Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quinta-feira, 13 de fevereiro de 2003 - Nº 722 Edições Anteriores

Cooperativa Educacional Ubatuba Pousada das Cachoeiras Naturali Garden Center

Litoral Norte:
   Litoral fica em alerta contra dengue
   Bombeiros registram 7 mortes em 2 meses
   Cetesb aponta 11 praias impróprias
   Prefeitura recebe cartilhas da campanha de combate às drogas

Caraguatatuba:
   Após 5 anos, Caraguá perde o Megacycle
   Baía de Caraguá terá arrecifes artificiais
   Marinha confirma: falta de combustível causou acidente de jet-ski
   João Paulo Abreu vence o Kart Summer Cup
   Câmara de Caraguá tem novas Comissões Permanentes
   Câmara compara sua produção de 2001 e 2002
   Caraguá Praia Shopping fecha evento com entidades

Ilhabela:
   Manoel Marcos vai à Sabesp e pede retomada de obras paradas
   Prefeito busca recursos para construção e reformas em quadras esportivas
   Festival de Verão Ilhabela-TIM terá jazz e blues
   Open de Biathlon de Verão de Ilhabela acontece neste sábado
   Divisão de trânsito anuncia alterações para o carnaval
   Atenção foliões ilhabelenses, turistas e comunidades vizinhas!
   Ilhabela encerra carnaval com o Tradicional “Banho da Dorotéia”

São Sebastião:
   Marinha e Ibama dividem responsabilidade de fiscalizar ilhas
   Ilhas formam estação ecológica
   Parceria garante limpeza dos costões de Alcatrazes
   Câmaras transmitem sessões na Internet

Ubatuba:
   Clodovil é acusado de cortar árvore em área de perservação
   Ubatuba acaba com Zona Azul nas praias
   COMTUR pesquisa opiniões sobre Trio Elétrico

   Carta do Leitor



Litoral fica em alerta contra dengue
Preocupada com o aumento de turistas no Carnaval, Sucen pede reforço de ações preventivas para evitar surto

Litoral Norte - O grande número de focos de mosquito da dengue no Litoral Norte deixou as cidades em estado de alerta para o período do Carnaval, quando a região recebe cerca de 1,5 milhão de turistas.
As quatro prefeituras do litoral foram orientadas pela Sucen (Superintendência de Controle de Endemias do Estado) a intensificarem os trabalhos no combate ao mosquito Aedes Aegypti.
A diretora regional da Sucen, Celeste Cristina de Azevedo, afirmou que a cidade mais preocupante é São Sebastião, que já registrou este ano um caso autóctone de dengue (quando a pessoa é picada pelo Aedes e contaminada na própria cidade).
Segundo ela, São Sebastião possui o maior índice Breteau do litoral, com 11,9 --o que significa que de cada 100 imóveis da cidade, 11,9 possuem foco de larva do mosquito da dengue.
As áreas com maior incidência de focos em São Sebastião são a central e o Pontal da Cruz. No ano passado, o município confirmou 1.235 casos da doença, de 2.447 suspeitas notificadas. Este ano, um caso foi confirmado e 19 suspeitas aguardam resultado.
PREVENÇÃO - O diretor do Departamento de Controle de Doenças de São Sebastião, Eduardo Eiras, afirmou que a principal vistoria no Carnaval será nas casas de veraneio, que ficam fechadas durante o ano.
Em Caraguatatuba, nenhum caso foi confirmado este ano, mas foram notificados 15 suspeitos.
O chefe da seção de Zoonozes da cidade, Ricardo de Souza, afirmou que os bairros com mais focos são Aruã, Poiares, Tinga, Indaiá, Jaraguazinho, Sumaré e Ipiranga.
Em Ilhabela, este ano, foram registradas 15 suspeitas. Nenhum caso foi confirmado. A maior incidência de foco é do trecho do bairro Barra Velha ao centro.
O Secretário de Saúde da cidade, Antônio Luiz Colucci, afirmou que serão distribuídos 10 mil folhetos explicativos do combate à dengue na balsa.
Em Ubatuba, desde o ano passado, não foram registrados focos ou caso suspeito da doença.
VALE - No Vale do Paraíba a cidade mais preocupante é Potim, segundo a Sucen. O Secretário de Saúde da cidade, Imre Nagy, afirmou que de cada 10 casas vistoriadas no município, três possuem foco de larvas.
Nagy afirmou que está realizando um trabalho intenso junto aos moradores para a eliminação dos criadouros. Neste ano nenhum caso foi confirmado --no ano passado, foram oito casos autóctones.
A diretora regional de Saúde do Estado, Nádia Meirelles, afirmou que as santas casas de Guaratinguetá e Cruzeiro e o Hospital Universitário de Taubaté estão como referência na região, caso seja registrado algum caso de dengue hemorrágica. (Fonte: ValeParaibano)

Dengue na Região:

São Sebastião
Doença: 1 caso confirmado e 19 suspeitos
Bairros com focos do mosquito: área central e Pontal da Cruz

Caraguatatuba
Doença: 15 casos suspeitos
Bairros com focos: Aruã, Poiares, Tinga, Indaiá, Jaraguazinho, Sumaré e Ipiranga

Ilhabela
Doença: 15 casos suspeitos
Bairros com focos: área de 6 Km, que vai do bairro Barra Velha ao centro

Ubatuba
Doença: nenhum caso confirmado ou suspeito
Bairros com foco: nenhum (Fonte: ValeParaibano)

Bombeiros registram 7 mortes em 2 meses

Litoral Norte - O Corpo de Bombeiros registrou sete mortes e 216 salvamentos nas praias do Litoral Norte entre dezembro de 2002 e janeiro de 2003. A Operação Verão dos bombeiros está sendo realizada desde o dia 14 de dezembro e vai ser concluída em 9 março. O reforço é feito nas praias mais movimentadas de Caraguatatuba, São Sebastião e Ubatuba. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, houve uma redução de 24% no número de óbitos e 11% de salvamento nas praias do litoral paulista comparado ao mesmo período do ano passado. (Fonte: ValeParaibano)

Cetesb aponta 11 praias impróprias

Litoral Norte - O número de praias impróprias para banho no Litoral Norte caiu de 14 para 11, segundo boletim divulgado ontem pela Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental). A praia Martin de Sá, a mais popular de Caraguatatuba, continua imprópria. No município ainda estão contaminadas as praias Centro, Indaiá, Palmeiras e Porto Novo. Em Ubatuba, continuam impróprias as praias Itaguá e Perequê-Mirim; São Sebastião, a Pontal da Cruz, Porto Grande e São Francisco, e em Ilhabela, a praia Perequê. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeitura recebe cartilhas da campanha de combate às drogas

Litoral Norte - O representante da Condepol/Brasil – Confederação Nacional dos Delegados de Polícia de Carreira, Antonio Marracini, esteveontem em São Sebastião, entregando ao Fundo Social de Solidariedade e Conselho Municipal de Entorpecentes, cartilhas de campanha no combate ao uso de drogas.
A entidade reúne mais de 12 mil delegados em todo país. Foi a Superintendência da Polícia Federal na Bahia quem deu início a esta campanha, na época dirigida por José Roberto Alves dos Santos, hoje diretor da Academia Nacional de Polícia.
Com patrocínio da Petrobras, no Litoral Norte, a cartilha será distribuída, além de São Sebastião, nos municípios de Caraguatatuba e Ubatuba.
Segundo Marracini, a Condepol serve como multiplicadora da idéia, distribuindo a cartilha, incentivando órgãos e prefeituras à implantação do programa e participando de palestras nos locais onde este trabalho está sendo desenvolvido.
“É lastimável ver crianças aceitando um convite à morte. Sabemos que não conseguiremos deter totalmente a ação dos traficantes, por isso, temos de educar nossos jovens. Nosso combate é com a educação porque os traficantes são profissionais. Crianças e jovens devem aprender a dizer não à droga, sem vergonha ou restrições”, disse Marracini, acrescentando que a apreensão de uma tonelada de cocaína representa apenas 1% do total da droga consumida e comer-cializada pelo país.
Ele ainda pediu uma maior participação das empresas para que a campanha possa ser ampliada. “Temos um número reduzido de cartilhas, para que possamos chegar ao ideal para que a campanha cresça, precisamos que mais pessoas tenham interesse em conhecer o projeto”, completou.
A secretária de Desenvolvimento Econômico e Assistência Social, Vera Alonso, disse que, a pedido do prefeito, em São Sebastião o slogan “Drogas Não Use. Recuse”, é divulgado em todos os eventos e na comunidade. “Os conselhos também estão atuando nesta luta”, disse.
Em São Sebastião, o Conselho Municipal, presidido pelo advogado Luiz Felipe da Costa Santana, realizou algumas palestras sobre o assunto e visa agora incentivar a campanha com as cartilhas. “Também iremos trabalhar para o incentivo para a formação de uma nova diretoria, já que o conselho está em fase de transição”, explicou Santana.
Participaram da entrega a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Elsa Julião, as secretárias Vera Alonso e Irma Sanches, além de presidentes e representantes dos conselhos da Criança e do Adolescente, Marisa da Penha Pereira e Irma Carretone Puertas; de Entorpecentes, Luiz Felipe da Costa Santana, da Associação Anti Alcoólica, Jair Alves e Carlo Roberto; da Comunidade Negra, Regina Célia Cristino Barbosa; da Casa da Criança, Rosana Beatriz e do Conselho Tutelar, Célia Tavolaro. (Fonte: Imprensa Livre)

Após 5 anos, Caraguá perde o Megacycle

Caraguatatuba - A cidade de Caraguatatuba perdeu este ano o evento de motociclistas Megacycle, que chegou a atrair cerca de 500 mil pessoas, durante 10 dias, em agosto de 2002. Segundo a prefeitura, o evento, que aconteceu por cinco anos no município, estava previsto para encerrar em 2002.
A empresa Megacycle Eventos, organizadora do festival, informou que o fim da parceria com a prefeitura se deve a problemas de infra-estrutura e falta de segurança.
"Caraguá precisa de uma área onde os motociclistas possam fazer as manobras. As manobras aconteciam na avenida e nós não apoiávamos isso", disse o proprietário da Megacycle, de São Paulo, Alberto Pelegrini.
Segundo ele, no dia 29 de maio haverá um Megacycle em Campos do Jordão. A previsão da empresa é atrair cerca de 100 mil pessoas.
O secretário de Turismo de Caraguá, Paulo Noronha, disse que está negociando uma parceria com outra empresa para realização de um evento do mesmo porte em setembro.
"Vamos corrigir os defeitos e organizar locais para exibição. Queremos um evento com mais tranqüilidade e segurança", disse Noronha.
O presidente da Associação Comercial e Industrial, Jorge Washington de Camargo, apóia a relização de evento semelhante em Caraguá, mas quer benefícios para os comerciantes locais. "Os expositores tinham um custo alto e pouco retorno." (Fonte: ValeParaibano)

Baía de Caraguá terá arrecifes artificiais

Caraguatatuba - A Prefeitura de Caraguatatuba vai implantar arrecifes artificiais na baía para fomentar a produção de pescado e coibir a pesca predatória. O projeto será feito em parceria com a Fundespa (Fundação de Estudos Aquáticos). A proposta, de autoria do Executivo, foi aprovada anteontem por unanimidade pela Câmara. Os arrecifes artificiais são desenvolvidos através de cubos vazados de concreto jogados estrategicamente no fundo do mar, geralmente de 5 a 7 metros de profundidade. (Fonte: ValeParaibano)

Marinha confirma: falta de combustível causou acidente de jet-ski

Caraguatatuba - A Delegacia da Capitania dos Portos em São Sebastião – Marinha do Brasil, divulgou ontem à tarde o resultado do inquérito do acidente entre o jet-ski “Red Bull” e o barco de pesca “Maria Vitória”, ocorrido no dia 24 de janeiro, na praia da Tabatinga, em Caraguatatuba. A colisão matou duas pessoas, João Batista Silva Alves, 35 anos, e o estudante José Luís Martins Júnior, 12 anos.
De acordo com o delegado, capitão de fragata Paulo Rogério de Souza Almeida, a causa determinante do acidente foi a falta de combustível no jet-ski. O princípio de funcionamento deste tipo de embarcação é baseado na captação de água sob seu casco.
Conforme o inquérito, a água captada é enviada para a turbina e sob alta pressão vai ao direcionador, garantindo assim a manobrabilidade. A falta de combustível interrompe o funcionamento do motor.
Quando em alta velocidade, por inércia, o jet-ski prossegue na mesma direção até encontrar um obstáculo ou parar definitivamente. Durante o inquérito da Capitania dos Portos foram realizadas três perícias.
Foi constatado que o tanque de combustível estava vazio. Os testes comprovaram que não existia vazamento, ou seja, faltou gasolina no momento da colisão.
A Marinha também analisou os danos no jet-ski e no barco de pesca “Maria Vitória”, que estava parado. Pelas características, o jet era conduzido a aproximadamente 50km/h.
A perícia ainda constatou que o cabo direcionador, o guidon, o cabo de acelerador e a turbina apresentavam funcionamento normal. As duas embarcações envolvidas no acidente estavam com as documentações regularizadas junto à Delegacia da Capitania dos Portos. O condutor do jet-ski tinha habilitação. Porém, ele e o acompanhante não portavam coletes salva-vidas.
“Todavia, deixa de ser o indiciado o possível responsável pela culpa, na modalidade de imprudência, pela não observância de medidas de precaução e segurança, conseqüências previsíveis, que se fizeram necessária naquele momento, para evitar o referido acidente”.
Recomendações para o uso do equipamento - Para pilotar o jet-ski é preciso ter habilitação Arrais amador, cujo exame teórico é realizado toda quarta-feira na Capitania dos Portos. A taxa de inscrição é de R$ 20.
O equipamento deve ter o “Boletim de Embarcação Miúda” e seguro obrigatório (DPEM). O uso de colete salva-vidas é obrigatório para piloto e passageiro.
Observar as recomendações do fabricante quanto à manutenção. Não trafegar em alta velocidade nas proximidades de embarcações fundeadas ou atracadas. Em canais, a velocidade máxima é de 4 nós. Não transitar em áreas interditadas à navegação. Navegar sempre a mais de 500 metros da praia.
Quando se aproximar ou se afastar, navegar perpendicularmente e na menor velocidade possível. Assim, a probabilidade de acidentes envolvendo banhistas torna-se pequena.
Até o último final de semana, 19 jets haviam sido apreendidos pela Delegacia da Capitania dos Portos. As principais infrações são: falta de documentação e de habilitação do condutor. (Fonte: Imprensa Livre)

João Paulo Abreu vence o Kart Summer Cup

Caraguatatuba - Confirmando seu favoritismo, o kartista de São Sebas-tião, João Paulo Abreu, conquistou o Kart Summer Cup, realizado no final de semana em Caraguatatuba, na categoria Cadete.
João Paulo também recebeu troféu de pole-position com o tempo de 44,8 segundos e, no começo da corrida, abriu vantagem sobre Denis Canteruccio, de Caraguatatuba, que participou de sua primeira competição.
Dênis acabou a prova em 2º lugar e Waien Rosa, o “Buchecha”, de São José dos Campos, foi o 3º colocado. Cinco corredores participaram nesta categoria.
A equipe do Marquinhos, de São José dos Campos, mecânicos de João Paulo, também foi premiada.
Neste final de semana, o piloto de São Sebastião participará do Campeonato Paulista de Kart, em Interlagos.
Na categoria RD-135 cc, Mauro Faro conquistou o 1º lugar, seguido por Amorozinho Júnior. Marcos Vasconcelos foi o 3º colocado.
Daniel Buck foi o 1º colocado na categoria Parilla 145, e foi o autor da volta mais rápida da competição. A 2ª colocação ficou com Tiago Geronini e Renan Reis foi o 3º colocado. Pela categoria Parilla 160, o campeão foi Robert Landgraf. O 2º lugar ficou com Lúcio Pinto e Natal Camilott foi o 3º colocado.
O campeonato aconteceu no domingo, no kartódromo da cidade, e contou com a participação de 25 pilotos e muitos espectadores, amantes da velocidade. Segundo os organizadores do evento, o número de corredores ficou abaixo das expectativas. Não ocorreu nenhuma batida, mesmo a pista estando rápida, devido ao sol forte que, aquecendo o asfalto, a deixou menos escorregadia.
A próxima etapa do Kart Summer Cup, que é organizado pela KRT Eventos e Softmed informática, com apoio do piloto Girotto Reis, Guarapower, Studio A Motel e ExtinPaul, está marcada para o dia 16 de março, também em Caraguatatuba. (Fonte: Imprensa Livre)

Câmara de Caraguá tem novas Comissões Permanentes

Caraguatatuba - A Câmara Municipal de Caraguatatuba elegeu na noite da última terça-feira, dia 11 de fevereiro, durante a 2ª Sessão Ordinária semanal, as Comissões Permanentes do Legislativo. Houve interrupção da sessão para a composição e discussão na formação das chapas.
As Comissões Permanentes existem para que sejam dados os pareceres nos projetos protocolados na Câmara, seja de autoria do Executivo, como do Legislativo. As comissões são formadas por um presidente, um vice-presidente, um membro e 3 (três) suplentes. O mesmo Vereador que ocupou um cargo em determinada comissão, poderá continuar a fazê-lo, desde que eleito novamente por seus colegas Parlamentares.
A sessão foi interrompida durante o Expediente, para que fossem formadas as chapas. Durante 15 minutos os Vereadores fizeram as composições de praxe para a formalização das comissões. São 4 (quatro) as comissões; Justiça e Redação; Finanças e Orçamento; Educação, Cultura, Saúde, Promoção Social, Turismo, Esporte e Lazer; Obras, Serviços Públicos, Transportes, Agricultura, Indústria e Comércio, Habitação e Meio Ambiente.
Apenas a Comissão de Finanças e Orçamento apresentou 2 chapas, uma liderada por Valmir Gonçalves (PSD) e a outra por Madalena Fachini (PSB). Foi realizada votação e a chapa do ex-presidente venceu por 9 votos favoráveis e 7 contrários.
As Comissões Permanentes estão assim formadas: Justiça e Redação; Aurimar Mansano, presidente; Celso Pereira, Vice-Presidente; Valmir Gonçalves, membro e como suplentes, Leonor Diniz, Agostinho Lobo de Oliveira e Anderson Silva Bertoncini. A Comissão de Finanças e Orçamento tem esta formação: Valmir Gonçalves, presidente; Aureliano Gonçalves Pereira, vice-presidente; João Rodrigues de Godoy Filho, membro e como suplentes Celso Pereira, Aurimar Mansano e Dalva Santana.
A Comissão de Educação terá Dalva Santana como presidente, Laércio Aparecido de Andrade como vice, Juarez Pardim como membro e como suplentes Valmir Gonçalves, Leonor Diniz e Nílson Lopes da Silva. Por último a Comissão de Obras o presidente será Juarez Pardim, Aureliano Gonçalves Pereira será o vice e Agostinho Lobo de Oliveira será o membro. Aurimar Mansano, Dalva Santana e Madalena Fachini serão os suplentes.
As Comissões Permanentes ganharam força nesta gestão, graças a um projeto do Vereador Valmir Gonçalves - o Valmir da Colônia (PSDB), presidente na época. Segundo a propositura do ex-presidente, um projeto pode ser arquivado e não entra em votação, desde que receba parecer contrário de 2 (duas) em três comissões. Na época Valmir queria resolver a questão de projetos inconstitucionais que terminariam nos tribunais. (Fonte: Câmara Municipal de Caraguatatuba)

Câmara compara sua produção de 2001 e 2002

Caraguatatuba - A Câmara Municipal produziu menos proposituras em 2002, comparando com 2001. A redução se deve a uma menor euforia e por ser 2002 ano de eleição. Nos 10 itens pesquisados, houve diminuição da produção de 2001 para 2002 em 6 (seis) itens.
Os itens pesquisados fazem parte do quadro demonstrativo que mensalmente a Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Caraguatatuba divulga aos meios de comunicação.
São estes os itens; Moção, Indicação, Projeto de Lei, Projeto de Resolução, Projeto de Decreto Legislativo, Projeto de Emenda à Lei Orgânica Municipal, Requerimentos, o Telefone 0800, as Visitas e as Presenças.
Em 2002 houve redução na produção dos seguintes itens; Indicações, Projetos de Resolução, Projetos de Decreto Legislativo, Requerimentos, Telefone 0800 e Presenças. Destes apenas os Projetos de Resolução tem autoria dividida entre Executivo e Legislativo, sendo que o restante é obra e autoria única dos Parlamentares locais.
Apenas os Projetos de Lei, Moções, Projetos de Emenda à Lei Orgânica Municipal e as Visitas foram maiores em 2002 do que em 2001.
Funcionários mais antigos do Legislativo afirmam que esta redução é comum, visto que o ano passado foi de eleição e os Vereadores trabalharam para os seus respectivos candidatos a Presidência da República, ao Senado, ao Governo do Estado e para a Câmara Federal e Assembléia Legislativa.
Outro item apontado por estes funcionários e Vereadores mais antigos fala na perda da euforia, normal para o primeiro ano de mandato e encontrada principalmente nos Vereadores de primeiro e segundo mandato. (Fonte: Câmara Municipal de Caraguatatuba)

Caraguá Praia Shopping fecha evento com entidades

Caraguatatuba- Os representantes da Comunidade Santa Terezinha, Centro de Convivência Amor e Caridade e o Instituto Pró + Vida estiveram reunidos dia 11 de fevereiro, no Caraguá Praia Shopping com Alessandro Cavalheiro, da presidente da associação de lojistas e Roberto Pereira Dias, administrador do Caraguá Praia Shopping para juntos darem o encerramento do I Concurso de Presépios, realizado pelo Shopping no Natal. Essas foram as entidades vencedoras, que juntas dividiram o prêmio de R$ 5mil em equipamentos.
O evento reuniu 13 entidades da região, concorrendo com presépios confeccionados por artesãos e as comunidades, resultando numa bela e muito visitada exposição no piso superior do shopping, uma ação inusitada, muito admirada por turistas e moradores. A comunidade Santa Terezinha, obteve a primeira colocação e adquiriu um micro computador completo, com seus acessórios, no valor de R$2.500,00; já o Centro de Amor e Caridade, com seu prêmio de segundo lugar, R$ 1.500,00 comprou alimentos para suas Cestas do Amor, distribuídas pelo Projeto Nova Luz, que atende gestantes e idosos; e com sua premiação no valor de R$ 1.000,00, obtendo o terceiro lugar, o Instituto Pró+Vida escolheu um freezer de 260 litros e fraldas geriátricas.
Para os participantes, foi um evento muito bem elaborado, que uniu as comunidades envolvidas em cada entidade, produzindo seus presépios.
Já para os organizadores, Alessandro Cavalheiro e Roberto Pereira Dias, foi uma campanha socialmente correta, fortalecendo a instituição, que vinha anteriormente realizando eventos e ações aleatoriamente, e através do trabalho realizado por profissionais da CBCavalcanti, responsável pela área de marketing atualmente no Shopping, vêm obtendo melhores resultados em suas ações.O evento incentivou grupos de pessoas de bairros distantes, das comunidades participantes, a visitarem o Caraguá Praia Shopping, e superou as expectativas, com ampla divulgação na imprensa local e regional. A organização já prevê a segunda edição do Concurso para 2003. (Fonte: Fundacc)

Manoel Marcos vai à Sabesp e pede retomada de obras paradas

Ilhabela - O prefeito Manoel Marcos esteve reunido na última terça-feira com o secretário de Energia e presidente da Sabesp, Mauro Guilherme Jardim Arce, solicitando que o serviço de atendimento da empresa à comunidade de Ilhabela seja feito com maior agilidade.
Uma das explicações de Manoel Marcos seria de que o município conta hoje com uma demanda de 6.819 ligações de água, 86 mil metros da rede de distribuição e duas estações de tratamento de água.
“Estive na Secretaria de Recursos Hídricos também para pedir que o secretário olhe com carinho por Ilhabela. Recebi informações que algumas obras foram paralisadas por problemas burocráticos e de programação nos pagamentos”, destaca.
Outra solicitação foi a transformação do atual posto de atendimento da empresa da Ilhabela em gerência, além de um pedido especial para o projeto “100% saneamento básico”.
O presidente da Sabesp anunciou a retomada das obras no bairro Saco da Capela para o controle de odores da estação de pré-acondicionamento de esgoto, além da liberação de recursos para as obras de saneamento nos bairros da Barra Velha, Perequê, Itaguassú e Itaquanduba.
A data para o início das obras será repassada pela Sabesp ao prefeito ainda este mês. (Fonte: Imprensa Livre)

Prefeito busca recursos para construção e reformas em quadras esportivas

Ilhabela - O prefeito Manoel Marcos se reuniu esta semana no Palácio do Governo com o secretário estadual de esportes Lars Grael para solicitar meios e recursos para investimento na área de esportes e laser do município.
Estas obras são consideradas de extrema urgência pelo prefeito que define estes espaços como quadras poliesportivas e campos de futebol como uma forma de manter os jovens e adolescentes longe das drogas e outras atividades improdutivas.
Entre as obras estão a construção de quatro quadras poliesportivas, uma delas, nos bairros da Cocaia, Costa Bela I, local onde inexiste qualquer equipamento esportivo e motivo de uma série de reivindicações. Outra na Água Branca, que, apesar de dispor de um campo de futebol (Campo do Galera), daria aos jovens outra opção de lazer.
Já a Barra Velha, considerado o bairro mais populoso da Ilha iria receber uma nova quadra para atender a demanda, suprindo as necessidades da comunidade, atualmente atendidas apenas por uma quadra, já existente no bairro. Para esta mesma quadra, foi solicitada a reforma e cobertura.
A segunda reforma seria do Estádio Municipal “Ferreirão”, único local da cidade onde se realizam os eventos esportivos municipais e intermunicipais. O Campo do Galera, adotado pela população como local de lazer, principalmente para prática do futebol, necessita de melhorias como instalação de alambrados, traves, gramados e vestiários. (Fonte: PMI)

Festival de Verão Ilhabela-TIM terá jazz e blues

Ilhabela - O Festival de Verão Ilhabela-TIM, irá presentear a população ilhabelense e o público que visita a cidade neste final de semana com o melhor do jazz e blues nacional. A famosa guitarra de Nuno Mindelis, o estilo próprio da Traditional Jazz Band e André Cristovam com sua musica que une o blues ao samba, MPB e world Music vão dar o tom da noite da Vila.
Quem procura música de qualidade só pode encontrar em um lugar: Festival de Verão Ilhabela-TIM! Não Percam!
Programação do Final de Semana:
Shows a partir das 21h - Deck da Vila - Gratuito
14/02/03 – Sexta-feira - Nuno Mindelis
15/02/03 – Sábado - Traditional Jazz Band
16/02/03 – Domingo - André Cristovam (Fonte: PMI)

Open de Biathlon de Verão de Ilhabela acontece neste sábado

Ilhabela - A Prefeitura de Ilhabela através de sua Diretoria de Esportes promove neste sábado, dia 15, compondo mais um evento do Festival de Verão 2003 o Open de Biathlon de Verão de Ilhabela.
O percurso será de mil metros de natação e dois metros de corrida em nove categorias mistas. O objetivo da competição, considerada de nível fácil, é promover um encontro entre atletas das cidades litorâneas vizinhas.
Atletas de Caraguá, Santos, São Vicente, Bertioga, Guarujá e São Sebastião além dos locais já estão confirmados para o evento. Além de prestar segurança, a equipe de biathlon do corpo de bombeiros, também foram convidados a participar da competição.
Receberão troféus os três primeiros colocados além de 50 medalhas de finisher.
Percurso - A prova começa com a natação na Praia do Pequeá (em frente a Secretaria de Turismo). Os participantes nadarão até a Praia do Engenho D’Água (próximo a BL3), em seguida a corrida até a vila (Restaurante Estaleiro) voltando para a Praia do Pequeá.
Categorias:
Cat. A – 13 a 15 anos
Cat. B – 16 a 20 anos
Cat. C – 21 a 25 anos
Cat. D – 26 a 30 anos
Cat. E – 31 a 35 anos
Cat. F – 36 a 40 anos
Cat. G – 41 a 45/46 a 50/51 a 00
Local de início: Praia do Pequeá (Secretaria de Turismo)
Horário: 10h30
Data: 15/02/2003
Inscrições: Diretoria de Esportes tel: (12) 3896-1765 ou até 30 min. antes do evento
Taxa de inscrição: 1 quilo de alimento não perecível (Fonte: PMI)

Divisão de trânsito anuncia alterações para o carnaval

Ilhabela - A Divisão Municipal de Trânsito de Ilhabela já definiu as mudanças que de sentidos de rua e estacionamento que deverão entrar em operação nos quatro dias de Carnaval (1, 2, 3 e 4 de março). As mudanças acontecem todos os dias a partir das 20h.
Para quem segue sentido norte a opção será subir a Rua Washington Luiz (rua que leva para a Matriz) virando a esquerda na rua Padre Bronislaw Cherer (rua da Santa Casa), seguindo pela rua 7 de setembro, beirando o córrego e saindo na rua da Padroeira sentido norte.
Para quem segue sentido sul deverá seguir a rua da Padroeira direto até pegar a avenida. O estacionamento estará limitado na Vila durante os quatro dias. A rua da Padroeira, a Benedito C. Sobrinho (rua da Câmara) e ao redor da Praça Cel. Julião ficarão totalmente proibidos para estacionamento.
O Campo de Aviação, no bairro Pequeá, localizado a menos de um quilometro do Centro da cidade, estará liberado para estacionamento. Agentes de trânsito estarão de plantão para orientar os motoristas. (Fonte: PMI)

Atenção foliões ilhabelenses, turistas e comunidades vizinhas!

Ilhabela - Os foliões que estiver interessado em participar da grande festa do Carnaval de Ilhabela 2003, poderá encomendar suas fantasias diretamente com os Blocos Carnavalescos e Escolas de Samba. Não fique só na arquibancada, passe o carnaval na avenida!
Escola de Samba Unidos de Padre Anchieta - Tel (12) 3896-1270
Escola de Samba Meninos da Vila - Tel (12) 3896-2452
Escola de Samba Unidos do Garrafão - Tel (12) 3896-2808
Escola de Samba Mocidade do Sul da Ilha - Tel (12) 9769-4669
Bloco Recreativo do Morro - Tel (12) 3896-6402
Bloco Recanto do Samba - Tel (12) 3896-6107
Bloco Carnavalesco Água na Boca - Tel (12) 3896-2485
Bloco Grêmio de Vela - Tel (12) 3896-2485
Bloco Unidos da Folia - Tel (12) 3896-1147
Bloco Azul e Branco - Tel (12) 3896-3246 (Fonte: PMI)

Ilhabela encerra carnaval com o Tradicional “Banho da Dorotéia”

Ilhabela - Acontece em Ilhabela ao final dos desfiles das escolas e blocos (terça, dia 4), a partir das 14h, o tradicional Banho da Dorotéia. A festa é uma homenagem a Dorotéia, que na mitologia grega é chamada de Dórot, “Deusa do Mar”.
Para comemorar, os foliões reúnem-se na Vila, regiões centrais da cidade, vestidos com fantasias confeccionadas de papel crepom de cores fortes e coloridas e assessórios carnavalescos onde os homens se vestem de mulher e as mulheres se vestem de homem.
Então se inicia uma festa com muita musica e dança que termina quando todos se lançam ao mar colorindo a água com a tinta que sai do papel, fechando com chave de ouro as comemorações de carnaval.
Comunidade, turistas, homens, mulheres e crianças não percam esta tradicional festa e venha se divertir! (Fonte: PMI)

Marinha e Ibama dividem responsabilidade de fiscalizar ilhas

São Sebastião - A Marinha e o Ibama dividem a responsabilidade de fiscalizar o Arquipélago de Alcatrazes. Em toda a área, é proibida a visitação pública.
Os militares vigiam a ilha principal e o seu entorno, em um raio de 5 milhas. Já o instituto monitora os ilhotes formadores do conjunto da Estação Ecológica Tupinambás.
No entanto, somente a Marinha dispõe de embarcação para o acesso ao local. A atividade do Ibama é resumida a operações realizadas em média uma vez por mês, segundo o fiscal Roberto Reis. A primeira operação do instituto no local ocorreu em junho de 2001.
-- Dependemos de locação de barcos, o custo é alto e nem sempre temos verba -- disse o fiscal.
Segundo Reis, a única ressalva concedida pelo Ibama a barcos flagrados na região de Alcatrazes trata da questão de segurança em alto mar, em casos de mau tempo e condições ruins para navegação.
APREENSÃO - Já a Marinha afirma que realiza monitoramento diário em sua área de responsabilidade. No último final de semana, duas embarcações pesqueiras que estavam irregularmente no local foram autuadas.
O comandante da Capitania dos Portos de São Sebastião, Paulo Rogério de Souza Almeida, disse que pelo menos um barco é flagrado por semana infringindo as regras nas ilhas.
Segundo ele, somente são abertas restrições para pesquisadores com atividades de cunho científico no local. Mesmo assim, todos os trabalhos precisam de aval da Marinha e do Ibama para estarem em acordo com a lei.
Em todo o arquipélago, é proibido navegar, pescar, mergulhar e qualquer outra atividade. A multa aplicada pela Marinha varia de R$ 40 a R$ 2.200 e a do Ibama, de R$ 700 a R$ 100 mil. Ambos apreendem os equipamentos e até mesmo as embarcações dos infratores.
Segundo o Ibama, a Lei de Crimes Ambientais prevê ainda a reclusão do infrator, dependendo da gravidade do caso. (Fonte: ValeParaibano)

Ilhas formam estação ecológica

São Sebastião - A Estação Ecológica Tupinambás, unidade de conservação criada em 1987 e formada por ilhas oceânicas do Litoral Norte, incluindo Alcatrazes, só saiu do papel quase 14 anos depois.
O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) é o órgão gestor.
Apesar do decreto ter sido assinado pelo então presidente José Sarney em 20 de julho de 1987, o Ibama só conseguiu inaugurar uma sede em São Sebastião em outubro de 2001.
-- Temos como função proteger o meio ambiente e apoiar a pesquisa científica realizada no local -- disse o chefe da estação, Osmar Corrêa.
A unidade é composta por conjuntos de ilhas, ilhotas, lajes e parcéis litorâneos. O primeiro, em São Sebastião, compreende parte do Arquipélago de Alcatrazes. O segundo fica em Ubatuba e inclui a Ilha das Palmas, Ilhote e Laje do Forno, a leste da Ilha Anchieta, e Ilhota das Cabras, a nordeste.
A estação tem ainda como parte integrante o entorno das ilhas, numa extensão de 1 quilômetro a partir da arrebentação das águas.
Apesar da sede estar pronta e operando, a atuação ainda é restrita. A unidade não tem embarcação própria e uma das principais funções, a fiscalização, acaba comprometida. (Fonte: ValeParaibano)

Parceria garante limpeza dos costões de Alcatrazes
Empresa de mergulho obtém autorização da Marinha para limpar o entorno das ilhas; mergulhadores acompanham desenvolvimento e surgimento de novas espécies no local

São Sebastião - Uma parceria entre a Marinha e a empresa de mergulho Colonial Diver, de Ilhabela, resultou em um trabalho voluntário de limpeza e pesquisa no Arquipélago de Alcatrazes, na costa de São Sebastião.
Mergulhadores, com autorização da Capitania dos Portos, realizam expedições às ilhas, onde recolhem lixo deixado por pescadores infratores, além de fotografar e gravar imagens de espécies marinhas.
O objetivo é acompanhar o crescimento dos animais e registrar o aparecimento de novas espécies.
A parceria começou quase por acaso. A pedido da Capitania dos Portos de São Sebastião, os mergulhadores da empresa foram ao local para realizar uma inspeção nas bóias usadas como raias de tiros para os exercícios.
-- Só que eles voltaram me dizendo que havia muito lixo no local. Conversamos e a empresa se propôs a realizar um serviço de limpeza no local -- disse o delegado da Capitania, Paulo Rogério de Souza Almeida.
O trabalho já dura quase seis meses e, desde então, foram recolhidos pedaços de redes de pesca, garrafas, latas, peixes mortos enroscados em redes, entre outros.
-- Este lixo é oriundo de visitas não autorizadas ao arquipélago. Essa parceria deve continuar por tempo indeterminado. Ela fortalece a nossa preocupação com a preservação do local -- disse o delegado.
Atualmente, a Marinha está envolvida em um embate com o Ministério Público Federal e o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Os órgãos discutem a necessidade de um estudo de impacto ambiental devido aos exercícios de tiros realizados pelos militares no local.
O MP deve marcar para os próximos dias uma reunião entre os dois órgãos para discutir a criação de um conselho gestor do arquipélago. A comissão será a responsável pelo encaminhamento do estudo de impacto.
No arquipélago, é proibida a visitação pública ou qualquer outra atividade que possa agredir o meio ambiente.
PESQUISA - Além da limpeza dos costões rochosos de Alcatrazes, a parceria com a empresa de mergulho tem permitido um levantamento das espécies que residem ou migram para o local.
Segundo o mergulhador Ricardo Correia Prata de Almeida, membro da equipe da Colonial Diver responsável pelo trabalho, os seis meses de trabalhos já realizados proporcionaram a observação de espécies raras.
O grupo realiza expedições periódicas às ilhas e envia relatórios de acompanhamento à Marinha. Segundo Almeida, em dois ou três anos será possível obter conclusões sobre desenvolvimento e aparecimento de espécies no local.
-- A cada 2 ou 3 expedições, enviamos os relatórios à Marinha. Temos observado espécies muito pequenas, formando um verdadeiro berçário -- disse.
O mergulhador defende a liberação do Arquipélago de Alcatrazes ao ecoturismo monitorado.
-- Em Abrolhos e Fernando de Noronha existe o turismo, mas monitorado, sem danos ao meio ambiente. Em Alcatrazes também poderia ser assim, mas um trabalho organizado, realizado por empresas sérias -- disse Almeida.
O comandante da Capitania dos Portos disse que planeja enviar os relatórios elaborados pelos mergulhadores ao Ibama, para que o órgão também faça um acompanhamento do trabalho de limpeza e pesquisa nos costões de Alcatrazes.
O arquipélago concentra o maior ninhal da região Sudeste do país. Pelo menos 80 espécies de aves brasileiras já foram registradas em Alcatrazes e usam as ilhas para reprodução ou alimentação.
Somente as espécies residentes nas ilhas --fragata, atobá, gaivotão e dois tipos de trinta-réis --formam uma população de aproximadamente 10 mil aves.
No lugar, há ainda 20 animais de espécie rara, como a jararaca de Alcatrazes e a perereca-scinacx.
Entre as mais estudadas estão as tartarugas marinhas, a baleia de Bryde e o golfinho-pintado, que utilizam as ilhas para reprodução ou alimentação. (Fonte: ValeParaibano)

Câmaras transmitem sessões na Internet

São Sebastião - As Câmaras de Pindamonhangaba e São Sebastião estão sendo equipadas para transmitir sessões via Internet. Nas duas cidades internautas poderão ter acesso às sessões enquanto visitarem os sites das Câmaras. Em Pindamonhangaba as transmissões on-line começarão em duas semanas. O projeto prevê a instalação de três filmadoras digitais no plenário, na tribuna e na platéia e de um computador, que mandará imagens ao servidor. O presidente, André Raposo (sem partido), disse que vai gastar R$ 7.000 com o projeto. Já o presidente da Câmara de São Sebastião, Marcos Leopoldino dos Santos (PSDB), disse que a divulgação das sessões pela Internet deve acontecer no segundo semestre. Os vereadores de São José e Guaratinguetá já veiculam imagens de sessões na rede mundial de computadores. (Fonte: ValeParaibano)

Clodovil é acusado de cortar árvore em área de perservação

Ubatuba - A Polícia Civil de Ubatuba instaurou inquérito para apurar denúncia de crime ambiental contra o estilista Clodovil Hernandes. Segundo a polícia, ele teria mandado cortar uma árvore para a ampliação de sua residência, no bairro Prumirim, na área do Parque Estadual da Serra do Mar.
A área é considerada de preservação ambiental, segundo o sargento da Polícia Ambiental de Ubatuba, Geraldo Luiz Gonçalves.
"Estivemos no local e constatamos que havia o corte de uma árvore nativa, mas não foi possível identificar a espécie."
A Polícia Civil informou que três funcionários do estilista foram encaminhados para prestar depoimento na delegacia.
A promotora do Meio Ambiente do Litoral Norte, Elaine Taborda D`Ávila, disse que estão em andamento 13 inquéritos civis e uma ação civil pública por danos ambientais contra o estilista.
"Todas as denúncias que foram apresentadas contra o Clodovil estão sendo analisadas pela Justiça", disse a promotora.
O delegado de Ubatuba, Fausto Cardoso, não foi localizado para comentar o assunto.
OUTRO LADO - O estilista Clodovil Hernandes, negou que houve corte de árvore em sua casa. Ele disse que os funcionários teriam retirado uma raiz que estava "seca".
"Na minha casa não existe nenhum tipo de obra, estou fazendo apenas um jardim na cozinha. Não prejudico a cidade, ao contrário, sempre divulgo as belezas naturais da região." (Fonte: ValeParaibano)

Ubatuba acaba com Zona Azul nas praias
Câmara derruba veto de prefeito a projeto e garante fim de taxa

Ubatuba - A Câmara de Ubatuba derrubou por sete votos a cinco o veto do prefeito Paulo Ramos de Oliveira (PFL) ao projeto que cancela a cobrança da Zona Azul nas praias do município.
A votação aconteceu na sessão de anteontem à noite. Na prática, a decisão garante o fim da cobrança do estacionamento nas praias.
A cobrança é administrada pela Comtur (Companhia Municipal de Turismo) nas praias Tenório, Maranduba, Lagoinha e Grande. Os veículos pagam R$ 3 por 12 horas de estacionamento.
Segundo a Câmara, a arrecadação anual da Comtur é de R$ 1 milhão. "O cancelamento vai beneficiar moradores, turistas e comerciantes que atuam nas praias", disse o presidente do Legislativo, Rogério Frediani (PPB).
O autor do projeto, vereador Eduardo César (sem partido), afirmou que o dinheiro arrecadado não estava sendo revertido em melhorias para a cidade.
"As praias não tinham uma estrutura adequada para atender ao turista. O pagamento é desnecessário pois a Comtur não se responsabiliza por danos aos veículos", disse.
APOIO - O vereador Ricardo Barbosa (sem partido) disse que o cancelamento da cobrança vai gerar desemprego.
O presidente da Comtur, Luiz Bischof, disse ontem que não comentaria o assunto. O secretário de Assuntos Jurídicos de Ubatuba, Luiz Bitetti, disse que não havia recebido oficialmente a recusa do veto e não poderia falar sobre o caso.
O projeto que prevê o fim da taxa nas praias foi aprovado na Câmara e enviado ao prefeito no início de janeiro. No começo da semana, Paulo Ramos devolveu o projeto ao Legislativo com o veto.
Segundo a Câmara, o prefeito agora tem 10 dias para sancionar o projeto e não cabe novo veto ou recurso à Justiça. (Fonte: ValeParaibano)

COMTUR pesquisa opiniões sobre Trio Elétrico

Ubatuba - A COMTUR - Companhia Municipal de Turismo de Ubatuba com a intenção de criar medidas para valorizar o turismo no município, realizou uma pesquisa de mercado através da empresa de Marketing Medimix Brasil durante o período de 05/02 a 07/02/03.
A pesquisa teve como objetivo coletar opiniões dos Comerciantes da Av. Iperoig em relação à colocação de Trio Elétrico na Av. Iperoig.
Foram entrevistados 105 comerciantes na região da Av. Iperoig.
Quanto à iniciativa de trazer um Trio Elétrico para Av. Iperoig, 35% avaliaram como ótimo, 26% como péssimo, 16% como regular, 12% como bom e 11% como ruim.
Dentre os entrevistados, 60% não acredita que um Trio Elétrico seja a solução para atrair turistas para seu comércio.
Os 93% dos comerciantes concordam que seja construída uma praça em de Shows em Ubatuba com o intuito de incentivar o volume de turistas.
Segundo a pesquisa, a criação de uma área de eventos em Ubatuba poderá ser a solução para aumentar o volume de turistas. Com esta área disponível para shows e outros, haveria maior interesse de empresas para realizar eventos no município.
A criação da área de eventos bem estruturada movimentaria o comércio da região e poderíamos nos igualar às cidades vizinhas. (Fonte: Comtur)

Carta do Leitor

Parabéns - Senhor Editor. com a possibilidade de utilizar esse veículo de comunicação virtual, tenho a imensa satisfação em cumprimentar o meu amigo prof. Ângelo Nogueira pela inauguração do primeiro prédio do Campus das Faculdades Módulo!!! Muito me orgulha e envaidece dizer e escrever com todas as letras - FACULDADES MÓDULO - que representa uma vitoriosa conquista da sociedade caiçara. Parabéns Ângelo!!!!
A sua luta é a nossa vitória!!!!

Arlete Neves
São José dos Campos, SP


Cuidado com os vigias de carro em Caraguá - Sou um freqüentador assíduo da cidade de Caraguá e sempre visito as instalações do Entreposto do Camaroeiro na praia do centro da cidade para comprar uns peixinhos ou um pouco de camarões para minhas pescarias. Recentemente ao parar meu carro nas proximidades deste movimento ponto de comércio fui abordado por um elemento que se propunha a vigiar meu carro enquanto eu faria minhas compras.Os referidos elementos, dois senhor já adultos e visivelmente embriagados não tinham a menor semelhança com os garotinhos de aparência humilde que neste mesmo local, há pouco tempo atrás, praticavam esta mesma atividade, pois estes mesmos elementos de posse uma estrutura física aparentemente generosa e ainda movido pelo álcool ingerido provavelmente com o dinheiro ali arrecadado, deu-se ao luxo de exigir que eu lhes permitisse vigiar meu carro que diante da minha desaprovação passou a proferir palavrões e ameaças.
Gostaria portanto de solicitar às autoridades locais uma fiscalização mais ostensiva neste local que é ponto de convergência de um número muito grande de turista inclusive estrangeiros que visitam nossa bela Caraguatatuba. A prática deste tipo de atividade por si só, já não deveria ser permitida numa cidade onde o turismo é a mola propulsora do desenvolvimento.

Dirceu Astorga Emmã
Turista


Jet Ski - É Sr. Juvenal !!! A coisa está obscura. Ninguém fala nada a respeito dessas suas indagações. Até agora, não li nada a respeito, do dono do Jet Ski. Estou muito preocupado com a falta de combustível do meu carro - já pensou na força centrífuga que um automóvel pode causar? Imagine então, um Jet.

Antonio Carlos
o Sebastianense


Alcatrazes - Somente a sensibilidade aflorada com a Natureza poderia sugerir o acompanhamento desse assunto sobre o que está acontecendo com esse Arquipélago maravilhoso que é ALCATRAZES... MUITO OBRIGADO... em nome de todos aqueles que lutam pela preservação desse Planeta chamado TERRA. Parabenize também Janaina Coelho - Enviada Especial - pela excelente reportagem e pesquisa efetuada.

Ademar F. Conde
Ilhabela, SP


Trio Elétrico - Sr. Cusato. Empreguei o adjetivo "pobre" ao referir-me a Ubatuba, pois a conheci livre de poluição (incluso a sonora), de criminalidade, de ocupações nefastas e descontroladas e, sobretudo, muito bem freqüentada. Hoje, quando constatamos que todos os corpos d'água que cortam qualquer local urbanizado no município estão contaminados, que a cada ano mais e mais praias passam a integrar a lista das "impróprias para banho" divulgada pela CETESB, quando as páginas policiais dos semanários locais noticiam rotineiramente sucessivos assaltos a mão armada a turistas e moradores, inclusive mediante a invasão domiciliar por parte desses meliantes, percebo o quanto Ubatuba empobreceu.
Entendo sua preocupação com o entretenimento dos turistas em nossa cidade. Afinal, o Sr. é um hoteleiro e quer hospedá-los, e espera que o município possa lhes proporcionar o merecido divertimento. Sorte que seu estabelecimento fica distante da Praia e da Av. Iperoig, pois se fosse defronte a estas, seus hospedes sairiam em debandada, pois a praia é poluída e repleta de lixo. A avenida, por sua vez, é tolerável durante o dia, porém de noite, torna-se uma espécie de terra de ninguém. A começar por dezenas de flanelinhas e flanelões que tomaram conta não só dos espaços próprios para o estacionamento de veículos, como também, de parte do jardim existente entre a avenida e a mureta da praia, onde ousaram instituir e explorar uma área de estacionamento sem que autoridade alguma interfira para ordenar a desordem.
A poluição sonora é assustadora. Ao som de cada um dos diversos brinquedos do "trombudo" parque, que há 21 anos priva metade da avenida da belíssima vista que se tem do norte de Ubatuba, juntam-se, ainda, os sons amplificados emitidos por veículos, por estabelecimentos comerciais sem isolamento acústico, pelo zurro de algum dos pequenos e tristes jegues que dividem conosco o passeio público recém construído junto ao mar e, agora, também, pelo tal trio elétrico (que funciona até as 02h00).
Por tudo isso, Sr. Cusato, digo, igualmente, pobre Av. Iperoig. Trio elétrico não faz parte da tradição carnavalesca ubatubense. Se deu certo em cidades baianas é porque lá tem muito baiano, e passou a integrar a musicalidade barulhenta deles. Além do mais, foi inventado lá. Ubatuba estaria melhor se investisse nos tradicionais blocos que sempre fizeram o carnaval desta cidade. Penso que devemos valorizar a cultura local e cuidar do nosso bem maior, que é o magnifico patrimônio natural que temos, enquanto ainda é tempo.

Thomas De Carle
Ubatuba, SP

Atendendo a vários pedidos, estamos publicando novamente a crônica de Renato Nunes, "A Maldição de Cunhambebe". Amanhã publicaremos o desdobramento deste episódio - "Manhas e artimanhas do cacique Cunhambebe" - onde o cronista foi procurado pelo cacique, que revelou outros pormenores de como as coisas acontecem em Ubatuba.
Não perca!!!!

Emilio Campi - Editor

A Maldição de Cunhambebe

“Ubatuba é uma cidade que tem muita iniciativa e pouca continuativa”, dizia um velho caiçara para as pessoas que aqui chegavam, no começo dos anos 70 em busca de um novo local para trabalho e moradia.
Com o passar do tempo se percebe que o velho tinha razão não só em relação às iniciativas humanas, mas também a natureza se comporta aqui de maneira estranha, deixando muitas vezes as coisas pela metade. O exemplo mais fácil de encontrar são as mangueiras. Alguém já viu mangas nas mangueiras de Ubatuba? As mangueiras são comuns no litoral. Em Paraty estão carregadas na época certa, em Caraguá e em São Sebastião também. Aqui não. As mangueiras perdem as flores antes da hora em toda região de Ubatuba. É claro existe uma ou outra mangueira que de vez em quando, sem muita regularidade dá algumas poucas mangas, mas isso são as exceções, para não fugir da regra de que toda regra têm exceções.
Os governos começam as coisas e não terminam, os planos param pela metade, o comércio começa bem , logo depois não dá certo. As pessoas que vieram para cá cheios de entusiasmo e idéias novas desistem, a maioria já foi embora. É só prestar um pouco de atenção que os exemplos se multiplicam. Mas tudo tem uma explicação, e a explicação para o nosso caso é a maldição lançada sobre a aldeia de Yperoig, hoje Ubatuba, pelo valente cacique Cunhambebe no ano de 1563.
A coisa foi assim.
Logo após a descoberta do Brasil em 1500, os portugueses tiveram que dominar e garantir a posse das terras contra vários reinos europeus que naquele tempo se expandiam descobrindo novas terras ou simplesmente tomando a terra dos outros à força, fazendo depois os acordos de coroa para acomodar a convivência entre eles na Europa. Nessa época, na posse, no domínio e nos acordos valia a lei do mais forte. Os holandeses e os franceses eram os mais terríveis interessados em tomar dos portugueses as terras descobertas. Os espanhóis que também foram grandes conquistadores, lutavam para manter o outro lado do vasto continente, lá de frente para o oceano Pacífico onde hoje estão os países de fala espanhola como a Argentina, Chile, Peru, etc.
Para dominar a zona costeira e explorar o interior das terras descobertas, os portugueses usavam os índios como escravos no trabalho e nas lutas, capturados à força e muita brutalidade. E é aí que entra a estória do Cunhambebe.
Os índios eram pacíficos, não conheciam nada dos brancos, só conheciam a natureza que lhes dava tudo de comer e para curar alguma doença do mato, ferimentos ou comida mal digerida. Seus deuses eram as forças da natureza. Não tinham armas de fogo nem facas e facões, não conheciam o metal nem prisões.
Os portugueses, para usar à força seu trabalho escravo, impunham grande pavor matando, esfaqueando e prendendo com correntes de ferro os desobedientes. Cansados de tanto sofrimento os índios começaram a se revoltar atacando os invasores em suas aldeias, porém, poupando as mulheres e crianças que para eles são criaturas sagradas. Diferente dos portugueses que quando atacavam arrasavam tudo matando quem estivesse pela frente, homens, mulheres e crianças. Os caciques das diversas tribos, liderados pelo grande chefe tupi, o índio Cunhambebe, homem de dois metros de altura cujo nome vem de sua gagueira e fala arrastada, seu nome em tupi era Koniam-bebê que quer dizer gago, resolveram pôr um fim a tantas injustiças e combinaram um grande ataque para arrasar e expulsar de vez aqueles homens brancos muito maus.
Comandados por Cunhambebe e pelos caciques Aymberê, Caoquira e Pindobossú os índios eram muito numerosos. Os registros do Padre José de Anchieta indicam a chegada de mais de duzentas canoas com mais de vinte índios em cada uma, além dos milhares que vinham por terra, provenientes das tribos situadas nas planícies acima da Serra do Mar. Se a batalha tivesse acontecido os portugueses seriam arrasados e expulsos do litoral de São Paulo, e em consequência os franceses, que dominavam o Rio de Janeiro e que se relacionavam muito bem com os índios daquela região, teriam tomado a terra brasileira das mãos da Coroa Portuguesa. A História do Brasil seria outra.
Mas a batalha não aconteceu. Os portugueses, auxiliados pelos jesuítas que tinham grande poder sobre os índios pela magia da palavra e das estórias que a eles contavam sobre a bondade na terra e suas recompensas na eternidade, conseguiram aplacar a ira dos chefes morubixabas com promessas de castigos divinos e muitas ameaças do furor das forças da natureza, que era a única coisa real e milenar que orientava as ações e os pensamentos daqueles homens primitivos em seu estado natural mais puro.
É verdade que alguns índios duvidavam daquelas palavras, mas seu temor era tanto que não ficaram senão algumas memórias dessas dúvidas. Existe o registro de uma reclamação do cacique Aymberê que foi tema de uns versos escritos sobre aqueles tempos, que revela bem as dificuldades dos índios com as coisas que lhes eram ditas pelos padres.
Diz um trecho do poema encontrado em velhos arquivos baseado nas indagações de Aymberê ao padre José de Anchieta:

“Não conhecem acaso os Portuguezes
Essa pia doutrina que nos prégas?
Como pois contra nós, em guerra assídua,
Sem medo de seu Deus, cruéis se mostram?
Ou, só porque de Deus ao filho adoram,
Lhes foi dado o poder de perseguir-nos?
Mas se do Céu as leis desobedessem
Que Deus é esse então que os deixa impunes,
E vem por tua boca ameaçar-nos?

Os índios aceitaram a palavra dos jesuítas e recolheram seus arcos, flechas e bordunas em atenção às promessas de paz e convivência com os brancos garantidas pelos religiosos. Depois de uma viagem do cacique Cunhambebe a São Vicente junto com o Padre Manoel da Nóbrega para acerto dos acordos de fim das hostilidades, foi combinada a Paz de Yperoig, o que provocou o desânimo dos franceses que queriam ver os portugueses expulsos.
Cunhambebe e seus guerreiros acreditaram na boa fé dos acordos. Os vários chefes com seus homens se dispersaram, se desarmaram e voltaram para suas tribos, e até hoje se comemora a Paz de Yperoig como uma data importante que garantiu a unidade do Brasil contra as ameaças de divisão, graças ao trabalho de catequese e união promovido por Anchieta, Nóbrega e seus companheiros.
Mas a história não comenta que logo depois de terem se desarmado e se dispersado os índios foram massacrados pelos rudes e estúpidos colonizadores portugueses interessados no ouro, nas riquezas e nas terras descobertas.
Cunhambebe morreu doente, ferido no corpo e na alma, envergonhado diante da humilhação a que levou seu povo por ter acreditado na palavra dos brancos. Sabendo da importância que os portugueses deram àquela data, pouco antes de morrer o grande Cacique lançou uma maldição contra os invasores e seus descendentes dizendo que as terras de Yperoig que eles tanto quiseram seriam as terras do fracasso, que aqui nada daria certo, tudo que se começasse não chegaria ao fim. Grande entusiasmo no início e resultado miserável no final.
E assim têm sido a história de Ubatuba, seus ciclos econômicos sempre interrompidos, seus negócios e empreendimentos sempre fracassados. Já quiseram fazer portos de turismo, indústrias do pescado, faculdades, nada dará certo por aqui enquanto se comemorar a paz de Yperoig como homenagem ao trabalho dos jesuítas, esquecendo-se de que ela só foi possível porque enganaram a boa fé daqueles homens primitivos e os traíram matando seus chefes e humilhando seu povo, os verdadeiros donos da terra brasileira.
Mas a maldição dos índios não é eterna, seu desejo não é de vingança, mas de serem tratados com dignidade e respeito. Para acabar com os efeitos da maldição do Cunhambebe basta parar de comemorar a Paz de Yperoig da forma como ela é comemorada até hoje, que ignora o importante papel dos índios e a traição cometida contra eles.
Para isso a Câmara Municipal de Ubatuba deveria aprovar uma lei extinguindo o dia da Paz de Yperoig e criando em seu lugar o dia de Cunhambebe e dos Indios do Litoral Norte. A Paz de Yperoig que uniu o Brasil deveria ser atribuída ao martírio dos índios, da mesma forma que a Independência do Brasil é atribuída ao martírio de Tiradentes. Para manter viva essa nova homenagem, estátuas de Cunhambebe, Aymberê, Coaquira, Pindobossú, junto com as de Nóbrega e Anchieta, deveriam ser erguidas nos principais lugares da cidade.
Aí a nossa história será outra, podem crer...

Renato Nunes - cronista
Publicada no jornal A CIDADE em 23 de agosto de 1998

 

Foto do Dia:
Foz do Rio Ubatumirim
Ubatuba
Foz do Rio Ubatumirim
© Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Clique Aqui para acessar o arquivo de Fotos Publicadas

 
Gaivota FM
Participe você também com seu cometário, crítica ou sugestão no programa
Estação Ubatuba c/ Tony Luiz
De segunda a sexta das 12 as 14 hs na Gaivota FM 104.9
Sempre com entrevistados diários e variados, falando sobre todos os temas
Ligue 3833.5550


 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui.


MUseu Caiçara Ubatuba Solar das Águas Cantantes

As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  idenficação do autor.


GRÁTIS!!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:
Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:
Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:


Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor