Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 12 de janeiro de 2004 - Nº 947 Edições Anteriores

Barra da Lagoa Porto das Artes BIL

Região
Criminosos 'invadem' o Litoral Norte
Prevenção é 'arma' contra o crime
Reforço terá policiais à paisana
Morador pede polícia fora da temporada
Praias viram "vitrines" na temporada
Cidades têm 9 praias impróprias para banho
Sol volta e lota as praias da região
Movimento sobrecarrega operadora
Ocupação Irregular: Litoral tem 652 casos em um ano


Caraguatatuba
Preços disparam nos supermercados de Caraguá
Lojas negam reajuste na temporada
Compare os preços
Três são presos com cocaína e maconha em Caraguá
Um loiro e outro moreno: dois ladrões roubam farmácia na madrugada
Comerciante perde R$ 10 mil em roubo na Praça Cândido Mota


Ilhabela
Kitesurf: a nova mania em Ilhabela
Ladrão esquece tênis e acaba descoberto
'Cinderelo' é preso em Caraguá
Polícia refaz morte de fazendeiro e pede prisão por 30 dias da mulher
IML apontará causa de queimadura
A arte de Tomie Ohtake em Ilhabela


São Sebastião
Pescadora captura marlin com mais de 2 metros próximo à Enseada
Dersa garante tarifa diferenciada a moradores de São Sebastião
Fazenda avalia interdição de danceteria Lao
Mare Nostrum recanta Vinícius, a pedidos
São Sebastião poderá receber show “Vozes do Brasil”


Ubatuba
Ubatuba participará de feira de turismo em Berlim
Comtur e Setur investem em infra-estrutura para o turista em Ubatuba
A ordem é trabalhar o turismo o ano inteiro
Meninas conquistam as ondas em Ubatuba
Campeã difunde surfe feminino em Ubatuba
Escolas têm maior número de meninas
Acusado de tentativa de homicídio é preso
Ponte favorece opção viária no Ipiranguinha
Asfalto da Manoel de Nóbrega será recuperado até final de janeiro
Feira Livre em Ubatuba tem nutricionista
Prefeitura incentiva produção de hortaliças

Seções
Artigo
Carta do Leitor
Foto do Dia



Notícias da Região Topo

Criminosos 'invadem' o Litoral Norte
Polícia registra aumento de 200% em crimes e precisa montar megaesquema de segurança para proteger o turista

Litoral Norte - Ladrões 'invadiram' as praias do Litoral Norte e obrigaram as polícias Civil e Militar a montarem uma verdadeira operação de guerra para proteger o turista nesta temporada.
De roubo de celular a casa de veraneio, as delegacias estão abarrotadas de de ocorrências, com aumento de até 200% no número de crimes na região.
Uma das medidas inéditas deste ano será uma equipe especial de investigadores que será infiltrada nos 'points' do litoral.
Em média, são registrados 30 boletins de ocorrência diários em cada uma das quatro cidades. Cerca de 10 pessoas são presas por dia.
Segundo a polícia, os números foram triplicados em razão da explosão populacional. São esperados 5,5 milhões de turistas na temporada.
Para a polícia, os criminosos também resolveram passar as férias na praia. Boa parte das pessoas presas é de cidades do Vale, como São José e Jacareí.
Em Caraguatatuba, são registrados diariamente 35 boletins de ocorrência, a maioria de furtos e roubos a turistas. Somente no Réveillon, foram 50 ocorrências diárias, cinco vezes mais que os plantões normais.
A cidade é considerada a mais violenta, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública.
O delegado Leon Nascimento Ribeiro disse que as queixas mais comuns são de furtos. "A maioria dos casos ocorrem na praia Martin de Sá."
HORA EXTRA - Na cidade, são feitos dois flagrantes a cada 12 horas, sobrecarregando os funcionários dos distritos e superlotando as cadeias públicas.
Segundo Nascimento, a delegacia recebeu o reforço de seis escrivães, mas ainda faltam delegados.
O delegado seccional de São Sebastião, João Barbosa Filho, admite a sobrecarga no trabalho, onde os delegados que acumulam funções de dia ainda tem que cumprir plantão à noite.
"Somente no primeiro final de semana prolongado do ano, foram despachados 400 boletins de ocorrências no litoral. Mas tem de tudo que se possa imaginar, até briga de vizinho por causa de gato", disse.
Para esta temporada, a Polícia Civil criou outro plantão permanente em Boiçucanga, em São Sebastião, com duas equipes de 12 policiais.
O objetivo é facilitar o registro de queixas de moradores da costa sul, que antes tinham que percorrer até o plantão do centro. (Fonte: ValeParaibano)

Prevenção é 'arma' contra o crime

Litoral Norte - Atenção redobrada é a arma do turista para curtir as férias no Litoral Norte sem ter que passar pela experiência desagradável de ser vítima de um assalto.
As polícias Civil e Militar orientam os turistas a se prevenirem de roubos e furtos deixando sempre quando possível alguém tomando conta da casa de veraneio, não esquecendo portas e janelas abertas.
Na praia e nas ruas congestionadas do centro das cidades, o turista deve estar sempre atento a bolsas, carteiras e aparelhos celulares.
Em relação aos veículos, a dica para os motoristas é estacionar em locais movimentados e não deixar objetos de valor à vista.
O delegado seccional de São Sebastião, João Barbosa Filho, afirmou que repreendeu um motorista distraído que esqueceu os vidros do carro abertos com o toca CDs no banco do veículo. (Fonte: ValeParaibano)

Reforço terá policiais à paisana

Litoral Norte - A partir deste final de semana, a Polícia Civil monta uma verdadeira operação de guerra no Litoral Norte, com o reforço de equipes especializadas em seqüestro, tráfico e grupos de elite.
A novidade será o emprego de uma equipe especializada de policiais à paisana, coordenada pela Delegacia Seccional.
O efetivo extra foi definido esta semana em reunião do Deinter-1 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior) com os delegados seccionais.
"O Litoral Norte é nossa prioridade. É o que mais nos interessa no momento devido à concentração de pessoas. Teremos um reforço especial de um grupo que vai trabalhar descaracterizado", disse o diretor do Deinter-1, Claudinê Pascoetto.
Além dos policiais infiltrados, serão enviados a partir deste final de semana policiais da Deas (Delegacia Especializada Anti-Sequestro) do Vale do Paraíba, Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos) de São José, o Tigre (Tático Integrado aos Grupos de Repressão Especial) de Jacareí e o GET (Grupo Especial Tático) de Taubaté.
A Polícia Civil também negocia o apoio de empresas para instalar barracas e balões com o logotipo da polícia e propagandas comerciais. Os balões seriam usados para ajudar o turista a localizar policiais em caso de emergência.
REFORÇO - O efetivo da Polícia Militar dobrou com o reforço de 420 homens que permanecem na cidade até o dia 29. Fora da temporada, as quatro cidades do litoral possuem cerca de 400 PMs.
A novidade da temporada são as motocicletas, empregadas para eventuais perseguições no trânsito congestionado das cidades.
A PM também recebeu apoio da Rota (Ronda Ostensiva Tobias Aguiar) de São Paulo e de dois helicópteros.
Segundo o chefe do Setor de Operações do 20º Batalhão da PM, capitão Eduardo Rosmaninho, a polícia vem fazendo bloqueios em pontos de maior incidência de crimes na cidade para apreender armas. (Fonte: ValeParaibano)

Morador pede polícia fora da temporada

Litoral Norte - Se para o turista as férias na praia podem se tornar um pesadelo, para comerciantes e moradores do Litoral Norte, o verão é sinônimo de mais segurança nas ruas. A maior briga é para tentar aumentar o efetivo fora da temporada.
"No meio de turistas vêm bandidos também, mas tem viatura por todo lado. Ontem à noite (quinta-feira), eu vi cinco viaturas em pontos diferentes da cidade", disse o presidente da ACE (Associação Comercial e Empresarial) de Caraguatatuba, Jorge Washington de Camargo.
Para o presidente da ACISS (Associação Comercial e Industrial de São Sebastião), Fábio José Aranha, o comércio não está sendo afetado pelo aumento de roubos e furtos na cidade.
"A pessoa vem para cá relaxar e encontra problemas de cidades grandes. Mas não temos achado expressivas as estatísticas a ponto de gerar queixas", afirmou.
O presidente do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) de Boiçucanga, em São Sebastião, Eder Avila Castanha, afirmou que os bairros estão tranquilos, sem registros de aumento de crimes.
Segundo ele, o maior problema é durante o resto do ano. "Fora da temporada, temos um problema sério de segurança. A Operação Verão prova porque reclamamos tanto da falta de efetivo", disse.
A PM prevê para maio a formação de novos PMs na Escola de Soldados de Taubaté, que serão distribuídos em toda região. (Fonte: ValeParaibano)

Praias viram "vitrines" na temporada
Empresas investem em promoções no Litoral Norte para divulgar produtos e consolidar marcas

Litoral Norte - As praias do Litoral Norte se transformam em vitrine para diversos produtos durante a temporada de verão. Empresas de alimento, coméstico, telefonia e até instituições financeiras aproveitam o movimento de turistas para divulgar suas marcas e serviços na região.
Para atrair novos clientes, a Visa está fazendo blitz nas praias mais badaladas do Litoral Norte para divulgar o cartão de crédito e sua campanha de verão 2004.
"A blitz é uma forma de apresentar nossos produtos para o público que está na praia. Nossa idéia é levar mais informações e atrativos aos turistas e clientes", disse o supervisor de eventos da Visa, Alexandre Buzzoni.
Segundo ele, durante as blitze, que acontecem até o dia 2 de fevereiro, os turistas podem receber prêmios, como ímãs de geladeira. A campanha da Visa também prevê a troca de notas do cartão com valor acima de R$ 80 por um copo personalizado com figuras do artista plástico Gustavo Rosa.
A empresa de telefonia TIM, em parceria com a Nokia, também está investindo em várias ações no Litoral Norte neste verão.
Até o dia 29 de fevereiro, equipes da empresa percorrem mais de 20 praias da região para divulgar, principalmente, o novo serviço de videomensagem.
Os banhistas abordados durante as blitze da TIM poderão enviar mensagens via e-mail para qualquer pessoa usando o novo serviço.
Em São Sebastião, a empresa criou um espaço no Bar do Meio na Praia de Maresias, que oferece música e entretenimento.
Turistas que frequentam o Litoral Norte consideram as promoções nas praias uma boa oportunidade para conhecer novos produtos.
O gráfico de São Bernardo do Campo (SP), Fernando Rodrigues, 26 anos, aprova as campanhas. "Com as promoções na praia, posso ficar sabendo das novidades. Elas ajudam a gente a conhecer melhor os produtos."
Para a analista de sistemas de São Paulo, Luciana Barros Simos, 28 anos, a estratégia beneficia empresas e consumidores e por isso os turistas recebem bem os promotores das campanhas nas praias.
"Quando é lançamento no mercado, a empresa pode até atrair novos consumidores, que vão adquirir o produto depois."
BEBIDAS - As empresas de bebidas também aproveitam o verão para conquistar novos consumidores. A Ice 51 é uma das marcas divulgadas nesta temporada no Litoral Norte. Em Caraguá, equipes de promotores da Ice 51 oferecem a bebida em várias praias.
Outra marca que está usando as praias de Caraguá como vitrine é a Suco Del Valle, que instalou uma arena de recreação no Indaiá. (Fonte: ValeParaibano)

Cidades têm 9 praias impróprias para banho

Litoral Norte - A Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) divulga hoje o novo boletim de balneabilidade das praias do Litoral Norte. Desde a última quinta-feira, nove praias estão impróprias para banho devido à contaminação por esgoto. Em Caraguatatuba, as praias poluídas são Centro, Porto Novo e Martin de Sá, considerada a mais badalada da cidade. Em São Sebastião estão na lista das impróprias Porto Grande, Pontal da Cruz e São Francisco; Itaguá e Perequê-Mirim, em Ubatuba; e Pinto, em Ilhabela. A Cetesb pede aos banhistas que evitem as praias consideradas impróprias por causa do risco de doenças. (Fonte: ValeParaibano)

Sol volta e lota as praias da região

Litoral Norte - Apesar do sol fraco, os turistas puderam curtir as praias ontem em Caraguatatuba. A chuva deu uma trégua e as praias ficaram lotadas desde o início da manhã. Os banhistas que estavam na praia do Indaiá, na região central, participaram de várias atividades esportivas como aeróbica, futevôlei, futebol e vôlei de areia. As amigas de Guarulhos (SP), Neusa Cavalcante de Oliveira, e Bruna Priscila Nicacio, 16 anos, disseram que chegaram cedo na praia para aproveitar o sol e as atrações. "Fiz aula de aeróbica e joguei vôlei com os meus amigos. Acordei cedo para curtir a praia durante todo o dia", disse Neusa. (Fonte: ValeParaibano)

Movimento sobrecarrega operadora

Litoral Norte - Usuários de telefone celular estão sofrendo com possível "congestionamento" na rede de telefonia no Litoral Norte.
"De manhã (sexta-feira) liguei para dois celulares e não consegui falar. Acho que devido ao grande número de usuários na região, a gente não consegue falar (ao celular)", disse o funcionário público de São Sebastião, Marcos de Souza, 29 anos.
Ilhabela, São Sebastião, Caraguá e Ubatuba possuem 241 mil habitantes, mas a população chega a 750 mil pessoas nos finais de semana da temporada.
A assessoria de imprensa da Vivo informou que a empresa adotou medidas técnicas extras para minimizar os efeitos do tráfego na rede de telefonia. Segundo a empresa, os resultados serão observados nos próximos dias.
A TIM informou que não recebeu reclamações nem detectou problemas técnicos no Litoral Norte.
A Claro foi procurada pelos telefones de atendimento ao cliente --9111-1777 e 0800-036-36-36-- mas uma mensagem gravada informou que o sistema estava indisponível temporariamente. (Fonte: ValeParaibano)

Ocupação Irregular: Litoral tem 652 casos em um ano

Litoral Norte - A Polícia Ambiental realizou 652 flagrantes de ocupação irregular no Litoral Norte no ano passado, quase duas autuações por dia. Outros 4.417 boletins de ocorrência foram elaborados no período.
Segundo a Polícia Ambiental, a maioria das ocupações ocorreu em áreas de preservação ambiental, que foram desmatadas, nas quatro cidades da região.
O crescimento populacional e a expansão de empreendimentos imobiliários são os motivos apontados pela polícia para os desmatamentos. As autuações foram contabilizadas até o dia 15 de dezembro.
"Nosso maior problema é o desmatamento, que ocorre devido à especulação imobiliária em loteamentos irregulares. É um problema grave", disse o tenente Alexandre de Oliveira Guimarães, comandante-interino da 3ª Companhia de Polícia Ambiental de São Sebastião.
As autuações, segundo ele, vão de um simples corte de árvore até uma grande área de desmatamento. Na maioria dos casos, os lotes desmatados têm de 20 a 30 metros quadrados de tamanho.
Segundo a polícia, atualmente os pontos de maior incidência de casos ficam na costa sul de São Sebastião, nas praia de Maresias e Camburi, e nas cidades de Caraguatatuba e Ubatuba.
"Às vezes, algumas pessoas compram um terreno de boa fé e não sabem que é área de preservação permanente", disse o comandante.
Quem infringir a legislação responde por infração administrativa, prevista no Código Florestal, e por crime ambiental, que prevê penas de 1 a 3 anos de reclusão e multas de R$ 146 a R$ 7.562. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Caraguatatuba Topo

Caraguatudo Albatroz Pousada

Preços disparam nos supermercados de Caraguá
Temporada eleva valores de itens da cesta básica em até 40% e assustam moradores e turistas

Caraguatatuba - Os preços dispararam nos supermercados de Caragatatuba com a temporada de verão. Moradores e turistas estão assustados com o valor dos produtos, que tiveram aumento de até 40%.
Pesquisa feita pelo ValeParaibano na última terça-feira revela que uma cesta com 15 itens chega a custar até 10% mais cara que os mesmos produtos vendidos no Vale do Paraíba.
Foram pesquisados dois supermercados de Caraguatatuba e um de São José dos Campos. Em alguns casos a diferença de preço chega a 40%, dependendo do produto (veja quadro nesta página).
Os "vilões" da alta de preço em Caraguá são o papel higiênico, batata, refrigerante e frango. No supermercado Silva Indaiá, em Caraguá, o preço do quilo batata é de R$ 0,99. No Carrefour de São José, o produto custa R$ 0,65. Uma diferença de 43%.
O preço do papel higiênico com quatro unidades no supermercado Pão de Açucar de Caraguá é de R$ 3,99. No Carrefour de São José, a marca mais cara chega a R$ 2,96. O preço do produto no Vale é 35% menor que no litoral.
Quem pretende matar a sede com refrigerante em Caraguá terá que pagar mais pelo produto. Nos dois supermercados da cidade, o preço do guaraná de dois litros no Silva Indaiá é de R$ 2,19 e no Pão de Açúcar o valor é de R$ 1,89.
No Carrefour de São José, o consumidor pode encontrar o guaraná de dois litros com um valor médio de R$ 1,70. Uma diferença de 29% entre o Vale e litoral.
Os proprietários dos supermercados de Caraguatatuba se defendem e afirmam que os preços do Litoral Norte estão estáveis (leia texto nesta página).
CONSUMIDOR - O consumidor que frequenta o litoral na alta temporada diz sentir no bolso os efeito da disparada do preço nesta época do ano.
A dona-de-casa Fernanda Magalhães, 31 anos, que mora em São Paulo, disse que os preços da capital paulista estão mais baixos que os do Litoral Norte.
"Trouxe alguns produtos de São Paulo para não precisar comprar aqui. Muitos preços aqui estão mais altos que a capital, como o leite em caixinha, por exemplo", disse Fernanda.
A dona-de-casa Geovanete Takoaka, que mora em Caraguá, afirmou que toda temporada de verão os preços disparam no litoral.
"Eu que moro aqui percebo que todo o mês de janeiro os preços em Caraguá aumentam. Estou gastando cerca de R$ 100 a mais de alimentação depois do início da temporada", disse Geovanete.
A comerciante de Caraguá Alcinéia Shortall, 47 anos, também disse que está gastando em média R$ 100 a mais com produtos de supermercado.
"O grande problema é que chega o verão e os preços aumentam. Depois que acaba a temporada, o valor dos produtos não é reduzido e o maior prejudicado é quem mora no litoral", disse Alcinéia. (Fonte: ValeParaibano)

Lojas negam reajuste na temporada

Caraguatatuba - Os supermercados de Caraguatatuba pesquisados pelo ValeParaibano na última terça-feira se defendem e informaram que os preços no Litoral Norte não subiram devido à chegada da temporada de verão.
O proprietário do supermercado Silva Indaiá, Martinho Ferreira Silva, disse que os preços estão estáveis devido à queda da inflação em 2003.
"Não existe um aumento generalizado de preços por causa da chegada da temporada de verão. O valor dos produtos está estável devido à redução da inflação registrada durante o ano passado", disse Silva.
Silva aponta ainda um cenário positivo para esta temporada. Ele afirmou que alguns produtos terão o preço reduzido nos próximos meses. Para o proprietário do Silva Indaiá, o açúcar será um desses produtos.
"O preço do açúcar está caindo no atacado. Essa queda deverá chegar ao consumidor nos próximos meses. Isso é uma prova que os preços não estão subindo no litoral", disse Silva.
O diretor de comunicação do Pão de Açúcar, Paulo Pompilio, afirmou que os preços praticados pelas lojas da rede no litoral são os mesmos do Vale do Paraíba.
"Não existe diferença no preço das lojas de São José com a de Caraguatatuba, por exemplo. O consumidor poderá gastar o mesmo comprando em São José e no litoral", disse Pompilio.
Ele afirmou que as lojas têm liberdade para reduzir os preços. "A unidade de Caraguá pode fazer promoções para atrair os clientes", disse. (Fonte: ValeParaibano)

Compare os preços*

Produtos  Silva Indaiá
(Caraguá)
Pão de Açúcar
(Caraguá)
Carrefour
(S.José)
Batata (quilo) R$ 0,99 R$ 0,99 R$ 0,65
Papel higiênico (4 un.) R$ 1,94 R$ 3,94 R$ 2,11
Refrigerante (2 litros) R$ 2,19 R$ 1,89 R$ 1,70
Ovos R$ 1,98 R$ 3,55 R$ 2,22
Massa de tomate R$ 2,18 R$ 1,99 R$ 1,68
Açúcar R$ 1,15 R$ 1,17  R$ 1,00
Óleo R$ 2,49 R$ 2,39 R$ 2,27
Arroz R$ 10,69 R$ 12,90 R$ 10,98
Frango R$ 2,84 R$ 2,58 R$ 2,53
Cerveja (lata) R$ 1,09 R$ 0,98 R$ 0,98
Macarrão R$ 1,69 R$ 1,63 R$ 1,64
Tomate R$ 2,39 R$ 3,19 R$ 3,59
Carne R$ 9,79 R$ 9,99 R$ 10,99
Feijão R$ 2,19 R$ 1,99 R$ 2,25
Leite longa vida R$ 1,29 R$ 1,53 R$ 1,47
Total R$ 44,89 R$ 50,71 R$ 45,95
* Os preços foram coletados no dia 6 de janeiro de 2004
Fonte: Supermercados Silva Indaiá, Pão de Açúcar e Carrefour -
(Fonte: ValeParaibano)

Três são presos com cocaína e maconha em Caraguá

Caraguatatuba - Três desocupados foram presos na noite da última quinta-feira, em flagrante, sob acusação de tráfico de entorpecentes. S.F.O, F.P.C e R.C.F.S venderiam o entorpecente na orla marítima, região central. Com eles, sete papelotes de cocaína e, segundo a PM, várias trouxinhas de maconha. 
Eles não tiveram tempo de “dispensar” a droga para conseguir escapar do flagrante. O trio foi levado para a delegacia. Apenas S, que tem mais de 18 anos, ficou detido. Os outros dois, menores, foram encaminhados à Vara da Infância e Juventude. O caso foi registrado na delegacia central. (Fonte: Imprensa Livre)

Um loiro e outro moreno: dois ladrões roubam farmácia na madrugada

Caraguatatuba - Dois ladrões, sendo um loiro e outro moreno, roubaram uma Farmácia, as 3h50 da madrugada da última quarta-feira, levando R$ 70,00 em dinheiro. 
O balconista N.J.S., 40 anos foi rendido pelos dois ladrões, que estavam armados com revolver, quando trabalhava em plantão 24 horas na farmácia, localizada na Avenida Altino Arantes, centro da cidade. (Fonte: Imprensa Livre)

Comerciante perde R$ 10 mil em roubo na Praça Cândido Mota

Caraguatatuba - Em plena Praça Cândido Mota, às duas da tarde, o comerciante da cidade H.N., 39 anos, teve roubados R$ 10 mil, quando estaria levando para ser depositado no banco o dinheiro conseguido de sua loja nesta temporada de verão.
Um motoqueiro, que vestia camiseta regata rasgada e capacete preto, municiado com revólver, parou o comerciante, que entregou os R$ 10 mil, além de sua carteira de documentos e um rádio HP. A polícia não encontrou o ladrão. (Fonte: Imprensa Livre)


Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Sailing Shop

Kitesurf: a nova mania em Ilhabela
A capital da vela se tornou um verdadeiro celeiro de campeões neste esporte que envolve surfe, vôo livre e Wakeboard 

Foto: Marcelo Padero/Divulgação Ilhabela - O kitesurf já virou mania em Ilhabela. A cada ano o esporte ganha mais adeptos, amantes dos esportes radicais.
No ano passado os destaques nos campeonatos brasileiro, Sul-americano e mun-dial, foram todos procedentes da capital da vela.
Guilherme Brandão, o Guilly, 22 anos, conquistou o título brasileiro, na categoria open, no Rio de Janeiro e é vice-campeão Sul-americano; Miler Moraes, 24 anos, ficou em 3º lugar no circuito Brasileiro de 2003 e conquistou o vice-campeonato em 2002. No currículo do velejador de Ilhabela estão ainda o título de campeão do Kite For Pan, que rolou em Araruama (RJ, 2002) e 3º colocado no Red Bull, em Jericoacoara (CE). 
O veterano Guilherme Casal de Rey, o Guiga, 32 anos, ficou em 7º lugar no Sul-americano e em 9º no circuito Brasileiro. Guiga, instrutor de kite da GZero, é o único da ilha certificado pelo IKO ( International Kiteboardinhg Organization), instituição responsável pelo treinamento e capacitação de instrutores.
Entre as meninas, os destaques da ilha são Izabela Valezin, vice-campeã brasileira por dois anos e Bruna Kajiya, que mora em São Sebastião mas treina diariamente em Ilhabela. 
O kitesurf é uma mistura de windsurf com esqui, wakeboard, surfe e vôo livre. O praticante desliza sobre a água em uma pranchinha puxado pelo kite (pipa em inglês), que atua como uma asa impulsionado pelo vento: os atletas surfam e ao mesmo tempo atingem grandes altitudes, fazendo manobras pra lá de radicais. 
“O que me atraiu no kitesurf foi a sensação de liberdade, é difícil de explicar, só velejando para saber”, comentou a atleta e instrutora Izabela Valezin.
Quem se animou com o kite pode preparar o bolso. O equipamento novo custa em média R$ 5 mil e um usado em bom estado é vendido por R$ 3 mil. A vantagem é que ele é fácil de transportar. “O aprendizado é muito mais fácil que o windsurf”, disse o instrutor Guiga. “A plástica do kitesurf atrai muito as pessoas, é muito bonito”. 
Melhores picos
Ponta das Canas - Entrada do canal com as ruínas de um forte e um antigo engenho restaurado, ponto de encontro e clube de windsurf. Fica no norte da ilha, depois da praia do Pinto
Perequê - Continuação da Barra Velha, tem um píer de onde saem as escunas para passeios.
Siriúba – Praia com faixa larga de areia, norte da ilha, antes da praia do Sino.
Onde aprender
GZero - R$ 500 – 6 horas de curso básico, que vai desde a montagem até a saída com a prancha. As aulas acontecem na praia da Armação ou no Perequê. A Gzero também conta com uma equipe de salvamento e resgate com bote. Telefone: (12) 3896-3068 ou 3896-6743
Izabela - R$ 120 a hora, o equipamento completo está incluso
Telefone (12) 9767-2033 ou (12) 9793-7875 
BL3 - R$ 125 a hora, que inclui o kite e a prancha. Na BL3, um instrutor atende de um a dois alunos por vez. Telefone (12) 3896-1034
Equipamento 
1 - Kite (pipa em inglês). 
2 - Linhas de vôo -medem de 20 a 40 metros. 
3 - Barra de controle Usada para controlar a direção do kite. 
4 - Prancha - Vários estilos são usados: tipo prancha de surfe com alças para os pés, wakeboard, prancha bidirecional (anda para os dois lados). Tem uma pipa para cada tipo de vento. Ela pode variar de 4 a 20 metros. Para iniciantes o vento adequado é de 12 a 15 nós. (Fonte: Imprensa Livre)

Ladrão esquece tênis e acaba descoberto
Polícia usa calçado deixado em fuga para achar suspeito em Ilhabela

Ilhabela - Após assaltar a Pousada Montemar, em Ilhabela, um assaltante 'trapalhão' foi identificado pela Polícia Civil depois de deixar para trás um tênis durante a fuga.
O 'cinderelo às avessas', identificado pela Polícia Civil como Manoel Maria de Jesus Júnior, 24 anos, em vez de ganhar o amor de um príncipe e um belo castelo, como no conto infantil, deve receber um par de algemas e um bom tempo na cadeia. Por enquanto, ele ainda está foragido.
Segundo a Polícia Civil, armado com um revólver e com a cara envolta por uma camisa, para não ser identificado, o suspeito invadiu a pousada no início da madrugada de ontem. O assaltante rendeu os funcionários e os trancou no banheiro.
Como não encontrou nada de valor com os reféns, foi até um chalé da pousada onde estava hospedado Fernando Fagundes de Carvalho, 33 anos. Carvalho foi rendido e viu o assaltante, ainda de tênis, levar seus cartões de banco, celular, documentos e R$ 400. Após a ação, o suspeito saiu correndo e, ao pular o muro dos fundos da pousada, deixou seu calçado cair.
PISTA - Segundo o delegado-assistente de Ilhabela, Eliel Rizzioli, o calçado foi uma importante pista para a identificação de Jesus Júnior e considerada um complemento de indício. "Aqui é uma cidade pequena e todos se conhecem. Nós já tínhamos uma suspeita dele, fomos até sua casa e a família confirmou que o tênis era mesmo dele", disse.
Rizzioli afirmou que o suspeito está foragido em São Sebastião. O delegado pediu a prisão temporária do acusado para poder investigar com tranquilidade quais os crimes ele já cometeu. "Ele já é conhecido da polícia e tem antecedentes por outros crimes", afirmou.
Os representantes da Pousada Montemar não foram encontrados para comentar o assalto. (Fonte: ValeParaibano)

'Cinderelo' é preso em Caraguá

Ilhabela - A Polícia Militar de Caraguatatuba prendeu na noite de anteontem Manoel Maria de Jesus Júnior, 24 anos, identificado pela Polícia Civil de Ilhabela como sendo o assaltante 'trapalhão' que, depois de roubar uma pousada da cidade na madrugada de quinta-feira, deixou um tênis para trás na fuga.
Com o 'sapatinho', a Polícia Civil da cidade identificou Jesus Júnior depois que a própria família reconheceu que o calçado era mesmo dele.
No assalto, o suspeito levou R$ 400, documentos, cartões e um celular de uma vítima que estava hospedada na pousada.
O acusado foi preso com um revólver 38 no centro de Caraguatatuba depois de uma denúncia anônima feita à polícia.
Nada do que foi roubado estava com o suspeito, que foi preso na Cadeia Pública de Caraguatatuba. A Polícia Civil de Ilhabela, responsável pelo caso, não havia sido informada da prisão do suspeito até a tarde de ontem. (Fonte: ValeParaibano)

Polícia refaz morte de fazendeiro e pede prisão por 30 dias da mulher
Prazo de prisão temporária vence amanhã e polícia de Ilhabela pede prorrogação

Ilhabela - A Polícia Civil de Ilhabela pediu na tarde de sexta-feira a prorrogação por 30 dias do prazo da prisão temporária da advogada Eneida Campos Agel, 53 anos, suspeita da morte do marido, o fazendeiro goiano Colemar Rodrigues de Resende, 68 anos, no último dia 14. O prazo atual terminou à meia-noite de domingo.
Sexta-feira, a Polícia Civil fez a reconstituição do crime, que durou cerca de 30 minutos. A advogada, que teve várias crises de choro, foi levada até a casa onde morava com o fazendeiro.
Ela, que foi presa na quarta-feira em Goiânia (GO), chegou anteontem à cidade e foi levada para uma cela na delegacia.
"Vamos pedir a prorrogação da prisão à Justiça e caso seja concedido a Eneida vai permanecer detida na cidade", disse o delegado responsável pelo caso, Vanderlei Pagliarini de Almeida Filho.
Na varanda da casa, durante a reconstituição, ela contou à polícia como teria sido rendida por dois homens armados que, segundo a advogada, seriam os responsáveis pela morte de Resende.
A reconstituição continuou no terminal da travessia da balsa. Em depoimento, ela alegou que foi levada pelos bandidos para São Sebastião. Um dos homens teria feito a travessia a pé e o outro ficado dentro do carro escondido no banco de trás.
"Ela (Eneida) manteve a mesma versão do depoimento. Mas percebemos que é difícil uma pessoa ficar escondida no banco traseiro do carro com uma arma sem que ninguém perceba dentro da balsa, que é movimentada", disse o delegado.
O fazendeiro foi morto com requintes de crueldade no condomínio de luxo Palmares, no bairro Itaguaçu. Segundo o laudo do IML (Instituto Médico Legal), ele teve traumatismo craniano e queimaduras pelo corpo.
Sexta-feira, a advogada passou por exames de corpo de delito para analisar queimaduras em seu braço. No mesmo dia da morte do marido, ela teria viajado para Goiânia e se queimado fritando bananas na casa de familiares.
Resende foi um dos fundadores da UDR (União Democrática Ruralista) de Goiás e morava havia dois anos em Ilhabela com a atual mulher, com quem era casado havia cinco anos. Ele tinha três filhos de outro casamento. (Fonte: ValeParaibano)

IML apontará causa de queimadura

Ilhabela - O resultado do exame de corpo de delito feito na tarde de ontem na advogada Eneida Campos Agel, 53 anos, pode ajudar a polícia a esclarecer a morte do fazendeiro Colemar Rodrigues de Resende, 68 anos. O laudo sai em 10 dias.
O exame pode apontar se Eneida realmente queimou o braço fritando bananas, como relatou à polícia. Resende teve o corpo carbonizado.
Segundo o médico do IML (Instituto Médico Legal) de Ilhabela, José Roberto Nunes, Eneida teve queimaduras de segundo e terceiro graus no antebraço e na perna direita.
"Teoricamente as queimaduras podem ter sido provocadas pela mesma substância. Vamos aguardar o resultado do exame que fica pronto em 10 dias", disse.
TESTEMUNHAS - A acareação entre a advogada, o porteiro do condomínio e o motorista da van que levou Eneida para Goiânia durou três horas na manhã de sexta-feira. A polícia também ouviu a empregada da família.
Segundo a polícia, as testemunhas mantiveram as versões apresentadas em depoimentos. Diferente da versão de Eneida, a empregada alegou que dois homens estiveram na casa dois dias antes do crime mas eles não discutiram com Resende.
Após a reconstituição, Eneida disse que não estava bem de saúde e que não iria comentar o caso com o ValeParaibano. (Fonte: ValeParaibano)

A arte de Tomie em Ilhabela
Secretaria de Cultura abre exposição com 12 gravuras da consagrada artista plástica Tomie Ohtake

Ilhabela - Tem início hoje, em Ilhabela, uma exposição com obras de uma das mais renomadas artistas plásticas do país --Tomie Ohtake. A exposição será realizada até o próximo dia 25.
Segundo o secretário executivo da Fundação Cultural de Ilhabela, Irineu Rodrigues Filho, estarão expostas 12 gravuras. "Conseguimos receber essa exposição através do curador de artes Cláudio Vasques."
Juntamente com a exposição, o curador dará uma oficina de gravura, com prensa e material da Idade Média-- época em que a técnica foi criada. "Será bastante interessante, porque nessa época temos muitos turistas e vários navios que aportam aqui."
No começo de sua carreira, Tomi retratava paisagens. Pouco depois trocou a arte figurativa pela abstrata. Sua primeira exposição individual aconteceu em 1957, no Museu de Arte Moderna de São Paulo.
Durante sua carreira realizou diversas obras públicas, como o painel pintado no Edifício Santa Mônica, em São Paulo; a escultura Estrela do Luar, na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro; painéis para o Memorial da América Latina; para a Estação Consolação do Metrô e para o Colégio Mary Imaculate, também em São Paulo.
INSTITUTO - Em 2000, foi lançado em São Paulo o Projeto Instituto Tomie Ohtake. Em 2001, recebeu o Prêmio Personalidade Artística do Ano, da Associação Paulista de Críticos de Arte. Nascida em Kyoto, no Japão, veio para o Brasil em 1936, com 23 anos, instalando-se na cidade de São Paulo, naturalizou-se brasileira em 1968.
As inscrições para a oficina poderão ser feitas na Secretaria da Cultura a partir de amanhã. O espaço de exposições da secretaria será transformado num ateliê medieval, tendo como inspiração as obras da artista.
Exposição de Tomie Ohtake - a partir de amanhã até o próximo dia 25, na Secretaria de Cultura de Ilhabela. Aberta de segunda a sexta, da 10 às 22h, e sábados e domingos, das 16h às 22hs. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (0xx12) 3896-1747. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de São Sebastião Topo

Nautica Superchic

Pescadora captura marlin com mais de 2 metros próximo à Enseada

São Sebastião - A pescadora Jandira Peixoto, 58 anos, capturou, na tarde de quinta-feira, próximo à praia da Enseada, um marlin com mais de dois metros de comprimento e aproximadamente 30kg. Sozinha em sua pequena canoa, ela precisou de força para conseguir trazer o peixe.
Ontem à tarde, Jandira falou da felicidade por capturar o marlin azul. “Larguei a rede a 150 metros da praia, a um metro de profundidade, na quebradeira da maré, pois não posso remar muito. 
Quando fui ver, na hora do almoço, estava lá o peixe. A princípio fiquei triste, imaginando ser um boto preso a rede, mas quando vi que era outro peixe, gritei e agradeci a Deus por essa recompensa, pois já havia feito uma boa ação neste dia”, contou a pescadora.
O marlin é comum em águas profundas e não próximo à praia. Por isso, Jandira Peixoto alerta para a necessidade de preservação do mangue e do criadouro natural da Enseada, pois segundo ela, peixes grandes costumam se alimentar nesta área.
A pescadora, que já trabalhou na Colônia de Pescadores Z-14 e, até o ano passado, ministrou aula de pesca no Projeto São Sebastião Tem Alma, já está acostumada com as surpresas do mar. Em 1992, a bordo da mesma canoa, chamada “Vamp”, ela capturou um tubarão (cação) de 95 quilos. O marlin azul já foi vendido para um restaurante da cidade e será utilizado em pratos da culinária japonesa. (Fonte: Imprensa Livre)

Dersa garante tarifa diferenciada a moradores de São Sebastião
Após pressão, empresa anuncia o mesmo preço que será cobrado dos moradores de Ilhabela aos sebastianenses, a partir de terça-feira: R$ 0,70 centavos. Já os turistas pagarão R$ 3,50 

São Sebastião - Assim como a população de Ilhabela, moradores de São Sebastião também terão direito à tarifa diferenciada de R$ 0,70 centavos na travessia de lancha da Dersa. A informação foi divulgada, ontem à tarde, após reunião entre técnicos da empresa e o prefeito de São Sebastião, Paulo Julião, no gabinete. 
Até então, o grande empecilho era a forma de comprovação de residência. Em Ilhabela, os moradores terão de apresentar a carteira do SUS (Sistema Único de Saúde).
Já em São Sebastião, como este documento ainda não foi distribuído para toda a população, havia certa dificuldade. O prefeito entrou em contato com o secretário de Transportes, Dario Rais Lopes, na quinta-feira, para pedir a garantia do mesmo benefício concedido aos ilhabelenses.
Ontem, Julião recebeu em seu gabinete Clodoaldo Nogueira, assessor do diretor da Dersa, Luiz Carlos Godas, e o diretor da travessia Ibsen Trench Gomes. No encontro ficou definido que os moradores de São Sebastião terão de retirar uma ficha cadastral na Secretaria Municipal de Promoção Social a partir da próxima segunda-feira. O documento será utilizado provisoriamente até que os crachás de identificação fiquem prontos, o que está previsto para ocorrer em 20 dias.
Segundo o chefe de gabinete, Ubirajara Nascimento, o crachá será produzido pela Prefeitura de São Sebastião, com base no cadastro feito pela Secretaria Municipal de Saúde para o cartão SUS. Qualquer morador poderá ter o documento, que garantirá a tarifa diferenciada na travessia de lancha. 
O serviço de lancha foi reinaugurado em dezembro e, em caráter experimental, vem operando gratuitamente. A partir da próxima terça-feira, a travessia será cobrada. Enquanto os moradores de São Sebastião e Ilhabela pagarão R$ 0,70 centavos, a passagem do turista custará R$ 3,50. 
Retrospectiva - Na última quinta-feira, o Imprensa Livre trouxe uma reportagem sobre o início da cobrança e a polêmica sobre a tarifa diferenciada. Os usuá-rios se dividiam quanto ao fato da travessia ter dois preços.
Alguns turistas declararam que a tarifa deveria ser igual para todos os passageiros, porém, mais baixa. “Se cobrarem R$ 3,50 por pessoa será muito caro. Assim, vai ser mais vantagem atravessar de carro”, comentou o publicitário Ademir Neves, de São Paulo. “É quase que discriminação cobrar um preço mais alto do turista. Acho que deveriam rever os conceitos”, completou a dona de casa Heloísa Gomes Pereira, também da capital.
Moradores de Ilhabela destacaram que a passagem mais barata significará maior utilização do sistema. “Se tivermos de pagar o valor inteiro, acredito que ninguém usará a lancha, só a balsa, que é gratuita. Agora, com os R$ 0,70 centavos vale a pena”, disse o eletricista João Augusto Leite. “Espero que o benefício seja mantido e não mudem de última hora”, concluiu a moradora Alessandra Cristina Silva. 
Para retomar o sistema de travessia por lancha, interrompido há mais de dez anos, a Dersa investiu cerca de R$ 1 milhão para recuperar duas embarcações, uma com capacidade de atender 200 passageiros e outra para até 100. Conforme a empresa, a operação das embarcações não interfere na travessia das balsas. Assim, o pedestre pode optar pelo serviço gratuito, só que até a Barra Velha. As lanchas fazem o trajeto Porto de São Sebastião/Perequê/Vila. (Fonte: Imprensa Livre)

Fazenda avalia interdição de danceteria Lao

São Sebastião - A danceteria Lao, em Maresias, já recebeu várias notificações sobre emissão de som excessivo. A informação é do chefe da Fiscalização de Obras e Meio Ambiente, Lineu Alvim Coelho Júnior. 
Foram seis autuações, aplicadas entre abril a dezembro do ano passado. “Hoje (ontem), estarei encaminhado os procedimentos à Secretária Municipal da Fazenda, que tem poder para definir a interdição do local”.
Lineu Júnior afirma que a danceteria não tem tratamento acústico. Ele explica que até a 250 metros da danceteria foram constatados 51 decibéis, enquanto o limite é 45. 
O Imprensa Livre tentou contato com o proprietário da danceteria, na quinta-feira e ontem, mas um funcionário disse que ele estava em São Paulo e não houve retorno do contato. (Fonte: Imprensa Livre)

Mare Nostrum recanta Vinícius, a pedidos
“Vinícius...por toda a minha vida” será reapresentado no Municipal, dia 14, a pedidos de quem perdeu a apresentação de estréia do grupo Mare Nostrum 

São Sebastião - Quem não viu, ouviu falar e quem viu quer ver de novo. A reapresentação de “Vinícius...por toda a minha vida” terá a abertura do violonista Euclides Mota, sebastianense radicado na Espanha há 10 anos e será na próxima quarta-feira, 14, às 21 hs. No repertório, a inclusão de duas novas músicas: “O morro não tem vez”e “Um homem chamado Alfredo”, que será interpretada pelo tenor Cássio Oliveira, único dos vocalistas que não fez nenhum solo na primeira apresentação.
O grupo Mare Nostrum mistura canto, poesia e instrumentos em harmonia, de forma a interpretar a obra de grandes autores nacionais. Agregados pelo trabalho do poeta Geraldo de Buta, o grupo é uma feliz reunião de seis cantores do coral municipal, que fazem o vocal, do músico Almir Clemente, maestro da Banda Municipal, que toca flauta transversal, sax alto e sax tenor, de Geraldo de Buta, na interpretação dos textos, com a direção musical e arranjos do maestro Tarcísio Bruder, que idealizou o nome do grupo e também participa com cavaquinho, violão e viola. 
O grupo formou-se por ocasião da apresentação de “Vinícius...por toda a minha vida”, que comemorava os 90 anos do nascimento do “poetinha”, em outubro do ano passado. Em uma espécie de sarau com poesias, textos e músicas de Vinícius de Moraes, o Maré Nostrum fez sua estréia como grupo e foi uma experiência inédita para os jovens vocais Andréa Migliori Hossri, Adriana Rego, Alba Valério, Daniel Cândido e Cássio Oliveira, já que era a primeira vez que “enfrentavam” o palco. 
Geraldo de Buta, Sônia Gonçalves, Almir Clemente e Tarcísio Bruder já tinham um trabalho juntos. Aquela primeira experiência bem sucedida originou mais duas apresentações deste mesmo espetáculo em outros locais e motiva o grupo nos ensaios de outros projetos, como o de Ari Barroso. 
“Nós queremos formar uma cultura de trabalho em cima dos grandes autores nacionais”, fala de Buta, que batalha por patrocínio para custear a apresentação do projeto Ari Barroso e gostaria de poder levar o grupo para apresentações em vários pontos da cidade. 
“Para nós é uma honra participar deste grupo. Cada “sentada” para ensaio é uma aula”, comenta Andréa, sobre a influência dos mais velhos e experientes do grupo sobre os jovens cantores que integram o Mare Nostrum.
Geraldo fala que essa reapresentação de “Vinícius...por toda a minha vida” é importante por ser em uma época que a cidade está recebendo pessoas de fora, quando então podem ser vistos por alguém da área cultural. 
“ O importante é levar este resgate da música nacional para o conhecimento das pessoas, dar uma opção para as pessoas gostarem”, concordam os integrantes do Maré Nostrum, sobre o papel do grupo na cidade. (Fonte: Imprensa Livre)

São Sebastião poderá receber show “Vozes do Brasil”

São Sebastião - O prefeito de São Sebastião, Paulo Julião,esteve reunido na manhã de hoje, sexta-feira, dia 9, com a jornalista Patrícia Palumbo, que apresentou ao prefeito a proposta de trazer para a cidade o show “Vozes do Brasil”. Um evento que reúne alguns representantes da música brasileira, como Zélia Duncan, Neline, Arnaldo Antunes, Chico César, Zeca Baleiro, Luiz Melodia, entre outros.
Vozes do Brasil é o nome do programa da jornalista que está no ar há oito anos na Radio Eldorado e que trata sobre música brasileira e meio ambiente. 
Em 2002, Patrícia lançou um livro com o mesmo nome e, hoje, os artistas retratados em sua obra compõem o show que já teve uma temporada em São Paulo e em Brasília, onde permaneceu em cartaz durante sete meses. Ao todo, o livro conta um pouco da história de 11 artistas.
“A intenção de realizar os shows surgiu dos próprios artistas, que sugestionavam durante a elaboração de Vozes do Brasil, a produção dos espetáculos”, explicou Patrícia.
Trabalhando em rádio há 20 anos, a jornalista, que é de São Sebastião, lançou o livro na cidade em março do ano passado, no dia do caiçara. “Tudo o que eu faço, tenho vontade de trazer também para a cidade”, concluiu. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Setur Pousada da Almada

Ubatuba participará de feira de turismo em Berlim

Ubatuba - Ubatuba vai participar da maior feira de turismo do mundo. A confirmação foi feita pelo Secretário de Turismo, e presidente da Companhia Municipal de Turismo, Sérgio Alves Carvalho. O evento, que deve ocorrer em Berlim, na Alemanha, de 14 a 16 de março, vai marcar o início do Ubatuba Road Show, que terá a responsabilidade de divulgar as belezas naturais, culturais, artísticas e gastronômicas da cidade pelo Brasil e o mundo.
Para isso, no próximo dia 20, às 19h, no Hotel Recanto das Toninhas, será apresentada a proposta para a participação do empresariado local nesta nova empreitada. Cerca de 120 pessoas, entre comerciantes, hoteleiros e imprensa, deverão tomar contato com o que está sendo feita pela Setur e Comtur, para que uma comitiva de cerca de 20 pessoas possa participar da feira com a apresentação de material de divulgação que impulsione a vida do turismo internacional, em grande escala.
Segundo Carvalho, a participação na feira de Berlim é fundamental para o município que quer disputar uma fatia do mercado internacional junto a outras cidades do mundo, inclusive brasileiras, como é o caso de Salvador, (BA), e de outras regiões do Brasil, como o Rio Grande do Sul. “É lá que os destinos turísticos se vendem. Por isso, é importantíssimo a participação de Ubatuba. Mas o tempo é curto, e precisamos nos preparar adequadamente. As cidades que participam da feira fazem um trabalho profissional. Então, temos, também, de ser profissionais”, ressaltou.
A preocupação de Carvalho se explica pelo fato de que no encontro do dia 20 deverão ser definidos os empresários que irão participar da feira e a partir daí a produção do material de divulgação que será apresentado por eles. A Setur e Comtur já estão com o material institucional em fase de produção, mas os que serão levados pelos empresários precisarão ser feitos de maneira rápida e com qualidade.
“Não adianta ir para lá apresentar um material feio. Tem de ser algo de muita qualidade, pois os outros destinos apresentam materiais belíssimos e para brigar de igual para igual, temos de levar produtos para realmente impressionar”, disse.
A garantia de participação no evento contou com uma negociação direta da Setur com a Embratur (Empresa Brasileira de Turismo). Para se ter uma idéia, um estande como o que Ubatuba terá à disposição na feira custa, em média, U$$ 21 mil, mas devido às negociações feitas, a cidade pagará apenas R$ 9 mil, o que não chega a ser um gasto, apenas investimento. (Fonte: SETUR)

Comtur e Setur investem em infra-estrutura para o turista

Ubatuba - Graças a uma parceria entre a iniativa privada, a Comtur (Companhia Municipal de Turismo) e a Setur (Secretaria de Turismo), os pontos de ônibus urbanos instalados pelos bairros de Ubatuba começam a ser reformados. A intenção é efetuar uma pintura padronizada nos locais. 
Além de poder esperar o transporte em um local adequado, o usuário terá ainda um serviço de orientação, por meio de painéis com informações sobre a localização do bairro em que se encontra e as praias mais próximas, tanto sentidos norte, quanto sul do município.
Os primeiros pontos que estão sendo pintados são os que fazem parte do trajeto entre o centro da cidade e o bairro do Perequê-Açu. Em breve, o serviço será estendido aos pontos localizados nas demais áreas do município.
Outro trabalho que está sendo executado pela Setur e Comtur é a construção e reforma de sanitários nas praias, em especial as mais movimentadas do município, como Praia Grande, onde foi construído um banheiro e na Maranduba, onde outro foi reformado.Nestas duas obras foram investidos cerca de R$ 16 mil, arrecadados com a cobrança da taxa de estacionamento nas praias.
Inclusive, de acordo com o Secretário de Turismo, Sérgio Alves Carvalho, outros oito banheiros deverão ser construídos, em breve, na Praia Grande. O custo para cada um deles deve ser de R$ 14 mil, que também serão provenientes da arrecadação com o estacionamento da chamada “Zona Azul”. 
Segundo Carvalho, o projeto já estaria pronto, faltando apenas os últimos detalhes na apresentação da documentação exigida pelos órgãos ambientais para que os trabalhos sejam iniciados.
Outra informação importante sobre investimentos é o fundo de reservas que está sendo criado pela Companhia Municipal de Turismo para que, logo após a temporada, seja feita a obra de calçamento da pista local da Praia Grande, uma das maiores reclamações dos freqüentadores do local.
O trecho será calçado com bloquetes, entre outras razões para manter a padronização já existente no trecho oposto, onde a via local foi calçada com o mesmo material, em obra financiada pelo DADE (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias). Ainda não há a previsão do valor a ser gasto na obra, nem tampouco a data exata do início das obras, mas elas devem se iniciar após o fim da temporada.
“Estamos trabalhando em plena temporada já pensando no período entre março e novembro, a chamada baixa temporada, para atrair o visitante a Ubatuba durante o ano inteiro. Para isso, além de eventos que estão sendo programados para meados de 2004, estaremos realizando obras para o melhor atendimento ao turista. É assim que entendemos que deve ser gasto o dinheiro da Comtur e da Secretaria, ou seja, em ações que tirem Ubatuba dessa dependência do verão”, finalizou o Secretário. (Fonte: SETUR)

A ordem é trabalhar o turismo o ano inteiro

Engana-se quem pode pensar que o espaço que estamos utilizando neste momento tem a finalidade apenas de rebater as críticas feitas pelo Jornal “A Cidade”, no editorial da edição de número 939, de 03 de janeiro. Na verdade, a intenção é esclarecer a população sobre fatos que deveriam estar sendo divulgados pela imprensa, em especial por este mesmo semanário, já que conta com 18 anos de atuação no município, portanto há tempo suficiente para saber da responsabilidade que se deve ter com a informação.
Um dos questionamentos feitos pelo jornal é sobre a falta de eventos durante o verão, ao contrário do que ocorre nas cidades vizinhas, em especial Caraguatatuba. Inclusive, o jornal chega a questionar o fato de a virada do ano ter contado apenas com a tradicional queima de fogos.
Essa seria, talvez, a primeira demonstração da falta de conhecimento do que ocorre no município em que está sediado o referido jornal, pois a passagem do ano em Ubatuba contou, além de shows pirotécnicos, com a participação de bandas em três das principais praias da cidade. Ao todo, foram cinco grupos que, graças à parceria com a iniciativa privada, se apresentaram e animaram um público de cerca de 450 mil pessoas, madrugada adentro.
O fato de não termos a realização de shows de renome, como nas cidades vizinhas, nesta época é outro exemplo de questionamento infundado. Talvez o semanário se esqueça que um dos grandes problemas do município é a baixa temporada e que a maior cobrança sempre foi por conta das dificuldades financeiras que Ubatuba atravessa depois do carnaval, até o próximo verão. Entendendo isso, a Setur e Comtur decidiram dar prioridade ao planejamento da baixa temporada. Mesmo porque, o verão está aí, o turista também, independente de ações promocionais, que nesta época do ano custam muito caro. Valores que hoje não dispomos, não para esses fins. De que adianta gastar dinheiro agora e passarmos o resto de 2004 a ver navios, como sempre ocorreu?
Precisamos investir em infra-estrutura, e é o que estamos fazendo; afinal, isso também é turismo. É preciso destacar que os visitantes que aqui estão, querem bom atendimento, e para isso qualificamos em 2003, cerca de 650 pessoas para trabalhar no comércio local.
Equivoca-se quem argumenta que o turista que não vê shows em Ubatuba - ou grandes eventos - acaba ficando pouco tempo na cidade, ou utilizando-se de nossas praias, mas consumindo Caraguatatuba.
Primeiro, é preciso ter em mente que a realidade atual é diferente da vivida há algumas décadas. Hoje, por questões econômicas, as pessoas não têm mais condições, em sua grande maioria, de permanecer em férias, longe de sua cidade - em casas alugadas, hotéis e pousadas - por um mês inteiro. Atualmente, o turista acaba vindo de maneira cíclica. Vêm, ficam pouco tempo, vão embora e chegam outros grupos. O fluxo é constante, mas não há mais tantas facilidades financeiras que permitam termos um município com 400 mil pessoas, por 30 dias consecutivos. Por isso, é preciso planejar, trabalhar para que esse fluxo seja intenso na temporada, mas permaneça constante ao longo de todo o ano. É só analisar o que é feito em Caraguatatuba, que trabalha o turismo o ano inteiro, no combate a sazonalidade. Portanto, tem condições de também trabalhar o verão, porque o fluxo turístico é constante.
Por isso, já trabalhamos na programação da baixa temporada, quando grandes eventos serão realizados entre março e novembro, para que possamos atrair o turista para Ubatuba num período de baixa movimentação. Essa é a nossa prioridade. Senão, estaremos, dentro de no máximo 40 dias, rezando para que o próximo verão chegue. E isso seria apenas uma contribuição para o fechamento de postos de trabalho e o conseqüente aumento no índice de desemprego e por conta disso, um aumento das filas junto à Secretaria de Assistência social, de pessoas em busca de Cesta Básica, além da colaboração para o aumento da criminalidade. E temos a certeza, não é isso que quer o Jornal “A Cidade”.
Porém não é de se estranhar que o semanário aja dessa maneira, pois nunca nenhum repórter do “A Cidade” nos procurou para informações, como ocorre regularmente com outros veículos de comunicação cujos repórteres mantém um contato direto, em busca de informações, preocupados em passar a notícia correta, com responsabilidade. Então, é de se entender que cometam equívocos, por desconhecimentos.
Entendemos que a correria do dia-a-dia, às vezes, impede uma vista, um contato; mas se for isso, para facilitar e evitar que se escrevam sobre o que não sabem, poderiam o visitar o site da Secretaria de Turismo, o www.setur.com.br, que mostra tudo o que está sendo feito pelo turismo do município.
O direito à crítica é um preceito constitucional, sabemos disso. Mas, a responsabilidade da informação também. Nos colocamos à disposição de todos - população e imprensa - para dar todos os esclarecimentos sobre as ações efetivadas pela Setur e Comtur. O que não se pode admitir é a divulgação de informações que não correspondem com a realidade vivida e trabalhada.
Assim como entendemos a necessidade de respeito que devemos ter com os órgãos de comunicação, sabemos da necessidade do respeito que se deve ter com o trabalho que estamos realizando.

Sergio Luiz Alves Carvalho
Sécretário de Turismo de Ubatuba
www.setur.com.br


Meninas conquistam as ondas em Ubatuba
Garotas do Litoral Norte vencem preconceito e ganham destaque no surfe nacional

Ubatuba - Menina que quer pegar onda tem que deslizar em uma bodyboard, certo? Errado. A cada ano, um 'exército' de garotas deixa o esporte de lado e começa a se equilibrar nas pranchas de surfe no Litoral Norte.
Aliás, as jovens da região vem quebrando estereótipos antigos e ganham destaque na modalidade, que até pouco tempo atrás era "império" dos garotos, com conquistas de títulos em campeonatos nacionais.
Prova dessa ascensão feminina no esporte, é o número de meninas nas escolas de surfe, em Ubatuba, um dos principais redutos de surfistas na costa brasileira, que corresponde a metade do total de alunos.
Hoje, a cidade conta com duas escolinhas mantidas pela prefeitura (nas praias Grande e Perequê-Açu) e outras duas particulares (em Itamambuca e Picinguaba), que juntas atendem 450 crianças e adolescentes.
Destas, 200 são meninas, que se aventuram em ondas de até dois metros de altura deixando para trás o apelido de 'borrachinha' (como são conhecidas as pessoas que praticam o bodyboard).
O crescente interesse pelo surfe feminino se deve, em parte, à seqüência de bons resultados obtidos pela jovem Suelen Naraísa, 19 anos, que hoje ocupa a terceira colocação no ranking brasileiro da categoria profissional.
Antes de conquistar seus títulos, no entanto, Suelen enfrentou o preconceito dos rapazes. "Sempre tinha aqueles meninos que diziam: 'Vai para casa, lugar de mulher é na cozinha'. Outros me viam pegar onda e falavam: 'Se a menininha conseguiu, eu também consigo'", disse.
Para a surfista Jahia Bettero, 19 anos, que começou no esporte aos 14 e foi vice-campeã de 2003 no Paulista de Surfe Universitário, hoje as meninas são mais respeitadas na prancha. "O número de campeonatos de surfe feminino aumentou e até nos campeonatos masculinos são incluídas provas femininas."
A campeã de 2003 no Circuito Petrobras de Surfe Feminino, Luiza Romann, 16 anos, que começou a praticar surfe aos 11 anos em uma das escolinhas da prefeitura, disse que as "chateações" só terminaram há dois anos, quando começou a se destacar no esporte.
Luiza descata como vantagem nas competições femininas a união das garotas. "A gente incentiva as mais novas. Já os rapazes ficam olhando um para o outro com cara de bravo", disse.
INCENTIVO - "O número de meninas que surfam tem crescido muito aqui na cidade. Você quase nem ouve falar em bodyboard", disse Luiz Felipe Azevedo, diretor da Associação dos Surfistas de Ubatuba.
Apesar do entusiasmo das garotas e dos expressivos resultados nos campeonatos, Azevedo pede mais incentivos para o surfe feminino.
"Ubatuba é internacionalmente conhecida como berço de talentos no surfe masculino e tem tudo para manter essa tradição no feminino. Mas é necessário o apoio da iniciativa privada para que a cidade tenha condições de formar grandes surfistas", afirmou Azevedo. (Fonte: ValeParaibano)

Campeã difunde surfe feminino em Ubatuba

Ubatuba - Revelada pela escolinha de surfe da Prefeitura de Ubatuba, a jovem Suelen Naraísa é hoje uma das responsáveis diretas pela ascensão do surfe feminino na cidade.
Aos 19 anos, ela já tem um currículo de fazer inveja. Depois de se recuperar de um câncer nos rins quando tinha 10 anos, ela conquistou o bicampeonato paulista amador (1999/2000).
No ano passado, Suelen teve o melhor ano de sua carreira: foi terceira colocada no Super Surfe, principal campeonato profissional do Brasil. A jovem surfista ainda ficou em segundo lugar no Super Trions (espécie de 2ª divisão do surfe feminino profissional) e foi campeã do Billabong Pró-Júnior (categoria até 20 anos). (Fonte: ValeParaibano)

Escolas têm maior número de meninas

Ubatuba - O coordenador das duas escolinhas municipais de surfe de Ubatuba, Alberto Jacob, disse que a cada ano aumenta o número de meninas no curso. "Há três anos, apenas 10% dos alunos eram mulheres. Hoje, nas duas escolas, 50% das matrículas são preenchidas por meninas", disse Jacob, que dá aula para 350 crianças e adolescentes. Para ele, a ascensão das jovens vai garantir, no futuro, os atletas da categoria. "Ubatuba é vanguarda no surfe feminino", disse Jacob, que também é técnico da surfista Suelen Naraísa. As aulas nas escolas municipais são realizadas na Praia do Perequê, às segundas e quarta-feiras, e na Praia Grande, às terças e quintas-feiras. (Fonte: ValeParaibano)

Acusado de tentativa de homicídio é preso

Ubatuba - A Polícia Civil de Ubatuba prendeu na noite de anteontem Fernando Alexandre dos Santos, 22 anos, acusado de tentar matar Gilberg Pereira, 25 anos, no último dia 7. A vítima foi alvejada por quatro tiros e levada para a Santa Casa, onde continua internado em estado de coma na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). Segundo a Polícia Civil, o setor de investigação chegou ao suspeito depois de alguns dias colhendo pistas junto a testemunhas do crime. Com um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça, a polícia prendeu Santos dentro de sua casa, na favela Botafogo, em Ubatuba, por volta das 21h20. (Fonte: ValeParaibano)

Ponte favorece opção viária no Ipiranguinha 

Ubatuba - A Secretaria de Obras iniciou a cravação de estacas da ponte de concreto que vai ligar a rua Frei Tarcisio à rua da Cascata, no Ipiranguinha que possibilitará uma nova opção viária de entrada e saída do bairro. A ponte vem sendo construída em frente á Igreja N.S. Conceição e atende uma antiga reivindicação da comunidade principalmente da Sociedade Amigos do Bairro do Ipiranguinha - SABI . A diretoria da entidade esteve reunida com o prefeito Paulo Ramos no ano passado reivindicando a obra que complemente a pavimentação da rua Frei Tarcisio que, na situação atual, permite acesso apenas á Comunidade Emaús e Vale do Sol. O Bairro do Ipiranguinha vem recebendo uma série de melhorias em relação ao sistema viário com asfaltamento de ruas inclusive na parte alta do bairro. A ponte estabelece a ligação entre as duas principais vias de acesso ao bairro. (Fonte: ACS-PMU)

Asfalto da Manoel de Nóbrega será recuperado até final de janeiro 

Ubatuba - A Prefeitura de Ubatuba, por meio da Secretaria de Obras, reiniciou as obras de pavimentação da avenida Manoel da Nóbrega no trecho duplicado que, devido a paralisação devido a interrupção de recursos e chuvas intensas durante o mês de dezembro, apresenta-se em situação bastante precária. A determinação para conclusão do projeto foi do prefeito Paulo Ramos que priorizou recursos para conclusão do projeto de asfaltamento incluindo a alteração reivindicada pela comunidade que diz respeito a diminuição do diâmetro das rotatórias existentes. A pavimentação da rua Imaculada Conceição e o recapeamento da Av. Padre Manoel da Nóbrega vem sendo realizado pela Prefeitura de Ubatuba em parceria com o Governo do Estado por meio do Departamento de Apoio e Desenvolvimento das Estâncias - DADE no montante de R$ 462 mil. 
O trecho que vai da rua Barra Seca até a rua Ubatumirim, na Av. Padre Manoel da Nóbrega, também será asfaltada pela Prefeitura utilizando recursos do próprio orçamento. No local foi instalada uma linha dupla de tubos para evitar alagamentos. O sistema mostrou-se eficiente durante as últimas chuvas. “ O prefeito autorizou um esforço extra para evitar a paralisação e concluir as obras o mais rapidamente possível para que o morador e o turista contem com uma avenida mais confortável e segura”, diz Jeriel Rocha, Secretário de Obras. (Fonte: ACS-PMU)

Feira Livre em Ubatuba tem nutricionista 

Ubatuba - O ano de 2004 chegou com novidades na Feira Livre do Produtor Rural de Ubatuba. A partir deste mês de janeiro, a Secretaria de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Saab) da Prefeitura de Ubatuba estará todo sábado com plantões de nutricionista e de engenheiro agrônomo para oferecer atendimento com orientações aos consumidores da feira. Para o consumidor isto significa mais informação com orientação nutricional e também informações sobre produção de alimentos orgânicos com biofertilizantes (adubos) produzidos pela Saab. O atendimento será todo sábado das 9 às 13h na sala da Administração da Feira, que fica na Praça BIP. (Fonte: ACS-PMU)

Prefeitura incentiva produção de hortaliças 

Ubatuba - Produtores rurais de Ubatuba participaram da “1ª Oficina Técnica de Cultivo Protegido de Hortaliças” promovido pela Secretaria de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Saab) da Prefeitura de Ubatuba em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais. A Oficina foi aplicada pela engenheira Agrônoma Cristina Maria de Castro no final do mês de dezembro na Unidade de Produção Familiar, no bairro da Marafunda, e contou com a participação de várias famílias que são atendidas pela Saab no “Projeto Horta Ecológica”. O objetivo é fazer com que o produtor rural de Ubatuba tenha a possibilidade de plantar e colher hortaliças que encontram dificuldade em se desenvolver no município, devido ao grande índice de chuvas que ocorrem durante o ano.
A Oficina ensinou o cultivo alternativo de baixo custo, no sistema orgânico e com qualidade garantida da produção. O método prevê a cobertura da área a ser cultivada com estrutura de vergalhão ou bambú encapados por mangueira e plástico para proteger as hortaliças das chuvas, que é aberto nos horários mais quentes. Segundo o secretário da Saab, Antônio Marchiori, o objetivo é viabilizar a produção no sistema orgânico de hortaliças folhosas, sem agrotóxico, que possuem grande demanda. “O nosso grande problema é a chuva constante que inviabiliza a produção de alface, rúcula, acelga, entre outras, que tem suas folhas danificadas pela chuva. Desta forma estamos incentivando ainda mais a agricultura familiar e a inclusão social”, finalizou Marchiori. (Fonte: ACS-PMU)

Artigo Topo

Paisagismo - "o chapéu de sol"
Irineu Nalin


Conhecida em toda a orla marítima essa árvore exótica, apresenta um crescimento rápido e proporciona muita sombra no verão, porém tem seus inconvenientes, quando plantada próxima a residências ou nas ruas, sendo inadequada à urbanização.
Também conhecida como amendoeira da praia (Terminalia catappa L.), originária da Índia e Malásia. Consta que um século após o descobrimento já era comum em nossas praias. Uma das hipóteses é de que suas sementes de forma elipsóide, muito dura, contendo uma amêndoa comestível, tenham vindo misturadas a areia tomada na Ásia e utilizada como lastro nos barcos portugueses. Não duvido ainda que tenham sido trazidas e plantadas por eles com algum objetivo.
Devido ao seu porte implica em certos cuidados, pois quando plantada na via pública, principalmente embaixo da rede elétrica, coloca-a em risco. Daí as concessionárias de energia providenciam, através da terceirização, o corte das mesmas, o que normalmente é feito em épocas inadequadas e sem qualquer técnica, prejudicando-a e deixando um visual desfigurado. No inverno suas folhas ficam avermelhadas e caem em grande quantidade diária, o que exige muito trabalho para sua remoção.
Outro problema sério é que seus frutos servem de alimentos aos morcegos. Isso ocorre entre o outono e inverno, quando esses quirópteros fazem a festa. O grande inconveniente se dá nas residências, para onde eles se dirigem para roer a polpa externa desses frutos, deixando os caroços bem raspadinhos.
Preferem locais mais escuros, aonde ficam pendurados, deixando em baixo um amontoado de resíduos, caroços dos frutos roídos e fezes que são difíceis de limpar. Em seus vôos rasantes espalham fezes líquidas no chão e nas paredes.
Chegam a consumir grande número de frutos em uma só noite. E a pintura da residência fica toda carimbada, pois quando acostumam-se com um lugar fica muito difícil fazê-los mudarem-se dali. Um bom prejuízo ao proprietário do imóvel. Isso sem falar, quando as janelas do imóvel não são protegidas por telas ou o beiral do telhado proporciona frestas e esses mamíferos frugívoros passam a habitar também a residência.
Uma das soluções encontradas para não servir de abrigo ou melhor de refeitório para eles é deixar lâmpadas acesas nas varandas, garagens, enfim em torno da casa toda. Mas, isso não assegura uma proteção total, pois se o vizinho não fizer também, já que a energia elétrica pós privatização se tornou uma utilidade cara, qualquer parede pode ficar decorada com suas fezes, entre um vôo e outro ao se dirigirem à dispensa, isto é, às amendoeiras próximas, para se reabastecerem. Um meio de defesa que concordo ser um pouco injusto, pois os invasores somos nós que viemos ocupar o lugar e já causamos muita devastação na mata nativa.
Mas, se em meados de Março forem feitas nessas árvores uma poda técnica (cortando-se 50/80 cm. das pontas dos galhos), justamente aonde se localizam a maioria dos frutos, esvaziamos a dispensa e, portanto: eles terão que procurar alimento em outras árvores da Mata Atlântica, aonde exercem importante função na germinação das sementes que são levadas para longe da árvore mãe, ajudando na sua dispersão e regeneração de outras áreas, propiciando a manutenção da floresta.
Entretanto, o mais difícil é convencer o vizinho que plantou uma dessas em frente de sua casa, para servir de sombra ao carro, fazer isso.
Muitas outras espécies podem substitui-la com vantagens tanto para sombra como em efeitos paisagísticos, como, por exemplo: pata-de-vaca (Bauhinia fortificata); sibipiruna (Caesalpinia peltophoroides); alecrim de campinas (Holocalyx balansae); quaresmeira (Tibouchina granulosa); ipê amarelo (Tabebuia umbellata); ipê rosa (Tabebuia heptaphylla); canela raposa (Alchornea gladulosa); canela santa (Voschysia bifalcata); jacarandá-banana (Swartzia langsdorffii); cassia imperial (Cassia fistula); uva japonesa (exótica) (Hovenia dulcis); grumixama (Eugenia brasiliensis); caroba (Jacaranda puberula); canafístula (Senna multijuga); pitanga (Eugenia uniflora); ingá (Inga uruguenses); quineira (Couratea hexandra), etc.


Irineu Nalin
Ir/09/01/04

Carta do Leitor Topo

Parabéns - Venho parabenizá-los pelo excelente trabalho que fazem através desse site. Admiro o trabalho de vocês e espero que Deus dê muita força e saúde para que continuem sempre passando essas belíssimas mensagens a todos os que necessitam da verdade.
Abraço do mais rescente Adventista.

Hudson Leandro dos Reis Moraes
São Paulo, SP

 

Foto do Dia Topo


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia
 

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:

Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor