Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 27 de setembro de 2004 - Nº 1124 Edições Anteriores

Barra da Lagoa Portal da Palmeira Locação

Região
-

Caraguatatuba
27ª Exposição de Orquídeas em Caraguá
Sociedade apresenta propostas ao Orçamento 2005
Óleo mata peixes do Rio do Ouro, em Caraguá

Projeto ensina evitar animais marinhos
Acidentes são predominantes no verão

Ilhabela
Mané tem 61,9% das intenções de voto em Ilhabela; adversários não acreditam em resultado
A candidata do PDT, Nilce Signorini, considera que a pesquisa é ilegítima

São Sebastião
Aciss convoca comércio a participar de eleição da nova diretoria em novembro
Equipe do litoral sai na frente no Campeonato Paulista 2ª divisão

Ubatuba
Jornal A Semana: Eleição para prefeito indefinida

Sindicato de Hotéis: Tuzino lidera as pesquisas em Ubatuba
Candidatos se comprometem com as agendas mínimas de Meio Ambiente e Turísmo
Guarda recusa serviço nas ruas em Ubatuba
Campeonato mundial de Damas será realizado em Ubatuba
Palestra “Sabor & Qualidade” do SEBRAE

Seções
Opinião
Artigo
Carta do Leitor
Foto do Dia

Notícias da Região Topo

Litoral Norte

Notícias de Caraguatatuba Topo

27ª Exposição de Orquídeas em Caraguá
Encontro reúne várias espécies de orquídeas cultivadas na região; mostra acontece de 8 a 10 de outubro com entrada gratuita.

Caraguatatuba - A 27ª Expo-Orquídeas vai reunir em Caraguatatuba os mais belos exemplares de orquídeas trazidos por colecionadores do Litoral Norte, Vale do Paraíba e outras regiões. O evento acontece entre os dias 8 e 10 de outubro, ao lado da Praça de Eventos, no centro. A abertura será ás 19h e a entrada é gratuita. A tradicional exposição chama a atenção pela variedade da flor como as orquídeas que são cultivadas com alta tecnologia.
Segundo uma das organizadoras do evento e integrante da Associação de Orquidófilos do Litoral Norte, Vera Lúcia Pereira Gonzales, a expectativa é aumentar o número de variedades de flores, neste ano, comparado com a última exposição.
Já estão confirmadas as participações das associações de Caraguá, São Sebastião, Pindamonhangaba. São Paulo, Guarujá, Assis, Santos, São Bernardo do Campo e Belo Horizonte. No ano passado, foram expostas em torno de 500 plantas, sendo 40 do Litoral Norte.
O público poderá apreciar e comprar vários exemplares de orquídeas como laelias, dendróbiuns, paphilo-pedinus e a cattléya, que é a típica da Mata Atlântica e símbolo da Associação. "Comprando as orquídeas direto do produtor, o preço se torna mais acessível", disse Vera.
Ela ressaltou que em cada exposição é possível encontrar uma nova espécie. "Sempre encontramos novidades, pois são 35 mil espécies nativas, 1.500 gêneros e mais de 50 mil híbridos (espécies produzidas em laboratórios) no mundo".
A associação do Litoral Norte existe desde 1977 e foi fundada pelo médico Keiiti Nakamura. Hoje, tem 20 sócios.
A abertura acontece às 20 horas. No sábado o evento será realizada das 9h às 22h e no domingo das 9h às 18h.

Curiosidades
Antigamente as orquídeas eram presenteadas entre reis nobres. Consta que a rainha de Sabá presenteou o rei Salomão com lindas orquídeas. Atualmente, graças ao trabalho desenvolvido em laboratórios por produtores ou aficcionados, as espécies são mais fortes, com flores maiores, sadias e mais resistentes. A baunilha é um extrato retirado de uma espécie de orquídea. Uma orquídea leva de seis a oito anos para dar flores pela primeira vez.

Dicas para a sua orquídea florescer o ano todo
Temperatura: onde você se sente bem, as orquídeas também se sentirão.
Umidade: as orquídeas possuem um tecido nas suas raízes que absorve a umidade do ar, portanto elas não precisam de muita água.
Vento: o local da orquídea deve ter ventilação permanente.
Replantio: as orquídeas necessitam ter seus meios de crescimento trocados a cada dois anos.
Fertilizantes: use a metade da dose indicada pelo fabricante porque as orquídeas assimilam muito.
Pragas: para pulgões e outros insetos use inseticida aerosol doméstico, mas pulverize de longe da planta.
Luz: evite a exposição direta ao sol. (Fonte: PMC)

Sociedade apresenta propostas ao Orçamento 2005
Entidades estiveram reunidas em 2 dias para discutir sobre o assunto

Caraguatatuba - A Câmara Municipal de Caraguatatuba realizou 2 Audiências Públicas, na segunda e quarta-feira, respectivamente dias 20 e 22 de setembro, para discutir propostas de inclusão ao Orçamento 2005. A Sociedade Civil Organizada participou ativamente dos eventos, discutindo a proposta.
A proposta orçamentária de 2005, ou seja, o Orçamento para o próximo ano, foi debatido na Câmara Municipal de Caraguatatuba, em Audiências Públicas realizadas nos dias 20 (segunda-feira) e 22 (quarta-feira) de setembro, sempre às 18 horas e com entrada franca à população.
O Orçamento é na verdade uma estimativa de receita e despesa para o próximo ano. É este documento que define o que será feito no ano fiscal seguinte e o que será recebido pela Prefeitura ao longo de 12 meses.
Estiveram presentes em média 20 pessoas por sessão, além dos Vereadores Valmir Gonçalves (PSDB), Leonor Diniz (PP), Dalva Santana (PMDB) e Madalena Fachini (PSB), que presidiu as sessões. Pela Prefeitura o assessor da área de finanças, José Edvaldo Del Vale, se fez presente.
Foram feitos questionamentos e elucidadas dúvidas sobre diversos pontos relativos ao Orçamento. Ao final, contabilizou-se 12 propostas dos mais diversos segmentos da Sociedade Civil Organizada, bem como nas mais variadas áreas, como Verbas para entidades, Reajuste Salarial, Obras Públicas e investimentos.
As propostas serão analisadas e poderão, ou não, serem incluídas no projeto do Orçamento, que deverá ser votado antes do final do ano fiscal. (Fonte: Câmara Municipal de Caraguatatuba)

Óleo mata peixes do Rio do Ouro, em Caraguá
Instituto Florestal detecta que continua contaminação após vazamento ocorrido há mais de duas semanas

Caraguatatuba - O IF (Instituto Florestal) de Caraguatatuba tem constatado a presença de peixes mortos no Rio do Ouro, um dos rios poluídos por um vazamento de óleo no dia 11 deste mês, quando um caminhão que transportava cerca de 14 mil litros do produto caiu em uma ribanceira no km 73 da rodovia dos Tamoios. No acidente, o tanque se desprendeu da cabine e o óleo atingiu as encostas e os córregos da serra.
Segundo o funcionário do IF, João Melo, a mortandade de peixes vem sendo registrada desde a última quinta-feira. Melo informou que tem aparecido bagres mortos. Estes peixes normalmente vivem próximo a cachoeiras da serra. Segundo ele, devido ao forte calor registrado na cidade nos últimos dias, o óleo derrete e se desprende das pedras e do solo, atingindo o rio, ocasionando a morte dos peixes.
Melo não soube precisar a quantidade de peixes encontrados mortos no rio. Segundo ele, tratava-se de "uma grande quantidade".
AÇÃO - O IF tem fotografado a mortandade dos peixes, porque pretende anexar as fotos na ação de danos ambientais que pretende mover contra a Petrobrás e a Transporte ABC, responsável pelo caminhão acidentado na serra.
A ação estaria sendo preparada pelo diretor do Parque Estadual da Serra do Mar, Ivan Suarez. Ele não foi localizado ontem para comentar o assunto. Suarez estava viajando e seu telefone celular estava incomunicável.
Segundo informou o IF, Suarez aguarda o relatório final do acidente para finalizar a ação.
A Cetesb informou ontem, através de sua assessoria de imprensa, desconhecer a mortandade de peixes no Rio do Ouro. Segundo a empresa, o IF seria consultado na tarde de ontem para encaminhar as informações sobre o assunto.
Uma equipe técnica da Cetesb programou para amanhã uma uma vistoria no trecho atingido pelo óleo.
A empresa SOS Cotec, especializada no atendimento de cargas de acidentes com cargas perigosas, contratada pela transportadora para fazer a limpeza das áreas atingidas, informou ontem que os serviços de limpeza das margens do rio e das encostas foram concluídos na última quinta-feira.
Segundo Sérgio Fortes, coordenador da equipe emergencial da SOS Cotec, foram recolhidos cerca de 100 "bigbags", cada um com capacidade para 700 quilos, de vegetação e solo poluídos pelo óleo que vazou do caminhão-tanque. O material, que ficou armazenado em um área da Petrobrás, está sendo diariamente transferido para uma empresa do município de Americana (SP), especializada em armazenagem e destinação final de produtos químicos.
MULTA - No último dia 17, a Cetesb aplicou multas no valor de R$ 62 mil cada uma às empresas Petrobrás e Transportes ABC, responsáveis pelo acidente com óleo na rodovia. A empresa aguarda a apresentação do relatório final dos trabalhos de limpeza do trecho poluído para saber a quantidade de óleo que vazou e para providenciar a recuperação ambiental das áreas atingidas. (Fonte: ValeParaibano)

Projeto ensina evitar animais marinhos

Moradores e turistas do Litoral Norte apreendem o que fazer em caso de acidentes com água-vivas ou bagres

Caraguatatuba - Acidentes com animais marinhos, principalmente no verão, são comuns nas praias do Litoral Norte. Moradores e turistas nem sempre sabem como proceder para evitar ou tratar uma queimadura provocada pela água-viva ou um ferimento causado pelo espinho de um bagre. Para orientar e esclarecer os banhistas sobre como agir nesses casos está sendo desenvolvido um projeto pioneiro na região.
O Projeto Caravelas, desenvolvido por professores e alunos das Faculdades Módulo, em Caraguá, chega agora às escolas, aos pescadores, às secretarias municipais de saúde e bombeiros. Através de cursos, palestras e exposições, moradores e turistas estão conhecendo como evitar os acidentes e até mesmo como tratá-los. O projeto é coordenado pela biomédica Melisa Sakamoto.
Segundo Melisa, o projeto tem como objetivo levar à população local e aos turistas conhecimentos sobre os animais marinhos mais comuns nas praias da região e também dar dicas sobre como prevenir e tratar os possíveis ferimentos provocados no contato com eles.
"Os acidentes provocados por animais marinhos são mais frequentes do que se possa imaginar. A maioria deles, provocados por desconhecimento ou imprudência humana", afirmou.
Melisa disse que os animais marinhos não são agressivos. "A maioria dos acidentes ocorrem quando os animais são tocados indevidamente ou no momento em que são retirados das redes de pesca ou anzóis", explicou. Segundo ela, em sua auto defesa, os animais marinhos expelem toxinas que provocam desde reações alérgicas, queimaduras e até ferimentos mais graves.
Com as palestras, os integrantes do projeto acreditam que poderá haver uma redução dos números de casos na região, principalmente no verão, quando os milhares de turistas que frequentam as praias do litoral não possuem qualquer informação sobre os animais marinhos. Uma pesquisa feita pelos integrantes do projeto constatou que 62% dos acidentes ocorrem durante o verão.
O acidente com águas-vivas são os mais comuns nas praias do Litoral Norte. O animal tem corpo gelatinoso em forma de guarda-chuva. Os banhista devem evitar o contato com as águas-vivas. Segundo a bio-médica, o contato com seus tentáculos, que expelem uma toxina, podem provocar irritação na pele, queimadura mais graves e até paralisia e convulsões. Para aliviar a dor é recomendado lavar o local com a própria água do mar. O ferimento nunca deve ser lavado com água doce, pois os ferimentos podem se agravar. Os tentáculos devem ser removidos com pinças e em seguida, aplica-se um pouco de vinagre. (Fonte: ValeParaibano)

Acidentes são predominantes no verão

Caraguatatuba - Uma pesquisa feita pelo Projeto Caravelas com 2.000 pessoas da região, comprovou que 62% dos acidentes com animais marinhos ocorrem na temporada de verão. Segundo Melisa Sakamoto, no verão as praias das cidades da região recebem milhares de turistas. No inverno, ocorrem 25% dos acidentes e nos demais meses do ano, 13%.
A pesquisa também apontou que as maiores vítimas sãos homens, com 62% dos casos. Em 38% dos casos as vítimas foram mulheres. Outro dado interessante da pesquisa é que apenas 6% das vítimas procuraram atendimento no pronto-socorro ou clínicas. Um total de 94% das pessoas que informaram ter sofrido algum tipo de acidente com animal marinho, afirmaram ter tratado dos ferimentos em casa.
"Não temos conseguido obter dados e informações nos hospitais e clínicas, por isso optamos em fazer uma pesquisa", comentou. Diante de tanta desinformação dos profissionais de saúde e da população, o Projeto Caravelas decidiu ampliar os cursos e palestras em escolas, ONGs (organizações não governamentais), colônia de pescadores e na rede pública.
As pessoas interessadas nas palestras ou cursos devem telefonar para (12) 3888-3962. A única despesas é com a impressão das apostilas distribuídas durante o curso. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Sailing Shop

Mané tem 61,9% das intenções de voto em Ilhabela; adversários não acreditam em resultado
“Isso representa reconhecimento do trabalho e a proximidade que temos com a população”, comemora o atual prefeito. Nilce Signorini (12,04%), Cláudia Kerber (1,97%) e Toninho Colucci (1,72%) questionam ‘reputação de instituto’

Ilhabela - O prefeito e candidato à reeleição, Manoel Marcos de Jesus Ferreira (PTB), aparece em 1º lugar na pesquisa realizada pelo Ipempi (Instituto de Pesquisas e Marketing Paulista e Informática), entre os dias 10 e 11 de setembro, no município de Ilhabela. Mané atingiu 61,92% na espontânea e tem ampla vantagem sobre seus adversários, que não acreditam no resultado.
Nilce Signorini tem 12,04%, Cláudia Kerber 1,97% e Toninho Colucci 1,72%. Brancos e nulos somam 2,46%, enquanto que pessoas que ainda não sabem em quem votar ou não opinaram representam 19,9%.
A pesquisa foi contratada pela Coligação “Amor por Ilhabela”, do candidato Manoel Marcos, e está registrada no Cartório Eleitoral, em São Sebastião. Foram feitas 407 entrevistas com 14.656 eleitores.
Na estimulada, quando os entrevistadores apresentam os nomes dos candidatos, os resultados foram os seguintes: Manoel Marcos (63,64%), Nilce Signorini (12,78%), Cláudia Kerber (2,70%), Toninho Colucci (1,97%), brancos e nulos (1,97%) e não sabe/não opinou (16,95%).
O candidato comemora o resultado da pesquisa do Ipempi. “Recebi este resultado com muita alegria. Representa o reconhecimento do trabalho e a proximidade que temos com a população. Estamos sempre nas ruas, ouvindo os moradores, suas reivindicações. Não resolvemos todos os problemas, mas boa parte deles. A cidade mudou e melhorou”, disse Mané na tarde de ontem.
Para ele, a vantagem também se deve ao formato de campanha. “Nos preocupamos em apresentar nossas propostas e prestar contas do que foi feito, enquanto nossos adversários tentam atacar. A presença em massa nos comícios mostra que o eleitor quer ver os projetos e não os ataques”, concluiu. (Fonte: Imprensa Livre)

A candidata do PDT, Nilce Signorini, considera que a pesquisa é ilegítima

Ilhabela - “Não reflete a realidade, tendo sido elaborada sem a observação dos critérios técnicos que devem nortear uma pesquisa; sem a indicação e participação de estatístico habilitado que se responsabilizasse, tanto é que só apareceu um nome de suposto responsável quando obrigado pela Justiça a fazer.
Todas estas irregularidades estão sendo apreciadas pela Justiça Eleitoral, que ainda não se manifestou em definitivo. Essa tentativa de enganar os eleitores não vingará porque o eleitor hoje é consciente”, relatou Nilce em nota encaminhada ao jornal, ontem à tarde.
Assim como a ex-prefeita, a candidata do PT, Cláudia Kerber, não confia na empresa que realizou a pesquisa na cidade. “Sou cientista social e sei como funcionam pesquisas.
Essa empresa é de fundo de quintal, não é confiável, por isso, os resultados não assustam. Todo final de eleição é a mesma coisa. Se fosse um Ibope ou Datafolha; acho que estamos disputando o primeiro lugar com Manoel Marcos”, declarou Cláudia.
O candidato Toninho Colucci (PSDB) também suspeita da empresa. “A reputação deste instituto é questionável, ponho sobre suspeita não só essa pesquisa como uma outra da ex-prefeita, pois ambos se mostram em 1º lugar. Isso mostra o quanto são mentirosas estas duas pesquisas.
A população tem de dar atenção às propostas dos candidatos e votar na melhor delas”. No Cartório Eleitoral não há nenhuma outra pesquisa de Ilhabela registrada até o momento.
Ainda ontem, Mané disse que o fato da candidata Nilce Signorini ter entrado na Justiça Eleitoral contra a pesquisa do Ipempi não o preocupa. “Isso é uma forma de censurar a vontade do povo, que já se manifestou. Não reconhecer a opinião popular. Tenho absoluta confiança”, encerrou o candidato do PTB. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de São Sebastião Topo

Arte em Concreto Celular Nautica Superchic

Aciss convoca comércio a participar de eleição da nova diretoria em novembro
Segundo presidente da Associação Comercial, Fábio Aranha, chapas já poderão se inscrever a partir da próxima semana, após publicação de edital. Ele ressalta a importância da entidade, que passou por uma ‘reforma administrativa’, para o desenvolvimento do município

São Sebastião - A Aciss (Associação Comercial e Industrial de São Sebastião) está buscando sensibilizar empresários e comerciantes da cidade à importância da participação no processo de escolha da nova diretoria.
Ontem, em entrevista ao Imprensa Livre, o presidente da entidade, Fábio José Aranha, informou que as chapas interessadas já poderão se inscrever a partir da próxima semana, após publicação do edital.
A eleição será realizada no dia 17 de novembro. “A idéia é que todos os comerciantes participem. Os empresários devem estar motivados a integrarem a associação”, destacou Aranha.
De acordo com o presidente, o comerciante deve estar consciente do espaço conquistado pela Aciss na sociedade. “Se contarmos que hoje temos mais de 3 mil estabelecimentos comerciais na cidade, e cerca de 600 associados, a participação ainda é pequena. Temos de lembrar que a Associação Comercial não é somente campanha, mas uma entidade que tem força no município.
Integramos, por exemplo, o Comtur (Conselho Municipal de Turismo), o Conseg (Conselho de Segurança), o Comdurb (Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano) e o CAP, que trata das questões relativas ao porto. Em todos temos cadeira cativa, com direito a voto. Que os empresários entendam essa necessidade e venham participar das eleições”, enfatizou.
Fábio Aranha ressalta que a Associação Comercial e Industrial de São Sebastião passou por uma reforma administrativa. “Desde janeiro, com a saída do então presidente, muitas coisas internas têm mudado, visando sempre o empresário”, frisou.
Alguns funcionários foram substituídos. A diretoria também acabou ficando um pouco menor, já que quatro membros pediram afastamento para disputarem as eleições municipais. “A Aciss passou por uma reformulação. É uma entidade que não tem dono e pertence a todos os sócios”.
Hoje, entre os serviços oferecidos pela Associação Comercial, além das consultas de SPC, estão: sala gratuita para reuniões com 35 lugares; assessoria jurídica gratuita; convênio com a Engemet (Engenharia e Medicina do Trabalho); vale-transporte com até 5% de desconto; convênio com o Vale Saúde; convênio com a Soesp (planos odontológicos); taxas especiais na Nossa Caixa Nosso Banco; massagens terapêuticas e palestras do Sebrae. No dia 29 de outubro a Aciss oferecerá um curso de confecção de calçados com Vera Ribeiro.
Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 3892-2445 e 3892-2897. IMP

Equipe do litoral sai na frente no Campeonato Paulista 2ª divisão

São Sebastião - A partida de semi-final da "segundona" de Futebol Society, entre São Sebastião / Asasf e Clube Paineiras do Morumbi, foi emocionante do inicio ao fim.
O Clube Paineiras iniciou a partida melhor, com muita mobilidade e dinamismo em suas jogadas, envolvendo a equipe do Litoral Norte, aos doze minutos do primeiro tempo a partida já estava 3x0 a favor do time da capital, com gols de Lee, Bruno e Toninho. O São Sebastião / Asasf estava desencontrado em quadra e após o pedido de tempo, o técnico Sr. Régis Dias, organizou a casa da equipe de São Sebastião e partiu para o ataque. Zé Luis fez o primeiro, Pombo o segundo e aos vinte minutos Fabele empatou.
Na segunda etapa o São Sebastião / Asasf não perdeu o ritmo e aos nove minutos, Douglas virou o placar para o representante do litoral, 4x3. Após a virada do resultado, foi só pressão do Paineiras do Morumbi, mas em grande dia o goleiro do litoral Diogo Nascimento fechou o gol, barrando todas as oportunidades de gol da equipe do bairro do Morumbi. Aos vinte e três minutos em grande jogada Zé Luis, o destaque do jogo, amplia o marcador para 5x3. No final da partida um minuto para acabar o jogo Fabio diminuiu a diferença do placar, mas já era tarde demais para a reação, final de partida 5x4 para o São Sebastião / Asasf.
Na próxima quarta-feira dia 29 de outubro, será realizada a segunda partida da semi-final onde a equipe do litoral jogará com a vantagem do empate. O vencedor deste confronto pegará o vencedor de RGN e Santo Américo. (Fonte: FPFS)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Giorgio Dema 22000

Jornal A Semana: Eleição para prefeito indefinida

Ubatuba - No dia 16 deste, mês o jornal A Semana encomendou uma pesquisa de intenção de voto ao Data Vale Pesquisas de opinião pública, pois os comentários pela cidade apontam este e aquele candidato com maior chances de ganhar a eleição. Muita gente comenta que vai votar no Candidato A, pois não quer o Candidato B, há dois meses atrás as únicas alternativas que pareciam que teriam chances de se eleger. Mas os meses passaram e as dúvidas cresceram, campanhas não decolaram e outras se destacaram. Para tirar as dúvidas de toda a população, encomendamos esta pesquisa eleitoral.
Tomamos o cuidado de contratar uma empresa com credibilidade e que não tivesse a menor interferência de ninguém da cidade para não comprometer o resultado da pesquisa. Para nossa surpresa, um empate técnico. Se hoje alguém apostar que qualquer um dos três candidatos que estão empatados será o próximo prefeito, estaria correndo o risco de perder a aposta.
A pesquisa foi realizada no dia 16 de setembro, registrada no cartório eleitoral de Ubatuba sob número 001/2004 e protocolo número 1457. Veja a pesquisa completa (PDF)
Foram entrevistadas 600 pessoas, com uma margem de erro de 4% acima ou abaixo. Foram ouvidos eleitores dos bairros: Região 1 (Perequê Mirim, Lázaro, Toninhas); Região 2 (Mato Dentro, Ipiranguinha, Marafunda, Bela Vista); região 3 (Centro, Umuarama, Silop); região 4 (Estufa I e II, Sesmarias, Itaguá); região 5 (Sertão da Quina, Lagoinha, Folha Seca); região 6 (Perequê-Açu, Sumidouro) e região 7 (Itamambuca).
A pesquisa estimulada - aquela em que se apresenta um disco com o nome de todos os candidatos - apresenta Eduardo César com 22,3%; Drª Elizabete com 3,2%; Fabrício Gomes 2,3%; Paulo Ramos 22,5%; Pedro Tuzino 21,3%; Rogério Frediani 7,5%; brancos e nulos 2,8% e indecisos 18%.
Já na parte de rejeição, a pesquisa que teve múltipla escolha - os eleitores podiam votar em mais de um candidato - apresenta Eduardo César com 9,7%; Drª Elizabete 11,3%; Fabrício Gomes 9,7%; Paulo Ramos 43,5%; Pedro Tuzino 32,8%; Rogério Frediani 10,3%; eleitores que rejeitam todos os candidatos 1,5% e eleitores que não responderam 18,3%.
A pesquisa ainda mostra que 64,3% da população acham a Saúde do município Péssima ou Ruim; 60,3% acham o Saneamento Básico Péssimo ou Ruim; 81,8 acham péssima ou ruim a política de geração de empregos; 59,5% acham também que o desenvolvimento do turismo na cidade está péssimo ou rum.
A pesquisa, como vocês podem notar, não só levantou como está a intenção de votos dos eleitores da cidade como também aproveitou e entrevistou as pessoas para saber como andam os serviços públicos municipais e, para nossa tristeza, mesmo sem novidade mostra que em média 66,4% dos entrevistados acham os serviços do município péssimos ou ruins nas áreas de Saneamento Básico, Saúde, Geração de Empregos e Turismo.
Infelizmente, as notícias ruins não param por aí, pois 69,7% de nossa população têm o primeiro grau completo; 33,5% têm o segundo grau e só 5,8% têm nível superior. É com tristeza que vemos que nossa cidade tem um índice muito baixo de pessoas que cursaram o segundo grau e pouquíssimos tiveram acesso a uma faculdade.
A pesquisa também mostra que 56,% da população ganham, no máximo, R$ 600/mês de salário.
Se fizermos uma análise na parte política da pesquisa, veremos que hoje três candidatos têm chances de ter êxito nas urnas no dia 3 de outubro, com um empate técnico muito grande e equilibrado girando na faixa de 22% de intenção de voto.
Já nos índices de rejeição, os candidatos são completamente diferentes com grande diferença: Paulo Ramos é o campeão em rejeição com um índice de 43,5% seguido de perto por Pedro Tuzino, que apresenta 32,8%; já Eduardo César apresenta o menor índice de rejeição entre os três com apenas 9,7%, ficando empatado com Fabrício Gomes com a menor rejeição.
Já na parte de infra-estrutura, é uma vergonha os índices que a cidade apresenta em todas as áreas pesquisadas.
Nosso próximo prefeito tem que andar com a pesquisa embaixo do braço e mudar esta triste realidade que foi mostrada, pois quase ninguém na cidade está satisfeito com os serviços que a população tem direito e que nossos governantes deveriam fazê-los. (Fonte: Jornal A Semana)

Sindicato de Hotéis: Tuzino lidera as pesquisas em Ubatuba

Ubatuba - O sindicato dos Hotéis Restaurantes Bares e Similares divulgou mais uma pesquisa de intenção de votos realizada em Ubatuba. A entidade foi a única a encomendar um levantamento sobre a disputa eleitoral no município. Este é o segundo trabalho neste sentido, realizado pelo sindicato em parceria com a empresa Opinião Pesquisa.
Na pesquisa estimulada, Pedro Tuzino continua em primeiro lugar com 31,23 % e Paulo Ramos em segundo com 24,14 %. A terceira colocação continua com Eduardo César, que obteve 19,73 % das intenções de voto. A quarta posição é de Rogério Frediani com 7,47%, enquanto Elizabeth vem em quinto com 4,02% e Fabrício Gomes em último com 2,87%. Indecisos somam 6,13% e não votariam em nenhum dos candidatos 4,41%.
A primeira colocação de Pedro Tuzino deixa clara a manutenção de seu eleitorado, pois desde o início da campanha que os números o colocam em primeiro lugar.
A disputa demonstra que os três primeiros colocados na corrida pela prefeitura de Ubatuba apresentaram ascensão, com variações que foram de 2 a 4% a mais, em relação à pesquisa organizada pelo sindicato, e realizada pela mesma empresa, no fim de agosto.
A margem de erro é de 4,3 %, e não de pontos percentuais, por isso não há empate técnico.
Sobre rejeição, a pesquisa aponta o que havia sido constatado no trabalho realizado no mês passado.
Neste caso, Paulo Ramos, do PFL, é quem continua com o maior índice de rejeição, com 57,65%, o que representa um aumento em relação à pesquisa anterior. Já Pedro Tuzino aparece na segunda colocação com 16,47% e Elizabeth em terceiro com 8,24%. A pesquisa foi registrada junto à Justiça eleitoral sob o número 002/04, que autorizou a publicação.
A metodologia utilizada foi a de cotas pré-definidas, baseando-se na divisão do município por setores censitários do IBGE, e ouviu 520 pessoas, com margem de erro de 4,3%, para mais e para menos. Diante deste universo de entrevistados, que é significativo. (Fonte: Ednelson Prado)

Candidatos se comprometem com as agendas mínimas de Meio Ambiente e Turísmo

Ubatuba- No domingo, dia 12, no Itamambuca Ecoresort, foi realizado o evento "Compromisso dos Candidatos". O objetivo do evento foi a explanação dos planos de governo dos candidatos a prefeitura e vereança de Ubatuba, onde a base para discussão foi uma agenda mínima, previamente divulgada pelos organizadores, nas áreas de Turismo e Meio Ambiente.
O Coletivo das Entidades Ambientalistas de Ubatuba apresentou uma pauta mínima para servir de agenda durante a próxima gestão pública para a área ambiental, e o Centro Acadêmico da UNITAU - Campus Ubatuba e a Companhia Municipal de Turismo, uma agenda para o desenvolvimento do turismo na cidade.
Os candidatos tiveram então a oportunidade de expor suas opiniões sobre as agendas e também seus planos em relação aos temas propostos durante 20 minutos (para cada coligação) para um público de 140 convidados.
O principal resultado obtido com o evento, foi a manifestação de efetivo compromisso dos candidatos com diversos tópicos das propostas apresentadas, fato que abre ótimas perspectivas para o desenvolvimento dos setores envolvidos a partir das eleições do dia 3 de outubro.
Durante o evento os candidatos à prefeito Eduardo César, Fabício Gomes e Pedro Tuzzino, representando suas coligações, firmaram compromisso com o conteúdo dos documentos, registrando também suas ressalvas. Dra. Elisabeth e Rogério Fredianni manifestaram simpatia com as propostas durante suas falas e serão procurados pelos organizadores para formalizar suas adesões. O Prefeito Paulo Ramos não compareceu ao evento, mas se comprometeu através de sua assessoria presente no evento, a apoiar as agendas minimas, sem ressalvas.
Apresentaram ainda seu apoio às agendas mínimas, os vereadores - Adhemar Freitas (PL), Edgar Oliveira (PL), Maurício Maromizato (PT), Sérgio Caribé (PV), Marcelo Canto (PV), Jacaré da Praia (PV), Eliana (PSB), Cidinha (PSL), Prof. Marquinhos (PTB), Prof. Jonas (PMN), Eng. Bettim (PPS)
O relatório detalhado do evento pode ser conferido no bunner DE OLHO NOS POLÍTICOS, presentes nos endereços eletrônicos: www.assu.org.br ou www.cunhambebe.org.br .
O sucesso do evento só foi possível com o apoio do Itamambuca Ecoresort, Casa do Design, Ville Artes Gráficas, Click Mania, alunos da UNITAU, COMTUR, membros das ONGs que compoem o CEAU, veículos de comunicação locais e comitês de todos os partidos políticos envolvidos. (Fonte: ASSU)

Guarda recusa serviço nas ruas em Ubatuba
Impasse sobre porte de armas faz guardas decidirem por permanecer no quartel

Ubatuba - Os 65 homens da Guarda Civil Municipal de Ubatuba decidiram ontem suspender o serviço nas ruas e prédios públicos e permanecerem no quartel em função do impasse criado após o cancelamento dos portes de armas, na última terça-feira.
Os guardas decidiram não trabalhar nas ruas enquanto não receberem as armas de volta. Os revólveres foram recolhidos na quinta-feira à noite pelo comando, atendendo a uma determinação da Polícia Federal.
Pelo Estatuto do Desarmamento, que começou a vigorar na quarta-feira, os portes têm que ser tirados novamente. No entanto, a lei exige que as prefeituras criem antes órgãos fiscalizadores, como ouvidorias, para acompanhar o trabalho das guardas. Segundo a lei, os guardas estariam sujeitos a serem presos e terem as armas apreendidas caso fossem flagrados armados nas ruas.
MEDO - "Os homens estão com medo de ir às ruas sem suas armas", disse ontem Osiel Hecher, representante da Associação dos Guardas Municipais de Ubatuba.
Segundo ele, a guarda tem atuado em prisões de marginais e, desarmada, poderia sofrer represálias. Ontem, os guardas fizeram apenas serviços internos no quartel.
O comandante da guarda, sargento Ivo José da Silva, não foi localizado para comentar o assunto. Segundo Hecher, o comandante estaria tentando obter uma documentação oficial para devolver as armas.
O secretário de Governo, Casemiro Galvão, não pode atender ao ValeParaibano pois encontrava-se em reunião. A Assessoria Jurídica da prefeitura informou que deconhecia o assunto.
A Guarda Municipal de Ubatuba foi criada em 1995 e atende em média a 20 ocorrências por dia. A guarda possui três viaturas e 17 motocicletas. Cada guarda recebe salário de R$ 980.
Em São José e Jacareí, as corporações têm 604 guardas e continuam exercendo as funções armados, apesar da proibição. (Fonte: ValeParaibano)

Campeonato mundial de Damas será realizado em Ubatuba

Ubatuba - Ubatuba receberá de 27 de setembro a seis de outubro grandes nomes do jogo de damas, que lutarão pelo título do 18º Campeonato Mundial de Jogos de Damas, uma promoção conjunta da Secretaria de Esportes e Secretaria de Turismo de Ubatuba, com o apoio da Associação Comercial de Ubatuba.
As partidas acontecerão em todos os dias do campeonato, no Ubatuba Palace Hotel, no Centro da cidade. O evento conta com a organização da Federação Mundial e Confederação Brasileira e Federal Paulista de Damas, representada pelo seu presidente, Lélio Marcos.
Assim como no Xadrez, também é no leste europeu que se encontram os mestres de jogos de damas no planeta. Vários desses mestres estarão em Ubatuba, em busca do título de campeão mundial.
Dentre eles destaca-se Yury Anikiev, ucraniano, campeão mundial juniores e que promete ser um dos grandes favoritos ao titulo deste 18º Mundial. Outro campeão do mundial categorias juniores, I.Kybartas, da Letmânia também é cotado como favorito ao título, acompanhado de seu técnico Vladas Valantinas, considerado um dos melhores do mundo.
Mais um grande nome já confirmado para este campeonato é Ian Dosca, da Moldávia, campeão mundial e que sempre esteve na lista dos mais fortes concorrentes ao titulo.
O Brasil será representado pelo atual campeão brasileiro Francisco Jovino, do Ceará, pelo campeão mundial na categoria juniores no estilo relâmpago, Francisco Marcelo Araújo de São Caetano do Sul, pelo campeão brasileiro Augusto de Carvalho de São Jose dos Campos e pelo campeão carioca Fernando Moretti.
Ubatuba estará, assim, recebendo de uma só vez pessoas vindas de diversos países diferentes e que normalmente não teriam esta cidade como destino turístico. Portanto será um evento de grande importância e que poderá elevar o nome de Ubatuba como cidade turística a lugares longínquos, como Rússia, Kazaquistão, Polônia, Israel, Lituânia, entre outros.
Diariamente as partidas deste mundial serão mostradas on line no site www.idamas.com.br . (Fonte: Imprensa Livre)

Palestra “Sabor & Qualidade” do SEBRAE

Ubatuba - Nesta quinta-feira dia 30 de outubro, na escola municipal Tancredo A. Neves, na Avenida Rio Grande do Sul, 600, centro, a partir das 16:00 horas, será realizada uma palestra gratuita, que irá explanar duvidas sobre o programa “Sabor & Qualidade” do SEBRAE. Este programa é direcionado para profissionais que atuam no ramo alimentício tipo; quiosqueiros, lancheiros e ou ambulantes no município. Quem quiser participar pode fazer inscrição junto a Secretaria de Assistência Social, na Rua Paraná, 375, Centro, ou para maiores informações pelo telefone (12) 3832-6038 ramal 208 com Enrico Bonomo, Coordenador do Projeto Cidadão, responsável pelo evento.
No evento em questão, serão certificados os 24 alunos da primeira turma, o curso teve uma duração de 3 meses, tendo como conteúdo os seguintes cursos; Higiene e Manipulação de Alimentos, Saber Empreender, Estratégia de Marketing, Matemática Financeira, e também palestras e consultorias. O programa visa a integração e qualificação, direcionada, o coordenador do Projeto Cidadão (Enrico Bonomo) afirma que “Este programa vem sendo viabilizado para melhorar o atendimento ao turista que freqüenta o nosso município, todos os quiosqueiros e lancheiros, poderão participar deste projeto que certificará alem dos participantes também os próprios estabelecimentos, não podemos continuar trabalhando desunidos e erradamente, mas sim, precisamos se aliar e trabalhar em pró e para melhorar”. (Fonte: PMU)



Pesquisa
 

Ação Litoral

Opinião Topo

Uma greve de irresponsáveis?

Após 16 anos ainda não houve vontade política por parte do Congresso Nacional, para regulamentar o direito de greve dos servidores do Poder Judiciário através de lei complementar, direito esse, diga-se, reconhecido pela Constituição Federal de 1988.
Tal omissão implica na falta de regulamentação de questões cruciais pertinentes à categoria que presta o serviço jurisdicional à sociedade paulista, como o estabelecimento de data base; o regulamento de movimentos grevistas; a especificação da porcentagem de reajuste salarial anual; a eventual declaração de legalidade ou ilegalidade das paralisações e o estabelecimento e a delimitação do que se deve entender por serviços essenciais e urgentes.
E não devemos esquecer que o atual movimento grevista, foi deflagrado após dois anos de infrutíferas negociações entre os representantes da categoria e o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Aquilo que foi acordado entre as partes em 2001, não foi cumprido em sua totalidade pelo Poder Judiciário, inclusive a regulamentação ao direito de greve, o dissídio salarial, bem como o estabelecimento de data base.
Só para lembrar, em outubro de 2003, o Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, ao receber a comissão de negociação dos serventuários do judiciário, afirmou que já estava inserido no orçamento de 2004, a reposição salarial relativa aos derradeiros três anos. E em 04 de junho de 2004, esse mesmo Presidente fez publicar no Diário Oficial do Estado de São Paulo, o índice de reposição salarial de 26,39% que, embora abaixo daquele medido pelo IGPM/FGV, equivalente a 39,19%, foi de pronto aceito pela categoria.
Entretanto, no último 29 de junho, o Presidente do Tribunal de Justiça, com aquela mesma “cara de pau” à qual o advogado Herbert Marques se referiu na edição de sexta-feira passada, voltou atrás, não concedendo a reposição combinada e publicada no Diário Oficial, sob a alegação de que não teria orçamento suficiente para honrar o compromisso assumido. Diante desses fatos é que se deflagrou a presente greve, que atualmente aflige cidadãos, serventuários e advogados.
No entanto, é necessário deixar claro que na Comarca de Ubatuba, a adesão à greve não foi total, tendo em vista que 30% dos serventuários continuaram a exercer suas funções. Por que então não foram prestados os serviços urgentes reclamados pelo ilustre advogado Herbert Luna Marques, na edição do último dia 24 deste diário virtual? É justo atribuir aos serventuários ausentes a não prestação desses serviços? Como poderiam exercer essas atividades de urgência, se não se encontravam nos respectivos cartórios? Ou será que houve alguma orientação superior, para que tais préstimos não fossem providos pelos serventuários que não aderiram ao movimento grevista? Ó dúvida! Talvez, até, tivesse havido algum direcionamento nesse sentido, para lograr apoio contra o movimento grevista, daqueles que se julgassem prejudicados.
Com relação aos tão falados 12 milhões de processos parados, há que se informar que cada escrevente cumpre atualmente 800 processos/mês, sendo que a norma da Corregedoria do Judiciário estabelece, no máximo, 300 processos num período de trinta dias. Por isso faz parte das reivindicações da categoria, a colocação de equipamentos modernos, bem como a contratação de onze mil novos funcionários, em face da alarmante falta de pessoal.
Quem sabe, assim, reduz-se a incidência de escreventes do Judiciário Paulista freqüentando ortopedistas e fisioterapeutas, com sistemáticas baixas nos quadros funcionais, decorrentes das lesões provocadas por esforços repetitivos (LER). Os médicos de Ubatuba se dizem impressionados pelo grande número de serventuários do judiciário, que procuram profissionais das mais diversas especialidades.
E os advogados que freqüentam assiduamente os cartórios do Poder Judiciário local, tem ciência da falta de funcionários e equipamentos nas repartições do fórum e do bravo desempenho dos serventuários no cumprimento dos numerosos processos, e não são raras as ocasiões em que estes trabalham aos sábados e feriados, buscando atender a avassaladora demanda, que nunca acaba.
Portanto, como se vê, não falta aos serventuários espírito cívico. O que faz falta é o cumprimento dos acordos firmados entre o Tribunal e os serventuários; o respeito da Presidência do Tribunal para com a categoria; a modernização do sistema judiciário; a urgente contratação de mais funcionários; a reforma desse Poder; o estabelecimento de regras claras e legais para o legítimo direito de reivindicar e o apoio das organizações de profissionais que interagem, juntamente com os serventuários do Poder Judiciário, na prestação jurisdicional à sociedade paulista.
Portanto, sugere-se ao nobre causídico, autor do texto publicado em 24 de setembro de 2004, sob o título “UMA GREVE DE IRRESPONSÁVEIS”, que reavalie seu posicionamento e reflita, buscando estabelecer quem é o verdadeiro responsável pela desafortunada e lamentável greve ora em andamento.

Comissão de Greve
dos Funcionários do Judiciários
da Comarca de Ubatuba, SP

Artigo Topo

Casa da Mãe Joana
"Expressão popular do século passado que descreve um local ou instituição onde impera a bagunça"

Cidadão: quer construir sua casa e não tem grana pra comprar o terreno?
Não se preocupe!
Aqui em Ubatuba você pode encontrar facilmente um terreno bem bacaninha, num bairro tambem bacana, com vista para o mar mais bacana ainda e cercado de verde, passarinhos e pirilampos, sem gastar um centavo sequer.
Bem, talvez um troquinho aqui e ali pra comprar uns óculos bem escuros e bengalinhas brancas…
Veja só como é fácil: por Lei Federal, todo loteamento é obrigado a ter além dos lotes e vias de circulação e acesso, um mínimo de 10% de areas verdes, que passam a ser patrimônio público como as praças, ruas e avenidas.
Você escolhe a área que mais lhe agrade, cerque e mure, bote um portão e construa o que quiser, inclusive não perca seu tempo em tirar alvará na prefeitura ou mandar confeccionar e afixar a placa com o nº do alvará e nº do crea do engenheiro/arquiteto em local visível como manda a legislação municipal.

A foto ao acima ilustra bem o procedimento e quem não acreditar pode ir a R. Franklin de Toledo Piza nº 791 no Tenório fazer um curso express. Procurar por GIOVANI PEDUTO.
O feliz proprietário da obra que aparece na foto esta construindo uma singela propriedade unifamiliar ( como manda a lei de zoneamento do local ) de apenas 16 suites ( !!! ) para hospedar sua "Grande Família". Aproveitou ainda a distração alheia e construiu uma muralha de pedras sobre o terreno do vizinho, desmatando o bosque que lá existia.
Você deve se perguntar: mas esse montão de atrocidades não deu galho pro cara?
Pois é…
Apesar das denúncias de vizinhos e outros cidadãos indignados, a Polícia Ambiental ainda não autuou nem embargou. O Ministério Público não deu prosseguimento ao caso, através de uma ação civil pública. A Prefeitura Municipal já constatou a ocupação indevida e não aprovada, emitiu embargo ( auto nº 4043/04 - processo SAU 8147/04 ) mas não impediu o prosseguimento da obra ( que já vai para o 3º pavimento ) e nem mandou demolir. O Juizo de Ubatuba emitiu embargo judicial mediante liminar, com auto de constatação sob força policial, e nem assim o sujeitinho interrompeu a obra.
Legal né?
Ah! Já iamos esquecendo: caso você não goste de áreas verdes de loteamentos e prefira áreas mais exclusivas e mais urbanizadas, ocupe e construa numa praça pública. Afinal, se a prefeitura tá sempre mudando a destinação das praças que de uso de lazer da população, passam a abrigar feiras cobertas ( praça BIP ) e caminhões de lixo ( praça murada no começo da Av. Thomas Galhardo ), porque um cidadão não pode se apossar de uma praça que é dele por força de lei?
Tá na cara que os Poderes Públicos não se fazem respeitar, o que explica a esbórnia que rola na cidade e a justiça do título deste artigo.
E Cunhambebe continua rindo…

MDU - Movimento em Defesa de Ubatuba
SAT - Sociedade Amigos do Tenório

Carta do Leitor Topo

Parabéns à Márcia Fernandes - Gostaria de dar meus Parabéns à Márcia Fernandes, pelas verdades ecritas em seu texto. Ubatuba está de luto e pede SOCORRO !!!!!!
PARABÉNS !!!!!!

Fabiana Freitas
Maranduba, Ubatuba, SP

As ruas do centro em: a mortuária da revitalização - Ao mesmo tempo em que lia a matéria do Guaruça, 'Ubatuba de luto', onde a Márcia Fernandes (professora) tecia uma excelente crítica ao fato de se colocar piche decorando em preto as ruas de nosso centro, ouvia na radio
local o atual prefeito, candidato à reeleição, em sua propaganda política eleitoral, dizendo que por se preocupar com o turismo da nossa cidade e o centro ser importante para o desenvolvimento deste, ele 'revitalizou' pavimentando com asfalto suas ruas.
Duas visões, dois caminhos de interpretação. A Márcia só se engana em dizer que o prejuízo com o asfalto está na impermeabilização do solo, mas acerta ao dizer que estamos vestindo luto, luto pelo que esta sendo coberto, estamos permitindo encobrir nossa história, nossas pedras, nossas características de cidade litorânea, estância balneária.
Vou relatar uma situação que me auxiliará no esclarecimento do que estamos fazendo com o centro.
Alguns moradores mais antigos da nossa cidade lembram-se que até uns quinze anos atrás, a praia do Itagua era utilizada para tratamento de reumatismo e outras doenças pela crença que as pessoas tinham que ao cobrirem-se com as areias 'monazíticas' faziam um bom tratamento, acreditavam que estas areias possuiam propriedades curativas. Perdemos esta atração por não cuidarmos de nossos rios que deságuam no mar, deixando as águas e areias impróprias para a utilização e deleite dos turistas e moradores, hoje se nos cobrirmos com a areia da praia, corremos o risco de contrair doença de pele. Se não mudarmos esta situação nossos filhos e netos nem saberão disto, perdemos uma grande fatia de turistas e um espaço de lazer natural.
Pavimentar com asfalto as ruas que foram pavimentadas com paralelepípedos, em granito, com durabilidade indefinida, feito há muitos anos atrás e para durar 'a vida toda' é esconder, sepultar a nossa história. Não tem nada a ver com progresso, os paises mais desenvolvidos valorizam os lugares pela sua história e tiram proveito disto, nós, quase passivamente aceitamos a deterioração do nosso patrimônio histórico no centro da cidade.
Na visão do prefeito, e em seu discurso, tenta nos induzir a acreditar que esta medida visa à revitalização, tentar nos fazer crer que está dando nova vida, deixando as ruas "lisinhas" com asfalto e com isto melhorará o turismo. O centro com o tempo deverá e deveria ser totalmente voltado aos pedestres e ciclistas, não para carros, e ter valorizado suas características históricas, onde a pavimentação original que foi elaborada com a utilização de mão de obra e matéria prima local eram fontes ricas de informação e valorização cultural.
Posso caminhar para várias digressões sobre as possibilidades e escolhas em relação ao asfalto como pavimento, mas vou deixar estas colocações para um outro momento, gostaria de criticar a atitude da administração em optar pela pavimentação do centro, no âmbito da participação da sociedade civil organizada nas decisões municipais.
Com que segurança e garantia de que esta medida é a melhor opção pode falar o senhor prefeito, se este não ouviu as ansiedades da comunidade? Vamos lá:
Dizer do aspecto de desenvolvimento turístico, sem ter na cidade um Conselho de Turismo, um plano de turismo detalhado ou discutido dentro de um plano maior de Desenvolvimento, o Plano Diretor.
Criticar os críticos a este abuso ousado de por asfalto em cima de local já pavimentado, é fácil. Acusar de antiprogressistas aqueles que querem discutir melhor e com mais pessoas a utilização destes recursos gastos de forma arbitrária e autoritária, quais foram os critérios utilizados? Quem define essas prioridades, as empreiteiras ou os cidadãos?
Por que este projeto não teve parecer do Conselho Municipal de Desenvolvimento, que é exigido por Lei? Ah! Esqueci-me, este conselho não foi convocado, apesar de solicitado por várias vezes, pois este e todos os outros projetos polêmicos, seriam seriamente criticados e ele ouviria que os já parcos recursos municipais deveriam ser gastos em outras coisas prioritárias e mais eficazes para o auxilio na revitalização do centro e melhoria do turismo na nossa cidade.
Para encerrar, queria dizer que com muito menos recurso e muito mais eficácia, deixar a nossa Santa Casa em condições estéticas e físicas,
adequadas, pois na área de recursos humanos é excelente, pode ser uma boa opção de se atrair e manter turistas na nossa cidade.
Veja a crônica da Márcia nos seguintes endereços:
http://www.ubaweb.com/revista/g_mascara.php?grc=2303
http://www.litoralvirtual.com.br/noticias/index.html#cronica (24 de set nº 1123)

Roberto Francine Jr
Conselheiro CONSEMA-SP
Ubatuba, SP

Faça sua parte - Alguns dias atrás fiz um apelo a vocês todos, privilegiados, que tem acesso ao Litoral Virtual.
Hoje estou pedindo um pouco mais que o esforço de cada um no exercício da cidadania, pedindo um pouco mais que a escolha correta do candidato a prefeito que administrará nossa cidade e o sentimento de responsabilidade por tudo que nos acontecerá nos próximos quatro anos.
Existe uma consciência coletiva que uma certa parte da população está preparada para fazer a escolha corretamente.
É fácil perceber como um certo candidato cresceu nas pesquisas.
Apelo para a necessidade de fazermos mais que isso.
Não podemos correr o risco de grande parte da população menos esclarecida, que vota por uma cesta básica ou por uma proposta inexeqüível fique sujeita à mídia enganosa, inescrupulosa e eleja um prefeito que faça nossa vida infernal por mais quatro anos.
Fazer mais do que já estamos fazendo significa exercermos nossa capacidade de persuasão e convencermos mais eleitores a adotar a mesma postura política.
Significa não perdermos, nesta reta final, nenhuma oportunidade para divulgar as propostas honestas e viáveis.
Significa não fraquejarmos, nenhum segundo, na busca de nosso sonho de uma Ubatuba igualitária e melhor para todos.
Significa que devemos envidar todos nossos esforços para eleger esse grupo de pessoas que levantou a bandeira da seriedade, da honestidade, dos ideais, dos compromissos morais e éticos.
Vamos juntos. Nossa força está no respeito que temos pelo futuro.

Sizenando Cristo
Morador e cidadão de Ubatuba

Tenhamos bom senso - Achei intrigante a opinião do Sr. Eduardo G. Gomes, falando bem do asfalto que está sendo colocado nas ruas do centro.
O meu principal meio de transporte, assim como o da maioria da nossa população, é a bicicleta, mas nem por isso deixei de me indignar com essa imensa e mal feita obra eleitoreira, feita às pressas, com o dinheiro do povo.
O sr. Eduardo não atentou para o fato de que as “famigeradas pedras” das ruas não foram tiradas e sim, sepultadas embaixo de um asfalto que daqui a uns dois meses, no máximo, estará todo esburacado. E nós, novamente estaremos em nossas bicicletas, trepidando e trincando os dentes (de raiva).
Em bairros onde a lama impera, tais pedras seriam muito bem recebidas, apesar de não serem a melhor solução.Tem outro detalhe: quando chegarem as chuvas, quero ver para onde vai a agua!
Agora, o que mais me espanta é que eu achei que estava claro para todo mundo que, assim como a instalação das luminárias, essa é mais uma manobra “manjada” para tentar a reeleição. Enganei-me, pelo jeito. Sei que os leitores desse veículo são, em sua maioria, pessoas esclarecidas, formadoras de opinião. Fico triste ao constatar que alguns se deixam levar por artimanhas tão grosseiras como essa. Ou será que há algum interesse por trás desta falsa inocência? Dizer que a prefeitura de Ubatuba está de parabéns é forçar a barra, o senhor não acha?!
Eu prefiro sacolejar em cima da minha bike todos os dias pela Rua Conceição, a caminho do trabalho, do que amargar essa pilantragem por mais quatro anos!

Aline Rezende
Ubatuba, SP

Parcerias na Afundação da Criança - Muito se tem falado sobre a contratação de uma organização da sociedade civil de interesse público(Oscip – Lei Federal n. 9790-99) para participar no gerenciamento da Saúde Municipal ou do Programa de Saúde da Família, programa este, executado pelo município, mas, que se embaralha, de maneira estranha com a Santa Casa (interessante decisão município de Três Lagoas). Porém, o que me preocupa é que a atual Presidente da FUNDAC, segundo se comenta, solicitou ao executivo, alteração da Lei que autoriza o mesmo a celebrar contratação com a dita entidade(OSCIP), ampliando, assim, o seu campo de ação, além da Saúde, agora, também, na a área social, consequentemente, no abrigo da FUNDAC, antigo LAR DO MENOR; transferindo, assim, responsabilidade assumida através de liminar em ação civil pública. Já não bastava a outra parceria realizada junto ao Ministério Público, com uma fundação de São Paulo, onde tem muita gente falando, almoço faraônico e pouquíssimos profissionais, realmente, limpando as "bundas das crianças", num verdadeiro, trem da alegria, com custo administrativo astronômico para a FUNDAC( ressalte-se - não em favor Fundação de São Paulo que é de mera assessoria(?!) gratuita) . Com a preocupação de Presidente fundador, por questionar tal parceria, utilizando-me da livre manifestação do pensamento(!), como conseqüência, fui obrigado a exonerar-me da Presidência da FUNDAC; estas coisas acontecem. Mas voltando à malfalada OSCIP, o problema é que, segundo se comenta, esta entidade, foi questionada junto ao Ministério da Saúde. Somando-se, as outras notícias de malversação de dinheiro público, fico realmente entristecido; pois, depois de 5 anos de muita luta, quando tudo tinha para dar certo, a FUNDAC tomou rumos perigosos e, possivelmente, nas mãos e sob influência de pessoas sem responsabilidade social, que acabam fazendo de seus respectivos cargos verdadeiros brinquedos assassinos, com prejuízos aos pequenos inocentes; enquanto, traficantes, contraventores e ímprobos andam as soltas, dando as cartas na sociedade e consolidando uma nova escala de valores sociais. Na qualidade de quem muito lutou para que a FUNDAC viesse a existir, repudio, veementemente, temerária e perigosa pretensão (parceria – OSCIP), pois somente não realizei prova seletiva logo de início, quando a FUNDAC assumiu o Abrigo em razão: 1 - das exigências inconvenientes daqueles que confundem poder com saber; 2 - pelo fato do Prefeito não ter proporcionado as condições financeiras adequadas, demonstrando total ausência de sensibilidade social; 3 e, em razão da incompetência do setor técnico da FUNDAC, na época, que durou 5 meses para formar o quadro de funções; absurdo!. Posteriormente, aproximaram-se as eleições, dificultando, a realização de prova seletiva, por questões de legalidade. Mas a minha pretensão era iniciar o procedimento, em outubro do corrente, para que, em janeiro/05, os funcionários fossem contratados diretamente pela FUNDAC. Nunca fui também a favor desta contratação atual, utilizando-se, a FUNDAC, de pessoa jurídica, para prestar serviços no Abrigo; nem pensar em parceria ou terceirização dos trabalhos do Abrigo da FUNDAC, através de OSCIP, sem fins lucrativos(??!!! –30% - isenções de retenções e sabe-se lá mais o quê!). Não resta dúvida, o correto e mais compatível com a legalidade e constitucionalidade é o concurso público ou, por força das circunstâncias, temporariamente, prova seletiva. O fato da FUNDAC Ter assumido o Abrigo via liminar, em ação civil pública, nada justifica; pena que não se tratou de tutela antecipada; já que dizem ser irreversível (???). A Presidente, que arrogou para sí, ser mais competente e técnica que o Presidente fundador (anterior), deve lutar pela prova seletiva e obter dotação orçamentária anual superior à pleiteada por este subscritor (considerando todos os projetos da FUNDAC); executar todos os projetos da FUNDAC e não restringindo-se, apenas aos trabalhos do Abrigo; parar de destruir o patrimônio da SAMU, como aconteceu com a biblioteca, criada deste o tempo de D. Ester; e não diminuir o espaço das crianças no Abrigo, em favor da Secretaria da Educação, o que é imoral, pois a mesma dispõe de 25% do orçamento municipal e aquelas crianças possuem, apenas aquele prédio; observe-se, pertencente à SAMU. Somente sendo melhor que o Presidente anterior e fundador, a Presidenta poderá justificar a sua fala, sob pena de tornar-se verdadeira impostora, usurpadora, cobiçosa, e prejudicial às crianças de Ubatuba; fato este não demonstrado até o presente momento (num outro momento falaremos sobre o que estava se realizando e o que restou). Ainda, a FUNDAC, não pode se resumir num abrigo; abrigo este, que acabou se tornando, nos últimos meses, num verdadeiro "ORFANATO", no sentido pejorativo, pois nunca as crianças, na história do Lar do Menor, tiveram tão mal atendimento (maus tratos e tédio), por custo tão alto. Para se Ter uma idéia, a Dona Ana recebia R$1.500,00, posteriormente, R$3.000,00, para cuidar de 70 crianças e não recebia a merenda escolar( toda alimentação fornecida pela prefeitura que eqüivale, aproximadamente, R$ 5.000,00/mês – que também acho errado). Hoje, estima-se, somente para pagar as ditas TECNICAS(???), a FUNDAC terá um custo mensal de, aproximadamente, R$10.000,00, sem real proveito humano para as crianças; ou seja, a FUNDAC para realizar os serviços da SAMU, em condições piores, custará, anualmente, mais de R$ 400.000,00, destes, R$ 120.000,00, para custear as ditas Técnicas. A SAMU, através a D. Ana, D. Ester e outras trabalhavam como voluntárias, no início sem convênio e sem merenda. A única diferença era o amor, em abundância no passado, hoje....!!! Pasmem, repetindo, estima-se que a FUNDAC utilizará uma dotação anual para custear o abrigo de mais de R$ 400.000, quando, no tempo de D. Ana, o máximo que se conseguiu foi um convênio, com verba anual de R$36.000,00; mas sem o amor e o carinho de outrora, pois, como dizem são técnicas! Ora, o que era para ser um modelo para as outras cidades, acabou se transformando num mostro, aparentemente, com o aval e a assessoria do Ministério Público, num estranho relacionamento de indicações, exclusão, consultas, imposições.... Resumindo, a FUNDAC deve Ter orçamento compatível com as suas necessidades, pois a criança tem prioridade absoluta; a Presidenta deve lutar por dotação orçamentária/2.005 adequada; e os objetivos traçados para a FUNDAC devem ser cumpridos. Assim não ocorrendo é palhaçada com a coisa pública. Então, já que não existindo disposição, competência, e seriedade para que a FUNDAC aconteça, vamos usar o bom senso, devolvendo o Lar do Menor à D. ANA, D. Ester ou pessoas com qualidade de amor e gratuidade. Por outro lado, exterminem a FUNDAC, pois ela não foi criada para atender objetivos escusos e transformar-se num trem da alegria. O povo exige uma FUNDAÇÃO que atenda o município especialmente nos bairros mais carentes e não, apenas, um orfanato com maus tratos, ausência de amor/carinho; ainda, com preço público astronômico. Terceirizando os trabalhos do Abrigo, para que serve a FUNDAC? Para aumentar o custo público? Sai pra lá abaçaí. Criança feliz – Ubatuba Feliz – paz e graça..

Vicente Malta Pagliuso
Ex-Presidente-fundador da FUNDAC

A Praça, o Povo e o Oportunismo Eleitoreiro
A praça é do povo, já dizia Caetano Veloso.
Não é dos políticos.
A preocupação com a qualidade urbana de nossa cidade é especialmente importante pois Ubatuba, como candidata a um turismo de qualidade, necessita de óbvias melhorias de infra-estrurura para que moradores e turistas encontrem conforto, beleza e limpeza. Numa analogia com a arte, esta infra-estrutura seria a moldura para observarmos nossas deslumbrantes paisagens. Ninguém consegue apreciar e se relaxar com a insuperável beleza cênica de nossa cidade, se estiver pisando ou se sentando em lixo, sujeira ou em lugares com aspecto de abandono.
A praça Alberto Santos (mais conhecida por seu nome anterior de Santos Dummont) é o exemplo:
Atualmente com aspecto de abandono, a mesma encontra-se no centro de um dos locais que atrai em número e qualidade, o melhor público que nos freqüenta. Localizada entre a Rua Guarani e o Shopping Porto Itaguá, a mesma tem sérios problemas de drenagem (que a deixam totalmente alagada durante e após as chuvas) e há muito aguarda uma sonhada reforma.
A comunidade local, ainda na gestão anterior sonhava com uma pequena concha acústica (para pequenas apresentações culturais como música teatro e folclore local), play-grounds, estacionamentos e um pequeno píer dentre diversas outras melhorias.
Há muito ela é reclamada por políticos e setores da sociedade que a reivindicam.
No início da atual gestão, a mesma deveria receber uma reforma que incluiria a construção da pista de skate, na seqüência do calçadão da Avenida 9 de Julho.
O esporte, qualquer que seja, é edificante e uma das soluções para tirar inclusive, nossa juventude da marginalidade. Já diziam os antigos: Mens sana in corpore sano...
Nada contra o skate, o surf e todos outros esportes radicais. Entretanto, a comunidade local entendia que a praça não deveria servir a um único grupo da sociedade mas a toda ela e portanto, tinha outras aspirações para a mesma. De comum acordo com skatistas e o vereador que os representava, prefeito e moradores, optou-se por transferir a pista (e conseqüentemente os recursos da reforma) para a frente do aeroporto , inclusive com o compromisso público de que por ali a obra se iniciasse. O compromisso foi honrado e a pista aconteceu. A comunidade local entendeu que deveria aguardar uma nova verba, sem data marcada , para poder ter sua sonhada praça.
Quase 4 anos se passaram, até que se esboçou por parte do executivo a iniciativa de reformar a praça em um novo projeto que não contemplava totalmente os anseios da comunidade.
A comunidade com representantes da associação de bairro, proprietários, comerciantes e moradores se reuniu então (há cerca de 40 dias), com o prefeito e ficou decidido que a mesma iria elaborar um projeto a ser enviado para o DADE.
O tão sonhado projeto finalmente iria acontecer, mesmo que fosse no ano que vem. Foi um pacto entre o executivo municipal e os moradores do bairro.
O projeto ficou pronto esta semana. É de autoria do arquiteto Sidney Giraud ( que o fez sem cobrar nada) e é maravilhoso. Ainda deverá passar pelo crivo de todos (sociedade, prefeitura e demais interessados) para poder ser enviado e pleitear a verba junto ao DADE.
No mesmo dia que o projeto da praça elaborado pela comunidade ficou pronto, a mesma foi surpreendida por mais um político reivindicando a praça em nome de outro grupo da sociedade. O vereador João Mazieiro tentou aprovar nesta terça-feira, sem que constasse da ordem do dia e conseqüentemente sem que a comunidade do Itaguá soubesse, o projeto de lei número 133/04 liberando a licença para 30 ambulantes artesãos na referida praça. Ele também ignorou um abaixo-assinado enviado à Câmara, com cerca de 140 assinaturas, contra o projeto de lei. Graças a atuação dos vereadores Marquinhos , Osmar e Gerson a cessão foi cancelada
De novo, nada, absolutamente nada contra os artesões de Ubatuba.
São pessoas do povo e precisam sim de um espaço para comercializar sua produção.
Ubatuba poderia ter como em algumas cidades mineiras (incluindo a capital Belo Horizonte), feiras de artesanato que são verdadeiras atrações turísticas, com artesanato que mais se assemelha à obras de arte ou então uma casa do artesão como as existentes em cidades turísticas como São Luis e Salvador. O espaço da Alberto Santos seria inclusive muito pequeno.
A dita feira de “artesanato” no centro da cidade tinha este propósito. O tempo passou, as pressões vieram e a feira comercializa hoje mais mercadorias industrializadas do que artesanato. A comunidade do Itaguá não quer que isto se repita na praça Alberto Santos. A comunidade do Itaguá quer, assim como os artesãos ser ouvida e respeitada. Ela tem um projeto, investiu tempo, trabalho e recursos materiais e humanos no mesmo.Ela aguarda há muito que seus anseios em relação à praça se concretizem. Ela não quer que seus espaços públicos sejam usados uma semana antes da eleição por canditatos para obtenção de votos. Se o vereador em questão e os outros vereadores que o apóiam não tem a intenção de usar esta lei para obter votos visando sua reeleição, o mais sensato e coerente seria o adiamento da lei para uma verdadeira e ampla discussão com a comunidade incluindo artesões, associações do bairro, moradores e comerciantes, o executivo e a câmara.
Esta atitude demonstraria coerência e respeito da Câmara de Vereadores pelos moradores de nossa cidade. Demonstraria que os vereadores não querem se utilizar da praça que é do povo para conseguirem seus votos faltando apenas uma semana para as eleições. Nós não permitiremos que um espaço público de nosso bairro seja usado como moeda de compra de votos. As associações de nosso bairro nem foram consultadas a este respeito. Se os vereadores em questão votarem à revelia dos moradores do bairro do Itaguá este projeto na terça-feira 28/10, uma coisa é certa: Os que votarem a favor, perderão mais votos do que ganharão. É a lei da ação e da reação. E esta não se muda em sessões de Câmara!

Hugo Gallo Neto e Jorge Osmar Peralta
Associação Amigos da Rua Guarani

Maria Helena Esmerard
SABIA- Sociedade Amigos do Bairro do Itaguá e Acaraú

Guilherme Ferreira de Assis
ACOBAIT- Associação dos Comerciantes do Bairro do Itaguá

Foto do Dia Topo

Ubatuba

Vista da Baía de Ubatuba

Vista da Baía de Ubatuba
©Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia
 

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi
Editora Assistente: Jullyany Roberta Cruz


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor