Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 29 de dezembro de 2003 - Nº 939 Edições Anteriores

Barra da Lagoa Porto das Artes BIL

Região
Shows, fogos e muitas festas prometem marcar a última semana do ano
Locação de imóveis é boa opção para Réveillon e temporada de verão


Caraguatatuba
Caraguá e São Sebastião têm mudança no trânsito


Ilhabela
Ilhabela é cenário da Band


São Sebastião
Miltinho Edilberto abre temporada de shows na Rua da Praia
São Sebastião promove 1ª Mostrarte com programação intensa
Presos de São Sebastião retornam para nove celas


Ubatuba
Corpo de empresário é achado na mata junto com helicóptero
Investigação será feita pelo DAC
Novos ônibus entram em circulação em Ubatuba

Seções
Crônica
Conto em Capítulos
Carta do Leitor
Foto do Dia



Notícias da Região Topo

Shows, fogos e muitas festas prometem marcar a última semana do ano

Litoral Norte - Swing, axé-music, forró, sertaneja, country, chá-chá-chá, mambos, samba, entre outros ritmos, além de shows pirotécnicos, vão animar o reveillon da região 
Caraguatatuba promete agitar o verão e se você procura por gente bonita e diversão a cidade é uma das grandes opções. Maurício Manieri foi o responsável por abrir a temporada de shows do Caragua Planet Music, depois as bandas Planeta & Raiz, Banda Aroeira e Ls Jack também agitaram a cidade. 
Neste sábado é a vez da Banda Mel, amanhã será a Banda Natiruts, e na segunda os grupos locais: Tribo Caiçara, Forró Caiçara e Nação Judá serão responsáveis por animar a galera. 
Os ingressos para assistir a apresentação dos grupos locais custam R$5. O forró toma conta da cidade na terça-feira, dia 30, com o grupo Falamansa. 
Quem quiser curtir a virada de ano no meio da galera deve aproveitar: as prefeituras do litoral norte estão programando shows, fogos e muita festa para celebrar o último dia do ano. 
Caraguatatuba 
A festa vai ser embalada pela Banda Bliss, que se apresenta na Praça de Eventos. A banda é a mesma que tocava com a cantora Gil – e banda Swing Nagô. 
À meia noite acontece show pirotécnico na praia e no palco para marcar a passagem de ano. Ainda em Caraguá, tem trio elétrico e banda Ôbaia, na praça do Massaguaçu.
Ubatuba - Quem estiver na cidade poderá acompanhar os fogos da virada em três locais: no Centro, na Praia Grande e na Maranduba.
Na Avenida Iperoig, no centro da cidade, quem comandará a festa serão as bandas Samba Muleque e Didi Subiu no Cristo. Na Praia Grande tocam as bandas Mutreta e a banda Houdine. A Stilo Livre Banda Show comanda a festa na praia da Maranduba.
São Sebastião - Na virada do ano, haverá um show pirotécnico com a tradicional queima de fogos na Rua da Praia, e, em seguida, a apresentação da Banda Palace.
A banda é composta por dois cantores, uma cantora, um tecladista, um contrabaixista, um guitarrista/vocal, um baterista/vocal, um percussionista, um saxofonista e um trompetista, e promete fazer um mega espetáculo, oferecendo um repertório diversificado, que reúne temas e canções populares consagradas nacionais e internacionais anos 60 e 70, música jovem atual, axé-music, pagode, samba-enredo, música gaúcha, sertaneja e country, além de temas de grandes orquestras, para agradar também os frequentadores da turma mais velha, com boleros românticos, canções italianas, chá-chá-chá, mambos, tangos, entre outras. 
Em comemoração ao ano novo, também haverá queima de fogos nos bairros de Boiçucanga, na Costa Sul, no bairro de São Francisco, na região central, e, pela primeira vez, nos bairros do Jaraguá e Canto do Mar, na Costa Norte.
Ilhabela - Na vila, região central da cidade acontece a tradicional queima de fogos que encanta e colore a ilha durante a festa. 
Antes e depois da queima de fogos uma banda animará a festa da galera que vier ao centro da cidade. 
Para os que gostam de musica eletrônica, DJ’s vão estar tocando no bairro Praia Grande e na Praia do Pinto. (Fonte: Imprensa Livre)

Locação de imóveis é boa opção para Réveillon e temporada de verão
Creci diz que ainda restam alternativas para a virada do ano nas quatro cidades e, para quem quiser aguardar janeiro, os preços caem em média 30%

Litoral Norte - Com opções para turistas que buscam tranquilidade ou badalação, Caraguatatuba, São Sebastião, Ubatuba e Ilhabela esperam aumento na procura por locação para a temporada de verão. Para o Réveillon, os interessados devem correr para garantir um imóvel.
Segundo a delegada regional do Creci (Conselho Regional dos Corretores de Imóveis) do Litoral Norte, Celeste Damasi, os preços das locações em janeiro caem no mínimo 30% em relação ao feriado de Réveillon.
"Em janeiro, o valor cai pelo menos 30%. Janeiro possui mais dias para locação em comparação ao Réveillon e a procura é menor. A alta temporada é mesmo no Réveillon."
Celeste disse que para o Réveillon apenas os imóveis maiores estão disponíveis, mas para janeiro, os turistas têm várias opções para locação.
"Para o Réveillon sobraram apenas as casas maiores. Uma casa para 6 ou 10 pessoas custa entre R$ 1.000 e R$ 2.000 a diária. Os imóveis menores foram praticamente todos alugados."
Em Ilhabela, ficam alguns dos "santuários" mais revereciadados pelas pessoas que procuram tranquilidade, como as praias que ficam de frente para o mar e as ilhotas.
Para quem quer passar o Réveillon e as férias no agito, os "points" da ilha são as praias da Vila, de frente para a costa, como a praia do Curral.
CARAGUÁ - Em Caraguatatuba, a praia mais procurada pelos turistas continua sendo Martin de Sá, mas durante a temporada o preço da locação nessa praia Martin é praticamente o mesmo cobrado na região central da cidade.
Quem quer começar o ano em Caraguá deve correr para garantir um imóvel. Já para as férias, ainda tem muitas opções para locação.
"Este ano o pessoal está mais confiante e estamos com quase todas as locações esgotadas", disse o delegado municipal do Creci de Caraguatatuba, Gerson Frateschi.
Uma casa em Caraguá com acomodações para oito pessoas por uma semana, incluindo o Réveillon, sai por R$ 2.500. Já quem for passar uma semana de janeiro na praia, irá desembolsar cerca de 1.000.
Para garantir a locação no Litoral Norte, o turista deve depositar 50% do valor total da locação no ato da reserva do imóvel e o restante quando for pegar as chaves na imobiliária.
OPÇÕES - Para quem pretende comprar um imóvel, há opções de apartamentos, casas e de casas em condomínio horizontal, que vem despontando na preferência do turista.
Uma casa térrea a 400 metros da praia, na avenida Horácio Rodrigues, na Martin de Sá, no condomínio fechado Village Dall Costa, com dois dormitórios e uma suíte americana, pode ser comprada por R$ 50,6 mil. O proprietário financia em até 24 meses.
Em São Sebastião, está a praia de Maresias, o reduto do surfe e da balada nortuna. A praia atrai turistas de várias regiões, principalmente da capital paulista.
A tranquilidade é a principal característica das praias da costa norte de Ubatuba, como as praias do Cedro e das Conchas. Os turistas que preferem o agito, duas das mais indicadas são as praias Grande e Lázaro. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Caraguatatuba Topo

Caraguatudo Albatroz Pousada

Caraguá e São Sebastião têm mudança no trânsito

Caraguatatuba - Motoristas que forem para Caraguá e São Sebastião neste final de ano têm que ter atenção redobrada no trânsito devido às modificações feitas pelas prefeituras. O objetivo das mudanças é agilizar o tráfego na região central e tentar reduzir congestionamentos. Em Caraguá, a Avenida da Praia, no centro, será interditada no trecho da praça de eventos durante dias de shows. O desvio será pela rua Guarulhos e pela Avenida Anchieta. A fiscalização de trânsito será feita por 24 agentes. Em São Sebastião, o estacionamento de veículos na avenida principal será proibido das 9h às 13h no sentido norte-sul e das 16h às 19h no sentido inverso. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Ilhabela Topo



Ilhabela é cenário da Band

Programa Band Verão, que vai ao ar a partir de janeiro, vai ter a 'Casa do Sol' montada na ilha do Litoral Norte

Ilhabela - Uma casa cheia de famosos com muita música, aventura e badalação. Este será o principal cenário do Band Verão que a emissora leva ao ar de 15 de janeiro a 20 de fevereiro de 2004. O cenário escolhido foi Ilhabela.
Com espaço de 12 mil metros quadrados, a Casa do Sol foi especialmente montada e decorada para o programa que terá Sabrina Parlatore e Olivier Anquier como anfitriões.
Quiosque, jet-sky e lancha, também estão incluídos na mega-estrutura da Casa do Sol, que hospedará personalidades que se revezarão a cada três dias. Segundo a assessoria de imprensa da emissora, os cantores, atores, esportistas e socialites ainda poderão se aventurar em atividades radicais como montanhismo e rapel acompanhados pela repórter Ligia Mendes.
Durante todo o verão, Sabrina e Olivier mostrarão ao vivo flagrantes dos artistas, gafes, trechos de shows e competições nos Drops de Verão espalhados na programação: durante o Dia Dia com matérias especiais e entrevistas dos famosos, no Melhor da Tarde os bastidores, fofocas e intimidade dos artistas e no Boa Noite Brasil com quadros especiais gravados em Ilhabela.
Além dos "Drops", a casa servirá como gerador de conteúdo e abastecerá programas da emissora. Otavio Mesquita grava cabeças e acompanha todos os detalhes para o A Noite é Uma Criança. Gilberto Barros transmite shows e competições na praia com artistas para o Sabadaço.
As novidades não param por aí: Sabrina Parlatore invade os intervalos da Band com as Dicas de Verão para curtir a estação de férias com segurança e saúde. A apresentadora comanda também o Deu Praia, shows acústicos gravados nas areias de Ilhabela com cantores como Jorge Vercilo e Luciana Mello que serão exibidos todo domingo.
Segundo a emissora, a música tem espaço garantido nos sábados da Band. Astrid Fontenelle e Luciana Mello comandam os Ensaios de Verão, apresentações de cantores nacionais gravados em Salvador com artistas como Margareth Menezes, Lulu Santos, Ivete Sangalo e Araketu.
"A Band sempre inovou no verão desde os pioneiro Verão Vivo e H na Praia. Em 2004, a emissora cria o Band Verão, trazendo o cenário magnífico de Ilhabela com convidados notáveis e uma dupla de anfitriões que dará brilho especial ao evento", disse o diretor de programação e produção da Band, Celso Tavares, por meio de assessoria de imprensa. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de São Sebastião Topo

Nautica Superchic

Miltinho Edilberto abre temporada de shows na Rua da Praia

São Sebastião - Dando início à programação do Projeto Verão para a temporada 2004, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo, se apresenta, no dia 1º., na Praça de Eventos, na Rua da Praia, às 23 horas, Miltinho Edilberto e banda. 
O compositor, folclorista e violeiro, toca um forró de estilo próprio, influenciado pela música caipira. Junto com grupos como Trio Virgulino e Falamansa, Miltinho ajudou a consolidar o movimento do forró universitário, mas não se considera um músico de forró e, por não abrir mão do uso da viola, até já foi chamado de cantor sertanejo. Paulista de Avaré, o músico que toca uma viola de 10 cordas e mistura forró com uma entonação caipira autoral, também desenvolve um trabalho de pesquisa do folclore brasileiro. No palco, ele mostra uma mistura de xaxado, baião e embolada.
A programação de eventos, que se estenderá até 1º de fevereiro, contará com diversos shows de artistas dos mais variados estilos, como sertanejo, axé, forró, samba e outros. Na Rua da Praia, o público terá acesso gratuito para assistir aos shows. “Essa programação é muito importante para mantermos e atrairmos cada vez mais turistas a São Sebastião, além de oferecermos um número maior de atrativos à população local” explicou o secretário de Turismo e Cultura, José Cardim de Souza.
No dia 2 de janeiro, quem se apresenta é a dupla sertaneja Paulo Henrique e Rafael, e no dia 3 a cantora Kelly Key. No dia 4, o show será comandado pelo cantor de samba e pagode Dudu Nobre. Os shows acontecerão sempre a partir das 23 horas. 
Dia 2 - Paulo Henrique e Raphael
Paulo Henrique (Claudiomar) e Raphael (Marcos) ficaram se conhecendo durante um concurso de músicas e, desde então, são parceiros nesta estrada. Eles que, no início, cantavam em festas de igreja, dizem admirar muitos cantores, mas não se espelham em nenhum em especial, pois procuram seguir um estilo próprio. Os cantores, que são também compositores, aproveitam a fase receptiva da música sertaneja, principalmente no Vale do Paraíba. A música "Cilada de Amor" é um dos grandes sucessos da dupla. 
Dia 3 - Kelly Key
Nascida em 1983 no Rio de Janeiro, Kelly de Almeida Afonso, a Kelly Key, contou com o apoio da família desde o início. Aos 15 anos, apresentou na Rede Globo o programa “Samba, Pagode e Cia”. Em 2002, Kelly se consagrou como cantora e ganhou o reconhecimento do público. Seu primeiro CD, “Escondido”, vendeu mais de 500 mil unidades, e as músicas “Escondido”, “Baba”, e “Cachorrinho” a colocaram nos primeiros lugares em execução também em Portugal e no Chile, países onde a cantora não sai às ruas sem causar tumulto. Seu novo CD, “Do Meu Jeito”, vai pelo mesmo caminho, já que a música de trabalho, “Adoleta”, não pára de tocar nas emissoras de rádio. 
Dia 4 - Dudu Nobre
Dudu Nobre começou a se interessar pela música aos 5 anos de idade, quando ganhou, do porteiro do prédio em que morava, em Vila Isabel, um cavaquinho usado. Afilhado do baterista Wilson das Neves, Dudu começou a aprender a tocar instrumentos de percussão durante batucadas com a garotada de Padre Miguel e sob o olhar do mestre Jorjão. Com Henrique Cazes, aprendeu cavaquinho. 
O sambista conviveu, em sua infância, com artistas como Beth Carvalho, Grupo Fundo de Quintal e Nelson Cavaquinho. Depois de duas viagens à Europa e passagens pelas bandas de Dicró, Pedrinho da Flor e Almir Guineto, em breve estava se apresentando como cavaquinista de Zeca Pagodinho, com quem trabalhou por seis anos, tocando em todo o Brasil e no exterior. 
Sozinho ou em parcerias, Dudu incluiu até agora mais de 60 músicas em CD's de variados grupos e intérpretes. Hoje, possui três Cd´s gravados, sendo “Chegue Mais” o mais recente. (Fonte: PMSS)

São Sebastião promove 1ª Mostrarte com programação intensa

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião promove do dia 9 a 31 de Janeiro, diariamente, das 17h às 22h, na praça de Eventos, na rua da praia , o "MOSTRARTE", um misto de programa de tevê ao vivo, com shows de variedades e feira de artes plásticas. Haverá três casas colônias, sendo uma com artistas plásticos, outra contando a história de São Sebastião e artesanato local.
A abertura ficará por conta do Liga Metálica, formada por músicos locais, regidos pelo maestro Almir Clemente, que fará sua segunda apresentação depois de formada, e logo em seguida, haverá apresentações com participantes da Velha Guarda, Zé Pedro, Piragica, ou mais jovens, como Jambra e outros.
O Mostrarte é um projeto cultural que tem como objetivo de reunir os melhores e mais populares artistas do nosso município em um mesmo espaço.
De acordo com o secretario de Turismo e Cultura, José Cardim de Souza, representantes dos mais variados segmentos artísticos de toda a costa sebastianense estarão apresentando seus trabalhos em uma arena especialmente montada para este show de variedades, que dentre outros deverá contar com a participação de grupos de dança, músicos, artistas plásticos, artesãos caiçaras e escultores.
“Este encontro contará com mais de 100 artistas. Será uma oportunidade inédita de nossos artistas apresentarem seus talentos, sentindo-se assim motivados a prosseguir com as suas atividades artísticas. Por outro lado, também será um evento que satisfará o público em geral, bem como os familiares e amigos, que raramente podem fotografar um panorama integrado das artes desenvolvidas em São Sebastião”, disse Cardim.
O Mostrarte foi um projeto apresentado pela MA13 Produções ao secretário de Turismo e Cultura, onde foi aprovado pelo prefeito Paulo Julião. “O evento vai ser muito importante, não só para os artistas envolvidos, mas como incentivo aos jovens que poderão estar se apresentando no próximo ano”, disse Marcelo Campos, da MA 13.
Programação na Avenida da Praia:
09/01 - 17h às 20h30 - abertura, das 21h às 23h apresentação da banda Liga Metálica 
10/01 - 17h às 20h30 - Apresentação Dr. Carlinhos/Marinho/Doug, das 21h às 23h Moleque Atrevido
11/01 - 17h às 20h30 - Apresentação Rafael/André/Tales, das 21h às 23h Panguandos
12/01 - 17h às 20h - Apresentação Cláudio/Teça/Dubinha, das 21h às 23h Joy e Daniel
13/01 - 17h às 20h30 - Apresentação Mariza Solo/Dr. Marcos, das 21h às 23h Doce Prazer
14/01 - 17h às 20h30 - Apresentação Pedrinho, das 21h às 23h Mama e Banda
15/01 - 17h às 20h - Apresentação Castellani - piano, das 21h às 23h Dílson e João Papae: violão e voz
16/01 - 17h às 20h30 - Apresentação Alessandro, das 21h às 23h Jambra
17/01 - 17h às 20h30 - Apresentação Vinicius de Moraes/Valdir/Sandro, das 21h às 23h Riva Decibéis (movimento Siri na Lata)
18/01 - 17h às 20h30 - Aula aberta: Almir e convidados, das 21h às 23h Manuh e as pedras da Lua
19/01 - 17h às 20h30 - Teatro: esquetes, das 21h às 23h Teatro: A Comédia da vida privada
20/01 - 17h às 20h30 - Apresentações de Congada, dança de rede, makulelê, Famuss, das 21h às 23h Banda Millenium
21/01 - 17h às 20h30 - Contos e Poemas, das 21h às 23h Os Brôus
22/01 - 17h às 20h30 Apresentações de danças e capoeiras, das 21h às 23h Kleyton e Denis
23/01 - 17h às 20h30 - Apresentação da Banda da Igreja Matriz, das 21h às 23h Garagem
24/01 - 17h às 20h30 - Apresentação Dílson/Xingu/Marinho/João Papae, das 21h às 23h Autonomia
25/01 - 17h às 20h30 - Apresentação Antônio Carlos e banda, das 21h às 23h Banda Classe A
26/01 - 17h às 20h30 - Apresentação de Djs, das 21h às 23h Djs nights
27/01 - 17h às 20h30 - Apresentação Elder e convidados, das 21h às 23h Marcos e Banda
28/01 - 17h às 20h30 - Apresentação de Rap, das 21h às 23h Rap
29/01 - 17h às 20h30 - Apresentação Jorge/Marcão, das 21h às 23h Corais
30/01 - 17h às 20h30 - Apresentação de Show de calouros, das 21h às 23h Moby Dyck
31/01 - 17h às 20h30 - Apresentação de Show de calouros, das 21h às 23h Saracote. (Fonte: PMSS)

Presos de São Sebastião retornam para nove celas

São Sebastião - As obras de recolocação das grades e reconstrução das paredes de nove das dez celas da Cadeia de São Sebastião, destruídas durante rebelião na última quarta-feira, foram concluídas ontem. A cela restante deverá ser terminada amanhã. No final da tarde de ontem, os 165 presos --que estavam no pátio vigiados por 20 policiais, entre civis e militares-- retornaram às celas. Durante o motim, que durou 16 horas, 19 dos 184 detentos foram transferidos para presídios de Taubaté e Potim. Um carcereiro ficou como refém. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Setur pedro Resende Imóveis

Corpo de empresário é achado na mata junto com helicóptero
Vítima foi retirada da aeronave com ajuda de cordas; DAC vai apurar causa do acidente

Ubatuba - Equipes de resgate encontraram ontem o corpo do empresário Sidney Celso Bertero, 51 anos, na região de Paraty, litoral sul do Rio de Janeiro. O helicóptero Robinson R-22, prefixo PT-MRG, pilotado por Bertero, havia desaparecido no início da tarde da última terça-feira.
O mau tempo na região estava dificultando as buscas. O corpo estava dentro do helicóptero, que caiu perto do Morro do Corisco, próximo a Paraty e exatamente na divisa entre Rio e São Paulo.
A Aeronáutica resgatou o corpo por volta das 17h30, quando foi levado ao IML (Instituto Médico Legal) de Paraty.
Devido à mata fechada, o corpo do piloto foi içado pelas equipes da Aeronáutica que faziam a busca terrestre e removido do local com o auxílio de uma corda presa ao Super Puma da FAB.
Bertero havia decolado de Barueri (SP) e seguia para Paraty onde passaria o Natal com a mulher e os três filhos. Ela era dono de uma indústria de plásticos e morava em um condomínio em Alphaville, na Grande São Paulo.
A queda da aeronave teria sido provocada pelas chuvas e pelos fortes ventos. Bertero era um piloto experiente, segundo a família, e tinha autorização para pilotar havia três anos.
O empresário havia feito contato via rádio para a Polícia Militar de Ubatuba na noite de terça-feira, informando que faria um pouso de emergência devido ao mau tempo. Chovia na região e havia pouca visibilidade.
O Cecomsaer (Centro de Comunicação Social da Aeronáutica) informou ontem que as investigações sobre o acidente serão feitas pelo DAC (Departamento de Aviação Civil).
O helicóptero Super Puma da FAB (Força Aérea Brasileira), enviado na quinta-feira ao local, só conseguiu sobrevoar toda a área ontem devido ao bom tempo pela manhã. À tarde, o céu voltou a ficar encoberto, dificultando o resgate do corpo.
Equipes do COE (Comando de Operações Especiais) da Polícia Militar pernoitaram por dois dias na mata. "A região é de mata muito fechada, intensa e montanhosa. Havia muitas nuvens no local, que é de difícil acesso", disse o presidente da Defesa Civil de Ubatuba, Arly de Oliveira Cruz.
Segundo o Cecomsaer, as equipes de resgate constataram a morte do piloto e a Polícia Civil precisou ir ao local para a liberação.
BUSCAS - Um total de 50 pessoas participaram das buscas desde a manhã da última quarta-feira. Anteontem a família contratou 10 mapeiros para auxiliar por trilhas na mata.
Além do COE e do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento da FAB, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil do Rio de Janeiro, Ubatuba e São Paulo e Polícia Ambiental participaram das buscas. Um helicóptero Águia da PM de São Paulo também atuou nos trabalhos.
O irmão do empresário, Sérgio Roberto Bertero, 56 anos, disse anteontem que o sinal do helicóptero foi emitido várias vezes durante o dia, o que teria aumentado as esperanças da família.
Entre 2001 e a última terça-feira, cinco acidentes aéreos foram registrados na região do Vale do Paraíba e Litoral Norte, segundo o DAC. Quatro pessoas morreram nos acidentes. (Fonte: ValeParaibano)

Investigação será feita pelo DAC

Ubatuba - O Cecomsaer (Centro de Comunicação Social da Aeronáutica), em Brasília, informou ontem que a investigação das causas do acidente com o helicóptero que caiu próximo a Paraty na terça-feira, deverá ser feita pelo DAC (Departamento de Aviação Civil), órgão subordinado ao Comando da Aeronáutica e Ministério da Defesa, e Polícia Civil de Paraty.
O DAC informou que o acidente será investigado por uma comissão formada por especialistas em todas as áreas envolvidas, como tráfego aéreo, meteorologia, infra-estrutura, motores, manutenção e fabricantes.
Segundo o DAC, a comissão não tem a responsabilidade de encontrar supostos culpados, trabalho para a polícia. O relatório final do DAC é divulgado após aprovação da Aeronáutica. (Fonte: ValeParaibano)

Novos ônibus entram em circulação em Ubatuba

Ubatuba - Na última quarta-feira entraram em circulação os novos carros da empresa “Transportes Cidade Ubatuba”, que agora é responsável pelo transporte municipal. 
São 26 novos ônibus e seis micro-ônibus, sendo que alguns deles estão rodando em mais horários, para acompanhar o movimento da temporada.
A tarifa continua a mesma, R$1,70, mas segundo o responsável pela empresa, Cláudio Nunes de Campos, “os assentos são mais confortáveis e o ônibus mais silencioso”.
Para as linhas que circulam pelos bairros mais próximos ao centro, os micro-ônibus foram a solução, proporcionando maior agilidade. De acordo com Cláudio Nunes, estuda-se a possibilidade de serem implantados outros horários de circulação, também após as 23h40.
O terminal rodoviário também passou por reformas e ganhou pintura nova, com a cor amarela que representa a empresa e chama a atenção nos novos ônibus.
Outra novidade de maior importância é a existência de dois ônibus com acesso para deficientes, nas linhas Horto e Maranduba. “50% dos deficientes de Ubatuba utilizam essas linhas, sendo que 40% deles pegam o Horto”, explica Cláudio. Funcionários foram treinados e andam uniformizados e “os investimentos não devem parar por aqui”. (Fonte: Imprensa Livre)

Crônica Topo

Quase Ministro

Perguntar a um banqueiro como vai a economia do Brasil é perda de tempo. Foi isso que a Folha de São Paulo fez ao entrevistar Roberto Setúbal, do Banco Itaú. Para essa classe de privilegiados só há uma resposta possível. Tudo vai às mil maravilhas. Se a proposta é informar o andamento da economia, o entrevistado deveria ser outro. Sugiro alguém que não viva as delícias de pertencer ao único segmento que ganha, enquanto todos perdem. Que tal ouvir a opinião de um comerciante de Ubatuba, saber como vão os negócios? Não há no mundo imprensa que dê tantas informações desnecessárias aos leitores, como a brasileira. Quase tudo o que sai nos cadernos de economia só interessa ao andar de cima, onde se situam os plantadores de notícias. No meio jornalístico recebem o nome de fontes. Até os donos dos jornais acabam acreditando nas fantasias - plantadas pelas fontes - que publicam. E depois quando estão à beira da falência tentam usar o dinheiro do povo para poder continuar publicando o que não interessa ao povo. Quando não é alguém do universo financeiro o convidado para comentar a conjuntura, chamam um economista, de preferência cheio de títulos americanos ou europeus. Aí o caldo entorna de vez. Páginas são preenchidas com previsões, projeções e citações de notáveis. Tudo sai às avessas. Caso um vidente se engane, cai em desgraça. Quem se lembra da Mãe Dinah? No caso dos economistas não se sabe o porquê, previsões erradas são toleradas, acabando inclusive em promoções. O cidadão vai aos jornais ou à televisão e anuncia que as coisas vão melhorar. Afirma que a economia do Brasil crescerá vinte por cento no próximo ano. Quando as previsões são confrontadas com a realidade, nota-se que a economia diminuiu. Sabem o que acontece com o autor das falácias? É convidado para ser consultor privilegiado do governo e colunista dos maiores jornais do país. Logo está dando novas entrevistas e escrevendo mais textos cultos para anunciar coisas que nunca acontecerão. Os jornalistas do setor acreditam e publicam, nos mínimos detalhes, exatamente o que diz o Merlin do momento. Em certa época eu era notívago e assistia aos programas que encerravam as transmissões de TV. Havia um em especial, chatíssimo, chamado “Vamos sair da crise”, onde se discutia economia. Era um programa niilista, no título continha a proposta da auto-extinção. Se saíssemos da crise não haveria a necessidade de discuti-la, não é mesmo? Certa vez apareceu lá uma figura inédita. Era oriundo do Nordeste, bem falante e seguro de si. Repetia insistentemente uma frase de efeito. Fiquei impressionado pela loquacidade, embora não soubesse o significado da tal frase nem do resto que estava em pauta. Pelo desenrolar dos acontecimentos não fui o único a notá-lo. Tornou-se um sucesso, da noite para o dia. Virou guru, o que não é tarefa fácil. Não me lembro do nome da figura, mas nas semanas que se seguiram à estréia, esteve em todos os jornais, comentando coisas que confesso, nunca entendi direito. Foi até contratado como professor, na prestigiosa Fundação Getúlio Vargas. A insistência em pedir empréstimos aos alunos acabou por denunciá-lo, era um vigarista comum, apenas articulado e versado na linguagem cifrada que se costumou chamar de economês. Foi desmascarado e preso. Algumas correntes, adeptas do novo, cogitavam indicá-lo para o Ministério da Fazenda. O que teria acontecido? Estaríamos em situação pior?  

Sidney Borges 
www.lojasmurray.blogger.com.br/index.html 

 

Artigo Topo

Turismo no Litoral Norte
Irineu Nalin

Em artigo recente abordamos a importância do turismo náutico para o desenvolvimento dos municípios do litoral norte. 
Quero recordar aqui que há cerca de 23 anos participamos como membro de equipe técnica que tinha por objetivo elaborar o Plano Aeroportuário para o Estado de São Paulo. Era uma época em que a aviação regional ainda engatinhava e era feita através dos Bandeirantes, produzidos pela Embraer. Projeções apontavam que iria se transformar e exigir novos equipamentos a jato e o Estado de São Paulo estava se preparando com a infra-estrutura necessária para receber essas aeronaves.
Saíamos da base aérea de Cumbica, quando as obras do aeroporto Internacional ainda estavam em andamento. O Major Franco, pilotava um Sêneca e nos conduzia para as localidades. Entre os objetivos do Projeto, promovíamos reuniões técnicas com o Prefeito e assessores, de cidades cujos aeroportos detinham localização e condições satisfatórias, mas já apresentavam sinais e riscos de ocupação desordenada em seu entorno. A preservação era importante para a operação dos novos equipamentos e para que no futuro o aeroporto não tivesse que ser transferido para outro local, protegendo principalmente as cabeceiras, com maior ênfase naquela com predominância de pousos e decolagens, em função da direção do vento. Um modelo de Lei de Uso e Ocupação do Solo e detalhamentos técnicos eram fornecidos para que o Executivo pudesse elaborar, de acordo com as recomendações, o Projeto de Lei a ser submetido à Câmara dos Vereadores.
Mas, o que quero extrair dessas lembranças é que previa-se para o Litoral Norte um aeroporto regional. O aeroporto de Ubatuba e Ilhabela seriam fechados, em vista das limitações de área; pelo que sei, isso só ocorreu com este. Os estudos de viabilidade de sua localização apontavam em face das restrições de existência de área adequada, como único local Caraguatatuba, mais exatamente na baixada que divisa com São Sebastião, entre a antiga Fazenda dos Ingleses e adjacências e os limites do Jaraguá. Hoje essa vasta área encontra-se bem ocupada por loteamentos, mas creio ainda ser possível utilizá-la para esse fim. Se o terreno tivesse sido reservado facilitaria muito esse processo.
Os aeroportos regionais previstos transformaram-se em importantes rotas e pontos de apoio. A aviação regional cresceu muito. Mas, o Litoral Norte ficou fora disso. 
Será que um aeroporto regional poderia ter mudado o fluxo e melhorado o turismo na região ? 
Novos estudos devem ser feitos, pois é uma obra cara e os recursos devem ser direcionados de forma a proporcionar o retorno do investimento. Em muitas cidades de outros Estados depara-se com uma bela infra-estrutura aeroportuária, porém ociosa. Nesses casos a pressão política parece ter sido maior que a viabilidade da obra. 
Outros exemplos, como no Sul da Bahia ou em Santa Catarina indicam o sucesso no fluxo de turistas argentinos. Mas, não sei se exatamente a variável determinante para explorar esse polo emissor é a necessidade de um aeroporto, pois o de São José dos Campos não se encontra muito distante e poderia ser utilizado em pacotes turísticos, através de vôos fretados, desde que apresentem boas vantagens.
Além disso para competir com outros centros receptores, que saíram na frente, não basta só atrativos naturais, atualmente muito desgastados, torna-se necessário mudar a cultura empresarial, melhorar a infra-estrutura urbana e hoteleira e investir na qualificação de mão de obra. 
Por outro lado, Ilhabela não se ressentiu da falta de um aeroporto e apesar de dispor de um píer acanhado recebe nesta temporada grandes transatlânticos que fazem a costa brasileira.

Irineu Nalin é economista
Ir/28/12/03 

 
Carta do Leitor Topo

Parabéns - Quero parabenizar o Litoral Virtual pelo importante papel que cumpre informando e atuando junto aos problemas do município. Mandei um e-mail no dia 23 relatando a falta de atendimento médico (ortopedista) em Boissucanga. No mesmo dia do e-mail foram buscar a paciente em casa e deram o adequado atendimento. Esse deveria ser o papel da imprensa, atuando para informar e transformar. Parabéns mais uma vez.

Yara Rovai 
São Sebastião, SP


Saco da Ribeira/Lázaro - No decorrer do ano vejo sempre notas na imprensa comentários de alguns para-quedistas que dizem que Ubatuba não da certo. Sou nascido aqui na região do Saco da Ribeira/Lázaro e gostaria de parabenizar esse povo humilde mas que no decorrer dos últimos anos vem se organizando em associações e mudado a história da nossa comunidade. 
As festas de final de ano realmente mostra a união das pessoas que moram e frequentam essa região investindo nas associações como a de vela onde temos um campeão Brasileiro, Equipe de futebol na liga Ubatubense de futebol e que promove eventos como as atividades esportivas para crianças e adultos, bingos etc... A associação dos marinheiros que devagar esta tomando seu lugar, dando mais informação e palestras além de vários tipos de subsídios trazendo assim a dignidade da classe ea segurança para quem procura, nossa escola que está de parábens pela colocação de nossos meninos nos jogos escolares a direção que trabalha com a comunidade e realiza festas e eventos esportivos como os jogos de final de ano. 
A quadra poliesportiva requerida e ganha pelas entidades locais em parceria com a prefeitura que implantou escolinha de futebol, atividades esportivas para terceira idade, a etapa da prova natatóriaque passou por aqui e que nos faz sonhar, e por que não uma piscina? O trabalho 
que a capoeira faz tambem é importantissíma na nossa sociedade. Temos bandas de forró e pagode que mostra a criatividade e a alegria de nossos jovens, isto sem falar que somos uma industría a céu aberto que gera emprego e sustento para várias familias de Ubatuba.
Então gostaria de disser, que a exemplo de Saco da Ribeira/ Lázaro que Ubatuba pode mudar, o ubatubano tambem pode mudar e querer o melhor, basta acreditar se organizar e melhorar. Ubatuba é lindo o povo é lindo e tem fé que é muito importante. Parábens Saco da Ribeira/ Lázaro que a união entre vocês tragam muitas vitórias e sirva de exemplo para pessoas que não acreditam em Ubatuba e para-quedistas.

Alexandre Peres
Saco da Ribeira
Ubatuba, SP


Cadeias neles! - Sempre que ocorrem fugas ou rebeliões nas cadeias do litoral norte, localizadas em Caraguatatuba e São Sebastião, as autoridades policiais relembram às autoridades municipais e à sociedade em geral o estado em que se encontram as unidades prisionais da região, cuja síntese, há anos, é a seguinte: 
1. Invariavelmente comportam o triplo da lotação e não oferecem perspectivas de recuperação aos detentos – são unidades adaptadas para a função; 
2. Em pelo menos duas oportunidades, a cadeia pública de São Sebastião teve suas instalações condenadas, após vistorias realizadas pela Vigilância Sanitária e pelo Corpo de Bombeiros. Situação idêntica deve ocorrer à cadeia de Caraguatatuba;
As autoridades policiais têm, sistematicamente, recomendado a construção do CDP – Centro de Detenção Provisória – como solução para a questão prisional do litoral norte. Se adotada a orientação, umas das cidades da região passaria a assumir toda a população carcerária, dispondo de 768 vagas para os presos que aguardassem julgamentos, acrescidas de 108 vagas para o cumprimento da progressão de pena. Acrescente-se que a ocupação das vagas não seria restrita aos detentos da região, portanto, presume-se que haveria a importação de clientes de outras localidades. 
A pergunta que está posta aos prefeitos da região é a seguinte: O senhor aceita implantar um CDP na sua cidade? O Governo do Estado assegura que essa é a melhor solução. O senhor acredita nisso?
Evidentemente, nenhum deles dará o lance que o Governo do Estado aguarda, pelo simples motivo de que a criminalidade cresce de tal forma que supera a capacidade de investimento do Estado, seja para ampliar os quadros policiais como também para construir novas acomodações para os clientes, novos ou reincidentes. Quem tiver dúvidas pode pesquisar as informações ou as mais recentes declarações das autoridades responsáveis pela Segurança Pública do Estado de São Paulo que irá verificar a procedência das afirmações. 
As cidades do litoral norte deveriam ter, cada uma delas, a sua própria unidade prisional. A unidade adequada ao litoral norte chama-se CR – Centro de Ressocialização – que comporta 210 (duzentos e dez) reeducandos e atende os três regimes de detenção: condenados, sob os regimes fechado e semi-aberto, e presos que aguardam julgamento, sob o regime fechado.
A situação prisional do litoral norte está como está devido à indecisão de cinco personalidades: o Governador do Estado mais os prefeitos das quatro cidades da região. O primeiro, porque possivelmente não estaria disposto a assumir o compromisso imediato de construir duas unidades do Centro de Ressocialização, em Caraguatatuba e São Sebastião. Talvez por motivo de economia. Os demais, porque paralisaram as articulações entre si, junto ao Governo do Estado e em parceria com a sociedade civil, travando o surgimento de propostas inovadoras, entre as quais atualmente reputo as de atenção aos adolescentes e aos egressos do sistema prisional. 
Já está na hora de darmos um basta na inércia que os governantes impuseram ao andamento das deliberações sobre o sistema prisional do litoral norte, sob o pretexto de que o tema é polêmico ou mal compreendido por segmentos da sociedade civil. Se não houvesse divergências de opiniões, ou mesmo de caráter, entre os cidadãos e, por extensão, entre as instituições que nos representam, a política e os políticos perderiam a finalidade. Portanto, senhores governantes, comemorem quando o assunto mobilizar os cidadãos que os elegeram e aproveitem a oportunidade para marcar sua passagem pelo poder. 
De minha parte, ficaria satisfeito com uma boa resposta para a seguinte pergunta: Por que não um Centro de Ressocialização em cada uma das cidades do litoral norte?
Atenciosamente

Vitório M M Papini
Boiçucanga, São Sebastião, SP

Foto do Dia Topo


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia
 

Gaivota FM
Participe você também com seu comentário, crítica ou sugestão no programa
Estação Ubatuba c/ Tony Luiz
De segunda a sexta das 12 as 14 hs na Gaivota FM 104.9
Sempre com entrevistados diários e variados, falando sobre todos os temas
Ligue 3833.5550


 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


Marcos Borges da Silva - artista plástico Mykonos Turismo

As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:

Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor