Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Terça-feira, 04 de fevereiro de 2003 - Nº 715 Edições Anteriores

Cooperativa Educacional Ubatuba Pousada das Cachoeiras Naturali Garden Center

Litoral Norte:
   Preço da gasolina no Litoral Norte atinge R$ 2,43
   Passagem sofre três reajustes no litoral
   Litoral Norte comemora os lucros da temporada
   Surfe deixa de ser esporte só dos homens no Litoral Norte

Caraguatatuba:
   Agentes de Saúde combatem a proliferação de caramujos
   Assistência Social melhora atendimento à população com "Sala de Estar"
   Caraguá renova sua frota municipal
   Caraguá realiza Clínica de Vôlei do Banespa
   Terminou o torneio de futvôlei
   Dia Municipal da Luta contra o câncer visa prevenir a doença em Caraguá
   Ditran vai apreender bicicletas a partir de fevereiro
   Urbanismo vai realizar controle de caçambas de lixo
   Volta às aulas será em 5 de fevereiro
   Corpo de Baile de Caraguá abre inscrição para crianças até 13 anos
   Bispo da Diocese de Caraguatatuba visita o Papa João Paulo II

Ilhabela:
   IPTU com desconto foi prorrogado para dia 10 de fevereiro
   Tarifa de ônibus de Ilhabela ficou em R$1,70
   Secretaria de Saúde de Ilhabela adquire moderno aparelho de ultrasom
   FBVM confirma Ilhabela como sede do Pré-Olímpico de Vela 2003

São Sebastião:
   Projeto Alcatrazes contesta prêmio à Marinha
   Comunidade participa de ensaios das escolas de samba na cidade
   São Sebastião realiza Jornada Pedagógica
   Ana Moser pode ser vereadora em São Sebastião
   Companhia de Dança Cisne Negro faz turne em São Sebastião

   Carta do Leitor



Preço da gasolina no Litoral Norte atinge R$ 2,43

Litoral Norte - O preço do litro da gasolina comun no Litoral Norte já atingiu R$ 2,43 nos postos, após o último aumento autorizado pelo governo federal no sábado passado.
Os autopostos de Ubatuba deram aumentos de 3,5%. Em São Sebastião, o aumento atingiu 5,3%.
Nas demais cidades de Caraguatatuba e Ilhabela, o preço da gasolina comum varia entre R$ 2,23 a 2,41, respectivamente. O aumento sugerido pelo governo foi de 3% nas bombas.
O gerente administrativo do posto Veraneio de Ubatuba, Rivaldo Oliveira, disse que o valor do combustível segue os reajustes do governo. O produto aumentou de R$ 2,35 para R$ 2,43.
Segundo o gerente do posto Porto Seguro de São Sebastião, Alexandre Kajiya, o aumento reflete no valor de outros produtos. Com o reajuste em torno de 5,3%, o produto aumentou de R$ 2,28 para R$ 2,40 no posto.
"Não podemos deixar de repassar pois o preço da gasolina interfere em outros produtos gerando mais despesas para os revendedores", disse.
A motorista Edna Hilário, 23 anos, de Ubatuba, disse que em um ano dobrou suas despesas com combustíveis.
"Tenho uma floricultura e preciso do carro para fazer as entregas. Mensalmente gasto R$ 400 de gasolina e não posso repassar esses aumentos nos meus produtos para não perder a clientela", disse. (Fonte: ValeParaibano)

Passagem sofre três reajustes no litoral

Litoral Norte - As tarifas de ônibus intermunicipais tiveram um novo aumento no Litoral Norte. A passagem entre Caraguatatuba e São Sebastião sofreu o terceiro reajuste em dois meses, passando para R$ 1,95 --um aumento de 26% no período.
A passagem da linha Caraguá-Ubatuba aumentou de R$ 2,70 para R$ 3,35 (24%) e Caraguá-Maranduba de R$ R$ 1,65 para R$ 1,85 (12,5%).
Segundo o gerente-administrativo da Litorânea, empresa responsável pelo transporte entre as cidades do Litoral Norte, Gerson Fonseca, a passagem da linha Caraguá-São Sebastião sofreu três reajustes porque a tarifa intermunicipal não pode ficar abaixo da urbana. "Os valores foram reajustados nos últimos meses pois teve aumento nas passagens de ônibus urbanos. O novo aumento segue a determinação estadual", disse.
"O prejuízo sempre vai ser do passageiro. Vamos gastar mais para fazer o mesmo percurso", disse a estudante Raquel Lima, 19 anos, que utiliza frequentemente a linha Caraguá-São Sebastião.
ILHABELA - A Prefeitura de Ilhabela autorizou ontem o reajuste de 42% da tarifa do transporte urbano, que passou de R$ 1,20 para R$ 1,70. A empresa Auto Viação Ilhabela poderá cobrar a nova tarifa a partir da meia-noite de quinta-feira. A tarifa não sofria reajuste em Ilhabela há dois anos. (Fonte: ValeParaibano)

Litoral Norte comemora os lucros da temporada
Comerciante afirma que resultado seria melhor se não fosse chuva; expectativa para Carnaval é de hotéis cheios

Litoral Norte - A temporada de verão terminou com um saldo positivo para os comerciantes e hoteleiros do Litoral Norte, apesar da chuva que atrapalhou o movimento de turistas na segunda quinzena de janeiro.
Para recuperar o prejuízo causado pelo mau tempo, os comerciantes esperam que o Carnaval, no início de março, atinja até 90% de lotação nos hotéis.
Uma estimativa das prefeituras aponta que cerca de 3,8 milhões de turistas passaram pela região desde o começo da temporada, em dezembro.
Segundo o secretário de Turismo de Caraguatatuba, Paulo Noronha, apesar do movimento intenso de turistas, o período de temporada foi curto por causa da chuva.
"A temporada foi satisfatória para a cidade mas tivemos uma redução de 50% do movimento por causa da chuva", disse.
A diretora da Associação de Hotéis e Pousadas de Caraguá, Mirian Patitucci, afirmou que, apesar da chuva, a rede hoteleira teve ocupação total dos leitos em todos os finais de semana.
"Tivemos um aumento de cerca de 20% no movimento. A expectativa é que o número de clientes seja satisfatório também no Carnaval", disse.
O presidente da Associação Comercial e Industrial de Ubatuba, Mohamede Ramadan, disse que a chuva atrapalhou o comércio da região.
"Tivemos um aumento de turistas em torno de 20% em relação à última temporada", disse.
Ele afirmou que para atrair os turistas em fevereiro o comércio está reduzindo os preços dos produtos.
"O valor das mercadorias pode ter uma queda de até 50% nesse período. As liquidações e promoções de artigos de praia atraem os turistas", disse.
O assessor de Turismo de Ubatuba, Edgar Marques, disse que a chuva espantou os visitantes.
Segundo o diretor da Associação de Pousadas e Hotéis de Maresias, de São Sebastião, Marco Perrotti, a expectativa para o Carnaval é de ocupação de pelo menos 90% dos leitos.
"O verão começou com um público satisfatório mas, depois da segunda quinzena de janeiro, tivemos uma queda de no mínimo 40% no número de turistas", disse.
A assessoria de imprensa da Prefeitura de São Sebastião informou que passaram pelo município 1,3 milhão de turistas desde o início da temporada. (Fonte: ValeParaibano)

Surfe deixa de ser esporte só dos homens no Litoral Norte

Litoral Norte - Até bem pouco tempo reduto exclusivamente masculino, o surfe ganha uma nova versão nesta temporada --de batom e creme nos cabelos. A cada dia conquistando mais espaço, agora é a vez da mulher "invadir a praia" do homem.
No Litoral Norte, as praias prediletas dos surfistas também são as mais procuradas por elas, que já não se satisfazem mais só como o "body boarding".
O presidente da Associação dos Surfistas de Caraguatatuba, Luciano Santana, disse que a participação das mulheres no surfe aumentou muito nos últimos 10 anos.
A estudante Suelen Naraisa, 18 anos, de Ubatuba, disse começou a praticar o esporte com 8 anos. Incentivada pelo irmão, a surfista participa de vários campeonatos e apóia os novatos. "Estou ensinando o surfe para meu irmão de 4 anos."
Ela afirmou que no início os surfistas tinham preconceito com as mulheres. "Hoje tenho o respeito de todos e estou adquirindo experiência com os surfistas profissionais", disse.
Suelen conquistou títulos como bi-campeã paulista, vice brasileira iniciante, vice paulista profissional e tri-campeã ubatubense.
A estudante Gabriela Lopes, 14 anos, do Rio de Janeiro, disse que aproveita todo o tempo livre para surfar. Há seis meses ela pratica o esporte. "Minha irmã de 9 anos entrou na escola de surfe. Meu sonho é participar de um campeonato."
A professora de surfe Mirela Dias, 21 anos, do Rio de Janeiro, afirmou que o esporte mudou seu modo de vida. Ela pratica surfe há quase quatro anos e disse que ficou mais disciplinada.
Na região, as praias mais procuradas para o esporte, por homens e mulheres, são Itamambuca, em Ubatuba, e Maresias, em São Sebastião. (Fonte: ValeParaibano)

Agentes de Saúde combatem a proliferação de caramujos

Caraguatatuba - A Secretaria de Saúde de Caraguatatuba está treinando 109 agentes de saúde para orientar os moradores a como lidar com o aumento do número de caramujos da espécie Acatina fúlica. O molusco, de origem africana, chegou ao Brasil em 1988 e, em contato com o homem, pode transmitir angiostrangilíase, um tipo de infecção abdominal.
Segundo Ricardo Sousa, biólogo do setor de Zoonoses, nos bairros Porto Novo e Perequê Mirim, 54 agentes vão orientar os moradores a como recolher e matar os caramujos; outros 40 profissionais da saúde estarão trabalhando no Morro do Algodão e no Tinga e ainda 15 irão para o Rio do Ouro. Até o final de fevereiro, a previsão é atender a toda região Sul de Caraguá, área de maior incidência.
Até o momento, não existe nem um tipo de inseticida capaz de matar o caramujo e a única maneira de controle é a mobilização dos moradores de cada bairro para fazer a chamada "catação". Ricardo lembra que, para recolhê-los é preciso usar luvas. Para matá-los basta colocá-los em uma solução de um litro de água, uma colher de chá de água sanitária e cinco colheres de sal. Pode-se ainda fazer uma barreira de cal ao redor dos locais não atingidos e incinerar os caramujos depois de mortos ou enterrá-los. O setor de zoonoses dispõe de uma equipe de profissionais que vistoriam os bairros quando há solicitação de moradores. Mais informações pelo telefone 3883-5025. (Fonte: PMC)

Assistência Social melhora atendimento à população com "Sala de Estar"

Caraguatatuba - A Secretaria de Assistência Social de Caraguá está inovando no atendimento com o projeto "Sala de Estar" a partir do mês de março. A proposta, segundo informou a secretária Vera Peixoto, é humanizar ainda mais o atendimento para que a população usuária possa utilizar os recursos que os projetos da prefeitura dispõe.
A população que visita diariamente a Assistência Social em busca de ajuda receberá informações sobre todos os projetos, seus acessos e benefícios, bem como orientações sobre aproveitamento alimentar, os cuidados com a dengue, cidadania - direitos e deveres, documentações, saúde, entre outros. "Percebemos que a população, em geral, é desinformada, o que faz com que ela não use os benefícios que pode ter", explicou a secretária Vera Peixoto.
Outro objetivo do projeto "Sala de Estar" é descobrir líderes na comunidade para que estes possam ser agentes multiplicadores de informações. Pessoas com perfil para liderar receberão um treinamento no mês de fevereiro para esta atuação.
A Assistência Social atende em média 60 pessoas por dia pelo Plantão Social. Com a "Sala de Estar", o atendimento será otimizado, ou seja, enquanto as pessoas aguardam para ser atendidas recebem orientações e informações. "A vontade do prefeito é melhorar o atendimento, tornando-o mais humano, oferecendo atenção e afeto aos usuários, sempre que procurarem ajuda. "Muitas vezes a pessoa está precisando mais de uma palavra amiga do que outro tipo de ajuda", comentou a secretária. (Fonte: PMC)

Caraguá renova sua frota municipal

Caraguatatuba - A Prefeitura de Caraguatatuba recebe, hoje, dia 4, 36 novos veículos para renovação da atual frota. Foram adquiridos doze caminhões para serviços gerais de manutenção, seis ambulâncias - sendo uma delas UTI, sete Polos que serão entregues às secretarias municipais, quatro Gols, três kombis, três vans e um furgão, todos da marca Volkswagen.
Com a chegada dos novos veículos, a frota da prefeitura será composta de 203 veículos. Quando assumiu a prefeitura em 97, o prefeito Antonio Carlos da Silva contava com uma frota de apenas 65 veículos, a maioria deles, em situação bastante precária.
Uma parte da atual frota - um total de 29 carros - será leiloada em fevereiro. O aumento e a renovação da frota colaboram para a melhoria dos serviços públicos e garantem maior segurança aos servidores. A prefeitura gastou R$ 1.305.000,00 na compra dos carros.
O prefeito Antonio Carlos da Silva disse que optou por comprar veículos da marca Volkswagen por causa da qualidade e do baixo custo da manutenção. "Fizemos um relatório sobre as marcas que deram mais manutenção e optamos pelos modelos da Volks", justificou ele.
Antonio Carlos destacou, ainda, a economia feita pela prefeitura por adquirir os veículos diretamente da fábrica. "Conseguimos um desconto de 8% nos veículos e ainda obtivemos mais 4% de desconto ao comprar os carros antes do reajuste autorizado pelo governo", afirmou.
"Todos os veículos têm garantia de dois anos, garantindo economia na manutenção", adiantou ele. O prefeito, destaca ainda, que a compra feita pela prefeitura fortaleceu a concessionária local, colaborando para a geração de empregos. Segundo ele, parte do ICMs retido na compra dos carros, retornará aos cofres do município. (Fonte: PMC)

Caraguá realiza Clínica de Vôlei do Banespa

Caraguatatuba - As feras da equipe principal de vôlei do Banespa vão estar em Caraguá, na praia Martim de Sá, no próximo dia 8 para fazer um Clínica de Voleibol, quando a equipe estará ministrando conhecimentos básicos do vôlei.
As aulas serão abertas a todas as faixas etárias, principalmente para as crianças, que terão uma quadra exclusiva para as suas aulas. Também vai ser realizado um jogo amistoso entre os atletas do Banespa e os jogadores que participaram do torneio de vôlei na Martim de Sá. O evento conta ainda com outros atrativos.
Programação:
14 horas - aeróbica.
15 horas - Clínica de Vôlei.
16 horas - jogos recreativos e amistoso.
17 horas - espaço reservado para conversas e autógrafos com os jogadores do Banespa. (Fonte: PMC)

Terminou o torneio de futvôlei

Caraguatatuba - Terminou no último sábado, dia 1 de fevereiro, o torneio de futvôlei realizado durante o mês de janeiro na para Martim de Sá. De acordo com a Secretaria de Esportes e Recreação de Caraguatatuba, a dupla campeã foi a de Marquinhos e Thiago, a dupla vice-campeã, Jeferson e Fausto, enquanto Ana Paula e Édno ficaram com o terceiro lugar, todos de Caraguá.
No domingo, dia 2, aconteceram vários torneios relâmpagos de vôlei e futvôlei, além de atividades recreativas para a garotada. Também foram sorteados muitos brindes. (Fonte: PMC)

Dia Municipal da Luta contra o câncer visa prevenir a doença em Caraguá

Caraguatatuba - A prefeitura Municipal de Caraguá vai realizar no próximo dia 4 de fevereiro o "Dia Municipal da Luta Contra o Câncer", e estará marcando a data com algumas ações visando orientar a população sobre as formas de prevenção contra a doença. Neste dia serão realizadas atividades para lembrar a população sobre as ações permanentes desenvolvidas pela Secretaria de Saúde do município. Alguns médicos e enfermeiros estarão desenvolvendo trabalhos para sensibilizar o público nas Unidades de Saúde. No dia 4, um médico dará entrevista na rádio do município sobre o tema.
A Secretaria de Saúde realizou no ano passado quase 6 mil exames preventivos contra o câncer de colo do útero. Para o coordenador do PSF, Dr. Lourival Costa Filho, o número representa cerca de 10% da população feminina, e significa que a população está sabendo usar a saúde pública para se cuidar. "Tratando-se de saúde pública é uma resultado fantástico", declarou.
No final do ano passado, a saúde desenvolveu uma campanha preventiva contra o câncer de pele, quando 614 pessoas foram atendidas por um mutirão que envolveu médicos, enfermeiros e auxiliares. Foram identificados 117 casos de pessoas que necessitam de algum tipo de atendimento, como biópses e cirurgias e todos os casos serão agendados em fevereiro deste ano. A luta contra o câncer é uma preocupação permanente do sistema público de saúde, que realiza ações de rotina para prevenir a doença, como o exame citopatológico - o Papanicolau, que é o exame para detectar o câncer do colo de útero.
O Dia Municipal da Luta Contra o Câncer foi instituído pela Lei Municipal de 14 de dezembro de 2001 por autoria da vereadora Leonor Diniz. (Fonte: PMC)

Ditran vai apreender bicicletas a partir de fevereiro

Caraguatatuba - A Ditran-Divisão de Trânsito de Caraguatatuba, vai começar apreender bicicletas à partir de fevereiro. As apreensões serão feitas em casos de irregularidades praticadas por ciclistas, como andar com a bicicleta na contra-mão, nas calçadas e praças, entre outros locais não permitidos. A ação faz parte da Campanha “Ciclista: seja vivo!”, lançada no ano passado para educar o ciclista para o trânsito, visando diminuir o número de acidentes envolvendo ciclistas no município.
A campanha já passou por várias etapas, incluindo a conscientização através de abordagem dos agentes e distribuição de folhetos informativos; a autuação educativa, feita apenas como experiência durante uma fase da campanha. A nova fase visa coibir o ciclista em praticar infrações no trânsito, apreendendo bicicletas e obrigando o ciclista a freqüentar um curso de segurança viária, que será aplicado por agentes de trânsito da Ditran. O curso terá duração de 4 horas e será a única exigência para que o ciclista recupere a bicicleta.
O Cel. Celso Rapacci, diretor a Ditran, explicou que ainda este ano, os ciclistas infratores deverão receber as devidas multas. “No momento a nossa preocupação é educar o ciclista para o trânsito, já levamos informações, estivemos nas ruas fazendo abordagens, agora chegou a fase da apreensão, que é importante para que o ciclista seja conscientizado de suas obrigações com relação ao trânsito, através do curso obrigatório”, explicou. (Fonte: PMC)

Urbanismo vai realizar controle de caçambas de lixo

Caraguatatuba - A Secretaria de Urbanismo, Habitação e Trânsito de Caraguatatuba irá reunir na próxima segunda-feira, dia 03 de fevereiro, os proprietários e responsáveis pelas sete empresas que alugam caçambas de entulho e lixo na cidade. O objetivo da reunião é regulamentar o uso dessas caçambas, que vêm sendo colocadas em vias públicas por longos períodos de tempo prejudicando o trânsito de veículos e pedestres.
Segundo o secretário de Urbanismo Leandro Borella Barbosa, haverá uma taxa diária por caçamba no valor de 2 VRMs (cerca de R$2,50) a ser paga pelas empresas. “Antes de alugar a caçamba, a empresa deverá ter uma prévia autorização da prefeitura”.
Ele acrescentou que haverá um controle dos locais, onde as caçambas irão permanecer e também do tempo, e que, se as empresas não cumprirem as normas, elas estarão sujeitas a pagarem multas ou terem suas caçambas apreendidas. (Fonte: PMC)

Volta às aulas será em 5 de fevereiro

Caraguatatuba - A rede municipal de ensino de Caraguatatuba terá o início das aulas no próximo dia 5 de fevereiro, quarta-feira. Os professores já estarão trabalhando na preparação de aulas desde o dia 03, segunda-feira.
Segundo a secretária de Educação Roseli Morilla, no dia 04, haverá uma palestra, com o professor Jairo de Paula, para os educadores sobre o tema “Como resolver situações difíceis em sala de aula”. Além de professor, Jairo de Paula é economista, consultor humano e educacional, e escritor. Já escreveu 7 livros sobre educação como o sucesso “Educação sinestésica” e “O sucesso do seu filho está relacionado com sua felicidade” e outros.
Em 1997, o ensino fundamental foi municipalizado de 1ª a 4ª série e, em 2002, foi iniciado o processo de municipalização de 5ª a 8ª. . Esse processo já beneficiou três escolas: Massaguaçu, Jetuba e Casa Branca já são de responsabilidade da prefeitura.
A Secretaria Municipal de Educação possui também os Centros de Educação Infantil, que são administradas em parceria com a Fundação Orsa e as creches Santo Antônio e Meimei, num total de 30 escolas, 2 conveniadas e cerca de 15 mil alunos sob a responsabilidade do município. (Fonte: PMC)

Corpo de Baile de Caraguá abre inscrição para crianças até 13 anos

Caraguatatuba - O Corpo de Baile de Caraguatatuba está com duas audições marcadas para fevereiro. A novidade deste ano é a turma juvenil, que será formada com as crianças de 10 a 13 anos, que estarão treinando para substituir as bailarinas que atualmente fazem parte do elenco oficial.
A audição para a turma juvenil acontece a partir das 9h de hoje e a audição da turma adulta, destinada a bailari-nas(os) de 14 a 23 anos, será no próximo dia 8. As pessoas que não puderem participar das audições podem fazer uma aula experimental, que acontece nos ensaios dos dois grupos existentes hoje, às terças e quintas, das 16h às 19h, e aos sábados das 9h às 12h.
"Mais de 200 adolescentes já fizeram testes para integrar o Corpo de Baile, mas há uma seleção porque temos um número de vagas limitadas e mesmo porque ser bailarina é um dom, uma vocação. Quanto mais cedo a criança começar a treinar, mais fácil será corrigir as incapacidades físicas", explica a professora e coreógrafa Mathilde Mathias.
O Corpo - O Corpo de Baile de Caraguatatuba foi formado em 2000, após um ano de muito treinamento. Atualmente o Corpo é formado por 17 bailarinas oficiais, mas há 23 que treinam no grupo B. "Hoje, temos bailarinas que se mudaram para Caraguá, mas já treinavam em companhias de São Paulo e São José dos Campos. Estaremos formando o grupo juvenil para que o trabalho não acabe. Conforme as bailarinas do corpo oficial vão se desligando, teremos já em treinamento bailarinas que poderão substituí-las. Ainda falta formar o grupo mirim, que começa com as crianças de cinco anos", explicou Mathilde.
As aulas de balé clássico e jazz proporcionadas pela Fundacc (Fundação Cultural e Educacional de Caraguatatuba) são gratuitas. "Como tenho uma Companhia de Dança em São José dos Campos, percebo a diferença na dedicação, no compromisso com a dança, por parte das meninas que treinam em Caraguá.", explica a coreógrafa.
Mathilde Mathias comenta que as aulas não são só práticas. "As bailarinas têm aulas teóricas, de fisiologia, de técnicas, de expressão corporal, de interpretação. A cada aula surgem novos passos, novas correções. Elas têm que saber como a dança começou, o por que de cada movimento... se envolver com a sedução profunda da dança".
Confirmando esta emoção forte da dança a aluna Amanda Terra, 14 anos, comenta: "Hoje, recebi minha primeira sapatilha de ponta, apesar de fazer alguns meses que estou treinando. Não consigo mais parar de dançar. Aprendemos muito vendo os outros grupos em festivais".
Já o aluno Marcelo Viti, 32 anos, 'uma exceção' pela idade, diz que "tem que gostar muito do que está fazendo porque é preciso muita dedicação, e dar tudo de si nas aulas".
Participando de festivais nacionais, o Corpo de Baile de Caraguá conseguiu prêmios significativos neste dois anos de existência. Em 2001, foram realizados três workshops na cidade. "Nestes eventos, trazemos coreógrafos renomados para ensinar as meninas, que acabam tendo um parâmetro de como estão se desenvolvendo". (Fonte: Imprensa Livre)

Bispo da Diocese de Caraguatatuba visita o Papa João Paulo II

Caraguatatuba - Dom Fernando Mason, bispo da Diocese de Caraguatatuba, esteve ontem,27, em visita pessoal com o Papa João Paulo II, na Itália. Dom Fernando participa a visita "Ad Límina" que acontece ha cada 5 anos. Nesta oportunidade, os bispos falam de seus trabalhos e discutem diversos temas que envolvem a Igreja, as áreas social e política de seus países, além de exercitar o espírito de comunhão eclesial, estando ao lado daquele que, na terra, representa Jesus Cristo. Antes da visita pessoal, Dom Fernando e outros bispos do Regional Sul 1 tiveram alguns momentos coletivos com o Santo Padre, um deles, durante um almoço, onde todos tiveram a oportunidade de se apresentar pessoalmente dizendo onde trabalhava e o que fazia especificamente nas pastorais. O Papa acompanhou com muito interesse e fez perguntas. O que mais o interessou foi a Pastoral da Juventude (lembrou Montreal), Laicato, Família, Educação Católica, Universidades Católicas, orientações do novo governo. O Papa deu uma cruz peitoral, como presente, a cada Bispo. A comida foi simples e o Papa seguiu uma dieta particular.
Os bispos também visitaram a Pontifícia Comissão para a América Latina (CAL), organismo da Congregação para os Bispos que se ocupa da América Latina e celebraram a Eucaristia no templo de São Paulo e São Pedro.
Dom Fernando Mason continua na Itália até o dia 18 de fevereiro, onde visita algumas Casas de formação e familiares. (Fonte: Diocese de Caraguatatuba)

IPTU com desconto foi prorrogado para dia 10 de fevereiro

Ilhabela - A Prefeitura Municipal de Ilhabela através de sua Divisão de Receita prorrogou até dia 10 de fevereiro o desconto de 20% para quem pagar a parcela única do IPTU 2003. Pede-se para que o contribuinte compareça ao setor de cadastro da prefeitura (Rua Pref. Mariano Procópio, 86, bairro Perequê) das 10h às 17h acompanhado do carnê do IPTU de 2002. (Fonte: PMI)

Tarifa de ônibus de Ilhabela ficou em R$1,70

Ilhabela - O prefeito de Ilhabela Manoel Marcos definiu nesta segunda, dia 03, em reunião com o proprietário da Auto Viação Ilhabela, Luiz Antonio Braga Siqueira, o contador da empresa, o secretário de planejamento, Norberto Batista, a grande maioria de vereadores e o representante da comunidade Zeca do São Pedro, o reajuste da tarifa do transporte coletivo para R$1,70.
A empresa se comprometeu em atender a reivindicações possíveis feitas pelos vereadores, entre elas, o aumento de freqüência. A nova tarifa entra em vigor a partir da zero hora de quinta-feira, dia 6. (Fonte: PMI)

Secretaria de Saúde de Ilhabela adquire moderno aparelho de ultrasom

Ilhabela - A Prefeitura Municipal de Ilhabela através da Secretaria da Saúde adquiriu semana passada um novo aparelho de ultrasom da marca General Eletric modelo Logiq 400 Pro, considerado o melhor a disposição do serviço público do Litoral Norte.
A compra do aparelho se realizou através de um convênio entre prefeitura e Ministério da Saúde, assinado em 2001, durante a gestão do ex-ministro da Saúde José Serra. O repasse de R$ 70 mil do ministério se deu no início de 2002, sendo o valor total do aparelho de R$ 150 mil.
Segundo o Secretário de Saúde Antonio Luiz Colucci, este aparelho havia sido orçado em novembro passado na Feira de Equipamentos Médicos em R$ 165 mil. "Para nossa surpresa, as empresas que participaram da licitação apresentaram valores inferiores ao de mercado", afirmou Colucci.
O Secretário destacou ainda que o Prefeito Manoel Marcos entendeu a importância da compra do novo aparelho e liberou os recursos de contrapartida de R$ 80 mil para sua aquisição. Colucci lembra que quando a verba foi pleiteada junto ao Ministério da Saúde, no início da atual administração, o valor do dólar era de aproximadamente R$ 1,80 e a previsão de participação do município na compra era de R$ 20 mil, com a alta do dólar e por se tratar de um produto importado, o valor do instrumento também aumentou.
No início da atual administração, o município não contava com nenhum aparelho de ultrasom. Em meados de 2001, o município conseguiu da Secretaria Estadual da Saúde a doação de um aparelho preto e branco da marca Shimadzu, que desde então tem atendido de forma razoável as necessidades dos munícipes.
Em breve, com a instalação deste novo aparelho no Centro de Especialidades, poderemos melhorar nosso serviço, realizar exames mais sofisticados e a população só terá a ganhar. (Fonte: PMI)

FBVM confirma Ilhabela como sede do Pré-Olímpico de Vela 2003

Ilhabela - A Prefeitura Municipal de Ilhabela confirmou nesta segunda, dia 03, junto a Federação Brasileira de Vela e Motor (FBVM) a realização dos eventos Pré-Olímpico e Copa da Juventude a serem realizados entre os dias 15 a 22 de março deste ano.
Depois de anunciados em alguns meios de comunicação a possível mudança de local em conseqüência da diminuição no valor do patrocínio da Petrobrás à FBVM, fica definida a cidade de Ilhabela como sede dos eventos.
O prefeito Manoel Marcos considera os eventos de extrema importância para nosso município e país e disponibilizou estruturas e equipamentos necessários para que se realizasse com sucesso. O investimento da prefeitura estará em torno de R$ 30 mil.
A decisão de realizar a seletiva do Pré-Olímpico em Ilhabela, que vai definir a formação da Equipe Permanente de Vela Olímpica (EPVO) e Copa da Juventude da ISAF (Internacional Sailing Federation) aconteceu em julho de 2002 e vai reunir os melhores velejadores do Brasil consagrados internacionalmente. (Fonte: PMI)

Projeto Alcatrazes contesta prêmio à Marinha
Ambientalistas e pesquisadores de Alcatrazes contestam "trabalho de preservação" da Marinha no arquipélago, usado como alvo de tiros de canhão

São Sebastião - A Sociedade em Defesa do Litoral Brasileiro (SDLB) contesta a notícia de reconhecimento à Marinha, pelo "trabalho de preservação" no Arquipélago de Alcatrazes, SP, em uma carta aberta, divulgada hoje à imprensa. Na semana passada, jornais do Vale do Paraíba e de São Sebastião publicaram, que a Marinha do Brasil recebera um prêmio internacional da Sociedade Oceanográfica de Conservação Marinha, parceira da Sociedade Cousteau. Mas Marcelo Decoud, que representa a ong internacional no país, nega qualquer premiação ou distinção.
"Propusemos à Marinha iniciar um processo de certificação que, ao contrário de um prêmio, significaria a revisão de suas práticas no arquipélago e avaliação dos impactos ambientais dos exercícios militares", reafirma Decoud. Ao saber das notícias veiculadas na região, ele enviou uma carta aos jornais desmentindo a premiação.
"Ficamos indignados porque o grande problema ambiental de Alcatrazes é justamente a Marinha, com seus exercícios de tiro", diz Roberto Bandeira, presidente da SDLB, entidade responsável pelo Projeto Alcatrazes, que há 13 anos incentiva e apoia pesquisas no arquipélago, além de defender a criação de um parque marinho no local, ampliando a atual proteção de algumas ilhas e lajes, na Estação Ecológica Federal Tupinambás.
O delegado da Capitania dos Portos em São Sebastião, Paulo Rogério de Souza Almeida, reconhece que não houve propriamente uma premiação, mas "a intenção de incluir Alcatrazes na certificação internacional de Ilhabela pelo Cousteau Label", objeto de uma cooperação entre a Sociedade Oceanográfica de Conservação Marinha e a prefeitura da ilha. Em um fax, dirigido ao delegado, Marcelo Decoud propõe a inclusão e afirma que a Marinha do Brasil seria "a primeira instituição militar, a nível internacional, num processo de certificação ambiental".
Questão antiga - O conflito entre a Marinha e os ambientalistas e pesquisadores, em Alcatrazes, é antigo e tem sua origem nos impactos dos tiros de canhão nas ilhas, utilizadas como alvo, em exercícios militares. Alcatrazes é o maior ninhal de aves marinhas do litoral sudeste e abriga 16 espécies endêmicas (exclusivas daquelas ilhas) de animais e duas de plantas, além de servir de área de alimentação e refúgio para baleias de Bryde, golfinhos pintados, cinco espécies de tartarugas marinhas e cerca de 150 espécies de peixes.
Os tiros de canhão perturbam o ninhal e deixam buracos nos costões rochosos, visíveis à distância. No entender dos ambientalistas, os exercícios deviam ser objeto de licenciamento ambiental e estudo de impactos ambientais, questão atualmente discutida pelo Ministério Público Federal, numa ação civil pública.
Ibama autuado - Segundo a carta aberta dos ambientalistas, "a Marinha não poderia ser premiada pela preservação da natureza no arquipélago. Suas atividades em Alcatrazes, nesses últimos vinte anos, concentram-se na realização de exercícios periódicos de tiro de canhão sobre as encostas do Saco do Funil, na Ilha dos Alcatrazes, e sobre as Lajes do Pescador e da Gaivota, localizadas em plena Estação Ecológica Tupinambás, e sob administração federal direta do Ibama. É inconcebível que seja premiado o organismo militar responsável pela destruição, no arquipélago, de 25% de sua Mata Atlântica original, protegida pela constituição brasileira, onde se abrigam espécies únicas".
O documento afirma, ainda, que a fiscalização da Marinha no arquipélago, embora positiva, é exercida de forma esporádica e, "por vezes, assume um caráter polêmico, chegando a extremos como multar o próprio Ibama". Para os pesquisadores e ambientalistas, o agendamento de expedições científicas deve ser feito com 60 dias de antecedência, enquanto escolas de mergulho e outras embarcações recebem facilmente autorização para freqüentar Alcatrazes.
O delegado da Capitania dos Portos desmente as restrições e desafia os ambientalistas a provarem qualquer multa ao Ibama ou citarem quais barcos receberam tratamento preferencial. A questão, de acordo com ele, resume-se aos exercícios militares. "E uma decisão judicial de 1998 já concluiu que os exercícios da Marinha são lícitos e não podem ser proibidos", lembra. Para Souza Almeida, o arquipélago só não está destruído, atualmente, devido à fiscalização da Marinha, que não permite a aproximação de barcos de pesca.
A ex-chefe da Estação Ecológica, Carla Marcon, que acaba de ser transferida para outra unidade de conservação do Ibama, tem uma versão diferente. Segundo ela, no início de 2002, um barco alugado pelo Ibama, transportando três agentes e dois policiais federais, em missão de fiscalização, foi autuado pela Marinha, por estar em "área proibida". Do mesmo modo, numa operação recente, sete funcionários do Ibama, num barco do órgão, foram notificados pela Marinha, "por estar em área proibida, que era a Estação Ecológica, administrada pelo próprio Ibama", explica. Para Carla, o problema é a sobreposição de jurisdições em Alcatrazes. "Mais do que discutir quem autuou quem, o importante é o Brasil se perguntar o que quer em relação a Alcatrazes. Uma área estratégica de treinamento ou uma unidade de conservação ambiental?". (Fonte: Estadão)

Comunidade participa de ensaios das escolas de samba na cidade

São Sebastião - A pouco mais de um mês do desfile na Passarela do Samba, na Rua da Praia, as quatro escolas de samba de São Sebastião intensificaram os ensaios para a tão esperada apresentação. Geralmente realizados no período noturno, os ensaios para preparação das baterias tem a participação das comunidades.
Em média atraem 250 pessoas por noite. É o chamado "esquentando os tamborins", que antecede ao tradicional desfile.
Na Sol de Verão, a hexacampeã do carnaval local, o clima é de confiança e, claro, de já ganhou novamente. Com o tema "Da Cultura Caiçara, Lendas e Mitos", a escola da Vila Amélia pode ser considerada favoritíssima para conquistar o sétimo título. "Vamos muito fortes para a avenida", diz o presidente José Ramos.
Esta confiança toda é partilhada pelos adolescentes Fernanda Tavares, Mariana de Jesus, Ana Carolina Gonçalves e José Felipe Bueno, todos com 14 anos. Eles são presenças garantidas nos ensaios da Escola. "Até agora não perdemos nenhum", garantiram.
Outro que diz acompanhar os ensaios da Sol de Verão é o comerciante Élcio Antonio Dosendino, 32 anos. Na noite da última quarta-feira, ele e o filho de 8 meses acompanharam a coreografia dos integrantes da bateria, realizada entre as ruas Mansueto Pierotti e Jaime Scaramelli, na Vila Amélia. "Eu o trouxe para que comece a gostar de samba desde criança", alegou.
Otimismo. Esta é a palavra de ordem na escola Acadêmicos do São Francisco, uma das mais populares de São Sebastião e, talvez, a principal rival da Sol de Verão. "Vamos entrar com tudo de bom na Passarela do Samba. A Sol de Verão que se cuide, porque estamos determinados a acabar com a hegemonia dela", desafia um dos puxadores do samba-enredo da escola, o vereador Marco de Souza. O puxador da Sol de Verão, Gustave Gama, rebate o desafio. "A Sol de Verão irá para a passarela com um desfile jamais visto na cidade, retratando com beleza e cores todas as nossas tradições caiçaras".
Com o tema "Vôo de Pensamento", a Acadêmicos do São Francisco pretende inserir a metafísica, anjos, sonhos e outros temas esotéricos dentro do batuque do samba, com a intenção de, literalmente, "fazer a galera voar na avenida", diz Souza.
Sobre os ensaios, o vereador diz que é só alegria. "Mais de 300 pessoas por noite têm acompanhado os ensaios, com muita vibração, inclusive turistas. Dias atrás apareceu até um casal de japoneses, que ficou deslumbrado com a bateria e nosso samba", afirmou.
Segunda escola a se apresentar na Passarela do Samba, a Mocidade Independente da Topolândia, com 400 integrantes, quer se firmar como uma grande escola do carnaval de São Sebastião. É o que garante o presidente da entidade, Júlio César Contreras.
Faz sentido a afirmação. Estigmatizada como escola pequena, pobre e de periferia, a Mocidade quer mostrar que está determinada a dar uma volta por cima sobre todos os preconceitos, para conquistar seu segundo título.
"Nossa maior força, sem dúvida, é o nosso público. As pessoas da Topolândia entenderam que já é hora de se sentir grande, e a escola é um destes mecanismos de projeção", filosofa, ao explicar a grande presença de público nos ensaios.
Já a Ki-Fogo, do Pontal da Cruz, vai se apresentar com seus 350 componentes com pretensões menos ousadas, segundo seu presidente Walter Frederico. Com o tema "Vinte e cinco anos de avenida: Bodas de Prata", a escola quer, além de fazer bonito, ganhar experiência e progredir sempre, comemorando seus 25 anos de fundação.
Porém, quando o assunto é ensaio, Frederico fecha o semblante e diz sentir falta do apoio da comunidade do bairro. "Seria muito bom que mais gente viesse aos nossos ensaios, para dar força moral aos nossos integrantes", finaliza resignado. O desfile das escolas será no domingo, 2 de fevereiro. (Fonte: Imprensa Livre)

São Sebastião realiza Jornada Pedagógica

São Sebastião  - O evento marca o início de trabalho da nova equipe da Secretaria da Educação. O prefeito Paulo Julião solicitou que no currículo escolar passe a constar matéria sobre Turismo. Também foi divulgada a criação de regionais de ensino nas Costas Sul e Norte.
A Prefeitura de São Sebastião iniciou hoje uma Jornada Pedagógica, com o tema: “O Futuro é Agora. Humanizando a Educação”, cujo objetivo é marcar uma nova fase na relação entre administração pública e educadores, tendo como principal vertente o diálogo.
O evento continua até quarta-feira, dia 5, com palestras com os professores Nilbo R. Nogueira e Içami Itiba, em dois períodos, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30. Esta programação marca o ponto de partida para a reflexão da verdadeira função da educação.
A secretária da Educação, Irma Sanches Altamirano, disse que este ano a meta será democratizar o ensino, sem descriminação e com responsabilidade. “A Educação tem tudo para dar certo porque temos uma rede muito capacitada. Unidos poderemos transformar a escola”.
Ela aproveitou e fez um apelo aos professores: “Não trabalhem pelo dinheiro, mas pelo aluno porque são eles que irão construir o mundo. A educação não está boa e falta pouco para mudar esta situação: amor, quem não tiver isto procure outra profissão”, finalizou.
Nos últimos anos, a rede pública municipal de São Sebastião teve seu atendimento ampliado devido a vários fatores, entre eles, o crescimento demográfico, a demanda social e a municipalização do Ensino Fundamental. Atualmente o número de alunos atinge 14.663, em 54 unidades escolares.
“Nesses dois anos, estivemos firmando um alicerce para que no futuro nossos filhos não precisem sair da cidade para procurar emprego. Além de educadores, vocês são pais, mães, filhos e netos e precisam também de oportunidade para crescer, por isso, solicito à secretária da Educação que inclua no currículo escolar a matéria sobre a indústria do turismo”, disse o prefeito Paulo Julião, na abertura da Jornada.
Outra novidade este ano para a rede será a implantação de regionais de ensino em Boiçucanga, na costa sul, e na costa norte, onde haverá um mini almoxarifado, produtos de limpeza e vales refeição e transporte, com o intuito de resolver com maior rapidez os problemas estruturais das escolas e facilitar que os materiais cheguem mais rápidos para os professores.
A assessora técnica, Márcia Rego, antes de apresentar o novo organograma da secretaria da Educação, aproveitou para salientar que o objetivo principal da nova equipe será a sistematização do conhecimento, tendo com princípios básicos: eficiência, transparência, equidade, qualidade, autonomia e gestão democrática. “O mais importante é que nenhum aluno saia da 2ª série sem saber ler”, disse.
Segue o Novo Organograma:
Diretora Pedagógica – Gislaine Agostini
Diretor de Planejamento Estratégico – Antônio Roberto Alves Felipe
Diretora Regional de Ensino – Marina Leopoldino dos Santos
Diretora de Apoio a Educação – Iara do Nascimento
Diretora Administrativa - Simone Barbalho (Fonte: PMSS)

Ana Moser pode ser vereadora em São Sebastião

São Sebastião - Ana Moser, ex-jogadora da seleção brasileira de volei e uma das maiores jogadoras de volei de praia do mundo, poderá disputar uma cadeira na Câmara de Vereadores de São Sebastião, no ano que vem. Ela comprou casa em Maresias e está se estabelecendo na cidade.
Ana Moser reuniu-se com o prefeito Paulo Julião, para apresentar projetos da Ong que criou para atuar na área de esportes e educação e disse que a atuação política pode ser um complemento natural do engajamento atual, em causas sociais. (Fonte: Imprensa Livre)

Companhia de Dança Cisne Negro faz turne em São Sebastião

São Sebastião - Os bailarinos da Cia de Dança Cisne Negro apresentaram no Teatro Municipal o espetáculo "Vem Dançar", já apresentado na Costa Sul e que vai ser levado, no próximo dia 21, ao bairro São Francisco, onde será encenado na Praça da Figueira.
"Vem Dançar" inclui trechos de dança clássica e manifestações populares, como frevo, samba, capoeira e mesmo funk, rap e hip hop. (Fonte: Imprensa Livre)

Carta do Leitor

Cobrança de Banheiro I - Sra. Vera. Eu, meu esposo e minha filha estávamos realmente consumindo no shopping (cafeteria e super mercado) e não nos foi oferecida senha alguma. Não seria então o caso de se tornar pública essa informação?

Julia Duarte
São Paulo, SP


Cobrança de Benheiro II - Banheiro pra quem consome? Bem acho, que Veru de ubatuba deu-me uma noticia, que... bem seria bom avisar os comerciantes do Shoping, pois eu fui até o a lanchonete de uma marca famosa e quando perguntei ao atendente ele disse que tinha mas era pago, até entendo a posição do shoping, mas que belo atendimento a turista.

Ademir Fernandes
São Paulo, SP


Farrapos da Tabatinga - Aqueles que acompanham a mini-série da rede Globo romaram conhecimento visual de um dos lendários fatos da guerra farroupilha, conhecida como travessia dos lanchões. Para proclamar a república em Santa Catarina, Bento Gonçalves necessitou ajuda da frota marítima de Giusepe Garibaldi. Esta não podia zarpar de Porto Alegre por estar tomada pelos imperiais. A solução foi conduzir os barcos por terra, sobre carros de boi até Laguna. Qualquer semelhança com a engenharia utilizada na Tabatinga é mera coincidência!!!!!, mas tenho certeza, veio do século retrasado a inspiração!

Maria Julia Kumel
Tabatinga
Caraguatatuba, SP


Carta Aberta - Ambientalistas e pesquisadores, engajados na preservação e estudos científicos do Arquipélago dos Alcatrazes, há 13 anos reunidos em torno do Projeto Alcatrazes, iniciativa da Sociedade de Defesa do Litoral Brasileiro, foram surpreendidos na semana passada pela notícia que a Marinha do Brasil havia sido "premiada pelo seu trabalho de preservação" no Arquipélago dos Alcatrazes.
Diante dessa impropriedade, o Projeto Alcatrazes, vêm a público dar esclarecimentos a alguns fatos.
A suposta premiação teria sido comunicada a Marinha através de ofício encaminhado pela Sociedade Oceanográfica de Conservação Marinha, com a participação da renomada Sociedade Cousteau.
O Diretor Geral da Sociedade Oceanográfica, Marcelo Decoud, afirma que nem a Sociedade Cousteau, nem a Sociedade Oceanográfica de Conservação Marinha, outorgaram a Marinha do Brasil prêmio ou distinção alguma.
A Marinha não poderia ser premiada pela preservação da natureza no arquipélago. Suas atividades em Alcatrazes, nesses últimos vinte anos, concentram-se na realização de exercícios periódicos de tiro de canhão sobre as encostas do Saco do Funil, na Ilha dos Alcatrazes, e sobre as Lajes do Pescador e da Gaivota, estas últimas localizadas em plena Estação Ecológica Tupinambás, e sob administração federal direta do IBAMA. É inconcebível que seja premiado o organismo militar responsável pela destruição no arquipélago de 25% de sua Mata Atlântica original, protegida pela constituição brasileira, onde se abrigam espécies únicas.
A fiscalização da Marinha no arquipélago é exercida de forma esporádica e, embora apresente um aspecto positivo, não se pode atribuir-lhe os louros pela preservação ambiental de Alcatrazes. Por vezes, assume um caráter polêmico, chegando a extremos como multar o próprio IBAMA. As Normas de Visitação exigem que expedições científicas sejam agendadas com 60 dias de antecedência, enquanto escolas de mergulho e outras embarcações recebem facilmente autorização para freqüentar Alcatrazes.
Entendemos que a presença da Marinha poderia, sim, representar um diferencial na preservação e estudo científico do Arquipélago dos Alcatrazes. Mas, decididamente, não da forma como faz no presente. Por enquanto, nós do Projeto Alcatrazes, ainda temos que observar, com uma ponta de inveja, o suporte fundamental oferecido pela Marinha do Brasil a iniciativas de pesquisa e conservação no litoral brasileiro e na Antártida.
Entretanto, em todos estes anos de trabalho pela criação do Parque Nacional do Arquipélago dos Alcatrazes e pelo fim dos treinamentos de tiro, e depois de realizadas 37 expedições científicas ao arquipélago, reunimos a experiência, um grupo e, claro, resultados significativos o bastante para não esmorecer. Muito pelo contrário.
As dezoito espécies de seres vivos - entre serpentes, sapos, pererecas, plantas e animais invertebrados - exclusivas em todo o mundo, e que somente existem em Alcatrazes, assim como seu notável ninhal de aves marinhas, tartarugas e cetáceos, vão continuar contando conosco em sua luta pela sobrevivência.

Projeto Alcatrazes
Sociedade de Defesa do Litoral Brasileiro
www.alcatrazes.org.br


Turismo integrado ou um apêndice secundário? - Quando pequena, fazendo o primário, as aulas começavam em março ou depois do Carnaval. Em julho férias e em dezembro as provas do mês e depois exames finais. Lá pelo 20 de dezembro ficávamos sabendo se iríamos ter férias ou 2ª época, o terror das famílias brasileiras. Porque 2ª época significava ralar nos estudos, perder as férias e em fevereiro fazer exame de toda a matéria do ano. O aluno aprendia ou repetia sem choro nem vela. Hora de estudar, hora de descansar. Três meses de férias, nove meses de aulas, cerca de 220 dias nos bancos escolares. Com o tempo, os dias letivos foram diminuindo, 180 dias, entremeados de feriados prolongados, semanas de saco cheio, semanas de provas e o maior absurdo, as notas finais são dadas por volta de 20 de novembro, sobre um ensino que acabou em outubro! Tudo truncado, fragmentado, esculachado e reduzido. Os pais por sua vez, numa crise de falta de inteligência e lógica, passaram a torcer para que seus filhos se livrassem dos estudos em novembro, dando total apoio para a maracutaia das escolas. O importante é o filho passar de ano em novembro. Se ele sabe ou não é secundário. Ficar para exame virou tragédia. Aprender não é o importante, passar de ano sim. É por isto que se diz hoje que o professor faz de conta que ensina e o aluno faz de conta que aprende. Os pais não se percebem como consumidores, aqueles que pagam a conta e a quem deveria ser prestado todas as informações do produto oferecido que é o ensino.
O filho entra de férias lá pelo vinte de novembro. Os pais estão trabalhando. O filho fica rodando pela casa, reclamando de que não tem o que fazer e vai dar rolê no shopping para matar o tempo ocioso. Depois de um mês, chegada as festas natalinas os pais conseguem alguns dias de férias, talvez o mês de janeiro. Lá pelo vinte de janeiro é hora de voltar para casa porque tem que comprar material escolar. As férias escolares já acabaram. Os pais que tirarem férias depois desta data ficarão em casa porque os filhos estarão retornando às aulas. O profissional, o trabalhador que tira férias na primeira metade de janeiro viaja. Aquele que tira depois do dia vinte, fica em casa em respeito à escola, que vai oferecer um estudo malajambrado o resto do ano. É uma cadeia de perdas ininterrupta e absurda. O pai não tem o direito de viajar em fevereiro e o filho vai ganhar uma semana de saco cheio no segundo semestre para não fazer nada e ficar em casa só nas exigências. Ainda tem as classes que promovem a viagem de formatura também no segundo semestre, com preços insignificantes de baixa temporada.
Em julho, as férias de inverno não são para todos. Curta, geralmente é utilizada para ir ao dentista, ao médico e sair no fim-de-semana. Não revigora de fato o turismo no Brasil. Fora isto, no resto do ano, acontece uma verdadeira guerra na hotelaria para atrair a 3ª idade, que se beneficia dos preços de baixa temporada, irrisórios, deficitários, devido à concorrência e ociosidade dos leitos nos hotéis. Porta fechada dá menos prejuízo.
As conseqüências da deterioração do ensino no Brasil, perniciosas ao extremo, vão muito além da questão da autonomia nacional e desenvolvimento econômico. Atingem em cheio o turismo interno, que hoje praticamente não se mantém vitalizado até a última semana de janeiro. Quanta decepção por este Brasil afora no final de janeiro em razão das chuvas e falta de turistas! O calendário escolar está matando o turismo no Brasil. Já é mais do que hora de se pensar num turismo integrado com toda a economia nacional e não como um apêndice secundário. Turismo é mais complexo, mais importante e vai muito além do que financiamento do BNDES para resorts. Incentivos fiscais e financiamentos para empreendimentos no nordeste, enquanto sul e sudeste dependem diretamente do bolso do empresário com juros de mercado. Visão esdrúxula de Turismo que deveria envolver diretamente ministérios da Educação, Transporte, Justiça, Economia e Cidades, aumentando a importância do ministério de Turismo (ou Embratur?). Só assim o Brasil conseguirá alavancar o turismo intermo, com todos os requisitos de infra-estrutura adequada, atraindo mais dólares para nossa balança comercial, gerando mais empregos e ajudando a acabar com a fome e pobreza do país.

Mirian Patitucci
membro do CONTUR
diretora da AHP de Caraguatatuba


Artigo enviado por Ronaldo Dias:
Uma proposta consistente para o turismo no governo Lula - Os 18 pontos

O turismo é hoje, mundialmente, um dos segmentos de maior crescimento. Apesar do 11 de setembro e da sua sensibilidade quanto às mais tênues turbulências da economia e da política mundiais, é inegável o papel que ele exerce na dinamização e prosperidade de um país. Seu potencial gerador de empregos, sua função na redistribuição geográfica dos investimentos, sua capacidade de atrair tanto grandes quanto pequenos empresários, seus efeitos na fixação do homem em sua região de origem, são todos claros e por demais conhecidos.

Menos refletida é sua capacidade de inserção do país no contexto internacional, a partir do juízo formado pelos próprios turistas estrangeiros, ao retornar a seus países de origem. Que pode ser positivo ou negativo, de acordo com as experiências vividas. A globalização passou a exigir dos atores (nações) no cenário global um nível de profissionalismo sem o qual não há como competir. Torna-se mister elevar o turismo ao patamar que um país, com a megabiodiversidade que o Brasil possui, requer.

Até agora parece que o país tem desfilado sem muito êxito nas passarelas do turismo mundial. Uma série de equívocos tem pautado a política promocional em nível federal. A falta de uma política consistente, com atribuições, mensuração e cobrança de resultados, tem feito dançar as atribuições mais rotineiras que qualquer empresa deveria ter. Só como exemplo - faria qualquer cidadão corar de vergonha o stand, reservado e pago, da Embratur, na Travel Mart Latin América, a maior feira do mundo para negócios turísticos entre os países do hemisfério sul (vendedores) e norte (compradores).

Sabe lá o leitor quem ali se encontrava para promover nossos destinos: ninguém. Sendo uma feira de appointments, onde compradores e vendedores agendavam encontros previamente, causou um frio na espinha a este colunista, presente na feira com stand de sua empresa, ter que menear a cabeça aos frustrados compradores agendados, quando viam o stand de nossa representação do turismo totalmente abandonado.

Vamos enfocar nossa análise e posicioná-la nos investimentos promocionais. Curto e grosso: campanha de marketing na Europa. Válido? Eficaz? 30 milhões de reais para campanha em cinemas... O que o leitor acha? Sigamos um raciocínio: propaganda, linda, sensibiliza o consumidor, desperta nele um desejo de viajar ao Brasil. Próximo passo: informações, elucidações. Estarão prontas? No lugar certo? Na hora certa? Qualquer falha na cadeia trunca o processo e o consumidor arremete. Para fora. E vai ser sensibilizado por um outro destino onde a cadeia funcione de fato. E onde provavelmente os preços e as distâncias serão menores, não haja problemas de criminalidade, etc. E nosso consumidor vai acabar passando suas férias na Costa Rica, na Jamaica, ou no Marrocos.

Ora, se estamos num processo crescente e contínuo de globalização, em que compradores e vendedores se movem pela eficiência e competitividade no processo de trocas, torna-se essencial o estabelecimento de um processo promocional turístico que faça coro com os melhores processos mundiais desta natureza. Tome-se como exemplo a nossa Embraer. Se ela não fosse uma empresa gerenciada com foco em resultados e processos, estaria competindo de igual para igual com suas congêneres do primeiro mundo? Conseguiria ser um dos ícones de nosso parque exportador, não fosse talentosamente e escrupulosamente administrada?

Minha participação recente em alguns importantes eventos do turismo internacional deixou clara a certeza de que falta pouco ao Brasil para estar presente nas mentes e catálogos dos empresários internacionais. Crescem o desejo e a curiosidade sobre nosso país, tanto por parte dos operadores, quanto por parte dos consumidores. Falta só o trabalho sério, planejado, contínuo e dirigido. O que se propõe neste limiar de um novo governo é a reestruturação de toda a política turística nacional no que tange à sua esfera promocional. Para isso sugiro um rol de ações, ou 18 pontos, que deverão ser tomadas se quisermos efetivamente inserir nosso país no processo de trocas do turismo internacional.

1. PLANO BRASIL 10 - O primeiro passo de uma política de turismo é um plano estratégico de marketing plurianual. Esse plano deve passar por audiências públicas antes de passar para sanção presidencial. Diversos estados e municípios têm preparado planos estratégicos com diferentes índices de sucesso. Como exemplos temos o Plano Maior do Maranhão, o Plano de Paranapiacaba, e agora o recém contratado Plano de São Paulo. O plano deve passar por revisões periódicas, com a progressão dos resultados sendo apresentados à comunidade. Com base no plano, empresários tomam suas decisões de investimento.

2. CÂMARA BRASILEIRA DO TURISMO - Tomando-se como modelo a Austrália, onde a Australian Tourism Commission (ATC) é uma das referências mundiais em estratégias de turismo, postulamos a criação da nossa Câmara Brasileira do Turismo. A Câmara Brasileira do Turismo teria um Conselho Diretor (com 15 membros indicados pelo Ministro do Turismo), e onde teriam empresários do trade representando os diversos segmentos do turismo, dirigentes do terceiro setor vinculados à questão ambiental, representantes do mercado exterior, e instituições supra-empresariais. O Conselho Diretor tem como missão definir as políticas e estratégias promocionais do setor. A Câmara teria também uma Diretoria Executiva, composta de 6 técnicos do setor, sobre quem recairia a incumbência de implementar as políticas. São de grande valia na concepção da arquitetura da Câmara os conceitos de cluster - de acordo com as definições de Michael Porter, do Monitor Group, representado no Brasil por César Souza e Edson Vaz Musa. Estatutariamente a Câmara é obrigada a apresentar um plano estratégico qüinqüenal e um plano operacional anual ao ministério. Os resultados do plano devem ser constantemente avaliados por meio de audiências com o mercado, sendo feitas as necessárias correções e atualizações. Todos os resultados devem constar do site da Câmara.

3. TRANSPARÊNCIA E COMUNICAÇÃO - SITE - A Câmara Brasileira do Turismo (CBT) terá seu site, onde constarão a política nacional do turismo, o Plano Brasil 10, as estratégias, os nomes dos diretores com seus currículos e suas esferas de atribuições, os projetos, os prazos para implantação, os responsáveis pelos projetos, as verbas alocadas, e os resultados esperados, com acompanhamento constante.
O site deverá trazer as seguintes divisões:
1. Site corporativo para o mercado
2. Site para o consumidor
3. Site para eventos do mercado (no Brasil e no exterior)
4. Site para a mídia
5. Site de banco de imagens (alta definição) para utilização fácil por todo o mercado em suas propagandas

4. RESPONSABILIDADE COM O MERCADO - O funcionamento da Câmara deverá ser regulado por lei ou portaria ministerial. Deverão fazer parte das atribuições do órgão a prestação de contas à sociedade, o compromisso com a resposta eficaz às solicitações do mercado (A ATC se compromete a responder todos os e-mails em até 10 dias e as mensagens telefônicas em até 2 dias úteis).

5. METAS PARA O INGRESSO DE TURISTAS ESTRANGEIROS - A Austrália recebe hoje cerca de 5.000.000 de turistas estrangeiros por ano, um número semelhante ao recebido pelo Brasil. Numa estimativa inicial o plano poderá prever alcançarmos a meta de 10.000.000 de turistas estrangeiros em 2012 (um crescimento médio de 7,3% ªa), que é o que o Plano da Austrália prevê. Se por um lado a Austrália é bench-marking em turismo, com uma política promocional e estruturação institucionais muito eficiente, o Brasil será, devido à sua megabiodiversidade, um dos grandes pólos atratores dentro dos próximos 10 anos.

6. SUSTENTABILIDADE - Toda a política turística do país deverá ser balizada por critérios de sustentabilidade. As estratégias promocionais e os projetos só poderão ser aprovados se observarem critérios de sustentabilidade ambiental, social e econômica. Os impactos ambientais serão medidos através de parâmetros sugeridos pelo GRI (Global Resources Initiative) ou outra entidade reconhecida internacionalmente.

7. FECHANDO O CIRCULO - A política promocional deve levar em consideração o fechamento do círculo. É impensável ter propaganda no exterior sem o necessário atendimento subseqüente ao viajante potencial. Os mercados emissores mais significativos deverão ter escritórios regionais. Deverão ser adotados critérios rígidos na seleção dos funcionários destes escritórios, os quais deverão ser extensamente viajados pelo Brasil. O trabalho destes funcionários deverá ser continuamente monitorado pela Câmara. Burocratas não são bem-vindos. Precisa-se de apaixonados.

8. PLANO DE REGIONALIZAÇÃO - Por ser o Brasil continente, há que se dividir o país em regiões, por motivos puramente mercadológicos. O Plano de Municipalização de Turismo tem que ser complementado por um Plano de Regionalização do Turismo, em que os esforços promocionais e a alocação de verbas se façam analisando o país como uma soma de territórios de características iguais. Um turista não enxerga limites e fronteiras políticas, mas sim divisas paisagísticas, ecossistêmicas.

9. BIODIVERSIDADE - Há que se priorizar nossa megabiodiversidade na estratégia promocional. Ao lado de nossa brasilidade, ambos podem juntos forjar a nova imagem do país como destino. Entrevistado por ocasião da Conferência de Cúpula do Ecoturismo em maio, em Quebec (onde havia 120 países e 40 ministros de estado, todos querendo uma fatia do ecoturismo mundial), Oliver Hillel, coordenador de turismo da UNEP (Divisão das Nações Unidas para o Meio Ambiente), afirmou: "... ecoturismo é para países com megabiodiversidade. É o caso do Brasil".

10. PROGRAMA DE JORNALISTAS VISITANTES - O Plano Brasil 10 deve trazer os jornalistas internacionais. Continuamente. Vamos levá-los aos Lençóis Maranhenses, à Chapada Diamantina, à Chapada dos Veadeiros. Vão enxergar um Brasil por inteiro, um turismo estruturado, onde conceitos como sustentabilidade podem ser verificados na prática. Aí sim, começaremos a disputar espaços na mídia internacional com as notícias sobre seqüestros e mortes. Em nossos parques e paraísos ecológicos o único seqüestro de que se tem notícia é o seqüestro de carbono, tema de ponta nas reuniões ecológicas internacionais. Esses jornalistas poderão conhecer ações cidadãs, como o Projeto Griô, para crianças carentes, na Chapada Diamantina e projetos de reciclagem profissional, como a inserção de ex-garimpeiros de cristal da Chapada dos Veadeiros no mercado de trabalho local, como guias e donos de pequenos restaurantes rústicos. Tudo isso em meio a paragens absolutamente fantásticas e com hospedagens charmosas.

11. TERCEIRIZAÇÃO EM PARQUES NACIONAIS - O plano deve concluir rapidamente os projetos de terceirização de serviços em parques nacionais. Há anos que os especialistas se debruçam sobre o tema, mas a nossa burocracia não consegue fazer as coisas andarem. Embora os parques devam permanecer nas mãos do estado, assim como seus serviços essenciais de vigilância e administração, cabe à iniciativa privada a operação dos seus serviços típicos relacionados ao turismo, como hospedagem, alimentação, serviços de guia e passeios. A CBT deve regular os procedimentos para as terceirizações. Como referência, Foz do Iguaçu é um excelente exemplo de terceirização de serviços em parques nacionais.

12. UNICIDADE - Há que se colocar a Política Nacional de Ecoturismo sob a égide da CBT, com uma diretoria específica. Hoje em dia o Meio Ambiente e o Turismo dividem na prática esta tarefa, com resultados pífios, dos quais um é a Terceirização de Serviços nos Parques Nacionais.

13. FOMENTO A HOTÉIS DE SELVA - O plano deve conter um programa específico para fomentar a instalação de hotéis (lodges) de selva em nosso país. São eles os maiores preservadores ambientais. São muito mais eficazes nisto do que o estado, que cria gigantescos parques nacionais com dois ou três guardas do IBAMA. Para o empresário de selva a natureza faz parte da matéria-prima. Sem ela não há negócio.

14. CERTIFICAÇÃO - A Política Nacional de Turismo deve prever a certificação para toda a atividade turística. Isto inclui certificação ambiental. Na Costa Rica, esta certificação já é institucionalizada. Os hotéis trazem afixado no seu lobby um certificado de comprometimento ambiental, com notas de 1 a 5, variando de acordo com seus processos e de seu impacto no meio ambiente. Não é mais coisa de ecologista. É coisa do Estado. É importante separar os órgãos que criam a certificação dos órgãos certificadores, estes os credenciados para emitir os certificados.

15. SITE BRASIL - Acaba de ser inaugurado o site www.brasil.com.br, possivelmente a mais poderosa ferramenta de comunicação de mercado entre o Brasil e o exterior. Uma iniciativa privada que vai permitir a comunicação eficiente entre públicos distintos. Esse site pode ser um eficiente parceiro dentro da política do turismo. Ações desta natureza, por parte de empresários experientes, devem ser fomentadas pelo plano.

16. EXAME DA ORDEM - O crescimento desmedido dos cursos superiores em turismo, gerando a deterioração média do ensino, aliado à baixa qualidade do ensino fundamental no país, podem comprometer a atividade turística. Para se buscar atingir um padrão de excelência em recursos humanos no segmento, levando-se em consideração padrões internacionais, hoje fundamentais em todas as atividades, torna-se cada vez mais necessária a instituição de um Exame da Ordem para o turismo.

17. FIXAÇÃO DO HOMEM - A política de capacitação de recursos humanos deve prever incentivos ao treinamento dos camponeses, seringueiros, índios e agricultores para serem guias. O desenvolvimento do ecoturismo propicia a fixação do homem em sua região de origem, proporcionando-lhe trabalho e honradez. Um seringueiro na Amazônia, para o ecoturismo, tem a dignidade que o mesmo seringueiro não teria, nas ruas de São Paulo. Seu trabalho como guia extrapola seu valor como produtor de borracha ou extrator de madeira. É a diferença entre indivíduo e mão-de-obra. O índio conhecedor de plantas medicinais tem um valor único para o ecoturista estrangeiro ávido por esses conhecimentos milenares.

18. CIDADANIA - Como subproduto do ecoturismo e do turismo sustentável vem o resgate da cidadania. Fazer brilhar novamente a chama de sermos brasileiros. E mais do que isso, cidadãos do mundo, de uma nova ordem global que certamente se sobreporá à atualmente existente em função do desaparecimento ou da escassez dos recursos naturais, minerais, vegetais e animais. As altas temperaturas deste nosso outubro passado não foram em vão. A Terra está febril. O turismo responsável e sustentável pode ser uma grande ferramenta rumo a uma nova equação da vida.

Edgar Werblowsky é diretor de Inovação e Ações Sócio-Ambientais da operadora de ecoturismo FreeWay e membro do TOI (Tour Operators Initiative - UNEP - Divisão de Meio Ambiente da ONU)).

Fonte: Editoria: Paula Sarcinella http://www.ecoviagem.com.br/ecoartigos/def_ecoartigos.asp?codigo=4673

 

Forum Comtur - Participe!
Ajude a transformar Ubatuba em uma cidade com turismo de qualidade.
Clique Aqui para participar com sua sugestão

ou leias as sugestões enviadas


Foto do Dia:
Praia da Caçandoca
Ubatuba
Praia da Caçandoca
© Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Clique Aqui para acessar o arquivo de Fotos Publicadas

 
Gaivota FM
Participe você também com seu cometário, crítica ou sugestão no programa
Estação Ubatuba c/ Tony Luiz
De segunda a sexta das 12 as 14 hs na Gaivota FM 104.9
Sempre com entrevistados diários e variados, falando sobre todos os temas
Ligue 3833.5550


 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui.


MUseu Caiçara Ubatuba Solar das Águas Cantantes

As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  idenficação do autor.


GRÁTIS!!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:
Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:
Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:


Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor