Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quinta-feira, 03 de julho de 2003 - Nº 815 Edições Anteriores

Barra da Lagoa Porto das Artes Naturali Garden Center

Litoral Norte:
   Litoral investe em projeto para férias
   Projeto aprovado pelo CBH-LN irá para o Congresso Nacional de Saúde Coletiva
   Apell/LN será formado para combater derrames de petróleo

Caraguatatuba:
   ACE entrega carro na campanha "Com fome de Amor"

Ilhabela:
   Atletas do BMX participam da 5ª etapa do Paulista
   Amigos da Biblioteca entram com ação contra Câmara e Prefeitura

São Sebastião:
   Praça Pôr do Sol será inaugurada na próxima sexta-feira
   Formatura de alunos do curso “Administradores do Lar” em Boiçucanga
   ‘Veteranos’ do Surfe trazem história do esporte à Maresias

Ubatuba:
   Secretaria do Meio Ambiente é atendida pela Petrobrás
   Embratur confirma presença de presidente em Ubatuba
   Prefeitura investe R$ 3,5 milhões em pavimentação e recapeamento
   Atividade Física - Uma Questão de Saúde
   Encontro com o escritor
   Campeão master mundial de judô é de Ubatuba
   SuperSurf trará grandes nomes do esporte
   Backdoor está de volta

   Carta do Leitor



Litoral investe em projeto para férias

Litoral Norte - A Prefeitura de Caraguatatuba abre amanhã o projeto Inverno Quente 2003, com shows regionais e atividades esportivas. A expectativa do município é receber cerca de 250 mil pessoas. O projeto acontece até o dia 3 de agosto.
Segundo o secretário de Turismo Paulo Noronha, os moradores e visitantes poderão participar diariamente de aulas de aeróbica nas praias do Centro e Martin de Sá. De quinta-feira a sábado, a partir das 20h, haverá shows regionais de samba, pagode, MPB, rock, jazz, blues e forró, no Praça de Eventos, localizada na avenida da Praia, no centro.
Vários eventos esportivos serão realizados aos domingos, como o encontro de aeromodelismo, enduro de bicicleta, corrida e canoagem. Todas as atrações serão gratuitas.
"Vamos oferecer atividades variadas durante todo o dia. Além do clima agradável de julho, os visitantes poderão curtir os preços acessíveis da baixa temporada", disse.
Em Ilhabela, a prefeitura vai oferecer no período de férias programação cultural e esportiva, dentro da Semana da Vela, que começa amanhã. No bairro da Vila haverá exposições, exibições de filmes e shows de blues e rock, até o dia 19. A previsão da prefeitura é receber cerca de 60 mil pessoas em julho. (Fonte: ValeParaibano)

Projeto aprovado pelo CBH-LN irá para o Congresso Nacional de Saúde

Litoral Norte - O CBH-LN - Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte aprovou em 2002 um projeto da AEAAC - Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Caraguatatuba, que prevê a educação ambiental e revitalização de comunidade isolada, na sub-bacia do rio Guaxinduba, bairro do Cantagalo. O projeto, de autoria do engenheiro Paulo André Cunha Ribeiro, foi aprovado para financiamento do FEHIDRO - Fundo Estadual de Recursos Hídricos.
O projeto conta ainda com uma iniciativa fundamental da Prefeitura, para execução da coleta de esgotos do bairro, também aprovado pelo Comitê, dentro das prioridades estabelecidas para atendimento das comunidades isoladas e carentes.
Já foram realizadas algumas reuniões com a comunidade e cursos de capacitação da equipe envolvida, devendo ter início em breve as atividades no local.
O projeto será apresentado no VII Congresso Nacional de Saúde Coletiva - Saúde, Justiça e Cidadania, que acontece de 29 de julho a 2 de agosto em Brasília, como “Saúde e Meio Ambiente: uma prática integradora no contexto do Comitê de Bacias”. Selecionado entre 6380 trabalhos apresentados por um grupo de 300 avaliadores definido pela Comissão Científica que integra a ABRASCO e outros profissionais e pesquisadores de organizações de cooperação na área de saúde pública/coletiva do país.
O trabalho será apresentado no dia 01 de agosto, às 08:00 horas, na Universidade de Brasília. Site: www.congressobrasileirodesaudecoletiva.com.br
Contatos: (12) 3832-3816 Lenina Mariano - Paulo André: 9766-4907. (Fonte: CBH-LN)

Apell/LN será formado para combater derrames de petróleo

Litoral Norte - Apell/LN. Esta é a sigla do programa regional do Litoral Norte para combater derrames de petróleo. O assunto ficou definido ontem, em reunião com representantes das quatro secretarias municipais de Meio Ambiente e o engenheiro Rogério Migueis Picado, coordenador do SMS (Secretaria de Meio Ambiente, Saúde e Segurança) da Transpetro, subsidiária da Petrobras.
A proposta de um plano integrado de atendimento a emergências foi apresentada por representantes das quatro secretarias municipais de Meio Ambiente do Litoral Norte, à Transpetro, há cerca de 15 dias, com vista ao apoio estrutural da empresa, o que foi confirmado ontem por Picado. A Traspetro vai apoiar a formatação e a viabilidade estrutural do grupo Apell/LN.
Apell é uma sigla em inglês que significa Alerta e Preparo da Comunidade para Emergências Locais, programa preconizado pela ONU (Organizações das Nações Unidas).
São Sebastião tem o Apell em terra que consiste na mobilização de vários setores públicos e da organização da comunidade em torno do Tebar (Terminal Marítimo Almirante Barroso), da Petrobras, para casos de explosões ou incêndios.
As quatro secretarias de Meio Ambiente do Litoral Norte resolveram pedir apoio para a formação do Apell/LN em relação aos derrames de petróleo no mar, após o último que ocorreu no Canal de São Sebastião, no início de junho. A mancha de óleo se deslocou e atingiu praias e ilhas de Caraguatatuba e Ubatuba.
As quatro secretárias municipais querem apoio da Transpetro para a ca-pacitação, fornecimento de equipamentos básicos como rádio comunicação, barreiras de contenção de recolhimento de óleo, uniformes e logística.
Cada cidade já tem agentes ambientais, pessoas da comunidade treinadas pela Transpetro, para limpeza das praias atingidas por óleo e apoio na contenção do poluente no mar.
Além disto, as prefeituras querem sua participação direta nas operações de contingência da Petrobras/Transpetro, incluindo poder de decisão.
Um técnico da empresa, especializado em plano de contingência irá ouvir cada secretaria do Meio Ambiente da região a fim de saber suas expectativas com relação ao Apell/LN.
O Apell/LN também deve incluir ações regionais para outros tipos de acidentes, como deslizamentos de encostas, aproveitando os órgãos de Defesa Civil das quatro cidades. No próximo dia 30, deve ocorrer mais uma reunião do grupo, em Caraguatatuba, com participação dos órgãos de Defesa Civil, quando será definida a forma de atuação, o cronograma de ações, a estruturas e o pessoal que fará parte do Apell/LN. Ainda está previsto um workshop a ser agendado.
A reunião, anteontem, ocorreu no Hotel Ilhabela, com a presença dos secretários municipais de Meio Ambiente Auracy Mansano (Caraguatatuba), Virgílio Pinto (Ubatuba), Cássia Redó (Ilhabela), do diretor de Meio Ambiente Nivaldo Simões (São Sebastião), além do engenheiro Rogério Migueis Picado.
No próximo dia 29 de julho, o Idesa (Instituto de Desenvolvimento Sócio Ambiental) vai realizar fórum brasileiro, na sede da Fiesp/Ciesp, em São Paulo, sobre monitoramento e contingência contra acidentes tecnológicos.
Rogério Picado deverá comparecer a este fórum para expor as iniciativas realizadas no Litoral Norte. (Fonte: Imprensa Livre)

ACE entrega carro na campanha "Com fome de Amor"

Caraguatatuba - A ACE - Associação Comercial e Empresarial de Caraguatatuba, em parceria com o comércio local, realizou ontem, 30, o último sorteio da campanha “Com fome de Amor” Dia das mães, Dia dos namorados. A festa teve início às 14 horas, na praça Cândido Motta e contou com a presença da dupla João Marcos & Juliano, patrocinada pelas empresas Venus Depilação, Belatto Laboratório e Restaurante Tabera Branca, com a distribuição de 40 brindes doados pelas empresas participantes da campanha e mais de 500 prêmios instantâneos.
Para aqueles que não participaram da campanha pelas lojas identificadas, poderiam estar levando dois quilos de alimentos não perecíveis e participar dos sorteios de brindes e concorrer ao carro Fiat Uno 0Km. Ao todo, foram arrecadados 255 quilos de alimentos a serem distribuídos a uma instituição de caridade ainda não definida pela Associação Comercial.
Durante toda a campanha, que teve duração de mais de 60 dias, foram preenchidos 80 mil cupons, para o sorteio do carro, o qual o vencedor foi Fábio Henrique Ferreira, 24, morador do bairro gaivotas e garçom do restaurante Mamalu. "Fiquei muito feliz em ganhar o carro, mas nunca imaginei que seria o ganhador, já que participei de tantas campanhas e nunca ganhei nada. Meu único problema com relação ao carro é que não tenho habilitação e ainda não sei o que fazer com ele", disse Fábio.
Para o presidente da Associação Comercial Jorge Washington de Camargo, essa campanha foi um sucesso, já que mais de 130 empresas participaram."Foi um evento transparente, com sorteio em praça pública, acompanhado pela imprensa, com a rádio Integração fazendo transmissão ao vivo", disse. "O comércio local não tinha uma campanha como essa de porte há tempos e todos ganharam pela movimentação e insentivo que a campanha provocou no camércio da cidade. Gostaríamos que mais empresas participassem de das campanhas que estamos programando para o final do ano e que cada uma seja um suceso", declarou.
Essa campanha foi mais uma realização da ACE - Associação Comercial e Empresarial de Caraguatatuba, em parceria com as empresas do município, mostrando que a participação dos comerciantes é muito importante para o desenvolvimento do comércio local e também o trabalho da Associação Comercial. (Fonte: ACE)

Atletas do BMX participam da 5ª etapa do Paulista

Ilhabela - No domingo, dia 29, a equipe do BMX de Ilhabela participou da 5ª Etapa do Campeonato Paulista, que aconteceu na cidade de Janiru, interior de São Paulo. Faltando quatro etapas para o final do campeonato os atletas ilhabelenses se mantêm nas três primeiras colocações em cada categoria e continuarão treinando para conseguir os primeiros lugares.
Na prova, Renye Oliveira, categoria 7 anos expert ficou em 4º, Didi Cruz, categoria 15 e 16 anos ficou em 3º e as irmãs Julia e Bruna Cruz, categoria 7 a 9, ficaram em 3º e 2º respectivamente.
Os atletas participam no próximo dia 13 da 2ª etapa da Copa Caiçara e da 6ª etapa do Campeonato Paulista, que acontece em Poços de caldas dia 10 de agosto.
A Prefeitura Municipal de Ilhabela através da Diretoria de Esportes dá todo apoio e patrocínio para a equipe do bicicross além de comércios que continuam acreditando no futuro destes garotos. Renye Oliveira é patrocinado por Juninho Bike Shop e Check up Car; Julia e Bruna Cruz por Juninho Bike Shop, Didi Cruz por Juninho Bike Shop. (Fonte: PMI)

Amigos da Biblioteca entram com ação contra Câmara e Prefeitura

Ilhabela - A Sociedade Amigos da Biblioteca Pública Municipal entrou, ontem, com uma representação contra a prefeitura e a Câmara, no Ministério Público. No centro da questão, está o segundo andar do prédio da biblioteca, que desde 2001 vem sendo ocupado a título de empréstimo pelo Poder Legislativo.
Stella França, presidente da entidade que pede a “reintegração de posse”, comenta que com a cessão das instalações, negociada pela prefeitura, os cidadãos do município perderam um de seus espaços culturais mais importantes, o auditório, dotado de um pequeno palco para palestras e encontros com a comunidade, local usado também como sala de projeções.
Hoje, o auditório é ocupado pelo plenário da Câmara.
Stella conta que antes da entrada da sede do Legislativo, o espaço era equipado com camarim, sanitários, salas para oficinas e exposições.
E lá também eram realizados ensaios e apresentações de grupos de teatro locais e do Coral Municipal, alem de uma série de cursos, palestras, gravações de CDs e reuniões de entidades ligadas à preservação do meio-ambiente.
Segundo ela, a paciência dos componentes da Associação se esgotou quando a prefeitura anunciou a liberação de uma verba de R$ 147 mil para que a Câmara fosse reformada, obra que implicaria na construção de 15 salas - uma para cada vereador, uma para a assessoria de imprensa, uma para a assessoria jurídica e re-adequação dos espaços já existentes, como plenário, cozinha e demais instalações.
Isso foi visto pelos amigos da biblioteca como um sinal de que o prédio não seria devolvido.
E que ali, no térreo, os funcionários, estudantes e outros cidadãos que freqüentam a biblioteca deveriam se espremer para consultar o acervo de mais de 30 mil obras, numa área considerada tímida para comportar a recepção, sala de estudo, canto do leitor infantil, acervo memorial do município, sala de restauro de livros, cozinha e sanitários, nas instalações que hoje dispõe.
Batata quente - A biblioteca funciona no prédio pertencente à prefeitura desde 2001.
Hoje, a Secretaria Municipal da Educação, atual “dona” da biblioteca, negocia com a Secretaria da Cultura e o prefeito Manoel Marcos a transferência de sua responsabilidade.
“Estou enviando hoje um ofício ao prefeito sugerindo que crie um projeto de lei que transfira a edificação da Educação para a Cultura.
Tanto eu como a secretária da Cultura, Maria Sônia Dias ou o próprio Manoel Marcos, consideramos que a biblioteca estaria mais adequada sob a gerência daquela pasta”, disse Antonio Cornélio, o secretário da Educação.
Quanto à ação movida pela Associação de Amigos da Biblioteca, ambos os secretários disseram ser aquela uma novidade para eles e que precisam de tempo para assimilar melhor a informação.
O vereador Rogério Catolé Ribeiro de Sá, 1º secretário da Mesa Diretora da Câmara, afirmou que já esperava por tal atitude da associação.
“Eles têm o direito de pedir o espaço de volta. Eu mesmo já fiz duas emendas pedindo a transferência da sede do Legislativo para outro local, uma para a Cultura, em 2001 e outra para a Educação, em 2002, quando a responsabilidade sobre o prédio passou de uma secretaria para a outra. Tivemos até um projeto arquitetônico para a nova sede, que seria no bairro do Perequê.
O presidente da Casa de então, Carlos Roberto de Oliveira Pinto, da bancada do prefeito, chegou até a encomendar uma maquete por R$ 1.200 e apresentá-la ao público. Mas não deu em nada”, lembra”.
O presidente da Câmara, José Donizette da Silva e o prefeito Manoel Marcos não foram localizados até o fechamento da edição para falar sobre a polêmica. (Fonte: Imprensa Livre)

Praça Pôr do Sol será inaugurada na próxima sexta-feira

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião vai entregar à comunidade na próxima sexta-feira, dia 4, a praça Pôr do Sol, localizada na avenida Walkir Vergani, na altura do nº 1200, no bairro de Boiçucanga, Costa Sul da cidade. Depois de alguns meses desde o término das obras, o espaço que está sob responsabilidade da Secretaria de Turismo e Cultura vai começar a funcionar.
A demora ocorreu porque estava sendo avaliado como e por quem seria feita a utilização da área. Para isso foram feitas algumas reuniões entre as entidades do bairro e autoridades da cidade, que definiram que um dos pavilhões será utilizado pela Soab (Sociedade Amigos de Bairro de Boiçucanga) e APHB (Associação de Pousadas e Hotéis de Boiçucanga).
O outro pavilhão, que será utilizado pela Secretaria de Turismo e Cultura, contará com um Centro de Informações Turísticas e um espaço reservado para exposições permanentes e temporárias, além de outras atividades voltadas para a comunidade local e visitantes.
De acordo com o secretário de Turismo e Cultura José Cardim de Souza, a praça vai ser administrada por sua secretaria em virtude de seu caráter turístico e cultural.
Ele conta que para a inauguração serão abertas no local quatro exposições de arte. A primeira delas é a exposição com obras que retratam praias, que dividirão o espaço com os trabalhos da Alma Caiçara.
Além delas, uma exposição que já esteve no Centro da cidade vem para Boiçucanga, que é a exposição com as maquetes do Parque Escultórico de São Sebastião. Outros trabalhos que serão apresentados no local são peças artesanais de caiçaras da região.
Cardim ainda anunciou que num outro espaço da praça vai acontecer a partir do dia 7, um Festival de Gastronomia que reunirá grandes chefs da cozinha num único local.
“O espaço vai abrigar novidades constantemente. Acho que a Costa Sul é carente em questão de espaços culturais, então a praça Pôr do Sol vai suprir um pouco essa necessidade. Ela deverá ser de grande utilidade e muito aproveitada por toda a região", comentou o secretário.
Para o presidente da Soab (Sociedade Amigos de Boiçucanga), José Antônio Gonçalves Duarte, a praça Pôr do Sol será uma referência para a cultura e a arte tanto em Boiçucanga, quanto nos demais bairros da costa sul. Ele conta que essa construção é uma reivindicação antiga dos moradores, que vinha acontecendo desde 1996.
“A idéia da praça, além de ter um local para o lazer e entretenimento, era impedir a construção de imóveis na orla da praia. Quase toda a região já sofre com as construções a beira mar e como restava esta área sem construção os moradores queriam preservar esse espaço. A praça vai cumprir esse papel", disse Duarte. (Fonte: PMSS)

Formatura de alunos do curso “Administradores do Lar” em Boiçucanga

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Assistência Social, entrega hoje, dia 3, na Pousada Canto Verde, em Boiçucanga, às 18 horas, o diploma do curso de “Administradores do Lar” para 38 pessoas. Esta é a 7ª edição do curso que vem acontecendo em diversos bairros da cidade.
O curso tem 84 horas de duração e, no caso de Boiçucanga, foi realizado com o apoio da Soab (Sociedade Amigos de Boiçucanga), que ofereceu o local para a aulas, e do comércio local.
De acordo com a coordenadora do curso, Sebastiana Antonia de Jesus Branca, que conta com o trabalho de mais duas assistentes sociais, Eliana Silvestre e Maria Luiza Bertolde Lopes, a idéia do curso é capacitar os alunos para o mercado de trabalho, melhorar a auto-estima e fazer com que eles retomem os estudos.
Ela conta que as assistentes sociais que participam do grupo normalmente atuam no bairro onde o curso é realizado, para facilitar o contato com a comunidade. O curso foi iniciado como piloto no centro da cidade, já passou por Juquehy, Barra do Sahy e Barra do Una. Ele acontece a partir da procura pelas vagas e também por meio do apoio que viabilize a realização dele na região. Branca conta que o objetivo é realiza-lo em todo o município.
Durante o curso a equipe trabalha com mais de vinte temas específicos, voltados para a administração de um lar. Entre eles, ainda estão inclusos os direitos e deveres do trabalhador, segurança do trabalho, saúde, reflexão sobre o trabalho doméstico entre outros. Já na prática eles podem aprender de forma geral sobre a arrumação e limpeza de uma casa até o preparo de pratos culinários.
Inseridos nesse projeto graças ao apoio do Fundo Social de Solidariedade, os alunos tiveram aulas de panificação, com o kit padaria que foi instalado no local. Esse kit, que o município recebeu do Fundo Social do Estado, foi repassado para a equipe do curso Administradores do Lar para que seja mais uma alternativa de renda para os estudantes.
A cada disciplina, o grupo teve contato com um profissional que mostrou a realidade da área. Hoje e amanhã, Neno Scarpa, proprietário do restaurante Neno, que existe há vários anos em Boiçucanga, está dando aulas de culinária para os alunos.
Assim como os demais participantes, sua presença foi voluntária e tem como intuito dar uma base sobre culinária para que os aprendizes possam criar o desejo de se aperfeiçoar na área futuramente. Ele conta que gostou muito da participação e vai preparar com os alunos um cardápio de degustação para a formatura.
Por intermédio de Neno, no inicio do curso o dono da empresa SOS cozinha de São Paulo, Luiz Fernando, esteve em Boiçucanga dando um treinamento sobre higiene e limpeza na cozinha.
Para o aluno Messias Adamacena, 28 anos, o curso vai ajudar bastante no seu dia-a-dia, e também na hora de conseguir um emprego, já que não está trabalhando atualmente. Além de aprender sobre culinária e panificação, ele conta que o curso ajudou seu desenvolvimento pessoal já que aprendeu a lidar melhor com o público.
A aluna Eliane Vieira Bitencourt concordou com Messias e disse que também passou a se relacionar melhor com as pessoas. “Esse curso está me ajudando muito”.
De acordo com a secretária da Soab, Vera Lucia Cardoso Frederico é possível notar uma grande diferente nos participantes no decorrer do curso. Ela conta que a sociedade apoiou porque tem o objetivo de auxiliar o bairro e oferecer o curso sem custos, já que a maioria dos participantes está sem emprego.
Agora com o término da turma em Boiçucanga, a equipe pensa em levar o treinamento para Cambury. Para isso serão feitos alguns contatos para conseguir o apoio local. (Fonte: PMSS)

‘Veteranos’ do Surfe trazem história do esporte à Maresias

São Sebastião - Um festival de cor e muita gente bonita na sétima edição do Terra Surf & Beach Show Legends, que rolou na praia de Maresias domingo.
O evento bateu recorde de inscritos, foram 91 no total. Picuruta Salazar (categoria Master), Rico de Souza (categoria Legends), Bruzzi (Super Masters) e Andréa Santos (Feminino) foram os campeões das quatro categorias, desta “celebração do surfe”. Celebração porque o evento foi uma festa.
Os surfistas veteranos se reencontraram numa grande confraternização, onde todos os participantes receberam um troféu, contou o presidente da ASSS (Associação de Surfe de São Sebastião) Gedeon Lima Gonçalves, que também deu seu show nas ondas de Maresias.
“A parte mais interessante do campeonato é reunirmos vários surfistas, de diferentes gerações, que fazem parte da história do esporte”, resumiu Rico de Souza, primeiro colocado na Legends.
O santista Picuruta Salazar, maior colecionador de títulos do Brasil, marcou uma nota 8,33 na final e levou o título entre os Masters. “Essa tribo do longboard jamais pode ser esquecida. Se estou aqui é por causa dessa galera”. Wagner Ramos foi o segundo colocado seguido por Edinho Leite.
Na categoria feminino, Andréa Santos foi a vencedora seguida por Patrícia Oliveira, de Maresias e Marcela Patrícia, na 3ª colocação.
No sábado à noite rolou a entrega do “Osmar”, uma homenagem às pessoas que fazem parte da história do esporte no Brasil.
Chico Paioli, Roberto Teixeira e Mark Lund foram escolhidos pela contribuição dada ao surfe nacional. O “Osmar Visitante” foi para o shaper uruguaio Roberto Damiani.
O evento foi realizado pela Waves, Legends Bar e Restaurante e ASSS e contou com o apoio da Prefeitura de São Sebastião. (Fonte: Imprensa Livre)

Secretaria do Meio Ambiente é atendida pela Petrobrás
Secretário Virgílio Barroso obteve sucesso em suas reivindicações junto a Transpetro. 800 pessoas serão capacitadas para atendimento de emergência envolvendo derramento de óleo

Ubatuba - Nesta última terça-feira,1, o Secretário do Meio Ambiente (Sema) da Prefeitura de Ubatuba, Virgílio Barroso, obteve a resposta positiva da Transpetro, subsidiária da Petrobras, nas reivindicações feitas na última reunião regional realizada em São Sebastião no dia 16 de junho. A confirmação foi anunciada em Ilha Bela pelo representante da subsidiária, Rogério Picado, em reunião com todos os Secretários do Meio Ambiente do Litoral Norte. Barroso conseguiu para Ubatuba um container fixo totalmente equipado para combate e emergência envolvendo derramamento de óleo nas praias do município, curso de capacitação e uniformes para Agentes Ambientais de Terra e Mar.
O curso de capacitação será ministrado pela Transpetro para 800 Agentes Ambientais de Ubatuba. Segundo a Transpetro, este curso deverá ocorrer no mês de agosto. A Sema realizará neste mês de julho o cadastramento dos Agentes que farão o curso e buscará a parceria da Defesa Civil. A subsidiária fornecerá dois jogos de uniformes para cada Agente, totalizando 1600 uniformes. No cronograma, o container deverá ser entregue logo após o final do curso de capacitação, até o final de setembro. Estas iniciativas estão nos moldes da Apell (Alerta e Preparação da Comunidade para Atendimento às Emergências Locais), programa recomendado pela ONU (Organização das Nações Unidas).
Segundo o Secretário Virgílio Barroso, este container deverá ficar na região Sul do município, já que o último acidente atingiu praias desta região. A Sema buscará o total apoio e a parceria da Defesa Civil para o desenvolvimento do curso de capacitação dos Agentes Ambientais. Barroso adiantou que lutará para conseguir mais dois containers móveis, equipamentos básicos de rádio comunicação e barreiras de contenção de recolhimento de óleo. “Com certeza foi uma vitória do município em benefício da população de Ubatuba. Estaremos de sentinelas buscando ações preventivas em defesa do nosso meio ambiente, que é o nosso maior patrimônio”, concluiu Barroso. (Fonte: ACS-PMU)

Embratur confirma presença de presidente em Ubatuba
Prefeito Paulo Ramos e o Secretário Sérgio Carvalho lançarão Pedra Fundamental do Centro de Convenções e Eventos no próximo dia 28

Ubatuba - Foi confirmada pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) a presença do presidente do órgão, Eduardo Sanovicz, no próximo dia 28 de julho, em Ubatuba. Nesta data haverá o lançamento da Pedra Fundamental das futuras instalações do Centro de Convenções e Eventos de Ubatuba. Autoridades estaduais como o diretor do Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo) José Mauro F.Garcia, o diretor Técnico do Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias) Ronaldo Assumpção, o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) Horácio Pifa, o presidente do Fórum Brasileiro do Convention & Visitors Bureaux e autoridades municipais também estarão no evento. A iniciativa é da Secretaria Municipal de Turismo (Setur) da Prefeitura de Ubatuba. Este evento estava programado para acontecer no útlimo dia 27, quando foi adiado de última hora pela Embratur por compromissos inadiáveis na agenda do presidente Eduardo Sanovicz.
Sanovicz chegará no município às 14 horas, quando será recebido pelo prefeito Paulo Ramos (PFL). Às 15 horas haverá o lançamento da Pedra Fundamental das futuras instalações do Centro de Convenções e Eventos, na área cedida pelo Daesp ao lado do aeroporto Gastão Madeira. Na Câmara Municipal haverá solenidade para o presidente da Embratur, às 17 horas. Sanovicz fará uma palestra sobre turismo na Unitau (Universidade de Taubaté - Campus Ubatuba) às 19 horas. Ao final, Sanovicz participará de um jantar de confraternização com setores empresariais e comunidade e permanecerá no município até o dia seguinte. O Secretário Carvalho considera a presença de Sanovicz um momento muito importante para o desenvolvimento econômico do município. “É o marco de uma nova era para o município. Sanovicz é simplesmente o segundo homem do turismo nacional do Governo Lula. Com isso podemos capitalizar positivamente para maiores investimentos no setor turístico de nossa cidade”, afirmou Carvalho.
Centro de Convenções e Eventos -  O projeto do Centro de Convenções e Eventos de Ubatuba está sendo desenvolvido em uma área total de 22 mil metros quadrados, sendo cerca de 15 mil metros de área construída. O Centro de Convenções terá 3 mil metros quadrados de área total. A capacidade é para atender cerca de 3 mil pessoas. Também estão no projeto uma sala de trabalho para instalação de equipamentos de tecnologia e informática, duas salas de reuniões e área exclusiva para intervalos e café. Na área para feiras, shows, eventos e outras atividades, são 6 mil metros quadrados com a capacidade para cerca de 5 mil pessoas. O restaurante terá a capacidade rotativa de 500 pessoas e contará com bar. À área de serviços foram destinados 1400 metros quadrados e contará com posto de atendimento médico. Contará com dois elevadores panorâmicos e estacionamento. Todas as instalações foram projetadas pela SAU (Secretaria de Arquitetura e Urbanismo) com rampas e sanitários adequados para atender plenamente portadores de deficiência física.
Segundo o Secretário Sérgio Carvalho, este segmento do turismo de negócios movimentará a cidade, que será trabalhado prioritariamente na baixa temporada gerando emprego e renda para grande parte da população do município. “Aliás, não podemos pensar em turismo sem agregar a questão social”, finalizou Carvalho. O prefeito Paulo Ramos (PFL) considera esta sua iniciativa o início de uma nova era econômica para todos os setores produtivos do município de Ubatuba. “ Desde o início do nosso mandato que estamos buscando a concretização desta obra que trará desenvolvimento econômico e social com geração de emprego e renda. Esta é a nossa meta à frente da Administração Pública: proporcionar mais e melhor qualidade de vida à população de nossa cidade”, concluiu Ramos. (Fonte: ACS-PMU)

Prefeitura investe R$ 3,5 milhões em pavimentação e recapeamento

Ubatuba - Com a intenção de melhorar o sistema viário para motoristas e pedestres da cidade, a prefeitura investiu nesse primeiro semestre, cerca de R$ 3,5 milhões em obras, que estão sendo realizadas na região central e em vários bairros da cidade.
A Secretaria de Obras iniciou o processo de retirada das lombadas da avenida Thomaz Galhardo. A avenida já recebeu a colocação de guias e sarjetas, tendo sido concluído ainda o sistema de drenagem, incluindo tubulação.
Após a conclusão dos obstáculos, será iniciada a etapa de recapeamento asfáltico. Trata-se da principal via de entrada da cidade com um tráfego muito intenso.
A obra conta ainda com a repavimentação de outras ruas na região central da cidade. De acordo com o projeto, receberão massa asfáltica 57 ruas. As obras tiveram início ao redor da Praça da Exaltação à Santa Cruz, onde fica Igreja Matriz e hoje engloba as ruas Maria Alves, Conceição, Maria Vitória Jean, Coronel Domiciliano e Liberdade.
Essas obras deverão ser concluídas no prazo de 45 dias. Além dessas, a Prefeitura já pavimentou e recapeou diversas ruas nos bairros Sertão da Quina, Bela Vista, além da principal via de acesso do Estufa II.
No Ipiranguinha, a pavimentação no bairro já contemplou as ruas Frei Tarcísio, Minas Gerais, Babaçus e Palmeiras.
Convênio Dade - Outra obra de grande porte, desta vez financiada através convênio com o Dade (Departamento de Apoio e Desenvolvimento das Estâncias) é a pavimentação em bloquete, construção de ciclovia e colocação de guias, sarjetas e canteiro central na avenida governador Abreu Sodré, a partir do Terminal Turístico em direção à Barra.
Essa é a primeira etapa, no valor de R$ 355 mil, de um amplo programa de urbanização da orla e do acesso ao bairro no valor total de R$ 1,8 milhão.
Nesta fase será construída uma avenida com duas pistas e um canteiro central afunilando após a rua Nóbrega para apenas uma. Na orla da praia será feito um paisagismo onde haverá a predominância de coqueiros.
Os demais projetos para o bairro do Perequê-Açu compreendem a segunda etapa da pavimentação da avenida Abreu Sodré e sua urbanização e pavimentação da rua Imaculada Conceição e recapeamento da avenida Padre Manoel da Nóbrega, todos com recursos assegurados após assinatura de convênio com o Dade em 2001 e 2002.
Análise de projetos - Duas obras estão em processo de análise, que inclui a aprovação de projetos e liberação de documentos de órgãos estaduais e federais.
A obra na estrada vicinal entre o Rio Escuro e o Monte Valério, um trecho de 12 quilômetros, mesmo parada, será toda pavimentada. A prefeitura contratou a empresa JJ Construtora para a obra, cujo contrato ficou na ordem de R$ 1,7 milhão.
Os serviços começaram na altura do Rio Escuro e devem estar concluídos em quatro meses.
As obras, além da pavimentação por concreto, incluem serviços de contenção e instalação de bica corrida.
Segundo a prefeitura, a pavimentação desta vicinal é fundamental para reduzir congestionamento de veículos na SP-55, especialmente em época de temporada.
Um dos principais trechos a serem beneficiados é a Praia Grande, que concentra um grande volume de veículos e extensos congestionamentos no horário de pico, que é a saída da praia.
A vicinal tem acesso na SP-55, no bairro Rio Escuro, e na rodovia Oswaldo Cruz (SP-125), no Monte Valério. Em ambos os acessos, a prefeitura solicitará ao DER (Departamento de Estradas de Rodagem) a instalação de trevos.
Nesse projeto, os órgãos analisam a questão do cumprimento das leis ambientais.
Outra obra que está em processo de estudo é a recuperação do acesso a uma das praias mais tradicionais e isoladas da cidade - Camburi, localizada no extremo norte da cidade - com eliminação dos pontos críticos da estrada.
O projeto em regime de urgência, que deverá estar concluído neste mês, que será submetido ao Ibama, Instituto Florestal e DPRN (Departamento de Proteção aos Recursos Naturais) para análise e aprovação.
Somente após esta etapa, a prefeitura estará autorizada a fazer as intervenções necessárias para dar condições de tráfego normal naquele trecho.
O projeto completo e definitivo e a execução das obras, de acordo com instruções do prefeito Paulo Ramos, serão viabilizados por meio de recursos municipais a serem alocados do orçamento da Secretaria do Meio Ambiente, no próximo ano. Técnicos das secretarias de Obras e Arquitetura e Urbanismo estão realizando levantamento topográfico no local.
A Secretaria de Arquitetura e Urbanismo já concluiu o levantamento topográfico da estrada, que deverá contar com canaletas para escoamento das águas pluviais em um trecho de aproximadamente 1km. (Fonte: Imprensa Livre)

Atividade Física - Uma Questão de Saúde

Ubatuba - É um projeto fruto de uma parceria inédita entre Secretaria de Esportes e Lazer e Secretaria de Saúde – PSF (Programa Saúde da Família), que desde de Abril/2002 vem sendo desenvolvido no Centro da Cidade, Itamambuca, Taquaral, Perequê-Açú, Horto Florestal, Ipiranguinha, Lagoinha e Sertão da Quinal, em Maio/2003 na Estufa I e Sesmaria, Saco da Ribeira e Lázaro, Morro das Moças, Cachoeira dos Macacos. São realizadas atividades físicas de segunda à sexta-feira com pessoas com idade que variam entre os 40 a 82 anos, num programa em que a Caminhada e o Alongamento são as principais do projeto, contamos também com a Hidroginástica, que seria um complemento às atividades.Temos também o voleibol adaptado direcionado à comunidade da 3ª Idade de segunda a sexta-feira no período da manhã “Tubão”. O Projeto no momento atende cerca de 400 pessoas. A atividade física regular e a adoção de um estilo de vida ativo são necessários para a promoção da saúde e qualidade de vida durante o processo de envelhecimento. A atividade física deve ser estimulada não somente no idoso, mas também no adulto, como forma de prevenir e controlar as doenças crônicas não transmissíveis que aparecem mais freqüentemente durante a terceira idade. Fazendo parte do programa : o equilíbrio, os movimentos corporais totais, a manutenção da força muscular dos membros superiores e inferiores, capacitando o individuo a uma melhor mobilidade, capacidade funcional, prevenindo a todos quanto a principal causa da mortalidade: as doenças cardiovasculares e o câncer. O individuo que mantém ativo o seu dia-a-dia conseqüentemente terá um envelhecer com saúde e qualidade. Os interessados entrar em contacto com Valéria F. de Carvalho, na Secretaria de Esportes e Lazer ou tel 3833-3818. (Fonte: ACS-PMU)

Encontro com o escritor

Ubatuba - A Biblioteca Pública Municipal “Ateneu Ubatubense” estará promovendo no próximo dia 11 de julho, sexta-feira, a partir das 20 h um encontro com o escritor Hilvir Cantanhede que falará sobre Tradições e Superstições Navais. Fundador dos Cursos Náuticos Unimar é autor das obras “Navegue Tranquilo”, além de cursos completos para arrais amador e de navegação costeira, vela e outros. Uma excelente oportunidade para profissionais do setor e interessados em conhecer o lado técnico da arte de navegar bem como as muitas histórias de gente que conhece o mar. (Fonte: ACS-PMU)

Campeão master mundial de judô é de Ubatuba

Ubatuba - O atleta 6o Dan de judô, Josino Francisco de Sousa, de Ubatuba , é o campeão mundial master, título conquistado em Tóquio, no Japão, durante campeonato realizado no Instituto Kodokan, o maior centro da modalidade do mundo. O torneio foi realizado na capital japonesa de 19 a 28 de junho. A prova disputada pelo campeão foi a de” Katame no Kata” ( luta no solo) compreendendo 21 demonstrações e a equipe brasileira esteve representada por 25 atletas. Josino diz tratar-se de uma vitória de padrão olímpico e hoje seu maior orgulho: “ Além de ser uma medalha de ouro é o coroamento de um carreira iniciada em 1958 quando tinha 18 anos. Recebí apoio de muita gente em Ubatuba, além da Prefeitura, e dedico esta vitória a todos que confiaram no meu trabalho. Ainda este ano vou batalhar para subir para o 7o Dan para competir no próximo ano, em Viena, na Áustria, na nova colocação”. Josino é um dos poucos de sua categoria em atividade no País. Diretor Técnico de Judô do Vale do Paraíba é professor em sua academia, mantem ligação estreita na formação dos profissionais da cidade. “Em muitas ocasiões em Tóquio fiz questão de alternar o agasalho da seleção brasileira pelo de Ubatuba, procurando divulgar, com muito orgulho, o nome da cidade no exterior”, afirmou Josino. (Fonte: ACS-PMU)

SuperSurf trará grandes nomes do esporte
Não é à toa que a cidade é considerada a capital do surfe brasileiro. A partir de hoje até domingo tem mais campeonato na praia de Itamambuca.

Ubatuba - Depois de dois fins de semanas seguidos de competições, o Circuito Municipal e o FreeSurf Pro Trials, a praia recebe agora os melhores surfistas do país, no Circuito Brasileiro Profissional, o SuperSurf.
O novo formato do SuperSurf 2003 é marcado pela grande presença de atletas da nova geração, a elite nacional aumentou de 64 para 104 surfistas de 14 Estados que estarão disputando as ondas de Itamambuca, que não têm deixado a desejar.
Aliás, a previsão é de mais ondas grandes para este fim de semana (veja ao lado no Boletim do Mar). Ou seja, a expectativa é ainda maior e o espetáculo deve ser mais bonito e emocionante.
Essa é a terceira das cinco etapas do SuperSurf 2003. Peterson Rosa e Suelen Naraísa estarão defendendo a liderança do ranking, e Guga Arruda, que venceu domingo o FreeSurf ProTrials, é outro forte candidato a vencer a etapa.
Após as vitórias no fim de semana, Guga e Tita Tavares (que ganhou domingo em Ipanema- RJ) entraram automaticamente na lista dos favoritos, mas, tendo em vista o altíssimo nível dos atletas, a disputa não vai ser nada fácil.
Os dois já fizeram história no SuperSurf em Ubatuba: Guga foi vice-campeão na primeira edição da competição, em 2000 e Tita se tornou a primeira surfista a receber uma nota 10, no ano passado, numa onda de Itamambuca.
O ubatubense Renato Galvão, campeão da última etapa, em Torres (RS), é a aposta da torcida local para assumir também a liderança na divisão principal, já que domingo ele se isolou no topo do ranking da Abrasp Super Trials. “Estou treinando muito, mantendo o ritmo de competição, para conseguir outro bom resultado”, diz Renato.
Na categoria masculina, menos de 100 pontos separam os quatro primeiros colocados no ranking: o paranaense Peterson Rosa está em primeiro, seguido do pernambucano Sávio Carneiro e do cearense Lucinho Lima. O local Renato Galvão está em 4º.
Também estão com seus nomes nas melhores colocações do ranking SuperSurf 2003, os ubatubenses Odirlei Coutinho e Tadeu Pereira, além da primeira colocação de Suelen, que vem com força total para mantê-la, surfando em casa.
No feminino, a experiência de anos passados deixa a tricampeã brasileira Andréa Lopes em posição favorecida: ela foi finalista nas três edições do SuperSurf em Ubatuba e ganhou as duas últimas, perdendo em 2000 para a vice-campeã mundial Jacqueline Silva.
O atual campeão brasileiro, Leonardo Neves (RJ) e o experiente Renan Rocha, que competirá como convidado, são mais dois grandes fortes candidatos a levar a Saveiro SuperSurf zero quilômetro, prêmio dado ao campeão da categoria masculina de cada etapa. As garotas que vencerem embolsam R$ 5 mil por etapa.
Atrações - Como é de costume, no SuperSurf ocorrem, simultaneamente ao campeonato, várias atrações para o público presente. De amanhã, quinta-feira até domingo, a Volkswagen estará realizando test-drive de seus veículos, inclusive da Saveiro SuperSurf, carro oficial do Circuito Brasileiro de Surfe Profissional.
Na tenda da TIM os surfistas estarão distribuindo autógrafos durante todo o campeonato. No sábado, a partir das 23h, tem festa oficial do campeonato, na danceteria Daft, no Itaguá. E no domingo, na frente da tenda, após as finais, está confirmado show com a banda Rodox.
Segurança - A previsão de grandes ondas não deve assustar. O especialista em resgate de atletas, Romeu Bruno, garantirá a segurança dos surfistas e terá jet-skis preparados para qualquer emergência.
O SuperSurf 2003 é uma realização do Grupo Abril e ABRASP (Associação Brasileira de Surf Profissional). Patrocínio Saveiro SuperSurf e TIM, co-patrocínio da Garnier Fructis e apoio da Wagon e Revista Hardcore.
Parceria do Governo do Estado de São Paulo, Prefeitura Municipal de Ubatuba, Secretaria de Esportes e Lazer de Ubatuba, Federação Paulista de Surf (FPS), Associação Ubatuba de Surf (AUS) e Rádio 89 FM. (Fonte: Imprensa Livre)

Backdoor está de volta
O pit bull que está arrasando os corações retorna ao trabalho

Ubatuba - Depois de passar aproximadamente um mês de férias, Backdoor retorna ao trabalho nesta quarta-feira (dia 2), na praia de Itamambuca, Ubatuba, litoral norte de São Paulo, onde está acontecendo a terceira etapa do Super Surf. Contratado por um dos patrocinadores do evento, a Garnier Fructis, para ser o mascote da turma, Back está mostrando que a raça pit bull não tem nada a ver com a imagem errônea de cão agressivo.
Sendo cuidado pelo seu dono Eduardo Palmieri com muito carinho e disciplina, o pit bull se comporta muito bem ao lado de inúmeras pessoas que ao vê-lo são tomadas por algumas reações. Para alguns, o susto é a primeira reação ao ver um pit bull solto, mas logo em seguida o desejo passa a ser de acaricia-lo e abraça-lo. Em todos os lugares que ele passa a reação tem sido a mesma.
Aproveitando o período de férias, Backdoor esteve prestigiando alguns campeonatos de surf que aconteceram no litoral paulista. Para não perder o costume ele subia nos pódios para posar ao lado dos campeões, que sempre o admiravam pela sua beleza e postura, e claro, faziam poses ao lado da fera para levar de recordação. Além dos competidores, muitos populares também paravam para clicar com o cão.
Na segunda etapa do circuito Maresia SP Contest que aconteceu no Píer de Mongaguá, Back posou ao lado dos finalistas da categoria longboard, Chico e Leonardo Paioli. Na praia do Tombo, ele também foi curtir as manobras iradas que os surfistas aéreos praticaram no Lost Air Show. E recentemente na praia de Maresias, os melhores longboard do mundo puderam conhecer a fera mansa.
Agora, Back está de volta e vai ficar na praia de Itamambuca até o último dia do campeonato (dia 6). Com certeza, as câmeras fotográficas e as de televisão estarão focando mais uma vez para o pit bull, podendo testemunhar que a agressividade que alguns cães têm, independente da raça, parte dos seus donos que não oferecem amor e cuidado aos seus animais de estimação, tornado-os violentos. Backdoor, entre muito outros cães da raça pit bull, que são tratados com amor e carinho, não passam do melhor amigo do homem.
NA PRAIA NÃO – Assim que o trabalho de Back passou a ser divulgado, algumas pessoas se precipitaram em dizer que é um absurdo ter um cão na praia, sem terem a oportunidade de conhecer de perto o comportamento do animal. Preocupadas com o risco de serem atacadas ou de ter as areias poluídas pelas necessidades fisiológicas do cão, as críticas vieram.
Para tranqüilizar os preocupados, Eduardo Palmieri avisa. “Antes de levar o Back para a praia, sempre dou um tempo para que ele faça as suas necessidades em casa ou em algum lugar em que eu possa recolher as fezes. Jamais deixei ele urinar ou fazer coco na areia. O perigo está nos cachorros que vemos diariamente nas praias sem os seus donos”, avisa Palmieri sobre os cães que perambulam pelas praias desacompanhados fazendo o que querem na areia. Cena muito comum em qualquer litoral paulista. (Fonte: Fama Assessoria)

Carta do Leitor

Segurança - Senhor Emilio Campi, estive trocando alguns emails, com pessoas preocupadas com a segurança no litoral norte, e assim resolvemos apresentar algumas sugestões, a quais dependem da colaboração do seu Jornal, bem como de toda a coletividade, conforme segue:
1-) Elaboração de um abaixo assinado, através da internet, colhendo assinaturas de internautas preocupados com a situação precária a qual encontra-se o nosso litoral;
2-) Tal manifesto é importante para sabermos o número de pessoas que tem conhecimento da situação atual, as pessoas que não estão mais viajando para o litoral com medo da violência, para apresentarmos as autoridades a insatisfação da população local e turística;
Algumas sugestões:
a) Número de um telefone para o DISQUE DENUNCIA, exclusivo para o LITORAL, sem a necessidade de identificação, caso já exista, deverá haver uma melhor divulgação;
b) Tenho observado que em alguns locais a população tem ajudado a policia através do mesmo;
c) Talvez uma forma de comunicar ocorrencias ou mesmo denunciar através da internet;
d) Mobilizar associação de bairros, comércio, rotary, enfim melhorar o relacionamento entre as pessoas da região, para que denunciem operações suspeitas, pessoas suspeitas;
e) Será que as imobiliárias estão fazendo o cadastro para locação das casas de veraneio e tendo mecanismos para saber quem são seus locatários, os proprietários estão preocupados também com quem ocupou seu imóvel???
Minha intenção é encontrar uma forma de diminuir o número de ocorrências, talvez o melhor caminho não seja este mas ficaria muito feliz em ver outras sugestões e mobilização aproveitando este importante canal aberto pelo Sr. Emilio, para reencontrarmos o que a grande maioria procura ou seja a PAZ.

Rubens
Caraguatatuba, SP


Usando e Preservando - O crescimento, mesmo que vegetativo, das populações requer novos espaços. Óbvio. Os espaços, não se restringem apenas para moradia e sim, para todas demais atividades inter-sociais humanas. Assim, a preservação (legal) permanente de determinadas áreas estará sempre ligada ao crescimento das populações e suas necessidades praticadas no meio ambiente.
Exclusa a paixão inerente pela “paisagem preservada” friamente, pode-se (e deve-se) concluir, que preservação de qualquer espaço, está diretamente ligada ao crescimento (e a satisfação de suas necessidades) das populações de seu entorno. Crescem as cidades, e proporcionalmente as áreas destinadas aos acessos (ruas, avenidas, estradas) ao abastecimento (água, esgotos, agricultura, pecuária e as áreas de lazer locais ou em outros possíveis destinos. Dentro deste quadro realístico e dinâmico, somado ainda as inter-ligações entre cidades, estados e nações, é que deveria amparar-se toda a legislação e as ações de cunho preservacionista.
Se não há controle da natalidade e sem o “sagrado” direito de ir e vir, preservar o meio ambiente e cumprir ao “pé da letra” a legislação pertinente (na maioria das formas propostas) vai tornando-se, na prática, uma utopia. Se a preservação é para o Homem (digamos até do futuro) não podemos esquecer de que em muitas situações, principalmente em espaços já saturados, o futuro é hoje. Aqui em nossa cidade, onde características peculiares, provocaram situações de ocupação, dignas de estudos de comportamento humano, podemos observar inúmeras alterações ambientais em um curtíssimo espaço de tempo.
A influência das necessidades de espaço de outros centros urbanos, provocaram, com a construção de novas estradas de acesso (Carvalho Pinto) e adequações as antigas ( Dutra, Tamoios e Osvaldo Cruz) em um primeiro momento, provocaram uma corrida explosiva no setor imobiliário. Para atender esta super demanda de mão de obra e demais serviços tivemos uma imigração (também explosiva) de outros municípios em busca de renda para uma “uma vida melhor”.
Os “locais” (caçaras) foram “perdendo” seus “espaços” e sua cultura, praticamente desapareceu. A miscigenação descaracterizou e fez desaparecer, até mesmo seu peculiar biótipo. Diante de tantas transformações e influencias externa (até mesmo, e por que não, contra vontade de muitos) o que dizer então, das alterações ambientais ocorridas? A cidade, pacata com seus poucos habitantes, não estava preparada muito menos (como muitas) dispunha (e até hoje não dispõe) de um planejamento de crescimento para atender esta demanda.
O Estado (também sem planejamento) não “enxerga” essas peculiaridades e não contribui ( como deveria) com a organização destas ocupações. Simplesmente continua inerte, com uma legislação ultrapassada (para as necessidades da população local) aplicando punições ( em alguns bodes expiatório) para justificar (politicamente) sua presença na preservação ambiental. A realidade bem outra. Bloqueada, muito longe de todas as vantagens da exploração racional do meio ambiente de que se tem notícias e conhecimento de outros destinos turísticos, nacionais e internacionais, vai-se degradando, em todos os sentidos, por osmose, e distanciando-se, de sua única vocação (o turismo) que contribuiria para preservar verdadeiramente (dentro de uma política realista) o seu meio ambiente.
Uma projeção ilustrativa seria: O homem morrendo de fome contemplando o (preservado) palmito. Negar essa realidade é desconhece-la. Negar a Ubatuba o destino de sua vocação, é condena-la (junto com seus habitantes) á favelização, em todas suas formas conhecidas e suas perniciosas conseqüências. Contra esta corrente, que cega, insiste por este insano e despropositado caminho, alguns obstinados (amantes deste pedaço caprichado do criador) ainda (mesmo injustamente perseguidos) lutam. Lutam (sós) esta batalha (também insana) entre a lei e a realidade. Talvez acreditem no poder da “resistência” e possam, com isso, estar contribuindo com aqueles que optaram por viver neste nosso Meio.

Ronaldo Dias
Ubatuba, SP


A sustentável leveza do ser - Nossa Ubatuba é tão elogiada, em versos e prosa, por suas tantas e variadas belezas naturais, que sinto-me até temeroso de acrescentar mais alguma, especialmente quando, até agora, não atinei com sua indesculpável exclusão de nossos belos folhetos de publicidade turística.
Refiro-me aos belos buracos em nossas vias públicas que as estão tornando excentricamente características de nossa linda cidade. Esses buracos são belos em seus contornos e variados tamanhos, em suas profundidades e alternâncias, na intensa riqueza de suas ocorrências e na variedade de contornos que apresentam pela espontânea erosão que neles ocorre.
Alguns chegam a ser tridimensionais - uma lasca de asfalto que se desprendeu, em primeiro plano, seguida de uma depressão mais profunda e por fim uma cratera - que, ao chover, se inundam, transformando nossas ruas numa fascinante miniatura do grandioso pantanal matogrossense - uma seqüência de pequenas lagoinhas que cintilam ao sol, e que respondem com um “splash” ao passar dos malditos pneus que alteram seus contornos, não respeitando sua beleza natural, nem a das lindas pernas de algumas transeuntes que perambulem pelas cercanias. Que maldade!
Pois bem, poucas cidades podem divulgar essa beleza natural (pois ocorre, até, sem a intervenção do homem), tão intensa na profundidade e tão extensa na variedade.
Dizem que a beleza é a constatação de olhos virtuosos. Vê-se belo aquilo que se vislumbra belo. E esta é a sorte das feias, que muitas vezes encontram belos “gatos” para amá-las. E dos feios, também, mais “sortudos”, ainda, e que se vêem por aqui, acompanhados de lindas e sinuosas sereias.
A beleza, realmente, está em nossos olhos. E os olhos de nós, ubatubenses, são acostumados a ver belezas grandiosas, pois, nos deslumbramos pelo inigualável nascer do sol no Itaguá; pelo artístico delineado desta Serra do Mar que nos confere uma moldura de belos contornos e relevos; pelas folhagens das milhares de variedades de árvores de uma das mais belas florestas do mundo, como que a adornar o grande vaso de plantas do “hall” de entrada deste município; pelo mar de azul tão intenso que a decantada “cóte d´azur” deveria ter outra adjetivação; pela fauna, cujos pássaros em caravanas cruzam nosso céu despertando-nos pela manhã com trinados e gorjeios que só no paraíso perdido puderam ser ouvidos; pelo colorido de variados matizes de nossos manacás, que despontam seu individualismo em nossas matas todo o janeiro e fevereiro e pelas quaresmeiras que assumem o tom mais azulado na seqüência, vindo, após, os ipês amarelos e roxos, as paineiras rosas cujas flores se desfazem ao vento pavimentando nosso chão, enfim, cores que se multiplicam e se alternam até a chegada do inverno seco.
Onde haveria de existir beleza tão grandiosa?
Por isso é que só a nós é dado ver estes profusos buracos com tanta beleza intrínseca, por estes mesmos olhos acostumados à mais inebriante fragrância, à mais harmoniosa sonância, à mais pitoresca alternância, à mais intensa ânsia que o belo e o harmonioso despertam neste cenário idílico.
Que lindos buracos! Como eles se ajustam e se integram à pujança da beleza circundante, a despeito de tanta intervenção nauseante e de tanto desprezo olvidante.
Eia fora, pois, o temor, CONTUR e Secretaria de Turismo! Não deixem de incluir em nossos futuros folhetos de publicidade turística esta magnífica miniatura ubatubense do pantanal. Os visitantes de lá, por certo, passarão a nos dar a preferência.
Por fim, a sustentável leveza do ser só será percebida pelos que rolando por sobre, por entre e por dentro desses pantanosos buracos, perceberem o libidinoso balançar que eles provocam em nossas cadeiras e adjacências. E, que belas cadeiras rolam por aqui em meio às temporadas praianas!!!

Ernesto F. Cardoso Jr.
Ubatuba, SP


CARTA ABERTA AO
SECRETÁRIO DE TURISMO DE UBATUBA
SR. SÉRGIO CARVALHO

Esta carta é dirigida a todos os responsáveis (direta ou indiretamente) pela organização e realização do “Super Surf” na Praia de Itamambuca, e também para todos aqueles que amam e apreciam esta maravilhosa praia.
A SAI - Sociedade Amigos de Itamambuca, é uma entidade não governamental, sem fins lucrativos, criada a mais de 30 anos, e que tem em seus estatutos, como um dos objetivos principais, a luta pela preservação deste pequeno pedaço do paraíso no Litoral Norte do Estado de São Paulo.
Desde já esclarecemos que a SAI não é contra a realização do campeonato “Super Surf” em Itamambuca, mas não gostaria de ter os mesmos transtornos que ocorreram no ano passado, antes, durante e após a realização do evento conforme descrito abaixo:
1. todos os dias o trânsito ficava um verdadeiro caos, congestionamentos, carros na contra mão, em alta velocidade, estacionados em canteiros, na areia da praia, e para piorar foi realizado “test drive” do utilitário Saveiro “Super Surf” nas ruas de Itamambuca, pondo em risco pedestres e nossas crianças.
2. número insuficiente de banheiros químicos (somente duas unidades); os banhistas acabavam por usar o mar, o mato e até quintais e varandas das casas para fazerem suas necessidades, o que transformou a Praia de Itamambuca em um verdadeiro banheiro a céu aberto, o mau cheiro estava insuportável após o evento.
3. segurança insuficiente durante o evento, o que acarretou um aumento de mais de 300% (trezentos por cento) em relação a furtos e arrombamentos de carros dentro do loteamento.
4. falta total de fiscalização, o que causou uma invasão absurda de ambulantes clandestinos de toda espécie, todos querendo lucrar com o grande público que compareceu ao campeonato.
5. após o evento o que sobrou na praia foi uma grande quantidade de lixo. Foram retirados quase 200 (duzentos) sacos de 100 (cem) litros, só na área do evento. Não foram distribuídas sacolas de lixo para os banhistas e não havia local apropriado para depósito do lixo.
6. destruição do “jundu” na área do campeonato; tendo em vista a grande estrutura que o evento requer, e como a Praia de Itamambuca normalmente durante o inverno fica mais estreita, a carreta e o restante dos palanques de patrocinadores ficaram sobre o “jundu”.
A Diretoria da SAI gostaria de salientar e chamar à atenção para este último item. É de fundamental importância a compreensão de todos, da grande necessidade de se preservar principalmente o “jundu”, pois este tipo de vegetação é a mais importante na fixação de dunas (areia) de nossas praias. A SAI faz questão de lembrar também, de algumas praias do nosso litoral que sofreram fortes modificações após a eliminação do “jundu”: no Guarujá as praias de Pernambuco e Pitangueiras; aqui em Ubatuba as praias das Toninhas, Grande e Vermelha do Centro. Com a eliminação do “jundu”, toda a dinâmica de mares fica alterada e prejudica principalmente o fundo do mar e a praia. Nas praias mencionadas acima, as ondas já não quebram mais como antigamente, e nem existe mais aquela areia branca e fina para caminhar.
Tendo em vista que a única área em Itamambuca, que tinha o “jundu” quase extinto, devido às agressões sofridas constantemente desde os campeonatos internacionais, os quais foram realizados nos anos 80 (Sundeck e outros), e também pela ocupação irregular da área de “jundu” por comerciantes particulares e suas barracas, a SAI iniciou em 1988 um processo judicial para a retirada dessas barracas, com a finalidade de restaurar o local. Após 11 anos de batalha judicial, foi feito em 2002 um acordo entre a Prefeitura, a SAI e os proprietários das barracas. O acordo previa que as mesmas fossem demolidas, e em local apropriado fossem construídos três pequenos módulos ecologicamente corretos, sendo que os mesmos deveriam ficar mais afastados da orla marítima, e os antigos locais das barracas deveriam ser reflorestados com “jundu” pela SAI. O referido acordo foi assinado pelo Sr. Paulo Ramos, atual Prefeito de Ubatuba; pelo Sr. Gerson de Oliveira, então Presidente da Câmara dos Vereadores de Ubatuba; pelo Sr. Sidney H. Giraud, então Secretário de Arquitetura e Urbanismo de Ubatuba; pelos proprietários das barracas e pela SAI.
Para a realização deste reflorestamento a SAI fez algumas parcerias com empresas e a população local, visando a construção de um viveiro experimental para a criação de mudas de “jundu”. Para a felicidade dos idealizadores, o projeto foi um sucesso, e já no ano passado a SAI iniciou o reflorestamento das áreas mais prejudicadas, evitando assim uma maior degradação do meio ambiente.
Agora a maior preocupação da SAI é com a realização de mais uma etapa do “Super Surf” aqui em Itamambuca. Para que novos transtornos fossem evitados, a SAI procurou conversar com seus organizadores com bastante antecedência. No mês de maio último a SAI participou de uma reunião aqui em Ubatuba, onde estavam presentes os representantes da Secretaria de Esportes de Ubatuba, da Associação de Surfe local e dos organizadores do evento.
Durante a reunião de mais de duas horas, a SAI tentou demonstrar sua preocupação com referência aos seguintes itens:
- segurança,
- lixo,
- trânsito,
- banheiros químicos,
- fiscalização de ambulantes,
- “test drive” no loteamento e
- preservação do meio ambiente.
A Diretoria da SAI questionou ainda, de que maneira os organizadores e patrocinadores poderiam oferecer uma contra partida, tendo em vista que a sociedade local mantém e preserva esta área há muitos anos. No ponto de vista da SAI, é perfeitamente aceitável um evento deste porte aqui em Itamambuca, desde que a praia esteja melhor ou ganhe algum tipo de melhoria após sua realização, principalmente no aspecto ambiental.
Itamambuca é um lugar maravilhoso e super preservado, fica muito difícil entender que organizações tão importantes no cenário empresarial não tenham responsabilidade social e ambiental.
Devemos lembrar que o surfe sobrevive de três itens fundamentais; mercado (lojas e fabricas de artigos relacionados), atletas, e o mais importante, e onde tudo começou, as praias. Todos aqueles que vivem em função do surfe ou utilizam sua imagem para vender seus produtos e serviços têm a obrigação moral de preservar o berço deste maravilhoso e espetacular esporte.
Durante a reunião ficou combinado que a SAI apresentaria um projeto que seria bancado pelos organizadores e patrocinadores do evento. A intenção desse projeto seria de sanar os possíveis problemas que poderiam ocorrer durante e depois do campeonato, quais sejam: segurança, limpeza das ruas e praia, coleta seletiva, operação praia limpa, sinalização das áreas verdes, reparo de danos ambientais previstos, e principalmente reflorestamento de algumas áreas verdes degradadas (contra partida), sendo que os demais itens seriam de responsabilidade dos organizadores, patrocinadores e órgãos competentes. Valor total do projeto - R$12.000,00 (doze mil reais). Para surpresa da Diretoria da SAI, informaram que o patrocínio do projeto estava totalmente fora de questão, e que a prefeitura já havia autorizado a realização do campeonato, e caso houvesse algum problema durante ou após o evento, a SAI deveria dar queixa diretamente na prefeitura. Já no entendimento da SAI, todos os patrocinadores e organizadores são co-responsáveis por qualquer problema venha acontecer antes, durante e após o evento. Quanto à autorização dada pela prefeitura, se analisarmos com um pouco de carinho, vamos perceber que ela é precária e irrelevante, pois segundo o DEPRN - Departamento Estadual de Proteção de Recursos Naturais, IBAMA, Polícia Militar Ambiental, CONAMA - Conselho Nacional do Meio Ambiente, Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Ministério Público, a área em que será realizado o evento é de responsabilidade não só municipal como estadual e federal também, e sendo assim várias leis sobrepõem-se, e juridicamente as mais restritivas devem prevalecer. A área de “jundu” é uma área de preservação permanente, e como tal, qualquer dano causado nesta área será considerado “crime ambiental”.
Visando um clima conciliatório, a Diretoria da SAI procurou no início desse mês de junho novamente, os responsáveis pela organização do “Super Surf”, e novamente tentou demonstrar sua grande preocupação com a realização do evento este ano, principalmente porque na área do campeonato, o “jundu” está em plena recuperação, e que, no entender da SAI, o mais correto seria o evento adaptar-se às condições atuais da praia, e não seria nem um pouco razoável a praia adaptar-se ao evento.
É necessário repensar urgentemente esta imensa estrutura para a realização deste evento (carreta palanque, área “vip”, arquibancadas, 2 estandes de patrocinadores com 260 (duzentos e sessenta) metros quadrados cada, etc..) pois sendo ele itinerante, irá encontrar cada praia com suas peculiaridades, as quais devem ser respeitadas. O evento tem necessariamente de enquadrar-se a cada novo local onde será realizado.
No mesmo dia desta segunda reunião, o responsável pela organização do “Super Surf” passou ‘as mãos da Diretoria da SAI a seguinte proposta (anexo 1), a qual, com ressalvas, foi aceita. A proposta foi analisada e no entender da SAI, os itens 1, 2 e 3 são inerentes à realização do campeonato, com um agravante no item 3 onde 10 (dez) banheiros químicos são insuficientes para as 5000 (cinco mil) pessoas que os organizadores esperam para o campeonato. A SAI consultou a empresa América Rental, especializada em locação de banheiros químicos, e segundo eles, seria necessário um banheiro para cada grupo de 200 (duzentas) pessoas, levando em conta que as necessidades líquidas seriam feitas no mar ou no rio, ou seja, para 5000 (cinco mil) pessoas seriam necessários no mínimo 25 (vinte e cinco) banheiros.
Já nos itens 4 e 5 são demonstrados valores totalmente insuficientes para reparar os danos previstos na montagem completa do evento. Os R$1.600,00 (um mil e seiscentos reais) dariam somente para recuperar a área em que será colocada a carreta. Acreditamos que as demais áreas serão sensivelmente prejudicadas pelo restante da estrutura do evento.
Algumas fotos estão sendo anexadas para mostrar a atual situação da área prevista para o evento, sendo assim será possível uma análise mais profunda da atual situação do “jundu” em plena recuperação.
A SAI espera que desta maneira tenha esclarecido seu ponto de vista e suas preocupações, e tem certeza de que caso haja qualquer problema antes, durante ou após o evento, os responsáveis saberão como repara-lo, evitando desta maneira um desgaste maior entre a SAI e os organizadores e patrocinadores do “Super Surf”.
Contamos com a compreensão de todos e desejamos um bom campeonato.

Sociedade Amigos de Itamambuca
Ubatuba, SP

Clique Aqui para acessar o Manifesto de Apoio
a Proposta de Programas e de Ações para o Turismo de Ubatuba
apresentado pelo Secretário de Turismo, Sergio Luiz Alves Carvalho

 

Foto do Dia

Ruínas da Lagoinha

Ubatuba
Ruínas da Lagoinha
© Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Clique Aqui para acessar o arquivo de Fotos Publicadas

 

Gaivota FM
Participe você também com seu comentário, crítica ou sugestão no programa
Estação Ubatuba c/ Tony Luiz
De segunda a sexta das 12 as 14 hs na Gaivota FM 104.9
Sempre com entrevistados diários e variados, falando sobre todos os temas
Ligue 3833.5550


 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


Marcos Borges da Silva - artista plástico Litoral Virtual

As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:

Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor