Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quarta-feira, 25 de fevereiro de 2004 - Nº 977 Edições Anteriores

Barra da Lagoa Porto das Artes BIL

Região
Motorista deve evitar viagem das 9h às 21h


Caraguatatuba
Homem morre em confronto com a PM e 7 são presos em pousada após assalto
Moradores promovem campanha para preservar a praia Brava
Carnaval no ar em Caraguá é adiado


Ilhabela
Banho da Dorotéia leva 3.000 a Ilhabela
Ilhabela tem quatro pré-candidatos a prefeito


São Sebastião
Óleo é retirado da praia de Guaecá
Guaecá está liberada, mas retirada do óleo continua
Carnamar atrai 5.000 foliões em desfile de barco e jet-ski
São Francisco vence o desfile de São Sebastião
Prefeito recebe visita de Montanaro
Prefeitura instala novos semáforos na Guarda Mor Lobo Viana
Ação Integrada na Praia Brava


Ubatuba
Tapa-buraco na Região Norte no Carnaval
Sol Nascente expõe telas
Secretário confirma audiência
Prestação de contas no Perequê-Mirim
Creche garante 50 crianças na Estufa II
Natação na Piscina Municipal

Seções
Crônica
Carta do Leitor
Foto do Dia



Notícias da Região Topo

Motorista deve evitar viagem das 9h às 21h

Litoral Norte - O movimento nas rodovias que ligam o Vale do Paraíba ao Litoral Norte deve ser intenso durante todo o dia de hoje. A recomendação da Polícia Rodoviária Estadual é que os motoristas evitem viajar das 9h às 21h.
Na rodovia dos Tamoios, principal via de acesso às cidades da região, metade dos 83.460 carros que desceram a serra já haviam retornado até o início da tarde de ontem.
No entanto, a Polícia Rodoviária ainda prevê fluxo intenso para hoje, inclusive com pontos de morosidade nas pontes dos kms 28 e 18, onde ocorre a operação "Pare e Siga", para liberar duas faixas sentido São José.
Pelo sistema, que se estende até hoje, por alguns minutos há parada dos veículos que seguem para o litoral para fluir com mais facilidade o movimento de carros na pista sentido São José.
Na tarde de ontem, segundo a Polícia Rodoviária, já eram registrados pontos de morosidade nos kms 28 e 18. O tráfego também já era intenso.
Na pista sentido Caraguatatuba-São José, cerca de 30 veículos passavam por minuto pela Tamoios a partir das 16h de ontem. O normal é de oito carros.
O tempo de viagem no período da tarde era de uma hora e 40 minutos. Em dias normais, o percurso é realizado em até uma hora. Até as 17h de ontem, nenhum acidente grave havia sido registrado na Tamoios.
Na rodovia Oswaldo Cruz (que liga Taubaté a Ubatuba), o tráfego de carros também foi considerado intenso pela Polícia Rodoviária --22 carros por minuto, contra os 3 registrados em dias normais.
Na estrada, a recomendação é que o motorista obedeça aos limites de velocidade, principalmente no trecho de serra. Também não houve acidente com vítimas até a tarde de ontem. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Caraguatatuba Topo

Caraguatudo Albatroz Pousada

Homem morre em confronto com a PM e 7 são presos em pousada após assalto
Quadrilha rende turistas em casa de veraneio mas acaba cercado pela polícia; quatro suspeitos são menores

Caraguatatuba - Um homem foi morto em confronto com a Polícia Militar e outras sete pessoas de Campinas foram presas em uma pousada às 22h de anteontem em Caraguatatuba. Com a quadrilha, a PM apreendeu dezenas de aparelhos eletroeletrônicos roubados e armamento.
Segundo a polícia, dois adolescentes e o suspeito morto no tiroteio invadiram uma casa de veraneio no bairro Jardim Primavera, centro de Caraguá, e renderam dois casais de São Paulo.
O grupo anunciou o assalto ao casal de dentistas Z.D.O., 32 anos, e C.P.F., 25 anos, de Jarinu (SP), o médico M.D.C., 39 anos, de Campo Grande (RJ), e a agente de crédito I.G.C.S., 19 anos, de Putim (PS).
Eles foram feitos reféns enquanto os bandidos recolhiam os pertences das vítimas.
A casa fica a poucos metros dos prédios da Delegacia de Caraguá e da sede da 2ª Companhia da PM. Um morador que passava em frente ao local do crime notou movimentação estranha dentro da casa e chamou a polícia.
Os policiais militares cercaram a residência, pularam os muros e aguardaram a saída dos bandidos para prender os suspeitos em flagrante. Os criminosos perceberam a presença dos PMs e tentaram fugir.
De acordo com a PM, o desempregado Douglas Prado, 26 anos, pulou quintais de casas vizinhas e atirou contra a guarnição. Os policiais revidaram e atingiram o suspeito com quatro tiros nas costas, tórax, rosto e braço.
Prado foi socorrido e levado para o Pronto-Socorro da Santa Casa, onde não resistiu aos ferimentos e morreu.
POUSADA - Dois adolescentes de 17 anos se entregaram à polícia e revelaram onde estava o restante da quadrilha. O restante do grupo foi preso em uma pousada, cujo nome não foi revelado pela polícia. Todos são de Campinas.
Foram presos o autônomo C.L.E, 22 anos, a professora L.C.G., 27 anos, a operadora de caixa F.C.M, 28 anos, os antenistas P.R.S.J. e D.A.S.M., ambos de 17 anos, o autônomo C.S.L., 17 anos, e F.C.M., 17 anos.
Na pousada, a PM encontrou dezenas de celulares, aparelhos eletroeletrônicos e eletrodomésticos, que seriam provenientes de furtos e roubos ocorridos na região. Com a quadrilha, também foram apreendidos dois revólveres calibre 38 e uma pistola 765.
PRISÃO - De acordo com o delegado plantonista, Fábio José Lellis Carvalho, os adultos que estavam na pousada foram autuados por receptação e porte ilegal de arma e levados para a carceragem da delegacia.
Os menores foram apreendidos por roubo e apresentados à Vara da Infância e Juventude. O ValeParaibano não teve acesso aos suspeitos e não localizou os advogados de defesa para comentarem o assunto.
A Polícia Civil também recolheu as armas dos policiais militares envolvidos na ocorrência para realização de exames de balística. Em caso de resistência seguida de morte, o comando da PM também abre uma sindicância para apurar os fatos. (Fonte: ValeParaibano)

Moradores promovem campanha para preservar a praia Brava
Um dos últimos recantos selvagens de Caraguá é alvo de programa ambiental

Caraguatatuba - Um grupo de moradores de Caraguatatuba está promovendo uma campanha para preservação da praia Brava, um dos últimos recantos selvagens do município.
Intitulada SOS Praia Brava, a campanha visa promover a conscientização dos turistas em relação aos cuidados com o meio ambiente, limpeza do local, além de oferecer mais segurança aos banhistas.
"Eu e meus amigos frequentamos a praia Brava há muito tempo e gostamos dela como se fosse nossa, por isso surgiu a idéia de ajudarmos na preservação", disse o comerciante Daniel Almeida, 25 anos, um dos idealizadores da campanha.
O programa conta ainda com apoio do Grupo Civil Albatroz, da Secretaria de Turismo de Caraguatatuba e com patrocínio de uma empresa de tintas.
Para realizar o trabalho de preservação, uma equipe de voluntários identificados com camisas da campanha recolhe diariamente o lixo que é deixado na praia e alerta os banhistas sobre a importância de não deixar sujeira no local.
Seis placas com frases de conscientização ambiental foram instaladas nas vias de acesso à praia, com o objetivo de incentivar o banhista a levar o lixo que produzir embora e cuidar das trilhas de acesso à praia.
"Notamos uma diminuição significativa de lixo jogado na praia, principalmente nas vias de acesso", disse Almeida.
Segundo a designer Taís Bechara, 25 anos, outro objetivo do programa é promover o acesso à praia Brava por meio de caminhadas, com o propósito de preservar a mata.
"Queremos incentivar as pessoas a deixar os carros na entrada da estrada ou estacionamentos próximos e fazer uma caminhada de 10 a 15 minutos até a praia. Com isso, além de entrar em contato com a natureza, elas ajudarão a conservar o acesso", disse.
Para dar mais tranquilidade aos frequentadores, um segurança do Grupo de Apoio Civil Albatroz atua no local e conta com um rádio para facilitar o contato com a Polícia Florestal e o Corpo de Bombeiros em caso de necessidade.
"Havia muitos roubos na praia, principalmente nos carros, o que estava afastando muitas pessoas que tinham medo de sofrerem assaltos. A presença do segurança afasta os assaltantes e dá tranquilidade aos banhistas se divertirem e aproveitarem o passeio", disse Taís.
RESULTADOS - Os resultados da campanha SOS Praia Brava estão incentivando os organizadores a desenvolver novos projetos para o local. "Temos vários planos para incrementar o programa. Estamos procurando empresas que tenham interesse em nos ajudar, pois nosso patrocínio vai terminar em março", disse Taís.
O marinheiro Luís Augusto Massi, mais antigo morador do local, acha importante que o projeto tenha continuidade.
"Temos que nos esforçar e garantir que esse paraíso não seja destruído e continue existindo para sempre", disse.
Para o marinheiro, a campanha vai ajudar a elevar o nível de consciência ambiental dos banhistas.
"As pessoas que vinham aqui deixavam lixo espalhado e pegavam orquídeas na mata, prejudicando a natureza. Com a campanha, há mais pessoas para promover a educação ambiental", disse Massi. (Fonte: ValeParaibano)

Carnaval no ar em Caraguá é adiado

Caraguatatuba - Não foi dessa vez que o Carnaval de Caraguá pode ser realizado também no ar. Devido ao mau tempo, foi adiado para o último final de semana de março, o 1º Campeonato de Vôo Livre à Fantasia que aconteceria ontem e hoje. Com organização da Associação de Vôo Livre do Litoral Norte, o Campeonato visa atrair para a cidade ‘aventureiros do ar’ durante a folia mais famosa do ano.
A expectativa continua sendo a de reunir cerca de 60 participantes para o evento adiado para o próximo mês. Eles deverão voar fantasiados desfilando suas asas deltas com alegorias. O evento foi baseado no Campeonato de Vôo Livre à Fantasia da França. As inscrições foram prorrogadas e podem ser feitas na Glider Brasil, em São José dos Campos ou pelos telefones (12) 97634275, 8115 –1033.
Em terra, o Carnaval da cidade também foi agitado. O tradicional Bloco das Piranhas reuniu centenas de ‘homens fantasiados de mulher’, que mesmo com a chuva, divertiram a multidão que prestigiava o desfile. Na praça do centro, Diógenes Ribeiro de Lima, o boneção Filó e outros, ao som das marchinhas tradicionais, embalaram o Carnaval de antigamente.
Os shows na praça de eventos também tem reunido grande público, principalmente o do grupo de pagode Exaltassamba, realizado no Sábado. Porfim, a única boate dançante da cidade, o Ilha do Tamanduá, na praia Martin de Sá está ‘fervendo’, tocando desde os axés da Bahia até os tecnos do Sirena. (Fonte: Correio do Litoral)

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Sailing Shop

Banho da Dorotéia leva 3.000 a Ilhabela

Ilhabela - Mais de 3.000 pessoas participaram na tarde de ontem do tradicional banho da Dorotéia, no píer da Vila, em Ilhabela. O mau tempo não desanimou os turistas e moradores que enfrentaram a água gelada do mar com muito entusiasmo e alegria. Além de ser uma despedida do Carnaval no município, o banho representa uma homenagem a Dórot, que significa na mitologia grega "Deusa do Mar". Antes do banho, quatro blocos de embalo desfilaram pela passarela do samba, na rua Doutor Carvalho. Para garantir o sucesso do banho da Dorotéia, as pessoas entraram no mar usando fantasias confeccionadas com papel crepom colorido. (Fonte: ValeParaibano)

Ilhabela tem quatro pré-candidatos a prefeito

Ilhabela - O município de Ilhabela tem, por enquanto, quatro pré-candidatos a prefeito

Manoel Marcos (PTB): O atual prefeito de Ilhabela é engenheiro civil, tem 43 anos, nasceu e sempre viveu na cidade. É casado, tem dois filhos. Foi vereador entre 1989 a 1992 e 1993 a 1996. Afirma que pretende ser reeleito para concluir os planos de governo atual e investir ainda mais para o desenvolvimento da cidade.
“Falta pouco para concluir as metas já previstas, e a principal é saneamento básico (captação e tratamento de esgoto)”. Segundo ele, Ilhabela tem apenas 7% de cobertura de rede de esgoto, mas com as obras da Sabesp neste ano, o índice deve alcançar 40%.
Diz também que quer terminar serviços de pavimentação de ruas, já em fase final. “Também queremos nos empenhar para ter mais segurança; os índices de violência são baixos, mas queremos zerá-los”.
Manoel Marcos afirma que, se reeleito, vai investir mais na área social, gerando capacitação de mão-de-obra, empregos e moradias para as famílias de baixa renda. O prefeito afirma que até julho deste ano, 80 casas populares serão sorteadas.
Ele considera que entre 2003 a 2004 o turismo em Ilhabela teve ótimo crescimento. Afirma que o número de transatlânticos que chegaram à cidade na temporada era 13 e agora são 30 paradas. “Mostramos nosso potencial para o Interior de São Paulo e também para fora do país, como Alemanha, Argentina e Estados Unidos”.
Em termos de meio am-biente, Manoel Marcos cita o projeto de adequação e recuperação da área atual do depósito de lixo, via parceria com o governo do Estado. A cidade vai desativar a área e enviar o lixo para depósito em outra região. Ilhabela não tem terreno disponível para esta finalidade.
Ele também cita outro projeto, em pareceria com o Estado, destinando a orientar a população para a separação do lixo orgânico e reciclável. A meta é aumentar a coleta seletiva, que ainda representa pouco, 10 a 20% do total de lixo coletado. Atualmente, 16 famílias vivem dos recursos da triagem do lixo, em estrutura montada pela prefeitura.
Manoel Marcos afirma que a prefeitura mantém com eficiência o controle contra invasões de áreas. “Nosso Plano Diretor vai disciplinar as ocupações”. O prefeito afirma que, se reeleito, continuará trabalhando para ampliar a união das cidades do Litoral Norte, a fim de resolver problemas em comum. “Esgoto, resíduos sólidos e segurança, são os principais problemas comuns e precisamos resolvê-los para promover turismo de qualidade”. O PTB estuda alianças com PMDB, PSDB, PL, PFL, PP, PHS, PSDC, entre outros. Na última eleição Manoel Marcos foi eleito com 5.465 votos.

Nilce Signorini (PDT): “Dentro do PDT sou candidata natural, por ter ocupado o cargo majoritário na Prefeitura de Ilhabela no período 1997 a 2000”, afirma Nilce, pré-candidata a prefeito pelo partido. A supervisora de ensino é aposentada, solteira, nasceu em Ribeirão Preto e vive em Ilhabela desde 1978. Foi vereadora da cidade entre 1989 e 1992, presidindo a Câmara entre 1989 e 1990.
Ela foi consultada pelo PDT para ser candidata do partido a prefeito. “Só me posicionaria diante de uma pesquisa; um grupo de amigos encomendou a pesquisa, que foi realizada no final de dezembro e foi bastante positiva, razão pela qual aceitei ser pré-candidata”.
Ela explica que não pode revelar o resultado da pesquisa, uma vez que os dados não estão registrados. “Hoje o PDT faz parte de uma frente de oposição que vem se reunindo com outros partidos para uma composição”, ela informa, mas sem revelar quais partidos fariam parte da composição.
Sobre plano para Ilhabela, ela diz que os problemas nas áreas de educação, saúde, saneamento, meio ambiente e segurança necessitam de atenção permanente em qualquer município.
“Não posso falar neste momento de plano de governo, sem ouvir, discutir, estudar e analisar economicamente o que é viável para Ilhabela, sem a participação dos outros partidos que fazem parte da frente de oposição, mas posso afirmar que cumprimos 85% do plano de governo; quando deixamos a prefeitura, 80% da população aprovava nossa administração, dados estes que podemos publicar e divulgar, pois são dados de pesquisa realizada na época”.
“Em nossa administração 1997 a 2000, realizamos muitas obras que atenderam às necessidades da população”. Nilce afirma que sua administração foi correta e honrada. “Plantamos, semeamos, colhemos e ainda deixamos a terra arada semeada para que nosso sucessor pudesse também continuar colhendo frutos do nosso trabalho; foi uma administração para todos e não para poucos, voltada para o interesse público”. Conforme Nilce, “o que estiver funcionando bem será mantido e o que não estiver a contento da população será revisto”.

Cláudia Kerber (PT): Ela é médica veterinária formada pela Universidade de São Paulo, tem 41 anos e três filhos. Nasceu em São Paulo e reside em Ilhabela há cinco anos. A pré-candidata a prefeito da cidade também cursou faculdade de ciências sociais e políticas na PUC, até o terceiro ano, precisando deixar o curso para dedicar-se à sua campanha política.
Cláudia é uma das fundadoras do PT de Ilhabela, existente desde 2001. Nas últimas eleições para deputado estadual ela concorreu pelo PT e obteve 12.500 votos, cerca de mil deles procedentes de moradores desta cidade.
Foi conselheira e delegada do Orçamento Participativo da Prefeitura de São Paulo. Apoiou entidades civis, como voluntária, em São Paulo. Cláudia já atuou como consultora do Ministério da Saúde. Participou da elaboração do programa popular e de meio ambiente, para a então proposta de governo estadual de José Genoino.
Cláudia afirma que o PT está elaborando proposta de governo para Ilhabela e que saneamento básico está entre as prioridades. “A falta de coleta e tratamento de esgoto tem desdobramento em outras áreas, como turismo e saúde pública”. Ela defende a criação de uma companhia regional de saneamento básico no Litoral Norte. Outros aspectos em termos regionais que o PT propõe são voltados à segurança, criando-se guardas municipais, e ações para o turismo.
Afirma que, se eleita, vai investir para grande campanha de conscientização da comunidade a fim de promover coleta de recicláveis em patamares significativos.
“Ilhabela vive do turismo e dos serviços baseados nele; precisamos de turismo bem planejado considerando a capacidade de carga. A cidade é uma ilha com recursos finitos e tem sido atingida por construção imobiliária em forma explosiva; precisamos de planejamento sério”.
Cláudia Kerber afirma que a geração de empregos também é prioridade. “Temos a Ilhabela linda e rica e a Ilhabela pobre das ocupações desordenadas e de risco; sou entusiasta da economia solidária e do cooperativismo; vamos dar apoio para estas medidas e equacionar melhor o turismo receptivo, promovendo a capacitação de pessoas da cidade para que haja melhor distribuição de renda”.
O PT quer criar uma frente de oposição contra a eventual reeleição do prefeito Manoel Marcos. Esta frente seria formada pelo PDT, PV, PPS, PSC, além do PT. O PDT tem, por enquanto, a pré-candidata a prefeito Nilce Signorini e o PPS também tem como pré-candidato o atual vereador José Donizete da Silva. “Gostaríamos de compor com eles, diz Cláudia”, mas afirma que o PT não vai abrir mão de ter seu candidato próprio para prefeito.

José Donizette da Silva (PPS): Ele é presidente da Câmara, tem 36 anos, dois filhos, nasceu em Itapeva (MG), e vive desde criança em Ilhabela. Cursou o ensino fundamental. Entrou na política há doze anos. Atuou como suplente de vereador em 1988 e foi eleito em 1992, desde então sempre atuando como parlamentar da cidade. Nas últimas eleições obteve 427 votos, o mais votado.
Em 1992, José Donizette era vereador pelo PFL. Ao final de 2003, entrou para o PPS. Ele afirma que, ao longo de sua carreira política, trabalhou por todos os bairros da cidade; vários projetos de lei, requerimentos e indicações estão voltados para atendimento a famílias de baixa renda.
“Quero ser prefeito porque me sinto preparado para o Executivo”, ele diz. Suas prio-ridades são educação e saúde; “aspectos básicos da administração”, observa. Também cita o que é consenso: promover saneamento básico e realizar ampla divulgação da cidade para desenvolver o turismo. Para ele, o maior problema de Ilhabela é a falta de tratamento de esgoto.
Ele considera que o pré-candidato Manoel Marcos, à reeleição, tem melhores condições para campanha porque está no governo. “Mas o povo pode ter nova opção, observando meus trabalhos por Ilhabela; elaborei vários projetos para crianças carentes, sou autor da concessão de pró-labore para policiais militares, de passe escolar para a pré-escola, da realização de exames oftal-mológicos nas crianças”.
José Donizette também afirma que, se eleito, vai ampliar a rede de atendimento à saúde e na área de educação criar cursos profissiona-lizantes. Para geração de emprego, ele afirma que a solução é investir no turismo.
O PPS também quer criar uma frente de oposição. Conforme José Donizete, por enquanto, os partidos desta frente seriam PMN, PV e PSDC, além do PPS. “Também estamos conversando com o PT; eu também gostaria de compor com o PT, mas, hoje, não vejo possibilidade de meu partido deixar de lançar candidato próprio”. José Donizette afirma que está descartada eventual composição com o PTB, do prefeito. (Fonte/Fotos: Imprensa Livre)

Notícias de São Sebastião Topo

Nautica Superchic

Óleo é retirado da praia de Guaecá

São Sebastião - A Petrobras/Transpetro informou que foi concluída na noite de anteontem a limpeza do óleo na praia de Guaecá, em São Sebastião. O produto atingiu o mar e a areia da praia no último domingo depois das fortes chuvas na região, que levaram o óleo do rio Guaecá até o local.
A praia de Guaecá está interditada para banho. Nos próximos dias, os trabalhos estarão voltados para a retirada dos resíduos de óleo que estão na vegetação e na margem do rio. Ainda não há um prazo para o término da limpeza.
A Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) informou que hoje deverá ser divulgado um novo boletim de balneabilidade das praias do Litoral Norte. O volume de óleo que atingiu o rio e a praia ainda não foi estimado pela Cetesb.
O vazamento do petróleo ocorreu no último dia 18, na faixa de dutos que liga o Tebar (Terminal Marítimo Almirante Barroso) de São Sebastião à refinaria Presidente Bernardes, em Cubatão (SP). (Fonte: ValeParaibano)

Guaecá está liberada, mas retirada do óleo continua

São Sebastião - A praia de Guaecá, uma das mais concorridas da Costa Sul, foi liberada, no final da tarde de ontem, sexta, 20, dois dias e meio depois do vazamento num duto da Petrobras, ocorrido na manhã da última quarta, 18, cujo óleo atingiu o rio Guaecá, situado no Parque Estadual da Serra do Mar, e que deságua na praia.
No segundo dia após o acidente, a Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) considerou o mar impróprio por medida preventiva. A praia do Guaecá chegou a ser atingida por uma pequena quantidade de óleo.
É a primeira vez que um vazamento atinge um rio da região, e em pleno seio da Mata Atlântica. Segundo o diretor do parque, Edson Lobato, o acidente é “gravíssimo”, e de prejuízos “incalculáveis” ao meio ambiente. O vazamento teria atingido cerca de 8 km do rio.
O trabalho de retirada do óleo continua, no mínimo, até esta segunda, 23. A previsão da Polícia Rodoviária é de que o trânsito geralmente mais intenso nos dias de carnaval, fique ainda mais complicado no km 135 da Rio/Santos, porque apenas meia pista continuará sendo utilizada, alternando-se o sentido.
Mais de 850 m³ de água misturada com o óleo já foram recolhidos e estão sendo armazenados em tanques no Tebar (Terminal Marítimo Almirante Barroso). Nesta sexta, a operação utilizava 600 pessoas e 25 caminhões com sistema de sucção a vácuo. Também participaram seis carretas-tanque, dois helicópteros e nove geradores de energia.
Com orientação da Cetesb, foram instalados diques, barreiras fixas, flutuantes e de absorção em cerca de 20 pontos ao longo do rio.
Além da Defesa Civil, foram acionados para o local o Corpo de Bombeiros e pessoal da Marinha.
A Petrobras, por sua vez, deslocou a equipe do Centro de Resposta a Emergências. “Este foi um acidente de pequenas proporções, e que não prejudica o abastecimento das refinarias”, disse o gerente-geral de terminais terrestres e oleodutos da Transpetro, João Carlos Emiliano Leite. Segundo a Petrobras, o acidente decorreu de uma falha de fabricação.
“Independente do fabricante do duto, não queremos culpar ninguém. Por isso, o Centro de Pesquisa da Petrobras do Rio de Janeiro designará técnicos para investigar o acidente”, relatou. Um vão de aproximadamente 10 cm na solda do duto cilíndrico teria sido a causa do derramamento. O defeito foi encontrado às 12h de quinta, 19.
O duto da Petrobras voltou a funcionar às 14h30 desta sexta, 20.
Ele mede 24 polegadas, com uma extensão de 70,5 quilômetros, entre São Sebastião e Guaratuba, em Bertioga, e mais 50,5 quilômetros entre Guaratuba até a Refinaria Presidente Bernardes, em Cubatão.
Para Emiliano Leite, ainda não é possível apurar as causas do acidente e nem estimar o volume vazado.
Os técnicos estão acompanhando o controle dos resíduos sólidos e oleosos recolhidos para, ao final da operação, fazer o cálculo exato.
O oleoduto 'osbati' fica a 1,5 metro da superfície do Morro do Outeiro. “A área atingida é ingrime, de difícil acesso, terreno escorregadio, com muitos dejetos espalhados pela mata”, relata o diretor de meio ambiente, Nivaldo Simões.
Tanto Cetesb quanto Prefeitura não definiram os valores das multas ambientais, que serão aplicadas. “Partindo do princípio de que a Petrobras é uma empresa pública, temos o dever de procurar todos os recursos jurídicos para evitar as multas”, relata o gerente-geral da Transpetro, Emiliano Leite.
Segundo o CPTEC (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos), a previsão para o final de semana de carnaval é de céu parcialmente nublado, com previsão de pancadas de chuva. “Como temos algumas poças de óleo no ponto inicial do vazamento, a chuva pode ajudar o óleo a descer o rio e assim ser recolhido nos pontos de contenção”, finalizou Emiliano Leite.
“Parece um filme de terror”, diz diretor do parque - O diretor do Parque Estadual da Serra do Mar , Núcleo São Sebastião/Ilhabela, Edson Lobato, afirmou na tarde desta sexta, 20, que os danos ao ecossistema do rio Guaecá são muito graves. “Parece um filme de terror, o cheiro, a textura da água, todo o ecossistema do rio está comprometido”, lamentou.
“Ainda não dá para medir as conseqüências, mas eu posso adiantar que toda a fauna e flora do rio estão seriamente comprometidas”.
Segundo ele, não há estudos sobre o ecossistema desse rio. “O local carece de uma pesquisa, mas já dá para dizer que crustáceos, microorganismos e vegetação estão condenados. A Petrobras está empenhada em reverter os danos, mas ainda não dá para dizer como a situação vai ficar”.
O caseiro Daniel d'Ajuda Santos foi o primeiro a constatar uma mancha de óleo no entroncamento do rio com o mar, por volta das 6h da manhã de quarta, 18. “Não estou conseguindo dormir estes últimos dias, mas o pior é a morte de lagostas, pitus, camarões e peixes como lambari e mandi”.
Proprietário da área há dois anos, o comerciante José Vicente Ornelas, reuniu-se com seus advogados em São Paulo. Ele garantiu que entrará com ação na Justiça, mas sua maior preocupação são os danos ambientais. “Tenho 86 hectares dessa área que, em sua maioria, foi atingida. Já registrei tudo, inclusive caminhando duas horas e meia até onde começou o vazamento".
Os resíduos sólidos, como vegetação e barreiras de absorção contaminados com o óleo, continuam em campo, devendo ser encaminhados para algum local adequado, com devido acompanhamento da Cetesb, quanto à armazenagem, tratamento e disposição final.
Segundo os técnicos envolvidos na operação, o vazamento não afetou a captação de água da Sabesp.
Três vazamentos em uma semana - Em apenas oito dias, São Sebastião foi palco de três derramamentos de petróleo. Além do ocorrido no rio Guaecá, no dia seguinte, uma pequena quantidade de óleo vazou do navio Manacá, da Fronape (Frota Nacional de Petroleiros).
De acordo com o gerente-geral da Fronape, Celso Luiz Pereira de Souza, a mancha seria apenas uma água oleosa no mar, em volta do navio. “A embarcação estava totalmente descarregada. Apenas uma pequena quantidade de resíduos estava nos tanques”.
Souza informou que a Fronape vai investigar a causa do vazamento. O navio, que veio da Bacia de Campos (RJ), tem capacidade para 130 mil toneladas de petróleo.
Na última sexta-feira, 13, certa quantidade de óleo vazou do navio petroleiro Muriaé. A Petrobras informou que o vazamento teria sido de menos de um litro, absorvido por barreiras apropriadas.
Cronologia:
Quarta-feira, 18/02
6h - O caseiro Daniel D'Ajuda Santos percebeu o vazamento, quando viu uma mancha de óleo, no entroncamento do mar com o rio Guaecá.
8h57 - A Defesa Civil foi o primeiro órgão a ser acionado.
9h10 - Agentes da Defesa Civil constatam óleo no rio. Segundo eles, a Petrobras foi avisada imediatamente.
9h25 - Horário da comunicação do acidente à Petrobras, segundo nota oficial.
Diversos órgãos, como Ibama, Cetesb, Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura, e Corpo de Bombeiros vão para o local.
Cerca de 150 pessoas trabalharam durante todo o dia na retirada do óleo.
18h - A Petrobras dá a primeira entrevista coletiva. O gerente-geral de Terminais Terrestres e Oleodutos da Transpetro/Petrobras, João Carlos Emiliano Leite, afirma que, após a descoberta do local do vazamento, o restabelecimento do fornecimento do produto às refinarias estaria normalizado.
Quinta-feira, 19/02
Manhã - A Cetesb divulga boletim em que classifica a praia de Guaecá como imprópria, em função do derramamento de óleo.
12h - A Petrobras encontra o vazamento, a cerca de um metro e meio de profundidade. O número de pessoas trabalhando na retirada do óleo sobe para 300.
15h - A Petrobras concede nova entrevista coletiva e informa que foi detectado um “vão” de 10 cm na solda do duto. Não há informações sobre a causa do acidente.
Sexta-feira, 20/02
14h30 - A Petrobras volta a enviar petróleo às refinarias, com o duto consertado. Durante o dia, cerca de 600 pessoas trabalham no local.
15h - Cetesb considera a praia própria para o banho. (Fonte: Correio do Litoral)

Carnamar atrai 5.000 foliões em desfile de barco e jet-ski
Lancha "Use Camisinha" é a mais criativa das 237 embarcações em São Sebastião

São Sebastião - Irreverência e animação não faltaram na 14ª edição do Carnamar --desfile de barcos-- de São Sebastião, realizado anteontem na praia do Arrastão. Mesmo com o mau tempo, mais de 5.000 pessoas e 237 embarcações entre lanchas, escunas, barcos de pesca e jet-skis invadiram a praia para prestigiar o mais tradicional desfile do Litoral Norte.
Um dos destaques foi a lancha "Use Camisinha", que venceu na categoria criatividade. Os três integrantes da embarcação não perderam a chance de divulgar a importância do combate à Aids.
Durante o percurso de 26 quilômetros, entre o município e a orla de Ilhabela, os passageiros distribuíram mais de cem camisinhas aos participantes.
"A idéia é incentivar as pessoas a usarem camisinha. O nosso grupo ficou muito emocionado de vencer pela primeira vez, inclusive por ter criado o tema", disse o estudante de São Sebastião Wilian Tavares Oliveira, 23 anos, que participa todos os anos do desfile.
A embarcação Dominada conquistou pela quinta vez o prêmio e animação do Carnamar. Com o tema "Chega de Enchentes", a lancha levou mais um título.
Com uma bóia na cintura, o comerciante Adilson Santos, 39 anos, de São Paulo, que participa há sete anos do evento, disse que a animação é fundamental para garantir o sucesso no desfile.
Durante todo o percurso, os passageiros da lancha tocaram pandeiro e cantaram músicas antigas de Carnaval.
"A dedicação para o desfile é grande, desde a preparação do barco até a escolha do tema. A idéia é mostrar a nossa indignação pois as enchentes afetam várias regiões do país", disse Santos.
Fazendo uma crítica ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a lancha Ninfeta, ganhou na categoria mais enfeitada. Os integrantes usaram camisetas vermelha com o nome do presidente e de alguns ministros.
Para o empresário de São Sebastião Mário Pedroso, 55 anos, a idéia é fazer um protesto com muita animação.
"Reuni 11 pessoas, entre amigos e familiares, para criticar os políticos. O nosso presidente (Lula) só fica viajando e pouco faz para o nosso país", disse.
Os jet-skis também venceram no Carnamar. Na categoria animação ficou o Grossi e na enfeitada e criativa o jet-ski Morcego. Todas as embarcações, premiadas com troféus, foram acompanhadas no desfile por uma comissão de jurados.
ANIMAÇÃO - O desfile, que durou quatro horas, foi marcado por muita alegria entre os participantes que cantaram e dançaram nas embarcações.
Um barco trio-elétrico com dançarinos garantiu a animação durante o desfile. O momento mais esperado foi a participação de uma embarcação da Petrobras que todos os anos dá um "banho" de água nas pessoas que aproveitam para se refrescar.
Para quem não foi ao desfile, a diversão foi na areia da praia do Arrastão, onde teve muita música.
O diretor de Turismo da Prefeitura de São Sebastião, Daniel Augusto, disse que a continuação do desfile garante o sucesso.
"O tempo nublado não atrapalhou o evento que contou com 33 barcos a mais que na edição passada. As pessoas se preparam todos os anos para participar do desfile que já faz parte do Carnaval dos moradores e turistas", disse o diretor. (Fonte: ValeParaibano)

São Francisco vence o desfile de São Sebastião

São Sebastião - O Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos de São Francisco venceu o Carnaval 2004 de São Sebastião. Com o enredo "As Belas Artes do Mundo", a Acadêmicos encantou a torcida e os jurados. A Sol de Verão, tricampeã do grupo e forte candidata ao título, acabou sendo eliminada. A escola apresentou o enredo "Os Sete Pecados Capitais". A premiação e o desfile das campeãs estão marcados para hoje no sambódromo na rua da Praia, no centro, às 20h30. Em terceiro lugar ficou a escola Mocidade Independente da Topolândia e em quarto a Ki-Fogo do bairro Pontal da Cruz. Os desfiles aconteceram na noite de anteontem. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeito recebe visita de Montanaro

São Sebastião - O prefeito de São Sebastião, Paulo Julião, recebeu em seu gabinete, dia 20, o ex - jogador, diretor do departamento de vôlei do Banespa, José Montanaro Júnior.
Segundo Montanaro, “o objetivo é estreitar o relacionamento do Banespa com a prefeitura, através do esporte. Segundo ele, um exemplo será a clinica de vôlei, que acontecerá amanhã, dia 21, na Praça Pôr do Sol, em Boiçucanga, com a presença da equipe principal, inclusive, o Sérgio, mais conhecido como “Escadinha”, que comanda o sistema defensivo da Seleção Brasileira Principal.
No ano passado, “Escadinha” foi eleito o melhor jogador da sua posição, na conquista inédita da Copa do Mundo do Japão.
De acordo com Montanaro, existe a possibilidade de estar trazendo para São Sebastião o jogo de vôlei da equipe adulta oficial do campeonato paulista no segundo semestre de 2004, e a equipe juvenil de dupla para jogar contra a equipe de São Sebastião. “É por esses motivos que estamos aqui, todas essas possibilidades para incentivar o esporte na cidade e região”, disse.
“O contato do ídolo com as crianças é um importante multiplicador do conceito de que o esporte é ferramenta eficaz para diminuir a violência urbana, afastá-los das drogas e colocá-las no caminho saudável e de sucesso”, concluiu Montanaro.
Segundo o secretario de Esportes, Juventude e Lazer, Luiz Carlos de Mello Cardim, a presença do Montanaro também pode resultar em uma parceria para que no futuro o ex-jogador possa ministrar palestras para os professores na rede de ensino em São Sebastião. “O objetivo é fortalecer as ações que as escolas já desenvolvem ou ajudá-las a iniciar novas ações através da participação comunitária, sempre pensando em influenciar positivamente o desempenho dos alunos”. (Fonte: PMSS)

Prefeitura instala novos semáforos na Guarda Mor Lobo Viana

São Sebastião - Conforme aprovação do prefeito de São Sebastião, Paulo Julião, e avaliação do Departamento de Tráfego (Detraf), ontem, dia 20, foram feitos os últimos acertos na instalação de dois semáforos temporizadores regressivos, tanto para pedestres quanto para veículos, na avenida Guarda Mor Lobo Viana, na região central do município.
Segundo o diretor do Detraf, Marcus Vinícius de Oliveira, o sistema de iluminação desse tipo de semáforo funciona à base de “leds”. “Através dos ‘leds’, o semáforo demonstra o tempo exato de cada fase do semáforo, o que garante maior segurança no trânsito”. Oliveira contou, ainda, que esse tipo de semáforo tem sido instalado em grandes capitais do país.
Oliveira também esteve, ontem, em reunião com a Associação dos Portadores de Deficiência discutindo possíveis ações para uma fiscalização mais intensa do departamento de Tráfego para que os motoristas respeitem as vagas destinadas a deficientes. (Fonte: PMSS)

Ação Integrada na Praia Brava

São Sebastião - Na quinta-feira, dia 19, uma ação integrada, que envolveu os fiscais da Prefeitura de São Sebastião, Polícia Ambiental e agente do Parque Estadual da Serra do Mar, realizou uma inspeção na Praia Brava de Boiçucanga para impedir o acampamento.
É proibido acampar em qualquer praia da cidade, mas a Praia Brava tem algumas peculiaridades por formar um corredor biológico, onde os animais podem transitar em diferentes ecossistemas. O diretor do Parque Estadual, Edson Marques Lobato, “é comum encontrar na praia Brava diversos animais que hoje se encontram ameaçados de extinção”.
Conforme estudo feito pela Universidade de São Paulo, foi constatado que o acampamento em local inadequado degrada o meio ambiente porque a instalação da barraca causa compactação do solo, as fogueiras matam a micro-vegetação e, além disso, ao tomar banho em nascentes, com shampoo e sabonetes, contaminam a água. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Setur Surf News

Tapa-buraco na Região Norte no Carnaval

Ubatuba - A Prefeitura de Ubatuba vem concentrando as ações de recuperação de asfalto e estradas vicinais nos bairros da Região Norte. Após a conclusão dos serviços de pavimentação em cerca de 1.800 m, correspondente aos principais trechos críticos da estrada do Camburi, a Secretaria de Obras recuperou o acesso à Praia da Almada. Na sequência, a operação tapa-buraco vai para a Picinguaba e Sertão do Ubatumirim. “Os moradores da Fazenda da Caixa também serão atendidos. Pretendemos concluir os reparos o mais breve possível. Infelizmente não temos contado com tempo bom para dar sequência aos serviços”, afirma Jeriel Rocha, secretário de Obras. A maioria dos pedidos tem sido feito durante contato com o Prefeito Paulo Ramos na Praça Nóbrega às segundas-feira. Os reparos e, em alguns trechos a construção de “tapetes”, ou seja, de todo pavimento, visa ainda permitir o acesso normal dos turistas às praias e o tráfego permanente das linhas regulares de ônibus. (Fonte: ACS-PMU)

Sol Nascente expõe telas

Ubatuba - Com uma variedade de temas os alunos e alunas do Projeto “Sol Nascente” estão expondo no Paço Municipal as telas produzidas em suas instalações. O material utilizado - relevos em tinta plástica em atadura gessada e tinta plástica sobre madeira - teve como orientador o produtor de teatro Wladimir Santos. “Um trabalho voluntário de grande valor artístico”, diz Laura Cereser, coordenadora. São 8 alunos que estão expondo. Ana Cristina, de 14 anos, apresenta-se com sua obra “Esotérico”; Laimi Jesus, 9 anos, com “Espaço Sideral” e Claudia Amira, 9 anos, com “Palhaço” . A entidade conta com apoio do Fundo Social de Solidariedade, Secretaria de Assistência Social e Fundart com o desenvolvimento de projetos voltados para artes plásticas, teatro e música. O treinador Pipoca, da Secretaria de Esportes e Lazer, já montou uma equipe que ganhou uniforme e está em condições de competir. (Fonte: ACS-PMU)

Secretário confirma audiência

Ubatuba - O Secretário de Estado da Defesa da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes confirmou reunião com o prefeito Paulo Ramos, de Ubatuba, no próximo dia 1º de março na sede da Secretaria, na Capital. O encontro foi solicitado pelo prefeito para tratar das providências relacionadas com o funcionamento do Forum cujas obras deverão estar concluídas ainda neste primeiro semestre. Além dos secretários municipais Luiz Bitteti , de Assuntos Jurídicos e Jeriel Rocha, de Obras, a comitiva do prefeito contará com a participação da Juiza Eva Lobo Chaib Dias Jorge, Diretora do Forum e do presidente da OAB local, Luiz Celso Rocha. (Fonte: ACS-PMU)

Prestação de contas no Perequê-Mirim

Ubatuba - A Secretaria de Fazenda e Planejamento da Prefeitura de Ubatuba estará apresentando, em audiência pública, no próximo dia 27 de fevereiro, 6a feira, às 18h00, a prestação de contas referente ao 3o quadrimestre de 2003. A reunião será na EM Profa Maria da Cruz Oliveira, na rua Pedra Verde, 294, no Sertão do Perequê-Mirim. Os dados a serem apresentados representam a consolidação dos dados do exercício passado e uma exigência da Lei de Responsabilidade Fiscal.. “ Estamos sempre levando para os bairros a prestação de contas para manter o maior número possível de cidadãos informados de como a Prefeitura investe os recursos dos impostos” afirma o prefeito Paulo Ramos. Os moradores dos bairros do Ipiranguinha, Sertão da Quina e Estufa II já assistiram a este tipo de exposição. O orçamento da Prefeitura vem apresentando uma constante evolução: a receita de 2002 foi de R$ 74,9 para uma despesa de R$ 69,7 milhões; em 2003 foi de R$ 80,2 para R$ 79,8 milhões. Para o ano em curso o orçamento aprovado é de R$ 83,4 milhões. (Fonte: ACS-PMU)

Creche garante 50 crianças na Estufa II

Ubatuba - A reforma e ampliação da creche da Pedreira e as inaugurações de mais duas unidades - no Ipiranguinha e Estufa II - demonstram a atenção da Prefeitura de Ubatuba para com a primeira infância. Ainda em março a Secretaria de Educação programou a entrega de mais 5 salas da EMEI Helena Maria Mendes, no Ipiranguinha, totalmente reformada e da EMEI Bessie Ferreira Osório, no Itaguá, também reformada e ampliada.
Durante a cerimônia de inauguração na última sexta-feira, 13, na Estufa II, o prefeito Paulo Ramos fez questão de ressaltar os investimentos na área da Educação enfatizando o montante de salas construídas (66) e o desafio imposto pelo crescimento do número de alunos que saltou de 7.300 em 2000 para 12.300 em 2003. Os passes escolares saltaram de 15 para 30 mil mensais; os alunos transportados de 6 para 12 mil e a merenda de 15 para 22 mil/dia.
Para o Secretário de Educação, Corsino Aliste Mezquita, os recursos para Educação vem sendo mantidos e para este ano há um volume de obras em andamento compatível com as necessidades do município. “Há um esforço muito grande da Secretaria, de todos os funcionários, professores e Associação de Pais e Mestres para corresponder ao aumento da demanda” informa o Secretário.
A inauguração contou com a presença dos vereadores João Maziero, que como representante da Sociedade Amigos do Bairro da Estufa - SABE, ressaltou a grande luta para conquistar a creche para o bairro, além dos seus colegas Osmar de Sousa e Irinaldo Samuel dos Santos.. A diretora da EMEI, Luciana Valério Cunha agradeceu o empenho das autoridades pela grande obra social e a professora Maressi Rodrigues Gogi, fez a saudação em nome do Delegado de Ensino, Laercio Albarici. (Fonte: ACS-PMU)

Natação na Piscina Municipal

Ubatuba - A Secretaria de Esportes e Lazer encerrou na semana passada as inscrições para a natação na piscina municipal. Foram realizadas mais de 550 inscrições para a categoria de 6 a 10 anos diurna e mais 350 para a categoria adulta noturna. A próxima etapa da seleção está sendo realizada nesta semana quando os inscritos passarão por um processo de avaliação para que se possa definir em qual nível se encontram.
Após esta etapa, os inscritos concorrerão as vagas através de sorteio. “A procura de vaga para a natação é muito grande e muitas vezes recomendada por médicos devido a diversos motivos e doenças, mas infelizmente não há vaga para todos. Temos que ser justos, por isto a forma escolhida de disputa para a vaga foi o sorteio.”, afirmou o professor de natação Hamilton.
Após as reformas executadas, a piscina municipal, teve a sua capacidade ampliada. No total são mais de 800 pessoas, entre adultos e crianças, que exercem atividades natatórias.
Atualmente a piscina municipal conta com diversas turmas que exercem variadas atividades, dentre elas Escolinha de Natação de 6 a 10 anos, Natação de Aperfeiçoamento, Natação de Treinamento, Hidroginástica para funcionários públicos, Hidroginástica para 3º idade, Natação para os portadores de necessidades especiais, Natação para os pacientes da Saúde Mental, Natação Adulta e ainda disponibiliza espaço do para o treinamento de Triatletas, Policiais Militares, Bombeiros e Guardas Municipais. (Fonte: ACS-PMU)

Crônica Topo

Brisa
Irineu Nalin


Estou caminhando em direção ao canto oeste na Praia de Guaecá e vejo uma canoa surfando as ultimas ondas. É o Washington, um caiçara, de cabelos aloirados, morador em Barequeçaba com sua "Brisa", uma canoa de tronco de jequitibá, que costuma deixar abrigada naquele canto. Chego a tempo de ajudá-lo a arrastá-la fora d'água. Com ela, o remo, sua rede de espera, alguns peixes: 2 robalos; 4 ou 5 piranjicas; 1 vermelho das pedras e outros menores.
Sua pescaria é sempre assim, poucos peixes, que já chegam mortos de muitas horas, mas que os turistas acham que são frescos, pois acabaram de sair do mar. Desta vez as piranjicas (Kyphosus sectatrix) ainda estavam vivas, pois deviam ter caído na rede ainda de manhã, entretanto, os robalos deveriam estar lá pelo menos há mais de 10 horas.
Costuma armar a rede e deixá-la durante alguns dias, fazendo verificações no final da tarde e no inicio da manhã seguinte, um intervalo de cerca de 14 horas, tempo suficiente para os primeiros peixes presos deteriorarem-se. Já sugeri que mudasse para cerco, onde os peixes ficam presos, mas vivos, já dei broncas por não sinalizar a rede, onde muitos motores de popa já perderam seus hélices. Certa vez, dei-lhe vários tambores de plástico para usar como bóia de sinalização, embora tenha noção do risco, não leva esse procedimento a sério.
Horas após, encontro-o novamente e diz ter vendido os robalos por R$10,00 e as piranjicas por R$5,00 e os demais ficou para ele para consumo próprio. É assim que vai vivendo. Na temporada acrescenta uma outra atividade, dedica-se também a coletar latinhas de alumínio que acondiciona em sacos plástico para transportar em sua canoa a remo até sua casa em Barê. Um grande esforço em prol da ecologia, além de reforçar seu orçamento. O que lhe valeu o apelido carinhoso de "pescador de latinhas".
Admiro muito sua habilidade em furar as ondas do Guaecá, equilibrando-se naquela embarcação rústica, esculpida de uma árvore, com muita sabedoria.
Lembro-me de certa vez que estava passando de bote inflável e vi de longe que alguém encontrava-se em dificuldades. Ao aproximar-me, percebi que era o Washington e constatei que sua canoa havia virado e ele achava-se na água agarrado a mesma, pois não conseguia desvirá-la. Além da ajuda, reboquei-o até a entrada de Barê, já que estava cansado de tanto esforço e a puxada de remo com a correnteza contra era uma tarefa exaustiva.
Em outra ocasião convida-me a ir com ele verificar a rede. Pego no remo e sinto a leveza com que a canoa desliza na água. Ao chegar até a rede armada próxima ao Costão do Navio constato que desta vez está sinalizada com bóias. Começa a levantá-la e só dá piranjica. As que ainda se debatem coloca em um monte. Ofereço-lhe R$1,00 para cada uma delas para soltá-las imediatamente. Fica pensativo e vacila. Tem que ser já. Percebo que não concorda, mas não diz nada, apenas esboça um leve sorriso e vai levantando a rede. Em outro monte coloca as que julga mais críticas e no terceiro as que ainda estão conservadas. Ao final uns 14 ou 15 peixes. Reexamina-os e vai atirando no mar os que apresentam a guelra esbranquiçada. Ficam boiando. Dou broncas, vão sujar a praia. Como justificativa para esse ato responde: Serão comidos por outros peixes. Na verdade quer transparecer aos possíveis compradores que está chegando com peixes frescos. Os que foram jogados, horas após, estarão na praia servindo de alimento a siris e urubus. Voltamos, chegamos com a canoa surfando as ultimas ondas. Já havia alguém a espera, queriam saber que peixe era e quanto custava. Três por R$5,00. Mas esse peixe dá muito trabalho para limpar. Eu dou limpo. Deixei-o em sua atividade e fui embora terminar minha caminhada.
Andava sumido do local por um bom tempo e quando o reencontrei ajudei-o a empurrar a canoa, só havia alguns siris e peixes sem valor. Notei que ela parecia estar mais pesada. Estava com pintura azul nova e sem a inscrição. Esta não é a "Brisa"? Não. Cadê ela? Perdi. Como? Eu havia emprestado a meu irmão que saiu com um amigo para pescar lula, estavam na ponta de Barê e tinham levado um litro de pinga, quando ao final da pescaria (ou da cachaça) foram levantar âncora, a canoa virou, trataram de nadar até a praia e ela sumiu, procurei por toda parte e não encontrei mais. Você procurou na Ilha? Procurei. Estava conformado. Seu tio havia emprestado esta para ele continuar suas atividades pesqueiras, como único neto a manter a tradição familiar.
A "Brisa" era bem mais leve! Acenou com a cabeça confirmando que sim. Vejo ali no canto um velho remo, desgastado e quebrado ao meio. Era o remo da "Brisa". Mostro interesse. Se você quiser pode ficar com ele. Agradeci, peguei e examinei os pedaços que se encaixavam, feito de caixeta (Tabebuia cassinoides DC.) por um artesão vindo da Ilha de Búzios; uma madeira muito leve e de pouca resistência, mas ótima para remos longos, ao contrário de algumas tribos indígenas do interior que utilizam o pau-brasil (Caesalpinia echinata Lam.), mais pesada, confeccionados mais curtos, adequados aos rios, em outro estilo de remada.
Levei-o para casa, dias após fiz os reparos necessários, usando uma cavilha de ipê na emenda e pintei-o de azul mar com efeito pátima e acabamento em osmocolor natural. A ruptura deixou-o um pouco mais curto, pois uma parte teve que ser eliminada, além do conserto não oferecer a segurança necessária para a remada. Vou usá-lo como decoração. Cheguei a pensar em dar como presente, no aniversário de uma amiga que adora o mar, mas a Leda não iria dar o devido valor a peça, que acabou ficando pendurada mesmo lá em casa. O que restou da "Brisa".

Irineu Nalin é Economista,
Capitão Amador, Velejador; da série "Minhas estórias com o mar"

 

Carta do Leitor Topo

Noticias de uma guerra “non-sense” - Relendo por estes dias o filosofo francês René Descartes, fiquei comovida ao deparar-me com sua maravilhosa afirmação, logo nas paginas inicias de seu livro,Discour de la Methode (1637) Descartes nos assegura tranqüilamente, com toda a convicção de um sábio,que “o bom-senso é a coisa mais bem repartida do mundo”.O bom-senso, isto é a razão, seria a capacidade de julgar e distinguir o verdadeiro do falso, ter discernimento.Ser capaz de possuir idéias claras e distintas.
Infelizmente, com profundo pesar, ouso, atrevo-me a discordar de tal afirmativa,e aplicando o próprio método cartesiano, o da duvida metódica,começo por afirmar exatamente o inverso. E proponho classificar o bom-senso no mesmo nível, que os economistas classificam a distribuição de renda no Brasil: isto é péssima, cruel, a pior do mundo, só ganhando dos pobres paises da África Austral, como a Namíbia e Zâmbia. Riqueza absolutamente concentrada numa faixa pequeníssima da população. Com isto quero dizer: bom-senso poucos o tem.
No governo do folclórico presidente João Batista Figueiredo, cavalariço por excelência, um menino durante um ato publico, perguntou-lhe o que faria se como o seu pai,ganhasse apenas o salário mínimo? A resposta veio pronta: “daria um tiro na cabeça”.
Até hoje tenho duvidas se quem respondeu primeiro, foi o cavalo ou o presidente.
Presenciamos então, o governo através de seu mais alto mandatário, na figura máxima do presidente da republica, recomendar publicamente suicídio coletivo para mais de 40% da população.
Onde se esconde o bom-senso? É por causa deste bom-senso e de certas ocorrências que tive o desprazer de presenciar em Ubatuba, que me sinto na obrigação ética de trocar algumas ideas e formular outras, com os moradores de Ubatuba,que por acaso lerem este artigo.
Ainda acredito, que a linguagem escrita continua sendo um excelente recurso para que possamos todos compartilhar corações e mentes, com amigos,vizinhos e moradores desta aprazível Cidade à beira-mar.
Cidade, que na semana anterior durante a fase da lua cheia, nos presenteou com noites enluaradas e mares prateados fosforescente de indescritível beleza... E muito bom morar em Ubatuba.
Então pergunto: é possível que passe pelo raciocínio de alguém, que possua um mínimo de bom senso, pretender prejudicar, diminuir, humilhar, obstruir recursos, atrazar repasses de verbas, retardar pagamentos de funcionários, e com tudo isto dificultar o atendimento de pobres crianças excepcionais, prejudicando-as em seus direitos de cidadania, outorgado-lhes pela Constituição?
É possível pretender desmoralizar, desacreditar o trabalho de entidades e fundações sérias e íntegras e por estas razões prestigiadas internacionalmente como: a ONU, a UNICEF, a AACD, a CRUZ VERMELHA, os MEDICOS SEM FRONTEIRAS, a ABRINQ, a A.P.A.E., e outras inúmeras entidades não-governamentais, que simbolizam o melhor que a humanidade tem feito em prol dos excluídos e desvalidos deste planeta? Estas entidades são paradigmas da nossa civilização e cultura.
Infelizmente, sou obrigada a admitir que sim. Algumas pessoas São portadoras congênitas de pequenos desvios mentais, talvez uma química cerebral diferente, que as levam à cometer maldades ao longo de suas vidas medíocres. Quando ocupam algum cargo politico-administrativo (por artes do destino) então é uma lastima, um verdadeiro problema para a comunidade.
Geralmente tentam justificar as suas limitações, escondendo-se atráz de uma burocracia inoperante,exigindo o cumprimento rigoroso de itens e clausulas de contratos ambíguos e mal formulados tão cacteristicos dos órgãos governamentais, sejam eles federais, Estatais, ou municipais.
Parece-me que é exatamente isto, que está ocorrendo com a APAE, de Ubatuba.
Pois seus funcionários receberam o salário de Natal, somente no fim de dezembro, após as festas, sendo obrigados a passar estas datas tradicionalmente festejadas com uma ceia melhor e entrega de presentes para os filhos, sem os seus salários. Isto não poderia ter acontecido, não é justo. Este atrazo para o desespero da atual diretória vem se repetindo todos os meses.
Eles realizam um trabalho árduo, que requer imensa paciência e muita doação.É mais que um trabalho, é uma missão, uma opção de vida. É um trabalho único, feito por pessôas especias, para crianças mais especias ainda, crianças diferentes.
Visitem a APAE por algumas horas, certamente ficarão comovidos ao ver funcionários e membros da diretoria envolvidos em dar o melhor de si para aquelas crianças. E então você se sente constrangido e sente a necessidade intima de ser uma pessoa melhor.
Gostaria de aproveitar esta oportunidade para parabenizar a atual Diretoria, e todos os funcionários da APAE, e de coração repetir para eles o que Jesus disse aos seus apóstolos: ‘Vos sois o sal da Terra “....
Entretanto a APAE de Ubatuba, está passando graves dificuldades, a pior delas, é o atrazo no repasse das verbas, (as quais a APAE, tem todo o direito) praticado pela Secretaria de Educação, local este atrazo verdadeiro terrorismo burocrático, acaba tendo como alvo certeiro às crianças, seus pais, e funcionários. E pensar que o contribuinte, o brasileiro que paga todos os impostos para o governo por este Brasil afora, recebe este tipo de tratamento...
Nem politicamente correto, conseguem pensar, pois este é um ano eleitoral, e por traz dos alunos da APAE, estão seus pais,irmãos, tios, primos,e incontáveis amigos, e o que dizer dos funcionários e seus familiares? São muitos votos que o atual prefeito-candidato, deve perder, por causa de uma orientação política totalmente errônea, que prefere dar primazia absoluta à uma burocracia retrógrada, à realmente prestar serviços essências à população carente. Naturalmente vão ter o mesmo fim do ex-ministro da Pre-vidência, Ricardo Berzoine, o qual teve a infelicidade de ser o inspirador da criação do “Troféu Berzoine da Crueldade”. Claro que mereceu o troféu, ganha-lo signica o enterro lapidar de qualquer carreira política. Berzoine com seu apego patológico à burocracia, fez o Brasil inteiro presenciar através das telas da televisão, cenas de uma crueldade dantesca.Todos nos fomos testemunhas dos sofrimentos infligidos aos idosos de mais de noventas anos, apenas para poderem ser recadrastados. É uma insensatez.
Graças a Deus, apesar das pressões e dificuldades, pelas quais a APAE de Ubatuba tem passado, tudo indica que ela veio para ficar, como a APAE em âmbito nacional que existe no Brasil há quase meio século, 49 anos. Meio século de serviços prestados em prol do bem comum, da melhoria da comunidade. Serviços inestimáveis sem preço. Qual governo poderia pagar devidamente tão dedicado e eficiente serviço?
A essência do pensamento que está na origem da criação da APAE jamais poderia ser a de uma escola nos moldes do ensino publico, porqe isto seria a antítese de toda a sua filosofia.A APAE, foi idealizada para desenvolver um trabalho de recuperação e adaptação de crianças diferentes, com a participação ativa indispensável dos pais e amigos destas crianças. A profunda colaboração entre pais, amigos, e profissionais é a base fundamental constituinte do verdadeiro espírito da APAE Ela foi criada com esta intenção.
Se o governo, através da Secretaria de Educação organizar uma política oficial de inclusão dos portadores de deficiências, na rede Regular de ensino publico, será ótimo, é uma experiência válida porém isto nada tem a ver, com o trabalho desenvolvido pela APAE e alem do mais, uma coisa não exclui a outra. São projetos diferentes. A participação dos pais e o apôio afetivo dos amigos, dos voluntários, são premissas básicas do trabalho apeano que fogem totalmente da alçada do ensino educacional da rede publica.
O governo siquer dar conta de crianças problemáticas, que estão sob sua tutela, haja visto como conseguiu criar as famigeradas Febens, nas quais a única participação possível que resta às mães das crianças é denunciar os espancamentos e torturas sofridas por seus filhos ao Ministério Publico.
Finalmente faço um apelo com muita esperança, ao coração de todos: AJUDEM A APAE. DE UBATUBA. Ajudem a APAE, a construir sua sede própria, uma sede ampla, arejada,clara, ajardinada, com boas salas de aulas de recreação e artes, com equipamentos novos, modernos. Instalações sanitárias decentes,e uma cozinha industrial com os requisitos básicos de higiene e conforto. Que esta nova sede da APAE, possa ser uma das melhores do Vale do Paraíba, cartão postal da cidade.
Vamos todos, estudantes, profissionais liberais, membros do Legisla tivo, a Promotoria, comerciantes, donas de casa, todos aqueles que possam doar um pouquinho do seu tempo afeto e carinho, as crianças diferentes merecem, e o Universo lhes dará o retorno.
“Tudo vale à pena, quando a alma não é pequena”
Telefones da APAE: 38331881 _38331809

Solange Mazzei
Licenciada pelo departamento de Filosofia,
da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1971)
Praia da Enseada - Ubatuba, SP


Litoral Norte? Onde? - Admira-me que muitas pessoas além destas ainda elegantes e verdes serras, consigam ver e definir a atual situação de nosso ex-lindo Litoral Norte, e quem realmente tem a obrigação de ver simplesmente faz-se de cego, pois o que interessa é somente o dinheiro.
Quem foi São Sebastião, fui até lá para saber, o que são caraguatás, fui até lá também e vi que eram lindos, Ilhabela? deve ser mesmo linda para ter sido batizada com esse nome, fui até lá e não me decepcionei. O que podem ser "tubas"? Descobri e me apaixonei.
Quando aqui cheguei a vinte e um anos atrás, fiquei maravilhada, já tinha estado aqui antes com meus pais, eu era ainda muito criança, mas, nada como ver e entender por si própria tanta beleza. Mal podia acreditar naquilo que meus olhos fitavam, tudo era muito bonito e cheiroso, o mar parecia um grande espelho prata com a luz do sol batendo em cima das águas, o mangue era cheio de graça com seus caranguejos a bailar, garras fortes jogada pra cima, como se a Deus estivessem a louvar. Me lembro ainda das artimanhas de minha infância, a fartura de peixinhos em meu anzol, e o cavalo marinho, ser excepcional, não havíamos sido apresentados, mas no momento e que o vi em minhas delicadas e pequenas mãos, entendi que o mar era o seu lugar, nunca mais vou me esquecer daquela cena. Meu Deus! como eu era feliz, tanta dificuldade financeira e a separação de meus pais, nem eram lembrados. Pensei ter chegado ao paraíso! Parece até que estou falando de um Litoral Norte de 500 anos atrás mas não, a bem da verdade não é tanto tempo assim. Agora como tudo mudou tão rápido? Simples, uma invasão desgovernada, uma locomotiva humana disparada em rumo ao chamado "Poder" , nosso ex-lindo Litoral Norte esta a pedir socorro, se afogando em suas lágrimas, mas como poder ajudar? Nossos caiçaras, os pescadores, isso aqueles mesmos, dos quais ouvi tantas estórias de peixes descomunais, lutas homéricas com o mar, a sua essência já não tem o mesmo valor, suas estórias..... se forão com um vento que aqui passou... aquele índio que chorava em cima de uma gruta por ter perdido a amada, nas entranhas de uma cobra gigantesca (eu sentia arrepios ao ouvir tal estória), o padre corajoso que expulsou daqui tão tenebroso ser, deles nunca mais se falou...
O cheiro, ah! aquele cheiro de mata, o cheirinho de mar, agora são confundidos com um horroroso cheiro de óleo (a fritar talvez os últimos camarões de nossa costa marítima), fumaça de churrasco em plena praia, e do esgoto, vergonhosamente , despejado em nossos rios.
Dia desses vi alguém subindo a serra, talvez minha visão estivesse turva, mas tenho quase certeza de que até o Cunhambebe foi-se embora! Se até ele se desanimou, quem dirá dos outros chefes que na antiguidade nesse litoral já reinou? Foi com eles uma parcela da felicidade! Tenho medo de que um dia, eu, narrando para meus filhos a história de como atraquei aqui, e eles pensarem que, estou a ditar trechos de Machado de Assis, ou quem sabe até um romance da querida Raquel de Queiroz, esperando que Maria Moura tome estas terras e faça justiça! Diante de todos os fatos desta terra, acabarei como mentirosa! Não sobrará nada como evidência de que tudo o que eu dizia fosse realmente a verdade! Porque em poucos, pouquíssimos anos, tudo isso aqui se acabará!
Talvez nunca mais eu consiga encontrar um outro lugar pelo qual eu me apaixone tanto como nesse Litoral Norte, mas, estarei a procurar... quem sabe encontre um lugar de gente de consciência, e eu possa então por ali ficar!...
Quando desse mundo fizermos a "passagem", tudo o que iremos levar será o amor, sentimento verdadeiro, algo que foi vivido com emoção e sinceridade, por esse motivo meu amigo "governante" de que adianta tantas brigas, mentiras, tantas posses, exibidas com um troféu, se a única coisa que poderá levar deste mundo esqueceu de cultivar?!
Sei que de nada adianta apelar, pois se tivessem sentimentos estariam a zelar por terras que receberam um toque divino e anjos para decora-lá de forma tão requintada, considerem estas linhas, como um desabafo e mais uma bela história pra se contar!

Alessandra Alvarenga
Ubatuba, SP


A Volta por cima de Tony Luiz - O poderio econômico ainda persiste em Ubatuba, sobretudo nos meios de Comunicação. Após as demissões dos dois melhores radialistas - Dodinho, da Rádio Costa Azul e Tony Luiz, da Rádio Gaivota, não adianta esconder o sol com a peneira.
O mais simples caiçara aprova com louvor os trabalhos desses profissionais há anos.
Portanto, não precisam apresentar explicações esdrúxulas porque a população não vai engolir esse sapo.
Quanto ao meu amigo, amigo da população de Ubatuba, Tony Luiz, que esteve em Santos neste último fim de semana saboreando aquele Robalo regado a alho e acompanhado de pirão, num restaurante genuinamente caiçara, está mais forte do que nunca.
Quem nunca ouviu falar “não cutuque a onça com vara curta“?
Pois é, cutucaram uma onça muito brava. Agora agüentem.
Cada caso é um caso. Porém, se eu estivesse na situação de Tony Luiz, que sempre lutou pelos interesses de Ubatuba, procuraria outro microfone para continuar lutando e fiscalizando os desmazelos do Executivo Municipal.
Eu procuraria, se estivesse na situação de Tony, os microfones da Câmara Municipal.
Eu, se estivesse na situação do Tony Luiz, que tem credibilidade e competência inquestionáveis seria candidato à Vereador. Com certeza Tony seria eleito. Seria eleito porque o povo não suporta perseguições e injustiças.
Portanto, cabe ao Tony avaliar minha sugestão e, se aceitar ser candidato, dará a volta por cima chegando a Câmara pelos braços do povo. Com a palavra, Tony Luiz, o meu candidato.

Joaquim Diniz
Jornalista e Professor Universitário
Santos, SP


Meu Deus! - Enquanto a prefeitura inaugura um "novo" Museu caiçara na Almada??? O Museu Caiçara localizado "de favor" dentro do espaço do projeto Tamar; já considerado pela revista Seleções "O menor museu do Mundo", continua abandonado e interditado. Cada critério que só "Deus" mesmo pra entender. Ê Ubatuba, isso é turismo e cultura não?

Tony Luiz - Radialista
Ubatuba, SP


A Prostituição da Cidadania - Para os que não sabem, prostituição significa: comercio habitual ou profissional de amor sexual; profanação, aviltamento. No caso em tela, estamos falando de venda habitual ou profissional da dignidade, da vergonha na cara, da família, da comunidade, ou seja "da cidadania" .É a transformação do cidadão em um "verme" ou "vilão". A prostituição da cidadania mais habitual é aquela ligada ao "voto", que pode acontecer de várias formas: 1 - entre candidatos e eleitores; 2 - eleitos e interesses escusos ligados à pessoas ou grupos determinados .Entre os candidatos e eleitores, existem àqueles candidatos, "despachantes sociais", que aliciam os eleitores, com pequenas vantagens ou favores cotidianos e pessoais: madeira para o barraco, uma bola, um jogo de camisa, luminárias(?!), cesta básica, um transporte rápido, um caminhão de aterro, uma bola... Soube-se de um caso, em que um velhinho necessitava de uma dentadura para noivar. Nas eleições municipais passada, neste litoral, comenta-se, que se chegou ao requinte, de utilizarem notas promissórias, para garantir a compra do voto; quem sabe nestas eleições: carnês, pré-datados, cartão de crédito.. um gasômetro de imaginação. Diz o artigo 299 do Código Eleitoral: " Dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, ou dádiva ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita. " Reclusão até 4 (quatro) anos e pagamento de 5 a 15 dias multa" Ora, o cidadão possui direito ao trabalho digno, saúde, educação, segurança.... e acaba prostituindo a sua dignidade, através dos famigerados despachantes sociais do voto, que ficam morcegando, morseguando, sobre as misérias humanas. Quando estes morcegos político-sociais, atuam no meio religioso ou evangélico, a situação é indigerível, afigurando-se, verdadeiro rascunho do inferno. O irmão ou a irmã, que inocentemente (! ) vendeu a sua cidadania, ou seja, a sua dignidade e ética social, pouco lhe sobrou de sua alma, para oferecer a DEUS. Para, perder o pouco restante, nada melhor que uma noitada de arromba, num showmissio, com suas danças sensuais, de um candidato rico(?). Então, o inferno está garantido e a hipocrisia ronda solta. O outro tipo de venda do voto, acontece quando o ex-candidato morcegão, que enganou o irmão e irmã, uma vez eleito e diplomado, negocia o seu voto em favor de projetos que prejudicam a comunidade. As pessoas dizem: "como aprovaram este projeto, este aumento, esta nova taxa......; ah, trata-se de uma história muito complicada, com vários nomes (corrupção – improbidade – crime de responsabilidade...) Daí, a culpa da comunidade, que não respeita a sua cidadania, não fiscaliza e não exerce os seus direitos constitucionais. " Cidadão, fique esperto, pois tem muito "malaco" no pedaço, disfarçado de bom-moço, bonzinho, bonzinho!!!.. sai pra lá jacaré! DIREITO É DIREITO É NOSSO DIREITO – está escrito.

Vicente Malta Pagliuso
Ubatuba, SP

Foto do Dia Topo

Caraguatatuba

Lagoa Azul - Capricórnio

Lagoa Azul/Capricórnio
©Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia
 

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:

Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor