Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quarta-feira, 07 de janeiro de 2004 - Nº 944 Edições Anteriores

Barra da Lagoa Porto das Artes BIL

Região
Nova febre tira adolescente da praia
'Verão Limpo' começa na 6ª com exposição


Caraguatatuba
Cetesb libera Martin de Sá para banho
Área de pesca e maricultura será avaliada
Vereadores decidem seguir apurando denúncia contra Antonio Carlos
Prefeito atribui sucesso do verão à infra-estrutura da cidade
Prefeitura inicia 14 obras esta semana
Começa recreação esportiva nas praias de Caraguá
Fundacc promove Coreto em Sol e Pôr-do-Sol Musical
Fundacc lança no MACC a primeira série de postais de Caraguá
Show de Charles Brown Jr. leva ao delírio milhares de fãs
Banda “Whisky Marítimo”
Br´oz se apresenta em Caraguá dia 9


Ilhabela
Velejadores participam do Campeonato Brasileiro Classe Optimist 2004


São Sebastião
Vizinho de igreja é suspeito de disparar rojão
Moradores da Vila Amélia fazem abaixo assinado a favor do CDP
Ingressos para show de Chico César já estão à venda
Começa nesta sexta-feira a tradicional Festa de São Sebastião
Pagamento de IPTU tem 10% de desconto até o dia 10 de janeiro
Coral Municipal abre inscrições para novos coralistas
Prefeitura promove “1º Festival de Teatro de Rua de São Sebastião”


Ubatuba
Ubatuba recepciona crianças do interior
Comtur e Setur investem em infra-estrutura para o turista
Arte escolar no paço Municipal
PM flagra ladrões ‘descansando’ no quintal depois do roubo
Trio assalta estudante dentro do carro estacionado no Tenório

Seções
Conto
Diário de Bordo
Carta do Leitor
Foto do Dia



Notícias da Região Topo

Nova febre tira adolescente da praia

Litoral Norte - As casas de jogos de computador são a nova mania do verão no Litoral Norte. Conhecidas por 'Lan House', as casas atraem centenas de jovens que deixam de ir à praia para ficar horas jogando.
Só em Caraguatatuba, são seis casas do gênero na região central. Além dos jogos, as casas oferecem também acesso à internet.
Segundo o proprietário da Super Ação Net Games, Adriano Rico Cabral, a maioria dos clientes, com idades entre 15 e 24 anos, deixa de ir à praia para jogar. O movimento médio da casa é de 230 pessoas por dia, segundo o proprietário .
"No verão, o movimento aumenta 500% em comparação aos demais meses do ano. As pessoas jogam por várias horas", disse Cabral.
A Lan House oferece diversos jogos de ação, esporte, RPG e estratégia. A hora custa em média R$ 4 e a maioria das casas funciona durante a madrugada, quando o preço é menor devido aos pacotes promocionais.
MANIA - O estudante Vitor Faria, 7 anos, de São José dos Campos, disse que prefere ficar na Lan House do que ir à praia.
"Gosto muito de jogar com minha irmã e meus amigos. Aprendi os jogos há um ano e passo várias horas do dia no computador", disse.
O estudante Bruno Almeida, 14 anos, também de São José, disse que passa até cinco horas por dia jogando. Apesar de gostar de ir à praia, ele nunca deixa de frequentar as casas durante as férias em Caraguá.
"É legal ter um espaço para jogar em outra cidade pois é uma opção para os dias de chuva. Como frequento todos os dias, faço bastante amizade", disse.
Para o estudante Thiago Santos, 16 anos, de Caraguá, as casas são bastante frequentadas na temporada de verão. Ele disse que mora na cidade há dois anos e nunca foi à praia.
"Não gosto de praia e fico todos os dias na casa. Já participei de vários campeonatos e chego a ficar mais de cinco horas jogando", disse.
Para o estudante Paulo Ricardo Lopes, 12 anos, de São Paulo, mesmo em outra cidade, não dá para ficar sem ir à Lan House.
"Gosto muito de frequentar as casas pois conheço várias pessoas. Cheguei à cidade e já procurei um lugar para jogar", disse o estudante. (Fonte: ValeParaibano)

'Verão Limpo' começa na 6ª com exposição

Litoral Norte - O programa "Verão Limpo 2004", que será realizado pela Cetesb durante a temporada no Litoral Norte, contará com exposições itinerantes a partir deste final de semana.
A campanha será realizada até o Carnaval, mas as exposições itinerantes serão realizadas apenas neste mês.
Serão seis painéis com fotos e explicações sobre temas como balneabilidade, acidentes ambientais, algas tóxicas, a relação do mar com a saúde e a destinação correta do lixo.
Para o trabalho será utilizado um carro --o laboratório volante da Cetesb--, onde seis técnicos da agência farão demonstrações de análises de água e tirarão as dúvidas dos banhistas.
No próximo sábado, será realizado um seminário em São Sebastião para lançamento da campanha, mas as exposições itinerantes na cidade começam já na sexta-feira.
A Cetesb ainda não definiu todas as praias que receberão as exposições itinerantes, mas os trabalhos deverão ser realizados neste final de semana em Maresias (São Sebastião), de 16 a 18 na Martin de Sá (Caraguatatuba) e de 30 de janeiro a 1º de fevereiro na Praia Grande (Ubatuba).
Segundo a gerente do Setor de Águas Litorâneas da Cetesb, Cláudia Lamparelli, Ilhabela não foi incluída no projeto devido à falta de datas.
CARTILHAS - Segundo ela, para orientar os banhistas, a agência vai distribuir 5.000 cartilhas com informações sobre o monitoramento das águas para o contato primário (balneabilidade), os riscos de contágio por meio de contato com água e areia poluídas, as causas e as precauções que devem ser adotadas. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Caraguatatuba Topo

Caraguatudo Albatroz Pousada

Cetesb libera Martin de Sá para banho
Principal praia de Caraguá é classificada como própria, após 18 dias; Litoral Norte passa a ter 3 boletins semanais

Caraguatatuba - Depois de 18 dias, a praia Martin de Sá, a principal de Caraguatatuba, foi liberada para banho ontem pela Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental).
A praia vinha sendo considerada imprópria desde o dia 20 de dezembro, de acordo com as análises semanais de balneabilidade da Cetesb. A liberação da Martin de Sá foi a principal novidade do boletim divulgado ontem.
No total, oito praias foram classificadas como impróprias --mesmo número do boletim do último dia 28.
Em relação ao resultado anterior, as novidades foram a inclusão na lista de São Francisco e Pontal da Cruz --o que elevou o número de praias impróprias de São Sebastião de uma para três-- e Pinto, em Ilhabela. Além da Martin de Sá, também foram liberadas para banho Perequê e Portinho, em Ilhabela.
Durante este mês, a Cetesb decidiu intensificar a fiscalização da balneabilidade de 9 das 80 praias do Litoral Norte, aumentando de um para três o número de coletas semanais. O trabalho será realizado às quartas, sábados e domingos.
Também serão três boletins semanais --às terças, quintas e domingos. Amanhã será divulgado o primeiro já com o novo sistema.
A intensificação das coletas, que será adotada apenas neste mês, será realizada nas praias com maior concentração de usuários e que apresentam maiores variações na balneabilidade (veja quadro nesta página).
"Com boletins a cada dois dias, vamos manter os usuários mais atualizados sobre as condições das praias mais procuradas para banho. Esse trabalho é necessário já que são praias que apresentam variação na balneabilidade praticamente todo dia", disse a gerente do Setor de Águas Litorâneas da Cetesb, Cláudia Lamparelli.
Segundo ela, durante o verão e principalmente em janeiro, as praias apresentam maior variação na balneabilidade devido à junção de três fatores --esgoto doméstico, chuva e grande concentração de pessoas.
"É normal a piora da qualidade da água neste período. Os usuários devem acompanhar nossos boletins e evitar tomar banho em praias impróprias porque poderão adquirir doenças como hepatite A, cólera, febre tifóide e gastroenterite."
Segundo Cláudia, também neste mês a companhia vai realizar exposições itinerantes dentro do programa "Verão Limpo 2004" (leia texto nesta página).
REAÇÃO - Usuários da Prainha, em Caraguá, elogiaram ontem a intensificação das coletas. "Sempre verifico a balneabilidade e o aumento do número de boletins vai facilitar esse acompanhamento", disse a estudante Simone Reis, 28 anos, de São José dos Campos.
Também de São José, a secretária Roseli Lipreri, 29 anos, afirmou que evita as praias impróprias. "Essa divulgação dos boletins da Cetesb ajuda bastante os turistas." (Fonte: ValeParaibano)

Área de pesca e maricultura será avaliada

Caraguatatuba - A Cetesb decidiu sistematizar e intensificar o monitoramento do mar no Litoral Norte durante a temporada de verão deste ano.
Além da avaliação da balneabilidade, a agência ambiental passará a analisar a qualidade da água nos locais onde são desenvolvidas atividades como a maricultura (criação de frutos do mar como mariscos, mexilhões, ostras e camarões) e a pesca.
Também serão monitoradas as áreas que sofrem influência dos lançamentos dos emissários marinhos. Em parceria com a Unitau (Universidade de Taubaté), a Cetesb também vai analisar o surgimento e as causas da proliferação de algas tóxicas. A pesquisa é inédita na região.
Os novos trabalhos têm como objetivo levantar informações que permitirão à companhia avaliar os riscos de contaminação dos frutos do mar cultivados nas instalações de maricultura.
"Com esse monitoramento mais intensivo, queremos ajudar os pescadores e pessoas do Litoral Norte que sobrevivem da maricultura. A partir de março, teremos quatro boletins até o final do ano que serão úteis para eles saberem as reais condições da água marinha", disse a gerente do Setor de Águas Litorâneas da Cetesb, Cláudia Lamparelli.
ALGAS - De acordo com a Cetesb, a proliferação das algas pode repercutir na contaminação dos organismos marinhos e provocar mortandade de peixes.
Elas interferem também na balneabilidade das praias, já que o contato com a pele pode causar irritações e a ingestão de água contaminada pode provocar gastroenterites. (Fonte: ValeParaibano)

Vereadores decidem seguir apurando denúncia contra Antonio Carlos

Caraguatatuba - Os vereadores membros da Comissão Processante que analisa denúncia do advogado e ex-candidato a prefeito Álvaro Alencar Trindade, contra o prefeito Antonio Carlos da Silva, realizaram na tarde de ontem a sua primeira reunião de trabalho. Ao final do encontro decidiu-se pela continuidade na apuração dos fatos.
A Comissão Processante é formada pelos vereadores Aurimar Mansano (PTB), presidente; Juarez Pereira Pardim (PSDB), relator e Omar Kazon (PL), membro e foi formada para analisar e apurar denúncia de superfaturamento, feita por Álvaro Trindade, contra o prefeito Antonio Carlos da Silva, na compra de computadores, acessórios e um software educacional, da empresa Iteai.
A denúncia foi aceita no início do mês passado e a citação formal entregue ao prefeito em 16 de dezembro, com prazo de 10 (dez) dias para a sua defesa prévia, o que foi feito em 26 de dezembro. A primeira reunião de trabalho da comissão aconteceu na tarde deontem, dia 6 de janeiro. A comissão tem prazo de 100 (cem) dias corridos para concluir seus trabalhos, a contar da data da entrega da denúncia ao prefeito.
A primeira reunião da comissão durou cerca de 2h30. Ao final, decidiu-se pela continuidade na apuração dos fatos e pela contratação de uma empresa de informática, especializada em perícia, para análise e parecer. Os membros da comissão deram vistas preliminares da denúncia, que conta com mais de 300 páginas, à defesa, fazendo posteriormente uma leitura mais apurada dos documentos encaminhados pelo prefeito, que foi feito pelo advogado Rui Camargo Viana.
A comissão deverá se reunir, ainda sem horário definido, no dia 16 de janeiro, na Câmara Municipal de Caraguatatuba. (Fonte: Imprensa Livre)

Prefeito atribui sucesso do verão à infra-estrutura da cidade
Fatores que garantem a qualidade de vida da população também são responsáveis pela boa recepção a turistas e veranistas

Caraguatatuba - O prefeito de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva, acredita que o sucesso de público, especialmente no feriado de réveillon, deve-se à infra-estrutura que, hoje, o município pode oferecer aos turistas e moradores. "A bandeira verde nas praias do Centro e Indaiá é um exemplo dos frutos de um trabalho feito, desde 1997, quando a cidade tinha apenas 8% de rede de esgoto construída. Hoje, essa porcentagem aumentou para 60%. As ligações de coleta somam 26%, sendo que 100% do esgoto coletado é tratado. Mas ainda temos muito o que comemorar, até o final deste ano, quando a cidade terá 90% do esgoto tratado e coletado", afirmou o prefeito. Estas e outras declarações foram feitas no Programa Alô Prefeito desta terça-feira, 6 de janeiro.
Antonio Carlos declarou que, em Caraguá, não há mais falta de água, como acontecia anos atrás, mesmo durante um feriado tão intenso. Lembra ainda que 100% dos 95% da água que é distribuída é tratada. 
Segundo o prefeito, os fatores que garantem a qualidade de vida da população também são responsáveis por uma temporada de sucesso. "Caraguá é uma cidade que possui avenidas largas, rotatórias, trânsito organizado, além de oferecer atrações e lazer para todas as idades". A cidade divulga cada vez mais cedo suas atividades de verão. Este ano, a temporada começou no dia 19 de dezembro, com o show de Maurício Manieri, e promove atividades recreativas, esportivas e de lazer, nas principais praias, até fim de fevereiro.
Quanto ao policiamento, o prefeito destacou que houve uma significativa melhora. "Comparado ao do ano passado, diminuíram as ocorrências, apesar do aumento de visitantes", ressalta Antonio Carlos. "O Trânsito foi outro fator responsável pela excelente temporada de verão, em Caraguá", disse referindo-se às obras da Rodovia Tamoios e Rio - Santos, que melhoraram os acessos. 
De 24 de dezembro a 4 de janeiro, a Divisão de Trânsito e Transportes Coletivos realizou obras disciplinares de trânsito, além de apoiar os shows na Praça de Eventos, secretarias municipais, polícia militar e comunidade, apreendeu veículos, entre outras ações que corresponderam ao dobro dos trabalhos realizados no ano passado. 
Outra iniciativa com bons resultados é a parceira com o Corpo de Bombeiros, através dos guarda-vidas da Salvamar que evitou afogamento, nas praias. 
A prefeitura também reforçou a Coleta de lixo. O lixo recolhido, no período de 31 de dezembro a 4 de janeiro, totalizou uma média de 220 toneladas diárias, o que corresponde a uma população média de 800 mil pessoas. Na baixa temporada, Caraguá produz cerca de 60 toneladas/dia de lixo.
Para o Comércio, segundo o presidente da ACE (Associação Comercial e Empresarial), Jorge Washington de Camargo, as vendas foram maiores este ano. (Fonte: PMC)

Prefeitura inicia 14 obras esta semana

Caraguatatuba - Segundo declarações do prefeito Antonio Carlos da Silva, no programa Alô Prefeito, a prefeitura inicia 14 obras, esta semana. Entre elas estão pavimentações, asfaltamentos, centros comunitários dos bairros Olaria, Casa Branca e Getuba, reforma; ampliação e melhoria da escola do Rio do Ouro; desapropriação de área para construção de um centro comunitário, no Rio do Ouro; as Unidades de Saúde do Olaria, Massaguaçu e Morro do Algodão, além da reforma de diversas Unidades de Saúde, como Jaraguazinho, Porto Novo, entre outras. O prefeito comentou, no programa, que os investimentos em Saúde, este ano, estão garantidos por 23% do orçamento destinado à área. 
A revitalização do Rio Santo Antônio é outra obra que terá início esta semana. A melhoria inclui a construção de uma ponte que liga os bairros Jardim Primavera e Indaiá, na altura da Av. Rio de Janeiro (rua da secretaria da Educação). Além disso, as margens do rio receberão 10 piers para pesca. (Fonte: PMC)

Começa recreação esportiva nas praias de Caraguá
A prefeitura está disponibilizando monitores esportivos e arenas de volei, futvolei e futebol de areia, nas praias da cidade; além da Clínica de Vôlei Banespa, que volta à Caraguá, dia 21.

Caraguatatuba - As atrações esportivas começam a agitar as praias de Caraguá no sábado, dia 10, com o projeto da Secretaria de Esportes e Recreação do município que irá oferecer aulas e torneios de voleibol dupla, futvolei e futebol de areia em arenas montadas nas praias Martin de Sá e Indaiá. Nas arenas também haverá monitores disponíveis que darão aulas para quem quiser aprender sobre as modalidades.
O projeto estará acontecendo na Praia Martin de Sá, com Futvôlei e Voleibol, com realização de torneios e atividades recreativas. Na Praia do Indaiá haverá duas quadras para beach soccer (futebol de areia), na área do Módulo e Axé Varandão.
Ginásios Esportivos - Esporte e recreação sob orientação de monitores. Os torneios serão realizados de quartas-feiras a domingos; e as aulas com os monitores acontecerão de quartas a sextas-feiras.
No dia 21 de janeiro, haverá Clínica de Vôlei com a equipe do Banespa, na Praia do Indaiá, quiosque Varandão.
Outro atrativo esportivo da programação de Verão de Caraguá é a aula aberta de Aeróbica, Lambaeróbica, Aerosamba e Recreação na praia. As aulas acontecem na Praia Indaiá - 11h às 12h., na Praia da Cocanha - das 16h às 17h; na Praia do Centro - das 20h às 21h, e na Aulas abertas de ginástica, aeróbica, lambaeróbica, aerosamba e aeropagode. 
Mais informações pelos telefones 9765-6842 (Guedes) e 3882-3429 (Chaves). (Fonte: PMC)

Fundacc promove Coreto em Sol e Pôr-do-Sol Musical 

Caraguatatuba - Os projetos musicais da Fundacc proporcionam ao público o contato com renomados músicos do Litoral Norte, Vale do Paraíba e São Paulo, em estilos variados. Aos grupos é dado espaço para que possam mostrar o que têm produzido, divulgar seu trabalho e abrir a possibilidade de novos contatos. Música para todos os gostos e idades, de reggae a bossa nova, de chorinho a surf music, fazendo com que moradores e turistas possam apreciar música "de primeiríssima" nas tarde e noites quentes do Verão 2004 em Caraguá.
Coreto em Sol - Sempre primando por música brasileira, o Coreto em Sol, projeto musical da Fundacc, acontece de 2 de janeiro a 15 de fevereiro de 2004, nos coretos das praças do centro, Massaguaçu, Porto Novo e Perequê- Mirim. No centro, o projeto acontece de sexta a domingo, às 20h30, estilos variados às sextas-feiras, e aos sábados, apresentam-se grupos de chorinho. Aos domingos toca a Banda Municipal Carlos Gomes. Nos outros locais, o projeto acontece aos sábados no mesmo horário.
Pôr-do-Sol Musical - Às quintas-feiras, na Praça do Caiçara, no Pólo Cultural Profª Adaly Coelho Passos, sempre às 18 horas, a Fundacc apresenta grupos musicais locais oferecendo boa música ao cair da tarde. É o Pôr-do -sol Musical. Imperdível. (Fonte: PMC)

Fundacc lança no MACC a primeira série de postais de Caraguá

Caraguatatuba - Com a série “Paisagens”, a Fundacc - Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba dá início a uma série de postais que visa lançar ao longo de 2004. São seis imagens de pontos turísticos de Caraguatatuba como a Pedra da Freira, Praia do Camaroeiro, Lagoa Azul, Rio Juqueriquerê, Praia do Centro e uma vista geral da cidade do alto da Rodovia dos Tamoios. As fotos são dos fotógrafos Gianni D’Angelo, Tércio Lira, e imagens aéreas do acervo da Prefeitura Municipal de Caraguatatuba.
Os postais estão sendo vendidos no MACC - Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba a R$0,50 cada um e R$ 2,50 o pacote com as seis imagens. 
A novidade é que os turistas poderão enviar seus postais a seus amigos e familiares sem sair do MACC, pois podem adquirir selos e já colocar na caixa de correio recém instalada no local. (Fonte: PMC)

Show de Charles Brown Jr. leva ao delírio milhares de fãs

Caraguatatuba - O show realizado no dia 02 de janeiro, na Praça de Eventos, pela Banda Charles Brown Jr, levou ao delírio milhares de fãs que se acotovelaram e dançaram frenéticamente ao som do grupo de rock . Premiados recentemente no Programa do Faustão como a melhor banda de rock de 2003, falaram na ocasião, sobre sua agenda e apresentação em Caraguá.
Charles Brown Jr. fez sua primeira apresentação do ano, na cidade, repetindo o sucesso dos anos anteriores, quando também iniciou sua tourné por Caraguá. Segundo o vocalista do grupo, a cidade “é pé quente” e a banda queria fazer uma apresentação “inesquecível” .
O número de pessoas presentes no show superou em muito as expectativas já que a banda tem um público específico, amante do gênero . 
Cerca de 25.000 pessoas estiveram aplaudindo Charles brown Jr.e cantando suas músicas. Segundo a assessoria do grupo, o show acústico é composto por musicas descompromissadas de rótulos e padrões pré estabelecidos pelo mercado e tem muito Ska, Reggae, Rock, Rap e Hip-Hop.
No dia 03 foi a vez do Festival de Reggae com as Bandas Tribo de Jah, Jah-Live, Reggae Style e Dagô & Radical Roots que levou para a Praça de Eventos um público de 15 mil aficcionados do gênero. As Bandas, mensageiras de muita alegria e descontração começaram a apresentação ás 24 horas e se sucederam em qualidade musical, alegria e animação.
Neste mês de Janeiro, o Caraguá Planet Music já tem programadas as apresentações do grupo Br’oz (09- Sexta) Raça Negra ( 10-Sab.) Felipe Dylon, (16- Sexta) Rave - A maior festa eletrônica do litoral com 12 horas de muita música eletrônica com DJ’s de São Paulo e região ( 17- Sab.) , Bezerra da Silva, Farofyno, (23 -Sexta) , Kaleidoscópio, Circulandô de Fulo (24- Sab.) Rappa ( 30 - Sexta) e Tradição (31- Sab.). (Fonte: SETUR Caraguá)

Banda “Whisky Marítimo”

Caraguatatuba - A Banda Whisky Marítimo apresenta-se no Caraguá Planet Music no dia 7, quarta-feira, na Praça de Eventos, na praia do Centro, a partir das 21h30.
Whisky Marítimo, uma banda toda nossa. Whisky com pedras de gelo obviamente feitos de água de coco... Cheiro de mar e sabor ao gosto da maioria, vem com um repertório bastante eclético - tem influências do Blues, e Soul Music, e apresenta composições próprias premiadas em festivais. O ritmo é alucinante: Mutantes, Sublime, Pearl Jam, Green Day, Arnaldo Antunes, Titãs, Paulinho Mosca, entre outras.
Whisky Marítimo compõe-se de elementos oriundos de outros grupos, Virgulóides, de sucesso nacional; Full de Boca, e Bichos da Costeira, mas desde sua primeira formação em 2000, vem se destacando no cenário musical do Litoral Norte. Os integrantes são: Rubinho, (Rubens de Castro) nos vocais, Sky (Alexandre Marques) na bateria e percussão, Beto Demoraux (ex-Virgulóides)no contra-baixo, e Jorge Urashima nos violões e vocais. 
Além de shows e festas, a banda apresentou-se no Projeto Radar - SESC/2001 e foi matéria do Projeto Verão TV Vanguarda em 2001. No Verão/2003, no Projeto Coreto em Sol, realizado pela Fundacc - Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba. 
Em 2003, a convite da TV Vanguarda, produziram o jingle e o videoclipe com a nova música da emissora, que para o Litoral Norte, ganhou versão reggae feita pela Banda Whisky Marítimo. O clipe teve como cenário natural, as praias de Massaguaçu e Cocanha, com imagens de surf, canoagem, pescadores artesanais, e gente bonita e de bem com a vida que habita estas areias. Em 19 de dezembro/2003, a convite da Máxima Produções, apresentou seu show inédito na Festa “Bye Bye 2003 - Solidariedade Máxima”, participando da arrecadação de alimentos para Asilo Vila Vicentina, doando seu cachê para a campanha. 
O grupo vem aperfeiçoando-se cada vez mais e traçando metas e vôos altos para 2004. Contatos para shows podem ser feitos com Rubinho Castro (12) 9767 5499. (Fonte: PMC)

Br´oz se apresenta em Caraguá dia 9

Caraguatatuba - O grupo Br’oz estará em Caraguatatuba no próximo dia 9 de janeiro, como atração do Caraguá Planet Music, que acontece na Praça de Eventos, às 23 horas. O grupo formado por Oscar Filipe, Matheus, André e Jhean foi revelado pelo Programa Popstars no dia 18 de outubro de 2003. O Br’oz lançou seu primeiro CD no dia 20 de outubro pela gravadora Sony Music, uma das maiores do mundo, e produzido pelo empresário Rick Bonádio. Em apenas uma semana o grupo vendeu 100 mil cópias, resultando no Disco de Ouro. No dia 30 de novembro receberam o Disco de Platina, 250 mil cópias vendidas. Em dezembro, o grupo lançou o primeiro DVD com o show ao vivo realizado no Olympia em São Paulo. Os rapazes que formam o Grupo Br’oz foram escolhidos pelos renomados jurados Popstars Alexandre Schiavo, Rick Bonádio, Lara Negrete e Sylvio Lemgruber. Os cinco garotos iniciaram sua trajetória no dia 8 de junho, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, onde passaram pela primeira eliminatória. Durante três meses eles foram submetidos a vários testes, avaliações individuais de canto e dança, testes de vídeo, participações nos workshops e convivência em grupo. Ao todo eles passaram por 11 eliminatórias. “Produzir o CD foi um grande desafio. Criar canções, compor um repertório para uma banda pop em formação e ao mesmo tempo participar de uma seleção em um programa de TV, requer uma grande responsabilidade. Mas o resultado é um disco fantástico. Vários compositores do Brasil e do mundo colaboraram. Temos canções de autores que trabalham no pop mundial com artistas como N’Sync, Backstreet Boys, Nick Carter, Bon Jovi e também autores consagrados do pop nacional como Leandro Lehart, Vinny, Marcus Menna e Milton Guedes. O disco mostra deferentes vertentes da música pop, indo do dance ao R&B, passando por baladas, rock e até nu metal. Influências ciganas e muita brasilidade acima de tudo. Afinal o Br’oz nasce para ser um dos maiores representantes brasileiros da música POP”, diz Rick Bonádio. (Fonte: PMC)

Notícias de Ilhabela Topo



Velejadores participam do Campeonato Brasileiro Classe Optimist 2004

Ilhabela - Os velejadores de Ilhabela e São Sebastião participam esta semana do 32º Campeonato Brasileiro da Classe Optimist 2004, em Porto Alegre (RS).
A equipe do Grêmio de Vela de Ilhabela é formada por nove atletas que compõem o time paulista: Gabriel Silva, Ronyon Silva, Mariana Matheus, João Mário Posso, Fernando Cardial, Gustavo de Carvalho, Nicolas de Jesus, Pedro Luz e Baepi Pinna, atual campeão paulista de 2003. Também integram a equipe do Estado os velejadores sebastianenses Gabriel e Fábio Melchert. 
Os melhores velejadores brasileiros estarão competindo entre si, buscando as melhores colocações nas categorias mirim, infantil, juvenil e feminino. O campeonato brasileiro faz parte da seletiva para a formação das equipes que irão representar o Brasil nos campeonatos Sul-americano e Mundial. Para Marcos Cardial, diretor do Projeto Navegar de Ilhabela, os representantes da cidade têm chances reais em suas categorias, e são acompanhados tecnicamente pelo velejador Roberto de Jesus, o Beto de Mazinho, atual diretor de Esportes Náuticos da Secretaria Municipal de Turismo. 
Os atletas também contarão com o apoio de Flávio, Gereba, Ronilan, Maristela, Gilmar e Marisa, pais que estarão assessorando os garotos tanto em terra quanto na água.
A equipe do Grêmio de Vela tem o patrocínio da Prefeitura Municipal de Ilhabela para o custeio das taxas das federações e inscrições do campeonato, alimentação, técnico, bote de apoio, além de um caminhão que transportou os barcos para o campeonato e o carro da Secretaria de Turismo, que servirá de apoio para os velejadores em Porto Alegre. A equipe também conta com o apoio do Yacht Club de Ilhabela.
A competição - A competição, que começou ontem com medição das velas, vai até o dia 16. Serão dez dias disputas nas águas do Rio Guaíba, no Clube Veleiros do Sul. 
São esperados cerca de 150 velejadores com idades de 8 a 15 anos, representando 15 Estados. 
Amanhã acontece a regata de reconhecimento da raia. Na sexta começam as regatas válidas pelo campeonato, que vão até o dia 16 de janeiro, quando serão conhecidos os campeões brasileiros nas categorias mirim, infantil, juvenil e feminino. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de São Sebastião Topo

Nautica Superchic

Vizinho de igreja é suspeito de disparar rojão
Polícia de São Sebastião instaura inquérito de homicídio culposo para apurar morte de criança na virada do ano

São Sebastião - A Polícia Civil de São Sebastião instaurou inquérito de homicídio culposo (sem intenção de matar) contra o aposentado A.R.P., 59 anos, de São Paulo, suspeito de ter soltado o rojão que atingiu e matou o menino Gustavo Kenedy de Oliveira, de 1 ano e 7 meses.
No inquérito, instaurado anteontem, já foram ouvidas oito pessoas. O acidente aconteceu no pátio de uma igreja evangélica localizada no bairro Canto do Mar, costa norte da cidade, na virada do ano.
O delegado do 3º Distrito Policial, Múcio Mattos Monteiro de Alvarenga, disse que o aposentado foi interrogado ontem. Segundo o delegado, P. disse que soltou o rojão por volta da 0h20 do dia 1º, quando sua família e amigos voltaram da praia. Ele teria ficado em casa cuidando da churrasqueira. A casa fica a 10 metros da igreja.
O menino e seu pai, o caminhoneiro Analton Rodrigues de Oliveira, 28 anos, foram atingidos quando estavam no pátio da Igreja Cristã Evangélica, com mais cerca de 80 pessoas.
O garoto foi atingido no tórax e morreu minutos depois. Seu pai teve queimaduras no braço direito.
Segundo o delegado, entre as pessoas ouvidas no inquérito estão frequentadores da igreja, vizinhos e o pai da criança. Alvarenga disse que esta semana ainda deve ouvir o pastor da igreja.
Ele afirmou que a perícia fará análise do rojão e vai verificar se seria possível o artefato disparado da casa de P. ter atingido a igreja.
Segundo o delegado, o aposentado poderá pegar de um a três anos de detenção. "Ele é réu primário e tem bons antecedentes."
P. mora em São Paulo mas tem casa de veraneio em São Sebastião há 25 anos. Ele não foi localizado ontem para comentar o assunto. (Fonte: ValeParaibano)

Moradores da Vila Amélia fazem abaixo assinado a favor do CDP

São Sebastião - Desde a rebelião dos presos na noite de Natal moradores da Vila Amélia estão unidos em uma só idéia: a construção do Centro de Detenção Provisória na região. Com isso, por conseqüência, a retirada dos detentos da cadeia pública, que fica no bairro. 
O abaixo assinado já conta com mais de 400 assinaturas de moradores da vila e de outros bairros. A moradora Maria de Lourdes Santos diz que uma nova lista está prestes a ficar pronta. “Não dá para ficar assim. Uma vizinha já teve a casa dela invadida. Foi um terror”, disse. 
Os moradores sofrem com cada notícia que surge em relação à cadeia. Medo e preocupação foram intensos durante o último Natal. “Eles (os presos) não vivem em condições adequadas. Falta higiene, sem contar a lotação, que já foi ultrapassada faz tempo”, continua Lourdes. 
O abaixo-assinado deve ser entregue na Câmara Municipal, na volta do recesso parlamentar. De acordo com o vereador Carlos de Souza Borba, que apóia a idéia dos moradores, “a cidade sempre vive o medo de fuga, colocando em risco os cidadãos sem distinção de classe”. 
O parlamentar disse que o local se transformou em um “barril de pólvora”. “Não há mais vagas no nosso sistema penitenciário local”, salienta. 
Borba disse também que a preocupação maior é com quem mora próximo à cadeia. O vereador enviou recentemente ofício a prefeitura e ao secretário Estadual de Segurança Pública solicitando reforço para o prédio.
União - Para o delegado Seccional do Litoral Norte João Barbosa Filho, a união dos moradores e poder público -vereadores e prefeito- pode ser o caminho certo para fazer o documento chegar ao Governador Geraldo Alckmin, que em recente visita à região afirmou que só faltaria um terreno para construir o centro. 
Barbosa Filho também disse que “os moradores convivem de perto com o problema e sofrem a cada novo acontecimento”. 
Mas a secretaria de Administração Penitenciária informou ontem que ainda não há previsão para se construir um CDP no litoral. Conforme a secretaria, os moradores devem entrar em contato com a Ouvidoria Pública para fazer com que o documento chegue às mãos dos órgãos competentes.Para isso divulgou um telefone: (11) 3315-4704. (Fonte: Imprensa Livre)

Ingressos para show de Chico César já estão à venda

São Sebastião - Começam a ser vendidos hoje, das 14h às 22h, na bilheteria do Teatro Municipal, os ingressos para o show do cantor Chico César, que acontece na próxima sexta-feira, dia 9, no Teatro Municipal, às 21 horas. 
Chico César abrirá a edição especial do projeto Maré MPB, um evento que acontece em São Sebastião desde junho de 2003 e que trouxe para a cidade grandes nomes da música popular brasileira.
O cantor traz no repertório o show “Voz, Violão e Você” e irá lembra seus sucessos gravados nos cinco álbuns da carreira, além de interpretar músicas como “Dúvida Cruel”, “Isso”, “A Prosa Impúrpura do Caicó”, além das já conhecidas “À Primeira Vista”, “Pedra de Responsa”, “Onde Estará o meu Amor” e “Mama África”.
Neste novo formado de show, Chico César já se apresentou pelas capitais brasileiras e por países da Europa, como a Macedônia, República Tcheca, Bélgica e Portugal.
Chico César, que tem 38 anos, nasceu em Catolé do Rocha, na Paraíba. 
Começou a trabalhar numa loja de discos quanto tinha 8, o que, acredita, contribuiu para sua iniciação musical. Aos 16 foi para João Pessoa, onde se formou em jornalismo pela Universidade Federal da Paraíba, enquanto participava do grupo Jaguaribe Carne, que fazia poesia de vanguarda. 
Aos 21 mudou-se para São Paulo. Trabalhando como jornalista, estudou melhor o violão, multiplicou as composições e formou seu público. Em 1991, foi para a Europa, onde fez diversos shows, sempre muito aplaudido. Na volta, optou de vez pela carreira artística. 
Durante os últimos anos, Chico César teve músicas gravadas por artistas como Elba Ramalho, Daniela Mercury, Zizi Possi, Rita Ribeiro, Emílio Santiago, Ivan Lins, Sting, Maria Bethânia e Gal Costa. 
A programação do Maré MPB acontece nos finais de semana de janeiro e fevereiro de 2004, e contará com apresentações de outras personalidades da música popular, como Leila Pinheiro, que se apresenta no dia 15 de janeiro e o conjunto Boca Livre, no dia 23. O Trio Madeira Brasil & Laércio de Freitas, Proveta e Toninho e Ferragutti, irão encerrar a programação de janeiro, se apresentando no dia 30. 
Em fevereiro, a programação continua com Toninho Horta, que irá se apresentar no dia 5; Dona Ivone Lara e Quinteto em Branco e Preto, no dia 15 e Zeca Baleiro, no dia 28.
Neste projeto, a Prefeitura também conta com o apoio e patrocínio da Rádio Morada do Sol FM, Imprensa Livre e Autoviass. 
A bilheteria será aberta dois dias antes dos shows, das 14h às 22 h. Nestes dias os ingressos terão desconto de 20%.
Os interessados poderão fazer reservas por telefone, mas deverão retirar os ingressos dois dias antes do show (no dia da abertura da bilheteria).

Serviço:
Show: Chico César
Dia: 9 de Janeiro
Local: Teatro Municipal
Horário: 21 horas

Todos os Shows: 
Dia 9/1 – Chico César – R$ 20
Dia 15/1 – Leila Pinheiro – R$ 20
Dia 23/1 – Boca Livre – R$ 15
Dia 30/1 – Trio Madeira Brasil, Laércio de Freitas, Proveta e Toninho Ferragutti – R$ 15
Dia 5/2 – Toninho Horta e Banda – R$ 15
Dia 15/2 – Dona Ivone Lara e Quinteto em Branco e Preto – R$ 15
Dia 28/2 – Zeca Baleiro - preço não divulgado (Fonte: Imprensa Livre)

Começa nesta sexta-feira a tradicional Festa de São Sebastião

São Sebastião - Tudo pronto para mais uma Festa de São Sebastião. A abertura oficial acontece nesta sexta feira, dia 09, com a tradicional Procissão do Mastro, que sairá da Capela São Gonçalo (Museu de Artes Sacras), às 17h, rumo à Igreja Matriz, no Centro Histórico de São Sebastião.
Logo após a procissão, os fiéis continuarão demonstrando fé e devoção ao Santo Padroeiro em carreata pelas ruas da cidade. 
A quermesse será aberta, às 19h30, no aterro da Rua da Praia, onde todas as noites haverá sorteio de prêmios. Neste local, o visitante poderá desfrutar de uma variedade de quitutes e também bebidas.
No dia 19, o sorteio será de uma prenda equivalente a R$ 2,5 mil. A grande atração da Festa do Padroeiro continua sendo o “Bingão do Carro”, no dia 20 de janeiro (Dia de São Sebastião), e no dia 24 uma prenda equivalente a R$ 1,5 mil. 
Durante toda a semana, funcionários da prefeitura trabalharam para a preparação das barracas. A instalação de sistemas elétrico e hidráulico seguiu em ritmo acelerado, para que tudo ocorra bem na durante a Festa do Padroeiro. Serão aproximadamente 120 barracas montadas na festa.
Segundo o padre Jaime Mateus, a novidade é a forma que será a festa esse ano, estilo a festa junina que teve o ano passado, no aterro. “Acredito que este ano o movimento será maior em comparação ao ano passado. As pessoas estarão no litoral e assim passarão pela festa”. Padre Jaime também destacou a divulgação do evento em rádios e jornais.
Entre os fatores apontados pelo pároco uma delas é o 1° Casamento Comunitário, que será dia 18 de janeiro, ás 10h30,na Igreja Matriz. 
Programação Religiosa - A programação religiosa inclui missas e novenas diariamente. O tema deste ano é “Avancemos para águas mais profundas!”. 
As novenas vão de 11 a 19 de janeiro. Os temas são os seguintes: Assumindo a Vocação (11/1), Trabalhando com determinação (12/1), Lutando pela igualdade dos povos (13/1), Defendendo a Fé (14/1), Partilhando com quem tem fome (15/1), Preservando a água, fonte de vida (16/1), Sem medo de ser cristão (17/1), Eleição, compromisso com a vida (18/1) e Respeitando os pais (19/1). No Dia do Padroeiro, a programação começa às 6h com a alvorada. À tarde, às 17h, missa solene na Praça da Matriz, e às 18h30, Procissão de São Sebastião, pelas ruas da cidade.
Padre Jaime Mateus destacou a importância de se discutir temas atuais nas novenas. Para ele, a Festa de São Sebastião é um marco da devoção dos católicos ao Santo Padroeiro. “Uma manifestação da nossa fé e do nosso carinho”.
De acordo com o pároco, ao longo do ano, a Paróquia de São Sebastião investe na recuperação das Igrejas Católicas da cidade. Com isso, a festa ajuda na obtenção de recursos para manter estes patrimônios do município. (Fonte: PMSS)

Pagamento de IPTU tem 10% de desconto até o dia 10 de janeiro

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião está trabalhando desde o mês passado para arrecadar, em parcela única, boa parte dos valores do IPTU (Imposto Predial Territorial e Urbano) dos imóveis localizados no município no início de 2004. Os carnês começaram a ser distribuídos no dia 23 de dezembro, sendo o último lote postado na segunda-feira passada, dia 05. No total foram emitidos 38.957 carnês, incluindo os que foram enviados a proprietários de imóveis que residem em outros municípios. 
Conforme informou o secretário de Fazenda, Osvaldo Julião, o desconto para o pagamento à vista do IPTU (parcela única) será de 10% até 10 de janeiro e de 5% até 10 de fevereiro. Quem optou por parcelar o pagamento, deve pagar a primeira parcela até o dia 10 de janeiro.
Ainda segundo o secretário, a previsão é arrecadar um total de R$ 86,5 milhões com o imposto (incluindo a taxa de lixo). “Se todos optassem pelo pagamento de parcela única, esse valor seria de R$ 77, 9 milhões”, informou Julião. 
O contribuinte que não recebeu o carnê deve procurar a prefeitura e retirar uma 2a. via na Divisão de Lançadoria, no Paço Municipal. (Fonte: PMSS)

Coral Municipal abre inscrições para novos coralistas

São Sebastião - O Coral Municipal “Maestro Sinésio Pinheiro” de São Sebastião está recebendo inscrições para novos coralistas. Segundo o regente Tarcísio Bruder, não é preciso ter experiência nem conhecimento teórico musical prévios.
O inscrito será avaliado para que sua voz seja classificada como soprano, contralto, tenor ou baixo. Os integrantes do Coral terão aulas de instrumentos como violão, cavaquinho, percussão e teclado, além de teoria musical.
Em dezembro de 2003, a prefeitura de São Sebastião, por intermédio da secretaria de Cultura e Turismo (Setec) entregou seis instrumentos musicais aos integrantes do Coral, para que seja formada uma Orquestra de Cordas de Arco, ou seja, uma Camerata, no município. Na ocasião, o Coral – que possuía somente um violino -, recebeu, das mãos do secretário de Turismo e Cultura, José Cardim de Souza, e da primeira-dama, Elsa Julião, dois violoncelos, duas violas e dois violinos.
Além de um grupo de coralistas, participarão da Camerata integrantes da Banda Municipal “Manoel Ladislau de Matos” e alunos das oficinas culturais da prefeitura “Começarei um trabalho de aprendizado com esses coralistas que têm interesse em integrar a Camerata”, disse o regente Bruder. Segundo ele, no momento em que o grupo de coralistas estiver entrosado, provavelmente em maio, passará por um Workshop com profissionais de São Paulo.
A partir daí, terá início a segunda etapa necessária para a formação da Orquestra de Cordas. “Começaremos a admitir os interessados em participar, mas somente serão aceitos aqueles que já possuam os instrumentos e que saibam tocá-los. Só então escolheremos um repertório exclusivo para a Camerata”, informou.
A idéia é fazer com que o grupo todo, até o mês de julho, esteja tocando com o Coral. “Isto irá enriquecer tanto as apresentações dos coralistas - que terão a oportunidade de desenvolver mais uma atividade musical -, como as apresentações individuais da camerata”, finalizou Bruder.
Os interessados em fazer parte do Coral Municipal ou da Camerata Municipal devem se inscrever, até o final de janeiro, na sede do Coral, na Rua Expedicionários Brasileiros, 233, no Centro. Maiores informações através do telefone 3893-2388, com Dulce. (Fonte: PMSS)

Prefeitura promove “1º Festival de Teatro de Rua de São Sebastião”

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião apresenta do dia 12 a 31 de janeiro, diariamente, às 21h, na Praça Antonio Argino, no Centro, o “1º Festival de Teatro de Rua”.
Serão as mais variadas apresentações como teatros de bonecos e de rua, circo – teatro e circo contemporâneo, que tem como característica marcante atingir as mais diversas faixas etárias. Serão apresentados mais de 15 espetáculos vindos de São Paulo, Recife e Garanhuns. 
A primeira apresentação será o “Simão e o Boi Pintadinho”, que tem como coreógrafo, Valdeck de Garanhuns. Além do festival terá outra atividade paralela que é a mostra do grupo Circo Navegador, que prevê a instalação de uma exposição iconográfica da produção artística do grupo nos últimos 7 anos. 
Esta exposição poderá ser visitada todas as noites diariamente na praça, e, segundo o diretor artístico Lucciano Draetta, pretende reunir os visitantes em torno da idéia do teatro e orientar o público para prestigiar as apresentações do festival.
O grupo do Circo Navegador já participou de vários festivais brasileiros, sendo premiado por melhor direção no festival de Florianópolis, melhor espetáculo no festival de Guarulhos e também no Panamco Leva ao Teatro em 2000.
“O teatro de rua é uma outra opção que estamos oferecendo para comunidade e para turistas que estão na nossa cidade. Queremos mostrar que não é somente o sol que é quente, a cidade também é, por isso optamos em oferecer a melhor programação cultural na nossa cidade”, explica o secretário de Turismo e Cultura, José Cardim de Souza.
Segundo o diretor artístico, os critérios usados para a seleção dos espetáculos foram em busca de obras que representam as diversas linguagens cênicas brasileiras, o ineditismo, a qualidade e a diversidade, reunindo manifestações de várias regiões do Brasil. 
Histórico do Grupo “Circo Navegador” - Em 1996 surge no cenário do teatro paulistano o Circo Navegador, com um olhar crítico e investigativo, em busca da fusão do teatro, circo, dança e música. Com uma linguagem híbrida, que resulta numa estética experimental, desvinculada de qualquer apelo comercial, o grupo produz obras teatrais independentes da regras impostas pelo mercado.
Todos esses anos de trabalho, comprometido com a qualidade artística e com temáticas sociais que dizem respeito ao homem contemporâneo, resultaram na criação, montagem e apresentação de dez espetáculos: “Hoje Tem Marmelada” – 1996, “Navegador” – 1996, “O Diretor de Cinema” – 1997, “70, Senão 60” – 1999, “Olimpíadas” – 2000, “Lavou, Ta Novo” – 2001, “Encontros” – 2001, “Sarau” – 2002, “No Olho da Rua” – 2003 e “Estudo Para Palhaços Nº 2” – 2003.
Com o reconhecimento da critica e do público, o grupo reúne os prêmios de 3º melhor espetáculo de rua e melhor ator coadjuvante no Festival de Teatro de Guarulhos, em 1999, com o espetáculo “Hoje Tem Marmelada”. Já a peça “70, Senão 60” foi selecionada entre os melhores espetáculos da temporada 2000 e conta com a indicação para o Prêmio Panamco de Teatro Jovem na categoria trilha sonora e música, além de participar do Programa Panamco Leva ao Teatro. O espetáculo “Lavou, Ta Novo”, recebeu o prêmio de melhor direção no Festival de Teatro de Florianópolis, em 2002 e foi indicado nas categorias: melhor espetáculo, melhor ator e melhor figurino.

Programação:
12/01 – Espetáculo: Simão e o Boi Pintadinho, Coreografia: Valdeck de Garanhuns
13/01 – Espetáculo: O Mamulengo no Cinema, Coreografia: Valdeck de Garanhuns 
14/01 – Espetáculo: O Burguês Fidalgo, Coreografia: Cia do Miolo
16/01 – Espetáculo: No Olho da Rua, Coreografia: Circo Navegador
17/01 – Espetáculo: Hoje Não Tem Espetáculo, Coreografia: Cia Monocirco
18/01 – Espetáculo: A Voz da Praça, Coreografia: Cia Monocirco
19/01 – Espetáculo: O Básico do Circo, Coreografia: Cia Pavanelli
20/01 – Espetáculo: Os Domadores, Coreografia: Cia Pavanelli
21/01 – Espetáculo: Aqui Não Pantaleão, Grupo: Cia Pavanelli
23/01 – Espetáculo: Hoje Tem Marmelada, Coreografia: Circo Navegador
24/01 – Espetáculo: Lavou, Ta Novo, Coreografia: Circo Navegador
25/01 – Espetáculo: Estudo Para Palhaço Nº 2, Coreografia: Circo Navegador 
26/01 – Espetáculo: A Farsa do Monumento, Coreografia: Tablado de Arruar
27/01 – Espetáculo: Movimentos Para Atravessar a Rua, Coreografia: Tablado de Arruar
28/01 – Espetáculo: Enquanto Descansamos Carregamos Pedra, Coreografia: Brincante de Mamulengo
30/01 – Espetáculo: O Cuscuz Fedegoso, Coreografia: Buraco D’oraculo
31/01 – Espetáculo: A Bela Adormecida, Coreografia: Buraco D’oraculo (Fonte: PMSS)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Setur pedro Resende Imóveis

Ubatuba recepciona crianças do interior

O prefeito Raulo Ramos discursa para as crianças, ao lado do vice-prefeito Moralino Vallim - Foto: Sidney BorgesUbatuba - Na segunda-feira, 5 de janeiro de 2004, a cidade de Ubatuba deu as boas-vindas à 213 crianças provenientes do interior do estado. Elas fazem parte do programa Caravana do Conhecimento - Interior na Praia, do governo do Estado, que tem o objetivo de levar alunos carentes das escolas estaduais e municipais do interior, para as praias. Durante todo o mês as cidades do litoral paulista irão receber 8.000 alunos. Do grupo alojado em Ubatuba, a grande maioria não conhecia o mar. Através da iniciativa não só puderam fazê-lo, como também estão tendo a oportunidade de visitar os pontos turísticos da cidade. As ilustres visitantes foram recepcionadas pelo prefeito, Paulo Ramos e por outras autoridades, na Escola Municipal Padre Anchieta, onde se encontram alojadas. Para as crianças, iniciativas como essa são fundamentais. Faz com que se sintam importantes. Elas levarão essa lem brança para toda a vida. A primeira visão do mar é inesquecível. (Fonte: Sidney Borges)

Comtur e Setur investem em infra-estrutura para o turista

Ubatuba - Graças a uma parceria entre a iniativa privada, a Comtur (Companhia Municipal de Turismo) e a Setur (Secretaria de Turismo), os pontos de ônibus urbanos instalados pelos bairros de Ubatuba começam a ser reformados. A intenção é efetuar uma pintura padronizada nos locais. 
Além de poder esperar o transporte em um local adequado, o usuário terá ainda um serviço de orientação, por meio de painéis com informações sobre a localização do bairro em que se encontra e as praias mais próximas, tanto sentidos norte, quanto sul do município.
Os primeiros pontos que estão sendo pintados são os que fazem parte do trajeto entre o centro da cidade e o bairro do Perequê-Açu. Em breve, o serviço será estendido aos pontos localizados nas demais áreas do município.
Outro trabalho que está sendo executado pela Setur e Comtur é a construção e reforma de sanitários nas praias, em especial as mais movimentadas do município, como Praia Grande, onde foi construído um banheiro e na Maranduba, onde outro foi reformado.Nestas duas obras foram investidos cerca de R$ 16 mil, arrecadados com a cobrança da taxa de estacionamento nas praias.
Inclusive, de acordo com o Secretário de Turismo, Sérgio Alves Carvalho, outros oito banheiros deverão ser construídos, em breve, na Praia Grande. O custo para cada um deles deve ser de R$ 14 mil, que também serão provenientes da arrecadação com o estacionamento da chamada “Zona Azul”. 
Segundo Carvalho, o projeto já estaria pronto, faltando apenas os últimos detalhes na apresentação da documentação exigida pelos órgãos ambientais para que os trabalhos sejam iniciados.
Outra informação importante sobre investimentos é o fundo de reservas que está sendo criado pela Companhia Municipal de Turismo para que, logo após a temporada, seja feita a obra de calçamento da pista local da Praia Grande, uma das maiores reclamações dos freqüentadores do local.
O trecho será calçado com bloquetes, entre outras razões para manter a padronização já existente no trecho oposto, onde a via local foi calçada com o mesmo material, em obra financiada pelo DADE (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias). Ainda não há a previsão do valor a ser gasto na obra, nem tampouco a data exata do início das obras, mas elas devem se iniciar após o fim da temporada.
“Estamos trabalhando em plena temporada já pensando no período entre março e novembro, a chamada baixa temporada, para atrair o visitante a Ubatuba durante o ano inteiro. Para isso, além de eventos que estão sendo programados para meados de 2004, estaremos realizando obras para o melhor atendimento ao turista. É assim que entendemos que deve ser gasto o dinheiro da Comtur e da Secretaria, ou seja, em ações que tirem Ubatuba dessa dependência do verão”, finalizou o Secretário. EDNELSON

Arte escolar no paço Municipal

Ubatuba - Desde segunda-feira estão expostos, no vão do paço municipal de Ubatuba, os trabalhos artísticos dos alunos da Escola Municipal Maria Josefina Giglio Silva, situada no bairro da Estufa II. Os trabalhos foram coordenados pela Professora Jaqueline S. Carmo e desenvolvidos pelos alunos de 7 a 12 anos que cursam o ensino fundamental, de 1ª a 4ª série. 
A aluna da 3ª série, Jaqueline R. Lopes, de apenas 9 anos, desenvolveu a técnica óleo sobre tela no quadro intitulado “Bico de Papagaio”. Outra tela desenvolvida com a mesma técnica é o “Chá” pintado por Priscila Gouveia Coelho de 11 anos, que cursa a 4ª série.As obras dos alunos estarão expostas de segunda a sexta, das 8 às 17 horas durante o mês de janeiro. 
A exposição faz parte do projeto “Artes Plásticas na Escola” e tem o apoio da Prefeitura de Ubatuba, em conjunto com a Secretaria da Educação. (Fonte: Imprensa Livre)

PM flagra ladrões ‘descansando’ no quintal depois do roubo

Ubatuba - A Polícia Militar conseguiu prender em flagrante os desocupados R.O.R e R.F.G, que “descansavam” no quintal de uma residência que haviam acabado de roubar. Com eles, a polícia encontrou duas pranchas de surfe e um martelo. 
A casa da empregada doméstica C.N, teria sido invadida à tarde, mas ela chegou antes do esperado e conseguiu chamar a polícia sem que a dupla percebesse. Os dois homens de Taubaté foram encaminhados para a cadeia de São Sebastião. 
Sincronizados - Dois roubos foram registrados no município na noite da última segunda-feira. Eles ocorreram em bairros diferentes, mas estão “ligados”, pois aconteceram quase ao mesmo tempo. 
No primeiro deles, às 21h, o frentista do Alto Posto Ubatubense A.C.S abastecia um automóvel quando foi rendido por um homem encapuzado. Ele teria levado uma quantia em dinheiro que A. não revelou à polícia. Com o valor, o encapuzado fugiu e não foi localizado. O posto de gasolina fica no Ipiranguinha.
Conforme a Polícia Militar, o frentista, em depoimento, não disse com clareza o que teria ocorrido na noite do roubo. Já o segundo crime, que ocorreu vinte minutos depois, no Itaguá, teria sido mais grave, pois a vítima a estudante M.F.C, moradora do município, teria sido agredida. 
Ela disse para a polícia que ao sair de casa foi rendida por dois homens que teriam usado a força bruta, para levar apenas R$30. Os dois roubos foram registrados na Delegacia de Ubatuba. (Fonte: Imprensa Livre)

Trio assalta estudante dentro do carro estacionado no Tenório

Ubatuba - Três homens não identificados pela polícia ameaçaram usar a violência caso a estudante K.G.F, de Santo André não entregasse a bolsa para eles. O roubo ocorreu no bairro Tenório, por volta das 17h, da última segunda-feira. 
De acordo com a polícia, a estudante teria sido rendida dentro do carro que estava estacionado. Os assaltantes estariam armados. Na bolsa, documentos, cartões, dinheiro e dois telefones celulares. O caso foi registrado na delegacia de Ubatuba, mas o trio não foi localizado. 
Pistola - O desocupado M.A.A foi preso em flagrante, pela Polícia Militar, no início da semana, na rodovia Oswaldo Cruz, próximo a Figueira, em Ubatuba. Com ele, os policiais encontraram uma pistola italiana Beretta 950, calibre 6.35 com seis projéteis intactos. O caso foi registrado na Delegacia de Ubatuba e o desocupado já está preso na cadeia masculina de São Sebastião. (Fonte: Imprensa Livre)

Conto Topo

Boxe em três Atos

Primeiro Ato:
Paulinho Valladares é nome apropriado para filho de usineiro nordestino, condição que sugere posses, poder, vassalagem, vida boa, mulheres, viagens e principalmente herança, o item mágico que tem o dom de reproduzir o ciclo gerações afora. No Nordeste tudo permanece igual, como sempre foi e como sempre será. Quem é batizado com um nome desses quase sempre cumpre um destino de despreocupação e abundância. Eu disse quase sempre, pois como todos sabemos, se houver uma exceção, a regra não é válida. Vou contar a história de Paulinho Valladares, que é uma exceção. Nasceu em São Paulo, filho de Rosa Aguiar Bento e Severino Valladares Bento, sendo o Valladares do pai uma homenagem do avô ao patrão, o conhecido político Benedito Valladares, coronel nordestino de carteirinha assinada. Severino veio para São Paulo trabalhar com um tio, feirante, dono de uma barraca de batatas. Virou batateiro e viveu a vida dos feirantes, acordando de madrugada e indo dormir no crepúsculo, dia após dia, com uma folga semanal. Vida dura para um jovem, se não faltava pão, faltava circo, fora o rádio de cabeceira e uma fita no cine Universo nos dias de folga nada mais havia para colorir a existência cinzenta. Severino estava juntando um dinheirinho para voltar para o nordeste e montar um barzinho, pelo menos teria o seu tempo de volta, em São Paulo o tempo não era mais dele, o tio patrão era o dono. Obra do destino, no dia em que estava indo comprar a passagem de volta, viu Rosa lavando a calçada da casa onde era empregada doméstica. Com dezesseis anos, Rosa era bonita, branquinha como leite com cabelos vermelhos e olhos verdes. Filha de portugueses tinha o apelido de Galega, chamava a atenção pelas cores pouco comuns que ostentava e pelo porte altivo. Severino, a princípio estranhou, logo entranhou. Desistiu da viagem e passou a vigiar a casa sempre que podia, na esperança de encontrar a jovem. Acabou acontecendo, e, sorriso daqui, sorriso dali, Rosa Aguiar aos dezessete anos passou a ser Rosa Aguiar Bento, mulher de Severino. Um ano depois do casamento, nasceu Paulo Valladares, os pais preferiram assim, sem o Bento, quem sabe um nome desses daria sorte ao garoto. 
Fim do primeiro Ato.

Segundo Ato:
Severino progrediu no trabalho, virou batateiro chefe e pôde alugar um sobradinho na Vila Esperança, onde Paulinho cresceu. Inserido na classificação sociológica de classe média baixa, Paulinho ia à escola sem gostar, por obrigação, gostava mesmo é de jogar futebol e pescar e era muito forte. Magérrimo tinha uma força física descomunal, herança genética da mãe. Aos trancos e barrancos conseguiu terminar o curso ginasial e saiu em busca de emprego, estava na hora de começar a ganhar a vida. Nessa fase, viu por acaso, uma luta de boxe na televisão. Ficou interessado. A curiosidade fez com que procurasse uma academia, onde seus olhos brilharam ao ver os treinamentos. Era isso, Paulinho resolveu que seria pugilista. O técnico ao ver o porte do garoto convidou-o aos treinamentos. Nesse dia começou a carreira de Paulinho Valladares o “gringo” como foi apelidado. Sua alvura contrastava com a morenice predominante dos colegas de ringue. Nos torneios amadores, Gringo virou lenda, nocauteou quase todos os oponentes, tinha uma direita demolidora e um queixo de aço. Por mais que fosse golpeado continuava avançando sempre. O estilo lembrava o de Rock Marciano, peso-pesado que nunca conheceu a derrota. Paulinho era peso-leve, colecionou todos os títulos do boxe amador, só não pôde testar sua capacidade nas Olimpíadas porquê passou cedo para o profissionalismo, contrariando aos especialistas que o julgavam candidato certo à medalha de ouro. Com o destaque no boxe, arrumou emprego em uma fábrica de pneus e pode dedicar-se inteiramente aos treinamentos. O nome da fábrica estampado no roupão o eximia da labuta diária. Os patrocínios permitiram que comprasse uma casa para os pais, a vida começava a melhorar. No profissionalismo as coisas são diferentes, as lutas mais longas exigem mais preparo, os adversários são mais experientes, Paulinho tinha agora de provar ser de fato um campeão. A estréia foi boa, nocauteou em três assaltos a um veterano que jamais havia beijado a lona. As criticas foram muito favoráveis, ele agora era reconhecido nas ruas, estava caminhando para tornar-se um ídolo. O que intrigou aos mais exigentes, foi a falta de objetividade de Paulinho nos golpes de direita. O adversário estava grogue desde o primeiro “uppercut”, aplicado no assalto inicial, e só foi derrubado com uma esquerda, no terceiro. Os diretos e cruzados erraram sempre o alvo. Apesar desse deslize só percebido por estetas da nobre arte, Gringo seguiu vencendo por nocaute, acumulando a marca nada desprezível de onze vitórias pela via rápida em onze lutas. Os adversários dessa primeira fase, todos pugilistas locais, entravam temerosos no ringue. Acabavam vencidos sem opor muita resistência. Estava na hora de Paulinho começar a enfrentar adversários de maior gabarito. Os promotores trataram de encontrar um argentino que não fosse perigoso, mas que pudesse agradar ao público exigente do boxe. Manuel Ortega foi o escolhido. Campeão da Patagônia era incapaz de nocautear uma mosca, se fosse brasileiro seria apelidado de mão murcha por falta de potência, como foi apelidado de pé murcho o futebolista Renato do São Paulo, também por falta de potência. Sem força nos chutes, Renato foi um dos maiores craques que o Brasil já teve, e da mesma forma Manuel Ortega também era craque, batia pouco, mas esquivava-se e dançava como ninguém. A luta foi um espetáculo de primeiríssima categoria, durante dez assaltos Paulinho Valladares buscou o nocaute, enquanto Ortega esquivou-se e contragolpeou. Apesar da falta de potência Ortega era um pugilista valente, derrotado sem contestação, foi muito aplaudido. O público gostou, mas os especialistas no assunto torceram o nariz ao analisar o tape da luta. Paulinho teve a chance do nocaute em mais de uma oportunidade, mas os golpes que seriam decisivos passaram longe. Era inacreditável quando visto em câmera-lenta, parecia ter o golpe sido desviado de propósito. O próprio pugilista ficou apreensivo quando assistiu. Levado a exames médicos, nada foi constatado que pudesse causar a falta de pontaria. Os empresários após ampla discussão optaram por contratar um técnico especializado em treinamentos de finalização, Paulinho precisava ser mais objetivo, precisava nocautear quando tivesse a oportunidade. No boxe, a oportunidade perdida pode custar caro, o lendário Archie Moore em certa luta contra um gigante canadense foi à lona quatro vezes nos dois assaltos iniciais, recuperou-se e venceu por nocaute no nono. Apesar dos treinamentos especiais, nada mudou, Paulinho venceu mais oito oponentes, seis por nocaute e foi para Buenos Aires lutar pelo título sul-americano. Outra luta memorável, desta vez contra um grande campeão, Mário Mendoza, que depois se tornou campeão mundial dos médios por muitos anos. Foi uma luta de gigantes, Paulinho bateu muito e apanhou também, mais do que bateu, só ficou de pé por ter uma resistência excepcional. Ao final dos quinze rounds perdeu a luta, a invencibilidade e a esperança de ser campeão mundial. Ao voltar ao Brasil foi recebido com frieza, já não interessava aos promotores que queriam um campeão mundial. Sem adversários por aqui, partiu para uma campanha internacional. Começou pela Argentina, onde virou ídolo, depois foi para a Europa, onde também empolgou as multidões. No Brasil, fora pequenas notas em página esportivas, acabou esquecido. Na Europa, Paulinho fixou residência em Paris, mas lutou na Dinamarca, na Itália, na Espanha, na Alemanha, sempre na condição de campeão brasileiro, sempre finalista nas reuniões. Em três ocasiões voltou ao Brasil e defendeu o título de campeão, sem brilho, com torcida contra, mas mesmo assim conservou a coroa vencendo por pontos. As bolsas européias foram suficientes para uma vida confortável, mas ao fim de oito anos as lutas já não eram tão freqüentes, e, nem sempre eram finais, nem mesmo semi-finais, estava na hora de mudar de ares. Nova York foi escolhida para a continuação da carreira. Paulinho estreou como finalista no Madison Square Garden, perdendo por pontos para o campeão americano Johnny Licata, que estava se preparando para desafiar o campeão mundial Mário Mendoza da Argentina. Durante quatro anos, Paulinho viveu e lutou em Nova York, Montreal, Vancouver, Boston e outras cidades tendo vencido qüatorze lutas e perdido quinze, sem nunca ter sido nocauteado. Agora, também nos Estados Unidos, as lutas estavam rareando, Paulinho aos trinta e dois anos ainda era o campeão brasileiro e resolveu retornar ao país após doze longos anos de ausência. Chegou sem comissão de recepção, nem foi reconhecido no aeroporto, seu rosto marcado pela rudeza da profissão foi sim, alvo da desconfiança dos funcionários da alfândega, que se detiveram longamente em sua bagagem, revistando tudo querendo encontrar algo que o incriminasse. Voltou aos treinamentos e logo na primeira semana foi protocolado o desafio pelo título brasileiro. Miguel Laranjeira, era a esperança brasileira de um título mundial, ostentava vinte nocautes em vinte e duas lutas, tinha vinte e três anos e precisava do título brasileiro para seguir em frente. Paulinho aos trinta e dois anos ainda era muito forte, mantinha inalterado o vigor físico, mas já não tinha a ilusão, mola propulsora dos iniciantes. Sabia tudo do boxe, sabia que tinha vencido quase todas as lutas que perdera, a rigor só admitia duas derrotas, para Johnny Licata e Mário Mendoza, nas outra vinte e três vezes em que fora declarado perdedor não concordou com o veredicto, nem sequer admitia ter empatado. Tinha consciência de que, se não vencesse por nocaute, seria declarado perdedor. Não havia sentido manter um campeão “velho” e desmotivado, pelo menos não para os empresários. A luta foi equilibrada, Miguel Laranjeira, prestigiado pela imprensa era medroso, fugiu do combate, temia ser atingido pela direita poderosa de Paulinho, mesmo assim ficou grogue no quarto assalto e só não foi nocauteado devido à notória falta de direção dos golpes do então campeão. Ao final, Miguel foi proclamado vencedor. O público vaiou a decisão, a luta foi tinha apresentado equilíbrio, não havia sido configurada a vantagem capaz de fazer um título mudar de mãos. Enfim, Paulinho começou a cogitar que havia chegado a hora de parar. Ao voltar para casa, percebeu alguma coisa estranha vindo em direção ao seu carro, e só depois é que notou estar em uma cama de hospital com o corpo dolorido. Na avenida Vinte e Três de Maio, um carro desgovernado atravessou o canteiro central e atingiu de frente o carro de Paulinho Valladares. Retirado das ferragens consciente, entrou em coma e assim permaneceu por longos seis meses, ao fim dos quais acordou com o estranhamento relatado acima. Os médicos céticos a princípio duvidaram que ele pudesse sobreviver, e caso isso acontecesse, fizeram uma longa série de prognósticos trágicos. A resistência descomunal do atleta foi desmentindo os prenúncios turvos um a um. Primeiro o hematoma cerebral que se havia formado inicialmente foi absorvido, depois a possível lesão do nervo óptico não aconteceu, a coluna vertebral lesionada ficou intacta, a fratura do fêmur foi reduzida. Aos poucos Paulinho retornou à vida, quem sabe um dia poderia retornar aos ringues. Os médicos, agora cautelosos, não descartaram a possibilidade. No hospital, em fase final de recuperação, conheceu Flávia, uma jovem assistente de enfermagem, e o resto foi decorrência. Com a convivência diária, íntima, acabaram se apaixonando. Ele resolveu que ao sair do hospital iria trabalhar com o pai, comerciante de cereais, casaria com Flávia e voltaria a estudar. O que havia conseguido na carreira pugilística seria suficiente para um futuro tranqüilo.
Fim do segundo Ato.

Terceiro Ato:
A história poderia terminar aqui, seria uma história comum, sobre atletas que quase chegaram lá, mas faltou o algo mais que separa os vencedores dos quase vencedores. Na verdade a história começa a ficar interessante exatamente quando ao sair do Hospital, Paulinho recebeu o telefonema de um médico oftalmologista que pediu para examina-lo. Por curiosidade foi ao consultório do Dr. Mário Luiz. Estudando casos onde houve pressão sobre o nervo óptico, o Dr Mário chegou ao caso de Paulinho, tendo constatado surpreso que a pressão exercida pelo hematoma havia corrigido um pequeno defeito, quase imperceptível do nervo. Agora, segundo o Dr. Mário, a acuidade visual de Paulinho iria ficar diferente, embora nem o médico soubesse como isso iria se manifestar. Despediram-se após uma longa conversa e Paulinho foi embora achando que o médico apesar de simpático parecia meio maluco, ele nunca tivera problemas na visão e nada fora consertado, ele não notara nenhuma diferença e segundo o médico algo fora consertado, mas ele não sabia o que isso significava ou como se manifestaria. Difícil entender, melhor esquecer. A vida estava mais uma vez recomeçando, em meios aos preparativos para o casamento, Paulinho retornou aos treinamentos, primeiro com corridas leves, depois com musculação. A inatividade roubara muita massa muscular, aos poucos a forma voltaria, mas seria preciso perseverança. Um ano depois do acidente, já casado, Paulinho retornou aos treinos com luvas, prestes a completar trinta e quatro anos, ele não tinha idéia de voltar aos ringues, apenas treinava para manter a forma e ficar próximo ao que foi o seu meio de vida durante tantos anos. Em poucas semanas já ostentava ótimas condições. Para colaborar com o treinador, começou a fazer luvas com os outros pugilistas da academia e aí coisas estranhas começaram a acontecer. Sobre o ringue, seu posicionamento mudou, antes lutava movimentando-se todo o tempo, agora não sentia essa necessidade, a guarda ficou mais firme e os golpes mais precisos. Logo os outros pugilistas perceberam a diferença ao serem atingidos duramente, era impossível evitar os golpes, eles vinham em menor quantidade do que antes, mas vinham com precisão mortal. Ele sentiu que havia atingido um estágio superior no pugilismo. A experiência fez com que guardasse isso para o momento adequado. Passou a poupar os colegas nos treinamentos e estes pensaram que os golpes duros recebidos foram ocasionais. Voltara a ser o mesmo de outrora. Quis o acaso que a oportunidade viesse logo, promotores argentinos queriam um pugilista experiente para servir de escada para o pibe de ouro, a sensação do Luna Park, Carlito Perez, invicto em vinte e cinco lutas, sendo vinte vencidas pela via rápida, quinze no primeiro round. Carlito viria ao Brasil acompanhando Sugar Pascualito que era campeão sul americano dos médios-ligeiros e iria defender o título contra Miguel Laranjeira. Os empresários argentinos concordaram em fazer uma final dupla desde que o adversário de Carlito não pusesse em risco sua carreira. Os promotores brasileiros sugeriram alguns nomes, recusados por serem inexpressivos para enfrentar um pugilista ranqueado. Tito Lectoure lembrou de Paulinho Valladares, que embora estivesse em decadência tinha prestígio internacional. Consultado Paulinho concordou em lutar. Por estar há muito inativo, foi submetido a uma longa bateria de exames e considerado apto. Em Buenos Aires as apostas eram em torno do round em que Paulinho iria cair. A imprensa brasileira protestou considerando que seria melhor não haver a luta, Paulinho que nunca fora nocauteado deveria ser preservado, além de ser veterano havia passado meio ano em coma recentemente. Apesar dos protestos a luta foi marcada para o Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, aconteceu numa sexta-feira fria e chuvosa. O ginásio estava cheio, todos os lugares tomados, o público esperava a vitória de Miguel Laranjeira, que lhe abriria a oportunidade de lutar pelo título mundial. Da outra luta nem se falava, poucos lembravam de Paulinho Valladares, isso se manifestou quando ele subiu ao ringue. Sendo muito branco foi confundido com o argentino e vaiado.Quem conhecia boxe e estava na cadeira de ringue viu a determinação na expressão de Paulinho, e quando ele tirou o roupão ficou claro que nunca estivera em melhor forma. Tito Lectoure, velha raposa do boxe sentiu um calafrio na espinha, esse não era um pugilista decadente, era sim um pugilista maduro e experiente, e estava em ótima forma. Mordeu nervosamente o charuto e isso foi visto pelo adversário de Paulinho que não entendeu o porque da preocupação, ele pretendia acabar logo com a luta. Após o gongo soar, os lutadores buscaram o centro do ringue, estudando-se mutuamente, Carlito lutava nas pontas dos pés e era rápido, avançava e recuava com imensa facilidade, Paulinho movimentava-se pouco e mantinha a guarda fechada enquanto olhava fixamente o adversário. Ficaram assim, um girando ao redor do outro até que Carlito atacou, primeiro com uma seqüência de jabs, depois com um potente direto. Atacou e recuou, tornou a repetir o ataque e tornou a recuar, quem viu seus olhos viu que ele estava surpreso, quem viu melhor viu que ele estava mais que surpreso, os diretos que havia desferido tinham destino certo, a ponta do queixo de Paulinho, e teriam sido fatais, assim ele derrubara todos os seus oponentes. Com este foi diferente, ele apenas desviou-se dos golpes sem tirar os olhos dos olhos de Carlito que recuou e percebeu que tinha uma tarefa muito dura pela frente. Até o fim do round o esquema se repetiu, Carlito atacando e Paulinho se esquivando quase sem esforço. No córner os segundos do argentino perceberam a frustração deste, nenhum golpe chegara ao seu destino, e um hook de Paulinho, no fígado de Carlito, mostrara que o que viria do outro lado não seria agradável. No segundo round, após um ataque afoito do argentino, Paulinho soltou um direto preciso, milimétrico, no queixo de Carlito, este ficou grogue, baixou a guarda, e os golpes que Paulinho sempre costumava errar vieram certeiros, um violentíssimo hook e um potente direto puseram Carlito para dormir. Foi preciso usar oxigênio. Carlito ouviria a contagem até mil. Tito Lectoure quase teve um enfarte, o ginásio aplaudia de pé e Paulinho, sereno sabia que a partir de agora ninguém ficaria de pé em sua frente. Tinha descoberto a chave do boxe, tinha alcançado o conhecimento supremo da arte dos punhos, ou como disse o médico maluco algo tinha sido consertado, só que ele não sabia o que.
Fim.

Sidney Borges 
www.lojasmurray.blogger.com.br/index.html 

 

Diário de Bordo Topo

Réveillon com música em Ubatuba
Felipe Augusto Reis de Souza

Meu nome é Felipe Augusto Reis de Souza, faço parte de um grupo de pagode e no dia 30 de dezembro do ano passado eu fui para Ubatuba, com um casal de amigos, para ver a queima de fogos e aproveitar o litoral.
Apesar de estar indo para a praia, a viagem não foi nada agradável, pois eu fui no banco de trás, apertado entre uma televisão, um isopor e um aparelho de som. Fora que o trânsito, como de costume, estava congestionado. Foram duas horas de puro sufoco.
Chegando no apartamento do meu amigo, por volta das 14h, fomos logo para a primeira coisa que fizemos foi arrumar a casa, que estava um tanto desarrumada. Almoçamos e a tarde fomos para a praia do Itagua. Não ficamos muito tempo, pois o que realmente interessava era a virada do ano.
A noite voltamos para a praia. Em um dos bares da cidade, um grupo de pagode tocava sem chamar muita a atenção. Quando eles terminaram eu, meu amigo, e alguns caras que estavam ali perto, começamos a "brincar" com os instrumentos musicais (no meu caso, o cavaquinho).
Por incrível que pareça nós conseguimos atrair mais pessoas que o grupo de pagode de Ubatuba (que, depois, expulsou a gente, para não perder o ponto).
Faltava algumas horas para o Réveillon, quando fomos para as areias do Itaguá. Lá encontramos várias rodas de lual, cada uma com um gosto diferente de música. Tinha de axé até MPB. Eu e os meus amigos ficamos com uma turma que curtia rock (ninguém em toda praia curtia pagode). Mas o mais importante foi ter conhecido gente nova, que eu curti muito conversar.
A queima de fogos, como era esperado, foi algo espetacular de se ver. Depois foi aquela festa, em que eu até me arrisquei em pular na água (me arrependi, pois estava que era só sujeira).
Fomos dormir às 7h. No dia seguinte, à tarde, voltamos para Taubaté. De novo tive que enfrentar o aperto do banco de trás.

Felipe Augusto Reis de Souza
é músico em Taubaté, SP

Carta do Leitor Topo

Ponte na Maranduba - Meu nome é Eduardo sou de São Paulo há muitos anos frequento a praia de Maranduba. Confesso que fiquei muito contente e estar ai no dia 05/12 e me deparar com a construção da ponte (para carros) que passa por cimna do rio e emenda com os outros dois quateirões, pois antes nós tinhamos que dar a volta na rodovia. Meus parabens a seus idealizadores, nós turistas agradecemos.

Eduardo
São Paulo, SP


Informação Errada - O Litoral Virtual publicou artigo do Imprensa Livre que da números dos acidentes e que não houveram vítimas fatais. Houve um atropelamento no já famoso Km. 74 aproximadamente onde uma senhora perdeu a vida apesar de socorrida pelo helicóptero.
O que piora é que o projeto da recuperação das Rodovias não contempla o trecho com nenhuma melhoria de segurança, apesar das solicitações de rotatória no Km. 75,5, onde poderia haver um ponto de ônibus mais inteligente.

Fernando Pedreira 
Comerciante
Maranduba, Ubatuba, SP

Foto do Dia Topo


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia
 

Gaivota FM
Participe você também com seu comentário, crítica ou sugestão no programa
Estação Ubatuba c/ Tony Luiz
De segunda a sexta das 12 as 14 hs na Gaivota FM 104.9
Sempre com entrevistados diários e variados, falando sobre todos os temas
Ligue 3833.5550


 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


Marcos Borges da Silva - artista plástico Mykonos Turismo

As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:

Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor