Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quarta-feira, 19 de janeiro de 2005 - Nº 1202 Edições Anteriores

Litoral Virtual Casa na Fortaleza

Região
Gerenciamento Costeiro proíbe captura de isca viva até 23,6 metros de profundidade
Região deve ter chuva até sábado, diz previsão

Caraguatatuba
Caraguá atrai investidores no Verão
Reforma da Rio-Santos tem conclusão adiada
Caraguá preenche vagas de assessor
Ditran intensifica atuação durante a temporada
Projeto de correção salarial de 5,8% aos servidores públicos é aprovado

Ilhabela
Câmara de Ilhabela prevê gastos acima do orçamento aprovado
Inscrições para o V Campeonato Municipal de Futsal 2005

São Sebastião
Laudo do Ibama conclui que incêndio começou na área de tiro da Marinha
Casamento comunitário pode virar uma tradição na Festa do Padroeiro
Jet-ski será proibido no Carnamar por determinação da Marinha
Câmara doa computadores à Polícia Rodoviária Estadual
Cultura lança “Espaço Criança” e quer valorizar os artistas da cidade

Ubatuba
Defesa Civil decreta alerta em Ubatuba
Deslizamento ameaça casa de Clodovil
Lu Alckmin envia roupas e comida a desabrigados
Desabrigados iniciam retorno às casas após a chuva
Programa de Saúde é ampliado em Ubatuba
Ubatuba tem 2ª desova de tartaruga
Nickelodeon agita o canto da praia Grande
Prefeitura restaura iluminação em ponte

Seções
Opinião
Artigos
Carta do Leitor
Foto do Dia


Notícias da Região Topo

Gerenciamento Costeiro proíbe captura de isca viva até 23,6 metros de profundidade
“Os atuneiros estão cometendo manifesto ilícito administrativo”, afirma Nivaldo Simões, presidente do Grupo Setorial do Litoral Norte

Litoral Norte - O Gerenciamento Costeiro do Litoral Norte proíbe a captura de isca viva e pesca de arrasto por parelhas ou para pesca de camarão ao longo de todo Litoral Norte até a profundidade de 23,6 metros. É o que afirma o presidente Nivaldo Simões, do Grupo Setorial do Zoneamento Ecológico e Econômico do Litoral Norte. As normas já estabelecidas no decreto 49.215/2004, de 7 de dezembro.
Pescadores artesanais têm reclamado muito sobre os barcos atuneiros, conforme divulgado sábado e ontem no Imprensa Livre. Os pescadores consideram que os atuneiros próximos à costa provocam prejuízos à comunidade pesqueira local, além de destruição da fauna marinha. O caiçara João Carlos de Oliveira, 58, por exemplo, afirmou que as embarcações declarou que, próximo à praia, “arrastam tudo e passam por cima das nossas redes, que acabam rasgadas”.
Os atuneiros operam próximos à costeira para captura de isca viva e, pelo menos até ontem, sob aval do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente). Ontem, Markus Zerza, chefe do Escritório Regional do Ibama, em Caraguatatuba, disse que não existe lei federal que proíba a ação de barcos atuneiros próximo à costa.

Prática ilícita - “Os atuneiros estão cometendo manifesto ilícito administrativo porque esta prática é proibida pelo decreto estadual”, afirma Nivaldo Simões. Ele também acentua que a Polícia Ambiental tem a competência de combater a operação dos atuneiros e embarcações de arrasto.
Simões explica que a Z2 ME (Zona 2 Marinha Espe-cial), estabelecida no decreto, veta pesca industrial, pesca de arrasto por parelhas ou para pesca de camarão e captura de isca viva e isto se estende até a Z3M. Segundo ele, entre a Z1M e a Z3M, são permitidas a pesca artesanal e amadora, entre outras atividades como ecoturismo e aqüicultura.
Simões explica que na Costa Sul de São Sebastião, a Z2ME passa ao largo da praia Boracéia até a Ponta do Maracujá, na Juréia. Daí, a Z2ME segue até a Ilha das Couves, em Barra do Sahy, passa pela Ilha dos Gatos, em frente a Cambury e continua até a Ponta Grossa, entre as praias de Boiçucanga e Brava e se prolonga até a Ponta do Toque-Toque Grande.
Ao longo do Canal de São Sebastião, a Z3M também proí-be captura de isca viva e pesca de arrasto. Já na região central e Costa Norte, a Z2ME envolve o Pontal da Cruz até a Ponta do Arpoador, entre Cigarras e Enseada, continuando em Caraguatatuba.
Nivaldo explica que o objetivo do zoneamento marinho foi evitar a pesca predatória e proteger a pesca artesanal ou de subsistência e a amadora. Nivaldo Simões já propôs a realização de um workshop para divulgar ainda mais normas do zoneamento marinho e discutir medidas com a Polícia Ambiental. A data e local do evento ainda não foram definidos.

Ibama - Markus Zerza, sem falar com base no Gerenciamento Costeiro, durante a entrevista, disse que desde que assumiu o escritório, há cerca de um ano, já orientou e solicitou, por várias vezes, à classe dos pescadores artesanais para que formalizem um pedido de discussão da legislação federal de pesca a fim de reverter a falta de limite de área para a atuação dos atuneiros. “Recebemos denúncias com freqüência; é preciso o pedido formal para que eu encaminhe a Brasília”.
Conforme Zerza, atuneiros não realizam a pesca com a rede de cerco flutuante. “Capturam peixes bem pequenos para usá-los como isca viva, mas os barcos grandes não chegam muito próximo à costa porque encalhariam”. O chefe do Ibama declara que, quanto a prejuízos à fauna marinha, existem estudos que confirmam e outros que não confirmam. “É necessário mais estudos”, observa. “Concordo que a ação dos atuneiros causa certo tipo de problemas porque danificam a rede dos pescadores artesanais”, acrescenta.
Ainda ontem, na seção de Cartas do Imprensa Livre, Carlos Christo, de Guaecá, em São Sebastião, escreveu que sábado passado um atuneiro “arrastou suas redes”, entre 8h00 e 17h00, a não mais que 50 metros da praia, em Guaecá e Barequeçaba. “Liguei para o Ibama e recebi como resposta que a denúncia deveria ser feita por e-mail, de preferência com fotos, e com o nome do responsável pela embarcação. Viva a burrocracia ou interesses escusos dos nossos burocratas”, concluiu.
Markus Zerza, ontem, disse que voltava de férias e não teve conhecimento sobre o telefonema do morador de Guaecá. Zerza disse que não existem exigências para recebimento de denúncias. “É claro que se o denunciante puder comunicar o máximo de informações, é interessante”.

Colônia dos Pescadores - “Ele está faltando com a verdade”, afirma o presidente da Colônia dos Pescadores Z-14, Guilmer Cássio Puertas Tavares, quanto à falta de pedido para discussão de lei federal pertinente à pesca, citada pelo chefe do escritório regional do Ibama, Markus Zerza. “Em 2001, protocolamos denúncia ao Ministério Público; há cerca de um ano, houve audiência com a promotora, doutora Elaine (Elaine Taborda de Ávila), mas o Ibama não compareceu”.
Tavares também afirma que já encaminhou um requerimento à Estação Ecológica Tupinambás, em São Sebas-tião, órgão do Ibama. No documento, datado em 8 de junho de 2001, ele solicita delimitação de áreas somente para o trabalho de pesca artesanal. (Fonte: Nívia Alencar/Imprensa Livre)

Região deve ter chuva até sábado, diz previsão

Litoral Norte - A previsão é mais chuvas para toda a região até sábado, segundo o Cptec (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos), de Cachoeira Paulista. Segundo a meteorologista Virgínia Nogueira, uma zona de convergência do Atlântico Sul está sobre a região Sudeste, deixando o tempo nublado e com chuvas a qualquer hora do dia. Segundo ela, até sábado, as tardes terão chuvas mais intensas mas as temperaturas deverão permanecer estáveis. Hoje, a região deverá ter a temperatura mínima de 21ºC e máxima de 27ºC. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Caraguatatuba Topo

O Guaruçá BIL -= Bolsa de  Imóveis do Litoral Salete

Caraguá atrai investidores no Verão
Empresas usam criatividade para ganhar a atenção do público, enquanto promovem suas marcas. Prefeitura incentiva parcerias no verão e também na baixa temporada.

Caraguatatuba - Assim como os turistas estão para a praia, as grandes empresas estão para Caraguá, no Verão de 2005. O município tem recebido e apoiado um grande número de investidores, em sua maioria, empresas promocionais que oferecem opções de lazer e recreação ao público, enquanto promovem seus produtos.
Em busca de atingir o grande número de turistas hospedados na cidade, empresas como Embratel, Visa, Colgate, Cepacol, Sky, entre outras, fazem parcerias com a secretaria de Turismo e, com muita criatividade, promovem suas marcas e ganham a atenção do público nas ruas da cidade.
A Colgate realiza, em parceria com a Secretaria de Turismo, um mega investimento, de 23 a 26 de janeiro. Uma arena com uma tenda de 200 m² trará diversos shows, além de duchas refrescantes e outros atrativos. Segundo o diretor de eventos da Secretaria Municipal de Turismo, Gilson Cabrera, novas parcerias com a empresa já estão confirmadas para a baixa temporada.
Emissoras de rádio e TV como Band, Vanguarda, Stéreo Vale, Beira Mar, entre outras, estão agitando as areias com aulas de ginástica, gincanas, recreação e brincadeiras. Profissionais e empresas da cidade são convidados para participar e também ganham uma fatia desse mercado.
Um balão da Embratel agitou a cidade no último fim-de-semana com promoções e passeios, enquanto informava o públicos sobre seus novos serviços. A Sky patrocinou o projeto 'Vento em Popa', que ensina crianças a velejarem, doando equipamentos como velas, colete salva-vidas, cadeiras,
guarda-sóis, para a escolinha de vela, beneficiando turistas e moradores que podem participar gratuitamente das aulas.
Segundo Gilson Cabrera, o incentivo e o apoio a este tipo de promoções na cidade é uma das estratégias, com vistas a parcerias na baixa temporada. "O município sai ganhando porque estas promoções oferecem atrativos para turistas e moradores, geram receita e emprego por meio das ações promocionais e das taxas cobradas. Queremos incentivar a vinda destas empresas também na baixa temporada", disse.
Caraguá recebeu um público de 300 mil pessoas no feriado de Reveillon, que manteve-se na cidade durante a primeira quinzena do ano. Grande parte dos visitantes ainda está hospedado na cidade, mantendo uma média estimada em 130 mil pessoas nos finais de semana, e 80 mil pessoas durante a semana (estimativa baseada na coleta de lixo). (Fonte: PMC)

Reforma da Rio-Santos tem conclusão adiada

Caraguatatuba - As obras de melhorias na rodovia Rio-Santos serão concluídas apenas em fevereiro. É o terceiro atraso na execução das obras, previstas inicialmente para serem entregues ao tráfego no ano retrasado.
Segundo informou a Secretaria Estadual de Transportes, os atrasos foram provocados por embargos judiciais e pelas chuvas que atingem a região.
A secretaria pretendia liberar totalmente a rodovia no dia 15 de dezembro e, posteriormente, até o dia 30 deste mês, o que acabou não acontecendo.
De acordo com a secretaria, no trecho de 46,4 quilômetros entre Caraguá e Ubatuba, estão sendo executadas obras de drenagem.
A empreteira OAS também fará a recuperação do pavimento e a sinalização definitiva da rodovia.
No trecho de 17,6 quilômetros entre Caraguá e São Sebastião, de responsabilidade da empreiteira Delta, restam a execução das rotatórias dos quilômetros 105 e 110 e a conclusão da nova ponte sobre o Rio Juqueriquerê, em Caraguá.
A secretaria informou que os demais trechos serão liberados ao tráfego até o próximo dia 31 e que, caso continue chovendo forte na região, os demais trechos em obras poderão sofrer novos atrasos.
Sobre as reclamações feitas pelos usuários, quanto à sinalização precária, principalmente à noite, e quanto ao surgimento de buracos na pista, a secretaria informou que as empreiteiras terão que entregar a rodovia em 'perfeito estado'.
SOS- Foi lançado ontem em Caraguá por moradores e comerciantes da avenida José Herculano, no Porto Novo, o movimento 'SOS Avenida, em favor de alternativas contra o isolamento dos bairros'.
O movimento pretende recolher assinaturas para um abaixo assinado que será entregue ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) cobrando providências no trecho da Rio-Santos que corta o bairro.
Os moradores reclamam da falta de segurança de pedestres e ciclistas. "O movimento no comércio caiu 50%", afirmou o comerciante César Albuquerque. A secretaria vai analisar o assunto. (Fonte: Salim Buriham/ValeParaibano)

Caraguá preenche vagas de assessor

Caraguatatuba - Os 41 novos cargos criados anteontem pela mesa diretora da Câmara de Caraguá serão preenchidos por indicações dos dez vereadores e as contratações devem ser feitas a partir de amanhã, após publicação da lei pelo jornal que divulga os atos oficiais.
Com a aprovação do projeto, cada vereador passará a contar com quatro assessores, com salários que variam entre R$ 1.400 e R$ 500. Até a legislatura passada cada vereador tinha direito a apenas dois assessores.
Segundo a Câmara, a lei não impede a contratação de parentes, por tratar-se de cargos de confiança do vereador.
O expediente de trabalho na câmara será das 12h às 18h, mas por prestarem serviço direto ao vereador, os assessores poderão trabalhar além do expediente nornal, sem direito ao pagamento de horas extras.
O presidente da Câmara, vereador Juarez Pardim (PPS), não foi localizado ontem para explicar como será feita a indicação dos novos cargos. Pardim afirmou anteontem que os cargos foram criados com o objetivo de melhorar o atendimento à população.
PARENTES- Entre os sete reeleitos, mantêm parentes em cargos de assessores desde a legislação anterior os seguintes vereadores: o presidente Pardim, que emprega um irmão; Luiz Lobo, o 'Lobinho' (PSDB), que contratou uma filha; e, Aureliano Gonçalves Pereira (PTB), que tem um filho atuando em seu gabinete no Legislativo. (Fonte: ValeParaibano)

Ditran intensifica atuação durante a temporada

Caraguatatuba - Com o início da temporada, todo o Litoral Norte sofreu um aumento significativo no fluxo de carros trafegando pelas cidades e por isso sempre é necessário tomar algumas providências para evitar problemas. Com esse objetivo, a Ditran (Divisão de Trânsito de Caraguatatuba) intensificou sua atuação. Os agentes passaram a trabalhar em turnos de revezamento, para que sempre haja profissionais espalhados por diversas regiões para fazer o monitoramento do trânsito.
Alguns moradores chegaram a questionar a atuação dos agentes, alegando que eles estavam concentrados apenas na região central, deixando outros bairros descobertos. O diretor do Ditran, Celso Antonio Rapaci diz que fez uma divisão para auxiliar no trânsito nos locais com mais movimento, que exigem mais atenção. Apesar disso ele garante que se houver alguma região que esteja tendo a necessidade de atuação dos agentes, basta que o morador entre em contato com o departamento, para que seja feita uma análise.
Ele lembra que todos os locais pertencentes à rodovia são de responsabilidade da Policia Rodoviária.
O município conta hoje com 42 agentes de trânsito. Eles estão trabalhando normalmente das 8h30 às 18h00 e se revezam para dar cobertura após esse período. Os locais de maior concentração desses agentes são: praia Tabatinga, Martim de Sá, Prai-nha, Indaiá e Jardim Aruã.
A última escala encerra às 2h00, mas dependendo da ocasião o horário pode ser ultrapassado. Exemplo disso ocorreu no último sábado, quando os profissionais trabalharam até 3h30. Rapaci conta que os funcionários sempre atuam onde há maior fluxo de pessoas e continuam nessas regiões após as 18h00.
As infrações no trânsito chegam a triplicar nessa época do ano. Segundo os agentes, muitas pessoas acabam levando multas por tentar fazer na cidade o mesmo que fazem nas cidades de origem. A fiscalização tem sido rígida e os motoristas, quando são autuados, também recebem orientações sobre o trânsito.
Uma das maiores dificuldades é em relação às faixas de pedestres. Como muitos motoristas estão acostumados com os semáforos, em Caraguatatuba acabam não respeitando as faixas de pedestres, o que pode acarretar em multa. De acordo com os agentes, o pedestre tem prioridade na faixa e o motorista que não respeita esse direito pode ser multado. Para evitar isso, os agentes intensificam a atuação nas faixas de pedestres, para garantir a travessia segura dos pedestres.
Outra infração bastante comum na cidade é dos motoristas que dirigem falando ao celular. Os agentes estão prontos para multar nessa situação, que traz vários riscos tanto ao condutor, quanto aos pedestres. Além dessa infração, outra que também está acarretando várias multas na cidade é de motociclistas que andam sem capacete. Segundo agentes de trânsito, já foi feito um trabalho de conscientização na cidade, que conseguiu melhorar essa questão com moradores.
Assim, fora da temporada, dificilmente é registrado um caso de motociclista sem capacete, mas nesta época, a infração está sendo bastante comum entre os turistas. (Fonte: Imprensa Livre)

Projeto de correção salarial de 5,8% aos servidores públicos é aprovado

Caraguatatuba - O projeto de lei do Executivo de revisão salarial correspondente ao índice de 5,8%, proposto na previsão de arrecadação das receitas estimadas para o orçamento do município para este ano, foi aprovado por unanimidade pelos dez parlamentares, em sessão extraordinária realizada na tarde de ontem.
Na justificativa do projeto, o prefeito José Pereira de Aguilar (PSDB) disse que esta é uma revisão geral anual de remuneração dos servidores, de acordo com o previsto no artigo 74 da lei Complementar Municipal, combinado com outros artigos, inclusive o 37 da Constituição Federal. Serão beneficiados funcionários da administração direta, indireta e até aposentados.
Para o presidente da Câmara, Juarez Pereira Pardim, esta é uma reposição mais do que merecida dos funcionários públicos. “Aguilar fez o que pôde, de acordo com os índices da inflação. Ele disse ainda que todo ano fará esta correção”, disse.
Na sessão, que teve início as 16h20 e terminou às 17h10, a maioria dos vereadores defendeu e ainda pediu aumento maior para os servidores. Mesmo assim o projeto foi aprovado por unanimidade.
Após a sessão extraordinária de segunda-feira, o prefeito se reuniu com os dez parlamentares para discutir o a alteração na redação do projeto que foi votado na tarde de ontem, aumentando os salá-rios dos servidores.
Pardim explicou que os vereadores não recebem abonos salariais por comparecerem nas sessões extraordinárias, e pelo contrário, quando faltam nas ordinárias, tem os salários descontados em 3% por sessão. “Eles compareceram nas duas extraordinárias de hoje porque são parceiros e não porque receberiam mais”, informou.
Na primeira extraordinária deste ano, ocorrida segunda-feira, os vereadores aprovaram por unanimidade projeto da Mesa Diretora que criou 41 cargos comissionados e excluiu 37, portanto cada um dos dez vereadores passará a ter quatro assessores. Os 10 Assessores Políticos receberão R$ 1.393 cada um; os 10 Assessores Políticos Adjuntos receberão R$ R$ 858; os dez Assessores Parlamentares terão salários de R$ 694; os 10 Assessores Parlamentares Adjuntos serão remunerados em F$ 521; e 1 auxiliar de gabinete receberá R$ 803.
Mesmo com a diminuição do número de vereadores, que caiu de 17 até o ano passado para 10 este ano, a Câmara continuou com o orçamento de R$ 5 milhões, equivalente a 7,5% de repasse do Executivo. O ano passado o repasse foi de 8% do orçamento do município. (Fonte: Bruna Vieira/Imprensa Livre)

Programa Ação Litoral

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Portal da Palmeira

Câmara de Ilhabela prevê gastos acima do orçamento aprovado

Ilhabela - O presidente da Câmara, vereador Luiz Lobo (PL), concluiu que os R$ 20 mil destinados às obras do Legislativo neste ano não são suficiente. De acordo com seus cálculos, os gastos previstos estão acima do estipulado pelo Executivo. Lobo disse que reformas como aumento de cozinha, sala de vereadores, rampa e porta de abertura (em caso de incêndio) ficarão em torno de R$ 45 mil. “Estou aguardando a resposta do prefeito Manoel Marcos para que possamos sentar e discutir este orçamento, que considero reduzido”, diz.
Lobo afirma que dos R$ 1.450 mil do orçamento anual, seria necessário pelo menos R$ 45 mil para deixar a casa em ordem. “Temos R$ 20 mil atualmente e isto não é o bastante. Ficaremos apertados caso sobre apenas R$ 12 mil com este orçamento aprovado, não sendo suficiente”, reclama.
De acordo com uma planilha de custos apresentados, Luiz Lobo frisou que somente com funcionários o Legislativo gastaria R$ 458 mil e com vereadores R$ 302 mil. “Se somarmos os gastos com funcionários, vereadores, telefone (R$ 96 mil), INSS dos parlamentares (R$ 63.504 mil) e INSS de funcio-nários (R$ 22.200 mil) dará R$ 1.438.
“Se precisarmos de algo extra com os R$ 12 mil que nos sobrará não conseguiremos viabilizar nada”, encerra.
Segurança - Luiz Lobo confessa que está preocupado com a segurança no município. “Nos últimos dias tivemos 15 furtos na cidade, isso sem contar os casos que não foram comunicados à polícia, através de boletim de ocorrência”, informa.
“Na região da balsa (Barra Velha) está havendo muitos assaltos de madrugada, diz. “Nossa intenção é de construir um local que faça uma vigilância 24 horas. Só assim conseguiremos coibir esse tipo de infortúnio”.
Lobo ressalta a importância da integração da sociedade civil e Polícia. “Temos que agir e acabar com a violência na cidade que não é uma realidade. Tenho certeza que estes assaltos são de pessoas que vêm de fora, por isso a necessidade de fiscalização 24 horas por dia”, diz. (Fonte: Imprensa Livre)

Inscrições para o V Campeonato Municipal de Futsal 2005

Ilhabela - A Prefeitura Municipal de Ilhabela, através da Secretaria da Juventude Esporte e Lazer, estará realizando o V Campeonato Municipal de Futsal 2005, nas categorias: Pré Mirim (94-95). Mirim (92-93), Infantil (90-91), Juvenil (88-89), Feminino Livre, Veterano (1967) e Principal.
As equipes interessadas deverão retirar a ficha de Inscrição a partir do dia 25 de janeiro, das 13 às 17 horas no Ginásio Municipal de Esportes, Bairro do Itaquanduba, e entregar preenchida até o dia 18 de fevereiro às 15 horas.
Informações no tel.: 3896.1765. (Fonte: PMI)

Notícias de São Sebastião Topo

Litoral Virtual Superchic

Laudo do Ibama conclui que incêndio começou na área de tiro da Marinha

São Sebastião - O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente) concluiu laudo sobre o incêndio que aconteceu no Arquipélago dos Alcatrazes, entre os dias 30 de novembro até 4 de dezembro do ano passado. Conforme o documento, com cerca de 100 páginas, o fogo atingiu a fauna, além da flora. A queimada comprometeu uma área de 19,35 hectares, cerca de 20 mil quadrados, o equivalente a 40 campos de futebol.
A Marinha do Brasil realizava exercícios de tiro na área, quando constatou o primeiro foco do incêndio. O laudo do Ibama não aponta, categoricamente, como o fogo se propagou, mas conclui que começou em área de tiros da Marinha do Brasil, ponto classificado como “zona de confusão”.
Os peritos do Ibama encontraram no arquipélago material metálico, em trecho onde o fogo começou e em seu entorno. Conforme o Ibama, ainda não é possível afirmar que se trata de material bélico, usado nos treinamentos da Marinha, porque precisa ser avaliado por especia-listas nesta área. A Polícia Federal também encaminhou peritos ao arquipélago, mas os resultados sobre este trabalho ainda não foram divulgados.
Conforme o laudo do Ibama, também foram encontrados materiais metálicos muito distorcidos como se tivessem sido submetidos a altas temperaturas, Os peritos ainda encontraram resíduos de resina e um mineral denominado breu, produto inflamável, extraído do carvão mineral. Ainda segundo o laudo, centenas de fragmentos pequenos de material metálico foram encontrados, o que levaria a crer que não foram apenas jogados no solo por impacto em rochas, mas que teriam sofrido impacto de alguma outra força, que provocou a fragmentação. O laudo não cita caso de explosões, segundo afirma a assessoria de imprensa do Ibama.

Animais mortos - Os peritos do Ibama encontraram no arquipélago, após o incêndio, os seguintes animais mortos: um exemplar de jararaca-de-alcatrazes, espécie endêmica (só existente lá); um crânio de atobá, caracóis, piolho-de-cobra, e aranha caranguejeira, além de penas de fragata e um ninho provavelmente de corruíra, além de aranhas em abundância.
Não foram encontrados répteis e anfíbios, mas o Ibama não descarta se teriam sido consumidos por animais carniceiros, já que havia muitos urubus, carcará e lagarto teiú na área. Além da jararaca-de-alcatrazes, a rã cycloramphus é outro animal endêmico do arquipélago.
No último dia 6, especialistas do Instituto Butantan estiveram na área a fim de verificar os impactos do fogo, e não encontraram nenhum exemplar da rã. Na ocasião encontraram um indivíduo da jararaca-de-alcatrazes vivo. No próximo dia 31, os especialistas voltarão a Alcatrazes, onde permanecerão por três dias.
O Ibama ainda decidirá as próximas providências. Para tanto será consultado o jurídico do instituto. A Marinha do Brasil ainda não se manifestou sobre a causa do incêndio. Na última sexta-feira, o 8º Distrito da Marinha, em São Paulo, declarou que aguarda laudo do Ibama e da Polícia Federal para se manifestar.

Estação Ecológica - Parte do Arquipélago dos Alcatrazes faz parte da Estação Ecológica Tupinambás, protegida por lei federal. Outra parte está sob domínio da Marinha Brasileira, para exercícios de tiro na área, que abrange a ilha principal. A queimada ocorreu no entorno imediato da Estação Ecológica, que também deve ser preservado.
No dia 30 de novembro a Marinha realizava os seus treinamentos, quando observou o primeiro foco de incêndio. A Marinha anunciou que havia debelado o fogo neste dia, mas a queimada continuou e foi totalmente extinta somente no dia 4 dezembro, por especialistas do Prevfogo, do Ibama, e especialistas do Corpo de Bombeiros, com apoio da Marinha.
A promotoria de Justiça Regional do Meio Ambiente do Litoral Norte instaurou o processo 32/2004 para apurar danos ambientais provocados no Arquipélago dos Alca-trazes. O promotor de Justiça Bruno Márcio de Azevedo disse que “a peça de informação tem por objeto a investigação de eventual dano ambiental decorrente do incêndio no arquipélago dos Alcatrazes, município de São Sebastião, que teria se iniciado durante exercício de tiro pela Marinha do Brasil”.
Em entrevista publicada em 12 de dezembro no Imprensa Livre, a gerente executiva do Ibama/SP, Analice de Novaes Pereira, afirmou que o Ibama quer compartilhar com a Marinha e com toda a sociedade brasileira a discussão sobre qual destino se pretende para o Arquipélago dos Alcatrazes. “Não se trata de simplesmente ignorar a atuação da Marinha, que tem um papel importante a cumprir. Mas em tempos de democracia plena como a em que estamos vivendo é imprescindível que a sociedade se manifeste a respeito dos usos que pretende para um patrimônio que é de todos”, ela considerou.
O ambientalista Nivaldo Simões, ex-diretor de Meio Ambiente de São Sebastião, conta que no livro “Tratado Descritivo do Brasil”, escrito pelo português Gabriel Soares de Souza, em 1587, consta que o nome do Arquipélago dos Alcatrazes era “Uraritan”, expressão tupi que significa Terra das Aves. “É Terra das Aves, não de tiros da Marinha”, diz Simões. Ele considera absurdo o fato de uma Estação Ecológica ter como vizinha imediata raias de tiro da Marinha.
“É falta de sensibilidade da Marinha do Brasil, que contraria a história, o meio ambiente e a vontade dos cidadãos de São Sebastião e do Estado de São Paulo”.
Ele ainda acentua que Alcatrazes é de São Sebastião, reconhecida desde o período colonial, o que a Marinha não considera. “Se o incêndio não foi provocado pelos tiros da Marinha, a coincidência dos fatos é muito grande; talvez o fogo começou por causa de algum bichinho de cabeça quente no arquipélago”, ele ironiza.
Os interessados em se manifestar sobre Alcatrazes ao Ibama também podem fazê-lo pelo endereço eletrônico: ascom.sp@ibama.gov.br. Até ontem, cerca de 50 e-mails, assinados por várias instituições, foram recebidos pelo Ibama. (Fonte: Nívia Alencar/Imprensa Livre)

Casamento comunitário pode virar uma tradição na Festa do Padroeiro

São Sebastião - Um momento único, celebrado com muita alegria e emoção. Assim pode ser definido o casamento comunitário, realizado no último domingo na Igreja Matriz de São Sebastião, que uniu 22 casais da cidade. Muitos já conviviam juntos, mas a oportunidade permitiu que oficializassem o relacionamento tanto na igreja, como no civil. Além do padre Jaime Matheus, que é pároco da matriz e coordenou a cerimônia de casamento, um diácono e outros dois padres também auxiliaram na celebração.
O casamento começou às 10h30, e apesar de ser comunitário, proporcionou a cada casal um momento único, na entrada. Os organizadores do evento deixaram os lugares reservados para os noivos e padrinhos e tinham uma equipe para auxiliar e permitir que todos os detalhes saíssem da melhor maneira.
De acordo com o padre Jaime, foram cerca de seis meses de preparação para que tudo pudesse ser realizado. Ele conta que ocorreram vá-rias etapas, sempre com o intuito de oficializar a união dos casais. O padre fala que com esse evento a igreja reforça a importância da família.
Para participar da cerimônia, os casais precisaram fazer o curso de noivos e realizarem alguns ensaios. Mas antes disso, foi necessário entregar uma série de documentos, exigidos pela igreja. O padre Jaime diz que considera bastante burocrático o processo de casamento na Igreja católica, mas acredita que isso considera a seriedade como o matrimonio é levado por ela.
Matheus ainda comentou que houve uma preocupação de que todos fossem colocados diante de Deus bonitos e por isso, decidiram as questões da roupa que iriam usar. Dessa maneira, os casais que não podiam alugar a roupa (terno azul para os homens e vestido de noiva para as mulheres), receberiam alguma ajuda.
Assim como na primeira edição, o casamento do civil também foi realizado sem custo algum. O prefeito Juan Pons Garcia, a pedido do padre Jaime, colaborou no pagamento das taxas. A igreja, por sua vez, não cobrou nada para a celebração. Para facilitar todo o processo, o casamento no civil foi realizado na semana passada, no mesmo local: igreja matriz. Juan parabenizou todos os casais e disse que deveria haver mais casamentos comunitários, para que todos compartilhassem de momentos tão bons.
O padre ainda diz que como houve toda uma preparação, todos os casais estão bastante conscientes. “Eles estão casando no momento certo e agora sabem o que estão fazendo”, declarou. Ainda mostrou como exemplo os casais da pastoral familiar, que contribuíram para a união dos novos casais.
Todos os noivos saíram da igreja com um presente. A igreja fez uma campanha para encontrar padrinhos voluntários, que doaram presentes para cada casal.
De acordo com Ana Paula Pirani, que coordenou o evento com o marido, Ary Pirani Junior, tudo começou ser preparado há seis meses. Ela conta que o primeiro passo é saber quem é batizado ou fez primeira comunhão, que são outros sacramentos da igreja católica. A partir disso, começam a entrega dos documentos, participação de testemunhas, entre outras questões.
Ana Paula diz que devido à falta de documentos, nem todos conseguem se casar. Este ano, por exemplo, foram 28 inscritos, mas seis não conseguiram integrar o casamento comunitário. No ano passado, foram 38. A coordenadora diz que ele está se tornando mais uma tradição da festa do padroeiro. Na organização, quatro casais da pastoral familiar ficaram responsáveis pela acolhida, enquanto havia um casal para auxiliar cada noivo. (Fonte: Ricardo Hiar/Imprensa Livre)

Jet-ski será proibido no Carnamar por determinação da Marinha

São Sebastião - O uso de jet-ski ou moto-náutica será proibido na 15ª edição do Carnamar, marcada para o dia 6 de fevereiro, na praia do Arrastão. Tal medida atende determinação da Marinha do Brasil.
Ontem à tarde, a organização do ‘carnaval no mar’, formada pela Aciss (Associação Comercial e Industrial de São Sebastião) e Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo), participou de uma reunião na Delegacia da Capitania dos Portos. Entre os presentes, o presidente da associação, Fábio Aranha, e o secretário Julio Buzi, além de diretores das duas instituições e representantes do Corpo de Bombeiros e do Tebar (Terminal Almirante Barroso), da Transpetro/Petrobras.
O tenente Roberto Braz Ferreira, responsável pela Divisão de Segurança de Tráfego Aquaviário da Delegacia da Capitania dos Portos em São Sebastião, apresentou uma série de normas que devem ser adotadas no Carnamar 2005. “A Marinha cuida da segurança da navegação e salva-guarda da vida no mar. O jet-ski não pode participar do Carnamar. Se tiver vamos recolher”, enfatizou.
Ferreira lembrou que alguns usuários costumam fazer “manobras radicais” em meio às embarcações de maior porte, colocando em risco a segurança dos participantes. Também são proibidos caiaques e canoas.
Segundo ele, os organizadores precisam preparar um termo de responsabilidade para que seja assinado pelos proprietários das embarcações. Os barcos participantes também devem estar com a documentação em dia.
A organização terá de enviar à Marinha um ofício com o pedido de autorização e o roteiro do Carnamar. Isto porque, a partir destas informações, a Delegacia da Capitania dos Portos elabora um documento denominado “Aviso ao Navegante”. Este comunicado serve para alertar, principalmente, os comandantes de navios sobre a realização do evento marítimo.
De acordo com o tenente, os problemas mais freqüentes são: superlotação e falta de documentação das embarcações. Desta forma, a Marinha pretende realizar a fiscalização no local.
Conforme o tenente, os passageiros devem ser instruí-dos sobre o uso de colete salva-vidas antes do embarque. Ele alerta que é proibido passar de um barco para outro, assim como portar fogos de artifício e mergulhar durante o percurso.
O condutor também não pode consumir bebida alcoólica. É permitido enfeitar as embarcações, desde que não se altere a estrutura ou encubra a identificação.
Normalmente, o Carnamar tem entre 150 e 200 inscritos. O presidente da Aciss, Fábio Aranha, lembra que o evento já possui um regulamento, que deverá ser alterado para atender às normas da Marinha. Ele ressaltou a necessidade de apoio para o evento.
“É início de gestão, tanto na Aciss quanto na prefeitura, então precisamos de patrocinadores. Nosso objetivo é trazer proprietários de barcos, náuticas, marinas e praticantes de esportes náuticos para este carnaval no mar”. Já o secretário de Cultura e Turismo, Julio Buzi, ressaltou que órgãos como a Defesa Civil poderão atuar na fiscalização e segurança do evento.
O 15º Carnamar será realizado no domingo de carnaval, às 10h00. Com saída da praia do Arrastão, os barcos passam pelo píer do Pontal da Cruz e seguem para a Vila, em Ilhabela, de onde retornam para o ponto de partida. Este ano a novidade deve ficar por conta da premiação, possivelmente, em dinheiro. (Fonte: Imprensa Livre)

Câmara doa computadores à Polícia Rodoviária Estadual

São Sebastião - A Câmara de São Sebastião doou, na noite de sexta feira, dois computadores, uma impressora e um monitor, à Polícia Rodoviária Estadual.
“Com estes equipamentos nós conseguiremos agilizar a parte administrativa dando condições e meios para operacionalizar as fiscalizações e empregos dinamicamente de todo o efetivo da Polícia Rodoviária do Litoral Norte”, afirmou o comandante Luiz Fernando Alves. Acompanhado do 2º sargento da Administração do Policiamento, Paulo Celso de Abreu, ele recebeu a doação das mãos do presidente da Câmara, Wagner Teixeira, que destacou a integração do Legislativo com a comunidade, seja por meio da sociedade civil organizada ou dos órgãos públicos. (Fonte: Imprensa Livre)

Cultura lança “Espaço Criança” e quer valorizar os artistas da cidade

São Sebastião - A Sectur (Secretaria de Cultura e Turismo) da Prefeitura de São Sebastião iniciou, no último final de semana, um projeto para oferecer atividades artísticas voltadas ao público infantil. Trata-se do “Espaço Criança”, que será realizado aos sábados, durante toda a temporada de verão, em frente ao prédio da secretaria, na Rua da Praia.
De simples brincadeiras a peças teatrais, segundo o diretor de Cultura, Gleivison Gaspar, o que vale é o despertar do interesse pelas manifestações culturais. No próximo sábado, às 18h30, a atriz Adriana Lira apresenta uma performance “clown” (palhaço). Em seguida será a vez do teatro de sombras, da Escola Josepha de Sant’anna Neves, do bairro Topolândia.
No local também haverá pintura de rosto. Contudo, de acordo com o diretor, a grande atração do “Espaço Criança” será o “Show de Talentos”, direcionado à faixa etária entre 4 a 12 anos.
Neste projeto, a criança pode cantar, dublar ou dançar.
Para quem pretende se apresentar já neste sábado, a inscrição na Sectur deve ser feita até amanhã. A ficha tem de ser preenchida por pais ou responsáveis. “Não é uma competição, mas uma mostra artística. Tentamos fazer deste espaço em frente à secretaria um pólo cultural. Além disso, a Festa de São Sebastião é toda dirigida ao público adulto e nós queremos oferecer atividades às crianças”, destacou Gleivison Gaspar.
Ele informou que todo domingo tem apresentação da Banda Municipal “Maestro Ladislau de Mattos”, sob a regência do maestro Almir Clemente. “Em fevereiro também teremos o Coral Municipal”.
Gaspar falou sobre o fato de promover os eventos no calçadão da Rua da Praia. “A primeira coisa é mudar a mentalidade, a visão de cultura. Queremos que seja mais abrangente, mais democrática, global. Não entendemos quando se fala em encerramento do ano das oficinas culturais e o teatro fechado o ano inteiro.
Os alunos das oficinas devem ser aproveitados ao longo do ano e o teatro ficará aberto para todos. Já começamos a mostrar as mudanças, com as bandas locais na Festa do Padroeiro; não fizemos dois palcos. Os cachês pagos são os mesmos”, declarou o diretor.
Ainda segundo Gleivison Gaspar, a idéia é profis-sionalizar o teatro da cidade. “Existe um pessoal que não pode mais fazer oficina. Temos condições de montar bons espetáculos a preços populares. Isso vale para outros segmentos, como a dança, a pintura. Um dos projetos para divulgação do trabalho é o Caravanas nas Escolas, que levará a arte e a cultura até os alunos. Tudo que for produzido nas nossas oficinas vai virar exposição, pois a arte existe para ser mostrada e cumprir seu papel, não para ser arquivada”, enfatizou.
De acordo com o diretor de Cultura, hoje também já existe um cadastro de artistas locais. “É o projeto Prata da Casa, no qual os eventos da cidade serão preenchidos com os próprios moradores de São Sebastião. Unimos preço e qualidade, além do desenvolvimento cultural da comunidade”.
Quanto ao Carnaval 2005, Gaspar disse que a festa já foi definida. No próximo dia 29, na Rua da Praia, haverá a escolha da Rainha e do Rei Momo, com o show da bateria das escolas de samba. Logo após, só que no Balneário Praia Grande, será realizado o Grito de Carnaval, com a banda Doce Prazer, de São Sebastião.
Já em fevereiro, a folia começa no dia 4 com o baile de rua da banda Classe A, formada por músicos da cidade. No sábado, 5, passa pela avenida o tradicional Bloco dos Sujos.
Para o domingo de carnaval, a atração é o desfile das escolas de samba: X-9 do Canto do Mar e Ki-Fogo pelo Grupo 1 e Mocidade Independente da Topolândia, Sol de Verão e Acadêmicos de São Francisco no Grupo Especial. Na segunda-feira, 6, apresentação dos blocos de enredo e embalo, enquanto na terça-feira, 7, ocorre o desfile das escolas campeãs. O baile de rua será realizado todas as noites de carnaval, sempre após os desfiles. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Mary´s Casa na Fortaleza

Defesa Civil decreta alerta em Ubatuba
Cidade mais castigada pela chuva ainda tem 112 desabrigados e enfrenta risco de novos deslizamentos e alagamentos

Ubatuba - A previsão de mais chuvas até o final da semana obrigou a Defesa Civil a decretar estado de alerta em Ubatuba, a cidade mais castigada da região, com 112 desabrigados.
Os técnicos temem novos deslizamentos de terra e alagamentos na cidade. Segundo o Cptec (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos), o tempo ruim deve continuar até sábado na região (leia texto nesta página).
Em Ubatuba, o acumulado de chuva nos últimos três dias foi de 98,6 milímetros, ou seja, choveu 98,6 litros por metro quadrado na cidade no período. Somente ontem, foram 14,8 milímetros, segundo informou a Defesa Civil.
Devido ao risco de novos deslizamentos de terra na cidade, a Defesa Civil decidiu manter os 112 desabrigados alojados no ginásio de esportes do Tubão, na região central. As vítimas são moradoras de oito bairros que tiveram as ruas alagadas anteontem. Ontem, nenhum alagamento foi registrado na cidade.
"Só autorizaremos o retorno das famílias para suas casas após o fim das chuvas e das vistorias nas áreas atingidas", afirmou ontem o chefe da Defesa Civil, Pedro Mariano.
Segundo a Defesa Civil, foram identificados 69 pontos de alagamentos, 28 quedas de árvores, dois desabamentos e cinco deslizamentos de encostas desde o início das chuvas.
A prefeitura realizou ontem um mutirão para desobstruir valas, córregos e tubulações. Cerca de 50 pessoas estão trabalhando nos bairros mais atingidos.
Com a limpeza, o nível da água baixou nos bairros Praia Grande, Parque Guarani, Toninhas, Itaguá, Estufa 1, Estufa 2 e Núcleo Botafogo.

VISTORIA - Ontem, estiveram na cidade os geólogos Marcelo Fisher Gramani e Jair Santoro, do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) e do IG (Instituto de Geologia), respectivamente, e o coordenador da Defesa Civil do Estado, tenente Lawrence Sales.
Os técnicos vistoriaram a estrada da Casanga, em Itamambuca, e as encostas do Prumirim, onde ocorreram deslizamentos de terra anteontem à noite. Eles permanecem hoje na cidade vistoriando outras áreas.
Na Casanga, a casa de Mário Luiz Leite e Alexandra Aparecida da Silva, atingida por um deslizamento, foi interditada. O casal foi abrigado na casa de parentes no próprio bairro.
"Sobrevivemos por questão de minutos. Descemos para ver o carro e, quando olhamos, vimos a lama entrando em casa", disse Leite. O deslizamento destruiu o quarto e a sala. Sobrou apenas a cozinha.

ESPERA - Pelo menos 112 pessoas, sendo 52 crianças, continuam abrigadas no ginásio de esportes da cidade. Uma delas é a artesã Simone Rocha, 48 anos, moradora do bairro Silop, próximo ao centro.
"Fiquei muito assustada. A água chegou a 1,50 metro de altura, perdi tudo o que tinha", disse ela. Simone está acompanhada de três filhas e de três netos, entre eles, Radija Stefane, de quatro meses.
Ontem, a Vigilância Sanitária ministrou curso de higienização e distribuiu kits de limpeza para as mulheres, para que limpem as casas antes do retorno, previsto para hoje à tarde, e evitem o risco de doenças. Nas demais cidades do litoral, não foram registradas ocorrências de chuvas. (Fonte: Salim Buriham/ValeParaibano)

Deslizamento ameaça casa de Clodovil

Ubatuba - A Defesa Civil e os técnicos do IPT vistoriam ontem a casa do apresentador de TV Clodovil Hernandez, situada no Prumirim, em Ubatuba.
Um deslizamento de terra atingiu parte da casa, que fica no alto do morro. Os técnicos recomendaram ao caseiro e aos funcionários que trabalhavam na casa que deixassem o local devido ao risco de novos deslizamentos de terra.
Segundo o caseiro Renato Santos, o apresentador não se encontrava no local, mas foi informado do deslizamento --que ameaça uma varanda e a sua banheira construída no local.
O deslizamento atingiu parte do quilômetro 30 da rodovia Mário Covas, BR-101.
A Polícia Rodoviária Federal e os técnicos do IPT e da prefeitura, decidiram sinalizar a pista, para dar mais segurança dos motoristas.
Segundo os técnicos, com as chuvas, podem ocorrer novos deslizamentos de terra no local.
Clodovil não foi localizado. Ele estava em São Paulo, nos estúdios da Rede Record, onde gravaria uma entrevista para o programa do humorista Tom Cavalcante. A entrevista seria exibida ontem à noite. (Fonte: ValeParaibano)

Lu Alckmin envia roupas e comida a desabrigados

Ubatuba - A presidente do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, Maria Lúcia Alckmin, envia hoje 400 kg de alimentos, roupas, colchões e cobertores para os desabrigados de Ubatuba. Entre os alimentos, foram doados 100 kg de feijão, 100 kg de arroz, 100 kg de farinha de trigo, 30 kg de açúcar e 48 kg de macarrão. Um caminhão da prefeitura irá hoje pela manhã buscar as doações em São Paulo. Os donativos serão distribuídos às famílias desabrigadas pelas chuvas. Moradores e comerciantes da cidade também têm colaborado, doando alimentos e cobertores. (Fonte: ValeParaibano)

Desabrigados iniciam retorno às casas após a chuva
Comunidade e empresários auxiliam desabrigados em Ubatuba

Ubatuba - A Secretaria de Promoção Social de Ubatuba divulgou balanço do atendimento às vitimas da enchente causada pelas fortes chuvas da última segunda-feira (17). Cerca de 120 pessoas ficaram alojadas no ginásio de esportes Tubão, onde receberam alimentação e roupas. Na manhã desta terça-feira, algumas pessoas retornaram as suas casas acompanhadas de duas equipes da Defesa Civil para avaliar as condições das residências e orientar os moradores dos procedimentos necessários.
Já as pessoas que ainda permanecem no ginásio, em sua maioria mulheres e crianças, estão sendo orientadas por técnicos da Vigilância Sanitária sobre como proceder na higienização das casas alagadas. Tão logo as casas sejam liberadas os moradores receberão kits de limpeza e também roupas e alimentos, quando necessário.
A secretária da Promoção Social, Kátia Nunes, agradeceu o rápido auxílio recebido pela comunidade. “Nem tenho palavras para agradecer a mobilização da população de Ubatuba. Tão logo circularam as primeiras notícias sobre desabrigados, começaram a chegar as doações de moradores e empresários. Todas as pessoas que tiveram dificuldades foram atendidas logo no primeiro momento. Que Deus abençoe a todos esses que se preocuparam com nossa gente”.
Participaram dos trabalhos de auxilio às famílias além da Promoção Social, as secretarias de Obras, Saúde, Educação, Defesa Civil e Fundo Social. A Secretaria de Promoção Social divulgou também uma lista de agradecimentos para empresas que colaboraram nessa ação: supermercado Paulista, supermercado Semar, supermercado Rosado, Restaurante Orégano, Paróquia Imaculada Conceição, AEL distribuidora de água, Ubatuba Palace Hotel, Igreja Evangélica Ágape e Comevap. (Fonte: PMU)

Programa de Saúde é ampliado em Ubatuba

Ubatuba - O PSF (Programa de Saúde da Família) de Ubatuba vai implantar mais duas equipes para atender a região sul da cidade, entre elas o bairro Rio Escuro, Fortaleza e Praia Dura. O programa foi implantado na cidade em 1998. As 22 equipes existentes hoje atenderam até agora 71 mil pessoas. Cada equipe é composta por um médico, uma enfermeira, duas auxiliares e sete agentes comunitários de saúde. O programa absorve R$ 360 mil ao mês. Desse total, 47,7% do gasto é da Prefeitura de Ubatuba, 10% do governo do Estado e 42,3% do Ministério da Saúde. O PSF realiza, entre outras coisas, monitoramento em casos de diabetes, hipertensão e pré-natal. (Fonte: ValeParaibano)

Ubatuba tem 2ª desova de tartaruga

Ubatuba - O projeto Tamar (Tartarugas Marinhas) identificou mais um ninho de tartaruga em Ubatuba, desta vez, na praia Grande, uma das mais frequentadas da cidade.
Os técnicos isolaram e sinalizaram o local para que os ovos sejam preservados até o nascimento dos filhotes.
Foi o segundo ninho localizado no município este ano. O primeiro foi descoberto no último dia 1º, na praia do Tenório.
A coordenadora estadual do Tamar, Berenice Gallo, disse que o segundo ninho descoberto no domingo pode ter sido feito pela mesma tartaruga, possivelmente, da espécie "Cabeçuda".
Berenice afirmou que a tartaruga na época da reprodução pode ter até quatro desovas, cada uma delas em um período de 15 a 20 dias. A região de Ubatuba é considerada área de alimentação de tartarugas juvenis. "Possivelmente, a tartaruga se perdeu e fez a desova nas praias da cidade", afirmou.
Berenice disse que a fêmea desova de 100 a 120 ovos em cada ninho. Os filhotes devem nascer dentro de 60 dias. O garçon Marcos Vinicius Gomes, 19 anos, que encontrou o ninho, disse que inicialmente pensou tratar-se de ovos de codorna.
A estagiária do Tamar Danielli Barbosa, que passou a manhã de ontem preservando o local, disse que o ninho atraiu a atenção dos turistas. A bióloga Lucy Campos, de Campinas, foi uma das pessoas que visitou ontem o local. (Fonte: ValeParaibano)

Nickelodeon agita o canto da praia Grande
Atividades de recreação e artísticas para todas as idades

Ubatuba - A Prefeitura Municipal de Ubatuba, através da Secretaria de Esportes e Lazer, firmou parceria com o canal de televisão por assinatura Nickelodeon. A partir deste sábado, 22, e até o dia 25 diversas atividades estarão acontecendo no canto esquerdo da Praia Grande, nas proximidades do quiosque Oásis. Diariamente, das 9 às 18 horas quem comparecer ao local poderá aproveitar o Castelo Nick, uma oficina de escultura na areia; o Nick Splat, um campeonato de bomba na água e o Surfe Nick, onde profissionais de surfe irão ensinar as manhas de se pegar onda. Além disso, estarão disponíveis ainda para o público o Deixe Sua Marca, um painel onde o público poderá deixar um recado, uma foto, um poema ou o que tiver vontade; o Nick Pula Nick uma cama elástica; Oficina de Pipa Nick, onde será ensinado as técnicas de se fazer e empinar pipas; o Esporte Nick, ao ar livre, com atividades como queimada, torneios de taco, de frisbie, cabo de guerra e muito mais. Na estréia haverá sessão de cinema à partir das 20 horas e um quilo de alimento não perecível dará direito a duas entradas. (Fonte: PMU)

Prefeitura restaura iluminação em ponte
Secretaria de Obras reativa sistema de iluminação da ponte que liga o bairro da Pedreira ao centro da cidade

Ubatuba - Uma reivindicação antiga dos moradores do Bairro Pedreira e região foi atendida essa semana pela Prefeitura Municipal. A Secretaria de Obras entregou à população daquela localidade a iluminação da ponte que liga a rua Orlando Carneiro à Rodovia Gov. Mário Covas, na altura do bairro da Pedreira.
A iluminação estava desativada há algum tempo devido ao furto da fiação. Com a nova iluminação foi garantida maior segurança aos usuários que trafegam pelo local. Welson Nunes Clarindo, do Serviço de Supervisão de Obras, afirma que o serviço foi feito pensando em sua durabilidade: “Colocamos a nova fiação elétrica de uma forma que vai dificultar o acesso de quem ousar furtá-la. As pessoas vinham solicitando esse serviço há bastante tempo, pois aquela área, na escuridão em que se encontrava era bastante perigosa”. Ainda segundo Welson, esse trabalho contou-se com a valiosa ajuda do eletricista Romão Mateus que deu dicas importantes a respeito da colocação da rede”. Outra ponte da cidade que vem recebendo melhorias fica no bairro do Ubatumirim, onde a concretagem da base foi concluída. (Fonte: PMU)

Ação Litoral
 
Artigo Topo

Tsunamis
Enviado por Ronaldo Dias

De origem japonesa - tsunami designa ondas oceânicas de grande altura. Embora sejam erroneamente denominadas de ondas de maré, as tsunamis não são causadas por influência das forças de maré (forças astronômicas de atração do Sol e da Lua).
Tsunamis são ondas de grande energia geradas por abalos sísmicos. Têm sua origem em maremotos, erupções vulcânicas e nos diversos tipos de movimentos das placas do fundo submarino.
Portanto uma boa definição para a tsunami seria uma onda sísmica que se propaga no oceano. Historicamente, é no Oceano Pacífico onde ocorreram a maioria das tsunamis, por ser uma área cercada por atividades vulcânicas e freqüentes abalos sísmicos. Ao norte do Oceano Pacífico, desde o Japão até o Alasca, existe uma faixa de maior incidência de maremotos e erupções vulcânicas que originariam as tsunamis mais freqüentes do nosso planeta.
Talvez a tsunami mais famosa tenha sido a provocada pela explosão vulcânica da Ilha de Krakatoa no Oceano Pacífico em 26 e 27 de agosto de 1883. A tsunami resultante atingiu as ilhas da Indonésia com ondas de até 35 metros de altura.
As tsunamis ao se propagarem no oceano possuem comprimento da ordem de 150 a 200 km de extensão e apenas 1 metro de altura. Portanto, em alto mar elas são quase imperceptíveis. Entretanto, ao se aproximar de zonas costeiras mais rasas, a redução da velocidade, devido ao atrito com fundo do seu comprimento, porém a energia continua a mesma. Conseqüentemente, a altura da onda aumenta bastante em pouco tempo. Neste ponto, ela pode atingir 10, 20 e até 30 metros de altura, em função de sua energia e da distância do epicentro da tsunami.
Na recentemente levantada hipótese sobre o perigo de um maremoto de grandes proporções, ele seria tão catastrófico quanto maior for presumida explosão vulcânica nas Ilhas Canárias, local onde foi detectada importante atividade sísmica no subsolo.
Uma analogia a esse processo seria uma panela de pressão que tem a sua válvula reguladora obstruída enquanto aumenta o calor interno gerado pelo fogo. A pressão interna vai aumentando proporcionalmente ao acúmulo de energia potencial. Este processo tem continuidade até que ocorra uma ruptura em algum ponto da estrutura da panela redundando em uma explosão, ou seja, na liberação instantânea de grande quantidade de energia.
No caso das Ilhas Canárias foi observado um aumento da atividade sísmica/vulcânica no interior da ilha. Como a mesma estava inerte a várias dezenas de anos, o topo do cone vulcânico, que é a própria ilha, se consolidou de tal forma que se extinguiu o respiro ou válvula de alívio da pressão interna do vulcão. Assim, quanto mais sinais ela der de atividade vulcânica no seu interior maior será o risco de haver uma erupção vulcânica de grandes proporções. O tamanho da onda tsunami gerada será proporcional à quantidade de energia transmitida ao mar no momento da erupção.
Por outro lado, uma erupção vulcânica não é um evento comum e, se levarmos em conta outros fatores, veremos que a probabilidade de formação de uma onda tsunami destruidora é pequena.
Outro fator a ser considerado é a distância do litoral brasileiro, especificamente dos estados do Rio Grande do Norte, Ceará, Maranhão, Piauí, Pará e Amapá, em relação à Ilhas Canárias. São aproximadamente 4,500 km/h, o que equivaleria a 8 horas de percurso até chegar ao litoral brasileiro.
Assim, quanto maior for a distância entre a origem (epicentro) e o litoral de impacto, maior será a perda de sua intensidade por espalhamento e mesmo dissipação de sua energia. Outro fator de reflexão é que quanto menor for a profundidade das zonas por onde a onda propaga maior vai ser a redução de sua energia pelo atrito com o fundo submarino.
Se somarmos a probabilidade e os registros históricos de erupções e/ou abalos sísmicos em ilhas do Oceano Atlântico, que são mínimos, veremos que as chances de ocorrer um acidente ambiental de grandes proporções são baixas.
Desta forma, antes do Brasil, Portugal, Norte da África e o arquipélago de Cabo Verde serão as vítimas potenciais devido à proximidade do epicentro da eventual explosão vulcânica, recebendo diretamente o impacto da onda de grande altura.
Por outro lado se existe a probabilidade é preciso ter cuidado de alterar para as possíveis conseqüências do fenômeno. A conjunção de fatores intervenientes pode provocar estragos catastróficos, daí a importância de que a população seja informada e que as autoridades competentes tomem as devidas precauções. Um bom exemplo desse tipo de política de seguranças é o desenvolvimento através de informações de satélite pela Organização Meteorológica Mundial - OMM.
Devido a freqüência da ocorrência de tsunamis no Pacífico, existe uma rede internacional de sismógrafos ao longo do cinturão de fogo que altera para a formação de qualquer onda catastrófica. Como resultado dessa iniciativa nenhuma morte foi contabilizada com a passagem de uma tsunami no Havaí em 1957. Já a tsunami de 1946, com altura inferior à de 1957, causou inúmeras vítimas fatais pela ausência de um sistema de alerta.
Portanto, medidas preventivas são muito menos onerosas e possíveis de serem tomadas do que medidas corretivas, muito mais dolorosas. O medo é gerado pela ignorância, o respeito é gerado pelo conhecimento.

Fonte: Revista ECO 21
www.eco21.com.br
Outubro, 2001

Opinião Topo

Tempo de Esperança
Charles Medeiros

O início dos trabalhos legislativos, para o Mandato de 2005/2008, causam enormes expectativas na comunidade Ubatubense, afinal os cidadãos de bem, eleitores conscientes de suas responsabilidades, foram ás urnas, e escolheram seus representantes na Câmara Municipal de Ubatuba.
O Povo fez a sua parte, resta aos políticos eleitos, e não eleitos, cumprir com seus compromissos de campanha, usar o bom senso e trabalhar para o desenvolvimento do Município, e o bem estar de seu Povo. Para que seja executado um trabalho sério, a que se desmistificar o ideário popular, de que o Vereador é um funcionário da Prefeitura, aliás, para que se desenvolva um bom trabalho junto á comunidade, Executivo e Legislativo, necessitam ter harmonia em suas ações, porem a independência entre os Poderes é fundamental.
O Vereador tem papel fundamental na elaboração de PLs (Projetos de Lei), bem como obrigação de analisar dentro da luz da razão, todos os documentos enviados á Câmara Municipal, estudá-los e votar com plena consciência, e responsabilidade de seus atos, não cabe ao Legislador, alegar ignorância de sua real função. A Câmara é a Casa do Povo, o baluarte da Democracia, para que isto ocorra de verdade, é fundamental a participação popular, é importantíssimo que se freqüente as Sessões, que se faça presente, reafirmando os laços entre o eleitor e o eleito. Devemos lembrar sempre, da importância da participação popular, o Homem Público é um veículo de transformação social, que só funciona em sua plenitude, quando o cidadão, que é o combustível, permanece unido, interagindo em seu Mandato, participando, cobrando, criticando, apoiando, e ajudando - o na busca de uma cidade melhor. Congelamento de áreas de ocupação irregular combina com casas e loteamentos populares, pense nisto, participe disso, manifeste se sobre isso.
Ubatuba, terra dos sonhos, tem jeito. Depende do trabalho de todos.

Charles Medeiros
Vereador

Carta do Leitor Topo

As tartarugas gostam de Ubatuba... E os turistas? - Achei muito legal o Projeto Tamar proteger os ovos da(s) tartaruga(s) nas áreas na Praia Grande e no Tenório. Quem sabe não começa um novo "point" das Tartarugas em Ubatuba... ??!!!
Eu li no site Litoral Virtual que as tartarugas jovens vem a Ubatuba para se alimentarem... mas esta novidade de desovarem nas nossas praias, isto é muito legal!!!
Espero que os turistas respeitem isto, já que não estão respeitando e sujando as nossas praias...
Acho que as pessoas deveriam ter mais consciência e se realmente gostam de Ubatuba, não deveriam jogar nada no mar... e nem nas nossas praias...
O turismo é importante para Ubatuba e para todos, mas que venha um turista mais consciente e educado.

Marisa P. Ramos Pinto Ferraz
São Paulo / Ubatuba

Foto do Dia Topo

Para participar desta seção basta enviar as fotos com crédito do autor e legenda, no tamanho mínimo de 1024 x 768 pixels com resolução de 72dpi para fotododia@litoralvirtual.com.br
O envio de foto caracteriza autorizada a sua publicação e identifica o remetente como autor.

Ubatuba-SP

Cruzeiro - Emilio Campi


Praia do Cruzeiro
©Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi
Editora Assistente: Jullyany Roberta Cruz


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor