Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quarta-feira, 17 de novembro de 2004 - Nº 1157 Edições Anteriores

Giorgio Portal da Palmeira Locação

Região
Intervenção em banco bloqueia R$ 67 milhões do Vale e Litoral
Intervenção deve durar seis meses
CVM autoriza suspensão de resgates
Feriado acaba com 5 mortes nas estradas
Mc Dia Feliz vende mais de 3.100 Big Mac’s em Caraguá e Ubatuba

Caraguatatuba
Aula no Parque Estadual
Campanha arrecada brinquedos para o Natal
Caraguá combate a dengue no 'Dia D'
Escola de Caraguá realiza festa caiçara
Caraguá fatura 10º Trip Trail de Paraibuna
Ressaca prejudica maricultores da Cocanha e afunda lancha na Tabatinga
1º Circuito de Palestras ‘Desafios para o Litoral Norte’
Moda é tema de cursos no Módulo


Ilhabela
Aprovada lei que institui Planta Genérica para cobrança do IPTU

São Sebastião
Turistas são resgatados após passar mais de 13 horas no mar
"Ressaca" exige cuidados, diz Salvamar
Hoje é dia de eleição na Aciss: Fabio Aranha x Olivo Balut

Ubatuba
Litoral Virtual recebe Moção de Congratulações da Câmara de Ubatuba
Workshop discutirá Turismo Sustentável em Ubatuba

Seções
Artigo

Opinião
Carta do Leitor
Foto do Dia


Notícias da Região Topo

Intervenção em banco bloqueia R$ 67 milhões do Vale e Litoral
Dinheiro foi aplicado por institutos de previdência de servidores de São José, São Sebastião e Ubatuba e não pode ser resgatado

Litoral Norte - Os institutos de previdência municipal de São José dos Campos, São Sebastião e Ubatuba têm R$ 67 milhões investidos em fundos no Banco Santos. O recurso está bloqueado em razão da intervenção pelo Banco Central na instituição.
O Banco Central interveio na última sexta-feira à noite no Banco Santos e na Santos Corretora de Câmbio e Valores por problemas financeiros da instituição e irregularidades administrativas. O banco, que operava com um patrimônio negativo de R$ 100 milhões, necessita de R$ 700 milhões para voltar a operar, segundo o Banco Central.
Representantes dos três institutos estiveram em São Paulo ontem para cobrar explicações do Banco Central sobre os recursos investidos.
Com a intervenção, de acordo com o Banco Central, os depósitos dos clientes ficam indisponíveis por seis meses, prazo que pode ser prorrogado em mais seis meses.
Os clientes poderão sacar até o limite máximo de R$ 20 mil, a partir da data estipulada pelo Banco Central. Ontem, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) da Bolsa de Valores determinou a suspensão de regates e aplicações de fundos de investimentos feitos pelo banco em um prazo de 30 dias (leia texto abaixo).
VALORES - O Instituto de Previdência Municipal de São José tem cerca de R$ 30 milhões investidos em fundos administrados pelo Banco Santos.
O FAPs (Fundo de Aposentadoria e Pensões) dos Servidores Municipais de São Sebastião investiu R$ 20 milhões. Já o Instituto de Previdência Municipal de Ubatuba, aplicou R$ 17 milhões em fundos do Banco Santos.
Na manhã de ontem, advogados da Aneprem (Associação Nacional de Entidades de Previdência Estadual e Municipal) e da Apeprem (Associação Paulista de Entidades de Previdência Municipal) se reuniram em São Paulo com os representantes dos institutos do Vale do Paraíba e Litoral Norte para discutir a situação.
Eles não conseguiram chegar ao Banco Santos para conversar com o interventor designado pelo Banco Central, Vanio César Aguiar.
"Estamos tentando agendar um encontro para os próximos dias", disse Kely Gomes, diretora financeira do IPM de Ubatuba.
RESGATE - O superintendente do IPM de São José dos Campos, João Friggi, disse ontem que estava tranquilo porque parte dos investimentos foi feita em títulos do governo federal, com total garantia de resgate.
O presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de São Sebastião, Afonso Vale, afirmou estar muito preocupado com a situação.
"Com o bloqueio, os R$ 20 milhões investidos pelo fundo de aposentadoria dos servidores não terão rendimentos e sua liberação poderá prejudicar a aposentadoria dos servidores", disse.
A presidente da Aneprem, de São José, Sandra Garcia, e o presidente da Aprepem, Gilberto Silvério, não retornaram as ligações feitas pelo ValeParaibano até as 20h30 de ontem.
Sandra e Silvério participaram de reuniões ontem durante todo o dia em São Paulo com representantes dos outros institutos de previdência municipal. Sandra é também diretora financeira do IPM de São José e Silvério preside o IPMJ (Instituto de Previdência Municipal de Jacareí). (Fonte: ValeParaibano)

Intervenção deve durar seis meses

São Paulo/FolhaPress - O interventor Vanio César Aguiar, do Banco Central, já está trabalhando dentro do Banco Santos. Pela lei, o processo de intervenção dura seis meses, podendo ser prorrogado, caso necessário, por mais seis meses.
Com a intervenção, os recursos depositados no banco ficam indisponíveis, ou seja, não podem ser movimentados pelos clientes.
Segundo o BC, os depósitos a prazo (que excluem contas correntes) do Banco Santos somam cerca de R$ 1,8 bilhão.
O banco atua basicamente na área de atacado, ou seja, atende empresas. A instituição possui cerca de 700 clientes. O número de cotistas dos fundos de investimento ainda não foi revelado.
As agências do banco Santos estão fechadas, mas os funcionários trabalham normalmente. A reabertura das agências vai depender da avaliação da situação do banco pelo interventor.
No último sábado, o diretor de fiscalização do Banco Central, Paulo Sérgio Cavalheiro, disse que o banco, que operava com um patrimônio líquido negativo em R$ 100 milhões, precisa de pelo menos R$ 700 milhões para voltar a funcionar. (Fonte: ValeParaibano)

CVM autoriza suspensão de resgates

São Paulo/FolhaPress - A CVM (Comissão de Valores Mobiliários), responsável pela fiscalização do mercado de capitais, autorizou ontem a suspensão dos resgates e aplicações dos fundos de investimentos administrados pelo Banco Santos. A instituição está sob intervenção do Banco Central desde a última sexta-feira por dificuldades financeiras.
A suspensão vai ocorrer por um prazo de 30 dias. A solicitação da medida foi feita pelo interventor indicado pelo Banco Central no Banco Santos, Vânio César Pickler Aguiar.
A CVM precisa dar ao BC essa autorização, pois é responsável pela regulamentação da indústria de fundos.
Não há informações oficiais sobre o número de fundos, mas a consultoria Fortuna, que acompanha o setor, cita a existência de 72 fundos (principalmente de renda fixa e multimercados) administrados pelo Banco Santos, com um patrimônio de R$ 2,383 bilhões.
Nas três semanas anteriores ao último levantamento disponível, os fundos do Santos registraram resgates de R$ 15 milhões por semana. (Fonte: ValeParaibano)

Feriado acaba com 5 mortes nas estradas

Litoral Norte - Cinco pessoas morreram nas estradas do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira durante o feriado prolongado da Proclamação da República.
A operação de fiscalização, realizada pelas polícias Rodoviária Federal e Estadual, teve início à meia-noite do dia 12 e terminou à meia-noite da última segunda-feira.
No total foram registrados 199 acidentes na região --67 deles no trecho da via Dutra e outros 132 nas rodovias estaduais. Duas pessoas morreram em ocorrências registradas na Dutra e três em acidentes em estradas estaduais --uma na SP-55, em Ubatuba, e duas na SP-62, em Roseira e Canas.
Além das cinco vítimas fatais, outras 110 pessoas ficaram feridas --81 delas em acidentes nas rodovias estaduais e 29 na Dutra.
CHUVA - Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a chuva que atingiu a região nos últimos dias foi um dos principais vilões dos motoristas neste feriado e contribuiu para a ocorrência de acidentes.
"Até ontem [segunda-feira] estávamos com poucos acidentes. Na parte da tarde, a chuva intensa fez com que aumentasse o número de acidentes", disse o inspetor Hélio Bertola, chefe da 2º Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, em São José.
Na manhã de ontem, a chuva contribuiu para um engavetamento ocorrido por volta das 8h30, no km 145 da Dutra, sentido Rio-São Paulo, no trecho de São José.
Segundo a concessionária NovaDutra, que administra a rodovia, um caminhão e cinco veículos de passeio se envolveram no acidente, que deixou duas pessoas levemente feridas.
CARAGUÁ - Duas pessoas ficaram gravemente feridas e outras três tiveram ferimentos leves em um acidente no km 84 da SP 55, em Caraguatatuba, na tarde de ontem.
Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, um Corsa de Santa Bárbara do Oeste perdeu o controle em uma curva e colidiu frontalmente com um Gol de Piracicaba.
Elaine Gomes Rossini, 17 anos, e Abdo Abrhão, 76 anos, ficaram gravemente feridos e foram encaminhados para o Hospital Estela Maris na cidade. As outras, foram examinadas e liberadas. (Fonte: ValeParaibano)

Mc Dia Feliz vende mais de 3.100 Big Mac’s em Caraguá e Ubatuba
Toda a renda das vendas do sanduíche Big Mac no último sábado será revertida para o hospital Antoninho da Rocha, em São José

Litoral Norte - Os Mc Donald’s de Caraguatatuba e Ubatuba, únicos do Litoral Norte, venderam juntos mais de 3.100 Big Mac’s neste último sábado, quando foi comemorado o Mc dia Feliz. Tirando os impostos, o valor unitário do Big Mac, de R$5,50, será repassado ao único hospital da região que cuida de crianças com câncer, o Antoninho da Rocha Marmo, em São José dos Campos.
Até o ano passado o Mc Dia Feliz era comemorado no Brasil no segundo sábado de agosto. “Este ano comemoramos em novembro, como acontece em todo o mundo, porque dia 20 deste mês é comemorado o Dia Internacional da Criança. Fizemos este sábado, dia 13, para unir com o feriado da Proclamação da República”, explicou o gerente do Mc Donald’s de Ubatuba, Valter Goulart.
Segundo Goulart, dos 1.261 Big Mac’s vendidos no último sábado, cerca de 150 eram de tíquetes antecipados. “Tem gente que vem para colaborar com a campanha e tem os turistas que pedem outros sanduíches e os atendentes da loja convencem a comer o Big Mac.
O pessoal da cidade evita vir comer em feriados, mas o movimento foi o esperado, se comparado aos 900 lanches vendidos no ano passado”, comentou.
Para o gerente do Mc Donald’s de Caraguá, Didier César Ferreira, que falou através do coordenador administrativo Joselito Rodrigo de Oliveira, a loja vendeu aproximadamente 1.900 Big Mac’s das 11h da manhã até a meia-noite, movimento também maior do que o ano passado. “O feriado ajudou no movimento.
Os paulistanos, que já tem tradição de ajudar as entidades de Câncer comprando o Big Mac, compareceram nas lojas do litoral”, finalizou. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de Caraguatatuba Topo

O Guaruçá Anuncie Aqui

Aula no Parque Estadual

Caraguatatuba - O Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Caraguatatuba foi palco de uma atividade de campo com os alunos do curso Normal Superior, no início de novembro. O objetivo foi ampliar os conhecimentos dos professores sobre a Mata Atlântica, para que eles possam aplicar a aula com seus alunos da rede municipal.
Os alunos acompanhado pelos professores Marília Hartmann e Paulo Hartmann foram recepcionados pelo diretor do Parque, Ivan Juarez da Motta, que falou sobre a importância da biodiversidade e também sobre o Parque. Os alunos e professores também deram entrevistas à equipe de reportagem da TV Band, que estava fazendo uma gravação para o programa Band Vale Ecologia. O programa foi ao ar no sábado, dia 13.
Outra atividade de campo com os alunos aconteceu na Boca da Barra, no Rio Juqueriquerê, quando o grupo recebeu noções sobre o mangue, a Praia, o Rio, a proibição da da caça e da pesca no local e outros assuntos. A atividade teve o apoio da Polícia Ambiental. (Fonte: Módulo)

Campanha arrecada brinquedos para o Natal

Caraguatatuba - A secretaria de Assistência Social de Caraguatatuba está realizando uma campanha para arrecadar brinquedos para distribuição em bairros e entidades carentes do município, na época do Natal. Toda a comunidade pode participar, ajudando a arrecadar brinquedos novos ou usados. As doações devem ser entregues na sede da secretaria, a qualquer funcionário.
A secretaria fica na Avenida Bahia, 845, no Indaiá. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 3897-7062 ou 3897-7070. O objetivo da secretaria é o de proporcionar momentos de alegria e de prazer às muitas crianças carentes que existem no município. (Fonte: PMC)

Caraguá combate a dengue no 'Dia D'

Caraguatatuba - Agentes de saúde são mobilizados para a campanha de combate a Dengue no dia 20, sábado. Haverá orientação e distribuição de panfletos explicativos nos stands do bairro Travessão e centro da cidade
A secretaria de Saúde de Caraguá, por meio da Vigilância Epidemiológica de Caraguá está se preparando o "Dia D", Dia Nacional de Combate a Dengue, que acontece no dia 20, Sábado, das 8h às 14h.
Durante o dia serão desenvolvidas atividades de orientação e controle no combate a dengue. Dois standes para orientação da população e distribuição de panfletos explicativos serão montados, um no bairro do Travessão e outro no centro da cidade, na Praça Cândido Mota. Também haverá exposição de larvas e mosquitos da dengue. Uma equipe da Secretaria de Saúde estará disponível para orientar a população.
No bairro do Tinga, uma equipe com 40 pessoas e dois caminhões recolherão das casas qualquer material que possa servir de criadouro para o mosquito Aedes Aegypti.
Segundo o biólogo da prefeitura de Caraguá, Ricardo Souza, a ação é uma forma de prevenção contra a dengue no município. "Esta é a época ideal para evitarmos a epidemia da doença, pois é quando o município está mais propício para uma possível proliferação do mosquito Aedes Aegypts."
Souza disse ainda, que o bairro do Tinga foi escolhido para o mutirão de limpeza por ser o local que mais registrou focos e casos de dengue. "Os moradores do bairro podem colaborar com a campanha, colocando na calçada todo o material que não usa e que possa servir de criadouro, para que a equipe faça a coleta" finalizou.
A campanha é incentivada pelo Ministério da Saúde e Sucen (Superintendência de Controle de Epidemias) e as atividades são desenvolvidas pelos municípios. Este ano Caraguá registrou 437 casos positivos de dengue. (Fonte: PMC)

Escola de Caraguá realiza festa caiçara

Caraguatatuba - Alunos e professores fazem festa para a valorização da cultura caiçara, no sábado, dia 20, no bairro Porto Novo. A Festa terá exposições, dramatização de lendas, apresentação de danças típicas, exposição de artesanato feito pela comunidade, comidas típicas e muitas brincadeiras
O CIEFI (Centro Integrado de Educação Fundamental e Infantil), Prof. Maria Aparecida Ujio, no bairro Porto Novo, está realizando a "V Festa Caiçara", no sábado, dia 20, às 15h. A festa visa valorizar a cultura caiçara em vários aspectos como: dança, artesanato, folclore, comidas típicas, pesca artesanal e meio ambiente.
Durante a festa haverá exposição de trabalhos de alunos, dramatização de lendas, apresentação de danças típicas, exposição de artesanato feito pela comunidade, comidas típicas como bobó de camarão, lambe-lambe, azul marinho, espeto de peixe, torta e pastel de camarão e muitas brincadeiras.
O projeto é lançado na unidade escolar no início do 2º semestre, com uma reunião pedagógica, quando o professor é convidado a conhecer sobre a cultura caiçara e adquirir mais conhecimentos para trabalhar com os alunos. Este ano, foi promovido pela escola um passeio nas praias de Caraguá, além de um almoço com "Azul Marinho".
No projeto, os alunos produzem atividades como desenho e paisagens caiçaras. O melhor trabalho é escolhido para ilustrar o convite e as camisetas, junto de uma frase escrita por um professor. (Fonte: PMC)

Caraguá fatura 10º Trip Trail de Paraibuna
Cinco atletas da equipe “Nossa Caraguá”, da Associação de Ciclistas de Caraguatatuba, participaram do 10º Trip Trail, em Paraibuna, realizado no último fim de semana. Na categoria Sênior Pró, Caraguá venceu a competição

Caraguatatuba - O ciclista Adolfo José Mariano, da Associação de Ciclistas de Caraguatatuba, venceu o 10º Trip Trail, na categoria Sênior Pró, ocorrido em Paraibuna, no último domingo, dia 14.
A associação levou outros quatro atletas para participar da prova, sendo que três deles, Ivair Alves, Gustavo Rodolfo e Alexandre Magno, conquistaram a 8ª colocação em suas categorias, respectivamente, Máster, Expert e Máster Sport. Na categoria Sub-35, Sérgio Minato ficou em 20º lugar.
De acordo com informações da associação, a prova era composta por dois trajetos que se cruzavam no km 30, considerado pelos atletas, o trecho mais difícil, por conter fortes subidas, travessia de rios, descidas rápidas e técnicas. Os ciclistas enfrentaram também, neste local, alguns problemas com o gado das fazendas, por onde passavam as trilhas.
Mesmo com todos os obstáculos, como as quedas pelo caminho e as cãibras nas pernas, os cinco caraguatatubenses completaram a prova e conquistaram classificações para o município. (Fonte: PMC)

Ressaca prejudica maricultores da Cocanha e afunda lancha na Tabatinga

Caraguatatuba - A forte ressaca causada pela aproximação de um ciclone extra-tropical que atingiu a cidade na noite de sábado e alcançou o ápice no domingo, devastou as fazendas marinhas utilizadas para o cultivo de mariscos na praia da Cocanha, que é responsável por 60% da produção de todo o estado. Na praia da Tabatinga uma lancha de 16 pés naufragou e um veleiro que estava atracado ficou à deriva.
Dos 30 long lines (cordas resistentes que sustentam as bóias com os mariscos) que estão situados a 600 metros da praia da Cocanha, entre as ilhas de Cocanha Grande e Cocanha Pequena, apenas três permaneceram no local demarcado.
Dois foram arrastados pela forte correnteza por cerca de 500 metros. A mesma quantidade de long lines simplesmente desapareceu pelo oceano. Os 23 restantes se enroscaram uns aos outros. Da embarcação que naufragou na Tabatinga, apenas o casco pôde ser reaproveitado.
Os maricultores tiveram um grande prejuízo com a forte ressaca. Eles tem que reestruturar todo o processo de cultivo. A primeira parte do trabalho é desenrolar todos os long lines, o que faz com que os mariscos se desprendam das cordas.
A próxima etapa é providenciar um barco de médio porte e um aparelho de GPS (Posicionamento Global por Satélite) para delimitar novamente a área ocupada por cada produtor. A noção exata da quantidade de quilos de mariscos que foi perdida só vai ser possível quando o mar estiver em sua condição normal, o que está previsto para acontecer amanhã.
“Só vamos saber exatamente de quanto foi nosso prejuízo depois que o mar se acalmar. Temos que mergulhar com a água apresentando uma boa visibilidade para vermos quantos mexilhões perdemos”, lamenta o vice-presidente da Amesp (Associação dos Maricultores do Estado de São Paulo) José Luis Alves.
O cultivador também demonstra seu espanto com a força da ressaca que atingiu a costa norte de Caraguá. “Meu long line foi arrastado pela correnteza por mais de 500 metros, o que pode resultar em um prejuízo de R$ 5 mil. Em 34 anos que estou aqui nunca vi o mar tão revoltoso e duvido que alguém já o tenha presenciado mais potente do que neste final-de-semana”, afirma.
O pescador Cláudio de Oliveira Soares, mais conhecido como Cardu, perdeu três redes de pesca, o que resulta em um prejuízo de R$450,00. “É muito desanimador perder o material de trabalho e o produto que resulta dele. É necessária muita mão-de-obra para recuperar tudo”.
Soares presenciou outro fato incomum nos mares da região ao visualizar um veleiro modelo Ranger, de 23 pés, à deriva, procedente da marina da Tabatinga. “Vi o veleiro enroscado nas fazendas marinhas. Ele escapou e foi parar a um quilômetro depois da ilha. Sorte que eu vi e liguei para a marina, que o rebocou de bote. Caso contrário o dono teria um prejuízo de R$70 mil”, descreve.
Outro fato anormal proporcionado pela ressaca aconteceu com Luiz de Oliveira. O pescador da Tabatinga teve sua canoa quebrada por uma onda, que provocou uma rachadura de dois metros no casco.
O principal problema apontado pelos cultivadores e pescadores não foram as ondas. Os maiores empecilhos estiveram relacionados com a ondulação e a correnteza, que conseguiram arrastar as poitas de 500 quilos, que funcionam como se fossem uma âncora, do seu local afixado na areia.
Ontem pela manhã cinco cultivadores se revezaram entre mergulhar e desembaraçar as cordas. É um trabalho árduo que pode durar até mais de um mês para ser completado.
A praia do Massaguaçu também sofreu com os efeitos da ressaca. Na segunda-feira o mar revolto, impulsionado pelas enormes e potentes ondas, ocupou toda a faixa de areia e ficou a poucos metros dos carros que passavam na rodovia SP-55. (Fonte: Imprensa Livre)

1º Circuito de Palestras ‘Desafios para o Litoral Norte’

Caraguatatuba - As Faculdades Integradas Módulo estão promovendo em conjunto com a Associação Comercial e Empresarial, o 1º Circuito de Palestras ‘Desafios para o Litoral Norte’. O evento acontece de 22 a 24 de novembro, no auditório das faculdades Integradas Módulo.
O circuito inclui as palestras: ‘Radiografia e Tendências do Pequeno e Médio Varejo’, ‘Sazonalidade: estratégias para a baixa temporada’, ‘Atendimento ao cliente’, que serão proferidas por Ricardo Lima Ribeiro, professor e administrador com experiências em empresas como Caloi, Banco Safra e Siemens.
O objetivo é sugerir alternativas de manutenção dos negócios para as pequenas e médias empresas varejistas da região. As palestras são dirigidas para pequenos e médios empresários, comerciantes locais, gerentes e supervisores de loja, gerentes de instituições financeiras e órgãos públicos, além de estudantes universitários. (Fonte: Módulo)

Moda é tema de cursos no Módulo

Caraguatatuba - As Faculdades Integradas Módulo estão promovendo diversos cursos de extensão na área de Moda, em Caraguá. As opções disponíveis são: ‘Varejo de Moda’, ‘Mercado e Produção de Moda’, ‘Design por Computador’, ‘Técnicas e Aperfeiçoamento de Costura e Acabamento’.
Os cursos deverão acontecer em dezembro e janeiro, de acordo com a formação dos grupos. Os participantes receberão certificado de conclusão.
O curso ‘Varejo de Moda’ é indicado para lojistas, gerentes de loja, balconistas, vitrinistas e funcionários de atendimento, que queiram ingressar ou aprimorar seus conhecimentos na área. Os participantes aprenderão sobre o universo do varejo de moda, seus fundamentos teóricos e práticos, a arte na administração de vendas, vitrines, marketing básico e outros.
Já no curso ‘Mercado e produção de Moda’, que é indicado para o pessoal de confecção, lojistas, gerentes de loja, balconistas, vitrinistas, serão abordados o universo da produção de moda, mercado de moda, marketing de moda, estratégias de marketing (produto, distribuição e vendas), concorrência, marcas da moda, perfil do produtor de moda, áreas de atuação.
No curso ‘Design de Moda por Computador’, serão ensinadas bases para desenho técnico de moda, técnicas de representação (bases, proporções), manequim estilizado, silhuetas, sombra, luz, textura, aulas em laboratório de informática e CAD.
E no curso Técnicas e Aperfeiçoamento de Costura e Acabamento, serão ensinados costura reta, caseado, pontos decorativos, overloque, tecnologia têxtil (fibras, tecidos e aviamentos), montagem das peças, costura e finalização.
Mais informações na Central de Atendimento ou pelos telefones 3897-2043 e 3897-2044. (Fonte: Módulo)

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Sailing Shop

Aprovada lei que institui Planta Genérica para cobrança do IPTU

Ilhabela - Em sessão extraordinária realizada na manhã desta terça-feira, 16, a Câmara Municipal aprovou a redação final do Projeto de Lei 079/2004, que institui a planta genérica de valores e métodos de avaliação da propriedade imobiliária para efeito de lançamento do imposto predial e territorial urbano (IPTU) para o ano de 2005. O prefeito Manoel Marcos de Jesus Ferreira (PTB) esteve presente à sessão para acompanhar a votação.
A propositura, de autoria do Executivo, recebeu três Emendas – as de números 50, 51 e 52/04, todas aprovadas pelos presentes. Deixaram de participar da votação os vereadores Almir Mariano (PPS), Romeu Pedro Persch (PTB), Carlos Alberto de Oliveira Pinto (PMDB), Rita Janete de Oliveira Gomes (PDT) e Rogério Ribeiro de Sá (PT).
Com a concordância dos vereadores, a Emenda Modificativa 50/2004 propôs a vigência da lei 225/2003 até o dia 31 de dezembro de 2005 e modificou, ainda, o parágrafo 3o do artigo 3o. Com isso, a análise de pedidos para a redução de valor venal deixa de ser feita pela Secretaria de Finanças e volta a ser executada pela Procuradoria Jurídica. Outra alteração é que será obrigatória a emissão de recibo quando da data de entrega do carnê do IPTU ao contribuinte. O entregador deve registrar no boleto dia, mês e ano, da entrega, desobrigando o contribuinte do pagamento de quaisquer acréscimos caso a mesma aconteça após o vencimento da principal parcela.
Outra alteração diz respeito à alteração no código de algumas ruas do bairro da Barra Velha e o código de valores dos padrões de construções residências.
Na Emenda 51/2003 fica suprimido o artigo 7o do projeto de Lei 79/2004, considerado pela Assessoria Jurídica da Câmara “inconstitucional”. Já a Emenda nº 52/04 propõe redução em valores venais para casos de glebas indivisíveis, por exemplo.
Veto parcial - Durante a sessão, foi também lido o veto parcial ao Projeto de Lei 80/04, de autoria do Executivo, que propõe descontos para pagamento de IPTU em atraso.
Somente foi vetada uma Emenda que, segundo a justificativa apresentada, poderia caracterizar renúncia fiscal. Na Emenda, poderia ser concedido desconto para quem pagasse a vista o imposto atrasado do corrente ano – no caso, 2004.
“Sou a favor desse veto porque a justificativa bate com minha manifestação, feita anteriormente”, explicou o vereador Irmão Walter. Segundo ele, a Emenda criaria um vício negativo. “As pessoas deixariam de pagar o imposto no início do ano e esperariam pelo desconto para pagar apenas no final”. Ele ainda citou que não se pode isentar imposto do corrente ano. “Acho o veto justo”. (Fonte: Câmara Municipal de Ilhabela)
 
Notícias de São Sebastião Topo

anuncie aqui Superchic

Turistas são resgatados após passar mais de 13 horas no mar
Embarcação naufraga em São Sebastião durante "ressaca" causa pelo mau tempo

São Sebastião - Dois turistas de Campinas (SP) conseguiram sobreviver a um naufrágio ocorrido no último domingo na costa sul de São Sebastião, depois que o barco que ocupavam foi a pique atingido por uma onda de mais de 7 metros da altura durante uma "ressaca" no mar.
Eles passaram mais de 13 horas no mar, superando a fome, o frio, as ondas gigantes e a forte correnteza. Exaustos, conseguiram chegar ao continente somente na segunda-feira.
Maurício Aparecido da Silva, 28 anos, e Márcio Henrique Honorati, 25 anos, ambos propagandistas de Campinas, falaram ontem ao ValeParaibano sobre o naufrágio. Os dois sofreram cortes pelo corpo, após serem lançados pelas enormes ondas contra as costeiras.
Eles saíram de lancha, às 14h do domingo, para um passeio até as ilhas --formação rochosa que fica em frente à Barra do Say. O naufrágio aconteceu às 15h, quando uma onda de cerca de 7 metros de altura afundou a lancha "Avalanche", de 10 metros de comprimento.
Com coletes salva-vidas, os dois tentaram nadar em direção ao continente, distante cerca de 1 quilômetro.
Silva passou 19 horas no mar até ser resgatado pelo helicóptero Águia da Policia Militar, às 10h de segunda-feira, em uma costeira de Boiçucanga.
Honorati conseguiu chegar a casa de um pescador em Boiçucanga, às 3h30 da madrugada de segunda. Ele avisou o Salvamar, que providenciou o resgate para o amigo. Eles foram medicados no Pronto-Socorro de Boiçucanga e liberados.
"Foi um verdadeiro milagre", afirmou Silva, referindo-se ao fato dos dois terem sobrevivido ao naufrágio. Segundo Silva, eles estavam tentando retirar a água do interior da lancha quando uma onda enorme afundou a embarcação.
Os dois estavam com coletes salva-vidas e tentaram permanecer juntos, mas as ondas e a forte correnteza acabou separando-os.
"Tive caimbras oito vezes durante o tempo que permaneci na água", disse Silva. Ele afirmou que chegou a ingerir o próprio vômito para se alimentar.
Silva disse que procurou nadar em direção a costa. Ele usou como referência as luzes de uma casa à beira mar.
Ele afirmou que chegou a pedir ajuda para um barco de pesca, mas que ninguém ouviu seus gritos de socorro e o barulho do apito --que vem acoplado ao colete. "Nunca tinha enfrentado situação tão díficil no mar", afirmou.
"Foi terrível. Passei o tempo todo rezando e pedindo a Deus para que nos salvasse", disse Honorati.
O propagandista passou 13 horas no mar. Honorati disse que foi muito díficil superar as ondas, a forte correnteza, ao frio e a fome durante o tempo em que passou no mar. "Foi Deus quem me salvou", afirmou.
MAU TEMPO - Um turista está desaparecido no mar, em Ubatuba, desde o último domingo devido à "ressaca" provocada pelo mau tempo. O mar revolto no Litoral Norte causou ondas de até 3 metros à beira-mar e muitos quiosques nas praias foram invadidos pelas águas.
O metalúrgico Gilson de Oliveira Barros, 21 anos, de Ortolândia, desapareceu às 11h30, depois de ser levado por fortes ondas na praia do Tenório. Ele estava nas pedras em uma das pontas da praia. (Fonte: Salim Burihan/ValeParaibano)

"Ressaca" exige cuidados, diz Salvamar

São Sebastião - O Salvamar (Salvamento Marítimo) orienta os turistas e moradores do Litoral Norte que dobrem os cuidados à beira mar no período de "ressaca" do mar. A principal recomendação é que as pessoas evitem as costeiras, o banho de mar e a saída de barcos.
No último feriado, algumas praias chegarem a ter ondas de mais de 3 metros de altura. A situação mais crítica foi verificada em Ubatuba, onde as águas quase invadiram as ruas.
O Salvamar recomenda que as embarcações evitem o mar durante a "ressaca", devido aos riscos de acidente em alto mar.
É preciso que os turistas busquem informações detalhadas das condições do tempo, da maré e dos ventos antes de deixar a costeira.
O Salvamar recomenda que a marina ou o iate clube seja informado do horário da saída, da previsão do retorno e do destino da embarcação, porque, em caso de acidente, as buscas ficam mais fáceis. Sebastião.
Ontem, o mar ainda estava agitado o que prejudicou as buscas do Salvamar ao metalúrgico Gilson de Oliveira Barros, 21 anos, desaparecido desde domingo. Ele foi tragado por uma onda gigante quando estava nas pedras em Ubatuba. (Fonte: ValeParaibano)

Hoje é dia de eleição na Aciss: Fabio Aranha x Olivo Balut

São Sebastião - Hoje é dia de eleição na Aciss (Associação Comercial e Industrial de São Sebastião). Os empresários Fábio José Aranha, dono da Nexo Informática, e Olivo Ramirez Balut, proprietário da Olivo Autos e Motos, lutam pela presidência da entidade para os próximos dois anos.
Aranha esteve à frente da Aciss de fevereiro a outubro deste ano, assumindo o lugar de Artur Balut, irmão de Olivo, que pediu afastamento para se candidatar a vereador. Para tentar a reeleição, ele encabeça a chapa “Ética e Honestidade”, tendo ao seu lado os seguintes empresários: Luiz Antônio Prado (1º vice presidente), Luizinho (2º vice-presidente), Márcia Mallet (1º secretário), José Nilton (2º secretário), Joel Andrade (1º tesoureiro), Marcelo Pires (2º tesoureiro), Beto (1º diretor de SCPC), Wilma Clementino (2º diretor de SCPC), Ercília Pires (1º diretor de turismo), Zenaide (diretor de comunicação), Victor (1º diretor de patrimônio) e Roseli Andriolo (2º diretor de patrimônio).
Suas principais propostas são: criação do URA (Unidade Remoto Atendimento), para possibilitar consultas 24 horas por meio de sistema de telefonia; cursos mensais de qualificação; e retomada das campanhas temáticas.
“Espero que o pessoal compareça para votar, pois o que vale é a democracia. Será uma administração transparente, uma associação comercial de todos os empresários e não somente de 13 diretores”, concluiu.
Já o empresário Olivo Ramirez Balut, que tenta pela primeira vez chegar à presidência da Aciss, traz na bagagem a administração de seu irmão, Artur Ramirez Balut, reeleito em 2002. Entre suas principais propostas, Olivo Balut destaca: reforma administrativa, retomada de campanhas temáticas e um fórum empresarial.
“Vamos primeiro arrumar a casa, em seguida promoveremos campanhas, pois o empresário que paga mensalidade quer retorno, e em um segundo momento vamos realizar o fórum, em parceria com grandes empresas”, declarou Balut.
Sua chapa é a “União e Trabalho”, que tem ainda os seguintes componentes: Nelson Centurião (1º vice-presidente), Ralf Reste (2º vice-presidente), Nivaldo Farma Vida (1º secretário), Ricardo Palhoça (2º secretário), Robisson Pinheiro (1º tesoureiro), Artur Balut (2º tesoureiro), Leandro Coelho (1º diretor de SCPC), Beto Auto Elétrico (2º diretor de SCPC), Flávio Pereira (1º diretor de turismo), Gilberto Eroles (2º diretor de turismo), Gilberto Malagô (1º diretor de patrimônio) e Nilton Silva (2º diretor de patrimônio).
A eleição da nova diretoria da Aciss vai das 8h às 16h. Esta é a primeira vez que o comércio escolhe nas urnas a nova administração da Associação Comercial. Até então, sempre houve decisão por chapa única. De aproximadamente 600 filiados, somente 320 estão aptos a votar. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Foto do Dia

Litoral Virtual recebe Moção de Congratulações da Câmara de Ubatuba

Ubatuba - O guia Litoral Virtual recebeu na noite de ontem a Moção de Congratulações 67/04 pelo seu 10º aniversário. A moção foi indicada pelo vereador Domingos dos Santos (PT) e foi entregue ao fotografo e webmaster Emilio Campi, editor do site.
Entre as considerações apresentadas, destacaram-se a audiência superior a 5 milhões de acessos que o site recebeu desde sua implantação, o boletim diário contendo informações e notícias da região, a imparcialidade e a interatividade junto ao público.
Campi agradeceu a homenagem aos vereadores ao público presente. "O futuro reserva uma utilização cada vez maior da internet para integração, difusão e interação, auxiliando cada vez mais o acesso às informações e facilitando a vida de todos. O Litoral Virtual se dedica a antecipar este futuro, mantendo-se na vanguarda da comunicação via internet".

Workshop discutirá Turismo Sustentável em Ubatuba

Ubatuba - Será realizado nos dias 23 e 24 de Novembro próximo, na Universidade de Taubaté – Campus Ubatuba das 8:00h as 12:00 h –com retorno das 14:00h as 18:00h o Workshop “Planejamento Do Turismo Sustentável no Município de Ubatuba”.
O evento, realizado por entidades e empresários ligados ao setor turístico local, tem por objetivos:
Estabelecer diretrizes e linhas de ação, através de estratégias que irão orientar planos, programas e projetos para o turismo sustentável no município de Ubatuba, envolvendo o poder público e a sociedade civil organizada.
Oferecer orientação técnica aos tomadores de decisão, legisladores e gerentes responsáveis pelo turismo no município de Ubatuba para o desenvolvimento do turismo sustentável.
Consolidar junto à sociedade de Ubatuba o entendimento de que o turismo uma vez bem fomentado e solidamente implementado, pode contribuir efetivamente para o processo de transformação local.
O âmbito de ação desse trabalho está expresso no que se entende ser um dos primeiros passos em busca do desenvolvimento sustentável do turismo, ou seja, o compromisso proposto pelo setor e assumido pelos candidatos ao executivo municipal, intitulado Agenda Mínima de Turismo e que pretende nortear o desenvolvimento municipal do turismo de forma sustentável e servir como base para a implantação de uma Política Municipal de Turismo que assegure:
1. à comunidade: melhores condições de vida e reais benefícios;
2. ao meio ambiente: uma poderosa ferramenta que valorize os recursos naturais;
3. ao município: uma fonte de riqueza, divisas e geração de empregos e a oportunidade de conhecer e utilizar o patrimônio natural onde convergem a economia e o meio ambiente para o conhecimento e uso das gerações futuras;

Os realizadores do evento são:

Universidade de Taubaté – Campus Ubatuba
CA – Latitude 23°
Companhia Municipal de Turismo de Ubatuba
Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Picinguaba
Associação Comercial e Industrial de Ubatuba
Parque Estadual da Ilha Anchieta
Projeto Tamar
Associação de Quiosques da Praia Grande
Coletivo de Entidades Ambientalistas de Ubatuba;
Consórcio Intermunicipal do Litoral Norte de São Paulo
Rádio Gaivota FM
Aquário de Ubatuba
Associação dos Comerciantes do Bairro do Itaguá
Associação Náutica de Ubatuba
Sindicato de Bares, Hotéis, Restaurantes e Similares
Associação de Hotéis e Pousadas
Movimento Ubatuba Viva

O evento ocorrerá em 2 dias e a programação é a seguinte:


1º dia: Abertura
Pré – Diagnóstico (se utilizará como subsídio para discussão o resultado das oficinas do PNMT e o material Técnico elaborado pelos parceiros)
2º dia: Definição de estratégias, prioridades, estrutura necessária, dotação orçamentária, perfil das equipes entre outros (se utilizará como subsídio a Agenda Mínima de Turismo).

Ação Litoral

Artigo Topo

Uma palestra de Borges
Flavio Girão

Tantas vezes li, reli e releio os contos inquietantes de Borges e, a cada releitura, é como se notasse semelhança a algo que li, uma biblioteca de escadas e estantes intermináveis, “se o espaço é infinito, estamos em qualquer ponto do espaço. Se o tempo é infinito, estamos em qualquer ponto do tempo”, e também nos espelhos e labirintos perturbadores, “o fato estético não pode prescindir de certo elemento de assombro”. Borges, releitura imprevisível, “afinal de contas a literatura não é outra coisa que um sonho dirigido”.
Jorge Luiz Borges (1899/1986), nasceu portenho mas mudou-se para a Europa com seus pais, estudando na Suíça, retornando à sua cidade somente na década de 30. Lecionou literatura inglesa e americana na Universidade de Buenos Aires, dirigiu a Biblioteca de Buenos Aires e engajou-se na intensa vida cultural de sua bela cidade. Grande parte de sua existência transcorreu nas sombras progressivas da perda da visão (herança paterna). Dentre seus livros, acima de 50, os mais citados são História universal da infâmia (1935), Ficções (1944), O Aleph (1949), El outro, El mismo (1964), Elogio da sombra (1969), O informe de Brodie (1970) e mais e muito mais. Não que os outros sejam menores, talvez por estes serem os mais traduzidos e citados.
Falar de Borges é falar do imponderável, da circularidade, de caminhos que se bifurcam sempre, do mistério dos espelhos ... Emir Rodríguez Monegal, uruguaio, considerado seu mais acurado crítico, escreve: “Compartilhando com Carpentier, Astúrias e Marechal, Borges é o umbral de uma nova era para as letras continentais” (Borges: uma poética da leitura, Editora Perspectiva).
Conheci, no Paraná, um escritor viciado, droga da pesada. Seus livros me esmagavam, mas seduziam-me, algo novo a um careta como eu que não consegue se viciar em nada, nem em religião. Relacionando-os, nessa absurdidade dos desvãos da alma, terá a cegueira de Borges ensejado a dimensão do infinito?
Na década de 80 fui ouvi-lo no prédio do jornal Folhas. 10,30h. Certamente à noite! Não, de dia e na garagem, manobras de carros ruidosos, barulho da rua e a voz descansada de Borges. Um professor repetia em português: de cinco palavras quatro se perdiam. Saí revoltado. Tomei o ônibus para ir à Avenida Consolação. Greve, movimento de máquinas, embarafustou-nos por longo e desconhecido percurso, uma autêntica viagem borgiana. Dia seguinte, MASP, salão principal limpo e silencioso. Acomodei-me na primeira fila. Finalmente ouviria o mestre. Havia uma aura em torno do poeta quase cego. Ao seu lado, sua auxiliar nipônica completava a atmosfera mítica. Borges discorreu sobre livros, poesia, viagens. Continuaria ouvindo-o eternamente. Lembro-me de alguém perguntar sobre os novos escritores brasileiros. Desculpou-se, por sua carência, alegando permanecer com os clássicos. Fiquei surpreso com tal confissão, mas à medida que os anos foram se acumulando, pude compreender o mestre.
Terminada a palestra, nos dirigimos à lanchonete do MASP. Empolgava-me a possibilidade de o ouvir mais uma preciosa vez. Recordo-me, entre os variados temas abordados, o fato de não ter recebido o prêmio Nobel. Voltou-se, naquela forma agradável de dar atenção à pessoa: “Certamente não sou merecedor”. Ante o protesto dos vizinhos, sorriu quase indulgente.
“Bem – disse-me um amigo jornalista– Borges parece ter simpatia pelo golpe, já que teve dificuldades com Perón...”
Não era a primeira vez que ouvia tal versão. Borges, em diferentes ocasiões, manifestou-se anticomunista, antifascista, ateu, alienado... Até onde tudo isso não fazia parte de seu fino senso de humor? Nas Obras completas,1923–1972 (Emecé Editores, B. Aires), o próprio Borges a finaliza com um Epílogo fantástico, em que uma Enciclopédia Sudamericana publicará em Santiago de Chile, em 2074, uma curta e nada favorável biografia de Borges, relatando: : “Hacia 1960 se afilió al Partido Conservador, porque (decía) ‘es idudablemente el único que no puede suscitar fanatismos.’”
De uma certa forma, também Carlos Drummond pediu aos engajados de esquerda que o deixassem simplesmente compor poesia. Era época da ‘guerra fria’, pró-capitalistas e pró-comunistas fanatizados, Brasil, Argentina, Uruguai e Chile sob golpes militares de extrema direita, as religiões açodadas contra o ‘perigo vermelho’, o macartismo caçando ‘bruxas’ em Hollywood. Tristes memórias. A humanidade, de tempos em tempos, teima em retroceder à Inquisição.
Nos 87 anos de sua criativa existência recebeu os mais expressivos prêmios literários (inclusive no Brasil), bem como título de doutor das mais famosas universidades, mas a Academia Sueca de Literatura, por razões não reveladas, ignorou-o, como a outros excelentes literatos, negando o Nobel, esse Óscar da literatura.

Ubatuba, 15 de novembro de 2004

Flávio Girão
Ubatuba, SP

Opinião Topo

Contagem Regressiva
Editorial do jornal ValeParaibano de 17/11/2004


Os casos registrados no feriado de 15 de Novembro não deixam dúvidas: a violência urbana --infelizmente-- está totalmente fora de controle no Litoral Norte, uma das regiões mais belas e mais agradáveis de todo o Estado de São Paulo.

Uma simples amostra é impressionante

A guerra entre gangues nos morros de São Sebastião continua a fazer suas vítimas. Na região da Praia Preta, também em São Sebastião, uma dentista de São Paulo foi morta dentro de seu carro, na frente de duas amigas, na madrugada da última segunda-feira. Para a Polícia Civil, a hipótese mais provável é tentativa de assalto. Na Martin de Sá, o endereço do turismo em Caraguá, um homem foi morto a tiros após uma discussão em uma lanchonete. Em 24 horas, entre domingo e segunda-feira, pelo menos sete casas de veraneio foram invadidas por assaltantes na região. E, em uma ação mais espetacular, três homens armados levaram R$ 30 mil de uma pousada em Camburi. Todos esses casos deixam a comunidade local, as autoridades e os turistas apavorados.

A cúpula da Polícia Civil no Litoral Norte tenta tapar o sol com a peneira, mas, contra fatos, não há argumentos

Melhor fez o Estado: na tentativa de conter a onda de violência e dar uma resposta real aos anseios da sociedade, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) antecipou o início da Operação Verão, deslocando, antes do previsto, um reforço considerável para a Polícia Militar das cidades do Litoral Norte. Será suficiente? Os prefeitos eleitos de Caraguatatuba, São Sebastião e Ubatuba acham que não. Após reunião com o comando regional da Polícia Militar, os eleitos --José Pereira Aguilar (PSDB), Eduardo César (PL) e Juan Pons Garcia (PPS)-- querem discutir diretamente com o governador um aumento real no efetivo da PM do Litoral Norte. Se, por um lado, está aberta a possibilidade de diálogo e parceria entre Estado e as prefeituras para dotar a segurança pública de melhor infra-estrutura na região, por outro, o Estado está sendo cobrado diretamente. E é preciso dar respostas concretas.
Tudo isso tem ainda um complicador --a temporada de verão, que começa no final de dezembro, trazendo milhares e milhares de turistas para o Litoral Norte. Se agora a situação é preocupante, como ficará a segurança no Litoral Norte em plena temporada?

Editorial do Jornal ValeParaibano
17 de novembro de 2004

Carta do Leitor Topo

A praça, a comunidade e o futuro - Quero parabenizar o Sr. Hugo Gallo pela coerência de suas colocações. Apesar de não conhecê-lo pessoalmente, acompanho suas opiniões, (até em razão de dividirmos o sobrenome) e sempre observo um ponto de convergência que é o seu afeto por Ubatuba.
Compactuo em genero e número no que se refere a nivelar Ubatuba por baixo. De nada adiantam medidas politiqueiras ou remendos na colcha rasgada. Melhor será estruturar uma cidade, proporcionar educação e qualificação em vez de montar barraquinhas para vender toda a sorte de quinquilharias made in 25 de março. Espaço para bons artesãos sempre existirá, é interesse turístico, porém misturar estes com especuladores ou miseráveis, dá licença. Nada a ver, ficam todos injustamente nivelados por baixo impedindo dessa forma a especialização e aprimoramento dos primeiros e a possibilidade de crescimento dos demais. A invasão territorial mais explícita de que temos notícia e que pode ser um bom exemplo para todos é a própria São Paulo, que viu sucateada seus valores históricos, escolas, segurança, saude, desapareceram diante do contingente que se mudou, seus monumentos e praças são hoje uma vergonha já que servem de moradia e albergue para desocupados, órfãos da sorte é verdade, mas enfim...uma cidade vitimizada pelo gigante chamado Brasil. Algo precisa ser feito, mas já não diz respeito ao litoral, é necessário acabar com a indústria da seca, a indústria do menor, a exploração da miséria humana e os sacanas que infestam a nação roubando e enriquecendo as custas do futuro da patria. Estes algozes sim merecem o castigo.

Selma Gallo
Caraguatatuba, SP


Receita de Praça - Quem não gosta de uma boa receita? Das mais comuns (que muitos não acertam a mão) às mais elaboradas (que requerem ingredientes especialíssimos), passando pelas de segredo de família, todas despertam curiosidades, aguçam o paladar e lançam desafios. Grandes Chefes, após anos de aprendizado, trato com sofisticados equipamentos, chegam à consagração pelas suas habilidades e, pelo resultado final de suas criações, geralmente dedicadas aos mais exigentes gourmets. Ao paladar dos simples mortais, até mesmo arroz e feijão “bem feito” tem seu crédito. Tem coisas imutáveis dentro da Arte Culinária. Todos os profissionais da cozinha, passado pelas donas de casa, de forno e fogão, são unânimes: “Mais água no feijão ajuda, mas, não tem receita que complemente a falta de caroços”. Se Ubatuba dependesse apenas de novas receitas, poderíamos buscar ajuda nos livros dos grandes Chefes (virou moda “chefe” dar palpites nas receitas dos outros) ou até mesmo recorrer às donas marias. Não dependemos apenas de boas receitas. Precisamos de “chefes” capazes e criativos, pois os que temos, são apenas “curiosos”. Nenhum deles propõe um aumento no volume, para compensar a falta de caroços. Apenas decidem dividir (em fatias cada vez menores) a mesma receita. Quem chega, vem atrás é de caroço. Aqui, a criatividade “culinária” não tem ido além de juntar mais água no caldo ralo. Em um primeiro momento engana, mas, não demora, o estomago “encosta” nas costas e, é preciso mais e mais (não há praça e frente de praia que chegue). Na nossa cozinha, o que temos assistido são ações desencontradas, de quem não entende nada de fogão. Mal sabem passar um bom café. Assim, todos nossos ingredientes, pelo mau uso, estão sendo um a um, descartados, até que, não haverá o que colocar na frigideira. Estão indo: boa parte da nossa mata, das nossas praias, dos nossos rios, das nossas ruas e das nossas praças. Já se foram, entre tantas coisas nossas, a história, os costumes, a raça e a identidade. Sopa de pedras. Assim, legislando, cozinhado ou batucando o que não sabe, encarnados como salvadores da pátria, seguem distribuindo a sopa coletiva colocando nos pratos de sua conveniência os últimos caroços, como se soubesse e imaginasse a fome de cada um. Deuses! A última distribuição “divina” que tive notícia é da praça Santos Dumont a uns poucos (dentre tantos outros carentes) escolhidos? Porque só 30 e não 300? Ora, sem licitação, tudo isso é (no mínimo) ilegal, como todas as outras ”leis” aprovadas (imagine) que privilegiem a qualquer título, qualquer um, em detrimentos de outros. Vide todos os quiosques de qualquer praia. É só consultar a Promotoria Pública para que se manifeste (quando o assessor jurídico calar a respeito) e ouvir. Fácil: Art. VI da Constituição. Com estes tipos de poções insanas, pode-se também concluir que não é só carência de tutano. Estes pseudos cozinheiros ou tem interesses escusos ou são extremamente narcisos. Acham-se “salvadores da pátria”. Com este batuque desafinado na cozinha, nem super homem em 8 anos. Não vai dar tempo. O fogo vai pegar o fundo da panela. Esta receita (de veneno) nos transformará na Capital dos Ambulantes. Estaremos fritos!

Ronaldo Dias
Ubatuba, SP


Cocanha, a Veneza do Vale - Obra eleitoreira não leva em consideração a segurança e o bem estar dos moradores, sábado dia 13/11/2004 (21:00h) já se verificava o perigo que iria se concretizar nesta madrugada. Várias ligações foram feitas (Prefeitura, Defesa Civil, Bombeiros,................) mas em nenhum momento se mostraram preocupados.
Domingo 14/11/2004 (07:40h) "acordei com medo de colocar o pe na água" uma das frases que o avo de minha esposa falou logo após ter saído de teu quarto.
Não coloquei o pé na água no quarto, mas tive que colocar ao sair do mesmo para tentar impedir que a água alagasse por vez a minha casa.
Ao ligar para o Corpo de Bombeiro este mesmo cidadão se deparou com a arrogância e o despreparo de um certo servidor que tem como obrigação garantir a tua segurança:
"Isto é um fenômeno da natureza, não podemos fazer nada, logo passa."
Não conformado com a resposta ligou novamente:
"Meu senhor saia de tua casa e procure um lugar mais alto e seguro."
Ligou para a Defesa Civil e a mesma solicitou que ligasse para o motorista operador da maquina pois como era domingo ia ser difícil localizá-lo, e assim foi ate decidir ligar para a policia militar e narrar mais uma vez o acontecido.
Logo após recebeu um telefonema do corpo de bombeiros informando que a maquina estava a caminho (para aumentar a vazão do rio junto ao mar) e que também estava enviando uma viatura ao local para verificar a segurança dos cidadãos, isto já era por volta das 10:00h da manha.
ps: Ligamos para o Evanguarda o nos informaram que não tinham nenhum repórter na região.
obs: quando fui tirar as fotos havia um cidadão com uma inchada na mão, e foi o mesmo que bem antes da maquina e o corpo de bombeiros chegar que começou a alargar o rio (foto - atitude).

Sergio Vieira Silva
Caraguatatuba, SP

 

  

  
Fotos enviadas por Sergio Vieira Silva

Foto do Dia Topo

Para participar desta seção basta enviar as fotos com crédito do autor e legenda, no tamanho mínimo de 1024 x 768 pixels com resolução de 72dpi para fotododia@litoralvirtual.com.br
O envio de foto caracteriza autorizada a sua publicação e identifica o remetente como autor.

Ubatuba-SP

Luar do Itaguá - Roberto Russo


Luar no Itaguá
©Roberto Russo


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia
 

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi
Editora Assistente: Jullyany Roberta Cruz


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor