Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Sexta-feira, 02 de abril de 2004 - Nº 1004 Edições Anteriores
Barra da Lagoa Porto das Artes BIL

Região
Especialista alerta para o que fazer ao ser atingido por água viva


Caraguatatuba
Moraes Moreira é atração do dia 17
Bamdamel faz dois shows em Caraguá
CPM 22 é atração no aniversário de Caraguá
Jorge Ben Jor é a grande atração no Aniversário de Caraguá
Dengue em Caraguá já é o triplo de 2003
Depois de 13 dias, termina bem o mais longo seqüestro da região
Sequestro: Rapaz sofre assalto 15 dias antes
Estação de Tratamento de Esgoto do Massaguaçu será inaugurada em abril
Base da Polícia Rodoviária será inaugurada dia 19
Câmara realiza Extraordinária nesta sexta-feira

Ilhabela
Pré-candidatos dependem de reunião de partido para pedir afastamento
PPS de Ilhabela anuncia que não terá candidato a prefeito


São Sebastião
Wagner deixa hoje sub-prefeitura para voltar à Câmara na terça
Moradoras reclamam: Vandalismo constante destrói sala de ginástica na Enseada
Prefeito premia melhores frases de alunos da Apae sobre trânsito
Instituto Terra & Mar promove educação ambiental para jovens
Reunião do Conseg de Boiçucanga terá Fórum organizado por ONG’s
Conseg espera melhoras com participação das ONGs
Grupo de teatro da Topolândia percorre ruas do Centro em busca de apoio para nova peça
2ª Taça Cidade São Sebastião de Judô reúne 800 atletas


Ubatuba
Circuito Petrobras de surfe feminino começa hoje em Ubatuba
Cidade recebe verbas para erradicação de trabalho infantil
Câmara aprova mudança na emissão de IPTU de loteamentos
Curso de extensão de francês na Unitau
Fundo Nacional de Saúde repassa mais verbas


Seções
Conto
Carta do Leitor
Foto do Dia


Notícias da Região Topo

Especialista alerta para o que fazer ao ser atingido por água viva
Correntes marinhas trazem estes animais para perto das praias, provocando acidentes com banhistas

Litoral Norte - O médico Vidal Haddad Júnior, professor da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp, faz um alerta para os procedimentos que devem ser adotados ao ser atingido por água viva. Ele é autor do livro “Atlas de animais aquáticos perigosos do Brasil: guia médico de identificação e tratamento”.
De acordo com a bióloga Valéria Hadel, pesquisadora do Cebimar/USP (Centro de Biologia Marinha da Universidade de São Paulo), de São Sebastião, as águas vivas chegam por correntes marítimas. No último domingo, um morador da cidade foi atingido por uma “caravela”, na praia do Guaecá.
Valéria ressalta que os acidentes podem ocorrer durante todo o ano.
Segundo o médico Vidal Haddad Júnior, que também atende no Hospital de Ubatuba, as ocorrências costumam aumentar na temporada de verão, devido ao grande número de banhistas nas praias da região.
Atualmente, conforme explicou, as correntes marítimas mais frias trazem os animais para a costa brasileira. Contudo, o índice de acidentes cai em razão da baixa freqüência de banhistas nas praias.
Haddad Júnior informou que, ao ser atingido por uma água viva ou caravela, a pessoa deve lavar o local ou fazer compressas com água do mar gelada. Também pode ser utilizado vinagre, que impede a liberação do veneno, e gelo artificial (coldpac).
O médico ainda falou sobre alguns métodos populares, como a aplicação de sal e até mesmo urina. “Isso não traz nenhum tipo de melhoria”. Em casos mais graves, a vítima deve ser levada ao pronto-socorro mais próximo. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de Caraguatatuba Topo

Caraguatudo O Guaruçá

Moraes Moreira é atração do dia 17

Caraguatatuba - Caraguá comemora o seu aniversário de 147 anos com muitos eventos. Os shows musicais prometem agitar o Litoral Norte com a presença de grandes nomes da música popular brasileira. Um deles é Moraes Moreira.
Os shows terão início na sexta-feira, dia 16 com a banda Mel; no sábado, dia 17 Moraes Moreira trará de volta à Caraguá a energia e o alto astral que animou a festa do ano passado; no domingo, dia 18, é a vez do grupo CPM 22 agitar o público com a música eletrônica; na segunda, dia 19, novamente Banda Mel e finalmente, dia 20, Jorge Ben Jor canta em homenagem ao aniversário da cidade.
"Tudo começou em Ituaçu, cidade do sertão baiano, onde nasci" - Ainda criança, já era despertado pelo som das bandas de música, pelas madrugadas que antecediam a festa da Padroeira. Eram as alvoradas. Tubas, trompas, trompetes, clarinetes e plautins no toque da caixa, lindos dobrados rompendo o silêncio, entrando em meu sonho. Fogos de artifício explodiam no ar. Logo corria pra rua, e atrás da banda andava e admirava todos aqueles instrumentos e seus sons maravilhosos. A Lira e a Jandira, duas bandas que completavam a alegria da cidade. Bandas que passaram dentro de mim.
À medida que ia crescendo, crescia também o interesse pela música. Ganhei da minha irmã uma sanfona de doze baixos, meu primeiro instrumento, e em pouco tempo de aprendizado já dava para animar festas de São João, batizados e casamentos. Meu professor foi Fidélis, o melhor sanfoneiro da região. Nessa época, se encontrava preso, cumprindo pena por crime cometido na Gruta da Mangabeira. Eu ia visitá-lo em sua cela, enquanto ele me ensinava um pouco dos conhecimentos de sanfoneiro.
Com 16 anos de idade, concluí o ginasial em Ituaçu. Para continuar os estudos, fui para Caculé, cidade vizinha onde havia o curso científico. Chegando lá, logo fiquei conhecendo dois bons violonistas que me ensinaram os primeiros acordes. Me apaixonei pelo instrumento. Mestre Dadula era um deles, do qual eu ouvi duas frases que jamais esqueci: "Violão não tem fim" e "Afinar é mais difícil que tocar". O outro era Arnunice, colega de colégio com quem aprendi muita coisa. Tocávamos juntos em festivais, bailes e serenatas.
Três anos em Calulé, terminei o curso científico e adquiri, nesse espaço de tempo, um conhecimento razoável de violão. Parti para Salvador, onde deveria prestar exame de vestibular para Medicina. Senti, nesse momento, que já estava bem mais pra música. Ingressei no Seminário de Música da Universidade Federal da Bahia e mesmo não encontrando vaga para estudar violão, topei fazer o curso de percussão, pois meu objetivo era conhecer pessoas e penetrar no meio musical de Salvador. Foi aí que encontrei Tom Zé, grande compositor baiano, que ensinava violão no Seminário, e com ele estudei cifras e composição. Este foi meu primeiro contato com a música; até então eu só tocava de ouvido.
De lá para cá, são mais de 30 anos de estrada, entre Novos Baianos e carreira solo. Isso sem falar nas músicas gravadas por grandes artistas da MPB. (Fonte: PMC)

Bamdamel faz dois shows em Caraguá

Caraguatatuba - Bamdamel anima Caraguá na festa dos 147 anos. Serão duas apresentações em abril, no dia 16 e no dia 19, repetindo o sucesso do show do ano passado. O grupo já teve três versões para seu nome: Banda Mel, Bamda Mel e, agora, BamdaMel.
No último sábado, a Banda Mel de Forró, apresentou na Concha Acústica de Ilhéus, em participação no show de Daniel, seu mais novo trabalho. Intitulado "Pra Dançar Agarradinho" o CD tem 13 faixas, foi gravado no JR’Studios, sob a produção executiva de Silmar Rodrigues, direção musical de Alex Costa, arranjos de Júnior Costa, Rui Reis, Júnior Nelito e Alex Costa, técnicos de gravação Júnior Nelito e Juninho Sanfoneiro e o design gráfico do Farol Ilhéus.
Como a maioria das bandas baianas, a BamdaMel, nasceu em 1984 devido ao sucesso do Bloco Mel, que desfilava no carnaval da cidade. Com 15 discos gravados, o grupo foi o pioneiro no estilo samba-reggae. O primeiro LP, "Força Interior", foi gravado em 1987 e teve como sucesso as músicas Faraó e Ladeira do Pelô. O disco "E Lá Vou Eu" foi lançado em 1988 e a música título, que era um protesto ao Olodum, estourou nas paradas de sucesso, fazendo com que a banda ganhasse disco de ouro e de platina.
Em 1989, a banda lançou o terceiro trabalho "Mel do Brasil" e, em abril, contratou a vocalista Alobêned Ayram, acompanhada por Joka Barreto, também no vocal, Jailton Dantas no baixo, Guto Guitar na guitarra e Dito Régis na percussão. Em 1990, a banda lançou o disco "Prefixo de Verão", que se tornou o hino do carnaval baiano de 1991, ganhando disco ouro e platina novamente. Consagrada em todo país como uma das principais bandas de axé music, em 1992, chega ao mercado "Negra", que vendeu 300 mil cópias e teve como grande sucesso a música "Baianidade Nagô", tocada até hoje em rádios e cantada em shows da banda e até por outros intérpretes.
O CD lançado em 1993, "Mãe Preta" misturou ritmos caribenhos, latinos e africanos e é considerado um dos melhores trabalhos da BamdaMel. Em 1994, o grupo lançou "O Pulo da Gata", que trouxe música romântica no repertório. O ano de 1995 foi marcado pelo lançamento de "Todo Mundo Dança" e, 1996, por "Alegria". O disco gravado em 1997, "Jeitinho de Dançar", veio com regravações em algumas de suas faixas.
Com grandes sucessos musicais em todo Brasil, em 1998, a BamdaMel lançou a primeira coletânea, "Ao Vivo I", que também trouxe músicas sertanejas e pagodes, entre eles "Prefixo de Verão", "Crença e Fé", Dança da Vassoura" e Festa de Rodeio". Em 1999, chega ao mercado "Ao Vivo II", que seguiu o mesmo estilo do primeiro e também seu sucesso. Depois da turnê do disco "Ao Vivo II", a vocalista Alobêned saiu da banda para seguir carreira solo.
Com os vocais comandado por Joka, em 2000 a banda lançou "Pra te Balançar" através de uma gravadora independente. Sem conseguir alcançar o sucesso anterior, em 2002 a banda contratou uma nova vocalista, Adriana, e lançou seu terceiro trabalho ao vivo, "Ao Vivo III – Nossa História". A carreira da BamdaMel é uma das mais bem-sucedidas da história da Bahia, o grupo chegou a fazer shows nos EUA, países da Europa e da América Latina, além do Japão e da participação no Festival de Mountrex, na Suíça. (Fonte: PMC)

CPM 22 é atração no aniversário de Caraguá

Caraguatatuba - A banda CPM 22 é uma das grandes atrações que a prefeitura de Caraguá, por meio da Secretaria de Turismo, trará para a comemoração do aniversário de 147 anos da cidade. A banda se apresenta num show aberto ao público, na Praça de Eventos, a partir das 23 horas, no domingo, dia 18.
A banda CPM 22, que surgiu no cenário hardcore em 1995 e estreou em CD com o independente A Alguns Quilômetros de Lugar Nenhum, chega no ano de 2002 com um currículo recheado de conquistas: 100 mil cópias (Disco de Ouro) do álbum CPM 22, prêmio de banda revelação no último VMB, indicação ao Grammy Latino na categoria álbum de rock, vários hits espalhados pelo Brasil como "Regina Let´s Go", "Tarde de Outubro", "O Mundo Dá Voltas" e "O Chão que Ela Pisa" e uma agenda lotada de shows.
Agora o CPM lança seu novo trabalho - Chegou a Hora de Recomeçar. Os fãs da banda não precisam se preocupar, pelo contrário podem ficar ansiosos com a chegada do novo CD, que já é sucesso. O título não quer dizer que eles estão recomeçando ou fazendo um outro tipo de som, o hardcore continua presente nas 14 faixas do CD.
O título do disco apenas passa uma idéia da banda de que não é preciso cair para buscar novos caminhos. Você pode sempre recomeçar.
A produção do novo trabalho ficou mais uma vez a cargo de Rick Bonadio, Rodrigo Castanho e Paulo Anhaia. A maioria das músicas do novo CD foram compostas pelos integrantes da banda, que usaram experiências próprias e situações do cotidiano para falar do inconformismo e das esperanças dos jovens que vivem nas ruas das grandes metrópoles: amores, dúvidas e frustrações.
Portoga homenageou a namorada em "Especial como Você". Badaui foi o responsável por "Vidas que se Encontram". Luciano escreveu "Sonhos e Planos" e "Desconfio", primeiro single de Chegou a Hora de Recomeçar. A faixa, que está entre as mais tocadas na programação das rádios rock de todo o país, já é cantada em coro pelo público que tem acompanhado os últimos shows.
"Atordoado", também escrita por Luciano, contou com a participação super especial nos vocais de Rodrigo do Dead Fish, uma das mais influentes bandas do cenário underground nacional.
Por falar em shows, o CPM aproveitou o novo CD para regravar duas músicas que haviam sido lançadas no CD independente e que estão sempre entre as mais pedidas dos shows: "Garota da TV" (Wally) e "Peter" (Wally, Luciano, Japinha, Badaui e Portoga).
Agora o próximo passo é colocar o pé na estrada. E o CPM 22 parte para a turnê de lançamento do novo trabalho carregando uma certeza: a de que o rock do ano 2002 indiscutivelmente já tem uma identidade que conquistou todo o Brasil! Chegou a Hora de Recomeçar é, com certeza, hardcore brasileiro da melhor qualidade. Fonte: site da banda. (Fonte: PMC)

Jorge Ben Jor é a grande atração no Aniversário de Caraguá

Caraguatatuba - Jorge Ben Jor é a grande atração das festividades do aniversário de 147 anos de Caraguá. O cantor, que conquistou o público da cidade em 1998, volta a se apresentar, no município, e promete repetir o sucesso em apresentação aberta ao pública, na Praça de Eventos, dia 20, a partir das 23 horas.
Carioca de Madureira criado no Catumbi, desde pequeno gostava de cantar no coro da igreja e participar dos blocos de carnaval. Na adolescência e juventude ganhou um violão e começou a tocar bossa nova e rock'n'roll. Nos anos 60 apresentou-se no Beco das Garrafas, que se tornou um dos redutos da bossa nova. Lá foi ouvido por um produtor que o chamou para gravar.
Logo saiu o primeiro compacto com "Mas, Que Nada" e "Por Causa de Você, Menina", em 1963, acompanhado pelo conjunto Copa Cinco. No mesmo ano lançou o primeiro LP, "Samba Esquema Novo". Foi para os Estados Unidos e lá suas composições "Zazueira", "Mas, Que Nada" e "Nena Naná" entraram nas paradas de sucesso, sendo gravadas por intérpretes como Sergio Mendes, Herb Alpert, José Feliciano e Trini Lopez. Na era dos musicais da TV, fiel a seu estilo múltiplo, participou tanto de O Fino da Bossa (comandado por Elis Regina) quanto do Jovem Guarda de Roberto Carlos, e mais adiante do Divino Maravilhoso dos tropicalistas Caetano e Gil.
Em 1969 obteve enorme sucesso com "Cadê Teresa", "País Tropical" e "Que Maravilha", além de concorrer com "Charles, Anjo 45" no festival da canção da TV Globo. Venceria o festival em 1972, com "Fio Maravilha", interpretado por Maria Alcina. Lançou outros discos nos anos 70, incluindo clássicos como "A Tábua de Esmeralda" (1974) e "África Brasil" (1976).
Na década seguinte dedicou-se a divulgar suas músicas no exterior. E 1989 mudou o nome artístico de Jorge Ben para Jorge Ben Jor. Sua música "W/Brasil (Chama o Síndico)", lançada em 1990, estourou nas pistas de dança em 91 e 92, tornando-se uma verdadeira febre. A partir daí seus discos se tornaram mais pops, sem perder o suíngue que sempre o caracterizou. "Músicas para Tocar em Elevador", de 1997, tem participações de 12 artistas, como Carlinhos Brown, Fernanda Abreu e Paralamas do Sucesso.
A música de Jorge Ben Jor tem uma importância única na música brasileira por incorporar elementos novos no suíngue e na maneira de tocar violão, trazendo muito do soul e funk norte-americanos e ainda com influências árabes e africanas, que vieram através de sua mãe, nascida na Etiópia. Suas levadas vocais e instrumentais influenciaram muito o sambalanço e fizeram escola, arregimentando uma legião não só de admiradores como também de imitadores. Foi regravado e homenageado por inúmeros expoentes das novas gerações, como Mundo Livre S/A (em "Samba Esquema Noise") e Belô Velloso ("Amante Amado"). (Fonte: PMC)

Dengue em Caraguá já é o triplo de 2003
Aumento do número de casos faz a prefeitura prorrogar a campanha de combate ao mosquito transmissor da doença

Caraguatatuba - O número de casos de dengue autóctone --contraído no próprio município-- registrado nos últimos três meses em Caraguatatuba já é quase o triplo comparado aos 12 meses de 2003. O município, que vive uma epidemia da doença, já tem 94 pessoas contaminadas contra 35 casos do ano passado.
Os números foram divulgados ontem pela DIR (Direção Regional de Saúde) de São José dos Campos.
Devido ao aumento do número de casos, a prefeitura prorrogou para o próximo dia 9, o término da campanha intensiva de combate à dengue. A ação deveria ter se encerrado ontem.
A campanha, que começou no último dia 15, reúne mais de 70 pessoas. O trabalho é realizado nos bairros Indaiá, Centro e Tinga, e se estendeu também para o Jardim Primavera, Caputera, Sumaré e Ipiranga.
Segundo o biólogo da Secretaria da Saúde de Caraguá, Ricardo Souza, durante a campanha as caixas d'águas dos imóveis estão sendo cobertas com uma tampa plástica para evitar que o local se transforme em um criadouro do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. Diariamente são cobertas de 100 a 150 unidades.
"A caixa d'água pode ser um grande criadouro do mosquito da dengue. A idéia é cobrir até o final das atividades em torno de 1.000 caixas", disse o biólogo.
Os agentes de saúde também dão orientações aos moradores e eliminam os criadouros das residências. A Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) acompanha os trabalhos fazendo a nebulização com inseticidas nos imóveis.
O biólogo afirmou que o processo de nebulização mata os mosquitos na parte interna e externa das residências.
"O inseticida é aplicado no quintal da casa e as portas e janelas devem ficar abertas. A orientação é que os moradores não fiquem dentro da residência por um período de 30 minutos, após a aplicação do produto", disse.
VERANEIO - Um dos principais problemas da dengue na cidade é que 52% dos imóveis são de veraneio. A prefeitura orienta que os proprietários visitem as casas para eliminar os possíveis criadouros. Nas residências fechadas, os agentes de saúde entram apenas nos quintais e varandas.
No Litoral Norte, Ilhabela é a segunda cidade com o maior índice da doença. São 34 casos positivos e 136 pessoas ainda esperam os resultados dos exames. Em São Sebastião, são duas confirmações de casos autóctones e uma "importada" --contaminação em outra cidade. Ubatuba não tem casos da doença.
No Vale do Paraíba, a cidade de Potim, que também registrou epidemia, os números de casos estão estáveis, segundo a Secretaria de Saúde. Até ontem, foram confirmados 575 casos da doença (veja quadro abaixo). (Fonte: ValeParaibano)

Depois de 13 dias, termina bem o mais longo seqüestro da região

Caraguatatuba - O filho de um empresário, do ramo de vendas de barcos, produtos de pesca e armas para caça, e a namorada foram vítimas do seqüestro mais longo ocorrido no Litoral Norte. O casal ficou por 13 dias em poder dos seqüestradores e foi libertado na tarde de terça-feira, após o pagamento do resgate, que seria de R$ 65 mil.
Segundo o diretor do Deinter (Departamento da Polícia Civil do Interior) Claudinê Pascoetto, o casal foi solto em Santos, depois que a família pagou o resgate. O cativeiro seria na Praia Grande, ambas cidades da Baixada Santista. As vítimas não te-riam sofrido agressões físicas.
O delegado Jair Barbosa Ortiz, responsável pela investigação na Delegacia Anti-Sequestro, disse que a família pediu para não divulgar a identidade do casal.
Conforme Ortiz, somente agora o setor entrou no caso, embora estivesse sabendo desde o início do crime, mas não se envolveu a pedido da família, que queria atender a exigência dos seqüestradores. Os criminosos ameaçaram matar o casal, caso suspeitassem da polícia no caso.
Abaladas - O delegado disse que pretende prender a quadrilha e ainda recuperar o dinheiro pago. O valor não foi confirmado pelo delegado, que ainda não ouviu as vítimas, que estariam abaladas. De acordo com Ortiz, o casal estava no carro do filho do empresário, em Caraguatatuba, quando foi “fechado” por outros carros e rendido. Em seguida eles teriam sido levados para o cativeiro.
O contato dos seqüestradores com a família teria ocorrido no mesmo dia do seqüestro. O valor exigido inicialmente seria maior que os R$ 65 mil. Houve um período de negociações até chegar a esta quantia.
Além do Litoral Norte, o delegado disse que a Deas é responsável por atender os crimes das regiões do Vale do Paraíba e Serra da Mantiqueira. Desde sua implantação na área, há dois anos e meio, os esclarecimentos de seqüestros foram em 100%. “Esperamos elucidar este também”, revelou o delegado.
Outro crime - O último seqüestro deste porte ocorreu com a família do empresário Luiz Carlos Soares, dono da Autoviass (Auto Viação São Sebastião) em outubro do ano passado.
A mulher, filha e neto dele ficaram dois dias em poder dos seqüestradores, sendo liberados após o pagamento do resgate. Neste caso o crime foi registrado na Deas de São Paulo, para onde o empresário se dirigiu após ser libertado com a família. (Fonte: ValeParaibano)

Sequestro: Rapaz sofre assalto 15 dias antes

Caraguatatuba - Duas semanas antes de ser sequestrado com a namorada, o estudante R.A., 24 anos, filho de um empresário do ramo náutico de Caraguatatuba, foi vítima de uma quadrilha de ladrões de carro-forte.
O estudante e sua namorada ficaram 13 dias em um cativeiro em Santos e foram libertados depois do pagamento de R$ 65 mil de resgate. O sequestro teria sido comandado de dentro de uma penitenciária. Os líderes do grupo foram identificados pela polícia. Antes de ser alvo do sequestro, R.A. foi assaltado por seis homens que foram presos após um assalto a um carro-forte da Protege na agência do Bradesco, no centro de Caraguatatuba.
Houve troca de tiros dentro do banco e três pessoas, dois vigilantes e um suposto assaltante, ficaram feridas.
Segundo a polícia, o estudante estava passando em frente à agência na hora do assalto, quando foi rendido pelos bandidos e teve o carro roubado. A Polícia Civil não vê relação entre os casos.
Equipes da Deas (Delegacia Especializada Anti-Sequestro) devem ouvir nos próximos dias o depoimento das vítimas em Caraguatatuba. Até ontem nenhum suspeito havia sido preso ou indiciado pelo crime. (Fonte: ValeParaibano)

Estação de Tratamento de Esgoto do Massaguaçu será inaugurada em abril

Caraguatatuba - A Estação irá abastecer os bairros Cocanha, Mococa, Capricórnio e parte da Tabatinga, beneficiando cerca de 20 mil pessoas entre população fixa e flutuante.
O prefeito de Caraguatatuba fará a inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto do Massaguaçu em abril, durante as comemorações do aniversário da cidade. A nova estação irá abastecer os bairros Cocanha, Mococa, Capricórnio e parte da Tabatinga. A estimativa da Sabesp é de que 20 mil pessoas entre população fixa e flutuante, sejam beneficiadas com a nova Estação.
A obra foi concluída numa parceria entre a Prefeitura e a Sabesp através de investimentos na ordem de R$ 13.580 mil (treze milhões e quinhentos e oitenta mil reais). Esta obra faz parte do convênio de 25 milhões celebrado entre Prefeitura e a Sabesp autorizado pela Lei 818 de 17 de dezembro de 1999.
A complexa obra é composta de quase 80 km de rede coletora de esgoto que disponibilizará 3.954 novas ligações de esgoto, potencializando 8 estações elevatórias. São 2.983 metros de rede para recalque e 846 metros de emissário. As elevatórias implementarão a viabilização do esgoto até a ETE.
A assessoria de imprensa da Sabesp informou que a Estação já está pronta e passa a funcionar em fase de teste a partir de abril. "A Estação trará grande benefício ambiental e também sócio-econômico para o município. Com a sua implantação, os imóveis da região serão valorizados, as praias ganharão balneabilidade, beneficiando a pesca, a maricultura e a população ganhará em saúde. Já temos 100% de água tratada e agora caminhamos para 100% de esgoto coletado e tratado", disse o assessor José Paulo. Ele lembrou ainda que a Sabesp fez a sua parte e que chegou a hora da população cumprir a sua, fazendo as conexões residenciais à rede de esgoto.
Para o prefeito Antonio Carlos da Silva esta é uma das maiores conquistas da administração. "Temos trabalhado incansavelmente na busca pela implantação do saneamento básico, que traz consigo a melhoria da balneabilidade de nossas praias, a preservação de nossos rios, principalmente, no que se refere à saúde, ao meio ambiente e ao turismo. Quando entrei no governo, Caraguá tinha 8% de tratamento de esgoto. Até o final deste ano, chegaremos a 85% de esgoto tratado e coletado", afirmou o prefeito. (Fonte: PMC)

Base da Polícia Rodoviária será inaugurada dia 19
A nova base da Polícia Rodoviária trouxe mais segurança para a cidade e melhores condições de trabalho para o policiais

Caraguatatuba - A prefeitura vai inaugurar a nova base do Posto da Polícia Militar Rodoviária, em Caraguá, no dia 19 de abril, às 10 horas, junto com as comemorações do aniversário de 147 anos da cidade. A nova base fica na Rodovia Tamoios SP-99 Km 80 + 800, na entrada do bairro Rio do Ouro.
A base ficou pronta, em dezembro, e foi construída com recursos da prefeitura, na ordem de R$ 62.600. O prédio é composto por sala de rádio, vestiário, cozinha, banheiros, garagem e pátio de apreensão.
No novo prédio também estão sendo instaladas mais duas câmeras de vídeo, que irão funcionar 24 horas por dia, transmitindo imagens on line pelo site www.der.sp.gov.br.
Segundo o sargento Paulo Celso de Abreu, a nova base aumentou a segurança no município, já que foi construída estrategicamente na entrada do Rio do Ouro, estrada usada como atalho por veículos em situação ilegal. "O antigo Posto da Polícia Rodoviária ficava depois desta entrada, com isso, não podíamos fiscalizar todos os veículos que entravam na cidade. Agora, o motorista é obrigado a passar pelo Posto da Polícia", comentou o sargento.
O sargento Abreu disse que a nova base também melhorou as condições de trabalho dos policiais por ter maior infra-estrutura que a antiga base. (Fonte: PMC)

Câmara realiza Extraordinária nesta sexta-feira
Ordem do Dia não votada na terça será usada na sessão de hoje

Caraguatatuba - A Câmara Municipal de Caraguatatuba realiza nesta sexta-feira, dia 2 de abril, a sua 4ª Sessão Extraordinária, com a Ordem do Dia dos projetos não votados na terça, quando da Sessão Ordinária semanal. A Sessão começa às 16 horas e a presidência promete esvaziar a pauta.
Restaram da Sessão Ordinária semanal da última terça-feira, 8 proposituras, todas de autoria de Parlamentares. Na sessão de terça foram votados e aprovados apenas 2 projetos em Regime de Urgência. Da Ordem do Dia propriamente dita, foram discutidos apenas 2 projetos, todos adiados por 2 sessões.
Os projetos discutidos e adiados pertencem ao Executivo, que dispõe sobre o uso do espaço aéreo e do subsolo do município e do Vereador João Rodrigues de Godoy Filho – Baduca (PL), que denomina “rua José Francisco dos Santos”, a atual rua Projetada D, no bairro do Pegorelli, na zona sul da cidade.
Dos projetos não votados que serão discutidos na Extraordinária desta sexta-feira, 4 deles são denominação de rua, de autoria dos Vereadores Dalva Ricardo Santana – Profª Dalva (PMDB), José Pedro Lucas – Zé Pedro (PTB), Nilson Lopes da Silva – Nézão (PPS) e Laércio Aparecido de Andrade – Bolha (PPS).
Os 4 projetos restantes tem a autoria do Vereador Omar Kazon (PL), que cria o Programa Municipal de Hortas Educativas e Comunitárias; do Vereador Aurimar Mansano (PTB), que cria o Serviço de Avaliação do Atendimento Hospitalar e do Vereador Agostinho Lobo de Oliveira – Lobinho (PSDB), que cria a Feira do Produtor de Caraguatatuba. (Fonte: Câmara Municipal de Caraguatatuba)

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Sailing Shop

Pré-candidatos dependem de reunião de partido para pedir afastamento

Ilhabela - Somente os pré-candidatos Antônio Carlos Cajado Simões, do PL e Antônio Colucci, do PSDB, têm certeza que deixarão os cargos hoje, em Ilhabela. Os demais pré-candidatos ainda dependem de reuniões com os partidos.
O atual diretor da Saúde, Marcio Tenório, afirmou ontem que estava dependendo de uma reunião com os demais integrantes do PSDB, que tem intenção de lançar candidatura completa, inclusive para o cargo majoritário.
“Estamos dependendo de uma reunião com o partido, porque apoiamos a reeleição do prefeito. A intenção é indicar um candidato a vice-prefeito da legenda do PSDB”, explica Marcio, que continua sendo pré-candidato a vereador. Jovelino Pereira Brito, companheiro de partido também espera a reunião para pedir afastamento.
Ricardo Fazzini, secretário de Turismo, continua exercendo sua função normalmente e ainda não decidiu se vai se candidatar a algum cargo. “Por enquanto continuo no cargo e prefiro não opinar em nada”, disse o secretário. (Fonte: Imprensa Livre)

PPS de Ilhabela anuncia que não terá candidato a prefeito

Ilhabela - O PPS (Partido Popular Socialista) de Ilhabela não terá candidato a prefeito nas próximas eleições, no mês de outubro. A afirmação é do presidente do diretório municipal, professor Valdir Veríssimo de Assunção.
Segundo ele, a decisão foi tomada em reunião pré-convencional da executiva, ocorrida no último dia 27. Assunção salienta que a homologação será feita na convenção do PPS, que deve ser realizada entre os dias 10 e 30 de junho. “Ainda não decidimos apoio a ninguém, mas devido a fatos ocorridos no quadro político do município, a candidatura própria está descartada. Temos uma visão de oposição à atual administração”, disse o presidente do diretório, na tarde de ontem.
Até então, o presidente da Câmara de Ilhabela, José Donizette da Silva, era cotado para ser o candidato a prefeito do partido. Valdir Assunção ressalta que a mudança nos rumos ocorreu de forma democrática. “A decisão foi tomada no dia que Donizette estava presente na reunião e ele teve direito à defesa. Estamos abertos a conversações, trabalhando com humildade e dignidade”.
Apesar de não ter definido apoio a nenhum candidato majoritário, tudo indica que o PPS deverá se aliar ao PDT, da ex-prefeita Nilce Signorini. “Teremos a convenção em junho e, até agora, a maioria tem a visão de apoio à ex-prefeita”, concluiu Assunção.
O presidente da Câmara Municipal, José Donizette da Silva, disse que ficou surpreso com o posicionamento de seu partido. Ele considerou a decisão como “precipitada”.
Donizette se filiou ao PPS em setembro do ano passado, quando deixou o PFL. “Foi um convite da executiva, que deu a condição de ser o pré-candidato a prefeito e aceitou por unanimidade”, afirmou o vereador.
Segundo o presidente da Câmara, no último dia 25, houve uma reunião do PPS, da qual não participou. Este encontro teria sido decisivo para a mudança. “Uma outra reunião foi realizada no sábado passado e, pra minha surpresa, fiquei sabendo que não lançariam candidato majoritário”, contou José Donizette.
O vereador confirma que o PPS estaria articulando uma possível aliança com a ex-prefeita Nilce Signorini, a quem indicaria o candidato a vice. “Foi uma ducha de água fria, pois de repente mudaram tudo. Pretendo refletir melhor para ver qual rumo tomar, mas não tenho pretensão de ser vice”, adiantou.
José Donizette ressalta ter recebido telefonemas de vá-rias lideranças estaduais do PPS. Na tarde de ontem, ele seguiu para São Paulo, onde participaria de reuniões políticas. “Não quero anunciar nenhum conflito, até porque nada acontece por acaso”.
Entretanto, Donizette descarta encabeçar uma chapa ao lado da ex-prefeita. “Com o prefeito Manoel Marcos tenho amizade e, numa possível disputa eleitoral, seria apenas um adversário político, por isso, não descartaria uma composição. Já com a Nilce fica difícil compor. Se quisesse ser vice, já poderia ter sido na outra eleição”, finalizou.
A ex-prefeita Nilce Signorini considera positiva uma possível aliança. “Estamos caminhando e será de muito bom grado a vinda do PPS. Temos conversado com lideranças políticas de vários partidos”.
Até o fechamento desta edição, a reportagem não conseguiu contato com o prefeito de Ilhabela, Manoel Marcos de Jesus Ferreira (PTB). (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de São Sebastião Topo

Nautica Superchic

Wagner deixa hoje sub-prefeitura para voltar à Câmara na terça

São Sebastião - A partir de hoje, o vereador licenciado Wagner Teixeira não é mais o sub-prefeito da Costa Sul. Ele deixa o cargo para voltar à Câmara, na próxima terça-feira, cumprindo o que determina a lei eleitoral.
Em seu lugar entra Vanderlei de Matos, que já trabalhava na sub-prefeitura da Costa Sul como diretor. “É um técnico que está desde o início da gestão, também de família tradicional da Costa Sul. Estamos adotando soluções caseiras”, destacou o prefeito Paulo Julião, no início da noite de ontem.
O prazo de desincompatibilização de cargos públicos para quem pretende concorrer às eleições, no mês de outubro, vence na segunda-feira. Esta semana o advogado Paulo Guimarães e a vice-prefeita Cláudia Flausino, deixaram as secretarias municipais de Assuntos Jurídicos e Extraordinária, respectivamente.
A portaria com a exoneração de Guimarães saiu na quarta-feira, enquanto que a vice-prefeita entregou o cargo de secretária extraordinária na segunda. O advogado, que esteve à frente da Secretaria de Assuntos Jurídicos por três anos e quatro meses, será candidato a vereador.
Já Cláudia Flausino é cotada para encabeçar a chapa do PV ou ainda ser indicada novamente para vice de Paulo Julião. “Ainda não está nada definido”, frisa a vice-prefeita.
O vereador licenciado Wagner Teixeira também é um dos nomes fortes do PV para uma possível candidatura majoritária. “Fico feliz de ser lembrado, mas temos outros nomes como a Dra. Cláudia e o Dr. Aldo (vereador e ex-secretário da Saúde). Não descarto nada na vida. O que Deus colocar no meu caminhou vou seguir. Hoje estou na administração e pretendo dar apoio ao prefeito Paulo Julião”, declarou Teixeira.
Ele dirigiu a sub-prefeitura da Costa Sul, com sede em Boiçucanga, por aproximadamente nove meses. “É bem diferente do que estava acostumado na Câmara. O vereador faz os pedidos, enquanto como Executivo, temos a possibilidade de fazer. É mais prazeroso poder executar, porém, a cobrança é ainda maior. As pessoas querem as coisas para ontem e não entendem a demora. Atendemos na faixa de 50 munícipes por dia, mostrando que o poder público está presente”, comentou.
Wagner Teixeira considera positiva sua passagem pela sub-prefeitura. “Ouvimos as reivindicações da população, as sugestões, críticas. Conseguimos várias melhorias, como entrada de praias, pista de skate, deck na praia, além dos serviços de manutenção. A população não quer muito, mas principalmente quer ser ouvida”.
Quanto ao seu retorno à Câmara, na próxima terça-feira, Teixeira diz que não terá novidade. “Vou ser o vereador de sempre, brigando pelos interesses da comunidade com gás total, só que com mais experiência, sabendo o outro lado da moeda”, finalizou. Em relação à Secretaria de Assuntos Jurídicos, segundo o prefeito Paulo Julião, o novo secretário deve ser definido na próxima segunda. O cargo de secretária extraordinária, até então ocupado pela vice-prefeita Cláudia Flausino, não deverá ser preenchido. (Fonte: Imprensa Livre)

Moradoras reclamam: Vandalismo constante destrói sala de ginástica na Enseada

São Sebastião - Banheiro feminino sem vaso sanitário, sala de ginástica com apenas um ventilador, vidros quebrados e falta de janelas. Estes são alguns dos problemas apresentados por moradoras da Enseada, no complexo de esporte e lazer do bairro. O grupo, formado por aproximadamente 15 mulheres, participa das aulas de ginástica no local.
Segundo a dona de casa Maria Emília de Freitas, por causa da porta de vidro quebrada, cachorros de rua acabam dormindo dentro da sala de ginástica. “Ninguém agüenta o mau cheiro de manhã”.
Ela afirma que a falta de janelas traz grandes transtornos nos dias de chuva. “A água entra na sala e molha tudo. Nos dias de calor, o problema é que só tem um ventilador”, lamentou a moradora.
Maria Emília disse que já foram feitos vários pedidos de manutenção à prefeitura. “Um banheiro está sendo reformado pelos próprios moradores para virar uma sala, onde guardaremos os materiais da aula”, informou a aluna.
A presidente da Sociedade Amigos da Enseada, Débora Trindade Ferreira, considera que o principal problema é a falta de banheiro feminino. “Se isso aqui fosse um comércio já estaria interditado”.
A aluna Juliana Maria dos Santos Benedito também reclama da falta de infra-estrutura. “É um absurdo o que está acontecendo. Pagamos impostos e não conservam a única sede própria da prefeitura para lazer no bairro. Precisamos de vigias que não tenham medo de denunciar os vândalos”, desabafou.
De acordo com as moradoras, as aulas de ginástica começaram no dia 9 de fevereiro. Os materiais estão sendo guardados na biblioteca, que fica ao lado da sala.
A área onde acontecem as aulas de ginástica também serve para o atendimento do grupo de hipertensos pelo Programa de Saúde da Família. “Esperamos que alguma coisa seja feita rapidamente”, finalizaram.
Prefeitura - O novo diretor da Regional Costa Norte, Áureo Olegário Leite, disse que o local passou por vistoria e todos os materiais necessários foram solicitados à Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer.
A assessoria de imprensa da Prefeitura de São Sebastião informou que já houve uma reforma geral do complexo esportivo e de lazer em 2001. O muro ao redor da quadra deverá ser retirado para a instalação de alambrados.
A prefeitura alertou que o local é alvo constante de vandalismo. Todos os problemas citados na reportagem serão solucionados este ano, porém, não há previsão para início da obra. (Fonte: Imprensa Livre)

Prefeito premia melhores frases de alunos da Apae sobre trânsito

São Sebastião - O prefeito Paulo Julião, premiou ontem, os alunos da Apae, responsáveis pelas melhores frases relativas à campanha “Trânsito Especial – A Era da Inclusão”, iniciada em dezembro de 2003.
Participaram juntamente com o prefeito os diretores e secretários municipais, a diretora da Autoviass, Daniela de Carvalho Soares Figueiredo; o presidente da Apae, Edson de Moraes; a diretora da Apae, Elisabete de Lima Ferreira; o presidente da Câmara, Marcos Leopoldino, e a presidente do IEE (Instituto Esporte e Educação), Ana Moser.
Como parte da campanha, os alunos da Apae elaboraram frases que foram selecionadas e serão, a partir de agora, transformadas em adesivos para serem colocados nos dois veículos utilizados pela associação (um próprio e outro da secretaria de Educação) e no transporte coletivo do município. “A empresa Autoviass fará a divulgação nos vidros dos ônibus. As frases serão acompanhadas pelo nome da criança premiada e da Apae”, contou o diretor do Detraf, Marcus Vinícius de Oliveira. As frases foram veiculadas no Imprensa Livre entre os meses de janeiro e março e a votação foi feita pela população.
“É sempre emocionante conferir o trabalho maravilhoso realizado na Apae. A prefeitura promove, além daquilo que é visível, como diversas obras, ações que não são do conhecimento geral da população, como o trabalho de inclusão social, de cidadania, que é feito permanentemente.
É o caso de campanhas de trânsito como essa, que visa a conscientização da população de que há índices elevados de mortalidade no trânsito”, disse o prefeito. “A Apae demonstra, mais uma vez, que muito mais do que um lugar no qual se cuida de crianças especiais, é um local onde se pratica cidadania. Na Apae, as crianças têm ensinamentos, vivências e participação na comunidade, fundamentais para o que se pretende, ou seja, a inclusão social”, finalizou Julião.
A Campanha - Segundo Marcus Vinicius do Detraf, a campanha se deve a um levantamento que constatou que os deficientes especiais não são devidamente identificados no trânsito. Ainda de acordo com ele, cerca de 90% das crianças da APAE dependem da condução coletiva.
“Para a Apae, tem sido uma grande conquista trabalhar de mãos dadas com a Prefeitura. Os alunos têm se empenhado ao máximo em participar de projetos como esse, pois possibilita a inserção social dos alunos portadores de deficiências de uma forma integral na sociedade e não somente através da escola, mas também do lazer, da arte e do esporte”, disse a diretora da Apae, Elisabete de Lima Ferreira.
“Estamos muito emocionados pelo sucesso da campanha. As crianças que elaboraram as frases surpreenderam a todos nós”, disse Marcus Vinícius.
“Toda vez que a Apae é convidada para participar de algum projeto, ficamos muito contentes por poder mostrar o trabalho aqui realizado. Essa campanha ilustra muito bem do que as crianças são capazes”, disse o presidente da Apae, Edson de Moraes.
“Esse evento mostra que com muito amor, união, força e determinação, conseguimos alcançar todos os nossos objetivos. O grande amor com que os funcionários da Apae desenvolvem seus trabalhos, chega a uma nota máxima, e os alunos sempre dão uma alegria muito grande para nós”, disse a secretária de Educação, Irma Sanches Altamirano.
Vencedores - De 14 frases, sete foram classificadas. Quem ganhou o troféu de primeiro lugar foi Luciana Moraes, aluna da Profa. Mirielly da sala de ensino profissionalizante, com a frase “Motorista legal respeita a criança especial”, que recebeu 30 votos. “Estou muito orgulhosa da minha filha. Depois que ela entrou na Apae, teve uma melhoria muito grande, está se desenvolvendo muito bem. O pessoal da Apae é maravilhoso, é a outra família dela. Só tenho a agradecer por tudo que fazem por ela”, disse Maria Inês Nobre de Jesus, mãe da vencedora do concurso.
Em segundo lugar, com 29 votos, ficou a frase “Atenção! Estamos transportando pessoas de grandes talentos”, elaborada por Jussara Gomes, também aluna da Profa Mirielly, da sala de ensino profissionalizante. A frase “Devagar se chega longe”, de Tiemi - aluna da profa. Magali, da sala de ensino profissionalizante, ficou em terceiro
lugar, com 16 votos.
Todos os alunos participantes ganharam medalhas. Também receberam medalhas os alunos que participaram dos Jogos Regionais das Apaes, realizados no segundo semestre de 2003.
Os melhores alunos-atletas foram convocados para competir na XVI Olimpíada Estadual, em Araraquara, no período de 10 a 17 de julho de 2004. Através do patrocínio da empresa DA Mc Neil, as crianças também ganharam um aparelho mini-system. (Fonte: Imprensa Livre)

Instituto Terra & Mar promove educação ambiental para jovens

São Sebastião - O Instituto Terra & Mar, uma organização não governamental, de São Sebastião, realizará curso de educação ambiental para alunos da Escola Estadual Professora Nair Ferreira Neves, no Bairro São Francisco, a partir de hoje. O curso faz parte do Projeto de Recuperação do Rio Perequemirim e de seus afluentes, no bairro.
As aulas serão destinadas a 80 estudantes, do 3º ano do ensino médio, todos da comunidade de São Francisco, das 7 às 11h, uma vez por semana. A aula inaugural ocorrerá hoje, sexta-feira, mas os organizadores ainda definirão se as demais aulas serão promovidas às segundas-feiras.
O Instituto Terra & Mar foi criado há cerca de dois anos e é coordenado por Fernanda De Nadai Caso, Gilberto Gardino Mourão, Maria Idalina dos Santos, Shirley Pacheco e Márcia Gomes, esta a diretora executiva da ONG.
Márcia explica que o objetivo das aulas de educação ambiental aos adolescentes, que serão mantidas até dezembro deste ano, é incentivar a cidadania, despertar a consciência ambiental e inseri-los no projeto de Recuperação do Rio Perequemirim, por meio de ações contra a poluição das águas. “O rio está morrendo”, diz Márcia, professora e educadora ambiental.
Segundo Márcia, os jovens devem se tornar agentes ambientais e multiplicadores da idéia de proteger o rio contra as agressões causadas por captação clandestina de água, lançamento de esgoto e lixo e destruição da mata ciliar (vegetação à margem de cursos d’água). Ela observa que as fontes de degradação do rio são decorrentes do crescimento desordenado da população, aliadas à falta de informação e sensibilidade sobre a importância do ecossistema.
A Sociedade Amigos de São Francisco solicitou ao Instituto Terra & Mar, a criação de projetos para a recuperação do rio. Segundo Márcia, o projeto está pronto e consiste em duas fases: a primeira é o curso de educação ambiental aos alunos, enquanto que a segunda parte será a atividade para diagnosticar a situação do rio, com a participação dos alunos.
Márcia afirma que o Rio Perequemirim nasce da Serra da Limeira, Parque Estadual de São Sebastião, e deságua no Rio São Francisco, na praia do bairro. Esta praia fica imprópria com freqüência, em razão de poluição por esgoto. Conforme a professora, por meio de diagnóstico inicial, observou que a vazão do Perequemirim diminuiu drasticamente nos últimos cinco anos. O Instituto Terra & Mar também busca patrocínio a fim de manter o Projeto de Recuperação do Rio Perequemirim. A iniciativa já conta com parceria da Sociedade Amigos do Bairro São Francisco. A sede de ambas instituições fica no “Abrigo dos Anjos”, antigo Ceprom (Centro Profissionalizante Municipal), na Rua Maria Cristiano, 17.
Empresários e demais interessados em patrocinar o projeto de recuperação do rio podem entrar em contato pelos telefones (12) 3862-1099/0812, do Terra & Mar. O site é www.terraemar.org e o e-mail, contato@terraemar.org. (Fonte: Imprensa Livre)

Reunião do Conseg de Boiçucanga terá Fórum organizado por ONG’s

São Sebastião - A reunião mensal do Conseg 2º Distrito, hoje, às 19h, em Boiçucanga, receberá 2 membros das Ong´s ‘Movimento Voto Consciente’ e ‘Programa da Rede Inte-ramericana pela Democracia’. Eles organizarão um Fórum de Segurança para tentar solucionar os problemas relacionados ao tema na região.
“O Fórum é uma comunhão de idéias. Depois das discussões, a sociedade, em comum acordo, elabora uma ação para solucionar o problema exposto na conversa”, conta Eduardo Giembinski.
Eduardo e sua mulher, Rosangela Giembinski, são membros das duas ONG´s, sendo que ela é a coordenadora geral do ‘Movimento Voto Consciente’ no Brasil e diretora da ONG mundial Interamericana, que engloba 34 países.
Eles resolveram passar a experiência adquirida nos trabalhos com as Organizações para Boiçucanga, onde possuem propriedade.
“Percebemos que o bairro está com uma carência muito grande de segurança, e resolvemos procurar o Conseg para trabalharmos juntos”, conta Eduardo.
O público alvo do Fórum são cidadãos interessados no tema segurança, pessoas que queiram achar a solução para resolver a violência no bairro.
“Acreditamos que esse tipo de resposta tem que partir da comunidade mesmo, não de fora. Por isso que o Fórum é importante. Normalmente as reuniões expõem o problema e nada acontece. Nós, os integrantes do encontro, decidiremos a ação e dividiremos incumbências entre os participantes”, explica Eduardo.
Para definir que função cada pessoa terá, existem os moderadores do Fórum – no caso Eduardo e Rosângela.
“É espontâneo, nós simplesmente detectamos as lideranças no grupo e as orientamos”, conta Eduardo.
Para ajudar na discussão, serão distribuídos livretos sobre segurança para os participantes, e também será exibido um vídeo. Eduardo ressalta que o Fórum é aberto ao público, e que quanto maior o envolvimento da comunidade, melhor.
A reunião e o Fórum serão na Rua do Boi, nº 45, em Boiçucanga. (Fonte: Imprensa Livre)

Conseg espera melhoras com participação das ONGs

São Sebastião - O Conseg do 2º Distrito, fundado há 12 anos, espera que com a participação das ONG’s a solução para o problema da região seja encontrada.
“Já fizemos de tudo para conseguirmos melhorar a segurança, e nada deu frutos. Até com o governador já estivemos. Espero que eles tragam novos caminhos e soluções. Qualquer ajuda é bem-vinda”, diz Eder Ávila Castanha Monteiro, presidente do Conseg.
Segundo a presidente, os maiores problemas da região são a falta de um plantão 24 horas e o pequeno número de policiais.
“Nosso delegado trabalha meio plantão aqui, meio plantão no Centro. Na ausência dele ficamos abandonados. Fora que se acontece um flagrante e a viatura tem que se deslocar para fazer um BO, ficamos completamente isolados”, reclama Eder.
Ela conta ainda que já solicitaram um reforço policial para a região, mas que a resposta é sempre a mesma: “Para nós precisa ser policial militar, e eles sempre dizem que não tem. Não sabemos mais o que fazer”, desabafa.
Eder diz que o índice de criminalidade na Costa Sul estava em quase zero, e que com a diminuição do efetivo subiu de novo. “Precisamos de policiais. O efetivo já diminuiu e continua diminuindo. Com isso o número de crimes só aumenta”, acredita a presidente. (Fonte: Imprensa Livre)

Grupo de teatro da Topolândia percorre ruas do Centro em busca de apoio para nova peça

São Sebastião - Cerca de 20 alunos do grupo de teatro da Escola Josepha de Sant’anna Neves, da Topolândia, percorreram, ontem à tarde, as principais ruas do Centro Histórico com um só objetivo: angariar fundos para uma nova peça teatral.
Desde o ano passado, os estudantes preparam a apresentação de “Sonho de uma noite de verão”, porém, ainda precisam de dinheiro para a compra do figurino.
Em 2003, o grupo apresentou “Pluft, o Fantasminha”, no Teatro Municipal. Na tarde de ontem, a presença dos alunos animou moradores e comerciantes do Centro.
De cara pintada, os estudantes fizeram a conhecida brincadeira da sombra, em que seguem as pessoas e imitam seus gestos. Além disso, o grupo mostrou a técnica da vitrine viva, enquanto uma aluna vestida de cigana arrecadava o dinheiro.
Segundo a monitora voluntária Márcia Fernanda dos Santos, que é vigia da prefeitura, o grupo teatral da escola Josepha Sant’anna Neves já tem três anos. Ela salienta que a principal dificuldade é justamente a falta de recursos.
Gabriela Maia, 13 anos, estudante da 8ª série, participou da peça “Pluft, o Fantasminha” e permanece no grupo. “É bom para incentivar os alunos a aprenderem coisas novas”, diz Gabriela.
Para a aluna Cíntia Corrêa de Castro, 13 anos, a experiência na rua vale a pena. “É legal, pois aqui mostramos o que aprendemos para a população”. Os interessados em colaborar com o grupo podem comparecer à escola Josepha, localizada na avenida Itatinga, na Topolândia. (Fonte: Imprensa Livre)

2ª Taça Cidade São Sebastião de Judô reúne 800 atletas

São Sebastião - Será disputada no domingo, a partir das 9 horas, no Ginásio Municipal de Esportes José de Souza Gringo, no Topovaradouro, a 2ª Taça Cidade São Sebastião de Judô, que pretende reunir cerca de 800 atletas nas modalidades feminino e masculino. O evento está inserido no Circuito She Ran de Judô, é realizado em seis etapas e abrange as regiões do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Região Bragantina.
Durante a primeira etapa, realizada no começo de março em São José dos Campos, a equipe de São Sebastião ficou com o quinto lugar na contagem geral. No ano passado, os atletas sebastianenses foram os campeões da rodada realizada no município e ficaram em terceiro no geral.
Este ano cerca de 300 atletas das escolinhas municipais e da equipe de competição deverão participar do circuito que, segundo um dos técnicos das escolinhas, Uátila Ferreira dos Santos, terá um nível mais forte do que no ano anterior. “Hoje nós temos uma equipe bem encaminhada e que está sendo sempre renovada com os alunos que saem das escolinhas, mas sabemos que o nível dos atletas das outras regiões é alto, por isso, estamos intensificando o preparo para esta competição”, disse.
A prefeitura mantém escolinhas de judô nas Costas Norte e Sul e duas na região central da cidade, que reúnem alunos com idade a partir dos cinco anos, três vezes na semana. Já a equipe de competição está sendo treinada há seis anos e vem se destacando em competições como os campeonatos Brasileiro e Paulista, ficando com o terceiro lugar no ano passado e obtendo classificação para os Jogos Abertos. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Setur Marketing Político e Assessoria de Imprensa

Circuito Petrobras de surfe feminino começa hoje em Ubatuba
O maior evento de surfe feminino do Brasil chega à Ubatuba (SP) neste fim de semana

Ubatuba - Único campeonato exclusivamente para mulheres do mundo, o Circuito Petrobras reunirá, em sua primeira etapa, cerca de 120 surfistas, entre amadoras e profissionais.
Válido pelo Campeonato Brasileiro, o circuito oferecerá R$ 50 mil em prêmios: R$ 20 mil na etapa de Maceió e R$ 15 mil no Rio e em São Paulo, cabendo o valor de R$ 1 mil para o longboard, que também contará pontos para o primeiro circuito profissional da categoria.
Além das categorias longboard e profissional, haverá disputas ainda na grommets (até 12 anos), mirim (até 16 anos) e open (amadoras sem limite de idade).
Além da presença da bicampeã do Circuito e atual campeã do SuperTrials, Silvana Lima, estão confirmadas as participações da cearense Tita Tavares, vencedora do Super Surf 2003 e representante do Brasil no WCT ( divisão de elite do surfe mundial ), e da carioca Andréa Lopes, tetracampeã brasileira, que acabou de ficar em terceiro lugar no ISA-Games, as olimpíadas do surfe.
Silvana, que já saiu na frente na primeira etapa do Super Surf (a divisão de elite nacional) deste ano, está bastante confiante e garante que fará de tudo para buscar o tricampeonato.
- Eu venho treinando forte e pretendo defender meu título. Vai ser uma disputa difícil porque o nível das meninas está cada vez melhor, mas vou me esforçar bastante - garante.
Silvana, porém, sabe que não terá vida fácil em Itamambuca. Tita e Andréa Lopes são uma ameaça a seu reinado e outra grande adversária será Suelen Naraísa, de Ubatuba. Silvana e Suelen fizeram a final da etapa de abertura do Super Surf.
Outro destaque da competição será a paraibana Cristina de Souza, a Tininha, de apenas 13 anos. A pequena indiazinha estreou no Circuito Petrobras ano passado assustando as principais surfistas do país em Porto de Galinhas. Tininha competirá nas categorias mirim, open e profissional.
A competição, que ocorre na praia de Itamambuca, começa nesta sexta-feira (02/04) a partir das 8h30min.
As outras etapas ocorrerão na Praia do Francês, em Maceió, de 25 a 17 de junho, e na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, de 1 a 3 de outubro. (Fonte: Correio do Litoral)

Cidade recebe verbas para erradicação de trabalho infantil

Ubatuba - O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome confirmou o repasse de R$9,9 mil, destinados ao PET (Projeto de Erradicação do Trabalho Infantil) e ao Renda Cidadã de Ubatuba.
Segundo o secretário de Assistência Social, Edson Alves, parte da renda será utilizada para contratação de monitores e compra de materiais para o projeto Sol Nascente, mantido pela prefeitura. O projeto atende crianças e adolescentes com cursos e atividades extra-aula.
“O trabalho do Sol Nascente é importante por ocupar as crianças fora do horário de aulas com atividades culturais, além de oferecer atendimento pedagógico e psicológico”, disse Alves.
Para participar, os alunos devem estar matriculados em escolas da região, e têm freqüência e notas monitoradas.
Além das atividades para as crianças, o Sol Nascente oferece oportunidades para as famílias, desde apoio psicológico até cursos de artesanato para pais de alunos.
“As mães fazem cursos de costura, fuxico, artesanato, uma opção de complementação de renda”.
Atualmente, o Sol Nascente atende cerca de 80 crianças em Ubatuba. Além da sede do projeto, no bairro da Figueira, há núcleos na região norte da cidade.
“Ubatuba é muito extensa, há dificuldade para algumas crianças chegarem até o local. Decidimos então montar núcleos para atender a todos”.
Além do projeto Sol Nascente, a verba do governo federal será utilizada pelo programa Renda Cidadã, que beneficia 90 famílias.
Cada família cadastrada no programa recebe R$25 por mês, para complementação de orçamento, além de cesta básica. (Fonte: Correio do Litoral)

Câmara aprova mudança na emissão de IPTU de loteamentos

Ubatuba - A Câmara de Ubatuba aprovou, na terça-feira, 23, projeto de lei do vereador Gerson de Oliveira (PMDB), que modifica a emissão do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para loteamentos.
Conforme o projeto, os loteamentos não terão mais o imposto cobrado individualmente, até que sejam vendidos. O IPTU passa a ser cobrado por gleba, ou seja, pela área total do loteamento.
Após serem vendidos, os lotes terão o imposto cobrado individualmente.
Segundo o autor da proposta, a lei irá beneficiar empresários interessados em investir na cidade.
“Há empresários tentando investir em Ubatuba, que acabam tendo prejuízos com a demora da venda dos lotes. Isso acaba gerando uma dívida ativa que prejudica o município”.
O projeto foi aprovado por dez votos a dois, dos vereadores Charles Medeiros (PSDB) e Domingos dos Santos (PT).
Para Medeiros, o projeto beneficia apenas um segmento. “Estamos em uma fase de discussão da lei de uso do solo em Ubatuba, precisamos de decisões mais amplas, que sejam debatidas. Não dá mais para aprovar projetos de atendimento pessoal de um vereador”.
O parlamentar ressaltou ainda que as discussões devem ser mais abrangentes. “Precisamos fomentar o desenvolvimento do município, dar infraestrutura para que as pessoas tenham recursos para pagar os impostos. Não adianta beneficiar apenas um grupo”.
A sessão teve ainda a aprovação de outro projeto de Oliveira, que equipara os salários de funcionários da prefeitura com cargos de agente administrativo e oficial administrativo ao de assistente administrativo.
Segundo o vereador, os três cargos exercem a mesma função. (Fonte: Correio do Litoral)

Curso de extensão de francês na Unitau

Ubatuba - Reinicia dia 06 de Abril próximo o Curso de Francês - Leitura, Escrita e Conversação -pelo Programa de Extensão da Unitau , no Campus de Ubatuba , no bairro do Itaguá.
Estão abertas as inscrições para alunos novos e os que já iniciaram em 2003. Este 2o.módulo do Curso oferece 2 aulas semanais , às 3as. e 5as. feiras , das 16:30 hs às 17:45 hs , até o dia 15 de Julho de 2004.
O método empregado pela professora Anamaria Morales (diploma Superior de Estudos Franceses da Universidade de Nancy) é o mesmo utilizado pela Aliança Francesa de São Paulo (FORUM) e aborda simultâneamente a leitura , escrita e conversação no idioma francês.
O custo do Curso é de 4 parcelas de R$ 60,00. Tel p/ contato : 3832-2460 (Unitau) ; 3832-2949 (Profa. Ana)

Fundo Nacional de Saúde repassa mais verbas

Ubatuba - O presidente da Câmara Municipal de Ubatuba, Rogério Frediani (PTB) recebeu esta semana cinco ofícios informando a liberação de recursos financeiros para a cidade, recursos estes enviados pelo Fundo Nacional de Saúde (Ministério da Saúde). Foram destinados para o pagamento de consultas, R$70.956,00; programa saúde da família, R$56.592,00; pagamento de programa de agentes comunitários de saúde, R$19.680,00; programa de saúde bucal, R$3.400,00 e ao programa de ações básicas de vigilância sanitária, R$1.478,25. (Fonte: Luana Camargo)

Ação Litoral

Conto em Capítulos Topo

Clique para acessar  os capítulos anteriores
Clique para acessar os capítulos anteriores

Capítulo 26: A reunião final

Caminhar na Ilha de Páscoa não foi difícil, eu estava acostumado à selva tropical, cuja floresta úmida, densa e quase impenetrável dificulta a vida de quem não é nativo. Andar no rumo Norte, partindo de onde eu estava foi a melhor escolha possível, o terreno plano e pedregoso e o vento que soprava forte do leste, facilitaram a minha vida. É preciso que fique claro que eu não saí andando a esmo, eu queria chegar ao nível do mar, quem sabe encontrar alguma habitação, apesar de não haver predadores na Ilha, eu precisava encontrar alguém para saber como sair dali, chegar à cidade. Conhecer a Ilha de Páscoa sempre foi um sonho que acalentei, entretanto eu queria fazê-lo pelos métodos tradicionais, viajar para o Chile, embarcar em Santiago e descer no aeroporto de Rapa Nui. Nunca cogitei fazer a viagem partindo de Ubatuba, numa casa de caiçara voadora, que logo após eu ter desembarcado, desapareceu. Literalmente sumiu. Subi uma encosta suave, eu estava em uma espécie de vulcão extinto, em volta as montanhas sugeriam que a planície fora outrora uma cratera. Do topo descortinei o oceano, a visão era belíssima, o vento não. Era quase impossível parar em pé. A paisagem lembrava as fotos da Lua, nenhum vestígio de vegetação, apenas pedras. No ar, aproveitando o colchão de ar do vento defletido pelas montanhas, albatrozes iam e vinham, aproveitando a dádiva do vôo quase perfeito. Ao longe, algumas saliências enfileiradas me chamaram à atenção. Peguei os binóculos, eram estátuas, as famosas cabeças dos sete mohais do “ahu” Akivi, que reconheci de imediato. Como eram transportadas essas estátuas é um dos grandes mistérios que persistem em nossos dias. A lenda diz que eram levadas pairando no ar, elevadas por forças psí quicas. Os nativos conheciam os segredos para libertar o potencial oculto do cérebro humano, capaz de façanhas desconhecidas. Continuo não acreditando nisso, mas não arriscaria uma explicação. Aquelas estátuas tinham quase dez metros de altura e seguramente pesavam dezenas de toneladas. Seria preciso muita energia psíquica para transportá-las. Continuei vasculhando o horizonte, era impossível não encontrar alguém, pelo menos um nativo. Ao longe divisei o que parecia ser uma barraca de camping. Calculei uns dez quilômetros. Resolvi ir até lá. Dez quilômetros eu costumo fazer em pouco mais de uma hora e meia, andando normalmente. Com vento de frente, de mais de vinte quilômetros por hora, transformando o corpo em uma autêntica vela de barco, o tempo mais do que duplicou, agravando ainda o fato da areia, que feria os olhos e penetrava em todos os lugares, incomodando de forma extrema. A medida em que me aproximava, a barraca mostrava seu real tamanho, era muito maior do que eu imaginara a princípio, parecia-se com os silos infláveis utilizados em fazendas onde se cultivam grãos. Um problema que surgiu durante a caminhada foi a falta de água. Meu cantil esvaziou-se rapidamente, o ar seco e a areia, deixaram-me cada vez mais sedento, era preciso chegar logo. Subitamente o vento diminuiu de intensidade. Parei para limpar os óculos, ao longe uma trilha de poeira mostrou que havia um veículo em movimento. Estava se aproximando. Fiquei aguardando, era um jipe, sem capota, quando chegou próximo, percebi familiaridade no motorista. Era o delegado Nathan, ao seu lado o Escocês. Confesso que não entendi direito o que estava acontecendo, jamais suspeitei que eles se conhecessem. Fizeram sinal para que eu subisse, não cogitei em recusar, cansado como estava, iria para qualquer lugar que me levassem, desde que não tivesse mais que caminhar. Faltava pegar mais um passageiro. Eles pouco falavam e mesmo que o fizessem não haveria como nos entendermos, Nathan guia va no limite da máquina, o ruído, capaz de causar surdez, impedia que conversássemos. Súbito, entramos em movimento pendular, a amplitude da oscilação aumentou até que foi impossível controlar o jipe, uma elevação inesperada, quando estávamos quase parando, fez com que tombássemos. Um pneu estourado causou a quase fatalidade. Acabou sendo apenas um susto. Enquanto desvirávamos o jipe e trocávamos o pneu, o Escocês perguntou se o livro estava em lugar seguro. Eu respondi que sim. Ele disse que depois da reunião daquela noite nós iríamos busca-lo, estava na hora dele voltar para seus legítimos donos, e isso deveria acontecer em breve. Enquanto trabalhava percebi que havia certa gravidade no ar. Nathan, a quem eu atribuía o papel de um mero policial, era na verdade membro dos mais ativos da estranha confraria com a qual eu estava envolvido. Logo eu saberia muito mais, ao longe dava para ver outro veículo se aproximando, desta vez uma nave. Confesso que comecei a ficar com medo, o que viria depois?

Sidney Borges
www.lojasmurray.blogger.com.br/index.html

Carta do Leitor Topo

-

-

Foto do Dia Topo

Ubatuba

Ilha dos Pescadores

Ilha dos Pescadores
©Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia
 

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral na versão:

Compacta (apenas as manchetes c/ Link)
Completa (todas as notícias na íntegra) 
e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

 

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor