Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quinta-feira, 24 de abril de 2003 - Nº 769 Edições Anteriores

Ilha do Pontal Pousada albatroz Naturali Garden Center

Litoral Norte:
   Marinha investiga pane em barco em Ilhabela
   Tragédia faz grupo cancelar passeio no mar
   Marinha apreendeu 3 escunas irregulares em 2002 e uma este ano
   Cidades do litoral recebem mais de R$ 1 milhão de ICMS “Ecológico”
   Nova declaração da Receita fecha o cerco aos sonegadores

Caraguatatuba:
   Rally 35 anos de poeira comemora aniversário de Caraguá
   Caraguá realiza Prova Pedestre no dia 27
   1ª Bienal Arteducação do Livro Infantil em Caraguá
   Prefeito lança obra de avenida em inauguração
   Caraguá reúne 400 pessoas em celebração “Pela Paz”
   Câmara mantêm Veto sobre projeto de conta de água
   A Câmara e os números de março
   Aprovada a doação de postes para famílias de baixa renda
   Duas pessoas baleadas durante feriado em Caraguatatuba

Ilhabela:
   71 nadadores enfrentaram o mar agitado na Volta à Ilha das Cabras

São Sebastião:
   Câmara de São Sebastião retoma horário vespertino das sessões
   Vereadores aprovam auxílio-transporte a policiais que estudam
   Ano letivo na Escola de Montão do Trigo começa na próxima semana
   Tênis de Mesa de São Sebastião traz medalha de ouro para casa
   Comércio da região é vítima de cheques roubados durante feriado

Ubatuba:
   Obra de rodovia é embargada
   Ubatuba veta instalação de presídio
   Monomotor sai de Ubatuba e cai no Litoral Sul
   Cobrança de esgoto da Praia Grande é ilegal
   Postos entram em campanha contra a adulteração de combustíveis
   Moradores do Rio Escuro ficam sem casa
   Comtur paga, mas não vai
   Obras do metrô da Sabesp voltam a incomodar
   Comtur cancela concurso sem avisar candidatos
   “Vista esta Idéia” da Aduba
   Comus presta esclarecimentos sobre o convênio da Apauba
   Abertura do Circuito Ubatuba de Águas Abertas
   Recreação nos bairros
   Nova diretoria assume ACIU

   Carta do Leitor



Marinha investiga pane em barco em Ilhabela
Embarcação com 54 pessoas fica três horas à deriva no mar; turistas dizem que não havia coletes para todos e o rádio não funcionava

Litoral Norte - A Capitania dos Portos de São Sebastião deve abrir hoje um inquérito administrativo no Tribunal Marítimo do Rio de Janeiro para apurar um incidente ocorrido com uma embarcação, no último sábado, em Ilhabela.
Uma escuna que fazia passeios de turismo na costa ficou à deriva com 54 passageiros devido a problemas no motor nas proximidades da praia de Siriúba. Segundo boletim de ocorrência registrado no Distrito Policial de Ilhabela, o grupo de turistas permaneceu por quase três horas no mar aguardando resgate. Ninguém ficou ferido.
A principal reclamação diz respeito à falta de infra-estrutura da embarcação --não havia número suficiente de coletes salva-vidas na escuna e o rádio de comunicação apresentava falhas, segundo turistas.
O delegado da Capitania dos Portos de São Sebastião, Paulo Rogério de Souza Almeida, disse que a Marinha só tomou conhecimento do ocorrido ontem à tarde, pelo ValeParaibano, mas vai tomar providências.
O incidente em Ilhabela aconteceu no mesmo dia do desastre com uma embarcação em Cabo Frio (RJ), que provocou a morte de 14 pessoas, duas delas do Vale (leia texto abaixo).
"Não podemos comparar o caso de Ilhabela com o desastre em Cabo Frio, até porque as condições das embarcações são totalmente diferentes. Mesmo assim, vamos apurar irregularidades e lamentamos que os turistas não tenham denunciado o ocorrido à Capitania, responsável pela fiscalização", afirmou Almeida.
PANICO - O comerciante Marcelo Montelli, de São Paulo, que estava na escuna, afirma que os tripulantes não identificaram o problema de imediato. "Ninguém tomava providências e estávamos preocupados com a segurança principalmente de mulheres e crianças da embarcação."
Segundo Montelli, que liderou o resgate realizado por duas lanchas de particulares, os coletes salva-vidas estavam guardados em local de difícil acesso (em cabinas embaixo das camas), o que teria dificultado a operação. Ele disse que alguns turistas perderam celulares, câmeras fotográficas e filmadoras.
Segundo o corretor de seguros José Antônio Pereira da Silva, 30 anos, o incidente causou pânico. "Uma criança começou a chorar e logo o tumulto tomou conta da escuna. Minha mulher ficou assustada, mas tudo deu certo graças aos próprios turistas, que acabaram pedindo ajuda."
OUTRO LADO - A empresa Maremar Transportes Turísticos, responsável pelo passeio, informou que a escuna era terceirizada. Segundo o proprietário, Marcos Vittorazzo, todos os turistas estão sendo ressarcidos dos seus prejuízos. A passagem custou R$ 35 por pessoa.
"Também enviaremos amanhã (hoje) um relatório para a Capitania dos Portos esclarecendo o incidente". Vittorazzo não quis informar o nome da escuna nem do proprietário. (Fonte: ValeParaibano)

Tragédia faz grupo cancelar passeio no mar

Litoral Norte - A tragédia em Cabo Frio (RJ) no último sábado está amedrontando turistas no Litoral Norte. Empresas especializadas em passeios náuticos nas quatro cidades estão preocupadas com a redução na procura dos serviços.
Segundo o proprietário da Mykonos Turismo, de Ubatuba, Alexandre Antonakis, a tragédia ocorrida no Rio fez com que alguns turistas desmarcassem passeios no feriado. Um grupo de Minas que havia reservado um passeio para o próximo final de semana já cancelou a viagem.
"Sentimos uma sensível queda na frequência de passageiros, mas não acredito que o caso vá atrapalhar nosso serviço daqui para frente."
O proprietário da Jamal Turismo e Excursões, que faz passeios nas quatro cidades do Litoral Norte, Leonardo Kazama, afirmou que não teve nenhum cancelamento de passagens, mas também não reservou escunas para o próximo final de semana.
Segundo a proprietária da Pousada Arpoador, de Caraguá, Valéria Peloso Terra, é comum o receio do turista. "Precisamos esclarecer que foi uma fatalidade, um fato isolado." (Fonte: ValeParaibano)

Marinha apreendeu 3 escunas irregulares em 2002 e uma este ano

Litoral Norte - A Delegacia da Capitania dos Portos em São Sebastião – Marinha do Brasil apreendeu três escunas irregulares em 2002 e mais uma este ano no Litoral Norte. Além das vistorias periódicas obrigatórias, as embarcações de turismo náutico também são constantemente surpreendidas pelas ações de fiscalização.
O objetivo é evitar acidentes, como o do barco Tona Galea, que virou na manhã de sábado em Cabo Frio (RJ), e matou pelo menos 12 pessoas. Este caso vem gerando uma grande discussão sobre segurança de navegação.
Na opinião do delegado da Capitania dos Portos, Paulo Rogério de Souza Almeida, as embarcações devem ter o casco adaptado para navegar em mar aberto, ao contrário do Tona Galea, que tinha fundo chato. O casco plano é normalmente utilizado nos rios. No Litoral Norte não existe este tipo de embarcação no setor de turismo náutico.
Conforme explicou o delegado, qualquer mudança na característica do barco é de responsabilidade do armador e do engenheiro naval. Após a alteração é obrigatória a “requalificação” junto à Marinha.
Tanto os barcos de pesca quanto as escunas precisam de autorização para trabalhar com turismo náutico. Atualmente são 60 escunas cadastradas em toda a região. “As embarcações devem ter o Certificado de Segurança de Navagação”, destacou o comandante Paulo Almeida.
Coletes Salva-Vidas - Segundo o delegado da Capitania dos Portos em São Sebastião, o uso do colete salva-vidas a bordo não é obrigatório. Contudo, os materiais de salvatagem devem estar à vista e em local de fácil acesso. “O passageiro também deve estar atento às condições de mar e vento e à estrutura da embarcação”, ressaltou. Os barcos têm de contar, obrigatoriamente, com coletes especiais para crianças.
O comandante Paulo Almeida afirmou que, caso os requisitos de segurança não sejam preenchidos, o usuário deve denunciar à Marinha. Hoje existem 14 mil embarcações, entre lanchas e barcos, cadastradas na Delegacia da Capitania dos Portos.
De acordo com o delegado, as principais infrações na região são: falta de documentação da embarcação e condutores não qualificados. As multas variam de R$ 40 a R$ 2,2 mil.
Do ano passado até agora, 20 escunas de turismo náutico já foram multadas no Litoral Norte, por cometerem infrações, entre elas, tripulante não cadastrado, furo no casco, equipamento de salvatagem vencido e falta de habilitação do condutor. Almeida alerta que crianças devem estar sempre com o colete salva-vidas a bordo. “O colete é uma garantia de vida”, finalizou.
Fala engenheiro naval - O engenheiro naval, André Rossi, morador de São Sebastião, afirmou ontem que 90% dos casos de acidentes no mar são causados por “operações inadequadas”. Rossi citou, por exemplo, a superlotação de embarcações.
Para ele, uma boa embarcação não depende somente do formato do casco, mas também de outros fatores, como distribuição de peso e técnicas de construção naval. “Não podemos generalizar que as embarcações daqui são melhores. A maioria utiliza métodos artesanais. Por isso, quase não existe padrão entre uma embarcação e outra”.
Tipo de casco - O tipo de casco do Tona Galea, que naufragou no fim de semana em Cabo Frio, é totalmente diferente das embarcações utilizadas em turismo náutico no Litoral Norte. O barco carioca tinha fundo “chato”, enquanto que as escunas da região são feitas com formato em “V”.
Segundo o empresário Misael Domingos, gerente administrativo da Gringo Passeios Náuticos, de São Sebastião, as “chatas” não são adequadas para navegar no mar. “São ideais para quem navega no rio.
Na minha opinião, o Tona Galea também não deveria ter aquele toldo de madeira, que serviu como um pára-quedas. Ao adernar, o vento pega embaixo do toldo e ajuda a virar. As nossas escunas, além de ter o casco apropriado para o mar, têm toldos de lona, que nos dias de vento forte podem ser retirados”, comparou Domingos.
Ele disse que a navegação utilizada pelas escunas no Litoral Norte chama-se “interior de porto”, ou seja, próxima à costa. Quanto aos coletes salva-vidas, Misael Domingos conta que, ao entrar no barco, o passageiro recebe informações sobre a localização e utilização. “É opcional utilizar ou não o colete durante o passeio. Tem gente que usa em todo o trajeto”, frisa o gerente administrativo.
As pessoas devem verificar se a embarcação é legalizada para o turismo, seu estado de conservação e as condições dos equipamentos de segurança. “Nossos coletes, por exemplo, trocamos todo o ano”.
A empresa Gringo Passeios Náuticos, que funciona no Bairro de São Francisco, conta com quatro escunas, sendo três para navegação “inte-rior de porto” e uma para alto mar. Os passeios custam R$ 15 por pessoa na baixa temporada (maio a novembro) e R$ 18 na temporada de verão.
Em média são duas horas navegando e uma hora e meia no ponto turístico escolhido. Os passeios mais procurados são Ilha das Cabras e praia do Jabaquara, ambos em Ilhabela. “Nossa região é privilegiada por ter Ilhabela, que segura qualquer mar ruim. Por isso é muito segura para o turismo náutico”, encerrou. (Fonte: Imprensa Livre)

Cidades do litoral recebem mais de R$ 1 milhão de ICMS “Ecológico”

Litoral Norte - Dos 169 municípios paulistas beneficiados com o ICMS Ecológico no ano passado, um recurso que beneficia aqueles que tem áreas protegidas, como reservas e parques florestais, apenas nove receberam mais de R$ 1 milhão, e entre eles estão Caraguatatuba e Ubatuba. No total, foram R$ 4,1 milhões recebidos pelas quatro cidades do Litoral Norte em 2002, mas nenhum dos responsáveis pelo meio ambiente soube dizer quanto é realmente gasto com a preservação da natureza.
Apesar de não ser obrigatória a utilização da verba exclusivamente para a preservação do meio ambiente, este seria o mínimo esperado por quem trabalha e luta pela manutenção dos recursos naturais, como é o caso dos responsáveis pelos núcleos do Parque Estadual da Serra do Mar na região, que vêm reclamando de dificuldades financeiras.
No caso de Caraguatatuba o alto valor arrecadado pelo ICMS ecológico parece piada. A cidade, que recebeu mais de R$ 1 milhão em 2002, fechou as portas do Parque Estadual há cerca de 20 dias, por falta de verba para aquisição de produtos básicos de limpeza. A medida foi tomada por Ivan Suarez da Mota, responsável técnico do parque, que diz que não vai reabrir a unidade enquanto não puder prestar um bom serviço aos cerca de 2.500 visitantes que recebe por ano.
Da mesma forma, o parque de Ilhabela também passa por dificuldades financeiras. De acordo com Katia Regina Biagini Arean, responsável pelo parque estadual, a verba seria muito útil para a manutenção da unidade. “A gente fica meses sem receber nada.” Para ela, o ideal é que o dinheiro fosse direcionado para as secretarias municipais de meio ambiente e de turismo.
Já a vizinha Ubatuba tem o quinto maior orçamento de ICMS ecológico do Estado, perdendo apenas para as cidades de Iguape, Barra do Turvo, Eldorado e Iporanga, todas no Vale do Ribeira, onde se concentram os maiores contínuos de Mata Atlântica do Estado.
Para Edson Lobato, responsável pelo Parque Estadual de São Sebastião, o dinheiro recebido pelo município poderia ser investido em atividades que garantissem a qualidade do meio ambiente, como o ecoturismo, que gera recursos o ano inteiro, ou programas de educação ambiental. “Nós temos três dos cinco patrimônios naturais: a Serra do Mar, a Mata Atlântica e a zona costeira. O patrimônio natural é galinha dos ovos de ouro.”
Apesar da paisagem privilegiada do município, Lobato faz um alerta: “Nós, que somos responsáveis pelo parque e respondemos por 80% do município, não recebemos a décima parte desse valor.”
A Lei - Conforme informação da SEMA (Secretaria Estadual de Meio Ambiente), a Lei 8.510, de 1993, prevê que, do bolo tributário do ICMS repassado aos municípios, 0,5% sejam divididos de acordo com a existência de espaços territoriais especialmente protegidos . Ou seja, 0,5% dos 25% do imposto destinados aos municípios é considerado ICMS ecológico.
Segundo Augusto Miranda, assessor institucional da SEMA, o valor é baseado no tamanho da área de preservação com relação a área total da cidade. Assim, “quanto maior a área, mais ele vai receber desse 0,5%”
Além disso, as áreas de preservação são determinadas por espécie. “Quanto maior a restrição, maior o peso”, explicou. Estações ecológicas, por exemplo, têm peso 1, enquanto parques estaduais têm peso 0,8.
Bolo tributário - Aprofundando ainda mais os números e traduzindo a importância do imposto, só em 2002 foram repassados aos municípios do Estado mais de R$ 39 milhões, valor que aumenta anualmente, principalmente porque a SEMA atualiza as áreas de preservação.
De acordo com o relatório da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Ubatuba e Caraguá receberam R$ 1.411.904,63 e R$ 1.057.186,91, respectivamente. Já Ilhabela recebeu R$ 875.679,75, enquanto São Sebastião ficou com a fatia de R$ 839.501,16.
Segundo Auracy Mansano Filho, secretário de Meio Ambiente de Caraguatatuba, o dinheiro “entra para os cofres públicos e não é utilizado só para a questões ambientais.” Da mesma forma, Virgílio Barroso Pinto, da Secretaria de Meio Ambiente de Ubatuba, afirmou que o dinheiro não é utilizado para preservação. “Esse dinheiro deveria ser repassado para a Secretaria, mas não é.”
Além disso, ele acha que o valor é pequeno, pelos problemas que o município tem com invasões de áreas preservadas. “Se a gente não tomar cuidado, daqui a pouco se transformará em uma grande favela.”
Em Ilhabela quem respondeu pelo valor do ICMS ecológico foi a Secretaria de Finanças. Questionado sobre o montante da verba destinada à Secretaria de Meio Ambiente, o secretário Élcio Roefero não soube precisar o valor gasto com a questão ambiental. “A gente não tem essa discriminação, mas gasta muito com meio ambiente.”
Segundo ele, em 2002, cerca de R$ 1 milhão foram destinados à Secretaria de Meio Ambiente. Apesar do nome do imposto, ele acredita que a verba não deve mesmo ser toda direcionada pra este fim. “Ela não é do meio ambiente. Vem para cá porque a prefeitura não pode mais cobrar IPTU dessas áreas. Chama-se ICMS ecológico erroneamente”, acredita.
O diretor de Meio Ambiente de São Sebastião, Nivaldo Simões, estave ontem em vistoria no Aterro da Praia da Baleia, e não pôde ser contactado pela reportagem.
No futuro - Enquanto as cidades não sabem dizer como gastam o dinheiro e os núcleos regionais do Parque Estadual enfrentam dificuldades, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente está estudando uma forma de fechar a utilização dessa verba para a preservação da natureza.
Segundo Miranda, “isso é uma das idéias do secretário e ele até já deu algumas diretrizes para que esse 0,5% seja aplicado em questões do meio ambiente”, finalizou. (Fonte: Imprensa Livre)

Nova declaração da Receita fecha o cerco aos sonegadores

Litoral Norte - A Delegacia da Receita Federal, em São Sebastião, promoverá hoje e amanhã palestras sobre a nova DIMOB (Declaração de Informações sobre a Atividade Imobiliária), instituída pela instrução normativa 304, de 21 de fevereiro deste ano.
Essa declaração é obrigatória e alcança as imobiliárias, administradoras de imóveis, construtoras e incorporadoras.
Com esta nova declaração, a Receita Federal espera fechar mais o cerco aos sonegadores, pois servirá de base o cruzamento de dados da declaração de imposto de renda de pessoas físicas com as compras e vendas de imóveis, bem como dos rendimentos de aluguéis auferidos pelos contribuintes.
Hoje, serão esclarecidas dúvidas e respondidas perguntas no Teatro Municipal de São Sebastião, a partir das 16h. Amanhã, a palestra acontece no Auditório das Faculdades Integradas Módulo, também às 16h. (Fonte: Imprensa Livre)

Rally 35 anos de poeira comemora aniversário de Caraguá

Caraguatatuba - Caraguá vai sediar a chegada do Rally 35 anos de Poeira, no dia 26 de abril, que acontece em comemoração ao aniversário dos municípios de Caraguá e Caçapava. A prova é destinada à participação do público em geral e com carros de passeio, tem aproximadamente 170 km, com a largada da avenida Brasil, em Caçapava, às 9 horas e chegada marcada para 13 horas, no quiosque Guaruçá, na Praia do Centro.
O evento conta com apoio das duas prefeituras. O Rally 35 anos de poeira é uma prova para amadores, por isso as estradas escolhidas pela organização são baixas e de excelente qualidade, fazendo com que a prova pareça mais um passeio do que uma competição automobística. No carro poderão ir até três pessoas, o que torna as despesas menores para os participantes da categoria Turismo.
Além desta categoria, haverá ainda mais duas categorias para competidores mais experientes, Graduados e Off Road, num percurso diferente da turismo. Várias duplas campeãs de 2002 irão participar de diversas categorias de Rally e Raid, nas quais os participantes terão de enfrentar cerca de 130 km de estradas de terra e uma etapa noturna com duração de 2h30, com largada às 23h30 do dia 25, na Praça da Bandeira, em Caçapava e com duração de 2h30. No sábado eles também largarão da avenida Brasil em direção à Caraguá devendo chegar no mesmo local da Turismo por volta das 15 horas.
Quem tiver veículo Off Road poderá participar também nesta categoria cheia de adrenalina. Para comemorar a chegada em Caraguá os participantes farão um comboio com todos os participantes, com a poio da Ditran, que fará um desfile pela cidade antes de parar no quiosque da chegada.
No sábado à noite haverá uma reunião de confraternização no quiosque 22, praia do Centro, à partir das 22 horas, para um bate-papo e um chopinho. No domingo, no quiosque Canto Bravo, na Praia Martim de Sá, serão divulgados os resultados à partir das 12 horas para a entrega dos troféus aos primeiros colocados. Serão premiados os seis melhores da categoria Turismo e os cinco melhores da categoria OFF Road. Mais informações pelo site www.cpv.iconet.com.br/apr  ou solicitadas pelo e-mail apr@iconet.com.br . (Fonte: PMC)

Caraguá realiza Prova Pedestre no dia 27

Caraguatatuba - Com o objetivo de conscientizar jovens e adultos da importância e necessidade da prática de esportes, a Secretaria Municipal de Esportes e Recreação vai realizar no próximo dia 27 de abril, domingo, a Prova Pedestre.
A prova, que terá 8 mil metros de percurso, começará às 9h30 com saída e chegada na Praça de Eventos, no Centro de Caraguá. Para as categorias infantis, o percurso terá 3 mil metros.
As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo próprio atleta ou pelo chefe da equipe na Secretaria de Esportes e Recreação. As categorias são: Feminino Infantil (12 a 14 anos), Feminino Juvenil (15 a 19 anos), Feminino Adulto (20 a 29 anos), Feminino Master (30 a 39 anos), Feminino Veterana (a partir de 40 anos), Masculino Infantil (12 a 14 anos), Masculino Juvenil (15 a 18 anos), Masculino Adulto (19 a 29 anos), Masculino Master (30 a 34 anos), Masculino Pré-Veterano (35 a 39 anos), Masculino Veterano A (40 a 44 anos), Masculino Veterano B (45 a 49 anos) e Masculino Veterano C (a partir de 50 anos).
A classificação será de primeiro a oitavo lugar: os três primeiros colocados de cada categoria receberão troféus e os demais, medalhas. Todos os portadores de necessidades especiais que participarem da competição também receberão medalhas e os 75 primeiros atletas, que cruzarem a linha de chegada, receberão camisetas da competição.
Informações na Secretaria de Esportes e Recreação pelo telefone 3887-1165. (Fonte: PMC)

1ª Bienal Arteducação do Livro Infantil em Caraguá

Caraguatatuba - Acontece amanhã, dia 25 de abril, em Caraguá, a 1ª Bienal Arteducação do Livro Infantil, promovida pelo Colégio Arteducação, que estará aberta a toda a comunidade. Estarão participando da Bienal a Paulus Livraria, de Aparecida, a escritora Rosaly Stefani e o ilustrador Marcelino Vargas, autores do livro “Jupiter e o Mascarado”, que farão uma oficina sobre a publicação durante a bienal.
O público poderá adquirir livros infantis de diversos autores brasileiros a preços entre R$ 3,50 e R$ 10,00. As proprietárias Márcia Gritti Carvalho e Rosângela Rodrigues Nepomuceno, acreditam que cerca de 300 livros estejam disponíveis para a compra.
A coordenadora Márcia G. Carvalho acredita que é responsabilidade de toda escola promover eventos que ajudem a inserir a leitura no cotidiano das crianças. “A Bienal foi uma forma que econtramos de incentivar e facilitar a aquisição de livros. O Brasil é um país de poucos leitores, nossa escola quer incentivar o hábito da compra de livros não só para seus alunos como para todos os outros, por isso fizemos um evento aberto”, afirmou.
O Colégio estará aberto a todos à partir das 13 horas. Mais informações pelos telefones: (012) 3883-4777, 3887-5539. (Fonte: PMC)

Prefeito lança obra de avenida em inauguração

Caraguatatuba - No último dia 20, durante a inauguração da urbanização e drenagem da Avenida Geraldo Nogueira da Silva (prolongamento da Avenida Dr. Arthur Costa Filho até o Rio Lagoa), na Praia do Indaiá, em Caraguatatuba, o prefeito Antonio Carlos da Silva anunciou a contratação de arquitetos para a elaboração de um projeto de reurbanização da avenida, que se inicia no Rio Lagoa e vai até o Porto Novo. Tal obra, foi citada como de grande importância para os munícipes e visitantes pelo presidente da Câmara Municipal, Wilson Gobetti. Outra menção do prefeito foi o investimento de recursos municipais no valor de R$ 20 milhões para o término de obras até o fim de seu mandato. “Além desses R$ 20 milhões, tentaremos conseguir mais verbas em parceria com os governos federal e estadual”, disse o prefeito Antonio Carlos.
Segundo o prefeito, faz parte dessas últimas obras, a instalação de câmeras de vídeo para monitoramento de velocidade em toda a extensão da Avenida da Praia, desde o Camaroeiro até o Rio Lagoa, além de radares no trecho da Geraldo Nogueira da Silva, o que vai contribuir para a melhora das condições de trabalho da Polícia Militar e dos agentes de trânsito da prefeitura.
Antonio Carlos também fez questão de mencionar que, com a inauguração dos novos Centros de Educação Infantil, a cidade não terá mais nenhuma criança fora da creche a partir do próximo mês. “No mês que vem, teremos 100% de nossas crianças, o que significa 2 mil crianças na creche”.
Durante a inauguração da Pista de Skate, que ficará sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Turismo, a Vila Vicentina recebeu uma van doada pelo Deputado Roberto de Jesus através do vereador Pastor Anderson. (Fonte: PMC)

Caraguá reúne 400 pessoas em celebração “Pela Paz”

Caraguatatuba - Caraguá reuniu cerca de 400 pessoas na Celebração Ecumênica “Pela Paz”, no último dia 21, feriado de Tiradentes, na Praça Dr. Cândido Motta, evento que durou duas horas e contou com a participação de representantes da igreja católica e do Conselho Municipal de Pastores. O evento foi idealizado pela Secretaria Municipal de Turismo de Caraguá e realizado em parceria com a Prefeitura, a Diocese de Caraguá e o Conselho de Pastores.
Durante o evento, o público se emocionou com o pronunciamento do padre Jacob Puthenkandan e dos pastores Marcos Vinícius Rosa e Matheus Vallanattu. Durante a celebração, o público todo vestido de branco, acenava com bandeiras brancas simbolizando a paz, tema central da celebração. A celebração foi animada pela banda do bairro Travessão “Missão Resgate”. (Fonte: PMC)

Câmara mantêm Veto sobre projeto de conta de água

Caraguatatuba - A Câmara Municipal de Caraguatatuba manteve o Veto do prefeito Antonio Carlos da Silva (PSDB), sobre o projeto do Vereador Nivaldo Alves (PL), que disciplinava um novo período para o corte no fornecimento de água, luz e telefone. O Veto foi mantido por 15 votos favoráveis e 2 contrários.
A discussão se deu nesta terça-feira, durante a Ordem do Dia da 12ª Sessão Ordinária semanal, após 3 semanas sem se conseguir votar a pauta original, devido a diversas proposituras em Regime de Urgência que impediram a discussão e votação dos projetos já agendados.
Segundo a propositura, o Vereador Nivaldo Alves (PL), que assumiu durante o afastamento, por motivo de saúde, do Vereador Omar Kazon (PL), propôs um novo prazo para o corte dos serviços essenciais, como água, luz e telefone. Dos atuais 15 dias o período proposto pelo Parlamentar é de 120 (Cento e Vinte) dias.
A Prefeitura devolveu o projeto, alegando a inconstitucionalidade da medida e que os prazos de corte eram regidos pela Constituição e pelas agências reguladoras destes serviços. O Veto foi mantido por 15 votos favoráveis e 2 contrários, das Vereadoras Madalena Fachini (PSB) e Leonor Diniz (PDT).
Dentro da Ordem do Dia também foi votado, discutido e aprovado, projeto de lei do Vereador Aurimar Mansano (PTB), que denomina "Rua Sebastião Calixto de Souza", a atual rua 11 no Jardim Porto Novo, na zona sul da cidade.
No Expediente foram discutidos, votados e aprovados 6 Requerimentos e 1 Moção. No intervalo foram lidas 21 Indicações. (Fonte: Câmara Municipal de Caraguatatuba)

A Câmara e os números de março

Caraguatatuba - O Parlamento Municipal de Caraguatatuba divulga os números de sua produção no mês de março de 2003. Mesmo com atraso, devido a problemas técnicos, os números refletem a tendência comum do terceiro ano legislativo.
A Câmara Municipal de Caraguatatuba produziu 196 proposituras no mês de março de 2003, assim distribuídas: 9 Projetos de Lei, 1 Projeto de Lei Complementar, 3 Projetos de Resolução, 1 Projeto de Decreto Legislativo, 13 Moções, 12 Requerimentos e 157 Indicações.
Quanto as presenças, foram registradas no total 355 pessoas em 6 sessões realizadas no mês passado, sendo 3 Ordinárias e 3 Solenes. O maior público foi na Sessão Solene de 6 de março, quando da entrega do Título de Cidadão para Roseli Morilla e Sérgio Amororo e o menor na Ordinária de 12 de março. A média mensal foi de 59,16 pessoas/sessão.
Já as visitas, aqueles contribuintes que comparecem ao prédio da Câmara Municipal para terem audiências com os Vereadores, somaram 1.101 durante o mês passado, com uma média de 61,16 pessoas/dia, em 18 dias úteis de março. (Fonte: Câmara Municipal de Caraguatatuba)

Aprovada a doação de postes para famílias de baixa renda

Caraguatatuba - A Câmara de Cara-guatatuba aprovou, em regime de urgência, na última sessão, o projeto de lei que autoriza o Executivo a doar postes de eletricidade a famílias que recebem até três salários mínimos (R$ 720). A autoria do projeto é do vereador Juarez Pardim. A vereador Leonor Diniz foi a única a votar contra.
O autor do projeto justifica que na maior parte das vezes, quando a população tem sua energia cortada, isso acontece por causa da falta de pagamento ou porque a Bandeirantes exige a instalação de um poste ‘novo’, se houver qualquer dano no poste que esteja sendo usado. “Isso acontece com as famílias carentes que não tem R$ 300 para comprar o produto. Recebo uma média de cinco pedidos por mês e acredito que, com os outros vereadores, ocorra o mesmo. Isto não aumentaria as despesas com as verbas públicas, mas as justificaria”.
O projeto foi encaminhado para o Executivo, que terá 15 dias para aprová-lo ou vetá-lo. “O prefeito Antonio Carlos da Silva sabe dessa necessidade da população carente, porque a Secretaria de Assistente Social recebe mais de 20 pedidos por mês. Se houver verba disponível dentro do orçamento, essa é uma das prioridades do Executivo. Só não comprávamos antes porque não era legal. Agora, se a lei for aprovada, atenderemos a esta demanda reprimida”, explica a secretária de Promoção So-cial, Vera Peixoto, que ficará encarregada de fazer a seleção das famílias carentes.
A Bandeirante Energia recolhe por mês mais de 300 postes inadequados, de madeira ou concreto, em todas as cidades do Vale do Paraíba e Litoral Norte onde atua. Para o encarregado de Sucata da Bandeirante, Alberto Pinto da Silva, este número é alto, visto que a maioria dos postes recolhidos não segue as normas de segurança, oferecendo riscos à população.
“Os postes recolhidos são destruídos e os metais vendidos para sucata. O novo poste vendido pela Bandeirante varia de R$ 300 a R$ 400 e pode ser instalado em uma semana”, explica. (Fonte: Imprensa Livre)

Duas pessoas baleadas durante feriado em Caraguatatuba

Caraguatatuba - Duas pessoas foram ba-leadas durante o feriado em Caraguatatuba. O primeiro crime aconteceu na noite de sexta-feira, na divisa entre São Sebastião e Caraguatatuba, tendo como vítima o entregador A.S.F., baleado por um homem encapuzado.
Ele foi socorrido por uma unidade do resgate do Corpo de Bombeiros de Caraguatatuba, ficando internado em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Casa de Saúde Stella Maris. Testemunhas informaram as características do suspeito, que estava em uma bicicleta.
Ele foi localizado em um bar no bairro Canto do Mar, Costa Norte de São Sebastião. O ajudante geral R.P.S., de 17 anos, confessou aos policiais ter atirado no entregador, por vingança, pois estaria sofrendo ameaças.
A arma do crime, um revólver calibre 38, foi localizada debaixo de um galinheiro, na casa de seu irmão, no bairro Perequê-Mirim, periferia de Caraguatatuba. Ele havia saído da cadeia há dois meses após cumprir pena por homicídio. Os policiais ainda encontraram dois capuzes.
O bairro Martin de Sá registrou outra tentativa de homicídio nos feriados. O crime ocorreu na madrugada de segunda-feira. O barman M.A.L., 20 anos, foi atingido por tiros disparados por duas pessoas, que fugiram. A vítima foi conduzida ao pronto-socorro, onde recebeu medicação, sendo liberada em seguida. (Fonte: Imprensa Livre)

71 nadadores enfrentaram o mar agitado na Volta à Ilha das Cabras

Ilhabela - A 1ª Etapa do 2º Campeonato Municipal de Maratonas Aquáticas “Prova Daniel e Janete Prada de Almeida” e a prova de incentivo de “Menor e Melhor Idade” reuniu 71 nadadores na Praia Pedras Miúdas (Ilha das Cabras), em Ilhabela, no sábado.
Participaram da prova equipes de várias partes do Estado de São Paulo. Setenta e um nadadores largaram, sete desistiram e 64 atletas completaram as três voltas ao redor da Ilha das Cabras, com cerca de 1.500 metros de percurso.
O mar estava agitado, principalmente atrás da ilha, aumentando o grau de dificuldade da prova. Ilhabela foi representada por 29 atletas, que segundo o coordenador da competição, professor Mário Bello, é um número excelente, por tratar-se de uma prova seletiva, que exige muita técnica, preparo físico e psicológico para enfrentar as corredeiras em volta da Ilha das Cabras.
O campeão da prova foi o nadador santista Marcos Fuschini, campeão do Troféu Eurípedes da Silva Ferreira do ano passado e ganhador do título de nadador mais técnico do circuito.
Fuschini classificou-se em primeiro lugar no geral e tudo indica que repetirá o feito do ano passado.
Outro destaque foi o ilhabelense Reinaldo Garcez, que conquistou o vice-campeonato. Também concorrem ao título de melhor nadador da cidade: Daniel Furquini da Costa, Harry Finger, Luiz Junior, Acácio Borges e Adrian Kojin.
A atleta de São Sebastião, Márcia Tamasiro (Clínica Santa Helena), que venceu a Maratona Aquática em sua categoria no ano passado, foi vice-campeã nesta primeira etapa e 58ª no geral. Seu filho, Felipe Tamasiro Santos, 21 anos, ficou na 4ª colocação.
A próxima prova acontece no dia 3 de maio, na Praia Grande e leva o nome de Manoel Pereira da Silva “Neco”.
O evento foi organizado pela Prefeitura de Ilhabela, através da Diretoria de Esporte.

Menor e Maior Idade - A prova de incentivo de menor e melhor idade, espe-cialmente criada para nadadores iniciantes de todas as idades, contou com sete participantes, sendo a mais nova a nadadora Isadora, de 5 anos e a mais idosa Dona Cleuza, de 70 anos. Todos os participantes receberam um certificado da Diretoria de Esportes.
Participaram também da prova os nadadores Iraides, de 55 anos; Osvaldo, 47 anos; Bárbara, 13 anos; Cíntia, 10 e Carolina, 12. (Fonte: Imprensa Livre)

Câmara de São Sebastião retoma horário vespertino das sessões

São Sebastião - A Câmara de São Sebastião retomará o início das sessões ordinárias às 17h, mas às terças-feiras. Ontem, os vereadores aprovaram, por maio-ria de votos, o Projeto de Resolução 5/2003, de autoria da mesa diretora, que estabelece a medida.
Há pouco mais de um mês as sessões começavam às 10h, também por força de projeto de resolução. Antes disto, as sessões ocorriam às segundas-feiras, a partir das 17h.
A primeira mudança havia ocorrido porque a demanda de trabalho, às segundas-feiras, era considerada grande, o que provocava certo tumulto, já que as sessões eram realizadas neste mesmo dia da semana.
Em termos de horário, as sessões matutinas também foram consideradas importantes para reduzir custos referentes a horas extras de servidores da Câmara.
O início das sessões às 17h voltará ao normal na próxima semana porque, quando houve a alteração do horário, não foi observado que dois parlamentares ficariam impossibilitados de exercer suas profissões. Trata-se de Carlos Borba, policial civil que trabalha na Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito), e João Barreto, que atua na prefeitura.
Ontem, o presidente da Câmara, Marcos Leopoldino, também afirmou que o horário das sessões às 10h provocou redução do público que trabalha. Outro problema foi o fato dessas sessões terminarem por volta das 15h30, avançando no horário normal de almoço.
O Projeto de Resolução foi submetido à votação, em regime de urgência especial.
Os vereadores Benedito Amâncio, Edwaldo Reimberg, José Irineu de Souza foram contrários à aprovação do projeto. Amâncio afirmou que a sessão pela manhã é melhor para ele. Reimberg disse que a sessão das 10h deveria continuar, já que a mesa diretora havia optado por este horário para redução de despesas. (Fonte: Imprensa Livre)

Vereadores aprovam auxílio-transporte a policiais que estudam

São Sebastião - A Câmara de São Sebastião aprovou, ontem, em regime de urgência especial, o projeto de lei 15/2003, de autoria do vereador Sergio Pereira de Souza, que visa ceder auxílio-transporte a policiais transferidos para a cidade, mas que cursam faculdade em outros municípios.
O projeto, aprovado por unanimidade, altera a lei 1623/2003, excluindo a obrigatoriedade do benefício só poder ser destinado a moradores com pelo menos cinco anos fixados em São Sebastião.
Sérgio Pereira explica que foi procurado por alguns policiais transferidos para a cidade, argumentando a importância do incentivo, já que fazem curso superior em outras localidades. “Apenas excluímos um dos quesitos da lei, o tempo de moradia, para beneficiar, especificamente, os policiais que vêm para nosso município”.
Conforme o parlamentar, a prefeitura banca cerca de 100% do total de despesas de transporte dos universitários, ou R$ 80 mil aproximadamente. A verba é repassada à AETU (Associação dos Estudantes Técnicos Universitário), que administra o transporte.
Segundo o vereador Wagner Teixeira, os alunos contribuíam com R$ 10 para complementar o valor total do transporte, mas atualmente este adicional subiu para R$ 53, porque as despesas são maiores e o repasse não sofreu reajuste.
O vereador Dalton da Silva, durante a sessão, pediu que o projeto não fosse votado em regime de urgência especial, para que pudesse ser submetido a uma maior discussão. Ele esclareceu que considera importante o incentivo aos poli-ciais, mas desde que não provoque prejuízo a moradores mais antigos. Apesar disso, Dalton aprovou o projeto.
O vereador Erwin Mota afirmou que o projeto já estava disponível há mais de uma semana. Também afirmou que ouviu a AETU sobre o assunto. “A associação me afirmou que não haveria problema em ceder o benefício aos policiais”.
Por enquanto, são cinco policiais civis e militares, transferidos recentemente para a cidade, que estão interessados no auxílio-transporte. (Fonte: Imprensa Livre)

Ano letivo na Escola de Montão do Trigo começa na próxima semana

São Sebastião - As aulas da Escola Municipal de Montão do Trigo, na Costa Sul de São Sebastião, devem começar na próxima semana. Foi o que garantiu a secretária de Educação do município, Irma Sanchez. Em reforma desde o início do ano, a escola vai ser assumida pela professora Benedita Ferreira Salguez com pelo menos dois meses de atraso. Para facilitar o trabalho que pretende desenvolver com os alunos ela vai morar na comunidade. A escola de 1ª a 4ª série atende a somente seis alunos e fica localizada em uma área de difícil acesso, o que acaba prejudicando e dificultando as ações da Seduc.
De acordo com a secretária de Educação, depois de algumas visitas foi verificada a necessidade de reforma da escola.
“Nós verificamos que era humanamente impossível ficar lá dentro”, justificou Irma. A demora na reforma aconteceu principalmente por causa do difícil acesso ao local. Segundo ela, todo material utilizado nas obras teve de ser carregado nas costas dos trabalhadores. “Imagina a logística para chegar lá.” Na reforma, paredes e chão foram pintados e uma caixa foi instalada para captação de água.
Outra dificuldade apontada pela secretária foi com relação à própria comunidade. “O ano passado terminou com dois alunos. É difícil trabalhar lá. A professora tem que encantar os alunos.”
Neste ano letivo, além das disciplinas exigidas pelo currículo, a professora deve desenvolver trabalhos voltados para as questões da ética e cidadania. Para compensar o tempo perdido com a reforma e agilizar os trabalhos extras, a unidade deve funcionar além do horário escolar.
Para conhecerem os problemas da comunidade de Montão do Trigo, os vereadores da cidade estão planejando uma visita ao local. O passeio teve de ser adiado por causa da condição do mar provocada pelo mau tempo. (Fonte: Imprensa Livre)

Tênis de Mesa de São Sebastião traz medalha de ouro para casa

São Sebastião - Presença sebastianense no Torneio Aberto de Tênis de Mesa da Cidade de Caçapava, que foi realizado no Ginásio Municipal, no domingo.
A equipe de mesatenistas de São Sebastião obteve o 1º lugar na classificação geral neste torneio e conquistou três medalhas de ouro, duas de prata e uma de bronze.
Na categoria Mirim, Rafael Stzeit sagrou-se campeão do torneio e Danilo Coelho foi o vice-campeão. Tatiane Guedes conquistou a medalha de ouro na categoria livre feminino e Marina Oliveira a prata.
Pelo Adulto Aberto, o professor da equipe, Jonathan Silva, foi o campeão. Tatiane Guedes ficou na 3ª posição e Felipe Silva foi o 6 colocado.
Segundo os técnicos Jonathan e Tatiane, o jogador Rodolfo Nascimento, apesar de não ter conseguido ficar entre os três melhores, jogou muito bem, com uma evolução técnica acima da expectativa. “Ele é um dos alunos com mais talento para este esporte e se continuar neste ritmo, em um ano se destacará muito mais na equipe”, disse a técnica.
Segundo Jonathan Silva, o nível da equipe está melhorando a cada campeonato. Este foi o terceiro torneio dos mesatenistas, que já participaram do Torneio Classificatório da Federação Paulista, realizado em Jacareí, onde conquistaram o 3º lugar na classificação geral. No mês passado eles competiram no Torneio da Liga Valeparaibana, em Volta Redonda.
A equipe de mesatenistas viaja no domingo, dia 27, para disputar a 1ª Etapa do 1º Ranking da Liga do Vale do Paraíba, em Jacareí. (Fonte: Imprensa Livre)

Comércio da região é vítima de cheques roubados durante feriado

São Sebastião - Pelo menos três estabelecimentos comerciais foram vítimas de cheques roubados durante feriado. Os casos aconteceram na Costa Sul de São Sebastião e Ubatuba. A Polícia Militar conseguiu prender os estelionatários.
Em Boiçucanga, dois casais, moradores em Santos André, foram detidos. B.A.F., 20 anos e C.R.C., 24 anos, ambos com passagens pela polícia por roubo e tráfico de drogas, estavam com duas adolescentes de 16 anos, J.S.N., e V.Y.S.C.N..
Os dois emitiram cheques no valor de R$ 38,39 em um estabelecimento no bairro. A vítima, ao pesquisar o documento, descobriu que ele foi sustado, pois tinha sido roubado do dono. O comerciante avisou a polícia, que encontrou os casais passeando em um Santana azul, de São Paulo.
Os casais já tinham feito outra vítima na região. Ao revistar o veículo, a polícia encontrou, no porta-malas, um revólver calibre 38. As adolescentes foram liberadas aos responsáveis e B. e C. ficaram na cadeia, acusados de porte ilegal de armas e estelionato.
Ubatuba - A Guarda Municipal de Ubatuba recebeu denúncia de populares que quatro menores estavam passando cheques já preenchidos em um mercado da cidade. Com a descrição deles, o guarda saiu à procura, encontrando os suspeitos.
Em revista pessoal foram localizadas três folhas de cheques preenchidos, totalizando o valor de R$ 300.
Com o apoio da Polícia Civil, foi feita uma revista na casa dos menores, encontrando uma carteira da OAB de C.M. e uma pistola 7.65. Os dois foram encaminhados a Delegacia de Polícia para o registro do Ato Infracional. (Fonte: Imprensa Livre)

Obra de rodovia é embargada

Ubatuba - A Polícia Ambiental de Ubatuba embargou a obra de pavimentação dos 12 quilômetros de estrada do acesso alternativo que liga o município a Caraguatatuba.
A obra da estrada, que passa pelos bairros Rio Escuro e Monte Valério, teve início no último mês. O investimento é de R$ 1,7 milhão, com prazo de quatro meses para conclusão.
Segundo a Polícia Ambiental, no último dia 16 foram encontrados sete pontos de degradação ambiental em área de preservação permanente no trecho, durante uma vistoria realizada em parceria com a Promotoria.
Várias espécies de vegetação nativa e uma árvore foram cortadas devido às obras. A polícia efetuou sete autuações no valor médio de R$ R$ 293 cada e embargou as atividades no local.
A promotora Elaine Tabora de Ávila disse que está aguardando as autuações para abrir um inquérito civil contra o Executivo.
"A prefeitura não tem licença ambiental para a realização da obra que está em uma área de preservação", disse.
Nenhum representante da prefeitura comentou o assunto ontem com o ValeParaibano. (Fonte: ValeParaibano)

Ubatuba veta instalação de presídio

Ubatuba - A Câmara de Ubatuba aprovou anteontem por unanimidade projeto que proíbe a instalação de estabelecimentos prisionais no município. O projeto é de autoria do vereador Marcos Francisco (PTB).
No ano passado, o Estado anunciou a intenção de construir um CDP (Centro de Detenção Provisória) no Litoral Norte, mas até agora nenhum município se ofereceu para sediar o centro.
A unidade seria uma alternativa para reduzir o problema de superlotação nas cadeias do litoral. Somente Caraguá e São Sebastião têm unidades para abrigar homens e têm que receber os presos das quatro cidades.
Segundo o autor do projeto, o turismo seria prejudicado com a instalação de um presídio.
Para o delegado Fausto Geraldo Carvalho, a região precisa de um CDP devido à demanda de presos. A cidade tem apenas uma cadeia feminina e os demais presos são transferidos para outros municípios.
"Um sistema instalado de maneira adequada não coloca em risco a segurança da população."
O prefeito Paulo Ramos (PFL) não foi encontrado ontem para comentar o assunto. O projeto ainda depende de sanção do Executivo. (Fonte: ValeParaibano)

Monomotor sai de Ubatuba e cai no Litoral Sul

Ubatuba - Uma pessoa morreu e outra ficou ferida após a queda de um avião monomotor do tipo anfíbio no final da tarde de ontem no canal que separa os municípios de Bertioga e do Guarujá (SP). O avião, que partiu de Ubatuba (Litoral Norte) e se dirigia para São Paulo, voava em baixa altitude quando bateu em um fio de alta tensão e caiu no mar, segundo o Corpo de Bombeiros. Até as 20h45 de ontem, a ocorrência ainda não havia sido registrada na Delegacia do Guarujá, e os dois ocupantes do monomotor não tinham sido identificados. O piloto foi levado para o hospital Santo Amaro, no Guarujá, onde deveria permanecer em observação por pelo menos 24 horas. De acordo com o setor de Ortopedia, ele sofreu fraturas leves em uma das pernas e em uma das mãos e passava bem. (Fonte: ValeParaibano)

Cobrança de esgoto da Praia Grande é ilegal

Ubatuba - A lei que permite a Coambiental efetuar a cobrança pelas ligações de esgoto na Praia Grande é considerada inconstitucional pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Apesar da decisão ter ocorrido ainda no ano passado, a cooperativa continua cobrando as taxas referentes ao serviço.
A lei considerada inconstitucional é a nº 1502, de março de 1996, de autoria do vereador Gérson de Oliveira. De acordo com o acórdão do Tribunal que, por unanimidade, seguiu parecer do relator Mattos Faria, com a lei, o morador de Ubatuba - em especial da Praia Grande - “está sendo duplamente onerado, pois, além de pagar tributos municipais e outros encargos, financia obras públicas, em decorrência dessa lei que foi de interesse e conveniência dos governantes locais”.
Entende o tribunal que, ao pagar os tributos municipais, o contribuinte já paga pela prestação do serviço proporcionado pela cooperativa. Além disso, o acórdão ressalta que “não é uma lei que disciplina a participação voluntária da população na execução de atividades de seu interesse e sim que torna essa participação obrigatória, incluindo, em conseqüência, um tributo”.
Existe ainda, um outro item que chama a atenção sobre o texto da lei considerada inconstitucional. Diz o artº 1º que “nos bairros em que forem implantadas redes públicas de coleta de esgoto, por iniciativa da Administração Pública, ou da comunidade, os imóveis beneficiários, edificados ou não, ficam obrigados a participar dos respectivos projetos, assumindo cotas-parte do rateio do custo do empreendimento”. Porém, ressalta o relator, que no sistema tributário brasileiro não está previsto tributo que corresponda ao valor da obra pública, ou seja, que tenha de se pagar pelo custo total da obra que for executada. O que prevê a Constituição é que a cobrança de contribuição de melhoria, decorrente de obra pública, ocorra mas apenas se da execução da obra custeada pelo Poder Público resulte na valorização da propriedade do contribuinte, o que o tribunal entendeu, não é o caso.
Sendo assim, os artigos da lei foram considerados inconstitucionais, deixando o morador daquele bairro desobrigado do pagamento de tais taxas.
De acordo com um morador que pediu para não ser identificado, a comprovação de que as cobranças continuam a ser realizadas mesmo após a decisão da justiça é que os boletos para os proprietários que decidiram se ligar à rede coletora da Coambiental continuam a ser enviados. Em um dos casos mais recentes, a cooperativa cobrou R$ 2.230, 64, parcelados em três vezes. A data de emissão dos boletos é posterior ao acórdão.
Mudança de postura
Segundo o morador, antes da decisão do Tribunal de Justiça ser tornada pública, as residências da Praia Grande que não eram ligadas à rede de esgoto recebiam a visita da Vigilância Sanitária e os proprietários eram notificados da necessidade da regularização junto a Coambiental, situação registrada até o início deste ano.
A mudança de postura começou a ser notada depois que a Secretaria de Meio Ambiente assumiu a questão. Ao invés das visitas e notificações da Vigilância Sanitária, os moradores que não tinham seus imóveis ligados à rede passaram a receber uma notificação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, onde são avisados de que estão incorrendo em crime ambiental. Ou seja, mesmo com a decisão, a prefeitura continua com uma postura contrária ao que prevê a constituição e o que determina o Tribunal de Justiça.
Estranhas coincidências
Pode-se dizer que alguns fatos com relação à elaboração, aprovação da lei 1502 e a autorização para a Coambiental explorar os serviços de saneamento na Praia Grande são curiosos. Por exemplo: devido ao acesso a alguns documentos, pode-se constatar que, inicialmente, a intenção de se repassar os serviços para a associação amigos daquele bairro previa uma divisão de despesas de 50% entre entidade e prefeitura e posteriormente essa mesma divisão de custos passou a ser de responsabilidade de rateio entre os cooperados.
A preocupação que o problema gera é a possibilidade de começarem a serem efetuadas ações contra a prefeitura, pedindo ressarcimento do dinheiro gasto pelos proprietários de imóveis que se ligaram à rede, sem ter a obrigação legal de fazê-la, ou pelo menos, sem a obrigação de ter de pagar a mais que os tributos municipais, para ter direito a esse serviço. Pois se isso começar a acontecer, diante da inconstitu-cionalidade da lei, o caminho poderá estar aberto para indenizações, provavelmente para serem custeadas pelo povo. (Fonte: Jornal A Semana)

Postos entram em campanha contra a adulteração de combustíveis

Ubatuba - Nesta semana, dois postos de gasolina de Ubatuba ganharam o direito de participar de uma campanha de monitoramento e qualidade de combustíveis. Realizada pelo sindicato de Campinas e região, a campanha tem a finalidade de monitorar o produto que está sendo vendido nos postos de combustível que fazem parte do sindicato.
Segundo o Sindicato, a campanha tem a finalidade ajudar a acabar com a adulteração de combustível e mostrar para o consumidor onde ele pode abastecer sem medo, pois os postos antes de participar da campanha têm seus combustíveis testados e só após este teste, se tudo for aprovado, o posto ganha o direito de participar da campanha e a cada 15 dias, em média, uma nova análise é feita. Se tudo for aprovado, o posto continua na campanha; caso o combustível apresente algum problema, o posto é descredenciado imediatamente.
Os combustíveis são testados no laboratório Araruá e a campanha tem todo o reconhecimento da Agência Nacional do Petróleo, que a reconhece como uma campanha séria e que tem ajudado em muito a diminuir a adulteração de combustíveis.
Os postos de Ubatuba, que hoje fazem parte da campanha são: Jija Auto Posto Ltda, situado no Perequê-Açu; Auto Posto Ubatubense, situado na rodovia Oswaldo Cruz, Morro das Moças. Os dois postos tiveram amostras de seus combustíveis aprovadas e por este motivo estão participando da campanha do SP Combustíveis.
Jija comenta que, mesmo sabendo que não existe problema com a qualidade dos produtos que vende mas por ser bandeira branca as pessoas ficam com um pé atrás, entrou na campanha. “Desta forma, não existirão dúvidas sobre a qualidade do combustível, além de que a cada 15 dias, em média, teremos um novo laudo à disposição dos clientes”, explica Jija.
Já Raul, dono no Posto Ubatubense, mesmo tendo bandeira Hudson entrou na campanha com a finalidade de mostrar também a todos os consumidores que a Hudson é uma empresa séria e opera com combustível de primeira qualidade.
“Até para nós, donos de postos, é muito bom ter o combustível testado e aprovado”, acredita Jija. (Fonte: Jornal A Semana)

Moradores do Rio Escuro ficam sem casa

Ubatuba - O início da semana foi marcado por um acontecimento anunciado há muito tempo, mas que muitos esperavam que pudesse ser evitado. A reintegração de posse que ameaça cerca de 500 famílias no Rio Escuro começou a ser posta em prática. Inicialmente, quatro famílias tiveram que deixar suas casas, atendendo a uma ordem judicial.
Segundo informações, das quatro residências que foram desocupadas, três encontravam-se em área de preservação ambiental, enquanto uma está localizada em área que pertence à família Miguez, autora da ação.
A situação se arrasta há anos e por conta da interferência da prefeitura e algumas entidades não-governamentais a desocupação não ocorreu no ano passado. No início de 2003, segundo a assessoria do vereador Domingos dos Santos, a prefeitura ficou responsável por continuar a busca de uma solução para o caso, sem que as famílias tivessem que ser removidas. Porém, o processo ficou parado e a desocupação foi autorizada.
Uma das moradoras do local, Fabíola Fernandes dos Santos, disse que adquiriu a área, onde foi construída uma casa de seis cômodos, há quatro anos e que ficou surpresa quando recebeu a notícia de que o local pertencia à família Miguez. Em um primeiro momento, ela afirma, tentou um acordo e recebeu como resposta uma negativa da família que teria dito, inclusive que não faria um acordo com “flagelados” (sic).
Como houve interferência de alguns setores, como a prefeitura, o caso foi deixado de lado até o início desta semana, quando a polícia, juntamente com um oficial de justiça, se dirigiu ao local para promover a desocupação. A alegação dada, garante Fabíola, foi de que a casa está em área de preservação ambiental. Sem ter muito a fazer, ela se disse insatisfeita, mas não demonstrou nenhum tipo de resistência para a desocupação.
“Eu acho um absurdo. A gente trabalha a vida inteira para ter um teto e depois fica sem ter pra onde ir. Agora chega uma gente que nós não sabemos nem quem são e falam que somos obrigados a sair da casa da gente, sem ter até onde ir”, afirmou.
O vereador Domingos esteve no local e disse que está preocupado com a situação, pois muitas das famílias não têm para onde ir, nem para onde levar os filhos e alguma coisa precisa ser feita.
A expectativa é que o processo de reintegração de posse prossiga na próxima terça-feira, dia 22, data em que está prevista uma reunião entre a promotoria pública, prefeitura e alguns vereadores para tentar encontrar uma solução para o caso.
O presidente da Associação em Defesa dos Povos Caiçara(ADPC), Jairo dos Santos, garante que estão sendo tomadas medidas para barrar a reintegração de posse. Ele acredita que a reunião entre as autoridades poderá resultar em medidas alternativas para o problema. “Vamos ver a reunião, esperamos que algumas soluções sejam apresentadas”, disse. (Fonte: Jornal A Semana)

Comtur paga, mas não vai

Ubatuba - No final de semana passada, a Comtur deveria estar expondo as belezas de Ubatuba em uma feira que aconteceu no Ibirapuera: a feira “Destino Brasil”.
O estande comprado era de 12 metros mas, por uma alteração, ele cresceu e passou a 18 metros. O que ocorre é que ninguém foi representar Ubatuba. Foi um vexame para nossa cidade, pois o único estande vazio era o nosso, o qual estava identificado por uma placa “Comtur Ubatuba”.
Tanto se clama por participações em feiras e eventos que possam trazer turistas e na hora que se paga um ninguém vai representando a cidade.
Segundo informações, a presidência anterior é quem fez o contato e o pagamento para Ubatuba participar da feira; a diretoria atual não deu andamento ao projeto e, vexame para Ubatuba.
Em nosso entender, alguém deveria ser responsabilizado por isto, pois o dinheiro gasto na feira é dinheiro público, e se foi pago e não usado alguém deve ser responsabilizado e os cofres da Comtur ressarcidos. A coisa é mais séria do que parece. Não é só este caso de pagar e não levar da Comtur. Um pequeno levantamento vai mostrar que outras coisas foram pagas e a Comtur não recebeu. Uma que podemos até provar foi a compra de um CD e um book que iriam divulgar Ubatuba e deveriam ter sido entregues em dezembro e, até o fechamento desta edição, não foram entregue nem para a Comtur nem para os empresários da cidade que também acreditaram no projeto e investiram suas economias.
Neste caso, volta a história de que “santo de casa não faz milagre”. O mesmo caso é da feira. Já que a Comtur não iria participar porque não ofereceu aos empresários do ramo? Assim, pelo menos, Ubatuba não passava mais este vexame. (Fonte: Jornal A Semana)

Obras do metrô da Sabesp voltam a incomodar

Ubatuba - Já estávamos até com saudades das obras do metrô de Ubatuba. Como as obras são geridas pela Sabesp e elas andam como as de saneamento básico da cidade, só aparecem de vez em quando, muitas vezes em épocas eleitorais. As obras do metrô têm uma característica diferente: ninguém sabe onde nem quando elas vão surgir e ninguém se elas vão levar alguém a lugar algum. A novidade neste caso é que, há mais de um mês, o buraco inicial estava aberto sem providência mas com a chegada do feriado e o risco de alguém cair dentro do buraco, a Sabesp fez uma cerca em volta e não deixou nem uma identificação no local informando a população do que se trata esta obra.
E nós somos obrigados a informar a população: este buraco, como muitos outros que aparecem na cidade, é de responsabilidade da Sabesp, pois a rede de esgoto da cidade, virou e mexeu, anda cedendo e desta forma imensas crateras são abertas. Existem pontos da cidade que não demora muito e lá está ele de novo: o buraco que come o dinheiro público. Existem casos em que o buraco já foi tapado muita vezes e passado um tempo lá está ele de volta: aberto.
Única vantagem é que Ubatuba pode se dar ao luxo de dizer que a Sabesp por aqui quer mudar de ramo e entrar no transporte coletivo, com obras do primeiro mundo com estações de metrô. (Fonte: Jornal A Semana)

Comtur cancela concurso sem avisar candidatos

Ubatuba - Em mais uma demonstração de desrespeito aos moradores do município, a Comtur cancela concurso, que seria realizado no último domingo, sem avisar aos candidatos. A constatação ocorreu no último dia 13, quando cerca de 230 pessoas estiveram na escola “Tancredo Neves” para a realização das provas do processo que tinha como objetivo de selecionar 59 pessoas para os cargos de fiscal de vans e ônibus, auxiliar de serviços gerais, coordenador e fiscal de Zona Azul.
Os candidatos fizeram a inscrição, que custou R$ 10, quando a antiga diretoria decidiu que os funcionários que prestam tais serviços deveriam ser concursados. Em razão dos salários, que variam entre R$ 250 e R$ 450, o número de candidatos chegou a mais de 200, que acabaram se decepcionando com a falta de respeito da entidade com eles.
Ao contrário do que eles esperavam, ao chegarem à escola nenhum funcionário da companhia foi encontrado. Como não havia movimentação na escola, os candidatos decidiram esperar por algum pronunciamento que não aconteceu. Como a prova estava marcada para as 9h, eles aguardaram até por volta das 10h, quando um grupo de cerca de 40 candidatos se dirigiu à delegacia onde foram registrados boletins de ocorrência de preservação de direito.
Além do boletim, um grupo de pessoas procurou o vereador Charles Medeiros para solicitar providências quando ao caso. O legislador, que faz parte da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga possíveis irregularidades na Comtur (veja matéria abaixo), disse que ao tomar conhecimento do fato iniciou os procedimentos legais para saber da diretoria da entidade o porquê de os candidatos não terem sido notificados do cancelamento das provas.
“A Câmara Municipal tem a obrigação de se posicionar a respeito do ocorrido, pois essas pessoas foram lesadas. Dinheiro público é algo que deve ser respeitado, além da questão da dignidade desses cidadãos que acreditaram que era algo sério e fizeram suas inscrições”, disse.
Amazildo Francisco Dias, um dos que fizeram boletim de ocorrência, se disse desrespeitado e mesmo a devolução do dinheiro pago pela inscrição não irá resolver o problema. “Foi um desrespeito, pois muitos se prepararam de maneira intensa para a prova e foram à escola com muita expectativa. Tem pessoa que está desempregada e que até emprestou dinheiro para a inscrição, pensando em garantir uma vaga na empresa, e sequer foi avisada sobre o cancelamento. Isso é falta de consideração”, afirmou.
Outro lado
O presidente da Comtur, Guilherme Carneiros Bastos Neto, disse que o concurso foi cancelado porque a empresa não tinha condições financeiras para a realização do processo seletivo e que a abertura das inscrições foi um erro da diretoria anterior.
Sobre o fato de os candidatos não terem sido avisados do cancelamento, ele afirmou que não houve tempo hábil para o envio de correspondência com a notificação. Sequer a imprensa foi utilizada para divulgar a decisão de cancelar a prova, mesmo a cidade contanto com o jornal A Semana e outros semanários, além de três rádios oficiais.
Inclusive, o atual presidente disse que caberia à antiga diretoria a responsabilidade pela notificação, o que pode ser considerado estranho, já que o cancelamento foi um ato do atual responsável pela entidade.
Prorrogada a CPI da Comtur
Na sessão da última terça-feira, 15, a Câmara Municipal aprovou o projeto de resolução nº 04/03, que prorroga por mais 30 dias o prazo para a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investiga eventuais irregularidades na Companhia Municipal de Turismo (Comtur) concluir seus trabalhos.
A justificativa da comissão é que para boa condução e conclusão dos trabalhos é necessário fazer diligência externas, coleta de depoimentos e esclarecimentos documentais. Segundo os membros da CPI, os trabalhos já desenvolvidos mostram muitas irregularidades, principalmente no recolhimento de tributos e de registro de funcionários.
O presidente da CPI, vereador Domingos dos Santos (PT), usou a tribuna para pedir o apoio dos colegas e informar a comunidade da gravidade dos problemas da companhia. “Estamos tendo a assessoria de uma auditoria independente especializada em contabilidade e na parte fiscal e tributária e eles levantaram que há um enorme passivo não registrado na área de contribuições ao INSS, PIS, COFINS, ISS”, explicou, colocando que a Comtur tem que ter o mesmo tratamento das outras, pois é uma empresa de economia mista.
Ele disse que não há registro dos funcionários que trabalham nas temporadas, quando o fluxo de turistas aumenta, o que motiva muitas ações trabalhistas. Outras irregularidades estão sendo investigadas, inclusive o cancelamento sem nenhuma explicação do concurso programado para o último dia 13, domingo, e a não participação da Comtur numa feira de turismo, embora tenha pago o estande.
Os outros membros da CPI são os vereadores Charles Medeiros (PSDB) e Samuel dos Santos (PTB). (Fonte: Jornal A Semana)

“Vista esta Idéia” da Aduba

Ubatuba - A Associação dos Deficientes de Ubatuba conseguiu, através de doações dos associados como também de empresários locais, a locação de sua nova sede, onde está trabalhando no desenvolvimento, integração, acompanhamento, fiscalização e capacitação de Pessoas Portadoras de Deficiências.
Esta luta é constante e diária, pois a entidade está estruturada no sentido de atender em grande parte as necessidades da comunidade com Cursos de Computação, Inglês, Espanhol, Libras (Linguagem Brasileira de Sinais), Estamparia, manipulação de Produtos de Limpeza, Comissão de Acessibilidade, Balcão de Empregos, Setor de Acompanhamento Público, todos provenientes de recursos adquiridos com doações, o que acarreta a necessidade de divulgar as empresas que colaboram com estes significativos feitos.
Neste sentido, a Aduba estará realizando, a partir do Feriado de Semana Santa, uma grande ofensiva, onde também incluirá o Turismo nas ações sociais da entidade, divulgando nos jornais, rádios, panfletos, internet e outras mídias o projeto “Vista Esta Idéia”. A geração de fundos oriundos desta Campanha trará, além de recursos para a manutenção anual da entidade, também a divulgação das ações sociais e das “Empresas Amigas” da Pessoa Portadora de Deficiências.
Serão confeccionadas mil camisetas da entidade com o logotipo das “Empresas Amigas” do projeto, que serão trocadas por doações acima de 15 reais, as quais poderão ser descontados no imposto de renda, além de um informativo que será distribuído nos pedágios realizados nas vias de grande fluxo, calçadões, hotéis, praias e todos os locais de grande acúmulo de pessoas. Muitas empresas já se comprometeram em estar comprando esta camiseta para ofertar de brinde aos fregueses que consumirem a partir de um valor previamente estipulado.
“Temos certeza que será uma grande ação, onde estaremos trazendo outros setores para o sucesso antecipado deste acontecimento. A integração social é o único meio de termos uma cidade e país mais fraterno e humano para se viver”, explica André Luiz dos Santos, diretor presidente da Aduba. (Fonte: Jornal A Semana)

Comus presta esclarecimentos sobre o convênio da Apauba

Ubatuba - Convocado pela Câmara Municipal, o Comus (Conselho Municipal de Saúde) foi prestar esclarecimentos sobre o convênio com a Apauba (Associação Protetora dos Animais) e a prefeitura municipal.
Após três anos da apresentação da proposta de parceria pela Apauba à Secretaria da Saúde, o convênio ainda não se concretizou, apesar de estar previsto no orçamento do município desde 2002 e ter sido aprovado pelo legislativo.
Atualmente, a minuta se encontra no Comus para análise. A presidente da Apauba, Eliana de Oliveira, esclareceu que oficialmente não tinha recebido nenhuma solicitação de envio de documentos ou convite para reunião em que se discutissem os pontos pendentes na minuta e dos referentes à efetivação. “As determinações orçamentárias e sua prática deveriam ser revisadas pela Secretaria de Administração no tocante aos itens ‘aquisição e manutenção ou custeio’, bem como a prestação de contas deveria ser anual e não bianual como previsto na minuta”, explica Eliana.
Quanto ao detalhamento do uso da verba, Eliana disse que fará a hora e ao tempo que o Comus solicite, bem como a indicação dos responsáveis técnicos.
Os representantes do Conselho (a presidente não estava presente) alegaram estar esperando a documentação por parte da Apauba e que nada tinham contra a aprovação do convênio; ao contrário, que queriam que se efetivasse o mais rápido possível para que os problemas com os animais de rua começasse a ser solucionado.
Ainda segundo eles, a documentação deverá estar correta, bem como os procedimentos e a forma de uso da verba porque, assim que o Comus aprovasse, a responsabilidade será grande.
Os vereadores presentes se manifestaram favoráveis ao convênio e solicitaram que o Comus adote os procedimentos necessários para sua aprovação.
Segundo o presidente da Câmara, Rogério Frediani (PTB), os trabalhos da Apauba são reconhecidos e comprovados e esta verba viria melhorá-los e, conseqüentemente, ajudar a população.
O vereador Charles Medeiros (PSDB) também se pronunciou alertando que a efetivação do convênio não significa que as responsabilidades da prefeitura em relação aos animais e zoonoses tenha terminado, ao contrário, é obrigação dela e deve ser intensificado. “O convênio viria melhorar esses serviços”, disse Medeiros.
As audiências públicas que a Câmara vem realizando têm dinamizado os trabalhos. Na próxima terça-feira, 22, a partir das 17h, acontece outra audiência, desta vez com o secretário municipal de Saúde e os responsáveis pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) sobre a sua utilização, bem como seu uso e objetivos. (Fonte: Jornal A Semana)

Abertura do Circuito Ubatuba de Águas Abertas

Ubatuba - Será realizada pela Prefeitura Municipal de Ubatuba, através da Secretaria de Esportes e Lazer, em conjunto com a Sociedade Amigos de Praia da Enseada, Associação de Mães de Atletas da Natação (AMAN) e as empresas locais de Ubatuba: Distribuidora de Águas Assai, EMI embalagens, UBADESKLIMP, Auto Posto Utiyama e Farmácia da Dalva, a 1º Etapa do 7º Circuito Ubatuba de Águas Abertas, no dia 27 de abril (domingo ), a partir das 10:00 horas, na Praia da Enseada.
Segundo a organização do evento, é esperada a mesma média alcançada no Circuito do ano passado, ou seja, cerca de 400 atletas, distribuídos por clubes do Litora Norte, Vale do Paraíba e São Paulo.
As provas do Circuito, atendem atletas de 07 anos até atletas com mais de 50 anos, ambos os sexos, com percursos que são distribuídos em: 250, 500, 1000 e 3000 metros.
No ano passado a classificação final por equipes foi a seguinte: em 1º lugar ficou a Prefeitura de Ubatuba, seguida pelo SESI de São José dos Campos e em 3º ficou a Prefeitura de Pindamonhangaba. Espera-se para este ano o mesmo desempenho destas e as outras equipes para que a competição fique bem acirrada e todas consigam mostrar o que tem de melhor neste belíssimo evento.
A Secretaria de Esportes e Lazer, agradece antecipadamente a todos os envolvidos direta ou indiretamente no 7º Circuito Ubatuba de Águas Abertas. (Fonte: ACS-PMU)

Recreação nos bairros

Ubatuba - Será iniciado pela Prefeitura Municipal de Ubatuba, através da Secretaria de Esportes e Lazer, em conjunto com a Sociedade Amigos do Taquaral, no dia 26 de abril (sábado), a partir das 09:00 horas, no bairro do Taquaral, o Projeto “Brincando na Comunidade”.
Este Projeto consiste na realização de manhãs de lazer em vários bairros de nosso município.
O objetivo da Secretaria de Esportes e Lazer com este projeto é de proporcionar uma grande confraternização entre os moradores, com muita alegria e diversão.
A Secretaria de Esportes e Lazer, agradece antecipadamente a todos os envolvidos no Projeto “Brincando na Comunidade”. (Fonte: ACS-PMU)

Nova diretoria assume ACIU

Ubatuba - Nesta quarta-feira 23, às 20h e 30 minutos na ACIU (Associação Comercial e Industrial de Ubatuba), foi realizada a cerimônia de posse da nova diretoria da Associação, que hoje, conta com 590 associados.
Estavam presentes os presidentes das Associações Comerciais de Caraguatatuba, Jorge Washington, de São Sebastião, Artur Ramirez Balut, o representante da Associação de São José dos Campos, Pedro Ricardo Dalla, o gerente do SEBRAE/SP no litoral norte, Mauro Medeiros, e representando a Câmara Municipal de Ubatuba o vereador Andrade Henrique dos Santos (PAN). O Prefeito Paulo Ramos (PFL)foi representado pelo professor Eunápio Ramos de Oliveira , assessor de expediente de Gabinete.
O ex-presidente da ACIU Mohamad Ramadan El Ali, em seu discurso parabenizou a nova presidente Dalva Maria dos Santos, e salientou ser ela a primeira mulher na história da Associação a ocupar o cargo, informou estar deixando a Associação com Superávit, agradeceu o apoio recebido da Fundart (Fundação de Arte e Cultura) e da COMTUR (Companhia Municipal de Turismo).
Segundo Mohamad importantes realizações foram feitas na Associação, uma delas foi a implantação do SCPC via Internet, que possibilita aos associados uma consulta 24h por dia.
O vereador Andrade dos Santos, também ressaltou o fato da Associação estar com uma mulher na presidência, “há tempos a mulher ubatubense merecia o reconhecimento por todo o trabalho desenvolvido em nossa cidade. É uma conquista inédita e justa para todas as mulheres”, disse o vereador. Em relação as parcerias que poderão ser firmadas, informou que a integração com as outras entidades é importante para o desenvolvimento turístico do município.
A atual presidente da Associação Dalva Maria dos Santos, informou que já está agendado para esta sexta-feira 25, o seu primeiro compromisso. Uma reunião com empresários Chilenos que já estão em São Paulo com outros empresários fazendo demonstrações de seus produtos e dança folclórica. Esses empresários Chilenos virão para Ubatuba, pois segundo a presidente, o litoral agradou muito a eles, que pretendem estar investindo no município. Dalva ressalta que a cidade só tem a ganhar, “já está sendo um grande passo", diz.
Em relação ao fato de ser a primeira mulher frente a Associação diz que o importante é mostrar o espaço que as mulheres vem conquistando, já estão se igualando aos homens, “acredito muito na força que a mulher possui", comenta.
No que diz respeito as suas expectativas, Dalva diz que são as melhores, está ciente da grande responsabilidade, mas com muito trabalho e com o apoio dos comerciantes irá conseguir, conclui.
Diretoria da ACIU eleita para o biênio 2003/2005
Presidente: Dalva Maria dos Santos (Drogaria Ubatuba)
1º Vice Presidente: José Lanzoni (Supermercado Paulista)
2º Vice Presidente: Roberto Fernandes (Altimar Magazine)
3º Vice Presidente: Racine Cardoso de Lima Jr. (World Music Center)
1º Secretária: Ivanir Nunes Marconi (Marconi Matérias de Construção)
2º Secretária: Djalma Roberto Ferreira (Lojas Seller)
1º Tesoureiro: Fábio Pereira Lamounier (Foco Vídeo Locadora)
2º Tesoureiro: Rui Teixeira Leite (Moveis Teixeira Leite)
Diretora Social: Fulvia Dalpiaz (Flora Papyrus)
Diretor SCPC: Otávio Mei Silveira (Ciclo Ubatuba)
Diretor de Relações Públicas: Lorival Ferraz Camargo Júnior (Via Mar)
Diretor de Patrimônio: Silvino Teixeira Leite Filho (Kazarão Artesanato)
Conselho Consultivo
Ahmad Khalil Barakat (Prupé Calçados)
Carlos Roberto Simões Sene (Center Contábil)
Elisabeth Cursino Bischof (Manobra empreendimentos)
Ismael da Costa (Ismael Comida Caseira)
Luiz Teodoro Érnica (Choperia Zero Grau)
Mia Mafalda Niedheidt (Autônoma)
Paulo Augusto Lopes Rico (H2OFF Impermiabilização) (Fonte: ACIU)

Carta do Leitor

Convite - A APEOESP , Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo, Subsede de Caraguatatuba, tem o prazer de convidá-los para um Seminário sobre as Reformas da Previdência, com a participação da Dra. Cristina Gallo do Departamento Jurídico da Apeoesp,a realizar-se no dia 26/04/03, das 13:00 às 18:00h, na Câmara Municipal de Caraguatatuba.

APEOESP
Caraguatatuba, SP


A Realidade de Ubatuba - Me desculpe atravessar a avenida e entrar na conversa, mas Sr. Pedro Silva, acredito que a leitora Magaly, como eu e tantos outros, está cansada de ver obras começarem acontecer na segunda parte do mandato pra manter o "status quo". Apesar de turistas olharem as obras eles também percebem estes fatos porque ou sofrem o mesmo em suas cidades ou têm administrações mais sérias que respeitam o dinheiro público e o aplicam com parcimônia.
Sr Pedro estas verbas são todas(praticamente) bancadas com dinheiro do estado, ou seja, criatividade zero, inclusive porque o governo manda muito mais pra nossas vizinhas e ficamos com as migalhas. Vou dar um exemplo do que incomoda e muito: Ubatuba perdeu verbas para ginásios de esportes por ter perdido o prazo de apresentar projetos!!!! A reforma de nossa piscina municipal (só temos uma o Sr sabe né?) custou mais caro que a construção de uma olímpica na vizinha Caraguá. Nós temos um museu caiçara localizado na sede do Tamar aqui no itaguá que precisamos fechar porque o madeiramento do telhado "deu" cupins, mas nossa vizinha comemorou esta semana um ano do museu deles em franca ascensão.
É claro que dependendo da forma de olhar iremos enxergar o que quisermos ver, mas pra finalizar, neste sábado tivemos o renascimento da "Malhação do Judas" aqui em Ubatuba, pelas mãos do fantástico caiçara Júlio César Mendes. Foi uma festa maravilhosa, com a participação de muita gente, mas nenhuma autoridade presente respeitando ou fingindo respeitar a cultura da terra e seus filhos; mas no show do "Rouge" até nos camarins nossas autoridades estavam inclusive demonstrando total desconhecimento do que sejam boas maneiras ou comportamento adequado. Sr Pedro e leitores que possam ter a mesma visão de nossa cidade; não sou oposição a nada, sou situação à Ubatuba e tudo que for bom a ela. Aqui vivo com minha esposa e criei meus filhos; levei o nome desta cidade por mais de oito anos através da Rede Bandeirantes de Rádio, sem ganhar um tostão da cidade e continuo a defendê-la seja onde for, mas não dá para me conformar com o razoável; os bons são aqueles que conseguem superar desafios, agregar aliados e crescer; o que a muito não acontece em Ubatuba.

Tony Luiz
Radialista
Ubatuba, SP
 

Foto do Dia:
Avenida da Praia - Caraguatatuba
Caraguatatuba
Avenida da Praia
© Gianni D´Angelo


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Clique Aqui para acessar o arquivo de Fotos Publicadas

 
Gaivota FM
Participe você também com seu comentário, crítica ou sugestão no programa
Estação Ubatuba c/ Tony Luiz
De segunda a sexta das 12 as 14 hs na Gaivota FM 104.9
Sempre com entrevistados diários e variados, falando sobre todos os temas
Ligue 3833.5550


 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui.


Marcos Borges da Silva - artista plástico Ubatuba Fascinante A.Coutinho

As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:
Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:
Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:


Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br


©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor