Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quarta-feira, 08 de setembro de 2004 - Nº 1113 Edições Anteriores
Barra da Lagoa Portal da Palmeira Locação

Região
Calor faz turista adiar retorno
Motoristas têm retorno tranquilo do feriado
Litoral Norte tem dois mortos por afogamento
Litoral Norte deve se unir para não perder base de apoio de gás natural, alerta Zangado

Caraguatatuba
PM prende quadrilha com granada
Bando é preso após roubar oito turistas
Candidatos de Caraguá participam de debate sobre meio ambiente
Caraguá disputa Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar
Concerto de Violões Cordas Caiçaras dia 11 na Fundacc

Ilhabela
Debate sobre preservação ambiental em Ilhabela

São Sebastião
Quadrilha leva R$ 123 mil de malote da balsa
Barco fica 6h à deriva em alto-mar em São Sebastião
Mergulhador nada 5 horas até a praia
Capitania pede cuidado em passeios

Ubatuba
Aeroporto de Ubatuba passa por obra depois de 26 anos
Associação Comercial apresenta candidatos a prefeito
Outdoor do candidato Pedro Tuzino amanhece incendiado
Plataforma Ambiental Mínima para os candidatos a Prefeitura e Vereança
Adauto Júlio ganha a Taça Iperoig 2004
Nota do Editor - Carta Aberta de Esclarecimento

Seções
Artigo
Opinião
Carta do Leitor
Foto do Dia

Notícias da Região Topo

Calor faz turista adiar retorno

Litoral Norte - O movimento de turistas no Litoral Norte durante o feriado superou a expectativa dos comerciantes locais. As praias permaneceram lotadas ontem.
Era difícil encontrar vaga para estacionar o carro e arranjar lugar nas areias das praias mais frequentadas, como Martin de Sá, em Caraguá, e Praia Grande, em Ubatuba.
Segundo os comerciantes, o fluxo de turistas foi superior ao registrado no feriado prolongado de 9 de julho.
O sol e o forte calor de ontem fizeram com que muitos turistas optassem em retardar ao máximo o retorno para casa.
O comerciante Rogério Ribas, 38 anos, que aproveitou o feriado na Praia da Tabatinga, em Caraguá, iria retornar à capital às 21h30 de ontem. "Além de aproveitar mais o calor na praia, garanto uma viagem mais tranquila", disse.
Alguns turistas optaram em deixar o Litoral Norte apenas na manhã de hoje. "Quero curtir a praia o dia inteiro, descansar e viajar amanhã (hoje) cedo", afirmou Vera Ferreira, de São Paulo. Segundo ela, o dia ontem estava muito lindo para deixar a praia e pegar a estrada.
Mirela Manzi, de Osasco, disse que o feriado foi bastante agradável. "O tempo colaborou e a gente pode aproveitar bastante a praia", afirmou. Mirela deve deixar Caraguá hoje pela manhã, também com o objetivo de evitar o tráfego intenso previsto para ontem, na rodovia dos Tamoios.
SURPRESA - A superlotação de turistas surpreendeu os comerciantes. "Não tive funcionários suficientes para poder atender a tanta gente", disse Alberto Oliveira da Silva, do Quiosque Na Manhã, na praia da Tabatinga.
No Quiosque Canto Bravo, na Praia Martin de Sá, o movimento foi tão grande ontem que o proprietário do estabelecimento, Ari Barbosa, teve que ficar na pia lavando os copos.
"Foi um dos melhores movimentos do ano", afirmou o presidente da Associação de Quiosques de Caraguá, Mozart Russomano. Segundo ele, todas os 89 quiosques da cidade registraram excelente movimento comercial no feriado.
Segundo o presidente da Associação Comercial de Ilhabela, Marcelo Freitas Carlos, o comércio local teve excelente movimento no feriado. "O tempo bom colaborou e os turistas puderam aproveitar as belezas naturais de Ilhabela."   (Fonte: ValeParaibano)

Motoristas têm retorno tranquilo do feriado
Movimento abaixo do esperado em rodovias da
região surpreende a polícia; hoje é esperado tráfego normal

Litoral Norte - Contrariando a previsão da Polícia Rodoviária Estadual, o movimento no retorno do feriado prolongado ontem pelas principais estradas da região foi tranquilo e sem congestionamentos. Não houve acidentes graves.
Para hoje, a polícia também espera retorno tranquilo do litoral e serra. Cerca de 83 mil veículos trafegaram pelas principais rodovias da região durante o feriado.
Segundo a polícia, o retorno foi tranqüilo porque muitos motoristas anteciparam o retorno na segunda-feira.
Na rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro (SP-123 que liga o Vale às cidades serranas), o movimento foi tranquilo na tarde de ontem. Segundo a polícia, cerca de 5.000 veículos passaram pela rodovia entre anteontem e ontem. O tráfego era de 12 veículos por minuto.
Na rodovia dos Tamoios (SP-99, que liga São José dos Campos a Caraguatatuba), o movimento foi mais intenso, mas sem congestionamento durante a tarde de ontem.
Segundo a polícia, cerca de 55 mil veículos passaram pela rodovia. A polícia informou que o tráfego foi abaixo do esperado, mas mesmo assim intenso. Cerca de 27 veículos trafegavam pela rodovia a cada minuto. Segundo a polícia, o horário de maior pico é o das 20h. Hoje também é esperada movimento tranquilo.
No km 50, um incêndio em mata atrapalhou a visibilidade dos motoristas que retornavam do Litoral Norte às 18h de ontem. Mas, segundo a polícia nenhum acidente foi registrado.
A Rodovia Oswaldo Cruz (SP-125 que liga Taubaté a Ubatuba) recebeu cerca de 13 veículos por minuto durante a tarde de ontem. A polícia informou que mais de 16 mil veículos trafegaram pela rodovia.
A Polícia Rodoviária pede atenção dos motoristas nos trechos de São Luís do Paraitinga e Redenção da Serra porque as pistas estão muito esburacadas. No trecho de Natividade da Serra, dois acidentes entre a manhã e tarde de ontem, deixaram quatro pessoas feridas.
DUTRA - A concessionária NovaDutra informou que cerca de 6.000 veículos passaram pela rodovia a cada hora ontem. Apesar do alto fluxo de veículos, o trânsito fluiu bem na tarde de ontem, informou a NovaDutra.
Hoje, entre 6h e 9h, o fluxo deve ser ainda maior. A previsão é de que 8.200 mil veículos passem pela estrada.   (Fonte: ValeParaibano)

Litoral Norte tem dois mortos por afogamento

Litoral Norte - O Salvamar (Salvamento Marítimo) registrou duas mortes por afogamento nas praias do Litoral Norte durante o feriado prolongado de 7 de Setembro. Segundo o Salvamar, um afogamento ocorreu no domingo, na Praia Grande, uma das mais movimentadas de Ubatuba. O outro caso aconteceu na segunda-feira, na Praia Brava, em Caraguatatuba. Ontem, apesar de o mar estar bastante agitado, até as 16h, nenhum caso de afogamento tinha sido registrado pelo Salvamar na região. Não foi informado o número de afogamentos registrados na região no mesmo período do ano passado.  (Fonte: ValeParaibano)

Litoral Norte deve se unir para não perder base de apoio de gás natural, alerta Zangado
Ex-secretário da Fazenda e atual presidente da Associação Civil para o Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de São Sebastião afirma que Santos exerce grande lobby político para ter a instalação da unidade.

Litoral Norte - O ex-secretário municipal da Fazenda, Luiz Leite Santana, o Zangado, presidente da Associação Civil para o Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de São Sebastião, afirmou ontem que as cidades do Litoral Norte precisam se unir para não perderem a instalação da base de apoio para a extração de gás natural. 
Tal conclusão, ele tirou após ter sido o único representante da região no “Seminário Base de Negócios para a Economia Regional – Gás na Economia”, promovido pela Prefeitura de Guarujá, no final do mês passado. 
Zangado, que também é ex-vereador, ressalta o grande lobby político da Baixada Santista para receber a nova unidade da Petrobras. Conforme informou, durante o seminário alguns deputados da região defenderam à instalação da base de apoio em Santos, sob a alegação de maior mercado consumidor e melhor estrutura para distribuição, principalmente, por causa da proximidade com São Paulo. 
A discussão sobre gás natural começou em abril do ano passado, quando a Petrobras anunciou a descoberta de uma reserva natural de gás na Bacia de Santos, com aproximadamente 419 bilhões de metros cúbicos, em área marítima pertencente ao município de Ilhabela. Além da plataforma de exploração, a empresa teria de investir na construção de uma base de apoio.
É justamente este ponto gera maior conflito.
Segundo Zangado, a deputada estadual Telma de Souza declarou que o Litoral Norte não poderia receber a base por ser um ‘santuário ecológico’. “Em outras palavras, quis dizer que o progresso não pode vir para nós”, criticou o ex-vereador de São Sebastião.
Além da ex-prefeita de Santos, outros deputados defenderam a Baixada. “Respeito a defesa que fizeram, mas depois toda esta bancada santista não pode vir aqui pedir voto”, enfatizou Zangado. 
Para o presidente da Associação de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, os políticos do Litoral Norte precisam agir rápido. “Precisamos fazer um lobby porque, seja onde ficar a base de apoio, a região vai se desenvolver”. 
Luiz Leite Santa cita que, a cidade de Caraguatatuba, por exemplo, tem áreas para receber empresas do setor, além de um aeroporto. “Nós, de São Sebastião já temos o terminal de petróleo e linhas de dutos, onde pode ser instalada a base de apoio. Caraguá seria o retroporto do gás, enquanto Ilhabela teria a plataforma”. 
Em Macaé, no Rio de Janeiro, de acordo com o ex-secretário da Fazenda, a base de apoio à exploração de gás resultou na instalação de mais de 4 mil empresas no município e adjacências. “O Litoral Norte deve estar junto, incluindo as lideranças políticas do Vale do Paraíba, pois significa desenvolvimento como um todo, geração de empregos”. 
O ex-vereador diz que a plataforma a ser construída no mar é chamada de “cidade flutuante”, por causa de seu tamanho. Do seminário em Guarujá, Zangado afirma que somente o professor do Instituto de Eletrotécnica da USP (Universidade de São Paulo) defendeu a tese que o gás deve sair por navios em São Sebastião.
“O Rio de Janeiro também reivindica a base de apoio, mas já está praticamente definido que vai ficar no Estado de São Paulo, resta saber em qual cidade. Me proponho a coordenar um encontro entre as quatro prefeituras do Litoral Norte”.
A maior reserva potencial de gás natural do país fica a 135 quilômetros de Ilhabela. Esta área é denominada bloco BS-400. Ainda não há previsão para o início das obras. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de Caraguatatuba Topo

Caraguatudo O Guaruçá Anuncie Aqui

PM prende quadrilha com granada

Caraguatatuba - A Polícia Militar de Caraguatatuba prendeu na noite de sábado sete suspeitos de integrarem uma quadrilha, após um assalto praticado a veranistas no bairro do Perequê-Mirim.
Com o grupo, foram apreendidos dois revólveres e uma granada, além de 100 pedras de crack, 17 papelotes de cocaína e 75 'trouxinhas' de maconha, aparelhos eletrônicos, celulares e três motos roubadas.
Foram presos Arquimedes Souza, Ricardo Fernandes da Silva, Mário Eduardo de Oliveira, Washington de Souza Martins, Gabriel Augusto Trabatini e os adolescentes A.L.f, 15 anos, e A.C.G.S.D., 16 anos.
A prisão ocorreu por volta das 21h de sábado logo após um assalto praticado no Perequê-Mirim.
A quadrilha teria rendido oito veranistas de Guarulhos. Uma das três motos roubadas foi localizada e, na fuga, o suspeito Trabatini, caiu da moto. Preso, ele informou sobre a localização dos demais integrantes do grupo. (Fonte: ValeParaibano)

Bando é preso após roubar oito turistas

Caraguatatuba - Um dos bairros com maior índice de criminalidade da cidade, o Perequê-Mirim registrou um roubo cometido por sete pessoas, tendo oito vítimas, todos jovens moradores em Guarulhos. O bando levou vários objetos, aparelhos e ainda três motos, e foi preso em uma casa no mesmo bairro pela Polícia Militar.
Eram 19h30 quando cinco jovens foram rendidos pelo bando armado com revólveres, no imóvel da rua Izidro Paulino de Oliveira. Enquanto pegava os objetos, como aparelhos de som, DVD, televisão, roupas e outros, chegaram na casa mais três jovens em motos.
Eles também foram mantidos reféns junto aos demais na sala. Os assaltantes permaneceram na residência por quase duas horas. Depois eles mandaram as vítimas deitarem no chão e fugiram levando os produtos e veículos, três motos das marcas Honda e Yamaha.
A Polícia Militar foi avisada e em patrulhamento deparou com uma das motos trafegando no mesmo bairro. O piloto empreendeu velocidade, sendo seguido pelos policias. Na rua Projetada o condutor veio a cair, sendo detido, assim como o passageiro.
O capacete que um deles usava e a moto eram de uma das vítimas. Na mesma rua a polícia encontrou a casa de um dos integrantes do bando. Neste imóvel, a polícia encontrou 75 gramas de maconha, 100 pedras de crack e 17 papelotes de cocaína.
No local, ainda foram apreendidos dois revólveres, calibres 32 e 38, uma granada e os objetos das vítimas. Uma agenda de anotações, que podem ser referente ao tráfico de drogas, também foi localizada.
Foram presos: A.S.F., de 19 anos, o dono da casa, onde estavam os produtos criminosos; G.A.T., de 28 anos, morador na Enseada, em São Sebastião; R.F.S., de 19 anos, do Travessão; M.E.O., de 19 anos, do Perequê-Mirim; W.S.M., de 21 anos, do Perequê-Mirim e dois adolescentes, um casal de 16 e 15 anos de idades, também do Perequê-Mirim. (Fonte: Imprensa Livre)

Candidatos de Caraguá participam de debate sobre meio ambiente

Caraguatatuba - Os candidatos a prefeito Maurice Mansour (PT) e Álvaro Alencar (PMDB) participaram, no último domingo, de um debate nas Faculdades Integradas Módulo, cujo tema foi o meio ambiente. 
Organizado em parceria pelos institutos Ambiental Ponto Azul, Onda Verde e Vale Verde (Associação de Defesa do Meio Ambiente), o encontro teve como objetivo analisar as propostas dos candidatos para o setor do meio ambiente na cidade. 
O candidato do PSDB, José Pereira de Aguilar, já havia confirmado presença no encontro, mas na noite anterior ao debate sua assessoria de imprensa entrou em contato com a organização para desmarcar sua participação. 
Dezenas de pessoas compareceram ao local, quedeu início ao evento às 8h30, com um café da manhã. A abertura oficial aconteceu pouco mais tarde, com a exibição de vídeos e informações que refletem um diagnóstico ambiental feito em Caraguatatuba. 
Marcos Couto, mediador do encontro, falou sobre as regras do debate, que foi dividido em três blocos. O primeiro tratou da apresentação individual de cada candidato e explanação sobre as propostas gerais de governo na área de meio ambiente. No segundo, houve um sorteio de questões já formuladas, distribuídas a cada candidato e o terceiro e último bloco foi a abertura de perguntas para a platéia. 
Maurice Mansour disse que a preservação do meio ambiente depende muito da educação. Para ele, é necessária a conscientização das pessoas para que se preserve a natureza. para que ela não acabe. Ele disse que a cidade precisa de trabalho sério em conjunto, para que Caragua-tatuba se torne mais agradável.
Já Álvaro Alencar comentou que pretende expandir a discussão sobre meio ambiente, para que isso chegue a mais pessoas e assim traga melhorias neste setor para a cidade. Ele lembrou que ajudou na formação da associação ambiental, que fez várias ações nesse setor.
A primeira pergunta feita pelo mediador foi igual para os dois candidatos e tratava da questão dos passivos ambientais existentes na cidade, questionando a maneira de se resolver essa situação pelos candidatos.
Álvaro diz que essa situação demanda de muitos investimentos. Ele acredita que talvez o município não consiga fazer tudo sozinho, mas como existe uma política nacional de meio ambiente, pode buscar esses recursos para o município. Para tanto, ele garante que o primeiro ato a ser feito, será um levantamento das causas desse impacto e ver o que pode ser tratado a curto, médio e longo prazo. 
Mansour garante que quer dar um basta nessa situação, já que segundo conta, não adianta investir em outras áreas enquanto tudo está sendo degradado. Além dos recursos que terá que sair dos governos estadual e federal, a administração deve entrar em contato com as pessoas que descobriram tais problemas para ouvir também as sugestões em relação as melhorias. Ele também pretende trabalhar a questão no plano diretor. 
Nas perguntas sorteadas, cada candidato pôde responder a três perguntas que envolveram várias situações dentro da situação atual de Caraguatatuba, como o problema do lixo, ocupação desordenada, esgoto, entre outros. Verbas que devem ser investidas em meio ambiente também entraram em pauta no encontro.
Álvaro foi questionado quanto ao conteúdo de governo que até então não estava disponível no site. Ele disse que realmente houve um atraso, mas que já estaria disponível esta semana. 
Outras questões foram reforçadas no terceiro bloco, com a participação da platéia no questionamento dos candidatos. 
Para encerrar o encontro, Maurice Mansour e Álvaro Alencar assinaram um documento, elaborado pela organização do encontro, que trata do mínimo que deve ser feito na cidade, caso sejam eleitos. Todas as propostas foram lidas e os candidatos assumiram publicamente o compromisso de cumpri-las na próxima administração.
No dia 9 é a vez de Ilhabela receber o encontro com candidatos a prefeito para discutir meio ambiente. Ubatuba recebe o mesmo debate no dia 12. Ele ainda deverá ser realizado em São Sebastião, em data a ser confirmada. (Fonte: Imprensa Livre)

Caraguá disputa Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar

Caraguatatuba - Caraguá estará representada durante a entrega do “Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar”, que acontecerá em Brasília, no dia 16 de setembro.
O prêmio é uma iniciativa da Associação de Apoio a Políticas de Segurança Alimentar, e segundo explicou o diretor de divisão da Merenda Escolar, Manoel Vicente da Silva, “puderam se inscrever todas as prefeituras do Brasil, e a Prefeitura de Caraguatatuba se inscreveu, porque acreditamos que o objetivo desse concurso é disseminar boas idéias com relação à produção e fornecimento da merenda, e assim como nós temos bons projetos relacionados a esse tema aqui, temos a certeza de que traremos bons exemplos vindos de outros municípios, para aplicarmos em nosso dia-a-dia no futuro”, explicou.
O “Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar” terá a participação de 383 municípios, mas o resultado sairá apenas durante a cerimônia de entrega do mesmo. O principal objetivo deste concurso é destacar as melhores gestões do PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar, disseminando as melhores iniciativas na administração, produção e distribuição da alimentação, nas unidades públicas de ensino.
Além do prêmio, todos os prefeitos inscritos receberão um certificado pela participação nesta iniciativa. O resultado e entrega da premiação acontecerá no dia 16 de setembro, às 20h, no salão Branco da Sede da Confederação Nacional da Indústria, com a presença de Ministros de Estado e autoridades do Governo Federal. O Prêmio “Gestor Eficiente da Merenda Escolar será entregue a 11 prefeitos que mais se destacaram na administração dos recursos públicos voltados à alimentação escolar em 2003, nas seguintes categorias: Nacional, Destaque para o Desempenho Financeiro, Destaque para a Eficiência Nutricional, Destaque para o Desenvolvimento Local, Destaque para a Participação da Sociedade, Região Norte, Região Nordeste, Região Centro-Oeste, Região Sudeste, Região Sul e Capitais e Grandes Cidades. (Fonte: SME/PMC)

Concerto de Violões Cordas Caiçaras dia 11 na Fundacc

Caraguatatuba - A Fundacc e a Associação Amigos da Orquestra de Câmara de Violões, apresentam no dia 11 de setembro a Noite das Cordas Caiçaras no Auditório da Fundacc às 20 horas, com entrada franca. Nesta noite, apresentam-se a Orquestra de Câmara de Violões Cordas Caiçaras, de Caraguatatuba, sob a condução de Eduardo Fróis e a Orquestra de Violões de Itanhaém,SP.
A Orquestra de Violões Cordas Caiçaras, formada em setembro de 2003, tendo como integrantes alunos e ex-alunos das oficinas culturais da Fundacc vem realizando concertos muito aplaudidos pelo público da cidade e em seu repertório apresenta o melhor da música erudita e popular.
A outra atração da noite, a Orquestra de Violões de Itanhaém, é composta por 17 jovens violonistas da cidade de Itanhaém, que buscam a valorização da arte e vão apresentar vários estilos musicais; da Bossa Nobva de Jobim aos grandes temas das telas de cinema, passando também por compositores famosos, como Garoto, Luiz Gonzaga, Milton Nascimento.
O evento conta com apoio cultural da AMAI – Associação de Moradores do Indaiá e Sindicato do Comércio dos Empregados de Caraguatatuba. (Fonte: PMC)

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Sailing Shop

Debate sobre preservação ambiental em Ilhabela

Ilhabela - O município de Ilhabela será palco de mais um debate entre candidatos a prefeito. Desta vez, o tema será “preservação ambiental”. 
No mês passado a cidade ouviu as propostas de Antônio Colucci (PSDB), Cláudia Kerber (PT), Manoel Marcos (PTB) e Nilce Signorini (PDT) em um encontro promovido pela Igreja Católica. Amanhã, a partir das 19h, no Ilha Flat Hotel, o debate será promovido pela sociedade civil organizada do município. 
A idéia é que os candidatos assinem um termo de compromisso de proteção ao meio ambiente. Na abertura, cada um terá espaço para apresentação de propostas.
Em seguida, eles responderão perguntas dos diretores das entidades, entre elas, associações empresariais, ONGs (organizações não governamentais) e sociedades amigos de bairro.
Só será permitida a entrada dirigentes das entidades participantes, jornalistas e assessores dos candidatos. O público poderá acompanhar as discussões ao vivo em um telão cedido pelo Ilha Flat Hotel na Praia do Perequê.
A “Agenda Mínima Regional do Litoral Norte”, que será assinada pelos candidatos de Ilhabela e depois registrada em cartório, é o mesmo documento submetido aos candidatos a prefeito de São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba pelas entidades ambientalistas de cada cidade, dentro da campanha “De Olho nos Políticos”, criada pela Rede de Entidades Ambientalistas do Litoral Norte (REAL Norte). 
Segundo os organizadores do encontro, os candidatos de Ilhabela, por meio de suas assessorias, concordaram em assinar a Agenda Mínima Regional do Litoral Norte na íntegra, e a subscrever os ítens da Agenda Mínima de Ilhabela nos pontos que julgarem cabíveis. 
Em seguida, começa um debate eleitoral em três blocos, que não contará com a presença do atual prefeito, Manoel Marcos de Jesus Ferreira (PTB), que decidiu não participar de novos debates nesta campanha.
No primeiro bloco, os candidatos respondem perguntas feitas pelos diretores de entidades da sociedade civil local. Já no segundo, eles farão perguntas entre si, e no terceiro, terão espaço para considerações finais. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de São Sebastião Topo

Nautica Superchic

Quadrilha leva R$ 123 mil de malote da balsa
Grupo usa mulher e criança de 6 anos para obrigar funcionário a entregar dinheiro

São Sebastião - A Polícia Civil de São Sebastião deve ouvir hoje funcionários da empresa OP-Mariner, responsável pelos serviços de operação e arrecadação da travessia da balsa, para tentar encontrar pistas dos quatro assaltantes que roubaram na segunda-feira R$ 123 mil arrecadados durante o feriado.
Os assaltantes utilizaram como reféns a mulher e o filho do encarregado de arrecadação do terminal.
A ação dos assaltantes foi bem planejada, segundo a polícia. Dois homens utilizando capuz e pistolas automáticas renderam às 23h do domingo o encarregado de arrecadação M.A.J., 32 anos, em sua casa no bairro da Enseada.
A mulher de M., L.B.J., 37 anos, e seu filho I.A.J, de 6 anos, foram levados como reféns por outros dois assaltantes. Mãe e filho teriam ficado em um cativeiro em Caraguatatuba. Às 7h de ontem, os dois assaltantes acompanharam M. até a sede da empresa para apanhar o dinheiro, que estava na sede do terminal.
RESGATE - O malote foi levado por M. até o Balneário dos Trabalhadores e deixado ao lado de um tambor, conforme combinado com os assaltantes. Após recolherem o dinheiro, telefonaram para os dois assaltantes que mantinham a mulher o filho de M. como reféns autorizando a libertação. Os dois foram deixados no bairro do Poiares, em Caraguá.
O inquérito policial será instaurado apenas hoje devido ao feriado. Segundo a polícia, não está afastada a possibilidade de ex-funcionários da empresa OP-Mariner estarem envolvidos no roubo.
Segundo Cristiano Almeida, coordenador da empresa OP-Mariner, devido ao roubo, foi reforçada a segurança no local. Um total de 12.700 veículos utilizaram a travessia durante o feriado. (Fonte: ValeParaibano)

Barco fica 6h à deriva em alto-mar em São Sebastião
Passeio quase termina em tragédia após pane em motor de lancha; mergulhador nada até a praia

São Sebastião - Uma pane no motor de uma lancha obrigou seus ocupantes a passarem seis horas à deriva em alto-mar. O barco foi localizado às 21h30 de domingo, entre Ilhabela e o Arquipélago de Alcatrazes. Luciano Platon, 30 anos, um dos ocupantes, nadou cerca de cinco horas para procurar socorro em São Sebastião.
Era para ser um passeio tranquilo de lancha entre a praia de Guaecá, em São Sebastião, e a praia do Curral, em Ilhabela. O passeio teve início por volta das 14h.
A lancha, de cerca de 5 metros, tinha a bordo Platon e Glauce Kinape Emmerich, 22 anos, além de Márcio e Ana Paula, ambos de 20 anos, todos de São Sebastião.
Logo no início do passeio, o motor sofreu uma pane e a lancha ficou à deriva. A embarcação não possuia rádio e nenhum dos ocupantes tinha levado celular.
Com um único remo, Platon tentou fazer o barco retornar à praia do Guaecá. Como a correnteza estava muito forte, Platon encontrava muitas dificuldades para fazer o barco vencer a maré e chegar à praia.
Os ocupantes, utilizando um apito e camisetas, tentaram chamar a atenção das embarcações que passavam próximo, sem sucesso. Platon decidiu então pular na água e nadar para pedir ajuda (leia texto nesta página).
MEDO - Os outros três ocupantes permaneceram na lancha e, utilizando pedaços de madeira retirados do piso da embarcação, tentaram evitar que o barco se afastasse do canal. Os ventos fortes e a correnteza acabaram desviando a lancha para alto-mar. Os gritos de socorro não eram ouvidos pelos ocupantes das embarcações que passavam perto, devido ao barulho dos motores.
"Por mais que a gente gritasse, ninguém percebia que estávamos à deriva e precisando de ajuda", disse Glauce. Segundo ela, a preocupação era com os ventos fortes, com o frio e com Platon, que nadava em busca de socorro.
Segundo Glauce, os ocupantes da lancha evitavam conversar para controlar o nervosismo. A noite chegou, o frio aumentou e os ocupantes da lancha passaram a ficar mais preocupados. "Meu maior receio era que uma lancha maior ou um navio batesse em nosso barco", disse Glauce.
Em alto mar, no escuro, os ocupantes avistavam apenas as luzes da cidade. O barco seguia cada vez mais para alto mar.
Por volta das 20h, Platon conseguiu chegar à praia de Guaecá e avisar as autoridades sobre o ocorrido.
Bombeiros, Salvamar, Capitania dos Portos, marinas e iates clubes foram informados do barco em alto-mar. Por volta das 21h30, uma lancha de Ilhabela conseguiu localizar o barco e rebocá-lo até São Sebastião. (Fonte: ValeParaibano)

Mergulhador nada 5 horas até a praia

São Sebastião - Luciano Platon nadou cerca de cinco horas até chegar à praia de Guaecá. Ele teve que vencer a forte correnteza, a baixa temperatura da água e o ataque de caravelas (uma espécie de água viva) para chegar a praia. Foram cerca de 6 km.
Ele é mergulhador e trabalha na empresa Oceanave, especializada em reparos naval. Platon disse que decidiu pular na água e nadar em busca de socorro porque nenhuma lancha que passava por perto procurou ajudá-los.
"Teve momentos em que eu parava de nadar para descansar e pedir ajuda para que Deus me desse forças para continuar nadando."
O braço esquerdo do mergulhador ficou todo marcado pelo ataque das caravelas. Platon disse que chegou até uma costeira entre Barequeçaba e Guaecá, quase sem forças. Como não conseguiu mais nadar, decidiu caminhar pela encosta até o posto da Polícia Rodoviária.
Lá, recebeu ajuda e acionou as autoridades. As buscas foram feitas pelos Bombeiros. Às 22h, Platon foi comunicado pelo celular que os amigos tinham sido localizados e rebocados até São Sebastião. (Fonte: ValeParaibano)

Capitania pede cuidado em passeios

São Sebastião - A Capitania dos Portos de São Sebastião informou que para sair de lancha é preciso estar com a documentação em dia e ter equipamentos de segurança a bordo.
Segundo o sargento Jhonn Macedo, equipamentos como coletes salva-vidas, rádio comunicadores ou aparelho celular são fundamentais para quem pretende realizar passeio de lancha.
"É recomendável também que a marina ou iate clube no qual a embarcação está sediada seja comunicado do horário da saída e possível horário de retorno, bem como o destino", disse Macedo.
Ele recomendou ainda a utilização de foguetes sinalizadores principalmente para quem pretende navegar em alto mar.
Macedo disse que em alto mar o resgate fica mais difícil, principalmente à noite.
O Salvamar (Salvamento Marítimo) informou que os proprietários de embarcações devem acatar as determinações da Capitania dos Portos antes de saírem ao mar. O Litoral Norte tem cerca de 12 mil embarcações registradas na Capitania. (Fonte: ValeParaibano)

Ação Litoral

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Giorgio Arborismo Ubatuba

Aeroporto de Ubatuba passa por obra depois de 26 anos

Ubatuba - O Aeroporto Estadual de Ubatuba, o único do Litoral Norte, receberá obras de manutenção após 26 anos sem reforma. O Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo) abriu licitação para execução de obras de recapeamento da pista, do pátio de manobras, entre outras.
As obras serão iniciadas em outubro e devem aumentar a segurança no aeroporto, construído em 1945.
As péssimas condições da pista têm afastado os pilotos devido aos riscos de acidentes. A pista, com 940 metros de extensão e 30 metros de largura, apresenta trincas, buracos e até mato.
O piloto Mário Celso Abud, 33 anos, proprietário de um Cesna Skylene 182, afirmou que durante a decolagem a aeronave parece que vai "desmontar" devido às trepidações causadas pelas trincas e buracos. Para ele, os pilotos devem voltar a frequentar o aeroporto com a melhoria.
O administrador do aeroporto, Luiz Antonio Ayres Neto, informou que o edital de licitação foi publicado na última sexta-feira mas que o aeroporto já está recebendo obras para aumentar a segurança, entre elas, um sistema de combate a incêndio, com carro especializado, bombeiros e um local para aulas e instruções.
O aeroporto recebe em média 250 aeronaves por mês, de pequeno e médio portes.
Segundo o administrador, o último acidente no local ocorreu em 29 de dezembro do ano passado quando um avião Cesna, com pane no motor, fez um pouso forçado no mangue situado nos fundos do aeroporto. Não houve vítimas.
Ayres explicou que tem aumentado muito a utilização do aeroporto pelos helicópteros, principalmente, das empresas que operam as plataformas marítimas do litoral paulista e fluminense.
AEROCLUBE - A Escola Americanense de Vôo, de Americana(SP), está instalando uma base no aeroporto de Ubatuba para dar cursos de formação de pilotos.
A escola substituirá o Aeroclube de Ubatuba que funcionava no aeroporto e foi desativado em 2000 por não cumprir as normas do Comando da Aeronáutica. Inicialmente, a escola terá 15 vagas. O início do curso está previsto para o final do ano.
O aeroporto de Ubatuba já teve linha comercial explorada pela empresa Rio-Sul mas a linha foi desativada há 14 anos devido à falta de passageiros. (Fonte: ValeParaibano)

Associação Comercial apresenta candidatos a prefeito
Pedro Tuzino é convidado a apresentar programa de governo aos empresários de Ubatuba

Ubatuba - O candidato a prefeito de Ubatuba, Pedro Tuzino, apresentará aos empresários da cidade o seu programa de governo. A apresentação vai acontecer no auditório da Associação Comercial no próximo dia nove, a partir das 18h30. 
O evento está sendo organizado pela direção da entidade, que estendeu o convite aos demais candidatos a prefeito.
Na oportunidade, Tuzino deve expor aos empresários os projetos e propostas que tem para o desenvolvimento econômico e social da cidade. 
Por ser um grupo segmentado, o candidato do PSDB deve voltar a atenção para a explicação do que está sendo programado para o crescimento econômico de Ubatuba. 
Esta será a segunda vez que o engenheiro Pedro Tuzino se reúne com os empresários. Há um mês, ele teve um encontro com o grupo que compõe o movimento “Ubatuba Viva”, que reúne representantes dos mais diversos segmentos econômicos. Na oportunidade, o engenheiro explicou as razões para a atual situação econômica do município, apresentou propostas e soluções.
Ao final do encontro, o candidato assinou o termo de compromisso de transparência, elaborado pelos membros do movimento. (Fonte: Ednelson Prado)

Outdoor do candidato Pedro Tuzino amanhece incendiado

Ubatuba - Menos de 24 horas depois de ser instalado, o outdoor da coligação “Viva Ubatuba”, que tem como candidato a prefeito de Ubatuba. Pedro Tuzino, do PSDB, amanheceu incendiado. 
A propaganda foi colocada na manhã de sábado, dia quatro, em uma área ás margens da rodovia Mário Covas, a antiga Rio-Santos, na altura do bairro da Estufa.
De acordo com coordenador eleitoral, André Diniz, a ação foi rápida, pois por volta das 23h30 ele passou pelo local e o outdoor se encontrava intacto. Por isso, ele acredita em ação criminosa e de caráter político “Foi tudo muito rápido. Não levou nem 24 horas que colocamos o material e ele foi destruído. Isso não foi por acaso, é perseguição política, já que o Pedro Tuzino lidera as pesquisas”, disse.
Tuzino aparece em primeiro lugar em pesquisa realizada pela empresa Opinião Pesquisa, a pedido do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares, com 29,64%, enquanto o segundo colocado, Paulo Ramos aparece com 19, 94% e Eduardo César em terceiro lugar com 14,68% das intenções de voto.
A assessoria jurídica da coligação já elaborou boletim de ocorrência de destruição de propaganda política e vai aguardar posição da polícia civil para que os responsáveis pelo crime sejam encontrados
Ele não soube informar se outro outdoor vai ser colocado no local em substituição ao que foi destruído. (Fonte: Ednelson Prado)

Plataforma Ambiental Mínima para os candidatos a Prefeitura e Vereança

Ubatuba - A região do Litoral norte do estado de São Paulo vem sofrendo com a deterioração de sua qualidade ambiental. Muitas das causas desse desgaste esta no crescimento vegetativo muito acima da média, na especulação imobiliária, e principalmente na não fiscalização e conseqüente desordem na ocupação humana das encostas morros e áreas de preservação permanente.
Há muito a problemática ambiental deixou de ser um assunto específico de um setor, ligado a um grupo restrito de interessados na temática, e de atuação voltada, exclusivamente, para a preservação dessa ou aquela espécie vegetal ou animal. Com a emergência de uma série de dados e informações que dão conta de como problemas ambientais podem influenciar diretamente a vida do Homem sobre a Terra, a vertente ambiental passou a integrar a agenda política de todas as nações, e não mais como um tema periférico, como uma "perfumaria" dentro dos planos de governo, mas como uma verdadeira questão de Estado.
Durante a Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro em 1992, onde se reuniram os principais mandatários mundiais, uma série de acordos foram firmados, com o estabelecimento de princípios que devem ser seguidos por todas as nações do mundo, inclusive o Brasil, signatário de todos os acordos então celebrados.
Esses princípios exigem, em suma, a tomada de uma postura política aberta à implementação do desenvolvimento sustentável, o que exige, por sua vez, a revisão e a adequação das políticas econômicas, educacionais, de investimentos públicos etc. Portanto a questão ambiental tornou-se, nessa última década, uma questão política de primeira importância e uma das mais desafiadoras para os gestores públicos. 
Para essa mudança de paradigma, houve uma participação essencial da sociedade civil. Foi a partir dos movimentos levados a cabo pela sociedade civil organizada que a questão ambiental passou a fazer parte da agenda política global, infiltrando-se nas diversas esferas de poder para chegar ao nível local. A máxima "pensar globalmente, agir localmente" foi cunhada a partir das experiências vivenciadas em diversas partes do mundo e que, com o fenômeno da globalização da informação, passaram a fazer parte de um todo coerente e orgânico. Não há como se pensar em ambientalismo sem pensar nas lutas da sociedade civil em prol da implementação de políticas voltadas ao desenvolvimento sustentável.
Por essa razão, mais uma vez a sociedade civil vem trazer sua contribuição para a discussão da questão ambiental na região do Litoral Norte do estado de São Paulo, só que agora em um contexto político muito específico, que é o das eleições municipais, de onde sairão os novos mandatários do Executivo e Legislativo que terão que lidar com este tema ao longo dos próximos quatro anos. 
Como dito anteriormente, o principal problema que aflige nossa região é a perda da qualidade ambiental, praias poluídas, vazamentos de óleo no mar e em terra, ocupação de áreas de risco, crescimento desenfreado sem preocupação com aspectos como paisagens notáveis e capacidade de suporte das áreas ocupadas. O nível de imigração de outras cidades em busca de uma melhor qualidade de vida é algo assustador, o que torna nítida a necessidade de se oferecer ao cidadão uma melhora substancial e rápida. Mas o que essas pessoas vem procurar? Emprego na mão de obra civil; qualidade de vida; belezas naturais harmônicas; ar puro; áreas de lazer como as praias, dentre outros.
Falar de problemas ambientais em uma região com 85% de sua área dentro de unidades de conservação, com pouca poluição visual, sonora, atmosférica, de trânsito, é falar de falta de água em regiões específicas e sazonais, falta de parques, jardins e espaços de lazer, pouca ou nenhuma fiscalização dos órgãos públicos e falta de possibilidade de participação nas decisões governamentais entre outros. E falar de qualidade ambiental significa falar das condições necessárias ao pleno desenvolvimento espiritual do cidadão, da garantia de sua saúde e bem-estar, dos requisitos essenciais à construção de sua cidadania e de seu sentimento de integrante da cidade. Precisamos resgatar esse sentimento de "pertencimento" a nossa região.
O presente documento tem como objetivo trazer a público essa discussão, levantando pontos que necessitam de cuidados por parte dos futuros parlamentares e governantes. Ele é fruto de um olhar da sociedade civil sobre a problemática ambiental litorânea, constituindo-se num instrumento de cidadania pelo qual se pretende pautar as políticas de governo dos partidos que visam ascender à Câmara de Vereadores e à Prefeitura. Ele não é nada mais do que a reunião das impressões de cidadãos participantes e atuantes sobre o dia-a-dia na região, sobre o ambiente que os cerca.
Dessas impressões extraímos uma série de objetivos a serem perseguidos pela municipalidade, que demandarão tanto ações por parte do Executivo (fiscalização, ação integradora, obras etc.) e do Legislativo (aprovação e revisão de leis) como de igual forma da sociedade.
Nesse contexto, o Coletivo das Entidades Ambientalistas de Ubatuba - CEAU em parceria com as entidades integrantes do REAL (Regional Ambiental Litoral Norte um coletivo das entidades ambientalistas do litoral norte paulista) baseados em um texto do voluntariado da SOS Mata Atlântica elaboraram uma plataforma de política ambiental municipal, com o intuito de reivindicar a adoção, pelo Poder Público, de uma postura firme no trato das questões relacionadas à salubridade do meio ambiente e também estimular a coletividade litorânea a participar de todo este processo.
Em anexo, apresentamos duas agendas políticas, que apesar de serem mínimas, pretendem embasar uma ampla discussão pública nas cidades, e visa obter um compromisso moral e formal das coligações partidárias com a causa ambiental.
Uma Política Municipal de Meio Ambiente, em nossa opinião, tem que ter necessariamente três pilares ou diretrizes básica - Diagnóstico, Informação, Participação e Avaliação dos trabalhos executados. E sempre que se falar em desenvolvimento sócio-econômico devem ser utilizados os índices usados pelo PNUD - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, o chamado IDH - Índice de Desenvolvimento Humano, como referencial. Até que tenhamos nossos próprios indicadores de qualidade da saúde ambiental da região.

Compromisso Ambiental para Agenda Mínima Regional
1. Os prefeitos eleitos nas cidades do Litoral Norte, no pleito de 2004, se comprometem a criar, manter e valorizar os órgãos dos Sistema Municipal do Meio Ambiente, adequando sua estrutura ao propugnado pelo Sistema Nacional do Meio Ambiente; esses órgãos são (a) Secretaria Municipal do Meio Ambiente, (b) Conselho Municipal do Meio Ambiente (com caráter deliberativo), (c) Fundo Municipal do Meio Ambiente e (d) equipe de fiscalização ambiental, devidamente treinada e equipada para garantir o cumprimento das leis de proteção ambiental;
2. Os prefeitos eleitos nas cidades do Litoral Norte, no pleito de 2004, se comprometem a participar e valorizar os fóruns ambientais regionais, como Comitê de Bacias Hidrográficas e Grupo Setorial do Gerenciamento Costeiro, contribuindo ainda para que as entidades da sociedade civil de seus respectivo municípios possam participar dos mesmos;
3. Os prefeitos eleitos nas cidades do Litoral Norte, no pleito de 2004, se comprometem a estreitar sua integração com o Instituto Florestal, contribuindo com este nas ações de manejo, fiscalização, proteção e valorização dos parques estaduais em seus respectivos municípios;
4. Os prefeitos eleitos nas cidades do Litoral Norte, no pleito de 2004, se comprometem a combater a ocupação irregular, seja por populações de baixa renda, seja por construções de alto padrão, (a) aumentando o contingente de fiscalização da construção civil e (b) intensificando a vigilância em áreas de preservação permanente;
5. Os prefeitos eleitos nas cidades do Litoral Norte, no pleito de 2004, se comprometem a melhorar a saúde ambiental de seus respectivos municípios, com ações concretas que aprimorem o tratamento dos resíduos sólidos, aumentem o percentual de captação de esgotos e a balneabilidade das praias e ainda passem a condicionar a concessão de alvarás ao licenciamento ambiental das atividades que possuem esta exigência nos níveis estadual e federal.
Conteúdo da Plataforma Ambiental Mínima para os futuros prefeitos e os vereadores de Ubatuba no Litoral Norte do Estado de São Paulo
Adotar conceito de Desenvolvimento Sustentável ou Cidade Ecológica para a Gestão Pública Municipal e implantar a Agenda 21 local.

Secretaria de Meio Ambiente Municipal – SEMA
1. Definir sede (sugestão abaixo), orçamento e organograma com equipe qualificada para a SEMA;
2. Elaborar a Política Municipal de Meio Ambiente com o plano plurianual de trabalho para a SEMA junto com o CONDEPHAATA;
3. Gerir ambientalmente a administração pública;
4. Estabelecer programa de cooperação com ONGS para a elaboração de projetos;
5. Estruturar, suprir e regulamentar a Guarda Municipal para que seja uma "Guarda Ambiental Municipal", conforme Lei Orgânica Municipal - LOM.
6. Disque-Denuncia e ouvidoria para crimes ambientais, com respostas e ações imediatas, utilizando a “Guarda Ambiental Municipal” regulamentando a Lei 2436/03.
7. Solicitar ao Governo Estadual e Federal, a implantação de "túneis" para passagens de animais silvestres que tentam atravessar as Rodovias BR 101, SP 125 e SP 55, no município de Ubatuba.
8. Efetivar, equipar e capacitar o Centro de controle de zoonoses a cumprir sua missão.
9. Participar efetivamente do Comitê das Bacias Hidrográficas do LN.

Áreas Verdes e ou Protegidas
1. Criar e implantar Áreas Protegidas Municipais, terrestres e marinhas, destinadas à:
a) área para preservação;
b) área de lazer;
c) área de realização de eventos;
1.1 Criar por lei a Floresta Municipal do Monte Valério com a sede da SEMA e um Centro Ambiental e Cultural de formação da comunidade com eventos e cursos diversos e profissionalizantes ligados a área ambiental em parceria com ONGs e ou OSCIPs.
2. Criar, conservar, revitalizar e recuperar áreas verdes, praças e parques, com estímulo, inclusive, a parcerias com a iniciativa privada, associações de bairros, entre outros.
3. Desenvolver projetos de arborização urbana, visando garantir, no mínimo, um aspecto paisagístico urbano menos árido. Dando prioridade para praças e espaços de lazer.
4. Implantar viveiros de árvores nativas da Mata Atlântica para a recuperação de áreas degradadas.
5. Regulamentar a Lei 2099/01 que dispõe sobre a recomposição florestal do município de Ubatuba.
6. Estabelecer um programa de integração com o IF para as áreas do PESM e PEIA, no manejo e fiscalização das áreas.
7. Estabelecer programas de cooperação com a Polícia Ambiental e Guarda Ambiental Municipal para fiscalização das Áreas Protegidas e Áreas de Preservação Permanente - APPs.
8. Estabelecer programa para incentivo à criação de RPPNs e outras unidades de conservação previstas no SNUC.
9. Estabelecer programa de cooperação com o Instituto de Pesca para investimentos em atividades ligadas a atividade pesqueira e maricultura apoiando e regulamentando Fazendas Marinhas.
10. Incentivar o estudo e aplicação da Permacultura, Agroflorestas, agricultura orgânica e outras políticas afins.
11. Promover estudos e pesquisas visando a implantação de recifes artificiais.
12. Apoiar a ampliação dos limites do Parque Estadual da Ilha Anchieta criando o Parque Estadual "Marinho da Ilha Anchieta", conforme processo que tramita desde 1997 na SMA.


Poluição das Águas e Balneabilidade das Praias 
1. Promover juntamente com o Estado o tratamento dos esgotos domiciliares antes de lançá-los aos corpos d'água receptores, cumprindo, assim, o mandamento contido no artigo 208 da Constituição do Estado de São Paulo e LOM.
2. Promover estudos e pesquisas para utilização de sistemas biológicos de tratamento de efluentes líquidos residenciais.

Poluição do Ar 
1. Fiscalizar a proibição da queima de resíduos sólidos a céu aberto Lei 1511/96.
2. Destinar maior investimento ao transporte público não-poluente, através do uso de combustíveis alternativos (por exemplo, o gás natural, biodiesel).

Ciclovias
1. Implantar mais ciclovias e estimular, por meio de campanhas, as pessoas a respeitarem os ciclistas, educar os ciclistas a respeitarem as regras de trânsito e, sempre que possível privilegiar as bicicletas ante os carros:
a) Criação de bolsões de estacionamento de bicicletas;
b) Prioridade para instalação das ciclovias nas rodovias e principais vias urbanas;
c) Obrigatoriedade de implantação no planejamento de loteamentos e das novas vias públicas.
2. Priorizar e incrementar o uso de bicicletas e transporte coletivo.

Poluição Visual 
1. Rever, reorientar, limitar e fiscalizar propagandas externas (outdoors, luminosos, letreiros etc.) dispostas em ruas, avenidas e estabelecimentos comerciais da cidade que ultrapassem a quantidade, o local e o tamanho estabelecidos pela legislação (lei 1516/96).
2. Combater pichações por meio do envolvimento dos pichadores em projetos artísticos e culturais, como a grafite.
3. Destinar recursos para garantir a preservação da paisagem urbana.
4. Restaurar e revitalizar áreas, monumentos e edifícios histórico-culturais.
5. Inventariar as Paisagens Notáveis do Município segundo a LOM.

Poluição Sonora 
1. Fiscalizar o uso do escapamento original em todos os veículos automotores e motocicletas.
2. Regulamentar o horário e o nível de ruídos emitidos pelos alto-falantes de veículos de finalidade comercial, política ou publicitária. 
3. Fiscalizar e divulgar os horários permitidos à execução de som em Quiosques ou estabelecimentos comerciais como casas noturnas.

Política de Resíduos Sólidos 
1. Implantar e gerenciar a coleta seletiva de lixo por meio de incentivos para a aquisição de matérias-primas recicláveis, apoio a cooperativas de catadores de lixo e de processamento de resíduos, dentre outras medidas regulamentar a Lei 2050/01.
2. Desenvolver programas de educação ambiental voltados para a redução, a reutilização e a reciclagem dos resíduos sólidos regulamentar a Lei 2438/03 que institui a coleta seletiva nas escolas do município.
3. Envolver os órgãos públicos municipais no uso de materiais recicláveis.
4. Colocar um maior número de cestos de lixo pela cidade e desenvolver campanhas educativas, orientando as pessoas a jogarem o lixo nos cestos de lixo distribuídos pelo espaço público (associando, por exemplo, o lixo das ruas ao entupimento de bocas de lobo e à poluição de praias e rios).
5. Legislar e/ou incentivar a iniciativa privada para a criação de postos de coleta de lixo reciclável e reaproveitável, ou que devam ter destinação especial, dada a sua toxicidade, tais como, pilhas, pneus, baterias etc.
6. Incentivar pesquisas sobre o gerenciamento e a destinação final do lixo, para o desenvolvimento de novas tecnologias para a reciclagem e o reaproveitamento de resíduos.
7. Incentivar a instalação de empresas que utilizem materiais reciclados e que sejam pouco ou nada poluentes.
8. Regulamentar e equipar o município para fazer o ordenamento das podas e destinação adequada integrada com a coleta seletiva (usina de compostagem).

Uso e Conservação do Solo 
1. Refazer o Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado do Município de acordo com o Estatuto da Cidades e utilizando o Geoprocessamento como instrumento dos trabalhos.
2. Revisar a legislação vigente sobre o parcelamento e o zoneamento do solo urbano, junto com o Conselho Municipal de Desenvolvimento e baseados nas diretrizes propostas pelo Decreto do Gerenciamento Costeiro e do plano diretor revisto.
3. Participar efetivamente, em todas as formas previstas, no desenvolvimento implantação do Plano Estadual de Gerenciamento Costeiro.
4. Implantar alternativas para as ocupações ilegais existentes, tais como a desocupação das áreas irregularmente habitadas e a minimização dos impactos das ocupações que não possam ser removidas.
5. Integrar órgãos municipais de planejamento, iniciativa privada, ONGs e universidades para a execução de trabalhos de revitalização de áreas abandonadas da cidade.
6. Aprovar uma legislação abrangente de RIVI (Relatório de Impacto de Vizinhança).
7. Elaborar o Plano Municipal de Gerenciamento Costeiro.
8. Promover o Plano Municipal de Mineração.
9. Apoiar iniciativas para aplicação de arquitetura-ecológica.

Conselhos Municipais do Meio Ambiente e de Desenvolvimento Sustentável e a Participação da Sociedade na Política Ambiental Municipal 
1. Convocar e fortalecer os Conselhos Municipais de Desenvolvimento lei 1103/91 e de Meio Ambiente do Município lei 2184/01 através das seguintes ações:
a) Outorgar-lhes caráter normativo e deliberativo;
b) Efetivá-los nomeando seus membros e encaminhando os projetos que são pertinentes na forma da Lei.
2. Legitimar os Conselhos a:
a) Criar Conselhos Regionais paritários, com representantes de associações de bairro e comércio, presididos pela SEMA (Secretaria Municipal de Meio Ambiente);
b) Criar canais de comunicação para divulgar as próprias decisões bem como as leis ambientais municipais, orientando os munícipes acerca de seus direitos e deveres;
c) Elaborarem um diagnóstico sócio-ambiental detalhado no município.
3. Democratizar a informação, permitindo o acesso dos cidadãos a bancos de dados públicos de indicadores sócio-ambientais, via Internet e na sede da SEMA.
4. Instituir e promover plebiscitos e referendos para a participação da população no trato de temas ambientais polêmicos.
5. Instituir o Fundo Municipal de Meio Ambiente, regulamentando a Lei 2447/03.

Turismo
Investir na capacitação das comunidades situadas em áreas de interesse direto no ecoturismo.

Comunicação
1. Prover mecanismos para o pleno acesso, por meio de programas de rádio, jornais ou boletins, às informações sobre planos, programas, projetos e obras ou atividades que possam provocar alterações sobre o meio ambiente ou o patrimônio cultural de Ubatuba;
2. Implantar sinalização pública para percepção e cuidados com o patrimônio natural e cultural.

Adauto Júlio ganha a Taça Iperoig 2004

Ubatuba - Terminou neste Sábado a Taça Iperoig de futebol de mesa, uma homenagem da AUFM ao primeiro tratado de paz das Américas, a "Paz de Iperoig". O Dr. Adauto Júlio, vice-líder do ranking municipal, foi o grande campeão, após uma excepcional campanha na Fase Final, quando terminou com 100% de aproveitamento. O vice-campeão foi André Rafael, líder do ranking e melhor botonista ubatubense em 2003, que após classificar-se com a melhor campanha da 1ª Fase, não repetiu as boas atuações na Fase Final e acabou perdendo o título. Em 10 torneios disputados em 2004, André foi o campeão em 8.
Na terceira posição ficou Flávio Bellard, a grande surpresa da Taça Iperoig. Flávio classificou-se em 2° no seu grupo na 1ª Fase e na Fase Final surpreendeu mais ainda ao subir no pódio e mostrar que atravessa a melhor fase de sua carreira. Outros destaques do torneio foram Fábio Aparecido (perdeu a vaga nas finais no saldo de gols mas ganhou o Rebolo e terminou em 6°), e os estreantes Renan Rossi e Bruno Ferrari (que mostraram um bom jogo e terminaram na 7ª e 8ª posição, respectivamente). A grande decepção do evento foi Sílvio Fonseca, campeão da edição anterior, que acabou na 10ª colocação.
A Taça Iperoig foi considerada pela Diretoria da AUFM e pelos associados em geral como o melhor evento promovido pela entidade em 2004, com alto nível técnico e muita competitividade. Adauto, que conquistou seu primeiro título oficial, imortalizou a "Pantera Cor-de-Rosa" (como ficou conhecido seu time, pela cor dos botões) e mostrou que é, atualmente, o único que consegue fazer frente para André em Ubatuba. Na Fase Final, Adauto goleou todos seus adversários, incluindo o próprio André, sempre por 3 gols de diferença, e terminou a competição com o melhor ataque (33 gols pró) e o melhor saldo (19 gols), e foi quem menos perdeu (apenas 2 derrotas).
Os botonistas voltam às atividades no próximo Sábado, com a disputa da Copa Caiçara, um dos 4 mais importantes torneios da temporada (o chamado "Grand Slam"), que garante uma vaga direta no Masters do fim do ano. Mais detalhes no site da associação www.futmesaubatuba.hpg.com.br 

Nota do Editor - Carta Aberta de Esclarecimento

O Litoral Virtual em seus 9 anos de existência, sempre se pautou por total isenção, nunca emitindo opiniões ou juízo de valor sobre as notícias e cartas enviadas por seus leitores. Após a publicação de uma carta aberta do Sr. Sergio Carvalho, ex-secretário de Turismo de Ubatuba, em 03/09/04, viu-se no centro de uma polêmica em que até veladas ameaças de empastelamento deste Jornal Virtual foram lançadas, além de telefonemas de pessoas ligadas ao caso nos induzindo a assumir atitudes tendenciosas. Coisa que jamais faremos.
O Litoral Virtual mantém espaço aberto a qualquer pessoa citada no texto publicado, para que se manifeste com total liberdade de expressão.
Aos nossos leitores que não estão entendendo o porquê de tal polêmica, republicamos em ordem cronológica algumas matérias e cartas publicadas na mídia regional, que evidentemente esclarecerão os fatos. Clique Aqui para acessar as matérias.

Emilio Campi
Editor

Artigo Topo

Nós, o IPTU e a economia sustentada

Em um município com tantas limitações e restrições ambientais o turismo é a mais adequada das atividades econômicas com características de sustentabilidade. Escravo e totalmente dependente da arrecadação do IPTU, o poder público e seus administradores, mostram incapacidade de enxergar de agir direcionando os (já escassos) investimentos na atividade turística. Historicamente, o entendimento do crescimento econômico era medido com o aumento da arrecadação do imposto predial. Para tanto, justificava-se a necessidade da ocupação, cada vez maior. de áreas nobres, com o maior número de metros quadrados possíveis, independentemente da qualidade desta ocupação. Tiro no pé. A migração desordenada é um sem fim de necessidades sociais que, em uma “roda viva” se auto justificam. Os espaços, muito mais que os próprios recursos, são limitados. Já não há o que ocupar sem um maior grau de devastação. Vide: Pé da serra, PErequês, Cachoeira dos macacos etc etc. etc... Em breve, com maior intensidade, do que a ocupação pelo comercio ( ambulante ou não) as próprias praias. Será o fim! A cegueira política econômica somada a nossa comodidade, nos fez coniventes, desde quando não nos responsabilizamos pela indicação e pela formação de candidatos a cargos eletivos de administradores públicos capazes. Leia-se, candidatos a cargos políticos. Nossa inércia justificou-se pela avalanche popular da migração. O caminho do caos. Abaixo, segue um trecho de matéria do Jornal eletrônico “Ambiente Brasil” desta semana:
“É possível praticar uma hotelaria ambientalmente adequada, economicamente viável e socialmente justa. No entanto, o processo de desenvolvimento e implantação do turismo sustentável no Brasil precisa lidar ainda com realidades e desafios, tais como: alto grau de informalidade da atividade turística; falta de conhecimento e educação dos princípios ambientais; e, estabelecimento de normas e critérios factíveis e legítimos. Não há verdadeira sustentabilidade num hotel que funciona como perfeito paraíso enquanto fora de suas paredes reina o caos. Perde o hotel, a comunidade, o destino como um todo, e o nosso País” Am. Brasil. 
A matéria acima, tem o foco pertinente na hotelaria em cidades turísticas, mas, pode-se adequá-la perfeitamente às cidades como a nossa. Então, para onde iremos sem horizontes? Quem seguiremos sem planos? Em quem confiaremos nosso destino? Como poderemos sobreviver sem sustentabilidade? Como será, o nosso retrato amanhã? Infelizmente a luz não é para todos, mas a cegueira, não exime de responsabilidade quem não vê. 

Ronaldo Dias
Ubatuba, SP

Opinião Topo

Perfis Ubatubados

Empresas de pequeno ou grande porte costumam estabelecer perfis dos profissionais que pretendem contratar. Para isso, existem métodos quase científicos de traçar o perfil do candidato e sua adequação ao perfil necessário. Tudo isso é simples, se considerarmos que a empresa tem a liberdade e o poder de contratar ou não, de manter e adequar ou de simplesmente nem considerar aquele candidato.
Quando se trata de escolher o melhor candidato para um cargo eletivo, a soma dos votos é o que determina o candidato escolhido. Do anseio popular somos meros eleitores na manifestação da nossa vontade particular, somos meros espectadores e, o mais difícil é nos recolher na relativa insignificância que é o nosso único voto.
Reclamos o tempo todo que os políticos só se lembram da gente quando se aproximam as eleições, quando na verdade somos nós que nos esquecemos dos políticos durante todo o mandato que delegamos a eles. Depois da eleição, parece que o dever está cumprido e nos recolhemos cada um no seu mundinho, deixando os políticos totalmente à vontade, esquecendo que o voto é um mútuo compromisso de quatro anos. Na eleição, estamos constituindo um trabalhador e não devemos virar as costas depois do contratado celebrado. Do mesmo jeito que fazemos na nossa vida particular, temos que orientar e fiscalizar o trabalhador que contratamos. Ninguém contrata uma empregada doméstica na calçada, manda-a entrar na casa, virando as costas com a certeza que ela irá fazer todos os serviços. Não fazemos isso com a nossa casa, mas fazemos isso com o nosso Município.
Tanto isso é verdade que se analisarmos friamente as campanhas dos candidatos mais barulhentos, podemos notar um certo messianismo no discurso. Um perigoso perfil de salvadores da pátria. É normal um candidato em campanha de reeleição multiplicar ou até exponenciar as obras que realizou, e o nosso não tem feito diferente. Infelizmente é normal também, um candidato de oposição multiplicar a sua capacidade de fazer obras, seja exibindo uma parede de diplomas e títulos de PHD ou, sair por aí prometendo obras como se fosse a multiplicação dos pães.
Não gosto muito quando uma pessoa para se dizer capaz, fica expondo os diplomas que possui, acho que além de não dizer nada é muito perigoso. O Bush tem um monte de diplomas é deve entrar para a Historia por causa da guerra do Iraque. Abraão Lincoln era um lenhador e entrou para historia como o construtor de uma nação. Trazendo para Ubatuba na sua História recente, um professor com título no exterior, é lembrado por uma administração rançosa e vingativa e todos nós, sem saber quais os títulos que possuía, nos lembramos com carinho do prefeito Ciccilo Matarazzo pela capacidade de aglutinar valores humanos e construir uma cidade.
Para mim diplomas e instrução são valores totalmente dissociados e talvez por isso que quando alguém levanta o diploma sempre me lembro das carteiradas do jargão “ocê sabe cum quem ta falano?” que muitos diplomados ainda gostam de usar.
Esse ranço autoritário se manifesta na ironia que o atual prefeito manifesta perante as criticas que recebe e na prepotência do candidato Já Ganhou. Aliás, pelas amizades que cultiva e o numero de obras que promete por minuto, o candidato do Já Ganhou está muito mais para um clone do Collor do que para um seguidor de Juscelino Kubitschek.

Carlos Rizzo
Ubatuba, SP

Carta do Leitor Topo

Pirão Geral - Olá Emilio, tudo bem? Mais uma vez obrigado pela divulgação do movimento Pirão Geral, Foi um sucesso o Pirão de Primavera neste domingo. Já anunciamos o Pirão do dia das Crianças que será com muitas brincadeiras do nosso tempo, como por exemplo, teremos corrida de saco, corrida do ovo na colher, concurso de pipas/papagaios, roda de pião, bolinha de gude, pula corda, amarelinha etc; acontecerá também a encenação do Auto do Boi de Conchas (1ª parte) com o cortejo saindo de onde acontece o pirão, indo até a Praia de Iperoig, onde o Boi desaparecerá no mar. Será uma grande festa e desde de já conto com você para mais essa divulgação.
Muito obrigado e continue dando o seu precioso apoio a cultura de nossa terra. Abraços. 

Julinho Mendes
Ubatuba, SP


Propostas aos Candidatos - Apreciaria que os candidatos, além de firmarem o compromisso que têm assumido com o UBATUBA VIVA no LITORAL VIRTUAL e firmarem a cláusula 15ª. que sugeri, em edição anterior, conforme adiante, 

15 ) Comprometo-me pelo todo acima, sob pena de, em o não cumprindo, mediante prévia notificação judicial e/ou extra judicial, por qualquer do povo, a atender a qualquer das cláusulas, no prazo de 15 dias, sujeitar-me à pena de prevaricação, à requerimento de qualquer do povo, submetendo-me às cominações de praxe, tanto as do âmbito civil, como eleitoral e/ou penal.

Todos os prefeitáveis, além das considerações que julguem pertinentes, respondessem as perguntas abaixo, que constituem problemas que sem um encaminhamento legal, corajoso, equilibrado e sereno, acelerarão o descambar de Ubatuba, que já se encontra em marcha batida para a falência sem volta. 

1 - Que fazer das construções ilegais e verdadeiras favelas que brotam em Ubatuba e ao longo das estradas do município, bem como impedir a continuidade de criação de outras ? 
2 - Que fazer das ocupações e destruições ilegais de áreas de mananciais, matas ciliares e APP ( área de proteção permanente ), bem como das reservas de mata atlântica, e impedir o início de outras ?
3 - Que fazer para fazer cessar a migração desenfreada para Ubatuba, que tem um dos crescimentos populacionais maiores de nosso país, sem infra estrutura para atender o já existente ?
4 - Que fazer, em nível municipal, para que ciclistas atendam as leis de trânsito ?

Sem um posicionamento claro a respeito dos assuntos acima colocados, nenhum programa de candidato merece nosso voto e/ou qualquer esperança de que sua administração tenha qualquer oportunidade de iniciar a salvação do que ainda resta de Ubatuba.

Roberto de Mamede Costa Leite
Ubatuba, SP


Conheça seu candidato - Estamos nos aproximando do grande dia. Em 3 de Outubro temos um compromisso e não podemos deixar de cumpri-lo. Ubatuba precisa de um novo destino, eu particularmente não gostaria de viver esse atraso do passado nos próximos 4 anos com esse prefeito que faz de conta que administra. Por outro lado temos o candidato fogueteiro, que quer fazer desta cidade uma cidade futurista, mas que com tanto comprometimento não vai sobrar nada pra nos pobres mortais. Pra que isso não aconteça temos que analisar não só os candidatos mas tambem todas as pessoas que os apoiam, por ex eu não conheço o candidato futurista mas como caiçara ubatubana conheço muito bem (de outros carnavais) todos ou quase todos que o apoiam, e a minha grande preocupação e Ter que ver uma ficção virar realidade e Ter que assistir aquele filme infantil, sabe qual??? Alibabá e os 10, 20, 30, 40 ladrões... e ai a vaca vai pro brejo...

Helena Rodrigues
Jd Itaguá - Ubatuba


Já Ganhei - Pergunto por querer compreender, meu eminente editor Emílio Campi, afinal todos os candidatos não são o “Já Ganhei”? E mesmo que um deles esteja baixo na pesquisa, virá com o chavão: Pesquisa não ganha eleição! E o estourado, para todos candidatos, só acontecerá na apuração, estourado de felicidade. Meu caro Emílio, me ilumine nesta minha vã lucubração!

Flávio Girão
Ubatuba, SP


Carta Aberta aos Eleitores de Ubatuba - Caros Editor, Internautas e Eleitores de Ubatuba. Infelizmente, a maioria do eleitorado de Ubatuba, está sendo enganado novamente. Tem um certo candidato ao cargo de Prefeito, tucano mascarado, conhecido por fogueteiro, sensacionalista, aventureiro - pula e pula de partido, paraquedista, que só aparece aqui em ano de eleição, para tirar proveito do pleito como oposição.
Esse candidato demagogo e mentiroso, faz promessas eleitoreiras de sua campanha, dizendo ao povo que vai construir vários hospitais, quando se sabe da dificuldade de resolver apenas os problemas da nossa Santa Casa. Faz discurso retórico, com mil e umas promessas, absurdamente fajuta e impossiveis de realização. É arrogante e prepotente, como se fosse um "sábio intelectual", quando se refere aos projetos de âmbito federal, tais como: PPP, OSCIP e etc., que ele "tá se achando" aplicáveis ao nosso Município. Coitado...! se ele soubesse quão dificil é manter os cooperados sobreviver numa Cooperativa?!
Pois mal e muito mal! Esse candidato fogueteiro não perdeu tempo e se arvorou em vencedor > do tipo "já ganhou", utilizando-se de uma pesquisa duvidosa, supostamente encomendada e tendenciosamente manipulada, se lança ao povão de seus comícios e na sua propaganda eleitoral, que está em primeirissimo lugar, de tantos pontos...! bem distante da situação, do 2º candidato prefeito de Ubatuba, tentando desesperadamente convencer e influenciar o seu eleitorado!?
Ora, a tal pesquisa fora feita por uma insignificante empresa de Opinião e Consultoria Ltda., da minúscula cidade de Cangaíba, interior de SP, com patrocínio do Sindicato de Hoteis e Pousadas de Ubatuba, a custo de R$ 6.000,00. Ora, a minha opinião comunga com muitos eleitores, mais bem preparados e politizados, da suspeita desta pesquisa, de tão somente favorecer o candidato fogueteiro.
Acreditem e pasmem! O dirigente de tal Sindicato de Hoteis e Pousadas de Ubatuba, que custeou a tal duvidosa pesquisa é um dos donos do Hotel 4 estrelas do centro da cidade, que irá, amanhã, dia 8, abrir as portas e oferecer um "cocktail" em homenagem a esse candidato demagogo/mentiroso e a seus correlegionários, patrocinadores, etc.
Está em jogo a reta final de sua campanha, precisando de mais e mais dinheiro, para saldar débitos existentes na praça, custear mais foguetórios nos comícios e pagar cabos eleitorais de "boca de urna". Muitos interesses escusos estão na pauta dessa reunião, batizado de "cocktail". A imprensa, o Ibama, o Ministério Público e os eleitores cidadãos de bem ! todo cuidado é pouco ! esse cara pode estar loteando
cargos e pedaços de Ubatuba aos oportunistas de plantão.
Me dá nojo de ver e ouvir esse candidato falar ao povão de Ubatuba.
Proteste e vote conscientemente. Não se deixe influenciar! 
Não seja uma " Maria vai com as outras". 

Orlando Vicente Sales
Eleitor de Ubatuba 


Carta Aberta I - Necessito também ser ouvida! Sou moradora de Ubatuba há mais de 20 anos e nunca vi tanta lavagem de roupa suja de nossa cidade quanto agora: apresentador de TV que denigre nossa imagem, e agora o Sr. Ex Secretário e Ex Presidente da COMTUR que foi exonerado, como ele mesmo afirmou, boa coisa já não deve ter feito. Mas vamos aos fatos e não boatos: linchamentos públicos – não aconteceram, pelo menos até agora, mas podem e devem acontecer, nesse ponto que venha a verdade; Resorts de selva da região amazônica não nos interessam, mega projetos em Ubatuba e que o Sr. Ex Secretário tanto alardeou também que também não deram certo não nos interessam. Exemplos: MEGA HIPER centro de convenções, mega eventos de reveillon, mega super festivais de música instrumental, mega feira na Alemanha, projetos que benefícios palpáveis de nada trouxeram ao município. NADA CONCRETO, pelo menos para mim que sou da “comunidade” como o Sr. tanto alardeia;
Traições, fofocas, boatos, roupa suja, por favor, lave sua roupa suja em casa, na sua, que não é aqui em Ubatuba; JUSTIÇA, seja feita mesmo, que o Ministério Público investigue mesmo atos e fatos de tudo o que o Sr. disse. Ubatuba não é curva de rio! Chega de hipocrisia! Deixe gente séria da "comunidade" trabalhar!

Maria da Penha
Ubatuba, SP


Carta Aberta II - Tive o prazer de ler a carta de esclarecimentos de autoria do Sérgio Luiz Alves de Carvalho (Caso Comtur), embora toda a essa "istória" (sem h), já é conhecida dos meios empresariais (menos da população em geral, ou seja, do povão). 
Não estou aqui defendendo as empresas e as pessoas citadas por ele, (quem sou eu para tal, aliás, elas certamente saberão se defender, caso queiram). Mas, quanto ao AQUARIO DE UBATUBA, pelo que conheço e acompanho de perto, é uma das poucas empresas que "ainda" trazem para Ubatuba um diferencial turístico positivo, ou seja, ainda divulgam o nome de nossa querida cidade "la fora", razão pela qual, não posso concordar com tais ataques, pois, acompanhei de perto os trabalhos que a COMTUR por incompetência administrativa deixou de fazer. Lógicamente o seguimento empresarial teria que reagir, como de fato fizeram.
Ressalto que no meu entender a COMTUR sob a gestão do Sérgio ou não, e até a presente data (salvo as exceções, as quais não preciso dizer, pois a referida empresa já foi administrada por pessoas de excepcional competência), mesmo sob nova direção administrativa, "ainda peca pela falta de divulgação e incremento ao turismo local nos meios televisivos, imprensa regional e outros" (a crítica é construtiva), ou seja, precisa melhorar muito para ser viável, e fazer cumprir o que esta previsto em seu Estatuto Social, mais, precisamente o objeto social. 
Ressalto que o autor da carta de esclarecimentos, deveria falar também pelos menos um pouco, o que sabe sobre o "istória" do filme que a COMTUR pagou uma parte (e quem pagou a outra?). Essa "certa quantia" deveria vir a público mais detalhadamente (esclarecer para os cidadãos ubatubenses) e dar explicações como foi feita a licitação (se houve ou não). Ai, sim, o referido senhor, estaria colocando a "Boca no Trombone" e prestará de fato, um bom serviço a nossa população, pois, todo dirigente quando vem a público, deve falar o que de fato sabe, de forma contundente e verdadeira (não estou chamando o referido senhor de mentiroso, ok). 
Tais esclarecimentos poderão trazer a tona as falcatruas escondidas nos "porões" (se houve ou não), ou seja, "O POVO QUER SABER". Desta forma, e quem sabe, futuramente a COMTUR seja uma empresa viável para o turismo local, ou então, terá o trágico destino, encerrá suas atividades. Mais precisamente, fará o mesmo que grande parte das empresas estabelecidas nesta cidade já estão fazendo, ou seja, encerrando suas atividades por falta de incentivo ao turismo, papel que a COMTUR ainda encontra-se inerte, mas, cobrando estacionamentos, e etc.

Ricardo Bento Siqueira
Professor/Contador
Ubatuba, SP


Mea Culpa - É do cotidiano falar-se muito e não se dizer nada. Assim tem sido com o tema turismo e depois de tanta falação como nada foi dito, consequentemente nada aconteceu. Polêmico e complexo, encruado, não consegue sair da panela e ir a mesa. Muitos tentaram, houve até quem usasse calças curtas, os mais supersticiosos acreditavam que era uma maldição e foi até sugerida a leitura de obras literárias com assinatura de Glorinha Kalil e Danuza Leão, mas nada disso surtiu efeito porque os que tentaram colidiram violentamente de frente com egos inchados, vaidades e interesses mesquinhos.
Não acredito que este tratamento indigno que o município vem recebendo seja seu canto do cisne, porque existem pessoas dignas, muitas, que já atingiram seu limite e que com certeza irão reverter o quadro.
Na fauna são muitos os cantos, bastante conhecido é o do galo que nos desperta todas as manhas. Outro raro é o da baleia que muitos poucos tiveram a oportunidade de ouvir, já que o cetáceo habita regiões não urbanizadas. O galo é sui-generis, porque embora seja dele o canto, quem bota o ovo é a galinha
Faz poucas semanas que baleia foi assunto em todos os jornais, revistas e emissoras nacionais, visto que uma encalhou em Niterói. Temos três ossadas em Ubatuba e cogita-se que uma delas seja montada a céu aberto na praça que leva o nome do patrono da Aeronáutica e da Força Aérea Brasileira, o marechal-do-ar Alberto Santos Dumont. Nada contra as baleias, que são fonte de renda em Abrolhos-BA, mas entre Santos Dumont na praça e uma ossada de baleia, sou Santos Dumont.
O lugar da ossada da baleia é em local coberto e fechado com monitores, apoio áudio visual, lojinha e sanitários, assim como é na Ponta da Praia da cidade de Santos, e em outras mundo afora. Seria uma atividade/atração para nossos turistas em dias de chuva de que somos tão carentes.
O que esta a caminho não tem nada de novo: as mesmas falações, promessas, conchavos, acordos e embolações com foto de criança no colo também. Mais uma vez as pessoas irão acreditar nessas promessas e sonhar com dias melhores .
Ainda devem existir em nosso inconsciente restos culturais colonialistas que nos fazem acreditar que "alguém" vai zelar por nós, que existe quem decide e quem obedece, e esse alguém vai resolver o imbróglio para nós. Isso é confortável e cômodo, mas não resolve nada. Essa postura perpetua uma situação.
Empreender é mais trabalhoso do que esperar que as coisas se acomodem ou sejam resolvidas pôr um operário público, assim como é fácil culpar alguém pelas nossas desgraças.
Sociedade empreendedora é aquela que faz guerras e vai as ruas protestar, não é nosso caso, pois somos do deixa disso, da paz, da caipirinha, do forró, pagode e futebol, somos os herdeiros do futuro.
O destino esta em nossas próprias mãos o que vivemos é de nossa responsabilidade e culpa, quando tivermos atitude e humildade para tirarmos proveito de nossos erros aí sim às coisas começarão a funcionar.
O turismo deve processar recursos naturais culturais e humanos objetivando o lucro a satisfação do turista e o desenvolvimento sustentável, mas antes do destino turístico ser bom para o turista, ele tem que ser bom para seu morador.
É imperioso formatar produtos que expressem identidade singular exclusiva e consolidar o fluxo turístico para gerar demanda suficiente para a ocupação da estrutura já existente.
Embora não tenha nada a ver com turismo, galo ou baleia, cita Aluisio de Toledo César: "Há certas atitudes que amesquinham o ser humano e enchem de vergonha pais, filhos e netos, comprometendo e marcando gerações futuras. São atos que põem em dúvida a origem do homem à imagem e semelhança de Deus e servem para ressaltar em algumas pessoas a inegável ligação com o macaco."

Ezio Pastore
Ubatuba, SP

Foto do Dia Topo

Ubatuba

Amanhecer no Centro

Amanhecer no Centro
©Flávio Medici


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia
 

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi
Editora Assistente: Jullyany Roberta Cruz


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor