© Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Clique Aqui para acessar o arquivo de Fotos Publicadas

 
Gaivota FM
Participe você também do Forum COMTUR
De segunda a sexta das 12 as 14 hs na Gaivota FM 104.9
Ligue 3833.5550
ou clique aqui e envie seu comentário


 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui.


Lineu Representações Ubatuba Mary´s Chalés

As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  idenficação do autor.


GRÁTIS!!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:
Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:
Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:


Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor