Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 16 de agosto de 2004 - Nº 1098 Edições Anteriores
Barra da Lagoa Portal da Palmeira Disk Denúncia

Região
Construção de CDP passa a depender das prefeituras
Alunos de São Sebastião serão representantes do Litoral Norte em próxima etapa dos Festivais

Caraguatatuba
Molusco vedete de restaurantes passa a ser cultivado em Caraguá
Brasil cria normas para mariscos
Caraguá tem melhor local para mariscos
Caraguá inaugura Centro de Apoio às Famílias Carentes

Ilhabela
Saci promove debate entre candidatos de Ilhabela

São Sebastião
Polícia vai encaminhar inquérito contra Sindserv ao MP

Ubatuba
Candidatos a prefeito no Deolindo em Ubatuba
Com verba insuficiente, médicos da Santa Casa aderem à greve
Ubatuba sedia etapa de TriPaulista

Seções
Ubatuba Viva
Carta do Leitor
Foto do Dia

Notícias da Região Topo

Construção de CDP passa a depender das prefeituras

Litoral Norte - Após a interdição das cadeias públicas de São Sebastião e Caraguatatuba, o governo do Estado anunciou esta semana que a instalação de um CDP (Centro de Detenção Provisório) no Litoral Norte depende das prefeituras da região.
Ao ser questionada pelo CORREIO DO LITORAL sobre a construção do CDP, a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado informou, por meio da assessoria de imprensa, que há um projeto para a construção de um centro no litoral, mas as prefeituras devem ceder o terreno. 
Segundo a Secretaria, com a área, o governo do Estado poderá arrumar recursos para a instalação da unidade. A idéia é construir um CDP com 768 vagas, sete vezes mais que a capacidade das duas cadeias. A dica da Secretaria é para que o terreno seja localizado em uma área fora da parte urbana, para não criar desavenças com a população dos municípios por causa da polêmica em torno do o assunto.
A idéia de instalar um centro na região criou uma nova expectativa entre as autoridades como o prefeito de Caraguá, Antônio Carlos da Silva (PSDB), que disse ser favorável à instalação de um CDP no litoral, mas acha que o próprio governo estadual deveria desapropriar uma área para a construção.
“A prefeitura fica em uma situação complicada em ter de ceder o terreno, pois a instalação do centro é um assunto polêmico”.
Antônio Carlos ressaltou que o governo deveria escolher primeiro a cidade que abrigará a unidade. “Hoje, a prefeitura não tem um lugar disponível para ceder ao Estado. Também ainda não foi discutido onde seria instalado o CDP, mas aceitaria caso Caraguá fosse a cidade escolhida. A atual cadeia é inadequada, uma bomba relógio”.
Já o prefeito de Ilhabela, Manoel Marcos (PTB), disse ser favorável à construção de um CDP, desde que não seja no arquipélago. “A cidade não tem espaço físico e aqui, mais do que nas outras cidades, afetaria muito o turismo. Em reuniões com o governador, os prefeitos perceberam a necessidade e até haviam definido que o CDP ficaria em Caraguatatuba ou São Sebastião”. 
Para a secretária de Turismo e Cultura de São Sebastião, Ana Alexandrina Cardim, a discussão deve ser ampla, de preferência após as eleições.
“Precisamos de um levantamento minucioso do impacto dessa construção. É um problema social que temos de resolver, mas de preferência após as eleições, para que não haja ônus nem bônus para alguém”.
O prefeito de São Sebastião, Paulo Julião (PSDB), foi procurado durante toda a semana pela reportagem, mas não retornou as ligações do CORREIO DO LITORAL para comentar o assunto, até o fechamento da edição.
Polícia - A instalação da unidade agrada à cúpula da Polícia Civil na região. Segundo o delegado seccional do Litoral Norte, João Barbosa Filho, as cadeias foram construídas há mais de 30 anos e hoje não comportam a quantidade de presos.
“A região tem em torno de 1, 2 mil presos, alguns ficam em Taubaté. Um centro de detenção iria acabar com o problema da superlotação”.
Ele disse que as transferências de presos têm um custo elevado e o efetivo também é prejudicado, pois os policiais têm de atuar nas escoltas, em lugar de trabalhaar nas investigações dos crimes. 
“Por causa do excesso de presos, foram gastos em torno de R$ 500 em uma transferência, pois os detentos foram levados para uma cidade no Estado que fica a 100 quilômetros da divisa com o Mato Grosso”.
Outro benefício, segundo o delegado, é que a região recebe após a instalação do CDP, mais uma companhia de polícia e 100 homens, além da geração de empregos.
Entidades - A instalação de um CDP na região é tratada com cautela pelos representantes de entidades da região. Já a diretora da Federação Pró-Costa Atlântica, Regina Helena de Paiva Ramos, disse ser contra a construção do centro. “Nossa vocação não é essa. Vivemos do turismo e a construção de um CDP vai matar nossa galinha dos ovos de ouro. Um centro na região atrai mais gente, família de bandidos e drogas”.
Regina Helena acredita que a solução em curto prazo é a construção de cadeias novas, ou até mesmo, ampliação. “E que cada cidade tenha uma cadeia, para evitar, por exemplo, que a de São Sebastião abrigue presos de Ubatuba”.
Segundo o presidente da ACISS (Associação Comercial e Industrial de São Sebastião), Fábio José Aranha, a questão turística pode ser afetada, mas na atual conjuntura, a instalação de um CDP regional é um mal necessário.
“As cadeias estão a ponto de explodir. Lógico que a construção de uma unidade vai desvalorizar áreas, mas do jeito que está não pode continuar”. Em Caraguá, o presidente da Associação Comercial não retornou as ligações, até o fechamento desta edição.
Interdição - A Polícia Civil vai recorrer da decisão da Justiça que solicitou a interdição da cadeia pública de São Sebastião, nesta semana. O Ministério Público moveu uma ação civil pública impedindo o recebimento de presos de outras cidades e solicitou a transferência de mais de 100 detentos, em função da superlotação. A cadeia de Caraguatatuba também está interditada, por ordem judicial, há quase dez dias. “A procuradoria da polícia vai entrar com recurso para tentar reverter essa situação”, disse o delegado seccional.
O juiz de São Sebastião, Fernando Henrique Pinto, alegou na liminar que a interdição é necessária, pois a cadeia está com 'excesso de presos, problemas de segurança, localizada no meio da população urbana e tem condições inadequadas de habitação humana'.
Em São Sebastião, a cadeia deverá ter no máximo 90 presos, pois a capacidade é de 60 pessoas. Nesta semana, a média era de 201 detentos, 100 deles da cidade de Ubatuba. Pelo menos 111 presos devem ser transferidos, incluindo aqueles com condenação definitiva, que devem ser levados para as penitenciárias.
“Está proibido o recebimento de detentos de outras cidades, exceto Ilhabela, que faz parte da comarca. Hoje, em torno de 100 presos são de Ubatuba e a solução seria uma transferência para Taubaté”, disse Barbosa Filho. 
A penalidade ao desrespeito à determinação judicial é uma multa diária de R$ 50 mil. O delegado disse que após a determinação da Justiça, todas as cadeias do litoral estão interditadas. 
“A multa de R$ 50 mil determinada pela Justiça, caso desrespeitemos a ordem de não receber presos, é igual ao valor de uma área onde poderia ser instalado o CDP”.
Em nota oficial, o presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Subsecção São Sebastião/Ilhabela, Luiz Tadeu de Oliveira Prado, ressaltou que a interdição garante a segurança dos moradores da região.
Em Caraguá, a situação é mais crítica, pois os 119 presos terão de ser transferidos. Na cidade, a interdição foi determinada pela juíza Regiane dos Santos.
“A juíza (Regiane) alegou que o prédio não tem condições de abrigar os presos. A cadeia tem capacidade para 48 pessoas”, disse o delegado, que alegou ainda não ter recebido oficialmente a notificação, e por isso não solicitou o recurso.
A Secretaria de Segurança Pública do Estado informou que as vagas para as transferências dos presos de São Sebastião já foram solicitadas e que aguarda apenas a liberação. Sobre a cadeia de Caraguá, a Secretaria não tinha recebido oficialmente o comunicado da interdição, até o fechamento da reportagem. (Fonte: Correio do Litoral)

Alunos de São Sebastião serão representantes do Litoral Norte em próxima etapa dos Festivais

Litoral Norte - O grupo teatro “Faz Arte”, da escola estadual Maísa Theodoro da Silva, irá representar o Litoral Norte na próxima fase dos Festivais, na categoria teatro.
Esse resultado saiu após a seleção realizada nesta semana no Teatro Municipal de São Sebastião e contou com a partição de estudantes de Caraguatatuba e São Sebastião. Agora, o grupo irá concorrer em Pindamonhangaba, com um representante de cada Diretoria de Ensino do Vale do Paraíba. Dessa fase sairá um vencedor que irá disputar a fase estadual por pólo. Durante a eliminatória, que é realizada pela Secretaria de Estado da Educação, participaram alunos da E.E. Josepha de Sant’anna Neves, Maísa Theodoro da Silva, Maria José da Penha Frúgoli, Maria Éster das Neves Dutra Damásio. O grupo vencedor apresentou a “Crônica do Punk” e agradou não só aos jurados, mas também ao público que acompanhou a peça. Eles foram julgados por Adibailson Cuba, ator profissional e professor da Fundacc; Geraldo Donizete Santos Nascimento, diretor, ator profissional e fundador do grupo ETA e por Sandra Regina Pontes Cavalhaes, professora de Língua Portuguesa.
Para o professor Edson Santos Silva, ATP (Assistente técnico pedagógico) de Artes da Diretoria de Ensino, os festivais de música, dança e teatro são formas de expressão, emoções e idéias que são viabilizadas por meio do Programa Escola da Família, que tem a colaboração de professores e voluntários. “No final de cada categoria pudemos ver concretizado o objetivo e o trabalho realizado durante a semana e nos finais de semana”, comenta Edson. O dirigente de ensino, Laércio Albarici, comenta que os Festivais acontecem em todo o estado, envolvendo cerca de seis mil escolas. Ele diz que a secretaria de Estado da educação convida as diretorias, que podem optar por qual modalidade pretendem concorrer. No Litoral Norte, apesar de não ter acontecido a adesão de todas as unidades escolares, a participação foi grande e maior do que no ano passado. Para descentralizar a realização do concurso de Caraguatatuba, cidade sede da diretoria, foram escolhidos outros espaços nas cidades do litoral, como foi o caso do Teatro de São Sebastião. O dirigente comenta que um dos pontos mais importantes desse festival é o fato de unir os alunos num mesmo objetivo. “Durante o processo de ensaios há uma ligação entre os estudantes, que se tornam mais integrados”. Para viabilizar a realização das apresentações, houve a participação ativa do Programa Escola da Família, que conta com o trabalho dos voluntários que fazem os ensaios. Além disso, os estudantes puderam ensaiar aos finais de semana. 
No período próximo às apresentações, eles também tiveram a possibilidade de ensaiar no horário das aulas. “A idéia é enriquecer o aluno culturalmente, mostrar coisas que ficam difíceis de serem realizadas em sala de aula”, conta Albarici.
A região tem conquistado bons resultados com isso. No ano passado, uma escola de Caraguatatuba ficou em 7º lugar na classificação geral de todo estado na categoria dança ; na música, obtiveram a 3ª colocação.
O grupo vencedor - De acordo com Elisete Biotto Monteiro, diretora da escola Maísa Theodoro da Silva, os alunos já estavam ensaiando a peça há algum tempo. Ela conta que eles montaram a apresentação inicialmente para participarem da Gincana da Cidadania, mas o resultado desde então foi tão satisfatório, que foram convidados para se apresentar num encontro na Ilha Morena. Até esse momento a peça tinha 20 minutos de duração. Com a abertura das inscrições para os Festivais, o grupo resolveu participar, mas como eram da categoria adulta, precisavam alterar o roteiro para que tivesse pelo menos 40 minutos. Foi o que aconteceu, mas para isso os alunos procuraram se integrar com outros alunos da escola, que tinham trabalho com dança, para poder inserir performances na apresentação. Após tudo acertado, os ensaios aconteceram por aproximadamente 20 dias até o dia da apresentação. “Eles estavam tão integrados e se empenharam para mostrar o trabalho, que foram aplaudidos de pé”, comemora a diretora. Ela comenta que vários dos alunos que compõem o espetáculo participam do Programa Escola da Família como voluntários na área de teatro e contam com a orientação da educadora profissional Patrícia Cliquet Luciano. Além de ser considerada a melhor peça, o grupo da escola Maísa recebeu outros prêmios, como o de melhor ator, com Caio Rocha D’Aguilar, melhor maquiagem e sonoplastia. A escola Josepha ganhou prêmios como melhor atriz, com Gabriela Maia da Costa e melhor direção. Já a escola Frúgoli levou os prêmios de melhor ator e atriz coadjuvante e melhor figurino. Agora, com a vitória dessa fase, o grupo “Faz Arte” já estão ensaiando para a participação da próxima etapa, que acontece no próximo mês. (Fonte: Imprensa Livre

 

Notícias de Caraguatatuba Topo

Caraguatudo O Guaruçá Anuncie Aqui

Molusco vedete de restaurantes passa a ser cultivado em Caraguá
Sementes de Vieira serão trazidas de Angra; pescadores apostam na rentabilidade

Caraguatatuba - Um grupo de pescadores artesanais da praia de Massaguaçu, em Caraguatatuba, inicia nos próximos dias o primeiro cultivo de Coquille Saint Jacques, popularmente conhecido como Vieira, no Litoral Norte.
O Coquille Saint Jacques é um molusco bivalvi (com duas conchas) que virou coqueluche de restaurantes sofisticados em todo o país.
O primeiro cultivo de Coquille será feito na praia da Cocanha, numa área conhecida como ilhote da Cocanha, onde existe uma "fazenda" de marisco. O local foi escolhido por ter águas calmas e despoluídas. O cultivo será orientado pelo oceanógrafo Júlio César de Avelar, de 44 anos, um dos mais renomados especialistas na área.
Segundo ele, o Coquille é mais conhecido como "a concha usada na propaganda da Shell". O molusco é encontrado em fundos rochosos nas praias do Sul e Sudeste, em pequenas quantidades e profundidades que variam de 15 a 30 metros. O cultivo será para produção comercial.
Segundo o pescador Emerson França, de 32 anos, que vai participar do cultivo de Coquille, a venda do molusco, apesar de exigir mais trabalho é muito mais rentável para o pescador.
Há doze anos cultivando marisco na praia da Cocanha, França, afirmou que o Coquille não é encontrado no Litoral Norte e chega à região trazido de outros pontos do país. "Vou manter a fazenda de marisco, mas espero lucrar mais com o Coquille."
Um quilo de marisco é comercializado pelos pescadores a R$ 4, enquanto a dúzia de Coquille chega a custar R$ 30. França e seus irmão serão os responsáveis pelo primeiro cultivo na região.
Atualmente, 17 famílias vivem do cultivo de marisco em Caraguá.
Semnetes - O oceanógrafo Avelar afirmou que sementes do molusco produzidas em um laboratório de Angra dos Reis serão trazidas para Caraguá. "Existem 16 espécies de Coquille, vamos cultivar a Nodpectem Nodosus, que pode atingir até 15 centímetros", disse.
Avelar coordena a maior fazenda de Coquille do Brasil, na Praia do Mero, na Ilha Grande (Angra dos Reis).
Segundo ele, as sementes são colocadas em lanternas chinezas (gaiolas) para se desenvolverem. Há cada mês, é feito o manejo das conchas e a troca de gaiolas para que o molusco atinga melhor tamanho. Para ter o tamanho ideal para venda são necessários de 8 a 10 meses no mar.
Avelar disse acreditar que o cultivo do Coquille será uma ótima opção para os pescadores artesanais do Litoral Norte, principalmente no período do defeso (quando a pesca fica proibida pelo Ibama).
O oceanógrafo foi pioneiro na implantação do cultivo do marisco no Litoral Norte. Em 1990, participou do projeto Martim Pescador, do governo do Estado, com recursos de entidade ligada à ONU (Organização das Nações Unidas).
(Fonte: ValeParaibano

Brasil cria normas para mariscos

Caraguatatuba - Um grupo de técnicos do Ministério da Agricultura, ligado ao Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal, visitou na semana passada a "fazenda" de marisco da Cocanha, em Caraguá. Os técnicos preparam normas para subsidiar decreto presidencial que irá instituir o Programa Nacional de Controle Higiênico Sanitário de Molusco Bivalvi.
Segundo Célio Faulhaber, assessor técnico da Divisão de Inspeção de Pescado do Ministério da Agricultura, o programa pretende normatizar o cultivo e manejo de marisco e ostra, para garantir melhor qualidade dos moluscos, evitando casos de intoxicações alimentares.
Segundo Faulhaber, os moluscos acumulam toxinas que podem ser prejudiciais à saúde. "Nosso objetivo é orientar o pescador e proteger o consumidor", afirmou. 
(Fonte: ValeParaibano

Caraguá tem melhor local para mariscos

Caraguatatuba - O grupo técnico do DIPOA (Departamento de Inspeção de Produgos de Origem Animal), que visitou Caraguá na semana passada, elogiou o funcionamento da "fazenda" de marisco instalada na praia da Cocanha. Segundo avaliação do grupo, trata-se de uma das melhores criações de marisco feitas no Estado de São Paulo. Os técnicos visitaram ainda cultivos em Cananéia (Litoral Sul) e em praias de Santa Catarina. Em Caraguá, o cultivo de marisco foi iniciado em 1990. Atualmente, 17 famílias vivem da atividade. Caraguá é a cidade que detém o título de maior produtora de marisco do Estado.  (Fonte: ValeParaibano

Caraguá inaugura Centro de Apoio às Famílias Carentes

Caraguatatuba - Com o objetivo de recuperar famílias em risco social e resgatar a dignidade dessas famílias, a prefeitura de Caraguá, por meio da Assistência Social firmou parceria com a Casa Beija-Flor, que foi inaugurada na última quinta- feira, 12. Uma entidade privada que teve a viabilização graças a essa parceria. As famílias terão acompanhamento psicossocial e projetos de geração de renda. A casa é a única no Litoral Norte.
Foi inaugurada em Caraguá, na última quinta-feira, 12, a Casa Beija-Flor. A entidade é um Centro de Apoio à Família, a única existente no Litoral Norte, que atende as famílias das crianças e adolescentes do CIEC I (Centro Integrado de Educação e Cidadania) Ciranda do Crescer, que atualmente atende crianças de 0 a 12 anos, e do CIEC 2, que atende adolescentes de 13 a 17 anos, em risco social. A viabilidade do projeto foi possível através do convênio firmado com a prefeitura, por meio da Assistência Social e a parceria com a secretaria da Educação e Fundacc (Fundação Cultural de Caraguatatuba). 
Estiveram presentes, na cerimônia de inauguração, o prefeito Antonio Carlos da Silva, a secretária de Assistência Social, Ana Carolina Muri Simões Stringari, a secretária de Educação, Roseli Morilla Baptista da Silva, a presidente da Fundacc, Eloíza Aparecida Andrade Antunes de Oliveira, e autoridades locais.
De acordo com a vice-presidente da entidade, Maria Cristina Marques, o objetivo do projeto é cuidar das famílias carentes com apoio psicossocial e geração de renda, para que elas possam resgatar sua auto-estima, conquistarem sua independência financeira e, finalmente recuperarem seus filhos. 
Os cursos de geração de renda oferecidos são o de congelados, pintura em tecidos e oficinas de pães e biscoitos. A recuperação é feita através de um grupo de Terapeutas Ocupacionais, psicólogos e Assistentes Sociais. Todos os dias há palestras de orientação e reuniões para o resgate da dignidade para os participantes.
"A Casa está funcionando há um mês e já atendemos cerca de 120 famílias de todos os bairros do município. Hoje temos os cursos de geração de renda, ao final, pretendemos montar uma cooperativa que gere lucros para essas famílias", declarou Cristina Marques. Ela disse ainda que as famílias são encaminhadas pelo conselho tutelar, Secretaria de Assistência Social e Secretaria de Educação.
A entidade é de utilidade pública e está aberta a parcerias. O horário de funcionamento é das 8h às 22h. A Casa Beija-flor fica na rua Sergipe, 955, no bairro Indaiá.
(Fonte: PMC)




Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano
Sailing Shop

Saci promove debate entre candidatos de Ilhabela

Ilhabela  - Os quatro candidatos que tentarão estar frente ao Poder Executivo de Ilhabela durante o mandato de 2005 a 2008 estarão juntos no próximo dia 20, a partir das 21 horas, para um debate promovido pela Sociedade Amigos da Criança de Ilhabela (Saci), que representa a Paróquia Nossa Senhora D’Ajuda.
Claudia Kerber (PT), Antonio Colucci (PSDB), Nilce Signorini (PDT) e Manoel Marcos de Jesus Ferreira (PTB) - que tenta a reeleição - estarão juntos para responder sobre o tema específico: “Água”, que faz parte da campanha da fraternidade 2004.
Serão duas perguntas básicas – uma feita pela comunidade de Ilhabela, através da Pastoral da Criança, e outra, por representantes da Cetesb.
O debate deverá durar 2h30 e será dividido em 3 blocos: um primeiro, de perguntas em comum, um segundo, em que candidato questiona candidato; e um terceiro, em que haverá as considerações finais. O plenário será ocupado apenas por convidados, representantes de entidades e instituições e autoridades. O público somente poderá acompanhar o desempenho de seu candidato e conhecer as propostas dos demais assistindo a um telão que será instalado na Rua do Meio. 
Para mais informações, os interessados deverão entrar em contato com Maurício, pelo telefone (12) 3895-8445.

Notícias de São Sebastião Topo

Nautica Superchic

Polícia vai encaminhar inquérito contra Sindserv ao MP

São Sebastião - O relatório sobre o inquérito contra o Sindserv (Sindicato dos Servidores Municipais) de São Sebastião vai ser encaminhado ao Ministério Público após a conclusão. A decisão foi anunciada pelo delegado Orley Siqueira, responsável pelo caso, cujo término da investigação está previsto para 30 dias, apesar de poder ser prorrogado por mais um mês.
“Os envolvidos serão ouvidos e no final, o caso segue para o Ministério Público, que vai decidir se acata ou não a denúncia”.
Na próxima semana, depõem o tesoureiro do sindicato, Marcelo Antunes de Camargo, que se encontra afastado do cargo para concorrer a uma vaga no Legislativo, e o contador Paulo César Sampaio. Eles se apresentam nos dias 17 e 18.
Segundo o delegado, o presidente do Sindserv, Afonso da Silva Vale, também deve ser intimado a depor. O funcionário público Carlos Alberto de Santanna, autor da denúncia, já prestou esclarecimentos.
“Vamos colher as informações dos funcionários e clarear o assunto, para depois chamar o presidente Afonso”.
A polícia informou que já foi solicitado ao sindicato a documentação referente às contas. Caso a entidade não entregue, será encaminhado um mandato de busca e apreensão. 
Sobre o caso - A Polícia Civil de São Sebastião instaurou inquérito após o funcionário público Carlos Alberto Santanna ter denunciado ao CORREIO DO LITORAL, possíveis irregularidades na prestação de contas do sindicato ocorrida no mês passado. Segundo Santanna, durante assembléia geral, a direção do Sindserv teria apresentado recibos em branco e preenchidos a lápis, cheques não-nominais, além de outras falhas que levantaram a suspeita de erros nas contas.
Na ocasião, o presidente do sindicato e o tesoureiro negaram qualquer falha nas contas e se afirmaram à disposição da polícia para esclarecimentos. (Fonte: Correio do Litoral)

 

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Giorgio  

Candidatos a prefeito no Deolindo em Ubatuba 

Ubatuba - Dentro do projeto "Você Apita" a E. E. Capitão Deolindo de Oliveira Santos promoveu no dia 13 aos seus alunos uma apresentação dos candidatos a prefeito de Ubatuba (SP). Desde o início, com a execução do Hino Nacional, até as palavras finais da diretora da escola Maria de Fátima Souza Barros Santos não há nada que se possa criticar. Muito pelo contrário, fosse para enumerar os acertos e tudo de positivo que aconteceu durante o evento, temos a certeza que não caberia num pequeno espaço. Inclusive o atual prefeito foi muito positivo, demonstrando com a sua ausência a importância que dá à juventude da nossa cidade.
Ao contrário do debate promovido pela igreja católica que serviu somente para demonstrar poder e organização catequética. O debate do Deolindo permitiu aos jovens o contato direto com os candidatos, dando bases sólidas para a decisão que tomarão no dia das eleições. Parabéns aos candidatos que participaram, pela presença e responsabilidade. Parabéns ao atual prefeito, pela típica ausência e constante omissão. Parabéns aos alunos, aos professores e à direção do Deolindo, pela demonstração de cidadania e pelo alento que nos deu vendo jovens construindo o futuro que lhes pertence. (Fonte: O Guaruçá

Com verba insuficiente, médicos da Santa Casa aderem à greve

Ubatuba - A crise financeira da Santa Casa de Ubatuba parece não ter fim. Há três meses, a falta de recursos tem agravado o atendimento no hospital, único no município. E mesmo com a liberação de R$ 250 mil por mês por parte da prefeitura, a unidade não consegue quitar suas dívidas e normalizar o serviço prestado à população.
Segundo a assessoria de imprensa da Santa Casa de Ubatuba, o repasse da verba pela administração municipal não é suficiente para cobrir as despesas do hospital. O recurso liberado pelo SUS (Sistema Único de Saúde), do governo federal, também é insuficiente. 
Depois de suspender por falta de medicamentos a realização das cirurgias eletivas (marcadas com antecedência), desta vez foram os próprios médicos que decidiram se manifestar. Parte do corpo clínico da Santa Casa está em greve por tempo indeterminado. Os profissionais reivindicam reajuste salarial e melhores condições de trabalho. O hospital não informou a quantidade de médicos que aderiram ao movimento e o valor total de despesas e dívidas da unidade.
A assessoria do hospital também ressaltou que continuam normais os atendimentos dos casos considerados de emergência e urgência, mas ao chegar à unidade, o paciente passa por uma triagem e, não sendo seu caso considerado grave, é encaminhado ao posto de saúde.
Apesar de toda a crise, o hospital vai concluir em até duas semanas a reforma do pronto-socorro, mas ainda não há um prazo para regularizar o atendimento eletivo. A administração da Santa Casa também encaminhou projetos aos governos estadual e federal para tentar reverter esse quadro. (Fonte: Correio do Litoral)

Ubatuba sedia etapa de TriPaulista

Ubatuba - No domingo, 22, Ubatuba recebe o Circuito de Inverno TriPaulista, na praia do Iperoig, Cruzeiro, com média de 300 atletas na competição. 
A abertura está prevista para as 7h. A competição é divida em três etapas, das quais uma já foi realizada em São Paulo, na USP (Universidade de São Paulo), a segunda é em Ubatuba, e a última será realizada em Guarujá. É a primeira vez que a cidade sedia o campeonato paulista pela Federação de Triathlon. As inscrições são feitas no site www.ativo.com
Segundo o organizador, Célio Balieiro, a cidade foi escolhida pelo fato de ter boa estrutura para a competição e investir na realização de outros eventos voltados ao triathlon. 
“O TriPaulista está favorecendo a cidade, no setor turístico, já que com a vinda dos atletas pode fazer com que conheçam Ubatuba e eles passem a se interessar em treinar na região”.
Serão 7560 metros de natação, 20 quilômetros de ciclismo e cinco quilômetros de corrida.
A novidade é a clínica de triathlon, um curso da modalidade destinado a divulgar e incentivar sua prática. A largada será às 9h da manhã, para as categorias feminino e masculino.
A premiação será às 10h30. O campeão ganha um par de tênis e medalha; o segundo, um kit power bar mais a medalha. (Fonte: Correio do Litoral)


Ação Litoral

Ubatuba Viva Topo

A curtura municipal

Antes de tudo devo agradecer as palavras do Sr. Sergio Maida reconhecendo a importância do desenvolvimento cultural para um bom futuro da nossa cidade. Precisamos de apoio e união para alcançarmos os objetivos e toda colaboração é bem vinda.
O Grupo Ubatuba Viva deu um pequeno passo quando solicitou ao Prefeito e à Câmara Municipal a destinação daquele próprio estadual à valorização cultural do Município. Mas a caminhada é longa. Agora mais um grupo de trabalho foi criado e que deverá voltar-se para a implantação do teatro em Ubatuba com os seguintes objetivos:
Elaboração do projeto de utilização contemplando, além de uma sala de espetáculos, espaço digno para o arquivo histórico de Ubatuba e o arquivo dos anais da câmara municipal.
Estudos jurídicos para maior flexibilidade de utilização do espaço e recepção de aportes financeiros para a execução da obra e utilização do espaço.
Em paralelo, um grupo de pessoas ligadas a cultura, está trabalhando nos moldes do PNMT buscando uma provável constituição do Conselho Municipal de Cultura. Todos os trabalhos estão sendo elaborados de maneira informal, mas o objetivo final deverá conter uma forma legal que garanta amparo à maioria dos anseios.
O Grupo Ubatuba Viva, em assembléia, decidiu juntar esforços com esses artistas e estamos juntos e abertos à participação e colaboração de todos que desejam ver a cultura de Ubatuba tratada com dignidade.
Por falar em dignidade, “assessoria de comunicação social” da prefeitura, depois de 8 anos de mandatos com o indigno até 3% destinados a cultura de Ubatuba, se dignou a emitir um comunicado (o nº 3 ou nº4) demonstrando com dignidade eleitoreira que eles não leram o meu artigo do dia 11 e nem entenderam a manifestação do Sr. Sergio Maida.

Carlos Rizzo

Carta do Leitor Topo

O que será do amanhã?

Tenho acompanhado com entusiasmo a coluna do leitor. A participação mostra interesse. O número, embora crescente, está muito longe de um grupo formador de opinião. É pena. Mas, é um começo. São inúmeros os motivos que se tem para desistir. Muito maior é o número dos motivos para continuar. Revendo matérias que dediquei a esta coluna de um, dois, a até quatro anos atrás, pude constatar que pouco caminhamos. Muitos dos assuntos abordados naquelas épocas, se reeditados com pequenas correções, seriam atualíssimos. Particularmente, gostaria de apresentar à discussão novas idéias, propor novos rumos, trabalhar com novos objetivos. Tudo novo. Nada do velho. Nem mesmo com outras roupagens. Uma revitalização ( possível) da “marca” Ubatuba, dentro de planejamento de marketing sem “segredos”. Simples? Sim, simples. Ou será que Ubatuba é pior ou menor do que Caraguá, Paraty ou Campos do Jordão que despontam revitalizadas como destinos turísticos? Ubatuba é melhor é maior? Tenho, sem falsa modéstia, absoluta certeza. Se Ubatuba é melhor e maior onde estão os erros? Quem sabe não haja erros. São só os meus olhos, ou é o meu negócio que esta errado! A maioria, silenciosa, não precisa de dinheiro, é rica! Seus filhos, não precisam construir um futuro, vivem no exterior, com parte das gordas aposentadorias ou aplicações financeiras de seus pais. Os comerciantes que “choram”, na verdade devem estar com os cofres cheios! Não há desemprego, muito pelo contrário. Temos, de excelente qualidade, todos os serviços públicos. Os fartos recursos financeiros, públicos e privados, jorram em investimentos! Que cego sou eu? Onde vai parar cada esforço? Onde eles se esvaziam? Por quem são esvaziados? Onde estão as pessoas do PMNT? Tudo do PMNT morreu? Quem apagou seus rastros e tirou o seu rumo? Era tudo uma brincadeira? Uma piada? Quem foi o autor desta piada? Porque o Sr Sérgio Carvalho foi demitido? Onde está o resultado de todo o trabalho que ele estava fazendo? Onde estão os planos do Centro de Convenções? Se existe um “autor” desta piada, qual é a sua proposta? O Que propõe ou o que propôs? Qual é sua capacidade de responsabilizar-se por estas atitudes? É algum candidato? É um gênio? Faça a gentileza de identificar-se ou, de responder, mesmo anonimamente, essas minhas pequenas questões. Anseio por conhecer suas propostas para o nosso amanhã. Anseio, por saber que todas as minhas preocupações, são apenas frutos da minha irrigada imaginação. Anseio por saber de você, que ...o que será do amanhã... não é apenas uma letra bonita de um samba triste. Coragem “autor”. Responda agora...se souber!

Ronaldo Dias
Ubatuba - SP
 

 

Foto do Dia Topo

Ubatuba

Praia do Tenório

Praia do Tenório
©Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia
 

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi
Editora Assistente: Jullyany Roberta Cruz


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor