Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 05 de julho de 2004 - Nº 1069 Edições Anteriores
Barra da Lagoa Portal da Palmeira Disk Denúncia

Região
Disputa entre veículos e ciclistas causa acidentes

Caraguatatuba
Vem aí o 2º Caraguá Bike Week 
Fundacc abre vagas para nível intermediário do curso de alemão
Pais de crianças do CIEC participam de projeto pioneiro no Brasil

Ilhabela
Semana Internacional de Vela começa no próximo sábado
Ilhabela ganha estação de transbordo e inicia obras de recuperação em área do lixão
Regularização de pedidos para isenção de imposto termina em agosto

São Sebastião
Gabriela volta para casa, recebe apoio e faz planos para o futuro
Sebastianenses também estarão na Semana de Vela
Parceria Público-Privada do Estado pode acelerar processo de ampliação do Porto

Ubatuba
Okdok Paulista é adiado em função do Super Surf
Desconto na folha de pagamento dos servidores ajuda Santa Casa

Seções
Crônica
Artigo

Carta

Foto do Dia

Notícias da Região Topo

Disputa entre veículos e ciclistas causa acidentes

Litoral Norte - Usuários e moradores dos bairros instalados na marginal da rodovia
Rio/Santos, no trecho entre Caraguatatuba e São Sebastião, não têm outra alternativa além de reclamar da falta de segurança na estrada.
O problema, constante da região, teria se agravado há mais de um ano, depois do início das obras de recuperação da rodovia feitas pelo
DER (Departamento de Estradas de Rodagem). O que era para trazer benefício, até agora tem causado medo naqueles que precisam usar a estrada diariamente. A sinalização e a iluminação inadequada e os desníveis e buracos no solo são apenas alguns dos problemas existentes. Mesmo faltando apenas três meses para a conclusão, como informou o DER, os usuários têm presenciado acidentes, alguns com mortes.
Somente em maio e junho foram registrados 28 e 17 acidentes, respectivamente, segundo a Polícia Rodoviária Estadual do Litoral Norte. Os acidentes registrados variam desde colisão de veículos até atropelamentos. Um dos mais graves aconteceu no último dia 17. Um ciclista morreu atropelado por um caminhão tipo cegonheira (de transporte de automóveis), no bairro Porto Novo, em Caraguá. A fatalidade ocorreu por volta das 18h, após o ciclista que trafegava na beira da faixa de rolamento (o trecho não tem acostamento e ciclovias), perder o controle da bicicleta ao bater na guia instalada na margem da estrada, caindo embaixo da roda do caminhão. 

Problemas - A reportagem percorreu na última sexta-feira, 2, mais de 25 quilômetros da rodovia, entre o trevo de entrada de Caraguá até o centro de São Sebastião, e constatou uma série de problemas, possivelmente causados pela obra. No início do trajeto, já foram vistos vários pontos da pista com buracos e desníveis. As faixas do solo têm pouca sinalização e em alguns trechos estão apagadas. A falta de ciclovia gera uma disputa entre os veículos e as bicicletas, já que na maioria das vezes os ciclistas trafegam na faixa de rolamento ou nas laterais da estrada, onde não há asfalto. É pequeno o número de placas informando o limite de velocidade máxima permitida de 60 km.
Em quase todo o trajeto, o CORREIO DO LITORAL constatou que não há acostamento e foram instaladas guias de concretos nas laterais da pista, impossibilitando a parada dos veículos em casos de emergência, como problemas mecânicos. 
Em todo trecho, não há faixa de pedestres. O trecho considerado mais precário é do bairro Porto Novo, na região sul de Caraguá. Um dos riscos ali é a travessia pela ponte do rio Juqueriquerê. Os ciclistas têm de passar junto com os veículos pela ponte estreita, pois a lateral da pista só permite o tráfego de pedestres, devido a pouca largura. No bairro Enseada, em São Sebastião, o obstáculo foi retirado, mas a placa de sinalização continua instalada, confundindo os motoristas. No trecho conhecido como "serrinha", o solo apresenta boas condições, mas há desnível entre a pista e o acostamento. 

Perigo noturno - À noite, o risco de atropelamento aumenta devido à falta de sinalização e iluminação. No bairro Flexeira, em Caraguá, os cones instalados na rotatória estão sem sinalização por causa da pintura gasta. O desnível da pista também é um risco aos motoristas, que podem perder o controle do veículo, dependendo da velocidade. No local, já foram registrados vários acidentes, pois a falta de sinalização leva os motoristas a passar por cima da rotatória. Os motoristas têm dificuldade de visualizar o tráfego de pedestres e ciclistas, pois a rodovia corta vários bairros dos municípios e a única iluminação existente é das ruas próximas da marginal da pista, e consideradas insuficientes para clarear o solo. 

Revolta - Os usuários da rodovia estão revoltados com a falta de segurança. O comerciante Oswaldo Lunardi, 82 anos, que trabalha na marginal da pista, disse que o excesso de velocidade é um dos principais problemas. Ele atua no local há mais de 20 anos e afirma que antes (da obra) o movimento de veículos era menor. “Os veículos passam em alta velocidade. Quando o ônibus tinha de passar pela marginal de terra, quase matou uma criança perto do meu comércio”. Ele ressaltou que deveria ter acostamento, ciclovia e um obstáculo após o término da ponte, sentido São Sebastião “Como não tem acostamento, os ciclistas andam na pista. Os pedestres também têm dificuldade de atravessar a pista”.
A desempregada Silvani dos Santos, 20 anos, disse que os veículos não respeitam as bicicletas. “Uso muito a pista e sei do risco de atropelamento, mas como não tem ciclovia, falta opção para trafegar com segurança”. A estudante Paula Daniele acha difícil atravessar a rodovia. “Já presencie vários acidentes. O último foi do ciclista que morreu atropelado pelo caminhão” (no Porto Novo). 

Cautela
 - O sargento da Polícia Rodoviária Estadual, Paulo Celso de Abreu, atual responsável pela região de Caraguá e São Sebastião, disse que os motoristas precisam ter cautela ao trafegar pela rodovia. “A estrada está em obra. Os ciclistas não devem andar na faixa de rolamento e mesmo tendo um acostamento com terras, o espaço é mais seguro que a pista”. Ele ressaltou que os motoristas devem dirigir com prudência e respeitando as leis do trânsito, o limite de velocidade, e dar preferência aos pedestres e ciclistas. Para o sargento, o número de cidentes na rodovia não é considerado elevado. A polícia não informou a relação de acidentes com mortes e o número de atropelamentos nos últimos meses.

Outro Lado -
A assessoria de imprensa do DER informou na tarde de sextafeira, 2, que a estrada está em obras e não há como evitar transtornos. Foram instaladas placas de sinalização alertando os motoristas sobre a execução das obras.
O número de acidente, segundo o DER, não teria aumentado. Para oferecer mais segurança aos usuários, o projeto da obra prevê no trecho duas pistas com dois sentidos (Caraguá/São Sebastião e vice-versa), redutor de velocidade, faixa para travessia de pedestres, calçadas, iclovias e sinalização próxima de escolas. (Fonte: Correio do Litoral)

Notícias de Caraguatatuba Topo

Caraguatudo O Guaruçá

Vem aí o 2º Caraguá Bike Week 
O encontro de motociclistas vai reunir, em Caraguá, amantes da adrenalina e da emoção, com atrações esportivas e radicais, além de shows musicais com Erasmo Carlos, Pitty, entre outros nomes do rock´n´roll

Caraguatatuba - O Litoral Norte Paulista será, em breve, a rota preferida dos amantes do motociclismo. Em Caraguatatuba, de 11 e 15 de agosto, acontecerá o 2º Caraguá Bike Week, um encontro de motociclistas que deverá atrair cerca de 100 mi pessoas, segundo os organizadores. 
O evento movimentou a cidade em setembro do ano passado e já tem em sua programação fortes atrativos como shows musicais de Erasmo Carlos e Pitty, provas de motocross, shows de manobras radicais, entre outros. Tudo acontece na Praça de Eventos, que será preparada para oferecer aos visitantes a estrutura necessária, tanto no aspecto comercial quanto na segurança.
A Secretaria Municipal de Turismo promove o evento em parceria com o empresário José Lopes, que é também o organizador do Moto Road, em Campo Grande (MS). No ano passado, o Caraguá Bike Week atingiu sua proposta de mudar o conceito de motociclismo na região, mostrando que os motociclistas são embalados pelos ideais de solidariedade e irmandade. Segundo o organizador José Lopes, é dentro desse espírito que está sendo preparada a segunda edição do evento. 
O primeiro Caraguá Bike Week se mostrou uma ótima opção para os comerciantes da cidade. Tanto aqueles que participaram com estandes como os demais avaliaram positivamente o evento, pela movimentação de visitantes que trouxe. Outro setor que aprovou foi o da hotelaria, que ampliou consideravelmente seu índice de ocupação. 
Para este ano, a promessa da organização é de trazer novamente grupos que se destacam no gênero musical preferido dos motociclistas: o rock´n´roll. Outro ponto alto do evento é o desfile de motociclistas pelas ruas da cidade. Em Em 2003, o ator americano Lorenzo Lamas fez a frente do passeio. 
Entre as atrações de peso que o evento promete trazer estão as grandes provas de motocross nos dias 13 e 14, numa etapa do Campeonato Paulista, que deverá reunir 80 equipes. O evento promete um show de manobras e saltos com os melhores pilotos do Brasil. 
Também está confirmada a presença da equipe Força e Ação, um grupo de pilotos profissionais que realiza um show de manobras radicais com motocicletas e bikes, desde 1989. Durante uma hora são exibidas mais de 50 manobras diferentes, com efeitos especiais, explosões, moto lança-chamas, derrapagens, pirâmides, saltos em arcos de fogo, envolvendo 1 bike, 1 quadriciclo e 6 motocicletas de 125 a 900 cilindradas. Um show arrojado e imperdível em que máquinas e pilotos entram em fusão com a adrenalina e a emoção. A equipe Força e Ação está sempre presente nos melhores eventos do país e, nestes 14 anos de estrada, já realizou mais de duas mil apresentações por todo o Brasil e países da América latina. 
Na área musical, as atrações confirmadas até agora são Erasmo Carlos com show no dia 14 de agosto, e Pitty, que se apresenta no dia 13. PMC

Erasmo Carlos, uma história de sucesso - O que é tempo? Se a vida nos concede épocas atemporais, deslocadas, inteiras! É verdade, o tempo não pára. Mas as festas têm o dom da eternidade. Há 40 anos alguns jovens organizaram uma festa de arromba que envolveu um país. Literalmente uma festa. Tudo perfeito. Jeans super apertados, botas, jaquetas, medalhões, anéis, correntes, pulseiras, chapéu de cowboy, ingenuidade, brotos, carrões importados, rolls royces envenenados, velocidade, alegria, juventude e muito rock. É claro que estamos falando da jovem guarda. Mas ela teve que abrir seu leque e, com ele, a possibilidade de seus integrantes seguirem caminhos diferentes. Um rapaz sentou-se à beira desse caminho e sentiu como ninguém o fim do sonho das tardes de domingo. De longe esse rapaz, considerado cérebro deste movimento, que também mantinha fama de mau, era um homem que entendia tudo, mais tarde o país entendeu que ele era apenas uma criança e para isso foi preciso voltar inteiro, consciente que é preciso saber viver, para falar de amor e outras coisas. Erasmo Carlos nos palcos e arromba mais uma vez o tempo. Conforme ele mesmo diz: - "Sou um nômade mas tenho uma casa sempre cheia de amigos, o nome dela é ... Brasil".

Pitty, a revelação do rock nacional - Vencedora na categoria Revelação Solo do Prêmio Multishow 2004, Pitty completa um ano de turnê do CD Admirável Chip Novo. Há quase um ano morando entre a Rua Augusta e a Consolação, percorrendo os inferninhos e lojas do centro de São Paulo, a baiana Pitty, completa uma ano de banda e de estrada do CD. Pitty foi eleita Revelação Solo pelo Prêmio Multishow e o seu disco de estréia ganhou como melhor álbum de rock no Prêmio Dynamite 2004, o mais conceituado da cena alternativa brasileira. Sucesso em todo o Brasil, Pitty é a grande revelação de 2003. A banda acabou de gravar seu primeiro DVD, que será lançado em outubro, com imagens de bastidores, shows e gravações em estúdio.
O clipe da música Máscara está e alta rotação na programação da MTV-U americana, e, em julho, a banda parte para a primeira turnê nos Estados Unidos.
O Caraguá Bike Week, Pitty vai mostrar o repertório que vem apresentando pelo Brasil, tocando pesos pesados do disco e lançando sua versão para clássicos como Deus lhe Pague, de Chico Buarque, e Love Buzz, dos holandeses Shocking Blue, regravado por Nirvana. 

Outras bandas - Também está confirmada a presença das bandas Caos e Mr. Johnny. A primeira com músicas atuais, rock´n roll de qualidade e sangue jovem. Com um repertório diversificado, a banda Caos garante a platéia pulando o tempo todo. Já abriu shows de grandes bandas como Detonautas e LS Jack, e participações em rádio e TV como no programa Sabadaço, de Gilberto Barros. A banda Mr. Johnny é inspirada na musicalidade do rock inglês dos anos 60, com timbres inconfundíveis dos Beatles. A banda é referência de fidedignidade aos lendários garotos de Liverpool e seus acordes. No ano passado, conquistou o 2º lugar no Beatles Festival, o maior festival de bandas covers dos Beatles do Brasil. Durante o show, a Mr. Johnny apresenta um repertório abrangente da carreira do quarteto de Liverpool, com mais de 50 músicas de suas várias fases, além de músicas próprias. Vestidos e produzidos a caráter, a Mr. Johnny enfatiza em seu show todas as quatro fases musicais dos Beatles. (Fonte: PMC)

Fundacc abre vagas para nível intermediário do curso de alemão

Caraguatatuba - A Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba em co-produção com o Instituto Goethe e a Deutsch Welle, vem realizando o projeto “Aprendizagem e Convivência como Instrumento para Educação”, com o Curso de alemão ministrado pelo professor José de Souza Rodrigues desde 2003. 
Em junho foi encerrado o nível básico, composto por dois livros, e a Fundacc abre vagas para nível intermediário a partir de agosto. As aulas acontecem as terças e quintas-feiras, às 19h30, no Ceprolin - Centro de Educação Profissional do Litoral Norte. O curso é gratuito. Mais informações nos telefones 3883 3737 ou na Fundacc – Rua Santa Cruz, 396, no centro de Caraguá. (Fonte: PMC)

Pais de crianças do CIEC participam de projeto pioneiro no Brasil
Caraguá tem a primeira Escola de Pais Cidadãos para famílias de crianças abrigadas pela instituição. Esse trabalho é pioneiro no Brasil e tem como objetivo recuperar a autoestima dos participantes por meio de reuniões, atividades e dinâmicas 

Caraguatatuba - O CIEC – Centro Integrado de Educação e Cidadania Ciranda do Crescer “Profª Maria Meira Guimarães”, um abrigo municipal em parceria com a Fundação Orsa, que cuida de crianças em situação de risco pessoal e social, está realizando pela primeira vez o projeto “ Escola de Pais Cidadãos”, envolvendo pais de crianças atendidas pela entidade. 
O 1º encontro, que aconteceu nesta quarta-feira, 30 de junho, foi marcado por muita emoção e reflexão. 
Segundo explicou Ednei Moreira, vice-diretora do CIEC, embora esse projeto já exista em Caraguá e seja desenvolvido pelas escolas, existe um diferencial, “esse é o primeiro projeto para pais de crianças abrigadas do Brasil, e nosso objetivo é justamente incentivar os participantes na mudança de atitudes para que possam ter de volta seus filhos que hoje encontram-se abrigados no CIEC”, explicou.
A proposta de realizar essa Escola de Pais Cidadãos surgiu pela necessidade de conscientizar esses pais, que assim como as crianças abrigadas pelo CIEC também encontram-se em situação de risco social. Embora o Ciranda do Crescer tenha um espaço amplo, arejado, total infra-estrutura e recursos para atender as necessidades das crianças com conforto, tudo que elas mais desejam é voltar para casa.
O abrigo atende hoje desde bebês com poucos dias de vida até crianças de 12 anos, garantindo-lhes a inclusão social em razão de estarem excluídas da convivência sócio-familiar.
Entretanto, o principal objetivo da entidade é resgatar os vínculos familiares e por isso foi iniciada a Escola de Pais, que visa estimular neles a inter-relação e o convívio social, resgatando o respeito à individualidade, a autonomia, a independência, para fortalecer os laços familiares recuperando a autoestima e sensibilizando-os da importância de terem seus filhos de volta.
Participaram da primeira reunião cerca de 30 pais, incluindo casais, que assistiram a uma palestra ministrada pela psicóloga Bernadete Leite, que abordou temas como esperança, e autoestima num diálogo aberto.
Segundo Ednei Barbieri, “o envolvimento desses pais foi muito importante, porque eles estão se motivando para mudar. Temos a certeza que os próximos encontros serão ainda mais proveitosos”, concluiu.
Os “pais cidadãos” participaram de dinâmicas de grupo e trocaram idéias durante a reunião. A Secretária de Educação, Roseli Morilla Baptista dos Santos também esteve presente, juntamente com a Secretária de Assistência Social, Ana Carolina Muri Simões Stringari, que realizaram a abertura da Escola de Pais, que terá reuniões periódicas. “A presença e a participação de vocês neste trabalho é o primeiro passo para que as crianças possam voltar para casa, e esse é o grande desejo de delas e de todos nós”, finalizou Roseli. (Fonte: SME/PMC)

Regularização de pedidos para isenção de imposto termina em agosto

Caraguatatuba - A prefeitura de Caraguatatuba está regularizando os pedidos de isenção do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) referente ao exercício de 2004. O objetivo é avaliar o número de munícipes que não têm condição de pagar o tributo. Segundo a secretária de Assistência Social da prefeitura, Ana Carolina Muri, a idéia é concluir os processos até agosto. Durante este período, as pessoas que solicitaram a isenção não precisam efetuar o pagamento da cobrança. “Para conseguir o benefício é necessário fazer um protocolo na prefeitura, declarando não ter condições de efetuar o pagamento do imposto. Será feita uma análise para constatar as condições de renda familiar da pessoa”. Ana Carolina diz que durante este mês haverá visitas nas residências para verificar os dados dos solicitantes.
A isenção do IPTU tem como base uma lei municipal aprovada em dezembro de 1997. Mas, para não pagar o imposto, o munícipe deve ter uma renda familiar de até três salários mínimos (R$ 780) e imóvel cadastrado em seu nome. Terá direito a 50% de desconto no valor do imposto quem apresentar renda de três a cinco salários mínimos (R$ 1,3 mil). O pedido não será aceito se o interessado não se enquadrar nas exigências da prefeitura. A prefeitura informou que até maio foram concedidas 1.066 isenções e no ano passado, 2.953. O município tem em torno de 72 mil contribuintes. “O imóvel será visitado por um assistente social para a elaboração de um laudo socioeconômico, antes de ser concedida a isenção”, disse a secretária. (Fonte: Correio do Litoral)


Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano
Sailing Shop

Semana Internacional de Vela começa no próximo sábado

Ilhabela- Velejadores, iatistas e apreciadores de esportes náuticos chegam ao município no próximo sábado para participar da 31ª. Semana Internacional de Vela de Ilhabela, considerado o maior evento da América Latina. A competição, que termina no dia 17, reunirá mais de três mil velejadores e um público estimado em cerca de 70 mil pessoas. 
Inserida no calendário oficial da International Sailing Federation (ISAF), órgão máximo da vela mundial, a competição será realizada este ano com reconhecimento internacional. Por conta disso, o número de veleiros estrangeiros que competirão no canal de São Sebastião/Ilhabela deve aumentar significativamente. 
Na última edição participaram mais de 1.400 velejadores e cerca de 200 barcos. Para este ano, a exatos cinco dias para começar, já estão inscritos mais de 160 veleiros na classe oceano. Se o tempo ajudar, os lucros dos comerciantes e hoteleiros também deve aumentar. Em 2003, segundo a assessoria de imprensa da semana de vela, os visitantes deixaram cerca de R$ 7 milhões na região. 
Ainda segundo a assessoria, esta edição trará outra novidade: a semana de monotipos, que acontece simultaneamente às regatas de oceano. Cerca de 3 mil esportistas participam com veleiros de monotipos. Essa regata começa no dia 9 e termina dia 11. O ponto de encontro será a Praça de Vela de Ilhabela, que fica no Pequeá. Já os veleiros de oceano dão início a sua participação no dia seguinte, 10. A largada nessa categoria será a Eldorado – Alcatrazes por Boreste, que é uma regata de longo percurso. Nela, os barcos percorrem uma distância de 50 milhas náuticas, o que equivale a cerca de 90 quilômetros. “Essa é uma regata bem menos técnica e com mais tempo de velejo e menos manobras. Para obter um bom resultado é preciso estudar antes as condições do tempo, direção do vento e o trajeto”, disse o bicampeão da prova, Eduardo Souza Ramos. Outra atração dentro do cronograma de atrações é o 6º Grand Prix, com a participação das classes HPE, Beneteau 40.7, Carabelli 32, Delta 32, ILC 30, ILC 25 e Skipper 21. Integrantes da atual equipe olímpica que vai para Atenas, na Grécia, antes passarão pelo mar da Ilha. Entre eles, Marcelo Faria e Torben Grael - irmão de Lars Grael, competindo pela classe Star.
Vila
Fora da água, o clima da competição também será de festa.Em frente ao píer da Vila será montado o tradicional “Race Village”. Este espaço reunirá atividades para todos os gostos. Exposições de carros, shows, feiras com produtos náuticos e recreação para integrar esportistas, turistas e comunidade local. 
De acordo com a assessoria de imprensa da competição, a integração é válida já que, por conta do evento, a população do arquipélago passa de 30 mil pessoas.
Saiba quem são os campões de todas as classes da semana: 
Em 31 edições, a Semana Internacional de Vela já tem a sua galeria de campeões. Uns famosos outros nem tanto, mas todos com a mesma garra e dedicação ao esporte. Ao todo são dezoito:
IMS CRUISER 600 - Pajero TR4/Daslu Homem 
IMS CRUISER 700 - Never Lands 2 
IMS Racer 600 - San Gregório (Argentina)
IMS Racer 700 - Touché Banco Safra
First 40.7 - Alucinante VI
RGS A - Leila W 
RGS B - Velho Elias
ORC 600 - Toribio de Achaval (Argentina)
ORC 650 - Lucky 
ORC 700 - Easygoing
Bico de Proa A - Atmosphera
Bico de Proa B - Fandango
Bico de Proa C - Asa Thor
Multicasco A - Avanti IV 
Multicasco B - Lascado
Multicasco Especial - Regatta Nêga. (Fonte: Imprensa Livre)

Ilhabela ganha estação de transbordo e inicia obras de recuperação em área do lixão

Ilhabela - A prefeitura de Ilhabela iniciou na última semana o transporte do lixo produzido na cidade, agora encaminhado para a cidade de Tremembé, depois que o prefeito Manoel Marcos (PTB) assinou contrato com a empresa Resitec, no valor de R$ 130 mil.
Com a exportação do lixo, a prefeitura deve iniciar nas próximas semanas, as obras de recuperação da atual área do lixão, localizada na Água Branca. Para isso, foi elaborado projeto de readequação, encerramento e recuperação do vazadouro de Ilhabela, em parceria com o governo do Estado, que prevê a implantação de uma estação de transbordo para resíduos sólidos gerados no município, a criação da área específica e separada para a deposição dos resíduos da construção civil e a criação de um plano de monitoramento da área e paisagismo.
Técnicos da Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento
Ambiental) estiveram em Ilhabela para avaliar as condições para inauguração da estação de transbordo.
“Todas as obras de readequação da área do lixão devem ser concluídas em 180 dias”, explica a diretora de Meio Ambiente, Maria Inês Fazzini Biondi.
Um relatório divulgado pela Cetesb no mês passado, classificou Ilhabela como inadequada em relação à disposição do lixo. Pela análise, Ilhabela obteve nota 3,7. “Já estamos transportando o nosso lixo para outra cidade e elaborando o licenciamento e recuperação da área. A cidade utilizava o lixão há 30 anos”. O prefeito esclareceu que o local recebeu investimentos e estrutura para 17 famílias separarem o material reciclável que corresponde a 70% de todo o lixo. (Fonte: Correio do Litoral)  

Notícias de São Sebastião Topo

Nautica Superchic

Gabriela volta para casa, recebe apoio e faz planos para o futuro

São Sebastião - Gabriela da Silva Campos Pires, de 16 anos, chegou na manhã de ontem à casa de tios, no Bairro da Enseada. A jovem, que teve sua perna direita amputada em razão de atropelamento no dia 30 de abril, se recupera melhor com o carinho de sua família, mas ainda mostra aspecto bem frágil. Ela precisa de cirurgia no joelho da perna direita e está bem mais magra e carente. “Ela não quer ficar longe de mim”, diz sua mãe Marlene, com fisionomia abatida. A jovem começa a se adaptar com a cadeira de rodas que recebeu em doação, um ato de solidariedade de uma assistente social que prefere não ser identificada. A única imagem que recorda antes do acidente na Rodovia dos Tamoios, em São José dos Campos, no dia 30 de abril, é que estava no acostamento em companhia de uma amiga. Trata-se de Flany Cristina de Souza Rodrigues, de 18 anos, também atropelada pela viatura da Polícia Militar. Flany sofreu ferimentos, mas bem menos graves. Ambas também tiveram lesões na cabeça em razão do impacto. 
Elas contam que por volta das 19h30 de sexta-feira, 30 de abril, haviam saído de São Sebastião, onde estavam em passeio, e se dirigiram a São José dos Campos de ônibus. Ambas contam que estavam em companhia de uma outra jovem. Ao descerem do ônibus, na altura da lanchonete Vaca Preta, uma das jovens se dirigiu a um telefone público a fim de pedir a sua mãe para busca-las no local. Flany e Gabriela contam que permaneceram no acostamento conversando, à espera da terceira colega. A partir daí, não se lembram do que aconteceu. O acidente, segundo Boletim de Ocorrência da Polícia Civil, ocorreu às 20h30. No boletim, consta que “as vítimas caminhavam na pista de rolamento da rodovia e que o policial, mesmo freando e desviando, não conseguiu evitar que atingisse as vítimas”. Flany e Gabriela afirmam que não tinham motivos para atravessar a pista.
Gabriela afirma que chegou consciente ao hospital em São José dos Campos, porque conseguiu informar telefone para contato com sua família. “Mas voltei a acordar novamente dez dias depois do acidente”. A jovem permaneceu por 20 dias na UTI do Hospital Municipal Doutor José Florença, onde se submeteu a quatro cirurgias. Foram duas intervenções cirúrgicas para amputação da perna direita. Também precisou de transfusão sanguínea. Gabriela obteve alta terça-feira, 29. Segundo sua família, o hospital liberou a jovem para evitar risco de infecção e para que ela ficasse mais próxima do ambiente familiar. Gabriela precisa concluir o primeiro ano do ensino médio. Ela freqüentava a Escola Maísa Theodoro da Silva, em São Sebastião. Sua mãe e a tia Dalva pensam em conseguir que a jovem possa ter aulas em casa, pelo menos até ela ficar melhor. “Quero ser farmacêutica; gosto de química, preciso de uma prótese porque quero ajudar minha mãe”, diz Gabriela. Ela já havia conseguido bolsa de estudos de uma escola técnica em São José dos Campos. Submeteu-se a prova e foi bem sucedida. “Mas já pedi para adiarem a bolsa para o próximo ano”, ela explica. A jovem, carente de recursos financeiros, tem recebido atos de solidariedade e carinho. Além de visitas, assim como a doação de cadeira de rodas e de banhos, uma professora de inglês se dispôs a ensinar o idioma a ela. “Também temos recebido telefonemas de moradores de Ilhabela querendo ajudar”, diz a tia Dalva.
Um deles é o advogado Fernando Siqueira. Ele doará 50 exemplares de seu livro “Drogas e Liberdade”, para Gabriela. Os recursos com a venda dos livros, R$ 15,00 cada, ficarão para a jovem. Siqueira disse que também está disponível para prestar serviços à Gabriela como advogado, sem qualquer custo, se ela ainda não conta com profissio-nal desta área. “Eu e minha esposa, também advogada, estamos disponíveis”. A mãe de Gabriela, Madalena, afirma que já teria um advogado, mas não tem conseguido contato com ele. Madalena também afirma que um tenente e um sargento da Policia Militar foram à casa de uma tia de Gabriela, onde ela estava na quinta-feira, e colheram informações dela sobre o acidente. “Ela disse que não se lembra”, conta a mãe. Na ocasião, não estava presente o advogado de Gabriela.
Gabriela quer ser atendida pela AACD, uma reconhecida instituição para reabilitação de deficientes físicos, em São Paulo. O diretor da AACD, Antonio Carlos da Silva Bueno, em entrevista ao Imprensa Livre divulgada nesta semana, já declarou que fará o possível para que esta instituição receba Gabriela. No momento, a mãe de Gabriela, que está desempregada, necessita de recursos para reforma de sua casa em condição precária, no Centro de São Sebastião. Ela afirma que gostaria, pelo menos, de instalar o piso para que sua filha possa ser transferida ao Centro. Quem puder ajudar Gabriela e sua mãe pode depositar recursos na conta-poupança 1002034-4, agência 2721 do Bradesco, em nome de Marlene da Silva. Quem quiser fazer contato com a família de Gabriela pode telefonar para (12) 9776-3820, e falar com Dalva ou Jaqueline, esta prima de Gabriela, ou visitar Gabriela, no bairro Enseada. O endereço é Rua Maximiliano, 111, via do Posto de Saúde. (Fonte: Imprensa Livre)

Sebastianenses também estarão na Semana de Vela

São Sebastião - Quatro velejadores sebastianenses, da classe laser, vão representar o município na 31ª edição da Semana Internacional de Vela. 
Eles querem participar da competição para fazer constar o nome do município dentro da semana. “Não podemos ficar como uma cidade que só aparece dando o nome ao canal onde ocorre o evento”, diz Wagner Rateiro, pai do velejador participante Vinícius Perez Rateiro. Ele diz também que a participação do filho, dos colegas Ana Carlota, Luiza Praia e Luca Carranca (foto) já é uma grande vitória.
Da mesma opinião compartilha o instrutor dos alunos, Fernando Freitas. Para ele, a classe laser do município ficou sem representante. “Falta escola para as classes de base”, lamenta. (Fonte: Imprensa Livre

Parceria Público-Privada do Estado pode acelerar processo de ampliação do Porto de São Sebastião

São Sebastião - Se a ampliação do Porto de São Sebastião anda a passos curtos, uma nova esperança de tornar o processo mais dinâmico foi anunciado pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Ele sancionou no último dia 19 de junho, a lei que institui a PPP (Parceria Público-Privada) que permitirá a ampliação da infraestrutura estadual e a prestação de serviços à população. A previsão é que São Paulo possa atrair até R$ 7,5 bilhões de recursos da iniciativa rivada para serem investidos em obras e serviços definidos no PPA (Plano Plurianual) 2004/2007. 
“O Estado terá mais facilidade em firmar parcerias, pois goza da confiança do setor privado. Pela PPP, as empresas executam projetos e são ressarcidas pelo Estado em um prazo máximo de 30 anos. Só há parcerias quando há confiança e São Paulo tem tradição em respeitar contratos”, explica o governador. Além da ampliação da capacidade do Porto de São Sebastião, Alckmin inclui ainda como obras prioritárias, a construção da "Asa Sul do Rodoanel", a construção de penitenciárias e o aumento da coleta de tratamento de esgotos, especialmente no interior. “Não podemos depender exclusivamente de recursos públicos para melhorar a logística do Estado. Precisamos de recursos privados para buscar o desenvolvimento econômico e social”. (Fonte: Correio do Litoral)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Setur Marketing Político e Assessoria de Imprensa

Okdok Paulista é adiado em função do Super Surf

Ubatuba - A antecipação da 4ª fase do Super Surf para os dias 21 a 25 de julho, na praia de Itamambuca, em Ubatuba, fez com que a 2ª etapa do Okdok Paulista de Surf Amador fosse transferida para os dias 31 de julho e 1º de agosto. 
O local continua o mesmo, o Quebra-Mar em Santos, um dos melhores palcos para campeonatos de surfe do País. A competição estadual estava marcada para os dias 24 e 25 e, apesar de reunir atletas que não figuram na elite nacional, os organizadores e patrocinadores entenderam que não haveria sentido em ter dois eventos importantes no litoral paulista no mesmo final de semana.
“São duas competições importantes, que chamam público. Já que os atletas do SuperSurf precisaram dessa alteração para poderem disputar o WQS no Japão, decidimos apoiar, alterando o nosso evento. Assim, os atletas da nova geração e técnicos podem acompanhar o Super Surf em Ubatuba. Temos de pensar no melhor para o surfe sempre”, ressalta Silvio da Silva, o Silvério, presidente da Federação Paulista de Surf.
Estarão em disputa quatro categorias, a open, a master (acima de 35 anos), a feminino e a longboard (pranchões). 
A expectativa é repetir o sucesso da etapa inicial, realizada na praia de Maresias, em São Sebastião, que além de um alto nível técnico, contou com ondas gigantes, com mais de 3 metros, proporcionadas por um ciclone tropical. Além da nova geração, os destaques ficaram para os veteranos Almir Salazar, de Santos, e Ricardo Toledo, de Ubatuba. (Fonte: Imprensa Livre)

Desconto na folha de pagamento dos servidores ajuda Santa Casa

Ubatuba - Para amenizar a crise financeira da Santa Casa de Ubatuba, os vereadores do município aprovaram um projeto de lei autorizando o desconto de uma quantia mensal na folha de pagamento dos servidores. A proposta de autoria do parlamentar Ricardo Barbosa (PFL) foi aceita por unanimidade no final do mês. Segundo o projeto, o valor será destinado à manutenção da Santa Casa. O hospital é o único da cidade e atende em torno de 11 mil pessoas por mês. A crise financeira da instituição tem-se agravado nos últimos meses. Em maio, a falta de recursos para a compra de medicamentos suspendeu temporariamente a realização de cirurgias eletivas (marcadas com antecedências). Além dos órgãos públicos, várias entidades do município estão se mobilizando para ajudar o hospital. “A idéia é colaborar com a Santa Casa neste momento de dificuldade. Como não é uma doação obrigatória, o próprio servidor vai estipular o valor a ser descontado todos os meses na folha de pagamento”. Barbosa afirmou que a lei também prevê o desconto do recurso dos salários dos agentes políticos. “Os vereadores e o prefeito poderão colaborar. A arrecadação não será suficiente para cobrir todas as despesas do hospital, mas alguns setores serão beneficiados”. O parlamentar ressaltou que o prefeito Paulo Ramos de Oliveira (PFL), deve sancionar a lei, que já está sendo analisada pelo jurídico da Casa. Caso ocorra a aprovação pelo Executivo, o projeto será publicado e deverá entrar em vigor até agosto. “Como é uma doação voluntária, acredito na aceitação do prefeito”, disse Barbosa. As Câmaras do Litoral Norte vão alterar o funcionamento durante este mês, em função do recesso dos vereadores. Em Ubatuba, o expediente será reduzido para o período das 13h às 18h. O atendimento do Legislativo de Ilhabela será das 12h às 18h e em São Sebastião, das 8h às 13h. Em Caraguá, a Casa ficará fechada durante todo o mês. As sessões
ordinárias semanais dos Legislativos retornarão somente a partir do dia 2 de agosto, junto com o atendimento ao público. (Fonte: Correio do Litoral)


Ação Litoral

Crônica Topo

Ventos e tempestades.

Nos últimos dias Saddam Hussein voltou às primeiras páginas dos jornais. Nas fotos do julgamento ele apareceu bem vestido e barbeado, contrastando com a aparência andrajosa das fotografias feitas logo após sua prisão. 
Saddam continua o mesmo de sempre, mantém o olhar duro e determinado, mesmo em condições de inferioridade tática. Vai usar no julgamento, toda a experiência adquirida em anos de luta para se manter no poder. 
O mundo está de olho, os Estados Unidos especialmente. Cada palavra proferida na corte terá repercussão no processo eleitoral americano. 
Mais uma vez está sendo configurado um quadro no qual Bush, “O Trapalhão”, planejando obter alhos vai acabar levando bugalhos. Se deixarem Saddam falar ele vai conduzir o espetáculo de forma a complicar a reeleição de Bush. Se censurarem, as coisas ficarão piores. 
Bin Laden, o inimigo número um, interessou momentaneamente aos americanos que queriam ver o circo pegar fogo quando a União Soviética invadiu o Afeganistão. Para lutar contra o inimigo de hoje nos aliamos ao inimigo de amanhã e amanhã teremos dois inimigos. É o lema dos Estados Unidos. 
A diplomacia americana só enxerga duas cores num universo de duzentas e cinqüenta e seis. Como resultado coleciona fracassos e mais fracassos além de fomentar o ódio universal contra os Estados Unidos, coisa que os idiotas da objetividade creditam à inveja. 
Apoiar o partido ultra-radical Taliban, no Afeganistão, foi equivalente a semear ventos. Assim age a CIA na região, desde a deposição de Mossadegh no Irã. Derruba-se uma democracia e coloca-se no lugar uma ditadura. Aconteceu no Irã e também em outras partes do mundo, no Brasil, no Chile, na Argentina, etc. Na hora da colheita surgem as tempestades, não poderia ser diferente. A criatura volta-se contra o criador. 
Uma nova operação é montada então. Cabe a ela convencer a opinião pública que não existem rodas quadradas. Ao custo de milhões de dólares. 
O Taliban e Bin Laden receberam apoio substancial dos norte-americanos, além de ter sido da semeadura de Tio Sam que brotou a erva daninha chamada Saddam Hussein. 
O apoio ao ditador iraquiano foi tão forte que chegou a abalar a aliança com Israel. Em 1981 caças israelenses destruíram instalações nucleares iraquianas, numa operação militar das mais audaciosas. A água quase entornou. Israel primeiro atacou, depois contou aos americanos. 
O Mossad, serviço secreto israelense, tinha receio de que Saddam pudesse ser informado da operação. A flagrante desconfiança mostrou que apesar de aliados, os israelenses desconfiavam dos americanos.
Houve ainda um programa iraquiano de construção de um supercanhão, com capacidade de lançar projéteis sobre Teerã e Telaviv.
O projetista Gerald Bull foi morto a tiros, até hoje não se sabe quem foram os autores dos disparos. 
O projeto foi abortado pelo Mossad que pôs a boca no mundo e impediu o envio de peças vitais que estavam sendo fabricadas na Inglaterra, eterna aliada dos EUA. Com medo do escândalo, o gabinete Tatcher roeu a corda. Os embarques não aconteceram. 
O programa era financiado por bancos do estado do Texas. Na verdade eles apenas repassavam ao Iraque dinheiro do governo americano. 
É a lógica do absurdo, dar dinheiro para um aliado construir armas que poderiam colocar em perigo outro aliado. Até hoje o assunto não foi esclarecido nos Estados Unidos. A operação secreta e ilegal envolveu mais de trezentos milhões de dólares. 
O pior é que apesar dos fracassos, ventos continuam sendo semeados. Tudo pelo petróleo que em breve vai acabar. Isso talvez importe pouco. Se os americanos continuarem ignorando o resto do mundo e emitindo gases poluentes sem controle, existe a possibilidade do homem desaparecer antes.

Sidney Borges
www.lojasmurray.blogger.com.br/index.html

Artigo Topo

ELEIÇÕES MUNICIPAIS - III
Irineu Nalin

Como vimos no Artigo anterior as principais fontes de financiamento dos municípios provém dos impostos cobrados diretamente por eles ou pelo Governo do Estado e da União e, que por dispositivos Constitucionais são repassados através do que ficou conhecido como mecanismo de transferências.
Examinando esse segmento da receita, constatamos nesses municípios, como pode ser visto na Figura abaixo, uma profunda alteração no volume de recursos, principalmente em função do repasse do ICMS, que atribui, no modelo que estabelece o índice de participação, maior peso ao valor adicionado(*1). No caso das transferências federais, através do FPM, que leva em consideração principalmente o peso populacional, verificamos proporcionalidade nessa distribuição, segundo o porte de cada município.

Os recursos dessas transferências são advindos principalmente da tributação indireta, como é o caso do ICMS e IPI que o consumidor paga e que está embutido no preço das mercadorias e alguns serviços, como energia elétrica, telefone, etc.
Além da população brasileira sofrer as sérias conseqüências da conjuntura atual, encontra-se penalizada com excessiva carga tributária(*2) e, como os municípios turísticos contam com grande parcela de imóveis de veraneio de proprietários não residentes e sem domicilio eleitoral local, tem sido utilizada como pratica manter a planta de valores atualizada, buscando mais receita do IPTU. 
O que pode ser considerado salutar do lado da política de finanças públicas, de outro, acaba gerando alto índice de inadimplência, que compromete o fluxo dessa receita e acaba indo para a cobrança na dívida ativa e sucessivas anistias.
Mas, o que o eleitor desses municípios deve discutir mais amplamente com os candidatos é a questão da carga tributária que afeta a renda da população, com o compromisso de levar isso adiante na hierarquia partidária para torná-la menos regressiva e, de utilizar a política tributária municipal não só como objetivo de arrecadação mas, principalmente como um importante instrumento de planejamento da cidade e não simplesmente como tem sido, através de manipulações da planta genérica de valores, visando exclusivamente beneficiar espaços ligados aos interesses do grupo no poder ou de seus redutos eleitorais.

­­­­­­­­­---------------------
(*1) - Para entender melhor essa questão ver em Artigos Anteriores: "O Choro dos Prefeitos"
(*2) - Idem: "A derrama voltou"

Irineu Nalin
Ir. 02/07/04
Consulte artigos anteriores

Carta do leitor Topo

Santa Casa - Fomos, eu e minha mulher, a convite do vereador Charles Medeiros, via Litoral Virtual, à uma reunião na Câmara, para tentar soluções para superar a crise da Santa Casa. 
Presentes a grande maioria dos que levaram a Santa Casa a esta situação.
Ausente da reunião o vereador Charles Medeiros.
Ausente qualquer proposta que contivesse a mínima chance de ajudar a Santa Casa. 
Impressão minha de que os responsáveis pelo descalabro da SC queiram associar pessoas de boa índole, a título de cortina de fumaça, e que de boa fé se acumpliciem às 'explicações' inconseqüentes e de sempre para a tentativa de 'explicar' o inexplicável, ou seja, os absurdos de todos os tipos cometidos e que levaram ao estado de descalabro do único hospital de Ubatuba.
POR MAIS QUE SUGIRAM QUE QUALQUER SANTA CASA SEJA INVIÁVEL, É DE LEMBRAR SER O ÚNICO HOSPITAL DA CIDADE E QUE TAL É UM TRUNFO, QUE BEM GERIDO, FRUTIFICARIA.
Sei de experiência própria.
Ao nosso ver, a única tentativa de tentar, ainda, salvar a Santa Casa, seria: 
A - Constituição de CPI municipal, amparada em auditoria prévia feita por firma competente e independente, com a máxima rapidez possível, com o afastamento imediato de toda a atual provedoria, com a constituição de uma Provedoria emergencial, profissional e remunerada, nomeada pelo Ministério Público, de preferência enxuta ( por exemplo, de três membros ).
B - Por esta auditoria, ou posteriormente a ela, levantamento de todos os negócios municipais da Saúde que criaram simbiose de competências da Santa Casa e da Prefeitura, associações indevidas e prejudiciais à SC, ao longo destas última três administrações municipais.
C - Apuração e eventual indiciação de todos os responsáveis por atos e fatos ilegais e prejudiciais ao andamento e patrimônio da Santa Casa, especialmente daqueles a quem cumpria defender e gerir legalmente, por dever de ofício e cargo, os interesses da Misericórdia. Alguns destes atos já foram denunciados, documentadamente, ao MP de Ubatuba. Outros se encontram noticiados em atas do COMUS, à época em que meu casal ou eu, individualmente, integramos referido conselho. 
É de lembrar, no mínimo, que a Santa Casa é o único desaguadouro de nossos inevitáveis e aleatórios infortúnios físicos: tudo o que veio sendo perpetrado ao longo destes anos para chegar a este estado de coisas significa cuspir para cima, tendo a população indefesa e necessitada como alvo deste saliva destrutiva.

Roberto de Maede Costa Leite
r-mamede@uol.com.br


Violência - Minha casa foi usada como passagem dos estupradores em um dos casos de Juquehy. Ao saírem mexeram na porta de casa ainda na tentativa de dar continuidade aos delitos. Pude, então, sentir de perto a violência vivida pelos jovens atingidos. 
Na última sexta-feira presenciei mais uma violência, com as palavras de um tal de diretor do DEINTER. Aliás, não só eu, mas os mais de 250 participantes da reunião do Conseg. Ouvir do diretor do DEINTER que o estupro é um crime menor, que a polícia estava efetivamente atrás dos ladrões e não dos estupradores é inadmissível!!! Esta frase é tão brutal quanto o próprio estupro. De certo, nenhuma mulher da família deste cidadão que ocupa cargo de "certa" importância na polícia, nunca foi violentada. Vivenciamos a falta de respeito e de consideração com todos os participantes, que demonstraram em seguidos depoimentos a indignação com o abandono que vivemos. E ainda mais: agride verbalmente Regina Helena, que tem história no município, é respeitada e ouvida. Numa matemática infantil afirma que o contingente de Campos Jordão, dito por ela, era mentira. Que a verdade é que a conta deve ser feita da seguinte forma: 40 polícias durante 30 dias, isto significa 1.200. A demonstração de um poder obscuro e duvidoso deste indivíduo fez com que eu me sentisse tão ofendida e desrespeitada como nunca em toda a minha vida. Concordo com as palavras da ex-presidente do CONSEG "Desta polícia não podemos esperar nada". 

Marianita Bueno 
Via e-mail

Olá amigos - Fizemos reunião do CONSEG em Juquehy na última 6a feira e vejam de que forma a comunidade foi tratada pelo Delegado diretor do DEINTER. A descrição dos fatos está contida em carta abaixo que estou enviando hoje ao Imprensa Livre. 
Iremos, agora, a instâncias maiores. 
Abraços

Regina Helena de Paiva Ramos
1a secretária

Sutileza de elefante - O delegado diretor do DEINTER, que tem sede em São José dos Campos e é o responsável por todo o nosso litoral, compareceu a uma reunião do CONSEG do 2o. DP , em Juquehy, São Sebastião, por solicitação da Sociedade Amigos do Juquehy - SAMJU, dado que a situação de falta de segurança no bairro vem atingindo pontos intoleráveis. Há três meses uma série de roubos seguidos de estupros têm aterrorizado o bairro e sabe-se que os poucos PMs e a falta de uma Delegacia de Polícia Civil que funcione 24 horas é que tem propiciado esse estado de coisas. Felizmente a quadrilha que estuprava parece que foi desbaratada, depois de três meses barbarizando, com a prisão de um dos indivíduos, por policiais do DISE e do 2o. DP. 
A reunião teve início às 19 horas com cerca de 300 pessoas presentes (236 assinaram o livro de presença, fora os que não puderam entrar no recinto por falta de lugares) e as queixas se desenrolaram - algumas em termos duros, sim, como era de esperar - e quando foi a vez do delegado diretor do DEINTER se pronunciar ele o fez com a sutileza de um elefante em loja de louças. Ofendeu uma das vítimas, dizendo que ela não precisava "arrotar" ser filho de desembargador e de ter bons contatos no Estado; chamou a presidente da Federação Pró Costa Atlântica - esta que vos escreve - de demagôga por estar querendo paralizar a Rio/Santos em protesto pela falta de atenção das autoridades; acusou a SAMJU de "jogar na cara" da Polícia os auxílios e as parcerias que sempre fez, dizendo que isso se chama "solidariedade" como se todos nós, adultos, cidadãos, vacinados, eleitores, praticantes de cidadania e vigilantes em matéria de civismo não soubessemos!) e - por cúmulo, defendeu uma tese esdrúxula dizendo que o cidadão que estupra não o faz por ser um tarado, mas por que primeiro rouba e depois estupra para constranger a vítima - que geralmente não tem coragem de dar queixa - e esconder o "crime maior", que seria o roubo. Nessa hora o delegado do DEINTER ouviu da comunidade a maior vaia que ele certamente levou na sua vida - deve ter levado outras! Quer dizer, ele e Paulo Maluf estão "alí", taco a taco: Maluf é o autor da célebre frase "estupra, mas não mata" e este inovou dizendo que o roubo é o crime maior, o estupro é para esconder o crime maior. Trocando em miúdos: roubo é grave, estupro, não.
O que a comunidade esperava ouvir do delegado do DEINTER eram as soluções para o seu desespero. Ninguém estava ali para levar pito nem para ouvir desaforos de uma autoridade que se mostrou prepotente, dona da verdade e nada interessada em ouvir as aflições de quem - como ele mesmo reconheceu - paga o seu salário. Lamentável! Foi por isso que Eder Castanho, ex presidente do CONSEG e ativista comunitária das mais eficientes se pronunciou dizendo que "estava visto que das autoridades ali presentes não se poderia esperar mais nada". 
A louça toda já estava esfrangalhada, espalhada por todos os cantos da sala de reuniões... Em matéria de sutileza nunca vi nada mais refinado!
Quer dizer, senhores leitores do Litoral Virtual, que se espalham por Ubatuba, Caraguá, São Sebastião e Ilhabela: estamos bem arranjados!. Além de desprotegidos, com efetivo diminuto, falta de delegacias, falta de viaturas, temos um delegado que não aceita críticas, não gosta de ouvir reclamos e parte para a ofensa quando a Polícia é criticada. E agora?

Regina Helena de Paiva Ramos
1a. secretária - Federação Pró Costa Atlântica

Telefonia Celular - Em face da atualidade do tema e das controvérsias por ele geradas (além das radiações), gostaria que esse conceituado e democrático espaço publicasse o conteúdo da mensagem eletrônica abaixo, que me foi enviada pela ABRADECEL (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DOS MORADORES E USUÁRIOS INTRANQÜILOS COM EQUIPAMENTOS DE TELECOMUNICAÇÃO CELULAR).
Grato.

Thomas De Carle
Ubatuba, SP



Notícias sobre Meio Ambiente e Atividades da 
Associação Brasileira de Defesa dos Moradores e Usuários Intranquilos 
com Equipamentos de Telecomunicações Celular 
Ano IV nº /julho de 2004 
Curitiba - 01/07/2004 - 01h34 

Portaria proíbe antenas de celulares em bairros residenciais

Torres de telefonia celular não poderão mais ser instaladas ou continuar a funcionar em diversas regiões de Curitiba, sobretudo nas zonas residenciais. A determinação é da Portaria Municipal 68/2004, em vigor desde maio, que restringe os locais onde esse tipo de equipamento pode ser colocado. Antenas instaladas em locais proibidos terão de ser retiradas dentro de no máximo um ano, diz Hermes Peyerl, coordenador técnico da Comissão de Segurança em Edificações e Imóveis (Cosedi), órgão vinculado à prefeitura de Curitiba.
A autorização para o funcionamento desses equipamentos, concedida pelo município, é de apenas 12 meses. Os pedidos de renovação da licença não serão aceitos se as torres estiverem instaladas em uma zona não-autorizada, afirma Peyerl. Com base na portaria, a prefeitura inclusive já determinou, na última segunda-feira, a desativação e o desmonte, em cinco dias, de uma antena de celular localizada no bairro São Lourenço. Caso descumpra a ordem, o proprietário do terreno onde está instalada a antena será multado em R$ 525.

Leia matéria completa no site da Gazeta do Povo

Fernando Martins
Gazeta do Povo

Os cidadão de Curitiba têm a sorte de não ter à frente da PM um prefeito e uma "bancada de sustentação de trazeiro" alugados pelas operadoras, a quem permitem tudo. Temos 10.000 ERBs entre fixas, celulares, truncking, entroncamentos, etc em São Paulo. Multiplique pelo número de pessoas p da vida da área de entorno e veremos a diferença ao fim da campánha eleitoral.

Coligações Perigosas


Fotomontagem enviada por Carlos Rizzo

Foto do Dia Topo

Ubatuba

Ruínas da Lagoinha

Ruínas da Lagoinha
©Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia
 

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi
Editora Assistente: Jullyany Roberta Cruz


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor